Issuu on Google+

Ano 2011 Edição julho R$4,50

Bolsa de Arte Uma opção de cultura no Bairro Floresta

A gaúcha, ex-integrante do Pânico na TV, fala de sua nova fase como apresentadora na Record

Amor em Pauta Carolina Aguaidas e Gustavo Berton contam como é trabalhar na mesma área

Lifestyle

.

Lizi Benites Moda

.

Beleza

.

Cultura


sumário

04 10 27

09

GUIA DE COMPRAS

CAPA

MODA CASUAL SAÚDE

14

43

BELEZA

COLUNISTA

30

31

16

EMPREENDEDOR

GASTRONOMIA

32 NOTÍCIAS

MODA FESTA

44

NOTÍCIAS

48

VIZINHANÇA

Execução Editorial: Ímppar - Comunicação e Pesquisa - Rua Joaquim Nabuco nº 20, sala 304, Porto Alegre-RS, Fone: (51) 3086.4500. Aprovação: Departamento de Marketing - Fernanda Fogliati (Mtb 12.361). Coordenação Comercial e Editorial: Silvia Caminha (Mtb 12.900 - silvia@imppar.net). Textos: Gustavo Alves (Mtb 12.945), Isabella Alves (Mtb 15.175) Fotografias: Gustavo Alves e Isabella Alves. Produção Isabella Alves. Projeto Gráfico: Karla Dufech. Fotografia de capa: Pedro Colon, Make e hair: Steffanny Porfirio e Produção: Claudio Junior - TALENTMIX COMUNICAÇÃO - SP


Texto. Silvia Caminha Fotografia. Divulgação

Linda e poderosa Conversamos com a Lizi Benites, que ficou famosa por suas participações no programa Pânico da RedeTV! e por sua boa colocação no reality show - A Fazenda, da Rede Record. Ela respondeu nossas perguntas e mostrou simplicidade e simpatia. Confere aí o bate-papo: Como é a Lizi quando está de folga? Sou bem tranquila. Quando não estou trabalhando adoro ficar em casa, receber poucos e bons amigos para tomar um vinho e assistir um filme. Adoro restaurantes, cinema, teatro, exposições e passeios culturais. Quais são suas maiores paixões? Minha família, sem dúvida. Meus familiares moram no sul, eu moro em São Paulo e sinto muita falta deles. Outra paixão da minha vida é minha casa, um lugar que é meu e que fico feliz quando tenho tempo de curti-la. Viajo muito, paro pouco em casa. Você estudava contabilidade antes de se tornar celebridade. Você pensa em retomar os estudos?

4

Lizi Benites, curte o momento de sucesso na Rede Record

Eu estudo jornalismo agora e pretendo acabar a faculdade. Meu foco é voltado para a comunicação. Não tenho pretensão nenhuma de voltar a trabalhar com outra coisa que não seja a televisão. Quais são os seus projetos como profissional? Quero crescer como apresentadora, justamente por isso que estudo comunicação. Quero começar uns novos cursos de especialização e me preparar cada dia mais para um encarar o desafio de apresentar um programa meu. O que o programa Pânico representou na sua vida? Foi o início de tudo. Foi lá que tive a oportunidade de ser vista e lembrada. Tenho um respeito e carinho enorme por cada integrante e por cada momento que passei lá. Foi um período muito importante que não vou esquecer jamais.


capa

E a Fazenda, quais são suas melhores recordações? Nossa, são tantas. Vivemos aquilo tão intensamente. Choros, risos, loucuras, amigos. Dentro de um reality tudo é muito mais intenso do que na vida real. Gosto muito de algumas pessoas que convivi lá e sinto muita falta deles hoje na minha vida. Falo sempre com o Carrasco e com o Daniel, que foram os mais próximos no reality. Qual foi a situação mais engraçada que já passou na TV? E uma difícil teve? As situações que eu e a Dani estamos passando “Saindo da rotina” são bem delicadas. Vamos para casas de pessoas muito humildes, que tem uma vida completamente diferente das nossas. É um aprendizado para nós, mas ao mesmo tempo é muito difícil. A realidade deles é muito diferente das nossas, é bem delicado e emocionante. Engraçadas tive várias, principalmente na época do Pânico. Teve um “bêbado” no pânico delivery que tentou me agarrar e eu não conseguia fugir dele. Isso tudo com a câmera gravando e o pessoal da produção só ria de mim e não me ajudava. Depois do desespero foi só risadas, eu me divertia muito fazendo materias lá. 5


6


Me relaciono super bem com meus fãs. Inclusive, a criadora do meu fã clube visita minha casa, cuida do meu site, me ajuda bastante

Fotografia. Divulgação

Ce l e b r i d a d e Como é lidar com o público? Acaba sendo uma coisa normal, sabe? Faço muitos eventos por todo o Brasil, e o público que faz com que nosso trabalho seja reconhecido. Não tenho o menor problema em parar para dar autógrafos ou tirar fotos. Me relaciono super bem com meus fãs. Inclusive, a criadora do meu fã clube visita minha casa, cuida do meu site, me ajuda bastante. As mulheres invejam muito a sua beleza? Na verdade, não. Muitas mulheres já pararam na rua e disseram que me adoram. Outras vem dizer que o marido delas nos amam. E tem aqueles maridos que dizem que a mulher se inspira para ir malhar, cuidar do corpo para ficar bonita. Acho isso incrível.

teste. Quando aconteceu nem acreditei. Mas sou muito grata a Deus, à vida e a todos que me ajudaram. Sucesso não é tudo, mas reconhecimento pelo meu bom trabalho eu tenho e me orgulho disso. Como iniciou a carreira? Eu tinha vindo para SP para modelar. Fui um dia com a Dani Souza nas gravações do Pânico na Rádio e conheci o Emílio. Eles estavam precisando de assistentes de palco e entrei para o casting do programa.

