Page 1


18/07/2017 PARTICIPE

Prudente sedia 20º Encontro de Teatro de Rua, que reúne mais de 100 artistas de todo o país NOTÍCIAS

VÍDEOS

SOBRE O SBT INTERIOR

ENTRETENIMENTO

CONTATO

BUSCAR

ASSISTA AO VIVO  

JORNALISMO

ANUNCIE

SHOPPING

BLOGS

JORNALISMO

24/06/2017 • 09:35:29

Prudente sedia 20º Encontro de Teatro de Rua, que reúne mais de 100 artistas de todo o país Programação gratuita tem início neste sábado (24), com um espetáculo as 11h, na Praça 9 de Julho, no Centro.

1

Últimas notícias

Polícia prende homem acusado de aliciar jovens para jogar Baleia Azul

tem aumento de 0,49% no 2 PIB trimestre encerrado em maio

DE: PRESIDENTE PRUDENTE Curtir

Compartilhar Uma pessoa curtiu isso. Seja o primeiro de seus amigos.

As ruas e praças de Presidente Prudente serão palco a partir deste sábado (24) do 20º Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua. Mais de 100 artistas, vindos de diversas regiões do país, já estão na cidade para participar do Encontro e Mostra Artística. De acordo com a coordenação do evento, a programação geral contará com espetáculos, vivências artísticas, atos e cortejos, debates sobre arte de rua, conjuntura atual, cultura e políticas públicas, além de lançamento de livros relacionados ao tema.

emite ordem internacional 3 Espanha de captura contra Ricardo Teixeira

diagnostica 20 mil casos 4 OMS suspeitos de cólera no Iêmen em três dias

Diário O cial publica decreto que

5 pode melhorar atendimento público

ABERTURA Para dar início as atividades, a primeira peça vai ser apresentada as 11h, na Praça 9 de julho, no centro de Presidente Prudente. O público vai poder conferir o Espetáculo “Página 469”, com o grupo Engasga Gato, de Ribeirão Preto. O Tema do 20º Encontro neste ano é: “Que cidade queremos”. A Mostra contará com a participação de grupos dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Ceará e Rio Grande do Sul, com espetáculos que re etem a qualidade e a diversidade do teatro de rua, dialogando com o público em diferentes locais da cidade. PROGRAMAÇÃO GRATUITA

Sábado, 24 de junho 11h – Espetáculo “Página 469” com o grupo Engasga Gato (Ribeirão Preto-SP). Local: http://sbtinterior.com/noticia/prudente-sedia-20-ordm-encontro-de-teatro-de-rua-que-reune-mais-de-100-artistas-de-todo-o-pais-2017-06-24.html

1/3


18/07/2017

Prudente sedia 20º Encontro de Teatro de Rua, que reúne mais de 100 artistas de todo o país

Praça Nove de Julho, Centro. Terça, 27 de junho 20h – Espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme” com a Trupe Olho da Rua (Santos-SP). Local: Rua João Caseiro, 65, Vila Brasil (em frente à antiga sede do Galpão da Lua). Quarta, 28 de junho 20h – Espetáculo “Conto da Cantuária” com o grupo Teatro Imaginário Maracangalha (Campo Grande-MS). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua). Quinta, 29 de junho 9h – Roda de Abertura do XX Encontro da RBTR. 14h30 – Plenária da RBTR e debate “Controvérsias contemporâneas” com Terezinha Ferrari (Centro Universitário Fundação Santo André). 20h – Espetáculo “Era uma vez um Rei” com o grupo Pombas Urbanas (São PauloSP). Local: Praça da Bandeira, Centro (ao lado do Camelódromo). 21h30 – Espetáculo “So.corro, Se Eu fosse Você eu me Movia” com o Grupo Xingó (São Paulo-SP). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua). Sexta, 30 de junho 9h – Plenária da RBTR e GTs. 14h – Plenária da RBTR e roda de conversa com coletivos e movimentos sociais (MST, Coletivo Mãos Negras, Levante Popular da Juventude, Somos LGBT). 17h – Espetáculo “Final da tarde” com o grupo Teatro de Caretas (Fortaleza-CE). Local: Praça Nove de Julho, Centro. 20h – Espetáculo “O vendedor de verdades” com a Cia. Canina (São Paulo-SP). Local: Praça do Vale (no Parque do Povo ao lado do Prudenshopping). Sábado, 1º de julho 9h – Ato/cortejo artístico “3 anos sem Lua Barbosa – Desmilitarização Já!”. Itinerário: Galpão da Lua – Praça Nove de Julho. 11h30 – Espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme” com a Trupe Olho da Rua (Santos-SP). Local: Praça Nove de Julho, Centro. 14h – Plenária da RBTR e GTs. 17h – Lançamento dos livros: “Teatro de Rua – Discursos, Pensamentos e Memórias em Rede” (Organizadores: Vanéssia Gomes, Licko Turle e Jussara Trindade) e “Longa Jornada de Teatro de Rua Brasil Afora” (Autor: Márcio Silveira dos Santos). 20h – Espetáculo “Lorys para maiores” com Lorys Verônica (Presidente Prudente-SP) e Banda Doutor Júpiter (Mairiporã-SP). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua). Domingo, 2 de julho 9h – Roda de encerramento do XX Encontro da RBTR. 15h – Espetáculo “História de circo sem lona” com o Grupo TIA (Canoas-RS). Local: Sesc Thermas, Rua Alberto Peters, 111, Jardim das Rosas. 18h – Sarau de Abertura da 2ª Semana da Diversidade (Somos LGBT / Presidente Prudente-SP). Local: Quadra coberta do Parque do Povo.

