Page 1

Curitiba, quarta-feira, 22 DE janeiro de 2014 | Ano XXXViI | Edição nº 9038 | R$ 1,50

Indústria& Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Pedro Washington Repercussão pífia

Sem nenhuma repercussão maior, na medida em que representou mais um convescote entre o governador Beto Richa, devidamente acompanhado pelo senador Álvaro Dias, agora em paz com a cúpula do PSDB do Paraná com a definição de sua candidatura à reeleição ao Senado, e os seguidores do governo no PMDB, a comemoração meio forçada dos 30 anos das Diretas-Já, movimento que contribuiu para desestabilizar a revolução de 64, aconteceu sem surpresas. página

Cabral desonera em 50% o IPVA das empresas de ônibus O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, concedeu ontem (21/01) desoneração de 50% no Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores Terrestres (IPVA) a todas as empresas de ônibus do estado.

INDICADORES FINANCEIROS MERCADO À VISTA COTAÇÃO

COBRASMA PN CELPA PNA ENERGISA ON SULTEPA PN TECNOSOLO PN

Maiores QUEDAS

Volume de financiamento somou R$ 109,2 bi, que representa alta de 32% sobre o volume de 2012

| a2

Votações polêmicas na Câmara dos Deputados não devem ocorrer este ano As votações de projetos mais polêmicos como as reformas política e tributária não deverão ocorrer este ano na Câmara dos Deputados. Na opinião do vicepresidente da Casa, deputado André Vargas (PT-PR), o acúmulo de eventos de grande porte, como eleições e Copa do Mundo, prejudicará a análise de projetos que não sejam consensuais.

Maiores altas

Crédito imobiliário no país atinge valor recorde em 2013

0,05 1,00 3,09 1,22 0,07

Entre janeiro e dezembro de 2013 foram financiados 529,8 mil imóveis, 17% a mais que no ano anterior economia a3

População carcerária registra aumento de quase 30% em cinco anos

Nacional A5

Mercado Central é boa opção para compras

Valdecir Galor/SMCS

COTAÇÃO

LUPATECH ON NM INEPAR TEL ON FISET TUR CI FINAM CI * BAHEMA ON

0,69 0,17 0,20 0,07 4,81

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio PR), aponta queda no número de consumidores endividados no Estado.

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

MARFRIG ON NM BROOKFIELD ON NM CEMIG PN N1 GOL PN N2 QUALICORP ON NM

Maiores QUEDAS SID NACIONAL ON USIMINAS PNA N1 GAFISA ON NM BRADESPAR PN N1 VALE ON N1

Número de endividados cai em janeiro, aponta pesquisa

4,83 1,07 13,65 10,71 21,01

COTAÇÃO 12,50 12,70 3,35 21,11 31,01

negócios a4

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,2900

2,4500

Dólar comercial 2,3600

2,3615

Dólar paralelo 2,2973

2,2979

Euro

3,1974

3,1960

Ouro (Grama/R$): 93,40

Acesse a edição digital

Localizado dentro da Rua da Cidadania Matriz, o Mercado Central tem mais de 380 permissionários que oferecem produtos atrativos

www.icnews.com.br

geral a2

Editorial

Eleições e Copa conseguem “parar” o Congresso

A

Editais na página b3

CMYK

impressão de que 2014 será um ano de lentidão no Congresso Nacional não é apenas uma possibilidade sugerida pelos mais críticos. O Poder Legislativo, muito provavelmente, não se atreverá a votar assuntos polêmicos e difíceis de analisar, uma vez que o calendário terá dois eventos que vão puxar a atenção de todo o Brasil, inclusive da classe política - a Copa do Mundo e as eleições. A previsão foi dada ontem pelo próprio vice-presidente da Câmara dos Deputados, deputado André Vargas (PT-PR).

É

uma situação, sem dúvida, preocupante. Apesar de que, no fim das contas, é melhor deixar para tratar assuntos muito importantes em outro momento em que os políticos estarão mais “sossegados” e disponíveis, o fato é que, com isso, o país fica mais uma vez esperando definições em assuntos de suma importância para a vida da nação, como as reformas política e tributária. Saber que somente em 2015 a Câmara terá condições de analisar e votar tais matérias não traz uma sensação tão boa ao cidadão que vota e paga altos impostos.

Central de Atendimento: 41 3333.9800

Mais de 1,1 milhão de empregos foram criados em 2013 Na comparação entre dezembro do ano passado e dezembro de 2012, houve redução de postos.

Confecção paranaense ensina profissão a 500 detentas A experiência da empresa têxtil paranaense Lafort com mão de obra carcerária começou com cinco detentas, há cerca de três anos. Desde então passaram pela unidade no Presídio Feminino do Paraná aproximadamente 500 presas do regime fechado, que aprenderam o ofício de customizar peças de roupas femininas. Para a proprietária da empresa, Irit Czerny, atualmente toda empresa precisa agir em prol da responsabilidade socioambiental.

economia a3

e-mail: pauta@induscom.com.br

negócios a4


Geral/Curitiba

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 | Pág. A2 Mín.: 18° | Máx.: 31°

Para a quarta-feira as chances de chuvas aumentam no Paraná. O forte calor dos últimos dias persiste no entanto a umidade gradualmente aumenta em diferentes níveis da atmosfera o que traz uma expectativa de aumento da nebulosidade que podem causar eventos rápidos de chuvas nas diversas regiões do estado. fonte: www.simepar.br

prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Repercussão pífia

Sem nenhuma repercussão maior, na medida em que representou mais um convescote entre o governador Beto Richa, devidamente acompanhado pelo senador Álvaro Dias, agora em paz com a cúpula do PSDB do Paraná com a definição de sua candidatura à reeleição ao Senado, e os seguidores do governo no PMDB, a comemoração meio forçada dos 30 anos das Diretas-Já, movimento que contribuiu para desestabilizar a revolução de 64, aconteceu sem surpresas. A preocupação seria a presença do senador Roberto Requião que certamente provocaria mal–estar entre, pode-se dizer hoje, seus excompanheiros. Alguns que por sinal, não estariam onde estão, não tivessem se agarrado há tempos no então crescente prestígio do hoje quase rejeitado companheiro. Em realidade, a reunião, convocada para ser realizada na sede do PMDB, serviu para dar uma demonstração de força do grupo que hoje apóia Richa. Abstraindo-se algumas presenças de nomes que ainda defendem a candidatura própria de Requião ou de Orlando Pessuti, a presença dominante foi de peemedebistas governistas e funcionários convocados a marcarem presença. Um evento sem efeito algum. Até por que, embora Curitiba tenha sido a cidade-teste, desse evento (e de produtos) por sua característica de cidade fria (no caso pouco sociável), o movimento pró-Diretas só se consolidou depois da fantástica concentração de São Paulo com quase dois milhões de pessoas nas ruas. Inclusive, os bastidores do encontro curitibano mostram que alguns comparecimentos foram decididos à última hora, quando a inesperada presença popular já garantia o seu sucesso. Nomes nacionais como Ulisses Guimarães, Covas, Montoro, especialmente esses dois últimos que posteriormente se afastariam do PMDB, marcaram presença. Eles mudaram, revoltados com o fisiologismo que assolou o partido; o PMDB permaneceu o mesmo!

Importante...

Para quem construiu sua enorme aceitação em cima de medidas como a “faxina ética” que promoveu no ministério no primeiro ano de governo, botando para a rua nomes que haviam sido escolhidos por Lula, e mantidos inicialmente em seu governo, a postura da presidente Dilma nas mudanças que se anunciam no ministério, não lembra a da presidente que não transigia com as malfeitorias.

agricultores familiares

José Fernando Ogura/Vice-Governadoria

Previsão do tempo

Produtores são selecionados para fornecer merenda a escolas O montante de recursos quase 16 vezes maior que o investido em 2010 e 47% superior ao valor de 2013

A

Secretaria Estadual da Educação divulgou a lista de cooperativas e associações de pequenos produtores selecionadas para fornecer alimentos para a merenda escolar. Para este ano serão destinados R$ 47,5 milhões aos pequenos produtores rurais que atenderão 2.500 escolas da rede estadual, incluindo as de educação especial. O montante de recursos quase 16 vezes maior que o investido em 2010 e 47% superior

ao valor de 2013. Foram selecionadas 136 cooperativas em todo o Paraná. “Esses produtores participaram da chamada pública e atenderam aos requisitos exigidos pelo governo”, explicou a diretora de Infraestrutura e Logística da Secretaria da Educação, Márcia Stolarski.

FRUTAS E HORTALIÇAS

Participaram da chamada pública pequenos produtores para-

Foram selecionadas 136 cooperativas em todo o Paraná

naenses vinculados a cooperativas e associações de agricultores familiares. Durante o ano letivo de 2014 eles fornecerão para a merenda dos alunos frutas, sucos, hortaliças, leite, panificados, produtos de origem animal e alguns processados como mel, doces, geleias, arroz, feijão, canjica, fubá, macarrão e molho de tomate. A ampliação da oferta de frutas e hortaliças na alimentação escolar foi uma medida adotada pela Secre-

taria Estadual da Educação para contribuir com a geração de renda no campo e também para a saúde dos alunos. “Com mais frutas e hortaliças no cardápio, os alunos são incentivados a ter hábitos saudáveis na escola e também em casa. É uma ação importante para o enfrentamento do sobrepeso dos estudantes, além da melhorar a renda dos pequenos produtores rurais”, explicou Márcia.

...é a eleição

É justo!

À pergunta formulada sobre o salário do condenado Delúbio Soares, autorizado a trabalhar na CUT ganhando R$ 4,5 mil mensais que são retirados da contribuição obrigatória que cada funcionário de entidades ligadas à Central desconta, outra questão: cada preso custa em média R$ 2 mil reais por mês ao governo. Dinheiro bancado pelos meus, pelos seus impostos. Não seria justo que ele pagasse a sua “pensão”?

Novo julgamento

O ano eleitoral vai ser sacudido por mais um julgamento no STF, que pode ter repercussão quase idêntica ao que ocorreu em 2013: o assim chamado “mensalão tucano”, em função de ações ocorridas na tentativa de reeleição de Eduardo Azeredo, ao governo de Minas, em 1998. Denúncia acolhida em 2010. Em função dos nomes serem menos conhecidos a repercussão será menor; suficiente porém para esvaziar parcialmente os efeitos do “mensalão” do governo Lula.

Em choque

Especialista em frases apaziguadoras, reflexo talvez de sua formação como seminarista, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, a exemplo do que fizera em relação às manifestações de junho, recomenda: “Precisamos criar uma convivência com os rolezinhos”.

Cohab chama inscritos para novos apartamentos A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) está convocando famílias inscritas em seu cadastro, com renda entre R$ 1.601 e R$ 3.275, para oferta de apartamentos que serão construídos no bairro Cachoeira, região norte da cidade. O empreendimento a ser construído é o Residencial Santa Sofia, com 208 unidades. As famílias convocadas irão participar de reuniões informa-

tivas que acontecerão entre os dias 11 e 14 de fevereiro, às 9h às 14h30, na antiga sede da Cohab, no bairro do Batel (Rua Vicente Machado, 1.456). Durante as reuniões, os candidatos a imóveis irão receber informações sobre o empreendimento e sobre as condições de financiamento e, se aceitarem a oferta, poderão encaminhar documentação para aquisição de unidades.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Centro de Curitiba

Mercado Central é boa opção para compras Os curitibanos e até mesmo turistas que esperam ônibus diariamente na Praça Rui Barbosa, ou circulam pela região, podem aproveitar os produtos oferecidos pelo Mercado Central de Curitiba. Localizado dentro da Rua da Cidadania Matriz, o Mercado Central tem mais de 380 permissionários que oferecem produtos atrativos, com preços que variam de R$ 5 a R$ 200. São relógios digitais para criança, camisetas, bolsas, bonés, artesanato, acessórios, bijouterias, artigos para cozinha, serviços de gravação em metal e madeira. Há também lanchonetes, sorvetes e outras opções de alimentação. Simone Cristina Braz Poncheki mora na Barreirinha e foi até o Mercado Central comprar presentes. “Gosto daqui e venho sempre comprar algo, pois os preços são baratos” disse. Marcos José Mongelos Silva, de 50 anos, é comerciante desde

Valdecir Galor/SMCS

Aconselhada novamente por Lula, sua estratégia para manter o maior número possível de partidos apoiadores (leia-se minutos na TV) não condiz com sua fama inicial. O que vale é a força que o partido pode agregar à campanha. Outras qualidades, com ênfase especial à ética, não entram na avaliação. O importante é manter PT, PMDB, PR, PROS, PDS, PTB, PDT, PCB e PRB ao alcance do laço. Ao preço que cada um impuser.

