Page 1

Curitiba, quarta-feirA, 19 de março de 2014 | Ano XXXViI | Edição nº 9075 | R$ 1,50

Indústria& Comércio DIÁRIO

LÍDER EM INFORMAÇÕES DE NEGÓCIOS E MERCADOS NO PARANÁ. DESDE 1976.

especial

Lucro da Copel decola e tem aumento de 51,6%

Confira nesta edição o caderno especial sobre a nova unidade da Klabin no município de Ortigueira. A ação está inserida no conjunto de atração de investimentos do Programa Paraná Competitivo que já atraiu 120 empresas para o Estado, gerando investimentos de mais de R$ 20 bilhões e mais de 136 mil empregos diretos.

Resultado foi impulsionado pelo aumento de 5,6% na produtividade da indústria paranaense, quatro vezes maior que a média nacional

OPINIÃO

Aroldo Murá

Pedro Washington

Planalto determinou: só Piana e Dilma falariam em Foz

Reações emblemáticas

A coluna ouviu a chamada ‘rádio corredor’ e teve resposta: foi o Palácio do Planalto que determinou que apenas o presidente da Fecomercio, Darci Piana, poderia falar - além da presidenta Dilma, é claro - na homenagem de segunda às mulheres empreendedoras, em Foz do Iguaçu.

Dias desses neste espaço comentamos a importância que a leitura das secções Colunas do Leitor, do jornais, faria aos governos. Especialmente o federal. Da mesma forma o número de e.mails que este e outros colunistas políticos estão recebendo, enchendo suas caixas postais.

página | A6

página | A3

Ayrton Baptista SETOR DE SERVIÇOS

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o setor de Serviços foi responsável pela alta de 0,94% no número de pessoas com carteira assinada no Paraná, durante o mês de fevereiro.

página | A3

Estudante com restrições alimentares terá direito a merenda especial Projeto de lei que obriga todas as escolas públicas brasileiras a oferecerem merenda especial para crianças e adolescentes com restrições alimentares foi aprovado ontem (18/03), em caráter conclusivo, pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Se não for apresentado recurso para votação da proposta pelo plenário, o projeto seguirá

para sanção presidencial, uma vez que já foi aprovado pelo Senado. O texto original previa a alimentação especial para estudantes portadores de diabetes, hipertensão ou anemia. No entanto, na apreciação da matéria no Senado, foram considerados beneficiários da medida todos os estudantes com restrições alimentares.

Manifestantes pedem liberdade para líder opositor preso na Venezuela Um mês depois da prisão preventiva do líder opositor, Leopoldo López, do partido Vontade Popular, manifestantes participaram de uma concentração ontem (18/03), em Chacao, capital do Estado de Miranda. Durante três horas, simpatizantes da oposição Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

pediram a liberação de López, detido no dia 18 de fevereiro, após ter sido apontado como mentor intelectual dos atos violentos nos protestos iniciados no país, por estudantes. Não foram registrados incidentes violentos na manifestação de ontem. Editais na página a7

Em 2013, o lucro líquido da Copel alcançou R$ 1,1 bilhão, valor 51,6% maior que o do ano anterior. O resultado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento de 5,6% na produtividade da indústria paranaense no ano passado, quatro vezes maior que a média brasileira - de 1,2%, de acordo

Emprego na indústria tem queda no início de 2014

O pessoal ocupado pela indústria se manteve estável no mês de janeiro de 2014, em relação a janeiro de 2013, divulgou ontem (18/03) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, no entanto, houve queda de 2%, sobre uma base de comparação que já havia caído 1,2% em relação a janeiro de 2012. Economia A4

Lixo: capital terá esquema emergencial para coleta

com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O consumo industrial no Estado liderou as vendas de energia da Copel, que cresceram 9,6% considerando todas as classes de consumo. Os investimentos têm crescido de forma gradual nos últimos cinco anos. Página A3

Comércio Eletrônico deve faturar 55% a mais

Intenção de consumo das famílias diminui 3,3%

A Prefeitura de Curitiba mobilizou 75 caminhões de outras áreas de atividade para fazer a coleta de lixo em regiões e situações onde o serviço for mais necessário, durante a greve dos trabalhadores da limpeza pública, iniciada ontem. Além disso, será intensificada a coleta seletiva já realizada através das cooperativas de reciclagem.

O Dia do Consumidor Brasil, ação organizada pelo Buscapé Company (www.buscapecompany.com.br), plataforma completa de digital commerce, presente na América Latina, Europa e África, deve render ao e-commerce nacional, amanhã, dia 19 de março, um faturamento 55% maior, se comparado a uma quarta-feira comum.

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve uma redução de 3,3% em março, comparada à de fevereiro, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Para a CNC, as causas foram a alta mais forte no nível de preços, o nível elevado de endividamento e o crédito mais caro. Os dados foram divulgados ontem (18/03).

