Page 1

Economia

NacionalPolítica

Negócios

Consumo de energia elétrica subiu 7,8% em 2010

Correção na tabela do IR é avanço nas negociações, diz líder do PDT

Semp Toshiba adere a pacto contra a corrupção

CURITIBA, TERÇA-FEIRA, 25 DE JANEIRO DE 2011 Ano XXXIV | Edição nº 8301 | R$ 1,50 | WWW.ICNEWS.COM.BR

Indústria &Comércio DIÁRIO. MAIS QUE NOTÍCIAS. INTELIGÊNCIA. CONHECIMENTO.

Fábio Campana

Contexto Político Confiança cega O senador Roberto Requião não dá o braço a torcer. Mesmo com as investigações avançando em direção a Eduardo Requião, o senador continua a defender a inocência do irmão.

NACIONAL POLÍTICA | A5

P edr o W ashing edro ashingtt o n Silêncio constrangido Contra provas, não há argumentos. Talvez isso justifique o silêncio do ex-governador Roberto Requião.

GERAL PARANÁ | A3

Gilberto, ministro e tradutor do burro de Balaão Quando se dispôs a atender ao pedido da monja madre Chantal, então liderando a comunidade do Mosteiro do Encontro, no Pinheirinho, o hoje ministro secretário da Presidência da República, Gilberto Carvalho, era apenas um estudante de Filosofia, anos 1970, preparando-se para ser padre. O pedido, aceito, foi fazer a tradução de um livro em francês sobre o epísódio bíblico do burro de Balaão. Estudantes que em Curitiba vinham há meses se preparando num cursinho local para o concurso de ingresso no Itamaraty estão desistindo, porque as vagas, agora, são apenas 26, para candidatos - possivelmente milhares - do Brasil todo. E da chamada cultura burra, o colunista lembra o episódio da estudante a pedir na Biblioteca Pública um exemplar de “Eneida”, e que foi encaminhada ao porão da biblioteca para encontrar a outra, não a de Virgílio. PÁGINA A3

Estimativa subiu para 5,53% ante a expectativa anterior de 5,42%

A

Panorama Político

A rroldo oldo Mur á Murá

Analistas elevam pela 7ª vez previsão de inflação para 2011 nalistas e investidores do mercado financeiro elevam pela sétima vez a estimativa de inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). De acordo com o boletim Focus, editado semanalmente pelo Banco Central, a estimativa de inflação subiu para 5,53% ante a expectativa anterior de 5,42%. Já a taxa de câmbio deve ficar em R$ 1,75 no final do ano. O mercado também estima uma taxa básica de juros de 12,25% ao ano e queda na dívida líquida do setor público para 39,30% em comparação ao Produto Interno Bruto (PIB).

Estudo

Produção de alimentos deve ser elevada em 40% em 20 anos para evitar aumento da fome

Estudo enfatiza ainda a necessidade de mudanças na agricultura para que o aumento na produção não comprometa a sustentabilidade

ECONOMIA | B4

ECONOMIA | B4

Regularização ambiental dos portos de Petróleo e Paranaguá e Antonina ganha agilidade gás devem Rodrigo Leal

Será realizada hoje a primeira reunião do Grupo de Trabalho que irá tratar sobre as pendências ambientais dos Portos de Paranaguá e Antonina com o finalidade de tornar mais rápida a regularização ambiental dos portos paranaenses. De acordo com o diretor técnico da Appa, Paulinho Dalmaz, o grupo de trabalho terá como ação principal auxiliar a autarquia na regularização ambiental junto ao Ibama. A primeira ação a ser executada pelo Grupo é adequar o Plano de Emergência Individual (PEI). GERAL PARANÁ | A3

impulsionar economia O aquecimento na economia impulsionou diversos mercados em 2010. Os setores como a construção civil e da indústria automotiva ganharam espaço no ano passado e já estão consolidados. Agora, a expectativa de expansão é por parte dos setores petrolífero, portuário e rodoviário. O mercado de tintas, fornecedor de relevância para estes segmentos, prevê crescimento de 8,2% para 2011.

Grupo de trabalho terá como ação principal auxiliar a autarquia na regularização ambiental junto ao Ibama

NEGÓCIOS | B1

EDITORIAL

Associação Comercial de SJP empossa nova diretoria

DAS PENSÕES

Começou oficialmente a gestão 2011/2012 da nova Diretoria Executiva da Associação Comercial de São José dos Pinhais (Aciap-SJP). Auro Luis de Paula, o novo presidente, e Adriano Deri-

Não discutiremos a constitucionalidade das pensões concedidas aos ex-governadores, suas viúvas, dependentes – a Constituição de 88 é claríssima neste aspecto; e o STF já firmou a inconstitucionalidade delas em decisão de 2007. Quanto ao aspecto legal é questão decidida; vejamos a questão moral. Almas simples se escandalizam com as pensões, esquecidas que a política é profissão, não como as outras, mas profissão como sustentou Schumpeter no livro – CAPITALISMO, SOCIALISMO E DEMOCRACIA. A expressão político profissional é redundante: ou é profissional ou não é político. Afastemos a legislação em causa própria: raros deputados chegam a governador. Mas é licencioso contemplar com generosas pensões quem passou brevemente pelo cargo – é anacrônica a troca da guarda cada vez que o governador faz breve viagem ao Exterior: nossas Constituições parecem anteriores ao telégrafo, telefone, fax, e-mail... Sinteticamente, não nos opomos às pensões, mas ao seu caráter amplo, geral e irrestrito.

Segundo Auro Luis, muitos que fazem parte do quadro diretor são de uma nova geração oriunda de ex-participantes e atuais membros da instituição. MUNICÍPIOS DO PARANÁ | A4

Indicadores CÂMBIO MAIORES ALTAS

COTAÇÃO

HERCULES SERGEN PANAMERICANO FINAM MINERVA

0,50 1,69 4,98 0,14 1,99

MAIORES ALTAS

COTAÇÃO

TIM PART S/A TIM PART S/A BROOKFIELD NATURA REDECARD

6,35 7,73 8,41 45,00 20,66

OGX PETROLEO MMX MINER USIMINAS LIGHT S/A DURATEX

18,15 10,80 19,50 26,88 16,50

COTAÇÃO ELETROBRAS FII EXCELLEN BRB BANCO TECTOY TEKA

CENTRAL DE ATENDIMENTO: 41 3333.9800 CMYK

nievicz, vice-presidente, foram empossados na primeira reunião do ano da Diretoria Executiva, e agradeceram o apoio da classe empresarial são-joseense e da Prefeitura da cidade.

0,17 112,00 26,00 0,05 1,40

E-MAIL: PAUTA@INDUSCOM.COM.BR

Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 1,6000

1,7400

Dólar comercial 1,6700

1,6720

Dólar paralelo 1,5900

1,7300

Euro 2,2772 Ouro (Grama/R$): 172,10

2,2796


GeralCuritiba

"Enquanto o poço não seca, não sabemos dar valor à água." Thomas Fuller

Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | A2

Previsão do tempo

AB Notícias

fonte: www.simepar.br

abnoticias@abcom.com.br

Mín.: 12° Máx.: 25°

Áreas de instabilidade, que se desenvolvem entre o norte da Argentina e o sul do Paraguai, avançam sobre o Paraná a partir da região Oeste do Estado, ocasionando pancadas de chuva com trovoadas e possibilidade de rajadas de vento moderadas a ocasionalmente fortes. As chuvas são típicas de verão, ou seja, de rápida duração e ocorrem de forma irregular; isto é, chove em uns bairros e em outros não.

NOVIDADE NO SUDOESTE Criadores de gado de Pato Branco entram em contato com uma novidade: o mapeamento do genoma bovino. A técnica permite saber com mais antecedência quais os novilhos com condições genéticas apropriadas para servir de touro reprodutor. Com apenas 18 meses, já é possível saber quais as características que ele passa para os descendentes, como força e capacidade de produção de leite. O objetivo é melhorar o rebanho e atingir os níveis internacionais de qualidade.

ESTUDO SOBRE TRÂNSITO O Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Apucarana, no Norte, vai fazer um levantamento do trânsito e das suas vítimas nos últimos cinco anos. O objetivo é apontar as falhas no sistema e verificar a conseqüência dos acidentes para a economia local. Também tem a intenção de conscientizar as pessoas sobre a necessidade de tomar cuidado ao volante. No ano passado, foram 1.342 acidentes com 13 mortos e 819 feridos. Em 2009, foram 11 mortos no trânsito, a maioria jovens.

PATRIMÔNIO

Parceria recupera fachada da Igreja da Ordem

SEGURANÇA NO OESTE O projeto Matelândia Digital promete se tornar referência para todo o Estado. Com o objetivo de aumentar a segurança na cidade, oito câmeras devem ser instaladas em pontos estratégicos do município. Elas giram, fazendo um ângulo de 360º. Além disso, 20 câmeras serão instaladas também para acompanhar o trabalho em repartições públicas. O investimento é de 1,2 milhão de reais, através de um convênio da prefeitura com o Ministério da Ciência e Tecnologia.

A construção de 278 anos passa por sua terceira restauração Maurilio Cheli/SMCS

A

Prefeitura de Curitiba está pintando a Igreja da Ordem, que fica no setor histórico da cidade. A obra vai durar 30 dias e recuperar a fachada da igreja, que tem 278 anos. Esta é a segunda igreja da cidade que a Prefeitura está recuperando. Neste mês, o prefeito Luciano Ducci anunciou o início das obras da Catedral Basílica Menor de Curitiba, durante missa celebrada pelo arcebispo da cidade, dom Moacyr Vitti. “A Prefeitura se preocupa em manter o nosso patrimônio, para preservar a história da cidade”, diz Luciano Ducci. A pintura da Igreja da Ordem é feita em parceria da Prefeitura de Curitiba com as Tintas Coral, que cedeu a tinta. Por este convênio já foram beneficiadas outras regiões históricas da cidade, como as casas ao redor do Paço Municipal e da rua Riachuelo. "É uma ação importante para a história da cidade", disse o vereador João do Suco, líder do governo na Câmara Municipal, que também participou das discussões que garantiram o convênio para a pintura da igreja. A pintura, que começou na segunda-feira passada (17), está sendo feita por uma empresa contratada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas. O primeiro passo foi a

Noventa pessoas todas moradoras de Jaguapitã, Norte do Estado, “invadiram” Guaratuba, firmando a tradição iniciada em 2005. São profissionais de todas as áreas que, juntos, promovem a cidade de origem nas areias de um dos nossos principais balneários. Juntos viajam, juntos ficam e juntos prometem “trazer” Jaguapitã todos os anos para o mar.

LIXO NO CHÃO A prevenção das enchentes também precisa fazer parte da vida dos moradores das cidades. Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística demonstram que 47% dos municípios que sofreram alagamento no ano de 2008 tiveram como problema o entupimento dos bueiros. A destinação inadequada de resíduos sólidos é uma realidade em 30% das cidades brasileiras. Em Curitiba, 1,3 mil toneladas de lixo foram recolhidas de rios e galerias em cinco anos.

MODA EM PAUTA O Estado se prepara para um dos maiores eventos de moda: o Paraná Business Collection. Sua quinta edição acontece entre os dias 14 e 19 de fevereiro em Curitiba. Nesses dias, grandes nomes da moda paranaense se reúnem para uma semana movimentada, com diversos desfiles, mostras e exposições para os atacadistas. Um dos destaques ainda é o Prêmio João Turin, destinado a incentivar novos talentos do setor.

Prefeitura de Curitiba está pintando a Igreja da Ordem, que fica no setor histórico da cidade. A obra vai durar 30 dias e recuperar a fachada da edificação. Esta é a segunda igreja da cidade que a Prefeitura está recuperando.

lavagem da igreja para retirada de musgos e sujeiras que ficaram impregnados nas paredes, por causa da intempérie. Depois, as equipes de restauro recuperaram pequenas fissuras e rachaduras da parede da igreja, permitindo a pintura do imóvel. Agora, o trabalho está concentrado na pintura da parte superior da igreja, que será feita com tintas brancas e com tons de cinzas, nos ressaltos e bordas.

Igreja da Ordem A Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, mais conhecida simplesmente como Igreja da Ordem, foi construída em 1737 e é a mais antiga de Curitiba. Originalmente, era a Igreja de Nossa Senhora do Terço. O nome atual foi dado com a chegada a Ordem de São Francisco em Curitiba, em 1746. Abrigou um convento franciscano de 1752 a 1783 e, no século 19, foi a paróquia dos imigrantes poloneses. Por

volta de 1834, uma parte da igreja desmoronou e só foi completamente restaurada em 1880, com a visita do imperador D. Pedro II. A torre da igreja e a instalação dos sinos foram concluídas em 1883. Nessa época, a igreja era frequentada, principalmente, por imigrantes alemães. Tombada desde 1965, a Igreja da Ordem sofreu nova restauração de 1978 a 1980 e, em 1981, passou a abrigar o Museu de Arte Sacra.

