Page 1

EDIÇÃO DIGITAL | www.peninsulanet.com.br Ano IV - Nº 51 - Outubro de 2013


Do Leme ao Pontal,

Lagoa

CasaShopping 3202-1014

Recreio 2437-1841

Botafogo 2275-9649

ByFloor.com.br /ByFloor.Decor


dcclube

todas as melhores mostras cariocas tĂŞm o selo ByFloor

Barra da Tijuca


10

18

22

24

Segurança

Casa Cor

Festa das Crianças

Porta-Retrato

14

Saúde em Casa

32

Tênis

44

Horário transporte

36 Futebol


hashidesign.com

goaclub.com.br

Agora o Península tem uma das clínicas mais completas do Rio. GOA Health Club é um espaço de 300 m² de beleza, saúde e bem-estar, pensado e criado especialmente para os moradores do Península usufruírem de serviços como: design de sobrancelhas, fisioterapia estética e clínica, massoterapia, limpeza de pele, micropigmentação e muito mais.

É o lugar que une a tecnologia com uma equipe multidisciplinar de médicos como: Dermatologistas (estética e clínica) Dra. Gabriella Vasconcellos e Dra. Sumaya Neves; Cirurgião plástico Dr. Noel Lima; Cardiologista Dr. Felipe Albuquerque; Angiologista Dr. Marcelo Monteiro; Endocrinologista Dra. Flávia Junqueira; e equipe de nutricionistas com a Dra. Maria Fernanda Pio.

Até 15 de Novembro, venha fazer uma avaliação estética* gratuita! *Exclusivo para moradores do Península. Não inclui consultas médicas. Agende um horário.

Informe-se também sobre o Plano Península que oferece descontos especiais para moradores nos serviços médicos e em todos os tratamentos. E receba seu roteiro personalizado de tratamentos de saúde e beleza, para uma melhor qualidade de vida.

Península Open Mall - Sala 304 e 305. Agende um horário: 3268-7012 / 3268-7016 GOAHealthClub


Editorial

É para você

A

edição destaca, entre outros temas, o esporte. O campeonato de futebol mostrou que os nossos atletas estão afiados: as equipes participaram de quatro finais e fizeram bonito. Já o tênis coloca o morador em quadra, e as competições prosseguem até meados de novembro. A Península também é palco da maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, a Casa Cor Rio 2013, que está na sua 23ª edição. A ASSAPE promoveu mais uma festa para o mês das crianças. Muita brincadeira, diversão e alegria. Famílias inteiras prestigiaram o evento e caíram na farra com os filhos. Um dia para guardar na memória.

Segurança e transporte também estão na pauta. O Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, anuncia novas medidas para a segurança da Barra da Tijuca.

O referendo do transporte da Península está em curso. E você, participou? Moradores falam do prazer de viver aqui, outros comentam sobre o esporte, e na seção Porta-Retrato, um pouco do estilo Península de viver. Leia, participe. A Revista Península é feita para você, associado. Até a próxima.

www.peninsulanet.com.br | revistapeninsula@peninsulanet.com.br | (21) 3325-0342

Revista Península é uma publicação

8

(21) 3471-6799 www.idesigncom.com.br contato@idesigncom.com.br Av. Armando Lombardi, 800 – Sl. 238 Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ

Editora Responsável

Revisão

Tereza Dalmacio terezadalmacio@idesigncom.com.br

Tatiana Lopes

Diretora de Arte

Repórteres

Alessandra Costa

Cristiano Kubis, Guilherme Cosenza e Stephany Muzi

Design/Diagramação

Fotografia

Design

Hilton Ribeiro e Natália Moraes

Produção

Fabiane Motta

Rachel Sartori

Noele Fernandes e Raphael Verçosa

Diretor Comercial Victor Bakker

Comercial (21) 3471-6799 | 7898-7623 Alessandro Aquino aquino@idesigncom.com.br Alessandro Melo alessandro@idesigncom.com.br Bruno Faria bruno@idesigncom.com.br Erick Bueno erick@idesigncom.com.br


9


ASSAPE EM AÇÃO Secretário Beltrame anuncia novas medidas para a segurança da Barra A ASSAPE participou da reunião do 31° Conselho Comunitário de Segurança da Barra da Tijuca e Jacarepaguá. Representando a Associação, a Conselheira e Coordenadora do Meio Ambiente, Marília Cavalcanti. À mesa: José Mariano Beltrame (Secretário de Segurança Pública), Tiago Mohamed (Subprefeito da Barra e Jacarepaguá), José Albucacys (Tenente-Coronel do Corpo dos Bombeiros), Fábio Ferreira, Carlos Eduardo, Fábio Teixeira (Delegados da Polícia Civil) e a Major da Civil Cláudia. A população da Barra anda preocupada com a violência. A criminalidade na região cresceu muito, já que os traficantes das favelas pacificadas migraram para as redondezas. Atenta, a comunidade cobrou providências das autoridades. Beltrame disse que precisa da ajuda de todos: “É de suma importância que se façam os boletins de ocorrência. Só assim poderemos saber o que está de fato acontecendo e onde agir”. Ele também contou as principais

