Page 1

Ano I - Nº 06

Feng shui

Saiba como harmonizar os ambientes e deixar a energia em alto-astral

Primavera

Dicas de jardinagem para colorir a sua casa

Casa Cor - Edição 2013 O maior evento de arquitetura das Américas de volta à Barra


Distribuicao Casa Barra

A revista é distribuída em 58 condomínios residenciais da Barra da Tijuca Periodicidade: mensal | 6ª edição: setembro/2013 | Tiragem: 7.000 exemplares ALAMEDA DOS EUCALIPTOS | 60 CASAS Associação de Moradores Américas | 27 casas BLUE HOUSE | 100 CASAS CONDOMÍNIO AMALINDA | 220 CASAS CONDOMÍNIO ENGENHEIRO NEVES DA ROCHA | 45 CASAS CONDOMÍNIO IPOSEIRA | 65 CASAS CONDOMÍNIO JARDIM LAGOA MAR NORTE | 85 CASAS CONDOMÍNIO JARDIM MARAPENDI | 180 CASAS CONDOMÍNIO PARK OF BARRA | 80 CASAS CONDOMÍNIO PORTILHO DO MASSARU | 70 CASAS Condomínio Quality | 25 casas CONDOMÍNIO RESERVA ITANHANGÁ | 40 CASAS CONDOMÍNIO VILA DO GOLFE | 40 CASAS CONDOMÍNIO VIVENDAS CAÇA E PESCA | 80 CASAS CONDOMÍNIO VIVENDAS DA BARRA | 150 CASAS CONDOMÍNIO VIVENDAS Nº 3.200 | 100 CASAS CONDOMÍNIO WEEK END | 144 CASAS COSTA BRAVA | 250 CASAS CRISTAL LAKE | 120 CASAS Del Lago | 50 casas GREENWOOD PARK | 177 CASAS INTERLAGOS DE ITAÚNA | 300 CASAS JARDIM BARRA DA TIJUCA TOTAL | 60 CASAS JARDIM CLUBE DA BARRA | 120 CASAS JARDIM DO ITANHANGÁ | 201 CASAS JARDIM IBIZA | 60 CASAS JARDIM NOVA BARRA | 100 CASAS MALIBU | 125 CASAS

06

MANDALA | 70 CASAS MANSÕES | 220 CASAS Martins de Mesquita | 34 casas (itanhangá) NOVA IPANEMA | 107 CASAS NOVO LEBLON | 189 CASAS PARK PALACE | 85 CASAS PEDRA DE ITAÚNA | 130 CASAS PORTO DOS CABRITOS | 80 CASAS Pruência do Amaral | 25 casas (Itanhangá) QUINTAS DO RIO | 95 CASAS RECANTO DO BOSQUE | 36 CASAS Residências do Sol | 90 casas RIO MAR | 351 CASAS SAINT TROPEZ | 120 CASAS SAN DIEGO | 34 CASAS SANTA HELENA | 180 CASAS SANTA LÚCIA | 25 CASAS SANTA MARINA | 230 CASAS SANTA MÔNICA | 180 CASAS SANTA MÔNICA CLASSIC HOUSE | 64 CASAS SANTA MÔNICA JARDINS | 80 CASAS SANTA MÔNICA PERSONAL | 38 CASAS santa mÔnica personal house | 25 casas SANTA MÔNICA SUL | 66 CASAS SANTA MÔNICA TOWN HOUSE | 90 CASAS VILLAGE OCEANIQUE | 160 CASAS Villagio Felicità | 23 casas VIVENDAS DO BOSQUE | 160 CASAS VIVENDAS Nº 4250 | 120 CASAS WIMBLEDON PARK | 60 CASAS


Pombo-correio A quinta edição da Revista Casa Barra foi recebida mais uma vez com carinho, por parceiros e amigos. Nós, da I Design & Comunicação, agradecemos pelo apoio e nos comprometemos a trabalhar com muito empenho e qualidade. Críticas e sugestões serão sempre bem-vindas. Escreva para a Editora, pelo e-mail terezadalmacio@idesigncom.com.br. Visite o nosso site: www.idesigncom.com.br. Participe. Pais A abordagem do terapeuta Luciano Vilaça nos tocou profundamente aqui em casa. Hoje sou pai, filho e também avô, e é bom poder ser esse “cara” amigo e participativo. Antônio Menezes, aposentado

Doutor Resolve Adorei a dica de como deixar o quarto dos meus filhos mais interessante e funcional. Já estou colocando em prática e vou enviar fotos para mostrar como deu certo.

Casa Cor Que maravilha a Casa Cor na Barra. Espero todos os detalhes na próxima edição. Luiza Moraes, decoradora

Carmen Lúcia Pinheiro, dona de casa

Revista Casa Barra é uma publicação

Comercial (21) 3471-6799 contato@idesigncom.com.br Repórter Cristiano Kubis | Guilherme Cosenza Ricardo Oliveira | Stephany Muzi

Diretor-Executivo Paulo Roberto Mesquita

Colaboradora Ana Adriano

Diretora Administrativa Rebeca Maia

Produção Fabiane Motta

Editora-Chefe e Diretora de Criação Tereza Dalmacio terezadalmacio@idesigncom.com.br

Fotografia Caroline Coelho | Natália Moraes Revisão Tatiana Lopes

Direção de Arte e Diagramação Alessandra Costa Design Charles Pereira Rachel Sartori Raphael Verçosa www.idesigncom.com.br Tel.: 21 3471-6799 Avenida Armando Lombardi, 800 | 238 Barra da Tijuca – Rio de Janeiro Informamos que o Executivo de Contas Antônio Barbosa não presta mais serviços para a I Design e Comunicação

Casa Barra é publicação mensal, com tiragem de 7.000 exemplares por edição, distribuída gratuitamente nos condomínios de casas da Barra da Tijuca, conforme listagem da página 6. As opiniões expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente as da Editora. É proibida a produção total ou parcial de matérias, gráficos e fotos publicados nesta edição por qualquer meio, sem autorização expressa, por escrito, da Editora, de acordo com o que dispõe a Lei nº 9.610, de 19/2/1998, sobre Direitos Autorais. A revista Casa Barra não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciadas em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Cabe ao leitor avaliar e buscar informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR). A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, pela impossibilidade de se deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. No entanto, com o objetivo de zelar pela integridade e credibilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições, a Editora se reserva o direito de recusar ou suspender a veiculação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas.

08

Tereza Dalmacio | Jornalista (MTB 513)


Condições imbatíveis para revestimentos, cortinas e pisos, com exclusividade e qualidade, só pode ser ByFloor.

dcclube

AMBIENTE LEILA DIONISIOS

Detalhes que fazem a diferença

Entregas em prazo reduzido | Financiamento com Construcard e parcelamento direto na ByFloor

CasaShopping 3202-1014

Recreio 2437-1841

Botafogo 2275-9649

ByFloor.com.br /ByFloor.Decor


Editorial

Mãe

terra

Vem chegando o verão, mas para viver a estação mais apaixonante para o carioca, precisamos colher a primavera. A natureza se veste com seus aromas, cores, formas e texturas. E a Barra da Tijuca, principalmente nos parques, desabrocha e revela, ainda mais, toda a sua beleza, seus encantos, uma poesia viva. A Reserva é um santuário ecológico. O Parque Chico Mendes explode em cores, o Bosque da Barra, com seus 500 mil metros quadrados, coloca a natureza no meio de um bairro frenético, de trânsito pesado e muito engarrafamento. Os canteiros da avenida das Américas começam a dar um novo tom pra o olhar atento de quem passa. O mesmo acontece com o Parque da Prainha, o Itanhangá e o Joá. Nosso entorno se mostra vivo, vibrante, verde. E como já dizia o poeta Jaak Bosmans: “Primavera não é uma simples estação de flores, é muito mais, é um colorido da alma”. Assim sendo, aproveite, encante-se, leve as flores e os frutos para o seu jardim, aqueles que moram em você. Se gosta de mexer na terra, se tem um pedacinho para plantar, a hora é esta, como você vai ver na nossa seção Jardinagem. Se falta espaço, se o tempo é menor ainda, é possível colher também. E isso você vai descobrir em outra reportagem, “Grandes Ideias”. A primavera, que tem o hábito de emoldurar a nossa região, espreita a hora de explodir, de germinar, ou num grande parque, ou naquela flor no canto da sua sala. A nossa Revista saúda a primavera e brinda com você o desejo mais simples do universo: homem e natureza em comunhão, abraçados pela mãe terra.

