Page 1

impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

1

Edição com 24 páginas. Voltaremos em 2012!

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

Ano XVIII

nº 813

R$ 1,50

Veja nesta edição as mensagens de Feliz Natal, Boas Festas e Feliz Ano Novo Páginas 13 e 24


2

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

Perguntar não ofende

www.impactopr.com.br

impacto@impactopr.com.br

Opinião

• O que você espera de 2012 que está chegando? • O ano que está findando foi como você imaginou no final de 2010? • O que você deixou de fazer ou não rendeu como imaginou para este ano? • Quantos amigos você ganhou e quantos perdeu em 2011? • Quais os momentos mais felizes e os mais decepcionantes deste ano que está findando?

• Há alguma coisa que você deixou de fazer que o deixou frustrado neste ano?

• Politicamente o Brasil melhorou ou piorou em 2011? • Os sonhos de 2010 se transformaram em realidade neste ano? • Já fez um balanço pessoal deste ano? • Tem uma lista especial de propósitos para 2012? • O convidado especial de sua festa de Natal e final de ano é Jesus Cristo ou simplesmente o Papai Noel? • Qual o maior presente que você espera receber neste Natal? • O que você está pensando para sua família neste final de ano? • O que você precisa realmente para ser feliz no próximo ano? • Qual o seu principal propósito para 2012?

Cantinho Sigiloso Confiante que a Justiça conquiste junto ao Ministério Público uma resposta convincente para a ação que deu entrada numa das Varas da Fazenda Pública de Curitiba, Abib Miguel, o Bibinho, espera no pólo passivo onde estão envolvidos em várias ações Hermas Brandão, Nereu Moura, Nelson Justus e Alexandre Curi, que o nome de Valdir Rossoni seja também incluído como litisconsorte a fim de que todos possam provar suas inocências no show de escândalos que tomou conta do noticiário legislativo neste ano. O presidente da Assembleia Legislativa foi privilegiado por esquecimento, cavalheirismo ou parcialidade e tem as mesmas responsabilidades que estão sendo imputadas aos demais. A suspeita de que uma delação premiada tenha sido “o prêmio” que o mesmo conquistou junto ao MP por ter servido como “Dedo-Duro”, ou “X-9”, como dizem nos meios marginais, para salvar a própria pele, colocou Valdir Rossoni na mira de todos aqueles que não admitem este tipo de comportamento que é a tentativa de salvar-se de um quadro devidamente pintado e empurrado goela abaixo do público que foi transformado em massa de manobra em 2011. Eurolino Sechinel dos Reis, advogado e curador de Bibinho desafiou, inclusive, o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná a debater com ele, em qualquer terreno, hora e sobre qualquer tema envolvendo o processo pintado como “Diários Secretos”, a fim de que não mais persistam as dúvidas que a sociedade paranaense levanta a cada instante quando fica sabendo que, embora em cargo igual aos demais deputados inseridos nas acusações do MP, Valdir Rossoni desfruta hoje de uma privilegiada posição como se fosse o dono da verdade e o Paladino da Justiça. O ano de 2012 está sendo esperado como aquele em que se restabelecerá a verdade e serão colocadas as coisas em seus devidos lugares.

Diretores do Curitibano dão como certa a fusão do Clube Concórdia com a sociedade da Avenida Getúlio Vargas e considerado uma das principais entidades sociais da capital paranaense. Com planos traçados para ocupação das diversas áreas do Concórdia, que serão aproveitadas para a ampliação de vários programas de esporte e lazer, a diretoria do Curitibano não acredita que uns poucos remanescentes de outros tempos do clube germânico possam impedir que se concretizem os planos que alguns diretores do clube Concórdia sentiram-se deslumbrados quando tiveram conhecimento. Acontece que, baseados no patrimônio da entidade tradicional, não são poucos os que abriram os olhos e batem agora de frente com aqueles que imaginam a coisa já devidamente sacramentada. Uns e outros prometem colocar água no chope. Sem a aplicação do chamado “choque de gestão” que prometeu e que deseja tornar realidade no próximo ano, Beto Richa vai se esquivando de confirmar qualquer mudança no secretariado que o acompanha desde o princípio. Sabe, contudo, que uns e outros precisam ser cobrados mais diretamente e com uma constância maior, até porque estaremos entrando em um ano eleitoral durante o qual o papel do governador e sua imagem ficam ainda mais expostos do que em outros tempos. Com a possibilidade de uns e outros, caso de Luiz Carlos Hauly, que pode ser candidato, de novo, a prefeito de Londrina, e Durval Amaral, que pode ganhar de presente a próxima vaga de conselheiro do Tribunal de Contas, já fica mantido o clima de expectativa quanto a mudanças em duas das principais vagas de governo. Quanto a outros, Beto Richa prefere ir contornando por enquanto as especulações a fim de que os mesmos por sua própria fragilidade política acabem se desestabilizando. Esta é a verdadeira razão pela qual o governador resolveu “deixar as coisas como estão pra ver como é que fica...”

Para saberem quem é que manda Percival Puggina *

A Lei da Palmada é produto do politicamente correto, que tem por objetivo submeter liberdade e consenso às rédeas de dissensos minoritários. E é mais uma intromissão do Estado na vida privada. Bastaria isso para determinar sua rejeição. Mas ela passou na Câmara dos Deputados e segue a toque de caixa para o Senado. A pedagogia do politicamente correto está produzindo alunos que batem nos professores, mas está convencida de que falta um pouco mais do mesmo. Vale dizer, ainda menos disciplina para ainda mais porrada e bullying. Tudo isso é certo e sabido. Mas o que não se diz é que a Lei da Palmada é irmã da Lei do Desarmamento, do PNDH-3, do vestibular do ENEM, da Lei de Quotas Raciais, do perfil que deram ao STF, da Lei da Homofobia, do marco regulatório da imprensa e por aí vai. Ou seja, não se diz, ou pouco se diz, que há uma ideologia soprando essa praga sobre as famílias brasileiras assim como o vento espalha fungos nas lavouras. É a ideologia do totalitarismo, que implica um Estado com o monopólio da força e com amplas funções modeladoras em relação às instituições da sociedade, entre elas a instituição familiar (quando deveriam ser estas a orientar e domar o Estado!). Recentemente, em programa de tevê, uma pedagoga integrante do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente pregava: “O Estado tem o dever de educar a soci-

edade para novos padrões de conduta”. Ela estava convencida, por essa ideologia maldita, que é obrigação do Estado comandar o leitor destas linhas não apenas sobre coisas como declarar sua renda ou se comportar no trânsito, mas sobre como educar seus filhos. O melhor castigo, dizia um psicólogo que aplaudia a aprovação da lei na Câmara dos Deputados, é substituir uma atividade prazerosa da criança por outra menos prazerosa. Punição, como tal, nunca papai. Nunca mamãe. E depois, bem feito: aguentem os malfeitos que virão. Os corretos limites do uso da força já estão dados tanto no Código Civil (perdem o pátrio poder os pais que castigarem imoderadamente os filhos), no Código Penal (punições para casos graves de violência contra crianças e adolescentes) e no ECA (idem). Não era necessária qualquer legislação especial. A estratégia adotada para aprovação da lei na Câmara consistiu em levar o debate como se houvesse dois blocos: os contra a palmada e os a favor da palmada. Haverá alguém a favor da palmada? Alguém é a favor da quimioterapia? No entanto, há situações concretas no ambiente familiar que se resolvem com a simples possibilidade da aplicação de uma palmada. Transformá-la em tema de lei federal, objeto de delação, é completa demasia que nasce, forçosamente, de uma visão totalitária de Estado. Não hesito em afirmar que prejudiciais, mes-

mo, ao desenvolvimento saudável das crianças são outras coisas muito frequentes na sociedade. A saber: 1) a educação permissiva, que não estabelece limites e franqueia acesso aos vícios socialmente tolerados e não tolerados; 2) a indiferença dos pais em relação ao que fazem os filhos e ao seu preparo para a aventura de viver; e 3) a violência verbal, que faz decair o mútuo respeito e a autoridade paterna. A afirmação de que a palmada introduz a violência na instituição familiar é cristalinamente falsa. A violência entra em casa pela janela, pela porta da rua, pela antena da tevê, pelo bar da esquina e pelo beco onde se aloja o traficante. Ante elas, a eventual palmadinha educativa é o que de fato significa: sinal de amor que educa. Ao contrário do que pensam a deputada Maria do Rosário e seus colegas que aprovaram o projeto, essa lei não coibirá a violência contra as crianças. Se os três instrumentos já existentes (Código Civil, Código Penal e ECA) não conseguiram coibir os maus tratos dentro de casa, não contiveram os pais abusadores e violentos, não será uma lei que proíbe a palmada aplicada pelos pais amorosos e responsáveis que vai produzir isso. O que ela fará é ensinar às crianças (até porque prevê aulas de esclarecimento nas escolas) que é o Estado quem manda naquele pedaço que elas chamam de minha casa, meu barraco, meu apê, minha família. * Arquiteto, empresário e escritor


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

3

Plá

Delação premiada Ainda com a sensação de uma suspeita manipulação da opinião pública em torno daquela imagem que ocupou alguns espaços da imprensa nos últimos dias, cheguei à conclusão de que era preciso manifestar opinião, já que não aceito este tipo de comportamento. Ao mesmo tempo em que o Impacto PR explodia com documento oficial encaminhado à Justiça, desafiando o Ministério Público Estadual a esclarecer duvidosa situação, outros veículos de comunicação estampavam imagens do governador, do presidente da Assembleia Legislativa, rodeados de deputados e outras animadas pessoas que me deram a impressão serem funcionários legislativos, todos babando diante de um cheque fictício que fazia lembrar um documento oficial bancário escrachando as cifras de R$ 90 milhões a serem pagos ao portador, no caso o povo paranaense. Confesso, a princípio até aplaudi a criatividade de Valdir Rossoni e sua equipe, tentando resgatar a imagem que deixara manchada por mais uma mancada do tipo dissenão-disse não era bem isso que queria dizer, e etc. Engolindo em seco por terem sido usados como massa de manobra de uma situação criada para ele ficar bem na fotografia em relação aos demais companheiros,

Valdir Rossoni primeiro defendeu, depois se arrependeu e finalmente, na maior cara de pau, empurrou goela abaixo do público que neste momento de moralização ele decidiu acabar com aquele privilégio do 14º e do 15º salários, que nada mais eram do a tal convocação e desconvocação, que existe em Brasília e se espalha pelos legislativos de todo o país, disfarçando aquele algo mais que só parlamentar tem neste Brasil varonil. E vi nas telinhas de TV, no noticiário das rádios, nas fotos dos jornais, um governador deslumbrado com aquela dinheirama que volta para os cofres públicos porque o tal de Rossoni comandou uma ampla campanha de economia aos cofres públicos paranaenses. Enquanto isso... Bem, enquanto isso, Impacto PR, que nunca desejou fazer a pose de paladino da moral e dos bons costumes, mas tão somente contar a verdade, escrachava documento oficial que está numa das instâncias judiciais pedindo explicações convincentes, e não simples enrolação como essa dos R$ 90 milhões devolvidos aos cofres públicos por abnegados deputados, em torno de um comportamento mais do que suspeito por parte do Ministério Público do Estado do Paraná. E a suspeita, que permanece enquanto não houver uma respos-

ta mais convincente, de que o “generoso” presidente dos R$ 90 milhões é o mesmo que praticou a delação premiada, instrumento que é visto como um toma-lá-dá-cá, através do qual um denunciado na Justiça troca uma pena menor por uma delação dos seus companheiros denunciados em algum processo.

“Enquanto isso, Impacto PR, que nunca desejou fazer a pose de paladino da moral e dos bons costumes, mas tão somente contar a verdade, escrachava documento oficial que está numa das instâncias judiciais pedindo explicações convincentes, e não simples enrolação como essa dos R$ 90 milhões devolvidos aos cofres públicos por abnegados deputados, em torno de um comportamento mais do que suspeito por parte do Ministério Público do Estado do Paraná.” Neste caso, aquele cabeludo escândalo chamado de “Diários Secretos”, que colocou como denunciados apenas alguns deputados enquanto outro dos envolvidos, no caso Rossoni, com culpa igual aos outros, se é que todos

são culpados, embora assim tenham sido escrachados antecipadamente, livrou-se de ser também denunciado e ter seus bens colocados em indisponibilidade enquanto perdurar o tempo de andamento destas ações civis públicas que envolvem a matéria. Como todos ficaram agora sabendo, o MPE “esqueceu”, seja por conveniência de uma delação premiada ou qualquer outra coisa ainda não explicada, de colocar Valdir Rossoni no pólo passivo desta ação que agora o coloca no mesmo patamar para o qual o curador e advogado de Abib Miguel, Eurolino Sechinel dos Reis, está chamando o deputado como litisconsorte nestas ações. Mas que história é essa? Todos lembram, por exemplo, entre outras lembranças, que um dia o doleiro Beto Youssef aliviou sua pena no escândalo Banestado por uma delação premiada onde “entregou”, esse é o termo, entre outros, Heinz Herwig, Rafael Iatauro, Durval Amaral, e o então presidente da Copel, todos denunciados por algumas suspeitas situações de corrupção que escandalizaram a sociedade na época do governo Lerner. Beto Youssef, na época, foi o favorecido com a delação premiada, que na gíria popular e policial identifica este tipo de comportamento como “dedo duro”. Outro exemplo, mais recente ainda, em que a figura da delação premiada se fez presente, foi quando Tony Garcia, que se envolveu em denúncias gravíssimas por causa do Consórcio Garibaldi e suspeitos comportamentos, entrou em litígio com seu amigo na época, Roberto Bertholdo, a quem entregou numa delação premiada que levou o advogado e empresário a curtir cadeia por causa até de uma surra dada em alguém no seu escritório, oportunidade em que se revelaram mais algumas coisinhas escandalosas na época.

Tony Garcia na época aproveitou este instrumento da delação premiada e entregou Bertholdo, que até hoje sente o peso desta mancha criminal que lhe foi sapecada em rumoroso processo. Assim, com dois exemplos de “dedo duro”, como se diz no jargão popular, temos agora a suspeita de um terceiro no suspeito comportamento do deputado Valdir Rossoni, conforme peça acusatória e direta feita pelo advogado Eurolino Sechinel dos Reis, e que o Impacto PR escrachou com exclusividade na última edição. Até prova em contrário, inclusive com o desafio do curador de Abib Miguel chamando para debate o presidente da Assembleia, que segundo denunciou em entrevista exclusiva ao Impacto PR não tem moral para continuar no exercício presidencial do legislativo paranaense, temos diante de nós um quadro em que a suspeita de delação premiada mais uma vez se configura e agora em um processo político-criminal que continua caminhando embora uns e outros antecipem julgamento por sua própria conta. Diante de tais quadros, aquela palhaçada dos R$ 90 milhões devolvidos ao governo, que motivou até a Gazeta do Povo a um deboche explícito quanto à ausência da maioria dos deputados, a não ser a turma do baixo clero como disse, numa solenidade que por si só, se tivesse um fundo completo de verdade deveria ser prestigiada por todos os parlamentares, e a revelação desta possível delação premiada que identifica segundo o curador e advogado de Abib Miguel, o presidente do legislativo paranaense, chegamos a um final de ano que deixa no ar um clima constrangedor para a própria política de nosso estado. Oxalá em 2012 os holofotes deixem de ser o instrumento a guiar o comportamento de determinadas “otoridade” que precisam mostrar mais serviço do que desempenhos teatrais que ultimamente os identificam. Boas Festas, Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Luiz Fernando Fedeger


4

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

Editorial

impacto@impactopr.com.br

Carta do leitor

Palmadas em que merece

Como será o amanhã... Tenho lido constantemente os pronunciamentos do futuro candidato do PDT, Gustavo Fruet, e fico a me pergunta como será o posicionamento dele ao lado do PT no palanque na próxima campanha para 2012. Os ataques ferrenhos que fazia em Brasília contra o governo de Lula e agora Dilma irão ter a mesma força? O estranho de tudo isto vai ser ele falar contra o PSDB, sendo que ele saiu do partido não faz nem um ano. Que plataforma de serviços prestados ele vai divulgar, se sempre trabalhou contra como oposição ao PT? Quero ver a cara de pau!

Atlético em 2012. O aliado de Mário Celso Petraglia, Doático Santos, esteve por lá para a queima pirotécnica ou ficou escondido na toca? Será que Petraglia vai conseguir inaugurar o estádio em 29 de março de 2013 e comemorar o retorno do time da Baixada à primeira divisão? As perguntas que faço como atleticano é quem que vai conseguir fiscalizar as obras do Petraglia? Quanto realmente vai custar essa remodelação da Arena? Com diz o ditado, “Só Deus sabe...”. Luiz Carlos - Curitiba

Paulo Hilário lança novo CD

João Luiz - Curitiba

Cadê o MP?

Terminamos mais um ano e chegamos com perspectivas de reforma no governo. A tão esperada mudança que vem sendo anunciada com a troca de ministros e a substituição da herança Lula, pela versão atualizada de Dilma Roussef. Se foi aprovada no Congresso a Lei que impede as palmadas dos pais para corrigir a educação de seus filhos, Dilma está liberada para dar as palmadas necessárias naqueles que não corresponderam no seu ministério, a fim de acertar as engrenagens da administração pública federal. Se alguns ainda aplaudem as

medidas tomadas pela presidente, que substituiu, por corrupção seis dos seus sete ministros afastados, temos que lembrar que ainda falta muita coisa mudar para que o governo caminhe com passos firmes em direção ao estágio que se pretende para o desenvolvimento brasileiro. Dilma pode e deve trocar vários ministros, alinhar as secretarias e dotar o governo de boas ações, evitando os corruptos e não prejudicando ainda mais o já arrombado cofre público. O estilo Dilma precisa se impor a herança de Lula. O governo brasileiro não pode ser ape-

nas um continuísmo do que o expresidente projetou. A impunidade não pode continuar sendo uma marca petista. Estamos prestes a ver os mensaleiros e chefes de quadrilha saírem impunes e até esboçarem desejos de retornar às atividades públicas. Isso é gravíssimo. A sociedade não pode aceitar calada mais este golpe. Está na hora das palmadas corretivas em que merece. E somente a punição exemplar é que poderá nos garantir um futuro melhor. Ou pelo menos a sensação de que aqui não é casa de mãe Joana, onde tudo se pode e onde tudo acontece.

Filiado à

Uma publicação da Editora Karina Ltda Fundado em 19 de maio de 1993

Luiz Fernando Fedeger Jornalista Responsável (MT 4210411) A força que vem do interior.