novidades para o futuro da segurança na Barra da Tijuca e Jacarepaguá. “Estamos estudando aumentar o efetivo e colocar polícia montada e policiais fazendo ronda de moto para fortalecer a segurança em diferentes horários, principalmente na hora do rush”. Segundo o Secretário, um policial da força montada equivale a seis homens a pé. “A altura que o policial assume ao subir no cavalo lhe dá uma visão privilegiada, além, é claro, da agilidade do animal”, explicou. Outra iniciativa que será tomada é o aumento do contigente policial, que atualmente não conta com “nenhum batalhão que tenha o seu efetivo certo”. Para melhorar isso, Beltrame decidiu que 20% dos policiais recém-formados irão para os batalhões de origem. O resto será encaminhado para as Unidades de Polícia Pacificadora. Outra medida analisada pelo Secretário, que para ele não é um problema de segurança, porém “ajuda no combate”, é observar

Tiago Mohamed, Marília Cavalcanti, Coronel Amaral, Dp Shrivastava, Adriana Amaro e o Tenente-Coronel Albucacys

10


11


a falta de iluminação, problemas no asfalto ou em qualquer outro lugar que possa ser um chamariz para os criminosos. “As pessoas devem ficar atentas a isso e reclamar com quem é de direito, para que seja solucionado”, destacou. O Subprefeito Tiago Mohamed concordou com o Secretário e salientou a importância das UPPs: “Hoje nós temos, com as UPPs, uma amostra do que é uma verdadeira segurança pública e devemos lutar para resolver os demais problemas que surgem. O que estiver de errado tem que ser melhorado, para arrumar a vida do morador da Barra”. Beltrame também contou que a “Segurança Pública é uma eterna vigia”, e que a população precisa ser paciente, pois a

Secretaria de Segurança trabalha nos pontos onde há menos segurança dentro do estado. “Na Barra da Tijuca, eu tenho um policial para 10 moradores. Na Baixada Fluminense, o nú-

O Secretário está atento às necessidades da Península.” Marília Cavalcanti

12

Secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame e Marília Cavalcanti


mero de moradores é muito maior. Primeiro, a nossa prioridade é lá, mas não deixaremos de ver os acontecimentos daqui”. Atenta ao que foi dito pelas autoridades, Marília Cavalcanti comentou sobre tudo que ouviu: “A polícia montada é importante para o controle da segurança. Sugerimos ao Coronel Amaral que colocasse como experiência esses homens

também na Península, já que é um lugar amplo e propício para isso. Estamos confiantes, o Secretário está sensível aos problemas da Barra da Tijuca”. Marília finalizou falando sobre a importância da ASSAPE nas reuniões. “Nós comparecemos para representar o morador que por algum motivo não pode vir, seja por trabalho ou qualquer outra razão”.

Participaram do evento o Subprefeito da Barra, Tiago Mohamed, o Tenente-Coronel do Corpo de Bombeiros, Albucacys, a Major Cláudia, o Coronel Teixeira, o Comandante do 31º BPM, Amaral, o Presidente do 31º CCS, Renato Gomes da Rocha, o Secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, os Delegados da Polícia Civil Carlos Eduardo e Fábio Ferreira, e a 1ª Secretária do 31º CCS, Maria de Lourdes Wasserman

13


Saúde | Dermatologia

N

Saúde em Casa

por confiança, muitas dessas crianças se tornam minhas pacientes. Às vezes, vem paciente aqui à noite para eu atender. E lógico que atendo. Somos amigos.

a nossa coluna sobre saúde, vamos bater um papo com Luciana Chierchio, dermatologista com 10 anos de experiência na área. Ela mora no Green Garden há sete, casada com Adolfo Henrique Oliveira, também médico, e é mãe de Gabriel (2 anos). Frequentadora assídua do Baixo Bebê, acabou criando um atendimento personalizado para os pequenos, feito na casa do próprio paciente.

Luciana Chierchio: A maior parte são alergias, micoses, frieira, dermatofitose. Mas eu acho supersaudável. Criança tem de criar imunidade, mas quando contrair algo, tem que tratar.

Revista Península: Como conheceu o grupo do Baixo Bebê da Península?

Península: Que cuidados básicos podem ser feitos para evitar problemas dermatológicos?

Luciana Chierchio: A primeira pessoa que eu conheci foi a Tatiana. Fomos marcando de passear com nossos bebês, e, a partir daí, todas as outras mães foram ficando com seus filhos. O grupo foi aumentando, e agora somos 21 mães. Somos amigas, mesmo, de nos reunirmos em todos os aniversários. E a tendência é eles crescerem amigos também.

Luciana Chierchio: Criança tem sim de brincar com pé no chão. Porque criança é criança, e não podemos criar filhos de carpete. Mas chegou em casa, tem que lavar imediatamente. Além disso, é preciso prestar atenção ao que o filho usa no banho, o shampoo ideal, usar repelente infantil e não se esquecer nunca do protetor solar quando for brincar nas áreas externas da Península.

