Page 1

www.iCNEWS .com.br

Indústria&Comércio Curitiba, terça-FEIRA, 30 de AGOSTO de 2011 Ano XXXIV | Edição nº 8450 | R$ 1,50

DIÁRIO. Mais que notícias. inteligência. conhecimento.

Luc Perenom

Aroldo Murá FUSÃO/EXTINÇÃO DO CONCÓRDIA SÓ PARA 2012 Fontes do Conselho do Clube Curitibano, que saudam positivamente a possibilidade de o Clube Concórdia ser assumido pelo Clube Curitibano, admitem que o fato não acontecerá neste ano, mas possivelmente em 2012. Proximamente um relator designado pelo Conselho do Curitibano relatará a matéria para apreciação futura da diretoria. Termina a série “Por quê encolhe o rebanho católico”, com análises diversas. Uma delas, o fortalecimento das chamadas novas comunidades dentro da Igreja Católica. PARANÁ | a3

Fábio Campana Veneri mira a vice de Fruet Analistas atentos ao modo petista de fazer política pensam ter decodificado os movimentos do deputado Tadeu Veneri, que passou o final de semana emitindo sinais contraditórios.

Pedro Washington Modelo imutável Numa roda de companheiros as preocupações externadas eram duas: a mudança do clima e os desentendimentos no mundo.

Em Paris, Richa formaliza interesses com a Renault Carta de intenções apoia novos investimentos da empresa no Paraná O governador Beto Richa entregou ao presidente mundial da Renault, Carlos Tavares, ontem, em Paris, uma carta de intenções que formaliza o interesse do Paraná em dar apoio para novos investimentos que a montadora quiser fazer no Estado. Segundo Richa, a multinacional francesa vive um momento de expansão das suas atividades e estuda projetos de ampliação da produção na América Latina. O encontro na capital francesa contou com a participação de Jean-Michel Jalinier,

presidente da Renault do Brasil. “A Renault tem projetos que podem gerar novos empregos na área de produção e engenharia. A nossa intenção é trazer estas oportunidades para o Paraná com o apoio do nosso programa de incentivos fiscais”, declarou o governador. Segundo ele, além dos empregos diretos, investimentos do setor automotivo são importantes porque geram impactos positivos em toda a cadeia de fornecedores e sobre a economia de uma forma geral. geral i a2

Página | b4

tecnologia

Intermec anuncia investimentos de mais de US$ 5 mi no Brasil negócios i b4

mba

Gestão de pessoas com conhecimento e números poderosos negócios i b4

REGISTRO Endividamento e inadimplência diminuem em São Paulo O total de famílias endividadas na cidade de São Paulo caiu para 45,1% (ou 1,62 milhão de famílias) em agosto, 2,2 pontos percentuais menor que o registrado em julho. O resultado é o menor desde junho de 2010. Os dados, divulgados ontem, são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio). Foxconn, fabricante da Apple, tem prejuízo de US$ 17,11 mi A chinesa Foxconn International, fabricante global dos produtos da Apple, anunciou prejuízo de US$ 17,11 milhões no primeiro semestre do ano, bem abaixo do prejuízo de US$ 144,456 milhões verificados no mesmo intervalo do ano passado. O prejuízo por ação foi de US$ 0,25. Amazon pode vender até 5 milhões de tablets no 4º trimestre A Amazon.com pode vender até cinco milhões de tablets no último trimestre do ano, o que faria da maior varejista da internet a principal competidora da Apple no segmento, afirmou ontem a empresa de pesquisa Forrester Research. Exportação de celulose sobe 1,4% As exportações brasileiras de celulose mostraram ligeiro crescimento em julho, na comparação com o mês imediatamente anterior, e totalizaram 641 mil toneladas, de acordo com dados divulgados ontem pela Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa). Lucro das empresas de capital aberto cresce 29,8% no semestre As 335 empresas brasileiras de capital aberto tiveram lucro de R$ 108,9 bilhões no primeiro semestre do ano, alta de 29,8% ante o mesmo período de 2010. Os dados foram divulgados ontem pela Economatica.

CMYK

Consumidor pode economizar R$ 2 mil por ano no supermercado O consumidor pode economizar quase R$ 2 mil nas compras em supermercados, em um ano, se escolher o lugar certo, de acordo com o perfil de consumo. A constatação está em um levantamento da Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor feito em 1.156 pontos de vendas, em 20 cidades de 13 estados e no Distrito Federal. Pesquisar antes de fazer a compra do mês pode gerar uma boa economia. geral i a5

INDICADORES FINANCEIROS MERCADO À VISTA Maiores altas CONFAB RECRUSUL MUNDIAL CEMAT CELPA

Maiores QUEDAS GPC PART TECTOY TECTOY METAL IGUACU SERGEN

BOM DIA!

COTAÇÃO 4,88 0,85 0,61 5,39 9,00

COTAÇÃO 0,09 0,04 0,04 1,42 1,22

CÂMBIO

IBOVESPA Maiores altas PDG REALT B2W VAREJO CYRELA REALT BROOKFIELD MRV

Maiores QUEDAS NATURA USIMINAS -

COTAÇÃO 7,22 15,02 14,39 6,39 12,40

COTAÇÃO 37,26 12,02

Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 1,5300

1,6700

Dólar comercial 1,5896

1,5911

Dólar paralelo 1,5900

1,7300

Euro

2,3100

2,3081

Ouro (Grama/R$): 229,65

EDITORIAL

ÀS AULAS E AOS LIVROS Greve é legítimo instrumento de uso na quebra de braço entre empresas e funcionários. A greve se torna ilegítima- e deveria ser considerada ilegal – quando utilizada no assim chamado serviço público. Ou em empresas públicas que provém bens e/ou serviços públicos. - Por que? - Pela simples e boa razão que o grande prejudicado, que o único prejudicado numa greve no serviço público é o público, o (in) distinto público. Que além de pagar os impostos que sustentam empresas&serviços públicos é quase sempre a vítima preferencial dos maus serviços&péssimos atendimentos. E como esquecer que nessas quebras de braço rigorosamente ninguém defende o

interesse público, da empresa pública ou do órgão público! Porque os dois lados da mesa são ocupados... por funcionários públicos! Que têm interesses próprios, não de classe, mas de categoria profissional ou de guilda. E que se opõe aos interesses da instituição. Greve de estudante é piada, dupla piada, involuntária já se vê. Estudante é para estudar, estudante não é classe, não é categoria profissional, estudante não é, estudante está, transitoriamente. Greve de estudante é burrice. Porque os maiores prejudicados são eles mesmos – greve de estudante equivale a um tiro no pé. E no interesse dos estudantes deve ser combatida. Assim como deve ser punida exemplarmente a ocupação da reitoria.

Central de Atendimento: 41 3333.9800

Municípios doParaná Podadores cumprem “pena” plantando árvores em SJP A Prefeitura de São José dos Pinhais realizou neste sábado (27) no Parque São José, mais uma etapa do mutirão de plantio de árvores como medida compensatória. O programa começou no início deste ano e procura conscientizar aqueles que infringirem as normas ambientais quanto ao corte ou poda drástica de árvores, ou seja, quando se corta mais do que 30% das folhagens, máximo permitido.

Governo aumenta meta de superávit primário O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta segunda-feira (29/08) que a meta de superávit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) aumentará de aproximadamente R$ 81,8 bilhões para cerca de R$ 91 bilhões este ano.

página a4

e-mail: pauta@induscom.com.br

economia i b1

Editais na página A7.


Geral

“A liberdade não tem qualquer valor se não inclui a liberdade de errar.” Mahatma Gandhi Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A2

Previsão do tempo

AB Notícias

fonte: www.simepar.br

Mín.: 08° Máx.: 18°

abnoticias@abcom.com.br

As condições do tempo pouco mudam nesta terça-feira no Paraná, ou seja, novamente pode chover de forma mais significativa nos setores mais próximos d divisa do Paraná coma Santa Catarina. Nas demais regiões do Estado as áreas de instabilidade intensificam-se a partir da tarde, e podem vir acompanhadas por trovoadas e rajadas de vento fortes. Apenas no Norte Pioneiro o tempo fica mais estável (quente e sem chuvas).

BANCO DE ALIMENTOS

A participação da cidade de Cascavel no programa Banco de Alimentos evitou, no primeiro semestre de 2011, um desperdício de quase 240 mil toneladas de alimentos. Essa quantidade iria para o lixo se não fosse a realização do programa, que tem como objetivo recolher alimentos que não serão utilizados pela Central de Abastecimento – Ceasa e por supermercados, para direcionar às entidades carentes.

SISTEMA DE SANEAMENTO

INDÚSTRIA

Beto Richa formaliza interesses com a Renault Carta de intenções apoia novos investimentos da empresa no PR O governador Beto Richa entregou ao presidente mundial da Renault, Carlos Tavares, ontem (29), em Paris, uma carta de intenções que formaliza o interesse do Paraná em dar apoio para novos investimentos que a montadora quiser fazer no Estado. Segundo Richa, a multinacional francesa vive um momento de expansão das suas atividades e estuda projetos de ampliação da produção na América Latina. O encontro na capital francesa contou com a participação de Jean-Michel Jalinier, presidente da Renault do Brasil. “A Renault tem projetos que podem gerar novos empregos na área de produção e engenharia. A nossa intenção é trazer estas oportunidades para o Paraná com o apoio do nosso programa de incentivos fiscais”, declarou o governador. Segundo ele, além dos empregos diretos, investimentos do setor automotivo são importantes porque geram impactos positivos em toda a cadeia de fornecedores e sobre a economia de uma forma geral.

Richa destacou que o programa de incentivos Paraná Competitivo é uma política fiscal moderna, que leva em conta os interesses do Estado na concessão de benefícios e torna mais flexível a negociação com os investidores. Ele destacou que o resultado da implantação do programa foi a abertura de negociações com 70 grupos empresariais nacionais e estrangeiros desde fevereiro. O governador informou aos executivos franceses que nos primeiros seis meses de vigência dos novos incentivos propostos pelo governo, o Estado já conseguiu atrair R$ 2 bilhões em investimentos. “O governo vai dar o estímulo necessário para garantir a implantação de bons empreendimentos no Paraná. Hoje, há diálogo e garantia de segurança jurídica para o investidor”, reforçou Richa. Carlos Tavares destacou que em 2011 a Renault completa 15 anos de instalação da unidade paranaense. Neste tempo, a empresa já aplicou US$ 2,5 bilhões no Complexo Ayrton Senna, em São José

dos Pinhais, e gera atualmente 6.000 empregos diretos. De acordo com o presidente da montadora, somente neste ano estão sendo contratados 1.000 trabalhadores, para dar suporte ao início do terceiro turno da linha de produção. No relato feito ao governador Beto Richa, o executivo da Renault ressaltou que a empresa é atualmente a maior exportadora do Estado. Somente em 2010, 56 mil veículos e 118 mil motores foram enviados para países como Argentina, Colômbia e México. Ele também relatou o bom desempenho da marca no mercado brasileiro, com crescimento de 23,5% neste ano, enquanto o setor automotivo nacional cresceu 8,1%.

LIMAGRAIN

Antes da visita ao principal executivo da Renault, o governador Beto Richa e o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, visitaram a cooperativa francesa Limagrain, quarta maior empresa mundial de sementes para cereais e oleaginosas e líder do setor

na Europa, cuja sede fica na cidade de Clermont-Ferrand, localizada a 450 quilômetros ao sul de Paris. Neste ano, a Limagrain anunciou a compra de 70% da divisão de milho da Sementes Guerra, de Pato Branco. A parceria entre as duas empresas envolve investimentos de R$ 91 milhões e conta com incentivos do governo estadual. “Visitamos a companhia para prospectar novos investimentos e saímos do encontro com uma impressão muito positiva. A Limagrain quer reforçar sua atuação no Brasil e o interior do Paraná é uma das regiões onde pretende investir”, disse o governador Beto Richa.

EMBAIXADA

Hoje, a comitiva paranaense fará uma série de apresentações na Embaixada do Brasil em Paris, para convidados do embaixador José Maurício Bustani, titular da representação diplomática brasileira na França. O governador Beto Richa falará sobre as oportunidades de investimento no Paraná.

Governo faz parceria com a UFPR para prevenir desastres O governador em exercício Flávio Arns e o reitor da Universidade Federal do Paraná, Zaki Akel, assinaram ontem (29) um termo de cooperação técnica para integrar e articular ações da Defesa Civil do Paraná e do Centro de Apoio Científico em Desastres (Cenacid) da UFPR. O objetivo é prevenir e minimizar os riscos e consequências de desastres em áreas ambientalmente vulneráveis, por meio de ações de prevenção e de preparação. O termo também prevê colaboração na recuperação de áreas afetadas por desastres naturais, antropogênicos (provocados pela ação humana) e mistos. “Este projeto prevê ações em todo o Paraná para intensificar estudos e criar um sistema de gerenciamento de riscos ambientais, com mecanismos de alerta e alarme. Também vamos capacitar profissionais de todas as áreas do governo e na sociedade civil, para atuar

Governador em exercício Flávio Arns assina termo de cooperação para redução de riscos de desastres ambientais, com a UFPR e Defesa Civil

na prevenção e no atendimento a desastres”, disse Arns. “O Cenacid é reconhecido nacional e internacionalmente por sua competência técnica e prática, e já atuava em parceria com o governo. Agora formalizamos a parceria, para integrar e articular os esforços para prevenir desastres”, afirmou.

O governador em exercício disse que a parceria com o Cenacid atende as orientações das Nações Unidas para o enfrentamento de desastres. Arns também informou que o governo está em negociação com o Banco Mundial (Bird), para financiar um programa no valor de R$ 50 milhões voltado

ao gerenciamento de riscos ambientais, a fim de evitar desastres ou reduzir as suas consequências. “Esta parceria ocorre em um momento histórico para a Defesa Civil e está de acordo com o novo foco do trabalho que o Paraná tem para as catástrofes: em vez de atuar apenas na resposta, que nem sempre era satisfatória, agora vamos atuar na prevenção”, afirmou o secretário-chefe da Casa Militar e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Adilson Castilho Casitas. “O conhecimento do Cenacid nesta área é notório e será de grande valor para integrar os esforços, porque a Defesa Civil somos todos nós.” Entre outras ações, o Cenacid atuará em parceria com a Defesa Civil na capacitação dos integrantes do Sistema Estadual de Defesa Civil e, em casos de desastre, no apoio para minimizar o sofrimento de pessoas atingidas.

Informe da Câmara Municipal de Curitiba EstaR pode ter 15 minutos de tolerância Acontece hoje (30) a votação do projeto de lei que propõe tolerância de 15 minutos para o início da cobrança do EstaR, o Estacionamento Regulamentado. A iniciativa é do vereador Aladim Luciano (PV), que pretende dispensar o uso do cartão no veículo que permanecer estacionado por este período mínimo de carência. O vereador justifica que hoje o cidadão que utiliza a vaga por apenas dez minutos é obrigado a dispor de um cartão de uma hora inteira, “não lhe sendo ressarcidos os valores pagos pelo período não utilizado”, diz o texto do projeto. Para ele, o fato dos primeiros 15 minutos serem gratuitos aumentará a rotatividade em locais de grande fluxo.

ACESSIBILIDADE Outra proposta que será votada é para as instituições bancárias que mantêm caixas eletrônicos adaptarem estes equipamentos para o acesso de portadores de deficiência físicomotora. A autoria é do vereador Roberto Hinça (PDT). As adaptações seriam rampas de acesso, portas que permitam a passagem de cadeirantes e eliminação de obstáculos e desníveis de piso que impeçam ou restrinjam a locomoção. Pelo descumprimento da lei, o projeto prevê uma notificação inicial, posteriormente, multa de R$ 10 mil e, por último, suspensão de alvará de funcionamento.

A Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar, apresentou um projeto que pretende implantar e ampliar os sistemas de saneamento de 99 municípios do Estado, com população de até 50 mil habitantes. A iniciativa da Sanepar, dispõe um investimento de 400 milhões de reais. Agora é necessário o apoio dos deputados que representam o Paraná para a realização do projeto.

HABITAÇÃO

Um investimento de 7,3 milhões de reais será aplicado na construção de um Condomínio em Apucarana, Região Norte. A iniciativa faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida e irá beneficiar 112 famílias com renda entre 3 e 5 salários mínimos. A previsão para a construção é de 18 meses.

OBESIDADE

Metade da população dos Estados Unidos será obesa até 2030. Foi o que revelou um Artigo publicado no periódico Lancet. O motivo destacado para ganho de peso é a oferta de alimentos ricos em calorias. Segundo os pesquisadores, esse dado se tornará realidade caso não haja uma intervenção para barrar o crescimento da obesidade no mundo.

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA

A nova etapa de asfaltamento na cidade de Francisco Beltrão, Região Sudoeste, tem investimentos de mais de 900 mil reais. Ao todo serão recuperados 28 trechos de ruas, e feitos reparos em aproximadamente 53 mil metros quadrados. Os recursos para as obras asfálticas são provenientes do Governo Federal e também do próprio município.

OLIMPÍADA RURAL

O município de Turvo, Centro-Sul do Estado, promove sua 3ª Olimpíada Rural, nos dias 3 e 4 de setembro. Dez comunidades já estão cadastradas até o momento para participar da competição, isso equivale à aproximadamente 400 participantes. As competições serão de atividades rurais típicas da região. O evento ocorre no CTG Rincão do Pinhal da cidade.

