Page 1

Boletim do CampusSanto Amaro Informa vo do IFBA - Ins tuto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia

Dezembro de 2013 - Ano 6, Nº 3

Elementos para memória do Solar Paraíso

Solar Paraíso, fundado em 1978, localizado Santo Amaro da Purificação, cerca de 70 km de Salvador.

O artigo, Elementos para memória do Solar Paraíso, da professora Odete Uzêda, resgata a memória do Solar Paraíso ,construção símbolo da história de Santo

I Gincana da Consciência Negra

Amaro, a partir de três fotografias. Confira na próxima página um resumo que a autora produziu especialmente para o boletim do câmpus.

Aconteceu no Campus

Estudantes em destaque

1


A história do Solar Paraíso

Fig. 2- Foto fornecida pela Sra. Lucília Libório

A primeira fotografia traz o solar restaurado, aberto ao público no dia 10 de setembro de 2010 com a exposição Dona Canô Velloso aos 103 anos. A pesquisa historiográfica dá conta de que João Ferreira de Araújo teria adquirido a propriedade no século XVIII dos beneditinos, vendendo mais tarde para o Dr. José Moreira de Carvalho, pai do Conde de Subaé. Com a morte do conde, o Solar teria pertencido a João Ferreira de Araújo Pinho Jr e sua filha recebe a propriedade por herança. A cadeia sucessória apresenta o Sr. Alípio Marcos de Campos como possuidor do imóvel em 1906, passando por herança para Francisca R. E. Campos. Esta, por doação, passa a propriedade para a Santa Casa da Misericórdia e em 1961 o Sr. Carlos Tzan compra o Solar. Esta reconstituição do pertencimento do Solar é fruto de pesquisa realizada. A segunda fotografia nos revela o mundo das representações sociais e o papel de prestigio e poder representado pelo Solar. A família abastada se quer fotografada diante desta propriedade, em trajes elegantes, e em torno de um ícone da modernidade, um automóvel de modelo clássico. A foto foi realizada entre 1920-1940. O sobrado Paraíso foi residência do médico e farmacêutico, Assis e da família de Antonio Barros pessoas muito conhecidas na cidade, que locavam o imóvel da Santa Casa. Durante a segunda guerra, Carlos Tzan, instala no

2

município, a Fundição de Aço Tarzan e adquire, em 1961, das mãos da Santa Casa, o Solar Paraíso. O imóvel é passado, neste mesmo ano, para o empresário Antonio Ermírio de Moraes, sob a condição do Solar cumprir um fim social. A terceira fotografia apresenta os sinais da degradação do Solar por volta de 1984. N essa época Lucília Libório Tzran, nora de Carlos Tzran, começou a salvar o Paraíso, com uma ação contra o poderoso Antonio Ermírio. O “abandono” se revela. As

janelas e portas escancaradas, e as roupas estendidas denunciam a transformação do Solar em moradia das famílias que haviam sido demitidas da Siderúrgica Santo Amaro. Há pressão dos poderes públicos. O tombamento ocorre em 1986, no governo de João Durval, (Decreto 33.252 de 9/06/1986). Conclusão: A busca da reconstrução histórica deste imóvel está aqui apenas sinalizada. Trata-se de um recorte do artigo apresentado em Encontro de História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), aqui condensadas para esta publicação. A construção das marcas cronológicas credencia que narrativas sejam posteriormente realizadas em função dos documentos disponíveis e recortes temporais desejados. Esta comunicação é também fruto da preocupação com a construção/fortalecimento da cidadania e memória que são resultado das experiências coletivas deixado por outras gerações. Ficou interessado em saber mais? Entre em contato com autora pelo e-mail odeteuzeda@bol.com.br