Colaboradores Alceu Carlos Presner, Francisco Alencar, Cristiano Santos, Ogier Buchi, Douglas Mayer, Margarita Sansone, Naym Libos, Roseli Valério, Domingos Moro, Jorge Melo, Wilson Cordeiro e Osires Nadal Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal.

Redação e Administração Rua Nilo Peçanha 798 - CEP: 80520-000 Bom Retiro - Tel./fax: 3338-0693/3338-0695 Impresso na Zero Hora Editora Jornalística S.A. Blumenau / SC

Onde você encontra o Impacto PR Curitiba: Bancas: Do Batel, Boca Maldita, Jurandir (Praça Ouvidor Pardinho), Cotegipe (Mercado Municipal), Paulo (Praça Espanha), Paulo (Praça do Japão), Valdir (Sesc da Esquina), Aniceto, Casimiro, Jorge, Jair, Celso, Alberto, Carlos, Anafer, Otavio, Bom Jesus, Sergio, Valdete, 7 de Abril, Laercio, Rogério, Alex, Almir (Campo Largo), A.S. Distribuidora (André de Barros, 330), Fazenda Rio Grande, Banca do Xoró • Panificadoras: Bom Jesus • Bares: do Stuart Araucária: Bancas: Banca da Aracy, Banca do Milton, Banca do Zebrão, Maria Flores, Zanella, Zanella - Supra • Panificadoras: Água na Boca (Centro), Água na Boca (Manoel Ribas), El Grano, Ki Pão, Marquezotti, NDC • Revistarias: Nova Mania • Café Duetto • Câmara Municipal • Casa de Carnes Vitória • Minimercado Jalú • Quitanda da Marina São José dos Pinhais: Terminal Central de São José • Revistarias: Danúbio, Bagdá, Calçadão • Bancas: Banca da Matriz, Banca da Ema e Banca do Daniel Cascavel: Bancas: Banca do Edson, Banca do Fiori e Banca do Calçadão Toledo: Rádio União de Toledo Maringá: Banca do Robes Ponta Grossa: Pedro Marcondes (41) 88134675 Foz do Iguaçu: Francisco Alencar Londrina: Bancas do Calçadão Campo Largo: Rádio Ágape Jaguariaíva • Umuarama

Oi pessoal, sou leitor assíduo deste site e do jornal. Moro em São José dos Pinhais e fico aqui me perguntando: Com tanta “falcatrua” do prefeito aqui de São José, o Ministério Público está aonde essas horas...? P.F. - São José dos Pinhais

Invasão do Iraque Terminou a invasão no Iraque. Diferente do que foi publicado em todos os jornais do mundo como o fim de uma guerra, e sim uma invasão, foi anunciada pelo governo americano, sem o alarde e sem vitoria, a retirada de 40 mil soldados dos 180 mil que atuavam no Iraque desde 2003, data do início da invasão e não da guerra que foi feita pelo ex-presidente George Bush, alegando que Saddam Hussein tinha armas químicas de destruição em massa, o que nunca foi confirmado. Estatísticas mostraram que 4.483 soldados americanos foram mortos, e 115,5 mil iraquianos perderam a vida. Porém, o que nenhum jornal do mundo falou foi de que para cada americano morto em combate, cinco a oito voltaram para seu país com os membros dilacerados pelos estilhaços da guerra, como pernas e mãos, e estão hoje vivendo a tragédia dos efeitos colaterais do sangrento combate. O valor aproximado da invasão, US$ 1.157 trilhões, daria para pagar por 10 anos as despesas de saúde dos 50 milhões de americanos. José Pedro Nasser - Curitiba

Eleição no Atlético Fiquei impressionado com o foguetório da chapa CAP – Gigante, que venceu a eleição do último dia 15 e prometeu endireitar o

O cantor e compositor Paulo Hilário está lançando para todo o Brasil o 4º CD, com músicas próprias e flashbacks de sucesso. Um trabalho de alta qualidade. Adriana Richa - Curitiba

MPE pega prefeito de Foz no contrapé O Ministério Público do Paraná protocolou na última quartafeira, 14 de dezembro, uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra Paulo Mac Donald Ghisi, prefeito de Foz do Iguaçu, Adenilson Oliveira Gonçalves, presidente da Comissão de Licitação da prefeitura, Elenice Nurnberg, secretária municipal da Fazenda, e contra a empresa “Henrichs & Henrichs Advogados”, representada por seu sócio-diretor, Julio César Henrichs. A Promotoria de Justiça sustenta que houve fraude no processo licitatório para a contratação de serviços, que foram prestados pela empresa. De acordo com a Promotoria da comarca, a prefeitura de Foz do Iguaçu promoveu, em 2006, processo licitatório para a contratação de consultoria e assessoria jurídica pública, comprometendose a pagar R$ 349 mil pelo serviço, durante um ano. O contrato poderia ser prorrogado por mais 12 meses, porém, na época, o município contava com uma equipe formada por 32 advogados concursados e quatro nomeados para realizar os trabalhos na área jurídica. J. K. - Foz do Iguaçu


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

5

Repórter Chipa

Como presente de Natal, você merece saber a verdade Uma fábula a álcool Celio Pezza Era uma vez, um país que disse ter conquistado a independência energética com o uso do álcool feito a partir da cana de açúcar. Seu presidente falou ao mundo todo sobre a sua conquista e foi muito aplaudido por todos. Na época, este país lendário começou a exportar álcool até para outros países mais desenvolvidos. Alguns anos se passaram e este mesmo país assombrou novamente o mundo quando anunciou que tinha tanto petróleo que seria um dos maiores produtores do mundo e seu futuro como exportador estava garantido. A cada discurso de seu presidente, os aplausos eram tantos que confundiram a capacidade de pensar de seu povo. O tempo foi passando e o mundo colocou algumas barreiras para evitar que o grande produtor invadisse seu mercado. Ao mesmo tempo adotaram uma política de comprar as usinas do lendário país, para serem os donos do negócio. Em 2011, o fabuloso país grande produtor de combustíveis, apesar dos alardes publicitários e dos discursos inflamados de seus governantes, começou a importar álcool e gasolina. Primeiro começou com o álcool, e já importou mais de 400 milhões de litros e deve trazer de fora neste ano um recorde de 1,5 bilhão de litros, segundo o presidente de sua maior empresa do setor, chamada Petrobras Biocombustíveis. Como o álcool do exterior é inferior, um órgão chamado ANP (Agência Nacional do Petróleo) mudou a especificação do álcool, aumentando de 0,4% para 1,0% a quantidade da água, para permitir a importação. Ao mesmo tempo, este país exporta o álcool de boa qualidade a um preço mais baixo, para honrarcontratos firmados. Como o álcool começou a ser matéria rara, foi mudada a quantidade de álcool adicionada à gasolina, de 25% para 20%, o que fez com que a grande empresa produtora de gasolina deste país precisasse importar gasolina, para não faltar no mercado interno. Da mesma forma, ela exporta gasolina mais barata e compra mais cara, por força de contratos. A fábula conta ainda que grandes empresas estrangeiras, como a BP (British Petroleum), compraram no último ano várias grandes usinas produtoras de álcool neste país imaginário, como a Companhia Nacional de Álcool e Açúcar, e já são donas de 25% do setor. A verdade é que hoje este país exótico exporta o álcool e a gasolina a preços baixos, importa a preços altos um produto inferior, e seu povo paga por estes produtos um dos mais altos preços do mundo. Infelizmente esta fábula é real e o país onde estas coisas irreais acontecem chama-se Brasil.

NR - Este artigo publicado no jornal O Globo é um verdadeiro presente de final de ano. Abre os olhos de muitos brasileiros que não sabem a verdade e ficam babando com nossos governos que tanto fazem por nosso povo. É por essas e outras que o Brasil continua sendo o país do futuro... dos outros.


6

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

impacto@impactopr.com.br

Boca Maldita

MINHA ROLA PRETA ME CONTOU

Impacto PR fecha 2011 cumprindo a missão De fevereiro até a presente foram várias as edições do Impacto PR que chegou às suas mãos semanalmente, colocando em destaque os assuntos de maior repercussão em Curitiba, no Paraná e no país. Capas que repercutiram por tratarem, como sempre, de matérias de interesse público, escrachando situações que a imprensa diária nem sempre publica com farta documentação como este semanário.

As festas de final de ano sempre motivam esnobação em alguns réveillons. Em Florianópolis, considerado um dos principais endereços onde os ricos comemoram o final e a chegada do novo ano, na praia do Jurerê, há eventos que custam até R$ 30 mil por cabeça, atraindo festeiros nacionais e do exterior, principalmente. Há quem diga, inclusive, que o Réveillon em Floripa já desbanca as grandes festas de Punta del Este, no Uruguai. Barbie na Favela promete ser uma das músicas mais tocadas daqui até o Carnaval, principalmente na Bahia. Bionda Sodré, uma loura bunduda, tenta o sucesso como Ivete Sangalo, Cláudia Leitte e outras, promove a Banda Mulhegada que promete ser o hit baiano nesta temporada. Na letra da música a apelação é explícita, dizendo: “Se você correr, escorregar, caia em cima de mim, caia em cima de mim...” Pelo refrão dá para sentir que tem tudo para virar sucesso. No começo de 2012 uns e outros que moram em condomínios na capital paranaense podem começar a ter dores de cabeça com os resultados de recente operação da Receita Federal. De helicóptero a Receita fotografou todas, isto mesmo, todas as residências em condomínios, e os dados estão agora em fase de observação quanto a valores declarados das propriedades. Renata Bueno, vereadora, não ficou sequer para tomar conhecimento e votar relatório da CPI montada na Câmara para investigar denúncias contra o presidente licenciado, João Cláudio Derosso, que ela mesma ajudou a alimentar com suspeitas. Um sinal da falta de compromisso, pois sua preocupação foi com mais uma viagem ao exterior, viajando para comemorar em Roma o final de 2011. CPI da Câmara que examinou as denúncias contra o presidente do legislativo isentou João Claudio Derosso de qualquer responsabilidade. Indícios não conclusivos foram apontados e foi pedido o arquivamento das investigações. Tem gente que não se conforma porque queria de qualquer jeito, mesmo sem provas, condenar o presidente do legislativo curitibano. A oposição, para marcar serviço, apresentou relatório paralelo.

Relembrando algumas das 43 edições deste ano de 2011, já que feriados prolongados e datas especiais foram respeitadas, nossos leitores podem avaliar o trabalho de uma equipe que hoje se espalha pelo Paraná, chegando de Umuarama a Maringá, de Londrina a Cascavel, de Foz do Iguaçu a Paranaguá, passando por outras cidades e procurando cada vez mais atender aos interesses de quem realmente deseja saber a verdade. Com estes mesmos propósitos que criaram o Impacto PR em 1993 renovamos a disposição de todos que fazem parte desta casa e que desejam a seus amigos, leitores, colaboradores e anunciantes um Feliz Natal, Boas Festas e Próspero Ano Novo. Até breve.

Enquanto muita gente no mundo continua passando fome, o desperdício na safra de grãos no Brasil chegará a 16,5 milhões de toneladas na safra 2011/ 2012. É 10% do total da safra e os prejuízos vão do plantio ao embarque e causam danos da ordem de R$ 5 bilhões. Só no pátio da Receita Federal em Foz do Iguaçu estão estaciona dos no tempo cerca de oito mil veículos apreendidos em operações de tráfico e contrabando. Há caminhões, motos, ônibus, mas a maioria é de automóveis. Nada menos que 12 toneladas de lixo foram recolhidas das praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, somente na primeira semana da Operação Verão em nosso litoral. A Sanepar adotou novos métodos de limpeza e até 29 de fevereiro, dia e noite, a empresa vai se encarregar da limpeza em 61 km de praias paranaenses. Mais uma decisão para ser digerida neste final de ano. Uma liminar deferida pelo Juiz Humberto Gonçalves Brito, do Juizado Especial da Fazenda Pública de Curitiba, abriu nova possibilidade de jurisprudência para os motoristas que contestarem as multas aplicadas pela URBS. Choro e ranger de dentes de uns e outros que continuam teimando em reprovar a decisão que estabelece que a URBS não tem o direito de aplicar infrações pela violação de algumas regras de trânsito. Recente inspeção do prefeito Luciano Ducci no Parque Barigui, comprovou que vão bem adiantadas as obras promovidas pelos grupos Positivo e J. Malucelli, encarregados de mudanças radicais naquele parque. O espaço de lazer mais badalado da capital terá até meados de 2012 pista trinaria para caminhadas, corridas e passeios de bicicleta, além de um novo lago e juma trincheira para pedestres e ciclistas sob a Avenida Candido Hartmann. Sem esquecer, é claro, o novo centro de eventos e uma terceira pista para o cooper tradicional dos curitibanos. Nem os parentes ficaram sabendo, por enquanto. Mas o novo milionário do país, o sortudo curitibano que ganhou a Mega Sena acumulada em R$ 24 milhões, já se identificou com a Caixa Econômica, mostrou seu bilhete ganhador e fez aplicações da grana em diversas áreas, tirando apenas uma mixaria para as festas de fim de ano. Deixou claro que não queria ser identificado para evitar as “mordidas”. Ainda mais em final de ano.

Eu driblei todo mundo e estava de frente para o gol. Eram os acréscimos do Segundo Tempo!

Orlando Silva (ex- ministro dos Esportes)


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

Boca Maldita

EU SÓ OUVI DIZER QUE...

Dia 20 do corrente completou um ano exatamente que a Assembleia Legislativa do Paraná reconheceu através da Mesa Executiva alguns escândalos divulgados como “Diários Secretos”. Neste um ano, contudo, o atual presidente Valdir Rossoni foi o único a não integrar o pólo passivo das denúncias feitas pelo Ministério Público a Justiça. Permanece no ar os motivos que teriam levado a essa omissão do MP que teria sido por esquecimento, cavalheirismo ou parcialidade no trato da matéria. Vai ficando cada vez mais contundente a imagem de delação premiada que levantou suspeitas daqueles que foram denunciados e ficaram com seus bens indisponíveis. A curiosidade neste final de ano é saber se Roberto Requião já pagou a indenização por dano moral que lhe foi sapecada por ter feito acusação sem provas contra o ministro Paulo Bernardo. Quando era governador, Requião em um daqueles arroubos, falou ter sofrido uma tentativa de chantagem por parte do ministro e a Justiça o puniu por ser bocudo. Como naturalmente apelou, fica a expectativa para 2012 quando vai cumprir o velho ditado: “ajoelhou, tem que rezar”. Está em pleno funcionamento a partir desta semana o relógio digital junto à Universidade Federal do Paraná, no centro de Curitiba, marcando o tempo para a comemoração dos 100 anos desta unidade de ensino superior. Na noite de segunda-feira, dia 19, a Universidade comemorou com fogos a inauguração do relógio lembrando seus 99 anos. Liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, às vésperas do recesso do Judiciário, esvaziou os poderes de investigação e de correição do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). De acordo com a decisão o CNJ não pode instaurar uma investigação contra magistrados suspeitos por sua própria conta, devendo esperar o pronunciamento das corregedorias estaduais. Naturalmente o CNJ já recorreu da decisão, mas somente em fevereiro de 2012 o assunto volta à discussão. A Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos Inativos e Pensionistas (AMAI), entidade que representa os 60 mil associados que são PMs ativos, inativos e pensionistas, vai buscar na Justiça reverter a decisão que transformou o Hospital da Polícia Militar em hospital que atende agora, também, os 120 mil segurados do Serviço de Assistência aos Servidores estaduais. À revelia da Polícia Militar, a Secretaria da Administração anunciou a medida que vem sendo contestada como um verdadeiro confisco de um bem que pertence aos PMs, deixando claro no seu ponto de vista que se trata de “uma ilegalidade flagrante “, como disse o presidente da AMAI, Eliseu Furquim. Horas de intensa expectativa na área da Comunicação Social do governo paranaense. Tudo por causa

da homologação de recente licitação para definir as empresas de publicidade e o rumo dos gastos publicitários que serão registrados nos próximos doze meses e que importam em mais ou menos R$ 145 milhões. Por todo o estado veículos de comunicação aguardam este presente de Natal que poderá ser confirmado a qualquer momento. A Triunfo, do conhecido empresário Luiz Fernando Wolf Carvalho, amplia sua atuação. Desta feita a empresa e mais a Vetorial e a ALL, firmaram parceria criando a Vetria Mineração. O objetivo é implantar um sistema integrado mina-logística-porto, com investimento da ordem de R$ 7,6 bilhões que serão obtidos junto ao mercado financeiro e eventuais parceiros. O novo que está chegando vai assinalar importante decisão na área do agronegócio. A incorporação da Empresa Paranaense de Classificação de Produtos (Claspar) pela Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná (Codapar) foi confirmada nesta semana. As duas empresas tiveram importante papel na economia do estado nos anos 70 e 80, mas nos últimos anos se distanciaram da evolução dos agronegócios. A morte do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-il, colocou o mundo em expectativa para 2012, com Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul temendo ainda mais o arsenal nuclear daquele país. Entre os 200 títulos que o falecido ostentava estavam os de “Glorioso General que Desceu do Céu”, “Estrela Guia do Século 21”, e outros que o identificaram durante 17 anos no poder como o responsável por uma das ditaduras mais fechadas do mundo. O filho mais novo, Jong-um, é o sucessor do ditador que morreu de infarto no sábado, mas cuja notícia só foi divulgada para o mundo na madrugada de segunda feira. A notícia de um “agrado” feita com a nomeação da esposa de um desembargador para cargo no governo estadual circulou no Centro Cívico nesta penúltima semana de 2011. O local para onde a mesma teria sido designada já não tem mais espaços para abrigar afilhados que foram convidados para cargo de confiança, dizem. Tem alguma coisa errada com relação ao salário de determinados jogadores que passaram a ganhar verdadeiras fortunas para bater uma bolinha, já que muitos, e o Atlético Paranaense sentiu isso no corrente ano, são verdadeiras malas sem alça. No Palmeiras, para se ter uma ideia, a vinda de Diego Tardelli para o ataque alviverde está batendo nos saltos salários ganhos pelo jogador na Rússia, para onde foi vendido e estava atuando. O ex-jogador do Atlético Mineiro quer ganhar R$ 450 mil por mês e o Palmeiras só aceita pagar R$ 350 mil, o que convenhamos, é uma verdadeira fortuna em um país onde a maioria vive de salário mínimo.

