Page 1

Ano I - Nº 04

Cozinha gourmet

Prazer para todas as idades

Férias escolares Pais e filhos em ritmo de aventura

Cinema em casa

Diversão para toda a família

Varandas A arte brasileira dá o tom


Distribuicao Casa Barra

A revista é distribuída em 58 condomínios residenciais da Barra da Tijuca Periodicidade: mensal | 4ª edição: julho/2013 | Tiragem: 7.000 exemplares ALAMEDA DOS EUCALIPTOS | 60 CASAS Associação de Moradores Américas | 27 casas BLUE HOUSE | 100 CASAS CONDOMÍNIO AMALINDA | 220 CASAS CONDOMÍNIO ENGENHEIRO NEVES DA ROCHA | 45 CASAS CONDOMÍNIO IPOSEIRA | 65 CASAS CONDOMÍNIO JARDIM LAGOA MAR NORTE | 85 CASAS CONDOMÍNIO JARDIM MARAPENDI | 180 CASAS CONDOMÍNIO PARK OF BARRA | 80 CASAS CONDOMÍNIO PORTILHO DO MASSARU | 70 CASAS Condomínio Quality | 25 casas CONDOMÍNIO RESERVA ITANHANGÁ | 40 CASAS CONDOMÍNIO VILA DO GOLFE | 40 CASAS CONDOMÍNIO VIVENDAS CAÇA E PESCA | 80 CASAS CONDOMÍNIO VIVENDAS DA BARRA | 150 CASAS CONDOMÍNIO VIVENDAS Nº 3.200 | 100 CASAS CONDOMÍNIO WEEK END | 144 CASAS COSTA BRAVA | 250 CASAS CRISTAL LAKE | 120 CASAS Del Lago | 50 casas GREENWOOD PARK | 177 CASAS INTERLAGOS DE ITAÚNA | 300 CASAS

06

JARDIM BARRA DA TIJUCA TOTAL | 60 CASAS JARDIM CLUBE DA BARRA | 120 CASAS JARDIM DO ITANHANGÁ | 201 CASAS JARDIM IBIZA | 60 CASAS JARDIM NOVA BARRA | 100 CASAS MALIBU | 125 CASAS MANDALA | 70 CASAS MANSÕES | 220 CASAS Martins de Mesquita | 34 casas (itanhangá) NOVA IPANEMA | 107 CASAS NOVO LEBLON | 189 CASAS PARK PALACE | 85 CASAS PEDRA DE ITAÚNA | 130 CASAS PORTO DOS CABRITOS | 80 CASAS Pruência do Amaral | 25 casas (Itanhangá) QUINTAS DO RIO | 95 CASAS RECANTO DO BOSQUE | 36 CASAS Residências do Sol | 90 casas RIO MAR | 351 CASAS SAINT TROPEZ | 120 CASAS SAN DIEGO | 34 CASAS SANTA HELENA | 180 CASAS SANTA LÚCIA | 25 CASAS SANTA MARINA | 230 CASAS SANTA MÔNICA | 180 CASAS SANTA MÔNICA CLASSIC HOUSE | 64 CASAS SANTA MÔNICA JARDINS | 80 CASAS SANTA MÔNICA PERSONAL | 38 CASAS santa mÔnica personal house | 25 casas SANTA MÔNICA SUL | 66 CASAS SANTA MÔNICA TOWN HOUSE | 90 CASAS VILLAGE OCEANIQUE | 160 CASAS Villagio Felicità | 23 casas VIVENDAS DO BOSQUE | 160 CASAS VIVENDAS Nº 4250 | 120 CASAS WIMBLEDON PARK | 60 CASAS


Pombo-correio A terceira edição da Revista Casa Barra foi recebida com carinho, por parceiros e amigos. Nós, da I Design & Comunicação, agradecemos pelo apoio e nos comprometemos a trabalhar com muito empenho e qualidade. Acabei de receber a nova revista Casa Barra. Ficou muito legal! Excelentes as matérias e a diagramação. A matéria do Tiago Mohamed ficou muito boa. Assessoria de Comunicação Subprefeitura Barra e Jacarepaguá Jornalistas Nida Rego

A Revista Casa Barra se firma como uma publicação segmentada para o morador da Barra da Tijuca. Entrevistados renomados, linha editorial leve e layout arrojado. Parabéns!

João Armentano é um artista. Um gênio. E ter um entrevistado desse quilate na Casa Barra é sinal de que a equipe está no caminho muito certo. Parabéns. Ana Braga Macedo Moura Arquiteta

Eliane Lorca Jornalista

Revista Casa Barra é uma publicação

Diretor-Executivo Paulo Roberto Mesquita Diretora Administrativa Rebeca Maia Editora-Chefe e Diretora de Criação Tereza Dalmacio terezadalmacio@idesigncom.com.br

Comercial (21) 3471-6799 contato@idesigncom.com.br Repórter Cristiano Kubis | Guilherme Cosenza Helena Soares | Leandro Lainetti Produção Fabiane Motta Fotografia Caroline Coelho | Natália Moraes Revisão Tatiana Lopes

Direção de Arte e Diagramação Alessandra Costa Design Rachel Sartori Raphael Verçosa www.idesigncom.com.br Tel.: 21 3471-6799 Avenida Armando Lombardi, 800 | 238 Barra da Tijuca – Rio de Janeiro Informamos que o Executivo de Contas Antônio Barbosa não presta mais serviços para a I Design e Comunicação

Casa Barra é publicação mensal, com tiragem de 7.000 exemplares por edição, distribuída gratuitamente nos condomínios de casas da Barra da Tijuca, conforme listagem da página 6. As opiniões expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente as da Editora. É proibida a produção total ou parcial de matérias, gráficos e fotos publicados nesta edição por qualquer meio, sem autorização expressa, por escrito, da Editora, de acordo com o que dispõe a Lei nº 9.610, de 19/2/1998, sobre Direitos Autorais. A revista Casa Barra não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciadas em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Cabe ao leitor avaliar e buscar informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR). A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, pela impossibilidade de se deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. No entanto, com o objetivo de zelar pela integridade e credibilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições, a Editora se reserva o direito de recusar ou suspender a veiculação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas.

08

Tereza Dalmacio | Jornalista (MTB 513)


A

QUALIDADE

QUE VOCÊ PROCURA,

COM TODO REQUINTE QUE VOCÊ MERECE.

LOJA CONCEITO CasaShopping Rio de Janeiro/RJ (21) 2108-8217 (21) 8559-0000

trancarte.com.br

/trancarte


Editorial

Esta casa

também é sua

Dos últimos acontecimentos no país, pinço o que ocorreu na Barra, no final de junho. A bandidagem ganhou as ruas, para a tristeza de uma nação, e principalmente para nós, que aqui vivemos. Nem de longe é o fato mais importante neste momento, já histórico, do país. Mas nos serve para breve avaliação. É bonito de ver milhões de jovens nas ruas, clamando por um Brasil melhor, com aquele sentimento que impulsiona. É patriotismo sim, mas não o da pátria de chuteiras: é do amor ao país que não foge à luta. O Brasil “da paz”, formado por uma legião de guerreiros. Um Brasil forte, desejoso do simples, daquilo que aprendemos em casa, com a mãe da gente – não roubar, não matar, não enganar, não mentir, não julgar... Ser honesto, trabalhador, produtivo, proativo, amigo, irmão, gente! Respeitando crenças, credos, diferenças. Um país com todos os ensinamentos que recebemos de nossos pais e passamos para os nossos filhos. E é urgente. Estamos naquela crise doméstica, que não dá mais para adiar: é hora de arrumar a casa. E essa casa se chama Brasil. A casa que abriga a todos nós, que é o nosso teto e o nosso chão. E que episódios com os que aconteceram aqui em nosso bairro sirvam de lição, de alerta, de bandeira. Apenas a educação pode transformar realmente uma nação. E essa educação começa dentro de casa. Você não acha?

010 10


Sumário

16 18

14 arquitetura e decoração cozinha gourmet

16 aula gourmet estilo, bom gosto e muita diversão

18 férias escolares aventura e emoção perto de casa

30 bonsai a arte e a beleza das pequenas árvores

42 jardinagem os segredos das rosas

42

30


46 literatura bienal do livro

50 cinema em casa é dia de pipoca

50

46

56 jmj a programação da barra da tijuca

58 feira de antiguidade viagem ao passado

62 joá descubra seus encantos

64 obras na barra ponte estaiada

56

58


Arquitetura e Decoracao

Cozinha

gourmet Claudia Pimenta e

Patrícia Franco Arquitetas | 10 anos de trabalho www.arquiteturaeinterior.com

“Nossa inspiração está nos anseios do cliente, em seu modo de vida, nos momentos de lazer, no que o faz feliz.”

Para elas, a estrutura básica de uma cozinha gourmet conta com churrasqueira, geladeira, forno, cooktop, micro-ondas e máquina de gelo. “Não existe mais só churrasqueira e pia”, atesta Patrícia.

