Page 1

Ceará

Agosto de 2016

Ano 04

Nº 39

“O futuro haverá de comprovar que as ações desenvolvidas pela UVA na interiorização do Ensino Superior na busca da inclusão social pela Educação, caracterizam uma revolução silenciosa que está mudando, a passos largos, o perfil educacional da zona Norte e de mais de uma centena de municípios do Ceará.” Prof. Teodoro Soares

EVENTOS

DICA DO DOM

CULTURA

DIA DO ESTUDANTE

A IMPORTÂNCIA DO CURSO SUPERIOR

UM LEGADO PARA A HISTÓRIA DO CEARÁ

No dia 11 de agosto foi comemorado o dia do estudante em várias unidades do IDJ. [pág 02]

A formação no ensino superior passou a ser um pré-requisito. [pág 03]

Professor Teodoro e, sua esposa, Norma Soares deixaram um legado de mais de 32 livros. [pág 04]


2

E agora, José?

Nº 39

INSTITUCIONAL

PROFESSOR JOSÉ TEODORO SOARES - HISTÓRIA DE VIDA EM DEFESA DA EDUCAÇÃO Nascido em 28 de dezembro de 1940, José Teodoro Soares fazia parte de uma tradicional família política de Reriutaba, cidade da região norte do Ceará. Como parlamentar, Prof. Teodoro, ocupava seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa e presidia a Universidade do Parlamento Cearense (UNIPACE). Foi eleito deputado pela primeira vez em 2006. Em 2010, ficou com uma vaga na suplência, assumindo o mandato em 2011 e se efetivando no final de 2012. Em 2014, voltou a ocupar a suplência, assumindo o mandato em 2015. Com trajetória ligada à defesa da educação, ele fazia parte do corpo docente da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Foi ainda presidente do Conselho de

Reitores do Ceará, vice-presidente do Conselho de Educação do Ceará e secretário geral adjunto do Ministério da Educação e Cultura. Destaca-se sua atuação junto ao Projeto Rondon, no qual ingressou na década de 70. Professor Teodoro integrou a equipe que implantou o curso de Ciências Sociais na Universidade Federal do Ceará (UFC) em 1970 e, no ano seguinte, participou da criação da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Era membro das academias Cearense de Ciências Sociais; Sobralense de Letras e Letras dos Municípios do Ceará. Ao longo do sacerdócio pela educação foi reitor na Universidade Regional do Cariri (URCA) e na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Deixou um legado de 32 livros publicados ao lado da professora e escritora Maria Norma Maia Soares, com quem foi casado por 36 anos. Ela faleceu em julho de 2014. Professores José Teodoro e Norma Soares entraram para a história do Ceará como incansáveis defensores da Educação, em suas palavras: “Porque tudo é uma questão de Educação”.

SIGA O IDJ NAS REDES SOCIAIS /institutodomjose @idjbrasil www.idj.com.br

EVENTOS

DIA DO ESTUDANTE É COMEMORADO NAS UNIDADES cujo principal capital é a educação de qualidade de seu povo, permitindo com isso o exercício efetivo da cidadania”. O Dia do Estudante no IDJ foi comemorado em diversas unidades de ensino, em Fortaleza, Região Metropolitana e Interior do Estado. Aos estudantes, nossa homenagem pela passagem desta data e nosso agradecimento por escrevem sua história conosco.

Foto: Comunicação IDJ

Segundo relatos do artigo publicado no livro “Em Nome do Povo”, vol. VI, do Professor Teodoro, no ano de 1927, por ocasião das comemorações do centenário de criação dos cursos jurídicos no país, implantados por D. Pedro I, o Sr. Celso Grand Ley, participante daquelas festividades, sugeriu que se escolhesse a

data da assinatura do Decreto Imperial para homenagear todos os estudantes brasileiros, ideia que foi prontamente aceita. Nas entrelinhas do mesmo artigo, o autor enfatiza que “os estudantes, por encerrarem nossa esperança de, num futuro próximo, podermos elevar nosso país à categoria de uma grande nação,


E agora, José?

Nº 39

3

A DESCENTRALIZAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Foto: Arquivo UVA

