Page 79

Na história documentada de Piracicaba, não há qualquer referência de que tenha sido edificada pelo, ou para, o Ca­ pitão Povoador Antônio Correa Barbosa. A casa do Povoador é um mito que se perpetuou pelo ouvi dizer'". Contudo, a Casa do Povoador, a mais antiga edificação dos primeiros tempos de Piracicaba, é o maior e o mais expressivo símbolo histórico de nossa Terra. A Casa da Alfândega, que, até há trinta anos, podia ser delineada por suas ruínas, era mais antiga que a chama­ da Casa do Povoador. Porém, nada sobrou dessa edificação para mostrar outra parte da história da Rua do Porto. Atualmente todo o conjunto da Avenida Beira Rio encontra-se vinculado ao Processo de Tombamento e trans­ formou-se em ponto turístico. Nos finais de semana o movimento é muito grande nos restaurantes, petiscarias e bares. Grande é o número de turistas que vêm à Rua do Porto para saborear o prato típico ribeirinho: o pintado na brasa. Não são apenas o salto, a ponte pênsil, a Casa do Povoador, o Largo dos Pescadores, a Irmandade do Divino, a Casa do Turismo, a paisagem, que são marcas de atra­ ção e enlevo da antiga Rua da Praia. Não podemos nos esquecer de que a Rua do Porto está se transformando em um centro de artesanato. Lá se instalaram inúmeros artífi­ ces, destacando-se a Casa do Artesão com a venda e ex­ posição de artesanato. É na Rua do Porto que acontecem os movimentos artísticos-culturais-folclóricos e religiosos, com destaque para a Festa do Divino Espírito Santo. BIBLIOGRAFIA Atas da Câmara de Piracicaba. CARRADORE, Hugo Pedro. Retrato das Tradições Piracicaba nas, 2' ed.. Revista e ampliada. Edição IHGP, Piracicaba, 1989. GUERRINI, Leandro. História de Piracicaba em Quadrinhos, voi. 1'. Edição do IHGP. Piracicaba. 1970. NEME, Mário A. Piracicaba Documentário, Tipografia Paulista, 1936. _ _-"-....,,..,c=.. História

da Fundação de Piracicaba, 2' ed.. Edi­ ção IHGP. Piracicaba, 1974.

4. Em 08 de março de 1970, o Secretario de Cultura do Estado, Orlando Zancaner, nos termos do artigo 10 do Decreto-Lei nO 149, de 15 .

de agosto de 1969, de~ cretou o tombamento da Casa do Povoador como monumento histórico do Estado de São Paulo. Essa resolução foi publicada no Diario Ofi­ ciai de 10 de março de

1970.

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Advertisement