Page 1

Edição 10 - Julho/Agosto 2012

Ofertas especiais

RODA DE ALUMÍNIO AUTOBRILHO 295/80 - RODAMÍNIO DE R$ 1.100,00 POR

1.000

R$

,00

DE

PNEU 295/80 BELSHINA LISO R$ 898,00 POR

cada

R$

750

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO PARA OS PRODUTOS: À vista ou em 10 dias com BOLETO BANCÁRIO ou CHEQUE; FIQUE ATENTO: Promoção válida APENAS para 150 peças de cada item.

Remetente: COOPERCEG e CREDCEG Rua dos Feltrins, 1.401 - Demarchi - São Bernardo do Campo - SP - CEP 09820-280 (11) 3883-4200

,00

cada

Imagens meramente ilustrativas

Credceg inaugura agência em São José dos Campos


EDITORIAL Procurando sempre trazer as novidades da Cooperceg e da Credceg, além de informações úteis para a vida dos Cooperados, o informativo ACONTECE chega a sua segunda edição bimestral, contemplando os meses de julho e agosto. A boa nova dessa edição é sobre a inauguração da agência da Credceg em São José dos Campos/SP. Os Cooperados do Vale do Paraíba que já contavam com um espaço da Cooperceg, agora podem fazer suas transações financeiras na Credceg com mais facilidade e tranquilidade. E por falar em Cooperados, o número de usuários dos serviços prestados pelas instituições não para de crescer, o quadro social segue em ascensão, veja os números que apresentamos nesta edição.

Credceg inaugura agência em São José dos Campos

F

oi inaugurada no dia 31 de maio de 2012, a agência da Credceg em São José dos Campos. A Credceg Vale, como foi denominada, está instalada no mesmo prédio onde funciona a Coopercerg, na rua Ernesto Julio Nazareth, n° 191, Vila do Tesouro, São José dos Campos/SP. Esta medida objetivou facilitar o acesso dos cegonheiros daquela região, aos serviços ofertados pela Credceg aos seus cooperados.

O sistema cooperativista, crescente em todo mundo, teve no ano de 2012 um grande marco, pois foi eleito pela ONU (Organização das Nações Unidas) como o Ano Internacional do Cooperativismo, o que comprova que essa forma de atividade ganhou força nos últimos anos. Trazemos também duas entrevistas com nossos colaboradores. A primeira, com Rivail Valdir Fazan, diretor administrativo da Cooperceg, o qual relata sobre a vasta experiência que adquiriu na cooperativa e conta um pouco sobre os novos projetos. A segunda merecida entrevista foi realizada com a copeira Lena, colaboradora da Cooperceg muito querida por todos, a qual completou 11 anos de serviços prestados. Oferecemos ainda algumas dicas para os cegonheiros: divulgamos algumas informações importantes sobre a doença diabetes, muito comum no mundo contemporâneo, a fim de auxiliá-los na prevenção e no tratamento. No campo técnico, chamamos a atenção com relação aos problemas que seu veículo pode apresentar com a utilização de combustível adulterado. A dica cultural ficou por conta do livro “Vida de Caminhoneiro”, trazendo entretenimento e lazer para as horas vagas. Tenham todos uma boa leitura!

Sediada em São Bernardo do Campo, a Credceg conta hoje com 912 cooperados e oferece todos os produtos e serviços de uma instituição financeira, tais como: conta corrente, cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, entre outros. “Com a nova agência em São José dos Campos poderemos atender melhor aos nossos cooperados que residem na cidade e região e também buscar novos cooperados”, justifica Elias Fazan, diretor vice-presidente da Credceg. A gerente da Cooperativa, Elaine Souza, estima um acréscimo aproximado de 100 novos cooperados na região, número que pode chegar a 300 numa perspectiva de longo prazo considerando as empresas e os familiares que, atendendo a condição estatutária, podem se associar.

A nova agência está operando com dois colaboradores, e o horário de atendimento do Caixa é das 10h às 16h, para os demais serviços da agência, o horário é das 8h30 às 17h30. O senhor João Eurípedes da Silveira, cooperado desde a fundação da Credceg e residente em São José dos Campos, comemora a inauguração: “Agora ficou mais fácil para pagarmos as contas e utilizarmos os outros serviços da Credceg.”