Quais as vantagens e desvantagens de ser famosa? Falta de privacidade é horrivel, mas digamos que a carreira artistica tem muito mais vantagens que desvantagens. (risos)

Os homens te dão muitas cantadas? Sim! (risos)

Incomoda muito ser reconhecida em todos os lugares que vai? Não, nem um pouco.

Você imaginazzva ter este sucesso todo? Ser reconhecida nas ruas e tudo isso que está acontecendo na sua vida? Não imaginava. Quando vim para SP vim para ser modelo. Passei dias indo de agência em agência, teste em

Você tem muitos amigos do meio televisivo? Pode citar alguns? Sim, muitos. A Dani Souza, as Panicats, todo o pessoal do Pânico, da Fazenda, Thiago Gagliasso, André Marques, Bruno de Luca, o pessoal do sertanejo que eu adoro esse estilo de música, uma galera.

7


Sul O que você mais gosta de fazer quando vem para o sul? Ficar com minha família. Saio pouco de casa quando vou ao sul, fico curtindo mesmo meus sobrinhos, minha irmã e meus pais que já são mais velhos e gostam de programinhas caseiros. Foi difícil deixar a família e os amigos para tentar a vida de modelo? Muito. Ainda mais vindo para uma cidade tão grande e agitada como São Paulo. Mas eu tinha um sonho e precisava correr atrás dele. Tenho muito orgulho da minha história porque sei que ela inspira outras pessoas. Se eu pudesse dar um conselho, diria para nunca desistir de seu sonho, porque com empenho e dignidade uma hora a gente alcança. Você já foi alguma vez no Shopping TOTAL? Se sim, lembra de ter ido em algum lugar bacana por lá? Já fui algumas vezes, geralmente para passear, tomar sorvete e comer. Tem alguma recordação marcante de Porto Alegre? Minha infância. Não trocaria por nada. Amo Porto Alegre, se pudesse trabalhar em São Paulo e morar em Porto Alegre, com certeza faria. Mas..... Natural de qual cidade? Porto Alegre mesmo. Tem parentes por aqui? Toda a minha família. Com que frequência retorna à cidade natal? Não demoro mais que 2 meses. Sempre que tenho um trabalho no sul, estico uns dias para ficar com a mamãe. Fotografia Pedro Colon, Make e hair: Steffanny Porfirio Produção: Claudio Junior TALENTMIX COMUNICAÇÃO - SP

8

Idade? Não se pergunta isso para uma dama... (risos) Quando surgiu o apelido Piu-Piu? Quando fui no Pânico na Rádio com a Dani Souza e eu estava com uma camiseta amarela. Na hora o Bola disse que eu parecia o Piu-Piu do desenho.


guia de compras

Casaco malha Savyon R$ 109,90 Ishtar – 51. 3018-7596 ou 51. 3018- 8012

Camisa de flanela 2 bolsos R$ 99,90

Camisa social em poliéster/algodão diversas cores R$ 49,00 Di Armentano – 51.3018.7044 Malhas ref.01 diversos modelos com 5% de desconto - à vista Di Armentano – 51.3018.7044

**Ofertas válidas enquanto durarem os estoques.

Via Condotti – 51.3018.7779

9


Texto. Isabella Alves Fotografia. Divulgação

A detecção precoce do câncer de mama pode reduzir a mortalidade, pois o tratamento em estágios iniciais é menos agressivo do que em estágios mais avançados.

A luta das vitoriosas Pensando em ajudar as mulheres do Rio Grande do Sul, pacientes da mastologista Maira Caleffi, que participavam de um grupo psicoterapêutico começaram a ver a necessidade em comunicar à população gaúcha informações relevantes sobre a saúde da mama. Todas as mulheres que participaram deste grupo já haviam sido detectadas com câncer de mama e tinham o intuito de ajudar outras pessoas a não passarem pelas mesmas dificuldades. O grupo de voluntárias mais tarde veio a se tornar o Instituto da Mama do Rio Grande do Sul, o IMAMA. O câncer de mama, se descoberto cedo, pode apresentar chances de cura de até 95% e pensando nisso o IMAMA conta com diversos projetos: o Mama móvel (caminhão equipado com mamógrafo) que circula pelo interior do Estado para facilitar o acesso das mulheres à mamografia, o Banco de Chapéus e Pe10

rucas (um serviço disponibilizado pelas Unidades do IMAMA – Porto Alegre, Bento Gonçalves e Triunfo – que oferece empréstimo às mulheres com câncer de mama que, devido aos tratamentos perdem temporariamente o cabelo) e o Comitê de Tolerância Zero para a Mortalidade por Câncer de Mama (CTZ) que tem o objetivo de identificar as falhas na cadeia de atendimento à saúde da mama e implementar políticas públicas para a reversão da alta mortalidade por este tipo de câncer no RS. Ginecologista, formada pela PUC, Maira Caleffi conheceu a Mastologia através de uma experiência em Londres: “Eu fiquei muito impressionada com o desenvolvimento que eles tinham lá e não só com a comunidade, mas com a área de educação de novos cirurgiões para o futuro. Na década de 80 eles já estavam prevendo que isso iria ser um grande problema pro futu-

ro. E foi nessa experiência que surgiu uma oportunidade para o doutorado. Eu fui me apaixonando por esse tema da saúde da mulher, especificamente da saúde da mama, e eu acho que já tivemos tantos avanços nesses 25 anos, novos recursos de resultados de pesquisas, que somos muito otimistas que podemos atingir sim, um índice muito alto de curabilidade dessa doença, desde agora”. Segundo a doutora, uma grande saída é sensibilizar as pessoas para diminuir o risco da doença e que a luta “cor de rosa” tem mobilizado cada vez mais as pessoas, e não são apenas as mulheres que estão engajadas, os homens também abraçam essa causa. Isso porque o câncer de mama também os afeta, mesmo que em proporções menores. Além disso, são eles que precisam apoiar suas mulheres, mães, filhas ou amigas”, conclui.