QUADRA COBERTA

Foi inaugurada a nova quadra poliesportiva coberta destinada aos alunos da Escola Estadual Guaiporã, no município de Cafezal do Sul, Noroeste do Estado. Ao todo foram investidos 258 mil reais na obra, com recursos do Governo Estadual. Serão 150 alunos mais professores beneficiados, sendo que antes as atividades eram realizadas fora da escola.

CONTRA A CORRUPÇÃO

Na última semana, a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, lançou o site Observatório da Corrupção, que visa fiscalizar o governo e acompanhar casos denunciados. A medida pretende assim, mobilizar a sociedade brasileira para combater ilegalidades nas esferas governamentais. O acesso poderá ser realizado através do endereço: www.observatorio.oab.org.br.

SAÚDE BUCAL

Foi inaugurado um consultório odontológico na cidade de Tupãssi, Oeste do Estado. O novo consultório está instalado dentro do Colégio Carlos Drummond de Andrade, e já conta com equipamentos novos. O objetivo da unidade é atender crianças de 3 a 10 anos do colégio e também de outros centros educacionais.

MATINHOS EM FESTA

Entre os dias 2 e 8 de setembro acontece, no Litoral Paranaense, a 4ª edição da ‘Matinhos em Festa’. A programação, que será sediada na Praça Central de Matinhos, contará com barracas gastronômicas e artesanais, atrações culturais, e também shows musicais.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Administração Irene Morva Martins (diretoria@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.


GeralEstadual Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A3 | Indústria&Comércio

aroldo@cienciaefe.org.br

Aroldo Murá G.Haygert POR QUÊ ENCOLHE O REBANHO CATÓLICO? (final) Com a abordagem de hoje, a coluna encerra o breve exame das realidades apontadas pelo recém divulgado Novo Mapa das Religiões, estudos e pesquisa produzidos pelo pesquisador Marcelo Neri, para a Fundação Getúlio Vargas. O mapa revela mutantes caminhos da fé religiosa no país, com destaque para a diminuição percentual de católicos, no período abrangido pela pesquisa – de 2003 a 2009. No período, os que se confessavam católicos cairam de 74% para 68,43%. Mesmo assim, cresceram numericamente, é certo, sendo hoje 130 milhões, num crescimento vegetativo tão somente. O que não deve alegrar a grei católico romana. Na abordagem e nas leituras que a coluna fez sobre o trabalho, examinei causas da queda católica, e outras peculiaridades mostradas pelo mapa, como a presença significativa de kardecistas/ espiritualistas em Curitiba, acima da média nacional. E as prováveis motivações que levam os evangélicos a mudarem-se para igrejas históricas protestantes, antes apontadas como vivendo “nos estertores”.

AS RESPOSTAS DA IGREJA Conhecendo, como conheço a Igreja Católica – caracterizada, entre outras peculiaridades, por seu tempo próprio para quase tudo - , é simplista dizer que “a Igreja engendrou respostas, no Brasil”, ao crescimento dos evangélicos. Até porque a Igreja, inclusiva como é em quase todos os campos, aceitando os mais variados braços de atuação dentro de suas hostes (direita, esquerda, renovadores em Moyses Azevedo: teologia, conservadores e fundador da Shallom tridentinos de outro lado) não age monoliticamente em matérias que não sejam as de fé e ordem, as dogmáticas (uma delas, a oposição ao aborto, por exemplo). Esse inclusivismo – arrisco dizer – é o que mais ajuda a explicar esse mundo de um bilhão e tantos católicos pelo mundo. Os ganhos e perdas de membros talvez não assustem tanto à instituição que há séculos perdeu o seu próprio berço, o Oriente Médio, com destaque para a Judéia/Palestina, a Síria e o Egito dos eremitas dos primeiros dias. O que ocorreu é que o episcopado brasileiro, diante da evasão ‘assustadora” de seus fiéis, foi abrindo-se (muitas vezes sob protestos conservadores) a movimentos como a Renovação Carismática Católica (RCC), nascida nos anos 1960s, na Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos. Pois, afinal, aceitar o pentecostalismo entrando no altar era uma realidade de toda improvável até então. Mas só a aceitação dos carismáticos não resolveu, se a questão fosse conseguir um forte dique da fuga católica. No mesmo tempo, anos 1970, a Teologia da Libertação chegou ao auge, com sobrevida nos 8O e 90, e ainda presente nas chamadas CEBs, as comunidades de base, e em ampla literatura, além de cátedras de seminários maiores. A TL pregou – o que é cristão – a opção preferencial pelos pobres (neste caso, não se deixe de incluir os abandonados espirituais dentre os pobres). Também essa opção da Teologia da Libertação não conteve a evasão de fiéis, até pelo contrário.

RETRATO DE UM TEMPO Foi uma mistura fantástica, um cardápio variado, bem dentro do espírito inclusivo da igreja no Brasil: de um lado, os católicos começavam a experimentar o chamado batismo no Espírito Santo, e a ler avidamente o livro evangélico/ pentecostal “Foge, Nick, Foge” (a experiência de um jovem fugindo das drogas e adotando o pentecostalismo nos EUA); de outro, Leonardo Boff e um grande número de lideranças católicas (bispos, como respeitável Emmir Nogueira: Dom Paulo Arns) asses- também da Shallom tavam armas com a TL. E com um olhar voltado em apoio às contestações de Hans Kung, de tantas influências em parte do clero brasileiro. Nem a Renovação Carismática nem a TL (depois fortemente anatematizada pelo hoje beato João Paulo II) conseguiram, pois, deter a evasão, ou ‘apostasia’, como a fuga seria chamada em tempos pré-Concílio Vaticano II. O trânsito religioso de muitas faces é uma clara manifestação do brasileiro do final do século 20 e começo deste. Trânsito que já mostra uma certa exaustão até nos quadros das igrejas evangélicas, segundo a pesquisa da FFGV, que indicou também crescimento dos evangélicos que não querem se filiar a nenhuma denominação. São os ‘evangélicos free lancer”, alguma coisa como o “católico não praticante”. Eu enxergo esse desapego denominacional ligado a também outros fatores. Um deles, seria uma forma de os “crentes” pentecostais, até agora identificados como pertencentes a ‘grupos exóticos’, em seus usos e costume, e vivendo nos estratos mais baixos da população brasileira (pobres e com baixa formação escolar) adotarem uma nova identidade (não há como fugir à expressão). Seria essa mesma fuga a responsável por um grande número de evangélicos pentecostais estar aderindo às igrejas evangélicas tradicionais, conforme indica o estudo da FGV? Há grupos neopentecostais que têm características muito próprias, como a Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo, hoje dona de um amplo império de negócios paralelos, como emissoras de rádio, Rede Recorde de Televisão, construtoras, ramos financeiros e de taxis aéreo. A Universal teve o mérito de universalizar (perdão à rima) à chamada Teologia da Prosperidade, que os americanos codificaram nas priemeiras décadas do século 20. Por ela, conclui-se que Deus “é obrigado” a promover felicidade e prosperidade dos seus fiéis. E, em consequência, conclui-se ainda, a riqueza, ao contrário

do espírito calvinista, não vai decorrer do trabalho árduo. Mas, sim, de quem se mostra fiel a Deus, pagando seus dízimos e ganhando, em contrapartida, as benesses divinas. Seria alongar demais a coluna mostrar o quanto a Universal apropria-se de aspectos das realidades de crenças católicas, para des3envolver suas pregações. O sal como elemento de benção, assim como a água, as chamadas correntes de oração, as fogueiras santos, os exorcismos sistemáticos em busca de expulsar demônios contêm receituário que manteve multidões presas à Igreja Católica. Na linha das igrejas neopentecostais, a Igreja Mundial do Poder de Deus, fundada por Waldomiro Santiago, egresso da Universal, é, na minha opinião, a grande novidade no mapa das religiões. Cresce de forma impressionante, sob a promessa de chuvas de milagres.

NOVAS COMUNIDADES É certo que a Igreja Católica não cruzou os braços. Seus bispos, na maioria, aceitam as mais variadas experiências, aquelas de massa e também outras novas e as mais discretas. As de massa são tipo Canção Nova, com emissoras de rádio no Brasil todo, sem propaganda, inteiramente subsidiadas pelos chamados sócioscolaboradores. Além de uma ativa emissora de TV, 24 horas no ar, com alcance nacional via satélite e cabo, muita ação na web e casas de missão espalhadas pelo país, com ramificações no exterior desenvolvido, como França e EUA. Em Cachoeira Paulista, sua sede mundial, a Canção Nova abriga milhares de pessoas diariamente, para imensos encontros e retiros espirituais massificados. É um moderno centro de peregrinação, ao contrário de Aparecida – vizinha de Cachoeira – que continua com um culto extremado à virgem na invocação de Aparecida, mas sendo sobretudo aglutinadora dos estratos fundamentalmente populares do Brasil católico. Há outras ‘novas comunidades’, a exemplo da Canção Nova. Prosperam no Brasil, com a aprovação do Vaticano (aquelas de Direito Pontifício) ou das dioceses, bem mais do que nos outros países. Uma delas é a ultraconservadora Arautos do Evangelho, de São Paulo, fundada por João Clá( hoje padre), depois de sua ruptura com a TFP, associação de inspiração católica, tridentina, que sempre marchou à margem da hierarquia católica e ao lado de forças conhecidas por seu conservadorismo sobretudo nos domínios integristas.

Por isso, enumero algumas características de igrejas pentecostais e neopentecostais no Brasil: mobilidade para desdobramentos, a partir de cisões, com a fundação, simplesmente, de novas igrejas: b) formação precária, mas rápida, de quadros de pregadores e ministros de todo o tipo (pastores, anciãos, evangelistas, diáconos); c) doutrinas pouco elaboradas, centradas sobretudo em pilares que envolvem curas, exorcismos e prosperidade. E mensagens muitas vezes repetidas, curtas, com boa capacidade de aceitação pela média da população, de baixa escolaridade; d) facilidade de conseguir adesões de fiéis ao pagamento de dízimos e ofertas expressivas.Quase sempre essas doações vão sugerindo uma troca com a divindade; e) igrejas exercem especial papel de controle social, com influencia direta na vida do crente; f) as revelações das verdades bíblicas, que caracterizaram o protestantismo histórico, foram substituídas por palavras-chave, em pregações fortemente emocional, com raros momentos de reflexão em torno da essência do Evangelho; g) a quase inexistência de centros de educação e escolas patrocinados pelas igrejas, que, no entanto, mantêm-se fieis a normas fundamentalistas, como a exclusão dos conhecimentos da Evolução; h) a leitura das Escrituras de forma literal, elimina, na maioria das igrejas do pentecostalismo, a possibilidade de exegese por parte dos pastores e fiéis (exceção, nesse caso, à Assembléia de Deus). Na medida do possível, a coluna voltará ao assunto.

RELATOR DO CASO CONCÓRDIA

O Conselho do Clube Curitiba deverá designar, nos próximos dias, um relator para opinar à assembléia geral da instituição sobre a pretensão do clube, de assumir o Clube Concórdia. O assunto é dos mais explosivos, no momento, entre os membros do clube de origem germânica, mas visto com plena aceitação, é claro, no Curitibano. Um dos mais fortes opositores à extinção do tradicional clube da Rua Carlos Cavalcanti é o empresário Hans Klaus Garber, que dirigiu o clube por três décadas, quando a sociedade “deutschen” viveu seu período de esplendor. Os óbices que serão colocados à extinção/fusão serão muitos. Por isso, admitem fontes do Conselho do Curitibano, “dificilmente a fusão se dará ainda este ano”.

O LÍDER, O PRESERVACIONISTA João Clá, dos Arautos

Clá conseguiu um feito notável: sua comunidade foi a primeira a ser reconhecida como de Direito pontifício no ano 2000. “Mas os Arautos não são enquadrados na categoria de novas comunidades, mas, sim, uma associação de leigos consagrados”, objeta um padre a quem ouço sobre o assunto. Fica o registro da opinião discordante da minha. A verdade é que as chamadas novas comunidades são vigorosas, como a Shallom, nascida no Ceará, cujo líder e fundador, Moyses Nogueira, faz parte de um dos secretariados do Vaticano para a vida consagrada. Emmir Nogueira, foi co-fundadora da altamente emblemática nova comunidade Shallom, hoje conhecida em todo mundo. O que caracteriza essas comunidades? Não são congregações religiosas como conhecemos, por exemplos, as ordens e congregações, como jesuitas, franciscanos, redentoristas ou vicentinos. Atuam em dois braços, sempre de leigos : um, pertence às chamadas ‘comunidades de aliança’, os que ajudam,como casados ou não, a obra em suas vidas seculares; os membros pertencentes às comunidades “de vida” vivem os votos evangélicos de pobreza, obediência e castidade e dedicação integral à obras. E moram em comunidades, masculinas, femininas e mistas. Ainda é cedo para dizer se essa nova armada terá força capaz de conter a evasão do rebanho. Algumas delas têm casas de formações de futuros padres. Para aprofundar mais, seria importante lembrar que no arsenal moderno (e nesses casos, internacionais) da Igreja há comunidades de amplo espectro, de atuação mundial, como o Movimento Focolarino, talvez a mais antiga das chamadas novas comunidades; ou o segmento altamente politizado e intelectualmente bem preparado que é a Comunhão e Libertação (fundado por padre Giussani), com atuação, no Brasil, em universidades paulistas (é oriundo da Itália) e iniciando presença e ação entre comunidades carentes, como aquelas de pessoas que buscam terra legalizadas para trabalhar. Registrar, pelo menos, a presença no Brasil de uma comunidade marcada por uma ação integrista – Neocatecumenal, fundado por Kiko Arguelo e Carmen -, é essencial para que se etenda a variedade desse arsenal espiritual. Os Neocatecomunais formam seus próprios sacerdotes, num seminário internacional, em Brasil. Na essência, os neocatecumenais são considerados “fechadíssimos”, mesmo nas dioceses em que se abrigam. Seus opositores dizem que eles “tomam conta das paróquias em que atuam”. Literalmente. Paralelamente às chamadas novas comunidades, há os segmentos leigos de congregações religiosas, envolvendo homens e mulheres que atuam na sociedade segundo os princípios dessas instituições. Um deles é o Regnum Christi, dos Legionários, basicamente de classes médias e alta, ainda não restabelecido das penalidades que a Legião de Cristo sofreu do Vaticano (encontra-se debaixo de um tipo de intervenção de emissário papal).

AS GRANDES CARACTERÍSTICAS O centro das revelações do Mapa das Religiões é mesmo o gradiente Pentecostais versus Católicos.

Garber não é apenas uma liderança forte dentre os que atuam no Concórdia (a maioria é de origem alemã). Garber é conhecido igualmente como preservacionista ambiental modelar. Graça à atuação dele, que é proprietário de grande parte das faixas de mata nas laterais da Estrada da Graciosa, é que essa área mantém-se intacta. Ser preservaciosita, garantem ambientalistas como Henrique Paulo Schmidlin, o “Vitamina”, garante a Garber uma aceitação ampla também entre o público jovem. É o espírito atento de “velhas águias, como Garber, que tem garantido um olhar firme em relação ao real patrimônio do Concórdia. A questão da pinacoteca, por exemplo, como será inventariada na proposta de extinção/fusão? E, o mais valioso ainda: a questão do potencial construtivo, a lei do solo criado, quanto vale, já que o Concórdia tem duas áreas valiosíssimas, o imenso terreno da Rua Jacarezinho e a sede da Rua Carlos Cavalcanti?

DE BIA WOUK

Recebi, no sábado, da artista plástica e amiga Bia Wouk, consulesa do Brasil em Madrid – ao lado do marido, o diplomata e escritor João Almino -, a seguinte correspondência: “Acabo de ler sua matéria sobre o joão, tão simpática, tão carinhosa, e, como sempre, tão bem escrita. João está no outro computador, lendo-a também. Tarde da noite em madri, estamos de olho no furacão que ameaça a costa leste dos Estados Unidos e se dirige para nova york, onde moram letícia e elisa, como vc sabe. o prefeito bloomberg fechou todo o sistema de transporte coletivo a partir de amanhã ao meio-dia, obama interrompeu suas férias para acompanhar de perto o esquema de emergência, e as pessoas estão esvaziando os supermercados em busca de água, enlatados e lanternas. ninguém associa ny a furacões, mas em 85 um furacão provocou graves danos na cidade, e desta vez estão esperando algo bastante sério. a expectativa é de que chegue a ny no domingo.graças à internet estamos em contato com as meninas!


Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A4

DESTAQUE Balsa Nova em Pauta Segurança Alimentar

MEIO AMBIENTE

Podadores cumprem “pena” plantando árvores em SJP Programa teve início no começo deste ano e procura conscientizar as pessoas

Representantes da sociedade civil e do governo participaram na última quinta-feira (11), no Centro de Convivência do Idoso, da I Reunião Ampliada de Segurança Alimentar de Balsa Nova. A reunião definiu prioridades do município para a área e elegeu seis delegados que irão representar o município na Conferência Regional de Segurança Alimentar que será realizada em setembro. O evento ainda contou com a palestra da Engenheira Agrônoma e Coordenadora do Programa de Agricultura Urbana e Periurbana/regional de Curitiba – EMATER, Mary Stela Bischof, que fez um relato sobre os temas tratados nas Conferências de Segurança Alimentar e Nutricional e sobre a atual situação da área. Ao final dos debates foram deliberadas as prioridades do tema para o município e eleitos os seguintes representantes de Balsa Nova.