Península: Como dermatologista, você também passa algumas dicas quando está reunida com essas mães? Luciana Chierchio: É inevitável. De vez em quando, aparece um com alergia, candidíase de fralda, e,

14

Península: Quais são as principais queixas?

Península: Além do seu consultório em Ipanema, você vai até a casa de muitos pacientes. Qual é a vantagem desse atendimento mais personalizado?


15


Saúde | Dermatologia

Luciana Chierchio: É bom para os dois. Uma coisa é o paciente explicar como é a casa, outra coisa é eu entrar e ver. A minha anamnese fica mais completa. Eu vejo o cotidiano do paciente, e isso é muito importante. Além disso, em mulheres, por exemplo, eu vou ao banheiro da casa e olho os cremes, o local onde guardam, vejo os prazos de validade, se os pincéis de maquiagem são higienizados, e várias outras coisas. Faço uma blitz (risos). Península: Que tipos de procedimentos você pode fazer na casa do paciente? Luciana Chierchio: Eu não posso tirar lesões, usar agulha ou fazer um procedimento a laser. Mas o meu instrumento principal de trabalho, o dermatoscópio, eu posso levar, fazer uma análise de pele, ver alguma lesão suspeita e analisar se é preciso ir a um consultório. Península: Nesse grupo de pacientes que você atende em casa, quais são as doenças mais encontradas? Luciana Chierchio: Câncer de pele, infecções, manchas, acne e alergias são as que eu mais trato.

Península: Gostaria de deixar algum recado para o morador da Península? Luciana Chierchio: Queria sim. Está chegando o verão, e se você tiver que comprar um produto, prefira um protetor solar com fator acima de 50. No caso das crianças, é muito importante ir ao dermatologista para saber qual o produto correto. Geralmente quem tem filho só vai ao dermatologista quando surge alguma doença.


17

I

Via Privillege, luxuoso apartamento com 4 quartos, 3 suítes, 200m² e 3 vagas na garagem.

Green Lake com vista para lagoa, belíssimo apartamento de 102 m², 2 quartos, suíte com closet e preço excepcional!

Conforto e lazer no Residencial Mondrian, vista indevassável com 370 m² e 4 suítes.


Arquitetura

A

Casa Cor é Península

Casa Cor 2013 instalou-se na Península. Encontrou o ambiente perfeito para a construção da maior mostra de arquitetura das Américas. O que se vê é uma comunhão do espaço com o meio ambiente, em que o conceito de sustentabilidade abarca esses dois elementos.

A 23ª edição apresenta novas tendências de decoração e arquitetura para as famílias contemporâneas. A mostra, que segue até o dia 18 de novembro, traz qualidade, refinamento, bom gosto e muita criatividade. Entre os ambientes, o quarto do jovem solteiro e bem-sucedido. O banheiro descolado. O home office. Casa ecológica. Casa inteligente. Apartamentos desconstruídos, customizados de acordo com o perfil do morador. Uma casa de fim de semana, numa área de 400m2, construída especialmente para o evento. O FontVieille foi o cenário escolhido. O residencial, que traz o conceito “Viver Bem é Viver com Arte”, é considerado o condomínio mais requintado, luxuoso e confortável do Rio de Janeiro.

18

Na 23ª edição da Casa Cor, foram decorados seis apartamentos, com áreas de 300, 400 e 600 m². O evento abriga ainda uma área externa, que incluiu uma casa de fim de semana, o Espaço do Chicô, restaurantes, wine bar, dois cafés e lojinhas. Uma das idealizadoras da Casa Cor Rio, Patrícia Quentel revela que a Barra é o lugar certo para a mostra, por ser a região que mais cresce no Rio de Janeiro e tem potencial enorme para o mercado de construção e arquitetura. “É verdade que tanto eu como minha sócia, Patrícia Mayer, tínhamos esse sonho de voltar”, completou. Já sobre a instalação na Península, Patrícia comentou que o convite surgiu exatamente na hora em que a Casa Cor Rio estava estudando o retorno à Barra. “Foi um sonho que virou realidade, muito por causa da visão e do empreendedorismo do engenheiro Carlos Fernando de Carvalho, que nos convidou. A Península representa muito bem a Barra, é o primeiro bairro verde da cidade, e é muito bom realizar o evento aqui”, concluiu.


19 Passear pela 23ª Casa Cor Rio é se surpreender em cada ambiente. A beleza transita no espaço com conforto e arranca aplausos do público. Impossível citar todos, mas destacaremos alguns, como a área interativa, criada pela arquiteta Leila Dionizios, moradora da Península, que projetou um apartamento de veraneio. O toque rústico fica por conta do porcelanato madeira e pastilhas em mosaico. Ao centro, a mesa interativa em laca branca. “Para a Casa Cor, programamos projetar imagens de joguinhos e fotos de viagem e minicardápio das refeições dos moradores”, comentou. Outro espaço que chama atenção é o projeto Banheiros Públicos, dos arquitetos Cesar Valencia, Isabel Dias e Priscila Kunenn. O ambiente é unissex e de pura magia: uma estrutura que simboliza uma árvore traz o lúdico ao cenário, já que a iluminação está em seus galhos.