7

Balanço de 2011 rende ações para o ano eleitoral de 2012 Foi o primeiro ano do governo Beto Richa (PSDB), e no balanço de 2011 os resultados podem ser considerados expressivos por assumir uma administração que deixou triste herança para os paranaenses através de Roberto Requião (PMDB) e Orlando Pessuti (PMDB). Os oito anos de governo com uma dupla que brigou no final da administração quando outros interesses estiveram em jogo entre ele deixou claro que a tarefa de Beto Richa não seria nada fácil, a começar por um palácio, entrega de fachada que motivou reinauguração, mas que não tinha as mínimas condições de ser utilizado sem o complemento de uma discutível reforma. Beto Richa assumiu, cuidou primeiro das áreas mais preocupantes, no caso saúde, educação, infraestutura e finanças, e buscou, através de uma competência profissional das pessoas escolhidas para cada área, dar uma nova fisionomia administrativa em tais setores. Da participação de um secretariado que se revelou através de alguns componentes de uma competência em que só faltou o choque de gestão para

cobrar dos demais o mesmo desempenho, o novo governador paranaense foi somando pontos para chegar ao final de 2011 com um saldo positivo. No plano municipal, falando de Curitiba, o desempenho de Luciano Ducci (PSB) não surpreendeu quem vem acompanhando sua atuação desde que foi escolhido vice-prefeito de Beto Richa, oportunidade em que foi assimilando o desempenho administrativo que passou a colocar em prática a partir do momento em que o atual governador retirou-se da administração municipal curitibana por causa da campanha eleitoral de 2010.

Luciano Ducci, que faz da discrição uma maneira de trabalhar, revelou-se um administrador competente, moldando a equipe administrativa a seu estilo, e chega ao final do ano conquistando perante os munícipes a imagem de quem está no lugar certo e com tudo para continuar administrando uma cidade que todos admiram. Luciano Ducci e Beto Richa, portanto, no frigir dos ovos revelaram-se excelentes chefs du cuisine, que souberam temperar ao gosto dos curitibanos e paranaenses administrações competentes e que estão avalizadas para repetirem a dose em 2012.


8

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

impacto@impactopr.com.br

Foz do Iguaçu De olho na telinha Chico de Alencar

Um feliz Natal e uma feliz cidade! As profecias cabalísticas e apocalípticas variaram muito em 2010 a 2012 e de dois destes três anos a gente já se safou, em especial daquele 11 de 11 de 2011 – ufa... Que este planetinha ai explodir qualquer hora dessas não tenhamos dúvidas, com as patacoadas e as evidências eloquentes do Pólo Norte e do Pólo Sul. Com a atmosfera beirando os 100º, as geleiras se derretendo e invadindo os mares, as florestas devastadas e os agrotóxicos terminando de matar suas espécies, vulcões despertando e por aí afora, nem precisa ser profeta para adivinhar o apocalipse. Social e politicamente então a barbada ainda é maior, com os escravos brancos, negros e amarelos começando a botar suas manguinhas de fora contra as ditaduras, a concentração das riquezas e a corrupção deslavada beatificada pela impunidade. Pseudo-filosofadas é parte, nunca foi tão fácil se aprender a viver, esquecendo o passado e o futuro e tornando eterno cada minuto do presente. Pautando a vida assim e a qualquer hora morrendo, o máximo que poderemos ter perdido é aquele minuto seguinte da felicidade, A realidade gostosa é que estamos chegando a mais um Natal e a mais uma passagem de ano (tóc-tóc) e umas viagenzinhas a mais também não faz mal a ninguém, até porque elas antecipam o futuro que esperamos encontrar logo ali em fevereiro, ou março, logo depois do carnaval. Com um pouquinho de sorte talvez a gente consiga sobreviver a todo o horário eleitoral gratuito do ano que vem e até chegar a votar nos nossos ilustres prefeitos e vereadores, uái.

Os pés no chão Enquanto nos sobrar papel e as letrinhas para tocarmos, vamos tentar materializar alguns sonhos para o ano que vem e tentar nos restringir a nossa Foz do Iguaçu, berço das Cataratas, recém reconhecida como uma das sete “novas” maravilhas da Natureza e aqui em pequeno parêntese: quais eram as “velhas” maravilhas da Natureza, ou as outras mens velhas do que nós, hein? Foz do Iguaçu não é só esta maravilha não e temos às nossas margens dois baitas riozões, o Iguaçu e o Paraná, cujo encontro empresta o nome à nossa cidade; temos a partir da barragem da Itaipu um dos maiores reservatórios de água doce do planeta que ela gerou e conservou mundialmente com o programaço “Cultivando água boa” e, derrubem os queixos: sob nossos pés temos o

Aquífero Guarani, o segundo maior “depósito” de água potável do nosso planetinha. Lamentavelmente, admitir isto enche e torra qualquer saco: temos entre nós os riozinhos e córregos (uns 10 mais ou menos) mais poluídos, imundos e invadidos do mundo. São perto de 10 mil pessoas sentenciadas a promiscuição ambiental, sobrevivendo às suas margens. São pequenos riozinhos nascendo e morrendo na nossa cara e fazendo a gente merecer o repúdio e o desdém de Iemanjá e Naipi, a rainha e a princesa das águas. Se o nosso próximo prefeito e nossos novos vereadores herdarem de nossos ancestrais ambientalistas e amantes da Natureza, um pouquinho de suas sensibilidades, a gente já poderá comemorar o nosso voto. Num futuro muito próximo o nosso Parque Nacional do Iguaçu será um dos mais visitados e venerados santuários da Natureza e da transcendência e integrar os nossos rios a ele santificará eternamente a nossa Terra das Águas.

Os pés no chão - II Viagens e devaneios à parte e deixando pra lá o futuro imaginário, sonhemos também com os pés no chão, os pés e as mãos e porque não, os sonhos da geração vivente e de suas próximas e imediatas. Os pioneiros teimosos e renitentes e esta garotada maravilhosa vinda por aí, esperando chegar em 2014, ano do nosso centenário, com uma cidade limpa e cheia de praças e recantos para seus encontros familiares e as brincadeiras das crianças;um, dois ou três teatros com suas portas abertas para todas as artes e sonhos; um sistema de transporte coletivo moderno, futurista e humanista, a com seus pontos de embarque dignos dos seus 100 mil usuários diários: um sistema eficiente da coleta seletiva de lixo urbano, as calçadas para os pedestres de todas as idades bem cuidadinhas e ao menos sem mato, não só no centro da cidade, mas em todas as ruas dos nossos bairros; perceber o presente da natureza com as margens dos nossos rios; começar desde on-

tem a organizar uma bela e singular programação para as festas dos nossos 100 anos em 2014e em 2016 dos 100 anos de Santos Dumont pelo nosso Parque Nacional do Iguaçu, convidando desde já artistas, ambientalistas e poetas do mundo todo para vir aqui celebrar conosco este santuário divino que a Natureza nos brindou. Não só para nós iguaçuenses, paranaenses, brasileiros e argentinos, mas todos os outros bilhões de terráqueos. No começo deste papo a gente recomendava o viver apenas o presente, como se a cada minuto ele fosse o futuro. Pois assim é... Um FELIZ NATAL, UM FELIZ ANO NOVO E UMA FELIZ CIDADE, DO TAMANHO DE TODOS OS NOSSOS SONHOS! (Alô Dr. Hélio Avelar: um Natal e um 2012 com muita saúde e belas fotos, pra você e tua família. Tim-Tim!)

Ele era verdade C.A.

Eu nem tinha bebido, nem sequer um baseado, naquela noite comprida, o sono tinha vazado! Era um ruído atrás do outro, o volume mais alto, ora mais baixo. a mente saltando louca, que nem um potro, tal o choro do fraco, tal o grito

do macho! Que noite triste, louca e diferente, as alegrias fugazes, a dúvida constante e teimosa, um pesadelo acordado, teimoso e renitente, o sono parecendo uma trama, impossível, raivosa! Na busca alucinada da alegria e da paz, os olhos fechados em busca de anjos, os ouvidos abertos correndo atrás, de uma doce melodia num mágico arranjo! O tormento sem fim já virando um inferno, demônios pulando ao som de funeral, de repente do nada um toque fraterno, a paz e a esperança espantando o mal! Eu nem acreditava, com o rosto suando frio, os olhos clareando e o coração batendo forte, a vida toda sorrindo, fazendo fugir a morte, no começo eu até desconfiei, para em seguida acreditar, era Jesus ao meu lado, lindo e sorrindo pra mim, nuvens azuis sobre um verde mar, a vida não tem começo, só meio e nem fim.

E era verdade! Eu nem sei, juro não entender e muito menos tentar explicar o sentimento, ou sensação vivida ali, naquele momento eterno, como se fosse passageiro, eu o passageiro. Eram milhões, bilhões de vozes e de palavras tentando responder minha angústia com a palavra chave para o meu perdão e para a minha liberdade eterna. A sentença daquele jovem Senhor onipresente, era uma e muito simples: “Diga uma só palavra, única, audível e transparente, a resposta da vida, o caminho da luz, a chave de todos os idiomas, sejam quais forem. Acerte-a e viverás, ou deixarás de existir!” Naquele caos dramático, uma tempestade e um torvelinho de letras e sons invadindo minha alucinada mente e o próprio espírito e eu nem podendo pensar em voz alta, para não correr o risco de desperdiçar a chance da tão sonhada vida eterna e a transcendência acalentada. Pensar, eu podia, mas desafiando o tempo, voando em frações alucinógenas em meio a imagens voláteis, milhares delas, até uma voluptuosa a dominar minha loucura. Era Ele, do menino crescendo ao jovem de 30 anos e de seu ensinamento único a nortear minha tenra e passageira vida, “Ama a teu próximo como a ti mesmo” – eu pensei. E ficou tudo fácil, muito fácil: falei de cabeça erguida e peito estufado para aquele Senhor posudo à minha frente: “Amor”, sorriu descontraidamente, com uma carinha de felicidade, estendeu-me a mão e disse-me: “Venha Menino, saia deste caixão e venha comigo, é Natal!”

Charge do Heitor


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

9

Estadual GUARATUBA

Câmara aprova aumento do número de vereadores Os vereadores de Guaratuba aprovaram na última semana de trabalhos o aumento do número de cadeiras de 9 para 13. A emenda à Lei Orgânica do Município teve seis votos a favor e três contra. Os vereadores Claudio Nazário (PSDB), Ilson Rhoden “Fleck” (PR) e Laudi Carlos de Santi “Tato” (PT) votaram contra. Votaram a favor Paulo Araújo (PSC), Natanael Correia de Araújo “Nato” (PTdoB), Ana Maria Correia (PTdoB), José Carlos Gonçalves “Joia” (PSD), Sérgio “Patrício” Alves Braga (PSB) e Cezar “Marinheiro” (PSDB)..

“Debate” a favor Araújo ainda convidou dois cidadãos para um “debate democrático” sobre o aumento do número de vereadores em Guaratuba. Eles escolheram duas pessoas favoráveis ao aumento: o advogado Michaliszyn Filho e o engenheiro Vilmar Faria da Silva. Eles defenderam a proposta argumentando, entre outras coisas, que o aumento do número de vereadores amplia a representação de setores da sociedade na Câmara e fortalece o Legislativo. Vilmar disse que gostaria que pessoas que se opõem ao aumento também fossem convidados a se manifestar.

Censura Durante a fala de Vilmar Faria, Paulo Araújo ameaçou uma cidadã, a advogada Silvia Buchala, que estava fazendo imagens da reunião. – Só para cumprir o regimento interno desta casa, eu pediria para aquela senhora que está com a máquina ali que ela não está devidamente inscrita que a senhora abaixe a máquina se não eu sou obrigado a parar a reunião pra dar andamento só quando a senhora deixar de usar a máquina, disse Araújo. – É proibido registrar a sessão?, perguntou a advogada. – A senhora tem de se inscrever até as 5 horas (17h) como diz o regimento, disse Araújo – Mas eu não sou membro da imprensa, rebateu Silvia. – Não, qualquer que esteja no plenário, disse Araújo. – Tá ok, acatou a cidadã e abaixou a máquina conforme exigia o presidente. As imagens do diálogo ficaram registradas. Após cumprir a ordem de “baixar a câmera” a advogada a manteve ligada e toda a reunião, assim como a sessão de votação que aconte-

ceu em seguida, ficaram registradas em áudio.

Aumento de despesas Transcorridos cerca de 30 minutos das falas dos convidados, Paulo Araújo disse que “democraticamente” estava concedendo cinco minutos para que alguma pessoa das cerca de 10 presentes ao local pudesse expor opinião contrária. O vereador Claudio Nazário justificou então seu posicionamento contrário explicando que a Câmara fez um levantamento das despesas decorrentes do aumento para 13 vagas e chegou à conclusão que o gasto com salários dos vereadores a mais vai comprometer o orçamento do legislativo. Paulo Araújo rebateu dizendo que o estudo foi feito com base num orçamento municipal de R$ 50 milhões. “No ano que vem a arrecadação será de R$ 75 milhões. E o aumento de vereadores só acontecerá em 2013”, disse Araújo. Claudio Nazário explicou a Araújo que os 7% que cabem à Câmara não são calculados sobre todo o Orçamento. Paulo Araújo fez uma expressão de surpresa, parecendo não entender. (Correio do Litoral)

Pitacos litorâneos Muita reclamação dos turistas com relação a alguns pontos turísticos da cidade, principalmente os pontos onde ficam as santas Nossa Senhora de Lourdes e Santa Bernadete, que foram levadas para restauro e ainda não retornaram. As imagens têm mais de 100 anos e a falta de cuidado ainda prevalece. Outro ponto é a bica de São Luiz, padroeiro de Guaratuba, em estado precário para a visita. Também se lamenta a situação da praça central, que apesar de muitos enfeites o mato está crescendo. Quanto às praias, a limpeza está sendo bem realizada é o estado é visível. A população aguarda ansiosa a Guarda Municipal de Guaratuba, aprovada em 2008, que foi incorporada ao setor comandado pelo ex-policial Almir Troiner. O valor da verba está sendo usado nessa secretaria e poderia ser aplicada em mais 30 policiais ao invés de carros alugados. Apesar de que a

empresa de Curitiba continua com bastante carros locados para a prefeitura. Os fundos para reconstrução dos muros derrubados pelas últimas ressacas no valor de R$ 450 mil vão ser utilizados em que época na cidade? Mais uma cobrança é quanto ao patrolamento que parou nos bairros após o início da Operação Verão. Os bairros Prainha, Cabaquara e Barra do Saí pedem socorro, além da limpeza da Baía que deve ser feita quanto antes, pois o assoreamento está começando a prejudicar os pescadores, e em breve o ferry boat. Muitos moradores estão irritados com a cobrança da Sanepar durante os 4 meses do ano (dez/jan/fev/março) que aumentam 35% o valor da taxa de consumo, além dos 80% do esgoto.


D Presentes de Natal


D Presentes de Natal


14

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

impacto@impactopr.com.br

Escracho

GENTE, GENTE, GENTE

OI GENTE! Última edição de 2011 e mais uma etapa cumprida graças a Deus em primeiro lugar e em seguida graças a nossos amigos e leitores, colaboradores em geral que nos permitiram enviar semanalmente estas mensagens, notícias e fofocas que o Dindo vai recolhendo ao longo de suas caminhadas. Vamos esquecer as dificuldades, as tristezas, os momentos que não foram bem como nós esperávamos e confiar que 2012 que está chegando vai realizar todos os nossos sonhos. Mas um sonho é o principal.

Ver nosso povo, por todos os cantos deste planeta, cuidando melhor de nossa terra e de todos os nossos irmãos, principalmente aqueles menos favorecidos e que tanto necessitam de nossa atenção. Vamos reafirmar os nossos propósitos e fazer orações para que Deus, em sua infinita bondade, nos permita chegar ao final de 2012 com todos os compromissos cumpridos e vendo o mundo com novas imagens e um sentimento de paz que deve unir a todos nós. Feliz Natal a todos.

Dindo REQUIÃO NÃO RESPEITA NINGUÉM?

Carro oficial de uso do senador Roberto Requião foi fotografado estacionado em vaga especial A foto ao lado, enviada por um colaborador da Rede SACI, foi tirada no dia 6 de julho deste ano. Apesar de sempre anexar horário e local às fotos que publica, a SACI crê que esta merece a publicação mesmo que não disponhamos desses dados. Nossa decisão se dá por se tratar de um veículo público, utilizado por funcionários do Estado de alto escalão, que não respeita a legislação relativa às pessoas com deficiência. O senador é um membro do poder legislativo, e devia servir de exemplo à população no respeito à Lei.

Caso esteja de difícil visualização na foto, a placa é “00283 . De acordo com a assessoria de imprensa do Senado Federal, o senador que utiliza o veículo é Roberto Requião. (Rede Saci)

Eu fiz o que pude, gente! Poesia, declarei amor, cantei e daí... dancei!

Luciano Ducci (PSB) fecha o ano 2011 com um saldo positivo na avaliação do eleitorado curitibano. Com aprovação de 67% do eleitorado da capital, segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, o prefeito curitibano que é candidato à reeleição encerra o corrente ano todo faceiro enquanto seus adversários tentam a todo custo se manter na mídia. O governador Beto Richa (PSDB) nessa pesquisa de final de ano encerra 2011 com aprovação de 71,1% enquanto a presidente Dilma Rousseff (PT) tem a aprovação de 61,2%. Dom Moacyr José Vitti, arcebispo metropolitano, preside as missas de Natal e de Ano Novo, na Catedral Metropolitana de Curitiba, às 20 horas dos dias 24 e 31. No domingo, na esplanada em frente ao Palácio Iguaçu, a missa por um Natal Solidário teve show com o padre Reginaldo Manzotti e participação especial da cantora Elba Ramalho, reunindo cerca de 5 mil pessoas. Luan Santana, Michel Teló, Exaltasamba, Gustavo Lima e Sorriso Maroto estão entre as atrações que os veranistas de Guaratuba e Caiobá terão neste final e início de ano. Café Curaçao e Hidra, casas de show de Guaratuba e Caiobá, investiram pesado para proporcionar a juventude que se deslocar para nossas praias melhores atrações do momento Ana Amélia Filizola tem tudo para ser transformada na presidente do Grupo RPC, que estendeu suas atividades em 2011. Considerada “a cabeça” entre os herdeiros Guilherme Cunha Pereira Filho e Mariano Lemanski, ela é quem sempre dá a palavra final nos negócios do grupo empresarial que cresceu muito neste último ano. Ficar com o comando do grupo empresarial está sendo considerado a maior justiça para quem domina o trio quando se trata de firmarem negócios, segundo afirmam pessoas ligadas as organizações do saudoso Chiquinho da Cunha Pereira. Já tem gente considerando a mesma como “A Mulher do Ano”. Rubens Bueno (PPS), que vem se revelando um dos melhores deputados federais do Paraná, ao lado de Fernando Francischini (PSDB), teve luta entusiasmada contra a aprovação da liberação de venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa do Mundo de 2014. Apesar de seu entusiasmo, contudo, a matéria foi aprovada pelos deslumbrados deputados federais brasileiros que cederam aos interesses da FIFA. Marcelo Rangel (PPS) vem liderando as pesquisas de intenção de votos em Ponta Grossa para as eleições de 2012. Depois dele seguem-se os nomes de Péricles Holleben de Melo (PT), João Barbiero (PR) e outros. O atual prefeito, Pedro Wosgrau (PSDB), está estudando qual o candidato a ser apoiado a fim de não cair em uma fria de escolher concorrente que só desempenhe o papel de aspirante.

