Page 1

HISTÓRIA E DESENHOS DE ILVAN FILHO


Hist贸ria e desenhos:


Marketing e Comunicação: Ivana Esteves Revisão ortográfica: Carlos Boninsenha Fotografia: Cátia Mageski Tratamento de foto: Distéfano Mageski Impressão: Gráfica Kroma


Prefácio

ESTE LIVRO EXPÕE, DE MANEIRA DIVERTIDA, AS CONSEQUÊNCIAS DE UMA DOENÇA

BASTANTE COMUM E CONTAGIOSA QUE ATINGE PESSOAS DE QUALQUER IDADE, ESPECIALMENTE CRIANÇAS, AS MAIS PREJUDICADAS. A HISTÓRIA DO BESOURO BRENO MOSTRA O QUANTO A CATAPORA ATRAPALHA A VIDA DAS PESSOAS, PORQUE CAUSA FERIDAS QUE COÇAM BASTANTE E, MUITAS VEZES, DEIXAM CICATRIZES. A DOENÇA INTERFERE SENSIVELMENTE NO DIA A DIA DA CRIANÇA, JÁ QUE ELA PRECISA FICAR EM REPOUSO E SE ISOLAR PARA EVITAR A TRANSMISSÃO PARA OUTRAS PESSOAS, TORNANDO-SE, ASSIM, UMA DAS CAUSAS MAIS COMUNS DE FALTAS ESCOLARES E DE AUSÊNCIA DOS PAIS NO TRABALHO. O RISCO DE CONTAMINAÇÃO É ALTO, PORQUE O INDIVÍDUO JÁ TRANSMITE O VÍRUS 2 DIAS ANTES DE APARECEREM OS SINTOMAS ESPECÍFICOS E AS LESÕES NA PELE! PARA SE PREVENIR, A MANEIRA MAIS EFICIENTE É A VACINAÇÃO. ELA PODE SER FEITA EM PESSOAS ACIMA DE 1 ANO DE IDADE E CONSISTE EM DUAS DOSES, SENDO A PROTEÇÃO SUPERIOR A 90%. A VACINA É IMPORTANTE PARA EVITAR A DOENÇA E SUAS COMPLICAÇÕES, COMO MUITO DESCONFORTO E MAL-ESTAR. ENFIM, POR QUE EXPOR AS CRIANÇAS AO CONTÁGIO QUANDO SE PODE OPTAR PELA PREVENÇÃO?

DRA. MARTINA ZANOTTI CARNEIRO VALENTIM INFECTOLOGISTA


CONTATO: ilvanfilho@yahoo.com


AGRADECIMENTOS

QUERO

AGRADECER À ADRIANA DALLA BERNARDINA FURTADO DE

LEMOS E LUCIANE DALLA BERNARDINA PELO APOIO E ENTUSIASMO DESDE A PRIMEIRÍSSIMA HORA. A CARLINHOS BONINSENHA PELAS CORREÇÕES E SUGESTÕES, À CÁTIA E DISTÉFANO MAGESKI PELAS FOTOS E AMIZADE, À IVANA ESTEVES PELO AMOR E POR TORNAR TUDO POSSÍVEL, E A JOSÉ ANTÔNIO PELA ALEGRIA E INSPIRAÇÃO DIÁRIAS.


A CASA AMARELA TINHA UM BONITO E GRANDE JARDIM COM MUITAS PLANTAS E FLORES. HAVIA PLANTAS GRANDES E PEQUENAS, ALGUMAS COM FOLHAS COMPRIDAS, OUTRAS COM FOLHAS ARREDONDADAS. HAVIA FLORES DE TODOS OS TAMANHOS E DE TODAS AS CORES: ROSAS, AMARELAS, ROXAS, BRANCAS, AZUIS E LARANJAS. E HAVIA DUAS ÁRVORES TAMBÉM.