10


Sumário

14

14 Arquitetura em festa Casa Cor volta à Barra da Tijuca

24 Parece, mas não é Revestimento com alta tecnologia

26 Grandes ideias Para pequenos espaços

24

28

28 Primavera Dicas de jardinagem

32 África do Sul A mistura da beleza selvagem com a sofisticação


34 Garimpo As novidades no mercado de design

36 Trânsito O que muda para o Rock in Rio

40 Feng shui Harmonização da casa

50 decoração invista em obras de arte

32

58 chá leve, saudável e gostoso

50 40 66

66 Diversão e Arte Programe-se


Arquitetura A obra “O Beijo”, de Auguste Rodin, está exposta no FontVieille, na entrada social da Torre A.

23ª Edição Casa Cor, na Barra 14


Arquitetura Espelho veneziano de cristal do século XVIII, de estilo rococó. A peça também está exposta no FontVieille, cenário da Casa Cor 2013.

A arquitetura está em festa. A 23ª Edição da Casa Cor será realizada na Barra da Tijuca, precisamente na Península, no Residencial FontVieille, empreendimento da Carvalho Hosken, que é composto por quatro torres: o Maison Grimaldi, Maison Charles Premier, Maison Saint-Charles e Maison Des Guelfes. É um retorno feliz, depois de seis anos sendo realizada em imóveis tombados da Zona Sul.

15


Arquitetura

A maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas chega para ditar tendências em apartamentos de luxo de 300, 400 e 600 m². A abertura está marcada para 10 de outubro e vai até 18 de novembro. A escolha do local não poderia ter sido melhor. O FontVieille respira bom gosto, estilo, requinte, sofisticação e mostra que viver bem é viver com arte. Nas áreas comuns do condomínio, podemos encontrar obras consagradas de artistas como Alfred Boucher, Alfredo Ceschiatti, Auguste Rodin, Bruno Giorgi, Burle Marx, Di Cavalcanti, Édouard Leon Cortès, Frans Krajcberg, Georgina de Albuquerque, Hector Carybé, Inimá de Paula, J. Carlos, Juarez Machado, Louis Icart, Manabu Mabe, Oswaldo Teixeira, Pancetti, Roberto Magalhães, Rosa Bonheur, Sonia Ebling e outros grandes nomes que também nos surpreenderão. Criadora da Casa Cor Rio, Patrícia Quentel revela que esse retorno já era desejado há muito tempo. Para ela, a Barra é lugar certo para a mostra, por ser a região que mais cresce no Rio de Janeiro e ter um potencial enorme para o mercado de construção e arquitetura. “É verdade que tanto eu como minha sócia, Patrícia Mayer, tínhamos esse sonho de voltar”, completa a designer. Sobre a instalação na Península, Patrícia revela que o convite surgiu exatamente na hora em que a Casa Cor Rio estava estudando o retorno à Barra. “Foi um sonho que virou realidade, muito por causa da visão e do empreendedorismo do empresário Carlos Fernando de Carvalho, que nos convidou. A Península representa muito bem a Barra, é o primeiro bairro verde da cidade, e será muito bom realizar o evento no local”.

16


Arquitetura

Responsável pela implantação do projeto, o arquiteto Mário Santos explica que é uma ótima oportunidade para os profissionais e fornecedores. Para Mário, a Barra da Tijuca é especial, e a mostra torna-se única por estar em um condomínio real, com apartamentos disponíveis à venda. “É diferente do que costumávamos fazer em galpões e casarões abandonados. Estamos bem engajados em perceber as tendências do ‘morar’ contemporâneo. A ideia é decorar e montar os apartamentos para família tradicional e ‘recasada’, com filhos de outros casamentos. Como a região é sede de muitas empresas, outros temas para espaço serão os apartamentos para temporada e para executivos instalados na cidade”, explica. Atualmente, a Casa Cor possui 24 franquias, sendo 19 nacionais. No Rio de Janeiro, a franquia já tem 874 ambientes decorados, 408 profissionais participantes e 842.000 visitantes, em 26 anos de ação na arquitetura carioca. Os visitantes da mostra fazem parte de um público de alto consumo e de classe A/B, com idade entre 30 e 75 anos.

17


Arquitetura

Patrícia Mayer, Mário Santos e Patrícia Quentel na apresentação do projeto na Península

Representando a Carvalho Hosken, a gerente de Marketing Yone Beraldo dá boas-vindas aos arquitetos que irão trabalhar nos apartamentos e afirma que a parceria com a Casa Cor Será um sucesso.

Mauricio Nóbrega é arquiteto da Casa Cor há 18 anos e participará do projeto na Península. Para ele, o FontVieille é um residencial diferenciado, principalmente pelo acervo de obras de arte nas áreas comuns do prédio. Gisele Paranto e Rafael Pessanha são responsáveis pela decoração da suíte de um dos apartamentos. Gisele explica que vai buscar integrar os lados interno e externo desse espaço. Além disso, vai imprimir paz na decoração.

18


Arquitetura

Cozinha inovadora na Casa Cor 2013 Entre diversos talentos que colocarão o seu trabalho na Casa Cor, está a arquiteta Leila Dionizios, formada há 10 anos, há sete tem escritório próprio, com uma carreira sólida e bem-sucedida. Ela irá apresentar cozinha, área de serviço e dependência em um apartamento com a temática de apartamento de temporada. Leila diz que, por se tratar de um local que as pessoas frequentarão apenas de vez em quando, optou por um quarto de empregados mais chique, para que os proprietários possam receber visitantes nele sem constrangimentos. Por isso, o quarto recebeu organização com lugar para guardar malas e outros detalhes. Para a área de cozinha, Leila adiantou que terá até horta, que, além de transmitir uma sensação agradável de natureza ao ambiente, proporciona uma alimentação mais saudável e saborosa. Mas o ponto forte ainda é a cozinha, que vem com porcelanato de madeira para o chão, uma nova linha de eletrodomésticos da Celdom, chamada Gorenje – os aparelhos são todos revestidos com vidro, o que confere um ar especial ao ambiente. Leila ainda dá outros detalhes sobre o ambiente. “Haverá uma mesa interativa, onde as pessoas poderão se distrair, e ainda uma bancada especial em marcenaria”, conta. Agora é aguardar a abertura da Casa Cor para vislumbrar mais um trabalho com assinatura Leila Dionizios. Imperdível!