André de Barros recebe nova pavimentação As equipes da Prefeitura de Curitiba começaram a pavimentar na última semana a rua André de Barros, no Centro da cidade. As máquinas da Secretaria Municipal de Obras Públicas estão colocando uma nova camada de asfalto, com 10 centímetros, que dará mais durabilidade ao pavimento. O trabalho de pavimentação está acontecendo em paralelo à retirada do antigo asfalto, na quadra entre as ruas

JAGUAPITÃ É AQUI

24 de Maio e Westphalen. Por causa das obras, os motoristas devem ficar atentos e obedecer à sinalização de trânsito. Ao todo, serão recuperados 1.500 metros de pavimento, entre as ruas 24 de Maio e Dr.Faivre, beneficiando a Nilo Cairo, que é a continuação da André de Barros. A previsão é que o trabalho seja concluído em 45 dias. Para não prejudicar o trânsito, o trabalho de retirada do

asfalto e colocação de novo pavimento será feito a cada duas quadras. Durante as obras, as equipes farão a interdição parcial de algumas das faixas, onde estarão trabalhando as máquinas.

Ônibus A recuperação da André de Barros e Nilo Cairo vai beneficiar o transporte coletivo que circula nesta rua. A André de Barros é uma das vias por onde passam o ôni-

bus que saem da praça Rui Barbosa em direção aos bairros. A nova camada de asfalto vai dar uma sobrevida ao pavimento, ampliando a vida útil em mais 10 anos. O mesmo trabalho será feito na Nilo Cairo, entre as ruas Conselheiro Laurindo e Dr. Faivre. Numa segunda fase, será feita a recuperação de mais 400 metros de asfalto, entre a Dr.Faivre e a rua Ubaldino do Amaral.

Informe da Câmara Municipal de Curitiba

Passarela do Pinheirinho começa a sair do papel O líder do prefeito na Câmara de Curitiba, vereador João do Suco (PSDB), visitou, nesta semana, o local onde está sendo construída a passarela da Linha Verde, no bairro Pinheirinho. O parlamentar comentou sobre a importância desta obra e da mobilização da comunidade. “Há mais de três anos tenho acompanhado as reclamações e participado do trabalho na busca da execução desta obra”, disse, lembrando que “ao longo dos últimos anos, muitos amigos morreram ao atravessar a antiga rodovia”. Desde que foi anunciado o início da construção da passarela, a população tem questionado o fato de ter se colocado um tapume no local e que estava tudo parado. Na verdade,

segundo o vereador, as informações são de que a obra estava em andamento com trâmites burocráticos, como a liberação por organismos oficiais, como Meio Ambiente, entre outros. Na semana passada, o administrador regional do Pinheirinho, Fernando Janz, informou que a partir de agora o andamento dos trabalhos vai ficar mais visível, ao mesmo tempo em que alerta para o fato de terem início também os transtornos normais para realização da obra. Janz lembrou que a estrutura de ferro deve chegar quase pronta ao local, mas mesmo assim a pista deve ficar com alguma limitação de trânsito em muitos momentos.

TOMATE EM DESTAQUE Agricultores de Faxinal, Norte do estado, receberam 2,8 mil mudas de uma nova variedade de tomate. As plantas foram oferecidas pela indústria italiana Conserve Alimentari Carlo Manzella, que pretende se instalar na região. O objetivo é saber se o novo tomate se adapta ao clima da região. O município se destaca na produção de tomate, com uma média anual de 19.250 toneladas, o que vem chamando a atenção de investidores estrangeiros.

DIVERSÃO NO VERÃO Os município do Oeste estão com a programação do Viva o Verão por mais cinco finais de semana. O programa começou em Guaíra e em São Miguel do Iguaçu e vai ser realizado em outras 13 cidades dos Caminhos do Lago de Itaipu. O projeto leva aos veranistas e turistas opções de esporte e lazer, com atividades de recreação.

EXPECTATIVA COM O MILHO O clima está favorecendo a produção de milho nos Campos Gerais, e a safra vai ser boa. Os produtores utilizaram boas sementes e fizeram adubação no tempo correto. O Departamento de Economia Rural revê que a área plantada chegue a 120 mil hectares, com 9,5 mil quilos por hectare. A cultura do milho necessita a variação de tempo, com chuva e sol. A colheita começa na segunda semana de fevereiro.

GRUPO EDITORIAL INDÚSTRIA & COMÉRCIO - PARANÁ

Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Diretor Responsável Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) REDAÇÃO - Fone: 3333.9800 - E-mail: pauta@induscom.com.br Assinaturas, Publicidade Legal, Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 CEP: 80215-030 PABX Fone: (41) 3333.9800 (41) 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - CEP: 80020-290 PABX Fone: (41) 3322.1012 E-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal.


GeralParaná Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | A3 | Indústria&Comércio prpress@terra.com.br

Panorama Político

Aroldo Murá G.Haygert

Pedro Washignton

aroldomura@induscom.com.br

ROUBALHEIRA DE GENTE GRANDE Manchete de domingo, dia 24, de “O Estado de São Paulo”: “Órgãos mais disputados por partidos desviaram R$ 1,3 bi”. Foi o quanto, apenas, organismos do segundo escalão tiveram que responder, em 2010, à Controladoria Geral da União sob suspeita de fraudes e desvios. Na cabeça da roubalheira, representantes de partidos da base aliada do Governo. Mesmo assim não é de perder a esperança na democracia, no país, na sua gente, nem na presidente Dilma. Ela só tem de mostrar que vai estancar esse sorvedouro.

GILBERTO, O TRADUTOR DO BURRO Quem me conta esta história é uma velha senhora, com presença luminosa, nos seus 92 anos, um português falado fluente e corretamente (com agradáveis traços de sua lingua materna, o francês ) - madre Chantal. Fundadora do Mosteiro do Encontro, de uma das muitas congregações beneditinas femininas (inicialmente no Pinheirinho, em Curitiba, hoje instalado em Manduirituba), Chantal é testemunha de parte da história do século XX. Suiça, foi missionária no Congo de Mobutu, viu guerras, morticínios, viveu em missões ao lado de miseráveis.Veio com outras monjas européias para o Brasil há 47 anos. No Pinheirinho, a casa foi abrigo espiritual e ponto de encontro de uma inteligência, parte dela política e lutando pela redocratização do Brasil. Um dos muitos amigos que madre Chantal cultivou, e orientou, está o hoje ministro secretário geral da Presidência da República, o paranaense Gilberto Carvalho.

GILBERTO - 2 O ainda hoje braço direito de Lula era,na época em que começou a visitar o mosteiro, um seminarista. Estudava Filosofia, queria ser padre da Congregação dos Palotinos. Na verdade, acabou deixando o sonho, a congregação e casando-se. Chegou depois, a convite de dom Pedro Fedato, a ser o responsável pela Pastoral Operária da Arquidiocese de Curitiba. Gilberto Carvalho, conta-me Chantal, conhecia bem a língua francesa. Até por isso, foi convidado - e aceitou - traduzir uma historinha catequética no original francês, enfeixando o episódio bíblico conhecido como o Burro de Balaão. É a história do burro que falou, proclamando o senhorio de Jeovah. O livro não chegou a ser sucesso, mas o tradutor entrou na história política do Brasil, até por dizer - como o fez há pouco - que “daria minha vida por Lula”.

ARMADILHA HOSPITALAR Quem tenta, à noite, apanhar o elevador do Hospital da Cruz Vermelha, a partir do estacionamento da casa, vai esperar em vão. Cansado de esperar, subirá pela es-

cada. Só depois descobrirá que o elevador é sistematicamente interrompido no primeiro andar, todas as noites, com objetos que mantêm sua porta aberta e, assim não funcione. Se o visitante for idoso, deficiente ou cardíaco - por exemplo - não deve se preocupar: poderá ser socorrido alí mesmo. Afinal o hospital gerido por Lauro Grein e apoio do Grupo Positivo é modelar ...

AINDA DIPLOMACIA

DIPLOMACIA - 3

LEITOR ROMANO

CULTURA BURRA

Padre Ricardo Hoepers transformou-se nos anos em que foi vigário de São Francisco de Paula, num fenômeno de aglutinação bem sucedida nessa paróquia de classe média. “Ele tem a receita para sucesso nesse trabalho cada vez mais difícil na sociedade secular”, diz um professor aposentado, doutor em lingua portuguesa. Pois padre Ricardo, que hoje faz doutorado em Teologia na Universidade Gregoriana, em Roma, manda-me mensagem garantindo que lê com “vivo interesse” esta coluna. Vai ficar pelo menos mais três anos na Cidade Santa.

Desta eu fui testemunha ocular, quando, nos anos 1960, trabalhava como auxiliar de bibliotecário na Biblioteca Pública do Paraná: uma jovem estudante pediu a uma funcionária da BPP que lhe indicasse a “Eneida”. A funcionária, dedicada a cuidar de obras e de autores, não titubeou: - Desça, vá ao subsolo e procure por Eneida, na Divisão de Bibliotecas Ambulantes. Foi difícil à universitária convencer que estava, apenas, a procura de “Eneida”, o clássico de Virgílio, e não de uma funcionária homônima...

Não bastassem os desafio econômicos de seu país em crise, Hugo Chavez, o venezuelano de credos permeados de fanfarronices, agora decretou perseguição às lideranças católicas da Venezuela. A começar pelo cardeal de Caracas. E a comunidade judaica também faz parte dessa significativa eleição do perseguidor.

DIPLOMACIA EMAGRECEU

No ano passado, 150 candidatos foram aprovados para ingresso na carreira diplomática, entrando como na chamada “carrière” e cursando, ao mesmo tempo, o Instituto Rio Branco. Foi o último ano da “corrida” à diplomacia, quando o Brasil criou meia centena de novas embaixadas em todo o mundo, especialmnte em África e Ásia. Tempos do controvertido secretário geral do Itamaraty, Samuel Pinheiro Guimarães, de acentuada linha à esquerda. A política de ampliação dos quadros diplomáticos obedeceu, naturalmente, à determinação do expresidente Lula.

Contra provas, não há argumentos. Talvez isso justifique o silêncio do ex-governador Roberto Requião sobre fatos ocorridos em sua administração no Porto de Paranaguá. Com diretores indicados por ele, embora contra seu irmão Eduardo que durante muito tempo “reinou” na Superintendência da APPA, ainda não haja condição de uma ação mais dura como a que levou dez pessoas para trás das grades. Dois fatos pesam contra os irmãos Requião. O primeiro por ter Eduardo, ao lado, um diretor, Daniel Souza, que é apontado como coordenador do esquema de corrupção imperante, sem que nunca tivesse levantado sobre ele uma suspeição. Inclusive ao deixar o cargo, Souza foi indicado para substituí-lo. Isso depois de Leopoldo Campos, funcionário de carreira do DER que o governador também indicara para ocupar cargo na administração portuária, ter produzido um dossiê, entregue a Requião, onde apontava supostas graves irregularidades no terminal. Ao invés de abertura de inquérito administrativo para apurar os fatos, o governador preferiu ouvir o irmão que lhe apresentou relatório de 200 páginas, confeccionado pelos próprios acusados. Optou por demitir Leopoldo. O resultado agora está visível. Discípulo de Lula que sempre criava um fato novo paralelo para esvaziar denúncias de corrupção, Requião entendeu que um inquérito colocaria por terra a ideia que sempre vendeu, “estarem os portos do Paraná nas mãos do maior administrador do Brasil, na área”. Deu no que deu. Em seu ferino Twitter, ele que sempre é pródigo em críticas como as que fazia contra Lerner e recentemente contra Pessuti, limitou-se a uma frase em defesa do irmão. Suspendeu inclusive entrevista agendada na rádio Globo, que pertence a seu sobrinho João Arruda, cujo entrevistador funcionária como no vôlei, o levantador, dando bolas para ele cortar. Quer mais!

Conhecido pelo rigor de suas provas de seleção, o concurso do Itamaratí selecionou, em 2010, por exemplo, o paranaense Rubens Camargo Campana, filho do jornalista Fábio Campana, colunista deste I&C, e de Denise Camargo, doutora em Psicologia. O salário de início na carreira é de R$ 13 mil, quando o estudante ingressa como cônsul e, ao mesmo tempo, estuda no Instituto Rio Branco.

Pela redação do I&C passaram grandes profissionais que aqui se iniciaram, especialmente nos anos 1980 aos 90s. Um exemplo: Eduardo Ferreira e Ferreira, em seis meses de casa, e ainda estudante de Jornalismo da UFPR, tornou-se secretário de Redação. Foi encarregado da execução do dia a dia do jornal,por três anos. Intelectualmente muito sólido, deixou o I&C para fazer mestrado em tradução da língua inglesa na Escódia. Depois, entrou no Itamaratí e hoje serve em missão internacional.

CHAVEZ PERSEGUE

Silêncio constrangido

DIPLOMACIA - 2

Pois agora, a carreira encolheu: para este ano serão apenas 26 vagas. O desânimo caiu sobre boa parte dos estudantes que estavam se preparando num cursinho especializado em Itamaraty, em Curitiba. Lá as aulas são assistidas pelo sistema à distância, transmitidas via satélite do Rio de Janeiro, com acompanhamento de tutores. Sei que alguns candidatos a candidatos - pelo menos cinco deles - desistiram das aulas aqui, nos últimos dias.

Sinal dos ... O que era anunciado há tempos, vai se consumar. Paulo Pimentel já admite publicamente o encerramento das atividades impressas do jornal O Estado do Paraná. Por enquanto continuará sendo colocada na Internet a versão on-line do veterano órgão de imprensa que já circulou em todo o Paraná.