O estudante de Ensino Médio cearense hoje tem um vasto leque de opções para escolher seu curso de graduação. Mas nem sempre foi assim. Num passado recente a oferta de curso superior concentrava-se em apenas três instituições na capital e duas no interior do Estado. A Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), com sede em Sobral foi a precursora de um importante movimento da descentralização dos cursos de graduação. E isso representa o maior projeto de educação superior do Ceará que foi pensado, coordenado e efetivado pelo Prof. José Teodoro Soares, que foi reitor da universidade por 16 anos, de 1990 a 2006. Ao iniciar seu reitorado no anos de 1990, o prof. Teodoro encontrou uma instituição de ensino que oferecia apenas oito cursos de graduação, contava com 130 professores e ainda não tinha seu reconhecimento como universidade junto aos órgãos educacionais. A primeira providência do reitor Teodoro foi lutar pelo

reconhecimento oficial da UVA, que foi obtido pela portaria do MEC no. 821 em maio de 1994. Com os recursos legais concluídos, foi iniciado um trabalho vigoroso na ampliação da estrutura física da universidade, no número de professores e criação de novos cursos. Ao mesmo tempo Professor Teodoro fez uma grande investida para sensibilizar as autoridades políticas, jurídicas e os órgãos reguladores da educação no sentido de defender que a educação superior deve ser um direito de todos. Dezesseis anos mais tarde prof. Teodoro havia criado mais quatorze cursos de graduação em Sobral e um mestrado. Tinha ampliado o número de professores para 439 e destes, 56% eram mestres e doutores. Realizou um grande programa que levou os cursos da UVA a 152 municípios cearenses e a nove estados da federação. O projeto de descentralização da UVA já formou mais de 400.000 professores em todo o Brasil, contribuiu para a melhoria dos índices educacionais e continua levando oportunidade de educação superior a milhares de pessoas. Sua motivação sempre esteve vinculada ao seu espírito humanista, empreendedor, criativo e apaixonado pelo que fazia. Professor Teodoro não se conformava com o fato de tão poucas pessoas no Ceará e no Brasil terem acesso ao ensino superior. Infelizmente, ele nos deixou. Mas continua nos guiando com o seu exemplo e nos ensinando que o sonho embalado por paixão, trabalho, fé e perseverança sempre trará resultados efetivos.

Profª Palmira Soares Ex-Reitora UVA

Qual a importância de um curso superior? A formação no ensino superior já deixou de ser um diferencial e passou a ser um prérequisito exigido pelo mercado de trabalho. O curso superior não é mais símbolo de status! A sua graduação ou pósgraduação pode garantir maior possibilidade de vaga no mercado, seja na área pública ou privada. Com o trabalho dos seus sonhos, o salário também é afetado, ou seja, quanto maior sua formação, maiores suas chances de ter uma renda melhor. Além do mais, os concursos públicos com maiores remunerações também exigem o curso superior. As empresas da iniciativa privada somente contratam ou promovem para os cargos de diretoria e liderança direta, candidatos com cursos superiores; e para as funções de bancário a formação é uma exigência de longa data. O diploma é portanto um cartão de visita e pode garantir além do almejado trabalho uma realização pessoal. Que o curso superior seja um constante estímulo para você construir sua carreira!

Andréia Brito Gestora de RH Instituto Dom José


4

E agora, José?

Nº 39

CULTURA

CORPORATIVO

UM LEGADO PARA A HISTÓRIA DO CEARÁ

ACONTECEU

Foto: Freepik

O Professor Teodoro e sua esposa Norma Soares fazem parte da história do Ceará e deixaram um legado de 32 livros publicados. Em destaque está a coletânea conhecida como “Em Nome do Povo”, que conta com 09 volumes e apresenta artigos que trazem reflexões sobre Política, Educação, Cidadania e Religiosidade. A coletânea apresenta livros que levam o leitor a refletir, não somente pelo conteúdo dos artigos,

mas, sobretudo pela fidelidade demonstrada pelo autor. Conforme o Prof. Vicente de Paula Maia, antigo integrante do Conselho Estadual de Educação do Ceará, as discussões da coletânea são frutos dos ideais de um parlamentar preocupado com a política sadia, com a defesa da fé que professa, com a educação como fonte de desenvolvimento e formação da cidadania e a busca por uma sociedade mais humana, solidária e justa. Os textos sobre educação são redigidos de forma clara e destacam a força educacional na transformação do indivíduo e da humanidade, servindo de estímulo para aqueles que desejam mudar de vida através do conhecimento. Que suas ideias continuem a pautar os caminhos da educação, contribuindo para o debate e o desenvolvimento do ser humano.

Foto: Comunicação IDJ

O Instituto retomou a exposição itinerante “Os Caminhos de Dom José” que tem por objetivo levar um pouco da história da Educação descentralizada no Estado. O projeto já passou por Jaguaribe, Pacajus, e seguirá um cronograma para percorrer todas as unidades. O conhecimento da história mostra o valor das personalidades que se tornaram inspiração para a criação do IDJ.

Divulgue sua unidade em nosso informativo. Envie informações para o “E Agora, José?!” através do e-mail noticias@idj.com.br.

Presidente: Luciene Santos Diagramação: Rayssia Santos Redação: Andréia Brito

Projeto gráfico: Igor Cândido

Informativo "E Agora, José!?" - Edição 39  

Informativo "E Agora, José!?" - Edição 39. Confira a edição número 39 de nosso informativo. Informe-se e sugira pautas pelo e-mail noticias@...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you