Page 75

RUA DO PORTO OU DA

PRAIA­ A GRANDE BATALHA

Hugo Pedro Carradore'

Em 1766, o capitão geral de São Paulo, D. Luiz Antônio de Souza Mourão, encarre­ gou Antônio Corrêa Barbosa de fundar uma povoa­ ção no encontro do rio Piracicaba com o Tietê, no­ venta quilômetros de onde se encontra a nossa ci­ dade, com o objetivo de facilitaro contato com a vila militar de Iguatemy. O fundador como bom brasilei­ ro, resolveu fundara povoação poraqui mesmo, onde já havia um pequeno núcleo populacional! RESUMO: Em 31 de outubro de 1821, a Freguesia de Pira­ cicaba é transformada em vila, recebendo o nome de Vila Nova da Constituição. Desde a mudança da povoação da margem direita para a esquerda do rio, a hoje Rua do Porto era chamada de Rua da Praia. A matéria procura mostrar o litígio entre o Tenente­ Coronel Teobaldo da Fonseca e Souza e os povoadores na ocupação da margem do rio. Também, além da história da Rua do Porto, traços da memôria da Casa do Povoador. PALAVRAS-CHAVE: Piracicaba séculos XVIII e XIX - Po­ voamento - Rua da Praia - Demanda - Casa do Povoador - Turismo.

O Rio, através do Salto, é o cordão umbilical que deu origem ao nome e alimentou Piracicaba. O sitio junto ao Salto, habitado por bugres e caboclos,era a base das rotas bandeiristas aos Campos de Araraquara. Quando, em 1726, o ituano Felipe Cardoso recebeu a carta de sesmaria nos sertões de Piracicaba, encontra­

1. Bacharel em Ciéncías Jurldicas e Sociais, Membro Titular e Ex-Pre~ sidenle do Instituto His­ tórico e Geográko de Pi­ racicaba.

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Advertisement