Pontos de ônibus

A prefeitura vem realizando nas últimas semanas, reforma ou troca dos pontos de ônibus da cidade. A intenção do poder público é melhorar a qualidade e a segurança dos usuários do transporte coletivo. “Em dias de chuva precisamos nos proteger”, afirmou uma moradora do Bugre, que se diz satisfeita com a iniciativa da prefeitura em realizar a manutenção dos pontos de ônibus. Segundo ela, além da estética é importante preservar a comodidade de quem utiliza o transporte. Além dos usuários que se deslocam até Campo Largo, vários alunos da cidade utilizam as cabines, para até mesmo se protegerem do sol. A secretaria de Obras e Serviços é a responsável por todo o trabalho.

Lavanderia de hospital

Foto lavanderia

A prefeitura de Balsa Nova se preocupa com a higienização e conservação das roupas e pertences de pacientes que necessitam do Hospital Municipal Bom Jesus. Além é claro de proporcionar aos pacientes e acompanhantes um ambiente mais agradável. Pensando nisso, a secretaria de Saúde adquiriu nos últimos meses diversas máquinas para serem colocadas na lavanderia do hospital. “Com a lavanderia toda equipada, conseguimos garantir a melhor higiene de nossos pacientes”, afirmou o secretário de Saúde Biázio Guarezi. Para o secretário é importante se pensar em saúde como um todo. O prefeito Dinho Costa fica feliz em poder equipar o hospital que foi construído em uma de suas gestões passada. “Participei da construção e agora vejo o hospital com equipamentos novos e modernos”, afirmou o prefeito. Segundo Costa é importante cuidarmos muito bem da saúde de todos os balsa-novenses.

Historia do município

Os integrantes do Grupo “Eterno Aprendiz” de Balsa Nova receberam na semana passada o livro “Balsa Nova: Aspectos Gerais da formação, criação e evolução do Município” do escrito pelo Historiador Sedinei Sales Rocha. O livro, financiados com recursos municipais da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte, organiza em 213 páginas informações gerais sobre o município desde 1880 deste a formação inicial, passando pela emancipação até os dias atuais. Cada família dos integrantes do Grupo recebeu um exemplar do livro depois de devidamente cadastrada. O Livro aborda os aspectos físicos, históricos, econômicos, humanos, sociais, culturais e políticos do município e na obra os leitores poderão encontrar uma lista com os nomes de algumas famílias que estão presentes desde os primeiros sinais de colonização além de contar com um acervo muito bem organizado de fotos que materializam um antes e depois da Balsa Nova dos “três Manoéis” até os dias atuais.

CMYK

A Prefeitura de São José dos Pinhais realizou neste sábado (27) no Parque São José, mais uma etapa do mutirão de plantio de árvores como medida compensatória. O programa começou no início deste ano e procura conscientizar aqueles que infringirem as normas ambientais quanto ao corte ou poda drástica de árvores, ou seja, quando se corta mais do que 30% das folhagens, máximo permitido. Segundo a secretária do Meio Ambiente de São José dos Pinhais, Edilaine Vieira, nesta que já a 4ª etapa, 36 pessoas foram notificadas a comparecer para certificar-se da irregularidade e também para optar por uma das duas formas de penalidade aplicadas conforme a preferência de cada um. Uma delas é a compra de 10 mudas de árvores, e a outra é acompanhar a equipe de técnicos do Meio Ambiente, numa data pré-agendada, para o plantio de árvores. “Nosso objetivo não é punir ninguém, e sim, encaminhar as pessoas a uma experiência que até é muito agradável de aprender mais sobre poda de árvores e preservação do meio ambiente, de uma forma reparativa”, afirma Edilaine. A Secretaria de Meio Ambiente oferece o serviço de poda, quando solicitada. No entanto, a secretária explica que muitas vezes as pessoas acham que está demorando, devido ao período

36 pessoas foram notificadas a comparecer para certificar-se da irregularidade

de poda que varia para cada espécie e resolvem elas mesmas efetuar o serviço, quando nem sempre têm o cuidado necessário para tal. Ela observa que as pessoas não são proibidas de fazê-lo, mas precisam seguir as orientações de um técnico sobre a época certa para a poda e o porcentual adequado. As orientações podem ser conseguidas através de uma simples ligação para o departamento de paisagismo do Meio Ambiente, desde que a pessoa saiba informar corretamente a

espécie da árvore. Patrick Fernando Gaertner, um dos participantes do mutirão deste sábado, disse que na sua rua cerca de 30 pessoas realizaram a poda drástica das árvores e todas foram notificadas. Mas poucas aceitaram fazer o plantio como alternativa de reparar o dano causado. “Eu não vejo como punição. Estou aproveitando para aprender mais sobre o assunto, pois também posso repassar isto para outras pessoas que conheço”, expôs. De acordo com a secretária,

o final do inverno, quando as árvores estão sem as folhas, é a época certa de fazer a poda da maioria das espécies. A prefeitura intensifica o trabalho neste período, fazendo com que na primavera as árvores estejam bonitas e bem cuidadas. O plantio compensatório é realizado sempre que se acumulam de 20 a 30 notificações o que em média ocorre a cada dois meses. Mais informações sobre plantio e orientação sobre poda consciente podem ser obtidas pelo telefone: 3382 1622.

Cívico-Militar

Desfile abre comemorações da Independência Uma grande festa foi realizada dia 28 de agosto para abrir as comemorações da Independência do Brasil. O desfile Cívico-Militar,organizado pela ASCOMARP - Associação do Comércio da Macro-Região do Pinheirinho e a Prefeitura Municipal de Curitiba, contou com o patrocínio do Condor Super Center e teve neste ano a participação recorde de 8 mil integrantes e cerca de 35 mil pessoas prestigiando o evento. Com o tema “Curitiba: sou apaixonado por esta cidade”, o desfile contou com a participação de alunos de escolas públicas e privadas, servidores municipais, escoteiros, integrantes de grupos de terceira

Cerca de 35 mil pessoas prestigiaram o evento

idade, militares de diversas corporações, diretores e funcionários de lojas do varejo, ao som de 17 bandas e fanfarras. O ponto de partida do desfile foi na Rua da Cidadania do Pi-

nheirinho, passando por toda a Av. Winston Churchill e seguindo até a Linha Verde. “Este desfile Cívico-Militar é uma brilhante iniciativa para incentivar o patriotismo e unir

a comunidade. É bom ver milhares de pessoas envolvidas para mostrar o orgulho por nossa pátria”, disse o presidente do Condor, Pedro Joanir Zonta. Para o presidente da ASCOMARP, Irineu Christofolli, chegar ao 12º desfile é motivo de muita satisfação e salienta que a participação dos empresários da região, como o Condor, é fundamental para o sucesso do evento. O desfile também contou com a participação de personalidades como o Governador em exercício, Flávio Arns, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, e vários vereadores como Tico Kuzma, João do Suco e Roberto Hinça.

Lei não pode conceder vantagens a comissionados Lei municipal não pode criar vantagens a servidores de cargos comissionados. A orientação é do Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), em resposta a consulta da Câmara Municipal de Abatiá (Norte do Estado). De acordo com o voto, de autoria do conselheiro Heinz Herwig e aprovado por unanimidade, “a concessão de vantagens que confiram vínculo de caráter permanente é incompatível com a natureza precária e transitória da ocupação de cargos comissionados”. Ao fazer o seu relato, o conselheiro acatou os pareceres da Diretoria Jurídica do Tribunal e do Ministério Público de Contas. Ainda segundo o voto, “os servidores comissionados, por

estarem vinculados ao regime geral de previdência social, são possuidores de direitos e benefícios diferenciados, previstos em legislação e com regramentos próprios, não havendo razão para a sua instituição em lei municipal”. A consulta do Legislativo de Abatiá também perguntou sobre a possibilidade de participação de servidores comissionados em concursos públicos. Neste caso, entendeu o relator, não há impedimento, desde que eles não participem de qualquer ato administrativo do certame e que este não seja destinado ao preenchimento de vagas no órgão, setor ou departamento em que exerçam funções de direção, chefia ou assessoramento.

Prefeitura entrega jalecos para equipe de Saúde O prefeito de Fazenda Rio Grande, Chico Santos, realizou na manhã da última quarta-feira (24), a entrega de 450 uniformes para os funcionários públicos que trabalham na área de saúde. De acordo com o secretário de Saúde, Pedro Fernandes Cavichiolo, foram beneficiados com este investimento médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, serviços gerais, agentes comunitários e recepcionistas. De acordo com o prefeito Chico Santos, este investimento irá contribuir com a população, facilitando desta forma a identificação dos funcionários do município da área de saúde,

principalmente dos agentes de saúde que trabalham com visitas residenciais. “Outro investimento é com os crachás. O município tem investido neste quesito, sempre com intuito de ajudar a população na identificação dos funcionários”, explica o prefeito. Com esse investimento em uniformes, o município de Fazenda Rio Grande atende uma reivindicação dos profissionais da saúde que estão desde 2006 sem receber os jalecos. Para tanto, a prefeitura local adquiriu os uniformes com cores diferenciadas para cada função dos profissionais. No total, foram investidos aproximadamente R$ 27 mil.    


GeralParaná Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A5 | Indústria&Comércio

Contexto Político

Fábio Campana editor@fabiocampana.com.br

Veneri mira a vice de Fruet

Analistas atentos ao modo petista de fazer política pensam ter decodificado os movimentos do deputado Tadeu Veneri, que passou o final de semana emitindo sinais contraditórios. Ora sinalizando que poderia deixar o PT para liderar um condomínio de legendas nanicas de esquerda, ora desmente essa possibilidade, alegando ser “petista até debaixo d’água” e que sua candidatura a prefeito está mais firme do que nunca. O verdadeiro objetivo de Veneri seria o de ser lembrado para vice de Gustavo Fruet, o ex-tucano, que deve se filiar ao PDT ou ao PV, é candidato a receber o apoio do PT já no primeiro turno e Veneri sonha ser indicado para vice. Pensa que é mais palatável para o eleitorado curitibano do que seu rival como pré-candidato petista a prefeito de Curitiba, o hirsuto deputado federal Dr. Rosinha. O problema é que o plano de Veneri tem pouca chance de prosperar. O acerto que o PT está costurando com Fruet não contempla a indicação de um vice. Ainda mais um vice que agregue tão pouco voto quanto Veneri e que, por outro lado, aumente o constrangimento de Fruet em se ver obrigado a defender e se associar diretamente com o PT ao longo da

campanha. O modelo que o PT avalia como ideal para ter Fruet defendendo suas cores em 2012 em Curitiba é aquele adotado com Osmar Dias em 2010, quando o vice escolhido era do PMDB.

beneficiados em negócios realizados com a Administração Pública. O objetivo é questionar o colegiado para que este responda se Bernardo infringiu o Código de Conduta da Alta Administração Federal.

Mensagens

Piada

O governo do Estado encaminhou três importantes mensagens à Assembleia nesta segunda-feira (29). O anúncio foi feito pelo deputado Elio Rusch (DEM), líder do governo em exercício. Uma mensagem trata da política de remuneração e valorização dos professores do Estado. A outra cria o Fundo Especial de Segurança Pública. E a terceira dispõe sobre o Quadro Próprio de Pessoal da Polícia Civil. O projeto pretende resolver a escassez de policiais civis no Estado e dotar todos os municípios do Estado de um corpo policial.

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) considerou piada as insinuações de que conspirou contra o ex-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci, e afirmou que apoia incondicionalmente o governo da presidente Dilma Rousseff. A denúncia foi publicada em matéria da revista “Veja” do fim de semana. No sábado (27), a revista publicou que o ex-ministro do governo Lula mantém um gabinete informal em um hotel de Brasília onde despacha com parlamentares e integrantes do governo Dilma.

Denúncia

Prazo final

O PPS protocola hoje (30) na Comissão de Ética da Presidência da República ofício com pedido para que o colegiado se pronuncie sobre a conduta do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que é alvo de denúncias envolvendo o suposto uso de aeronaves que pertencem a empresários, possivelmente

Quem for disputar as eleições de 2012 tem até o fim de setembro para definir sua filiação partidária. O prazo final se aproxima e por isso as notícias de filiações e mudanças partidárias se espalham. Em qual partido se filiará Gustavo Fruet? Tadeu Veneri e Dr. Rosinha ficam no PT ou vão para outro partido para

CURITIBA

Trânsito terá novo sistema de monitoramento Ações foram discutidas em fórum com a participação do prefeito Projetos e ações em andamento nas áreas de transporte, trânsito, cultura e parcerias com a comunidade foram discutidos ontem (29) pelo prefeito Luciano Ducci com secretários municipais, administradores regionais e diretores da Prefeitura no Fórum Municipal de Secretarias e Órgãos Municipais, no Parque Barigui. “No próximo ano a cidade vai passar por grandes transformações. Curitiba ficará mais moderna com o novo sistema integrado de monitoramento de trânsito (SIM). Serão instalados painéis eletrônicos nas vias para informar motoristas e pedestres sobre as condições de tráfego”, disse o prefeito Luciano Ducci. A presidente da Ação de Fundação Social (FAS), Marry Ducci, e o vereador João do Suco, líder do governo na Câmara também participaram da reunião. “Esses encontros permitem que todos os secretários e gerências da Prefeitura saibam o que está acontecendo na cidade e possam interagir mais no processo de melhorias para o cidadão”, afirmou Luciano Ducci. Na área de transportes o pre-

Fórum realizado no Parque Barigui contou a participação de Luciano Ducci e de secretários municipais, administradores regionais e diretores da Prefeitura

sidente da Urbs, Marcos Isfer, falou sobre as obras em andamento para o funcionamento do Ligeirão Norte, que fará a linha Santa Cândida/Pinheirinho. Também já está em fase de projeto o Ligeirão para a linha Leste/Oeste. Atualmente o Ligeirão Azul faz a linha Boqueirão e a Pinheirinho/Carlos Gomes. Os ligeirões são movidos exclusivamente a biodiesel B

100 - 100% à base de soja – o que caracteriza o uso crescente de combustível limpo, nãomineral, em Curitiba, mais uma marca da cidade que serve de referência para cidades brasileiras e do exterior. A Prefeitura vai fechar o ano de 2011 com 557 novos ônibus entregues na frota. “Aqui neste fórum podemos mostrar as ações e o trabalho realizado pela

Urbs para os servidores de outras áreas da Prefeitura”, disse Marcos Isfer. O secretário municipal de Relações com a Comunidade, Fernando Guedes, falou sobre a importância de a Prefeitura ouvir as opiniões da população. “Precisamos reforçar o laço com a comunidade. Adotamos um conceito de rede para atender a todos os cidadãos.

Paraná em Ação

Programa fez 34 mil atendimentos à população A primeira edição de 2011 do programa Paraná em Ação, encerrada neste domingo em Sarandi, região Noroeste do Estado, realizou mais de 34 mil atendimentos. Conforme dados da coordenação do evento, foram confeccionados 1.232 mil documentos, entre carteiras de identidade, de trabalho e CPFs. Na área da saúde foram feitos 8.477 atendimentos, com diversos tipos de exames, e mais de 1,5 mil orientações e noções de prevenção. Na área jurídica foram aproximadamente 10 mil atendimentos com o projeto Justiça nos Bairros, e na orientação e resolução de casos como registro de nascimento tardio, divórcios, reconhecimento de paternidade e maternidade, serviços previdenciários e aposentadorias, entre outros. “O evento superou nossas expectativas”, disse o secretário de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro. Ele contabili-

Primeira edição de 2011 do programa Paraná em Ação, encerrada neste domingo em Sarandi, região Noroeste do Estado, realizou mais de 34 mil atendimentos

zou a presença de 22 caravanas, dos municípios de Ângulo, Doutor Camargo, Flórida, Floresta, Iguaraçu, Itambé, Ivatuba, Jandaia do Sul, Mandaguaçu, Mandaguari, Marialva, Maringá, Munhoz de Mello, Ourizona, Paiçandu, Sarandi, São João do Ivaí, Santa Fé e dos distritos de

Cambuí, Iguatemi, Aquidaban, Água Boa e Floriano. “Foram atendidas mais de 1.200 pessoas dessas caravanas, muitas delas provenientes de localidades distantes de Sarandi. Essa é uma demonstração da forma séria como o Governo do Paraná está tratando este

programa de inclusão social”, destacou Quinteiro. O Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente Vítima de Crime (NUCRIA) orientou mais de 1.200 crianças e adolescentes, por meio da distribuição de folders educativos e preventivos. “Muitos pais também ouviram as orientações”, disse a delegada Eunice Bonome. Outro estande que chamou a atenção das crianças foi o do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (SICRIDE). A delegada Ana Claudia Machado explicou que as orientações são repassadas por meio de um gibi e de uma oficina. “Tiramos a foto da criança, que depois de pintar e enfeitar o porta- retrato com as figuras da Turminha da Segurança já impressas, cola sua foto e passa a fazer parte da Turminha”. Em torno de 1.150 crianças de Sarandi e região se divertiram pintando o porta-retrato.

montar um frente de esquerda?