Comentários 0 comentários

Classificar por Mais antigos

Adicionar um comentário...

Plugin de comentários do Facebook

Veja também 18/07/2017 12:06:31 - Polícia prende homem acusado de aliciar jovens para jogar Baleia Azul 11:47:10 - PIB tem aumento de 0,49% no trimestre encerrado em maio 11:12:12 - Espanha emite ordem internacional de captura contra Ricardo Teixeira

http://sbtinterior.com/noticia/prudente-sedia-20-ordm-encontro-de-teatro-de-rua-que-reune-mais-de-100-artistas-de-todo-o-pais-2017-06-24.html

2/3


Correio do estado sábado, 27 de fevereiro de 2016

correio B 3

maracangalha

música sertaneja

Tempo de comemoração

Morre o cantor Chico rey

diogo gonçalves/ divulgação

da redação

O Teatro Imaginário Maracangalha completa uma década e promove uma série de atividades para lembrar a data. “O primeiro evento aconteceu no Carnaval, com a participação do bloco do grupo nos festejos, e agora mostramos em vários espaços de Campo Grande a remontagem do nosso primeiro espetáculo, uma adaptação de uma parte do ‘Conto da Cantuária’, que destaca a comercialização do sagrado, a exploração religiosa”, conta o diretor Fernando Cruz. A montagem poderá ser vista hoje, às 19h, na Feira Livre da Vila Jacy; amanhã, às 17h, no Parque Sóter; e na segundafeira, às 11h, na Praça Ary Coelho. Desde os primeiros mo-

O cantor Francisco Gomes, o Chico Rey da dupla paranaense Chico Rey & Paraná, morreu ontem, em Maceió. Chico estava de férias com a família no Nordeste, onde precisou ser internado às pressas, após uma complicação durante uma sessão de hemodiálise. O cantor vinha enfrentando um problemas nos rins nos últimos anos, chegando a realizar um transplante. Em 2013, foi substituído pelo irmão em algumas apresentações. Formada em 1988 em Arapongas, no Paraná, a dupla emplacou sucessos como “Tranque a Porta”, “Em Algum Lugar do Passado”, “Um Degrau na Escada”

e “Amor Rebelde”, entre outros. A morte do músico, conhecido pelo sertanejo de raiz, repercutiu no mundo sertanejo. “Hoje perdemos um grande ídolo! Um dia triste para a música sertaneja. Desejamos aos familiares e amigos muita força nesse momento”, publicou a dupla Edson & Hudson, em sua página no Facebook. “A música sertaneja ficou sem mais uma estrela. Perdemos uma referência, uma inspiração. Que Deus conforte toda a sua família”, lamentou a dupla João Neto e Frederico, nas redes sociais.

“cONTO DA cANTUÁRIA”. espetáculo está sendo apresentado em diversos espaços públicos

saiba excursão pelo rio Grande do sul como parte das comemorações dos 10 anos de atividades, o Teatro Imaginário Maracangalha, em abril, deverá excursionar por várias cidades do Rio Grande do sul, com o espetáculo “Tekoha – Ritual de Vida e Morte de um Pequeno Deus”, com patrocínio do Prêmio circulação da Petrobras.

mentos, até hoje, a marca da formação ficou intacta: apresentar manifestações culturais em espaços públicos, seja de Campo Grande ou de outros pontos do Estado e do País. “Fomos além da nossa proposta inicial, já que conseguimos manter intenso diálogo com a população, enfatizando a luta em torno da ocupação dos espaços públicos”, aponta Fernando.