Fig. 3– Foto do Jornal A Tarde – 1984

Fig. 1- Foto da autora- outubro de 2010

Odete Uzêda


Câmpus promove a I Gincana da Consciência Negra

3

B U T

AK

M

I

A Z A

M

RO F A O TR

E

EL

CA I R

F A L

D N A

Ô

AM

AJ AI

A I Gincana da Consciência Negra do IFBA Santo Amaro foi muito especial para o câmpus. Realizada de 18 a 23 de novembro foi um momento de movimentação, articulação, integração, revelações, engajamento e alegria. Concebida para comemorar o Novembro Negro, a partir da problematização da questão do racismo no Brasil, agregando atividades lúdicas, dinâmicas e rodas de discussões, a Gincana gerou um resultado espetacular. Ela foi marcada pela mobilização de toda a comunidade, pelo envolvimento intenso das equipes e pela qualidade na realização das tarefas. Foram constituídas cinco equipes - AJAIÔ (3º e 4 º de eletromecânica), AMANDLAFRICA (2º anos de TI e Eletro.), ELETROAFRO (1º anos de eletro.), MAKTUB e a (1 º anos de TI) MAZAI(3º E 4º anos de TI) - que não perderam, em momento algum, o foco da Gincana. Abordando um tema tão caro à nossa sociedade, que é marcada por um racismo, por muitas vezes velado e permeado por uma “cordialidade”, o que torna o processo bastante perverso, as equipes realizaram a fusão da seriedade do tema, com a ludicidade e criatividade. No primeiro dia tivemos a apresentação do nome, padrinho/madrinha, caracterização e grito de guerra das equipes. O terceiro dia, no Teatro D. Canô, foi o momento extremamente tocante, com muitas emoções. As Equipes deram uma demonstração de criatividade, qualidade, força e sensibilidade. É difícil encontrar a palavra mais adequada para expressar aquele momento. Estavam ali, os alunos do Campus Santo Amaro expressando todo seu potencial, suas possibilidades de criação, todos unidos em prol de um único objetivo.


I Gincana da Consciência Negra Já na abertura, fomos presenteados com a suavidade e afinação, do coral do câmpus, com músicas, totalmente ligadas ao tema, como o Hino da África do Sul. E nesta energia, seguiu o evento seguiu com a beleza do desfile afro-brasileiro, com a força das performances e com a sensibilidade presentes nos vídeos de 5 min. Por fim, a comissão organizadora presenteou a platéia com o desfile da diversidade, com a participação de professoras, terceirizada e a comunidade local. Fomos contemplados com a

Florenci Oliveira servidora do câmpus

Desfile da Beleza Afro-brasileira

4

palestra da socióloga Waneska dos Anjos, professora do câmpus de Feira de Santana- IFBA. Os dias foram intercalados com oficinas diversas (dança Afro; literatura – releitura de Navio Negreiros; Qual é o pente que te penteia ? Valorização da estética Afro brasileira; e Refletindo a violência contra a Juventude Negra – as quais foram chamadas de Xirê, pois a intenção central era, em roda, realizar a troca e o compartilhamento de experiências.

Desfile especial de professores e servidores do câmpus

Luciano Pinheiro e Ana Carolina Ferreira vencedores do desfile


I Gincana da Consciência Negra O último dia da Gincana foi o momento da finalização da pontuação das equipes. Para além dos jogos, brincadeiras de perguntas e respostas, as equipes apresentaram personalidades importantes da comunidade local, que contribuem para o fortalecimento da identidade afro-brasileira. A Gincana bateu a marca impressionante de arrecadação de quase uma tonelada de alimentos. Os Alimentos foram distribuídos em instituições beneficentes, definidas pelas equipes, em Santo

O axé na dança AFRO

Personalidades de Santo Amaro

Comemoração do resultado

5

Amaro e cidades circunvizinhas, como também foram distribuídas cestas básicas em localidades que as equipes, ao realizarem esta tarefa, identificaram como sendo de extrema vulnerabilidade social. Na totalização de pontos, a equipe Amandlafrica foi a primeira colocada, mas todas as equipes foram Vencedoras. O que marcou a I Gincana da Consciência Negra, não foi a competitividade, mas sim a mensagem de que nos unindo podemos realizar coisas incríveis. Parabéns a todos!