Candidato próprio

O líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno garantiu ontem, em entrevista à Band News, que o PPS terá candidato próprio à Prefeitura de Curitiba. Em relação aos dois principais nomes na disputa do ano que vem, Bueno teceu elogio a ambos, e citou como possíveis nomes do partido para a disputa do ano que vem a vereadora Renata Bueno e o presidente da URBS, Marcos Isfer.

Veto

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) acreditam que o Senado não pode pagar a seus funcionários benefícios que façam seus salários ultrapassar o teto estabelecido pela Constituição, hoje equivalente a R$ 26,7 mil. Cinco dos nove ministros do STF disseram à Folha de S. Paulo que os pagamentos que funcionários do Senado recebem acima do teto atualmente são indevidos. No início da semana, decisão do presidente do TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª região, Olindo Menezes, liberou o pagamento de comissões e gratificações, entre outras verbas, acima do teto salarial de R$ 26,7 mil aos funcionários do Senado.

PR terá diagnóstico da situação do lixo nos municípios A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema) elaborou um questionário para mapear a situação da coleta e destinação de resíduos sólidos nos 399 municípios paranaenses. A ação, incluída no Plano de Regionalização da Gestão Integrada dos Resíduos, tem como objetivo traçar um diagnóstico preliminar da situação do lixo a partir de informações concedidas por gestores ambientais. Disponível no site da Sema (www.meioambiente.pr.gov. br), o formulário foi desenvolvido para detectar os principais problemas relacionados ao lixo. Entre eles a situação da coleta regular de resíduos, coleta seletiva e compostagem, associação de catadores, medidas voltadas à disposição final dos resíduos (aterros sanitários e outras tecnologias que envolvam a transformação do lixo em energia) e ações relacionadas à educação ambiental. A partir do questionário, a secretaria pretende estabelecer ações voltadas para a coleta seletiva e logística reversa, instrumentos de sustentação da Política Nacional de Resíduos, que prevê a responsabilidade compartilhada na gestão do lixo – integrando ações entre a população, os fabricantes e o poder público. Segundo Vinício Bruni, coordenador de Resíduos Sólidos da Sema, o Paraná terá pela primeira vez um banco de dados consistente e confiável sobre a situação dos resíduos. “Conhecendo a quantidade

e o fluxo desses materiais, podemos estabelecer diretrizes e metas para o manejo adequado do lixo. Por meio desses dados, será possível obter informações detalhadas que permitam ações com base na realidade de cada região”, afirma. Para a gestora ambiental do município de Mamborê, Ana Maria Fernandes, os dados inseridos no questionário vão permitir que a Sema avalie as dificuldades enfrentadas pelos municípios. “Com esta iniciativa, vamos expor as nossas dificuldades e o Estado poderá auxiliar os municípios no gerenciamento adequado, canalizando os recursos conforme as prioridades”, afirma. Estima-se que até o fim do mês de setembro todos os municípios paranaenses já tenham cadastrado informações que colaborem para que a secretaria estabeleça ações para o gerenciamento compartilhado dos resíduos. “Com esses dados, o Paraná passa a ter subsídios necessários para propor programas e projetos e fazer a implantação da Política Estadual de Resíduos”, afirma Bruni. Os gestores ambientais já cadastrados devem acessar o site da Secretaria do Meio Ambiente e inserir informações detalhadas sobre o processo de entrada e saída dos resíduos do município. O questionário é uma ação conjunta da Sema e suas autarquias – Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto das Águas do Paraná e Instituto de Terras, Cartografia e Geociências (ITCG).


PublicidadeLegal Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A6

Commat completa 18 anos de atividades A Commat Comércio de Máquinas (www.commat.com.br), especializada na venda e locação de equipamentos de renomadas marcas internacionais para o setor de logística, completa 18 anos de atuação no mercado brasileiro neste mês de agosto. Para comemorar, a empresa anuncia lançamentos em empilhadeiras elétricas e combustão da marca americana Crown e uma nova representação de equipamentos no Brasil, a chinesa EP Forklift. A empresa cresceu gradualmente e hoje tem sede no Rio de Janeiro e filiais em São Paulo e Espírito Santo para atender a todo o Brasil. O mês de agosto é marcado na Commat por uma

série de estratégias da empresa com vistas a divulgar sua atuação no segmento de vendas e locação de equipamentos para movimentação de materiais, entre elas o lançamento das séries RM 6000, de empilhadeiras pantográficas, e C5, de empilhadeiras a combustão, ambas da marca Crown. As empilhadeiras da série C5 possuem motor industrial 2.4 L da marca John Deere, uma combinação de mais potência, mais força e vida longa, têm capacidades entre 1.8 t a 2,9 t com centro de carga de 600 mm e sendo alimentadas por combustível GLP. Com excelente visibilidade, oferecem direção hidrostática; transmissão po-

wershift. O operador é beneficiado com ergonomia na célula de operação. As empilhadeiras da série RM 6000 são ideais para operar em corredores estreitos e trazem itens inovadores como a torre única Monolift, um avanço da Crown que se traduz em mais posições de paletes, mais flexibilidade, mais velocidade, maior elevação, maior capacidade de carga residual, mais trabalho em menor tempo, maior visibilidade, economia de energia, maior utilização de espaço e flexibilidade de operação para maior produtividade. “A Crown somou à tecnologia existente nas empilhadeiras

pantográficas a torre monolift, utilizada em empilhadeiras trilaterais, o que vai aumentar ainda mais a visibilidade do operador”, comenta a gerente de Vendas da empresa, Alessandra Silva.

Brasil

Além dessas, outras novidades estão desembarcando no Brasil através da Commat: a mais nova linha de empilhadeiras a combustão e elétricas fabricadas na China pela EP Forklifts. O primeiro lote chega ao País em setembro, com os modelos a combustão de 2,5 toneladas, dotadas de motor Nissan e transmissão Okamura.

C&D – DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S/A

30/jun./11 30/jun./10

BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO

CIRCULANTE DISPONIBILIDADES TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS Carteira Própria OUTROS CRÉDITOS Rendas a Receber Negociação e Intermediação de Valores Diversos OUTROS VALORES E BENS Despesas Antecipadas REALIZÁVEL A LONGO PRAZO OUTROS CRÉDITOS Diversos PERMANENTE IMOBILIZADO DE USO Outras Imobilizações (-) Depreciações Acumuladas TOTAL DO ATIVO

PASSIVO

R$ mil 2011 2010 2.564 3.154 773 1.103 1.498 1.498 290 44 60 186 3 3 0 0 0 36 36 164 (128) 2.600

R$ mil 2011 2010

CIRCULANTE

1.009

1.640

1.009

1.640

45 57 907

48 311 1.281

EXIGÍVEL A LONGO PRAZO

0

128

OUTRAS OBRIGAÇÕES

0

128

0

128

1.591

1.596

1.240 351

1.240 356

2.600

3.364

OUTRAS OBRIGAÇÕES

1.505 1.505 541 19 318 204 5 5 143 143 143 67 67 200 (133) 3.364

Fiscais e Previdenciárias Negociação e Intermediação de Valores Diversas

Fiscais e Previdenciárias PATRIMÔNIO LÍQUIDO

SALDOS NO INÍCIO DO PERÍODO 1 - AJUSTE DE EXERCÍCIOS ANTERIORES 3 - LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO 4 - DESTINAÇÕES - Reserva Legal - Juros sobre o Capital Próprio - Reserva Especial de Lucros p/ Dividendos - Dividendos não Distribuídos - Distribuição de Dividendos SALDOS NO FINAL DO PERÍODO MUTAÇÕES DO PERÍODO

CAPITAL REALIZADO

TOTAL DO PASSIVO

RESERVAS DE LUCROS LEGAL

E S TAT U T Á R I A

ESPECIAL

OUTRAS

R$ mil LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS

TOTAIS 30/jun./11

30/jun./10

1.240

64

64

85

76

0

1.529

1.546

0 0

0 0

0 0

0 0

0 0

0 115

0 115

11 87

0 0 0 0 0

4 0 0 0 0

0 0 63 0 0

0 0 0 0 0

0 0 0 22 (27)

(4) (26) (63) (22) 0

0 (26) 0 0 (27)

0 (26) 0 0 (22)

1.240

68

127

85

71

(0)

1.591

1.596

0

4

63

0

(5)

(0)

62

50

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SEMESTRE FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2011 (Valores em R$ Mil) NOTA 1. CONTEXTO OPERACIONAL A instituição está habilitada à prática das atividades que lhe são atribuídas pela regulamentação aplicável, conforme autorização do Banco Central do Brasil. NOTA 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As demonstrações financeiras foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as normas e instruções do BACEN, bem como em conformidade com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e com observância as disposições contidas na Lei das Sociedades por Ações e incorporam as alterações trazidas pelas Leis nos 11.638/07 e 11.941/09. NOTA 3. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS Dentre os principais procedimentos adotados para a elaboração das demonstrações contábeis, ressaltamos: A) APURAÇÃO DO RESULTADO O resultado é apurado pelo regime de competência. B) CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA São classificados como caixa e equivalentes de caixa, numerário em espécie e depósitos bancários disponíveis. C) ATIVO CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Demonstrados pelo valor de aplicação ou de aquisição, acrescidos de rendimentos incorridos até a data do balanço. Os valores desses ativos, quando aplicável, foram deduzidos de provisão para ajuste ao valor de mercado. D) TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS Os valores estão registrados pelo valor de aplicação ou de aquisição, acrescidos de rendimentos incorridos até a data do balanço. Os valores destes ativos, quando aplicável, foram deduzidos de provisão para ajustes ao valor de mercado. Atendendo a Circular BACEN nº 3.068/01, os Títulos e Valores Mobiliários, de propriedade da instituição, de acordo com a intenção da administração e por critérios transitórios, foram registrados em "Títulos Disponíveis para Venda", com reconhecimento dos rendimentos auferidos no resultado do período e ajustados a valor de mercado, quando aplicável. E) ATIVO PERMANENTE - Imobilizado Está demonstrado ao custo de aquisição, acrescido de correção monetária até 31/dez./95, ajustado por depreciações acumuladas, calculadas pelo método linear, a taxas estabelecidas em função do tempo de vida útil, fixado por espécie de bens, como segue: Instalações 10% Equipamentos e Instalações de Escritório 10% Equipamentos de Comunicação 10% Equipamentos de Processamento de Dados 20% F) PASSIVO CIRCULANTE E EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, incluindo, quando aplicável, os encargos e as variações e correções monetárias incorridos. Estão calculados levando-se em consideração a legislação fiscal em vigor. A provisão para o imposto de renda foi calculada à alíquota de 15% sobre os lucros tributáveis, acrescidos de adicional de 10% acima de limites específicos. A provisão para a contribuição social foi calculada à alíquota de 15% do lucro tributável antes do imposto de renda, ajustado conforme legislação específica.

NOTA 4. TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS 1A 30 dias TÍTULOS DISPONÍVEIS PARA VENDA ---------CARTEIRA PRÓPRIA Títulos de Renda Fixa - Certificado de Depósito Bancário 574 ----------574

RECEITAS DE INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA Resultado de Operações com Títulos e Valores Mobiliários e Instrumentos Financeiros Derivativos RESULTADO BRUTO DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA OUTRAS RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS

140

110

140

110

140 62

110 19

Receitas de Prestação de Serviços 1.661 1.253 Despesas de Pessoal (356) (230) Outras Despesas Administrativas (1.136) (796) Despesas Tributárias (178) (135) Outras Receitas Operacionais 100 21 Outras Despesas Operacionais (29) (94) 202 129 RESULTADO OPERACIONAL RESULTADO ANTES DA TRIBUTAÇÃO S/LUCRO 202 129 E PARTICIPAÇÕES (87) (42) IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Provisão para Imposto de Renda (52) (22) Provisão para Contribuição Social (35) (20) 115 87 LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO (26) (26) JUROS SOBRE CAPITAL PRÓPRIO Lucro Líquido por Ação 0,027790 0,021045

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA PELO MÉTODO INDIRETO

Capital: De Domiciliados no País Reservas de Lucros

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EVENTOS

Com o objetivo de proporcionar maior interatividade com os associados, o SIMPEP – Sindicato das Indústrias de Materiais Plásticos no Estado do Paraná lança um novo site com ferramentas práticas e eficientes. Este canal de comunicação vai possibilitar que os internautas possam estar em sintonia com as novidades do setor e do sindicato. Entrando no www.simpep.com.br é possível encontrar a relação de todos os associados, as convenções trabalhistas e a videoteca com

DEMOSTRAÇÃO DO RESULTADO

CNPJ 82.016.270/0001-55 / Curitiba – PR

ATIVO

SIMPEP lança novo canal de comunicação para os associados

31 A 180 dias ----------

181 A a 360 dias -------------

ACIMA DE 360 dias -----------

223 --------223

701 -----------701

0 ----------0

R$ MIL TOTAL EM TOTAL EM 30/JUN./11 30/JUN./10 --------------------------

1.498 ------------1.498

1.505 ------------1.505

NOTA 5. COMPOSIÇÃO DE SALDOS DO BALANÇO PATRIMONIAL A) ATIVO CIRCULANTE 2011 2010 OUTROS CRÉDITOS Diversos 186 204 - Impostos e Contribuições a Compensar 186 204 B) ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO OUTROS CRÉDITOS Diversos 0 143 - Devedores por Depósitos em Garantia 0 143 C) PASSIVO CIRCULANTE OUTRAS OBRIGAÇÕES Diversas 907 1.281 - Provisão p/Pagamento a Efetuar 171 183 - Credores Diversos - País 736 1.098 NOTA 6. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Apuração do imposto de renda e contribuição social em 30 de junho: 2011 2010 Lucro antes do imposto de renda e contribuição social 202 129 Alíquota aplicável 40% 40% Imposto de renda e contribuição social às alíquotas da legislação (80) (52) Efeito de juros sobre o capital próprio 9 10 Efeito de diferenças permanentes líquidas 2 0 Imposto de renda e contribuição social devidos sobre o resultado do período (87) (42) NOTA 7. PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Pertencente inteiramente a acionistas domiciliados no país, e está composto de 4.133.334 ações ordinárias nominativas sem valor nominal. Reserva de Lucros - Reserva Legal Calculada à alíquota de 5% do Lucro Líquido do Exercício, nos termos do artigo 193, da Lei nº 6.404/76. - Reserva Especial Saldo remanescente de Fundo de Reserva Especial calculado à alíquota de 5% do Lucro Líquido do exercício, conforme previa a cláusula décima terceira do Contrato Social anteriormente vigente ao atual Estatuto Social da Distribuidora. A Referida Reserva deverá ter destinação aprovada em Assembléia Geral de Acionistas. - Reservas Estatutárias Refere-se aos saldos de lucros acumulados, cuja destinação depende de aprovação pela Assembléia Geral de Acionistas. - Outras Refere-se à parcela de dividendos obrigatórios não distribuídos e de lucros remanescentes. A Referida Reserva deverá ter destinação aprovada em Assembléia Geral de Acionistas. Juros sobre o Capital Próprio De acordo com a faculdade prevista na Lei nº 9.249/95, a instituição calculou juros sobre o capital próprio com base na taxa de juros de longo prazo (TJLP) vigente no exercício, no montante de R$ 26 mil, os quais foram contabilizados em outras despesas operacionais, conforme determinado pelo plano contábil das instituições do sistema financeiro nacional. Para efeito dessas informações financeiras, conforme circular nº 2.739/97, do Banco Central do Brasil, esses juros foram eliminados do resultado do exercício, e estão apresentados na conta de Lucros

R$ Mil 30/jun./11 30/jun./10 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO Ajustes para Reconciliar o Resultado às Disponibilidades Geradas pelas Atividades Operacionais Ajustes de Exercícios Anteriores Depreciações e Amortizações (AUMENTO) REDUÇÃO DOS ATIVOS Titulos e Valores Mobiliários e Instrumentos Financeiros Derivativos Rendas a Receber Negociação e intermediação de valores Diversos Outros Valores e Bens AUMENTO (REDUÇÃO) DOS PASSIVOS Fiscais e Previdenciárias Negociação e Intermediação de Valores Diversas CAIXA LÍQUIDO DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Aquisição de Imobilizado CAIXA LÍQUIDO DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS Dividendos Distribuídos Juros s/ Capital Próprio CAIXA LÍQUIDO DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTOS AUMENTO/(REDUÇÃO) LIQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO PERÍODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO PERÍODO

115

87

0 6

11 9

(43) (8) (22) 155 (2)

(33) 6 (143) (44) (2)

(129) 20 (891) (799)

20 140 (295) (244)

1 1

(14) (14)

(27) (26) (53)

(22) (26) (48)