EVENTOS Além das montagens teatrais, que somam sete produções, o Maracangalha foi responsável por eventos que conseguiram chamar atenção da população em regiões diferentes da

cidade. Um dos exemplos é o projeto “Sarobá”, que contou com várias edições, ocupando espaços como praças, bares e locais importantes para trajetória da Capital, como a Antiga Rodoviária. Outra iniciativa de sucesso foi a Arena Aberta, que contou com 35 reuniões, juntando professores, arquitetos, historiadores, artistas, autoridades públicas, entre outros, para discutir questões referentes aos espaços urbanos e suas utilizações. Neste ano, essas atividades continuarão, assim como a realização de outras, como o Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua, que deverá

trazer, em junho, representantes de pontos diferentes do País. Antes, em março, está previsto outro evento, também com convidados de fora de Mato Grosso do Sul. Trata-se da Semana Nacional de Arte Pública. “Estamos buscando apoio para definir as datas e os espaços da programação”, explica Fernando. Sobre o retorno da peça “Conto da Cantuária” ao repertório do grupo, o diretor avalia que o trabalho é cada vez mais atual, diante do crescimento do fundamentalismo religioso no País. “Fala muito do período em que vivemos”, enfatiza.

cARReIRA De sUcessO. chico rey fez dupla com o cantor Paraná desde 1988, emplacando vários hits, como “tranque a Porta”


31/07/2016

Na Praça da Bolívia, cultura de muitas facetas alegra a manhã que teima em vencer o frio | Fundação de Cultura

NOTÍCIAS SERVIDOR TRANSPARÊNCIA SEGOV

SEDHAST

SEINFRA

SEHAB

CASA CIVIL

SAD

SES

SEPAF

SEMADE

SECTEI

SEFAZ

SED

SEJUSP

Fundação de Cultura

ARTES VISUAIS

Na Praça da Bolívia, cultura de muitas facetas alegra a manhã que teima em vencer o frio 14 DE JUNHO DE 2016 - 13:46 | MBREDA@SECTEI.MS

Campo Grande (MS) – O cortejo teatral abriu caminho na manhã de sábado (11 de junho) acompanhado do sol, que teimava em aquecer o vento frio que soprava na Praça República da Bolívia, no bairro Coophafé, em Campo Grande. Dentre atrações gastronômicas, apresentações culturais e bazar, o local recebeu mais um espetáculo da Mostra de Teatro de Rua Esquenta RBTR-MS, que realiza apresentações gratuitas de espetáculos de rua em bairros e comunidades quilombolas de Campo Grande, Nova Alvorada do Sul e Dourados até o dia 17 de junho. Cantos da Cantuária, do Teatro Imaginário Maracangalha, irrompeu o gramado, convidou os pequenos e os não tão pequenos assim a rirem, refletirem e dançarem, em um espetáculo abusado – de forma muito positiva.

A peça do Maracangalha é baseada no texto medieval de Geofrey Chaucer para o espetáculo “Contos de Canterbury”, de 1340, que aborda o comércio das religiões. Os atores sul-mato-grossenses pesquisaram no teatro de bufões e em cantigas religiosas a base de um roteiro atual, provocativo, mas também alegre e cômico. “Temos um camarote para vocês, bem aqui”, convidou o ator Renderson Valentim, riscando o gramado e convencendo o grande público a buscar seu lugar no gramado banhado pelo sol, luz natural que realça o movimento dos personagens representados por Moreno Mourão, Fernando Cruz e Estefânia Martins. Vanessa Mariano levou a filha Íris, de 8 anos. Presente nas diversas edições do evento, a mãe ficou surpresa com a apresentação. “Acompanhamos os tambores de Okinawa antes e adoramos ver esta peça. Tem uma temática atual, mas mesmo assim é cômica. E a praça fica linda com todos estes eventos, além da feira de arte, das barracas de comidas típicas e de todo espaço pra ela brincar”.