20

“Neste ano a Casa Cor será mais real, já que a mostra se realizará num apartamento de verdade, do Residencial FontVieille, na Península. Assim, será possível visualizar o resultado com muito mais propriedade.” (www.leiladionizio.com.br)


Pet

Bom pra Gramadão, piscina, espaço para lazer, brinquedos, trilhas, quarto de recreação fechado para dias de chuva. Parece mais um resort. E é... mas quem desfrutará todos esses mimos e regalias é o seu amigão e fiel escudeiro. O cuidado e a paixão pelos bichos movimentam esse segmento, que cresce a cada ano. Segundo o Instituto de Pesquisa Euromonitor International, o mercado mundial de pets movimenta cerca de US$ 65 bilhões (aproximadamente R$ 115 bilhões). O Brasil gera uma receita de US$ 9 bilhões. É o segundo país que mais consome produtos para pets, entre alimentos, medicamentos, higiene, cuidados com estética, centros de adestramento e hotéis, que atendem cerca de 48 milhões de animais de estimação. Muito procurados quando os donos viajam nas férias, feriados ou quando a casa está em obras, os hotéis para cachorros podem ser também uma ótima opção para oferecer momentos de lazer para seu cão, ou simplesmente proporcionar uma pequena colônia de férias nos finais de semana. Isso é muito importante para a saúde do

22

cachorro

animal, principalmente se ele fica o dia inteiro dentro de casa e só sai para esticar as patas de manhã ou à noite quando o dono chega e não tem tempo para brincar. Além disso, os espaços para cachorros na cidade são limitados, e na maioria dos casos, o animal não pode ficar solto e correr. Os hotéis para cachorros têm uma ampla área de lazer, onde seu bichano poderá correr, brincar, interagir com outros cães, tomar banho de piscina e ainda ficar em forma. São lugares que proporcionam saúde, bem-estar e muita diversão. O apelo do mercado pet é tão grande que empresas tradicionais do mercado criaram produtos para atender essa clientela de quatro patas. A Farmácia Granado, por exemplo, oferece uma linha de xampus, condicionadores e sabonetes para cachorros. Na Barra da Tijuca, são muitas as opções para dar um vidão à sua mascote. Entre no site www.barrazine.com.br/guia-barra-da-tijuca/lojas-petshops-animais/ petshops e escolha o espaço que mais está de acordo com o seu orçamento.


Revestimentos

PARECE, MAS NÃO É Pisos e revestimentos estão ganhando cada vez mais atenção na hora de decorar um ambiente. As paredes, que antes dependiam de tintas e texturas, agora se destacam como parte integrada à decoração. Os pisos também deixaram de ser meros coadjuvantes e ganharam status de item de design. Dessa forma, não é de se estranhar que as pessoas estejam em busca de alternativas mais econômicas, mas que sejam capazes de modificar por completo um espaço. Atentas a essa tendência, empresas de revestimentos têm investido em produtos que, devido à tecnologia, são capazes de copiar perfeitamente características típicas da natureza.

BRICOLAGEM BRASIL | Composto de pó de pedra e resina, por isso permite criar naturalmente efeitos de tijolos e de pedras, o que garante ao consumidor o poder de transformar um ambiente sem precisar demolir nada. O produto tem alta resistência, durabilidade, permeabilidade e conforto térmico. Também é ecologicamente correto, pois apresenta baixa toxicidade e odor. Além disso, não utiliza solventes em sua fórmula.

LEF CERÂMICA | Apropriado para áreas externas, a imitação busca nas pedras de tonalidade cinza sua principal inspiração.

24

MOSAICO | O piso cerâmico Mosaico Português Nero, da ViaÁpia, imita o tradicional revestimento de mosaico com pedras portuguesas. Também indicado para áreas externas, como calçada e quintal.


Revestimentos

VIAROSA PORCELANATO | Através da impressão digital Full HD, o porcelanato Demolição Imbuia, imita a aparência de tábuas de madeira e poder ser aplicado em diversas áreas, como parede, piso, fachada e deck de piscina.


Educacao

Grandes ideias

para pequenos espaços

Nas grandes cidades, o tempo é mais precioso. A correria do dia a dia e os grandes deslocamentos da casa para o trabalho, e vice-versa, fazem com que abandonemos pequenos prazeres, como ter um cantinho para plantas, horta, um pouco de verde dentro de casa. E tem gente que para pra pensar nisso como projeto de vida, que enxerga o problema buscando solução. E faz acontecer de verdade, como a nossa reportagem registrou na XVI Mostra PUC – Inovação para uma Vida Melhor. Entre tantos projetos, um grupo de estudantes olhou para o cotidiano e criou uma horta inteligente, para quem não tem nem tempo de regar a planta, mas adora a presença do verde em casa. O projeto, batizado de Oásis, é simples, funcional e cabe em qualquer espaço. Seu funcionamento tem como base um sensor de umidade conectado a um sistema de irrigação e iluminação.

26


Educacao Se você viajar, não há problema. A planta receberá água e luz na hora certa e na duração de tempo necessária para um crescimento saudável.

estria. Ensinou que é possível ter esse doce cantinho em pleno frenesi da vida urbana, mesmo que falte tempo para isso. Para muitos, chegar em casa e contemplar a pequena horta é um grande prazer. E viva as grandes ideias.

A peça tem o tamanho de um armário de cozinha padrão. E se o seu o problema é falta de tempo ou espaço, a solução é perfeita. A busca permanente por mais qualidade de vida, principalmente nas grandes metrópoles, passa pela ideia de que menos é mais, buscando encontrar saídas simples para o cotidiano, em usar como solução aquilo que está à mão. Esse grupo de estudantes de Design da PUC mostrou isso com ma-

Jhonnata Oliveira, André Soares, Natalia Chaves Bruno, Hugo Fuks (professor e orientador do projeto) e Rafael Gonçalves

27


Jardinagem

Deixe a primavera entrar Aplicar os cuidados básicos de uma manutenção deixará sua casa pronta para a primavera entrar. Aproveite o finalzinho do inverno e prepare as espécies para uma florada intensa com cores inebriantes na estação mais querida do ano. Quando a temperatura cai, no inverno, ela provoca o excesso de umidade e a má distribuição dos alimentos naturais, que são luz, água e ar. Isso faz com que as plantas fiquem com um aspecto mais opaco, sem vida, e ainda pode ocasionar o surgimento de pragas.

28


Jardinagem


Jardinagem Remova as ervas daninhas, folhas secas e galhos doentes. Em seguida, pulverize as folhas com água limpa. A limpeza ajudará a compreender o estado atual da planta. A terra adubada é composta por matérias orgânicas e é fundamental para o crescimento. Reconhecemos uma terra de qualidade quando ela está fofa e escura. Os adubos mais recomendados são a torta de mamona e a farinha de ossos, pois são orgânicos. No entanto, não devem ser usados juntos. Para melhores resultados, os fertilizantes NPK, encontrados em lojas de jardinagem, devem ser manipulados somente após as orientações do fabricante. Até as plantas de sombra devem ser expostas à luz, para desenvolver suas flores. Com 12 horas de dia e 12 de noite, a primavera restabelece o equilíbrio natural e devolve as necessidades biológicas das plantas. Esse clima agradável permite que você mude uma planta de lugar sem traumas.

A utilização de fungicidas sintéticos é muito comum na jardinagem convencional, mas representa risco ao homem, por eles serem produtos tóxicos. Então, utilize-os com segurança, pela manhã sob um dia de sol, sem previsão de chuva. Ou se preferir, opte por soluções caseiras e continue a rega periodicamente. Na hora de escolher novas mudas, pode-se ficar indeciso por conta da variedade de flores da estação. Tudo é tão lindo e natural. Pergunte ao profissional sobre os cuidados e os nomes das espécies para mantê-las saudáveis sempre. Ótimas opções: ixora, gerânio, rosa, amor-perfeito, clívia e hibisco.

