Page 8

o Romance Histórico nas

Preocupações do Historiador:

Considerações a propósito do

trabalho apresentado em 30 de

setembro de 1994 no Congres­

so Literatura e História, realiza­ do na UNICAMp, sob o título:

A Trama do Romance Histórico:

uma Perspectiva Metodológica

Marly Therezinha Germano Perecín 1 1, Doutora em História. Ex-Presidenle do IHGP.

RESUMO: Este trabalho é fruto do interesse sobre o tema, da pesquisa documental e do exercicio sobre a Memória, construido na prática solitária e artesanal, de quem se atropelou na perplexidade da História, e, havendo da infância o dom do narrador, busca o Passado sem outro comprometimento que não seja explicá-lo em narrativa de tempo Presente. As teorizações implícitas adequam-se à prática do Romance Histórico, a minha opção preferencial na composição de O Encontro das Águas, trilogia onde busco dar a conhecer a antiga civilização paulista. PALAVRAS-CHAVE: Romance Histórico, Memória, Processo criativo, Trama, Estrutura narrativa, Textualização, Real e Ficcional, Desafio epistemológico, Literatur;'l, Trilogia. Em nossa proposta sobre o novo modo de rescrever a História aceitamos o desafio de que produzir é lançar tirotei­ os ao futuro. Neste sentido passamos a tecer algumas consi­ derações sobre a experiência histórica do homem quanto: 1. Aos modos de dizer: Buscar o passado para explicá-lo em tempo Presen­ te é verdade epistêmíca da História, intimamente relaciona­ da às virtudes do pesquisador e às potencialidades do narrador. Pré-existe à tarefa organizacional do Romance Histórico. Entendido este como um produto cultural definitivo, o seu futuro e a sua sobrevida, colocam-se na dependência e na empatia de um parceiro fortuito, o leitor, suspenso num

Revista do IHGP - Vol. 10  
Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Advertisement