saúde

Eu acho que podemos atingir sim, um índice muito alto de curabilidade dessa doença Maira Caleffi

>> Maira Caleffi liderando outras mulheres em passeata em prol da causa.

N ú m e ro s da doença

>> Acima: Aeronave da Azul, em parceria com Embraer e Femama, é símbolo

da luta contra o câncer de mama. Abaixo: Encontro de Chefs no Imama.

No Brasil, a cada 100 mil mulheres, há uma média de 49 casos da doença. Assim como nos demais países em desenvolvimento, a sobrevida média após cinco anos é de 57%. Na população mundial, é de 61%, enquanto nos países desenvolvidos aumenta para 73%. A diferença se dá, em especial, pelo investimento continuado dos países desenvolvidos em programas nacionais de detecção precoce do câncer de mama. Em Porto Alegre, a doença é a primeira causa de óbito nas mulheres em idade fértil e a segunda em todas as faixas etárias. Conforme informações da ONG americana Susan G. Komen for the Cure, a cada 24 segundos é diagnosticado um caso de câncer de mama no mundo. A cada 68 segundos, uma mulher morre devido a esta doença. Mais da metade dos casos acontece em países em desenvolvimento. Segundo o INCA, o câncer de mama é a maior causa de óbitos por câncer na população feminina, principalmente na faixa etária entre 40 e 69 anos. 11


Amor e jornalismo Texto. Isabella Alves Fotografia.s Arquivo Pessoal

Carolina Aguaidas e Gustavo Berton fazem parte das novas caras do jornalismo gaúcho. Eles são bonitos, queridos e nutrem uma paixão pelo jornalismo. Foto: João Carvalho

12

Ela é repórter e apresentadora do SBT/RS. Ele é repórter esportivo da Record/RS. E por terem afinidades profissionais e pessoais acabaram se aproximando. Hoje formam um casal admirado em todos os sentidos. Namorados há mais de cincos anos, os jornalistas Carolina Aguaidas e Gustavo Berton contam que se conheceram ainda na faculdade, mas que tudo começou quando foram trabalhar juntos: “Eu fui conhecer mesmo o Gustavo quando a gente trabalhou na Band. Éramos produtores da rádio. Eu, de um programa de jornalismo e ele, de esporte. Quando terminava o meu, começava o dele. A gente se cruzava todos os dias no estúdio. E foi aí que ficamos amigos”, diz Carol. E não foi difícil engatar um relacionamento, mas Carol lembra que no início tudo foi feito com bastante calma até mesmo por serem colegas de trabalho: “Ficamos um tempo só nos vendo e nos conhecendo, acho que uns sete meses, e nessa fase, no trabalho, quanto menos gente soubesse, melhor. Depois que começamos a namorar, aí sim, assumimos pra todo mundo”. O dia a dia corrido, os horários incertos e um plantão no final de semana acompanha a vida dos jornalistas. Mas será que alguém entenderia isso? “Quando eu estava em outra empresa não tinha nenhum final de semana de folga, nunca. Não sei se uma pessoa de fora do jornalismo entenderia isso. Limita muito o namoro, não se pode viajar, passear, enfim... E a Carol me en-


lifestyle Carol por Gustavo:

tendia”, explica Berton. Para Carol, não existe o lado ruim de namorar alguém da mesma área: “Não vejo lado negativo. Temos experiências parecidas e com isso podemos ajudar um ao outro. Mais que isso, entendemos algumas situações e apreensões pelas quais passamos”. Carol e Gustavo hoje trabalham em veículos diferentes. Mas contam que a profissão nunca os separou, porém já causou muitas dúvidas: “Nós dois já passamos um tempo trabalhando nas nossas emissoras em São Paulo e tivemos as portas abertas para ir para outras cidades. O medo de ficar longe nos fez sofrer um bocado. Mas no fim, acho que isso

até nos uniu ainda mais. Sabemos que a qualquer hora um de nós pode ir morar longe. Mas isso, a gente deixa pra pensar quando acontecer de fato”. O jovem casal, além de dividir planos e sonhos profissionais, quer construir no futuro, mas sem data marcada uma vida juntos: “Planejamos comprar um apartamento, casar e, claro, ter filhos. Quando se está do lado de quem a gente ama, por que ter pressa, né? O bom é poder aproveitar ao máximo cada minuto. Enquanto isso, a gente continua dando duro, trabalhando bastante, para poder construir tudo isso”.

A Carol é uma menina que eu vi se transformar em uma mulher maravilhosa. Daquelas que sabe muito bem o que quer, e vai atrás disso, mas sem perder aquele jeitinho de menina. É daquelas pessoas que faz muito bem ficar perto. Eu poderia ficar olhando pra ela um dia inteiro.