Tarek Bittencourt

www.facebook.com/kactuplantas tarekcontato@gmail.com


Jardinagem


Turismo

África do Sul Quem viaja à África do Sul tem sempre vontade de voltar. Com semelhanças com o nosso país – mas também com muitos contrastes –, o local surpreende, encanta e proporciona experiências inesquecíveis. Povo acolhedor, com um largo e permanente sorriso amigo para os visitantes. Cria-se de cara empatia, e acabamos nos identificando nas referências alegres, principalmente ao lembrar os craques do nosso futebol, de nossas músicas e o seu jeito de ser. A rede hoteleira apresenta infraestrutura de atendimento de luxo ou de classe turística superior. A região é linda. Nessa viagem, você conhecerá dois mundos: a parte selvagem, com suas reservas específicas, como Kruger Park, Pilanesberg (uma emoção após a outra); e o lado urbano, como a sofisticação da encantadora Cidade do Cabo, com culturas diversas, de seus habitantes africanos e europeus. A cidade guarda semelhanças com a Zona Sul do Rio de Janeiro, com suas belas praias e contornos montanhosos pelo litoral, seus grandes e bonitos shoppings, luxuosos restaurantes europeus, modernas discotecas e bares.

Foto: Victoria Falls - afri-culture.com

Tudo à primeira vista surpreende em muito o visitante. Entre muitas atrações turísticas, destacam-se a subida na Table Mountain, em um moderno teleférico, e uma excursão ao Cabo da Boa Esperança, onde os Oceanos Atlântico e Índico se encontram. Para os mais aventureiros, um mergulho em alto-mar, utilizando gaiolas de proteção para conhecer de perto os gigantes tubarões-brancos. Para os mais tranquilos, um gigantesco aquário no centro da cidade. Imperdível um passeio no Complexo de Sun City, construído em pleno deserto, com seus cassinos e casas de shows. Situado a 180 km de Johanesburgo, no coração de um antigo vulcão, é um reino de prazer e entretenimento, com suas praias artificiais. É lá que fica o The Palace, considerado o único hotel seis estrelas do mundo. Em Sun City, ainda poderemos conhecer a reserva dos leões, com direito a tirar uma foto com eles mimando e alimentando um de seus filhotes, no colo, junto à sua mãe selvagem.

32


Turismo Acredite, poderemos também visitar a cidade dos elefantes e passear com eles ou ainda desafiar alguns crocodilos em seu hábitat. Pretória, capital administrativa da África do Sul, é deslumbrante: cidade dos jacarandás, imponentes jardins e avenidas floridas, mas também a discutível, enigmática e polêmica Johanesburgo, com suas antigas minas de ouro e palco histórico de um sofrido apartheid. Johanesburgo é uma metrópole, uma das três capitais do país e que merece ser conhecida. Cidade de muitos shoppings, compras, bons hotéis e cassinos. Em diversas regiões, podemos ainda desfrutar o charme de viagem no lendário e tradicional Blue Train (Trem Azul), conhecido como mais luxuoso que o Orient Express. Seus passageiros viajam na elegância e conforto ao mesmo nível dos melhores hotéis do mundo. Não poderemos deixar de citar Durban, localizada no Oceano Índico. Com um clima quente, tem em suas ótimas praias, com águas mornas o ano todo, uma grande corrida turística, muito procurada pelos praticantes de surfe. Local de um dos maiores e mais importantes portos africanos, possui muitas opções de diversão e grande vida noturna. No mais, é explorar, desvendar cada cidade, aproveitar o acolhimento do povo e a beleza do lugar.

Edson Reis

edsonreis@acantustur.com

Foto: Safari - ca

ssidytravel.ie

Foto: Cape Town

- southafrica.be

33


Garimpo

Garimpo Esta nova seção da Casa Barra trará sempre novidades do mercado de design e decoração. Peças arrojadas, grandes sacadas, produtos que esbanjam muito estilo e criatividade. Dicas, modernidade, art déco, vintage, enfim, o belo, simples, delicado, independente da sua tribo. Envie a sua sugestão para a nossa editora, escreva para: jornalismo@idesigncom.com.br.

1

A By Floor acaba de receber da marca francesa Casamance a coleção de papel de parede Meridienne, composta por seis modelos de estampa – Cinabre, Galéne, Ghali, Grés, Lazure e Manganite. O modelo Ghali é uma releitura contemporânea, em cores e traços estilizados, dos tradicionais tapetes da região. Quer saber mais? Visite o site: www.byfloor.com.br.

Tapetes iranianos tradicionais inspiram estampas descoladas de papel de parede.

2 34

A Ekko Revestimentos acaba de lançar um serviço chamado MY PRINT, que permite personalizar estampas de revestimentos de piso ou parede da marca espanhola Dune através de imagens impressas digitalmente. O cliente escolhe uma foto digital qualquer, define o material e o formato do revestimento (que pode ser em cristal, pastilha ou cerâmica esmaltada ou fosca) e informa a área total onde o material será aplicado. É possível, inclusive, imprimir sobre fundo de piscina ou box de banheiro, já que a superfície é totalmente à aprova d’água. Saiba mais em www.ekkorevestimentos.com.br.


Garimpo

Estampas personalizadas para piso ou parede

3

Confira, na Novo Ambiente, os revisteiros e lixeiras RAILO, feitos em metal pintado assinado pelo designer finlandĂŞs Mikko Laakkonen para a italiana Casamania. Arte para os detalhes. Confira em www. novoambiente.com.

Arte e design nos pequenos objetos da casa

35


Barra, Recreio e regiao

Rock in Rio: mudança no trânsito

A Prefeitura apresentou esquema especial de trânsito e transporte para o Rock in Rio, até 22 de setembro, na Cidade do Rock, na avenida Salvador Allende. O acesso do público acontecerá apenas por ônibus, porque todo o entorno da Cidade do Rock ficará interditado das 11 horas de sexta-feira até as 5 horas da manhã de segunda-feira, nas duas semanas do Festival. As avenidas de acesso ao local estarão bloqueadas ao tráfego de carros, táxis e vans. Além disso, não haverá estacionamentos próximos. Apenas ônibus, que terão a frota reforçada, poderão acessar o local. O subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed Monteiro, explicou que os moradores terão o direito de ir e vir e receberão adesivos para poder entrar e sair, por caminhos predeterminados, como aconteceu na última edição do Rock in Rio. Para os moradores, o esquema será semelhante ao adotado na edição de 2011. Os condomínios do entorno receberão adesivos de acordo com o número de carros de seus moradores. Cada área terá uma cor, que dará acesso a um caminho predeterminado para entrar e sair de casa. Na coletiva de imprensa, que aconteceu no dia 20/08, estavam presentes o secretário de Transportes, Carlos Roberto Osório, a presidente da CET-Rio, Claudia Secin, o diretor de Operações da CET-Rio, Joaquim Dinis, e o subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed.

36

Principais interdições | Das 11h do dia 13/09 (sextafeira) às 5h do dia 16/09 (segunda-feira); das 11h do dia 19/09 (quinta-feira) às 5h do dia 20/09 (sexta-feira) e das 11h do dia 20/09 (sexta-feira) às 5h do dia 23/09 (segunda-feira), serão interditadas as seguintes vias: • Avenida Salvador Allende, entre a avenida das Américas e a estrada dos Bandeirantes • Avenida Embaixador Abelardo Bueno, da avenida Canal Arroio Pavuna até a avenida Salvador Allende • Avenida Olof Palme, da estrada dos Bandeirantes até a avenida Salvador Allende • Rua Abrahão Jabour, entre as avenidas Olof Palme e a Salvador Allende • Rua Pedro Calmon, entre a rua Abrahão Jabour e a avenida Salvador Allende • Via Inominada, entre a estrada dos Bandeirantes e a rua Abrahão Jabour Além de moradores credenciados, somente os ônibus regulares e os veículos oficiais passam pelos bloqueios. Nesse mesmo período, a avenida Canal Arroio Pavuna ficará com sentido único da avenida Embaixador Abelardo Bueno para a estrada dos Bandeirantes. A estrada Pedro Correia terá duas mãos, sendo em direção à avenida Abelardo Bueno para todos os motoristas, e no sentido contrário apenas para os moradores.


A QUALIDADE QUE VOCÊ PROCURA, COM TODO REQUINTE QUE VOCÊ MERECE.

