Page 1

Dia 5 DEUS AGE ATRAVÉS DE SEUS SERVOS – PARTE 2 Deus revela o que ele está para fazer. Tal revelação passa a ser um convite para nos juntarmos a ele Ontem, você estudou as três primeiras realidades da atuação de Deus em Moisés. Vejamos agora as outras quatro. E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; (...) o Senhor (....) chamou do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui. 4 - Deus falou para revelar a si mesmo, seus propósitos e seus modos de agir. Prosseguiu Deus: Não te chegues para cá; tire os sapatos dos pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa. Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó (....) Então disse o Senhor: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheço os seus sofrimentos; e desci para o livrar da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra para uma terra boa e espaçosa, para uma terra que mana leite e mel (....) (Ex 3.2-8). (....) se entre vós houver profeta, eu, o Senhor, a ele me farei conhecer em visão, em sonhos falarei com ele. Mas não é assim com o meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa; boca falo com ele (....) (Nm 12.6-8). 5 - O convite que Deus fez a Moisés para trabalhar com ele levou-o a uma crise na fé que exigiu fé e ação. Moisés expressou tal crise na fé quando fez as seguintes ponderações a Deus: (....) Quem sou eu, para que vá a Faraó e tire do Egito os filhos de Israel? (....) Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vos e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? (....) Mas eis que não me crerão, nem ouvirão a minha voz, pois dirão: O Senhor não te apareceu. (....) Ah, Senhor! Eu não sou eloquente, nem o fui dantes, nem ainda depois que falaste ao teu servo, porque sou pesado de boca e pesado de língua. (....) Ah, Senhor, envia, peco-te, por mão daquele a quem tu hás de enviar (Ex 3.11,13; 4.1,10,13) A crise de Moisés exigiu fé e ação. Pela fé Moisés, sendo já homem, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus do que ter por algum tempo o gozo do pecado (....) Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como quem vê aquele que é invisível. Pela fé celebrou a páscoa e a aspersão do sangue, para que o destruidor dos primogênitos não lhes tocasse. Pela fé os israelitas atravessaram o Mar Vermelho, como por terra seca; e tentando isso os egípcios, foram afogados (Hb 11.24-29). Disse também o Senhor a Moisés em Midiã: Vai, volta para o Egito; porque morreram todos os que procuravam tirar-te a vida. Tomou, pois, Moisés sua mulher e seus filhos, e os fez montar num jumento e tornou à terra do Egito; e Moisés levou a vara de Deus na sua mão (Êxodo 4:19,20) 6 - Moisés teve de fazer ajustes importantes em sua vida para juntar-se a Deus na execução de Sua Obra 7 - Moisés passou a conhecer Deus pela experiência à medida que obedecia a Deus e Deus realizava Sua Obra através dEle Muitos textos encontrados nos livros de Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio ilustram a maneira como Deus revelouse a Moisés. À medida que Moisés obedecia, Deus realizava através dele aquilo que, sozinho, Moisés não seria capaz de fazer. Aqui está um exemplo de como Moisés e o povo vieram a conhecer Deus como sendo responsável pelo livramento. Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? dize aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta a tua vara, e estende a mão sobre o mar e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco. Eis que eu endurecerei o coração dos egípcios, e estes entrarão atrás deles; e glorificar-me-ei em Faraó e em todo o seu exército, nos seus carros e nos seus cavaleiros.


