Page 1

Produção e Edição: Luiz Carlos Dias - email: lcdias@lcdias.com.br

INFORMATIVOS ANTERIORES Para ler os Informativos anteriores, acesse aqui. DÓLAR ROTÁRIO Valor do Dólar Rotário para Janeiro: R$1,81 SITES DE INTERESSE Rotary International Fundação Rotária Plano Visão de Futuro Programas da FR Sobre o PolioPlus Fundos da FR Formas de Doar Reconhecimentos da FR Acesso ao Portal de RI Distrito 4570 Revista Brasil Rotário

MUDANÇAS NOS PONTOS DE RECONHECIMENTO O doador não precisa mais ser Companheiro Paul Harris para receber os pontos de reconhecimento da Fundação. Os pontos de reconhecimento são outorgados a doadores que contribuem ao Fundo Anual, Pólio Plus ou como parceiro de projeto financiado por um subsídio da Fundação. Receba um ponto de reconhecimento para cada dólar americano contribuído. Saiba mais.

Ano I - Nº 15 - 15 Janeiro 2012

O segundo tempo dessa partida emocionante O primeiro tempo dessa partida terminou com um placar de 4 X 0 a nosso favor, com gols formidáveis marcados por atletas escolhidos a dedo, todos devidamente regularizados e bem preparados dos pontos de vista físico, técnico e psicológico. Atletas com a auto-estima valorizada e instruídos tanto em relação ao estado do gramado quanto às dificuldades a serem enfrentadas em campo, pois sabemos que as vitórias são mais factíveis quando há preparo anterior e planejamento. De início, nossa maior vantagem é o fato de a equipe já possuir uma aculturação para o significado da conquista. Espírito coletivo, sacrifício pessoal, o vibrar com o sucesso do companheiro e o fazer com alegria são, quase sempre, procedimentos infalíveis na consecução do sucesso. A título de informação, pois não seria correto omitir a autoria dos gols, eis o registro: o primeiro deles foi marcado por Implantação (um atleta paulista com treinamento em Evanston); o segundo foi de Porto Seguro, após uma bonita tabela com Itaú; o terceiro foi marcado por Empresa Cidadã; e o último, pelo volante Ampliação. A imprensa tem rasgado os maiores elogios ao sucesso da equipe da ABTRF (já são mais de 2,3 milhões de dólares recolhidos), sempre ressaltando a importância do trabalho de base feito anteriormente pelo técnico José Alfredo Pretoni. Por sua vez, nessa nova fase, o comandante Themístocles Pinho, que manteve na estrutura da equipe um grupo de atletas experientes, começou a apostar na inclusão de jovens talentos, propiciando ao time mais energia e vibração. Pinho está totalmente confiante na participação e nos apoios entusiásticos de todos os brasileiros, razão pela qual justifica esse otimismo. Esquema tático e craques Interessado em saber como o time voltaria para o segundo tempo, desci para o vestiário para ouvir as instruções (gozo de intimidade com a diretoria). Pinho recomendou empenho, toque de bola e velocidade. E ainda mais, que sejam explorados dois atletas especiais: Aculturamento, que os colegas de equipe também chamam de Aculturação, e Imagem Pública – é que aculturamento e imagem pública são as condições mais presentes no Terceiro Setor em todo o mundo. A propósito, a força dessa nova área de trabalho tem crescido tanto que, em 2005, ano do centenário do Rotary, as ONGs, fundações e mais diversas entidades sem fins lucrativos eram cerca de 25 mil aqui no Brasil. Hoje, elas são 338 mil. Uma inquestionável aculturação. É muito importante considerarmos o papel que essas organizações de voluntários têm ocupado junto à sociedade nos seus mais diversos campos econômicos e sociais, na maioria das vezes substituindo o próprio papel dos agentes públicos oficiais. À medida que penetramos nas comunidades, constatamos como são graves as omissões dos gestores públicos, geralmente como consequência do despreparo, da ineficaz continuidade administrativa e da corrupção. Sou do pensamento de que deveríamos institucionalizar uma nova trilogia de ação: competência, caráter e continuidade. Um dado curioso e favorável que nos auxilia bastante na busca de doações é que, estando a maioria dos doadores na classe média (segundo uma pesquisa) e sendo esta a categoria predominante dos rotarianos, maiores são as nossas oportunidades de relacionamento e divulgação, o que muito facilita a implementação dessas ajudas. Assim, torna-se mais fácil a atuação dos Rotary Clubs nas comunidades e ampliam-se as oportunidades para as parcerias. Se o desempenho de Aculturamento em campo é fundamental para nossa equipe, não menos importante é a atuação de Imagem Pública. Que o diga o aumento da nossa credibilidade mundial decorrente do sucesso do programa Polio Plus; que fale o orgulho com que citamos o apoio e a adesão pública de Bill Gates. Nosso prestígio internacional está tão alto que nossos “cartolas” José Antiório e Antonio Hallage, como forma de prestígio à Convenção Internacional do Rotary de 2015, em São Paulo, conseguiram “emoldurá-la” com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Belíssimos gols À certa altura deste segundo tempo de jogo, Pinho resolveu reforçar a equipe com dois novos atletas que têm capacidade de integrar qualquer seleção: Credibilidade e Devotamento. Para quem tem orgulho de registrar que o Brasil já é o sexto colocado no ranking de contribuições à Fundação Rotária; para um país que já possui quatro rotarianos integrando a Arch Klumph Society; pelo elevado nível de crescimento das doações dos distritos brasileiros; e pelo sucesso na implementação de milhares de projetos, atletas dessa categoria têm se tornado indispensáveis. Esse tipo de conquista tem se ampliado tanto que há poucos dias participei de uma festa do Rotary Club do Recife-Casa Amarela, comemorando a obtenção do reconhecimento de Clube 100% Paul Harris. Um clube do Nordeste, região onde está situada a metade dos pobres do Brasil. É nesse clima de inabalável crença que aposto tudo na obtenção de sucessivas vitórias nos campeonatos do Fazendo o Bem ao Mundo. Nesse segundo tempo, temos razões de sobra para imaginar os belíssimos gols