Gustavo por Carol: O Gustavo é daqueles homens que eu acho que é o sonho de todas as namoradas. Ele é lindo, inteligente e tem um coração gigante. É capaz de abrir mão do que mais gosta para deixar outra pessoa feliz. Eu o conheci quando ainda era um guri, de 24 anos. Naquela época ele já sabia o que queria da vida. Hoje, beirando os 30, é um homem cheio de projetos, feliz com o que faz e com o trabalho reconhecido. Estar do lado dele, só me faz bem.

>> O casal apaixonado em uma viagem à Europa

13


Texto. e Fotografia. Divulgação/ O Boticário

Fernando Torquatto e os looks de frio Combinações com brilho, makes práticos e versáteis ganham vida nos rostos femininos em um ousado flash back anos 70.

14

A Coleção Lumière outono/inverno de Make B., apresentada na 30ª edição da São Paulo Fashion Week, trouxe produtos alinhados às tendências de moda e inspiração dos anos 70. “Todo o glamour da época volta em texturas mais suaves, cores marcantes e brilhos intensos, graças à tecnologia ultrarreflexiva aplicada nos produtos dessa coleção”, conta Fernando Torquatto, make up artist e consultor estratégico da marca. As vedetes dessa edição, segundo Torquatto, são a Palette de Maquiagem e o Brilho Vox Shiny, produtos multifuncionais que agregam sofisticação e praticidade ao dia a dia. “A Palette, já tradicional nas coleções de maquiagem do Boticário, está ainda mais versátil e completa possibilitando a criação de diversos looks, deixando a mulher à vontade para combinar e ousar nas suas produções.” Inspirado nas cores modernas de Lumière e nas passarelas internacionais, o maquiador criou três looks sofisticados que irão valorizar ainda mais a feminilidade e a beleza da mulher.


beleza

Confira o passo a passo para produção dos looks Espelho e Shiny Look Espelho:

Look Shiny:

de base e depois a base líquida. Faça movimentos de baixo para cima e de dentro para fora. Inicie pela zona “T” e depois nas laterais do rosto. Nas olheiras e manchas da pele, aplique, por cima da base, o corretivo. Aplique uma suave camada de pó compacto, com o pincel para pó. Finalize com um blush rosado nas maçãs do rosto. Olhos: Antes de iniciar a maquiagem dos olhos, aplique o primer para olhos para que o make tenha uma durabilidade maior. Aplique uma sombra em tom champagne na base inferior dos cílios, e sombra rosa claro no alto da pálpebra e para fazer o côncavo, use uma sombra vinho para dar profundidade ao olhar. Passe um lápis de esfumar roxo na base inferior (externa) dos cílios e na superior, o lápis de esfumar marrom ou roxo para dar um efeito amendoado, sempre iniciando do canto externo para o interno, suavizando o traço com a ponta de esfumar. Para finalizar, passe um traço fino do lápis para esfumar preto e aplique várias camadas de máscara para cílios. Boca: Aplique um batom cor de boca e finalize com um toque de gloss no centro dos lábios. Produtos utilizados: Solução para Sobrancelha, Primer para Olhos, Sombra Champagne e Vinho da Palette e Duo Light Rose, Lápis para Esfumar Olhos Purple, Lápis para Esfumar Olhos Marrom, Lápis para Esfumar Preto, Máscara Volume Curving Cils 3D ou Máscara Volume Maxicils 3D, Primer para o Rosto, Base Make B. de Alta Definição com Tecnologia Luminosa, Pó Compacto, Blush Final de Tarde e Sugar da Palette, Flash Iluminador, Batom Hidralip Boca Sport, Star Lip Shiny B.

cel de base e depois a base líquida. Faça movimentos de baixo para cima e de dentro para fora. Inicie pela zona “T” e depois nas laterais do rosto. Nas olheiras e manchas da pele, aplique, por cima da base, o corretivo. Aplique uma suave camada de pó compacto, com o pincel para pó. Finalize com um blush em tom puxado para o laranja e uma pequena quantidade de brilho no alto das maçãs do rosto. Olhos: Antes de iniciar a maquiagem dos olhos, aplique o primer para olhos para que o make tenha uma durabilidade maior. Utilize uma sombra prata em toda a pálpebra superior até embaixo das sobrancelhas. Aplique uma sombra grafite para marcar o côncavo dos olhos. Faça um traço com um lápis para esfumar cor azul turquesa e em cima esfume com uma sombra turquesa. Para dar um toque amendoado nos olhos, aplique a uma sombra chumbo no final dos olhos e depois aplique a mesma cor prata no canto interno dos olhos para marcar o olhar. Para finalizar, faça um traço fino com um delineador preto e passe a máscara para cílios várias vezes para deixar um olhar bem marcante. Boca: Aplique um batom vermelho e por cima um gloss puxado para o mesmo tom. Produtos utilizados: Primer Facial, Base Líquida Alta Definição com Tecnologia Luminosa, Flash iluminador, Blush Orange Gold, Sombra Preta, Turquesa, Grafite e iluminador prata do Quarteto Turquesa Silver. Máscara Volume Maxicils 3D. Primer para Olhos, Lápis Turquesa, Delineador Caneta, Batom Perfeito Rouge Gold, Starlip Rouge Shiny, Brilho Vox Shine Silver.

. Rosto: Aplique o primer com o pincel

.

. .

. Rosto: Aplique o primer com o pin-

.

. .

15


Ele usa Sapatos GASTON. Camisa e camiseta S.A. Modas.