Localizado dentro da Rua da Cidadania Matriz, o Mercado Central tem mais de 380 permissionários que oferecem produtos atrativos, com preços que variam de R$ 5 a R$ 200

1979 – foi relocado da antiga feira que funcionava no calçadão da Rui Barbosa, assim como a maioria dos comerciantes dali. “Trabalho com gravação em geral, de alianças e canecas”, conta Marcos. Artesanatos e produtos personalizados são os produtos oferecidos por

Cleuza Sandri Marques. “Estou há 34 anos no ramo e recebemos muitos turistas e pessoas que procuram produtos diferenciados, personalizados e com preços acessíveis” conta Cleuza, que representa os comerciantes na Comissão Técnica do Mercado Central. Ela tem dois filhos gradu-

ados e o apoio ao investimento dos estudos veio do trabalho diário como comerciante. O mesmo exemplo vem de outra comerciante, que produz em casa tudo que vende em seu espaço comercial. Nilcéia Doudat está desde 1997 no Mercado, quando abriu a Rua da Cidadania, vendendo artesanato infantil. Ela também trabalha há 22 anos na Feira do Largo da Ordem. “Amo o que faço. Do meu trabalho sai o sustento da casa, da faculdade dos dois filhos, um formado em Farmácia e outro em Nutrição” conta. A comerciante vende bonecas de pano e feltro, murais de madeira. Com duas sacolinhas na mão, andar lento e olhar atento nos produtos, a aposentada Ana Bueno do Espírito Santo, de 80 anos, mora no Uberaba e paquerava um chinelinho de pano. “Gosto de olhar os produtos aqui. Sempre levo uma lembrança, algo para a casa”, comentou Ana Bueno.

comércio

Argélia quer estreitar parcerias comerciais com o PR O governador Beto Richa recebeu ontem (21), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o embaixador da Argélia no Brasil, Djamel Bennaoum. Eles conversaram sobre a possibilidade de estreitar parcerias comerciais entre o Paraná e o país africano. “Temos interesse em fortalecer a cooperação econômica e trocar experiências no agronegócio. O Paraná é hoje um dos maiores

parceiros da Argélia na América”, disse o embaixador. Ele estima que mais de US$ 4 bilhões sejam movimentados pelo comércio entre os dois estados. Essa é a terceira viagem oficial do embaixador ao Paraná desde que assumiu a função. “O Paraná vive o maior ciclo industrial da sua história. Esperamos melhorar nossas relações com a Argélia, que

é um dos mais importantes países africanos”, afirmou Richa. Outro assunto discutido no encontro foi o jogo que a seleção argeliana fará em Curitiba durante a Copa do Mundo de 2014. “Conte com nosso apoio em tudo que precisarem. O governo estadual fará de tudo para que os torcedores e os jogadores da Argélia se sintam em casa”, disse o governador ao

embaixador. Richa afirmou que a expectativa é que Curitiba tenha a melhor organização durante o evento. “Temos em Curitiba uma excelente infraestrutura hoteleira e um transporte público referência mundial”, destacou. A expectativa do embaixador é que durante a Copa do Mundo cerca de três mil torcedores argelinos venham ao Brasil.

Novos equipamentos aumentam produtividade em usina ambiental A instalação de uma prensa semiautomática e uma esteira transportadora para a compactação dos resíduos recicláveis que chegam até a Unidade de Valorização de Recicláveis (UVR), localizada em Campo Magro - Região Metropolitana de Curitiba -, fez aumentar o volume de materiais compactados e diminuir o tempo utilizado para a realização do trabalho. Enquanto as antigas prensas demoravam até 40 minutos para prensar um único fardo de materiais (diferentes tipos de plástico e papéis), com cerca de 500 quilos cada, o novo equipamento leva em média sete minutos para fazer o mesmo trabalho. “Isso nos permite compactar em média quatro toneladas a cada hora, quando com o equipamento antigo

demorávamos cerca de quatro horas para fazer o mesmo volume”, diz João Vitor Ciesielski, coordenador da UVR. Os equipamentos, adquiridos pelo Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC), gestor da unidade, começaram a funcionar em novembro e desde então têm contribuído para o aumento na produção dos fardos vendidos para a indústria recicladora. Além de otimizar o tempo e evitar repetições, a qualidade do trabalho aumentou. “A UVR funciona há 24 anos e é a primeira vez que recebe grandes investimentos para a melhoria do fluxo de trabalho. Curitiba cresceu e sua população também e com isso houve o aumento no volume de resíduos gerados.


economia

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 | Pág. A3

habitação

Crédito imobiliário no país atinge recorde em 2013 Volume de financiamento somou R$ 109,2 bi, o que representa alta de 32% O crédito imobiliário atingiu novo recorde em 2013 com volume de financiamento em R$ 109,2 bilhões, o que representa alta de 32% sobre o volume de 2012. Os dados foram divulgados ontem (21/01) pela Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) e o avanço superou em duas vezes o projetado pela entidade no início do ano passado (15%). Na avaliação do presidente da Abecip, Octávio de Lazari Júnior, o bom desempenho foi obtido pela manutenção do emprego e renda do trabalhador, além da maior oferta de crédito. Ele prevê que o Brasil vai continuar tendo capacidade de gerar crédito imobiliário e projeta que o volume vá praticamente dobrar, nos próximos 5 anos, passando dos atuais 8% do PIB para 15%. Os dados da Abecip também indicam que a captação líquida das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiu R$ 54,3 bilhões com aumento de 46%, na comparação com 2012. Já o saldo cresceu 20%, alcançando R$ 467 bilhões. Entre janeiro e dezembro de 2013 foram financiados 529,8 mil imóveis, 17% a mais que no ano anterior.

Vendas de materiais de construção crescem 3% em 2013 O faturamento com as vendas de materiais de construção no mercado interno cresceu 3% em 2013, na comparação com o ano anterior, segundo levantamento divulgado ontem (21/01) pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). O resultado de dezembro, no entanto, apresentou queda de 6,1% em relação ao mesmo período de 2012. Na comparação com novembro, o recuo é ainda maior, com variação negativa de 16,1%. As vendas no ano passado ficaram abaixo da previsão feita pela entidade, que apontava perspectiva de crescimento de 4%. A Abramat esperava uma recuperação do setor no último mês do ano, mas o movimento foi inverso. O resultado ruim de dezembro reverteu a tendência de elevação que era observada desde a metade do primeiro semestre. Para este ano, a estimativa é de um acréscimo de 4,5% nas vendas. De acordo com a associação, essa previsão tem como parâmetros a manutenção e a ampliação dos estímulos do governo federal ao consumo no varejo, a recuperação “mais vigorosa” do segmento imobiliário e a aceleração das obras de infraestrutura. Em relação aos itens básicos, o faturamento apresentou crescimento de 1,2% no ano passado, na comparação com 2012. Em dezembro, por outro lado, houve queda de 8,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. O nível de emprego nas indústrias de materiais básicos caiu 2% no último mês de 2013. O faturamento com as vendas dos materiais de acabamento também teve variação positiva em 2013, com 6,2% de acréscimo em relação ao ano anterior. O resultado de dezembro, no entanto, foi negativo, com taxa de -1,1% ante igual período de 2012. O nível de emprego nesse segmento cresceu 3,1% na comparação anual.

Mais de 500 mil imóveis foram financiados no ano passado

Seus Ativos Copa e Olimpíadas são responsáveis por inflação Em meados de junho, o Brasil sediará o maior campeonato de futebol do mundo. Dois anos depois, no início de agosto de 2016, o país será o anfitrião do maior evento internacional multiesportivo. Copa do Mundo e Olimpíadas, dois megaeventos em um curto intervalo de tempo, trarão impactos econômicos, principalmente relacionados aos efeitos inflacionários. No Boletim Macro IBRE de janeiro, os economistas Salomão Quadros e André Braz ressaltaram a noção de que o chamado “efeito copa” não é neutro para a inflação anual. “Embora o efeito dos megaeventos não seja permanente - ou seja, o impacto sobre a inflação vai crescer, mas depois vai recuar - o período em que isso vai acontecer é superior a um ano. Para a inflação de 2014 é como se o efeito fosse permanente.”, afirma Quadros. (Fonte: IBRE/FVG)

Eduardo Amatuzzi/COHAB

Economia brasileira cresce menos

O Fundo Monetário Internacional (FMI) promoveu uma nova rodada de redução das projeções de crescimento para o Brasil, estimando taxas de expansão inferiores às da economia global para o período entre 2013 e 2015. Em documento divulgado nesta terça-feira, o Fundo diminuiu de 2,5% para 2,3% o avanço previsto para este ano e de 3,2% para 2,8% o esperado para o ano que vem, abaixo dos 3,7% e 3,9% estimados para a economia mundial. A previsão para o avanço do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no ano passado também foi ligeiramente reduzida, de 2,5% para 2,3%, inferior aos 3% projetados para a economia global. (Fonte: Valor Econômico)

Geração de empregos em 2013 cai

O Brasil criou 1.117.717 postos de trabalho com carteira assinada em 2013, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira. O número representa uma queda de 14% na comparação com o total de 1.301.842 empregos criados em 2012 – na série ajustada até novembro, incorporando dados apresentados pelas empresas com atraso – e é o pior resultado em 10 anos. O Ministério do Trabalho ressaltou que, apesar da desaceleração, o mercado de trabalho formal apresentou, pelo quinto mês consecutivo (de agosto a dezembro), maio dinamismo frente ao mesmo período de 2012. (Fonte: O Globo) A maior parte dos desembolsos (R$ 76,9 bi) destinou-se à compra da casa própria cuja demanda aumentou 41%

Mais de meio milhão de imóveis foram financiados em 2013 com recursos atrelados à movimentação financeira do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) que levaram a um recorde do crédito imobiliário no valor de R$ 109,2 bilhões – 32% acima do montante alcançado em 2012. No ano anterior, o volume cresceu 3,6% e atingiu R$ 82,8 bilhões. A maior parte dos desembolsos (R$ 76,9 bilhões) destinou-se à compra da casa própria cuja demanda aumentou 41%. Cerca de um terço do total (R$ 32,2 bilhões) refere-se ao custeio de construção de imóveis, 15% a mais que no ano anterior. O número de unidades financiadas no período de janeiro a dezembro de 2013 cresceu 17%, somando 529,8 mil, ante 453,2 mil, em 2012. Apenas em dezembro último, houve expansão dos desembolsos de 7% com a liberação de crédito para aquisição de 50,9 mil imóveis. Os dados foram divulgados ontem (21/01) pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) que projeta para 2014 alta entre 15% e 20% nos

desembolsos. A oferta está diretamente ligada à captação líquida das cadernetas de poupança que também atingiu o maior volume histórico (R$ 54,3 bilhões) ou 46% a mais do que em 2012, elevando o saldo em 20%, para R$ 467 bilhões. O presidente da entidade, Octávio de Lazari Júnior, atribuiu o bom desempenho do setor à manutenção do emprego e renda associada à queda na inadimplência, maior confiança do consumidor em sua capacidade de honrar pagamentos e ainda à oferta de crédito com juros mais baixos em relação às demais modalidades de empréstimos. A tendência, segundo prevê a Abecip, é que o setor continue aquecido, embora com crescimento mais lento. Ele justificou que o segmento envolve empreendimentos de longo prazo e que, no ano passado, houve uma concentração de entrega de imóveis. Para quem vem adiando a compra por causa dos preços elevados dos imóveis, o executivo alerta que em 2014, a valorização deve acompanhar a inflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao

Consumidor Amplo, o IPCA. Para Lazari Júnior, além da lei da oferta e procura, as cotações tiveram a interferência de valores agregados como áreas de convivência, com piscinas, quadras de esportes entre outras benfeitorias. “O mercado não vive uma bolha porque o brasileiro por natureza compra o imóvel para morar e a maior parte troca a despesa de aluguel por uma despesa de financiamento de imóvel”, esclareceu Octávio. Segundo ele, em média os mutuários amortizam a dívida com uma entrada equivalente a 35% do valor do imóvel e por isso a inadimplência é baixa no setor – em torno de 1,8%. O executivo acrescentou que os agentes financeiros sempre ficam atentos para evitar riscos como os que afetaram as economias dos Estados Unidos e de países europeus e acenou para a possibilidade de praticamente dobrar a oferta de crédito imobiliário no Brasil nos próximos cinco anos, passando dos atuais 8,1% do Produto Interno Bruto (soma das riquezas geradas no país) para algo em torno de 15%.

Mais de 1,1 milhão de empregos foram criados em 2013 Mais de 1,1 milhão de empregos formais foram gerados no país no ano passado. Segundo os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem (21/01) pelo Ministério do Trabalho, 1.117.171 de empregos formais foram criados em 2013. Durante o ano, foram admitidos 22.092.164 trabalhadores e desligados, 20.974.993. O resultado é inferior ao registrado em 2012, ano que foram gerados 1.301.842 empregos.

No ano passado, a criação de postos de trabalho no setor de serviços aumentou 3,37% (+546.917 vagas) na comparação com o ano anterior. No setor de comércio, houve crescimento de 3,36% (+301.095 vagas) e, na construção civil, de 3,44% (+107.024 vagas). Serviços, comércio e construção civil foram os setores com maior aumento de postos de trabalho em valores relativos. Na comparação entre dezembro do ano passado e dezembro de

2012, houve redução de 449.444 postos de trabalho. Segundo o Ministério do Trabalho, esse declínio é devido ao período de entressafra agrícola, ao fim do ciclo escolar e a fatores climáticos. O ministro do Trabalho, Manoel Dias, se mostra otimista para 2014. Para ele, a melhora nos salários e aquecimento do mercado vão estimular um maior consumo. Ele espera uma geração de empregos entre 1,4 e 1,5 milhão neste ano.

