Page 55

CONSTITUiÇÃO (Piracicaba) e o Processo de Urbanização (1767-1822)

Ligia Nerina Rocha Duarte 1

Este trabalho se propõe a contar a história da fOnTlação urbana da cidade da Piracicaba,desde seu primeiro núcleo,estabelecendo uma relação com as políticas de Portu­ gal para a fOnTlação das cidades brasileiras até o ano de 1822, quando temos o primeiro traçado da cidade de Piracicaba. As cidades no Brasil colônia foram implantadas e ti­ veram seu crescimento ou desaparecimento de acordo com as políticas que emanavam de Portugal, leia-se a existên­ cia da relação colonizador-colonizado. Em um primeiro momento, logo após a descoberta, Portugal preocupou-se em estabelecer núcleos colonizado­ res na orla marítima para garantir a posse das terras e esta­ belecer uma política de defesa da costa. O interesse da Coroa Portuguesa estava centraliza­ do na fndía, onde o comércio de especiarias já estava esta­ belecido. As cidades portuguesas fora da Europa apresenta­ vam características que reproduziam as cidades de Portu­ gaL A construção da cidadela ou do núcleo urbano primitivo no cume de um monte era uma característica fundamental das cidades portuguesas... a maior parie das cidades por­ tuguesas localizadas na costa estavam organizadas em dois nfveis, a cidade alta e a cidade baixa, com funções e carac­ terísticas bem distintas: a cidade alta, sede do poder civil e religioso, e a cidade baixa, local onde se desenvolviam as atividades marítimas e comerciais. (Teixeira, Valia, p. 216) O maior interesse pelo Brasil passa a acontecer quan­ do, com a crise econômica da Coroa, perdem-se as feitorias e o comércio das Indias: então as ações voltam-se para o Brasil.

1. Arquit"eta urbanista. Mestranda em Urbanismo

pue.

Revista do IHGP - Vol. 10  
Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Advertisement