Issuu on Google+

Softech Cápsulas Gel de

Óleo de Palma O Óleo de Palma é de origem vegetal obtida a partir da polpa da fruta palmeira de óleo africana – dendezeiro – de nome científico Elaeis Guineensis. É originário da África tropical e também é cultivado na América Central, América do Sul e Ásia.¹ O Óleo de Palma é rico em ácido oléico (ω-9), ácido linoléico (ω-6), palmítico e tocotrienóis (Vitamina E), que promovem as ações benéficas ao organismo. Os tocotrienóis são estruturas análogas de tocoferóis e estão presentes no óleo de palma em altas concentrações.

Ação terapêutica:

1000 Mg

- -Regula os níveis de colesterol LDL e HDL; - Auxílio na prevenção de doenças cardiovasculares; - Antioxidante; - Anticancerígeno; - Previne a arteriosclerose; - Atividade sacietógena e aumento de gasto energético;


Softech Cápsulas Gel

Propriedades: O consumo de Óleo de Palma vem crescendo significativamente, graças as suas propriedades nutricionais, bem como por suas demais aplicações. O Óleo de Palma, como outras gorduras vegetais, possui uma concentração de ácidos graxos monoinsaturados relativamente alta, na forma de ácido oléico. Estudos mostram que dietas ricas em ácidos graxos monoinsaturados ajudam a diminuir o colesterol LDL, auxiliam na manutenção dos níveis HDL, da mesma maneira que os ácidos graxos polinsaturados.¹ O Óleo de Palma é considerado um ácido graxo de cadeia média (TCM). As fontes de TCM podem auxiliar no aumento do gasto energético e efeito sacietógeno.² A vitamina E do Óleo de Palma consiste em grande parte de tocotrienóis, sendo o restante alfa-tocoferol.³

Óleo de Palma Indicações: - Regula os níveis de colesterol, diminuindo o LDL “colesterol ruim” e aumentando o HDL, “colesterol bom”. - Prevenção de doenças cardiovasculares; - Atua na ação contra radicais livres que causam um envelhecimento precoce; - Auxílio na prevenção e tratamento do câncer inibindo a proliferação de células cancerígenas; - Auxílio na prevenção e tratamento da arteriosclerose; - Auxílio na perda de peso; Reações adversas: Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

Fig.1 Estrutura de α – tocoferol e tocotrienóis.³

Mecanismo de ação: Estudos recentes mostraram efeito benéfico do Óleo de Palma, comparativamente a outras fontes lipídicas na dieta, em relação ao perfil lipídico sanguíneo e à diminuição de fenômenos 4 relacionados a incidência de doenças coronarianas. Muller et. al, sugerem a substituição dos óleos hidrogenados pelo Óleo de Palma nos produtos alimentícios. Segundo estes autores, o Óleo de Palma, ao contrário do óleo de soja ou de outro óleo vegetal insaturado, não necessita de hidrogenação para atingir a consistência semelhante 5 à da margarina, tornando-o isento de ácidos graxos trans. A hipótese de que o Óleo de Palma reduz os níveis de lipídios no sangue, deve-se à sua composição peculiar de ácidos graxos saturados e alta proporção de monoinsaturados. ² Khosla & Sudram sugerem que a ingestão de alimentos contendo ácidos graxos mono e polinsaturados pode reduzir assim os níveis de LDL – colesterol no sangue, diminuindo assim o risco do aparecimento de doenças cardiovasculares. 5 Outra hipótese para a ação hipocolesterolêmica do Óleo de Palma é a presença de outros componentes, ricos em propriedades nutricionais. Os mais importantes destes são os antioxidantes naturais, tocotrienóis, a vitamina E e os carotenóides (principalmente alfa e betacaroteno).4 A porção saturada de ácidos graxos do Óleo de Palma é formada de aproximadamente 43% de ácido palmítico e 5% de ácido esteárico. O ácido esteárico apresenta comportamento neutro na regulação do colesterol sanguíneo, pois sofre desaturação durante o metabolismo. O ácido palmítico apresenta tendência à neutralidade na regulação do colesterol sanguíneo em indivíduos com colesterol circulante nos níveis normais e quando há ácido linoléico (C18:3) na composição.6

Contra-indicações: Não há contra indicações até o momento nas literaturas pesquisadas, mas é sempre aconselhável consultar um profissional habilitado para prescrição. Posologia: Sugere-se a dosagem de 2 cápsulas, 2 vezes ao dia, totalizando 4 cápsulas ao dia, preferencialmente antes das refeições. *Dosagem sugestiva, é necessário a prescrição e /ou avaliação do profissional habilitado.

Compatibilidades e farmacotécnica: Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas. Incompatibilidades: Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas. Toxicidade e mutagenicidade: Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.