Inadimplência em 2013 caiu pela primeira vez em 14 anos O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor teve queda de 2%, no ano passado, em comparação ao registrado em 2012. Foi a primeira redução no acumulado do ano da série histórica, pesquisada desde 2000 pela empresa de consultoria Serasa Experian. Só no último mês do ano, houve recuo de 6,5% em relação a dezembro de 2012, na sétima diminuição seguida. Para os economistas da Serasa Experian, o que levou a esse resultado foi a “manutenção de baixas taxas de desemprego ao longo de 2013, o maior rigor na concessão de crédito pelas instituições financeiras e a maior

preocupação dos consumidores em quitar dívidas em vez de assumir novos financiamentos”. A maior queda na inadimplência ocorreu em relação aos cheques sem fundo (9,4%) sobre o ano anterior. Em seguida, aparecem as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financiamentos, carnês e serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água) com volume 4,8% menor. Já os débitos com os bancos tiveram aumento da inadimplência de 0,6%, e os títulos protestados, alta de 5,8%. Na comparação de dezembro sobre o mês anterior, os atrasos com mais de 90 dias subiram 2,7%, as dí-

vidas não bancárias 6,9% e os cheques sem fundos 4%. No mesmo período, ocorreu declínio de 1,2% nas dívidas com os bancos e de 6,1% nos títulos protestados. Também caiu em 4,5% o valor médio dos títulos protestados no fechamento do ano (R$ 1.387,24) e das dívidas não bancárias em 2,3% com R$ 315,12. Em sentido oposto, aumentou em 7,9% o valor médio dos débitos não quitados no prazo em relação aos cheques sem fundos (R$ 1.645,91) e permaneceu estável o registrado nas dívidas com os bancos, que passou de R$ 1.310,31 para R$ 1.309,87.

Índices e Indicadores econômicos Movimentação diária Informações de 21 de janeiro de 2014 Maiores Altas do Índice Bovespa Descrição MRFG3-Marfrig ON NM (VST) QUAL3-Qualicorp ON NM (VST) CMIG4-Cemig PN N1 (VST) BBDC4-Bradesco PN N1 (VST) VIVT4-Telef Brasil PN (VST)

Var. % 4,28 1,99 1,65 1,48 1,36

Últ. Neg. Hora Data R$ 4,87 6223 17:59 21/01 R$ 21,01 5866 17:59 21/01 R$ 13,53 15638 17:59 21/01 R$ 27,40 13778 17:59 21/01 R$ 46,64 3318 17:59 21/01

Maiores Baixas do Índice Bovespa Descrição CSNA3-Sid Nacional ON (VST) USIM5-Usiminas PNA N1 (VST) GFSA3-Gafisa ON NM (VST) PDGR3-Pdg Realt ON NM (VST) BRAP4-Bradespar PN N1 (VST)

Var. % 7,23 6,38 3,70 3,29 3,07

Últ. Neg. Hora Data R$ 12,69 18439 17:59 21/01 R$ 12,76 16574 17:59 21/01 R$ 3,38 4487 17:59 21/01 R$ 1,76 7775 17:59 21/01 R$ 21,13 4668 17:59 21/01

Ações Mais Negociadas do Índice Bovespa Ações mais negociadas do Índice VALE5-Vale PNA N1 (VST) ITUB4-ItauUnibanco PN N1 (VST) PETR4-Petrobras PN (VST) BBDC4-Bradesco PN N1 (VST) GGBR4-Gerdau PN N1 (VST)

Volume em R$ R$ 6.295.505,00 R$ 3.103.366,00 R$ 2.834.131,00 R$ 1.691.188,00 R$ 1.620.638,00

Índices Brasil

Descrição IBOV Ibovespa INDG14 Ibovespa Futuro IBXX IBRX Brasil IBXL IBRX 50 IEEX Índice de Energia Elétrica IGCX Índice de Governança INDX Índice do Setor Industrial ISEE Índice de Sustentabilidade

Índices América

Descrição DJI Índice Dow Jones CCO Índice Nasdaq Composite NDX Índice Nasdaq 100 S5S Índice S&P 500 IBMEX Índice IPC - México IBBS Índice Merval - Argentina INST&GB Índice IGPA - Chile INVZ&GB Índice IBC - Venezuela

Var.% -0,33 -0,40 -0,17 -0,18 -0,18 -0,39 -0,83 -0,41

Fech. Hora Data 48.708,41 17:07 21/01 48.900,00 16:56 21/01 19.966,77 16:57 21/01 8.136,43 16:57 21/01 25.489,83 16:57 21/01 7.346,05 16:57 21/01 11.898,46 16:57 21/01 2.326,31 16:54 21/01

Var.% -0,26 0,53 0,56 0,22 -0,55 -1,66 0,07 0,65

Fech. Hora Data 16.458,56 13:57 17/01 4.197,58 13:52 17/01 3.591,25 13:52 17/01 1.838,70 13:56 17/01 41.976,37 13:00 20/01 5.919,39 14:00 20/01 18.183,68 13:53 20/01 2.790,80 11:49 20/01

Dólar

Comercial

Euro

Comercial

DIA Compra 17/jan R$ 2,347 20/jan R$ 2,336 21/jan R$ 2,359

DIA Compra 17/jan R$ 3,204 20/jan R$ 3,164 21/jan R$ 3,164

Paralelo

Venda Compra R$ 2,349 R$ 2,240 R$ 2,338 R$ 2,240 R$ 2,361 R$ 2,240 Venda. R$ 3,205 R$ 3,165 R$ 3,165

.

Venda R$ 2,530 R$ 2,490 R$ 2,490 .

Ouro - Ouro Spot - BMF (250g) DIA Compra Hora Data 17/jan R$ 94,50 20/jan R$ 94,00 21/jan R$ 94,00 16:48:41 21/01 Risco País

Descrição Ult. Embi+/ JP Morgan 241,00

% Var. -2,82

Fech. Hora Data 248,00 16:06 21/01

INDICADORES / MÊS

out/13 nov/13 dez/13 jan/14 Ano Poupança antiga (1) (%) 0,5925 0,5208 0,5496 0,6132 0,61 Poupança (2) (%) 0,5925 0,5208 0,5496 0,6132 0,61 TR* (%) 0,092 0,0207 0,0494 0,1126 0,11 TJLP (%) 0,42 0,41 0,42 0,42 0,42 FGTS (3) (%) 0,3389 0,2674 0,2961 0,3595 0,36 Débitos Fed ** Selic (4) (%) 0,81 0,72 0,79 0,83 0,83 DI Over (5) (%) 0,8 0,78 ----- UPC *** (R$) 22,32 22,32 22,32 22,36 0,18 UFESP (R$) 19,37 19,37 19,37 20,14 FCA / SP (R$) 1,869 1,869 1,869 1,9619 UFM (R$) 115 115 115 120,69 Salário Mínimo (R$) 678 678 678 724 6,78 Salário Mínimo SP (6) (R$) 755 755 755 810 ---- UFIR (7)

12 meses 6,49 6,03 0,3 5,07 3,31 8,47 ----0,22 18,44 1,6994 108,66 6,78 -------

INFLAÇÃO

REFERÊNCIA ATUALIZADA: JANEIRO/ 2014 ÍNDICES INPC / IBGE (%) (%) IPCA / IBGE (%) (%) IPCA Esp / IBGE (%) (%) ICV / DIEESE (%) (%) IPC / FIPE (%) (%) ClasMéd/Ordem (%) (%) IGP-DI / FGV (%) (%) IPA -DI / FGV (%) (%) IPC-DI / FGV (%) (%) INCC-DI / FGV (%) (%) IGP-M / FGV (%) (%) IPA-M / FGV (%) (%) IPC-M / FGV (%) (%) INCC-M / FGV (%) CUB-Sinduscon (%) INPC / IBGE (%) (%) IPCA / IBGE (%) (%) IPCA Esp / IBGE (%) (%) ICV / DIEESE (%) (%) IPC / FIPE (%) (%) ClasMéd/Ordem (%) (%) IGP-DI / FGV (%) (%) IPA -DI / FGV (%) (%) IPC-DI / FGV (%) (%) INCC-DI / FGV (%) (%) IGP-M / FGV (%) (%) IPA-M / FGV (%) (%) IPC-M / FGV (%) (%) INCC-M / FGV (%) CUB-Sinduscon (%)

abr/13 0,59 0,55 0,51 0,31 0,28 0,3 -0,06 -0,39 0,52 0,74 0,15 -0,12 0,6 0,84 0,18 set/13 0,27 0,35 0,27 0,24 0,25 0,36 1,36 1,9 0,3 0,43 1,5 2,11 0,27 0,43 0,12

Edição: Odailson Elmar Spada

mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 0,35 0,28 -0,13 0,16 0,37 0,26 0,03 0,24 0,46 0,38 0,07 0,16 0,61 0,34 0,09 0,09 0,1 0,32 -0,13 0,22 0,27 0,21 0,17 0,38 0,32 0,76 0,14 0,46 0,01 0,85 0,28 0,58 0,32 0,35 -0,17 0,20 2,25 1,15 0,48 0,31 0 0,75 0,26 0,15 -0,3 0,68 0,30 0,14 0,33 0,39 -0,07 0,09 1,24 1,96 0,73 0,31 4,44 1,39 0,32 0,16 out/13 nov/13 dez/13 12meses 0,61 0,54 0,72 5,56 0,57 0,54 0,92 5,91 0,48 0,57 0,75 5,85 0,64 0,45 0,44 6,04 0,48 0,46 0,65 3,88 0,5 0,5 5,35 0,63 0,28 0,69 5,52 0,71 0,12 0,78 5,07 0,55 0,68 0,69 5,63 0,26 0,35 0,10 8,09 0,86 0,29 0,60 5,51 1,09 0,17 0,63 5,12 0,43 0,65 0,69 5,51 0,33 0,27 0,22 8,05 0,17 0,09 0,06 7,30 Fontes: Folha Online/Valor Econômico/CMA/Empresário Online


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 | Pág. A4

CONSUMO AVISO DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA N 008.14 Objeto: Execução de obras de melhorias das instalações elétricas dos Boosters 1 e 2 e Centro de Reservação do Bairro Alto do Sistema de Abastecimento de Água da cidade de Curitiba, conforme detalhado nos anexos do edital. Recursos: Próprios. Preço Máximo Admitido: R$ 197.982,88. Disponibilidade do Edital: de 23/1/2014 até às 17h15 de 24/2/2014. Abertura da Licitação: 15h do dia 25/2/2014. Informações complementares: Podem ser obtidas na Sanepar à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 - Curitiba/PR, Fones (41)3330-3910/3330-3128 ou Fax (41)33303174/3330-3200, ou pelo site http://licitacao.sanepar.com.br/. João Martinho Cleto Reis Junior - Diretor Administrativo em Exercício ATLETAS BRASILEIROS S.A CNPJ/MF nº 12.610.165/0001-64 NIRE: 41.300.080.011 (“Companhia Aberta”) EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Ficam convocados os Senhores Acionistas para se reunirem em Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 04 de fevereiro de 2014, às 19:00,na sede social da Companhia, na Avenida Presidente Kennedy, 2.237, bairro Água Verde, CuritibaPR, CEP 80.610-010, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: (i) Correção de redação do item 3.4 do Estatuto Social. Os acionistas deverão apresentar à Companhia, com no mínimo 48 (quarenta e oito) horas de antecedência, os seguintes documentos:a) documento de identidade e/ou atos societários pertinentes que comprovem a representação legal, conforme o caso;b) comprovante expedido pela instituição escrituradora, no máximo 3 (três) dias antes da data da realização da Assembleia Geral, com o número de ações da Companhia de sua titularidade; e c) instrumento de mandato com reconhecimento de firma do outorgante, se for o caso. Nos termos da Lei nº 6.404/76 e, ainda, de acordo com o artigo 6º e seguintes da Instrução CVM nº 481/2009, encontram-se à disposição dos Senhores Acionistas, na sede da Companhia e na página da internetda Companhia (www.atletasbrasileiros. com) e da Comissão de Valores Mobiliários (www.cvm.gov.br), os documentos pertinentes às matérias que serão deliberadas na Assembleia Geral Extraordinária. Curitiba, 21 de janeiro de 2014. SERGIO RENATO SINHORI Presidente do Conselho de Administração

