Issuu on Google+

ASTROFÍSICA

& COSMOLOGIA


Galรกxia...


AstrofísicA Estuda as propriedades, origem e evolução dos corpos celestes que compõem o universo, estuda também as interações entres esses corpos. Os fenômenos no universo geram ondas eletromagnéticas nas diversas faixas de comprimento de onda ou frequência. A Astrofísica iniciou-se no momento em que os humanos olharam para o firmamento com curiosidade científica e tentaram comparar os fenômenos celestes aos fenômenos terrestres. Não se pode datar um início desta ciência, porém, pode-se ter uma ideia de seu desenvolvimento através dos tempos. A Astrofísica além de determinar as constantes universais, é o ramo da física que demonstra a natureza dos corpos celestes através de instrumentação científica. A razão da determinação de parâmetros tem fundamental importância sobre a busca do conhecimento a todos os eventos universais. Não se pode dissociar o espaçotempo em tempo e espaço, da matéria e da energia, e estes sim são mensuráveis. Astrofísica é o ramo da Astronomia que lida com a Física do Universo, incluindo suas propriedades físicas (luminosidade, densidade, temperatura, composição) de objetos astronômicos como estrelas, galáxias e meio interestelar, e também das suas interações. Na prática, pesquisas astronômicas modernas envolvem uma quantia substancial da Física teórica e experimentos práticos. A Astrofísica não deve ser confundida com a Cosmologia, esta se ocupa da estrutura geral do universo e das leis que o regem num sentido mais amplo, embora sob muitos aspectos ambas seguem um caminho paralelo, algumas vezes considerado redundante. Existem alguns ramos da astrofísica que estudos especificamente em só uma área, por exemplo: • A astrofísica óptica; • A astrofísica de alta energia; • A astrofísica nuclear A astrofísica óptica e no infravermelho utiliza a luz visível, usada desde os primeiros telescópios, utiliza ainda a faixa do infravermelho para estudar galáxias e seus aglomerados, estrelas e seus sistemas binários e também planetas extrasolares. A astrofísica de alta energia analisa as ondas de altas, os raios X e os raios gamas associados a explosão de estrelas, sistemas binários e núcleos ativos de galáxias, entre outros, além do estudo do universo através das ondas eletromagnéticas. A astrofísica nuclear é o estudo das interações microscopias dentro das estrelas e a síntese dos químicos no universo.


Arte dA

Essa imagem acima sĂŁo sĂ­mbolos representados por cada planeta, incluindo o sol e a lua.


Astrof铆sicA

A imagem acima representa o nascimento de uma estrela a 1.400 anos luz, registrada pelo telesc贸pio Spitzer, da NASA, no Chile.


cosmologiA A cosmologia surgiu como a parte da filosofia que estuda a estrutura, a evolução e composição do universo, sendo a primeira expressão filosófica apresentada no Período pré-socrático ou cosmológico. Suas principais características são: a substituição da explicação da origem e transformação da natureza através de mitos e divindades por explicações racionais que identificam as causas de tais alterações defende a criação do mundo a partir de um princípio natural e que a natureza cria seres mortais a partir de sua imortalidade. No período em que a cosmologia prevaleceu, as pessoas acreditavam que a natureza somente poderia ser conhecida através do pensamento, ou seja, existia a necessidade de pensar para se chegar ao princípio de todas as coisas que forma, a partir de sua imutabilidade, seres sensíveis a transformações, regenerações, mutações capazes de realizar modificações quanto à qualidade e quantidade. Tal mudança – Kínesis – significava tais modificações, além de significar movimentação e locomoção. A Cosmologia é a ciência que pesquisa o nascimento, o progresso e a disposição estrutural do Universo, sempre com base no método teóricoexperimental, próprio da Ciência. Esta expressão vem do grego cosmos, ordem, mundo, e logos, discurso, estudo. Ela procura compreender o Cosmos no seu todo, englobando um campo semelhante ao observado pela Astrofísica, que pertence à esfera da Astronomia e estuda o Universo a partir das teorias físicas. Ptolomeu e Nicolau Copérnico foram os pioneiros da Cosmologia, elaborando as primeiras teorias deste campo. O primeiro acreditava que as esferas que se avistam no céu tinham seus movimentos submetidos às leis naturais, defendia que a Terra era esférica, não plana, como afirmavam as antigas civilizações, e postulava a harmonia dos mundos. Já Copérnico oferecia à Humanidade um sistema no qual os planetas desenvolviam órbitas circulares em volta do Sol.