Por se tratar de uma área social, a dupla recomenda que os móveis e utensílios tenham um design mais moderno ou retrô. Outra dica da Patrícia é equipar o espaço com armários e mobiliário que guardem e contenham tudo o que será usado no local, para que não seja necessário o deslocamento para a cozinha da casa. “Além da estrutura básica, é interessante pensar em opções de televisão e som para a cozinha gourmet”, completa. Para que os convidados fiquem próximos de quem está cozinhando, “uma bancada é ideal para o clima social desse espaço”, afirma Patrícia. “É importante

Cozinha gourmet com bancada em granito, forno para pizza e geladeira com design moderno.

14

***(Fotos arquivo / arquitetas)

A cozinha ganha status, se multiplica dentro de casa. Os espaços de cozinha gourmet estão em alta e fazem parte do projeto de muitas famílias. O conceito é diferente das cozinhas tradicionais, e você vai conhecer um pouco do tema com as arquitetas Claudia Pimenta e Patrícia Franco, com uma década de trabalho e que criam espaços arrojados e inovadores.


Arquitetura e Decoracao Espaço completo: forno, micro-ondas, fogão, freezer e bancada.

não deixar de lado a integração entre o tipo de mobiliário e a decoração com as áreas ao redor, principalmente se for de piscina”, complementa Claudia. Quanto aos elementos decorativos, as arquitetas recomendam revestimentos de fácil manutenção, que tenham uma ligação com o entorno e que não fiquem com aparência de cozinha tradicional. As bancadas podem ser de granito e caesarstone – um composto de minerais com várias opções de cores. Caso o espaço seja fechado, Claudia propõe o uso do ar-condicionado, que não atrapalha em nada as churrasqueiras a gás.

Exemplo de cozinha gourmet (varanda).

Mas elas ainda revelam que a novidade não está disponível apenas para quem mora em casa. De acordo com as especialistas, opções de churrasqueiras a gás podem ser incluídas na varanda de apartamentos, que com outros equipamentos podem se transformar também em uma cozinha gourmet. No caso de apartamentos, existem alguns pontos a serem observados. Ela explica que a integração com a sala é um deles. “Uma opção usual para essa integração é a mudança na abertura da porta que separa a varanda da sala. Com todas se abrindo para o mesmo lado, cria-se um vão que une os dois ambientes”, conclui Patrícia. Cozinha gourmet pronta, é hora de reunir amigos e familiares. O espaço é ponto de encontro, é point de quem adora a combinação conversa boa e comida deliciosa.

15


Gourmet

Forno, fogão e grandes encontros Alejandra Faúndez

Chef | 10 anos de muito trabalho www.afgastronomia.com

“Grandes momentos. Assim encaro a gastronomia. Proporcionar momentos que façam do simples ato de se alimentar uma ocasião especial, descobrindo novos sabores e sensações. Tudo regado a muita diversão e alegria.”

A cozinha gourmet está pronta. Agora é hora de impressionar os amigos, de cozinhar como os grandes chefs de cozinha. Mas será que eu consigo? Bom, quem diz a você que sim é a chilena e chef internacional Alejandra Faúndez, que oferece um serviço inovador na Barra da Tijuca: “Aula Gourmet”. Alerjandra está no Brasil há 13 anos, é tecnóloga em Gastronomia, com pós-graduação. Também é membro da APC (Associação de Profissionais de Cozinha do Brasil), professora universitária do curso de Gastronomia e apresentadora do quadro “Rio Chef com Alejandra Faúndez”, do canal interno da rede hoteleira RWC (Rio Welcome Channel). Entre tantos trabalhos, é a responsável pelas comidinhas do Big Brother Brasil. A atividade alia o know-how de professora de Alejandra com o jantar. “Além de degustar, o cliente entende o uso dos ingredientes”, conta. O jantar-aula gourmet oferece um cardápio com seis preparações, em que o cliente e seus convidados – o número de pessoas pode variar de 12 a 20 – interagem o tempo todo. E não pre-

16

cisa se preocupar em comprar nada, já que a chef leva todos os ingredientes, equipamentos e utensílios necessários. É feita uma visita técnica antes do jantar para ver a estrutura. Equipamentos como forno, fogão elétrico e panelas são por conta da chef, que também oferece aventais e pranchetas com as receitas para todos entrarem no clima. Para harmonizar comida e bebida, ela leva em sua equipe um sommelier. Alejandra preza pela qualidade dos ingredientes e busca receitas que os clientes possam reproduzir em casa sem a sua ajuda. A diferença é que no jantar-

Condimentos que Alejandra trouxe de viagens pelo mundo


Gourmet

Jantar gourmet para crianças

Lousa com o menu da noite e as pranchetas e aventais dos convidados

aula gourmet sempre tem o que Alejandra chama de “toque de chef”. Trata-se de uma surpresa: ela leva ingredientes que adquiriu em viagens pelo mundo. Esses ingredientes servem para dar o toque final em receitas descomplicadas. Da Tailândia, ela trouxe azeite de capim-limão; já da Espanha, flor de sal de vinho tinto, sal de Ibiza (feito com pétalas de flores) e arroz de Valência (para uma paella original). De sua terra natal, mais especiarias, que ela garimpa em feiras nativas: chantilly de lúcuma, pó de trufa, pimenta defumada pelos indígenas e extrato de baunilha moída. Até do desconhecido Camboja, Alejandra trouxe algo interessante, o amok, que é feito com especiarias do país. Há também a opção de jantar-aula infantil. Alejandra conta que muitas crianças optam por essa alternativa para comemorar o aniversário com os amigos. O cardápio é pensado para os pequenos e é ligado à alimentação saudável. “A parte de que eles mais gostam é a do cupcake, em que podem decorar o bolinho. É uma atividade de desenvolvimento da criatividade”. “Criança, jovens e adultos, não importa. O mais gostoso é aprender se divertindo e confraternizando. No final, é tudo uma grande alegria e um momento para guardar na memória e no coração”, diz a chef.

17


Lazer infanto-juvenil

A meninada

está de férias

O período de férias entre o primeiro e o segundo semestre do ano é um momento de alívio para as crianças e de muita criatividade para os pais, que precisam preencher o tempo da meninada. São alguns dias para os pequenos recarregarem a bateria e retomarem o calendário escolar com força total. Mas para isso acontecer, o recesso não pode ficar na monotonia. Mesmo sem viajar, é possível diverti-los bastante com as opções de lazer que a Barra da Tijuca oferece. Na Barra e Recreio, as opções são muitas. Atividades para meninos e meninas e algumas opções em que os pais podem participar da brincadeira com os filhos. Temos ainda as tradicionais colônias de férias, praia, condomínio cheio de infraestrutura, kart, parques, circo e muito mais. Só na Avenida das Américas, é possível encontrar boa parte dessas atrações. Isso porque a via reúne os principais shoppings do Rio de Janeiro. Uma dessas opções de lazer é o Top Kart Indoor. Situado em um hipermercado após o Città America, o espaço oferece pistas de corrida para até 12 participantes. Com a cronometragem da Fórmula 1, os participantes devem ter, no mínimo, 1,45 metro. O lugar ainda oferece salão climatizado, lanchonete, som ambiente, enfermaria, vestiários e equipe de instrutores. Outra opção são os boliches. Na região há vários, e entre os principais, está o Striker Barra shopping. Inspirado nas casas mais famosas de Nova York, a decoração

18


cuidadosa e uma Iluminação intimista reflete um clima descontraído. Em uma área de aproximadamente 2 mil metros quadrados, o boliche tem capacidade para mil pessoas (300 lugares sentados), reúne 20 pistas automáticas no padrão internacional e amplo espaço para mesas de sinuca e boliche virtual e um restaurante. Já para os adolescentes que gostam de ação, o Barra Paintball Park também é uma boa pedida. Localizado no Clube da Aeronáutica, próximo ao Bosque da Barra, a atração dispõe de um campo de jogo com mais de 1.200 metros quadrados e ainda oferece material importado, recepção e área coberta para os seus clientes. Em um campo com obstáculos dispostos de forma que proporcione um jogo bem rápido e intenso, o paintball ainda possui um helicóptero no centro do campo. Se o desejo for curtir games, o Hotzone, no BarraShopping, é uma boa escolha. Dos antigos pinballs aos modernos simuladores em 3-D, o parque de diversões indoor com mais de 300 atrações agrada, não só crianças, mas também marmanjos que não se cansam de reviver os bons e velhos tempos. Mas além desses famosos centros de diversão, outras opções para as crianças são as colônias de férias. Com uma variedade grande, os espaços oferecem atividades esportivas, oficinas, entretenimentos e muitas outras recreações de tirar o fôlego. Tradicional, a Colônia de Férias Clube Marapendi é para crianças de 3 a 14 anos. Num lugar com muito verde e área livre, o espaço oferece opções por turno integral ou apenas um turno. Com piscinas, salas de dança e artes, quadras esportivas, parques, hípica e diversas atividades esportivas como, por exemplo, rapel, acampamento, tirolesa e biathlon, a colônia ainda oferece sessões de cinema, festas e oficinas de horta e culinária. De 01 de julho a 02 de agosto, o clube fica na Av. Das Américas, 3979. Os valores variam de R$ 370 a R$ 1.189.