Carlos Lupi (ex- ministro do Trabalho)

Rafael Greca mostrou em um passeio pela Boca Maldita que poderá surpreender na próxima eleição por contar com um eleitorado cativo que o acompanha na capital paranaense. Ao lado do deputado federal João Arruda ele desfilou como candidato a candidato pelo PMDB às eleições de 2012, e os 8% que dizem ter nas pesquisas poderão acabar por roubar votos de Ratinho Júnior (PSC) e Gustavo

Fruet (PDT), os outros concorrentes à sucessão municipal que se consideram com possibilidade de ir ao segundo turno contra Luciano Ducci. Orlando Pessuti entregou o prédio do Palácio Iguaçu “quase pronto”, segundo fez questão de anunciar na época. Contudo, a obra passou todo o corrente ano em continuação de reformas e somente será utilizado em 2012, depois que concluídos serviços da rede de comunicação e colocação de móveis no local. Maria Tereza Uile Gomes, secretária da Justiça do Paraná, concluiu nesta semana o prazo de encaminhamento de sugestões que recebeu para elaboração do Estatuto da Pessoa com Deficiência do Paraná. É o estabelecimento da política pública de uma área que esteve relegada a segundo plano nos últimos anos. Jaime Canet Júnior, entre outros exgovernadores, recebeu na última segunda-feira a Ordem Estadual do Pinheiro, comenda alusiva a mais um aniversário da Emancipação Política do Paraná. Foram 47 pessoas agraciadas com a homenagem entregue pelo governador Beto Richa, entre as quais o senador mineiro Aécio Neves (PSDB). Darci Piana, presidente da Federação do Comércio do Paraná, eufórico com as vendas de final de ano em nosso estado. De acordo com levantamento preliminar, o comércio paranaense deverá vender neste mês de dezembro entre 7,8% a 8% a mais do que no mesmo período de 2010. Segundo revelou, as notícias de crises em outros países acabam se refletindo na diminuição do volume de vendas em nosso Brasil. Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, tinha tudo para ser o oitavo de uma lista que em queda arrastou para o abismo das revelações sete outros integrantes ministeriais do governo Dilma, Apesar da gravidade das revelações prometidas, além das denunciadas, o ministro Pimentel conseguiu sobreviver neste final de ano e fica na expectativa da reforma ministerial que está sendo prevista para os primeiros meses de 2012. A afinidade com Dilma, contudo, pode preservá-lo de um corte. Coronel Roberson Bondaruk, comandante da Polícia Militar, contando em detalhes a Operação Verão que está em andamento nas praias paranaenses desde a última semana. Segurança e Saúde são o principal foco desta operação que deslocou para as nossas praias 950 policiais militares, mais de mil bombeiros, principalmente salva-vidas, ambulâncias, e uma melhor estrutura da coleta de lixo nas praias. Tanto na Costa Oeste quanto na Costa Leste, serão mais de 1700 homens e mulheres trabalhando durante todo o período de verão para que as férias dos paranaenses e visitantes sejam as melhores. Vereadora Renata Bueno (PPS) sequer esperou o final das atividades legislativas de 2011 para viajar novamente a Europa. Ela está em Roma, onde pretende ficar até o final de janeiro cuidando apenas do seu curso de doutorado. Deixou por aqui as queixas dos seus próprios companheiros que chamados de gentalha pelo menos cumprem serviço comparecendo a todas as sessões e atendendo em seus respectivos gabinetes.


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

Escracho

NOTINHAS PEQUENAS

Em mais uma prova de que o futebol brasileiro não é mais aquilo que foi sonho no passado. O empresário Aurélio Almeida colocou o Grêmio de Maringá à venda. O anúncio foi feito no site do clube depois que não vingaram negociações para arrendar a marca. Com duas filhas que embarcaram também no emprego público, aquela amante que era secretária e com um casamento de conhecido político, tá na mira. Pelos corredores do Centro Cívico correm notícias de que a mesma estaria traindo o “padrinho” e poderá entrar 2012 sem a “boquinha” que vem desfrutando em determinado gabinete de “trabalho”. Notícia desta semana deu conta de que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através da corrente majoritária petista, aprovou protocolo de apoio ao ex-tucano Gustavo Fruet, do PDT, para a campanha política de 2012. Só falta agora avisar o eleitorado católico que não aceita esse tipo de “negócio” envolvendo a religião. Três anos depois do início de suas operações, a Azul Linhas Aéreas está em processo de homologação de uma antena que permitirá aos passageiros assistir televisão dentro do avião. Serão inicialmente 36 canais que entrarão em operação em fevereiro vindouro em algumas linhas e segundo diz a empresa “ninguém mais, mesmo em voo, vai perder o capítulo de telenovela ou seu programa favorito”. Morra de inveja. O camarim do show de Claudia Leitte no Iate Clube de Santos, em Angra dos Reis, vai ser uma lancha Ferretti de 66 pés, sonho de consumo de todo rico. O barco estará atracado e a cantora sai da popa direto para o palco. Haja deslumbramento. Sílvio Santos vai recuperando seu prestígio em alto estilo e levando o SBT à segunda colocação em audiência no país, superando a Record. Os últimos números dão a viceliderança para o SBT em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Distrito Federal. Em outros estados o SBT vem superando também a rede do Bispo e da Universal. Seis ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) receberam este mês vencimentos de R$ 190 mil a R$ 228 mil. E em março um outro ministro foi premiado com retrovisor de R$ 435 mil. O STJ, que se autodenomina Tribunal da Cidadania, fez silêncio, segundo registrou a última edição da IstoÉ. Jader Barbalho (PMDB-PA) voltando ao Senado e o Mensalão, segundo previsão do ministro Levandowski, vai dar em nada. Duas situações que incomodam os brasileiros que aguardam para 2012 a volta de Zé Dirceu com tudo o que vem sonhando nos últimos anos. É capaz até de ficar careca como o Lula só para comemorar... André Vargas, secretário de comunicação do PT, é um dos mais entusiasmados com a possibilidade do seu partido apoiar a candidatura de Gustavo Fruet nas eleições de Curitiba em 2012. Ele não vê a hora de ter o Lula na telinha.

Certas concessões de medalhas na data da Emancipação Política do Paraná na última segunda-feira deixaram constrangidos os próprios homenageados, que no fundo, no fundo, sabiam que nada fizeram para justificar tal homenagem. Se depender do pai, Carlos Massa, Ratinho Junior (PSC) não disputará a próxima eleição municipal de Curitiba, segundo admitem algumas pessoas mais próximas do apresentador do SBT. O empresário de TV em nosso estado pesa a situação e com experiência pretende deixar o filho caminhar por conta, por enquanto, até a hora em que vai chamá-lo para colocar a situação em seus devidos lugares. Tadeu Veneri, Dr. Rosinha e Ângelo Vanhoni continuam difíceis de serem convencidos de que Gustavo Fruet (PDT) é a melhor solução para o PT nas eleições municipais de 2012 em Curitiba. Os três ficam constrangidos com a imagem do seu partido tão próxima a do o ex-tucano. Uma bomba política deverá explodir no início de 2012, quando a campanha voltar, após o carnaval, a deslanchar novamente no terreno das especulações. Esta é a razão pela qual uns e outros não estão nada preocupados com pesquisas que encomendam os interesses de uns e outros para tentar convencer, “na marra”, que os curitibanos já se definiram a tantos meses antes da eleição. Nem espírito, dizem, está baixando nas discussões que em mesa branca, ou de qualquer outra cor, explodem quando se fala a respeito do senhor negócio envolvendo o terreno onde está o hospital da Federação Espírita do Paraná, no bairro Bom Retiro. A curiosidade é saber, inclusive, quem estaria levando comissão prometida caso se concretize o senhor negócio. Nas especulações, dizem que tudo já está devidamente acertado e nem Allan Kardec ou Chico Xavier conseguiria a esta altura mudar as negociações. Somente no próximo ano será dado a conhecimento o resultado de recente concurso para preenchimento de algumas vagas. A curiosidade maior é pelo fato de que em tais concursos sempre paira a suspeita de participação do fator “QI”, que desta vez, garantem, não tem qualquer peso. Tudo depende, realmente, da capacidade técnica e profissional de quem for escolhido. Foi um vexame e desmoralizou a imagem dos vereadores de Londrina a sessão durante a qual os mesmos se agraciaram, de olho no futuro, em uma alta superior a 100% em seus subsídios. Sandra Graça (PP), vereadora que aposta na reeleição, era uma das que se sentia mais desconfortável quando precisava explicar à imprensa a respeito daquela atitude legislativa. Aquele rigor que os europeus, principalmente espanhóis faziam no aeroporto de Madrid para receber turistas brasileiros caiu nos últimos tempos. O país precisa de dólares e euros e por isso a grana que os brasileiros despejam em suas viagens passou a interessar mais do que nunca nestes tempos de crise.

Os cristãos representam quase um terço de toda a população mundial, segundo pesquisa feita nos Estados Unidos. O Brasil, com 175,7 milhões de cristãos, é o segundo país do mundo com maior presença do grupo. Claro que muita gente se diz cartão de carteirinha, mas se comporta como verdadeiro ateu. De olho nas possibilidades de nosso litoral, caso o governo venha a cumprir promessas de melhorias para este próximo ano, grupo hoteleiro estaria sondando a possibilidade de investimento de vulto em uma de nossas praias. Com um projeto no estilo resort mexicano de Cancun, alguns milhões estariam prontos para desembarcar no Paraná que ainda não está tão congestionado quanto Santa Catarina onde os problemas de enchentes, congestionamentos e outros já estariam alterando alguns planos. Os problemas registrados com alimentação em alguns cruzeiros do ano passado desestimularam passageiros em potencial que estavam entusiasmados em viajar neste final e início de ano pelo litoral brasileiro. As ofertas das operadoras melhoraram justamente por conta da ausência de muitos e desconfiados futuros passageiros. Que o turista brasileiro é comilão todos sabem. Mas agora estão sabendo, também, que não são burros. As cenas do povo chorando, como se tivesse perdido um ente querido, quando da morte e velório do ditador coreano Kim Jong-il, mostrou ao mundo o carinho popular para com seu líder. Os gozadores, contudo, dizem que a maioria chorava é de alegria. E muitos ficam a imaginar se no Brasil isto poderia acontecer em escala tão grande quanto na Coreia do Norte se morresse alguns de nossos líderes. iPhone, iPod, iPad, e i mais não sei o que, a verdade é que os brasileiros passaram a ser bombardeados por uma tecnologia avançada em termos de comunicação que até se confundem. Estes são os presentes preferidos neste Natal, superando os celulares e concorrendo com as TVs de tela plana, pois ninguém mais quer saber daqueles antigos trambolhões. É o progresso, gente. Analistas encerram o ano vendo no jogo Barcelona 4x0 Santos um retrato da nova modalidade do “bobinho”, aquele tipo de brincadeira que coloca na roda um jogador correndo atrás da bola durante treinamentos. Dizem que o filme em DVD ou vídeo poderá ajudar treinadores daqui para frente quando forem ensinar como se joga o verdadeiro futebol pelo mundo. A derrota no Japão esfriou o ânimo das fãs de Neymar que viram o garoto em seu verdadeiro pedestal e acabaram com aquela imagem de entendido em futebol que tinha virado auréola de Muricy Ramalho. Suruba, é o nome do novo e explosivo coquetel que vem sendo a sensação do momento em determinadas reuniões. Dizem que um dos ingredientes é segredo, mas os outros são bem conhecidos. O segredo é que faz explodir as cabeças levando aqueles que tomam demais a se sentirem em uma verdadeira suruba.

15

TIRAMOS O CHAPÉU PARA... Para a lição de futebol que o Barcelona deu ao mundo no último domingo, fechando com chave de ouro uma temporada que nos convenceu de uma vez que passou aquele tempo em que nos mantínhamos ilusoriamente com o melhor futebol do mundo. Tiramos o chapéu para Messi & Cia, sentindo uma pontinha de inveja dos espanhóis que assistem com maior constância um

time jogar quase que semanalmente um futebol tão precioso quanto aquele que assistimos no último domingo. E tiramos o chapéu, também, para a humildade com que o Santos aceitou a derrota e a lição de futebol que recebeu, não dando pontapés e aceitando que seu adversário joga hoje um futebol muito superior aquele que praticamos nos últimos tempos no país.

ENTERRAMOS O CHAPÉU PARA... Para uns e outros que passaram o ano imaginando que as desculpas esfarrapadas dadas a compromissos não cumpridos são aceitas por todos que consideram os demais massa de manobra que usam e abusam imaginando-se todo poderoso. Tivemos um 2011 em que muitos se imaginaram os donos da cocada preta e que precisam ser colocados em seus devidos lugares, ainda mais que teremos a chance, mais uma vez, de dar um recado curto e grosso para certas “otoridades” esquecem compromissos e ao chegarem ao poder se transformam como tantos ou-

tros em “donos da verdade”. É hora de enterrar o chapéu para quem fez de 2011 um ano de propósitos pessoais esquecendo compromissos e imaginando que seus mandatos transitórios permanecerão ditando ordens e costumes que eles imaginam como ordens a serem seguidas por todos aqueles que aceitam o tacão da subserviência pisando em cima dos mais humildes. Enterramos o chapéu, mais uma vez, para quem não respeita o próximo e julgando-se o dono da cocada preta esquece o velho, surrado, mas muito certo o ditado: “nada como um dia depois do outro”.

ESTOU SAINDO DE FININHO... Já estou sentindo o badalar dos sinos de Natal, trazendo aquele clima festivo que embala a todos nós, mas preciso, ainda, deixar uma última mensagem a todos os meus amigos e amigas, leitores deste espaço que semanalmente ocupamos no Impacto PR. Sempre com mensagens de otimismo, brincando muitas vezes com a verdade e aliviando as tensões com fotos e situações escrachadas que fazem rir ou até refletir sobre a realidade do mundo em que vivemos, estamos cumprindo com esta edição nosso último compromisso em transmitir aquilo que na companhia da rola preta, enquanto vai traçando o canarinho branco em pleno voo, tivemos a oportunidade de informar neste 2011 que está terminando.

Mas é preciso neste recadinho final lembrar que o mais importante não é o Papai Noel, nem as mensagens e tampouco os presentes que neste final de ano fazem a alegria de todos, familiares, parentes, amigos e conhecidos. Vamos aproveitar o ensejo para todos, em oração particular renovarmos o propósito que o Menino Jesus nos deixou como exemplo no presépio da humildade, pedindo que os pobres sejam menos pobres e os ricos mais generosos para com todos os seus irmãos, confiando que a mensagem de “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei” vai ficar gravada em nossos corações durante 2012 que está chegando. Feliz Natal, Boas Festas e Próspero Ao Novo

Dindo


16

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

impacto@impactopr.com.br

Cascavel - Mano Preisner

manopreisner@hotmail.com

PREVISÕES DA MÃE JOANA: 2012 o presidente Marcos Damasceno, que livrou a cara do Julio no flagrante do MP da compra de uma bolsa por conta da Câmara, três anos atrás, reclama: “Mas de novo? O homem ta exagerando...”

JANEIRO:Pobres vibram com doação de restos de comida no mundo todo. Carcaças de peru, asas de chester, maionese vencida, vale tudo. Em Irati pobres recebem batata assada, batata cozida, salada de batata, e muito repolho azedo doado pela polacada. Em Curitiba, os restos da ceia de desembargadores e secretários de estado são disputados à tapa. Pobres estranham gosto do caviar, mas misturam com sobras de farofa e liquidam tudo. JANEIRO: Real Madrid faz festa para comemorar a recusa do Santos em vender Neymar. “Deus é grande, economizamos uma grana preta não contratando aquele bonde...”. Outro vencedor paralelo foi Mano Menezes, com o fiasco patrocinado pelo Muricy no Japão: “agora estou garantido...” JANEIRO: A Turma da destruição critica pesadamente o deputado André Bueno por conseguir, junto ao Beto Richa, R$ 3 Milhões para a conclusão do Teatro Municipal. “Pra que Teatro?...”, e “Porque não conseguiu R$ 4 milhões ao invés de R$ 3?”, eram os argumentos da oposição. JANEIRO: Governo estadual cancela licitação da publicidade oficial por falha no edital e promete lançar novo edital em junho. Setores da imprensa marrom em dúvida: não sabem se atacam o Beto imediatamente ou se é melhor não enfrentar diretamente um cara que pode ficar mais sete anos no poder. FEVEREIRO: Chega o primeiro lote de 10.000 net books e todos os alunos da rede municipal recebem um aparelho, entregues gratuitamente, diretamente das mãos do Edgar Bueno. Meu amigo Valdomiro Cantini, porta-voz da Turma da Destruição, chacoalha a cabeça, desanimado: “assim fica difícil...” FEVEREIRO: O vereador Julio César Leme da Silva entra com projeto na Câmara para que sejam adquiridas 20.000 bolsas para “proteger os netbooks das crianças...”. Até

FEVEREIRO: FIFA cassa título de campeão mundial do Barcelona. “Foi muita covardia...”, alega a entidade. FIFA tenta marcar novo jogo, mas presidente do Santos tranca as portas, dispensa jogadores e some apavorado. FEVEREIRO: O técnico Tite sofrerá tentativa de linchamento por parte da torcida do Corinthians após a eliminação, na primeira fase da Libertadores. FEVEREIRO: Eliana Calmon, corregedora do Conselho Nacional de Justiça, vulgo CNJ, que denunciou as perigosas aproximações de juízes e desembargadores com empresas interessadas em decisões judiciais, e depois denunciou os famosos Bandidos de Toga, é presa por calúnia e difamação. O STF extingue o CNJ, que se atreveu a anunciar que iria investigar a evolução patrimonial suspeita de alguns membros do Judiciário. A condenação é suave: apenas 77 anos de cadeia, com liberdade condicional após 52 anos de cana. MARÇO: Paulo Carlesso e Alfredo Kaefer fazem mesmo número de votos, nas prévias do PSDB para escolha do candidato a prefeito. Carlesso propõe desempate no voto da moçada que freqüenta a Bielle. Alfredo quer que uma comissão formada pelo Toninho Baratter, Emilio Martini e o Cidão escolham o candidato.