(851) 1.624 773

(306) 1.409 1.103

acumulados. O Imposto de Renda e a Contribuição Social do exercício findo em 30 de junho de 2011 foram reduzidos em R$ 9 mil, em decorrência da dedução desses impostos pelos juros sobre capital próprio. NOTA 8. TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS As transações e saldos com partes relacionadas, realizadas no contexto das atividades operacionais da instituição, inerente à transferência de recursos, serviços ou obrigações entre partes relacionadas são representadas por pagamento de consultoria e da manutenção de saldos de aplicações em depósitos Os saldos entre partes relacionadas das contas patrimoniais e das contas de resultado, está demonstrado a seguir: 2011 Passivo 61 Conta Liquidações Pendentes 0 - Pessoas Físicas 1 Credores Diversos - País 60 - Inovação Consultoria, Administração e Participações Ltda. 8 - VD Consultoria e Participações Ltda. 11 - Pessoas Físicas 41 Contas de Resultado 150 Despesas 150 - Inovação Consultoria, Administração e Participações Ltda. 126 - VD Consultoria e Participações Ltda. 24 As transações ocorridas entre a instituição e suas partes relacionadas são efetuadas com valores e em circunstâncias usuais de mercado. NOTA 9. GERENCIAMENTO DE RISCOS A estrutura de gerenciamento de riscos da C & D Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. abrange: Gerenciamento de Risco Operacional Visa um gerenciamento mais efetivo dos recursos, eventos e produtos, permitindo uma visão mais clara dos objetivos e resultados do negócio, sendo estes benefícios decorrentes da identificação sistemática das possíveis deficiências organizacionais. Gerenciamento de Risco Mercado Tem como finalidade identificar, avaliar, monitorar e controlar as exposições das operações financeiras sujeitas a este risco. A instituição atribuiu as atividades de Gerenciamento de Riscos a um diretor e um gestor com atribuições e responsabilidades definidas. Pela estrutura implementada, a Distribuidora atende à Resolução do CMN nº 3.380/2006 e a 3.464/07, bem como garante maior compromisso e responsabilidade dos gestores, resultando numa organização melhor gerenciada. A descrição da estrutura do gerenciamento de riscos está disponível ao público, na sede da instituição. Gerenciamento de Risco de Crédito A instituição instituiu política de crédito compatível com a natureza das suas operações e a complexidade dos produtos e serviços oferecidos e proporcional à dimensão da exposição ao risco de crédito da instituição. NOTA 10. COBERTURA DE SEGUROS Em 30 de junho 2011 a empresa possuía apólices de seguro contratado junto a seguradoras do país para a cobertura de riscos diversos, incêndio, recomposição de documentos, vendaval e roubo para edifícios, veículos e acidentes pessoais, por valores considerados suficientes para cobrir eventuais perdas. ANTONIO PEIXOTO CHEREM - DIRETOR BIANCA RIBEIRO WOLFF - TÉCNICA CONTÁBIL CRC 050882/O-3 PR

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Ilmos. Srs. DIRETORES e ACIONISTAS da C & D - DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A. Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis individuais da C & D DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A., que compreendem o balanço patrimonial em 30 de junho de 2011 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS A Administração da Instituição é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil - BACEN e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção

CMYK

relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. RESPONSABILIDADE DOS AUDITORES INDEPENDENTES Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e a adequada apresentação das demonstrações contábeis da Instituição para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia dos controles internos da Instituição. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas

contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. OPINIÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Em nossa opinião, as demonstrações contábeis referidas acima apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da C & D - DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A. em 30 de junho de 2011, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Curitiba, 10 de agosto de 2011. MÜLLER AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-PR Nº 5.694/O-5 CLOVIS EDECIO MÜLLER CONTADOR CRC-RS Nº 25.016/O-0 T/PR

a lista de todos dos DVDs disponibilizados para locação.Outra novidade é a seção de notícias, que será atualizada regularmente para manter os associados em sintonia com o que está acontecendo no mercado.“Já contamos com o Boletim Eletrônico, que é enviado semanalmente para as pessoas ligadas ao setor, e agora, nosso site vai abrir ainda mais o leque de informações para manter nossos associados atualizados”, diz a presidente do SIMPEP, Denise Dybas Dias.

Mills destaca lançamentos na Concrete Show A Mills, uma das líderes nacionais em soluções de engenharia, marca presença na Concrete Show 2011, de 31 de agosto a 2 de setembro, no Centro de Exposições Imigrantes em São Paulo. Em seu estande de 368 m², a Mills vai expor alguns de seus principais produtos, como o Alumills, Alu-L, SL-2000, Mills Deck, Deck Light, Plataforma Cremalheira, Easy Set, plataformas aéreas e manipuladores telescópicos. Os quatro primeiros equipamentos são da unidade Construção que fornece formas e escoramentos para obras pesadas. O Alumills é um sistema de escoramento composto de grandes escoras de alumínio inter-travadas com alta capacidade de carga. Sua leveza e versatilidade proporcionam ganho de produtividade de montagem em comparação aos escoramentos convencionais. O Alu-L é um sistema de forma auto-alinhável, de fácil montagem e ideal para aplicação em formas de grandes paredes e também para quaisquer outras estruturas que tenham grandes áreas de concretagem com ciclos de forma repetitivos e que possuam alturas de até 5,50m. Já a SL-2000, é um sistema desenvolvido especialmente para obras que não possuem gruas nem guindastes. Um homem sozinho monta e desmonta os painéis, o que permite uma economia de 50% a 70% em tempo e mão de obra, comparado com o sistema convencional de madeira. Esses painéis suportam grandes pressões de concreto, sua fixação é feita através de pinos trava de engate rápido, garantindo a união com perfeito alinhamento e prumo. Também será exposto no evento o Mills Deck, um sistema de fôrmas para aplicações em lajes planas, é composto de painéis e escoras de alumínio, a leveza e a praticidade da montagem e reaproveitamentos geram grande economia de mão de obra, as cabeças descendentes das escoras propiciam uma desforma muito mais rápida e um reescoramento perfeito evitando deformações nas lajes, diminuindo os ciclos de concretagens.


PublicidadeLegal Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A7 | Indústria&Comércio SUMITOMO RUBBER DO BRASIL LTDA. torna público que recebeu do IAP, LICENÇA PREVIA nº 27.887, com validade até 25/08/2013, para implantação de unidade empresarial com atividade de MANUFATURA DE ARTEFATOS DE BORRACHA e serviços de TERRAPLENAGEM, a ser instalada na Avenida Francisco Ferreira da Cruz, s/nº – Distrito Industrial Fazenda Rio Grande – Bairro Fazenda Iguaçu – Município Fazenda Rio Grande – Paraná.

SUMULA DE EMISSÃO DE LICENÇA DE PRÉVIA A EMPRESA PCF BRASIL – INDÚSTRIA METALURGICA LTDA, TORNA PÚBLICO QUE SOLICITOU A SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE DE CURITIBA A LICENÇA PRÉVIA PARA A ATIVIDADE DE METALÚRGICA NA FABRICAÇÃO, INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE PORTAS CORTA FOGO, SITUADO NA RUA: JOVINA DE OLIVEIRA KARAN nº. 489 BAIRRO: CAPÃO RASO – CEP: 81.110-310 - CURITIBA – ESTADO DO PARANÁ.

SUMITOMO RUBBER DO BRASIL LTDA. torna público que requereu ao IAP, LICENÇA DE INSTALAÇÃO para implantação de unidade empresarial com atividade de MANUFATURA DE ARTEFATOS DE BORRACHA e serviços de TERRAPLENAGEM, a ser instalada na Avenida Francisco Ferreira da Cruz, s/nº – Distrito Industrial Fazenda Rio Grande – Bairro Fazenda Iguaçu – Município Fazenda Rio Grande – Paraná.

Súmula de Pedido de Licença Prévia TRANSSONIC TRANSPORTES LTDA, torna público que requereu ao IAP, Licença Prévia para Transportes Rodoviário de Produtos Perigosos, instalada à Rodovia BR 116, S/N KM 85, município de Colombo, Estado do Paraná.

AVISO DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº 1247/11 Objeto: Alienação de Imóveis (Terreno). Limite de Acolhimento de Propostas: 30/09/11 as 09h30. Abertura das Propostas: 30/09/11 as 10h. Preço Mínimo: R$ 472.379,64. Informações Complementares: Podem ser obtidas na Sanepar, à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 – Curitiba/PR, Fones (41) 3330-3910 / 3330-3128 ou Fax (41) 3330-3901 / 3330-3900 / 3330-3200, ou pelo site http://licitacao.sanepar. com.br.

CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ

Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica de Fontes Hídricas, Térmicas ou Alternativas de Curitiba - SINDENEL ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EDITAL DE PROCLAMAS

ACT 2011/2012

Faço saber que pretendem se casar:

EMPREGADOS DA ITAIPU BINACIONAL

1- ADEMIR GOMES DA SILVA com RITA MARIA AMPARO IVOTI DICIANI ORTEGA; 2- ANTONIO LUIZ CARDOSO DA CRUZ com JAQUELINE RIZ; 3- MAIKSON ALEXANDRE DE CAMPOS com BEATRIZ STIHAIENCO MONFERNATTI; 4- ALAN RODRIGO DOS SANTOS com LISANDRA RIZZO KEPPE; 5- ALEXANDRE CYRIACO DOS SANTOS com MARIA ANASCIRIA DE SOUZA.

AVISO DE PRORROGAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 1215/2011 Objeto: Aquisição de peças para bombas. Esclarecimentos: Prorrogado para até as 17:00 horas do dia 31/08/11. Protocolo de Propostas: Prorrogado para até às 09:00 horas do dia 02/09/11. Abertura: Prorrogada para as 15:00 horas do dia 02/09/11.

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 29 de agosto de 2011 IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial

Companhia de Saneamento do Paraná - Sanepar

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da ITAIPU Binacional, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 1/9/2011 (quinta-feira) no Auditório da sede da empresa, sito à rua Comendador Araújo 551, Centro, (Edifício Parigot de Souza) às 17 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 17:30 horas, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 1. 2. 3.

Apresentação e deliberação pela categoria da pré-pauta visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT, para o período 2011/2012; Deliberação e aprovação pelos empregados para unificação da pauta com os demais sindicatos do Coletivo Sindical (Sinefi, Senge e Sinaep); Assuntos Diversos Curitiba, 29 de agosto de 2011 Alexandre D. Martins Diretor Presidente SINDENEL

CORREPARTI - CORRETORA DE CÂMBIO LTDA. Alameda Doutor Carlos de Carvalho 555 Conj. 85 e 86 C.N.P.J. Nº 80.202.872/0001-71 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SEMESTRE FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2011 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2011 - (Valores em R$ Mil)

BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO PASSIVO

ATIVO R$ mil 2011 2010 CIRCULANTE DISPONIBILIDADES

568

547

351

352

3

3

R$ mil 2011 2010 CIRCULANTE

Certificado de Privatização

293

238

293

Sociais e Estatutárias Fiscais e Previdenciárias Diversas

0 155 83

15 218 60

OUTRAS OBRIGAÇÕES

TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS

238

3

3

OUTROS CRÉDITOS

214

192

Rendas a Receber Diversos 25

189 19

173

EXIGÍVEL A LONGO PRAZO

150

150

153

150

OUTRAS OBRIGAÇÕES

150

150

153

150

REALIZÁVEL A LONGO PRAZO OUTROS CRÉDITOS Diversos 153

150

PERMANENTE

123

IMOBILIZADO DE USO Outras Imobilizações de Uso (-) Depreciações Acumuladas

66

112

66

240 (128)

172 (106)

11

0

55 (44)

42 (42)

844

763

DIFERIDO Gastos de Organização e Expansão (-) Amortização Acumulada TOTAL DO ATIVO

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

R$ Mil 2011 2010 1

1

1

1

1

1

404

588

1.514 (391) (568) (149) (2)

1.514 (246) (531) (146) (3)

405

589

26

33

RESULTADO ANTES DA TRIBUTAÇÃO S/LUCRO E PARTICIPAÇÕES

431

622

IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL

(142)

(214)

(84) (58)

(129) (85)

PARTICIPAÇÕES NO LUCRO

(19)

(22)

LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO

270

386

1,10

1,58

Resultado de Operações de Câmbio RESULTADO BRUTO DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA OUTRAS RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS Receitas de Prestação de Serviços Despesas de Pessoal Outras Despesas Administrativas Despesas Tributárias Outras Receitas/Despesas Operacionais RESULTADO OPERACIONAL RESULTADO NÃO OPERACIONAL

Capital: De Domiciliados no País Reserva de Lucros Lucros ou Prejuízos Acumulados

TOTAL DO PASSIVO

150

150

456

320

245 211 0

245 64 11

844

763

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO

RECEITAS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA

Diversas PATRIMÔNIO LÍQUIDO

DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO (Método Indireto) R$ Mil 2011 2010 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS: Lucro Líquido do Período 270 Ajustes para Reconciliar o Resultado às Disponibilidades Geradas pelas Atividades Operacionais: Depreciações e Amortizações 14 Ajustes de Exercícios Anteriores 0 (AUMENTO)/REDUÇÃO DOS ATIVOS Rendas a Receber Diversos

20 (3)

Lucro Líquido por Quota

122

212

(22)

(3)

(22)

(3)

FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO:

Caixa Líquido Usado nas Atividades de Investimento FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO: Distribuição de Lucros

(267) (375)

Caixa Líquido Usado nas Atividades de Financiamento

(267) (375)

AUMENTO/(REDUÇÃO) LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA:

(167) (166)

Caixa e Equivalentes de Caixa no Início do Período Caixa e Equivalentes de Caixa no Fim do Período

518 351

518 352

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

CAPITAL REALIZADO

SALDOS NO INÍCIO DO PERÍODO

(51) (66) 0 (65) (1)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO EVENTOS

8 1

(15) (155) (9)

Caixa Líquido Proveniente das Atividades Operacionais

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

RESERVAS DE LUCROS RESERVA RESERVA LUCROS LEGAL ESPECIAL ACUMULADOS

R$ mil TOTAIS 2011 2010

245

49

159

0

453

1 - AJUSTES DE EXERCÍCIOS ANTERIORES

0

0

0

0

0

1

2 - LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO

0

0

0

270

270

386

308

(375)

3 - DESTINAÇÕES - Distribuição de Lucros

0

0

0

(267)

(267)

- Reserva Especial de Lucros

0

0

3

(3)

0

0

245

49

162

0

456

320

0

0

3

0

3

12

SALDOS NO FINAL DO PERÍODO MUTAÇÕES DO PERÍODO

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Ilmos. Srs. DIRETORES e QUOTISTAS da CORREPARTI CORRETORA DE CAMBIO LTDA. Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis individuais da CORREPARTI CORRETORA DE CAMBIO LTDA., que compreendem o balanço patrimonial em 30 de junho de 2011 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS A Administração da Instituição é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil - BACEN e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. RESPONSABILIDADE DOS AUDITORES INDEPENDENTES Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante.

apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e a adequada apresentação das demonstrações financeira da Instituição para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia dos controles internos da Instituição. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. OPINIÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Em nossa opinião, as demonstrações contábeis referidas acima apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da CORREPARTI CORRETORA DE CAMBIO LTDA. em 30 de junho de 2011, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações

% ANUAL DE DEPRECIAÇÃO CUSTO

386

Instalações Equip. e Instalações de Escritório Equip. de Comunicação Equip. de Processamento de Dados Totais

AUMENTO/(REDUÇÃO) DOS PASSIVOS Sociais e Estatutárias Fiscais e Previdenciárias Diversas

Aquisição de Ativo Imobilizado e Diferido

Provisão para Imposto de Renda Provisão para Contribuição Social

NOTA 1. CONTEXTO OPERACIONAL A instituição está habilitada à prática das atividades que lhe são atribuídas pela regulamentação aplicável, atuando na intermediação de operações, conforme autorização do Banco Central do Brasil sendo que tem por objetivo principal operar em qualquer atividade que lhe seja facultada no Mercado de Câmbio. NOTA 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As demonstrações contábeis foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as normas e instruções do Banco Central do Brasil em conformidade com o COSIF Plano Contábil das Instituições Financeiras, bem como com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e com observância as disposições contidas na Lei das Sociedades por Ações. Foram emitidos diversos pronunciamentos pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis, relativos a convergência da Contabilidade brasileira aos padrões internacionais, dos quais somente alguns foram normatizados pelo BACEN e CMN, a saber: CPC 01 - redução do Valor Recuperável de Ativos, CPC 03 Demonstração do Fluxo de Caixa, CPC 05 - Divulgação de Partes Relacionadas, 24 - Eventos Subsequentes e CPC 25 - Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes. NOTA 3. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS Dentre os principais procedimentos adotados para a elaboração das demonstrações contábeis, ressaltamos: A) APURAÇÃO DO RESULTADO O resultado é apurado pelo regime de competência. B) CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA São classificados como caixa e equivalentes de caixa, numerário em espécie e depósitos bancários disponíveis. C) ATIVO CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Demonstrado pelo valor de aplicação ou de aquisição, acrescido de rendimentos incorridos até a data do balanço. D) ATIVO PERMANENTE - IMOBILIZADO Está demonstrado ao custo de aquisição, acrescido de correção monetária até 31/dez./95, ajustado por depreciações acumuladas, calculadas pelo método linear, a taxas estabelecidas em função do tempo de vida útil, fixado por espécie de bens, como segue:

Curitiba, 22 de agosto de 2011. MÜLLER AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-PR Nº 005.694/O-5 CLOVIS EDECIO MÜLLER CONTADOR CRC-RS Nº 25.016/O-0 T-PR

DIRETORIA Paulo Roberto Esquelbek Diretor

Jefferson Luiz Rugik Diretor

Aluízio Gomes da Silva Diretor

Sérgio Luiz Alves Júlio Contador - CRC-PR 029866/O-0

DEPRECIAÇÃO ACUMULADA

(10)