RELATÓRIO ANUAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA O relatório anual da Fundação Rotária para o período 2009-2010 pode ser lido e baixado aqui, em PDF, e em português. Não perca esta oportunidade de saber o quê a Fundação Rotária fez no período e como sua contribuição foi aplicada.

PORTAL DE RI Atualize suas informações de contato no Portal A partir de 26 de junho, os rotarianos já podem atualizar suas informações de contato na seção Minha Conta, antigo Meu Perfil. Além disso, será possível alterar senhas e gerenciar assinaturas de newsletters.

CADASTRE-SE NO ROTARY DIRECT Agora ficou mais fácil fazer o bem. Cadastre-se no Rotary Direct, o programa de doações periódicas da Fundação e selecione o valor, frequência (mensal, trimestral ou anual) e método de contribuição. O cadastro é feito através do sistema de contribuições on-line da Fundação, que atualmente aceita doações em 12 moedas.

que serão feitos: gols de chutes precisos (indefensáveis); gols de cabeça (de inteligência); gols de peito (envolvendo o coração); gols de letra (invulgar habilidade); gols de placa (todos aqueles que se constituem em emocionantes demonstrações de amor). Fazer o bem o torna feliz! Fazendo o bem você está sendo um autêntico rotariano. Faça sempre e faça cada vez mais e melhor! O autor é Mário de Oliveira Antonino, associado ao Rotary Club do Recife-Largo da Paz, PE (D. 4500), diretor 1985-87 do Rotary International e membro do Conselho Superior da Cooperativa Editora Brasil Rotário.