Apresentação do Coral câmpus Santo Amaro

Xirê - Valorização da estética AFRO

Comissão organizadora


Estudntes em destaque

Aconteceu no câmpus Curso de Licenciatura promoveu o I SELIC

Fotos de divulgação

Estudantes e professores do curso de Licenciatura em Computação, do campus Santo Amaro, promoveram, em novembro, a primeira edição do Seminário em Licenciatura em Computação (SELIC). O evento tem como principal objetivo discutir a formação de professores de informática para a Educação Básica. Na edição desse ano, o seminário abordou o panorama das licenciaturas técnicas e tecnológicas na contemporaneidade e seus desafios, com ênfase nas relações entre tecnologias e educação. O evento teve como convidadas as professoras Maria Carvalho e Maria Roseli de Sá, da Faculdade de Educação, da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A comunidade acadêmica do câmpus também participou da programação do evento com apresentações de trabalhos com temáticas que envolveram a educação e os diversos campos da tecnologia. Cerca de 120 pessoas participaram do evento.

O câmpus realizou o primeiro Workshop de Egressos O Câmpus realizou, em novembro, o 1º Workshop de Egressos do IFBA Santo Amaro. O evento tem o objetivo de apresentar aos novos alunos as multiplas possibilidades que o ensino da instituição oferece. O workshop teve como principais convidados diversos ex-alunos que estão no mercado de trabalho e na universidade. Durante o evento, os ex-alunos relataram suas experiências de antes, durante e depois do IFBA, com o intuito de mostrar aos atuais estudantes as portas que o IFBA abre no mercado de trabalho e nas universidades. Segundo o professor Renato Novais, as falas dos ex-alunos são bastante valiosas, porque contribui de forma significativa para a formação dos estudantes.

3º edição do Cinema e Política em Debate Lança o I CINIF O projeto Cinema e Política em Debate, promovido pela área de Ciências Humanas do câmpus, exibiu no dia três de dezembro, no teatro Dona Canô, o filme Cuíca de Santo. Para discutir a obra foram convidados o diretor do filme, Joel de Almeida e as professoras Maria Multi e Maria das Graças Meireles. Na ocasião foi lançado o I Ciclo de Sessões de Cinema no IFBA (I CINIF), projeto idealizado pela Coordenação de Extensão em parceria com o Grêmio Estudantil. O CINIF tem a proposta de aliar entretenimento e cultura com o objetivo de fortalecer a parceria com a comunidade. A primeira edição do CINIF teve inicio no dia nove dezembro e segue até março de 2014.

6


Aconteceu no campus

Estudantes em destaque

Foto: Victor Hugo Araújo

O câmpus Santo Amaro Marcou presença no VIII CONNEPI

Os estudantes do câmpus Santo Amaro apresentaram durante o VIII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação (CONNEPI) pesquisas e projetos desenvolvidos na instituição. O evento foi realizado no Centro de Convenções de Salvador, entre os dias 27 e 29 de novembro. Distribuídos em três stands, os estudantes colocaram a disposição do público diversos trabalhos desenvolvidos nas áreas de computação, informática, química, física, mecânica, ciências sociais e linguagens. Os trabalhos foram apresentados em forma de demonstrações, painéis e maquetes. Além da exposição dos trabalhos, o câmpus também marcou presença na programação cultural do CONNEPI. O Coral do câmpus realizou uma apresentação, no último dia do evento. O CONNEPI é um evento anual promovido pela Rede Federal de Educação Profissional com o objetivo de congregar a comunidade profissional e acadêmica atuante em diversas áreas do conhecimento, promovendo a socialização do conhecimento.