LOJA CONCEITO CasaShopping Rio de Janeiro/RJ (21) 2108-8217

trancarte.com.br


Barra, Recreio e regiao

ATENÇÃO | O trecho da avenida Salvador Allende em frente à Cidade do Rock e ao Riocentro ficará totalmente interditado e dedicado ao público, não sendo permitida a circulação nem mesmo de viaturas oficiais ou veículos de moradores. ROTAS ALTERNATIVAS Com as interdições da avenida Salvador Allende e de parte da avenida Embaixador Abelardo Bueno, os veículos que normalmente trafegam por estas vias deverão utilizar as seguintes rotas alternativas: • RECREIO-JACAREPAGUÁ | Os veículos provenientes do Recreio com destino a Jacarepaguá deverão utilizar as avenidas Lúcio Costa, das Américas e Ayrton Senna. • CURICICA-RECREIO DOS BANDEIRANTES | Os veículos provenientes de Curicica deverão utilizar a estrada dos Bandeirantes, estrada Marechal Miguel Salazar Mendes de Morais, avenida Ayrton Senna, avenida Lúcio Costa, avenida Gláucio Gil e avenida das Américas. • CENTRO (VIA LINHA AMARELA)-VARGENS | Os veículos provenientes do Centro, pela Linha Amarela, deverão utilizar as avenidas Ayrton Senna, Lúcio Costa, Gláucio Gil e das Américas, e as estradas Benvindo de Novais e dos Bandeirantes.

38

Como segunda opção de rota, os veículos com destino às Vargens também poderão utilizar a rota avenida Lúcio Costa, estrada Vereador Alceu de Carvalho, estrada do Rio Morto e estrada dos Bandeirantes. • PARA OS MORADORES | Os moradores do entorno da Cidade do Rock serão credenciados pela Subprefeitura da Barra e Jacarepaguá e deverão acessar suas residências por pontos específicos, que serão informados durante o processo de credenciamento. O acesso será feito apenas com credencial, que deverá obrigatoriamente ser afixada no para-brisa do veículo. Devido ao grande número de pedestres na área bloqueada, é pedido aos moradores que, sempre que possível, evitem circular de carro. O subprefeito Tiago Mohamed visitará os principais condomínios para explicar o esquema de trânsito e de cadastro dos veículos dos moradores.


Filosofia chinesa

Feng shui

harmonização da casa

Cynthia Mendes

Professora e consultora de feng shui | 18 anos de trabalho www.facebook.com/rajhy.mendes “É importante equilibrar os elementos dentro da casa, para uma saudável fluidez da saúde dos moradores.”

Deixar um ambiente bem decorado, aconchegante e carregado com boas energias é um sonho de consumo. Para que isso seja possível, há algum tempo uma técnica vem ganhando popularidade. Conhecida como feng shui, ela é responsável por manter as influências positivas que supostamente estariam presentes no espaço e redirecionar as negativas a fim de beneficiar seus usuários. Cynthia Mendes, também conhecida como Rajhy, é professora e consultora de feng shui e harmonização de ambientes, com vasto currículo e 18 anos de experiência. Especializada em transformação de energias na Osho University, em Poona, Índia, ela conta que o feng shui é uma arte milenar chinesa que indica os destinos e as direções mais favoráveis por meio de um número, kua, que é calculado a partir da data de nascimento. Após esse número ser obtido, pode-se saber qual posição cardeal mais benéfica para a pessoa. Isso vai influenciar o posicionamento dos objetos da casa. Com esse método, Cynthia relaciona os pontos cardeais com oito partes da casa: quatro auspiciosas e outras quatro não auspiciosas. Dessa forma, o que for de auspicioso ela ativa. Para isso, são colocados alguns elementos que possam contribuir para a limpeza energética do ambiente.

40

Apesar dos esforços, a consultora explica que tanto o yin quanto o yang, que representam o negativo e positivo na filosofia chinesa, são necessários juntos para criar energia. “Mas não quer dizer que eu vou anulá-la. Eu só vou enfraquecer o ruim para ativar o melhor”, afirma Cynthia. A bússola é um dos instrumentos que, acompanhado desEsta é a área que está ligada ao relacionamento e ao amor do casal. Por isso, o ambiente foi decorado com pares de coroas, luminárias e corujas, que representam os dois moradores.


Filosofia chinesa Neste ambiente, tudo que tiver a ver com a felicidade deve ser valorizado para melhorar a vida do casal. Duas gaiolas foram posicionadas para representar o casal. Além disso, cores como branco, preto e prata foram adicionadas para ajudar a ativar o cômodo positivamente.

sas informações, definirá o mapa do feng shui de quem quer energizar a vida de uma forma mais positiva. Nunca um cálculo de uma pessoa vai ser igual ao de outra. Foi o que aconteceu com Isabela Garcez, decoradora, que decidiu aderir à técnica chinesa com a ajuda de Cynthia. Ela vive com o marido, André Sautino, que teve que fazer também o seu mapa, pois o seu kau é diferente do dela. Para ela, o feng shui é como se fosse um complemento de um trabalho que ela já faz. Por isso, ela reconhece que há lugares que precisam ser mais aperfeiçoados, harmonizados e ter mais equilíbrio. “Eu faço isso sozinha com minha intuição, mas às vezes eu preciso da orientação dela para me pontuar em certos aspectos”, declara Isabela. No apartamento do casal, na Barra da Tijuca, o quarto escolhido para eles não foi o melhor, de acordo com o estudo feito. Eles passaram a dormir no quarto de hóspedes, onde a decoradora relata se sentir melhor. “Eu

acordo melhor, com menos dor nas costas e mais leve”, descreve. No caso de André, essa adaptação aconteceu de maneira tranquila, pois ele diz acreditar muito na técnica. “Tudo isso tem a ver com sensibilidade. Se um trabalho confirma uma coisa que você percebe que melhora a nossa vida, ele nos conquista”, confessa. O resultado trazido pelo feng shui fez tão bem a André que ele o implementou em seu restaurante. Há também a “escola da estrela voadora”, que defende que em 2013, considerado o ano 5, as casas devem ter uma placa ou um objeto de cobre no centro dela. A consultora alerta que isso deve ser feito, porque este é um ano em que todas as coisas ficam muito amarradas e difíceis. “Esse número está ligado com acidentes e imprevistos. No caso da Isabela, neste ano, aquela posição do quarto de lá é o melhor pra ela”, afirma Cyntia. Ela também diz que tem gente que não pode fazer esse tipo de mudança, mas tudo é possível.

41


Filosofia chinesa “Nesse caso, é feita uma cura com placas de radiestesia”, declara a consultora. Isabela aconselha outras pessoas a utilizarem a técnica chinesa em suas casas, pois, para ela, quem não é tão sensível e quer trocar os móveis do lugar de uma forma harmoniosa precisa da ajuda de algum profissional que a guie nessa tarefa. “A troca de energia existe realmente, porém, como para tudo na vida, você tem que fazer e acreditar”, argumenta a decoradora. Cynthia fortalece o que é dito por Isabela através do que ela ouve de quem passa por essa experiência: “O resultado é a pessoa se sentir mais ativa e focada”.

42

O quarto do casal já mudado para o quarto de hóspedes e decorado com o auxílio do feng shui. A cor vermelha em alguns objetos é favorável à relação amorosa.


Filosofia chinesa

AndrĂŠ Sautino e Isabela Garcez

BĂşssola utilizada por Cyntia no feng shui


Sua casa

O que faz sua casa especial? Ana Adriano

Designer de interiores ana_adriano@uol.com.br Ana Adriano - Design de Interiores

Folheando uma revista de decoração antiga, me deparei com um título interessante: “O que faz sua casa ser especial”. Esse título me chamou a atenção pelo fato de ser o MEU ponto de partida nos projetos. Em minha primeira entrevista, tento entender o que faz uma casa especial para cada pessoa.