Índia e Rotary comemoram o primeiro ano do país como livre da pólio

Os rotarianos do mundo todo comemoram com cautela um grande marco nos esforços globais de erradicação da poliomielite: a Índia, até pouco tempo considerada um epicentro do vírus selvagem da pólio, completa um ano sem registro de um novo caso. O último caso na Índia foi registrado em uma garota de dois anos em West Bengal dia 13 de Janeiro de 2011. O país apresentou 741 casos em 2009, e 42 em 2010. Um dos fatores mais importantes desse sucesso tem sido o uso da vacina oral antipólio bivalente, que é eficaz contra ambos os tipos remanescentes do vírus. Outro fator tem sido o rigoroso monitoramento, que ajudou a reduzir para 1% o número de crianças que deixaram de ser vacinadas durante os Dias Nacionais de Imunização, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Rotary é um dos parceiros líderes na Iniciatriva Global de Erradicação da Pólio Iniciativa Global de Erradicação da Pólio desde 1988, juntamente com a OMS, o Unicef e o Centro Norte-Americano de Controle e Prevenção de Doenças. A Fundação Bill e Melinda Gates também é chave Rotarianos e líderes do governo estadual nessa iniciativa. Vestindo seus coletes e bonés amarelos, os cerca de 119.000 rotarianos em Jaipur, Rajastão, Índia, vacinam crianças contra a poliomielite durante na Índia têm ajudado a vacinar crianças, organizar acampamentos pró- Dia Nacional de Imunização em 2011. saúde e demonstrações de conscientização sobre a pólio, com a Foto cedida pela Comissão Pólio Plus da Índia distribuição de banners, bonés, gibis e outros itens. “Com o apoio de nossos irmãos e irmãs em Rotary no mundo todo, os rotarianos indianos trabalharam mês a mês, ano a ano, para ajudar a conduzir Dias Nacionais de Imunização, levando a vacina oral antipólio a milhões de crianças”, afirmou o presidente do Rortary International, Kalyan Banerjee, do Rotary Club de Vapi, Índia. “A conquista de um ano inteiro sem um caso da pólio na Índia é um passo significativo rumo a um mundo livre dessa doença; um exemplo do que pode ser feito não importa qual seja o problema a ser enfrentado”, diz Robert S. Scott, chair da Comissão Internacional Pólio Plus do Rotary. “Os rotarianos da Índia estão e devem estar orgulhosos de seu empenho em todos os sentidos, pois sem eles, o mundo não estaria alcançando esse marco.” Deepak Kapur, de Nova Delhi, que preside o programa de erradicação da pólio do Rotary na Índia, também reconhece o empenho do Ministério da Saúde da Índia nessa batalha. Até então, o governo indiano gastou mais de US$1,2 milhão em atividades em prol da erradicação da doença. “O apoio governamental é crucial se quisermos derrotar a pólio, e temos a sorte de termos um governo que é nosso maior promotor nessa empreitada”, afirma Deepak. “Olhando para o futuro, o objetivo é manter os bons resultados”, acrescenta, descrevendo como “decisivas” as rodadas de vacinação em janeiro, fevereiro e março.” Se todos os testes para casos de pólio até 13 de janeiro continuarem sendo negativos, a Índia será declarada pela OMS como tendo interrompido a transmissão do vírus selvagem da pólio, traçando o caminho para que o país seja removido da lista de países ainda endêmicos em relação à doença, que compartilha com o Afeganistão, Paquistão e Nigéria. No entanto, outros países permanecem em risco para casos importados dos países endêmicos, e é por isso que as vacinações na Índia e em outros países devem continuar. O país vizinho, Paquistão, que tinha registrado 181 casos em 2011, é a maior ameaça contra o status de “livre da pólio” da Índia. Em 2011, um surto de pólio na China, país que estava livre da doença há 10 anos, foi traçado como tendo sua origem no Paquistão. . Banerjee conclui: “Como indiano, estou muito orgulhoso do que o Rotary conquistou, porém, sabemos que esse não é o fim de nosso trabalho. O Rotary e seus parceiros devem continuar a imunizar crianças na Índia e em outros países até que a meta final de um mundo livre da pólio seja alcançada”. Fonte: Dan Nixon e Wayne Hearn - Notícias do Rotary International - 12 de janeiro de 2012


RECEBA EM SEU EMAIL O BOLETIM PLANO VISÃO DE FUTURO Fique em dia com as últimas notícias da fase experimental do Plano Visão de Futuro inscrevendo-se para receber o Boletim Plano Visão de Futuro, gratuitamente. O boletim está disponível em inglês, francês, alemão, italiano, japonês, português, espanhol e sueco. Inscreva-se no link Boletim Plano Visão de Futuro.

Bolsista do Rotary quer conectar pequenos agricultores a mercados internacionais Alex Dalley acredita que comunidades carentes de países em desenvolvimento podem ter crescimento econômico e social se seus pequenos agricultores tiverem acesso a redes agrícolas internacionais. O australiano Dalley está fazendo MBA na Erasmus University Rotterdam School of Management, na Holanda, através de um Subsídio Global da Fundação Rotária que está alinhado à área de enfoque desenvolvimento econômico e comunitário. Dalley conta com o patrocínio dos distritos 9600 (Austrália, Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão) e 1600 (Holanda). "Além de me preparar para minha carreira, os estudos formalizaram meu conhecimento sobre negócios e estão me colocando em melhor posição para ajudar a colocar os agricultores em contato com redes locais e internacionais que possam escoar seus produtos." Dalley disse que o novo interesse do setor privado pelos pequenos produtores ajudará a baixar o nível de pobreza nos mercados emergentes. Antes da bolsa, Dalley foi consultor em agronegócio em iniciativas do setor privado no Timor Leste financiadas pelo Usaid e AusAID, ajudando na identificação e abertura de mercados para pequenos agricultores.