Joaquim Barbosa anuncia que concluiu o relatório do mensalão. Dilma extradita Battisti. Helio Laurindo desiste de ser candidato a prefeito, para desespero de milhares de eleitores. Paranhos acaba com as drogas, com traficantes e com as filas do SUS. E manda pagar as duplicatas pendentes na Home Factoring, descontadas pela TV Araçá. Câmara de Cascavel anuncia que vereadores devolveram parte do salário que pegaram dos funcionários fantasmas. CINCO DE ABRIL: Cidadão ganha Troféu Pinochio 2012 com a frase: “Sou de Brasília, mas sou inocente!” MAIO: O promotor Carlos Bachinski, com tempo de serviço suficiente para se aposentar, segue trabalhando de graça para a população. Neste Dia do Trabalhador, também não receberá homenagem de ninguém. Somos poucos os que sabemos que ele é um exemplo de funcionário público, cidadão e ser humano.

AGOSTO: Dilma Rousseff cria imposto extraordinário sobre lucros dos bancos, destina a grana para a saúde e resolve o problema do SUS em definitivo. É beatificada pelo Papa Bento XVI. AGOSTO: A Coopavel recebe pela vigésima vez o prêmio de Melhor Empresa do Agronegócio Brasileiro. Nem vão receber o troféu: já é rotina. SETEMBRO: Rossoni assina contrato passando a produção da TV Assembléia para a RPC.

MAIO: Depois de receber a mais alta comenda do estado, a Ordem do Pinheiro, o cascavelense Ibraim Fayad, nossa reserva moral, recusa mais uma vez a candidatura a prefeito de Cascavel.

SETEMBRO: Rossoni decide jogar pesado e puxa a orelha de três deputados, no plenário. Os três saem chorando da sessão. Os outros, com medo, não reclamam mais de nada e prometem votar nele na reeleição. Rossoni declara que agrediu os colegas por ordem da RPC.

MAIO: Pedro Muffato assina com a Ferrari, depois de recusar convite da Red Bull: “ eles queriam um contrato só por sete anos, com a Ferrari assinei por doze anos...”. JUNHO: Dilma Rousseff alivia a carga tributária que incide sobre os salários, desemprego acaba no país e é aplaudida por todos os brasileiros.

PRIMEIRO DE ABRIL: Bancos anunciam redução das taxas de juros e contratação de mais caixas.

OUTUBRO: Mano Preisner votará na Nadir, esposa do Jadir de Mattos, para vereadora. Nadir se elegerá com 2.771 votos.

JULHO: Dilma Rousseff cria taxação extra sobre cigarros, bebidas alcoólicas e roupas de grife. Com a arrecadação, paga muitos anos do Bolsa-Família e é aplaudida pelo mundo todo.

OUTUBRO: Edgar Bueno ganha a eleição em Cascavel. Disputa braba com Paulo Carlesso: a diferença será inferior a quinhentos votos. Luciano Ducci é reeleito em Curitiba. Eleição duríssima em Toledo entre o forte candidato da oposição Beto Lunitti e o ainda desconhecido candidato da situação. Decisão só na última urna. Nem eu posso prever o resultado. OUTUBRO: Eleitores de Cascavel, indignados com a pior legislatura da história, votam e reelegem apenas 95% dos atuais vereadores. Depois saem reclamando da corrupção, lavando o piso da Câmara. Vereadores dão o troco e distribuem óleo de peroba aos eleitores que votaram neles.

NOVEMBRO: Congresso aprova novas leis para a Copa: três meses antes e três depois da Copa, crianças não terão aulas no país, para poder acompanhar treinos e tapes dos jogos. Lojas num raio de cinco quilômetros dos estádios terão que fechar as portas, ou vender apenas produtos licenciados pela FIFA. DEZEMBRO: Beto Richa fecha o segundo ano comemorando a volta das grandes empresas ao estado, o aumento da arrecadação e a redução da criminalidade no Paraná. Licitação da publicidade é cancelada porque o advogado do estado perdeu o prazo. Nova licitação será aberta em março de 2013. DEZEMBRO: Rossoni devolve, por ordem da RPC, o 14º. E o 15º. Salário que recebeu nos últimos 16 anos, sem saber o que era aquilo que aparecia na sua conta. Corrigido, o valor chega a 3.722.000 reais. O salário do piloto do seu avião particular será devolvido futuramente. DEZEMBRO: Acaba mais um ano. No Brasil, mudou muita coisa. Marina Silva escreveu artigos pedindo que além de não comer carne, as pessoas deixem de matar plantinhas, tipo alface, rúcula, para se alimentar. Radicais de boteco aplaudem, vão deixar de comer e só beber doravante. Pessoas vão pra praia, tomar cerveja. Vai ter réveillon onde todos terão que fingir estar alegres, vão tomar champagne - que não gostam pela primeira e única vez no ano. Homens continuarão se excitando com fantasias de duas mulheres juntas, mulheres continuarão se excitando com chocolate e cartões de crédito. Democratas seguirão metendo o pau no nosso antigo regime militar, que segundo eles torturava e matava, ao mesmo tempo em que vão aplaudir o julgamento justo que tiveram Khadaffi e Bin Laden. Alguns de vocês que estão “me lendo” nesse momento vão subir para outra esfera, em 2012. Em compensação, outros terão filhos, que nascerão com saúde plena e vão “me ler” daqui trinta, quarenta anos. E assim caminha a humanidade. Dia primeiro de janeiro começamos tudo de novo, com vitórias e derrotas. Bendita rotina. Viver é mesmo espetacular.


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

Coluna do Ziroca

17

Estadual

Esporte Osires Nadal

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

A aula do Barcelona Para quem acompanha os jogos internacionais de futebol, via TV, não foi surpresa a atuação do FC Barcelona, na final do Mundial Interclubes, goleando o Santos FC por 4 a 0. Os catalães impuseram o mesmo show, a mesma aula de bola, no Manchester United quando venceram por 3 a 1 e, mais recente, no Real Madrid em pleno Santiago Bernabeu, em Madrid, repetindo o clássico 3 a 1. O jogo do dia 18 de dezembro entra para a história, diante o massacre espanhol, atingindo a maior goleada em finais do mundial, 4 a 0. Foi um banho, uma aula de futebol, merecedora de todos os elogios e, sem dúvida, inesquecível. A melhor definição foi dada por Neymar, após a partida: “Tivemos uma aula de futebol, hoje aprendemos a jogar futebol. O que vimos neste jogo vamos tomar como lição e levar para o Brasil. O Barcelona ensinou como se joga futebol”. Foi o que aconteceu, uma aula com toques refinados, posse de bola superior a 71%, lindos gols, arte, talentos individuais e um futebol “association” de verdade. Bola tocada suavemente, sem disputa ríspida, violenta. O Barcelona sai jogando com seu goleiro, passa pelos três zagueiros, e os outros sete jogadores oferecem um balé apurado, girando como carrossel, envolvendo o adversário com absoluta facilidade. O time de Pepe Guardiola não tem um camisa 9 definido, o tal trombador, o homem gol. Todos giram, todos participam, e quando menos se espera vem o golpe fatal e o gol do Barcelona. Mesmo vendo pela TV, a gente tem a reação de ver um grande espetáculo, fica agradecida, sorri, e acaba aplaudindo. Vale lembrar que o Barça não contou com David Villa, seu principal artilheiro. Vivi em épocas diferentes, grandes times, como o Botafogo nos idos de 58/62, o Flamengo e o São Paulo, campeões mundiais, e o Santos da era Pelé. Tudo no seu tempo certo, e todos com futebol onde o talento individual complementava a qualidade coletiva. O Barcelona de hoje é o Santos de ontem, o São Paulo de Telê Santana, o Flamengo de Cláudio Coutinho e Paulo Cesar Carpegiani, todos consagrados no Estádio Olímpico de Tóquio. O Barcelona, entretanto, tem um futebol mágico, e quando o coletivo não joga bem, seus talentos individuais aparecem, se destacam e decidem. Xavi, Iniesta, Fábregas, Daniel Alves e Messi desequilibram qualquer adversário. Lembram o Santos das tabelinhas Pelé, Coutinho, Mengalvio e Pepe. O Santos tentou, mas a superioridade catalã foi ampla, total e irrestrita. Preocupação Tudo consumado, o Barcelona é campeão mundial e o Santos, mesmo sendo o 10º colocado no Brasileirão, é o segundo melhor time do mundo. A partir daí, passo a ter uma preocupação muito maior com a Seleção do Brasil, que vai disputar a Copa das Confederações e o Mundial de 2014. Por que a preocupação? Porque este time do Barcelona é a base da Seleção da Espanha, atual campeã mundial. Tirando o brasileiro Daniel Alves, o francês Abidal e o argentino Messi, os outros são todos prata da casa. Claro que ainda restam jogadores do Real Madrid que completam o selecionado espanhol. Time pronto para 2014, jogando um futebol sem esquemas

tipo 4-4-2, 4-2-4 ou 3-5-2 ou qualquer outro. Porém, jogando muito, lembrando algumas vezes do Brasil de 70 ou de 82, a “laranja mecânica” holandesa de 1974, a Alemanha de 1990 e outros selecionados que ficaram na história. E o Brasil? O que realmente Mano Menezes tem de concreto nas mãos? Muitos testes, muitas experiências, mais nenhuma base para um futuro tão próximo. Já vivemos 2012, e até aqui o torcedor brasileiro não sabe qual será o time para os Jogos Olímpicos de Londres e, muito menos, para a Copa das Confederações de 2013. A aula dada por Josep Guardiola e seus “muchachos” não serve só para os Santos, deve ser observada, e muito, pelo treinador Mano Menezes, que ainda trata o nosso futebol com formações superadas, como o 3-5-2 ou 4-3-3. O futebol evoluiu, e mais recente tivemos aqui na América do Sul a equipe da Universidade Católica do Chile, impondo um futebol de qualidade, diferente, sem formações ortodoxas, com jogadores de qualidade que acabaram ganhando a Copa Sul Americana. A Seleção da Alemanha também tem mostrado jogo rápido, com bola tocada e muita habilidade. O futebol está mais ousado e Mano Menezes precisa não só observar, mas evoluir conhecendo as novas técnicas e, depois, colocar em prática no time brasileiro. Aliás, um time brasileiro que ele precisa definir com certa urgência. Os jogadores do Santos assimilaram a aula do Barcelona, e o futebol brasileiro e seus técnicos também precisam apreender a lição que encantou o mundo. A Federação O Paraná Clube insistiu junto aos outros clubes, que disputarão o Campeonato Paranaense da 2ª Divisão, série Prata, na antecipação do início da competição para março de 2012. A ideia dos dirigentes paranistas era evitar que o time disputasse duas competições ao mesmo tempo, ou seja, o estadual e a Série “B” do brasileirão. Realizou reuniões com os clubes, não obteve o apoio desejado e, muito menos a unanimidade exigida pela Federação Paranaense de Futebol. No dia 14 de dezembro, o presidente da FPF, Hélio Cury, sentenciou: O campeonato da 2ª divisão começa em maio, conforme determina o calendário da entidade. Decisão correta do mandatário federacionista, pois não poderia em momento algum, beneficiar um clube em prejuízo dos outros nove. A maioria absoluta dos integrantes da segundona estadual, não tem qualquer condição financeira de montar elencos para um campeonato já em março, razão pela qual a decisão é correta, é justa. Ao Paraná, que foi um fracasso total dentro de campo em 2011, resta buscar a montagem de um elenco com quantidade, sem esquecer a qualidade e brigar pelo seu retorno à elite do futebol estadual e nacional. Vidraça Depois de muita briga e acusações, Mário Celso Petraglia volta ao comando do Clube Atlético Paranaense. Petraglia até aqui foi o “estilingue”, atirando pedras e outros objetos na diretoria comandada por Marcos Malucelli. Agora, Petraglia passa ser a vidraça e terá a obrigação de recuperar o prestígio do clube, começando por ganhar o Estadual de 2012.

Prefeito Ivan Rodrigues perde as estribeiras e briga com populares O entrevero aconteceu na posse dos novos conselheiros de Saúde, dentro da Prefeitura Na edição repassada o Impacto PR estampou aqui a notícia sobre a “nova eleição” de conselheiros do Conselho de Saúde, que, eleitos no início de setembro, tiveram a eleição anulada por força da sabotagem do representante da Prefeitura, Agenor Cheutchuck, que “sumiu” levando a respectiva ata e até cópias de documentos pessoais dos eleitos. Com efeito, uma “nova eleição” foi realizada no dia 10 passado, quando se elegeram outros conselheiros, cuja posse sucedeu sexta-feira, dia 16. Pela primeira vez na história, o ato solene foi realizado no Auditório da Prefeitura, o que ofendeu os conselheiros independentes, que viram nesse “gesto de boa vontade” o desejo do prefeito Ivan Rodrigues de ter o Conselho de Saúde “sob rédeas curtas”, gravitando em torno da criticada Administração. Fujão reaparece Para surpresa de todos, no meio do ato solene, surgiu das sombras Agenor Cheutchuck, que, depois de “desaparecido” por mais de dois meses, reapareceu para dar palpites sobre os deveres dos novos conselheiros, inclusive já defendendo um “novo regimento interno” para o Conselho de Saú-

de. Como todos sabem, trata-se de “homem de confiança” do prefeito. Presente ao ato, o prefeito Ivan Rodrigues não se fez de rogado: tomou do microfone a passou a elogiar a sua própria administração, afirmando que as críticas “vêm de adversários políticos que não se conformam com a derrota”, e, também, “não querem aceitar as mudanças que estão sendo realizadas na cidade, melhorando a vida do povo sãojoseense.” O início do rolo Diante de tão descabidas afirmações, a conselheira Claudiana, ligada ao DEM, esboçou um sorriso de gozação, logo captado por Ivan Rodrigues, que, bufando de raiva, visivelmente alterado, perguntou: “Do que é que a senhora está rindo? O que a senhora quer dizer?” De imediato, uma senhora de meia idade, que seria mãe de Claudiana, partiu em socorro da conselheira: “Seu Ivan, o senhor está é muito enganado. As críticas não são políticas coisa nenhuma, mas reação à bagunça na Saúde e na Educação. O senhor precisa aceitar a verdade e acertar as coisas, e não quer impedir as pessoas de criticarem a sua administração.”

Briga generalizada Em resposta, Ivan Rodrigues, apoplético, partiu para cima da mulher, de dedo duro, aos berros, ao que o sindicalista Tambolo, até então tranquilo, intercedeu em favor daquela senhora, pedindo que Ivan Rodrigues mantivesse a calma, que ele não era “dono da verdade”. Nesse momento, Loester Vargas, secretário municipal de Habitação, e um dos líderes do PT local, partir para cima de Tambolo, já de punhos erguidos, pronto para uma sessão de telequete, que só não aconteceu por agilidade de uma atenta “turma do deixa disso”. Profundamente encolerizado, o prefeito Ivan Rodrigues chamou a Guarda Municipal, cujos guardas, um tanto quanto constrangidos, compareceram ao local, mas observaram uma elogiável distância do sururu, que não dizia respeito à figura do Prefeito de São José dos Pinhais, mas apenas ao cidadão Ivan Rodrigues, que, de repente “meteu os pés pelas mãos”.

Reajuste de pedágios atinge também a BR-116 Não bastasse o aumento dos custos de pedágio das seis concessionárias - Econorte, Viapar, Ecocataratas, Caminhos do Paraná, Rodonorte e Ecovia – que tomam conta de 2,5 mil quilômetros de rodovias federais e estaduais no Paraná desde 1998, agora também a Autopista Planalto Sul, concessionária que administra a BR116 no trecho entre Curitiba e Porto Alegre informou que aumentou o valor das tarifas a partir da 0h de segunda-feira (19). Com isso o motorista paranaense está ilhado pelos novos custos se quiser sair de casa para passeios de férias. O reajuste médio de 4,53%, aprovado pelo Departamento de Estradas de Roda-

gem (DER), entrou em vigor nos seis lotes de concessões de rodovias e 27 praças de pedágio. Os valores para veículos leves variam de R$ 5,80 – nas praças de Arapongas e Mandaguari, atendidas pela Viapar – até R$ 13,90, na Praça de São José dos Pinhais, atendida pela Ecovia. Os preços entre as praças têm uma oscilação mínima de 3,57% e máxima de 5,33%. Já para quem vai usar a BR-116 o valor subirá de R$ 3,10 para R$ 3,30. De acordo com a concessionária, o aumento está previsto no contrato de concessão, assinado junto ao governo federal. Os novos valores serão cobrados em todas as cinco praças de pedágio existentes no trecho.

Veja como ficam os preços atualizados: • Automóvel, caminhonete e furgão2, R$ 3,30 • Caminhão leve, ônibus, caminhãotrator e furgão2, R$ 6,60 • Automóvel com semi-reboque e caminhonete com semi-reboque3, R$ 4,95 • Caminhão, caminhão-trator, caminhão trator com semi-reboque e ônibus3, R$ 9,90 • Automóvel com reboque e caminhoneta com reboque 4, R$ 6,60 • Caminhão com reboque, caminhãotrator com semi-reboque 4, R$ 13,20 • Caminhão com reboque, caminhãotrator com semi-reboque 5, R$ 16,50 • Caminhão com reboque, caminhãotrator com semi-reboque 6, R$ 19,80 • Motocicletas, motonetas e bicicletas a motor 2, R$ 1,65 O reajuste deste ano, segundo o DER, ficou abaixo da inflação dos últimos doze meses, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que registrou 6,66%. Em novembro de 2010, o reajuste foi de 5%. Segundo o DER, é possível que haja pequenas diferenças percentuais, para mais ou para menos, pelo arredondamento no valor das tarifas após feitos os cálculos aplicáveis aos preços. O reajuste foi aprovado, segundo o departamento, por estar de acordo com o contrato vigente. O aumento será praticado durante doze meses: de outubro de 2010 a outubro de 2011.


18

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

impacto@impactopr.com.br

O DESAPARECIMENTO DO ANO Paulo Pimentel decidiu e encerrou as atividades do jornal O Estado do Paraná, que foi em outros tempos um dos principais veículos de comunicação do estado. Um triste desaparecimento que, embora transformado em veículo de comunicação da internet, deixou saudades e vários profissionais da imprensa sem emprego.

A CPI DO ANO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Em um tempo no qual o litoral paranaense permanece abandonado pelo governo paranaense, a iniciativa do SESC em Caiobá fecha 2011 como o principal registro. Uma obra monumental que foi entregue neste final de ano e proporciona aos comerciários um centro de lazer que merece as melhores referências e aplausos à Federação do Comércio do Paraná pela iniciativa.