Também para crianças de 3 a 14 anos, a Colônia de Férias Companhia Athletica é outra opção para criançada. A colônia tem espaço de academia exclusivo para crianças. No espaço, a companhia tem atividades de slack line, oficina de circo, reciclagem, dance mix, sportwall, nado sincronizado entre outros. De 15 a 19 de julho e 22 a 26 de julho e situado no New York City Center, a taxa para alunos é de R$ 50 e não alunos R$ 250. Os mais novinhos são tão especiais, que a Colônia de Férias Uni Duni Tê promove atividades exclusivas para crianças de 4 a 8 anos. De 15 a 19 de julho, das 9 às 12h, a colônia oferece oficinas de música, artes, sucata, entretenimento como teatro, mágica, além das atividades tradicionais da casa. Já na Colônia de Férias do Club Circus, as atividades são direcionadas para crianças de 2 a 6 anos. O centro de desenvolvimento infantil aproveita as férias para incentivar o desenvolvimento social, emocional, físico e intelectual de bebês e crianças. Por todo o mês de julho, de segunda à sexta, o Club Circus promove oficinas de artes, música, circuito de brincadeiras e atividades circenses. Três vezes por semana o valor é de R$ 100 e duas vezes fica por R$ 80. Opções não faltam. E se a criança quer descanso, mas com muita agitação e diversão, a Barra da Tijuca é o bairro perfeito. Por isso, diante de tantas atrações de lazer, nada melhor que aproveitar as férias escolares para manter contato com os colegas de classe e combinar passeios também com os amiguinhos do dia a dia. Boa diversão, garotada, e voltem aos estudos com tudo em cima.

20

Foto: Disney Live - divulgação

Lazer infanto-juvenil

Shows: Circo Las Vegas | O circo apresenta números tradicionais com palhaços, malabaristas e trapezistas, além de novidades como o Globo da Morte, número de tecido e elástico aéreo. Avenida das Américas, próximo ao n° 9.600 e em frente ao Ribalta Eventos, até 21 de julho – quintas às 20:30h - sábado às 16h, 18h e 20:30h – domingo às 10h , 16h, 18h e 20:30h. Barra World | O Shopping preparou muitas novidades gratuitas. Entre elas estão: Peças, Oficinas de Reciclagem com Toy Story, contação de estórias com Sininho, Peter Pan e Capitão Gancho. Delicioso Lanche com os Super Heróis e Maravilhoso Chá com as Princesas. Maquiagem artística e distribuição de balões. Av. Alfredo Baltazar da Silveira, 580. De 16 a 31 a 31 de julho – a partir das 16:30h. Disney Live | Mickey Mouse e seus amigos irão agitar o mundo com as estrelas de Aladdin, A Pequena Sereia e Toy Story. Os sucessos de Disney são mixados com os ritmos mais animados da atualidade, como rock, pop, reggae, hip-hop, jazz , country e muito mais. O elenco inclui mais de 25 estrelas da Disney, entre eles Mickey, Minnie, Pato Donald, Pateta, Ariel, Sebastião, Úrsula, Aladdin, Jasmine, o Gênio, Woody, Buzz e Jessie. Teatro Bradesco, Shopping Village Mall, 07 a 11 de agosto – quarta e qinta às 19h30 – sexta às 15h e 19h30 – sábado e domingo às 11h, 15h e 18 h.


Adesivos de parede

Fácil, bonito e prático Quando o assunto é decoração, são muitas novidades aumentando a facilidade e praticidade de decorar sua casa. Uma das grandes novidades que surgiram para facilitar a sua vida na hora de deixar o seu lar com a sua cara foram os adesivos de parede decorados, que, além de serem de fácil aplicação, podem ser utilizados em todos os cômodos da casa para deixá-los com um jeitinho especial. Segundo a coordenadora de Design de Interiores do Campus Tijuca da UVA, Nara Iwata, “os adesivos já existem há muito tempo, mas tinham que ser encomendados. O designer criava a imagem desejada num arquivo vetorial e enviava para uma gráfica, que fazia um corte a laser no vinil adesivo. Depois, com a popularização das gráficas rápidas, esse processo se tornou mais prático. Hoje eles estão disponíveis em diversas lojas físicas e, principalmente, à venda em sites”, conta. Sobre os benefícios dos adesivos, a professora disse: ”são a praticidade e o custo acessível. Sem sujeira e quebra-quebra, o morador consegue deixar a casa com a sua cara”, diz a professora. Como toda novidade, os adesivos têm sido muito procurados, mas se você quer saber como fazer para optar pelo mais apropriado, Nara conta: “Não há uma regra. É importante destacar que o morador se sentir bem com sua casa é mais importante do que qualquer tendência. Mas posso sugerir algumas coisas: uma frase criativa no hall de acesso, como uma forma de dar boas-vindas aos visitantes, uma composição com fotos pessoais no quarto, que é uma área mais íntima, imagens coloridas na cozinha, desenhos inusitados reproduzindo móveis ou objetos decorativos para levar bom humor ao escritório são boas opções para os cômodos”, afirma.

22

Há alguns anos, quando queríamos inovar na decoração, optávamos por papéis de parede coloridos ou desenhados. Por que trocar os papéis de parede pelos adesivos? “Porque eles são mais rápidos, práticos, não fazem sujeira e não têm cheiro. E se a pessoa tiver um pouco de habilidade, ela mesma pode aplicar o adesivo em minutos”, explica. Além disso, os adesivos de parede não precisam de cuidados especiais ou manutenção como os papéis de parede, que exigem


Adesivos de parede mais cuidados. Os adesivos podem ser aplicados nas paredes, substituindo um quadroou peça decorativa, como um detalhe no rodapé ou próximo ao teto. Podem também ser aplicados no teto, nas portas ou para personalizar móveis e eletrodomésticos. Há pessoas que ficam um pouco confusas com a variedade de coisas bonitas que veem, e logo fazem a maior confusão na hora de escolher. E depois que aplicam o adesivo, percebem que não era bem o que queriam. Se fosse um papel de parede, daria uma enorme mão de obra e custaria caro. Sendo adesivos de parede, você pode trocá-los com maior facilidade, mas Nara alerta: “Eles deveriam ser facilmente removidos, sem danificar a parede, mas como existem adesivos de qualidades distintas, isso não é uma garantia”, diz. Para aqueles que ainda es-

tão em dúvida entre pinturas, papéis de parede e os adesivos, Nara Iwata diz: “Deve pesquisar as diversas opções disponíveis no mercado e analisar sua casa e seu estilo antes de decidir. Mas não precisa temer, já que é algo facilmente reversível. Outra coisa: se a pessoa não se sentir segura para aplicar o adesivo, ela deve pedir ajuda para alguém mais habilidoso”, explica. E ela ainda dá dicas de onde comprar o acessório: “Várias lojas de decoração oferecem adesivos. Mas eles também estão disponíveis em home centers e, principalmente, em diversos sites na Internet. Caso a pessoa queira criar uma imagem ou frase exclusiva pode procurar um bureau de impressão que esteja apto a desenvolver adesivos em vinil impresso ou recortado”, conclui.

Stephany Muzzi

23


Reformas

Na hora da reforma Fernanda Dorta

Designer de interiores www.dortaarquiteturaeinteriores.com.br

A maioria das pessoas encontra dúvidas e dificuldades na hora de reformar ou decorar. Para obter respostas a esses questionamentos e o sucesso desejado, é necessária a ajuda de um profissional qualificado e confiável. O gerenciamento adequado facilita o desempenho da obra, além de evitar uma carga demasiada do proprietário, que, nesse caso, não precisará estar presente integralmente na execução do trabalho.

24

Com o acompanhamento profissional de excelência, podemos ter a certeza de que o projeto será bem executado.


Reformas Entre os diversos benefícios do trabalho desse gestor, estão: responsabilidade técnica, redução de custos, estabelecimento de cronogramas e cumprimento de prazos. Com isso, as diretrizes estarão muito bem definidas em um harmonioso trabalho. O sucesso é garantido. Decoradores, arquitetos e engenheiros têm um leque de profissionais parceiros capacitados para oferecer serviços e materiais. Cada um possui uma responsabilidade específica e trabalha em conjunto a fim de oferecer serviços e materiais de qualidade para a construção civil. Para controlar gastos e evitar desperdícios, é feito o controle de uso de materiais na obra, e a compra obedece à quantidade certa pré-determinada. Além disso, estamos sempre atentos às normas de instalação e à garantia da segurança dos trabalhadores. Antes de começar um projeto de reforma ou construção, o cliente deve decidir quanto está disposto a investir. Deve levar em conta o tamanho da nova

casa ou a área a ser decorada. Tudo deve ser anotado e quantificado, desde a situação atual até os alvos e objetos necessários para alcança-lós. Ao ser acionado, o profissional irá elaborar um projeto, adequando-o à necessidade, e começará efetivamente a execução com o orçamento de mão de obra e materiais. Outro serviço que ajuda também é a consultoria para a decoração, a dificuldade para coordenar ou combinar os materiais como piso, revestimento, pintura, tecidos e mobiliários permeiam nessa hora também. O cliente também fica muito inseguro na hora de decidir a metragem de mobiliário ideal para os espaços, estilos e acabamentos. Surgem diversos questionamentos. O que combina com esse ambiente? Que tecido devo escolher para a cortina? Será que vai combinar com a cor do sofá? Essas ajudinhas são fundamentais para a casa ficar diferente, equilibrada e harmoniosa. Depois é só aproveitar.