surgimento do universo Durante toda a história do homem, o maior mistério de todos sempre foi saber de onde viemos, ou o que teria originado o mundo e, mais tarde ainda, o universo, quando pudemos perceber que somos apenas um planeta entre bilhares flutuando em um universo aparentemente infinito. Sobre a origem do homem só falta um consenso, sobre a Terra, já existe uma explicação plausível, mas sobre o universo, talvez não haja explicação para a origem da origem. Mas, uma teoria chega bem perto disso, a teoria do “Big Bang”. O primeiro a usar este nome para descrever a teoria que explica a origem do universo de uma “explosão” primordial, foi o físico inglês Fred Hoyle que propunha, na época, uma outra teoria para explicar a origem do cosmos, a já derrubada “teoria do universo estacionário”. a teoria do Big Bang, não diz que o universo se originou de uma explosão propriamente dita, porque a ocorrência de uma explosão pressupõe a existência de alguma coisa anterior que explodiu em um meio preexistente. E, no caso do universo, tudo o que existe surgiu desse ponto inicial. É difícil compreender e admitir que tudo surgiu do nada, por isso que até hoje ninguém conseguiu uma explicação racional que explicasse o que havia antes do Big Bang. As leis da física moderna não são capazes de explicar o que ocorre em um ponto onde a temperatura e a densidade são possivelmente infinitas em um volume igual a zero. Nem a teoria da Relatividade Geral, que foi uma das bases para a formulação da teoria do Big Bang consegue explicar a existência de algo antes mesmo de haver o tempo. No início do século XX, Edwin Powell Hubble observou que as galáxias estão se afastando umas das outras em um movimento de centrífuga. Então ele e seu colega Milton L. Homanson, formularam uma equação através da qual é possível calcular a velocidade de afastamento das galáxias com relação a Via Láctea de acordo com a distância que estas se encontram de nós. Eles haviam percebido que quanto mais distante uma galáxia se encontra de nós mais rápido é seu movimento de afastamento.

Big Bang...


Arte dA

A falta quase absoluta de manifestações plásticas – da pintura corporal à cerâmica sempre atribuía ao esquecimento da cultura tradicional, pode ser melhor entendida como uma vontade do omitir os signos que, aos olhos dos brancos, os caracterizam como índios. Em aldeias afastadas, como a do laco, são ainda praticadas. Em troca, a arte oral e musical yaminawá é muito rica. Além de belos cantos xamânicos, conhecidos por poucos, homens e mulheres têm seus yamayama (chamados assim pelo bordão que une as estrofes), cantos líricos individuais de teor erótico e apaixonado, que descrevem os sentimentos do autor e as peripécias de sua vida.


cosmologiA galaxia se formando...

galaxia formada....


Algumas diferenças entre astrofísica e cosmologia...

Cosmologia

Astrofísica

é o ramo da Astronomia que estuda a origem, estrutura, evolução e destino do Universo a partir da aplicação de métodos científicos.

é o ramo da Astronomia que lida com as propriedades físicas dos astros e suas interações.

estuda o Universo como um todo

estuda a Física dos astros

Cosmologia é mais teórica

Astrofísica é mais experimental

Feito por: Bruna Gabriela Nathana Igor Jaiane Monica Leandra

Turma 303 Novembro de 2013


Astrofísica e Cosmologia