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N 1021.14 Objeto: Serviços de fornecimento de coffee break. Limite de Acolhimento de Propostas: 04/02/14 às 09h. Data da Disputa de Preços: 04/02/14 às 14h por meio de sistema eletrônico no site http: //www.licitacoes-e.com.br. Preço Máximo: R$ 37.500,00. AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N 1022.14 Objeto: Serviços de treinamento em Windows 8 Professional. Limite de Acolhimento de Propostas: 04/02/14 às 09h. Data da Disputa de Preços: 04/02/14 às 15h por meio de sistema eletrônico no site http: //www.licitacoes-e.com.br. Preço Máximo: R$ 143.880,00. Informações Complementares: Podem ser obtidas na Sanepar, à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 – Curitiba/PR, Fones (41) 3330-3910 / 3330-3128 ou Fax (41) 3330-3901/ 3330-3200, ou no site acima mencionado. EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 5051063-59.2012.404.7000/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF EXECUTADO : CARLOS APARECIDO DE FREITAS : ELIETE TEREZINHA GONCALVES DE ALMEIDA EDITAL N.º 7849952 PRAZO: 20 (VINTE) DIAS A DRA. TANI MARIA WURSTER, MMª. Juíza Federal Substituta da 1ª Vara, na forma da lei, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que, perante este Juízo, localizado na Av. Anita Garibaldi, 888 - 4a. andar, Curitiba/PR, tramitam os autos em epígrafe, nos quais constam que os requeridos encontram-se em lugar incerto e não sabido, pelo presente Edital, com prazo supra, que será publicado na forma da lei e afixado na sede deste Juízo, ficam CITADOS, nos termos abaixo descritos: REQUERIDOS: ELIETE TEREZINHA GONCALVES DE ALMEIDA (CPF: 74567101987) OBJETO: CITAÇÃO dos requeridos para, no prazo de 3(três) dias, efetuar o pagamento da quantia de R$ 27.957,34 (VINTE E SETE MIL E NOVECENTOS E CINQÜENTA E SETE REAIS E TRINTA E QUATRO CENTAVOS), atualizados para 23/11/2012 (ev. 9 - anexo 2), mais acréscimos legais, ou nomear bens, sob pena de Penhora ou Arresto em tantos quantos bastem para garantir a dívida, nos termos do art. 652 e seguintes do CPC, para pagamento do principal, custas processuais e honorários advocatícios, arbitrados em 10% (dez por cento) do valor do débito para pronto pagamento. No caso de integral pagamento no prazo de três dias a verba honorária será reduzida pela metade. Tudo em conformidade com a decisão do evento 11, a teor do disposto nos arts. 232 do CPC, e para que não alegue ignorância, mandou a MMª. Juíza Federal expedir o presente edital, na forma da lei. A íntegra do processo eletrônico poderá ser acessada em https://eproc.jfpr. jus.br/eprocV2/, menu consulta pública -> Justiça Comum/JEF V2, chave do processo 247960859712. Nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, 03 de dezembro de 2013. Eu, Waldemar Gomes Ferreira Jr., Diretor de Secretaria e.e., o conferi. Tani Maria Wurster Juíza Federal Substituta EDITAL DE PROCLAMAS Cartório Distrital da Barreirinha JOAQUIM VIEIRA MACIEL - Titular Av. Anita Garibaldi ,1250 – Ahú – Fone (41) 3352-3002/3254-8424/3252-3605 Faço saber que pretendem casar-se e apresentarem documentos exigidos pelo artigo 1525, incisos I, III e IV; I, III,IV e V do Código Civil Brasileiro em vigência, os contraentes: 01 - LUIZ FABIANO DALDEGAN e MARIANE FALCADE DOS SANTOS; 02 - RAFAEL LEANDRO MILEKI e BRUNA BALBINOTTI; 03 - EDSON LUIS BISCAIA DE CHAVES e LOUISE FERNANDA SANTOS; 04 - OSVALDO LUIZ PIRES LIPPI GOIS e ÉVELIN BUENO AMARAL; 05 - LUIS ROBERTO MENDES e MARIA APARECIDA CORDOVA PASSOS; 06 - JEAN CARLO DA SILVA e CAROLINE BORGES DE FREITAS; 07 - NARBAL LARA DE BRITO e MARIA DA LUZ DE BRITO; 08 - GILMAR TABORDA DA CRUZ e LOURDES SANTO DA SILVA; 09 - RODRIGO OTAVIO DE FARIA e SIMONE MARIA MALQUEVICZ PAIVA; 10 - ADRIANO KUCZYNSKI e CAMILA DO CARMO ROLIM; 11 - LUIZ ALVES GUIMARÃES NETO e CINTIA APARECIDA VIESENTEINER; 12 - CLEBER LUIZ DE MENESES RAMOS e RENATA DEL VIGNA; 13 - JULIO CEZAR PIRES ENZ e VIVIAN CHAMORRA QUEVEDO; 14 - RAFAEL PEREIRA e THAIS SCHLACHIAK; 15 - RAPHAEL FELIPE RIBEIRO e LUCIANA AMARAL DIAS DOS SANTOS; 16 - LAURO JOSÉ MOSKO e VANESSA CRISTINA VIEIRA; Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 21 DE JANEIRO de 2014 4º Serviço de Registro Civil de Pessoas Naturais e 16º Serviço Notarial da Comarca de Curitiba/PR. ADILSON TABORDA - Titular Rua Voluntários da Pátria, 233, loja 06, Centro – Curitiba-PR fone: 3233-2444 Faço saber que pretendem casar-se: 01 – GERALD LYNN LEAKE JUNIOR E EVELINE CRISTINA MAIA; 02 - CARLOS ROBERTO FABRO FILHO E ANA LUIZA DE MELO RODRIGUES; 03 - RODRIGO OTAVIO KOST E ROSALY BUSTELO SAAD; 04 - JORGE ALBERTO DIAZ GRANADOS MARQUEZ E RAPHAELA DA SILVEIRA GUIMARÃES; 05 - FABRICIO NICOLETTI E MARIA CLAUDIA VERNIZZE; 06 - CARLOS ROBERTO MENDES E CAROLINE DAL PIZZOL; 07 - MAURICIO SANTOS OLIVEIRA E VANESSA QUILES; 08 - URS FELIX SPIESS E LUCIANE SUMAN BRITO. Se alguém souber de algum impedimento oponha-o na forma da lei, no prazo de quinze (15) dias. Este será afixado no lugar de costume e publicado na imprensa local. Curitiba, 21 de janeiro de 2014. Adilson Taborda Agente Delegado CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar: 1- PAULO SÉRGIO TEODORO com TATIELY CRISTINE VALASCHENSKI; 2- EDEVANDRO BUGES MEDEIROS com DAIANE DE FÁTIMA PALHANO DE SOUZA; 3- JOSÉ DOS SANTOS com ANA PAULA DA SILVA; 4- ROGÉRIO DA SILVA SOARES com VALDIRENE CORREIA PALHANO; 5- FRANK KANEHICO SUSAKI FILHO com JAÍNA DIAS DE OLIVEIRA; 6- JORGE ALBERTO DIAZ GRANADOS MARQUEZ com RAPHAELA DA SILVEIRA GUIMARÃES; 7- GUSTAVO LUIZ SIMIANER PROCAT com KELLI VANESSA LAZARINI; 8- EDSON ALTIVIR MURARO JUNIOR com KAWANE PRISCILLE DE SOUZA CAETANO; 9- ARTHUR PEDRONI COSTENARO com VANIA RIBEIRO DOS SANTOS; 10- VALTER NOVAIS DOS ANJOS com ROSÂNGELA DA CRUZ; 11- CARLOS ALBERTO HAUER DE OLIVEIRA com CAMILA DA COSTA ALBUQUERQUE. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias.

Número de endividados cai em janeiro, aponta pesquisa Janeiro de 2014 apresenta número menor de endividados do que janeiro de 2013

A

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio PR), aponta queda no número de consumidores endividados no Estado. Em janeiro de 2013, 86,4% das famílias estavam endividadas e em janeiro de 2014 o percentual caiu para 84,9%. Em contrapartida, houve crescimento de pessoas com contas em atraso, que foi de 22,2% em janeiro de 2013 para 24,7% em janeiro deste ano. O índice de consumidores que revelaram que não terão condições de quitar suas dívidas também apresentou aumento e representa 9,2% dos entrevistados, ante os 8,6% em janeiro do ano passado. O cartão de crédito concentra a maior parte das dívidas dos paranaenses, com 60,3%. Em seguida vem o financiamento de veículos, com 15,4%, e o financiamento imobiliário, com 10,6%. Contrariando a média anual nacional que apontou 7,5% de crescimento no número de endividados em 2013, o Paraná apresentou estabilidade na média dos consumidores que contraíram algum tipo de crédito no ano passado. Em 2012, 88,2% dos parana-

Em janeiro de 2013, 86,4% das famílias estavam endividadas e em janeiro de 2014 o percentual caiu para 84,9%

enses estavam endividados e em 2013 a média caiu para 87,37%. A variação de -0,83% mostra que o Paraná teve uma leve redução no volume de consumidores com débitos, mas ainda possui o maior índice de endividados do país. O Estado conta com 24,87% a mais de consumidores com dívidas do que a média nacional, que apresentou

percentual de 62,5%. Sob a ótica da Fecomércio PR, o alto índice de endividamento não é algo negativo, pelo contrário. O Paraná é um Estado próspero, cuja população possui capacidade financeira e tem a confiança do comércio para contrair dívidas. O crédito, seja ele de qualquer modalidade, é disponibilizado apenas para os

bons pagadores, quem não está com o nome incluso nos serviços de proteção ao crédito. Apesar da queda do endividamento, o percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso ampliou 5% em 2013. A média anual chegou a 41% no Paraná, contra 36% no ano anterior.

Confecção paranaense ensina profissão a 500 detentas em três anos A experiência da empresa têxtil paranaense Lafort com mão de obra carcerária começou com cinco detentas, há cerca de três anos. Desde então passaram pela unidade no Presídio Feminino do Paraná aproximadamente 500 presas do regime fechado, que aprenderam o ofício de customizar peças de roupas femininas. Pela inclusão no mercado de trabalho de pessoas que enfrentam dificuldades para encontrar emprego, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) outorgou à Lafort o Selo Começar de Novo, programa que estimula a reinserção social de presos e ex-detentos pelo trabalho ou estudo. Para a proprietária da empresa, Irit Czerny, atualmente toda empresa precisa agir em prol da responsabilidade socioambiental. “A sociedade tem de melhorar. Cada

um de nós tem responsabilidade nessa tarefa”, afirmou. A Lafort ensina mulheres que vivem no presídio de Piraquara a tricotar, bordar, aplicar botões, fazer barras em calças e outras atividades denominadas de customização e acabamento na indústria têxtil. “Não ensinamos uma atividade apenas. Elas saem de lá (prisão) com uma profissão”, contou a empresária. Segundo Irit, cada presa trabalha seis horas diárias em troca de um salário mínimo, que é depositado em uma conta poupança no nome da detenta, conforme a legislação e normas do Departamento de Execução Penal do Paraná determinam. Engana-se quem pensa que a remuneração ou a carga horária desanima alguém. Acontece o contrário, segundo a empresária paranaense; as presas fazem fila para trabalhar na unida-

de da Lafort em Piraquara. “Só pode ser selecionada quem tiver o melhor comportamento. (As presas) gostam de trabalhar. Pedem para levar as peças para as celas no fim do dia, querem trabalhar em feriados”, completou Irit. O resultado da experiência está nas coleções da Lafort que brilham nas vitrines de shoppings no Brasil inteiro.

Selo

A concessão de selos do progra-

ma foi disciplinada pela Portaria CNJ nº 49/2010. Os requisitos para a entidade ou empresa ser reconhecida pelo CNJ com o selo incluem a oferta de cursos de treinamento ou vagas de emprego para presos e egressos do sistema carcerário, que tem de ser comprovada ao Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF/CNJ).

1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se: 1 - DANIEL VITOR MARIANO ALVARES e CLAUDIA TERUMI IRIGUTI. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 21 DE JANEIRO de 2014

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Nº 5051030-35.2013.404.7000/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF EXECUTADO : G R 3 COMERCIO E MANUTENCAO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMATICA LTDA. EDITAL N.º 7893955 PRAZO: 20 (VINTE) DIAS A DRA. TANI MARIA WURSTER, MMª. Juíza Federal Substituta da 1ª Vara, na forma da lei, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que, perante este Juízo, localizado na Av. Anita Garibaldi, 888 - 4a. andar, Curitiba/PR, tramitam os autos em epígrafe, nos quais constam que os requeridos encontram-se em lugar incerto e não sabido, pelo presente Edital, com prazo supra, que será publicado na forma da lei e afixado na sede deste Juízo, ficam INTIMADOS, nos termos abaixo descritos: REQUERIDOS: G R 3 COMERCIO E MANUTENCAO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMATICA LTDA. (CPF/CNPJ: 05.009.685/0001-50) OBJETO: INTIMAÇÃO dos requeridos, nos termos do art. 475-J do CPC, para que efetuem o pagamento do valor de R$ 408.353,74 (quatrocentos e oito mil trezentos e cinquenta e três reais e setenta e quatro centavos), no prazo de 15 (quinze) dias, sob pena de acréscimo de multa de 10% sobre o valor não pago, além de possível penhora e alienação de bens suficientes à satisfação do título executivo. Tudo em conformidade com a decisão do evento 3. , a teor do disposto nos arts. 232 do CPC, e para que não alegue ignorância, mandou a MMª. Juíza Federal expedir o presente edital, na forma da lei. A íntegra do processo eletrônico poderá ser acessada em https://eproc.jfpr. jus.br/eprocV2/, menu consulta pública -> Justiça Comum/JEF V2, chave do processo 210826675213.

Curitiba, 21 de janeiro de 2014

Nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, 17 de dezembro de 2013. Eu, Waldemar Gomes Ferreira Jr., Diretor de Secretaria e.e., oconferi.

IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial

Tani Maria Wurster Juíza Federal Substituta


Diário Indústria&Comércio

nacional Curitiba, quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 | Pág. A5

relatório

População carcerária cresce quase 30% em cinco anos O aumento dos presos representa 43% da capacidade do sistema prisional do país A população carcerária do país cresceu quase 30% nos últimos cinco anos, aponta o Relatório Mundial sobre Direitos Humanos, divulgado hoje (21) pela organização não governamental Human Rights Watch (HRW). O número de adultos encarcerados é superior a meio milhão de pessoas, o que supera em 43% a capacidade do sistema prisional. Além disso, 20 mil adolescentes cumprem medidas socioeducativas com privação de liberdade. Os dados destacados no documento são do Sistema Integrado de Informações Penitenciárias (InfoPen), do Ministério da Justiça. Na avaliação da entidade, os atrasos no sistema de Justiça contribuem para a superlotação. Quase 200 mil presos aguardam julgamento. O estado do Piauí tem a maior taxa do Brasil, onde 66% dos presos são provisórios. Além do número excessivo de encarcerados, a falta de saneamento facilita a propagação de doenças. A HRW aponta que o acesso dos presos à assistência médica continua inadequado. A tortura em delegacias e centros de detenção é considerada um problema crônico pela organização. O documento relembra o caso de agentes de Segurança Pública do Paraná que foram denunciados

Não inspiradas nas composições que são conhecidas, comoa “Vermelha e Azul” de Gerrit Thomas Rietveld, oudaquelas da década de setenta, ou as imbatíveis Bauhausianas para transformá-las, estas, então, em formas tupiniquins.