“Os materiais são fáceis de lavar. É um ambiente propício para alto fluxo. Queríamos fazer um teto plano em preto para ressaltar os elementos”, declarou Cesar. O ambiente tem um quê cultural, contemporâneo e sustentável, já que eles também utilizaram madeira de demolição. O home office é glamoroso. O design contemporâneo é dos arquitetos Carlos Murdoch, Georgia Mantovani e Luciana Sodré, e o ambiente foi pensado para um jovem bem-sucedido, solteiro e observador. O estilo é industrial, mas com toque de sustentabilidade, já que também utiliza peças de madeira de demolição. Entre os elementos, a luneta de bronze chama atenção, com 80 anos de idade, feita com restos de canhões da Primeira Guerra Mundial e que ainda funciona. “É uma peça de família. Em noites mais escuras, conseguimos ver Júpiter

rajado e com quatro de suas luas, e Saturno com seus anéis”, contou Georgia Mantovani. Já o arquiteto Caco Borges une o retrô ao moderno, e integra uma varanda gourmet à cozinha. O projeto foi idealizado para um casal sofisticado. Para Caco, o ambiente é bem prático, pois, além da facilidade de poder lavar a louça e cozinhar, pode-se comer em uma bancada sem ter que ir para a sala de jantar. Essa praticidade é fortalecida pela automação, com eletrodomésticos de última geração, tecnologia de ponta no controle da iluminação, ar-condicionado, áudio, vídeo e cortinas. Os armários em laranja dão um charme a mais. Falar de todos os ambientes fica impossível. São muitos talentos. Arquitetura e decoração representadas pelos melhores profissionais cariocas. Vale a visita, mas com calma, aproveitando cada ambien-

A arquiteta Patrícia Mayer, ao lado do Presidente da Carvalho Hosken, Carlos Fernando de Carvalho, e sua esposa, Heliana Lustman, mais a arquiteta Patrícia Quentel


Foto: MCA Estúdio

Foto: MCA Estúdio

Arquitetura

Arquiteta Leila Dionizios Arquiteto Caco Borges

Arquitetos Cesar Valencia, Isabel Dias e Priscila Kunenn. Arquitetos Carlos Murdoch, Georgia Mantovani e Luciana Sodré

te e levando consigo um pouco da 23ª Casa Rio, a maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do continente americano.

20

E nos bastidores, a ASSAPE, presente sempre, ordenando a vida da Península, para que um evento desse porte transcorra com segurança, tranquilidade e com toda a infraestrutura necessária.


21


Porta-Retrato A mexicana Gabriela Tejada mora no Península Smart e passeia com o seu xodó, o cão Archie, todos os dias. Para ela, o lugar arborizado é excelente para caminhadas, passeio com animais de estimação e bebês. Ela contou que aproveita para fazer novas amizades durante os passeios e relaxa ao ar livre.

Um giro pela Península e um clique. É o simples que faz a vida mais bela e doce. Esporte, caminhadas, brincadeiras, não importa a ação, o movimento é o mesmo: aproveitar a família pertinho de casa, com toda a qualidade que o condomínio oferece. Morar na Península é um privilégio. São muitas alternativas na área comum, espaços para esportes de todos os tipos, além dos eventos que complementam as múltiplas opções de lazer para o morador. Seja no fim se semana, nas férias, após o trabalho ou escola, esses momentos únicos estão aqui. Leonardo Mendes (13 anos) está há dois anos na escolinha da Península. Zagueiro e goleiro, ele pegou três pênaltis nas semifinais da Copa Amizade da Barra da Tijuca. “Fiquei nervoso, mas confiante”, disse o adolescente.

22

No domingo ensolarado, Otávio Carvalho e Priscila Peral, moradores do Life, aproveitaram para curtir o filho, Lucas (2 anos). “Aqui é muito bacana. Tem muita coisa para fazer. É como se fosse nosso quintal”, disse Priscila.


23

Tuta, ex-jogador do Flamengo e do Fluminense, mora no Paradiso. Sempre presente nas áreas comuns da Península, o atleta adora levar a filha, Gabriela Zysko (de rosa) e a amiguinha dela, Luisa de Lima, para brincar. “Eu aproveito muito todos os momentos com minha filha. Antes, eu viajava bastante. Agora, somos grudados. Levo para escola, brinco, faço tudo”.

Morador do Atmosfera, Marcos Souza não deixa de torcer para o filho, Gabriel, nos jogos do Sub-9 da Península. “A escolinha é excelente para a criança aprender a ter comprometimento, aplicação, compromisso e inteligência”, afirmou o pai.

Participante do Torneio de Tênis, Thiago Gagliasso, ator e morador do Península Way, entre saques e devoluções, parou um segundinho para a foto da seção Porta-Retrato.


