Page 1

Instituto Histórico e Geográfico de Palmeira Fundado em 13 de fevereiro de 1955 Registro nº 438, Liv A-02 Cartório de Títulos e Documentos

CNPJ 07.217.980/0001-28 Declarado de utilidade pública pela Lei nº 310 de 22 de maio 1955.

___________________________________________________________________ 31 DE JANEIRO DE 1914 31 DE JANEIRO DE 2014 CEM ANOS DE ENERGIA ELÉTRICA EM PALMEIRA Berilo Capraro1. Neste mesmo dia, no ano de 2014, deveria a cidade de Palmeira, festejar com muita alegria, o centenário de um acontecimento muito importante, para todos os palmeirenses. Foi naquele dia, há já passados cem anos, que os palmeirenses viram, num misto de admiração e alegria, acenderam – se as primeiras lâmpadas de iluminação pública de nossa cidade. É uma data muito significativa, que deveria ter sido lembrada e celebrada. Foi em 31 de janeiro de 1914, data sumamente importante, para os palmeirenses, que viveram aqui a cem anos passados. Foi naquele dia, que os tradicionais e velhos lampiões de querosene, começaram a desaparecer, das velhas ruas, da bucólica palmeira e também dos patriarcais e austeros solares de nossos avós, como bem disse o seu Oscar Teixeira de Oliveira ( in memorian ). Quando da inauguração da placa de bronze, comemorativa, ao centenário, do Cel. Juvenal Marcondes Zanardini, na rua que tem seu nome, falou o Sr. Oscar Teixeira de Oliveira, ressaltando a importância, daquele palmeirense, para sua terra e seu povo. Hoje, já passados cem anos, é importante que lembremos, fatos históricos, que muito representam para nós todos. O ilustre filho de Palmeira, nasceu em 8 de dezembro de 1862 e faleceu em 23 de dezembro 1934. Senhor de um espírito idealista, planejou e concretizou a construção da primeira usina hidrelétrica do Município, que foi a usina do Rio do Salto.

1

Membro colaborador do I.H.G.P


Representando este fato histórico, a propulsão do progresso, do desenvolvimento econômico de nossa terra. Este foi o marco básico na historia industrial e econômica da Palmeira. Não durou muito a alegria do velho batalhador palmeirense, pois aconteceu uma enchente de proporções anormais, que acarretou prejuízos de grande vulto tanto para o seu construtor, como para a cidade de Palmeira. O prejuízo foi total, acabou a grande obra, que foi construída com recursos próprios do Cel. Juvenal Marcondes Zanardini. Foi o ilustre palmeirense, um exemplo para homens de hoje, que participam, quer da vida pública, quer da vida particular, que mesmo com circunstancias adversas ou desfavoráveis, sabem se conduzir no caminho retilíneo da honradez e da honestidade, sendo sempre um cidadão, sendo sempre um cidadão probo. A Palmeira é feliz por contar com tantos nomes que honraram nossas tradições históricas e que colocaram a nossa cidade em posição de destaque no cenário do Paraná província, garantindo-lhe o direito de apresentar-se no século XIX, como a mais importante cidade dos campos gerais.

Cem anos de energia eletrica em Palmeira - Berilo Capraro  

Neste mesmo dia, no ano de 2014, deveria a cidade de Palmeira, festejar com muita alegria, o centenário de um acontecimento muito importante...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you