O descanso passa a ser uma função e, assim, é necessário projetar a cadeira para fornecer o descanso. Contrapõe-se então a necessidade do nada, e, talvez, seja aqui o princípio daquele conceitualistaidealizar uma cadeira para servir para o nada. É muito facilitador se fazer a cadeira conceitual, umalinha e a finalização, lá está ela.

O estado do Piauí tem a maior taxa do Brasil, onde 66% dos presos são provisórios

criminalmente por espancamento, sufocamento e aplicação de choques elétricos a quatro homens. Segundo a denúncia, os policiais queriam forçá-los a confessar o estupro e o assassinato de uma menina de 14 anos, em julho do ano passado. A entidade considera positiva a criação do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, em agosto do ano passado. O mecanismo será formado por 11

peritos com poderes para fazer visitas periódicas a estabelecimentos civis e militares nos quais pessoas são privadas de liberdade. O documento destaca ainda a preocupação expressa pelo Grupo de Trabalho da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre Detenção Arbitrária, em março de 2013, em relação a longos períodos de prisão provisória e à falta de assistência jurídica pública para os detentos.

A reunião da Mesa Diretora da Casa para analisar a situação de Cunha estava marcada para o próximo dia 4

mensalão. Com a decisão do STF, a perda do mandato do condenado deveria ser automática, mas a Câmara optou por abrir processo de cassação, com prazos para acusação e defesa.

O parlamentar condenado ainda pode renunciar ao mandato e evitar que o processo legislativo seja iniciado. A renúncia terá que ser comunicada à Mesa Diretora e publicada no Diário da Câmara no dia seguinte.

Valério e sócios não pagam multa por condenação Valério deveria pagar R$ 4,44 milhões, mas, segundo seus advogados, ele não tem condições de fazer o pagamento porque está com os bens bloqueados por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, ex-sócios de Valério, foram multados em R$ 3,96 milhões e R$ 2,65 milhões, respectivamente, mas entraram com recurso para contestar os valores. Os advogados de outro condenado, o ex-deputado federal Valdemar Costa Neto, multado em R$ 1,6 milhão, não informaram se

o pagamento foi feito. Após a intimação sobre a cobrança da multa, a família de Genoino informou que não tinha dinheiro para pagar tal valor e criou um site para receber doações de amigos. A campanha online promovida pela família começou em 9 de janeiro, três dias depois que a Vara de Execuções Penais do Distrito Federal determinou que Genoino, condenado a quatro anos e oito meses de prisão, pagasse a multa que recebeu pela condenação por corrupção.

socioeconômicos do programa. A alteração foi feita na Portaria Normativa 18, de 1° de agosto de 2013. O ProUni concede bolsas de estudo, integrais ou parciais, em instituições particulares de educação superior. As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As parciais, são destinadas aos candidatos com

renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa O Ministério da Educação discute, atualmente, o processo de transferência assistida dos estudantes da Universidade Gama Filho (UGF) e do Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), do Rio de Janeiro. No último dia 13, as duas instituições foram descredenciadas. Integrantes da Secretaria de Re-

Mas torna-se complexa quando se inicia a conceituação, do uso,propriamente dita, descreve-la, defende-la, argumenta-la. Há necessidade de se criar uma identidade da cadeira, há necessidade sem precedentes de um histórico. Mas não o descritivo, que este é técnico. A história do início, ou como se busca o assento, o encosto, e a altura para estes.

Esta é a 24ª edição do Relatório Mundial sobre Direitos Humanos, que avalia as práticas adotadas em mais de 90 países. No capítulo que trata do Brasil, além das condições carcerárias, são analisadas ainda as mortes de policiais, a violência de gênero, os direitos trabalhistas, a violência no campo, a liberdade de expressão e informação, além da política externa do país na área de direitos humanos.

Estas são algumas particularidades de uma cadeira. Mas desconsideremos de análises as cadeiras corporativas, elas nos levam para um conceito pré-definido. A cadeira corporativa deve servir para bem mais que o simples “sentar” e/ou “descansar”. Ela é específica, ela passou por um “Brainstorming”, é a cadeira arrogante, apenas ela serve. Ela é o reflexo do mundo corporativo. As outras não são funcionais, as outras não servem para nada.

Ciência sem Fronteiras divulga resultados parciais de quatro editais

Já houve os designers que fizeram os móveis falarem, inclusive as cadeiras.

Os resultados parciais de quatro chamadas do Ciência sem Fronteiras estão disponíveis no painel de controle do programa. Os resultados são dos editais de intercâmbio para a França, Suécia, Irlanda e Áustria. O estudante recomendado ainda terá que ser aceito por uma universidade do país em que se candidatou. O Ciência sem Fronteiras visa a promover a mobilidade internacional de alunos e pesquisadores e incentivar a visita de jovens pesquisadores qualificados e professores experientes ao Brasil. As áreas prioritárias são: ciências exatas (matemática e química), engenharias, tecnologias e ciências da saúde. O projeto prevê a utilização de até 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior, com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Até agosto do ano passado, foram concedidas 43,6 mil bolsas em graduação e doutorado-sanduíche, o equivalente a 43,17% da meta.

Pode se pensar que nada envelhece ou aquilo que é novo jamais será substituído, e pode se admitir a impossibilidade de algo ainda mais inovador.

Sisu

Termimou ontem (21) o prazo para matrícula dos convocados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (SISU). O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 27, e as matrículas feitas entre 31 de janeriro e 4 de fevereiro.

Portaria define transferência de universitários O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União de hoje (21) alteração em uma portaria definindo que os alunos com bolsas em instituições de ensino superior privadas descredenciadas poderão ingressar no Programa Universidade para Todos (ProUni) ao serem transferidos para outra instituição. A condição é que os estudantes atendam os requisitos

Ninguém aindafez a cadeira brasileira. E ela pode ser desenvolvida no sertão, no rincão, ou provinda da grande metrópole, desta dita globalização, ainda que o designer mais cosmopolita arrepie os fios de cabelos e não concorde. É preciso fazê-la, a cadeira brasiliana.

Qual o sentido da cadeira sem a sua funcionalidade? Mas qual a funcionalidade da cadeira, se não, a busca de nenhuma função, ou pelo menos se busca a utilização da mesma para o “não fazer nada” ou o “nada fazer”. Assim busca-se o descanso, talvez.

Mensalão

Três condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, não pagaram a multa determinada pela Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. O prazo terminou na última segunda-feira (20). A partir de agora, o débito será inscrito na Dívida Ativa da União e será aberto um processo de execução fiscal para cobrar a dívida. O ex-deputado federal José Genoino foi o único a informar, por meio de parentes, ter efetuado o pagamento da multa de R$ 667,5 mil. Conforme decisão da Justiça,

Memphis e a Cadeira da Clarice

É preciso ir além, não idealizar apenas o conceito sem a forma. Não há possibilidade do assento na cadeira conceitual, esta é apenas pensada e não usual.

Câmara adia decisão sobre destino político de João Paulo Cunha A reunião que decidiria o destino político do ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha foi cancelada ontem (21) pelo presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-AL). De acordo com o secretário-geral da Mesa, Mozart Vianna, isso ocorreu por que a comunicação oficial da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a condenação do parlamentar, não foi entregue ao Parlamento. A reunião da Mesa Diretora da Casa para analisar a situação de Cunha estava marcada para o próximo dia 4. A Corte rejeitou, no início de janeiro, um recurso do deputado no processo do mensalão e determinou o início da execução da pena de prisão pelos crimes de corrupção passiva e peculato, de acordo com o resultado do julgamento da Ação Penal 470, o processo do

Design &Comunicação

Renato Olivetti

rennato@rennato.com.br

gulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), do ministério, discutirão a política de transferência assistida dos estudantes. A reunião contará com representantes das instituições integrantes do sistema federal de ensino, incluídas as instituições particulares devidamente credenciadas no ministério. O edital deve ser publicado no Diário Oficial da União amanhã.

Fazer uma cadeira com um Design ainda não concebido, único. Por lógica, a utilização de todo o conhecimento de cadeiras, e, ou ainda melhor, que se possa ir além disso. Fazer com que uma cadeira tenha alma, tenha vida, ao ponto de fazer com que ela fale, e com um idioma próprio.

Na década de oitenta aparece a terminologia “pós-moderno” também dentro da arquitetura e do design. Memphis agregavaum pequeno grupo de arquitetos com uma média de idade próxima aos trinta e poucos anos, liderado pelo designer sênior Ettore Sottssas. As concepções das formas “falavam”. Seria preciso alguns artigos para expor o conceito do Grupo Memphis e explicar porque, nesta década, o Design se transformou estética e conceitualmente.

O que poderia ser tão fantástico quanto as tintas de Warhol jogadas na tela para sacramentar a Pop Art ? O que parece ser não é, e o que é pode ser que não seja. Pode se traduzir assim, de forma condensada as imagens de Dali em suas telas surreais. Criações e criadores passam, mas não desaparecem. Além disso, existe o entrelaçar das artes. Dois dias depois de lançado no Brasil a biografia de Steve Jobs, escrita por Leander Kahney, fiz a leitura em pouco mais de vinte e quatro horas. Jobs cita o grupo Memphis e Sottssas e se evidencia que o CEO da Apple buscava o Design inusitado, aquilo que é mágico. Exatamente na mesma época dentro da PUC com mais quatro colegas apresentávamos, como defesa de tese, a Estante “Exôdo”, toda baseada na concepção do grupo italiano Memphis. Dentro da universidade brasileira, à época, não havia outro grupo mais vanguardista e atualizado que o nosso na PUC-PR. Voltando a Jobs, inteligentemente usou o Design como alicerce da sua tecnologia, fazendo esta adequação aos seus Ipods. O que notamos em geral, é que um “coktop” de uma cozinha residencial pode ter inúmeras funções, uma tecnologia avançada, mas o Design é aquela mesmice, para evidenciar um produto entre milhares. A casa e toda a parafernália de equipamentos transbordam em tecnologia de ponta, e as formas? Num percentual extremo no mercado brasileiro de produtos a “forma” não é prioritária. O desinteresse e a não prioridade da forma afasta o produto do Design e a perda da estética. Os móveis se transformaram em caixotes, a linha retilínea é mais adequadana obtenção de acréscimo de margens para o fabricante, mais facilidade para profissionais desprovidos do conhecimento de “concordância de curva”, por exemplo, entre outros elementos que realmente podem nos levar ao “Design arrojado”. Tempo de fabricação mais lento, por inúmeras razões, inclusive pelas novas tecnologias, faz com que novos maquinários precisam ser desenvolvidos. A indústria nem sempre se dispõe ao investimento, que na maioria das vezes é significativo e com um retorno em longo prazo. E é preciso se reportar novamente a “persona” do idealizador, seja um Designer, ou um “Jobs” com o domínio de saber fazer a junção da tecnologia e a magia de alguns milhares de consumidores brilharem os olhos ao conhecer um produto. Porém, os primeiros olhos que devem brilhar são dos investidores e convencê-los que o produto encantador, com Design e tecnologia, traga o retorno que se espera, alguns bilhões de dólares, para citar a moeda mais globalizada. Quanto ao título do artigo, apenas uma referência a Clarice Lispector que apesar de não ser brasileira nata, parecia ser brasiliana, e incluía em seus textos o inimaginável. De certa forma era o que Memphis buscava também no Design, e só por isto. *Renato Olivetti é Designer Industrial – PUC-PRwww.renatoolivetti.com.br


Publicidade Legal

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 | Pág. A7 PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA TERCEIRA VARA CÍVEL DA COMARCA DE LONDRINA - ESTADO DO PARANÁ. Edital de leilão do bem penhorado da devedora Maria Nilce Camargo Gomes, e possibilidade de arrematação da seguinte forma: PRIMEIRO(A) LEILÃO/PRAÇA: Dia 11 de Março de 2014 às 09h15min, que se realizará na Rua Minas Gerais, 297, 1º Andar – Ed. Palácio do Comércio , nesta cidade, por lance não inferior ao valor da avaliação. SEGUNDO(A) LEILÃO/PRAÇA: Dia 21 de Março de 2014 às 09h15min, que se realizará na Rua Minas Gerais, 297, 1º Andar – Ed. Palácio do Comércio , nesta cidade, para a venda a quem mais der, desde que não se constitua preço vil, ou seja, 60% da avaliação. DADOS DO PROCESSO: Autos nº Exeqüente: Executado (a) (1):

11885-51.2000.8.16.0014(000.805/2000) – Execução de Título Extrajudicial Ana Maria Bete Menolli - CPF 682.315.559-00 Maria Nilce Camargo Gomes (CPF 543.142.759-87)

Qualificação do(s) Bem (ns): Data de terras sob nº 08, da quadra nº 02, com área de 113,60m2, situada no Conjunto Habitacional Paranoá II, nesta Cidade, da subdivisão (parcial do lote 343), da Gleba Ribeirão Jacutinga, neste Município e Comarca, dentro das seguintes divisas e confrontações: frente para a Rua 01 a Noroeste, com 8,00m, lado direito para os lotes 12 e 13 a Sudoeste, com 14, 20, lado esquerdo para o Lote 07 a Nordeste, 14,20m, fundos para o Lote 10 a Sudeste, com 8,00m. Benfeitorias: 01 pequena residência popular em alvenaria devidamente matriculado sob nº 49.856, do 2º CRI da Comarca de Londrina Estado do Paraná. ÔNUS: Não consta Penhora e hipoteca na matricula; Não foi levantado onus da Prefeitura Municipal até 09/01/2014; Avaliação Primitiva – data fls: Avaliação Atualizada - data/fls: Débito Primitivo: Débito Atualizado: Depositário Fiel:

R$ 30.000,00 – 22/04/2013 fls 114 R$ 30.642,74 em 26/11/2013 R$ 3.105,25 em 09/10/2006 – fls 85/86 R$ 6.214,84 em 26/11/2013 Depositário Público – fls 89

LEILOEIROS: BRASIL LEILÕES, através de seus leiloeiros PAULO SETSUO NAKAKOGUE, leiloeiro oficial, matr. JUCEPAR 625 ou PAULO ROBERTO NAKAKOGUE, matr. JUCEPAR 12/048L, arbitrando seus honorários na seguinte forma: em caso de arrematação: 5% sobre o valor de arrematação dos bens a ser pago pelo arrematante; na hipótese de adjudicação, remição, acordo ou pagamento da divida, a omissão será de 2%, sobre o valor de avaliação e a cargo do exequente na primeira hipótese, sobre o valor da arrematação ou adjudicação e a cargo do remitente na segunda hipótese, sobre o valor de avaliação e a cargo das partes em havendo acordo. AD-CAUTELAM: fica(m) o(s) devedor(es) Maria Nilce Camargo Gomes e seu(s) cônjuge(s) se casado(s) for(em), devidamente intimado(a)(s) das designações para a realização dos leilões/praça no caso de não ser(em) encontrado(a)(s) pessoalmente para a intimação. OBSERVAÇÕES: O arrematante deverá pagar o preço no ato, ou no prazo de 15 dias, mediante caução de 30% (trinta por cento), em observância ao Art. 690 do CPC; O interessado poderá apresentar proposta escrita pelo imóvel na forma do Art. 690, §§ 1º, 2º, 3º e 4º do CPC; Ainda que os embargos do executado sejam julgados procedentes, a arrematação não será desfeita (Art. 694 CPC), mas poderá o arrematante desistir da aquisição com a restituição da quantia paga (Art. 694, § 1º IV e 746, § 2º do CPC); Na hipótese da não realização dos leilões nas datas designadas pôr motivo superveniente, fica desde já designado o primeiro dia útil subsequente para sua realização. Os bens móveis e imóveis serão leiloados no estado de conservação em que se encontram, não cabendo reclamações, desistências, cancelamento ou devoluções. Nos imóveis a venda é “ad-corpus”; As IMAGENS no SITE e INFORMES PUBLICITÁRIO são de caráter secundário e efeito estritamente ilustrativo; Ainda, é de total responsabilidade dos Arrematantes o pagamento de TODOS os ônus e impostos, tais como ICMS, ITBI e outros que incidam sobre a venda; Poderá ser registrado na Certidão de Praça e Leilão, o último e o penúltimo Lançador do Leilão; se o último não cumprir as formalidades legais, o penúltimo poderá ser chamado, a critério do Juízo, desde que o mesmo cumpra as condições do último lançador; Erratas, ônus, Despesas informadas e anunciadas antes da Hasta Pública integram o Edital de Leilão, Os participantes do Leilão estarão sujeitos ao Artigo 335 do CPC, contra aqueles que impedirem, perturbarem, fraudarem,afastarem ou procurarem afastar licitantes por meios ilícitos, com os agravantes dos crimes praticados contra a ordem pública e violência; Ficam intimada(os) as(os) executada(os) de que o prazo para apresentação de quaisquer medidas processuais contra os atos de expropriação como embargos ou recursos começará a fluir após a realização da Hasta Pública, Independentemente de nova Intimação e de que poderá remir a execução pagando o principal e acessórios, até antes da arrematação e/ou adjudicação (art. 651 do CPC), e que as hastas públicas somente serão suspensas com a comprovação tempestiva do pagamento de todos os valores devidos, inclusive despesas do Sr. Leiloeiro para a realização dos atos. Caso os Exequentes, Executados, Sócios/Equiparados (art. 687, § 5º do CPC) e Cônjuges, bem assim os credores hipotecários não sejam encontrados ou cientificados, por qualquer razão, da data de Praça e Leilão, valerá o presente Edital de Intimação de Praça e Leilão. Londrina, 20/01/2014. Eu (a), Funcionário Juramentado, subscrevi. GUSTAVO PECCININI NETTO JUIZ DE DIREITO

EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 5002214-17.2012.404.7013/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF EXECUTADO : AMILCAR ISHIKIRIYAMA : AUTO POSTO UEMURA LTDA : YURI TSUYOSHI ISHIKIRIYAMA ADVOGADO : MARCOS JOSÉ MESQUITA EDITAL N.º 7909056 O DOUTOR ROGÉRIO CANGUSSU DANTAS CACHICHI, Juiz Federal da 1ª Vara Federal desta Subseção Judiciária de Jacarezinho, Seção Judiciária do Estado do Paraná, na forma da lei, FAZ SABER a todos quantos virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento, que será(ão) leiloado(s) o(s) bem(ns) de propriedade do(s) executado(s) penhorado(s) nos autos supracitados, na forma seguinte: 1º Leilão: dia 12 de fevereiro de 2014, às 9:15 horas, por lanço igual ou superior ao da (re)avaliação. 2º Leilão: dia 25 de fevereiro de 2014, às 9:30 horas, pelo maior lanço, desde que não inferior a 50% do valor da (re) avaliação. Leiloeiros:  PAULO ROBERTO NAKAKOGUE e PAULO SETSUO NAKAKOGUE (Fones: 43-4052-9625 e 41-3323-3030) Local do leilão:  ACIJA - Associação Comercial e Empresarial de Jacarezinho, localizada na Rua Heráclito Gomes, 732, Centro, em Jacarezinho/PR. Endereço do Juízo: Rua Paraná, nº 833, Centro, Jacarezinho/PR. Valor do débito: R$ 115.104,51 (cento e quinze mil cento e quatro reais e cinquenta e um centavos), atualizado até junho/2012. Descrição do(s) bem(ns):  01 (um) veículo VW/BRASILIA, placa BLK-9414, ano fabricação/modelo 1977/1977, Renavam 0039.300073-7, cor bege.  Situação do bem conforme certificado pelo Oficial de Justiça: ‘regular estado de conservação’. Valor da (re)avaliação: R$ 2.500,00 (dois mil quinhentos reais) . Depositário(a): Amilcar Ishikiriyama, CPF nº 450.711.799-20, residente na Rua Nicolau Paschoal de Marco, 420, Cambará/PR Endereço de localização do bem: Rua Antonio Michelato, 1470, em Cambará/PR. Ônus: Débitos junto ao DETRAN/PR: Licenciamento anterior(es) no valor de R$ 64,21; Licenciamento/2014 no valor de R$ 64,21; Seguro Obrigatório DPVAT anterior no valor de R$ 105,65; Seguro Obrigatório DPVAT/2014 no valor de R$ 105,65. Ações/Recursos pendentes: não há. INFORMAÇÕES GERAIS E INTIMAÇÕES:  (1)  Fica pelo presente devidamente intimada a parte executada, bem como os terceiros interessados, da designação supra e para, querendo, acompanhá-la, se não tiverem sido encontrados quando da realização da intimação pessoal.  (2)  Serão admitidos lances virtuais por intermédio do portal eletrônico www.brleilões.com.br, ficando os lançadores cientes de que estarão vinculados às mesmas normas processuais e procedimentais destinadas aos lançadores presenciais, inclusive quanto à responsabilidade cível e criminal. (3) Os licitantes ficam cientes de que serão observadas as seguintes condições: a) todas as pessoas físicas que estiverem na livre administração de seus bens e todas as pessoas jurídicas regularmente constituídas poderão participar do leilão, excetuando-se: (i) os incapazes; (ii) os tutores, curadores, testamenteiros, administradores, síndicos/administradores judiciais ou liquidantes, quanto aos bens confiados a sua guarda e responsabilidade; (iii) os mandatários, quanto aos bens de cuja administração ou alienação estejam encarregados; e (iv) Juiz atuante no feito, membro do Ministério Público e da Defensoria Pública, escrivão e demais servidores e auxiliares da Justiça (artigo 690-A do CPC); b) a venda será à vista, ou a prazo de 15 (quinze) dias mediante caução idônea, conforme disposições abaixo, não sendo aceito lanço por preço vil; c) na hipótese de pagamentos não efetuados no ato do leilão ou no prazo estabelecido, o(s) arrematante(s) faltoso(s) incorrerá(ão) nas penalidades da lei, que prevê, no caso de inadimplência, a denúncia criminal e a execução judicial contra o mesmo, além de perda da comissão do leiloeiro (Art. 39 do Decreto 21.981/32 e art. 23, § 2º da Lei de Execução Fiscal - LEF) e da caução em favor do exequente, voltando os bens a novo leilão, do qual não poderá participar o arrematante e o fiador remisso (art. 695 do CPC); d) sobre o valor arrematado fica arbitrada a comissão de leiloeiro no percentual de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação; e) os arrematantes recolherão, ainda, as custas de arrematação no percentual de 0,5% (meio por cento) sobre o valor da arrematação, sendo o mínimo de R$ 10,64 (dez reais e sessenta e quatro centavos) e o máximo de R$ 1.915,38 (um mil, novecentos e quinze reais e trinta e oito centavos); f) em caso de adjudicação, pagamento ou parcelamento do débito após a designação do leilão, a parte executada deverá pagar 1,5% sobre o valor atribuído ao(s) bem(ns) na (re) avaliação, a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro; g) caso o valor do(s) bem(ns) penhorado(s) não exceda 60 vezes o valor do salário mínimo vigente na data da avaliação, o preço da arrematação não será inferior ao da (re)avaliação. Nos demais casos, quando do segundo leilão, não serão deferidos lances inferiores a 50% (cinquenta por cento) do valor atribuído ao bem na avaliação/reavaliação; h) fica assegurado o direito de visitação dos bens pelos interessados nos locais em que se encontrarem antes dos dias marcados para os leilões; i) é atribuição dos licitantes verificar o estado de conservação, situação de posse e especificações do(s) bem(ns) oferecido(s) no leilão, haja vista que serão objeto de alienação no exato estado de conservação em que efetivamente se encontrem; j) quaisquer ônus que recaiam sobre o bem arrematado ficam a cargo do arrematante; k) em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis - ITBI, a teor do inciso II do artigo 703 do Código de Processo Civil; l) o arrematante de imóvel deverá, no prazo de 30 (trinta) dias a contar da data da entrega da Carta de Arrematação, comprovar nos autos o registro da venda judicial na matrícula do bem e, se for o caso, apresentar o comprovante de formalização do parcelamento junto ao credor; m) o arrematante de veículo deverá, no prazo de 30 (trinta) dias a contar da data da entrega da carta de arrematação, efetuar junto ao órgão competente de trânsito a devida transferência do bem e, se for o caso, apresentar o comprovante de formalização do parcelamento junto ao credor; n) a retirada de bens móveis arrematados dos locais em que se encontrem será de total responsabilidade dos arrematantes, correndo por conta destes todas as despesas decorrentes da adoção dos procedimentos necessários à sua concretização; o) os bens móveis arrematados que se encontrarem em depósito judicial deverão ser retirados do local, impreterivelmente, nos 30 (trinta) dias subsequentes à entrega da Carta de Arrematação. Findo este prazo, passará a correr por conta dos arrematantes as despesas de guarda e armazenagem dos bens; p) em caso de desistência da arrematação em virtude do oferecimento de embargos à arrematação, o leiloeiro não será obrigado a devolver o valor da comissão paga pelo arrematante, tendo em vista o efetivo cumprimento de suas atribuições. (4) O prazo para a oposição de embargos à arrematação é de 5 (cinco) dias, contados da arrematação ou adjudicação do bem penhorado. (5) Em caso de arrematação, a taxa judicial e o preço pago pelo arrematante pelo bem adquirido no leilão deverão ser recolhidos pelo comprador em guias distintas e vinculadas aos presentes autos.  (6)  Decorrido o prazo de 24 horas da realização do leilão, será dada à Ata de leilão o efeito de Auto de Arrematação. (7) No caso de compra por preço não inferior ao da (re)avaliação, fica permitido o parcelamento do pagamento em no máximo 12 (doze) prestações mensais, iguais e sucessivas, com parcelas mínimas de R$ 1.000,00 (um mil reais) para bens imóveis, e 06 (seis) prestações mensais, iguais e sucessivas, com parcelas mínimas de R$ 500,00 (quinhentos reais) para bens móveis. Tal benefício não alcança as alienações de bens relativamente aos quais a parte exequente expressamente se opôs, bem como a parcela da receita da arrecadação que não se destine à parte exequente, como, por exemplo, a que é destinada à Justiça do Trabalho para atender a reclamações trabalhistas. E para que chegue o presente EDITAL ao conhecimento dos executados e de terceiros interessados e não possam, no futuro, alegar ignorância, expediram-se editais de igual teor, que serão publicados na forma da lei e afixados no local de costume. Jacarezinho, 10 de janeiro de 2014. Digitado por Iara Carolina de Lima, Analista Judiciária. Conferido e assinado pelo Diretor de Secretaria e.e.. Nathan Barros Osipe Diretor de Secretaria Substituto

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

SÚMULA DE CONCESSÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO Luis Augusto de Camargo OPICE torna público que recebeu da SMMA, a Licença de Operação, com validade até 26/03/2013 para as atividades de Transporte de cargas, exceto produtos perigosos e mudanças intermunicipal, interestadual e internacional e Transporte de produtos perigosos, situada na Rua José Rodrigues Pinheiro, 2590, Curitiba, PR.