A porção insaturada consiste de aproximadamente 42% de ácido oléico (monoinsaturado) e 10% de ácido linoléico (poliinsaturado). Ambos ácidos graxos são conhecidos por reduzirem o colesterol circulante. Aproximadamente 75% dos ácidos graxos insaturados estão na posição 2 do triglicerídeo e por isso facilita sua absorção e explica porque o óleo de palma não eleva o colesterol sanguíneo. 6 O Óleo de Palma é a fonte conhecida mais rica de tocotrienóis. Nem um outro óleo comestível (exceto óleo de arroz) contém essa forma de vitamina E em quantidades significantes. Ele tem 70% de tocotrienol (γ tocotrienol) e 30% (α tocoferol) de tocoferol. A vitamina E principalmente o tocotrienol inibem a HMG CoA redutase, catalisador da síntese de colesterol, reduzindo o colesterol circulante. 6 Os principais fatores envolvidos no desenvolvimento da obesidade têm sido relacionados com fatores ambientais, como ingestão alimentar inadequada e redução no gasto energético diário. Há, no entanto, alimentos que podem auxiliar no aumento do gasto energético como é o caso dos triglicerídeos de cadeia média.² As gorduras variam no comprimento da cadeia dos ácidos graxos e são metabolizadas diferentemente. Os triglicerídeos de cadeia média (TCM), que contêm ácidos graxos de cadeia média com 6 – 12 carbonos, diferem dos triglicerídeos de cadeia longa (TCL), que apresentam ácidos graxos com mais de 12 carbonos. Os TCM são hidrolisados imediatamente pela lípase lingual e gástrica, sendo oxidados mais rapidamente do que os TCL e são absorvidos através do sistema portal sem a ressíntese de triacilglicerol nas células intestinais. Estes ácidos graxos são utilizados predominantemente na oxidação hepática. Os TCL, entretanto, são transportados através dos quilomícrons no sistema linfático, permitindo a formação de tecido adiposo. Consequentemente, há a hipótese de que o metabolismo rápido de TCM possa aumentar o gasto energético, diminuir o depósito de tecido adiposo e resultar em maior saciedade, sendo útil para o tratamento dietético da obesidade. O menor ganho de peso e a redução nos depósitos de lipídios corporais associados com a dieta rica em TCM, quando comparada com a dieta rica em TCL, podem ser atribuídos a dois efeitos referentes ao TCM, quais sejam o aumento do gasto energético total (GET) e a redução da ingestão alimentar.²

Softech Cápsulas Gel

Óleo de Palma Ficha técnica Nome Botânico: Não se aplica. Aspecto: Cápsula mole de gelatina contendo um líquido oleoso. Cor: Cápsula mole de líquido de coloração levemente amarelado. Sabor: Característico. Odor: Característico. Solubilidade: Não se aplica. Conservação: Armazenar o produto em temperatura entre 15°C a 30°C e umidade relativa do ar entre 40 a 75%. Composição: Óleo de Palma Envoltório: Excipiente como gelatina, umectante e conservante.


Testes clínicos: Ação Antioxidante: Kamat & Devasgayam estudaram a fração do Óleo de Palma rica em tocotrienóis e avaliaram seu potencial antioxidante in vitro; observaram que, em 7 baixíssimas concentrações (5mM), estes compostos inibiam a peroxidação lipídica, tendo sido muito mais eficientes do que a vitamina E. Ação Anticancerígena: Os tocotrienóis são uma forma de vitamina E, que tem uma isoprenóide insaturado de cadeia lateral, em vez de a cadeia lateral saturada de tocoferóis. A fração rica em tocotrienol (TRF) a partir de óleo de palma contém alfa-tocoferol e de uma mistura de alfa-, gama-e delta-tocotrienóis. Estudos anteriores demonstraram que os tocotrienóis revelam a atividade anticâncerígena. Nos relatos anteriores o TRF, alfa-, gama-e delta-tocotrienóis inibiu a proliferação de receptor de estrogênio negativo MDA-MB-435 células de cancro da mama humano, com 50% de concentrações de inibição (IC50) de 180, 90, 30 e 90 mcg / mL , respectivamente, ao passo que o alfa-tocoferol não teve efeito a concentrações até 500 mcg / mL. Outras experiências com receptor de estrogênio positivo as células MCF-7, mostraram que os tocotrienóis também inibiram a proliferação, tal como medida por [3H] timidina. Os IC50s para TRF, alfa-tocoferol, ácido alfa-, gama-e delta-tocotrienóis foram 4, 125, 6, 2 e 2 g / mL, respectivamente. O tamoxifeno, um anti-estrogênio sintético usado inibe o crescimento de células MCF-7 com um IC50 de 0,04 mcg / mL. Testamos 01:01 combinações de TRF, alfa-tocoferol e os tocotrienóis individuais com tamoxifeno em ambas as linhas celulares. Nas células MDA-MB-435, todas as combinações foram encontrados para ser sinérgico. Nas células MCF7, apenas as combinações de 01:01 ou gama-delta-tocotrienol com o tamoxifeno mostrou um efeito sinérgico inibidor sobre o índice de proliferação celular e no crescimento das células. A inibição por tocotrienóis não foi superada através da adição de excesso de estradiol para o meio. Estes resultados sugerem que os tocotrienóis são inibidores eficazes de ambas as células de estrogênio receptor-negativo e positivo, e que as combinações com tamoxifeno devem ser considerados como uma possível melhoria na terapia do cancro da mama.³ Controle dos níveis de colesterol: O efeito do um de óleo de palma- vitamina E concentrada encapsulado (palmvitee) em soro humano, foram avaliados os lipídios das lipoproteínas. Cada cápsula contém cerca de 18 palmvitee, cerca de 42 e cerca de 240 mg de tocoferóis, tocotrienóis e de oleína de palma, respectivamente. Todos os voluntários tomaram uma cápsula por dia para palmvitee durante 30 dias consecutivos. No sangue em jejum durante a noite foi tomado a partir de cada voluntário antes e depois da experiência. Lipídios séricos e lipoproteínas foram analisados ​utilizando o método enzimático CHOD-PAP. Os nossos resultados mostraram que tanto palmvitee baixou o colesterol total no soro (TC) e lipoproteínas de baixa densidade (colesterol-LDL-C), as concentrações de todos os voluntários. A magnitude da redução de níveis séricos de CT variou de 5,0% a 35,9%, enquanto que a redução do LDL-C, os valores variaram entre 0,9% e 37,0%, quando comparados com os seus respectivos valores de partida. O efeito da palmvitee em triglicerídeos (TG), não foi consistente. Os 9 nossos resultados mostram que a palmvitee tem um efeito hipocolesterolémico. Auxílio na perda de peso: Tsuji et al (2001) avaliaram 78 homens e mulheres saudáveis com índice de massa corporal (IMC) maior-igual a 23 kg/m2 e observaram que a redução na área de gordura subcutânea, no grupo que ingeriu TCM, foi significativamente maior, comparado ao grupo TCL. Lasekan et al (1992) observaram que ratos alimentados com TCM ganharam 1/3 do peso dos ratos que foram alimentados com TCL, sugerindo que a substituição do TCL por TCM por períodos extensos, pode produzir a perda do peso sem a necessidade da restrição energética.²