Dia das Crianças

E

Península encantada

ra uma vez um lugar rodeado de natureza, onde a criançada tinha a liberdade para vivenciar um mundo mágico”. Assim poderia ser o início de um livro infantil sobre a Península, que no mês das crianças festejou com muita alegria. Com certeza, esses momentos já estão na memória dos moradores.

Em um domingo ensolarado, ninguém brincou de se esconder. Para entrar na brincadeira, tinha que sair de casa, chamar papai e mamãe para se encontrar

24

com os amiginhos no parque. Os pais também acabaram entrando na roda e participaram desse dia como se tivessem voltado à infância. Haja fôlego para as atrações. Dezenas de brinquedos garantiram diversão e segurança para os pequenos, e grandes homenageados do dia. Entre os mais requisitados, estavam o futebol de sabão, a escalada e o pula-pula. Além disso, a animação foi garantida pelo Tio Salsicha, que comandou diversas brincadeiras durante a festa, com distribuição de brinquedos superdisputados.


25

Chegada da Galinha Pintadinha.

Chegada da Minnie.

Menina pratica escalada durante a festa.

O conto de fadas e o universo dos super-heróis estavam presentes na festa. Vitor (1 ano) foi fantasiado de Batman, e sua irmã, Rafaela (3 anos), foi de princesa. Eles encheram a mamãe, Luísa Pinheiro, de orgulho. Para ela, é importante manter esse mundo lúdico na educação dos seus filhos. “Espero que meus filhos sejam felizes aqui e que o ciclo de amizades cresça”, afirmou.

Os chineses Ding Chengyi e Hu Junjnan estão morando há dois meses na Península e definem o bairro como o melhor. “Fora do Brasil, nunca vi nada igual”, afirmou Ding. Durante a comemoração, eles tiraram fotos juntos ao soldadinho de chumbo, que foi uma das atrações mais encantadoras.


No Mopi, o aluno entende o quanto cada um de nós pode e deve contribuir para a mudança de atitudes, a promoção de novos valores e o estímulo de práticas que possam melhorar o mundo a nossa volta. A curiosidade natural das crianças é a base do nosso método de ensino, em que cada detalhe


vira uma pergunta, e cada pergunta vira um constante e instigante aprendizado. Com metodologia pedagógica consagrada, o Mopi é uma escola diferente, onde o ensino e os ambientes são criados e desenvolvidos para transformar o futuro do seu filho e também do planeta. Seja bem-vindo ao Mopi!

Da creche ao Enem. | Tijuca 2204.7300 | Itanhangá 3433.3900 | www.mopi.com.br


Dia das Crianças

Na disputa entre meninos e meninas, o resultado não poderia ter sido melhor. Todos foram vencedores pela energia e inteligência demonstradas nos jogos. Entre heróis, fadas e princesas, foi a criançada da Península que protagonizou a história de um bairro que valoriza a segurança e as belezas naturais, para garantir um futuro feliz com as melhores memórias possíveis.

Brinquedos que foram distribuídos para as crianças.

28

A relação entre pai e filha é esse ncia l. Marcelo Man nari no faz questão de valoriza r cad a minuto com a filha, Yasmin (1 ano). “Co stumo vir aos eventos da Pen ínsu la. Sinto muito con forto e segura nça”, declarou.


29

Depois de sair de uma batalha de bastão no pula-pula, João Pedro se juntou à mãe, Denise Aragão, para registrar uma foto desse dia de festa. “São iniciativas como esta que promovem a interação. Não há como me relacionar muito com os vizinhos do prédio. Essa oportunidade permite que todos compartilhem a área de lazer, e as crianças aprendam um pouco sobre cidadania”, disse Denise.

A diversão de João Ped ro (9 anos) foi enfrentar um adversá rio numa bata lha de bast ão no pula -pula.


Dia das Crianças

A chinesa Hongling Sun veio morar na Península há dois meses, com a filha, Meitong Li (4 anos), que brincava no pula-pula. Ela explica que a natureza foi o maior motivo de ter escolhido o bairro para viver. “É um lugar natural, com bichos. Além disso, é ótimo para passear de bicicleta”, afirmou.

30

Durante um piquenique, em um domingo de sol, Marcus e Clebia Knoedt, acompanhados da filha, Alice (1 ano), acharam o evento para o Dia das Crianças bastante organizado. A família está sempre presente nos eventos, e o fato de tudo ser feito nos jardins e bosques garante a plena integração com a natureza.


finger.ind.br

Imagem meramente ilustrativa.

Promoção válida de 01/10/2013 a 30/11/2013, para compras acima de R$ 15.000,00 em móveis planejados Finger.

//Já é natal para os alemaes.