Artesanato

O charme

do artesanal

São vários os produtos de higiene para uma casa, e muitas vezes nem nos preocupamos com eles. Entram na lista do supermercado, no automático. Mas há produtos e produtos, e quando fazemos a opção pelos sabonetes artesanais, por exemplo, ganhamos muito mais que um produto de limpeza. Adquirimos uma peça decorativa. Lavabos decorados com essas pequenas obras de arte ganham charme, estilo e demonstram todo o seu bom gosto. Há também a transformação dos próprios produtos industrializados, que ganham identidade própria.

Foto 1

Para conhecer um pouco mais sobre esse tipo de produto, conversamos com as artesãs Célia Afonso e sua sobrinha, Maria Claudia, que trabalham juntas há cinco anos. Elas falaram sobre a técnica de découpage, que na verdade, personaliza o sabonete. Maria comentou que o ingrediente principal para esse trabalho é a dedicação. Somado a isso, um pouco de habilidade manual, o resultado é este: singelo, parecendo uma joia (foto 1). É preciso tirar a marca do sabonete com um estilete ou uma faquinha, raspando com cuidado para não deixar ondas. Feito isso, é hora da pintura. Nessa etapa, Maria explica que, após raspar a superfície e aplicar uma imagem (papel vegetal), inicia-se o processo de pintura. “Por fim, eu passo o verniz para impermeabilizar e para o trabalho resistir ao uso”, completa. Apesar de decorativos, foram feitos para o uso. “De acordo com a decoração do banheiro, o sabonete precisa fazer parte e ficar em harmonia com a área onde ele está exposto. Mas repito, a principal função dele é igual à de qualquer outro, a higiene ”, afirma Célia (foto 2). Além de decorar, a découpage é uma terapia muito relaxante, e esse trabalho pode resultar também em presentes para pessoas queridas. E melhor: com a sua marca.

26

Foto 2


Artesanato Agora, se você busca aprender a confeccionar os sabonetes de forma artesanais, o processo é bem diferente. Vamos aos ingredientes: 1 kg de base de glicerina para sabonetes (branca ou transparente) | 30 ml de essência para sabonetes | corante alimentício (anelina) | álcool de cereais. Na cozinha: nunca usar panela de metal ou de alumínio, opte pelas de vidro. Você vai precisar também de uma forma para banho-maria, moldes de silicone ou plástico e filme plástico para embalar. Além disso, lance mão de um bastão de vidro para misturar os ingredientes. Na sequência, pique em pedaços pequenos a base para sabonete. Derreta em banho-maria. Atenção: não deixe a água muito quente, para que a base não ferva. Após derreter, tire do fogo. Coloque o corante aos poucos, até chegar à cor que deseja. Espere esfriar um pouco, até formar uma nata fina em cima da base. Caso não faça isso, a essência e o extrato irão evaporar, e seu sabonete não ficará perfumado. Adicione a essência e mexa com o bastão de vidro. Evite mexer muito para não fazer espuma. Se fizer, borrife com o álcool de cereais para retirá-la. Espere secar por aproximadamente 30 minutos. Se precisar, retire as rebarbas com uma faca sem serra. Aguarde por cerca de duas horas e então crie uma embalagem com muita criatividade.


Bonsai

Pequena

floresta Edson Freitas

Bonsaísta | 12 anos de trabalho www.chacaratropical.com.br

“O lado terapêutico no cuidado com a árvore é muito grande. É um trabalho de detalhes, que requer paciência.”

O bonsai é o cultivo de árvores em miniatura. “Bon” significa árvore, e “sai” significa bandeja ou vaso. Juntas, elas formam, literalmente, a expressão “árvore na bandeja”. Para cultivar o bonsai, não é necessário ser um especialista, mas é preciso ter as noções básicas. As árvores possuem vida longa – há bonsais no Brasil com mais de 200 anos – e só morrem se o cultivador não cuidar dela direito. Para falar mais sobre o assunto e trazer algumas dicas de bonsai para você, a Revista Casa Barra procurou o Edson Freitas, bonsaísta especializado, com cursos com um dos grandes mestres do mundo, Salvatore Liporace. Segundo ele, o bonsai não é só uma árvore em miniatura, mas também uma pequena expressão de arte. “O bonsai tem uma estética, não pode ser feito de qualquer maneira. Usamos o arame para modelar ele do jeito que queremos, como se fosse um aparelho nos dentes de uma criança”, explica. Os arames são utilizados por três meses e, depois, para manter o formato, basta podar a árvore. Segundo Edson, as sementes das árvores que viram bonsai são como outra qualquer. O controle do tamanho é feito com o vaso, que evita o crescimento, e também com cortes certos nas raízes. Depois de um ano plantada, a árvore recebe os arames e é colocada no vaso para não crescer demais, porque há um

30


Bonsai limite para ser considerado bonsai. “O bonsai precisa ter, no máximo, 1,20 m. Quanto mais compacto, mais perfeito ele fica. Mas pode ser feito com qualquer árvore, desde que tenha folhas pequenas”. Além de servir como decoração, o bonsai tem outras funções. “O lado terapêutico no cuidado com a árvore é muito grande. É um trabalho de detalhes, que requer paciência”, comenta Edson. Mas fica também o alerta. Para poder ter um bonsai saudável em casa, algumas dicas precisam ser seguidas. “Algumas árvores precisam de cinco a seis horas de sol por dia, outras conseguem viver bem em espaços sem sol, mas que sejam arejados e claros”. O pinheiro, por exemplo, é uma árvore que necessita do sol. O fícus, a jurema-branca e a jabuticabeira podem permanecer em locais apenas arejados e com claridade. Na hora de regar, há também alguns detalhes. “O Rio de Janeiro é muito quente, tem um verão muito forte. Então, o ideal é regar duas vezes por dia no verão e uma vez por dia no inverno. Na estação mais fria, se o cultivador perceber que a árvore não está absorvendo toda a água, aí pode diminuir a frequência para dias alternados”, finalizou. Dizem que quem sabe cuidar de si sabe cuidar de um bonsai. Fato ou boato, não importa muito. Mas ter um bonsai é uma experiência única. A pequena árvore carrega uma história milenar. Há registros de sua existência já em 200 d.C., quando os chineses cultivavam plantas envasadas, mais conhecidas como penjing.

31


Ciclismo

Mobilidade Barra saneada urbana

Bicicleta não é mais só brincadeira de criança. Com o trânsito caótico da cidade e a preocupação com a preservação do meio ambiente, a bicicleta vem se destacando como uma opção importante de transporte. Preocupada com a mobilidade dos moradores da Barra e região, a OAB/Barra organizou o Fórum de Mobilidade Urbana e Ciclismo de Alto Rendimento.

Ricardo Menezes, presidente da OAB/Barra, apontou o alto número de acidentes e o trânsito caótico no bairro como problemas que precisam de uma solução. Além disso, Menezes alerta que os ciclistas têm direitos, mas também deveres a cumprir. “O mais urgente é educar. De nada adianta a infraestrutura se não houver educação dos motoristas e ciclistas”, disse. Já o presidente da Comissão de Transporte e Mobilidade Urbana da instituição, Luiz Igrejas, explicou que o alto número de acidentes foi o principal motivo para a realização do Fórum, e que a OAB/Barra encaminhará as sugestões em um documento a ser entregue para o prefeito.

Ricardo Menezes (púlpito), Rodrigo Lages, Germando Pereira, Luiz Igrejas, Julio Alfaya e Raphael Pazos


Ciclismo

O ciclismo de alto rendimento é aquele realizado por atletas, que precisam treinar sempre, mas não encontram áreas seguras para isso. Uma iniciativa está mudando essa realidade, e o plano é expandi-la para toda a cidade, e a Barra foi escolhida para a próxima Área de Proteção ao Ciclismo de Competição (APCC). A primeira APCC do Brasil já foi inaugurada no Aterro do Flamengo e funciona da seguinte forma: 6 km de percurso do aterro são fechados e sinalizados pela CET-Rio, com total segurança ao ciclista de segunda a quinta das 4h às 5h30. Raphael Pazos, presidente da Comissão de Segurança no Ciclismo do RJ, explicou que o projeto de lei estipula duas APCCs em cada região (o total é de sete regiões). “Modalidade esportiva é saúde, bem-estar. Já existe a iniciativa, e queremos trazer para a Barra”. Foi feito um estudo de cinco áreas na região que poderiam comportar uma APCC, e a rua Rachel de Queiroz foi denominada como a área ideal.