2011 2010 RESIDUAL RESIDUAL

10%

16

6

3

10% 10%

77 56

(33) (29)

44 27

47 11

20%

91 ------240

(56) -------------(128)

35 ---------112

5 ---------66

- DIFERIDO Está demonstrado aos valores de custo, acrescido de correção monetária até 31/dez./95, ajustado por amortizações acumuladas, calculadas a partir do início em que começam a ser usufruídos os benefícios respectivos, em períodos que não ultrapassem o prazo máximo estabelecido na Lei nº 6.404/76. E) PASSIVO CIRCULANTE E EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, incluindo, quando aplicável, os encargos e as variações e correções monetárias incorridos. Estão calculados levando-se em consideração a legislação fiscal em vigor. A provisão para o imposto de renda foi calculada à alíquota de 15% sobre os lucros tributáveis, acrescidos de adicional de 10% acima de limites específicos. A provisão para a contribuição social foi calculada à alíquota de 15% do lucro tributável antes do imposto de renda, ajustado conforme legislação específica. F) LUCRO POR QUOTA Calculado com base no número de quotas, conforme Contrato Social. NOTA 4. TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS Títulos Disponíveis para Venda 2011 2010 Certificado de Privatização 3 3 NOTA 5. COMPOSIÇÃO DE SALDOS DO BALANÇO PATRIMONIAL A) ATIVO CIRCULANTE 2011 2010 OUTROS CRÉDITOS 25 19 Diversos - Adiantamentos e Antecipações Salariais 20 11 - Títulos e Créditos a Receber 5 8 B) ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO OUTROS CRÉDITOS Diversos 153 150 - Devedores por Depósito em Garantia 153 150 C) PASSIVO CIRCULANTE OUTRAS OBRIGAÇÕES Diversas 83 60 - Provisão para Pagamentos a Efetuar 83 60 D) PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO OUTRAS OBRIGAÇÕES 150 150 Diversas - Provisão para Passivos Contingentes 150 150 NOTA 6. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Apuração do imposto de renda e contribuição social em 30 de junho: 2011 2010 Lucro antes do imposto de renda e contribuição social 431 622 Alíquota aplicável 40% 40% Imposto de renda e contribuição social às alíquotas da legislação (172) (248) Efeito de diferenças permanentes líquidas 30 34 Imposto de renda e contribuição social devidos sobre o resultado do período (142) (214) NOTA 7. PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Pertencente inteiramente a quotistas domiciliados no país está composto de 245.000 quotas, no valor nominal de R$ 1,00 cada. Reserva Legal No exercício, não houve constituição da Reserva Legal tendo em vista que a Reserva atingiu o limite de 20% (vinte por cento) do Capital Social. Reserva Especial Refere-se aos saldos de lucros acumulados de anos anteriores, cuja destinação dependente de deliberação dos quotistas. Distribuição de Lucros Foram distribuídos lucros no decorrer do semestre no montante de R$ 267 mil. NOTA 8. TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS - INVESTIMENTOS EM COLIGADAS E CONTROLADAS A sociedade não possui investimentos em coligadas e controladas. - CONTROLADORA A Instituição é controlada por pessoas físicas. - PARTES RELACIONADAS Para o exercício de 2011 não foram realizadas transações entre partes relacionadas. NOTA 9. GERENCIAMENTO DE RISCOS A estrutura de gerenciamento de riscos da Correparti Corretora de Câmbio Ltda., abrange: Gerenciamento de Risco Operacional Política e estrutura integrada com o sistema de controles internos com avaliação de suas atividades e processos, identificando os riscos inerentes e a efetividade dos controles praticados que resultem em menor exposição aos riscos. Gerenciamento de Risco Mercado Política e estrutura de gerenciamento de risco de mercado que tem como finalidade identificar, mensurar, acompanhar e controlar as operações financeiras sujeitas a este risco. Pela estrutura implementada, a corretora atende à Resolução do CMN nº 3.380/2006 e a 3.464/07, bem como garante maior compromisso e responsabilidade dos gestores, resultando numa organização melhor gerenciada. A descrição da estrutura do gerenciamento de riscos está disponível ao público, no site da instituição.

A10 Networks anuncia nova solução A A10 Networks, empresa líder em tecnologia de Application Networking e Migração IPv6, anuncia a versão 2.6.4 do Advanced Core Operating System (ACOS) para a sua plataforma AX Series. O novo sistema operacional integra recursos diferenciados e uma série de melhorias que viabilizam e facilitam a migração IPv6 e a preservação de soluções IPv4 para operadoras e provedores de serviços. Enquanto as organizações se ocuparem do esgotamento dos endereços IPV4 e da migração para IPv6, os dois protocolos terão de coexistir. No entanto, por serem originalmente incompatíveis, estes protocolos requerem soluções sofisticadas que permitam esta conectividade e comunicação. A plataforma AX Series inclui uma inovadora arquitetura de memória compartilhada 64bit com múltiplos processadores, multi-core e multi-CPU, que entrega os mais elevados índices de desempenho, escalabilidade, eficiência e flexibilidade do mercado, para soluções IPv4/IPv6. “A A10 é comprometida em oferecer as mais escaláveis e abrangentes tecnologias de migração IPv6 viáveis para os nossos clientes”, diz Lee Chen, fundador e CEO da A10 Networks. “Adicionando NAT64/ DNS64 nativo dentro do sistema operacional ACOS e em nosso já existente conjunto de soluções para migração IPv6, nós esperamos contribuir para

promover ainda mais a adoção do IPv6, ajudando os hosts IPv6 a comunicarem-se com servidores IPv4”. Além de ser incluído como uma novidade no sistema ACOS 2.6.4, também todos os dispositivos de hardware 64-bit da Ax Series passam a suportar o NAT64/DNS64. Complementando as atuais linhas Large-scale NAT (LSN),/ Carrier Grade NAT (CGN), Dual-stack lite (DS-Lite) e soluções padrões IPv4/Ipv6 dual-stack, sem nenhum custo adicional. O NAT64/DNS64 pode ser implementado como uma única solução de plataforma AX Series junto a servidores IPv4 DNS existentes, ou o componente NAT64 pode ser utilizado juntamente com servidores DNS avançados de terceiros que suportam DNS64 para funcionalidades adicionais DNS, como soluções da Infoblox, parceiro da A10. “DNS64 e NAT64 são as principais tecnologias que permitem uma implementação bem sucedida de IPv6”, explica Cricket Liu, gerente geral do centro de excelência em IPv6 da Infoblox. “Nós temos certificado as implementações do AX Series NAT64 com nossas soluções e as temos utilizado por vários meses para treinamento interno, o que mostra nossas avançadas funcionalidades DNS64 em soluções com capacidade de implementação comprovada”.


Informe Judiciário Cidadania honorária

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Miguel Kfouri Neto, e o 1º vice-presidente, desembargador Onésimo Mendonça de Anunciação, serão homenageados no dia 2 de setembro com títulos de Cidadão Honorário de Londrina. As honrarias foram aprovadas pela Câmara Municipal, por sugestão do vereador Ivo de Bassi. Kfouri e Anunciação atuaram como magistrados em Londrina.

Fórum de Quedas do Iguaçu

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Miguel Kfouri Neto, autorizou o início das obras de reforma do Fórum de Quedas do Iguaçu. O Tribunal vai investir R$ 543 mil para melhorar as condições de trabalho de magistrados e servidores e de atendimento à população. O presidente autorizou também o começo do processo licitatório para escolher a empresa que vai construir o novo Fórum de Terra Boa. O preço máximo para a obra é de R$ 5,8 milhões. O desembargador Miguel Kfouri Neto assinou a ordem de serviço para a realização dos projetos complementares para construção do Fórum de Clevelândia. Os projetos complementares vão custar R$ 87 mil.

Novas Varas para Colombo

No último dia 23 de agosto foram instaladas pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Miguel Kfouri Neto, a 2ª Vara Cível e a 2ª Vara Criminal do Foro Regional de Colombo. De acordo com o presidente Kfouri Neto, até o final do ano o TJ deverá instalar cerca de 40 varas em todo o Paraná. A solenidade de instalação das Varas teve uma homenagem à magistrada Mila Aparecida Alves da Luz, que atuava em Colombo e faleceu em 8 de janeiro deste ano. O Órgão Especial aprovou na sessão do dia 15 de agosto que o Salão do Júri do Fórum de Colombo tenha o nome da magistrada, assim como o Fórum Cível e o novo Fórum que será construído. Além das Varas de Colombo, em agosto o presidente Miguel Kfouri Neto instalou a Vara da Infância e da Juventude, Família, Registros Públicos, Acidentes do Trabalho e Corregedoria de Araucária. No mês passado foram instaladas quatro Varas da Fazenda Pública em Curitiba e duas em Londrina; a 3ª Vara Cível e a Vara de Família, Registros Públicos Acidentes do Trabalho e Corregedoria de São José dos Pinhais; e a 3ª Vara Cível de Guarapuava

Segurança dos magistrados

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Miguel Kfouri Neto, anunciou investimentos de cera de R$ 300 mil na compra de automóveis blindados e de coletes à prova de balas, para uso de juízes ameaçados por criminosos no Paraná. As iniciativas em estudo para garantir a segurança dos magistrados incluem a criação do Batalhão Judiciário e o monitoramento à distância dos Fóruns. “O fundamental é que o juiz saiba que estão sendo tomadas medidas de segurança e que o Tribunal se preocupa com ele. Temos que prover segurança às autoridades encarregadas de aplicar a lei”, afirma. Em audiência com o governador Beto Richa, o desembargador Kfouri solicitou a inclusão, no programa Paraná Seguro, de adequado policiamento nos Fóruns das 157 Comarcas do Paraná. O uso do registro de preços da Polícia Militar vai agilizar a compra de coletes à prova de balas, que deve ser feita neste mês de agosto. O registro de preços é uma modalidade de concorrência usada pela administração pública em que o fornecedor se compromete a entregar mercadorias a um preço pré-definido. Serão comprados 12 coletes - seis masculinos e seis femininos.

Remessa de armas armazenadas

O corregedor-geral da Justiça, desembargador Noeval de Quadros, enviou aos magistrados do Paraná ofício circular (79/2011) sobre o mutirão para remessa de armas e munições armazenadas nos Fóruns ao Ministério do Exército. A medida atende a Resolução 134 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O documento tem instruções aos magistrados sobre a preparação das listas de armas, que devem ser entregues à Casa Militar até o dia 30 de setembro.

Convênio

Convênio assinado no último dia 24 pelo presidente do Tribunal de Justiça do Paraná em exercício, desembargador Onésimo Mendonça de Anunciação, e pelo presidente do Tribunal Popular Superior da Província de Jiangsu, República Popular da China, Gong Pixiang, marcou o apoio do Tribunal de Justiça no estabelecimento de uma relação de amizade e cooperação na área jurídica, por meio de consultas recíprocas e troca de informações, visando ao desenvolvimento e aprimoramento da prestação jurisdicional e administrativa de ambos os Tribunais. A parceria tem como objetivos promover o intercâmbio e cooperação na área jurídica, no âmbito de relação amistosa entre os dois países; impulsionar as relações entre os Tribunais, visando estreitar as relações internacionais, por meio da promoção de estudos quanto ao direito comparado, além de gestão administrativa; incentivar visitas recíprocas de pessoal técnico e administrativo, para a troca de boas práticas e de projetos de interesse comum; e fortalecer o intercâmbio de jurisprudência, dentro do que for aproveitável pelos dois Tribunais. Participaram também da solenidade o desembargador Antonio Loyola Vieira, os juízes Frederico Mendes Júnior, Francisco Cardozo Oliveira, Eduardo Casagrande Sarrão, Marcos Galliano Daros, Fernando Ganen e Fernando Prazeres.

Justiça&Direito Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | A8

JUSTIÇA EM NÚMEROS

Execuções ainda são o maior gargalo do Judiciário Taxa de congestionamento mede a eficiência da Justiça em resolver os processos De cada 100 cidadãos ou empresas que procuram o Poder Judiciário, 84 podem até sair com uma decisão judicial favorável em primeira instância, mas não conseguirão fazer valer, de fato, seus direitos. Trocando em miúdos, ainda prevalece na Justiça a máxima: ganhou, mas não levou. O fato é revelado pelo mais recente levantamento do relatório Justiça em Números (clique aqui para ler na íntegra), divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça, em Brasília. O relatório, que traz os números de 2010, mostra que a taxa de congestionamento da execução em primeira instância é de 84%. No caso das execuções

fiscais, o volume é ainda maior: 91% de congestionamento. A taxa de congestionamento mede a eficiência da Justiça em resolver os processos. É a soma dos processos novos com os que já estavam em andamento no Judiciário, subtraídos os processos baixados. Ou seja, solucionados de fato ao longo do ano. O conselheiro José Guilherme Vasi Werner, do CNJ, afirma que a resolução das execuções é uma das principais preocupações do Judiciário. E que o CNJ estuda quais providências podem ser tomadas para atacar o problema: “A legislação prevê que o Judiciário é quem deve cuidar das execuções,

mas é preciso fazer estudos com base nestes números para adotar providências. Não só o CNJ, mas tribunais e os próprios órgãos de governo podem tentar resolver isso de alguma maneira. Muitos desses processos são burocráticos e, em tese, poderiam ter sido resolvidos administrativamente sem necessidade de ingressar em juízo para solucioná-los”. Segundo o presidente do CNJ, ministro Cezar Peluso, um volume grande de execuções fiscais é provocado por conselhos e organizações profissionais, como conselhos federais de medicina, psicologia, contabilidade e até mesmo a Ordem dos Advogados do Brasil.

Decisões do Supremo ajudam a aperfeiçoar o CNJ Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o cargo de vice-corregedor de tribunal não integra os chamados cargos de direção. Por isso, quem o exerce não pode ser privado de, depois, assumir a vice-presidência e a presidência do tribunal. A decisão foi tomada em uma disputa interna pelo cargo de presidente do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais. Como dezenas de outras, essa foi contestada na Corte Suprema. Desta vez, o entendimento do CNJ, fixado com base em um voto do decano do Conselho, Marcelo Nobre, prevaleceu. Mas não são poucas as decisões do órgão administrativo que caem diante do juízo do tribunal.

Para Nobre, não há qualquer problema nesse fato. O conselheiro rechaça a ideia de que haja um conflito entre o CNJ e o STF. “Não existe esse conflito. O CNJ é a longa manus do Supremo Tribunal Federal, seu braço administrativo. Os caminhos do CNJ são corrigidos pelos ministros do Supremo”,

afirma. O conselheiro ressalta que o percentual de decisões do Conselho contestadas no Supremo é mínimo e que quem recorre à Corte está correto. Isso porque, com suas decisões, “o Supremo tem dado as orientações sobre qual é o caminho correto que o Conselho Nacional de Justiça deve seguir”.

Segurança de juíza de PE está garantida por liminar, diz Peluso O presidente do Conselho Nacional de Justiça e do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, ressaltou que a segurança da magistrada pernambucana ameaçada está garantida por meio de liminar. O comentário foi dado em resposta a críticas de que o CNJ negligenciou a escolta da juíza ao pedir vista do processo em que ela se diz ameaçada. Para Peluso, “não existe nenhuma consistência” nas acusações de que o CNJ teria adiado a escolta policial à magistrada. Ele conta que a vista foi pedida por um conselheiro para conhecer melhor os “fatos controversos” que estão nos autos, “como é dever de todo julgador”. O ministro afirmou ainda que os magistrados “não serão abandonados” pelo CNJ ou pelo STF na garantia de segurança e tranquilidade no cotidiano de seus trabalhos. No entanto, Pelu-

Para Peluso, “não existe nenhuma consistência” nas acusações de que o CNJ teria adiado a escolta policial à magistrada

so disse solidarizar com a “justa indignação” com o assassinato a tiros da juíza Patricia Acioli, de São Gonçalo, no Rio de Janeiro. A segurança da juíza pernam-

bucana será discutida nesta terçafeira (30/8), em sessão ordinária no CNJ. O pleno do Conselho também deve julgar outros 60 itens na sessão desta terça.

“Esses conselhos ocupam o Judiciário com número elevadíssimo de demandas para cobrar as taxas de pagamento desses organismos de valores baixíssimos. Por exemplo, para cobrar R$ 1,5 mil eles provocam uma despesa do Judiciário de R$ 4,5 mil. Imaginem o impacto que isso tem, sobretudo na área federal”, afirmou Peluso. No geral, a taxa de congestionamento de processos no ano passado aumentou 3% em relação a 2009. O índice em 2010 foi de 70% de congestionamento. Ou seja, de cada 100 processos ajuizados no ano passado, somente 30 foram decididos até o fim do ano.

Mutirões de conciliação recuperam R$ 144 mi ao SFH Os mutirões de conciliação feitos entre a Justiça Federal e o Sistema Financeiro de Habitação resultaram na recuperação de R$ 144,6 milhões em créditos para a Caixa Econômica Federal entre janeiro e agosto deste ano. Desde 1º de janeiro, os cinco Tribunal Regionais Federais fazem mutirões entre os mutuários e representantes da Caixa e da Empresa Gestora de Ativos (Emgea) para renegociar dívidas na presença de um conciliador. A Corregedoria Nacional de Justiça, os cinco TRFs e a Corregedoria-Geral da Justiça Federal estabeleceram a meta de fazer 20 mil audiências de conciliação relacionadas ao Sistema Financeiro de Habitação até o fim do ano. Até agora foram 6,1 mil audiências, que resultaram em 2,8 mil acordos. Os valores arrecadados vão para o Fundo Público, usado para financiar a casa própria de pessoas de baixa renda.