44

Algumas pessoas querem que sua casa seja o ponto de encontro dos amigos, aquele lugar especial, onde todos se sintam muito à vontade, confortáveis e tenham liberdade para cozinhar, ver o jogo de futebol... Outras pessoas querem um ninho, um lugar onde possam se sentir abrigadas da correria diária e onde des-


Sua casa cansem, sem muitas pessoas, sem muita interferência do exterior, a não ser a permitida por elas mesmas. Outras ainda iniciam uma família, com bebês, e necessitam de um lar seguro para essas pequenas criaturas. Muitas vezes juntam-se dois perfis – o marido gosta de receber a turma, e a esposa tem os filhos pequenos. Esse primeiro encontro é o nosso maior desafio. É nesse momento que nosso projeto nasce e, com um deslize em nossa percepção das necessidades do cliente, ele será mais longo ou mais difícil. Nossa casa é nossa referência, o lugar de recarregar energias, de nos prepararmos para as lutas de todos os dias. Precisamos chegar em casa e nos sentir livres. A casa tem que ter a nossa cara, tem que atender as nossas necessidades. A casa da pessoa que gosta de receber tem que ser prática, com tudo à mão, tem que ter um espaço para

drinques, sofás amplos ou muitos assentos (mesmos que sejam pufes) para acomodar a turma na hora do jogo, filme ou bate-papo. A casa-ninho deve ser a extensão da alma do morador. Ter sua personalidade estampada, seus hábitos visíveis. E para a casa com bebês? Segurança, acima de tudo! Telas nas varandas e janelas, protetor de tomadas, quinas arredondadas, armários com chaves e todas as dicas de segurança que já conhecemos. Depois que captamos em que grupo ou grupos os clientes se encaixam é que começamos a desenvolver o projeto, para que consigamos atender as expectativas de cada um. Se deixarmos passar um detalhe, muitas vezes, recomeçamos do zero... O que faz sua casa especial?


Esporte

No Pepê,

a bola é delas!

A prática de esportes é uma excelente forma de manter a saúde e o corpo em dia, e quando é possível conciliar a prática esportiva ao contato com a natureza, ao ar livre, é ainda melhor. Esse é um dos objetivos das aulas de beach soccer da Escolinha do Pepê. E nesta edição, vamos falar da turma feminina criada em 2008. “Nas aulas das meninas, eu privilegio a parte recreativa e o aprimoramento do condicionamento físico”, explica o professor, André Pittioni. Para André, a chance de poder praticar esporte ao ar livre é uma ótima forma de se manter saudável. “Além disso, concilia saúde, lazer numa só ativida-

46

de”, conclui. As meninas já participaram da alguns amistosos, e a Escolinha recebe excursões de países como Estados Unidos e Canadá. Maria Fernanda tem 22 anos e pratica o beach soccer há dois. Ela conta que sempre gostou de futebol e, como mora perto, sempre passava pela praia e via a aula rolando. Um dia decidiu participar. Maria Fernanda entrou na Escolinha com a irmã e uma amiga, mas conta que só ela permaneceu. “Elas são preguiçosas, eu saio daqui morta, mas gosto muito de jogar”, diz ela, que ainda pratica muay thai e surfe.


Esporte

Serviço: Dias e horários: terças e quintas, das 20h às 21h30 Local: Av. Pepê, em frente ao número 1.596


www.madriopisos.com.br

Pisos vinílicos, laminados, madeira, persianas, cortinas, painéis, drywall, rebaixamento, forro mineral e isolamento acústico.

Orçamentos sem compromisso

21

3905-8000 aceitamos:


Decoracao

Decoradora

home-art Meire Martins

Diretora de arte www.dcolecao.com.br

“A aquisição de obras de arte é uma forma de investimento. Você as adquire por um valor e nunca venderá por menos, sempre por mais.”

Apreciar e consumir arte não se restringem apenas a museus e centro culturais. Hoje já é possível contar com o melhor da produção artística contemporânea dentro da nossa casa, na parede do seu escritório ou na sala de jantar. A decoradora Meire Martins é uma consultora de ambientes que busca na arte a tradução da personalidade de seus clientes. Através da seleção e garimpo de obras de artistas emergentes paulistas, cariocas, mineiros e nordestinos, a “D Curadora de Artes”, como prefere ser considerada, compõe cenários personalizados para clientes que não possuem familiaridade com arte, mas pretendem investir nesse tipo de mercado. Meire seleciona fotografias, telas, esculturas, grafismos e toda a diversidade da produção artística contemporânea para compor seus espaços.

50


Decoracao O grande diferencial do trabalho da Meire é a possibilidade de disponibilizar uma simulação das peças de arte no ambiente escolhido pelo cliente. “Eles me enviam a foto do cômodo vazio, e eu preencho com as obras que recomendo. Assim, eles podem ver como ficaria sem precisarmos deslocar as peças e furar paredes”, explica. Além disso, para os clientes que preferem escolher as próprias peças, a decoradora oferece um catálogo on-line, em que o cliente pode optar pela peça a partir do visual e depois, caso seja sua vontade, ver a peça pessoalmente.

51


Decoracao

Formada em Design de Interiores, Meire Martins se considera uma “consultora virtual” e fala um pouco sobre obras de arte. “A aquisição de obras de arte é uma forma de investimento. Você as adquire por um valor e nunca venderá por menos, sempre por mais. Trabalho com artistas em ascensão. Dessa forma, as peças não têm preços exorbitantes e tendem a se valorizar muito ainda”, afirma. Segundo ela, as peças oferecidas pela DColeção custam entre R$ 300 e R$ 20 mil, em média.

52


Decoracao As peรงas expostas no escritรณrio sรฃo de artistas plรกsticos como Eraldo Motta, Cristiane Geraldelli, Gustavo Noce, Sonia Wysard e Eraldo Haddad.


Lazer

Polo Gastronômico

do Recreio

Publicado no Diário Oficial do Município, o prefeito Eduardo Paes criou o Polo Recreio – Gastronomia e Lazer, que passa a fazer parte do programa “Polos Rio”. O novo espaço de lazer começa no encontro da avenida das Américas com a estrada Vereador Alceu de Carvalho, e se prolonga até as avenidas Alfredo Baltazar da Silveira, Pedro Moura (avenida do Contorno) e Lúcio Costa, até as estradas do Pontal e Vereador Alceu de Carvalho. A Prefeitura irá ordenar a criação do polo, observando, além da preservação, o livre trânsito de veículos e pedestres, harmonia estética, indicadores dos estabelecimentos participantes, repressão ao comércio ambulante irregular, melhoria da iluminação pública e limpeza das vias. Esse trabalho tem por objetivo tornar o Polo Recreio uma área de qualidade, sendo reconhecido por sua excelência em gastronomia, pela diversidade de produtos e atendimento diferenciado.

Foto: wikipedia

O Programa Polos do Rio é uma parceria da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário, Associação Comercial do Rio de Janeiro, Banco do Brasil, Fecomércio-RJ, SindRio e Sebrae-RJ.

O Recreio é um bairro verde, nele se encontram amplos parques e reservas ambientais, como Parque Chico Mendes, Parque Marapendi, Parque Municipal da Prainha, bosques e praças bem arborizadas, entre elas a Praça Tim Maia, na Pedra do Pontal. A natureza aqui é exuberante, praias paradisíacas, que atraem o carioca que quer fugir da agitação das praias da Zona Sul. Agora com o Polo Gastronômico, o Recreio, que já nasceu com vocação turística, passa a fazer parte da rota de lazer da cidade.