Amor intenso Nesta edição preparamos uma série de looks para os casais se inspirarem. Nossas fotos tiveram como cenário as alamedas do Shopping TOTAL. Os looks você encontra nas lojas S.A. Modas e Canal Sul, os calçados na Mezzo Porto e na Gaston e os acessórios na MORANA.


moda casual

Modelo usa Casaco, camiseta, calรงa jeans e jaqueta Canal Sul. Brincos e colar MORANA. Alameda das Artes <<

17


Modelo usa Vestido S.A. Modas. Casaco Canal Sul. Brincos MORANA e bota Mezzo Porto.

18


Chafariz da Alameda dos Artistas <<

19


20


Ele usa Camiseta e Calça S.A. Modas. Sapato GASTON.

Ela usa

>>Porta do prédio histórico Théo Wiederspahn

Jaqueta e Short Canal Sul. Pulseira e brincos MORANA. Bota Mezzo Porto. 21 21


Ela usa Saia, blusa e cinto Canal Sul. Colar e tiara MORANA. Sapatos Mezzo Porto.

22


Ele usa Cal莽a, camiseta e moleton S.A. Modas.

>> N贸s Coworking

23 23


Modelo usa Calรงa, camiseta e casaco de moleton S.A. Modas. Sapatos GASTON. Alameda das Artes << 24


N贸s Coworking <<

Modelo usa Camisa e cal莽a S.A. Modas. Pulseira e brincos MORANA.

25


Ela usa Vestido Canal Sul Anel, brincos, colar e tiara MORANA. Flores BazArt.

Ele usa

S.A. Modas

Ficha técnica Modelos: Caroline Pretto e Felipe Godoy Fotografia: Frederico Cabral Arte e Estilo: Ana Henriques Make e Hair: Kauê Uminski Produção: Ímppar Comunicação. Locação: Shopping TOTAL e Nós Coworking Nós Coworking << 26


colunista

Ilustração.

Karla Duf

ech

Mariana Bertolucci . Jornalista do Grupo RBS.

Não é verdade? Não é a própria sensação de osso amolecendo quando surge aquele pessoa que promete mudar as cores das suas manhãs e o ritmo de seus movimentos? E lá vem o danado do amor atrás da gente e amolece os ossos de novo... Quando o que parecia eterno, termina. E as pernas, outrora fortes e altivas, vão se desmanchando feito areia movediça e perdendo-se do chão. Sem avisar, assim, em plena luz do dia. Como se você não fosse mais precisar delas para nada. Definhando feito ossinho de galinha no copo de CocaCola no laboratório do colégio. É porque esse sentimento tão simples, como complexo, instiga intensamente os nossos cinco sentidos. Todos eles levam ao amor. O cheiro, o tato, a

O amor amolece os ossos visão, a audição e o paladar. Estar apaixonado faz com que todos os sentidos sejam de verdade percebidos. Como tudo pode ser tão simples e bom? Desde cheirar o pescoço ao mais singelo encostar de peles, numa descoberta mútua, surpreendentemente emocionante de texturas, movimentos e sensações. E se olham com a força e ternura idênticas. Decifrando o indecifrável. A fala dos apaixonados ainda soa poesia, mesmo com todas as bobagens e diminutivos ridículos que saem das bocas daqueles que amam. Eles gostam de se ouvir. Sobre as coisas que fizeram, as histórias que gostaram, os erros que cometeram, os medos que sentiram, as viagens que foram legais e as que ainda podem ser. O som das risadas. Quem ama ri alto, chora mais alto ainda e é capaz de deixar lágrimas rolarem de felicidade. E com elas levam o melhor do amor: a emoção de ser surpreendida a cada instante. E os amantes comem, e como comem. Já percebeu como tudo isso pode, ao invés de encantar tão simplesmente assim, fazer você nausear ou sentir vontade de sair gritando pela rua? Ouvir a gargalhada de alguém que

você não gosta e tampouco acha graça pode ser extremamente irritante. Encostar na pele dessa mesma pessoa pode ser um sacrifício quase pior do que sentir o cheiro do seu pescoço ou ainda olhar a figura que você só tem uma certeza: você não queria ter ao seu lado. Nesses casos (porque as pessoas têm objetivos diferentes neste mesmo mundo em que todos vivemos), o paladar é o sentido menos atingido. Também não chega a ser uma ofensa jantar ao lado desse ser insuportável. Nota como tudo pode ser diferente sem amor? E assim os sentidos fazem pleno sentido para os que tem o que esperar de alguém. Quem tem um amor, trate de cuidá-lo como uma frágil florzinha. Porque apesar dessa maravilhosa explosão de sentidos, é muito difícil amar com calma e com ossos mais ou menos no lugar que a gente espera que eles estejam. Há quem leve uma vida toda para aprender e há, infelizmente, quem não seja abençoado nunca com essa totalidade de sensações. Então e mais ou menos assim: você e o seu amor JÁ vivem felizes para sempre e FIM de história. Se amanhã aparecer um lobo mau, a princesa ficar infeliz ou o príncipe pular a cerca, já é outra história. Seja feliz, curta o seu amor e todos os seus sentidos.