MUITOS BICHINHOS ADORAVAM MORAR NAQUELE LUGAR. ELE ERA O LAR DE BESOUROS, DE FORMIGAS, DE CIGARRAS E DE TRÊS PEQUENAS E COLORIDAS ARANHAS. AH, POR LÁ TAMBÉM VIVIAM O DOUTOR CARAMUJO, MÉDICO RESPEITADO, E UMA FAMÍLIA DE JOANINHAS. TODOS ALI TINHAM ABRIGO E SOMBRA À VONTADE. SOL, QUANDO QUERIAM SOL, E COMIDA, SEMPRE QUE SENTIAM FOME. ERA UMA DELÍCIA DE JARDIM.


NUM DIA QUALQUER, AS IRMÃS JOANINHAS ESTAVAM SE DIVERTINDO E BRINCANDO COM UMA AMIGA, A ANA MARIAPOSA, EMBAIXO DAS FOLHAS DE UMA CHUVA-DE-OURO QUANDO O BESOURO BRENO APARECEU. OPA, ESQUECI-ME DE DIZER QUE CHUVA-DE-OURO É UM TIPO DE ORQUÍDEA. ORQUÍDEA É UM TIPO DE FLOR. E FLOR É... AH, VOCÊS SABEM O QUE É UMA FLOR.


– EI, JOANINHA, HÁ UMAS BOLAS PRETAS NAS SUAS COSTAS –, GRITOU BRENO. – SERÁ QUE ESTÁ CHOVENDO TINTA PRETA AGORA? – COMO É O NOME DE VOCÊS MESMO, MARIAS BOLOTINHAS?? HA, HA, HA!! A MAIOR DIVERSÃO DE BRENO ERA IMPLICAR COM AS JOANINHAS. ELE ADORAVA FAZER TROÇA DAS PINTAS NEGRAS DAS CARAPAÇAS VERMELHAS DELAS. MAS ELAS NÃO GOSTAVAM DAS BRINCADEIRAS DELE E FICAVAM MAGOADAS. ALGUMAS VEZES ATÉ CHORAVAM.


SABENDO DISSO, ANA MARIAPOSA FOI LOGO DEFENDENDO AS AMIGAS: – VÁ PROCURAR OUTRO PARA CHATEAR, BRENO. A GENTE ESTAVA MUITO BEM AQUI SEM VOCÊ NOS PERTURBANDO! – É, VOU MESMO –, ELE RESPONDEU. – VOCÊS SÃO MUITO BOBINHAS! MAS JUSTO NESTE MOMENTO, ELES OUVIRAM O BARULHO DE UM TROVÃO:

E COMEÇOU A CHOVER UMA CHUVA FORTE.


O BESOURO E AS JOANINHAS SE ABRIGARAM JUNTOS EMBAIXO DE UMA FOLHA. ELA NÃO ERA MUITO GRANDE E NÃO COBRIA O SUFICIENTE PARA NÃO DEIXAR QUE ELES SE MOLHASSEM. ENTÃO CONSEGUIRAM ABRIGO NO BURACO OCO DE UMA ÁRVORE ALI PERTINHO. ELES FICARAM LÁ POR QUASE DUAS HORAS, ATÉ A CHUVA PARAR.


BRENO IMPLICOU MUITO COM AS JOANINHAS DURANTE TODO ESSE TEMPO. ATÉ PORQUE ELE NÃO TINHA OUTRA COISA PARA FAZER ENQUANTO ESTIVESSE NAQUELE ABRIGO.

QUANDO ESTIOU, AS JOANINHAS CORRERAM PARA CASA, APRESSADAS E ALIVIADAS. NÃO AGUENTAVAM MAIS AS BRINCADEIRAS DO BESOURO BRENO.


DUAS SEMANAS DEPOIS, AS IRMÃS JOANINHAS ESTAVAM BRINCANDO OUTRA VEZ COM ANA MARIAPOSA, QUANDO BRENO APARECEU. – AI, LÁ VEM O BESOURO IMPLICANTE CHATEAR A GENTE –, LAMENTOU UMA DELAS. MAS, PARA A SURPRESA DELAS, NÃO FOI ISSO O QUE ACONTECEU.