A DENÚNCIA DO ANO

○ ○

Um ano agitado por revelações que ficaram no meio do caminho e escandalizaram a sociedade. Vários e suspeitos negócios complicaram as imagens de empresas, empresários e até autoridades do poder judiciário, bem como de síndicos de massas falidas que ficaram sob suspeita por conta de negócios não muito bem explicados. O relatório final da CPI das Massas Falidas deixou claro que a mesma, sob o comando do deputado Fábio Camargo (PTB), não ficou em branco.

○ ○ ○ ○

O ANÚNCIO DO ANO

Foi um ano perturbado por denúncia que explodiu na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, onde a advogada Melissa Schulham (foto) conseguiu montar até uma audiência com deputados mineiros, escrachando um escândalo familiar que chegou até o Poder Judiciário paranaense. O estranho comportamento da advogada que usava as peças como instrumento de suas difamações chocou os paranaenses e motivou autoridades do Legislativo e do Judiciário de nosso estado a exigir uma retratação da Assembleia mineira, o que, infelizmente, até este final de ano ainda não aconteceu, mantendo no ar muitas suspeitas.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Foi um verdadeiro presente de Papai Noel para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, fechando o ano de 2011. O pedido de inclusão do presidente da Assembleia Legislativa no pólo passivo daquelas ações que se desenvolveram sob a capa dos tais diários secretos que paladinos da moral e dos bons costumes escandalizaram para a sociedade, caiu como verdadeira bomba. Pedido para que o mesmo fique, como os demais acusados nas tais ações, com os bens indisponíveis, revelou as suspeitas de que foi uma delação premiada que motivou o “esquecimento” do citado nome em processo tão cabeludo promovido pelo Ministério Público Estadual.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Otélio Baroni (à esquerda) (PT), de Jaguariaíva, um dos que melhor consolidou sua administração municipal, o mesmo ocorrendo com J. Camargo (PSC) em Colombo, Pedro Wosgrau ( à direita) (PSDB) em Ponta Grossa e Edgar Bueno (PDT) em Cascavel. Gente que conscientemente zelou pelo dinheiro público e correspondeu à expectativa dos munícipes com o correto desempenho administrativo.

OS MELHORES PREFEITOS DO ANO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

O ESQUECIMENTO DO ANO

“Uma verdadeira lição de futebol”, reconheceu Neymar, o maior craque do futebol brasileiro, diante da exibição de gala feita pelo time do Barcelona na conquista do Campeonato Mundial Interclubes da FIFA, no Japão. O massacre de 4x0 em cima do todo poderoso Santos deixou maravilhados os adeptos do futebol em todo o mundo.

O DESTAQUE ESPORTIVO DO ANO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Foi um ano de várias e importantes conquistas, entre as quais a Copa do Brasil, quando o Vasco consagrou-se campeão deixando como vice o Coritiba. Mas o principal destaque, sem dúvida, foi a conquista do Campeonato Brasileiro pelo Corinthians, que em um certame de pontos corridos mostrou a maior regularidade e animou a grande e fiel torcida em todo o país.

Vários ganharam destaque nesta área administrativa que deixou nomes complicados com a Justiça por uma série de atos que configuram improbidade administrativa, mau uso do dinheiro público, abuso do poder e outros crimes. Dentre os vários estiveram em destaque os prefeitos Moacyr Fadel (à esquerda) (PMDB), de Castro, Eduardo Dalmora (à direita) (PDT), de Matinhos, Rudisney Gimenes (PMDB), de Pontal do Paraná, Ivan Rodrigues (PSD), de São José dos Pinhais, Barbosa Neto (PDT), de Londrina, José Baka Filho (PDT), de Paranaguá, e o filho de Valdir Rossoni (PSDB), Rodrigo Rossoni (PSDB), que se complicou com abuso do poder econômico em campanha política e caiu do cavalo em Bituruna.

OS PIORES PREFEITOS DO ANO

Entre idas e vindas a Justiça Federal reconheceu como válidas as provas colhidas durante a Operação Dallas. Investigando os portos de Paranaguá e Antonina esta operação colocou como denúnciados, entre outros, Eduardo Requião e Daniel Lúcio de Souza, ex-superintendentes responsáveis por uma série de situações condenáveis.

O CAMPEÃO DO ANO

A OPERAÇÃO DO ANO

Foi uma surpresa para os dois. Gustavo Fruet (à esquerda), justamente no momento em que anunciou sua filiação ao PDT e que seria candidato a prefeito em 2012, teve que dividir os holofotes com Ratinho Junior (à direita), que no mesmo embalo anunciou sua candidatura a prefeito pelo PSC, empanando em parte o anúncio do ex-tucano.

A primeira foi a eleição para a Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol), onde uma disputa acirrada se fez marcante com três candidatos, vencendo Kiyoshi Hattanda, o preferido da secretaria de Segurança. Mas o principal destaque fica por conta da eleição no Atlético Paranaense, onde Mário Celso Petraglia (foto), mais uma vez, aparece para vir em socorro do rubro-negro que foi rebaixado, embora com as finanças em alta. Marcos Malucelli se despediu da presidência do clube com a imagem rebaixada pela queda do Atlético para a segunda divisão do futebol brasileiro.

A SURPRESA DO ANO

Ela gosta muito de viajar ao exterior e por isso não quis ficar por aqui nem mesmo neste momento de felicidade. Entre ir casar em Roma, que adora, e ir para o Caribe, a vereadora preferiu este. Renata Bueno (PPS) e Juliano Borghetti (PP) levaram uma penca de convidados a uma das ilhas da região e deslumbraram a sociedade política paranaense.

○ ○

AS ESCOLHAS DO ANO

O CASAMENTO DO ANO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Entre os piores e os melhores a lista é muito grande e renderia no mínimo uma página inteira, principalmente no que se refere aos vereadores que foram decepção. Em Curitiba, por exemplo, uns e outros tentaram aparecer a qualquer custo, caso do Professor Galdino (à esquerda) (PSDB) e da vereadora Renata Bueno, os quais caíram do cavalo com algumas mancadas onde esqueceram que sem buscar os holofotes os edis podem fazer muito mais. Há, também, o caso do presidente da Câmara Municipal de Guaratuba, Paulo Araújo (à direita) (PSC), que se imaginou o dono da cocada preta, enquanto em São José dos Pinhais a Câmara Municipal teve destaque positivo pela ação da maioria dos seus integrantes.

O ex-ministro Carlos Lupi deu o exemplo e os secretários Luiz Cláudio Romanelli, do Trabalho, e Ricardo Barros, de Indústria, Comércio e Assuntos do MERCOSUL, seguiram o exemplo. Não viram nada de mal em viajar em um jatinho de empresário que está fazendo acerto com o governo. A coisa pegou mal e por mais que expliquem um cheiro estranho ficou no ar com este deslocamento.

A OBRA DO ANO

OS VEREADORES DO ANO

A VIAGEM DO ANO

BALANÇO DE 2011

Um projeto que é sonho dos curitibanos e que começou a se tornar realidade a partir do momento em que a presidente Dilma Rousseff, vindo ao nosso estado, revelou a liberação de substanciais recursos em milhões de reais para o pontapé inicial do metrô curitibano. Uma arrojada iniciativa que coloca Curitiba em primeiro plano entre as cidades sedes da Copa do Mundo de 2014 e que terão empreendimentos voltados a esta causa esportiva que já vem motivando obras e realizações, inclusive na Arena da Baixada.


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

19

CONTINUAÇÃO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

A CHACINA DO ANO

○ ○

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

O CONSTRANGIMENTO DO ANO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Foi no comecinho de 2011 e a chacina registrada em Piraquara chocou a população da região e do Paraná por envolver pessoas conhecidas, especialmente o ambientalista Jorge Grando (foto), nome respeitadíssimo nesta área. Dizem que até hoje o crime não foi totalmente esclarecido e além de Jorge Grando foram assassinados seu irmão Antonio Luiz Grando, mais Albino Silva, Gilmar Reinert e Valdir Vicente Lopes, todos mortos com requintes de barbarismo e sem causa aparente. Há quem fale que a própria Secretaria de Segurança não comenta muito esta chacina que se registrou em Piraquara.

Nem deputado escapa, no Paraná, de um assalto com requintes de constrangimento. Foi o que aconteceu com o deputado Luiz Accorsi (PSDB). Ele e sua família foram rendidos por bandidos que além de roubarem jóias, dinheiro e outros pertences da casa do parlamentar ainda o submeteram, bem como a sua esposa, a agressões que deixaram marcas em uma recordação que não se apaga. Polícia apurou-se para resolver este e outros ataques que a bandidagem realizou neste ano não poupando nem autoridades.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Inúmeros foram os registros de pessoas famosas que morreram neste 2011 que está findando. Dentre tantos, destaques para ampla cobertura da imprensa em torno das mortes de Sócrates (foto), o jogador corintiano e da seleção brasileira que, depois de alguns internamentos tentando vencer os problemas com cirrose provocados pelo excesso de bebidas, faleceu justamente no dia em o Corinthians sagrou-se campeão brasileiro de 2011. Também foram lamentadas, entre outras, as mortes do humorista José Vasconcelos, do consagrado ator Sérgio Britto e do carnavalesco Joãosinho Trinta, entre outros.

AS ENCHENTES DO ANO

O FOI OU NÃO FOI DO DEPUTADO

MORTES QUE ABALARAM EM 2011

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

○ ○

O PUTEIRO DO ANO

○ ○ ○ ○

Mal havia iniciado o governo e Beto Richa e Fernanda Richa enfrentaram uma tragédia provocada pelas chuvas e que atingiu o litoral paranaense, principalmente. As regiões de Antonina e Morretes foram as mais prejudicadas, mas Paranaguá também sentiu os efeitos de uma dramática situação.

A MULHER DO ANO

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Foi a maior tragédia deste ano e aconteceu no Japão em março chocando o mundo. Mais de 13 mil mortes no resultado de um devastador terremoto que provocou um tsunami com ondas de até 23 metros de altura. Usina nuclear foi destruída e causou sérios danos ao meio ambiente.

A TRAGÉDIA DO ANO

Para vergonha da nossa polícia, o trecho nas proximidades da Praça Ouvidor Pardinho, envolvendo as ruas Getúlio Vargas, Lamenha Lins, Iguaçu e adjacências, defronte a Igreja do Imaculado Coração de Maria, continua transformado no maior antro de prostituição ao ar livre com travecos dando show que é uma verdadeira vergonha para as famílias e para quem passa pelas cercanias. Caiu a noite e os travestis tomam conta do pedaço abordando todos que passam pelo trecho, enquanto famílias que residem nas proximidades se sujeitam a cenas vexatórias sem que a polícia promova um mínimo de combate à prostituição a céu aberto.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Ronaldo (foto), o Fenômeno, dono de vários títulos nos clubes pelos quais passou,abandonou os gramados no corrente ano depois de ver o Corinthians perder a disputa pela Libertadores para um time sem expressão. Serviu, e bem, ao time do Parque São Jorge, e transformou-se agora em um barrigudo empresário de todos os esportes.

A DESPEDIDA DO ANO

Artes Marciais Mistas passou a ser a partir deste ano a coqueluche das televisões brasileiras, especialmente da Globo, que até transmitiu o combate que teve curta duração quando Anderson Silva revelou-se para o mundo. Considerados violentos os combates da MMA motivaram até o narrador Galvão Bueno a se entusiasmar e anunciar que vai abandonar a carreira de locutor esportivo e cair nessa de transmitir as lutas de chutes, cotoveladas, e extrema violência que tomam conta de um cenário destacado por um octógono onde ocorrem as disputas.

A NOVA ATRAÇÃO ESPORTIVA DO ANO

Geninho (à esquerda) e Marcelo Oliveira (à direita), dois nomes de respeito no futebol brasileiro como profissionais do mundo da bola. O primeiro foi dispensado de forma grosseira quando estava no comando do Atlético, sendo desrespeitado como profissional que já levou o time a boas situações. O segundo, de contrato renovado para 2012, mostra que ainda tem muito a dar de seu trabalho como técnico do Coritiba, rompendo aquela tradição de que técnico é culpado de tudo e a cada nova temporada outro profissional precisa ser contratado. Mostrou serviço e vai permanecer à frente da equipe do Alto da Glória.

O TÉCNICO DO ANO

Ele é um comunicador de sucesso e estava na RIC com um ibope expressivo até que... Bem, até que a população tomou conhecimento de que o deputado Gilberto Ribeiro (foto) (PSB) havia provocado um acidente em município da região metropolitana. A RIC de imediato, entre o foi ou não foi, colocou o comunicador e deputado para fora. Mais tarde revelou-se que foi um assessor o responsável pelo registro, pois era ele quem estava dirigindo o veículo que fez um ferido. Até que tudo caísse no esquecimento foi um verdadeiro parto. Mas, finalmente, o deputado voltou à telinha da RIC e ficou tudo dito por não dito.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Iniciada neste ano a demolição do Centro de Eventos do Parque Barigui, que vai dar lugar a moderno local em meados de 2012. Em licitação vencida pelos grupos Positivo e J.Malucelli, o local começa a se mostrar para o público como uma futura grande atração que abrigará um centro de exposições, ponto de referência no aprazível local.

A DEMOLIÇÃO DO ANO

Ela morreu tão jovem, todos disseram, já que tinha a imagem de quem esbanjava saúde e juventude. O prematuro falecimento neste ano de Maria Christina de Andrade Vieira (foto), ex-presidente da Associação Comercial do Paraná, nome de destaque no setor empresarial e cultural paranaense deixou uma lacuna difícil de ser preenchida. Foi, sem dúvida, o registro de falecimento que mais doeu entre figuras públicas paranaenses que deixaram este mundo no corrente ano.

A PERDA DO ANO

Muita gente pensou outra coisa quando viu o título. Não se trata de nada disso. É a TV do ano, de 60 polegadas, que o presidente Valdir Rossoni fez questão de comprar para a Assembleia Legislativa. No corredor da Casa permite que todos assistam, em alta definição, às sessões legislativas e que poderiam ser vistos, perfeitamente, em qualquer televisão menor e com menos custo para o bolso dos contribuintes paranaenses.

A TV DO ANO

E, de repente, veio a revelação de que a esposa do secretário de Segurança do Paraná trocou de lugar, que tinha cativo em Brasília, junto ao gabinete do senador Roberto Requião. Os alicerces do palácio do governo estremeceram e os fofoqueiros de plantão correram em busca dos detalhes. De fato, a esposa de Reinaldo de Almeida Cesar (foto) está lotada em gabinete no Senado, desde os tempos em que o atual secretário era chefe de gabinete de Requião como governador paranaense em mandatos anteriores. A volta da esposa do secretário para a assessoria em Curitiba de Requião se deu através de uma troca com outro afilhado de Requião que foi para Brasília e permitiu a ela esta volta à capital paranaense. Uma situação, no mínimo, constrangedora.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Nem o câncer que o levou a seguidas viagens até Cuba conseguiu aliviar a barra em torno da imagem ditatorial que o identifica como presidente da Venezuela. Hugo Chávez passou este ano que está findando em constantes viagens à terra de Fidel Castro onde foi se tratar de um câncer, que segundo ele, está superado.

A REVELAÇÃO DO ANO

O CARECA DO ANO

BALANÇO DE 2011

Primeiro foi Marcela Temer, a esposa do vice-presidente da república Michel Temer (PMDB) que provocou frisson em todo o país pela beleza e elegância com que se registrou sua presença na posse do novo governo. Depois veio a cunhada de Michel Temer, Fernanda Tedeschi (foto), cujo corpinho como veio ao mundo, aparecendo em revista nacional especializada em poses peladas que causam sucesso nas bancas, deu muito que falar. Ela foi, sem dúvida, a mulher do ano.


20

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

João Buchi O culpado é o povo! Todo o noticiário político de 2011 conduz a uma única conclusão:- o povo é culpado, pois é o legitimador das posições ocupadas pelo eles. Pior, além de legitimar lhes paga polpudos salários para que mantenham o status quo dominante de achaque ao dinheiro do povo e descaso em relação a uma possível reação. Assim a troca incessante de Ministros de Estado da República, todos acusados de ladrões, é vista como prova de honorabilidade da Ilustríssima Presidente da República. Não é. Neste caso, cumpriu a obrigação de punir com a perda de cargo os demitidos com atraso e lentidão. Ademais até hoje não explicou devidamente a corrupção de Erenice, que esteve ao seu lado e a substitui na Casa Civil.

Ainda assim, é de registrar que a Presidente encerra o ano com a maior aprovação popular obtida desde 1986, para o primeiro ano de mandato. Podemos interpretar como real aprovação por mérito, ou pelo fato de que realmente esta tudo dominado e perdemos o discernimento, a capacidade de distinguir entre o certo e o errado.

A natureza do bicho O animal político indubitavelmente tem um diferencial sobre os homens e mulheres não praticantes da política. Um gene de característica absolutamente particularizada, que não foi explicado pela ciência e muito menos pelo código genético desvendado. Trata-se do gene da traição política, da pratica do habito do escorpião. No PT encontram-se exemplos constantes do escorpionismo político. O Bernardão, perguntado para onde iria depois da reforma ministerial se escalou para a Itaipu, decidindo no ato que Sameck, seria candidato a Prefeito de Foz do Iguaçu! Escorpião a altura do PT é Bob Requião, que ultimamente afirma que seu chupa cabra preferido o Dudu, vendeu o equipamento de um estúdio de TV de sua chupacabrística propriedade em Brasília a uma rede

impacto@impactopr.com.br

Estadual

de Televisão, o que justificaria os dólares da gaveta de cuecas!

O bicho sem natureza Estes vereadores em sua maioria curitibanos, no que bem acompanhados em especial pelos londrinenses, na arte de contorcer-se rastejando pelo chão, atrás de benesses de um poder que deveriam fiscalizar. Sem exercitar a função precípua da coluna vertebral dos bípedes, aprovam de um tudo, inclusive os gastos em publicidade em Curitiba. Não confundam a bicho usado metaforicamente, posto que a cobra é dotada de personalidade. Trata-se no caso dos edis de lesmas que tem a capacidade de deixar sua gosma em provas documentais, tornando-as assim inservíveis.

A ilusão dos bichos paroquiais Os bichos de paróquia gostam de iludir os demais bichos em relação ao poder e a postura que assumem frente ao poder maior que é exercitado pelos bichos de Brasília. No partido onde existem vários comandos e frentes para tornar o país perfeito, onde só não existe quem enfrente de frente o símbolo de riqueza emergente o neo burguês Zé Dirceu Batista, belongs to Eike, este bicho é comum. Por aqui, a ex-enfermeira do HC, Isodoro, distribui nota oficial em nome dos que querem o poder. Nota que fala sobre descaso com o meio ambiente e a saúde, e outras manifestações contrarias a administração municipal. Escreve sobre continuidade de grupos. Como diria o grande narrador esportivo da atualidade Milton Leite...”que beleza”. O grupo que ela representa já manda há nove anos. Destituiu quantos ministrinhos por ladroagem?