O bolsista da Fundação Alex Dalley em visita a um sítio no Timor Leste. Dalley conectou agricultores do Timor Leste com uma grande rede de supermercados. Foto de Toby Gibson

Seu projeto mais recompensador foi a criação de uma distribuidora de verduras e legumes em uma rede de supermercados de Cingapura chamada Kmanek, que tem uma forte presença em Dili, capital do Timor Leste. O INFORMATIVO NO O supermercado pode agora adquirir localmente produtos de qualidade em vez de ter que importá-los a preços muito mais caros. SEU EMAIL Tendo interesse em Depois de formado Dalley, que ganhou o prêmio Estudante do Ano em 2011 da Associação de MBAs, almeja receber este Informativo trabalhar com grandes varejistas de alcance global, para construir relações com agricultores de países em por email, inscreva-se desenvolvimento. Dalley a princípio tinha se candidatado a uma Bolsa Educacional, isso antes do Distrito 9600 passar a clicando aqui. participar da fase experimental do Plano Visão de Futuro. Shaughn Forbes, presidente da Subcomissão Distrital de Bolsas da Fundação, disse que Dalley foi muito paciente durante todo o processo. "Ficou muito claro desde o começo que o Alex era um excelente candidato, independentemente do programa de sua escolha." Forbes disse que com o aumento das taxas em muitas universidades, é essencial garantir o sucesso do novo modelo de outorga de subsídios da Fundação. "Um dos benefícios do Subsídio Global é que o bolsista pode receber mais recursos do que a quantia mínima de US$30.000", disse Forbes, se referindo ao fato que o valor da bolsa é baseado nos recursos que o distrito SUSTENTABILIDADE tem e nas necessidades do estudante. "Eu apoio totalmente o conceito de que os estudos devem estar alinhados às seis áreas de enfoque do Rotary." DE PROJETOS E Fonte: Ryan Hyland - Notícias do Rotary International - 4 de janeiro de 2012 ATIVIDADES O módulo de e-learning Sustentabilidade de Projetos e Atividades Por que a Fundação Rotária está alterando seu modelo de concessão de subsídios? ressalta a importância da Desde sua incepção, em 1917, a Fundação fez pouquíssimas alterações em sua estrutura de programas. Ao nos sustentabilidade em prepararmos para o próximo século de prestação de serviços, buscamos atualizar nossa missão e criar formas mais projetos, inclusive como eficientes de ajudar os rotarianos a elaborar projetos mais diversos e que causem maior impacto. garantir que isto ocorra. Que tipos de atividade podem ser implementadas de acordo com a nova estrutura? Consulte! Clubes e distritos poderão implementar uma grande variedade de atividades humanitárias e educacionais em sua região e em outros países através de dois tipos de subsídios: APRESENTAÇÃO 1) Subsídios Distritais da Fundação Rotária são subsídios seccionais (a serem usados a critério do recebedor ATUALIZADA SOBRE O dos subsídios) que visam apoiar projetos de menor porte locais ou internacionais. Os distritos poderão usar PLANO VISÃO DE até 50% de seu Fundo Distrital de Utilização Controlada (FDUC) em cada ano rotário para financiar iniciativas FUTURO Utilize a apresentação com esses subsídios, sendo que administrarão as verbas sem interferência da Fundação. Exemplos de atividades: atualizada em reuniões  Intercâmbio de equipes de formação profissional com outro distrito. de clube, treinamentos  Viagens internacionais para que médicos possam prestar serviços voluntários em outros países. do distrito ou para seu  Bolsas educacionais para estudantes frequentarem universidades locais ou em outros países. próprio conhecimento.  Doação de materiais de arte para programas após o horário escolar.  Envio de caixas Shelterbox para assistência em regiões atingidas por catástrofes. 2) Subsídios Globais da Fundação Rotária visam apoiar projetos de grande porte e impacto em uma das seis áreas de enfoque. Existem duas opções de Subsídios Globais: a. Os clubes e distritos poderão lançar seus próprios projetos de Subsídio Global, que serão financiados por patrocinadores e por equiparações do Fundo Mundial. Exemplos de atividades:  Projetos internacionais envolvendo provisão de água potável, saneamento básico e educação em higiene pessoal.  Envio de bolsistas ao exterior para participar de programas educacionais em engenharia sanitária.