Estudantes são premiados na OBMEP O câmpus Santo Amaro vem marcando presença na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), desde o ano de 2009. Durante esses quatro anos, vários estudantes da instituição

7

foram premiados na competição. Esse resultado é reflexo do trabalho desenvolvido no câmpus pelos corpos docente e discente. Os estudantes Moisés Almeida e Victor Hugo Araújo, do 4º ano de Eletromecânica, foram premiados com medalhas de bronze, na OBMEP do ano de 2012. A cerimônia de entrega foi realizada no dia 18 de dezembro, na reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Estudantes do câmpus são premiados no Desafio Jovem Engenheiro A equipe Faraday, formada pelos estudantes Erick Cerqueira, Almir Teixeira, Moisés Almeida e Victor Hugo Araújo, do 4º ano de Eletromecânica, ficou entre os dez primeiros colocados no Desafio Jovem Engenheiro, promovido pela Universidade Estadual de Campinas - SP (UNICAMP), entre os meses de outubro e novembro. O desafio é composto de três etapas eliminatórias, nas quais as equipes recebem atividades de matemática, física, química, informática e engenharia de produção. Para o estudante e membro da equipe, Almir Teixeira, a competição permitiu a aplicação dos conhecimentos adquiridos na instituição e possibilitou uma aproximação da engenharia.

Você sabia? O mandato para os cargos de Reitor e diretor de câmpus tem duração de quatro anos, e os membros do Conselho Superior (CONSUP) possuem mandatos de dois anos. O resultado da última eleição já foi homologado na reunião do CONSUP, do dia dia13 de dezembro.


Mensagem de fim de ano do Grêmio Estudantil Prezados, a cada ano que passa refletimos de modo geral sobre o que fizemos de bom ou ruim e, é aqui, na nossa segunda casa, a escola, que aprendemos como lidar com as diversas situações da vida. No decorrer do ano, momentos marcantes serviram para nos adaptarmos ao novo, adquirir novas experiências e avançar numa futura trajetória. Quando nos depararmos com determinadas situações saberemos lidar com elas sem que tomemos um susto, afinal tudo é aprendizado, basta saber aproveitar. Na escola, além de estudar, fazemos amigos. Aos poucos entendemos que amigos vão e vem, mas que nunca devemos abrir mão dos poucos e bons que conhecemos, pois há amigos mais chegados que

irmãos. Aqui é o lugar onde você terá grandes amigos, seja ele quem for: aluno, professor, servidor ou diretor. Aproveitem bem o poder e a beleza da juventude, pois é essa a fase de maior energia e, nela que devemos concentrar todos os nossos esforços naquilo que consideramos ser de grande importância para nossa vida. É também nesse contexto que buscamos aquilo que nos deixa mais confortáveis e realizados. Estes são os sinceros votos da Coordenação Geral de Registros Estudantil (CGRE), do ensino secundário do IFBA Câmpus Santo Amaro.

Desejamos a toda comunidade acadêmica um bom Natal e um Feliz Ano Novo! Boas festas!

Participe da próxima edição enviando sugestões de pauta e produções próprias. comunicacaoifba.stoamaro@ifba.com

Reitora Aurina Santana

Projeto Gráfico Laís Andrade / Tamires Lima

Tiragem: 100 - Circulação Campus de Santo Amaro Periodicidade: Bimensal- Impressão: CEGRAF

Diretor Geral do Campus Santo Amaro Marcos Andrade

Diagramação Alissandro Lima / Soraia Brito

1ª Travessa São José, s/n - Bonfim - CEP: 44.200-000 Santo Amaro - Bahia. Tel: (55) 75 3241-0670

Coordenadora de Comunicação do Campus Santo Amaro Soraia Brito Estagiário Alissandro Lima

8

www.santoamaro.ifba.edu.br|comunicacao-samaro@ifba.edu.br Coordenação de Comunicação

BAHIA

Ministério da Educação

IFBA - Boletim do Campus Santo  

Edição: dezembro de 2013. Ano 6, n° 3.

Advertisement