Ciclismo Germando Pereira, também da Comissão de Segurança no Ciclismo, considera a Barra um bairro apto a ter ciclovias e que pode se tornar um modelo em mobilidade urbana, já que espaço não falta. “Mobilidade urbana é um direito do cidadão de ir e vir, com opções de transporte”, explicou. Ele apontou que é essencial desenvolver campanhas educativas nas escolas e empresas e incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte alternativo.

34

A organização Transporte Ativo esteve presente na figura de Rodrigo Lages. O grupo incentiva a bicicleta como meio de transporte ou trabalho, e Rodrigo fez um demonstrativo das ciclovias já existentes na região, das que estão sendo implantadas e os projetos futuros. As ciclovias olímpicas estão em obras, enquanto que as da Prainha e Chico Mendes ainda estão em implantação. Uma opção de estudo é a ciclovia do Jardim Oceânico. Outro projeto é o Bike Rio, que ofereceria bicicletas públicas em mais de 100 estações na Barra e Recreio. “As ciclovias são lançadas, mas não conectadas. Acabam do nada. Mas o futuro para a Barra é bastante promissor”, concluiu.


35


Turismo

Ilhas Canárias:

encontro com a natureza

Também nas Canárias é fácil descobrir um mundo onde se pode relaxar e desfrutar de si mesmo, deixar-se ir sem muito cuidado a um paraíso de eterna primavera, onde as temperaturas são amenas e o sol quente aparece em qualquer época do ano. O vento, as correntes do Golfo, o relevo e a latitude geográfica determinam o clima de Gran Canaria, uma ilha de origem vulcânica rica em contrastes.

El Hierro Island | Um paraíso para mergulho subaquático. El Hierro, ilha banhada por águas transparentes, aonde os amantes do mergulho de todo o mundo vêm a cada ano para ver e fotografar as profundezas do oceano, relaxar e descontrair com a natureza aos seus pés.

A vantagem dessa viagem é estar tão perto de toda essa natureza intocada, e ao mesmo tempo no maior agito. São inúmeras opções, como ir às compras, ver os filmes mais recentes no cinema, se divertir em parques temáticos, ir a museus, participar de festivais, passear nas cidades históricas, pegar um teatro, ir ao cassino, sair para beber ou para jantar em encantadores ambientes sofisticados, ou dançar a noite toda. Você vai de um mundo a outro com facilidade, curtindo a natureza e se divertindo pra valer. As atrações estão distribuídas em sete ilhas:

La Palma Island | Conhecida como “La Isla Bonita”, ou a ilha bonita. Tem uma natureza quase intacta, com paisagens de extraordinária beleza. La Palma é a ilha verde. Revela uma infinidade de cores e um dos melhores céus do mundo em termos de observação astronômica. Por essa razão, os observatórios astrofísicos mais importantes do hemisfério norte estão nessa ilha. Las Palmas de Gran Canaria, a capital da ilha, situa-se na região nordeste e está enquadrada por um magnífico cenário formado por duas baías com belas praias – a Playa de las Canteras e a Playa de las Alcaravaneras.

36

foto: Fuerteventura - myspanishadventure.com

Um destino inusitado, principalmente para os brasileiros, as Ilhas Canárias encantam com a história do arquipélago, com a sua importância em três continentes e com sua rica vida cultural. Em cada ilha, encontramse cidades históricas, museus, centros de arte, parques arqueológicos e etnográficos, que transportam para épocas diferentes.


Turismo

Gran Canaria Island | Continente em miniatura: é assim que chamam a Gran Canaria, com sua incrível variedade de paisagens e microclimas que a tornam única. Além disso, pode-se desfrutar uma vida noturna animada na cidade da ilha, especialmente em sua capital, Las Palmas. Essa é uma cidade que tem um dos melhores climas do mundo, e um centro cosmopolita e dinâmico, onde se encontra tudo o que você pode imaginar.

37


Turismo Fuerteventura Island | Longas praias de areias brancas e intocadas, fixadas em uma costa banhada com águas transparentes, calmas e que convidam a relaxar. Não há lugar melhor para deslizar em uma prancha de surf ou windsurf através do mar azul-turquesa e aproveitar. Lanzarote Island | Paisagens vulcânicas espetaculares que parecem de planetas distantes. Lá, o calor do centro da terra chega à superfície. Tem praias tranquilas de areias brancas e águas transparentes e uma vista impressionante sobre as pequenas ilhotas, que podem ser vistas a partir das falésias. Cada ilha tem seus encantos, diferentes lugares e cidades, com várias excursões que facilitam sua viagem. Gran Canaria

38

Verônica Nicoletti


Pet

Dicas

da vovó

O cão de estimação é quase um membro da família, para muita gente. Quando ele fica doente então, mobiliza todos da casa. Ter um bom veterinário que acompanhe seu desenvolvimento é fundamental. Mas além dos cuidados do profissional é importante um pouco de conhecimento para as situações mais corriqueiras. Você vai conhecer os segredinhos caseiros de uma senhora de quase 90 anos, que já criou dezenas de cães e de diversas raças. Pulgas | existem alguns métodos caseiros para combater o parasita, aqueles truques da vovó. Passar na pele do animal frutas cítricas, assim como misturar levedo de cerveja e alho na ração para ajudar no processo. Agora não se acanhe de pedir socorro ao veterinário se os conselhos de Dona Doralice Mendes não surtirem efeito. Sarna | o melhor remédio é a prevenção. Banhos no cão e limpezas regulares nos locais onde o animal costuma dormir são agentes importantes para evitar a doença dermatológica. Em caso de contaminação, o cachorro terá perda de pêlo, crostas e pele avermelhada ao redor do focinho ou nas patas dianteiras. Excesso de peso | assim como nas pessoas, o sobrepeso no animal gera doenças como hipertensão, diabetes e problemas nas articulações. Sobre isso, as indicações são oferecer alimentos somente nos horários de refeições. Pedaços de frutas ou vegetais, podem ser o agrado a mais, por ter poucas calorias. Cuidados com as patas | o cachorro pode ter ferimentos na região. Nesse caso, se as patas ficarem sensíveis, uma camada espessa de pasta de resina de pinho e de argila pode aliviar. Se seu cão tiver corrido por

40


Pet “Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais e nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a Humanidade.” Leonardo Da Vinci

uma área enlameada, os conselhos são para lavar as patas com água e sabão e secá-las bem. A indicação final é geral e a mais importante. Sempre que o cão precisar de tratamento, a recuperação será mais rápida se ele receber muito cuidado e carinho. Depende do dono garantir que ele tenha descanso, coma direito, tome todos os remédios e não se agite muito. Prepare uma cama confortável para ele em uma área sossegada e faça de tudo para o animal ficar forte e saudável novamente. Mas apesar dos conselhos preciosos de Dona Doralice, que conta que já criou mais de 30 cães ao longo da vida, o veterinário deve dar sempre a palavra final na saúde do seu animal.

41


Jardinagem

Rosas A flor inspira poetas e amantes. É tema de poemas, músicas e faz o coração de qualquer mulher tremer. Símbolo da paixão, precisa de muito cuidados até chegar ao coração da amada. Aquelas temidas folhas amarelas são sinal de que algo não vai bem com a planta. Pode ser falta de água, de luz, nutrientes ou resultado do ataque de alguma praga. Para ter um jardim de rosas bonito e florido, é preciso observar alguns pontos. A área escolhida para o plantio deve receber pelo menos seis horas de luz solar por dia. Precisa de boa ventilação, para evitar o aparecimento de fungos nas folhas e flores nos períodos de chuva. Depois do plantio e até a primeira florada, parcimônia na hora de regar. O solo não pode ficar encharcado.

Nessa época, do ano recomenda-se molhar uma vez por semana. Se estiver chovendo, não regue. A primeira poda deve ser feita um ano após o plantio e deve ser repetida anualmente, sempre no inverno. Lembramos que é importante também adubar as roseiras três vezes ao ano. Alimente o solo com qualidade. O melhor é usar adubo orgânico. Para cada metro quadrado de terra, são necessários 20 litros de esterco curtido, 200 gramas de farinha de ossos e 100 gramas de torta de mamona. Com esses cuidados, suas roseiras vão florir com beleza e muita saúde.


Jardinagem

E como canta Ana Carolina: “Toda mulher gosta de rosas. E rosas e rosas. Muitas vezes são vermelhas. Mas sempre são rosas.”


Quarto

Meu quarto, meu recanto Carmen Zaccaro e

Marise Kessel

Arquitetas | 29 anos de trabalho www.quartocomposto.com.br

“O conforto e a qualidade do espaço mais íntimo da casa. A harmonia dos móveis. enfim, cada detalhe para tornar o quarto um espaço de total relaxamento, acolhimento e total privacidade”.