Conselho define novas regras para visto estrangeiros O Conselho Nacional de Imigração (CNig) definiu novas regras para a concessão de visto permanente a estrangeiros que venham exercer no Brasil a função de administrador, gerente, diretor ou executivo de empresas. A mudança está na Resolução Normativa CNig 95/2011, com início de vigência a partir de 19 de agosto deste ano. A partir de agora, as empresas que querem contratar profissionais para os cargos terão que realizar e comprovar investimentos mais expressivos no país. De acordo com a resolução é preciso investimento em moeda estrangeira em montante igual ou superior a R$ 600 mil por administrador, gerente ou executivo estrangeiro chamado, mediante a apresentação de Registro Declaratório Eletrônico de Investimento Externo Direto no Brasil no Sisbacen, comprovando a integralização do investimento na empresa receptora.


Economia Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | B1 | Indústria&Comércio

ajustes

Superávit primário terá meta maior, de R$ 91 bi Decisão do governo foi anunciada ontem pelo Ministro da Fazenda O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta segunda-feira (29/08) que a meta de superávit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) aumentará de aproximadamente R$ 81,8 bilhões para cerca de R$ 91 bilhões este ano. “A parte do governo federal é aproximadamente R$ 81 bilhões. Eu estou anunciando um aumento para R$ 91 bilhões de (superávit) primário a ser realizado em 2011. Ou seja, (quase) R$ 10 bilhões a mais de resultado primário que nós vamos cumprir em 2011”, disse. O anúncio foi feito em entrevista coletiva no Ministério da Fazenda, após a reunião do Con-

selho Político, realizada no Palácio do Planalto. No encontro, as mudanças foram apresentados aos líderes de partidos da base aliada do governo no Congresso Nacional. Mantega destacou que o ajuste não se dará à custa de cortes adicionais. O governo já vinha sinalizando a adoção de mudanças na política fiscal. Na última sexta-feira (26/08), o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, já tinha antecipado que um resultado fiscal forte abre “um espaço interessante” para a redução das taxas de juros. Na ocasião, ele anunciou que o superávit primário do Governo Central (Previdência Social, Banco Central e Tesouro

Distribuidora estatal de combustíveis promete investir mais de R$ 5 bi até 2015

supermercados

O presidente da estatal BR Distribuidora, José Lima de Andrade Neto, disse nesta segunda-feira (29/08), no Rio de Janeiro, que a empresa vai investir R$ 5,2 bilhões até 2015. A maior parte do dinheiro, 41%, será usada na operação logística, como armazenagem e transporte de combustível. “A demanda vem crescendo e precisamos fazer investimentos para nossa logística ser compatível com esse mercado. Estamos enfatizando também aumento da oferta de lubrificantes e logística para ofertar combustível de mais baixo teor de enxofre a partir do ano que vem”, explicou Lima. O consumo de combustível no país registra, desde 2008, cresce em ritmo superior ao do Produto Interno Bruto (PIB) do país. A taxa de crescimento do consumo vem alcançando média anual de 5,4% e a previsão da BR Distribuidora é que, nos próximos 4 anos, o crescimento se mantenha entre 5,1% e 5,7% ao ano. Lima destacou que, nesse incremento, as participações da gasolina e do álcool no mercado são diferentes das de 2009, quando o etanol hidratado representava 39% das vendas totais. Hoje, corresponde a apenas 24% do total de combustíveis vendidos pela distribuidora. “A demanda (por etanol) é crescente e a oferta está estagnada. As usinas de etanol no Brasil estão produzindo menos álcool hidratado e o máximo que conseguem de (álcool) anidro (que é adicionado à gasolina), porque vai vender mais gasolina do que (álcool) hidratado”, disse Andrade Neto. Ele explicou que os preços altos do biocombustível à base de cana-de-açúcar estão forçando a queda do consumo de etanol hidratado nos postos. “O Brasil está produzindo 13% mais de anidro e menos hidratado do que no ano passado. E está consumindo mais gasolina e, portanto, mais anidro do que no passado”. Hoje, a estatal BR Distribuidora já lidera o segmento, respondendo por pouco mais de 22% das vendas. CMYK

Nacional) em julho foi o melhor resultado desde o início da série histórica, em 1997. Nos sete meses do ano, o superávit primário do setor público consolidado chegou a R$ 91,979 bilhões, contra R$ 43,588 bilhões registrados de janeiro a julho de 2010. Com isso, foram alcançados 78% da meta para este ano, R$ 117,9 bilhões. O Governo Central registrou superávit de R$ 66,307 bilhões, enquanto os governos estaduais contribuíram com R$ 21,711 bilhões e os municipais, com R$ 2,050 bilhões. As empresas estatais registraram R$ 1,911 bilhão. Esse superávit representa 78% da meta para o ano. O crescimento econômico

também foi levado em consideração na decisão do governo. Na terça-feira passada (23/08), em audiência no Senado Federal, o ministro Guido Mantega admitiu que o crescimento não seria mais 4,5%, como o governo estimava, e sim 4%. O governo também descarta reajustes para todos os servidores públicos da União este ano e em 2012. Na sexta-feira, o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, destacou que o momento é de crise e que “todos têm que dar sua contribuição”. “Felizmente, as principais categorias estão alinhadas e equilibradas, com salários compatíveis”, ressaltou o secretário na ocasião.

Consumidor pode economizar quase R$ 2 mil por ano, revela pesquisa

A pesquisa foi feita em pontos de venda em Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Guarulhos, Jaboatão dos Guararapes, João Pessoa, Natal, Niterói, Olinda, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo, Vila Velha e Vitória

O consumidor pode economizar quase R$ 2 mil nas compras em supermercados, em um ano, se escolher o lugar certo, de acordo com o perfil de consumo. A constatação está em um levantamento da Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor feito em 1.156 pontos de vendas, em 20 cidades de 13 estados e no Distrito Federal. De acordo com a pesquisa, comprar produtos líderes de venda (104 itens) sai 19% mais caro no Distrito Federal do que em Pernambuco, onde foi detectado o menor preço médio. Para o consumidor que não faz questão de marca e procura os produtos mais baratos, a cesta

é 25% mais cara no Rio de Janeiro na comparação com a de São Luís, onde foi encontrado o menor preço. Pesquisar antes de fazer a compra do mês pode gerar uma boa economia. No Distrito Federal, por exemplo, é possível economizar até R$ 1.944,12 ao ano, dependendo do estabelecimento escolhido. Segundo a Proteste, a variação de preços em uma cidade depende do ponto de venda e pode ser grande até em supermercados de uma mesma rede. Por isso, a entidade orienta os consumidores a conferir o preço em outro local antes de fazer as compras. A variação de preços para um mesmo produto pode

chegar a 200%. A pesquisa foi feita em pontos de venda em Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Guarulhos, Jaboatão dos Guararapes, João Pessoa, Natal, Niterói, Olinda, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo, Vila Velha e Vitória. Os produtos pesquisados se diferenciam das cestas básicas, pois incluem itens diversos, entre os quais pratos congelados, refrigerantes, bebidas, salgadinhos, azeite de oliva, carnes, frutas, legumes e artigos de higiene e limpeza. A pesquisa completa da Proteste está disponível no site da entidade (www.proteste. org.br).

supermercados 2

Vendas em supermercados crescem 6,24% de junho para julho Os supermercados iniciaram o segundo semestre com aumento de vendas real de 6,24% em relação a junho e de 4,75% na comparação com julho do ano passado. Nos sete primeiros meses do ano, o movimento superou em 4,32% o registrado em igual período de 2010. Essas variações já levam em consideração os descontos da inflação do período, segundo o levantamento divulgado nesta segunda-feira (29/08) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Na avaliação do presidente da entidade, Sussumu Honda, o bom desempenho reflete o aumento da massa salarial. “A diminuição do desemprego com acréscimo de renda do trabalhador contribuiu para o resultado do mês.” Honda também destacou que o fato de o mês de julho ter 31 dias com cinco finais de semana, enquanto junho tem 30 dias, com quatro finais de semana, ajudou os estabelecimentos a vender mais. A pesquisa indica ainda que

o valor da cesta com os 35 produtos mais consumidos (AbrasMercado) teve queda de 1,09%, passando de R$ 299,24, em junho, para R$ 295,58, em julho. Na comparação com igual mês do ano passado, no entanto, a cesta ficou 8,95% mais cara. Entre os produtos com maiores elevações de preços estão o sabonete (3,57%), a margarina cremosa (3,26%) e o feijão (2,73%). Os que tiveram as maires quedas foram o tomate (-17,75%), a batata (-11,40%) e o desinfetante (-2,97%).

Analistas preveem manutenção da Selic em 12,5% ao ano Analistas do mercado financeiro esperam por manutenção da taxa básica de juros, a Selic, em 12,50% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), marcada para esta terça (30/08) e quartafeira (31/08). A informação consta do boletim Focus, pesquisa semanal feita pelo BC com base em projeções para os principais indicadores da economia. A expectativa é que a taxa seja mantida nesse patamar até o final do ano. Este ano, o Copom elevou a Selic em 1,75 ponto percentual. A taxa é elevada quando o Copom considera que a economia está muito aquecida, com trajetória de inflação em alta. Para o final de 2012, a expectativa mediana dos analistas para a Selic caiu de 12,50% para 12,38% ao ano. A previsão dos analistas para a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, subiu pela segunda semana seguida, de 6,28% para 6,31%. Para 2012, a estimativa foi mantida em 5,20%. As projeções para o

IPCA em 2011 e no próximo ano estão acima do centro da meta de inflação de 4,5%, mas dentro do limite superior de 6,5%. O boletim Focus também traz projeção para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 5,6% para 5,59%, este ano, e de 4,86% para 4,77%, em 2012. A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) oscilou de 5,44% para 5,45%, em 2011, e de 5,01% para 5%, no ano que vem. No caso do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa passou de 5,5% para 5,52%, este ano, e permanece em 5,01%, em 2012. A estimativa dos analistas para os preços administrados subiu de 5,3% para 5,35% em 2011 e permanece em 4,5%, no próximo ano. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo.

Projeção do mercado para o PIB diminui pela 4ª semana seguida A projeção de analistas do mercado financeiro para o crescimento da economia este ano caiu pela quarta semana seguida. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 3,84% para 3,79%. Para 2012, também foi reduzida a estimativa, de 4% para 3,9%. A estimativa para o crescimento da produção industrial, neste ano, permanece em 2,96%. Para 2012, a projeção caiu de 4,34% para 4,3%. A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB passou de 39,1% para 39,15%, em 2011, e continua em 38%, no próximo ano. A expectativa para a cotação do dólar foi mantida em

R$ 1,60, ao fim de 2011, e em R$ 1,65, ao final de 2012. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) foi ajustada de US$ 22,8 bilhões para US$ 22,9 bilhões, este ano, e permanece em US$ 12,1 bilhões, em 2012. Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), a estimativa passou de US$ 57,97 bilhões para US$ 57,93 bilhões, em 2011, e de US$ 68,9 bilhões para US$ 68,63 bilhões, no próximo ano. A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) permanece em US$ 55 bilhões, este ano, e em US$ 50 bilhões, em 2012.

Crédito tem que ser alavanca para negócios, diz Dilma A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta segundafeira (29/08) que a concessão de crédito para pequenos empreendedores não pode ser um peso, mas uma alavanca que impulsione os negócios. Ao falar sobre o lançamento do Programa Nacional de Microcrédito (Crescer), ela lembrou que 3,4 milhões de pessoas devem ser beneficiadas até 2013. “A partir de agora, o pequeno empreendedor que pegar dinheiro emprestado vai pagar uma taxa de juros bem mais baixa, de apenas 8% ao ano. Antes, a taxa de juros chegava a 60% ao ano”, explicou, no programa semanal Café com a Presidenta. Segundo Dilma, o Crescer foi criado para profissionais como costureiras, pipoqueiros e artesãos. Cada um pode ter acesso a até R$ 15 mil. “É um crédito para quem precisa de um empurrãozinho”, disse. Além de juros mais baixos, o governo anunciou uma

tarifa de abertura de crédito menor – de 3% para 1% do valor emprestado. O valor é válido para qualquer profissional com faturamento de até R$ 120 mil ao ano. Outra novidade é que os quatro bancos públicos federais – o Banco do Nordeste, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o Banco da Amazônia – terão de emprestar, até o final do ano, R$ 654 milhões nas linhas de financiamento do Crescer e atender 734 mil clientes. Para 2012, as metas sobem para R$ 1,73 bilhão e 2,24 milhões de pessoas atendidas e, em 2013, para R$ 3 bilhões e 3,46 milhões de beneficiários. “O microcrédito vai criar empregos e oportunidades para milhões de brasileiros. Com o Crescer, os pequenos empreendedores brasileiros terão a oportunidade de realizar o sonho de ter seu próprio negócio e de conquistar uma vida melhor, com liberdade e autonomia”, concluiu Dilma.


3

a

margem

Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | B3

arte&atitude,

moda&cia

Adélia Maria Lopes | adelia@novacombrasil.com.br

Levi’s e as coisas da terra A coleção Of The Earth, com a qual a Levi´s saúda o verão 2012, visa reafirmar a filosofia de vida e respeito à natureza encontrados nas reservas indígenas norte-americanas, resquício de belas nações dizimadas pela ambição dos preconceituosos colonizadores. Dessa viagem, a grife captou o círculo como símbolo de um ecossistema regenerativo: o que provém da terra para a terra deve retornar. As lições adquiridas aparecem impressas na coleção – do design aos processos sustentáveis, passando pelos materiais adquiridos da natureza. O tratamento com cera, pó e óleo é aplicado no processo de acabamento, tanto para as peças femininas (mais claras) quanto as masculinas. Para as lavagens, inspiração e expressão de cores de plantas como cenouras, framboesa e lichia. As lavagens com ozônio utilizam técnicas de desgaste natural e o aspecto desgastado é de inspiração artesanal. Para os homens, a jaqueta trucker com nova lavagem e a clássica 520 surge com caimento

Nem te Conto Estrela Leminski A Livraria da Vila (Madalena), em São Paulo, sedia nesta terça 30, das 18h30 às 21h30, a sessão de lançamento do livro Poesia é não, da curitibana Estrela Leminski. A obra, da Iluminuras, que sempre capricha as edições de poemas visuais, traz a palavra de Estrela que também vira música e cai na estrada com o companheiro Ruiz.

Mart’nália

reinventado. O não-denim ganha força em camisas, calças, bermudas. Skinny com novo caimento, inspirado em um jeans de 1967. A calça tapered entra na coleção nas versões jeans e não-denim,

criando uma imagem masculina contemporânea. Para elas, a Curve ID, linha que revolucionou o jeans feminino,traz novas lavagens e acabamentos, mais fashion e so-

fisticada. A calça flare promete tomar conta das ruas. Nos tops, estampas inspiradas nos desenhos indígenas e florais aparecem em camisas e em detalhes artesanais.

Georgia Jagger mergulha nas águas da Bo.Bô Com a campanha fotografada em Búzios por Terry Richardson e estrelada pela modelo Georgia Jagger, a marca Bo.Bô, presente em Curitiba através do Shopping Crystal, mostra sua coleção de primavera-verão com uma pegada rocker, para fazer jus ao sobrenome da modelo, legitimamente herdado do pai. Mas a rebeldia vem camuflada em bordados e rendas, tricô e crochê, como pede o revival dos anos 70, sem faltar o brilho. As estampas trazem motivos de flores e estrelas. A influência do branco é predominante, para expressar a delicadeza feminina. “Não podemos deixar o branco só para o réveillon. Ele é atual e a cara do verão”, avisa Soraya Milan, diretora criativa da marca. O bordado aparece tanto nas minissaias, nas camisetas e em acessórios como cintos e pulseiras. Sandálias rasteiras completam o visual, mas botas em camurça e escarpins de salto alto estão entre as opções.

Primeira atração do “Carnaval de Inverno”, Mart’nália está de volta, nesta terça 30, ao bar Aos Democratas (Rua Doutor Pedrosa, 485, fone 3024-4496). A série de sambistas na casa comemora o seu aniversário de oito anos e segue até 6 de setembro. Para o encerramento, haverá festa com a Orquestra Democratas e participação da modelo e atriz Viviane Araújo, como Rainha das Baterias Universitárias Unidos da Bacardi. O repertório do show desta terça traz músicas do disco Mart’nália em África ao vivo.

Red Hot Chili

O cine UCI Palladium exibe, ao vivo, o novo show da banda Red Hot Chili Peppers de lançamento do álbum “I’m With You. A apresentação via satélite acontece nesta terça 30, às 22h, direto da Alemanha. Captado em alta definição, essa será a primeira e única vez que o novo disco será tocado na íntegra durante um show. Os ingressos custam 60 e 30 reais e o show tem censura de 14 anos.