Serviço: A Mostra de Teatro de Rua Esquenta RBTR-MS realiza apresentações gratuitas de espetáculos de rua em bairros e comunidades quilombolas de Campo Grande, Nova Alvorada do Sul e Dourados até o dia 17 de junho, quando acontece o encerramento, com um cortejo cênico da Rede Brasileira de Teatro de Rua, com grupos de todo o Brasil, no Centro de Campo Grande, às 17 horas. Texto e fotos: Marcio Breda

DESTAQUE

META

CONTATO

Entrar

FCMS - Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559 CEP 79002-820 Campo Grande - MS

SECRETARIAS

Posts RSS

http://www.fundacaodecultura.ms.gov.br/na­praca­da­bolivia­cultura­de­muitas­facetas­alegra­a­manha­que­teima­em­vencer­o­frio/

1/2


31/07/2016

Teatro e Circo ­ Jornal O Progresso ­ Notícias de Dourados e Região.

PUBLICIDADE

Teatro e Circo Programação será realizada na Praça Antônio João, Parques Antenor Martins e Rego D’Água; bilheteria é através de Chapéu Colaborativo Por: Matheus - 23/03/2016 10h12

“Cantigas Dum Fazedô” (Foto: Divulgação)

Neste mês em que se comemora o Dia do Teatro e do Circo, será realizado de 25 a 27 de março, uma extensa programação com esquetes e espetáculos. A bilheteria é através de Chapéu Colaborativo para contribuição da plateia. Os locais de apresentações serão na Praça Antônio João, Parques Antenor Martins e Rego D’Água. "Dourados é um grande polo artístico do estado e um dos principais representantes do movimento cultural do interior, reunindo importantes pro䲠䞛ssionais e pesquisadores da cena", a䲠䞛rma João Rocha, ator da Cia. Theastai de Artes Cênicas. O evento tem a organização da Cia. Theastai de Artes Cênicas e realização do Circo Le Chapeau, Teatro Imaginário Maracangalha, Tri-Ato Núcleo Cênico e Palhaço Challito. Os apoios são da Prefeitura de Dourados, Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul e Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação. A Mostra Douradense de Teatro e Circo inicia sexta-feira, dia 25, com espetáculos na Praça Antônio João. Ás 17h, tem o espetáculo "100 Virtuose", com o palhaço Challito de Nova Alvorada do Sul; ás 18h é a vez da peça "Cantigas Dum Fazedô" do Tri-Ato Núcleo Cênico de Dourados; ás 19h, entra em cena "Tekoha - Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno" do Teatro Imaginário Maracangalha de Campo Grande. No sábado, dia 26, as apresentações vão se concentrar no Parque do Rego D’Água. Ás 17h, tem o tradicional Pocket Show do Circo Le Chapeau de Campo Grande; uma hora depois, tem a montagem de "Dandys Acrobático" da Cia. Theastai de Dourados; já ás 19h, o público vai apreciar "Contos da Cantuária" do Teatro Imaginário Maracangalha. Domingo, quando se comemora o Dia Nacional do Circo e Dia Mundial do Teatro, as atividades vão acontecer no Parque Antenor http://www.progresso.com.br/caderno­b/teatro­e­circo

1/3


31/07/2016

Teatro e Circo ­ Jornal O Progresso ­ Notícias de Dourados e Região.

Martins. A programação começa ás 16h, com cortejo do Teatro Imaginário Maracangalha, seguido de intervenções cênicas de "Cantigas Dum Fazedô", "Dandys Acrobático", palhaço Challito e Pocket Show do Circo Le Chapeau. Outras informações pelos telefones (67) 9822- 4471 e 9825-4684.

1 / 2

“Dandys Acrobático”

Saiba Mais Em "100 Virtuose", o palhaço Challito chega de avião de uma viagem longa e cansativa, morre de medo de voar, além de passar muita fome após horas de vôo, ele não vê o momento de pisar em terra 䲠䞛rme. "Cantigas Dum Fazedô", é uma narrativa livremente adaptado da obra "Morte e Vida Severina" de João Cabral de Melo Neto e conta sobre o poder humano em encontrar melodia até no silêncio da seca da alma. "Dandys Acrobático" mostra dois empregados de mesa atrapalhados: garçom e maitre. Eles utilizam se apenas de uma mesa e cadeira como cenogra䲠䞛a e utensílios de restaurante complementam a plasticidade da cena de forma so䲠䞛sticada. "Tekoha – Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno" é um espetáculo que traça a trajetória do líder guarani Marçal de Souza. A palavra que dá nome ao espetáculo, Tekoha, tem um signi䲠䞛cado peculiar. "Teko" signi䲠䞛ca modo de estar, sistema, lei, hábito, costume. Tekoha, assim, refere-se à terra tradicional, ao espaço de pertencimento da cultura guarani. "Contos da Cantuária", é um texto medieval de Geofrey Chaucer (1340) que aborda o comércio das religiões, para tanto vale-se da pesquisa  no teatro de bufões e cantigas religiosas.