277


empreendedor

De bem com a vida e com os negócios Texto e fotografia. Silvia Caminha

André Bastos é um dos mais novos Lojistas do Shopping TOTAL. Antigamente ele trabalhava como representante comercial. Decidiu mudar de vida e em pouco tempo já está muito mais satisfeito com sua loja S.A. Modas. Paulistano, ele conta que viajava por todo o interior do Estado do Rio Grande do Sul vendendo produtos, mas aquele estilo de vida já estava muito cansativo. Como sua família é gaúcha e o estilo de vida em Porto Alegre o agrada muito ele decidiu optar por morar aqui. Com esta decisão a ideia de trocar de lado do balcão ganhou mais força e hoje ele é um apaixonado pelo Shopping TOTAL. Além de Lojista, ele vive o Shopping intensamente revela sua namorada Patrícia Araújo: “O André faz tudo aqui... Malha, lava roupa, come, faz super... Ele adora o TOTAL”. Alguns segredos fazem o negócio dar cada vez mais certo: “Aqui o cliente pode ter certeza de que não terá dez pessoas na rua usando a mesma roupa que ele. A gente tem poucas peças de cada numeração de forma proposital. Assim a 30

gente consegue ter uma roupa exclusiva”, revela André. Além disso, a loja sempre fica temática dependendo da época do ano. Páscoa, dia das mães, dia dos namorados, entre outras datas importantes. “A gente sempre procura ter uma decoração especial para poder agradar” e complementa: “Aqui o cliente é muito mimado. Sempre tem um brinde especial, um carinho... Nosso atendimento é personalizado e muito próximo. Somos amigos dos nossos clientes”, afirma André. André está sempre ligado nas novidades. A cada quinze dias está em São Paulo para ver quais são as novidades do mercado da moda. E os planos do empresário são ambiciosos, em dois anos ele pretende crescer bastante. “Eu tenho muita vontade de ter uma loja na rua. Quem sabe nos próximos anos a gente consegue realizar” – fala com otimismo André.


gastronomia

Texto. Silvia Caminha Fotografia. Divulgação

John Bull de cara nova A expectativa dos sócios Cedenir Agliardi e Fernando Rodriguez é grande e os resultados já estão aparecendo. Localização central, segurança e estacionamento são essenciais para quem sai a noite e este é um dos diferenciais do John Bull por estar no Shopping TOTAL. Além disso, casa é um sucesso desde o terceiro mês de vida. A casa dispõe de um cardápio com mais de 80 cervejas importadas e artesanais, carta de vinhos com mais de 50 rótulos e mais de 10 pratos especialmente preparados pelo Chef Alecsandro. Além de ser um lugar ótimo para baladas o John Bull Pub é um excelente para festas fechadas tanto para empre-

sas, quanto para eventos particulares. A casa aceita reservas para eventos de domingo a segunda à noite e de segunda a domingo no horário das 7 às 18hs. As expectativas para esta temporada de 2011 são as melhores, pois o pub ficou em reformas de janeiro a abril e as melhorias já começaram a gerar bons resultados. Em maio a frequência foi 30% superior ao mesmo mês do ano passado. Cedenir revela que o segredo para manter a casa um sucesso é: “Entender muito bem o cliente. Fazer uma programação muito afinada com o gosto do cliente. Por isso o John Bull mantém um movimento constante desde sua abertura” – afirma o empresário.

Uma das casas noturnas mais badaladas de Porto Alegre está com decoração renovada e programações especiais para a temporada 2011.

Alguns dos p ra to s m a i s re q u i s i t a d o s : Congrio Negro: Filé de congrio, com corte nobre. Acompanha arroz arbório com especiarias (tomatinho cereja, pimentões, coentro e azeitonas) em tintura de lulas, com molho de frutas vermelhas. Risoto de Salmão: Dados de salmão, rico em ômega três, palmito, alho poró e ratatuile de pimentões e coentro.

31


Modelo usa Vestido LG Mulher. Pulseira, anel, brincos e bolsa MORANA.

N


Ndeoite festa

moda festa

Vestidos de festa sempre são difíceis de serem escolhidos. Por isso a Você TOTAL separou alguns looks da LG Mulher, sapatos da Mezzo Porto e acessórios da MORANA para ajudar você a fazer a melhor escolha!

33


Modelo usa Vestido LG Mulher. Pulseira e brincos MORANA.

34


35


Modelo usa Vestido LG Mulher. Colas, brincos e bolsa MORANA. Sapatos Mezzo Porto

36


37


Modelo usa Vestido LG Mulher. Pulseira e brincos MORANA. Bolsa e sapatos Mezzo Porto

38


Modelo usa Vestido LG Mulher. Pulseira, colar e brincos MORANA. Bolsa e sapatos Mezzo Porto 39


Modelo usa Vestido LG Mulher. Brincos MORANA

40

39


Modelo usa Vestido LG Mulher. Brincos MORANA.

41


Modelo usa Vestido LG Mulher. Colar e brincos MORANA. Sapatos e bolsa Mezzo Porto

Ficha técnica Modelo: Débora Rocha (Azure Models - 3019.4205)

Fotografia: Frederico Cabral Arte e Estilo: Ana Henriques Make e Hair: Kauê Uminski Locação: John Bull Pub (3018.7746 ou 3018.7747)

Produção: Ímppar Comunicação.

42


notícias Fotografia. Divulgação

O Shopping TOTAL comemorou seus 8 anos em grande estilo junto aos seus Clientes, Lojistas, Colaboradores e Comunidade com um grande bolo de aniversário com mais de três metros de altura. No dias 29 e 30 de maio, mais de 2500 fatias de bolo foram distribuídas para o público que acompanhou os festejos. A trilha sonora feliz aniversário ficou por conta da Banda Brass que caprichou no repertório de jazz e bossa nova.

