Page 1

Significados

O que cada técnica que os designs abordam quer dizer Design e Inovação

O PROCESSO DE CRIAÇÃO POR TRÁS DA IDEIA

ESCALA O QUE É P.6

FRAGMENTAÇÃO

COMO FAZER P.10

CONTRASTE

DE TOM P.2

TRANSPARÊNCIA OPACIDADE

COMO

DIFERENCIAR P.8

EXAGERO ÊNFASE

COMBINAM P.12


Design e Inovação

02

04 06 07 08 09 10 12 14

CONTRASTE DE TOM.

ESCALA, O QUE É?

TRANSPARÊNCIA, OPACIDADE, COMO DIFERENCIAR?

FRAGMENTAÇÃO, COMO FAZER? EXAGERO, ÊNFASE, COMBINAM?


EDITORIAL iMarx Design Rua Edith Dutra Pessoa. 91 Geisel. João Pessoa/PB Tel. (83) 8824.2393 www.imarx.art.br revista@imarx.art.br Os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores bem como as informações que constam nas publicidades veiculadas são de responsabilidade dos anunciantes. É proibido a reprodução total ou parcial do material sem prévia autorização. As fotos usadas nos anúncios são ilustrativas.

01


CONTRASTE DE TOM No processo da visão, o contraste de tom é de importância tão vital quanto a presença da luz. Através do tom, percebemos padrões que simplificamos em objetos com forma, dimensão e outras propriedades visuais elementares. É um processo de decodificar a constante simplificação dos dados em estado bruto, até que, através dele, chegamos a reconhecer e a aprender as coisas do mundo em que vivemos, desde as formigas, que se movem apressadamente pelo chão, até as estrelas, que reluzem no céu em diferentes tamanhos e intensidades tonais.

Com o tom, a claridade ou a obscuridade relativas de um campo estabelecem a intensidade do contraste. O tamanho ou a proporção não é a única coisa a ser levada em conta. A divisão de um campo em partes iguais pode também demonstrar o contraste tonal, uma vez que o campo é dominado pelo peso maior do negro. Se um tom cada vez mais claro fosse usado em substituição ao negro, a proporção da área coberta pelo tom mais escuro precisaria ser aumentada para conservar o efeito da dominação e recessividade que dá reforço visual às mensagens conceituais.

02


ESCALA O QUE É?

A distorção da escala, por exemplo, pode chocar o olho ao manipular à força a proporção dos objetos e contradizer tudo aquilo que, em função de nossa experiência, esperamos ver. A idéia ou mensagem subjacente ao uso do contraste através de uma escala distorcida deveria ser lógica; deveria haver um motivo racional para a manipulação de objetivos visuais conhecidos. Como técnica visual, o contraste pode ser ainda mais intensificado através da justaposição de meios diferentes. No nível básico de construção e decodificação, o contraste pode ser utilizado com todos os elementos básicos: linha, tom, cor, direção, forma, movimento e, principalmente, proporção e escala.

06


TRANSPARÊNCIA, OPACIDADE, COMO DIFERENCIAR?

As polaridades técnicas de transoarência e opacidade definem-se mutuamente em termos físicos: a primeira envolve detalhes visuais através dos Quais se pode ver, de tal modo que o que lhes fica atrás também nos é revelado aos olhos; a segunda é exatamente o contrário. ou seja. o bloqueio total, o ocultamento, dos elementos que são visualmente substituídos.

08


Revista protótipo  

Revista criada aos moldes da revista (SuperInteressante), para trabalho de uma cadeira (Linguagem Visual) do curso de Design Gráfico.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you