http://www.progresso.com.br/caderno­b/teatro­e­circo

2/3


Artes&Lazer

Campo Grande - MS | Sábado, 27 de fevereiro de 2016

Teatro

Assessoria/Divulgação

oMatoEstado C3 Grosso do Sul

Agenda Tributo ao Rei do Pop acontece neste sábado e domingo

A atriz Glaucia Pires e Marcos Gautto em cena. A peça é baseada na obra do escritor americano Tennessee Williams

Drama familiar UEMS apresenta gratuitamente a peça ‘O Zoológico de Vidro’ neste fim de semana Elusa Prado

O

curso de Artes Cênicas da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul(UEMS) com o apoio da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) realizará a estreia do espetáculo dramático “O Zoológico de Vidro” no sábado e domingo (27 e 28 de fevereiro), às 20 horas, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo. As apresentações são gratuitas, têm classificação de 12 anos e duração aproximada de 90 minutos. A peça retrata um drama de inclusão social que passa em Saint Louis, no Missouri, sul dos EUA, nos anos 30. No auge da depressão que abalou o sistema financeiro mundial, vive a família Wingfield, composta por Amanda, Laura e Tom, que vivenciam horrores íntimos que reprimem e que tentam, sem sucesso, esconder uns dos outros. Como resultado, a peça revela a história de uma família em que as vidas formam um triângulo de desespero silencioso, em que cada um luta com sua versão individual do inferno, tentando simultaneamente escapar da força gravitacional da patologia do outro. O pai abandona a família. Amanda, a mãe, sofre desesperadamente o abandono e tenta fazer planos, e tomando providências para que os filhos tenham um futuro digno.

Diretor visa a enriquecer os sentidos dos espectadores “Esse espetáculo é fruto do trabalho de um grupo de professores atentos à expressão cênica num conjunto de estéticas, é fruto do curso de licenciatura em Artes Cênicas da Uems, no qual as expressões teatro e dança são desenvolvidas em conjunto. A ‘realidade’ percebida hoje, início do século 21, no Centro-Oeste do Brasil, não condiz com o ‘voyerismo’ cinematográfico, é preciso usar a sinestesia para expressar estados d’alma. Movimento aliado à expressão para tocar a alma do sul-mato-grossense. A adição de camadas de significação, nem sempre na mesma direção, procura enriquecer os sentidos da percepção de cada um dos espectadores”, esclarece o diretor. A peça tem texto de Tennessee Williams, direção de Marcus Villa Góis e elenco composto por Glaucia Pires, Marcos Gautto, Clara Mendes e Yuri Tavares. (EP) Laura, a filha, teve uma doença na infância que a deixou aleijada, obrigando-a a usar um aparelho ortopédico. Tom, o filho, é ao mesmo tempo o narrador da peça. Ele é poeta e trabalha num almoxarifado, tem uma imensa dificuldade em fazer sua própria e inevitável escolha entre o sacrifício e a liberdade individual. Eis que no triângulo de desespero dos Wingfield entra o “rapaz jovem e comum”, chamado Jim O’Connor. Jim é um desses personagens que aspiram viver num padrão de normalidade, e é inteiramente bem-sucedido.

Estética e discurso agem juntos para retratar drama de forma verossímil “O Zoológico de Vidro” é um espetáculo atento a duas frentes de trabalho. Em uma perspectiva coletiva considera a inclusão social um elemento preponderante, sem ser panfletário, e a estética [outra frente] com as subjetividades de uma personagem

que sempre sentiu-se inferior aos outros por causa de um problema de locomoção. Laura tem uma perna levemente maior que a outra, o que a levou usar um aparelho ortopédico por muitos anos. Nos dois dias em que se passa a história, Laura já se livrou do aparelho, mas as consequências psicológicas foram profundas em sua personalidade e comportamento”, explica o diretor da peça, Marcus Villa Góis. “Quais são as consequências em cada um de nós, oprimidos, é o que trata a peça. Por outro lado, sob o viés estético, essa montagem não procura iludir ninguém com assombros realistas/naturalistas, neste caso, a expressão é fundamental”, esclarece Góis. (Com assessoria)

Serviço – Os ingressos devem ser retirados uma hora antes do início do espetáculo na bilheteria do teatro. O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica na rua 26 de Agosto,453.