– OS CÉUS ME CASTIGARAM POR FICAR CHATEANDO VOCÊS: ME TRANSFORMARAM NUMA JOANINHA INVERTIDA. VOCÊS SÃO VERMELHAS COM BOLOTAS PRETAS. EU, AGORA, SOU PRETO COM BOLOTAS VERMELHAS. – HI, HI, HI, OS CÉUS NÃO TÊM NADA A VER COM ESSA HISTÓRIA –, RIU ANA MARIAPOSA. – ISSO DEVE SER OUTRA COISA. VOCÊ JÁ PROCUROU UM MÉDICO? – VAMOS VER O QUE O DOUTOR CARAMUJO NOS FALA SOBRE ISSO. E ASSIM FORAM.


O MÉDICO OLHOU, OLHOU... OLHOU MAIS UM POUCO, EXAMINOU AQUI, EXAMINOU ACOLÁ E NÃO DEMOROU PARA DIAGNOSTICAR: – AH, MAS VOCÊ ESTÁ COM CATAPORA, MEU FILHO! – CATAPORA??? –, ESPANTOU-SE BRENO.


– É SIM! PODE CHAMAR DE VARICELA TAMBÉM. SUA MÃE PODIA PODIA TER LHE VACINADO, MAS NÃO É NADA TÃO GRAVE NÃO, PORÉM VOCÊ DEVE FICAR EM CASA REPOUSANDO POR UNS DIAS. – MAS COMO EU FUI TER ISSO? – É MUITO COMUM ESSA DOENÇA APARECER NOS PERÍODOS DE CHUVA E FRIO, QUANDO NOS ABRIGAMOS EM LOCAIS FECHADOS JUNTO COM OUTROS BICHOS QUE PODEM JÁ ESTAR CONTAMINADOS –, EXPLICOU O DOUTOR. – COMO VOCÊS FIZERAM NA ÚLTIMA CHUVA.


– JÁ SEI – FALOU UMA JOANINHA –, VOCÊ DEVE TER PEGO ISSO DA NOSSA IRMÃZINHA! ELA TAVA COM UMAS BOLOTINHAS VERMELHAS, MAS COMO NOSSA CARAPAÇA TAMBÉM É VERMELHA, NEM DAVA PARA VER DIREITO E AÍ NÃO DEMOS IMPORTÂNCIA. – DEVIA SER CATAPORA TAMBÉM, E ELA PODE TER PASSADO PARA VOCÊ. – É PROVÁVEL! MAS AGORA VOCÊ PRECISA IR PARA A SUA CASA E REPOUSAR. – ESSAS BOLOTAS, OU MANCHAS, PODEM VIRAR BOLHAS E DEVEM DAR COCEIRA, MAS VOCÊ TEM DE EVITAR COÇAR. E AÍ É SÓ ESPERAR ELAS DESAPARECEREM –, CONCLUIU O DOUTOR CARAMUJO.


– OBA, QUE BOM –, COMEMOROU O BESOURO. EU PENSEI QUE IA FICAR ASSIM, EMBOLOTADO, PARA SEMPRE. – PENSEI QUE ERA UMA MALDIÇÃO, UM CASTIGO POR IMPLICAR DEMAIS COM VOCÊS, JOANINHAS! – PROMETO QUE NUNCA MAIS VOU CHATEAR E INCOMODAR VOCÊS!


NO OUTRO DIA, COMO TODOS OS DIAS, AS JOANINHAS ESTAVAM BRINCANDO NO JARDIM. – TADINHO DO BRENO! COMO SERÁ QUE ELE ESTÁ HOJE? –, PERGUNTOU UMA DELAS. NESSE MOMENTO, OUVIRAM AO LONGE: – AI, COMO ESSE TRECO COÇA!! COMO COÇA!! – AI, AI, AI, COCEIRA, COCEIRA, COCEIRA!! ERA O BESOURO BRENO, EM SUA CASA, SOFRENDO COM AS COCEIRAS DA CATAPORA.


– NOSSA, A GENTE CONSEGUE OUVIR ELE LÁ NA CASA DELE RECLAMANDO DA DOENÇA, HI, HI, HI! – ACHO QUE ELE AINDA VAI SENTIR NA PELE ESSE CASTIGUINHO POR VÁRIOS DIAS! HI, HI, HI! – COITADINHO, HI, HI, HI –, DIVERTIAM-SE AS JOANINHAS QUE, ENTÃO, PASSARAM A BRINCAR E A SE DIVERTIR SOSSEGADAS.