Nas compras acima de 15 mil reais você gaNha um preseNte seNsacioNal: umA lindA AdEGA.

nortE ShoppinG - Av. Dom HélDer CâmArA, 5080 lojA 4203B | 21 3315.2789 tijucA - ruA ConDe De Bonfim, 86 A | 21 2204.1442 rio dEcor BArrA dA tijucA - Av. DAs AmériCAs, 2000 lojA 33 | 21 2429.2329 BrEvE no rEcrEio


Tênis

A equipe infantil ainda desputará a final até o final do mês

Copa Península de Tênis 2013

T

eve início na terceira semana de outubro o campeonato de tênis, organizado pelos professores Wagner Lima, Wanderlei Pacheco e Marcelo Silva, com o apoio da ASSAPE. A disputa reúne 120 atletas, divididos em 10 categorias, e segue até o final deste mês.

Nesta edição, registramos quais foram os finalistas de sete categorias. Na próxima publicação, trare-

mos a cobertura completa com toda a retrospectiva, desde o primeiro jogo. As categorias Infantil (até 10 anos) e Infanto (1314 anos – Intermediário e Profissional) entraram na competição mais tarde, e a data da final para esse grupo ainda não foi marcada.

Ronaldo Moreira venceu o adversário Carlos e é um dos finalistas da categoria Masculino C. Treinando há cerca de oito meses, ele diz que se preparou com treinos intensificados e levou o seu pé de coelho no dia dos jogos, a filha, Carol (9 anos), que também pratica tênis no condomínio. Os professores Wanderlei Pacheco, Marcelo Silva, Wagner Lima e Roberto Lopes aproveitaram para confraternizar com os alunos e comemorar o aniversário do professor Marcelo.

32


33

Thiago Guimarães é semifinalista da categoria Masculino B. Praticante de tênis há três anos, está em sua terceira competição. “Agora é treino e pensamento positivo”, disse ele, em relação à final.

Glória e Isabela se enfrentaram nas semifinais da categoria Feminino Intermediário. Glória levou a melhor, por 8x2, e agora vive a expectativa da final. Isabela pratica tênis há um ano e meio diz que optou pelo esporte por ser relaxante, aliviar as tensões e ser bom para a saúde.

Juliana Dutra é moradora do Garden Way e praticante de tênis na Península há três meses. Para ela, o tênis é uma boa atividade física, por ser ao ar livre e também um esporte individual.

Agostinho Biancamano é praticante de tênis há 15 anos e diz que, para a final, irá procurar relaxar, bater uma bola com os amigos e tentar controlar a ansiedade.

Jackson Farias e Marco Dyodi se enfrentaram nas semifinais da categoria Masculino C. Marco levou a melhor no 7(7)x7(3).

Larissa (12 anos) e seu irmão, Gabriel (10), moram no Quintas da Península e fazem aulas na escolinha da Península. Larissa está competindo na categoria Infanto, e Gabriel jogou a primeira partida pela categoria Infantil.


Tênis

Categoria Jogadores Resultados

Finalistas

Masculino A Túlio x Antonio Marco 8x4 Túlio Masculino A Frederico x Biancamano 0x8 Biancamano Masculino B Thiago x Diogo 8x4 Thiago Masculino B Afonso x André 4x8 André Masculino C Ronaldo x Carlos 8x1 Ronaldo Masculino C Jackson x Marco 7(3)x7(7) Marco Masculino Master Masculino Master

Frederico x Daniel Marcos x Alexandre

3x7 7(3)x7(7)

Daniel Alexandre

Feminino Iniciante Amanda x Luciana 8x3 Amanda Feminino Iniciante Juliana x Andreia 8x2 Juliana Feminino Intermediário Glória x Isabela 8x2 Glória Feminino Intermediário Carmen x Aline 8x1 Carmen Infanto 13-14 Larissa x Felipe 2x8 Felipe Infanto 13-14 Thiago x Marcos 7(4)x7(7) Marcos


35


Esporte

Pais e filhos, numa só torcida

Península, campeãããããããã!

C

om 20 vitórias, três derrotas e dois empates, a Península terminou a Copa Amizade 2013 com um saldo de dois campeões e um vice-campeão. A primeira equipe que entrou em campo foi a Sub-15, contra o time do Eldorado. Em um jogo disputado, em que a Península saiu na frente, o rival virou. Apesar do resultado por 4x3, a equipe brigou até o fim pelo título. Mas não foi dessa vez.

36

Já a equipe Sub-13 enfrentou o time do Mandala e fez o seu papel, vencendo a partida por 2x1 e levando o título para casa. Os pequenos da categoria Sub-7 enfrentaram o time do Le Parc, e com muita festa dos pais, golearam o adversário por 4x0, levando também o título. “As equipes estão cada vez melhores, a evolução individual dos alunos é notável, o feedback dos pais é sempre algo positivo, e esse é o resultado de um trabalho que vem sendo realizado há três anos”, afirmou o professor Denis.


37

Equipe Sub-15, vice-campeã. Valentin tem 14 anos e joga há seis. Para ele, o esporte é uma forma de diversão, e a final, apesar de sua categoria não ter sido campeã, foi muito disputada, com direito a um golaço do camisa 15.