...tempos O encerramento das atividades de O Estado do Paraná, coincide com o fim das atividades de dois outros jornais diários nos últimos três meses: Diário Popular e Hora H News. O primeiro fundado por Abdo Aref Kudry e o outro, por Cícero Catani.

DE DANTE, BORDÉIS E DE PROSTITUIÇÃO

Tendência (?) Essa aliás parece ser uma tendência dos jornalões de dimensões nacionais ou tentando cobrir todo o estado. O que abre campo para consolidação dos jornais setoriais, regionais e nos grandes centros, jornais de bairro. Com a Internet avançando em várias direções, uma tendência especialmente entre os jovens.

Na ativa Com o mesmo entusiasmo que marcou sua passagem pela FAS, órgão da prefeitura de Curitiba que cuida da área social, Fernanda Richa, agora guindada a cargo estadual com a mesma função, já coordena com sucesso as contribuições paranaenses aos flagelados da região serrana fluminense. Um volume expressivo de ajuda tem seguido ao Rio de Janeiro.

Dante Mendoça, que eu nunca imaginaria, nos anos 1970s quando eu o conheci, que um dia seria acadêmico de algum sodalício (Academia Paranaense de Letras), para onde irá agora que “O Estado do Paraná” fechou às portas? Só não podemos ficar sem o olhar e os seus textos prescrutadores de Curitiba e de sua fauna humana - textos insuperáveis. De preferência no dia a dia. O que sei, no momento, é que este ano ainda ele vai lançar novo livro sobre a história da prostituição de Curitiba. Será que vai incluir alguns capítulo sobre aqueles espécimes que, daqui, levaram para o litoral a grande p... dos escândalos do Porto de Paranaguá?

FOLCLORE POLÍTICO Os escândalos que, pelos inúmeros alertas emitidos, só Requião insistia em ignorar que existiam no Porto, lembra episódio ocorrido no governo de José Richa: Belmiro Valverde, igualmente secretário de estado, a exemplo de Leopoldo Campos há dois anos atrás, alertou Richa sobre uma suspeita operação em dólares a ser feita na secretaria da Fazenda cujo titular era Erasmo Garanhão, seu amigo pessoal. Alerta feito entre quatro paredes (elas têm ouvidos) o assunto vazou e virou escândalo nos discursos do líder da oposição, Luiz Alberto Martins de Oliveira (PDS). Pressionado por companheiros de várias tendências (prós e contra) a decisão de Richa foi salomônica: demitiu os dois.

Governo criará agências de desenvolvimento

Será realizada hoje a primeira reunião do Grupo de Trabalho que irá tratar sobre as pendências ambientais dos Portos de Paranaguá e Antonina com o finalidade de tornar mais rápida a regularização ambiental dos portos paranaenses.

O grupo Formado por membros da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema), do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e do Instituto das Águas do Paraná - foi instituído após reunião entre o superintendente dos portos de Paranaguá e Antonina, Airton Vidal Maron, o secretário do Meio Ambiente, Jonel Nazareno Iurk, o

presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto e o diretor de Gestão de Bacias Hidrográficas do Instituto das Águas do Paraná, Everton Costa Souza. De acordo com o diretor técnico da Appa, Paulinho Dalmaz, o grupo de trabalho terá como ação principal auxiliar a autarquia na regularização ambiental junto ao Ibama. “Vamos somar forças com o objetivo de agilizar a obtenção destes documentos e procurar atender com a maior rapidez possível as demandas dos órgãos competentes para que regularizemos de uma vez por todas a situação dos portos paranaenses”, disse. A primeira ação a ser executada pelo Grupo é adequar o Plano de Emergência Indi-

Rodrigo Leal

Regularização ambiental de portos ganha agilidade

Grupo de trabalho terá como ação principal auxiliar a autarquia na regularização ambiental junto ao Ibama

vidual (PEI), necessário para atender a resolução 398/08 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que trata de incidentes de poluição e vazamentos em águas sob jurisdição nacional. A

Appa entregou o PEI ao Ibama ainda em 2010, obedecendo o cronograma de prazos e exigências estipuladas no Termo de Compromisso firmado entre os dois órgãos no final de julho do ano passado.

O secretário especial para Assuntos Estratégicos, Edson Casagrande, anunciou a criação da Agência Paraná de Desenvolvimento, principalmente, nas localidades que mais precisam de incentivo em capacitação profissional e empreendedorismo. Casagrande visitou o diretor-presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento S.A., Juraci Barbosa Sobrinho, para conhecer as ações e programas da entidade. Juraci enfatizou os resultados do programa Bom Negócio em mais de 340 microrregiões da cidade e das demais realizações da prefeitura nos bairros, que incentivam, capacitam, atraem empresas e geram empregos. “Quando era prefeito de Curitiba, o governa-

dor Beto Richa inovou, criando a Agência Curitiba de Desenvolvimento e agora, inova mais uma vez, levando a experiência municipal para todo o estado”, completou Barbosa Sobrinho, que também é coordenador do Eixo Desenvolvimento Econômico Sustentável do Plano de Governo. Casagrande conheceu os resultados na gestão das políticas de desenvolvimento econômico local e tecnológico. “Vamos implantar, urgentemente, essas políticas de desenvolvimento econômico nas cidades do Paraná, com a criação da Agência Paraná de Desenvolvimento, principalmente nas localidades que mais precisam de incentivo nas áreas de capacitação profissional, empreendedorismo pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico”, destacou Casagrande.


Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | A4

municipios@induscom.com.br

1

Notas Irregularidade A 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) julgou irregulares as contas da Câmara de Vereadores de Irati (Sul do Estado), relativas ao exercício de 2009. A ausência de extrato de conta bancária com o saldo de 31 de dezembro e do extrato bancário do exercício posterior – com as conciliações regularizadas – ensejou, ainda, a imputação de duas multas, no valor total de R$ 1 mil, ao então presidente do Legislativo municipal, Sidnei Jonaldo Jorge. Ao apresentar sua proposta de voto, aprovada pelos demais membros da sessão, o relator do processo (nº 170630/10), auditor Jaime Tadeu Lechinski, seguiu instrução da Diretoria de Contas Municipais do TCE e parecer do Ministério Público de Contas. No texto, ele assinala, ainda, que a decisão não isenta o gestor de possíveis responsabilizações apontadas em processos que tramitam na Casa. O presidente da Câmara Municipal de Irati pode recorrer da decisão.

Prefeitura Interdita Prefeitura de São José dos Pinhais interditou obra de 60 lotes, na região do Afonso Pena, em área que deveria ter apenas um terreno e mato. O site PautaSJP.com (www.pautasjp.com) responsável pela matéria traz amplol material sobre a interdição pela Prefeitura de um condomínio na região do grande Afonso Pena que está em fase de construção.Fiscais interditaram o levantamento de casas e sobrados em 60 lotes, distribuídos em um terreno de cerca de 5 mil metros quadrados. Entre as irregularidades, a metragem de 75 metros quadrados, conforme anúncio pela imobiliária, é menor que os 125 metros quadrados estipulados pela Prefeitura.

Eventos em Foz O Portal H2FOZ ( www.h2foz.com.br) está publicando o calendário dos principais eventos programados para Foz do Iguaçu ao longo de 2011, São dezenas de congressos, encontros, seminários, feiras, convenções, como o Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu entre outros eventos que movimentarão a cidade neste ano. A relação tomou como ponto de partida o calendário elaborado pelo Iguassu Convention & Visitors Bureau (ICVB). A lista inclui ainda eventos informados pelo Centro Internacional de Convenções e mapeados em pesquisa por palavras-chaves no Google. O Portal H2FOZ comunica que a lista está em constante modificação devido à dinâmica do setor. A partir da publicação desta matéria ela será atualizada em www.h2foz.com.br/calendario-2011. E lembre-se: a reprodução é permitida somente mediante autorização prévia.

ASSOCIATIVISMO

Associação Comercial de SJP empossa nova diretoria Julio Auro Ernesto

Começou oficialmente a gestão 2011/2012 da nova Diretoria Executiva da Associação Comercial de São José dos Pinhais (Aciap-SJP). Auro Luis de Paula, o novo presidente, e Adriano Derinievicz, vice-presidente, foram empossados na primeira reunião do ano da Diretoria Executiva, e agradeceram o apoio da classe empresarial são-joseense e da Prefeitura da cidade. Segundo Auro Luis, muitos que fazem parte do quadro diretor são de uma nova geração oriunda de ex-participantes e atuais membros da instituição. “Temos na diretoria vários nomes que conheceram de perto, por meio de seus familiares, a importância do trabalho voluntário em prol da sociedade que é realizado pela Aciap”, destacou o presidente. Ernesto Wiens, presidente no período 2007/2010, e Júlio Canestraro, presidente 2002/2006, desejaram sucesso para os diretores na administração da entidade. Júlio Canestraro nesta gestão é o presidente do Conselho Deliberativo da Aciap. Integrantes de associações empresariais e do governo municipal prestigiaram o encontro, como Gastão Fabiano Gonchorovski, presidente da Coordenação das Associações Comerciais do Sudeste do Paraná (Caciaspar). A

O empresário e presidente da Aciap, Auro de Paula, entre os expresidentes da entidade, Júlio Canestraro e Ernesto Wiens

Caciaspar trabalha pelas associações comerciais da Região Metropolitana e Litoral. Além da Caciaspar, Gastão representou o presidente da Federação das Associações

Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap), Rainer Zielasko. O vice-prefeito de São José dos Pinhais, Jairo Melo, deu votos de sucesso em nome do prefeito Ivan Rodrigues.

Uma das ações a ser executada nos próximos dois anos é a condução do programa Rumo ao Associado 1000. Atualmente, a entidade possui 703 cadastrados ativos.

PONTA GROSSA

Município terá a primeira delegacia padrão do Estado Ponta Grossa será a primeira cidade paranaense a receber uma delegacia-padrão e terá seu próprio núcleo da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). O município também abrigará o 2.º Comando Regional dos Bombeiros e o 4.° Comando Regional da Polícia Militar, e mais funcionários vão melhorar o atendimento no Instituto Médico-Legal. A nova sede para a 13.ª Subdivisão Policial (SDP) vai seguir projeto que faz parte do programa de governo apresentado pelo governador Beto Richa para melhorar a segurança pública nos Campos Gerais. “Vamos construir uma nova sede para a delegacia de Ponta Grossa e dar atendimento digno à população”, disse o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César. De acordo com o secretário, a delegacia-padrão vai se caracterizar não só por melhores instalações físicas e equipamentos. “Precisamos dar condições de trabalho para os funcionários e no instrumental para atendimento da comunidade”. Trata-se de um imóvel com instalações físicas funcionais e modernas, com uma estrutura adequada de trabalho, ambientes para atendimento da população nos setores de psicologia e direito, entre outras melhorias. Para o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius

Delegado geral Marcus Michelotto, Deputado Estadual Marcelo Rangel, Secretario Reinaldo de Almeida César e o perito Edson da Silva Napole

Michelotto, o crescimento da cidade pede uma melhor estrutura policial. “Ponta Grossa é uma grande cidade, próxima à Região Metropolitana de Curitiba, e precisa ter uma estrutura policial eficiente, para combater crimes que muitas vezes migram para os Campos Gerais”, disse Michelotto. O projeto será ampliado para todas as regiões onde estão sediadas as subdivisões, que deverão trabalhar integradas com as unidades da Polícia Militar. Convidado pelo presidente da Associação Comercial de Ponta Grossa Márcio Paulik, secretário retornará à cidade no próximo dia 7. Está programada audiência pública na sede da associação onde serão discutidas com toda a co-

munidade e suas lideranças as principais reivindicações para a melhoria da segurança pública em toda a região dos Campos Gerais. Durante sua visita a Ponta Grossa, Almeida Cesar foi recebido pelo prefeito Pedro Wosgrau Filho, na Prefeitura, onde reafirmou o seu compromisso com necessidades que a cidade tem na área de segurança. Ele estava acompanhado do comandante-geral da PM, coronel Marcos Teodoro Scheremeta, do delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius Michelotto; do delegado da Divisão Policial do Interior, Júlio Cezar dos Reis; dos deputados estaduais Plauto Miró e Marcelo Rangel e do deputado federal Sandro Alex.

FEVEREIRO

Araucária vai comemorar 121 anos A 1ª Corrida Rústica de Aniversário de Araucária já está com as inscrições abertas e seguem até o dia 09 de fevereiro de 2011. Marcada para acontecer dia 13 de fevereiro, com largada e chegada no Núcleo Esportivo do Parque Cachoeira, a competição vai comemorar os 121 anos do município. A disputa será aberta para ambos os sexos e oferecerá várias categorias. Na modalidade corrida, o percurso será de 10km e é necessário ter idade mínima de 18 anos, conforme

CMYK

determinação da Confederação Brasileira de Atletismo/Federação de Atletismo do Paraná (CBAt/FAP).