Oito anos de Shopping TOTAL

43


Texto. Assessoria SPM-POA

Conquistas e novos desafios Quem anda pelas ruas de Porto Alegre, se surpreende com as mudanças de nossa cidade e o número de empreendimentos públicos e privados que afloram em várias regiões.

<<

44

Vivemos um momento especial que traz à Prefeitura, em especial à Secretaria do Planejamento Municipal (SPM), uma responsabilidade ainda maior na sua missão de perseguir o crescimento aliado à melhoria dos espaços urbanos com foco na melhoria da qualidade de vida. Nosso trabalho, relativo à apresentação de novas idéias compatíveis com uma metrópole contemporânea, se traduz nas propostas de qualificação do Centro Histórico e da orla do Guaíba, revitalização do 4º Distrito, desenvolvimento de regiões como Lomba do Pinheiro e Zona Sul, entre outras. Em 2010, concluímos uma atribuição importante para a cidade,

Área central de Porto Alegre sofrerá intervenção pública nos próximos anos em função da Copa


“”

Fotografia Guilherme Meditsch

notícias

Uma meta de 2011 é a delimitação de uma Região de Potencial Tecnológico (REPOT) para estimular a instalação de empresas e atividades de TI

Márcio Bins Ely

Fotografias Ivo Gonçalves/PMPA

a revisão do Plano Diretor com a sanção da Lei Complementar 646 / 2010, que entrou em vigor em outubro. Também iniciamos o mapeamento digital da cidade, iniciativa da Prefeitura de Porto Alegre que vai gerar um moderno banco de informações para planejar a qualificação urbana e as políticas públicas, além de agilizar o atendimento ao cidadão. É importante, ainda, destacar a regularização fundiária que avança significativamente proporcionando a regularização de loteamentos clandestinos e irregulares. Uma meta importante de 2011 é a delimitação de uma Região de Potencial Tecnológico (REPOT). A

definição do território estimulará a instalação de empresas e atividades de Tecnologia da Informação (TI), facilitando a atração de recursos de agências financiadoras e oferecendo incentivos. Este ano, além atuar nos preparativos para a Copa de 2014, teremos dois novos desafios: a discussão com a sociedade para elaborar a Lei de Consolidação dos Bairros e as eleições para a escolha dos integrantes do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano Ambiental e delegados dos oito Fóruns Regionais de Planejamento. É fundamental que a população participe desses debates e valorize a representação, garantida por lei, no planejamento de Porto Alegre.

Obras socioambientais como << a do Pisa são os grandes investimentos em infraestrutura 45


Texto. Gustavo Alves Fotografia. Alfonso Abraham

Secretaria de Turismo de Porto Alegre trabalha forte para promover a Cidade em diversas áreas Criada há apenas quatro anos, a Secretaria de Turismo de Porto Alegre tem como missão promover e transformar a nossa cidade em um lugar atrativo para o turismo. Para isso, o secretário Luiz Fernando Moraes trabalha diariamente atraindo novos eventos, melhorando os equipamentos públicos, capacitando a cidade, entre vários outros programas e projetos de investimentos. “Porto Alegre tem que se dar conta de que também se presta para o turismo. É considerado “turista” todo aquele cidadão que vem a cidade e que está longe 100km de sua localidade, independente da sua motivação. E este turista certamente deixa divisas por aqui. E é esse o nosso objetivo”, esclareceu Moraes.

Muito mais que turistas Guilherme Santos/PMPA

O secretário Luiz Fernando Moraes em evento da secretaria << 46

A Secretaria de Turismo trabalha com um planejamento estratégico para alavancar a área, que, segundo dados oficiais do setor hoteleiro, recebe 1,5 milhão de turistas por ano (mais de 100 mil pessoas por mês) e conta com cerca de 13 mil leitos. A previsão é de crescer de 3 a 4 mil leitos nos próximos anos devido a Copa do Mundo. “A Copa será uma grande oportunidade da cidade avançar em pouco tempo o que levaria muitos anos. Isso é fácil de se observar indo a alguma capital que não foi escolhida como sede, e ver como nesses locais as coisas estão iguais, e aqui nós já incorporamos a ideia no nosso dia a dia”, disse o secretário. Consciente de que o turismo não é


notícias

Guaíba que prevê a construção de um deck flutuante de madeira com 1000 metros quadrados. 5) Sistema informatizado de bilhetagem do Linha Turismo – reservas online de lugares no ônibus turístico e pagamento eletrônico das passagens

Programa de informação turística 1) Sinalização turística viária do Centro Histórico – sistema de placas aéreas informativas indicando aos motoristas a direção de locais e atrativos turísticos 2) Sinalização para pedestres no Centro Histórico – sistema de 141 placas de orientação de trajeto com informações de 51 pontos turísticos 3) Sinalização turística viária no Centro Histórico-Aeroporto – sistema de orientação turística viária a partir do Centro até o Aeroporto Internacional Salgado Filho 4) Pórtico nas principais entradas da Cidade – pórticos de boas-vindas instalados nas avenidas Castelo Branco, dos Estados, Assis Brasil e Bento Gonçalves

só lazer, o secretário Luiz Fernando Moraes elencou 52 atividades impactadas pela atividade turística, que atualmente é responsável por grande parcela da economia dos grandes centros. Porto Alegre é a quarta capital brasileira que mais recebeu eventos internacionais, ficando atrás somente de São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis e Brasília, que estão empatadas. “O interessante é que no ranking já estamos à frente de cidades como Salvador, Foz do Iguaçu e Belo Horizonte, consideradas cidades muito turísticas, por exemplo”, comentou. Luis Fernando Moraes é jornalista, atuou como assessor de imprensa, secretário de governo, foi presidente da TVE e é o atual secretário de turismo desde 2007.