Moradores do Saint Martin, os irmãos Thiago e Felipe jogam há um ano e meio, são da categoria Sub-13 e adoram futebol. Os dois já estão na segunda competição com o time da Península. Thiago ainda foi o artilheiro do time.

Equipe Sub-13, campeã.


Esporte

Morador do Península Life e pai de Victor Hugo, da categoria Sub-13, Adelir Mello elogia o trabalho do professor Denis. “Ele faz um excelente trabalho educacional, e isso é muito importante para o crescimento dos meninos”, disse. Ele acredita tanto no trabalho da equipe da escolinha da Península que patrocina (CNA) as categorias Sub-9 e Sub-15.

Equipe Sub-7, campeã.

Os professores Denis e Nelcir com os meninos da categoria Sub-7, Lucas Leal, Daniel Russo e Cauã Carrilho.

Morador do Península Paradiso e pai de Pedro Arthur, artilheiro da categoria Sub-7, Pedro Marcelo é fã de futebol e principal incentivador do filho. “O que vale não é nem a questão da competição, e sim o encontro e a brincadeira entre eles”, afirmou. Perdo Marcelo é ainda patrocinador da equipe Sub-13, por meio da Modal Investimentos.

38

Professor Nelcir, professor Denis, assistente Pamela, coordenador Vinícius e professor Miler.


39

Juliana Carrilho é moradora do Bernini e mãe de Cauã, capitão da categoria Sub-7. Ela considera o esporte fundamental para o desenvolvimento do filho. Segundo ela, Cauã ganhou mais confiança, perdeu a timidez e conseguiu superar pequenos traumas.

O professor Denis e o Diretor de Arbitragem, Rogério Lucas, da empresa Amigos da Arbitragem.


Esporte

Denis ainda deixou um recado aos pais: “A escolinha é uma ferramenta de formação de atletas e também de cidadania. O nosso trabalho é focado na parte educacional, e a principal preocupação é o filho de vocês”, concluiu.


41


Pratique Esporte FUTEBOL

Segundas e quartas – manhã Horários: 8h30 às 9h15 – até 7 anos 9h15 às 10h15 – 8 a 11 anos Segundas e quartas – tarde Horários: 17h30 às 18h30 – 10 a 12 anos 18h30 às 19h30 – 13 anos em diante Terças e quintas – tarde Horários: 16h45 às 17h30 – até 7 anos 17h30h às 18h30 – 8 a 10 anos 18h30h às 19h30 – 11 a 14 anos

Sextas – noite Horários: 18h às 19h – até 9 anos 19h às 20h – 10 a 12 anos 20h às 21h – 13 anos em diante Professores e telefones: Elias – 7817-9890 Denis – 9319-8693


VÔLEI

Terças e quintas – tarde Horário: 17h30 às 19h30 Professor e telefone: Claudio – 6714-9888

TÊNIS (Escolinha) Segunda a sexta (Lagoon e Green Park) Horário: 14h às 18h

Professores e telefones: Wagner – 7872-3071 Pacheco – 8151-9675


Serviços | ASSAPE

Transporte: horários e normas

Apenas é permitido o embarque nos transportes da Península com a apresentação do cartão de acesso emitido pela ASSAPE. O cartão é de uso pessoal e intransferível. Ônibus A. Para acesso ao transporte, os titulares terão direito a 2 (duas) carteiras por unidade. Parágrafo único – Necessidades adicionais deverão ser justificadas por escrito junto à Associação, que enviará para Coordenação de Transportes, que concederá parecer. B. Todo usuário deverá estar credenciado com a carteira individual de usuário de transporte, emitida e controlada pela Administração da ASSAPE, sendo ela exigida pelo condutor e/ou fiscal quando de seu embarque no veículo de transporte. C. Os titulares deverão manter seus cadastros de usuários de transporte atualizados na ASSAPE, devendo para tanto comparecer semestralmente

44

em período de 30 dias especialmente determinado para isso na sede da Associação para manutenção/atualização. D. Não havendo o comparecimento para atualização no período estabelecido, a condição de usuário de transporte será suspensa até que o cadastro seja atualizado. E. Não havendo atualização por dois períodos consecutivos, o cadastro será cancelado. F. Serão excluídas do sistema as carteiras que apresentarem sinais de fraude. G. As carteiras extraviadas podem ser substituídas, e nas novas emissões aparecerá claramente estampada a sua condição de 2ª via. A comunicação do extravio deve ser feita imediatamente ao fato ocorrido à ASSAPE.