Referências:

Restou alguma dúvida? Deseja mais informações? Então entre em contato com o Desenvolvimento Técnico.

1. O Mercado Brasileiro Para Oleo de Palma (Azeite de Dende) Equatoriano. Fonte: <http //: www.brasilglobalnet.gov.br> Acesso: 27/08/12. 2. VOGEL C E, ROSADO E L, SILVA R L G. Efeito dos Triglicerideos de Cadeia Media na Saciedade, Resistencia a Insulina e Perfil Lipidico na Obesidade e no Diabetes Tipo 2. Instituto de Nutricao Josue de Castro. 3. GUTHRIE N, GAPOR A, CHAMBERS A F, CARROL, K K. Inhibition of Proliferation of Estrogen Receptor – Negative MDA-MB-435 and –Positive MCF-7 Human Breast Cancer Cells by Palm Oil Tocotrienols and Tamoxifen, Alone and in Combination. Centre for Human Nutrition, Department of Biochemistry, London. 4. SILVA, A P; NASCIMENTO, L; OSSO, F; MIZURINI, D; CAMPOS, D; MARTINEZ, A M B; CARMO, M G T. Acidos Graxos Plasmaticos, Metabolismo, Lipidico e Lipoproteinas de Ratos Alimentados com Oleo de Palma e Oleo de Soja Parcialmente Hidrogenado. Instituto de Nutricao Josue de Castro. Centro de Ciencias da Saude. UFRJ, 2005. 5. MULLER H, SEJEFLOT I, SOLVOLL K, PEDERSE JI. Partially Hidrogenated Soybean Oil Reduces Postprandial T-Pa Activity Compared With Palm Oil. Atherosclerosis. 2001; 155 (2): 467-76. 6. Fornecedor Agropalma. 7. KHOSLA P, SUNDRAM K. Effects of Dietary Fatty Acid Composition on Plasma Cholesterol. Prog Lipid Res. 1996; 35 (2): 93-132. 8. KAMAT JP, DEVASAGAYAM TP. Tocotrienols from Palm Oil as Potent Inhibitors of Lipid Peroxidation and Protein Oxidation in Rat Brain Mitochondria. Neurosci Lett. 1995; 195 (3): 179-82. 9. TAN D TS, KHOR HT, LOW W HS, ALI A, GAPOR A. Effect of a Palm-Oil-Vitamin E Concentrate on the Serum and Lipoprotein Lipids in Humans. Am J Clin Nutr 1991;53:1027S-30S. Printed in USA. American Society for Clinical Nutrition.

Nosso email é: priscila.cpdt@idealfarma.com.br A literatura apresentada foi elaborada dentro do critério da boa fé e fundamentada em bibliografia conceituada. Estas informações têm como objetivo orientar o profissional de saúde e é sempre recomendável a pesquisa em outras bibliografias. Elaborado por: Desenvolvimento Revisado por: Desenvolvimento Técnico Aprovado por: Diretoria Distribuição:

www.idealfarma.com.br


catalogo softech palma