Pesquisa Indica a realidade das ruas. Três candidatos, empate técnico e qualquer análise mais profunda hoje é golpe de remo, aquele peixinho que nada ao lado dos tubarões!

ORAÇÃO DE JOÃO BUCHI Senhor, agradeço bênçãos em 2011. Obrigado por tudo, estenda bênçãos aos Fedeger e demais amigos. Amém.

MATINHOS

Dalmora usa dinheiro do contribuinte para criar programa e fazer campanha eleitoral antecipada De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população estimada no município de Matinhos hoje é de cerca de 29.426 habitantes, dos quais aproximadamente 20 mil são eleitores. Pensando nisso, o prefeito Eduardo Antonio Dalmora, já com objetivo de garantir sua reeleição, resolveu criar em 2009, o Programa Cesta Vida, que atende 25% do eleitorado com a doação mensal de cestas básicas, todas compradas com recursos próprios do município. Assim como em outros municípios onde a distribuição de alimentos por parte da Prefeitura virou Projeto de Lei, em Matinhos, o programa, que deveria servir para atender a comunidade carente, acabou virando objeto de valor que vem sendo usado para a compra de votos, não apenas por parte do prefeito, mas também de alguns pré-candidatos a vereadores de seu partido, que já possuem cota mensal de cestas básicas para a distribuição à possíveis eleitores. Em um município onde o Governo do Estado atende 420 famílias com o Programa Luz Fraterna e o Governo Federal atende 1.450 através do Bolsa Família, o (des)Governo Municipal beneficia mais 5 mil pessoas, todo mês, com a distribuição de cestas básicas que são entregues aleatóriamente, de forma irregular, e sem que haja um acompanhamento das famílias envolvidas. Ou seja, uma prova mais do que concreta de que o objetivo, neste caso, não é o de erradicar a fome, e sim, o de enxer a barriga. Após receber várias denúncias com relação às irregularidades cometidas na gestão do programa (inclusive de funcionários da própria Secretaria Municipal de Ação Social), nossa equipe decidiu acompanhar pessoalmente, desde outubro deste ano, como são feitos os cadastros e a distribuição, e encontrou situações que se não tivessem sido registradas, até Deus duvidaria. No dia 1º de outubro, por exemplo, um caminhão da RN Dina, empresa responsável pela limpeza urbana, e que é utilizado para o transporte de entulhos, estacionou em frente a sede da Secretaria de Ação Social do município com mais de 5 mil cestas básicas em sua carroceria. Na ocasião, funcionários que fazem a limpeza de ruas e calçadas da cidade descarregavam o caminhão levando os alimentos para o interior do prédio. Ao mesmo tempo, algumas pessoas deixavam o local com a cesta em mãos para, em seguida, transportá-la até suas casas em uma bicicleta. Até aí tudo bem. Passados alguns minutos e com o caminhão quase vazio, alguns funcionários da empresa citada anteriormente passaram a fazer o trajeto oposto, desta vez, tirando as cestas básicas do interior do local, com ajuda da Guarda Municipal, colocando-as em carros de luxo. Vale lembrar que um só carro, chegou a levar quase dez cestas completas. Enquanto isso, na porta, o assessor de um vereador esperava por determinadas pessoas com uma espécie de vale nas mãos. Quando essas pessoas chegavam, ele entregava o vale e dizia: “É só entrar e pegar”.

Ciente de que alguma coisa estava errada, o responsável pelo programa, Luiz Antonio do Nascimento (Toninho), ajudava a fazer o transporte dos alimentos sempre orientando para que os “colaboradores” tomassem cuidado para não chamar a atenção. No interior da Secretaria, chegamos a ficar na fila para tentar realizar o cadastro e, durante esse tempo, fomos informados de que os documentos necessários seriam basicamente CPF, RG, e título de eleitor do município. Quando comunicamos a falta do último documento exigido, fomos novamente orientados, desta vez, à procurar o Fórum Eleitoral da cidade e, depois sim, voltar. Na tentativa de obter maiores informações, perguntamos se haveria algum problema em possuir residência própria e automóvel, quando fomos surpreendidos pela resposta de uma funcionária, depois identificada como Simone, que disse: “Isso não é problema! É solução! (risos) Tem um monte de gente com carro, moto, casa, até comércio, que pega a cesta”. Perguntamos se não havia um controle, se eles não faziam uma visita antes, quando ela novamente sorrindo nos respondeu: “Depois que você faz o cadastro, o Seu Toninho faz uma visita, mas é só pra cumprir o protocolo. O que importa mesmo é votar aqui, e votar certo, né?”. Após isso, agradecemos e fomos embora. Desde o início do Programa Cesta Vida, a Prefeitura Municipal de Matinhos já gastou cerca de R$ 15 milhões em alimentos não perecíveis, ou seja, apenas um milhão de reais a menos do que vem mendigando ao Governo Federal para a realização das obras de revitalização da orla. Vale lembrar sempre, que não somos contra a criação do programa. Pelo contrário! No entanto, o nosso maior questionamento gira em torno da maneira como o mesmo vem sendo administrado e, principalmente, pelo fato de, ao invés de estar servindo para benfeitori-

as pela cidade, o dinheiro público estar sendo utilizado para a realização de campanha eleitoral antecipada por parte do prefeito, e de toda a sua quadrilha. Para quem não lembra, no começo do ano passado (2010), quando o prefeito Eduardo Dalmora aumentou a cobrança de IPTU no município em até 300%, acabou gerando uma revolta nos veranistas (proprietários de imóveis no município), que ele mesmo só conseguiu acalmar depois de prometer que o dinheiro seria investido em Saúde Pública, e em obras de infraestrutura e saneamento, coisas que até hoje não aconteceram e que deixam claro onde todo esse dinheiro vem sendo aplicado. O pior ainda, é a existência de fortes indícios de que os produtos que compõem a cesta básica doada pela Prefeitura de Matinhos, possam estar sendo fornecidos pela rede de supermercados da família do próprio prefeito, através de um esquema de licitação onde o mesmo utilizou um empresário laranja, que ganhou uma parte pequena dos lucros arrecadados com as mercadorias vendidas, só para a assinar os papéis, já que os alimentos – antes de irem para a distribuição – chegam em seu local de destino em um caminhão baú com a marca “Brasão” – nome do supermercado do pai do prefeito. Pra quem acha que é muito, no próximo dia 12, Dalmora e sua esposa, Eunice Viganó – Secretária Municipal de Ação Social – vão reunir todas as famílias beneficiadas pelo Programa Cesta Vida, para entregar a cada uma, mais um vale de R$ 200, que deverão ser pegos através de dinheiro em espécie, ou então, em mercadorias que só poderão ser compradas nos supermercados Maresia, Super Rede e Master Silva. Ou seja, serão mais um milhão de reais por mês, que devem sair do bolso do contribuinte e entrar direto na conta das empresas do prefeito, até as eleições de outubro. (Nosso Litoral)

Veja o quanto Dalmora gastou com cestas básicas só este ano:


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

Paranaguá - Ondas Triste

Demissão

O Ondas também escolheu o mala do ano, a começar pelo alcaide que prometeu bons projetos na área da saúde e educação e não realizou nada e por isso termina o ano com uma grande rejeição. Fazia tempo que Paranaguá não via um prefeito que abandonou a periferia e deixou a buraqueira tomar conta da malha viária. Os bairros da Vila Ruth, Vila Cruzeiro e Jardim Araçá sofrem com o estado das ruas e falta de estrutura. Um ponto positivo foi a decoração natalina na Praça dos Leões e arredores. Passando por lá há um verdadeiro clima de Natal.

Arnaldo Maranhão, que está no porto como assessor do superintendente, amigo de Alceuzinho Maron, teve que pedir demissão em virtude do prefeito Zé Baka solicitar o retorno a prefeitura, e ele como fiscal tributário do município, funcionário de carreira, teve que retornar, pois o prefeito não estendeu o pedido de licença sem vencimento. Claro que a medida é uma retaliação de Baka, pois é desafeto de Alceuzinho.

Destaques Quero citar três integrantes do governo Baka Filho que se destacaram até agora, mesmo diante das adversidades. Alaor Reis, procurador municipal, professora Elvira, que é a secretaria de Educação, e Luis Fernando Gaspari, da Funtur. Bola branca pra eles!

Pra frente Um dos melhores do ano e que veio para crescer em Paranaguá nos ramos de combustíveis e gastronomia foi p catarinense Sidney Mahle e a senhora Ney, para os amigos. As empresas do Sidney estão de vento em popa e amplia os postos Locatelli, Estradinha e Louro na Cel. Santa Rita. São dezenas de empregos aos parnanguaras com um atendimento simples.

Foi bem Quem realizou um bom ano foi o superintendente da Appa, Aírton Maron, escolhido por critério técnico, numa grande jogada do governador Beto Richa. Funcionário de carreira da autarquia por mais de 40 anos resolveu alguns problemas da administração anterior e o que se nota diariamente são quase 60 navios que aguardam berço de atracação. Neste mesmo período em anos anteriores havia cinco ou seis navios ancorados no porto e a maioria deles seguia para São Francisco e Itajaí. O ex-governador, que não queremos citar nome, foi agraciado na época até com título de cidadão catarinense.

Polêmico Outro destaque no ano de 2011 foi o surgimento do Jornal dos Bairros, do ousado e polêmico Gilberto Fernandes, que dá porrada até nos amigos se preciso for. Brincadeiras à parte, somos todos leitores do JB, que chega todas as terças nas bancas. Giba está sempre assessorado pela filha Jéssica.

Novas lojas No comércio temos que destacar como positivo o ingresso das Lojas Coopel e a Lojas Havan, que vem batendo recorde em vendas de armarinhos em apenas uma semana de inauguração.

De saída Muitos confirmam que no dia 03/01/2012 o diretor da Appa, Carlos Alberto Frísoli (foto), deixa o cargo na autarquia e disputa a prefeitura apoiado pelo alcaide de plantão.

Em busca O Pastor Reinaldo, que se diz parnanguara da gema e do bairro da Costeira, mas tem um forte sotaque carioca, também corre em busca da vice-candidatura na chapa de Alceuzinho. Se você não sabe, o pastor da fala mansa é proprietário da Interprise Guindastes e trabalha na área portuária.

Pára Nesta sexta-feira (23) o porto na área da administração não trabalha, voltando na segunda-feira (26). A prefeitura municipal e a Câmara vão fechar as portas retornando apenas no dia 4 de janeiro de 2012.

Eita Impossível que alguém seja mais mentiroso que o senador Requião. Ele esteve na CNT afirmando que o irmão mais velho Eduardo veio para Paranaguá para salvar o porto que estava destruído pelo prefeito Baka. Vejam só, o Baka nunca atuou no porto como chefe político e muito menos como candidato a algum cargo eletivo. E disse mais: que Dudu é um “expert” em administração portuária, tendo curso no exterior. Sobre os dólares escondidos no guarda roupa, o mentiroso disse que Dudu tinha vendido uma rede de televisão que era de sua propriedade. Mais uma para a gente engolir!

Pesquisa O ex-prefeito Mário Roque, vulgo Vermelhão, dia destes ligou para o Litoral Notícias, que é brilhantemente apresentado pelo jornalista Alexandre Motta, e indagou o comunicador que falava de Alceuzinho e a liderança nas pesquisas que o credenciava como o próximo prefeito. Roque defendeu que a pesquisa que está valendo é a dele e que por coincidência mostrava ele bem na frente do rival. Roque continua muito engraçado!

Esqueceu Na última terça-feira (20) lemos mais uma edição da Folha de Paranaguá, que tem Ivany Marés como grande colunista. Observamos que ele esqueceu da matéria equivocada, a qual ofendia a todos os comissionados da Appa, sendo que alguns são seus amigos. Foi um desabafo do Ivany, que não pensava em ofender pessoas.

Frase do Grilo A maior mentira de todos os tempos Requião ao pronunciar na CNT: “Eduardo veio para Paranaguá salvar o porto que estava falido. Ele foi o maior administrador que o porto conheceu em toda a sua história”.

21

Litorâneas PARANAGUÁ

Vereadores colocam CPI do Porto numa saia justa Os documentos protocolados na Assembleia Legislativa do Paraná no último dia 15 direcionados ao atual presidente Valdir Rossoni e Douglas Fabrício, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI dos Portos, prometem sangrar uma ferida que estava aparentemente estancada por algum motivo dentro da investigação efetuada pelos deputados que compõe a comissão. Todos os documentos fazem parte de anexos protocolados pelos vereadores Benedito Nagel, Marcus Antonio Elias Roque e Rafael Gutierrez Junior (Rafinha), integrantes da Comissão permanente de obras e serviços públicos e também da comissão de Educação e saúde da casa de leis. O motivo que levou os vereadores é baseado em fatos concretos e que demonstram irregularidades que não podem passar aos olhos dos deputados sem que haja uma investigação profunda e que possa esclarecer o favorecimento praticado na gestão anterior de Eduardo Requião com a licitação do terminal de fertilizantes onde a empresa Rocha Top (armazém privado) seria a beneficiária de toda a estrutura que executasse com a referida licitação. Muito estranho também é o questionamento feito pelos vereadores com relação da obra são: as licenças ambientais, as ligações do terminal privado com o terminal público, a legislação de postura municipal e especialmente com as disposições legais relativas ao meio ambiente. Outro fato alarmante é o depoimento do ex-super Daniel Lúcio que a execução do projeto de implantação do terminal público de fertilizantes diferiu do projeto original idealizado pelo outro ex, Eduardo Requião, levantando inclusive o referido ex-dirigente a hipótese de alguma intervenção indevida de um engenheiro do quadro de servidores efetivos da autarquia, com fortes indícios de ligações com a empresa que poderia vir a ser beneficiada da modificação. Os vereadores relatam também que em todas as solicitações feitas para que dirigentes da empresa Rocha Top comparecessem para pres-

tar esclarecimento em nenhuma delas foram atendidos. Alertam os deputados da comissão de que apenas uma rápida passeada pela orla portuária seria suficiente para observar que há lago errado acontecendo em relação às bases que interrompem passeios, cruza-se o espaço aéreo conforme a empresa deseja, instala-se o privado em detrimento do público e outras percepções que são fáceis de visualizar na principal avenida de acesso ao porto. Os denunciantes aproveitaram a visita para se colocar a disposição dos parlamentares para depor na CPI, e ressaltaram que a comissão não pode passar por cima desta denúncia e colocar em xeque a credibilidade de todo os procedimentos efetuados até agora. Afinal tem lingüiça embaixo desta farofa e a atual direção portuária ainda continua com muita ligação com estes empresários. Leia o inteiro teor do documento protocolado:

1

2

3

4

5


22

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

www.impactopr.com.br

Notícias de Londrina

impacto@impactopr.com.br

Ponta Grossa

Naym Libos naymlibos@hotmail.com

Salário de vereador tem aumento de 110% Aconteceu o que já era esperado. Em segunda e última votação, foi aprovado o aumento do salário dos vereadores de Londrina, saltando de R$ 5.724 mil para R$ 12 mil, valendo a partir da próxima legislatura, em 2013. O que causou estranheza foi a retirada da medida que beneficiaria o prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, assunto que ficou para o próximo ano.

Manifestações A sessão que aprovou aumento de salário de vereador foi agitada. Galerias lotadas, manifestantes portando faixas contra o aumento de 110%. O vereador Marcio Almeida (PSDB) foi premiado com a maior faixa e os dizeres: “Eleitores do vereador Márcio Almeida estão de luto.”

Que líder é esse?

BN comemorou

Funtel

O prefeito Barbosa Neto depois da derrubada da CP da Saúde pela Câmara fez um breve pronunciamento a um grupo de manifestantes, secretários e servidores públicos municipais no prédio da prefeitura. O prefeito disse que “não é hora de bravata, é hora de agradecer a Deus”.

A promotora de Justiça, Solange Vicentin detectou irregularidades na prestação de contas da Fundação Tecnológica de Londrina (Funtel), entidade mantenedora do Instituto Politécnico de Londrina (Ipolon). Existem indícios de irregularidades no uso das verbas públicas, referente ao exercício de 2006, na ordem de R$ 100 mil. Moisés Betoni, foi afastado do cargo de superintendente em outubro último a pedido de professores da instituição.

Jardim Botânico - I Já que o assunto é abandono de obras públicas, o Jardim Botânico de Londrina está abandonado há meses. O que seria uma área de lazer está fechada há mais de um ano. O Estado iria investir R$ 20 milhões com a construção de estufas, auditório com capacidade para 400 pessoas, oito jardins temáticos, sanitários, administração, praça de alimentação, etc. A construtora vencedora da licitação deixou os serviços meses depois e ninguém sabe dizer qual é a empresa.

Jardim Botânico - II

Jairo Tamura (PSB - foto) é o nome do vereador “líder” do Barbosa Neto (PDT), na Câmara Municipal. Um caso curioso: na hora de votar no primeiro turno saiu de fininho e se absteve. Já que seu papel é o de defender o executivo, mais coerente seria ele votar contra o relatório da Comissão Processante (CP) como fez o vereador Padre José Roque Neto (PR), aliás, único voto contra, na primeira votação.

Com o abandono total das obras do Jardim Botânico de Londrina uma ameaça é iminente: proliferação dos mosquitos da dengue nos espelhos d água, sujos, abaixo do normal e água parada. O idealizador do projeto, deputado estadual, Luiz Eduardo Cheida (PMDB), falando pelo telefone ao colunista do Impacto PR disse estar inconformado e que “isso é injustificável”. Informou que já demonstrou o problema ao governador Beto Richa (PSDB), que lhe prometeu reinício das obras no primeiro trimestre de 2012 e, que o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly disse que tem orçamento e verba para a obra.

Cônjuge no governo

“Lei da Muralha” - I

Carla Cristina Ferreira Tamura, esposa do vereador Jairo Tamura, “líder” do Barbosa Neto, está nomeada em cargo em comissão (símbolo C-2) como assistente da Casa Civil. Decreto 2261, de 18/08/2011, assinado pelo governador Beto Richa (PSDB) e Durval Amaral (DEM). Com quatro partidos envolvidos para onde vai a fidelidade do Tamura?