A abertura desta agência é uma demanda antiga dos cegonheiros da região do Vale do Paraíba, que conscientes dos serviços e das facilidades oferecidas aos associados em São Bernardo do Campo, desejavam poder usufruir dos mesmos benefícios. Venha nos fazer uma visita, conheça a nova agência, associe-se e participe, afinal “Aqui você é o dono”.

Caros Cooperados, É muito importante manter seu cadastro atualizado na COOPERCEG e na CREDCEG, de forma que continue a receber todas as correspondências enviadas, bem como para evitar problemas com a emissão da nota fiscal paulista.

Elias B. Fazan Cooperceg – Presidente

Para quem costuma circular por aqui, disponibilizamos uma ficha cadastral nas dependências da COOPERCEG e da CREDCEG, a qual poderá ser preenchida e entregue na recepção.

José Rubens de Souza Credceg – Presidente

As alterações poderão também ser informadas via e-mail, para o endereço: cooperceg@cooperceg.com.br , ou mesmo por telefone, para Queila ou Rosi, fone 3883-4200.

EXPEDIENTE: Esta é uma publicação da COOPERCEG e da CREDCEG, desenvolvida para divulgação de benefícios e prestação de contas aos Cooperados. Edição: Natércia Carrano e Elaine Souza Jornalista Responsável: Guilherme Menezes (MTB: 57.858/SP) Fotos: Arquivo e Rodrigo Rocha

Projeto Gráfico e Impressão: Imagem Brasil Produções Direção de Arte: Rodrigo Rocha Diagramação: Alan Correa Tiragem: 3.500 unidades Circulação: Interna e Externa


© majeczka - Fotolia.com

Combustível adulterado: cuidados, dicas e prevenção

H

á tempos a questão da qualidade do combustível comercializado é amplamente discutida no país. Postos são fechados e material apreendido. Os caminhoneiros, que normalmente fazem viagens longas e precisam abastecer várias

vezes, sofrem com este tipo de problema. Por isso, a prevenção deve ser observada, a fim de evitar maiores transtornos. Segundo os especialistas, o combustível adulterado com algum tipo de solvente ou mesmo com água, pode afetar o sistema de

injeção do motor, fazendo com que perca rendimento e causando a quebra, além de outros problemas. O motorista deve estar sempre atento ao local que abastece seu caminhão, deve questionar a procedência do material e confiar na bandeira. Desconfie de preços excessivamente baixos.

Seja fiel: procure abastecer sempre nos mesmos postos; Barato que sai caro: desconfie de postos que oferecem combustíveis a preços muito abaixo da média da região; Segurança: exija sempre o comprovante de pagamento (nota fiscal), pois este documento é muito importante caso tenha algum problema e necessite reclamar; Fabricante: postos de uma determinada marca só podem vender combustível fornecido pelo distribuidor detentor da marca comercial exibida; Posto sem bandeira: se não houver marca comercial, cada bomba abastecedora deverá identificar o fornecedor do respectivo combustível; De olho no preço: o estabelecimento é obrigado a informar os preços dos

© Sandor Jackal - Fotolia.com

Anote algumas dicas da Fundação PROCON/SP para evitar combustíveis adulterados: combustíveis em painel de forma adequada, ostensiva e de modo a permitir a fácil visualização à distância tanto de dia quanto de noite; Combustível testado: o teste de qualidade, conhecido como teste da “proveta”, é obrigatório e verifica o excesso de álcool na gasolina. Pode ser solicitado em qualquer ocasião. Se o posto negar a realização do teste, o mais adequado é escolher outro posto para abastecer o veículo, além de denunciar aos órgãos de defesa do consumidor e à ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis);

De olho na bomba: é importante sair do veículo para acompanhar o abastecimento, verificando se a bomba parte do zero tanto no valor como no volume.

Postos clonados: essa irregularidade é possível perceber quando postos revendedores de combustíveis sem bandeira imitam marcas conhecidas, utilizando cores, símbolos e denominações semelhantes aos de grandes distribuidores. Porém, os combustíveis comercializados nesses postos não são procedentes das marcas mais conhecidas.

A prova do mecânico: caso o veículo apresente problemas em função do combustível adulterado, procure um mecânico imediatamente. Se for constatado que o problema é decorrente de combustível adulterado, solicite ao mecânico um laudo atestando o fato e um orçamento para apresentar junto com a reclamação.


entrevista

Rivail Fazan: trabalho e busca pelo crescimento C

om muito comprometimento e experiência comprovada, o diretor administrativo da Cooperceg, Rivail Valdir Fazan, há 13 anos dedica seu trabalho à cooperativa, a fim de melhorar cada vez mais os serviços e produtos oferecidos aos Cooperados.