56


“Os Profissionais e o Ambiente que Vocês Merecem”

Ampliamos nossas instalações e criamos um novo modelo de negócio, onde iremos fornecer serviços de qualidade, ao menor tempo possível num ambiente requintado com identidade de moda inspirada em salões europeus.

JF BOUTIQUE SALON: Pronto atendimento, qualidade, praticidade, agilidade, confiabilidade, além da costumeira atenção ao cliente. Venham conhecer o nosso salão, se surpreender com essa nova experiência, pois garantimos que serão valorizados por nossa equipe de profissionais.

Agendamento: 2494-9048 | 3152-9608 | 8102-4019 Shopping Cittá América, loja 115P - Av. das Américas, 700 - Barra da Tijuca Segunda a Sábado, de 08 às 20h

www.jfboutiquesalon.com contato@jfboutiquesalon.com JFBoutiqueSalon


Chas

Leve, saudável

e gostoso

O bom e velho chá. É a segunda bebida mais consumida no mundo (só perde para a água). Estima-se que diariamente são saboreados mais de 3 bilhões de xícaras de chá. No Tibete, por exemplo, a bebida é considerada sagrada. Na Inglaterra, a hora do chá também é sagrada, e remete-se à pontualidade britânica. Do simples chá da vovó ao Cerimonial do Chá (japonês), há muitas receitas, curiosidades, além de diversas pesquisas que comprovam a eficácia da bebida para a saúde. Confira.

58

Chá verde | Utilizado para facilitar a digestão, como antioxidante, para aumentar as defesas da pele, redutor do colesterol. Há um estudo de 2011, feito no Reino Unido, que mostra que a bebida protege o cérebro contra o mal de Alzheimer, e o corpo contra o câncer. Será? O chá verde é rico em cafeína e, se tomado em excesso, por prejudicar a sua saúde. Segundo a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO), o ideal é tomar três xícaras por dia.


Chas Chá branco | O sabor mais agradável e menos amargo do chá branco ganha adeptos em todo o mundo. Por ser menos processado, as suas folhas concentram um maior teor de polifenóis. O Instituto Linus Pauling, ligado à Universidade do Oregon, nos EUA, mostrou em experimentos com ratos de laboratório que, ao tomar chá branco, os ratos desenvolveram um número significativamente menor de pólipos pré-cancerosos gastrointestinais.

acompanhamento para uma conversa gostosa, ou um momento só seu, de leitura. Invente, escolha o jeito preferido de pincelar o seu dia com esse sabor, aroma e todas as propriedades para ficar muito mais de bem com a vida.

Os estudos ligados às propriedades benéficas do chá ainda estão avançando. A bebida pode ser integrada a um estilo de vida saudável, com dieta equilibrada e prática de exercícios regulares. Os tipos e sabores são variados, tem para todos os gostos. Para que se tenha o efeito desejado, o melhor é escolher as folhas frescas em vez de versões industrializadas. Chá emagrece, fortalece, faz bem à saúde e pode ser um momento de grande prazer entre amigos. O

59


Chas Camomila | Alivia dores de cabeça e tem efeito calmante. Segundo estudos da Unicamp, a bebida é aliada natural contra a TPM. A pesquisa, que analisou 1.053 brasileiras, revelou que a erva e o chá de maracujá aliviam crises nervosas e sintomas de ansiedade. A camomila também ajuda a combater a olheira. Experimente usar compressas de chá frio de camomila por 10 minutos no local e comprove o resultado. Chá vermelho | É o mais novo aliado para quem busca beleza e saúde. Ele vem sendo usado por muita gente para reduzir o peso, prevenir doenças e retardar o

envelhecimento. De origem asiática, é uma variação do chá verde, que ganha outras características depois da maturação. As folhas contêm proteínas, glicídios, ácido ascórbico, vitaminas do complexo B, cafeína e polifenóis. O seu consumo acelera o metabolismo do fígado, favorece a diminuição do colesterol, é depurativo, antidepressivo e facilita a digestão. Propriedades que promovem a queima de gordura e, consequentemente, o emagrecimento. O ideal é beber no máximo 900 ml/dia – em média três xícaras, após as refeições.

“A cerimônia do chá, conhecida como chanoyu em Japonês, é um passatempo estético peculiar ao Japão que se caracteriza por servir e beber o matcha, um chá verde pulverizado. De acordo com a história registrada, o chá foi introduzido no Japão, por volta do século 8, originário da China, onde o chá era conhecido desde o Período da Dinastia Han Oriental (25-220DC). O matcha, conforme é usado na cerimônia do chá de hoje, ainda não era conhecido naquela época. Não foi senão no fim do século 12 que o matcha foi trazido ao Japão, vindo da China da Dinastia Sung. Todavia, o chá era muito precioso e, embora usado principalmente como bebida, era considerado, também, remédio. O costume de beber matcha, gradativamente, difundiu-se não só entre os sacerdotes de Zen, mas também no seio da classe superior. A partir de cerca do século 14, o matcha também era usado num jogo chamado tocha. Tratava-se de um divertimento de salão no qual os convidados, depois de provarem de várias xícaras de chá produzido em diversas regiões, eram chamados para escolher a taça contendo o chá da melhor região produtora de bebida. Os que acertavam na escolha recebiam prêmios. Como esse jogo se tornou moda, as plantações de chá começaram a florescer, especialmente no distrito de Uji, nas proximidades de Kyoto, onde o chá de melhor qualidade ainda é produzido.” (Adaptado de: Embaixada do Japão no Brasil).

60


Educacao

crescer

com arte

Um novo circo para as crianças chegou à Barra, mas esse não é dos comuns. Inaugurado em abril deste ano no Península Mall, o Club Circus é um centro de desenvolvimento infantil que ensina e educa através da filosofia da arteeducação circense. A gerente de projetos, Marcella Castro, explicou por que escolheu esse tema. “O circo é palco para todas as artes e culturas. Além disso, trabalha a inclusão, socialização e também habilidades e valores emocionais e éticos”. Marcella é formada e pós-graduada em Gerência de Projetos e aplica seus conhecimentos da área no Club Circus. O objetivo principal desse centro de desenvolvimento infantil – um conceito novo aqui no Brasil, mas que já existe lá fora, segundo Marcella – é trabalhar o desenvolvimento da criança a partir da linha pedagógica das inteligências múltiplas. “Essa linha define seis inteligências múltiplas a serem de-

61


Educacao

senvolvidas. Basta o estímulo para que isso aconteça, e a infância é a melhor etapa para esse desenvolvimento”, explicou. Para ela, o tema circense é lúdico e remete à questão do sonho, ideal para trabalhar com as crianças de 6 meses a 11 anos. A meta para o Club Circus é otimista: torná-lo um centro de referência de cultura e desenvolvimento infantil. “O objetivo não é só brincar, mas acrescentar cultura”, destacou Marcella. Todos os profissionais são especializados em suas áreas de atuação. O Club trabalha com temas quinzenais, que são trabalhados nas aulas. Alguns temas já abordados foram: França, em que as crianças conheceram um pouco sobre Picasso e Monet; Festividades Juninas, em que aprenderam sobre Gonzaguinha; e Itália, em que os pequenos fizeram atividades relacionadas a Da Vinci.

62


As atividades são separadas por faixas etárias, que, seguindo a temática circense, são divididas em trupes diferentes. Os bebês de até 1 ano e 2 meses iniciam com a musicalização e a psicomotricidade. A primeira trupe agrupa crianças de 1 ano e 2 meses até 2 anos. Chamada de Trupe do Salto, os pequenos trabalham com artes plásticas e teatro, além das atividades que já trabalhavam antes (psicomotricidade e musicalização). A partir dessa idade, as trupes trabalham tudo isso, e as atividades de circo começam a partir dos 5 anos. As outras trupes são: Trupe da Pirueta (de 2 a 3 anos), Trupe da Cambalhota (de 3 a 5 anos), Trupe dos Artistas (de 5 a 7 anos) e Trupe dos Malabaristas (7 a 11 anos).