O lobby do ex-prefeito Nedson Micheleti (PT) e sua bancada de vereadores da época continuam fortes. Em 2006, durante gestão petista foi aprovada lei denominada popularmente “Lei da Muralha”, para beneficiar determinada rede de supermercados. Restringindo a instalação de supermercados, com construção superior a 1,5 mil m2 e de casas de materiais de construção civil, maiores de 500 m2, em um quadrilátero que pega quase todo perímetro central da cidade.

Prédio histórico

“Lei da Muralha” - II

O prédio da Secretaria de Cultura, na Praça da Concha Acústica, que já deveria estar tombado, bem cuidado, no entanto, está abandonado e correndo sério risco de virar mocó e criadouro de mosquitos da dengue. Consta que a empreiteira abandonou tudo e foi embora. Nem o Estado e nem a Prefeitura falam nada, nem mesmo para dizer de quem é a responsabilidade

O prefeito Barbosa Neto pretendia modificar diminuindo em 20% a abrangência territorial da lei, através de projeto; Mas foi vencido. O projeto precisava de 13 votos favoráveis para ser aprovado, mas recebeu apenas 11. Outros seis parlamentares votaram contra a iniciativa e um se absteve.

CP arquivada

Inconstitucional

Na segunda votação da Comissão Processante da Saúde a posição dos vereadores mudou. Até o vereador Tamura votou contra, não se abstendo como fizera na primeira votação, sendo acompanhado pelos vereadores José Roque Neto, Renato Lemes (PP), Roberto da Farmácia. (PTC), Roberto Fu (PDT), Rodrigo Gouveia (PTC) e Sebastião dos Metalúrgicos (PDT). Eram necessários 13 votos pela abertura da CP e foi arquivada por 11 votos a favor e sete contrários.

Do blog Baixo Clero do Fábio Silveira: Para recomendar a revogação da lei da muralha, o subprocurador Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, Lineu Walter Kirchner, alegou, por exemplo, que o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) já dá conta de preservar a qualidade de vida dos impactos provocados pelos empreendimentos. Outro argumento é que “a limitação da área para instalação de supermercados e lojas pode implicar na violação dos princípios da livre iniciativa e da igualdade, previsto no artigo 1º da Constituição.

Mais uma CP? Benjamin Zanlorenci, presidente do diretório regional do PMN – Partido da Mobilização Nacional e ex-secretário municipal da Defesa Social, conversando com este colunista do Impacto PR, e seu companheiro de partido, ex-vereador Félix Ribeiro diz que quer Barbosa Neto a 10 mil km de distância. “Nada pessoal. Quero que haja um julgamento do prefeito com base no relatório apresentado pela CEI da Centronic. Por isso, protocolei na Câmara de Vereadores pedido para instalação imediata de uma Comissão Processante (CP).”

Londrina: piso nacional A partir de janeiro de 2012, o salário mínimo terá aumento passando de R$ 545 para R$ 622,73. Segundo dados do IBGE, hoje, em Londrina, há mais de 300 mil pessoas recebendo rendimento nominal médio. “O fato é até positivo, mostrando que cerca de 2% da população economicamente ativa de Londrina está recebendo o piso nacional, o mínimo do mínimo,” segundo o professor de economia, Marcos Rambalducci.

Farra cultural Deu na coluna do Cláudio Humberto e merece registro: O senador Álvaro Dias (PSDB) vai investigar a utilização da Lei Rouanet de renúncia fiscal por grandes bancos para “promover cultura”. Suspeita-se de que o Itaú usa nossos impostos até para bancar propaganda milionária em programas de auditório na TV.

Belinati O desembargador Roberval Belinati, do Tribunal de Justiça do DF, ex-vereador de Londrina, irmão do ex-deputado Antônio Belinati (PP), foi citado na coluna do Cláudio Humberto como corajoso. Foi quem tomou a decisão de remeter ao Juizado da Criança o processo em que Durval Barbosa, aquele que delatou o esquema de mensalão do DEM no Distrito Federal, é gravemente acusado de pedofilia. Nas mãos de outro juiz, curiosamente, o delator colecionou vitórias.

A grana não veio A tão esperada verba do governo federal para cobrir parte dos estragos provocados pelas fortes chuvas de outubro, não veio e não virá nunca. Foi a informação da secretaria nacional de Defesa Civil enviada à prefeitura de Londrina. Os prejuízos chegaram à casa dos R$ 21 milhões, segundo levantamento feito na época. O prazo de vigência do estado de emergência já expirou.

Pesquisa aponta os mais lembrados para 2012 Às vésperas da chegada de 2012, ano de eleições municipais e diante do trabalho de definição de grupos políticos tendo em visto o pleito, pesquisa exclusiva Diário dos Campos/ Paraná Pesquisas revela as preferências de 577 pessoas do eleitorado ponta-grossense entre os dias 9 e 11 de dezembro. A partir de janeiro, a movimentação entre os partidos deve se tornar ainda mais intensa, em especial até março, quando o cenário deve estar mais bem definido. Se as eleições fosse realizada neste mês a disputa estaria concentrada em três nomes principais: Plauto Miró Guimarães (DEM), com 21%; Marcelo Rangel (PPS), com 21,4%; e Péricles de Holleben Mello (PT), 17%. Consideradas as intenções de votos para os três, Plauto, Rangel e Péricles somam cerca de 60% do eleitorado. A interpretação dos resultados aponta que se as eleições fossem realizadas hoje, certamente, haveria segundo turno em Ponta Grossa, possivelmente envolvendo Plauto, Rangel e Péricles (confira gráficos). Nesta segunda pesquisa, entretanto, o Paraná Pesquisas acrescentou um segundo item de avaliação, questionando novamente os entrevistados com base nos cinco nomes principais apontados em outubro, deixando o cenário assim: Rangel (29%); Plauto (24,61%); Péricles (19,76%); João Barbiero (PR), com 10,4%; e Márcio Pauliki (PDT), com 6,24%.Foram realizadas 577 entrevistas com grau de confiança de 95%, sendo que 19,93% das entrevistas foram acompanhadas” e a margem de erro é de 4%. A pesquisa exclusiva Diário dos Campos/Paraná Pesquisas ilustrou ainda um novo grupo de pré-candidatos que vem ganhando força junto ao eleitorado e voltaram a figurar nas intenções de voto João Barbiero (PR); Márcio Pauliki (PDT); Marcos Zampieri (PSC); Tavinho Luck (PV); George Luiz de Oliveira (PMN); e Celso Sant’Anna, pela frente popular (PTB/PTN/ PSL/PTdoB/PTC). A surpresa, entretanto, fica por conta do avanço de José Carlos Raad, o Dr. Zeca (PSD). Um fato estranho foi o desempenho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Jocelito Canto (PMDB) na pesquisa, a qual indica que o político se mantém vivo na memória do eleitorado. Em outubro, Jocelito liderava a espontânea, com 5,2%; hoje, segue em segunda posição, com 3,29%.

Avaliação Beto e Dilma O governador Beto Richa (PSDB) é aprovado por 80% da população, reprovado por 15,08%, enquanto 5,2% não souberam ou não aceitaram opinar. Em relação ao trabalho da presidenta Dilma Rousseff (PT), 65% dos entrevistados aprovam sua atuação, enquanto 30% desaprovam, sendo que 5,2% também não se manifestaram. Presente sempre que pode em Ponta Grossa, ou representado por seus secretários, Richa teve alteração no que se refere à aprovação, passando de 83% em outubro para 80% neste levantamento. O período em que a pesquisa foi realizada coincide, no entanto, com o encaminhamento de projetos polêmicos do Executivo à Assembleia Legislativa e às manifestações contra a transferência de serviços às organizações sociais. (Diario dos Campos)

A pesquisa do Diário dos Campos obteve na avaliação de Dilma à frente da Presidência, por sua vez, avançou cerca de 1% em relação à pesquisa de outubro, mostrando que a queda do ex-ministro do Trabalho, Carlos Lupi, parece não ter afetado tanto a popularidade da presidenta na cidade. Aprovação Para o prefeito Wosgrau, apesar da “alteração positiva” no índice de aprovação (quase 2%), a avaliação dos pontagrossenses em relação aos seus desafios para 2012 é o aspecto que mais desperta interesse. (Aline Rios - Diário dos Campos)


impacto@impactopr.com.br

www.impactopr.com.br

Roseli Valério

Curitiba, 23 a 31 de dezembro de 2011

23

Futebol em pauta Domingos Moro futebolempauta@domingosmoro.com.br

Pessuti com Ratinho

nardo, das Comunicações, no mesmo horário em que se realizava a solenidade de entrega da comenda da Ordem do Pinheiro, a mais importante homenagem conferida pelo Paraná. Com certeza ele saberia se defender em um ninho de tucanos. E personalidades de várias áreas receberam, os políticos nem foram tantos assim.

Mal educado Alojado em pequenas legendas e formado por lideranças políticas e companheiros das mais de três décadas de vida pública do ex-governador Orlando Pessuti (PMDB), ao saírem do PMDB se distribuíram entre o PSC, PTdo B e o PR, o grupo auto-denominado “amigos do Pessuti” já mergulhou de cabeça na précandidatura do deputado federal Ratinho Júnior, dono do PSC no Paraná, a prefeito de Curitiba no próximo ano. Com a benção do ex-governador, que não sai do PMDB, mas também não pretende acompanhar decisões do partido em Curitiba, cujo comando está nas mãos do maior desafeto pessoal, o senador Roberto Requião. Em jantar na chácara da família Massa, nessa semana, Pessuti e companhia conferiram a confirmação de Ratinho Jr. de que será candidato à prefeitura de Curitiba, ainda que nos meios políticos toda sorte de especulações tentem alija-lo da disputa. Mais confiante com o empate da última pesquisa eleitoral publicada no último domingo e que aponta empate técnico entre o exdeputado Gustavo Fruet do PDT com índices entre 20,3% a 28,5% e Ratinho Junior do PSC dependendo do cenário entre 18,9% a 27,7%. O prefeito atual, Luciano Ducci (PSB), candidato à reeleição, tem praticamente os mesmos percentuais. Os apoiadores de Ratinho filho, o incluindo o grupo de Pessuti, dizem ter identificado manobras que tentam passar a possibilidade de desistência de Ratinho Junior da disputa eleitoral de 2012.

Na campanha O problema do tempo de rádio e tevê na campanha e que pode até inviabilizar uma eleição, também foi abordado. O PSC teria individualmente cerca de um minuto para as aparições, mas através das articulações com outras siglas, o partido já conta com aliados que irão garantir cerca de seis minutos do tempo da propaganda eleitoral.

O ministro estava entre os homenageados pelo governador Beto Richa (PSDB), mas preferiu não receber a comenda pessoalmente. O fato de serem adversários políticos não justifica a indelicadeza ou falta de educação mesmo, de Paulo Bernardo, em não comparecer quando se sabia exatamente onde ele se encontrava no mesmo momento.

Entre tucanos

A estrela da entrega da Ordem do Pinheiro “em palácio”, em que Richa homenageou diversas personalidades estaduais “que contribuíram para o desenvolvimento social e econômico do Estado”, foi o senador mineiro Aécio Neves (PSDB). Mas o que fez mesmo Aecinho pelo Paraná? E ainda por cima foi condecorado com o grau mais alto.

Políticos A Ordem do Pinheiro é atribuída em quatro graus: Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro. Entre os homenageados este ano estavam os exgovernadores Emílio Gomes, Jayme Canet Júnior, Jaime Lerner e Paulo Pimentel; e o senador Aécio Neves, além do ministro Paulo Bernardo. Todos eles receberam o grau mais alto, de Grã-Cruz.

No lucro

O senador Requião por sua vez, reafirma: “O PMDB de Curitiba é do velho MDB de guerra: não se compra e não se vende. Greca é o que mais cresce nas pesquisas e terá meu apoio na campanha. Vamos à luta”. Só não diz que a mesma pesquisa do último dia 18 aponta que 46,6% dos eleitores curitibanos se recusariam a votar em um candidato indicado por ele. Rafael Greca já foi ministro, deputado e prefeito.

A nova ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber (foto), é responsável pelo julgamento das aposentadorias de governadores do Paraná. O processo estava com Ellen Gracie, que se aposentou e foi assumida por sua substituta. Iniciado em janeiro de 2011, enquanto não sair uma decisão, o Estado continua pagando R$ 24,5 mil a ex-governadores. E também para viúvas de ex-governadores, questionada por Adin protocolada pelo Conselho Federal da OAB.

Ministro...

Ontem e hoje

Chamou atenção a providencial entrevista em estúdio para uma rádio curitibana marcada pelo ministro Paulo Ber-

Voltando à eleição na capital. O grupo ligado a Gustavo Fruet, pré-candidato do PDT à prefeitura, fez reunião para

Fala sozinho

avaliar perdas e ganhos desde a última disputa dele, em outubro de 2010. A avaliação da pesquisa de domingo 18, não foi das melhores, ainda que tenha sido feita sob o pior aspecto, que é mesmo para ninguém se acomodar.

Nonsense Considerando os últimos percentuais de intenção de voto, Fruet perdeu entre 112 mil a 265 mil votos em Curitiba. Se bem que a comparação não faz muito sentido, já que usa a disputa para o Senado, no ano passado e não uma disputa pelo cargo de prefeito. Na eleição para senador, Fruet fez 646.886 mil votos em Curitiba, 35% dos votos válidos.

Fruet pediu A Paraná Pesquisa divulgada no domingo diz que a intenção de voto para Fruet oscila entre 20,3% e 28,5%. Além de não se tratar da mesma disputa, há que considerar que o ex-tucano querer o apoio do PT pesa contra ele. E as irregularidades cometidas pelo ex-ministro Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, contribuíram para deixar o eleitor de Fruet de má vontade com ele. A última coisa que Fruet precisa, aliás, é Lupi aparecer em Curitiba para dar palpites ou pedir votos.

CPI da Câmara Com a aprovação do relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou as denúncias de supostas irregularidades na licitação e contratos de publicidade da Câmara. A CPI isentou o presidente licenciado, vereador João Cláudio Derosso (PSDB), de qualquer responsabilidade no caso.

Para constar Por discordarem do resultado e para aproveitarem a mídia, dois vereadores integrantes da CPI, Paulo Salamuni (PV) e Pedro Paulo (PT) apresentaram relatório paralelo, responsabilizando diretamente Derosso, e pedindo seu afastamento definitivo da presidência da Casa.

Os nomes Além de Denilson Pires (DEM), o relator do parecer oficial, votaram a favor de Derosso os vereadores Emerson Prado (PSDB), Paulo Frote (PSDB), Zezinho do Sabará (PSB), Nely Almeida (PSDB), e Zé Maria (PPS). Com o relatório paralelo de Salamuni e Pedro Paulo, votou apenas o vereador Tito Zeglin (PDT).

No ventilador O diretório estadual do PPS reagiu rápido ao voto do vereador Zé Maria, favorável ao relatório aprovado pela CPI da Câmara. O secretário-geral, Rubico Camargo, disse que entrará com representação no Conselho de Ética do diretório estadual para afastamento liminar do parlamentar de todas as funções partidárias. Atualmente Zé Maria é o primeiro vice-presidente do PPS de Curitiba é líder do partido na Câmara.

Calendário 2012, o complicador A bem argumentada e bastante apoiada pretensão do Paraná Clube em antecipar as disputas da 2ª Divisão do Campeonato Paranaense 2012 ganhou um poderoso complicador, verdadeira barreira de pouco provável transposição: a publicação do Calendário FPF Temporada 2012. Já escrevi sobre o tema, mas dentro de outro contexto, que era favorável ao Paraná Clube, justamente na ausência de divulgação ou fixação do calendário de disputas para 2012. Agora a situação é diferente, bem diferente, pois outros direitos (de terceiros interessados) podem ser pleiteados e com boa probabilidade de êxito. Com a data de 09/12/2012 (e publicado em 14/12/2011), a FPF, em seu sítio eletrônico tornou público o Calendário de 2012 e o “Regulamento Geral das Competições de Futebol Profissional/ Amador Organizadas ou Administradas pela FPF – Temporada 2012”, deste fazendo constar, inclusive, no Art. 3º, a necessidade de unanimidade (?) dos clubes participantes para a concretização de alterações e ainda sujeita, mesmo que ocorrente, a aprovação por parte da entidade. Ao meu sentir as pretensões paranistas foram sepultadas, pois alterar o apresentado não será manobra fácil e torna-se necessária a análise dos riscos de uma empreitada em tal sentido. E mantenho minha incompreensão sobre a exigida (e descabida, por não possuir qualquer sustentação legal) unanimidade. Consultando do dito “Calendário 2012”, nota-se que as disputas da 2ª Divisão estão previstas para ocorrerem entre os meses de maio a agosto de 2012, sem precisar, entretanto, datas exatas de início e término. Na verdade a FPF povoou todo 2012 com o Calendário apresentado (de sua livre fixação, frise-se), estabelecendo os períodos de janeiro a maio para as disputas da 1ª Divisão, de maio a agosto para as disputas da 2ª Divisão e de agosto a dezembro para as disputas da 3ª Divisão. Calendário completo e atividades federacionais garantidas. Muito bom para os empresários de futebol e donos de times de ocasião. Calendários para empregar em três competições um mes-

mo atleta. Vínculos federativos assegurados... Para culminar, o recesso de atividades da FPF foi divulgado para ocorrer entre 15/12/2011 a 03/01/ 2012, retornando em 04/01/2012, outro complicador para a realização de Conselhos Arbitrais, que impactam nos prazos legais existentes.

O recesso da CBF Já que tratamos do recesso da FPF, a CBF também divulgou o seu “período de descanso”: de 13/12/ 2011 a 11/01/2012, acompanhada do seguinte texto (que abusa de vírgulas). “Neste período, não haverá expediente, e a entidade estará fechada, sem condições de receber, portanto, qualquer tipo de correspondência ou prestar atendimento pessoal”. São as férias do BID – Boletim Informativo Diário... Depois não reclamem... ET. O “Virgulino” (que não é o Lampião e sim o das vírgulas) está mais vivo do que nunca pelas bandas da carioca Barra da Tijuca.

Diferenças eleitorais Quando o Coritiba Foot Ball Club caiu para a 2ª Divisão do Campeonato Brasileiro (em 2005), reelegeu seu presidente rebaixado. Já em 2007, quando voltou à 1ª Divisão nacional, viu o candidato oficial derrotado. No Paraná Clube deu-se o mesmo. Rebaixado para a 2ª Divisão estadual elegeu a chapa situacionista (reelegendo alguns dos presentes no rebaixamento). Já no Clube Atlético Paranaense o rebaixamento não foi perdoado.

Final de 2011 O Impacto PR para e a coluna Futebol em Pauta acompanha. Aos leitores, os sinceros votos de um Natal cristão e de um 2012 repleto de realizações. Está pautado em 2011. Até 2012...


impactopr  

edição 813

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you