Page 113

Durante a instalação, e com os constrangimentos de um espaço real e limitado a ideia inicial é concretizada e com isso muitos pontos específicos são clarificados. A documentação das várias iterações de uma obra exposta em diferentes espaços é uma excelente forma de obter também uma noção dos parâmetros entre os quais uma obra pode variar. Equipamento, sua função, modo de funcionamento e manutenção necessária: No caso de obras que requerem apenas equipamento genérico este é um passo muito simples. Quando se passa a equipamentos específicos ou únicos torna-se muito mais importante perceber porque é que determinado equipamento foi escolhido, e até que ponto é aceitável introduzir alterações. É importante ter a certeza de que se sabe utilizar o equipamento, calibrá-lo, etc... Aqui é também essencial adicionar a informação que provém da utilização do equipamento durante as exposições (quanto tempo até se ter de mudar um filtro, ou até uma lâmpada estar demasiado fraca para fornecer uma imagem adequada?) Suportes de informação e formas como foram produzidos: Esta é uma questão semelhante à colocada na conservação clássica, com a qual se tenta perceber como é que se chegou à obra que se tem em mãos. Uma obra foi originalmente produzida em filme e transferida para vídeo a posteriori? Sofreu alterações ao longo do tempo? Intenção do artista bem como, dentro do pos­­sível, visão deste sobre a conservação do seu próprio trabalho: Através da discussão das possibilidades de preservação, nomeadamente das estratégias disponíveis no momento pretende-se clarificar alguns pontos: Os parâmetros de alteração aceitáveis: quanto e como é que uma obra pode mudar sem deixar de ser essa obra. A atitude do artista em relação a alterações de tecnologia: Como é que um ar-

about equipment at the time of exhibition of the artwork (e.g. how long until a filter must be changed, or until a light bulb becomes too weak to function properly?). Media carriers and production history: This question is similar to the one asked in classical conservation, when a conservator tries to understand how an artwork was produced. Was a video originally produced on film and later on transferred to video? Was it ever altered in any way? The artist’s intention and his/her views on the conservation of an artwork: Through the discussion of the various strategies for preservation available at the time, some issues must be clarified:

The paradigm of contemporary art and ethnographic objects

Espaço, elementos arquitectónicos e decorativos: Este é o tipo de informação que se pode obter durante o processo de aquisição e complementar durante a instalação. Inicialmente recolhem-se informações gerais, dimensões máximas e mínimas (de um espaço, projecção ou equipamento), requisitos especiais para exposição, etc..

The acceptable parameters for change: how much and in what way can an artwork be changed while remaining the same artwork? The artist’s attitude towards technological changes: how does an artist use the technology? Does he/she use a specific technology for a particular reason, or just because it is available? What is the artist’s opinion on the migration of his work to a more recent technology? The significant elements of an installation: what, in the artist’s mind, should not be altered in an artwork? With this information it is possible to understand which changes are or not acceptable to the artist, and it is possible to use opinions expressed by the artist to decide how to preserve an artwork in the long-term. It is important to note that artists can and will change their opinions over time. The Variable Media Network developed a useful questionnaire to help this discussion [10]. Conclusion There are other areas with problems similar to the ones faced in the conservation of media art. For example, media archives or kinetic sculpture conservators have experiences that can be adapted and adopted for media arts. What is obvious is that the strategies must be adapted to the individual artwork and that documentation is an essential element in the preservation of an artwork in the long-term.

[10] http://www.variablemedia. net/, and more information on the questionnaire can be found at: http://www. variablemediaquestionnaire.net/..

109

A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos  

Macedo, Rita; Silva; Raquel Henriques da, A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos/ Ephemer...

A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos  

Macedo, Rita; Silva; Raquel Henriques da, A arte efémera e a conservação: o paradigma da arte contemporânea e dos bens etnográficos/ Ephemer...

Advertisement