O Vale do Paraíba já está sendo bem atendido e o nosso objetivo é chegar a novas praças. Ainda não temos os locais, mas temos ideias e buscaremos novos espaços para crescimento, talvez ainda em 2012

compara, compra.

O diretor lembrou das recentes conquistas da Cooperceg e da Credceg em São José dos Campos e informou que novos planos estão surgindo. “O Vale do Paraíba já está sendo bem atendido e o nosso objetivo é chegar a novas praças. Ainda não temos os locais, mas temos ideias e buscaremos novos espaços para crescimento, talvez ainda em 2012”, argumentou.

“Buscamos sempre novas promoções de materiais com nossos fornecedores, como algumas que já fizemos com pneus e óleo lubrificante, conseguindo vantagens para os cooperados. Fizemos atualizações importantes em nosso sistema, modernizando-o para agilizar o atendimento e os serviços, de forma a beneficiar o funcionamento geral. Não vamos desistir nunca de tentar baixar os custos, enxugar os preços e promover cada vez mais vantagens aos nossos cooperados. Com nosso trabalho em equipe, iremos longe”, concluiu.

Consórcio, o melhor negócio! Sem en Adquira já seu veículo 0Km trada Sem Juro com parcelas a partir de R$ 280,64 s Sprinter 0Km a partir de R$ 986,53 Caminhão 0Km com parcelas a partir de R$ 1.487,44

imagembrasilproducoes.com.br

Quem

Na Cooperceg desde que era apenas uma pequena sala, Rivail acompanhou todo o processo de crescimento da cooperativa e se empenha cada vez mais na implantação de melhorias e novidades. “O constante trabalho em equipe e a união de todos os colaboradores contribui para o crescimento da Cooperceg. Temos que sempre olhar para frente e buscar melhorias para todos”, disse.

Rivail lembra que hoje o sistema de trabalho da Cooperceg está bem implantado, mas que continuam na busca de evolução para os quase 800 Cooperados. “Precisamos buscar novas ideias sempre. A nova diretoria está trabalhando bastante para isso, com muita vontade. Logo novas ações serão implantadas”, explicou, reforçando que os sistemas de compras e vendas já tiveram evoluções técnicas para facilitar os trâmites das referidas áreas.

Ligue já: (11) 4366-1600 Nextel ID 15*14956 Referente: Uno Fire Flex 1.0 2p, Sprinter Chassi 311 CDI, Acello815 C37, fotos meramente ilustrativas, reservamos o direito em caso de erros. Os preços podem sofrer reajustes sem prévio aviso. Consulte condições com nossos consultores.


11 anos dedicados à Cooperceg

D

edicação e comprometimento são fortes características da colaboradora Cedilena Zerlin, ou simplesmente “Lena” como é conhecida na Cooperceg, onde é copeira há 11 anos. Natural de Barra Bonita/SP, a trabalhadora mora há 25 anos em São Bernardo do Campo/SP, e dedica seus serviços há mais de uma década na Cooperceg.

Às 7h15 já começo a servir o café e o ritmo segue forte até umas 9h. Na copa conversamos com todos, se algum dia chego com problemas, logo me esqueço de tudo e quando vejo já estou rindo com os colegas. Gosto muito de trabalhar aqui, me sinto em casa e em contato com as pessoas.

“Cheguei aqui através de uma indicação e nunca mais quis sair. Comecei trabalhando na cozinha e limpeza, mas passei a atuar apenas como copeira com o tempo, conforme o crescimento da cooperativa. Preparo muitos e muitos cafés para todos”, explicou. Simpática e sorridente, Lena transborda alegria e tenta sempre passar diversão para os trabalhadores da Cooperceg. “Às 7h15 já começo a servir o café e o ritmo segue forte até umas 9h. Na copa conversamos com todos, se algum dia chego com problemas, logo me esqueço de tudo e quando vejo já estou rindo com os colegas. Gosto muito de trabalhar aqui, me sinto em casa e em contato com as pessoas”, conta.