Incrições Em Curitiba os locais que estarão realizando a inscrição serão: a Fanel Sport em três endereços (Rua Saldanha Marinho, 148 – Centro / Rua México, 840 – Bacacheri / Rua Leopoldo Belczak, 1536 – Capão do Imbuia), Pró Correr (Av. Vicente Machado, 320 – Centro) e na Decathlon (Rua

Tobias de Macedo Jr, 114 – este apenas para caminhada). A criação do Município deve-se ao encaminhamento feito pelo Major Sezino Pereira de Souza (chefe político da região), redigido pelo médico Dr. Victor do Amaral, de uma petição em forma de abaixo-assinado ao então Governador do Estado, o contra-almirante José Marques Guimarães, solicitando que a Freguezia do Iguassú fosse elevada a Vila e logo em seguida, fosse criado o Município.


NacionalPolítica Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | A5 | Indústria&Comércio

Fábio Campana

Contexto Político Confiança cega O senador Roberto Requião não dá o braço a torcer. Mesmo com as investigações da Política Federal avançando em direção a Eduardo Requião, o senador continua a defender a inocência do irmão. “Confio no meu irmão. Aguarde as investigações”, disse. Como sempre, esbraveja e culpa a imprensa pelos erros da família. Alega que trata-se de uma campanha para desmoralizá-lo e que vai entrar com processo judicial. Por meio do microblog twitter, única ferramenta de comunicação que lhe restou, disse: “Tenho 70 anos, uma vida dedicada a minha cidade, ao meu estado e ao meu país. Não conseguirão desconstruir a imagem conquistada no tempo”.

Investidas Já saiu em alguns veículos de comunicação que o PDT não cansa de investir na campanha de Osmar Dias para a presidência da Itaipu. Mas as informações são de que o PT faz questão da permanência de Jorge Sameck no cargo e que por este motivo, o ministro Antonio Palocci estaria à procura de outras opções para acomodar o ex-senador.

editor@fabiocampana.com.br

deputados Artagão Junior e Stephanes Junior, como 1° vice-presidente e 3° secretário da mesa a ser eleita, respectivamente.

De volta

Liberados Sete das dez pessoas que foram presas preventivamente durante a Operação Dallas, deflagrada pela Polícia Federal (PF) na última semana, foram soltas no domingo (23). De acordo com a assessoria de imprensa da PF, as liberações ocorreram porque o período de prisão preventiva havia terminado. A PF não informou quem foram as pessoas liberadas. Após passar as primeiras semanas de seu mandato dentro de seu gabinete no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff faz sua estreia em palanques depois das eleições do ano passado. Nesta terça-feira (25), a presidente participará da comemoração do aniversário da cidade de São Paulo, organizada pelo prefeito Gilberto Kassab (foto) (DEM). Kassab irá prestar homenagem ao ex-vice-presidente José Alencar.

Apoio

Confirmado

O PMDB reafirmou, por meio de uma nota oficial, o apoio à candidatura do deputado Valdir Rossoni (PSDB) a presidência da Assembleia Legislativa. Segundo o comunicado, assinado pelo líder da bancada peemedebista Waldyr Pugliesi, o apoio foi decidido consensualmente por toda bancada. Integrarão a chapa liderada por Rossoni os

O deputado federal André Vargas, secretário nacional de Comunicação do PT, informou nesta segunda-feira (24) que pretende disputar a prefeitura de Londrina. O

Sarney praticamente descarta que Dilma abra os trabalhos legislativos

parlamentar petista condiciona a candidatura, no entanto, à construção de alianças com outros partidos. Pelo Twitter, Vargas disse que tomou a decisão depois de um café da manhã com o ex-prefeito Nedson Micheleti (PT).

mou a atenção ontem (24) foi o benefício recebido por Hercília Catharina da Luz, filha do ex-governador de Santa Catarina, Hercílio Luz. O benefício foi concedido a seu pai que governou o estado por três mandatos na República Velha e morreu em 1924. Hercília, hoje com 89 anos, recebe a aposentadoria desde 1992, graças a uma lei complementar do Estado que garante os pagamentos de pensão também para filhos de ex-governadores com menos de 18 anos ou que sejam inválidos.

PAC em Pinhais

Preventiva O juiz federal Marcos Josegrei da Silva, de Paranaguá, determinou a conversão de prisão temporária para preventiva de Daniel Lúcio Oliveira de Souza, ex-superintendente do Porto de Paranaguá. Até agora, Daniel Lúcio é o principal alvo da operação da Polícia Federal contra fraudes no Porto de Paranaguá.

Regularização Hoje será realizada a primeira reunião do Grupo de Trabalho que irá tratar sobre as pendências ambientais dos Portos de Paranaguá e Antonina com a finalidade de tornar mais rápida a regularização ambiental dos portos paranaenses.

Aposentadorias A cada dia surgem na imprensa novos casos de aposentadorias vitalícias. O caso que cha-

O governador do Estado Beto Richa visita amanhã (25) o município de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Beto Richa se encontrará com o prefeito de Pinhais, Luizão Goulart, para assinar a ordem de serviço que dará início a segunda fase das obras do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC da Habitação no Jardim Jerivá. Nesta etapa, serão construídas 634 casas para realocar famílias que vivem nas proximidades dos rios Atuba e Palmital.

NEGOCIAÇÕES

Correção na tabela do IR mostra avanço, afirma líder do PDT

Marcos Chagas

O presidente do Senado e do Congresso, José Sarney (PMDB-AP), praticamente descartou a possibilidade de a presidenta Dilma Rousseff participar da abertura dos trabalhos legislativos em 1º de fevereiro. Ele destacou que, tradicionalmente, cabe ao ministro-chefe da Casa Civil, no caso Antonio Palocci, entregar ao Congresso a mensagem presidencial que, entre outras coisas, elenca as prioridades do Executivo.

Cerca de 45% dos brasileiros usam ônibus para se locomover Flávia Albuquerque

O transporte público, principalmente o ônibus, é o meio de locomoção mais usado nas cidades brasileiras - 44% dos brasileiros se locomovem dessa forma. Os dados são do estudo Sistema de Indicadores de Percepção Social: Mobilidade Urbana, divulgado nesta segunda-feira (24/01) e feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Em segundo lugar aparece o carro, com 23,8%, seguido por motocicleta com 12,6%. O levantamento feito com 2.770 famílias em todo o país constatou ainda que 12,3% se locomovem a pé.

Negociações entre governo e centrais sindicais começam nesta quarta-feira Fábio Pozzebom/ABr

Marcos Chagas

O líder do PDT na Câmara e presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força, afirmou nesta segunda-feira (24/01) que um possível reajuste da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física em 2011, em 6,46% (inflação registrada em 2010), significa um avanço nas negociações com o governo. As negociações entre governo e centrais sindicais começarão, efetivamente, nesta quarta-feira (26/01), quando os sindicalistas se reunirão, às 15h30, com o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho. “Queremos discutir três coisas: o reajuste do salário mínimo, a correção da tabela (do IR) e o reajuste dos aposentados (e pensionistas da Previdência)”, destacou o deputado à Agência Brasil. O parlamentar reconheceu a dificuldade de emplacar um salário mínimo de R$ 580, reivindicado pelos sindicatos. Segundo ele, “necessariamente a negociação não precisa ser (no tom) de R$ 580 ou nada”. Paulinho da Força admite negociar

um valor de R$ 560. Quanto aos R$ 545 ou R$ 550, propostos pelo governo, o sindicalista ressalta que dificilmente as centrais aceitarão. Ele acrescentou que outro ponto que “dará trabalho” quando as conversas começarem será a correção dos benefícios previdenciários. “Não podemos aceitar só a correção pela inflação”, salienta. Para o senador Paulo Paim (PT-RS), que elegeu a bandeira da correção do salário mínimo e da melhoria dos benefícios dos aposentados na sua carreira parlamentar, qualificou de “inaceitável” querer vincular a correção da tabela do IRPF ao reajuste do salário mínimo. “Isso vai dar um rolo enorme”, resumiu o parlamentar. O raciocínio de Paim é que o Executivo quer privilegiar a classe média, que paga imposto de renda, em detrimento dos trabalhadores mais pobres. Ele também considerou um equívoco das centrais sindicais ter vinculado os dois temas na proposta de negociação com o governo. “As centrais deveriam trabalhar com um foco mais dirigido.”

O líder do PDT na Câmara e presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força, reconheceu a dificuldade de emplacar um salário mínimo de R$ 580, reivindicado pelos sindicatos

RIO DE JANEIRO

Pagamento a aposentados é antecipado em uma semana Alana Gandra

A partir desta terça-feira (25/01), cerca de 145 mil aposentados e pensionistas dos sete municípios atingidos pelas enchentes dos últimos dias 11 e 12 na região serrana fluminense poderão começar a sacar os benefícios previdenciários que seriam pagos somente a partir da próxima semana. Isso será possível graças a acordo firmado entre a Fede-

ração Brasileira de Bancos (Febraban) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A estimativa é que sejam pagos benefícios no total de R$ 114 milhões. O diretor adjunto de Serviços da Febraban, Walter Tadeu de Faria, explicou nesta segunda (24/01), em entrevista à Agência Brasil, que, embora todos os benefícios sejam creditados nas contas dos aposentados e pensionistas nesta terça (25/01), o saque deve obe-

decer a um cronograma para evitar tumulto nas agências. “Porque, da mesma forma que as pessoas foram atingidas pelas enchentes, as agências bancárias também sofreram. Então, para que não haja problema no atendimento, nem tumulto, nós acordamos com o INSS fazer esse pagamento de forma escalonada. Assim, dentro da capacidade de atendimento de cada agência, o pagamento do benefício vai ser efetuado”, afirmou.

Cidades de SC e MG decretam situação de emergência Da Agência Brasil

As fortes chuvas no estado de Santa Catarina levaram a Defesa Civil a decretar estado de emergência em 28 municípios, entre eles, Alto Vale do Itajaí e Mirim Doce. De acordo com a Defesa Civil do estado, ao todo, 52 cidades foram afetadas pelas chuvas na região. Foram contabilizados, no estado, 15.954 pessoas desalojadas, 1.745 desabrigadas, 780 deslocadas para casas de parentes e amigos e cinco mortes. Segundo as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), as

chuvas causaram danos como quedas de barreiras, instalações públicas e privadas e desligamentos em caráter de segurança. Houve falta de energia na região na manhã do domingo (23/01). Foram prejudicados os serviços de água, energia e transporte no estado. Em Minas Gerais, 17 pessoas morreram, 2.626 estão desabrigadas e 147.301 desalojadas. A Defesa Civil do estado afirma que os municípios mineiros têm sofrido com as tempestades e chuvas desde terça-feira (11/ 01). Noventa e oito cidades estão em situação de emergência.


PublicidadeLegal Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | A7 | Indústria&Comércio CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS F AÇO

SABER QUE PRETENDEM SE CASAR :

3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ BEL. MÔNICA MARIA GUIMARÃES DE MACEDO DALLA VECCHIA Registradora Designada F AÇO

1- WILLIAM CARVALHO COM VIVIAN ALBERTTONI SOUZA 2- CARLOS EDMUNDO PONTES MEDEIROS COM JULIANA JOHANSSON SOARES 3- THIAGO RICHARDSON DE SOUZA COM LILIAN MIRANDA 4- EDERSON DA ROCHA COM MELISSA HERCILIA CECCONI 5- CESAR ROMANO DE CONTO COM ANGELA RODRIGUES LUCCA 6- ERIC GUSTAVO BITTENCOURT COM GABRIELLE FENIANOS 7- CLAUDIO JONIZETE BERNARDINO DOS SANTOS COM ALIANY MARILI BORGES 8- EDSON DE MIRANDA COM ROSANGELA PRESTES CHINOLI

T RAV . N ESTOR

EDITAL DE PROCLAMAS

SABER QUE PRETENDEM SE CASAR :

F AÇO

01- JULIO HENRIQUE GOMES CARLOS e EMILIA GARLET COSTA. SE ALGUÉM SOUBER ( QUINZE ) DIAS .

1º O FÍCIO DO REGISTRO C IVIL 13º T ABELIONATO L EÃO B EL . R ICARDO A UGUSTO DE L EÃO - O FICIAL DE C ASTRO , 271 - CEP 80.020-120 C ENTRO - C URITIBA - PR

DE ALGUM IMPEDIMENTO, OPONHA-O NA FORMA DA LEI NO PRAZO DE

15

CURITIBA, 24 DE JANEIRO DE 2011

SABER QUE PRETENDEM CASAR - SE :

1 - JAIR OSVALDO BOTTCHER JUNIOR E ANDREA GUALBERTO DE MACEDO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIBA, 24 DE JANEIRO DE 2011

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 24 de janeiro de 2011

ANFIP ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES PARA CONVENCIONAIS À XXIII CONVENÇÃO NACIONAL EM GRAMADO/RS de 14 a 17/05/2011

IRIO DAS CHAGAS LIMA Oficial

EDITAL Pelo presente torno público aos associados EFETIVOS, quites, da ANFIP Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, que as eleições para escolha de 4 (Quatro) Convencionais deste Estado à XXIII Convenção Nacional, a realizar-se em Gramado-RS, de 14 a 17/05/2011, ocorrerão no dia 01/04/2011, sendo as inscrições dos candidatos recebidas diretamente pela Comissão Eleitoral ou por correspondência postada a partir desta data até às 17 (dezessete) horas do dia 02/03/2011. Os votos por correspondência deverão ser postados nos Correios, no máximo até o dia 01/04/2011. A apuração dos votos começará às 17 (dezessete) horas do 5º (quinto) dia útil após as eleições e o resultado final das eleições deverá ser proclamado até o 6º (sexto) dia útil após a data do pleito. A Comissão Eleitoral Estadual é composta pelos seguintes associados: TITULARES 1 - Vilson Marques de Oliveira 2 - Zofia Jacek 3 - Daniel de Assis

SUPLENTES José Roberto Donadello Aulete Pacheco do Amarante Ivonne Helena Boff

A Comissão Eleitoral Estadual atenderá aos interessados das 09 (nove) horas às 17 (dezessete) horas no (a) (endereço) Rua: Riachuelo nº 31 – 6º andar – Centro, Curitiba/PR. CEP 80020-230 telefones: (41)3223-5904/8433-3130 A mesa coletora de votos será instalada às 9 (nove) horas do dia 01/04/2011 e permanecerá aberta até às 17 (dezessete) horas, no seguinte local: Rua: Riachuelo nº 31 – 6º andar – Centro, Curitiba/PR. CEP 80020-230. Curitiba, 20 de janeiro de 2011 Marcio Humberto Gheller Representante da ANFIP no Paraná Obs: Republicado por ter sido publicado com incorreções na edição do dia 24/01/2011.