O quarto é um cômodo especial para o morador, já que nele se pode relaxar após um dia cansativo de trabalho ou desacelerar do agitado cotidiano. Foi pensando nisso que as arquitetas Carmen Zaccaro e Marise Kessel começaram, há 16 anos, a desenvolver juntas um trabalho voltado para esse ambiente. As arquitetas são formadas há 29 anos.

O projeto é para um casal com dois filhos. Eles optaram pelo predomínio da cor cinza, e a adega teve lugar na prateleira.

44

Para elas, algumas características são essenciais em um quarto, como a proporção dos móveis para o espaço disponível. Além disso, Marise destaca que a harmonia entre os móveis é muito importante. O conforto vem em primeiro lugar, principalmente no principal móvel do cômodo: a cama. Elas alertam que é preciso ouvir o cliente e seus desejos, mas o ambien-


Quarto te deve ser pensado para o morador e suas necessidades, sempre com o pé na realidade. “Nem sempre os desejos dos clientes são o melhor para o quarto. Preferimos ir de acordo com o que a pessoa vai usar, propondo uma solução para o que ele deseja”, explicou Marise. Com o tempo e a experiência, aumentaram o catálogo. Os móveis podem se adaptar aos outros cômodos da casa, apenas com mudanças de cor ou material. O principal diferencial do trabalho é a marcenaria, diferente do móvel feito em escala industrial. “Os móveis são feitos sob medida, mas seguindo uma modulação programada para que possam ser desmontados em caso de mudança”, disse Carmen. A linha infantil segue essa premissa, já que os móveis são adaptáveis para “crescer” junto com a criança. Por exemplo, as bancadas têm regulagens que adaptam seu uso de acordo com a idade e altura. Os módulos de prateleiras são adaptáveis, podendo ser usados

de uma forma quando a criança é menor e de outras com o crescimento dela. Há ainda o berço que fica em cima de uma espécie de tatame. Quando o bebê crescer, é possível retirar o berço e colocar um colchão, transformando o móvel em uma cama. O morador da Barra, segundo Marise e Carmen, tem uma preocupação em receber os amigos e hospedar convidados. Além do cuidado com o conforto da família, o morador pensa no aconchego dos seus convidados. Mesas grandes de jantar e varandas gourmet são pedidos comuns, até pelas características dos imóveis: grandes espaços e varandões. Um pedido popular atualmente é o de uma adeguinha, contou Marise. Bancada divide o quarto do closet. Segundo Marise, a decisão de colocar ou não uma televisão é muito pessoal

Suíte com banheiro espaçoso

45


Literatura

Bienal

do Livro Lycia Barros

Escritora www.lyciabarros.com.br

“Meu objetivo com a literatura sempre foi passar mensagens. Sempre tem um romance no meio, mas discuto outras coisas. Não é só para entreter, mas também passar uma mensagem”.

Largar um emprego como gerente de contas de uma importadora para explorar o mundo dos livros não é muito comum. Mas a autora Lycia Barros arriscou, e deu certo: seu próximo lançamento será destaque no estande da Editora Novo Século, na XVI Bienal do Livro, que vai de 29 de agosto a 8 de setembro no Riocentro. A autora formou-se em Letras na UFRJ há 15 anos, mas não seguiu a carreira até começar a escrever livros. Terceiro volume de uma trilogia, Uma Herança de Amor – O Plano Perfeito é aguardado com ansiedade por seus leitores e será lançado em grande estilo na Bienal. Ainda não está definida a data em que Lycia estará lá para autógrafos e o lançamento, mas em breve será anunciada. Outra boa notícia chegou para a autora: o segundo livro da série, Uma Herança de Amor – Armadilhas do Destino, foi indicado na categoria romance ao 8º Prêmio Passo Fundo Zaffari e Bourboun de Literatura. A autora começou a escrever em 2010, quando lançou seu primeiro livro, A Bandeja, e desde então não parou mais. Já são seis livros no catálogo, com o sétimo para lançar, e planos para o próximo ano. A continuação de seu primeiro livro, Entre a Mente e o Coração, já foi lançada, e ela pretende escrever outros exemplares da série. Além de romances, Lycia lançou dois livros para jovens: “Tortura Cor-de-rosa” que aborda a temática

46

do bullyng; e “A Garota do Outro Lado da Rua”. Esses livros foram adotados em escolas, para discussão entre os jovens.


Jardinagem Na edição deste ano do Prêmio Literário Anual Codex de Ouro, os livros A Bandeja e Tortura Cor-de-Rosa foram indicados nas categorias Romance e Juvenil, respectivamente. Lycia foi convidada para ser a âncora do prêmio no ano passado, e por isso seus livros não puderam concorrer à época. Seu próximo projeto é Shakespeare e Elas, em que ela e outras autoras escreverão adaptações de obras do autor. Lycia escolheu Romeu e Julieta, e a previsão de lançamento é 2014. Seu primeiro romance, A Bandeja, teve os direitos comprados por uma produtora, e o roteiro do filme já foi aprovado pela Ancine. No momento, eles buscam patrocinadores para realizar o projeto. Lycia começou a escrever sem pretensões, apenas para realizar um desejo seu. Com o sucesso, a editora encomendou a sequência, e ela conta que teve problemas de criatividade. “A pressão gerou um bloqueio criativo. Fui estudar métodos de trabalho para resolver essa questão, mas encontrei pouquíssimo material na internet. Li muitos


Literatura livros e resolvi criar um canal no YouTube (Papo Literário) para ajudar as pessoas que poderiam estar com a mesma dificuldade que eu”. Desde então ela não teve mais problemas para escrever e consegue produtividade de uma média de três livros por ano.

De 29 de agosto a 8 de setembro Riocentro, Av. Salvador Allende, 6.555 Barra da Tijuca

Os espectadores do canal começaram a cobrar da autora aulas sobre o assunto, e uma coisa levou a outra, segundo ela. Hoje ela dá aulas on-line, retomando o desejo de ser professora que tinha quando cursou Letras. “Aprendo demais com os meus alunos, é uma troca muito gostosa”. Hoje ela conta com 75 alunos, alguns vivem fora do país, como na França e nos Estados Unidos. Para incentivar seus alunos, ela criou o selo “Ases da Literatura” para lançar livros deles. Já foram dois lançamentos de antologias de contos: Amores Impossíveis e O Último Dia Antes do Fim do Mundo. A temática de seus livros é romance, mas ela garante que eles vão além dessa classificação. “Meu objetivo com a literatura sempre foi passar mensagens. Sempre tem um romance no meio, mas discuto outras coisas. Não é só para entreter, mas também passar uma mensagem”.


Cinema em casa

Hoje é

dia de pipoca

Um home theater é muito mais do que apenas um DVD na televisão com algumas caixas acústicas. Na verdade, é um sistema multifuncional com áudio e vídeo integrados, para se aproveitar o máximo da exibição de um filme, show ou semelhante com qualidade próxima à das salas de cinema. Mas para isso, é preciso conhecimento e a ajuda de um profissional para o total aproveitamento do equipamento. É o que afirma Roberto Mattos, que trabalha com home theater há mais de 20 anos. Um home theater é composto por cinco caixas acústicas e um subwoofer – uma caixa acústica de graves. Mas não é só isso: cada caixa tem uma posição específica. O posicionamento é de duas caixas laterais frontais, duas traseiras (paralelas às frontais) e uma central. O subwoofer é a única caixa que não tem uma posição definida. Essa quantidade de caixas pode ser maior – o esquema tradicional é 5.1, mas existem opções de 5.2 e até 6.2 – mas sempre seguindo as posições específicas. “Tudo tem um porquê. Quando o filme foi feito, foram essas as disposições pensadas para o som”, explica Roberto.

50

Além das caixas, existem outros equipamentos essenciais para o bom funcionamento de um home theater. As caixas e os periféricos – blu-ray, DVD, videogame – são conectados a um receiver ou amplificador. Segundo Roberto, esse aparelho é o coração do sistema. Para se ter uma qualidade full HD de cinema, é necessário um projetor full HD específico para home theater. “As TVs não conseguem ter essa qualidade”. Ele ainda garante que, ao contrário do que muita gente pensa, o projetor não gasta tanta energia, e suas lâmpadas tem durabilidade de 5 mil horas, o equivalente a 3-5 anos de uso. Roberto aconselha a compra dos equipamentos de marcas diferentes, de acordo com suas especialidades, para ter um home de qualidade. As melhores marcas de caixas acústicas e subwoofers são da Europa. Já os melhores equipamentos eletrônicos (receivers e periféricos) são provenientes do Japão.


Cinema em casa Para cabos de qualidade, devese optar por comprar marcas dos Estados Unidos. “Fuja de cabos comuns, com matérias menos nobres que o cobre. O ideal é que sejam de cobre de boa qualidade ou prata”. Os melhores projetores vêm da Europa e do Japão. Apesar de todos esses equipamentos, é necessária apenas uma tomada para o funcionamento deles com um condicionador de energia – equipamento com, no mínimo, 10 tomadas. Esse condicionador filtra e gerencia a energia dos aparelhos a ele conectados. Além disso, protege todo o equipamento de des-


cargas de menos de 90 volts ou mais de 140 volts, que poderiam danificar todos os aparelhos. Além de toda a parte técnica, Roberto dá algumas dicas de ambientação do espaço para o melhor aproveitamento do home theater. Alguns itens importantes são: sala climatizada com refrigeração, iluminação adequada para evitar reflexos, cortina nas janelas, tapete entre o aparelho e o sofá e sofás de tecido ou material que absorva o som são recomendações para melhorar a acústica do espaço.