FIM


MAS O QUE É C A TA P O R A ? É UMA DOENÇA MUITO CONTAGIOSA PROVOCADA POR UM VÍRUS. É TAMBÉM CONHECIDA COMO VARICELA E ATINGE, PRINCIPALMENTE, AS CRIANÇAS. EM GERAL, ELA É POUCO GRAVE E NÃO FAZ MUITO MAL, MAS COSTUMA INCOMODAR UM BOCADO PELAS MANCHAS VERMELHAS E PELA COCEIRA INTENSA, E EM ALGUNS CASOS PODE TER COMPLICAÇÕES MUITO SÉRIAS.. QUEM JÁ TEVE A CATAPORA UMA VEZ NA VIDA NÃO CORRE MAIS O RISCO DE DESENVOLVÊ-LA DE NOVO.

V ACINA PARA SE PREVINIR E NÃO PEGAR A DOENÇA, EXISTE UMA VACINA. ELA É INDICADA PARA TODAS AS CRIANÇAS COM MAIS DE UM ANO E PARA ADOLESCENTES E ADULTOS QUE AINDA NÃO FORAM INFECTADOS PELA VARICELA.

? E C O M O S E P E G AUVA, AS PESSOAS

F R IO E C H EM TEMPOS DE TES FECHADOS N IE B M A M E R JU N T A Í, SE C O ST U M A M SE SQ U E N T A R , E A E SE E R A IG R B P A R A SE A PORA ENTRAR A T A C E V E T A C UN ALGUÉM QUE N A IN F E C T A D A , O SS E P A R T U O OM É EM CONTATO C RTA. A DOENÇA E C SE A U Q É O ÇÃ A C O N T A M IN A ELO AR. T R A N SM IT ID A P U E Ç A : M E SM O SQ E SE O Ã N , O ENTÃ OVENDO UM Q U E E ST E JA C H D IV ID IR L O C A IS E IT V E , O D A C BO P E SS O A S FECHADOS COM S C O N T A M IN A D A PELA DOENÇA.


TEMPO DE INCUBAÇÃO É O TEMPO QUE DEMORA ENTRE O CONTATO COM O VÍRUS E O APARECIMENTO DOS SINTOMAS. NO CASO DA VARICELA, LEVA ENTRE 14 E 21 DIAS.

SINTOMAS PRIMEIRO APARECEM UNS PONTINHOS VERMELHOS NO CORPO QUE MAIS SE PARECEM PICADAS DE INSETO. DEPOIS DE UNS DOIS OU TRÊS DIAS, ELES CRESCEM E VIRAM UMAS BOLHINHAS CHEIAS DE UM LÍQUIDO TRANSPARENTE. ELAS TANTO PODEM APARECER EM ALGUMAS PARTES DO CORPO QUANTO NO CORPO INTEIRO. ALÉM DO DOENTE SENTIR MUITA, MUITA COCEIRA, ELE PODE TER AINDA UMA FEBRE BAIXA E DOR DE CABEÇA. ENTÃO A MELHOR COISA A FAZER É REPOUSAR BASTANTE. BOM, AÍ A PESSOA FICA COM VÁRIOS SINAIS NO CORPO, MANCHINHAS COMO SE FOSSEM PICADAS DE INSETO, BOLHAS E FERIDINHAS RESSECADAS. ESSE É O ESTÁGIO MAIS CARACTERÍSTICO DA CATAPORA. ENQUANTO ESSAS FERIDAS NÃO CICATRIZAREM, É PRECISO MANTER O DOENTE ISOLADO PARA NÃO SE CORRER O RISCO DE CONTAMINAR MAIS GENTE.