Reestruturação da Unione A partir deste mês será implantada a última fase do plano de reestruturação da Unione, que teve início em 2007. Duas áreas receberão mais atenção da empresa que atua há 16 anos na indústria de TI: Gestão de Pessoas e Venda Consultiva. De acordo com o diretor-presidente Alexandre Couto, nesta reta final haverá maior investimento na contratação, formação profissional e retenção de talentos. Ao longo de 2011 serão contratados mais de 60 novos talentos que serão capacitados para dar suporte à nossa equipe com 350 consultores, podendo desenvolver um plano de carreira.

RECURSOS

F5 Networks oferece aplicações para APP Store As aplicações BIG oferecem acesso rápido a conteúdos corporativos

A

F5 Networks, líder em soluções de ADN (Application Delivery Networking) – disponibiliza as aplicações BIG-IP Client App e BIG-IP Portal App para a App Store, loja oficial da Apple. Estas aplicações oferecem aos usuários de iPads, iPhones, e iPods Touch acesso rápido e seguro a conteúdos corporativos e garante que as equipes de TI possam suportar dispositivos corporativos e pessoais com segurança. “À medida que iPads, iPhones, e iPods Touch aumentam

sua presença no espaço corporativo, as organizações têm sido pressionadas a suportar os produtos que seus colaboradores desejam utilizar para se manter conectados”, destaca André Mello, Diretor Geral da F5 Networks. “A necessidade dos gerentes de TI em permitir acesso e incentivar a produtividade sem comprometer a segurança ou o controle levou a F5 a desenvolver aplicações para os dispositivos iOS da Apple. Esta abordagem proporciona acesso corporativo transpa-

rente e confiável, tanto para os usuários quanto para os departamentos de TI”, complementa. As novas aplicações trabalham em conjunto com o BIGIP Access Policy Manager™e o BIG-IP Edge Gateway™ da F5, além dos produtos FirePass® para centralizar o controle de acesso a aplicações de usuários móveis de dispositivos iPads, iPhones, e iPods Touch. Com estas soluções, as organizações podem fornecer acesso móvel confiável e otimizado a funcionários, parceiros e pres-

tadores de serviços, e os administradores de TI podem conceder acesso total VPN ou limitado a aplicações específicas, dependendo das prioridades dos negócios e dos requisitos dos funcionários. “As soluções de acesso flexíveis da F5, inclusive as novas aplicações, ajudam as organizações a impulsionar a produtividade e permite aos usuários desfrutar de acesso transparente onde quer que estejam e através de qualquer dispositivo que estiverem utilizando”, explica Mello.

Itaú inova e lança conta 100% eletrônica Atualmente, mais de 67,5 milhões de brasileiros (IAB Brasil - nov/2010) são usuários da internet e buscam praticidade nas ferramentas eletrônicas das instituições financeiras para realizar tarefas do dia a dia. De olho nessa tendência, o Itaú desenvolveu a iConta, conta corrente destinada a clientes que queiram utilizar exclusivamente os canais eletrônicos do banco - Itaú 30 horas na internet, telefone (atendimento eletrônico), celular, iPad e nos caixas eletrônicos para gerenciamento e realiza-

ção de suas movimentações financeiras. As transações incluídas no pacote são ilimitadas e gratuitas, pois o usuário será isento da mensalidade de manutenção. “O Itaú tem em seu DNA o desenvolvimento de ferramentas inovadoras com o objetivo de atender a diferentes perfis e necessidades. Com a iConta não é diferente, conseguimos desenvolver um produto inédito no mercado. A novidade oferece ao cliente a oportunidade de gerir as suas finanças por meio de um relacionamento digital,

utilizando ferramentas que já fazem parte de sua rotina”, afirma Rogério Braga, diretor de produtos e negócios consignados. A pré-abertura da conta pode ser feita pela internet, mas o procedimento precisa ser finalizado em uma agência. Após optar pela iConta, o cliente terá direito a cartão de débito Itaú Múltiplo Internacional MasterCard e poderá realizar gratuitamente depósitos e retiradas, pagamentos de contas, consulta de saldos, transferência para contas do banco Itaú (DOC/ TED), além de ter a possibilida-

de de fazer investimentos e contratar empréstimos. Tudo isso pelos canais eletrônicos: www.itau.com.br; telefone (tel.: 4004-4828 - capitais e regiões metropolitanas -; tel.: 0800 970 4828 - demais localidades –; tel.: 0800 722 1722 – para deficiente auditivo ou de fala), rede de mais de 30 mil caixas eletrônicos e a comodidade dos aplicativos gratuitos para celular e iPad. Os clientes da iConta também poderão receber alertas por SMS após realizar cadastro no site da instituição financeira.

EDITAL DE CONCOCAÇÃO Por não ter sido possível encontrar Francisco Laio Cabral, Antonio Laio Cabral e Sônia Ruiz Pereira, proprietário de partes ideais do lote nº 05 da planta Jeremias Beghetta localizada a rua Lamenha Lins nº 2089, bairro Rebouças, pelo presente os intimo para todos fins de direito e, ao mesmo tempo os científico de que se não atendidos ao presente até o dia 01 de fevereiro, serão procedidos as referidas retificações das cotas e da área total do lote 18º 04 da planta Jeremias Beghetta confrontante do lote 18º05 da planta Beghetta sito a rua Lamenha Lins nº 2077

JUÍZO DE DIREITO DA SÉTIMA VARA CÍVEL Cartório da 7ª Vara Cível Dra. Kátya de Araújo Carollo - Escrivã Av. Cândido de Abreu, 535 - 4º Andar Eduardo Mattana Carollo - E. Juramentado Comarca de Curitiba - Estado do Paraná Carlos Ostrowski Junior - E. Juramentado EDITAL DE LEILÃO, COM PRAZO DE 05 (CINCO) DIAS, NA FORMA ABAIXO: Pelo presente se faz saber a todos, que será levado a arrematação em leilão, o bem de propriedade de JOCKEY CLUB DO PARANÁ, na seguinte forma: 1º LEILÃO (lanço superior ao da avaliação): dia 14/02/2011, às 14:00 horas; 2º LEILÃO (maior lanço oferecido): dia 28/02/2011, às 14:00 horas, não sendo aceito preço vil. LOCAL: No átrio do Fórum Cível, sito na Avenida Cândido de Abreu, 535, 4º. Andar, 7ª. Vara Cível. PROCESSO: Autos nº. 449/2001 de Ação ORDINÁRIA DE COBRANÇA – Em fase de Cumprimento de Sentença movida por ENGENTRONIC COMÉRCIO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS LTDA., contra o (s) devedor (es) JOCKEY CLUB DO PARANÁ. BEM: “Lote A-8, Quinhão número 03, situado no bairro Tarumã, no lugar Santo Antonio do Tarumã, nesta cidade, com os seguintes limites e confrontações: confronta com o quinhão 06, iniciando-se do alinhamento predial da Avenida Victor Ferreira do Amaral, segue no sentido Norte com azimute 21º05’27" e distância de 35,00 metros, deste deflete a direita e toma sentido Leste, no azimute 11º05’27" e distância de 190,00 metros, novamente com deflexão a direita toma-se o sentido Sul, no azimute de 201º05’27" e distância de 35,00 metros, finalmente no azimute 291º05’27" e distância de 190,00 metros, confronta com a Avenida Victor Ferreira do Amaral. Distante 52,00 metros da rua Dino Betoldi. Localizado no lado ímpar da Avenida Victor Ferreira do Amaral, com a área de 6.650,00m², com a distância de 255,15 metros da rua Konrad Adenauer. Indicação fiscal 18.100.001.000-5. Matrícula sob nº. 38.247, do Cartório de Registro de Imóveis da 3ª. Circunscrição desta capital”. DEPÓSITO: em mãos do Sr. Roberto Hosemann. AVALIAÇÃO: R$ 2.676.000,00 – atualizado até o dia 20/05/2009. VALOR DA DÍVIDA: R$ 160.129,80 atualizado até o dia 07/12/2009. ÔNUS: Penhoras anotados perante o Sr. Depositário Público, nos seguintes autos: 33.272/99 da 1ª. Vara da Fazenda Pública desta capital, 76/2004 e 1429/2003 da 14ª. Vara Cível desta capital, 1604/2003 e 267/2001 da 18ª. Vara Cível desta capital, 440/2004 da 17ª. Vara Cível desta capital e 864/2004 da 15ª. Vara Cível desta capital; Penhora nos autos 571/2001 perante o Juízo da 3ª. Vara Cível desta capital; Débitos em cobrança em nome do executado perante o Ministério da Fazenda; Débitos em nome do executado perante a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional; IPTU para o exercício de 2010, lançado na origem, consta em aberto, cujo valor do débito é de R$ 134.517,59. INTIMAÇÃO: Fica desde logo intimado(a) o(a) devedor(a) JOCKEY CLUB DO PARANÁ, se porventura não for encontrado(a) para a intimação pessoal. OBS: Caso não haja expediente Forense na data acima designada, fica automaticamente transferida para o próximo dia útil, no mesmo horário. E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados em especial de (a) (s) executado (a) (s) e para que o mesmo (s) fique (m) intimado (s) das datas designadas, e para que ninguém no futuro alegue ignorância, foi expedido o presente edital de leilão e arrematação, que será publicado na forma da lei e fixado no lugar de costume. Dado e passado nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos 10 dias do mês de janeiro de dois mil e onze. E eu, _____________ Escrivã, o subscrevo. SIMONE TRENTO Juíza de Direito Substituta

Empresas&Produtos InterfaceFLOR O aumento da demanda no mercado hoteleiro e o aquecimento da economia têm movimentado os negócios e os interesses da InterfaceFLOR, maior fabricante de carpetes modulares do mundo, no Brasil. Com linhas desenvolvidas especialmente para hotéis, a empresa pretende ampliar ainda mais a sua presença neste setor indo além do eixo RioSão Paulo. Ou seja, 2011 será um ano de grandes investimentos e com destaque para o Centro-Oeste e o Nordeste brasileiro.Desde do ano 2000, a InterfaceFLOR tem forte presença no mercado hoteleiro internacional. No Brasil, a empresa já fechou contrato com hotéis da Rede Slaveiro na região Sul e Sudeste, o Hotel Naoum Plaza em Brasília, entre outros.

Nicoboco participa da Fenim A Nicoboco, empresa genuinamente brasileira voltada para o segmento de surf, street e sportwear, participa entre os dias 25 e 28 deste mês da Feira Nacional da Indústria da Moda (FENIM), realizada no Centro de Eventos do Serra Park, em Gramado (RS).O stand da marca dobrou de tamanho e este ano será o único da feira a possuir dois andares, com 177 m². A expectativa é que Nicoboco consiga oferecer mais conforto e ainda mais atenção ao atendimento de cada cliente. Este é o oitavo ano consecutivo que a empresa participa desta que é considerada a maior feira de moda Outono/Inverno do segmento de confecção do País. E, mais uma vez aproveitará o ensejo para apresentar sua nova coleção.A novidade apresentada no stand estará nas peças que compõe a linha “Exclusive Wear”. Esta traz produtos criados através de longas pesquisas que resultaram na escolha de melhores misturas de fibras, texturas e estamparias, desenvolvidas com exclusividade para a Nicoboco.