O Sindicato Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços e Instaladoras de Sistemas e Redes de TV por Assinatura, Cabo, MMDS, DTH e Telecomunicações SINSTAL, de acordo com o artigo 2º item b, artigo 41º, e parágrafo 4º do artigo 42º, dos Estatutos Sociais vigentes, c/c artigo 611 e seguintes da CLT, convoca todos os associados e não associados para a Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 29 de janeiro de 2014 às 10:00hs em primeira convocação, e, em segunda convocação, às 10:30hs com qualquer número dos presentes, na Rua Lourenço Pinto, nº 458 - Centro - Curitiba/PR, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: I - Leitura e aprovação da Ata da Assembleia anterior; II - Debates e deliberações sobre a pauta de Negociações Coletivas 2014 para os setores profissionais de telemarketing, teleatendimento, telesserviços (call center) que prestam serviços aos nossos representados no Estado do Paraná; III - Debates e aprovação da pauta de negociação patronal para ser encaminhada aos trabalhadores; IV - Fixação da Contribuição Assistencial patronal para a categoria. São Paulo, 21 de janeiro de 2014. Vivien Mello Suruagy - Presidente

JAMAG ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S/A NIRE Nº 41300021902 CNPJ MF Nº 06.058.844/0001-70 ATA DA NONA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 01. FORMA: Lavrada nos termos do parágrafo 1º do Art. 130, da Lei 6.404/76. 02. DATA/HORA E LOCAL: 30 de setembro 2013, às 10:00 horas, na sede social, na Rua Dr. Manoel Pedro, 807, Bairro Cabral, Curitiba, Paraná, CEP: 80.035-030. 03. PRESENÇAS: Acionistas representando 100% (cem por cento) do capital social, conforme Livro de Presenças de Acionistas. 04. COMPOSIÇÃO DA MESA: Presidente da Mesa Sr. ACIR ANTONIO GULIN e Secretária Sra. JUÇARA MARIA BUSNARDO GULIN. 05. PUBLICAÇÕES: Dispensadas, de acordo com o disposto no art. 124, parágrafo quarto, da Lei 6.404/76. 06. ORDEM DO DIA: a) Discussão e votação do Protocolo de Cisão Parcial, contendo justificativa visando a Cisão Parcial do patrimônio da empresa CITINVEST PARTICIPAÇÕES LTDA., e versão de parte do acervo líquido dessa Sociedade Cindida para esta Sociedade Cindenda; b) Indicação dos peritos para avaliação dos bens a serem vertidos; c) Discussão do Laudo de Avaliação apresentado pelos peritos nomeados, referente aos bens que serão Cindidos e vertidos para esta Sociedade Cindenda; d) Aprovação da Cisão com versão do patrimônio detalhado no Protocolo de Cisão Parcial, sem aumento do Capital Social e o cancelamento de parte do investimento mantido por esta sociedade Cindenda na Sociedade Cindida. 07. DELIBERAÇÕES: Dando início aos trabalhos, passou a tratar do assunto constante da letra “a” da Ordem do Dia da Carta Convite, dizendo da necessidade de CITINVEST PARTICIPAÇÕES LTDA., cindir parte de seu patrimônio, representado por Ativos e Passivos correspondentes, todos constantes no Protocolo de Cisão Parcial e ainda por corresponder ao interesse dos acionistas desta Sociedade Cindenda em receber a versão destes valores. Determinou a seguir, que eu, secretária, procedesse a leitura do Protocolo de Cisão, parte integrante da presente Ata, (ANEXO I), firmado entre os sócios de CITINVEST PARTICIPAÇÕES LTDA., e esta sociedade Cindenda. Feita a leitura do Protocolo de Cisão, foi o mesmo submetido a apreciação e discussão da Assembléia que após rápidas considerações favoráveis dos acionistas presentes, foi aprovado por unanimidade. Passando ao item “b” sugeriu o Sr. Presidente da Mesa, que a Assembleia em razão da necessidade de serem avaliados os bens a serem vertidos na forma dos Artigos 229, Parágrafo 3º e 227, da Lei 6.404/76, ratificassem a nomeação dos peritos indicados pela empresa a ser Cindida, os senhores Valmir Mombach, Luiz Henrique Vriesman e Joel Hartkopf (já qualificados no Protocolo de Cisão). Submetida a matéria a votação da Assembleia, esta aprovou por unanimidade, os peritos indicados pela empresa a ser Cindida, dando o Sr. Presidente da Mesa os eleitos empossados na função de avaliadores, os quais comprometeram-se a apresentar o Laudo de Avaliação neste mesmo dia 30/09/2013, até as 17:00 horas, em virtude de que os estudos devidos para a realização da separação dos patrimônios estão concluídos e finalizados para apresentação final nesta assembleia. Prosseguindo com os trabalhos, o Sr. Presidente da Mesa franqueou a palavra aos acionistas, e como ninguém quisesse fazer uso o Sr. Presidente da Mesa suspendeu a sessão pelo prazo necessário à apresentação do Laudo de Avaliação, devendo a Assembléia retornar as 17:00 horas, conforme aprovado anteriormente. Concluído o período de espera destinado à elaboração do Laudo de Avaliação, o Sr. Presidente da Mesa reabriu os trabalhos passando a discussão do item “c” da Ordem do Dia da Carta Convite, quando determinou que eu, Secretária, procedesse a leitura do Laudo de Avaliação, parte integrante da presente Ata, confeccionado e apresentado pelos Srs. Peritos (ANEXO II), para apreciação dos acionistas desta Sociedade Cindenda. Concluída a leitura do Laudo de Avaliação apresentado pelos Srs. peritos foi o mesmo submetido à apreciação da Assembleia que após breves considerações, aprovou por unanimidade, ficando assim concluída a operação de Cisão de parte do Patrimônio Líquido de CITINVEST PARTICIPAÇÕES LTDA., a versão dos bens se processa por parte de seu Ativo e Passivo no valor de R$ 891.671,01 (oitocentos e noventa e um mil, seiscentos e setenta e um reais e um centavo) na forma constante do Protocolo de Cisão também aprovado anteriormente. Passando ao item “d” da Ordem do Dia da Carta Convite, disse mais o Sr. Presidente da Mesa, que a versão do patrimônio da sociedade Cindida, para esta sociedade Cindenda em consequência da Cisão Parcial, não aumentará o capital social, que é de R$ 9.312.632,20 (nove milhões, trezentos e doze mil, seiscentos e trinta e dois reais e vinte centavos) dividido em 931.263.220 (novecentos e trinta e um milhões, duzentos e sessenta e três mil, duzentas e vinte), ações ordinárias nominativas de R$ 0,01 (um centavo de real) cada uma, havendo apenas a transferência do investimento mantido na Cindida para investimento nas empresas relacionadas no Balanço da Cisão Parcial constante no Protocolo de Cisão, ou seja, haverá substituição do investimento na Cindida CITINVEST PARTICIPAÇÕES LTDA, por investimento que a ora cindida transfere para esta sociedade CINDENDA. Tudo conforme o determinado no Protocolo de Cisão anexo. Lembrando ainda o senhor Presidente da Mesa, estarem presentes na assembleia 100% (cem por cento) dos acionistas, e que estes declaram abrir mão ao direito de preferência na transferência das ações. Submetido o assunto a discussão da Assembleia, após considerações favoráveis dos acionistas presentes, foi aprovado por unanimidade dos presentes, inclusive a consequente emissão do novo BOLETIM DE AÇÕES (ANEXO III). 08. QUORUM DELIBERATIVO: Todas as deliberações foram aprovadas pela unanimidade dos presentes. 09. ENCERRAMENTO: Foram suspensos os trabalhos até a lavratura da presente, que lida e achada conforme foi por todos os presentes assinada. 10. ACIONISTAS PRESENTES: ACIR ANTONIO GULIN, JUÇARA MARIA BUSNARDO GULIN, TATIANA BUSNARDO GULIN BARRETO e FELIPE BUSNARDO GULIN. 11. CERTIDÃO: Certifico que a presente ata é cópia fiel da ata lavrada no livro de Registro de Atas de Assembleias nº 02 da companhia.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ

HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 080/2013 O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE FAZENDA RIO GRANDE, no uso de suas atribuições legais, HOMOLOGA: Pregão Presencial nº 80/2013 com objeto o Registro de preço para confecção de materiais gráficos, resultando como vencedor a empresa IMPRESSOART EDITORA GRAFICA LTDA – ME, pessoa jurídica com inscrição no CNPJ sob nº 13.704.494/0001-37, com o valor global de R$ 260.678,00 (duzentos e sessenta mil seiscentos e setenta e oito reais). O processo atendeu a legislação pertinente em toda sua tramitação, consoante Parecer da Procuradoria Geral do Município. Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Dezembro de 2013. Marcio Claudio Wozniack Prefeito em Exercício

PREFEITURA MUNICIPAL DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ

HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 084/2013 O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE FAZENDA RIO GRANDE, no uso de suas atribuições legais, HOMOLOGA: Pregão Presencial nº 84/2013 com objeto o Registro de Preço para o fornecimento de água mineral, resultando como vencedor a empresa JOSE ASSIS MEIRA – ME, pessoa jurídica com inscrição no CNPJ sob nº 06.190.800/000107, com o valor global de R$ 102.224,50 (cento e dois mil duzentos e vinte e quatro reais e cinquenta centavos). O processo atendeu a legislação pertinente em toda sua tramitação, consoante Parecer da Procuradoria Geral do Município. Fazenda Rio Grande/PR, 09 de Janeiro de 2013. Marcio Claudio Wozniack Prefeito em Exercício

PREFEITURA MUNICIPAL DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ

HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 085/2013 O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE FAZENDA RIO GRANDE, no uso de suas atribuições legais, HOMOLOGA: Pregão Presencial nº 85/2013 com objeto Registro de Preço para aquisição e instalação de aparelhos de ar condicionado, resultando como vencedor a empresa K.D.P. COMERCIAL LTDA - ME, pessoa jurídica com inscrição no CNPJ sob nº 10.626.569/0001-10, com o valor global de R$ 66.513,86 (sessenta e seis mil quinhentos e treze reais. O processo atendeu a legislação pertinente em toda sua tramitação, consoante Parecer da Procuradoria Geral do Município. Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Dezembro de 2013. Marcio Claudio Wozniack Prefeito em https://eproc.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_docum... Exercício AÇÃO MONITÓRIA Nº 5003407-09.2012.404.7000/PR AUTOR RÉU

EDITAL N.º 7655562 CITAÇÃO de IASMIN NADINE CORDEIRO BORGES, CPF 090.723.159-44 e RG 12.445.838-2/PR, para que, no prazo de 15 (quinze) dias, EFETUE O PAGAMENTO da quantia de R$ 15.847,18 (quinze mil oitocentos e quarenta e sete reais e dezoito centavos), valor fornecido pela CEF, atualizado até dezembro/2011, a ser atualizado monetariamente até a data do efetivo pagamento, ficando ciente de que se efetuar o pagamento do valor acima indicado, no prazo fixado, ficará isento de custas e honorários advocatícios, ou, em querendo, no mesmo prazo, OFEREÇA EMBARGOS, independente da segurança do Juízo. Ciente que, nos termos do artigo 1.102c do CPC, o não pagamento e a ausência de embargos no prazo de 15 (quinze) dias, constituir-se-á, de pleno direito o título executivo judicial, convertendo-se o mandado inicial em mandado executivo, e prosseguindo-se o processo como execução por quantia certa, nos termos dos artigos 1.102b e 1.102c, § 1º, do Código de Processo Civil.

Curitiba, 30 de setembro de 2013.

ACIR ANTONIO GULIN Presidente da Mesa

: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF : IASMIN NADINE CORDEIRO BORGES

JUÇARA MARIA BUSNARDO GULIN Secretária

Registrada na Junta Comercial do Estado do Paraná sob o nº 20136480020 em 02/12/2013.

