Page 1

4

INFORMATIVO ESPECIAL III DIA CULT

Mais sobre o IIIDIA CULT Entrevista com o professor Otávio Meloni

A: Como o Dia Cult foi visto pelos alunos e servidores?

AsCom: Como surgiu o Dia Cult?

P.O: O corpo discente foi quem mais comprou a ideia do dia Cult. Nós já tínhamos algumas atividades culturais espalhadas pelo câmpus ao longo do ano, como IFcine e a Sematec, mas de certa maneira era tudo muito solto, não havia um pensamento mestre que guiasse essa atividade, foi ai que o Dia cult chegou, para reunir várias atividades culturais num único dia.

Professor Otávio: O Dia Cult surgiu a partir de uma ideia minha, junto com a Andrea Tunin, a princípio seria um dia de culminância de um projeto chamado 'Calendário Cultural', instigado pelo professor Isaque Rodrigues. Esse projeto tinha como objetivo distribuir atividades culturais ao longo do ano para alunos e servidores. De acordo com o calendário acadêmico, os alunos da licenciatura tem uma carga horária mínima de 100 horas para atividades culturais. O Dia Cult então surgiu então como um dia específico no qual todas as atividades exercidas ao longo do ano se reuniriam para mostrar seus resultados ou suas possibilidades no caso de oficinas e minicursos. No momento em que levamos o projeto para o colegiado, eles sugeriram que fizéssemos um teste só com o Dia Cult antes do calendário, o teste foi tão positivo que durou mais do que esperávamos e daqui a pouco estaremos realizando a quarta edição.

INFORMATIVO IFRJ CÂMPUS VOLTA REDONDA ESPECIAL III DIACULT

Banda TRAGO SEU AMOR EM 3 DIAS é destaque no 3º DIA CULT. Além de música o evento apresentou exposições e oficinas

A: Como foi a reação do público na primeira edição? P.O: Na primeira vez houve um estranhamento positivo porque os alunos vieram imaginando que veriam algo parecido com a Sematec, pois eles já estavam acostumados, chegando aqui eles já viram outra atmosfera, era uma proposta mais lúdica de se divertir e praticar algum tipo de arte, cultura ou apreciar os trabalhos.

IF Urbano e Dia Cult juntos em 2014 Aluno Macauly Domingues - guitarra e vocal

Show de talentos

Exposição

Aline Moraes - Técnica em assuntos educacionais faz balanço do evento.

De Valeska popozuda à dança de salão. Show de talentos empolgou a todos.

Exposição de PlayMobil foi o grande trunfo do evento.

pág. 2

pág. 3

pág. 3

Editorial

Este ano o Dia Cult foi realizado junto ao IF Urbano, evento de ensino coordenado pelo professor de Educação FísicaMarcelo Paraíso.

Reitor: Fernando Gusmão IFRJ Câmpus Volta Redonda

AsCom IFRJ CVoR: Ayrton Ferreira da Costa Junior

O If Urbano, evento que reune anualmente alunos e a comunidade em atividades esportivas, teve edição realizada na mesma data do III Dia Cult. Com isso os participantes puderam aproveitar ao máximo o melhor dos dois eventos. Que venha 2014 com muito mais novidades na programação do IFRJ Câmpus Volta Redonda.

Diretor Geral: Alexandre Mendes

Estagiárias: Camila Santos (Jornalismo) e

Diretor Administrativo: Sebastião Luis de Oliveira

Diretor de Ensino: Helton Rodrigo de Souza Sereno Diretora de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão: Márcia Amira F. Amaral

Isabella Doring (Publicidade e Propaganda) Rua: Dr. Antônio Barreiros, nº 212, Aterrado – Volta Redonda/RJ, Tel.: (24) 3336-4247

Faça uma visita e conheça:

www.ifrj.edu.br

ifrj.edu.br/voltaredonda facebook.com/ifrjvoltaredonda


2

Editorial

Palavra de Aline Moraes (Técnica em assuntos educacionais)

O III DIA CULT foi visto como um sucesso pelos seus organizadores. Isto, porque a Comissão Cultural o entende como um dia aberto à cultura dentro da escola e pudemos ver cultura e arte por todo o câmpus. Uma das coisas mais interessantes que observamos foi termos unido este evento com o projeto do professor Marcelo Paraíso, o IF Urbano. O esporte e a arte de rua trouxeram novos elementos para o DIA CULT, além de um público variado. Para as próximas edições já estamos trabalhando com a possibilidade de uma maior integração destes dois eventos. A participação discente foi dentro do esperado. Sempre queremos trabalhar para atrair o maior número de alunos possível e, em alguns momentos do evento, olhamos e pensamos que a escola estava vazia. Contudo, muitos alunos participaram de oficinas e estavam espalhados pelo campus. Na hora do Show de Talentos pudemos perceber que o público estava presente. Algumas estratégias junto aos docentes podem ser (re)pensadas para aumentar a participação discente, no entanto é um evento que tem o seu público em constante formação e renovação. Por isso, atendeu às nossas expectativas.