Opinião Tromba d’água, tromba de omissão

Justiça&Direito

Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | A8

Dirceu Martins Pio

O que será que causou a maior tragédia climática brasileira com a quase destruição das cidades serranas do Rio de Janeiro? Foi La Niña? Foi a corrente de ventos que vem da Amazônia? Foi o aquecimento global? Foram as montanhas que cercam as cidades e fazem aumentar a concentração de chuva em determinadas regiões? Foi a omissão dos prefeitos? Foi a omissão do governo federal ou a do governo estadual? Foi a ignorância das famílias flageladas que vão morar nas encostas de morros e montanhas? Foi a especulação imobiliária? Os leitores dos grandes jornais e revistas brasileiros foram brindados com uma vasta cobertura da tragédia e também com uma vasta exploração de suas possíveis causas, a ponto de poderem escolher uma delas ou – quem sabe ? – um grupo delas. Na condição de mero leitor, prefiro ficar com uma única causa, não mencionada por nenhuma mídia: a já quase tradicional omissão da imprensa brasileira na cobertura dos assuntos urbanos importantes, como esse da ocupação sistemática das áreas de risco. A imprensa brasileira – refirome àquela que usa o papel como meio de transmissão de informações – cobre o fenômeno das enchentes e quaisquer outras tragédias climáticas de modo apenas reativo. Aconteceu, virou notícia. A ausência de cobertura sistemática, mais profunda, que ultrapasse os eventos trágicos, é, no fundo, o colchão confortabilíssimo onde dorme a omissão dos poderes públicos que teriam obrigação de eliminar as áreas de risco ou minimizar os efeitos trágicos dos eventos climáticos extremos.

Dinheiro jogado no lixo Mesmo essa cobertura reativa lembra às vezes o chamado samba do crioulo doido, talvez porque seja muito mais cômodo atribuir as causas de tragédias a La Niña, aos ventos amazônicos, ao aquecimento global, ao "populismo" de prefeitos, do que, por meio de apuração consequente, trazer soluções efetivas e, ao longo do tempo, monitorar sua implementação. Existe um quê de leviandade nessa cobertura. Neste momento, a imprensa deveria saber que não se pode mais atribuir as causas de nenhum evento climático extremo ao aquecimento global sem levar em conta a forte oposição dos dissidentes da teoria do efeito-estufa – que no Brasil tem a voz mais consistente no físico Luiz Carlos Molion. Quem for entrevistá-lo neste momento certamente vai ouvir que a onda de eventos climáticos extremos registrados nos últimos cinco anos no Brasil tem sido causada pelo ciclo de resfriamento – e não de aquecimento – que o planeta atravessa. O equacionamento racional e adequado dos problemas das áreas de risco e daquelas sujeitas a inundações cíclicas só pode vir do trabalho pertinaz da imprensa, como agente de pressão sobre os poderes constituídos. A imprensa, contudo, parece desinteressada em exercer esse papel e, com o desinteresse, surgiu um outro problema, ainda mais grave: o despreparo para exercê-lo. O caso das enchentes que assolam há vários anos a capital paulista é o paradigma. Prefeitura e governo estadual já investiram nos últimos anos uma fábula de recursos na dragagem do rio Tietê e na construção de piscinões para reter a água das chuvas que confluem para as cabeceiras. Dinheiro jogado na lata de lixo, pelo que se observou nos últimos dias.

Campanhas educacionais sistêmicas Tivessem os grandes jornais paulistanos e as grandes revistas de atualidade transformado o tema – enchentes em São Paulo – em pauta sistemática, certamente algum repórter teria ido bater às portas da Escola Politécnica da USP, onde a área de hidráulica há vários anos detectou que o trecho do rio Tietê que vai da Zona Leste a Osasco não tem declive suficiente para dar vazão às águas das chuvas mais fortes que assolam as cabeceiras. Dragagem e piscinões serão apenas dinheiro atirado pela janela. Um dos professores dessa escola de excelência já sugeriu, em artigo publicado há muitos anos no Estado de S.Paulo, que a solução para o problema das enchentes naquelas regiões da cidade só pode ser equacionada em definitivo com a construção de um túnel, entre as cabeceiras e Osasco, com declive suficiente para dar vazão às águas acumuladas na Zona Leste. De enchente em enchente, com o olhar olímpico da mídia, São Paulo tem jogado fora a montanha de recursos que permitiriam a adoção desse projeto em tempo recorde. Uma cobertura sistemática dos problemas das áreas de risco levaria a imprensa a descobrir algo que já se estabeleceu como conhecimento da valorosa Defesa Civil de Santa Catarina: a percepção de risco das famílias que vão morar no sopé ou nas encostas de morros é igual a zero. "Se perguntarmos a uma pessoa que mora nas encostas qual o local mais seguro para viver que ela conhece, com certeza vai dizer que é a sua própria casa", diz um dos responsáveis pela instituição. Com informações desses aspectos, a mídia poderia induzir o poder público a adotar campanhas educacionais sistêmicas, a serem introduzidas nas escolas, para ampliar a percepção de risco das famílias mais carentes. Vai ficar mais fácil para o poder público reprimir a ocupação das áreas de risco se tiver a população da cidade mais consciente, como sua aliada.

Omissão contumaz Uma agência internacional de cooperação, a japonesa Jica, estudou profundamente o problema crônico das enchentes no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, e apontou como solução a implantação de um canal extravasor que aliviasse as cheias do rio Itajaí-Açu, levando parte das águas para a praia de Armação, alguns quilômetros acima da foz, junto ao porto de Itajaí. Se o canal vai ou não ser adotado, se deve ou não ser adotado, ninguém sabe. A mídia só vai entrar no tema caso ocorra mais uma tragédia no Vale. Não gostaríamos que fosse assim, mas assim será. Como se vê, os aspectos que levam a esses dramas rotineiros da vida brasileira são muitos e complexos. Há um oceano de providências a serem tomadas para que cheguemos um dia a porto seguro. A distância que nos separa desse porto, no entanto, tem sido substancialmente alongada pela imprensa, dentro de sua omissão contumaz e de seu notório superficialismo.

PLANO COLLOR 2

Correntistas do DF terão auxílio da Defensoria Ações vai recuperar a correção de 22% do saldo da caderneta poupança da época

A

Defensoria Publica vai dar auxílio aos cor rentistas do Distrito Federal que tinham caderneta de poupança em janeiro de 1991, quando o Plano Collor 2 foi lançado, propondo ações de recuperação das perdas causadas pelo plano. De acordo com o coordenador do Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública, Alexandre Gianni, o órgão tomou a iniciativa pois, no ano passado, o Superior Tribunal de Justiça reduziu de 20 para 5 anos o prazo prescricional para as ações civis públicas coletivas. “Para as individuais, o prazo termina no dia 31. Por isso, estamos chamando as pessoas individualmente, para que elas procurem a Defensoria de posse do extrato da poupança de janeiro de 1991 ou, pelo menos, da solicitação do documento feita ao banco”, explicou ele para a Agência Brasil. Dias depois da decisão do STJ, o ministro Dias Toffoli (foto) , do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a tramitação de todas as ações de poupadores que pedem o

ressarcimento da correção da poupança nos Planos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor 1 (1990). Até que o plenário tome uma decisão final sobre o assunto, os recursos estão parados na Justiça. As perdas do Plano Collor 2 ficaram fora da decisão de Toffoli.

Documentos Os bancos costumam cobrar pelo extrato da poupança, que pode demorar alguns dias para ser emitido. Caso a instituição financeira não envie o documento antes do dia 31, o poupador pode iniciar o processo apenas com o protocolo do pedido de emissão do extrato.

Além do extrato, o correntista também precisa de cópias da carteira de identidade e do CPF. Para tentar reaver o dinheiro, o interessado deve processar o banco onde tinha caderneta de poupança na época. Se o valor da perda for de até 40 salários mínimos, é possível ingressar no Juizado Especial Cível. Caso a perda seja menor que 20 salários mínimos, o correntista nem precisa contratar advogado. Quem tinha poupança na Caixa Econômica Federal pode ingressar com a ação no Juizado Especial Federal. Nesse caso, o correntista só deverá contratar advogado se a perda for maior que 60

salários mínimos.

Os prejuízos As ações pretendem recuperar a correção de quase 22% do saldo da caderneta poupança da época. Na ocasião, o governo substituiu como indexador da poupança o Bônus do Tesouro Nacional Fiscal (BTN-F), que pagava 21,87%, pela Taxa Referencial Diária (TRD), que pagava 7,76%. A diferença – 14,11% – representa a perda dos poupadores. Giannni informou, ainda, que outros estados também estão com a mesma determinação, que partiu do Fórum Nacional de Defesa do Consumidor.

MP-PR: Novo Procurador de Justiça tomou posse O Ministério Público do Paraná empossou, na última sexta-feira, 21 de janeiro, o novo procurador de Justiça João Henrique Vilela da Silveira. Natural de Faxinal, casado, pai de duas filhas, Vilela tomou posse, aos 53 anos, em solenidade realizada no Auditório Ary Florêncio Guimarães, sede da instituição, no Centro Cívico, em Curitiba. Compuseram a mesa o procurador-geral de Justiça em exercício, Hélio Airton Lewin, que presidiu a solenidade; o corregedor-geral do MP-PR, Moacir Gonçal-

ves Nogueira Neto; o procurador-geral do Estado, Ivan Lelis Bonilha, representado o governador Beto Richa; o desembargador Celso Jair Mainardi, representando o presidente do Tribunal de Justiça, Celso Rotoli de Macedo; a procuradora-geral do Município, Claudine Camargo Bettes, representando o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci; e o presidente da Associação Paranaense do Ministério Público, promotor de Justiça Wanderlei Carvalho da Silva. Também estiveram presentes Flávio Pansieri, repre-

sentando a Ordem dos Advogados do Brasil - seção Paraná, e Cid Marcus Vasques, secretário especial da Corregedoria e Ouvidoria Geral do Paraná. Em seu discurso, João Henrique destacou que, como novo integrante do Colégio de Procuradores de Justiça, irá lutar pelo fortalecimento e representatividade da instituição junto à sociedade. “Escolhi o MP-PR porque aqui encontrei um ideal de vida que se resume na vontade de defender o povo com honestidade e humildade”.

EMPREENDIMENTO

Comprador deve ser informado sobre ação judicial contra construtoras Enquanto não for julgada a Ação Civil Pública que trata da regularidade dos empreendimentos Brisas do Lago, das construtoras Odebrecht e Antares, no Setor de Clubes Esportivos Sul, em Brasília, as empresas deverão incluir em seus contratos de venda uma cláusula que informa a existência da ação judicial. A decisão é do juiz da Vara de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Fundiário do Distrito Federal. O empreendimento Bri-

sas do Lago é formado por cinco blocos com 750 unidades residenciais autônomas. Ocupa um lote situado no orla do Lago Paranoá, entre os Clubes de Golfe o e Lago Paranoá. Pela decisão, a cláusula deverá constar em todos contratos de venda, promessa de venda, compromissos ou quaisquer outros relativos às unidades habitacionais do empreendimento. O descumprimento da decisão resultará em multa no valor correspondente

a 20% do valor do contrato. O Ministério Público pede na Ação Cívil Pública a paralisação das obras e a anulação do respectivo alvará de construção expedido pelo Distrito Federal. De acordo com o órgão, a construção está irregular, em desconformidade com as normas de uso e ocupação definidas, com a legislação distrital que tombou o sítio urbano de Brasília e com as exigências contidas no Código de Edificações do Distrito Federal.

Falsa declaração de pobreza não configura crime de falsidade ideológica A falsa declaração de pobreza para se obter a isenção do pagamento de custas processuais não caracteriza crime de falsidade ideológica. A tese foi aplicada pela 6ª Câmara Criminal do TRJ-MG para conceder Habeas Corpus e trancar Ação Penal contra um advogado e seu cliente. Em decisão unânime, os desembargadores da 6ª Câmara consideraram que a falsidade ideológica só pode ser

determinada quando a declaração, inserida em documento, tem força suficiente para demonstrar sozinha que a informação é falsa. Segundo o colegiado, esse não é o caso da declaração de pobreza, pois ela pode ser averiguada, e indeferida, pelo juiz. De acordo com o artigo 299 do Código Penal, é crime de falsidade ideológica "omitir, em documento público ou particular, declaração que

dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante". A pena para essa modalidade criminal é de reclusão de um a cinco anos e multa, se o documento for público, ou reclusão de um a três anos e multa, se o documento for particular.

Juiz bloqueia acesso a dados da Satiagraha A Justiça Federal em São Paulo é palco de uma batalha de recursos e liminares que tem como alvo o acesso a documentos e mídias eletrônicas, apensados no inquérito policial nº 2009.61.81.008866-0. O inquérito tramita na 3ª Vara Criminal Federal e investiga se houve crime contra a administração pública praticado durante a operação batizada como Satiagraha pela Polícia Federal. A operação investigou o banqueiro Daniel Dantas. As mídias eletrônicas conteriam ligações telefônicas, resultado de interceptações autorizadas pela Justiça, trocadas entre empresários e o delegado afastado da Polícia Federal, Protógenes Queiroz, eleito deputado federal. O objetivo da investigação é esclarecer se houve ilícitos, na defesa de interesses privados, durante a operação comandada pelo delegado. O inquérito policial tramita em segredo de Justiça. Tem à frente o juiz federal Toru Yamamoto. De um lado da trincheira está o Ministério Público Federal, que de posse dos documentos da investigação pediu a nulidade das provas. Do outro, a defesa do banqueiro Daniel Dantas, do engenheiro Dório Ferman, expresidente do Banco Opportunity e de Humberto Braz, expresidente da Brasil Telecom.