52

Fotos dos projetos: www.audioexcellence.com.br

Cinema em casa


Cinema em casa Os tempos mudaram. A tecnologia está aí, acessível no mercado. É possível levar para casa a mesma qualidade das grandes salas de cinema. Mas independente do tamanho do seu projeto, existe um detalhe que acompanha gerações e não se perde com o tempo: a pipoca. Balde cheio, e bom filme para você.

53


Decoracao

Varandas

brasileiras Kátia Jendiroba

Arquiteta e decoradora | 12 anos de profissão www.katiajendiroba.com.br “É muito gratificante usar as texturas, cores, matéria-prima do meu país. Imprimir no trabalho as nossas características, valorizando, o artesanato nacional, valorizando sim, a criatividade do nosso povo e de nossa gente.”

Kátia Jendiroba é mineira, formada pela PUC Minas, exerce a profissão de arquiteta há 12 anos e é decoradora há 20 anos, com cursos na decoração de interiores na África do Sul e tem uma visão toda própria do ambiente que nos cerca.

Muitos não experimentam, mas a varanda, local muitas vezes pouco frequentado, é um ótimo ponto para se descansar: “A varanda é primordialmente um lugar de repouso, de refúgio ou de pequenos encontros”, diz Kátia.

“Casa é refúgio. Aconchego. É nela que nos abastecemos, e, por isso mesmo, tem que ter as características e a personalidade do morador”, afirma ela.

Kátia também conta que gosta de utilizar as raízes do país na decoração que varandas que levam a sua assinatura. “Temos uma riqueza infinita de material, artesãos talentosos, clima tropical. As varandas brasileiras mostram muito do país, da região em que se vive, da personalidade do dono. Não importa o tamanho: charme e bom gosto cabem em qualquer lugar”.

Um móvel colocado para facilitar a vida do dono, o sofá branco que combina com o quadro da sala que reflete a família. São tantos pontos a serem analisados para se deixar a casa bonita e confortável, e o mais importante: aconchegante para quem vive nela. “É o seu olhar que precisa estar impresso no ambiente.” E é nessa coleta de dados, nessa escuta do que o morador quer, que começa a se desenvolver o trabalho da arquiteta. Além de projetos arquitetônicos e de decoração do mais variados, há um espaço da casa que bate mais forte na profissional: a varanda, esse cantinho tão charmoso e versátil.

54

E foi com essa “brasilidade” que Kátia montou o projeto Varanda Brasileira, usando produtos artesanais e sustentáveis, como, por exemplo, aplicar esteira de praia no teto da varanda. Nas paredes, tons fortes, que lembram retalhos coloridos. As cadeiras e poltronas são todas feitas a partir de madeira de reflorestamento e de construção. Kátia conta que a reutilização de matéria-prima antiga é uma novidade: “É uma tendência inovar o clássico, misturar o antigo com o novo”.


Decoracao O projeto apresentado nessa reportagem é todo criado com a nossa brasilidade. “As poltronas e os móveis são do artesanato mineiro, tão rico e belo”. A arquiteta e decoradora trabalha em harmonia com o meio ambiente, respeitando, reutilizando materiais. A sustentabilidade faz parte de toda a concepção, da criação ao ambiente pronto. Passando por pesquisas e muito estudo. “É muito gratificante usar as texturas, cores, matériaprima do meu país. Imprimir no trabalho as nossas características, valorizando o artesanato nacional, valorizando a criatividade do nosso povo e de nossa gente”. Assim Kátia encerrou a entrevista.

55


Jornada Mundial da Juventude

Programação da JMJ na Barra e região A Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá entre os dias 23 e 28 de julho no Rio de Janeiro, é um evento religioso que transborda os limites da igreja. São esperados quase dois milhões de fiéis. O evento mobiliza várias esferas da sociedade: órgãos públicos, comércio, planejamento da cidade, os governos municipal, estadual e federal. Um verdadeiro desafio para quem está por trás da organização. Para quem vai aproveitar a semana religiosa, o que não falta são atrações e atividades, algumas que acontecerão antes da abertura oficial da JMJ. Aqui em nossa região, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, agenda cheia.

A Cidade da Fé, por exemplo, ficará no Riocentro. Lá, acontecerão missas, shows, exposições e muito mais. O local terá três palcos para receber as atrações: Palco Brasil, Palco Nações e Praça das Artes. Contando com a presença do Papa Francisco, o evento também vai contar com uma grande missa no último dia, em Guaratiba. Abaixo, a Revista Casa Barra traz para você, morador da região, a programação que acontecerá aqui. Confira! 20 de Julho | RIOCENTRO – missa com padre Fábio de Melo e shows com Celina Borges, Marília Mello, Via 33, Márcio Pacheco, Conexa, Amor e Adoração. 21 de Julho | 9h - JESUS NO LITORAL – Trio Elétrico com início da Praia do Recreio em direção à Barra da Tijuca. 21 de Julho | RIOCENTRO – Missa com padre Reginaldo Manzotti e os shows de Vida Reluz, Tribo Maranatha, Jack, Expresso HG, Diego Fernandes, Eros Biondini, Eliana Ribeiro, Brais Oss, Dunga e participação especial do padre Joãozinho no palco e nos estandes. 22 de Julho | RIOCENTRO - 10h – presença dos Símbolos da JMJ na ExpoCatólica. 22 de Julho | RIOCENTRO – shows com Missionário Shalom, Tony Alisson, Flaviane, Dominus, Anjos de Resgate, Cleiton Saraiva e a apresentação do Vida in Concert com Elba Ramalho e convidados.

56


Jornada Mundial da Juventude A Cidade da Fé, além do Bote Fé Brasil, que são os shows musicais, vai ter também: ExpoCatólica, uma feira de livros e artigos religiosos, FÉstival, que serão estandes voltados para quem deseja fazer turismo religioso, e Expo Vocacional, uma feira de congregações e comunidades religiosas. Haverá atrações até o dia 27, mas que ainda não foram divulgadas no site oficial do evento. Para mais informações, acesse www.cidadedafe.com.br.

Foram decretados pela Prefeitura os seguintes feriados no período da JMJ: 23 de julho, a partir das 16h 25 e 26 – feriado geral 29 de julho – até as 12h


Antiguidades

Objetos que

contam história

A Barra da Tijuca ganhou um espaço único voltado para colecionadores e amantes da arte. Realizada aos fins de semana no shopping Downtown, a Feira de Antiguidades reúne os mais conhecidos antiquários, artistas e colecionadores da região. O evento é uma boa opção para aqueles que querem curtir um belo passeio e adquirir objetos antigos de qualidade e de bom gosto. São cerca de 20 expositores e os mais variados objetos: tapetes, porcelanas, cristais, pratas, bronzes, vidros em murano, mármores, maquinários antigos, quadros e tantas outras relíquias. Peças dos séculos 18, 19 e 20. Há também algumas preciosidades da época do império. De passagem pelo Downtown, o designer Diogo Olle ficou surpreso com esse museu a céu aberto e acredita que é mais uma opção importante de lazer e também cultural para o nosso bairro. Ele adorou os objetos retrô e foi garimpar objetos ligados à música.

Dayse Flores e Ricardo Monteiro aproveitaram o domingo para curtir a Feira de Antiguidades.

58

Um dos expositores, Hélio Lala, anda animado com a Feira na Barra da Tijuca, e espera bons resultados. “O público está curioso. Alguns até se emocionam vendo coisas da infância”, relata o expositor.


Antiguidades Assim como Diogo, a historiadora Dayse Flores ficou feliz com a Feira. Ela, que gosta de antiguidade, revela que vai indicar o passeio aos amigos. “Achei bem interessante uma feira perto de casa, até porque já frequentava a do Lavradio”. E acrescentou: “O cristal é o que mais me chama atenção. Adoro”. Expositor há 27 anos, Cesar Alencar tem antiguidades de todos os tipos na sua tenda. Mas para ele, apesar de a feira ser promissora, o atendimento ao público tem que ser diferenciado. “Temos que fazer um trabalho que o público entenda o valor dessas peças. Com o passar do tempo vamos conseguir clientes que gostam de antiguidade”, completou Cesar.

Diogo Olle observa uma câmera do século 20.

A Feira de Antiguidades acontece todo fim de semana, das 10h às 18h, até setembro deste ano, e é organizada pela Penna Artes e Antiguidades. A entrada é gratuita, e a tarifa para o estacionamento é única para cada dia (R$ 5,50). Cesar Alencar, de azul à esquerda, atende os clientes.