Lena foi surpreendida com uma homenagem feita pelos colegas de trabalho, com a presença da diretoria e de alguns cooperados, com direito a bolo e parabéns. “Estava comentando que fazia 11 anos de empresa com alguns amigos, quando de repente fui chamada na administração. Quando cheguei lá, estavam todos prontos, com um bolo e muita festa. Morri de vergonha na hora, mas adorei. Cantamos parabéns e nos divertimos”, brincou. A colaboradora comentou que no início do mês a correria de trabalho é sempre maior, pelo volume de pessoas que circulam na Cooperceg. “Têm dias que não vejo a hora passar, o movimento começa pela manhã e vai até às 17h, horário que vou embora. Porém, quando se trabalha com prazer, o tempo voa, adoro trabalhar”, finalizou Lena.


O NÚMERO DE © Cvijun - Fotolia.com

COOPERADOS NÃO PARA DE CRESCER

É

notório o crescimento que a Credceg obteve nos últimos anos. Os números, apresentados nas Assembleias Gerais para análise dos cooperados dão conta deste crescimento.

Para receber o crédito de frete em conta corrente na Credceg, o cegonheiro deverá procurar a cooperativa para que seja preenchido o formulário solicitando tal alteração.

Atualmente fazem parte do quadro social da cooperativa, 912 cooperados, abaixo um demonstrativo da evolução do quadro social:

Os carreteiros que prestam serviços às empresas que ainda não disponibilizaram esta opção podem procurar a Credceg, pois estamos preparados para atendê-los de forma paliativa.

DESCRIÇÃO

2007

2008

2009

2010

2011

2012*

QUADRO SOCIAL

405

475

509

604

790

912

As movimentações realizadas pelo cooperado na Cooperativa proporcionam economia e comodidade, uma vez que as taxas e tarifas praticadas são muito inferiores às praticadas pelos demais bancos e o atendimento é personalizado. Além disso, ao final do exercício as sobras apuradas são rateadas entre os cooperados na proporção das operações realizadas por ele na Cooperativa.

À medida em que a Credceg vai se desenvolvendo, vão surgindo necessidades de implantação de outros produtos e serviços de forma a atender as expectativas do quadro social em ascensão. Por esta razão, gradativamente foram sendo implantados serviços como cartões de crédito e débito, linha de financiamento de veículos, desconto de cheques, serviços de malote, conta salário, etc. Um serviço que vinha sendo demandado já há algum tempo era o crédito de folha de frete dos carreteiros associados diretamente na conta corrente na Credceg. Muitos associados faziam toda a sua movimentação pela Credceg, porém, precisavam transferir o recurso de outras instituições para a Cooperativa. A diretoria da Credceg, visando atender esta demanda dos cooperados, fez diversas reuniões nas empresas transportadoras, de forma a sensibilizá-los sobre as expectativas dos carreteiros que possuem contas correntes na Credceg em receber os créditos de folha de pagamento pela Cooperativa.

Após alguns meses, a exemplo da Transmoreno, a empresa Tegma passou a realizar os créditos de folha de fretes diretamente na conta corrente do cooperado na Credceg. Recentemente as empresas Transzero e Transauto adotaram a mesma sistemática e já estão realizando os créditos dos carreteiros na Credceg.

© MR.LIGHTMAN - Fotolia.com

* Em relação à 2012, estão sendo considerados os associados até o mês de junho.

Procure a Credceg, associe-se e amplie suas operações, afinal, aqui você é o dono!

EVOLUÇÃO DAS OPERAÇÕES

PRODUTOS E SERVIÇOS

abril-12

maio-12

junho-12

Total das operações de crédito concedidas

74

113

83

Autenticações via caixa

13.946

14.610

15.626

Quadro Social

879

894

912


Galpão da Borracharia as obras continuam

N

© hansenn - Fotolia.com

o último mês, o novo galpão da borracharia que está em obras ganhou cara nova: agora já se pode notar a pavimentação do piso e as paredes que já começaram a ser erguidas. Todos estão curiosos para ver a conclusão dessa obra, uma vez que prestará ótimos serviços aos cooperados, com muito mais conforto, agora em uma área de 1.380 m².

Para quem não acompanhou as informações anteriores, a nova borracharia contará com duas valetas para serviços de alinhamento e balanceamento de pneus (caminhão e carreta), de um total de oito conjuntos atrelados, além dos espaços dedicados para vestiário, refeitório e sala para motoristas, para maior comodidade dos usuários, com a ampliação significativa dos serviços prestados pela COOPERCEG.

