Page 46

tornam-se a região de forças dentro da qual a pessoa exis­ te e se movimenta, descobrindo a realidade de si mesma e do trabalho, da arte e do pensamento, que adquirem sig­ nificados específicos. Afirma Berger (1978), que a sociedade pré..cJefine para nós o mecanismo simbólico fundamental com o qual apreendemos o mundo, ordenamos nossa experiência e interpretamos nossa própria existência (p. 132). Desse modo, a visão de mundo que orienta o comportamento do individuo, a sua interpretação da realidade que o cerca, e todo o padrão de comportamento que o caracteriza como membro de um grupo social são influenciados pelo contex­ to sócio-cultural em que ele vive e se desenvolve. Sua pró­ pria existência se define nos termos oferecidos por esse contexto. O presente trabalho constitui uma tentativa de verifi­ cação empírica dessas proposições teóricas, no âmbito do desenvolvimento psicológico infantil. Como parte de um projeto visando ao estudo do desenvolvimento de conceitos sociais na infãncia, pretendeu-se aqui verificar como se cons­ trói o conceito de classe social. Tal investigação exigia a elaboração de uma metodologia apropriada, da qual se re­ laia a primeira fase.

2 . A PESQUISA A partir de observações casualmenle efetuadas em trabalho anterior (Bergamin, 1982) realizou-se, com o obje­ tivo acima descrito, um levantamento sistemático de da­ dos sobre o comportamento infantil. Foi utilizada a técnica do desenho, aplicada a duas amostras de crianças de seis a dez anos de idade. Os sujeitos A primeira amostra consistiu em um grupo homogê­ neo de 50 crianças que freqüentavam uma única escola de primeiro grau em um bairro urbano da cidade de Piracica­ ba, SP. Esta amostra será aqui chamada de homogênea. A outra amostra, referida como diversificada, contou com outras 50 crianças, que freqüentavam cinco diferentes es­ colas de primeiro grau da mesma cidade, localizadas em diversos bairros urbanos. A partir da informação sobre a

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Advertisement