Diversão e arte

Vanessa da Mata canta Tom Jobim “Esse teu olhar Quando encontra o meu Fala de umas coisas que eu não posso acreditar... Doce é sonhar, é pensar que você, Gosta de mim, como eu de você...” Tom Jobim 66

Foto: Divulgação

Cinema, teatro, casas de shows, parques, praia, trilhas... a Barra da Tijuca tem opção de lazer para todas as tribos. Escolha o seu programa e aproveite o melhor da temporada.


Programe-se

Teatro

Orquestra Sinfônica Brasileira | Linda Bustani, premiada em diversas competições musicais, é uma das pianistas sul-americanas de maior projeção internacional. Já conquistou o Prêmio Carlos Gomes, e suas interpretações das obras de Schumann alcançaram ótima reputação em diversos países. A pianista apresenta o Concerto em Lá Menor, do compositor alemão junto à OSB. Ópera e repertório sob a regência do maestro Roberto Duarte. Teatro Bradesco Village Mall. 21 de setembro, às 16h. FLICTS | Primeiro livro infantil escrito pelo mestre Ziraldo, em 1969, Flicts ganha nova montagem musical, baseada na adaptação de Aderbal Freire-Filho, e reestreia no dia 3 de agosto, no Teatro dos Grandes Atores, no Shopping Barra Square. Dirigida por Rodrigo Rosado e com direção musical de Tauã Delmiro, a peça narra a história de uma cor chamada Flicts. Teatro dos Grandes Atores. Até 29 de setembro – sábados e domingos, às 17h. Comédia em Pé | Humor rasgado, que reúne um grupo da pesada e muito sem noção. A trupe se apresenta sem o apoio de maquiagem, figurino, luz ou atores coadjuvantes. Microfone, texto e muita irreverência. Cláudio Torres Gonzaga, Fernando Caruso, Smigol e Victor Sarro dão um show de humor como há muito não se via. Teatro dos Grandes Atores. Até 30 de setembro – sextas e sábados, às 21h; domingos, às 20h.

Shows

Cinema

Dicas de cinema: www.cinepop.com.br

Jobs | A história da ascensão de Steve Jobs, de rejeitado no colégio até tornar-se um dos mais reverenciados empresários do universo da tecnologia no século 20. A trama passa pela jornada de autodescobrimento da juventude, pelos demônios pessoais que obscureceram sua visão e, finalmente, pelos triunfos que transformaram sua vida adulta. Ashton Kutcher vive Steve Jobs. Dermot Mulroney será Mike Markkula, primeiro executivo a acreditar na visão de Jobs e investir na Apple, em 1976. Josh Gad interpretará Steve Wozniak, criador dos computadores Apple. Ahna O’Reilly vai interpretar Chris-Ann Brennan, primeira namorada e mãe da filha de Jobs. Lançamento: 6 de setembro. A Família | A história acompanha um mafioso norteamericano (De Niro) que mora com sua família, os Manzoni. Ele está sob o serviço de proteção a testemunhas do FBI, e tentam recomeçar a vida em uma pequena cidade. Porém, velhos hábitos são difíceis de ser erradicados. Pfeiffer vive sua esposa. No elenco: Michelle Pfeiffer, Robert De Niro, Tommy Lee Jones, Anthony Mangano, David Belle, Dianna Agron, Domenick Lombardozzi, Dominic Chianese, Gino Cafarelli, Greg Antonacci, Jon Freda, Joseph Perrino, Paul Borghese, Ricardo Cordero, Vincent Pastore. Lançamento: 13 de setembro.

Vanessa da Mata | Canta Tom Jobim. No repertório, músicas do grande compositor brasileiro. Vanessa vai interpretar Fotografia, Esse Teu Olhar, Falando de Amor, Só Tinha de Ser, Chovendo na Roseira, Lamento do Morro e Samba de Uma Nota Só. Citibank Hall – 27 e 28 de setembro, às 22h15. O Rappa | Com letras de forte impacto social, muito reggae e rock, incorporando também elementos da MPB, samba e rap, a banda lança novo CD depois de cinco anos: dez músicas novas no álbum Nunca Tem Fim. Citibank Hall – 4 e 5 de outubro, às 22h15.

Envie a sua dica de lazer para terezadalmacio@idesigncom.com.br


Teatro

Cláudio Gonzaga Bastos, Fernando Caruso, Smigol e Rafael Sarro (ausente na foto) completam o time atual do Comédia em Pé.

68


Teatro A programação para quem quer aproveitar o fim de semana perto de casa está recheada, como você já viu. A nossa reportagem foi ao teatro assistir a uma comédia rasgada que está em cartaz há muito tempo e tem fôlego para mais alguns anos. Conheça esse time, a história do espetáculo e como tudo começou.

time de stand-up é feito por amigos. Todos nós nos conhecemos. No início, trocávamos e-mails, nos comunicávamos para contar o que deu certo e o que não deu”, diz. Cláudio, Caruso, Rafael Sarro e Smigol formam o elenco atual na nova temporada do Comédia em Pé, o Comédia em Pé – Bônus Track.

Comédia em Pé é uma grande sacada de Cláudio Gonzaga Bastos, que em parceria com alguns amigos, reuniu os melhores comediantes de stand-up comedy do país. Com oito anos de existência, o grupo já passou por várias formações e acumulou em seu histórico atores do porte de Fábio Porchat, Léo Lins e Paulo Carvalho, além de um número enorme de convidados que apareceram para abrilhantar ainda mais a peça.

O Bônus Track dá um tom mais cômico à nova formação. No início do espetáculo, Cláudio e os outros atores respondem, de forma hilária, a perguntas que envolvem a profissão de algumas pessoas da plateia. Para aumentar a participação, quem faz a pergunta é o próprio profissional da área. Feito isso, em um quadro no canto do palco, os atores escrevem palavras, também escolhidas pelo público. Resumindo, interação total e gargalhada de chorar de rir, literalmente.

De acordo com Cláudio, o critério para a escolha dos convidados é “oferecer ao público um bom espetáculo”. Já Fernando Caruso, que integra o elenco, diz que a união dos comediantes é fundamental. “O primeiro

O improviso e a criatividade também dão o tom e fazem da apresentação um programa para refrescar a cabeça, relaxar e se divertir.

69


Teatro nária, que consiste em casos comuns do dia a dia, e o extraordinário, que é algo incomum aos demais, mas que você torna interessante de se contar”. Seja com piadas ordinárias ou extraordinárias, o texto, segundo Caruso, deve fazer com que o público se sinta íntimo de quem está apresentando: “O bom é quando a gente conta algo e percebe que realmente as pessoas já vivenciaram aquilo, temos a impressão de que, saindo da peça, eles vão para o bar contar os casos”. E é assim que o stand-up comedy vem ganhando o país. “O stand-up está com um fôlego bom”, finaliza Caruso.

Guilherme Cosenza No stand-up, cada ator é responsável pelo seu próprio texto. “Gosto de pegar algo engraçado do meu dia a dia na hora de escrever o texto. O pessoal que é mais ‘faixapreta’ no assunto, como o Caruso, o Cláudio e o Rafael, têm o hábito de sentar e escrever, imaginar a cena. No meu caso, eu gosto mais de observar as coisas em volta e aí sim escrever algo divertido”, conta Smigol. Cláudio ainda explicou que existem diversos nichos para se escrever um stand-up: “Você tem a parte ordi-

Comédia em Pé – Bônus Track Teatro dos Grandes Atores Shopping Barra Square Sexta e sábados, às 21h; domingos, às 20h

70


71


72


73


74


Casa Barra Edição 6  

Revista Casa Barra - Edição 6