Seguro mais barato pelo terceiro ano consecutivo para Brazul, Dacunha e Tnorte

O

conquistado nessa negociação foi o pagamento em 10 (dez) parcelas sem juros, as quais serão descontadas em folha em 20 (vinte) parcelas quinzenais.

O valor total do seguro fechado para 2012 foi de R$ 12.920,00, incluindo cavalo e carreta. Outro grande benefício

O crescimento do número de veículos segurados, a baixa sinistralidade e a grande parceria entre a COOPERCEG, o Grupo Interbrok e a Porto Seguro possibilitaram esta ótima negociação. Também foram fechadas as apólices de seguro contra terceiros, cujo total de conjuntos foi de 825, sendo 100% renovados.

s Cegonheiros da Brazul, Dacunha e TNorte renovaram o seguro de casco de seus caminhões e carretas no vencimento da apólice, em 15/07/2012, pela seguradora Porto Seguro, com valores exclusivos. Este é o terceiro ano consecutivo em que o valor é reduzido, pois de 2011 para 2012 a redução foi de 5% (cinco por cento).


© Dron - Fotolia.com

ONU chama as novas gerações para construir um mundo melhor com Cooperativismo e busca pelo crescimento

A

Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada em 1945, em meio ao horror do final da Segunda Guerra Mundial. Seu objetivo? Nada mais, nada menos, que trabalhar pela paz mundial. Mais de meio século depois, ela agora se dá conta do potencial de algo que esteve sempre por perto e que pode dar uma grande força para cumprir sua missão: o Cooperativismo. Em reconhecimento, a ONU proclama 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas. E, já pensando nos próximos anos e décadas, convoca as novas gerações a comprarem esta ideia.

No Brasil, o número é de 6.652 cooperativas e 9 milhões de Cooperados, gerando 298 mil empregos diretos!

Apesar dessa maturidade toda, a ONU “Cooperativas constroem um mundo dá a dica para o irmão mais velho: melhor” é o slogan escolhido para o incluir os jovens no mercado de trabaano comemorativo. De fato, desde 1844, lho e incentivar o empreendedorismo quando um grupo de tecelões ingle- deles. Certa ela. Há que se aproveitar ses se uniu para formar a energia de quem está a primeira cooperativa aberto, disposto e interesCooperativas e fugir do desemprego e sado em fazer diferente constroem um da exploração, até hoje, o e construir o tal mundo mundo melhor. cooperativismo tem feito a melhor. sua parte. Cultiva valores como a solidariedade e a igualdade e Durante este ano, serão realizados colabora com o desenvolvimento socio- diversos eventos comemorativos em econômico, reduzindo a pobreza, crian- homenagem ao ano Internacional das do empregos e integrando a sociedade. Cooperativas, fique atento e participe! Hoje são 1 bilhão de pessoas envolvidas com esse modelo de negócios ao redor Fonte: Geração Cooperação / Sescoop RS. do mundo.


cultura

‘Vida de Caminhoneiro’: um livro para se identificar

P

aixão, força de vontade e muitas histórias para contar. O caminhoneiro Jean Carlos de Andrade, da cidade de Bom Repouso/ MG, é um cultivador da “cultura da estrada”, o qual desde 1994 pilota caminhões por nosso país. Com o intuito de passar sua experiência adiante e narrar histórias alegres e tristes, resolveu lançar o livro “Vida de Caminhoneiro”, onde discorre em 162 páginas sobre as emoções positivas e negativas deste trabalho tão importante para a economia brasileira. O autor conta que não tem vocação para escritor, mas que gosta de contar suas histórias das estradas por onde percorreu. “Deu vontade de escrever minhas histórias e de vê-las em um livro, de forma a divertir pessoas com minhas aventuras. Então, nasceu o livro ‘Vida de Caminhoneiro’ com “causos” e relatos engraçados de minhas viagens, mas também há assuntos sérios da vida de um estradeiro”, disse em entrevista ao Blog do Caminhoneiro.