Negócios Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | B1 | Indústria&Comércio

Empresas&Produtos Happy Hour no Outback Curitiba

EXPECTATIVA - 2011

Petróleo e gás devem impulsionar economia Expectativa está nos setores petrolífero, portuário e rodoviário

Curitiba é conhecida pela sua instabilidade no clima mas, faça chuva ou faça sol, um delicioso happy hour sempre vai bem. Reunir-se com os amigos ou com o pessoal do trabalho para prolongar o dia é uma boa opção. No happy hour do Outback Steakhouse, batizado de Billabong Hour, o clima nas mesas é de diversão, entre rodadas de chope e de aperitivos como a tradicional cebola gigante Bloomin’Onion (R$ 24,75). De segunda a sexta-feira, o Billabong Hour acontece a partir das 17h30, e segue até às 20h. Durante esse horário, ao comprar uma bebida alcoólica, o cliente ganha outra igual. Além do chope servido à -5°C, o restaurante também oferece drinks especiais da casa, como o The Gold Coast Rita (deliciosa marguerita frozen à base de tequila e limão - R$ 16,50) e The Wallaby Darned (combinação suave de champagne, licor de pêssego e vodka, servido frozen - R$ 16,50). A tradicional Aussie Caipirinha é uma das mais pedidas. O Outback também sugere acompanhamentos, como o Chook’N Dillas (saborosas quesadilhas recheadas com tiras de frango temperadas, cobertas com bacon, champignon, mix de queijos com molho honey mustard - R$ 26,00) até o Wings, Ribs & Fries (5 sobreasas de frango e 5 costeletas de ribs com o sabor de dois molhos diferentes e uma porção de batatas fritas do Outback - R$ 30,50). Com tantas opções, o mais difícil vai ser arranjar uma desculpa para chegar mais tarde em casa.

SENAI O SENAI irá oferecer este ano, 50 mil vagas para a educação profissional articulada com o ensino regular. Significa dizer que quem estiver fazendo o curso básico ou o médio em escola pública ou em unidade do Serviço Social da Indústria (SESI) poderá se matricular numa unidade do SENAI para freqüentar, paralelamente, um curso de aprendizado ou um curso técnico. O acesso ao ensino articulado de quem está em escola pública dependerá do convênio firmado com o SENAI pela secretaria de Educação da prefeitura ou do governo estadual. Assinado o acordo, a secretaria, então, indica ao SENAI quantas vagas quer, por escola, no ensino profissionalizante. A matrícula será única – ou seja, uma só na escola regular e no SENAI – e os currículos serão convergentes. O mesmo procedimento será adotado para quem está matriculado em ensino regular no SESI.

Exposição fotográfica no Condor Com o intuito de manter viva a história do bairro, o hipermercado Condor Água Verde realiza até o dia 20 de fevereiro uma exposição fotográfica com imagens das famílias pioneiras que contribuíram para o crescimento econômico, cultural e social da região. Fruto de uma parceria do Condor Super Center com Eliane Andretta e Elzira Stofella Binder, a ação foi idealizada com o objetivo de não deixar cair no esquecimento a luta dessas famílias para a construção e progresso do bairro. Para os jovens, é a oportunidade de conhecer a história e a importância que seus antepassados tiveram para o desenvolvimento da região. Para as antigas gerações, é uma grande oportunidade de reviver as memórias do passado e reencontrar parentes e amigos nas fotos.

Zaeli A Alimentos Zaeli, uma das maiores indústrias alimentícias do país, segue com seu plano de expansão e anuncia a abertura de três filiais até o final de janeiro 2011: Barreiras (Bahia), Imperatriz (Maranhão) e Ananindeua (Pará). Com os novos investimentos, a empresa pretende dobrar seus negócios nas regiões Nordeste e Norte até o final de 2011.Atualmente, a empresa conta com mais de 40 mil pontos de vendas em todas as regiões do país, atendidos por 31 centros de distribuição. “Já estamos inclusive estudando novos mercados e abriremos novas filiais em 2011”, adianta o presidente da Alimentos Zaeli, Valdemir Zago.

Agência Fitch O Deutsche Bank acaba de receber avaliação da Fitch, uma das agências de rating mais respeitadas do mundo, que concedeu ao banco nota máxima sobre a situação creditícia de sua subsidiária no Brasil. É a primeira vez que o Deutsche Bank Brasil encomenda a análise. De acordo com a avaliação da agência, a situação creditícia do Deutsche Bank é Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA(bra)’, Rating Nacional de Curto Prazo ‘F1+(bra)’, Rating de Suporte ‘2’. O levantamento levou em conta o suporte da matriz do banco, que proporciona à subsidiária benefícios como a franquia e a capacidade de distribuição globais, garantindo uma posição financeira saudável ao banco, além de forte acesso às maiores empresas do país. A agência também avalia positivamente o fato de seus controles de risco, sistemas, metodologias e executivos, estarem fortemente integrados com sua matriz.

Pizza Hut Na Pizza Hut são várias as opções que combinam acompanhamentos com o sorvete, das pizzas doces às taças exclusivas. A novidade é que a rede acabou de assinar uma parceria com a marca Häagen-Dazs e todas as opções são servidas com os famosos sorvetes.O Brownie Hershey’s traz o bolinho com pedaços de nozes coberto com calda de chocolate e acompanhado por uma bola de sorvete de vanilla. A Pizza de Brigadeiro, que tem o recheio e a borda de brigadeiro, pode ser complementada com sorvete com um valor adicional. A Taça Häagen-Dazs combina dois sabores de sorvete da tradicional marca, que podem ser: doce de leite, chocolate belga ou macadâmia – o diferencial fica por conta do breadstick doce de canela e açúcar (palito de massa Pan crocante por fora e macio por dentro). Outra atração é o Petit Gateau, bolinho de chocolate que por dentro tem a massa derretida, criando um recheio cremoso e que vem acompanhado de sorvete de vanilla. A Taça Brownie traz pedacinhos do bolo com sorvete de vanilla e cobertos com calda chocolate. Todas as refrescantes sobremesas estão disponíveis nos restaurantes Pizza Hut em Curitiba, no Cabral, Batel, Água Verde, Ecoville e ParkShopping Barigüi.

CMYK

O

aquecimento na economia impulsionou diversos mercados em 2010. Os setores como a construção civil e da indústria automotiva ganharam espaço no ano passado e já estão consolidados. Agora, a expectativa de expansão é por parte dos setores petrolífero, portuário e rodoviário. O mercado de tintas, fornecedor de relevância para estes segmentos, prevê crescimento de 8,2% para 2011. Segundo dados da Abrafati, associação dos fabricantes de tintas, de janeiro a novembro de 2010 foram fabricados 1,4 bilhão de litros de tinta, um número recorde para o segmento. “O ano passado foi o melhor da história da indústria de tintas do Brasil”,

afirma o presidente executivo da Abrafati, Dílson Ferreira. As tintas específicas para manutenção industrial, como instalações de exploração, produção, refino e transporte de petróleo e gás, representam 15% do volume produzido e 25% do faturamento. Estes números são relativamente altos e só perdem para o setor de tintas imobiliárias. Os investimentos só tendem a aumentar e isso mostra que o mercado está cada vez mais exigente e necessita de produtos para cada etapa do processo. “O mercado necessita de revestimentos protetivos e anticorrosivos para o processo completo: extração do petróleo em plataformas offshore, extrações onshore, transporte,

refinarias, até a fase de distribuição”, afirma Adauto Riva, gerente técnico & produtos da Renner Protective Coatings. Segundo a Abrafati, o grande diferencial do mercado óleo e gás é a tecnologia implantada. A Renner Protective Coatings, principal fornecedora de tintas de alta corrosão, tem produtos que atendem aos padrões internacionais e uma tecnologia de ponta. “A Renner Coatings possui 83 anos de mercado e produtos com certificações mundiais atendendo integralmente normas e especificações como ISO 12944, ISO 20340 e Norsok M 501”, ressalta Riva. O gerente de produtos da Renner enfatiza que as tintas para o transporte dos gasodutos precisa de cuidados especi-

ais. “A redução de atrito é imprescindível para o desempenho do processo de transferência de gás. O Flowcoating Revran TUB 524 segue integralmente a norma API RP 5L2”. No caso das refinarias e distribuição não é diferente. “Um dos grandes diferenciais em nosso catálogo, é o Revchem NVC GF, pigmentado com glassflake que resiste à armazenagem de produtos químicos até 150°C, bem como suporta armazenar metanol. É um epóxi que pode ser aplicado com até 1 milímetro de espessura em uma única demão. A Renner soube criar novos produtos com uma tecnologia sem igual para atender todas as necessidades do mercado”, finaliza Riva.

E-Deploy dobra de tamanho com aplicações A e-Deploy, empresa brasileira especializada no desenvolvimento de aplicações móveis e hosting, dobrou de tamanho em 2010 em termos de faturamento, enquanto que seu lucro mais que quadruplicou. De acordo com Paulo Francez, um dos sócios e CEO da empresa, essa performance é resultado da consolidação desse mercado. “Acreditamos que o celular seria o dispositivo de convergência e acertamos. Hoje, é uma ferramenta de negócio e são 190 milhões de aparelhos espalhados por todo país. Sua aplicabilidade é incrível”, avalia. Para Emerson Giannini, sócio da e-Deploy, o sucesso do negócio está ligado ao foco bem

definido da empresa: prover soluções inovadoras e eficazes de mobilidade que ajudem a melhorar o negócio dos clientes. “A e-Deploy participa ativamente das iniciativas de inovação e melhoria de imagem de seus clientes. Já ajudamos gigantes como Gol, Azul, Vivo, Natura, Itaú e Lojas Marisa – entre muitas outras – a fazer do celular um terminal de compras de produtos e serviços”, comentou. De acordo com o executivo, seus principais diferenciais são a inventividade das soluções, qualidade na gestão de projetos e custo benefício. Um dos segmentos em que a e-Deploy mais se destaca é o das companhias aéreas. A Gol, por

exemplo, investiu fortemente nos últimos anos para tirar 30% do check-in dos balcões e foi a primeira a instituir o check-in pelo celular, através de SMS. O software aplicativo foi desenvolvido por Paulo e sua equipe. Ele conta ainda que, no ano, também desenvolveram projetos inovadores para as áreas acadêmica e de m-commerce. “Tudo o que estamos fazendo é para a nova geração. São produtos arrojados e que atendem a uma expectativa desse público”, avisa. Além de desenvolvedores especialistas nas principais plataformas móveis como xCode, Java, Android e xHTML, um dos principais diferenciais da e-Deploy é que a em-

presa fornece também os serviços de hosting, monitoramento e suporte dessas aplicações. Não só desenvolve o software, mas também garante sua disponibilidade. “Por exemplo, no caso do check-in, quando recebemos a confirmação do passageiro através do celular, por contingência, o sistema hospedado na e-Deploy já dispara a confirmação diretamente para os computadores da Gol garantindo a reserva do cliente. Assim, em caso de falta de bateria no celular ou qualquer outra ocorrência até normal em dispositivos móveis, o cliente pode ir tranquilamente para o aeroporto que terá seu embarque garantido”, elucida.

Rexel entra no Brasil com aquisição da Nortel O Grupo Stratus, por meio de sua divisão de M&A (Merger & Acquisition), assessorou a aquisição da brasileira Nortel Suprimentos Industriais, uma das principais distribuidoras de material elétrico do País, pela francesa Rexel, empresa de capital fechado com faturamento de 13 bilhões de euros, que anunciou o negócio hoje. O Brasil é uma das prioridades da Rexel, líder mundial do segmento de distribuição de material elétrico, tanto por causa do tamanho do mercado in-

terno de distribuição de material elétrico (estimado em • 2 bilhões somente em 2010), quanto por seu potencial de crescimento. Com essa aquisição, a multinacional francesa ganha posição significativa no mercado brasileiro e cria uma plataforma para assumir uma posição de liderança. Destaque em um setor cujo mercado ainda é fragmentado, a Nortel Suprimentos Industriais é um dos três maiores players nacionais, líder na região de São Paulo, o mais popu-

loso estado brasileiro, responsável por um terço do PIB do Brasil e 22% da população. Fundada em 1966, a empresa tem sede em Campinas, no interior paulista, emprega cerca de 600 pessoas e opera através de 49 sucursais, principalmente na região Sudeste, com três centros de distribuição. Com um portifólio bastante diversificado de clientes – incluindo as principais indústrias nacionais e sólida estrutura de fornecedores no Brasil e exterior – a Nortel Suprimentos Industri-

ais goza de boa reputação, com alta rentabilidade. Em 2010, a Nortel Suprimentos Industriais faturou • 110 milhões. O forte apelo econômico e a riqueza no fornecimento de matérias-primas fazem do Brasil terreno propício para grandes negócios ligados à organização de grandes eventos mundiais como a Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas em 2016. Esse cenário é pavimentado por boas perspectivas de crescimento sustentável nos próximos anos.