Campo Grande receberá neste fim de semana , no Palácio Popular da Cultura, o “Show Tributo ao Rei do Pop – com Rodrigo Teaser”. Serão duas sessões, no sábado (27), às 21, e no domingo (28), às 19h. O espetáculo é considerado o maior show já produzido na América Latina e um dos maiores do mundo. Com uma produção robusta, a apresentação traz os elementos que compunham as performances de Michael Jackson, com uma banda ao vivo, bailarinos, efeitos pirotécnicos, efeitos especiais e vídeos produzidos especialmente para o espetáculo. Tudo isso para mostrar um repertório cheio de clássicos - Billie Jean”, “Thriller”, “Beat it”, “Smooth Criminal”, “Black or White”, entre outros. Com produção local de Jamelão e Pedro Silva Promoções, os ingressos para o “Show Tributo ao Rei do Pop - com Rodrigo Teaser” já estão à venda no Shopping Campo Grande, 2º piso, em frente à loja Riachuelo. Custam R$ 150

Assessoria/Divulgação

O artista Rodrigo Teaser representa Michael Jackon desde os 9 anos de idade

(setor B), R$ 120 (setores A/C/E), R$ 100 (setor D) e R$ 50 (setor F). Na internet podem ser adquiridos pelo site www.compreingressos. com ou pelo call center: 4062-0018. Venda também

Diogo Gonçalves

Convites para show de Djavan estão à venda O cantor Djavan apresenta seu novo trabalho no dia 16 de abril, no Buffet Ondara Palace. A procura por convites tem sido tanta, que o primeiro lote dos mesmos se esgota na segunda feira (29). O repertório trará faixas de seu 23º disco, “Vidas Para Contar”, e outros sucessos de sua carreira como “Eu te Devoro”, “Açaí”, “Segredo”, “A Ilha”, “Faltando um Pedaço”, “Oceano”, “Esquinas” e “Samurai”. Com realização de Jamelão e Pedro Silva Promoções, os ingressos para o “Show Djavan & Banda” estão à venda no Shopping Campo Grande, 2º piso, em frente à loja Riachuelo aos valores de R$ 150 (área vip open bar 1º lote) e de mesas para 8 pessoas (open bar) de R$ 2.500 a R$ 3.200 e ambas as escolhas podem ser pagas em até 3 vezes no cartão. Assinantes do O Estado têm 20% de desconto na compra de até 2 ingressos do setor vip do show. Informações pelo telefone 3326-0165. (EP)

pelo site de compras coletivas Jacaré Online. Assinantes de O Estado ganham 50% de desconto na aquisição de até 2 ingressos (exceto setor B). Informações: (67) 3326-0105. (EP)

O grupo é conhecido por democratizar o teatro apresentando-se nas ruas

Imaginário Maracangalha comemora uma década de apresentações Bárbara Cavalcanti Este ano, o Teatro Imaginário Maracangalha comemora uma década de trabalho na Capital. O espetáculo escolhido para comemorar a ocasião é o “Conto da Cantuária”, que já é apresentado pelas ruas de Campo Grande desde o ano de 2011. A peça, baseada em texto medieval, trata sobre o comércio das religiões e as corrupções em nome de Deus, do dinheiro e da ambição, traçando um paralelo com os dias atuais. “O espetáculo é a arte que dialoga com a realidade”, ressalta o diretor e ator Fernando Cruz, que atualizou o texto: “O conteúdo é dinâmico. Antes,

o comércio religioso ia para as regiões periféricas e, hoje, se expandiu e está presente na estrutura política do país, no Senado, Congresso, nas políticas públicas”, avalia. Serão ao todo cinco apresentações, das quais três neste fim de semana, até a segunda-feira (29). Ontem (26), a peça aconteceu na feira do bairro Maria Aparecida Pedrossian, na rua João Francisco Damaceno. Hoje (27), será apresentada na feira da Vila Jacy, na avenida Laudelino Barcelos. Ambas às 19h. No domingo (28), às 17h, acontece a penúltima apresentação no Parque do Sóter, e por fim, na segunda-feira, às 11h na Praça Ary Coelho.


Portfólio Conto da Cantuária  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you