45


Serviços | ASSAPE

H. A confecção de carteiras ou 2ª via de carteiras terá custo de 1% (um por cento) do salário mínimo vigente, o qual será cobrado no ato da entrega da carteira solicitada. I. Crianças de até 10 (dez) anos, devidamente acompanhadas pelos responsáveis possuidores de carteiras, poderão ter acesso ao transporte sem a respectiva carteira individual, devendo usar o colo do responsável quando não houver sobra de lugares. J. Não será permitido utilizar o transporte coletivo do condomínio sem portar a carteira de identificação, sob qualquer pretexto. K. Não é permitido viajar na cabine do motorista. L. Não é permitido colocar os pés sobre os bancos. M. Não é permitido ligar equipamentos sonoros dentro do transporte, sem utilizar dispositivo individual de escuta. N. Não é permitido perturbar os demais passageiros com brincadeiras, ruídos ou algazarras. O. Não é permitido forçar o motorista a parar em local não previsto. P. Não é permitido fumar no interior do transporte. Q. Não é permitido ingerir bebidas alcoólicas no interior do transporte. R. Não é permitido forçar o motorista a sair do itinerário normal. Balsa A. Para acesso à balsa, os usuários deverão portar as carteiras individuais de usuário de transporte. B. Não é permitido, sob qualquer hipótese, o ingresso de pessoas sem a apresentação da carteira e acompanhantes de usuários, quer sejam parentes ou visitantes. C. Menor de 16 anos só pode utilizar a balsa acompanhando de uma pessoa maior de idade, devidamente credenciada. D. É obrigatório manter-se sentado durante a travessia.

46

Ônibus: grade de horário QUEBRA-MAR - de segunda a sexta: 6h | 7h15 | 9h | 10h45 | 12h30 | 14h | 15h30 | 17h | 19h | 21h | 22h. Sábado, domingo e feriado: 7h | 8h30 | 10h | 11h30 | 13h | 14h30 | 16h | 17h30 | 19h | 20h30 | 22h. ITINERÁRIO: Península-Quebra-mar: Península > CEG (ponto depois do colégio) > Portal do Parque Infobarra > Rio Design > Novo Leblon > Mandala > Marapendi Shopping > Barra Square > Barra Business Center > Barra Garden > Guanabara (em frente ao Condomínio Riviera del Fiori) > Anglo-Americano > Land Rover > Comitê Olímpico Brasileiro > Viaduto (Academia KS) > Previdência > Parmê > Ponto da Igreja > Odeon (próximo ao Pinheiro Guimarães) > Retorno Quebra-Mar. AMÉRICAS - de segunda a sexta: das 5h50 às 9h – CIRCULAR. 9h30 | 10h | 10h30 | 11h | 11h30 | 12h | 12h30 | 13h | 13h30 | 14h | 14h30 | 15h | 15h30. Das 16h às 19h – CIRCULAR. 19h15 | 19h45 | 20h15 | 20h45 | 21h15 | 21h45 | 22h | 22h30 |23h (saída da Patrimóvel). Sábado, domingo e feriado: 6h | 6h30 | 7h | 7h30 | 8h | 8h30 | 9h | 9h30 | 10h | 10h30 | 11h | 11h30 | 12h | 13h | 14h | 15h | 16h | 16h30 | 17h | 17h30 | 18h | 18h30 | 19h15 | 19h45 | 20h15 | 20h45 | 21h15 | 21h45 | 22h | 22h30 | 23h (saída da Patrimóvel). ITINERÁRIO: Península-Américas: Península > Leroy Merlin (Av. Ayrton Senna – depois do ponto dos ônibus urbanos) > CEG (ponto depois do colégio) > Av. das Américas (Patrimóvel). Américas-Península: New York City Center > Vivo > Terra Encantada > Península.


47

Balsas: grade de horário

EMBARQUE PENÍNSULA PÍER 1 - NOVO

EMBARQUE PENÍNSULA PÍER 2 - ATUAL

RETORNO SHOPPING

RETORNO PÍER 2 ATUAL

RETORNO PÍER 1 NOVO

07:00

07:05

07:10

07:15

07:20

07:30

07:35

07:40

07:45

07:50

08:00

08:05

08:10

08:15

08:20

08:30

08:35

08:40

08:45

08:50

09:00

09:05

09:10

09:15

09:20

09:30

09:35

09:40

09:45

09:50

10:00

10:05

10:10

10:15

10:20

10:30

10:35

10:40

10:45

10:50

11:00

11:05

11:10

11:15

11:20

11:30

11:35

11:40

11:45

11:50

12:00

12:05

12:10

12:15

12:20

12:30

12:35

12:40

12:45

12:50

13:00

13:05

13:10

13:15

13:20

13:30

13:35

13:40

13:45

13:50

14:00

14:05

14:10

14:15

14:20

14:30

14:35

14:40

14:45

14:50

15:00

15:05

15:10

15:15

15:20

15:30

15:35

15:40

15:45

15:50

16:00

16:05

16:10

16:15

16:20

16:30

16:35

16:40

16:45

16:50

17:00

17:05

17:10

17:15

17:20

17:30

17:35

17:40

17:45

17:50

18:00

18:05

18:10

18:15

18:20

18:30

18:35

18:40

18:45

18:50

QUARTA – QUINTA – SEXTA – SÁBADO – DOMINGO – SEGUNDA Obs.: a apresentação da carteirinha é obrigatória para o embarque. ATRAVESSAR NO SINAL é fundamental para sua segurança.


Anuncie Aqui

3471-6799


Revista Península  

Edição 51

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you