Então Moisés estendeu a mão sobre o mar; e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite, e fez do mar terra seca, e as águas foram divididas. E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas foram-lhes qual muro à sua direita e à sua esquerda. E os egípcios os perseguiram, e entraram atrás deles até o meio do mar, com todos os cavalos de Faraó, os seus carros e os seus cavaleiros. Nisso o Senhor disse a Moisés: Estende a mão sobre o mar, para que as águas se tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros. Então Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o mar retomou a sua força ao amanhecer, e os egípcios fugiram de encontro a ele; assim o Senhor derribou os egípcios no meio do mar. Mas os filhos de Israel caminharam a pé enxuto pelo meio do mar; as águas foram-lhes qual muro à sua direita e à sua esquerda. Assim o Senhor, naquele dia, salvou Israel da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar. E viu Israel a grande obra que o Senhor operara contra os egípcios; pelo que o povo temeu ao Senhor, e creu no Senhor e em Moisés, seu servo. (Ex 14.15-17, 21-23, 26,27,29-31).  Responda às perguntas sobre as quatro últimas afirmações. 4 - O que Deus revelou acerca de si próprio, seus propósitos e seus modos de agir? 5a - Porque Moisés teve dificuldade para crer em Deus? 5b - Como você resumiria a fé de Moisés conforme a passagem do capítulo 11 de Hebreus? 6 - Que ajustes teve Moises de fazer? 7 - Como você acha que Moisés se sentiu quando Deus livrou o povo de Israel por meio dele? (4) Deus veio e revelou a Moisés a sua vontade. Deus queria que Moisés fosse ao Egito para ser instrumento por meio do qual Deus libertaria o povo de Israel. Deus revelou a Moisés sua santidade, sua misericórdia, seu poder, seu nome, seu propósito de manter a promessa a Abraão e dar a terra prometida a Israel, além de muitas outras coisas que o texto acima não descreve. (5a) Moisés apresentou várias objeções. Moisés questionou a possibilidade de Deus libertar o povo por seu intermédio (Ex 3.11), se o povo de Israel acreditaria que Deus havia se revelado a Ele (Ex 4.1), e se ele, Moisés, era capaz de falar com a eloquência necessária para realizar a tarefa (Ex 4.10). Em todos os casos, Moisés estava, na verdade, duvidando mais de Deus do que de si próprio. Moises teve uma crise em sua fé. Será que Deus é realmente capaz de fazer o que diz? (5b) A fé de Moisés, no entanto, é descrita no livro de Hebreus como um exemplo de auto sacrifício e confiança no Deus Todo-Poderoso. Quando Deus fez Moisés saber àquilo que ele estava para realizar, esta revelação passou a ser o convite a Moisés para juntar-se a ele. Deus revela o que ele está para realizar. Esta revelação passa a ser um convite para nos juntarmos a ele (6) Moisés fez os ajustes necessários a fim de orientar a sua vida para Deus. Moisés havia chegado ao ponto de crer que Deus poderia fazer tudo que Ele dissesse. Então Moisés teve de deixar seu emprego e seus parentes e mudar-se para o Egito. Depois de ter feito estes ajustes, ele estava numa posição em que poderia obedecer a Deus. Isso não significava que ele iria fazer algo para Deus por sua própria conta. Isso significava, sim, que ele estaria no lugar onde Deus achasse melhor. Deus realizou a sua vontade através de Moisés. Quando Deus realizar uma obra que só ele pode realizar através de sua vida, você se humilhará perante ele. (7) Moisés certamente se deu conta de sua pequenez e de que não era digno de ser usado de maneira tão significativa. Moisés obedeceu e fez tudo o que Deus ordenara. Então Deus realizou tudo o que ele queria realizar através de Moisés. Cada passo de obediência levou Moisés (e Israel) a um conhecimento maior de Deus (Ex 6.1-8).

O que Pode uma Pessoa “Comum” Fazer? “Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós.”

Uma das passagens maravilhosas que me ajudaram foi a seguinte: “Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e orou com fervor para que não chovesse, e por três anos e seis meses não choveu sobre a terra. E orou outra vez e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto” (Tg 5.17-18). Elias era um homem “comum”, assim como nós. Ele orou, e Deus o atendeu.

Pedro e João Sem instrução, mas poderosos Quando Deus curou o homem aleijado por intermédio de Pedro, ele e João foram chamados perante o Sinédrio para relatarem as suas ações. Cheio do Espírito Santo, Pedro falou ousadamente aos líderes religiosos. Observe a reação deles: “Então eles, vendo a intrepidez de Pedro e João, e tendo percebido que eram homens iletrados e indoutos, se admiravam; e reconheciam que haviam estado com Jesus” (At 4.13). Todos os personagens encontrados na narrativa bíblica eram pessoas comuns. Seu relacionamento com Deus e a atuação de Deus tornaram tais pessoas extraordinárias. Você reparou na seguinte afirmação – os líderes reconheceram que Pedro e


João “haviam estado com Jesus”? Qualquer pessoa que separe tempo para ter um relacionamento íntimo com Deus poderá perceber que Ele fará coisas extraordinárias em sua vida.