COMO SE TRATAR? PRIMEIRA COISA: NUNCA COCE! É DIFÍCIL, EU SEI, MAS AS BACTÉRIAS SÃO INVISÍVEIS E PODEM INFECCIONAR AS FERIDAS. PARA ALIVIAR A COCEIRA E CICATRIZAR AS FERIDAS, O MELHOR É TOMAR BANHOS DE PERMANGANATO DE POTÁSSIO. DISSOLVA UM PACOTE OU UM COMPRIMIDO EM CINCO LITROS DE ÁGUA PARA DAR O BANHO. SE HOUVER ALGUM INÍCIO DE INFECÇÃO, O MÉDICO RECEITARÁ ANTIBIÓTICOS, MAS LEMBRE-SE: NUNCA TOME REMÉDIO ALGUM SEM CONSULTAR PRIMEIRO UM MÉDICO! A CATAPORA NÃO TRAZ MUITOS RISCOS, DESDE QUE BEM TRATADA. PORÉM, SE A DOENÇA APARECER EM CRIANÇAS COM RESISTÊNCIA MUITO BAIXA OU SE NÃO FOR CUIDADA DEVIDAMENTE, PODE APRESENTAR GRAVES COMPLICAÇÕES. Fonte: SIS Vacinas

AL GU M AS DI CA S PA RA O DO EN TE LEMBRE-SE DE CORTAR SEMPRE AS UNHAS E DEIXÁ-LAS LIMPAS.

l

EVITE CONTATO COM PESSOAS COM BAIXA CAPACIDADE DE DEFESA.

l

USE ROUPAS LEVES, PARA EVITAR CALOR E ALIVIAR AS COCEIRAS.

l

USE LUVAS NA HORA DE DORMIR, SE A COCEIRA INCOMODAR MUITO.

l

TENTE ALIVIAR O PRURIDO COM TALCOS MENTOLADOS OU BANHOS COM MAISENA.

l


JO OGO GO DOS DO S 7 E R R O S OLHE COM ATENÇÃO, DESCUBRA AS SETE DIFERENÇAS ENTRE AS DUAS CENAS E DIVIRTA-SE!


PA PALL A V RAS C R U Z A D A S DESCUBRA O NOME DOS BICHINHOS QUE APARECERAM POR AQUI!


OLÁ, MEU NOME É ILVAN FILHO. FUI EU QUEM ESCREVEU E DESENHOU ESTE LIVRO. QUANDO CRIANÇA, EU DESCOBRI COMO ME DIVERTIR COM LÁPIS, PAPEL E TINTAS. DESDE ENTÃO, ELES SEMPRE ESTIVERAM PRESENTES NA MINHA VIDA. ATÉ QUE A DIVERSÃO VIROU PROFISSÃO. TRABALHEI EM ALGUMAS AGÊNCIAS DE PROPAGANDA, ASSESSORIAS DE IMPRENSA E JORNAIS COMO CHARGISTA, CARTUNISTA E ILUSTRADOR. PARTICIPEI DE ALGUNS SALÕES DE HUMOR, DUAS MOSTRAS DE ARTE COLETIVAS E TRÊS INDIVIDUAIS (“CARTUNS”, EM 1995, “FUTEBOL”, EM 1998, E “COLAGENS”, EM 2001).

EM 2009, PUBLIQUEI MEU PRIMEIRO LIVRO, O GATO VERDE. ESTE QUE VOCÊ ACABOU DE LER, O BESOURO CATAPORA, É O MEU SEGUNDO LIVRO. E, COM CERTEZA, MUITOS VIRÃO EM BREVE.


ELE ERA UM BESOURO QUE ADORAVA IMPLICAR MUITO COM SUAS VIZINHAS, AS JOANINHAS.

MAS UM DIA UMA COISA MUITO ESTRANHA ACONTECEU COM ELE, E SÓ AS JOANINHAS PODERIAM AJUDÁ-LO.

O QUE ACONTECERÁ COM O POBRE BESOURO? Patrocínio:

O besouro catapora  

O Besouro Catapora conta a história de Breno, um besouro que adorava implicar muito com suas vizinhas, as joaninhas. Até que um dia uma cois...

O besouro catapora  

O Besouro Catapora conta a história de Breno, um besouro que adorava implicar muito com suas vizinhas, as joaninhas. Até que um dia uma cois...

Advertisement