Page 30

3. ~ desconhecida no Brasil a existência de um profissional chamado W. Haussler. Provavelmente um erro de datilografia trocou um 'MO. por um 'W', visto que os manus~ critos originais do Rev. Kennedyforam posterior~ mente datilografados por sua filha, ProL G Eula Kennooy Long. 4. A Famllia Haussler é originária de Mingolsheim e Langenbruecken, duas pequenas cidades que faziam parte do Ducado de Saden, no momento, um eSlado da Alemanha. Há várías ortografias -para o nome da famma nos registros paroquiais: Heissler, Heussler, Heusler, Hãusler e Hãussler. A úllima arta.. grafia apareceu primeira­ mente em 1813. mas 50.. mente foi usada regular­ mente na segunda meta­ de do século XIX IhUp;1I

web,raex,coml -tbrauscMndex.html).

No ano de 1882 foi adquirido o lote de terreno em área locaiizada na Rua Boa Morte, entre as Ruas Ourives e Esperança (atuais Rangel Pestana e Dom Pedro 11). Em 29 de julho do mesmo ano, a Gazeta de Piracicaba publicava que o missionário Rev. J. J. Ransom, chefe da missão metodista episcopal no Brasil, que havia fundado um colégio de instrução primária e secundária estava providenciando a construção de um edifício apropriado para este estabeleci­ mento, no terreno para este fím comprado na Rua Boa Morte (Guerrini, 1970). No dia 16 de setembro de 1882, era feita a seguinte publicação do Colégio Piracicabano: Tratando-se de construir nesta cidade, à rua da Boa Morle, terreno em frente à casa do sr. Marlim Bonilha, um edifício para a instalação do Colégio Piracicabano, convida-se todos que quiserem toma­ lo por impreitada a examinar a planta em poder de James IN. Koger, e a apresentar-lhe suas propostas até o dia 7 de outu­ bro próximo, competindo a decisão final ao revmo. J. J. Ransom (Guerrini, 1970 in Cachioni, 2002). As obras de construção do Edifício Principal do Co­ légio Piracicabano foram iniciadas em 28101/1883 e a pe­ dra angular foi instalada em 8/0211883, com cerimônia sole­ ne no Teatro Santo Estevão: The construction ofthe build is lei lo Mr. W Haussler for more than $30,000. Itwil/ have two stories and sufficíenl accommodalíons for more than thirty boarders (Kennedy, 1883). O texto não deixa claro se Haussler projetou ou somente construiu o edifício, pois se­ gundo Kennedy (1883) a construção do prédio foi deixada para Mr. W. Haussler'; talvez este tenha vencido a concor~ rência publicada. O sobrenome Haussler', de origem ale­ mã, é citado por Loureiro (1981) juntamente com outros pro­ fissionais de destaque da época, mas certamente a refe­ rência é quanto ao arquiteto Antonio de Matheus Hãussler: Apareceram, então, os arquitetos que eram estrangeiros ou . brasileiros formados fora do país. Entre outros, Maximiliano Hehl, Haus/er, Domizzíano Rossi, Victor Dubugras, Carlos Ekman, Olaviano Pereira Mendes e Francisco Ramos de Azevedo projetaram e construíram nos mais variados esti­ los: neoclássico, neogótico, neocolonial, normando, 'cottage', etc. (Loureiro, 1981 in Cachioni, 2002). O único arquiteto com atuação em São Paulo que conseguimos encontrar conhecido com o sobrenome

Revista do IHGP - Vol. 10  

Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.

Advertisement