INFORMATIVO ESPECIAL III DIA CULT

3

INFORMATIVO ESPECIAL III DIA CULT

Expo Memória PlayMobil Banda TRAGO SEU AMOR EM 3 DIAS Entre as diversas exposições do III Dia Cult, uma das mais esperadas foi a Expo Memória Playmobil. O curador da exposição, Lucas Barbosa, professor de história, trouxe um pouco do acervo pessoal de coleções para instituição. A exposição é alusiva ao aniversário de 40 anos que o brinquedo Playmobil completa esse ano e teve o intuito de mostrar aos alunos que por trás de um brinquedo também existe história. Colocamos uma exposição lúdica, didática, pedagógica e histórica para que as pessoas entendam que o Playmobil além de brinquedo, é também um acervo”, declarou. Sobre a importância da

Os alunos componentes da banda se reuniram ainda quando crianças para ‘fazer um som’ permanecem juntos até hoje. A banda é composta por três alunos do curso de Automação Industrial e um de outra instituição. São eles Leon Custódio( voz/baixo/guitarra), Túlio Freitas (bateria), Ericks Dalboni( guitarra/baixo) e Macauley Domingues( voz/guitarra).

exposição, o professor de história destaca a forma de passar conhecimento aos alunos. “Trazer essa história à tona através de um brinquedo, é despertar a curiosidade, o interesse e mostrar que hoje em dia, mesmo em forma de brinquedo, temos como falar sobre a importância do estudo da história para assim, entender o futuro, o passado e compreender o presente. A exposição segue para o SESC Barra Mansa.

Um Show de Talentos De Valeska Popozuda a um Xote eletrônico, passando por dança de salão e canto, os talentos estiveram presentes nessa III edição.

De fato o SHOW DE TALENTOS, desde a primeira edição do DIA CULT é a atração mais esperada pelo público participante, é nesse momento que os verdadeiros talentos se destacam. Durante a atração os alunos mostram outra face, aquela que poucos conhecem e que durante o dia a dia de convivência não podem ou são pouco exploradas. Este ano o Show de talentos, foi, mais uma vez, sucesso de público e de participantes inscritos. A criatividade rolou solta e o público se surpreendeu com algumas apresentações. Após o show dos candidatos, a banca examinadora, composta por cinco jurados, fez um balanço geral sobre a apresentação. No final de todas as apresentações, com os escolhidos para ocuparem o prêmio de primeiro, segundo e terceiros lugares, foram entregues os troféus aos participantes agraciados.

“Nossa primeira apresentação foi no show de Talentos, só tocamos uma música e ficou horrível”, afirma Leon vocalista da banda. Os jovens afirmam que no início eram tímidos e isso pode ter atrapalhando nas outras apresentações. Como o Dia Cult é realizado anualmente, os meninos não desistiram da banda e continuaram fazendo parte da programação do evento. Futuramente os jovens pensam em gravar um CD, e conseguir alcançar um público maior. Hoje, os alunos reconhecem que estão mais desinibidos e que isso ajuda bastante na evolução da banda. “Acho que se deixássemos a timidez nos dominar, não teríamos muita oportunidade de crescimento, e hoje com certeza foi a nossa melhor apresentação”, Afirmou Macauley também vocalista da banda. Durante o Show o público pode conferir oito músicas de composição própria da banda e ainda uma inédita

“Raul”. Os jovens afirmam que todos os integrantes participam do processo de composição e eles dedicam mais que duas horas para trabalhar uma música. “Ficamos realizados com a apresentação, como se diz o show é 50% plateia e 50% banda, e hoje foi especial, tinha gente cantando nossa música e vestindo nossa camisa, além de pedirem músicas que não ensaiamos se não fossem eles, não teríamos coragem de tocar”, declarou Leon. Eles ainda citaram o professor Otávio Melloni, que foi quem os incentivou. “Ele desde o início nos deu força, até na escolha do nome, temos muito que agradecer. Vê-lo usando nossa camisa foi realmente um presente!” Ao serem indagados sobre futuras apresentações no câmpus Volta Redonda, os alunos afirmaram que sempre que forem convidados a tocarem, eles farão com maior prazer. “Quando não tivermos mais aqui e o convite surgir viremos com maior prazer, pois, foi aqui que tudo começou” afirmaram.

Exposição Carnaval na Rede O III Dia Cult contou com a exposição Carnaval na Rede. Uma sala temática, bem colorida, mostrava a história do carnaval em diversos locais do país. A ideia inicial do projeto era trazer um carnavalesco para uma palestra de abertura, focando na transformação das brincadeiras de carnaval em uma indústria propriamente dita e, consequentemente, como a tecnologia vem agregando valor (e possivelmente lucro) ao carnaval. O que envolvia o tema do III Dia Cult – Computadores fazem arte, artistas fazem dinheiro. Entretanto, como o carnaval estava próximo, as organizadoras resolveram ir até o carnavalesco da Grande Rio, Fábio Ricardo e realizaram uma entrevista com o artista, que foi apresentada a quem visitava a sala de exposições do carnaval. Aline ressaltou ainda a importância da exposição. “A exposição está relacionada com a profissionalização do carnaval, especialmente no Rio de Janeiro e em São Paulo, demonstrando como uma festa eminentemente popular, pode ser tomada pela indústria, pelo viés do capital”, afirmou a técnica em assuntos educacionais.

Informativo Especial III Dia Cult