Page 138

O paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos

Problemas levantados pela presença de material pirotécnico Durante o diagnóstico do barco procurou-se definir a perigosidade do material pirotécnico, averiguando se ainda se encontrava activo e se poderia levantar problemas para a conservação do objecto e para a segurança do espaço envolvente. Numa primeira abordagem, realizaram-se testes de bancada com pequenas amostras de material pirotécnico retiradas de fragmentos já destacados do barco durante o seu envelhecimento, e posteriormente do interior dos panchões. As amostras foram sujeitas à chama, num cadinho, verificando-se combustão em quase todos os testes. Na maior parte deles a chama apresentou coloração amarelo alaranjada. Pôde-se assim concluir que o material pirotécnico continha pólvora negra e que esta encontrava-se activa. Os testes de bancada não permitiram, no entanto, determinar qual a propensão para ocorrer combustão da pólvora. A pólvora negra não é autocomburente e necessita de abrasão, de impacto ou de calor para entrar em combustão [8]. Não dispomos, no entanto, de dados que nos permitam saber a temperatura necessária para que se viesse a verificar a reacção do material pirotécnico presente no barco. É conhecida a higroscopicidade da pólvora negra e a tendência para sofrer alterações quando sujeita a variações de humidade relativa [8], além disso constatámos, pela observação à lupa binocular e pelos resultados obtidos na fluorescência de raios X, que é muito provável que tenham sido adicionados outros materiais para obter efeitos pirotécnicos, o que pode ter contribuído para a sua instabilidade [8]. A pólvora negra é um baixo explosivo [8] o que significa que se decompõe lentamente, se comparada com outros explosivos, e que a sua deflagração é subsónica, no entanto quando entra em combustão as fagulhas ascendem a temperaturas de mais de 1000ºC [8]. O estado de conservação do barco também levantava problemas relacionados com a presença de material pirotécnico. Durante o envelhecimento deu-se a ruptura de alguns elementos de papel e ocorreram fissuras e fracturas na argila que encerra os panchões. A pólvora deixou de estar circunscrita ao interior dos cartuchos e dos rastilhos e verificou-se que continua-

134

Bench tests have been made on small samples of pyrotechnic material taken both from fragments already fallen out in the ageing process and later from inside the “panchões”. The samples were subject to flames in a crucible, and in almost all the tests it has been established that combustion took place producing an orange-yellow colour. Thus, it could be concluded that the pyrotechnic material contained black powder and that this was active but without determining the degree of propensity for combustion to take place. Black powder is not self-combustible and needs abrasiveness, impact or heat so that combustion may take place [8]. However, we do not have enough data to allow us to know the temperature needed for releasing a reaction of the pyrotechnic material present on the boat. Black powder´s hygroscopicity is well known and also its tendency to changes when subject to relative humidity variations [8]. Moreover, we have found through binocular magnifying glass observation and through results from X-rays fluorescence (table 1) that it is very likely that other materials may have been added for achieving pyrotechnic effects and this may have contributed to its instability [8]. Black powder is a low explosive which means its slow decomposition when compared with other explosives as well as subsonic explosion and yet, when combustion occurs, the sparks reach temperatures above 1000ºCelsius [8]. The boat´s conservation condition aggravated the problems related to the presence of pyrotechnic material. Some paper elements ruptured during ageing and conversely a few cracks and fractures developed on the clay enveloping the “panchões”. The gun powder was no longer confined to the inner side of the cartridges and fuses, and we have noticed that there were still material depots on the lower part of the boat. This fact presented a problem as the gun powder was exposed, its presence was generally spread out to other boat areas and its handling implied pyrotechnic material deposition over the gloves or hands. As before mentioned the boat was built in a way that the gunpowder combustion would spread all over the boat. As most of the materials used are inflammable, namely

A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos  

Macedo, Rita; Silva; Raquel Henriques da, A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos/ Ephemer...

A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos  

Macedo, Rita; Silva; Raquel Henriques da, A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos/ Ephemer...

Advertisement