D. L. Moody De vencedor de sapatos a grande evangelista Dwight L. Moody era um vendedor de sapatos com pouca instrução que sentiu o chamado de Deus para pregar o evangelho. Certa manhã, ele e alguns amigos se reuniram num campo, para um culto de oração, confissão e consagração. Henry Varley afirmou: “O mundo ainda há de ver o que Deus pode fazer com, por e através de um homem que for inteiramente consagrado a ele.” Moody foi tocado por estas palavras. Mais tarde, ele ouviu as palavras do grande pregador Charles H. Spurgeon, Moody pensou: “O mundo ainda há de ver! Com, por e através de um homem! Varley referia-se a qualquer pessoa! Varley não disse que era necessário ser instruído nem brilhante nem outra coisa mais! Apenas uma pessoa! Bem, através do Espírito Santo, ele [Moody] seria uma dessas pessoas. Então, de repente, do alto daquela galeria, ele viu algo que não tinha dado conta antes – não era o Sr. Spurgeon, afinal de contas, quem estava realizando aquela obra: era Deus. E se Deus podia utilizar o Sr. Spurgeon, poderia também utilizar a todos nós, e por isso devíamos apenas prostrar-nos aos pés do Mestre e dizer: “Enviame! Usa-me!”. Dwight L. Moody foi um homem comum que procurou ser inteiramente consagrado a Cristo. Através desta única vida, Deus começou a realizar coisas extraordinárias, Moody tornou-se um dos maiores evangelista dos tempos modernos. Pregou em cultos de reavivamento na Inglaterra e na América em que milhares e milhares de pessoas aceitaram Cristo. Quando você crê que nada de importante pode acontecer através de sua vida, isso indica seu sentimento em relação à sua fé em Deus mais do que em relação a si próprio.

 Poderia Deus atuar de maneiras extraordinárias em sua vida para realizar coisas significativas para o Seu Reino? Sim_____ Não_____

João Batista “Nenhum maior” Você poderia dizer, “Bem, não sou um D. L. Moody”. Você não precisa ser um D. L. Moody. Deus não quer que você seja um D. L. Moody. Deus quer que você seja você mesmo e que deixe ele fazer através de você o que ele quer fazer. Quando você pensa que Deus não pode fazer nada especial através de você, você está revelando mais sobre o que você acredita a respeito de Deus do que sobre o que você acha de si mesmo. Você assim está declarando que Deus não é capaz de fazer nada especial através de você. A verdade é que Deus é capaz de fazer qualquer coisa que ele quiser com uma pessoa comum que seja totalmente consagrada a ele.

Os Padrões de Deus São Diferentes Não avalie a sua vida pelos padrões do mundo Não fique surpreso com o fato de os padrões que Deus tem de excelência serem diferentes dos padrões dos homens. Quanto tempo durou o ministério público de João Batista? Uns seis meses. Qual foi a avaliação que Jesus fez da vida de João? “Pois eu vos digo que, entre os nascidos de mulher, não há nenhum maior do que João Batista (....)” (Lc 7.28). Não há maior! Ele teve seis meses de consagração total a Deus, e o Filho de Deus estampou este selo de aprovação da vida dele. Não avalie a sua vida pelos padrões do mundo. Não faça isso. Muitas denominações estão procedendo desse modo. Muitos pastores e líderes de igreja estão fazendo isso. De igual forma, muitas igrejas. Pense sobre isso. Pelos padrões do mundo, uma pessoa, ou uma igreja, pode ter uma aparência externa muito boa, mas, na visão de Deus, pode ser simplesmente detestável. Da mesma maneira, uma pessoa, ou igreja, pode estar totalmente consagrada e agradável a ele, e ao mesmo tempo ser insignificante aos olhos do mundo. Poderia um pastor que serve fielmente ao Senhor numa pequena comunidade rural ser agradável a Deus? Claro que sim, se for este o lugar escolhido por Deus para ele. Deus busca e recompensa a fé da pessoa, independente do grau de responsabilidade dado a ela.

Se você se julga fraco, limitado ou comum, você é o melhor material através do qual Deus pode operar. Uma pessoa comum é justamente quem Deus mais gosta de usar. Paulo disse que Deus busca deliberadamente as coisas fracas e desprezadas pois é através delas que ele pode receber maior glória (1Co 1.26-31). Assim, todas as pessoas saberão que só mesmo Deus poderia ter operado a benção. Se você se julga fraco, limitado ou comum, você é o melhor material através do qual Deus pode operar.  Faça uma revisão do estudo de hoje. Ore, pedindo a Deus para identificar as afirmações ou os versículos que ele quer que você compreenda, aprenda ou pratique. Sublinhe-os. Depois responda as perguntas.


Qual foi a afirmação ou o versículo mais importante que você leu hoje?

Escreva a afirmação ou o versículo, com suas próprias palavras, como uma oração de resposta a Deus.

O que Deus quer que você faça em resposta ao estudo de hoje?

Repasse seu versículo a ser decorado e esteja preparado para recitá-lo a um parceiro do seu grupo durante a semana.

RESUMO 

Deus revela aquilo que ele está para fazer

A revelação passa a ser um convite para nos juntarmos a Ele

Não posso ficar do jeito que estou a seguir Deus

Deus pode fazer o que Ele desejar com uma pessoa comum inteiramente dedicada a Ele

Os padrões de excelência de Deus são diferentes dos padrões dos homens

Unidade 1 dia 5 deus age através de seus servos parte 2  
Unidade 1 dia 5 deus age através de seus servos parte 2  
Advertisement