Issuu on Google+


INSTALAÇÃO URBANA Praça Novais Morelli, no Jardim França

SÃO PAULO (08/10/2011) ILDA MARIA DE OLIVEIRA COSTA SILVERIO Aluna Nº. 7766668


PRAÇA NOVAIS MORELLI


A árvore é vida e o quadro dá vida a um mundo de sonho


A árvore inicia sua vida debaixo da terra, Cresce e vai subindo cada vez mais Em direção às estrelas. Algumas param, Outras continuam subindo. (Ilda Silvério)


A primeira instalação de arte urbana na cidade de São Paulo por Ilda Costa Silvério, portuguesa que se encontra neste momento integrada num projeto de intercâmbio entre a Universidade do Algarve em Portugal e a Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. O projecto é realizado no contexto de avaliação curricular.


Consiste na exposição de 7 pinturas monocromáticas em azul (acrílico sobre tela), cada uma delas apoiadas a uma árvore na praça.


A instalação de caracter efêmero e colocada na Praça Novais Morelli, na tarde de 8 de Outubro de 2011, pretende ser um tributo de amizade a Paulo Kronemberger, (03/07/1940 - 11/08/2011) que foi um profundo estudioso dos mistérios que rodeiam a Ilha da Páscoa (a praça é semelhante na sua configuração espacial triangular).


Tudo começou num dia qualquer, em 1973 Acordei no meio da noite e lá estavam Eles. Eram sete… Sete homens, vestindo uma roupa branca, justa e longas capas, brancas também. Sete homens exatamente como nós. Sete homens tão diferentes de nós que jamais achei adjetivos que pudessem descrevê-los. Apareceram uma, duas, três noites. Numa delas, um deles me mostrou um papel Onde estava escrito um poema. Depois disso passei a escrever poemas sem parar. Depois veio a vontade incontida de Ilustrar esses poemas. Passei a pintar, sem nunca ter sequer desenhado.


CONCLUSÕES? RESPOSTAS? Bom, se a gente ainda pudesse alcançar a simplicidade, se a gente não tivesse essa mania de complicar tudo, poderíamos dizer que as RESPOSTAS que todos buscam estão nessas MENSAGENS de nosso irmãos do espaço e retransmitidas por milhares de pessoas e espalhadas, há milénios, por todos os cantos da Terra. (Paulo Kronemberger).


INSTALAÇÃO URBANA


REFLEXÃO CRITICA Esta instalação com pinturas, retirando-as do contexto habitual de exposição, e fazendo uma ocupação inusitada do local, suscitou alguma curiosidade e interesse das pessoas. “Trazer a arte às pessoas” foi uma ideia bem recebida, e resultou em várias reflexões sobre a ocupação da área no parque com esta temática. Fiz uma performance no local, consistindo na entrega da “folha de sala”, auscultando a opinião pública e convidando a pessoas a interagiram com a exposição, expondo suas opiniões).


III - INSTALAÇÃO EM ARTE PUBLICA - A ÁRVORE É VIDA E O QUADRO DÁ VIDA AO SONHO