Confira os principais programas e projetos Programa de oferta turística 1) Terminal turístico fluvial – implantação prevista para a área da orla do Guaíba junto à Usina do Gasômetro 2) Terminal turístico rodoviário – espaço qualificado para embarque e desembarque das excursões 3) Bonde histórico – atrativo turístico que resgata valores históricos e culturais da cidade 4) Conjunto turístico eixo Marinha do Brasil – intervenção na orla do

5) Informatização da informação turística – acesso online a informações qualificadas sobre a Cidade por meio de terminais multimídia 6) Casa Mercosul do turista – espaço diferenciado de recepção aos visitantes que vêm a Porto Alegre.

Programa de qualificação profissional e empresarial 1) Pesquisa diagnóstica para o Programa de Qualificação Profissional e Empresarial – pesquisa para diagnosticar as necessidades específicas em áreas como meios de hospedagem, gastronomia, comércio, transporte, segurança, agências de viagem entre outras. 47


Arte no Bairro Floresta Texto. Silvia Caminha Fotografia. Leopoldo Plentz/ Divulgação/Bolsa de Arte

48

Uma das principais galerias de arte de Porto Alegre, a Bolsa de Arte, está de casa nova. A galeria se tornou mais um atrativo para os moradores e frequentadores do Bairro Floresta.

São 31 anos de história e nesta trajetória foram lançados diversos artistas que hoje são reconhecidos no cenário nacional. Conheça um pouco desta galeria através dos diretores Marga Pasquali e Egon Kroeff Neto: Quais eram os objetivos da Bolsa de Arte quando ela foi fundada? A Bolsa de Arte foi fundada para ser o que vem exercendo desde 1980; uma galeria de arte contemporânea. Mudar para um espaço maior é prova de reconhecimento do trabalho feito. Mas como é o mercado da arte em Porto Alegre? Como todo o Brasil, Porto Alegre

é uma cidade que está crescendo culturalmente. Com isso, mais pessoas participam das atividades relacionadas a artes visuais. Isso nos fez acreditar que era a hora certa para este novo espaço no Bairro Floresta. Qual é o diferencial da Bolsa de Arte perante outras galerias de arte? Existe algum tipo de incentivo ao artista? Somos uma galeria como todas as outras. O nosso trabalho qualificado e crescimento, investindo em importantes exposições, participações em feiras internacionais e publicações, é o maior incentivo para nossos artistas. Existem eventos na galeria,


vizinhança

cursos ou alguma outra atividade? Sim, mas não como meta principal. No momento não estamos com nenhuma outra atividade agendada. Qual é a próxima exposição da galeria? Abriremos no dia 27 de junho a exposição Per Gli Ucelli: Derivas, da importante artista Vera Chaves Barcellos, que será seguida por Nelson Wilbert (03/agosto), Carlos Vergara (05/setembro, mostra paralela à Bienal do Mercosul, onde o artista é participante), José Bechara (24/outubro) e Eduardo Haesbaert (21/novembro). Está também programado para este ano, uma exposição individual de Nelson Leirner em Miami (12/novembro), além da feira Art Miami (30/novembro – 04/dezembro). Horário de Funcionamento: A galeria está aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 10h30 às 19h; aos sábados, das 10h às 13h30. Endereço: Rua Visconde de Rio Branco, no 365 - Telefone: 3332.6799 / 3331.6459.

Co n h e ç a mais a galeria: No ano de 2011, a galeria inaugurou sua nova sede, com 800 metros quadrados, com a exposição “30 + 1” (nome referente aos trinta anos no endereço antigo e o primeiro no novo), uma coletiva com a participação de todos seus artistas representados. A Bolsa de Arte de Porto Alegre participa ativamente de feiras, entre elas: Arte Lisboa, Portugal; SP Arte, Brasil; Arco, Espanha; Scope, Suíça; Art Dubai, Emirados Árabes Unidos; Art Miami, EUA; Pinta, New York e Londres; Arte BA, Argentina. 49


Algumas mostras que podemos salientar: .Arcângelo Ianelli, 1993 . Ismael Nery, 1992 . Antonio Henrique Amaral, 1993 . Rubens Gerchman, 1995 . Cícero Dias (litogravuras - edição dos desenhos dos anos 20)

. Regina Silveira (Quebra-cabeça Latino Americano), com lançamento de livro de Angélica de Moraes, 1997

.Thomaz Ianelli, 1998 . Siron Franco, 1992 . Nelson Leirner (mostra paralela a 47 Bienal de Veneza), 1999, 2006 e 2007, paralela a VI Bienal do Mercosul

. Lia Menna Barreto, 2003

50

. Saint Clair Cemin, 2003 e 2010 . Daniel Senise, 2003 .José de Quadros, 2003 . Shirley Paes Leme, 2003 . Patricio Farias, 2005 e 2010 . Alex Flemming, 2006 . Antonio Dias, 2006 . Begoña Egurbide, 2007 . Cristina Canale, 2007 . Carlos Vergara, 2007 . Mario Cravo Neto, 2007 . José Bechara, 2008 . Gelson Radaelli, 2008 . Carlos Pasquetti, 2009 . Valdi Cruz, 2010

A Bolsa de Arte foi fundada para ser o que vem exercendo desde 1980; uma galeria de arte contemporânea.



Revista VOCÊ TOTAL #2 2011