Glauco Rodrigues

Cristais austríacos em desfile A Swarovski lança Wings of Fantasy, sua nova coleção de jóias, nesta quarta-feira 31, em desfile na loja do ParkShoppingBarigüi às 19h. O universo teatral é a inspiração da marca para a primaveraverão, representando os dois extremos na vida de uma artista através dos temas Cabinet of Dreams (Armário de sonhos) e Mysterious Disguise (Disfarce misterioso). Cabinet of Dreams represen-

ta o camarim, cheio de objetos pessoais mais queridos da artista. Esse conceito, que remete à personalidade, traz leitura de acessórios inspirados pela dança, pelo mundo do espetáculo e amuletos. Mysterious Disguise, como designa a transformação da artista em personagem, traz joias compostas por cores misteriosas, tons em degradé dramático e toques escuros de luz. Cada peça é vistosa e opulenta.

Com a presença de curador Antonio Cava em uma visita guiada às 18h30, abre nesta terça a exposição “O Universo Gráfico de Glauco Rodrigues”, sendo a primeira retrospectiva em homenagem ao artista gaúcho, falecido em 2004 aos 75 anos. São mais de cem originais, entre litografias, serigrafias e linoleogravuras, além de ilustrações para revistas, livros e discos, cobrindo um período de mais de 50 anos de produção artística. Todas as obras foram selecionadas do acervo do artista, atualmente sob custódia de sua viúva, Norma Estellita Pessoa. A mostra fica em Curitiba até 16 de outubro, na Galeria da Caixa (Conselheiro Laurindo, 280).

Música e Dança

Encontro de inverno na agenda A edição de inverno 2012 do Encontro da Moda, em São Paulo, será de 30 de janeiro a 2 de fevereiro no Centro de Convenções Frei Caneca. O evento, um dos mais prestigiados salões

de negócios do Brasil, apresenta lançamentos de moda feminina de confecções de todo o país e recebe a visitação de compradores qualificados nacionais e internacionais.

Grifes como At Last, Vanessa Arantes, Cia da Moda, Patchwork, Psicodelika e MD Too já confirmaram participação. Organizado pela SV Eventos desde seu lançamento, há

20 anos, o Encontro da Moda conta com a direção da mineira Sarah Vaintraub, diretora do Comitê de Moda Feminina da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção.

Setor histórico sediará um spa A Clínica e Spa Toujours Belle abre em Curitiba nesta terça dia 30, tendo por endereço na Duque de Caxias, no bairro São Francisco, oferecendo mais de 50 tipos de serviços. O endereço é um casarão antigo, possuindo “amplo estacionamento, salas climatizadas e ambiente agracmyk

dável, projetados para oferecer total conforto aos clientes”, descreve a médica Emmanuelle Bertoldi, observando que os cosméticos foram criados exclusivamente para a clínica. Entre os procedimentos disponíveis na Toujours Belle, está o Velashape plus, “único trata-

mento de celulite aprovado pelo Food and Drug Administration. É uma tecnologia exclusiva Elos que associa sucção, laser de infravermelho e radiofrequência; e é ótima também para tratamento de gordura localizada e flacidez”, explica o sócio e dermatologista Andranik Der

Bedrossian. O espaço dedicado ao spa, administrado por Mayalu Liso, oferece todos os itens clássicos da área, mais reflexologia, shiatsu, pedras quentes, shantala e banho turco, ainda raro em Curitiba, mais serviços de beleza.

Com entrada franca, a Orquestra de Câmara de Blumenau está em Curitiba nesta terça 30, levando ao Teatro Fernanda Montenegro, às 20h30, o concerto Música e Dança, que traz a história da dança social, das cortes européias à plebéia América. Além dos 16 músicos, no palco seis dançarinos do Dance Sempre. A direção artística é do violinista italiano Daniele Giardello, regência de Daniel Bortholossi e direção de cena de André de Souza. Realização Ministério da Cultura, patrocínio Bradesco e Hering e apoio Viação Catarinense.

Gibicon doa

A Gibiteca de Curitiba ganhou 200 exemplares de gibis arrecadados durante a Gibicon- Convenção Internacional de Quadrinhos. A doação marca o início da produção para a edição de 2012, quando serão celebrados os 30 anos da Gibiteca, a mais antiga do país. Exposições podem ser vistas até 4 de setembro, no Memorial de Curitiba e, até outubro, no Goethe.


Negócios Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 30 de agosto de 2011 | B4 prpress@terra.com.br

EXPANSÃO

Intermec investe US$ 5 mi no Brasil

Objetivo é produzir dois novos modelos de coletores de dados

Aline Machado

A Intermec anuncia investimentos de mais de US$ 5 mi no Brasil. Esse investimento está sendo utilizado nos últimos 18 meses na adaptação da fábrica da empresa localizada em Itajubá (MG). O anuncio foi feito durante a visita do CEO da empresa Patrick Byrne. O executivo revelou que a planta também produzirá mais dois modelos de coletores de dados. Totalizando quatro equipamentos. O primeiro novo produto brasileiro a ser comercializado é o CK3, utilizado principalmente na gestão de ativos e estoques em armazéns, chão de fábrica e também no varejo. O ano passado a Intermec faturou cerca de US$679 milhões, com um crescimento de 20% na América Latina. Para 2011 a expectativa é fechar com aumento de 30% na produção atingindo mais de 15 mil unidades. “O Brasil é um mercado extremamente importante.

Marfrig já são usuárias, cobrindo aproximadamente quatro mil equipamentos.

Sobre a Intermec

Anuncio foi feito durante a visita do CEO da empresa Patrick Byrne

Nos últimos sete anos temos investido muito com o objetivo de crescer nossa participação. A operação brasileira hoje está entre as cinco maiores do mundo”, explica Byrne. Outro fator que irá incrementar o faturam,ento da empresa é a aquisição da Vocollect, especializada em software de automação por meio da utilização da voz em armazéns. No segundo quarter os resultados foram extremamente

positivos: foi faturado US$ 221,1 mi, um crescimento de 37% em comparação ao primeiro trimestre desse ano. A planta de Itabujá também é sede de um serviço pioneiro no mercado disponibilizado pela empresa: INcontrol, que permite o controle e manutenção remota de dispositivos como notebooks, smartphones, e coletores de dados. Gigantes como a Elma Chips, Hypermarcas e

Com 45 anos de história e presente há 13 anos no Brasil, a Intermec também tem operações em outros 70 países nos cinco continentes. A empresa é especializada em desenvolver soluções de transmissão de dados entre a cadeia de suprimentos, desenvolvendo e integrando ferramentas que contribuem para melhores resultados da cadeia de suprimentos. Praticando o conceito de one stop shop, atende a verticais como indústria, bens de consumo, serviços em campo, varejo, transporte e logística. Pioneira em tecnologias como RFID (etiquetas, tags, leitores e antenas), coletores de dados robustos, sistemas de coleta de dados, impressoras de código de barras e software e aplicações, a Intermec oferece produtos e serviços de qualidade para seus clientes.

Gestão de pessoas com conhecimento

e números poderosos

CMYK

Modelo imutável

Numa roda de companheiros as preocupações externadas eram duas: a mudança do clima, com os EUA vivendo mais um momento difícil (aqui chuva e seca como raramente se viu) e os desentendimentos no mundo que vão muito além da Síria, da caça ao Kadafi, Egito e outros que se estendem há anos. Sem falar na eterna disputa entre judeus e palestinos. Caso de países da África que além das mais cruel seca, e fome como conseqüência, ainda convivem com guerra civil há anos. Rebeliões chegando agora ao Chile, até meses atrás o mais democrático país do continente sul, desde que Pinochet foi deposto. No Brasil há unanimidade: aqui, revolução se faz sem sangue. Graças à indolência e desinformação do país-continente, onde as mais divergentes culturas, estilos e situações convivem, todas abrigadas sob a mesma língua que, com variantes - gaúchos e nordestinos divergem - acopladas sob o guarda-chuva de “língua portuguesa”. A síntese de tudo é Brasília, especialmente o Congresso, onde as divergências nos plenários terminam em abraços no cafezinho de Câmara e Senado. Quando não em acordos para a criação de novos estados que dividem os 25% que sobram aos estados e municípios (15%) da arrecadação nacional. Quem imagina um governo central que fica com 60% (mais o que arrecada com Contribuições, cujas rendas são exclusivas dele) concordando em liberar o Congresso para votar mudança que “mude o rumo da prosa tributária”! Recursos que ministros nomeados por partidos e não pelo presidente de plantão, nesse modelo espúrio que se pratica por aqui, distribuem a seus estados e municípios de origem, quando não a empresas que bancaram suas eleições (ou seu prestígio). Se levada a sério a “vassoura” de Dilma tem muito o que fazer!

Justiça...

No final da semana que passou a coluna referiu-se à impunidade, fruto da fantástica burocracia da Justiça brasileira capaz de beneficiar os grandes escritórios de advocacia, prorrogando “ad aeternum” um processo. Claro que para quem pode pagar. Aí está o Cacciola deixando a prisão por crimes contra o sistema financeiro, e não foi por roubo de galinha, de cujos autores as cadeias estão cheias....

Para receber tais benesses o “cidadão brasileiro infrator” precisa ter profissão definida, residência fixa e outros que tais que o beneficie. Diferente dos que “roubam uma lata de leite em pó ou um frango no supermercado” que ninguém nos grandes centros cria mais galinha no quintal.

Prazo curto

O assunto vem à baila porque nesta semana prescrevem as ações que correm contra os supostos autores do “mensalão”, apontado pela imprensa (sempre ela!), exatos seis anos depois de o processo contra eles ser instaurado. O leitor que ainda tem boa-fé poderá imaginar que alguém será punido. Se dos 37 ou 38 denunciados, algum tiver caído em desgraça (não é o caso dos Zés Dirceu e Genoino, bem ao contrário), esse sim poderá ser execrado. Punido nunca, que nem a denúncia contra eles foi formalizada no STF.

Prestígio

Presidente (Antonio Carlos Morozowski / presidente da FESP)

mensuração das atividades de gestão de pessoas, tornando o intangível em medidas para decisões estratégicas nas empresas. Durante o lançamento, o superintendente do SESI, José Antônio Fares chamou atenção para a relação entre o gestor de recursos humanos e o mercado. “A sociedade precisa de um profissional de RH mantenedor. A nossa expectativa é fazer com que a relação entre a sociedade e o mercado seja cada dia menos conflitante, por isso é preciso mensurar os resultados dentro das ações de gestão”, disse Fares apontando que não há mais espaço no mercado para o profis-

sional de gestão de pessoas que se baseia em valores intangíveis e práticas conservadoras. “Os esforços para que os profissionais de recursos humanos trabalhem com ferramentas atualizadas sempre atentas ao mercado são grandes”, explicou a presidente da ABRH PR, Sonia Gurgel. Em seu discurso, Sonia destacou que a necessidade de mudança de postura destes profissionais é urgente, principalmente para transformar o intangível em indicadores que traduzam em números as propostas de desenvolvimento das empresas. O novo perfil do profissional gestor de recursos humanos

foi claramente destacado por Rugenia Pomi, socióloga e cofundadora da Sextante Brasil que coordena o MBA ao lado do professor da FESP, Cícero Marques.“Um gestor de pessoas precisa ter números que apontem a atração, contratação e a retenção de pessoas para poder ter estratégias de gestão e crescimento. Em termos financeiros, quando há informações tangíveis, as possibilidades de adesão e investimentos para retenção de recursos humanos é imediata”, disse Rugenia justificando que a linguagem do mundo dos negócios é completamente tangível.

Walmart negocia mais de 200 mil notebooks para Feira da Tecnologia

O Walmart Brasil, que no Paraná cuida dos hipermercados BIG e Walmart Supercenter, preparou a maior negociação exclusiva de informática e tecnologia com seus fornecedores para a segunda edição do ano da Feira da Tecnologia. Com validade até 04/09 - em todas as lojas do Brasil – a rede negociou mais 200 mil notebooks e um dos destaques é o Acer com tecnologia AMD por R$ 798,00. Suas configurações avançadas garantem ao consumidor o melhor custo benefício do mercado, além de parcelamento sem juros em até 12 vezes, no cartão Hipercard. A previsão é elevar as vendas da categoria em 30% durante o período, com base no mesmo evento do ano passado.

Pedro Washington

...tolerante

Por Kelson Henrique

Com o objetivo de mudar paradigmas dentro de uma gestão de recursos humanos atrelada a mensuração de indicadores e metas completamente estratégicas, o MBA Gestão do Valor Humano nos Negócios teve sua aula inaugural realizada na última sexta-feira. O evento aconteceu no grande auditório da Faculdade de Educação Superior do Paraná (Fesp) reunindo diretores, professores, autoridades, alunos e convidados. “A grande lacuna do mercado na gestão de pessoas será preenchida pelos profissionais que se especializarem e de fato mensurarem seus relutados. O espaço do profissional de RH que foi embora, será ocupado pelos profissionais que fazem este MBA inédito no país”, destacou o presidente da FESP, Antonio Carlos Morozowski fazendo menção a importância do conteúdo do curso enquanto fazia a abertura oficial do evento. O curso é realizado através da parceria entre a FESP e o Serviço Social da Indústria (SESI PR), com cooperação da Sextante Brasil, Universidade da Indústria (UNINDUS) e a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH/PR). Um dos grandes diferenciais dentro da estrutura do curso é proporcionar ferramentas para os gestores trabalharem com a

Panorama Político

Com as duas edições da Feira de Tecnologia, as vendas representam 30% de toda a comercialização do ano para esse setor. “Essa é a razão pela qual negociamos fortemente com nossos fornecedores nos dois momentos do ano em que temos as Feiras. O nosso consumidor identifica nessas campanhas o melhor momento para fazer suas compras de informática e tecnologia e temos a obrigação de não decepcioná-los”, afirma Marcelo Neves, gerente de produtos do Walmart Brasil. Com a última edição, a rede vendeu mais de 42 mil notebooks e 27 mil computadores, registrando vendas 80% superiores ao ano anterior. “Temos duas edições por ano da feira

porque sabemos que a tecnologia evolui muito rápido e precisamos estar atentos para oferecer o que há de melhor e mais moderno ao consumidor”, completa. O crescimento econômico do mercado vem favorecendo as negociações e comercialização de produtos de tecnologia. Segundo estudo divulgado pela IDC Brasil, o país assumiu a terceira posição mundial de vendas de computadores (3,86 milhões de máquinas no terceiro trimestre). O Walmart detectou o cenário e preparou o estoque para atender a demanda dos consumidores. Em busca de uma solução completa, a rede também preparou periféricos e acessórios como mouses, pen drives, antivírus,

roteadores, entre outros itens. Um exemplo é o kit da Targus contendo mochila, mouse óptico, antivírus, mouse pad e pen drive de 4GB por R$ 158,00, exclusivo para o Walmart. Outra parceria exclusiva, fechada em janeiro de 2011 com a Dane Elec, foi o pen drive Duracell. Foram encomendados mais de um milhão de peças e o consumidor pode garantir o seu por R$ 18,80 e ainda contar com 5 anos de garantia. Uma novidade é o notebook Acer Ferrari com configuração de 2GB de memória, 320GB HD, tela 11,6 e design arrojado por R$ 1998,00. Os consumidores poderão conhecer o desempenho do notebook em um simulador de cockpit de Fórmula 1.

Matéria de revista semanal (sempre elas) mostrando o prestígio que Zé Dirceu, defenestrado do governo e um dos indiciados no mensalão, ainda tem em Brasília. O que confirma uma tese de Maquiavel, em seu livro O Príncipe, que deveria estar na cabeceira de todos os políticos atuais, embora escrito há mais de 250 anos: “É melhor ser amigo do Príncipe do que trabalhar com ele”!

Em choque

Hospedado no Naum, melhor e mais caro hotel de Brasília, Zé quando vai à capital (certamente nunca sem objetivo) recebe em sua suíte, ministros, senadores, deputados e diretores de estatais. Para tomar cafezinho com ele é que não será!

Em choque

Conselho de quem sabe o que diz: Chico Anísio recém saido de um leito quase de morte: “O sucesso é um acidente de percurso. Não humilhe ninguém quando estiver subindo.Mantenha-se humilde. Daqui a pouco você não sabe como será!”

Metalgráfica investe em tecnologia A Metalgráfica Trivisan S.A – empresa paranaense atuante no segmento de embalagens metálicas para produtos químicos - tintas imobiliárias, automobilísticas, vernizes e massas – concluiu o projeto para aprimoramento e expansão das suas linhas de produção. Com os investimentos, a empresa passa a contar com um diferencial no mercado nacional de processamento de embalagens metálicas para produtos químicos: o neck in. A nova estrutura consiste em uma tecnologia de origem européia, pouco utilizada no mercado nacional de latas para produtos químicos, que permite o empilhamento e uma série de vantagens nos processos de fabricação, manuseio e design de embalagens, além de representar valor agrega-

do para o mercado produtor e distribuidor de tintas. Com a conclusão do projeto, a Metalgráfica passa a ter capacidade instalada para melhorar a sua produção mensal de embalagens, atingindo mais de dois milhões de latas fabricadas por mês. No Paraná, a empresa já supera dois terços das embalagens metálicas consumidas na região. A meta agora é ampliar a participação nos outros estados brasileiros. De acordo com o diretor da Metalgráfica Trivisan, Clésio Woehl, a nova estruturação para fabricação de embalagens foi desenvolvida com o objetivo de atender a crescente exigência do mercado químico por processos flexíveis e ágeis, capazes de atender desde pequenas empresas até as de grande porte.

30-08-11 Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, brasil, parana, bovespa, renault, france

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you