© lightpoet - Fotolia.com

Jean priorizou mostrar todos os lados de ser um caminhoneiro: as alegrias de conhecer lugares diferentes e culturas extremas, fazer amizades antes inimagináveis e de levar cargas alimentando a economia do país,

porém, traz também os desabafos, as saudades da família e de casa, entre outras curiosidades e dificuldades da profissão. “Normalmente esse trabalhador é um pai de família dedicado, que busca de toda forma sustentar a sua casa, preocupado também com o progresso do Brasil.”. O “novo escritor” também já foi ator por um dia, ao participar do seriado “Carga Pesada”, da TV Globo, onde os atores Antônio Fagundes e Estênio Garcia interpretavam dois caminhoneiros que passavam por aventuras nas estradas. “A maior parte ali era ficção, com pouca realidade, mas de qualquer maneira tinha um bom ibope e mostrava algo de nossas vidas”, comentou. Jean Andrade resume como foi trabalhar neste livro. “De fato aprendi muito, aprendi o verdadeiro valor de um trabalhador brasileiro, com pessoas de tantas raças e manias diferentes. Aprendi que o nosso Brasil é lindo e merece ser divulgado”, concluiu. O livro, disponibilizado pela Editora Clube de Autores, custa R$ 33,49 no formato físico, e R$ 12,06 no formato digital. Para adquirir, acesse: ht t p : / / w w w. cl ub e d e aut o r e s . c o m . b r / book/14468--Vida_de_Caminhoneiro.


qualidade de vida © jameschipper - Fotolia.com

Você sabe o que é “DIABETES”?

Embora ainda não haja uma cura definitiva para a/o diabetes (a palavra tanto pode ser feminina como masculina), há vários tratamentos disponíveis que, quando seguidos de forma regular, proporcionam saúde e qualidade de vida para o paciente portador.” Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Diabetes_mellitus

A

diabetes é uma doença conhecida em todo o mundo, especialmente na América do Norte e na Europa, acometendo cerca de 7,6% da população adulta entre 30 e 69 anos e 0,3% das gestantes. É uma doença “silenciosa”, estima-se que cerca de 50% dos portadores de diabetes desconhecem o diagnóstico, por não apresentar sintomas específicos no início da doença. Segundo uma projeção internacional, com o aumento do sedentarismo e da obesidade, somados ao envelhecimento da população, o número de pessoas com diabetes no mundo aumentará em mais de 50%, passando de 380 milhões em 2025. No Brasil o diabetes afeta cerca de 12% da população (aproximadamente 22 milhões de pessoas).

Alguns fatores de risco:

Excesso de fome

Idade acima de 45 anos

Perda de peso

Obesidade

Tontura e visão embaçada

História familiar de diabetes em parentes de 1º grau;

Fadiga e sonolência Dormência nas pernas

Além de se cuidar no dia-a-dia, o motorista deve manter seus exames médicos rotineiros. O maior perigo do diabetes é ter a doença e não saber. Cuide-se! A saúde é a sua principal ferramenta de trabalho.

O caminhoneiro, acostumado a longas viagens, pouco exercício físico e

Principais sintomas:

Urina em excesso

insuficiente cuidado com a alimentação, torna-se um forte candidato a ter este tipo de problema. Fatores hereditários também são observados em pacientes diabéticos.

© Sebastian Duda - Fotolia.com

uma é mellitus “Diabetes doença  metabólica  caracterizada por um aumento anormal do  açúcar  ou glicose no sangue. A glicose é a principal fonte de energia do organismo, porém, quando em excesso, pode trazer várias complicações à saúde como, por exemplo, o excesso de sono no estágio inicial, problemas de cansaço e problemas físico-táticos em efetuar as tarefas desejadas. Quando não tratada adequadamente, podem ocorrem complicações como  ataque cardíaco, derrame cerebral,  insuficiência renal, problemas na visão, amputação do pé e lesões de difícil  cicatrização, dentre outras complicações.

Diabetes gestacional Hipertensão arterial sistêmica

Dores no corpo

Colesterol HDL abaixo de 35mg/dl e ou triglicerídeos acima de 250mg/dl;

Lesões de difícil cicatrização nas pernas e nos pés

Alterações prévias da regulação da glicose

Dicas para manter a saúde estável e prevenir a doença: Manter o peso adequado Evitar o consumo de açúcar, ou consumi-lo em quantidades reduzidas Diminuir as preocupações e o nervosismo Comer mais frutas, verduras, legumes e grãos (arroz, feijão, etc.) Praticar exercícios físicos regularmente (no mínimo 30 minutos diários) Reduzir a ingestão de sal na comida Não fumar e não ingerir bebidas alcoólicas Seguir rigorosamente o tratamento recomendado pelos médicos.


Edição 10 - Julho / Agosto - ACONTECE Cooperceg & Credceg  

Revista eletronica desenvolvida para estreitar o relacionamento com os leitores da Revista ACONTECE - Cooperceg & Credceg

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you