Semp Toshiba adere pacto contra a corrupção A Semp Toshiba, uma das maiores fabricantes de eletroeletrônicos do Brasil, acaba de se tornar a primeira empresa do setor a aderir ao Pacto pela Integridade e Contra a Corrupção, conhecido como “Empresa Limpa”, uma iniciativa do Instituto Ethos, em conjunto com outras organizações da sociedade civil. O Pacto, lançado em 2006, conta com inúmeras empresas signatárias* e tem exercido importante papel na mobilização do setor privado a favor da ética e da adoção de práticas de combate à corrupção e a práticas ilícitas de ganho econômico. De acordo com Caio Magri, gerente de políticas públicas do Instituto Ethos, “a importância da adesão de empresas como a Semp Toshiba ao Pacto só vem a contribuir para o fortalecimento do esforço do setor em-

presarial por um ambiente mais ético nos negócios”. A ética tem sido um tema recorrente na pauta dos programas de sustentabilidade empresarial, em virtude da importância desse assunto para o país. Edson Luiz Vismona, presidente-executivo do IBL - Instituto Brasil Legal, que defende a ética concorrencial e dos negócios, afirma que “no estado democrático, é fundamental que as leis sejam respeitadas. E, no Brasil, o mercado é muitas vezes afetado por práticas ilegais. No setor de eletroeletrônicos, por exemplo, tem sido cada vez mais freqüente a importação de produtos sonegando impostos e desrespeitando as leis e os direitos dos consumidores, o que é inadmissível”. Vismona acrescenta que “por isso é necessário que todos se unam contra a corrupção, e o

movimento ‘Empresa Limpa’ é uma excelente iniciativa nesse caminho”. A adesão da Semp Toshiba ao Pacto vem selar o início de uma intensa programação de trabalho para 2011. Com o nome Atitude Semp Toshiba, o progra-

ma é o primeiro de sete a serem lançados este ano e faz parte da estratégia da área de Responsabilidade Corporativa da empresa, focada nos pilares de Responsabilidade Socioambiental, Sustentabilidade Empresarial e Governança Corporativa.


Economia Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 25 de janeiro de 2011 | B4

PREÇOS

Analistas elevam pela 7ª vez previsão de inflação Investimentos estrangeiros diretos foram mantidos em US$ 40 bi Daniel Lima e Lourenço Melo

A

nalistas e investidores do mercado financei ro elevam pela sétima vez a estimativa de inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). De acordo com o boletim Focus, editado semanalmente pelo Banco Central, a estimativa de inflação subiu para 5,53% ante a expectativa anterior de 5,42%. Já a taxa de câmbio deve ficar em R$ 1,75 no final do ano. O mercado também estima uma taxa básica de juros de 12,25% ao ano e queda na dívida líquida do setor público para 39,30% em comparação ao Produto Interno Bruto (PIB). A expectativa para o crescimento da economia permaneceu inalterada em 4,5%. O mesmo aconteceu com a projeção da produção industrial que ficou estável em 5,02%.

No setor externo, são previstas melhorias no déficit em conta-corrente que passaria de US$ 67,49 bilhões para US$ 67 bilhões, com o saldo da balança comercial passando de US$ 9 bilhões para US$ 9,27 bilhões. Os investimentos estrangeiros diretos foram mantidos em US$ 40 bilhões. O boletim Focus destaca ainda que os preços administrados, regulados pelo governo, terão uma elevação de 4,4% em 2011.

ANÁLISE A demanda aquecida e a elevação dos preços estão entre os fatores que contribuem para a percepção de alta da inflação acima do centro da meta traçada pelo governo, segundo análise do vice-presidente da Ordem dos Economistas do Brasil e professor da Universidade de São Paulo (USP), Gilson de Lima Garófalo. Em en-

trevista à Agência Brasil, o economista comentou a edição desta semana do Boletim Focus, do Banco Central, que aponta a expectativa dos agentes do mercado para a manutenção, pela sétima vez seguida, da curva de alta dos preços internos. O professor Gilson Garófalo opina que o crescimento da economia vai ficar condicionado “não apenas a fatores internos, mas pode depender também da recuperação econômica internacional. O equilíbrio do gasto público, as despesas com custeio e os planos para investimentos são outros pontos sérios da pauta econômica do país”, aponta o professor. A elevação de salários nos poderes Legislativo e Judiciário poderão trazer efeitos negativos aos propósitos do próprio governo. Na área de investimentos ele disse que “falta um projeto orquestrado para o

crescimento, pois tudo no país tem sido feito por força de circunstâncias momentâneas”. O professor Ricardo Teixeira, da Coordenação de Gestão Financeira da Fundação Getulio Vargas (FGV), estima que já era previsível que a inflação ficaria acima do centro da meta do governo por causa da demanda aquecida. “Isso, agora, fica reforçado com as deficiências de abastecimento nas regiões metropolitanas, provocadas por problemas climáticos, decorrentes de seca ou do excesso de chuvas nas diversas regiões”. A justificativa, segundo ele, é que os itens de alimentação têm composição importante no cálculo dos preços ao consumidor. Teixeira vê a necessidade de “desaquecer a demanda para que o ano possa ser administrado sem sobressaltos”, embora reconheça o fator positivo sobre o emprego e a renda.

Atividade econômica terá aceleração no 1º semestre de 2011 O Indicador Serasa Experian de Perspectiva Econômica, divulgado nesta segunda-feira (24/01) cresceu 0,1% em novembro de 2010 frente ao mês imediatamente anterior, atingindo o valor de 100,9. Foi a sexta elevação mensal consecutiva deste indicador Como, por sua metodologia de construção, o indicador tem a propriedade de antever os movimentos cíclicos da atividade econômica com seis meses de antecedência, esta sequência de elevações mensais do Indicador Serasa Experian de Perspectiva Econômica em região superior ao nível 100

aponta que o ritmo do crescimento econômico tenderá a exibir uma trajetória de aceleração ao longo do primeiro semestre de 2011. Desta forma, as medidas de restrição ao crédito determinadas pelo Banco Central em dezembro último, o ciclo de elevação da taxa Selic e os esforços do governo federal em conter o avanço dos gastos públicos deverão produzir efeitos mais significativos, em termos de desaquecimento da economia, somente a partir do final do primeiro semestre deste ano, avaliam os economistas da Serasa Experian.

Produção de alimentos deve ser elevada em 40% em 20 anos

LUZ

Brasil fecha 2010 com aumento de 7,8% no consumo de energia elétrica, mostra EPE Vitor Abdala e Sabrina Craide

O consumo de energia elétrica no Brasil teve um aumento de 7,8% em 2010, em relação ao ano anterior. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (24/01) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia, foram consumidos 419.016 gigawattshora (GWh) no país, no ano passado. O aumento do consumo, segundo a EPE, foi puxado principalmente pela expansão do gasto de energia da indústria. Com um aumento de 10,6%, a indústria contribuiu com mais da metade do crescimento do consumo geral e superou os valores de 2008, período anterior à crise financeira internacional. Os setores residencial e comercial também mantiveram níveis elevados de crescimento no consumo, de acordo com a EPE. As residências tiveram um aumento de 6,3% e o setor de comércio e serviços, uma alta de 5,9% em re-

Da BBC Brasil

O aumento do consumo foi puxado principalmente pela expansão do gasto de energia da indústria

lação ao ano anterior.

NESTE ANO O consumo de energia elétrica no país deverá crescer 5,4% neste ano, de acordo com previsões da EPE. O pre-

sidente da instituição, Maurício Tolmasquim, explicou que a taxa de crescimento deste ano será menor do que a de 2010, porque em 2009 houve um baixo consumo, devido à crise econômica, e agora

o setor está voltando à normalidade. Para a indústria, o crescimento do consumo de energia em 2011 deverá ser de 5,3%, para as residências, de 5,2% e, para o comércio e serviços, de 7,3%.

Emprego na construção civil cai

IPC-S fica em 1,18% na 3ª prévia de janeiro

O nível de emprego formal na construção civil brasileira recuou 0,07% em novembro de 2010 em relação a outubro. As demissões no penúltimo mês do ano passado superaram em 2.069 o volume de contratações de trabalhadores para o setor. Os dados são da pesquisa realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com isso, o total de empregados formais na construção civil, que em outubro havia atingido novo recorde na série histórica, recuou para 2,860 milhões. No acumulado de 2010, o saldo de contratados ainda é bem positivo: são mais 403,6 mil trabalhadores (+16,43%) até novembro; em 12 meses, são mais 350 mil (+13,94%). O diretor de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, explica que “a queda do

Vinicius Konchinski

CMYK

Estudo enfatiza ainda a necessidade de mudanças na agricultura para que o aumento na produção não comprometa a sustentabilidade

nível de emprego em novembro é sazonal. Normalmente, nesta época do ano, a atividade da construção diminui, para ser retomada no início do ano seguinte”. Já o Estado de São Paulo, que mantinha em novembro 26,27% de todo o contingente de empregados formais na construção civil do país, registrou pequena alta de 0,1% no nível de emprego em novembro. No entanto, a elevação não foi suficiente para impedir a queda de 0,26% no estoque de empregos no setor da região Sudeste. O saldo positivo de São Paulo em novembro ficou em 762 trabalhadores. No ano, foram agregados mais 68,4 mil empregados formais (+10%) e em 12 meses, mais 59,6 mil (8,62%). Ao final de novembro, o setor superava os 751,4 mil empregados formais no Estado, recorde na série histórica.

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou variação de 1,18% em seu terceiro resultado parcial do mês de janeiro. A taxa é a maior verificada desde a primeira prévia de fevereiro de 2010, quando o IPC-S ficou em 1,33%. Esta parcial também é 0,12 ponto percentual maior do que a anterior (1,06%). A aceleração da inflação medida pelo índice foi causada, principalmente, pelo aumento dos preços da educação e dos transportes. O grupo educação, leitura e recreação do IPC-S foi o que apresentou maior alta nesta prévia. Foram 2,98%, ante os 2,43% verificados na prévia anterior – avanço de 0,55 ponto percentual. Só o preço dos cursos de ensino médio aumentou 6,20%. Já o grupo

transportes registrou variação de 2,08%, resultado 0,59 ponto percentual maior do que o da prévia passada (1,49%). A tarifa do ônibus urbano foi o item que mais contribuiu com a aceleração, com alta de 4,36% nesta prévia. Além dos dois grupos, despesas diversas (de 0,92% para 1,12%), habitação (de 0,22% para 0,24%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,50% para 0,52%) colaboraram para a aceleração do IPC-S. Já alimentação (de 1,69% para 1,64%) e vestuário (de 0,38% para 0,36%) tiveram alta menor do que a verificada na parcial anterior. O dados desta prévia do IPC-S foram coletados até o último dia 22. O índice é calculado com base em preços coletados em sete capitais do país: Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

A produção global de alimentos deve ser elevada, em pelo menos, 40% nas próximas duas décadas para evitar o aumento da fome global, indica o estudo britânico Foresight Report on Food and Farming Futures, divulgado nesta terça-feira (24/ 01). Os 400 especialistas envolvidos na elaboração do estudo demoraram dois anos para concluir a pesquisa em 35 países. O relatório elogia as políticas sociais adotadas pelo Brasil nos últimos anos. “A experiência brasileira dos últimos dez anos mostra que, se há vontade política, a pobreza e a fome podem ser diminuídas substancialmente”, afirma o texto. O estudo informa que se as políticas sociais não tivessem sido implementadas, a taxa de pobreza brasileira teria sido de 13% em vez de 8% durante o biênio 2004 e 2005. As políticas, de acordo com o estudo, seriam resultado da combinação de “lideranças fortes de dois presidentes sucessivos e uma forte sociedade civil”. Para isto, os cientistas recomendam não descartar uso de tecnologias como modifica-

ções genéticas, clonagem e nanotecnologia. O relatório britânico também recomenda mecanismos para que governos e produtores de alimentos prestem contas a respeito de seus progressos na redução da fome, no combate às mudanças climáticas, na degradação ambiental e no aumento da produção alimentícia. “Sabemos que nas próximas duas décadas a população chegará a cerca de 8,3 bilhões de pessoas”, disse John Beddington, um dos cientistas responsáveis pelo estudo. “Temos 20 anos para produzir cerca de 40% a mais de comida, 30% a mais de água potável e 50% a mais de energia.” O estudo enfatiza ainda a necessidade de mudanças na agricultura para que o aumento na produção não comprometa a sustentabilidade. Segundo os pesquisadores, não há “solução única” para o problema. A resolução deve ser o resultado do esforço conjunto em várias frentes, combinando o aumento da produção sustentável, de alimentos e energética, com as preocupações com mudanças climáticas.

Sistema de registro de exportações fica até março Wellton Máximo

Previsto para deixar de funcionar no dia 31 de janeiro, o Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) continuará em operação por mais um mês e meio. Portaria do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) prorrogou o prazo de funcionamento do atual sistema até 15 de março. Até lá, o Siscomex coexistirá com o Novoex, novo sistema que permite o registro das operações de comércio exterior por meio da internet e que está em vigor desde o dia 17 de novembro do ano passado. De acordo com o

MDIC, 34,7 mil operações de comércio exterior haviam sido registradas por meio do novo sistema até a primeira semana de janeiro. A portaria alterou ainda o cronograma de transição para a substituição do sistema antigo pelo novo. Desde o último dia 20, as exportações sujeitas a cotas só podem ser registradas no Novoex. Para as exportações do regime drawback (que isenta de impostos insumos importados para fabricação de produtos voltados exclusivamente à exportação), o registro pelo novo sistema só passa a ser obrigatório a partir de 1º de fevereiro.

25-01-11 Indústria&Comércio  

jornal, economia, negocios, aroldo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you