E para que chegue ao conhecimento do interessado, por esta estar em lugar incerto e não sabido, é expedido o presente Edital de Citação, com prazo de 30 (trinta) dias. DADO E PASSADO, nesta cidade de Curitiba - PR, 30 de setembro de 2013. VERA LUCIA FEIL PONCIANO Juíza Federal

1 de 1

EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO Documento eletrônico assinado por VERA LUCIA FEIL PONCIANO, Juíza Federal, na forma do PAULO SETSUO NAKAKOGUE, Leiloeiro Público Oficial devidamente inscrito na JUCEPAR artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região nº 17, de 26 sob o nº 625, FAZ SABER a todos quantos virem o presente, ou dele conhecimento tiverem de março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço que, por ordem da Doutora ADRIANA AYRES FERREIRA, Juiza de Direito do 10º Juizado eletrônicoCível, http://www.jfpr.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código Especial Criminal e da Fazenda Pública do Foro Central, da Comarca da Região verificador 7655562v2 e, se solicitado, do código CRC 86A2CC59. Metropolitana de Curitiba, Estado Do Paraná, nos autos abaixo descritos foram designados dia e hora para praça / leilão do bem penhorado, como segue: Informações adicionais da assinatura: 1ºSignatário Leilão: (a): dia 07/02/2014 àsVera 09h15min, valor igual ou superior ao da avaliação, sendo Lucia Feilpor Ponciano que caso não hajam interessados, será realizado novo leilão em ato contínuo, podendo ser Data e Hora: vendido pela melhor oferta, 12/10/2013 ressalvado11:03 os casos de preço vil, nos termos do artigo 692 do Código de Processo Civil.. Local: Rua Senador Accioly Filho, 1625 - Ctba, Pr. Autos nº 0003622-03.2012.8.16.0178 – Cumprimento de Setença Autos nº 10ª JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Exequente/Autor XBD INFORMÁTICA LTDA (CNPJ 09.134.499/0001- 02) fls. 01 Advogado Exequente Luciano Westphalen Martins (OAB/PR 46.599); mov. 32.1 fls 119 v. Executado(a)/ré LC COSTA ENGENHARIA LTDA (CNPJ 02.249.970/0001-50) Adv. Executada Cristiano Everson Bueno (OAB/PR 30.246) Helcio Chiamulera Monteiro (OAB/PR 30.162); mov. 13.2 fls 75 Endereço da Executada Rua Francisco Ferreira da Cruz nº3.700–Eucalíptos– Fazenda Rio Grande-PR Depositário Fiel Cristiano Kazumori Kakuta Shimoishi-mov.68.3fls 193 Endereço da Guarda Rua Francisco Ferreira da Cruz nº3.700–Eucalíptos–Fazenda 21/01/2014 15:35 Rio Grande-PR Penhora realizada – data/fls 28/08/2013 – mov. 68.3 fls 193 Débito Atualizado - data/fls R$ 1.359,74 – 13/06/2013 – mov. 51 fls 155v. Qualificação do(s) Bem(ns) 01: 01 (hum) Guindaste, IMP/WHITE, placa: BZE-9290, Ano 1957/1957, Diesel, cor Amarela, Renavam: 40.937637-0, com o interior da cabine totalmente desgastado, cabine de comando do guindaste em igual situação. O veículo se encontra em mau estado de consevação, porém em pleno funcionamento. Avaliação Realizada - data/fls R$ 250.000,00 – em 28/08/2013– mov. 68.3 fls 193 Através deste edital ficam intimados as partes (C.P.C. Art. 687 e Art 3º da Lei de Introdução do Código Civil Brasileiro) (Art. 1501 do Código Cível Brasileiro), os arrematantes e terceiros interessados.. Os bens móveis e imóveis serão leiloados no estado de conservação em que se encontram, não cabendo reclamações, desistências, cancelamento ou devoluções. Nos imóveis a venda é “ad-corpus”; As IMAGENS no SITE e INFORMES PUBLICITÁRIO são de caráter secundário e efeito estritamente ilustrativo; Sobre o Valor da arrematação incidirá o percentual de 5% a ser arcado pelo arrematante, à titulo de pagamento dos honorários do leiloeiro, quais são devidos pelo simples ATO PRATICADO (Decreto Federal nº 21.981/32), assumindo o arrematante, o adjudicante, o remitente, as partes e terceiros interessados o ônus desta despesa; No caso de adjuducação, remição ou transação das partes será devido ao Leiloeiro o valor de 1% (um por cento) sobre o laudo da avaliação para cobrir despesas na preparação da praça e remunerar os serviços prestados, devidos pelo executado. Ainda, é de total responsabilidade dos Arrematantes o pagamento de TODOS os ônus e impostos, tais como ICMS, ITBI e outros que incidam sobre a venda; Poderá ser registrado na Certidão de Praça e Leilão, o último e o penúltimo Lançador do Leilão; se o último não cumprir as formalidades legais, o penúltimo poderá ser chamado, a critério do Juízo, desde que o mesmo cumpra as condições do último lançador; Erratas, ônus, Despesas informadas e anunciadas antes da Hasta Pública integram o Edital de Leilão, Os participantes do Leilão estarão sujeitos ao Artigo 335 do CPC, contra aqueles que impedirem, perturbarem, fraudarem,afastarem ou procurarem afastar licitantes por meios ilícitos, com os agravantes dos crimes praticados contra a ordem pública e violência; Ficam intimada(os) as(os) executada(os) de que o prazo para apresentação de quaisquer medidas processuais contra os atos de expropriação como embargos ou recursos começará a fluir após a realização da Hasta Pública, Independentemente de nova Intimação e de que poderá remir a execução pagando o principal e acessórios, até antes da arrematação e/ou adjudicação (art. 651 do CPC), e que as hastas públicas somente serão suspensas com a comprovação tempestiva do pagamento de todos os valores devidos. Caso os Exequentes, Executados, Sócios/Equiparados (art. 687, § 5º do CPC) e Cônjuges, bem assim credores hipotecarios não sejam encontrados ou cientificados, por qualquer razão, da data de Praça e Leilão, valerá o presente Edital de Intimação de Praça e Leilão. Será possível a arrematação em prestações (máximo de 6 prestações mensais do remanescente), desde que apresentada a proposta por escrito, não inferior ao laudo de avaliação e, ainda, com oferta já na proposta de pelo menos 30% à vista com devido comprovante de depósito judicial. E para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam, de futuro, alegar ignorância, mandou expedir o presente que será afixado no local de costume, na forma da lei. Eu, (a) PAULO SETSUO NAKAKOGUE, Leiloeiro Público Oficial o fiz digitar e subscrevi. Curitiba, 20 de Janeiro de 2014. PAULO SETSUO NAKAKOGUE Leiloeiro Publico Oficial Matr. 625– JUCEPAR - CPF nº 041.278.549-87 (41) 8417-6000 – (41) 3323-3030


3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 | Pág. A8

Nem te Conto Rogéria Holtz

Adélia Maria Lopes

O Paiol recebe nesta quarta-feira 22, às 19h, o show de prélançamento do CD Rogéria Holtz Natocaia. A cantora, que vai ao palco com figurino assinado por Alexandre Linhares/Heroína, e o Natocaia (Glauco Sölter, Mario Conde, Endrigo Bettega e Jeff Sabbag) estão em fina sintonia, com um mix de canções de paranaenses (Paulo Leminski, Marcelo Sandmann/Benito Rodrigues, Alice Ruiz/Zé Miguel Wisnik, Wellington Wella, Sérgio Justen, Carlos Careqa). Destaque para as inéditas que Rogéria Holtz assina com Waltel Branco, Etel Frota, Marcelo Sandmann, Sergio Machado, Danny Calixto, Marcos Pamplona e Estrela Ruiz. No repertório, também Cartola, Djavan e Milton Nascimento. Esse terceiro CD de Rogéria, também o show, contam ainda com os músicos Márcio Rosa e Murillo da Rós. (Ingressos a 30 e 15 reais).

Lupita Nyong’o

Concorrente ao Oscar como atriz coadjuvante e vencedora na votação do Sindicato dos Atores de Hollywood por sua performance em 12 Anos de Escravidão, a atriz Lupita Nyong’o chamou a atenção ao passar pelo tapete vermelho do prêmio anual Critics’ Choice Movie, na semana passada em Santa Mônica, usando um longo branco da Calvin Klein Collection. Lupita brilhou com o vestido de seda branca com aberturas laterais e alças em V. Vale lembrar que a direção de criação da linha feminina de CK é do estilista brasileiro Francisco Costa. E que o filme (estúdio Walt Disney) estreia no Brasil dia 21 próximo. (Foto de Christopher Polk/Getty Images).

a

margem arte&atitude

moda&cia

adeliamarialopes@yahoo.com.br Eduardo AgNews

Fenim em dias agitados A

marca Gangster leva a Gramado-RS o cantor Naldo Benny, para lançamento da marca Benny que estará no mercado no verão de 2015. Vai ser na 18ª Fenim-Feira Nacional da Indústria da Moda, nesta quinta dia 23. Mas sua companheira Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, chega antes. Ela é a convidada da Naraka, para lançar sua marca nesta quarta-feira 22. O casal já esteve na São Paulo Prèt a Porter, quando ele disse que sempre foi muito ligado à moda e que a Gangster “tem tudo a ver com o meu público”. A marca Benny contará com peças masculinas (adultos e infanto-juvenil) de surfwear, ao estilo das usadas pelo cantor, que afirma “É um grande passo, é a realização de um sonho”. A Fenim recebe ainda nesta quarta-feira, através da marca Breda Excelência Em Alfaiataria, o modelo e ator Carlos Casagrande, que vai lançar coleção. Quem também estará em festa é a Nicoboco, que está celebrando dez anos de participação na Fenim e preparou a vinda do ator Felipe Titto em seu stand para tarde de autógrafos.e, à noite, o galã também estará na big festa promovida pela marca no Bill Bar, badalada casa noturna de Gramado. A Sawary anima seu estande, como fez na feira paulistana, com o lançamento exclusivo da calça Valoriza Quadril, que aumenta as curvas de forma harmoniosa, dando mais “corpo” à silhueta. E lança também sua linha de moda fitness. A Fenim teve início nessa terça-feira no Sierra Park e poroissegue até sexta, acolhendo centenas de lojistas interessados nas coleções do próximo inverno. A Alpelo leva um mix de peças, acreditando que o frio de 2014 será tão intenso quanto o atual verão.

Ivete Sangalo

O Country Festival, pela primeira vez, recebe em seu palco Ivete Sangalo, que vem com show de repertório de mesclas, com músicas de seu último álbum, Real Fantasia, e seus grandes sucessos. Em turnê pelo Brasil, Ivete Sangalo é quem está dirigindo artisticamente seu próprio show. Cheio de novas coreografias. Mas o casamento sertanejo com axé começou ano passado, com o trio elétrico Demolidor 3, de propriedade da Ivete Sangalo. A oitava edição do festival, organizado pela CWB Brasil, acontece em 5 de abril, no Expotrade, em Pinhais. Ingressos já à venda nos shoppings Mueller, Estação e Palladium, com valores de 80 a 1200 reais.

Tico Santa Cruz

Coca-Cola dentro de garrafa de gelo vem sendo servida, pela primeira vez no Brasil, aos veranistas que passam por Guaratuba, litoral paranaense que não prima por um calor senegalês. Mas está fazendo o maior sucesso. Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas, após o show da banda que aconteceu na Arena Mundo RIC, bebeu até a última gota.

Bad Religion

A banda punk californiana Bad Religion retorna ao Brasil em fevereiro para uma série de shows e faz escala em Curitiba no dia 9, quando encerra as apresentações. A abertura será no Rio de Janeiro (5/2), depois Santos e São Paulo. Na estrada há trinta anos, o sexteto promove a turnê de divulgação do álbum True North (2013), além de revisitar seus clássicos. Com realização da Futura e Eu Vou Produções, o show será no Curitiba Master Hall, às 21h. (Os ingressos já estão à venda e variam confotme a procura. Por e quanto estão a 206 (inteira) e 106 reais.

O setor têxtil e de confecção registra défict O ano de 2013 fechou com mais um déficit recorde no saldo de sua balança comercial, o oitavo consecutivo, no setor têxtil e de confecção, conforme detalha novo presidente da AbitAssociação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, Rafael Cervone Netto, em sua visita à Première Vision. A produção física, que teve vários picos positivos e negativos ao longo do ano passado, ficou no índice negativo de -1,82% para as matérias-primas e de -2,43% na produção de vestuário, de janeiro a novembro/13 (IBGE ainda não divulgou dado de dezembro). Mas o saldo da geração de empregos no setor têxtil e de vestuário foi de 34.160 contra 24.809 no mesmo período de 2012, alta de 38%, na comparação. A Abit estima que em dezembro, quando tradicionalmente há um corte de vagas,

o saldo deve ter ficado positivo em 8 mil vagas para o ano. O varejo teve melhor desempenho que a produção. De janeiro a novembro de 2013 obteve desempenho positivo de 3,41% em volume de vendas e positivo de 8,73% em receita nominal, ambos em relação ao mesmo período de 2012. No comparativo entre novovembro de 2013 contra nov.12 houve crescimento de 5,14% em volume de vendas e crescimento de 10,82% na receita nominal. No comparativo entre nov.13/out.13 o volume de vendas cresceu 1,52% e a receita nominal apresentou crescimento de 1,85%. (Dados com ajuste sazonal) Para 2014, a Abit, que há uma década alinhava pontos sombrios devido aos tributos e às

importações asiáticas, se mantém pessimista. Rafael Cervone justifica a desconfiança dos empresários a “fatores como: gastos públicos que ainda crescem acima do PIB, foco inflacionário resistente, juros crescendo novamente, varejo perdendo fôlego, crescimento pífio da indústria de transformação, dentre outros. Só uma mudança efetiva no rumo da economia poderia alterar esse quadro. O ano é de eleição, e de Copa, o que torna essa mudança difícil, mas não impossível”. Se o PIB brasileiro crescer entre +2% e +2,5% as estimativas do setor são para o varejo de vestuário: +3,0%, já a produção física têxtil: entre -1,0% e +1,50%, produção física de vestuário: -1,0% e +1,00%, exportação: +3,0% e importação: +10,0%.

ART+K vai à Première Vision Em uma iniciativa inédita no mercado têxtil e de confecções, três importantes indústrias catarinenses que atendem o mundo da moda se uniram ao estilista paulistano Renato Kherlakian, para realização de uma coleção que está sendo apresentada na Première Vision Brasil, que termina nesta quarta dia 22, em São Paulo. A Audaces, empresa que produz tecnologia voltada para confecções desde a criação até o corte automático, RenauxView, fabricante de tecidos, e a Tecnoblu, que faz aviamentos, atuaram em conjunto na produção de uma coleção de 26 looks inspirada na moda brasileira. O projeto, batizado ART+K, uniu as empresas na utilização de todos os materiais e ferramentas tecnológicas que contemplam o ciclo produtivo de uma coleção. Durante todo o processo de criação do ART+K, a tecnologia Audaces passou pelas etapas produtivas: criação do desenho, desenho técnico, ficha técnica, modelagem, prototipagem 3D, encaixe e plotagem do molde. Beirando os 90 anos, a RenauxView, com pesquisas, inspirações e maquinários de última geração, responde pelas soluções têxteis. E a Tecnoblu assina as etiquetas internas exclusivas, desenvolvidas em jacquard, cetins e cadarços especiais, tags e lacres inovadores e metais decorativos, fruto da recente joint venture com a Metalsinos.

Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, rol...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you