Perguntas frequentes sobre o Plano Visão de Futuro


Distribuição de mosquiteiros e remédios para tratamento de pacientes com malária a projetos internacionais de combate à doença.  Envio de equipes de formação profissional a outros países para participar de palestras e cursos e aprender métodos de alfabetização de adultos. b. A Fundação também está criando pacotes de Subsídios Globais pré-definidos em parcerias estratégicas com outras organizações. O Fundo Mundial e o parceiro estratégico financiarão 100% da iniciativa, a qual deverá ser implementada pelos rotarianos. Exemplos de atividades:  Parcerias com organizações internacionais para distribuir filtros de areia para tratamento de água em vilarejos sem acesso a água potável.  Parcerias com universidades reconhecidas internacionalmente para dar a estudantes de pós-graduação a oportunidade de estudar doenças infecciosas e saúde materna.  Parcerias com organizações internacionais e universidades respeitadas para proporcionar treinamento profissional a funcionários da área de saúde em países em desenvolvimento. 

Quais são as áreas de enfoque dos Subsídios Globais? Os Subsídios Globais destinam-se a seis áreas:  Paz e prevenção/resolução de conflitos  Tratamento e prevenção de doenças  Recursos hídricos e saneamento  Saúde materno-infantil  Alfabetização e ensino básico  Desenvolvimento econômico e comunitário O que são parcerias estratégicas e como funcionam? Uma parceira estratégica é o relacionamento entre a Fundação Rotária e outra organização internacional que possui conhecimento especializado em uma ou mais das áreas de enfoque. Essas parcerias são de grande escala e duram vários anos. Os parceiros estratégicos oferecem recursos financeiros, técnicos e de conhecimento. Esses relacionamentos darão origem a muitos frutos, que vão atender as metas das organizações envolvidas e ampliar as oportunidades humanitárias para rotarianos através de Subsídios Globais pré-definidos, que podem ser utilizados para projetos humanitários, equipes de formação profissional, ou bolsas de estudos. Como o novo modelo vai afetar o Pólio Plus e os Centros Rotary pela Paz? O Pólio Plus é a prioridade número um do Rotary International e continuará a operar da mesma forma até que a pólio seja erradicada. O programa Centros Rotary pela Paz se encaixa no conceito de Subsídios Globais e também não vai ser afetado pelo Plano Visão de Futuro. O Fundo Mundial continuará a apoiar projetos de menor porte? Não diretamente. O Fundo Mundial será mais usado em Subsídios Globais, que apoiam projetos de grande sustentabilidade alinhados às áreas de enfoque. O custo mínimo do projeto para esses subsídios é de US$30.000. Porém, clubes e distritos que desejarem realizar projetos de menor porte podem usar Subsídios Distritais, financiados com o Fundo Distrital de Utilização Controlada . Como distritos pilotos podem formar parcerias com distritos não pilotos? Os distritos pilotos podem continuar a formar parcerias com distritos não pilotos em alguns programas e subsídios, tais como IGE e Bolsas Educacionais. Faça o download de um documento em PDF com exemplos de como os distritos podem trabalhar juntos. Como o meu distrito será afetado se for não piloto? Distritos que não participarem da fase experimental continuarão a operar segundo a estrutura atual de concessão de subsídios até que o novo modelo seja implementado globalmente em 2013-14. Distritos não pilotos serão informados quanto ao progresso da fase experimental e receberão treinamento para o novo modelo de subsídios em 2012-13, de forma a fazer a transição em julho de 2013. O que os distritos não pilotos precisam saber sobre o Visão de Futuro? O documento Transição ao Visão de Futuro traz passos do que os distritos não pilotos podem fazer para se preparar ao lançamento global em 2013.

Aumento de doações à Fundação Rotária em distritos pilotos As doações ao Fundo Anual aumentaram significativamente nos 101* distritos pilotos do Plano Visão de Futuro durante o período de julho a outubro de 2011, em comparação ao mesmo período em 2010:  As contribuições ao Fundo aumentaram em 69 distritos pilotos.  As contribuições aumentaram em 47% nos distritos pilotos, em comparação a 16,4% nos distritos não pilotos, resultando em um aumento médio de 20%. * O Distrito 2481 se dividiu em 2483 (Montenegro; Sérvia) e 2484 (parte da Grécia), aumentando o número de distritos pilotos de 100 para 101.


ADR - Associação Distrital de Rotary - Distrito 4570 de Rotary International Rua do Mercado, 34 - Sala 1601- CEP 20010-120 Tel.: 21-2233-1305 / 2203-2823 / 2203-2824 Site: http://www.rotary4570.org.br - Email: adr@rotary4570.org.br Produção e Edição: Luiz Carlos Dias - lcdias@lcdias.com.br

Informativo Sobre a Fundação Rotária N° 15  

O Informativo Sobre a Fundação Rotária produzido pelo Distrito 4570 de Rotary International, tem por objetivo apresentar aos Rotarianos e ao...