60


Cronica da cidade

“Gosto de você, Joá” O grito de um pescador recolhendo o seu anzol, me fez buscar um pouco mais desse pedacinho da zona oeste e me fez lembrar a música Valsa de uma Cidade: “Gosto de quem gosta desse mar, dessa gente, desse povo feliz”. O pescador, que foi pego de surpresa, não quis falar nem dar entrevista. Comentou apenas que mora por ali, no meio daquela riqueza toda. Palavras dele. Fim de papo. Nem mais, nem menos. Mas eu fui atrás desse Joá.

“Esse visual de tirar o fôlego contribui, e muito, para o título Cidade Maravilhosa. Espremido entre o Oceano Atlântico e o paredão rochoso do Pico dos Quatro, revela um dos mais belos cartões postais do Rio de Janeiro”.

62


Cronica da cidade O nome, tão sonoro, foi a primeira curiosidade. Pesquisa daqui, pesquisa dali: a nomenclatura é um “desdobramento”, vamos chamar assim, do nome de um antigo morador, um francês chamado Laurence Anchois, pronunciado “Anchuá”, e no “dialeto” local, virou Joá. Curiosidade satisfeita, segui. Esse visual de tirar o fôlego contribui, e muito, para o título Cidade Maravilhosa. Espremido entre o Oceano Atlântico e o paredão rochoso do Pico dos Quatro, revela um dos mais belos cartões postais do Rio de Janeiro: a praia da Joatinga. Bonita demais. Reduto de surfistas e área praticamente exclusiva de quem mora ali. Nessa área montanhosa, o Joá abriga também mansões cinematográficas. Tem a segunda menor população dos bairros cariocas, perdendo apenas para Grumari. E o valor monetário da área demonstra que é realmente um espaço exclusivo: o metro quadrado gira em torno de 8 mil reais. No meio desse deslumbramento, o Clube Costa Brava, projeto dos irmãos Ricardo e Renato Menescal, se debruça sobre esse mar anil e ganha contornos como se a obra fosse resultado também da natureza.

Fundada em 1962, a construção lembra um navio no meio do mar e chama a atenção de quem passa. Tudo muito exclusivo. Do alto do Elevado do Joá, que serpenteia entre a vegetação, lembramos que essa construção vem preocupando a população local. Recentemente, o Elevado ganhou a mídia, não pela sua beleza arquitetônica, mas pela corrosão que ameaça toda estrutura. Está em obras. A previsão é que a primeira etapa fique pronta neste ano. Enquanto o trabalho não termina, outras medidas foram adotadas pela Prefeitura: caminhões foram proibidos de trafegar durante a semana, e o limite de velocidade foi reduzido de 80 para 60 km/h. Agora, sabe aquele pescador, que deflagrou todo esse passeio pelo Joá? Voltou pra casa feliz, com a pesca do dia. O nome dele? Pode chamar de pescador, segundo ele.

Kika Menezes

63


Transito na Barra

Ponte estaiada

e outras obras

A Barra da Tijuca passa por diversas obras. Entre elas, a construção da ponte estaiada, na avenida Ayrton Senna. A ponte faz parte da Transcarioca e será um marco arquitetônico no bairro. Além da ponte estaiada, teremos uma nova rua e o complexo viário dos mergulhões Billy Blanco, que, junto com a construção de passarelas para pedestres, vão eliminar todos os retornos da Ayrton Senna, o que permitirá a retirada de sinais da via, melhorando o trânsito nesse trecho. Segundo a Prefeitura, estão sendo usados na construção o que há de mais moderno em tecnologia e materiais especiais, como cera de petróleo para proteger as partes metálicas da corrosão. Os mastros de 48 metros, onde são fixados os estaios, comportam um peso entre 350 e 650 toneladas, cada um.

64

O vão de aproximadamente 300 metros sobre a Lagoa de Jacarepaguá minimiza o impacto ao meio ambiente e deixa o leito da lagoa totalmente livre. A conclusão das obras da Transcarioca – que vai ligar o Terminal Alvorada, na Barra, ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador – está prevista para dezembro de 2013, mas a liberação do tráfego na ponte estaiada já deverá acontecer a partir de setembro. Até o fim de julho, o tabuleiro da ponte deverá estar concluído, e os andaimes, retirados, dando início aos testes de tráfego. Está sendo construída também uma nova via de acesso atrás do Via Parque. Essa alça, com aproximadamente 700 metros, vai permitir que os motoristas que saem da Linha Amarela acessem a Barra pelos fundos do shopping, sem ficarem parados nos dois sinais que existem atualmente.


Cinemas, teatros, casas de shows, parques, praia, trilhas. A Barra da Tijuca tem opção de lazer para todas as tribos. Escolha o seu programa e aproveite o do nosso Bairro. E no mês de julho, período das férias escolares, muitas opções no cinema para a garotada.

66

Foto: divulgação

Diversão e arte


Programe-se

Teatro

Apartamento 171 | A peça conta a história de um único imóvel alugado para dois casais diferentes. Um engano? Não! Caso típico de um conto do vigário, no qual uma advogada, um jovem promissor do mercado financeiro, um ator que fez sucesso há muitos anos atrás e uma grande estilista, são enganados por um falso corretor de imóveis. Teatro dos Grandes Atores, até 28 de julho. Sextas e sábados, às 21h. Domingo, às 20h. É você que eu amo | Peça estrelada por Rodrigo Dorado, Talita Tilieri, Rodolfo Abritta e Janaína Günter. Escrita e dirigida por Afra Gomes e Leandro Goulart. Nova peça de Afra Gomes e Leandro Goulart trata de bullying e das barreiras sociais vividas por um adolescente fora dos padrões. Teatro dos Grandes Atores, até 31 de agosto. Sábados e domingos, 19h. La Verità | Uma incursão acrobática e teatral livremente inspirada na vida e obra do pintor espanhol Salvador Dalí. Assim é “La Verità”, espetáculo que a Compagnia Finzi Pasca, da Suíça, traz ao país em junho. O grande destaque do espetáculo é uma tela gigante de 15 m x 9 m, criada por Dalí nos anos 40 e desaparecida durante décadas. Restaurada, ela atua como cenário do espetáculo. Teatro Bradesco Village Mall, 13 de julho – sábado às 21h. 14 de julho – domingo às 15h e 21 h.

Shows

Roupa Nova | São mais de trinta de anos de estrada e grandes sucessos, como Canção de Verão, Dona, Coração Pirata e Começo, Meio e Fim. A Banda já gravou 22 CDs e 05 DVDs. Citibank Hall, 6 de julho – 22h15. Hanson | O trio de irmãos apresenta o show Anthem World Tour, que traz o repertório baseado no álbum homônimo, sexto do grupo, que chegou as lojas esse mês. Citibank Hall, 20 de julho – 22h. Paramore Live in Concert | É um dos fenômenos musicais do momento. Começou na internet e ganhou o mundo. O grupo americano surgiu em 2004, está no seu quarto álbum e tem mais de 25 milhões de seguidores no Facebook. HSBC Arena, 25 de julho. Abertura dos portões 19h. – Show às 21h30.

Cinema

Meu Malvado Favorito 2 | Continuação de Meu Malvado Favorito. A mente do crime Gru (voz de Steve Carell) volta a ter pela frente seu inimigo Victor (Jason Segel), enquanto tenta lidar com outro supervilão, El Macho, que possui um filho chamado Machito. A direção é de Pierre Coffin e Chris Renaud, e o roteiro foi escrito por Ken Daurio e Cinco Paul. Lançamento 5 de julho O Homem de Aço | O bom e velho super-homem está de volta. Um clássico de retorna às telas com o ator Zack Snyder e mais Henry Cavill, Amy Adams e Michael Shannon. Nascido em Krypton, o pequeno Kal-El viveu pouco tempo em seu planeta natal. Percebendo que o planeta estava prestes a entrar em colapso, seu pai (Russell Crowe) o envia ainda bebê em uma nave espacial rumo ao planeta Terra. Ao chegar, ele é criado por Jonathan (Kevin Costner) e Martha Kent (Diane Lane), que passam a chamá-lo de Clark. Com o tempo, ele demonstra ter uma força descomunal, o que amedronta seus pais. Ao crescer, Clark (Henry Cavill) se torna uma pessoa isolada e frustrada. Em meio aos seus problemas emocionais, ele resolve usar seus poderes para ajudar a humanidade e se torna o Super-Homem. Lançamento 12 de julho. Wolverine: Imortal | O personagem dos X-Men viaja ao Japão dos dias de hoje. Em um mundo desconhecido e fora de seu território, ele enfrenta seu inimigo final em uma batalha de vida ou morte que o deixará marcado para sempre. Vulnerável pela primeira vez e pressionado por seus limites físicos e emocionais, ele enfrenta não apenas o samurai Aço Mortal, mas também a luta interna contra a sua própria imortalidade, emergindo mais poderoso do que jamais visto antes. Lançamento 26 de julho.

Envie a sua dica de lazer para terezadalmacio@idesigncom.com.br

67


68


69


Revista Casa Barra  

Revista Casa Barra - Edição 4

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you