Geral B3

Negócios A6

Economia A4

Central de Atendimento: 41 3333.9800 / e-mail: pauta@induscom.com.br


a2 | BRASIL

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

EDITORIAL coluna@induscom.com.br

Decisões perigosas no Congresso O Congresso Nacional é o local onde são tomadas muitas decisões que podem mudar drasticamente a vida da nação, para o bem ou para o mal. Diariamente, deputados federais e senadores precisam trabalhar em constante proximidade com o povo, procurando atender suas reais necessidades. De nada adianta eleger um político que, ao chegar a Brasília, irá legislar em benefício próprio, largando no mar do esquecimento as promessas feitas quando estava em campanha. Atualmente, muitas questões delicadas estão na pauta de votação dos parlamentares. São decisões que podem significar algum perigo no futuro.

Fortalecimento econômico

Novo ministro fala em mudar setores críticos Gueller citou, como exemplo, a discussão e o fortalecimento do Plano Safra 2014/2015

A criação de municípios é um desses temas polêmicos. Se a questão não for trabalhada com extrema responsabilidade, a existência de novas cidades no país pode comprometer os gastos públicos e trazer apenas dor de cabeça para a União. Enquanto os diversos partidos divergem sobre a questão, a pergunta principal que o povo faz é a seguinte: “Realmente é necessário aumentar o número de municípios?”. O assunto precisa chegar à população para que ela entenda e saiba quais seriam as consequências para a sua vida e o Brasil como um todo. E assim deve funcionar para todos os outros tópicos a serem votados no Congresso.

Previsão do tempo Fonte: www.simepar.br..

18° Máx.: 27°

Mín.:

Durante a quarta-feira um sistema de baixa pressão ‘aprofunda-se’ e ganha intensidade sobre a Região Sul. Por isso, o ambiente atmosférico se torna ainda mais instável e mais chuvas/temporais são esperados nos três estados. O dia começa abafado no Paraná e a instabilidade aumenta rapidamente.

O ministro citou os pilares que devem nortear sua atuação à frente do Ministério da Agricultura

O Arte: Roque Sponholz..

Dez estados concentram 86% dos casos de dengue

Dez estados brasileiros concentram 86% dos casos de dengue registrados em todo o país – Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Tocantins, Ceará e Amazonas. Ao todo, 87.136 casos foram notificados nos dois primeiros meses deste ano. Os dados fazem parte do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Liraa), divulgado ontem pelo Ministério da Saúde.

Marco Civil da Internet deve ser votado hoje Com ou sem apoio do PMDB, o governo quer votar hoje o projeto do Marco Civil da Internet e aposta no voto favorável de 270 deputados dos 513 parlamentares da Câmara. A ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) admitiu ontem que o Planalto pode negociar a obrigatoriedade de que empresas provedoras de conexão mantenham data centers no país desde que a soberania dos dados esteja assegurada por legislação nacional.

novo ministro da Agricultura, Neri Gueller, disse ontem, durante cerimônia de transmissão do cargo, que sua atuação será pautada na lealdade, transparência e ética e focada no bem-estar da sociedade, a partir do fortalecimento econômico da atividade agropecuária do país. Gueller ressaltou que pretende reestruturar alguns setores críticos do ministério, como o Departamento de Logística e a Secretaria

de Defesa Agropecuária e ter um vínculo forte com os fiscais agropecuários, reforçando a área. Nascido no Rio Grande do Sul, de uma família de produtores rurais, Gueller migrou para Santa Catarina e, aos15 anos, para um assentamento rural em Mato Grosso. O ministro citou os pilares que devem nortear sua atuação à frente do Ministério da Agricultura. Além das restruturações de determinadas áreas, ele citou a discus-

são e o fortalecimento do Plano Safra 2014/2015, além da ampliação e abertura de mercados para a agroindústria, ou seja, produtos industrializados com valor agregado, “para que o mundo possa, efetivamente, sentir confiança no Brasil e sentir que a grande segurança alimentar passa necessariamente pela produção nacional. Ela [a agricultura] vai agregar valor, gerar emprego e vai fortalecer a economia do nosso país”.

Destaque em relatório

Brasil aumenta importações de armamentos em 65% entre 2009 e 2013 O aumento das importações de armamentos pelo Brasil é destacado no relatório do Instituto de Pesquisa da Paz Internacional de Estocolmo, divulgado na segunda-feira (17). As compras do país entre 2009 e 2013 foram 65% maiores do que no período 2004 e 2008. Na média mundial,

a venda de armas entre países cresceu 14% na comparação entre os dois períodos. O relatório destaca que, depois de um longo processo, o Brasil fechou a aquisição de 36 aviões suecos Gripen, no valor estimado de US$ 4,8 bilhões. Fechou também a compra de quatro

submarinos franceses ao custo de US$ 9,7 bilhões, e licenciou a produção de 2.044 blindados da Itália por US$ 3,6 bilhões. Estados Unidos, Rússia e Alemanha são os maiores exportadores de armamentos, com, respectivamente, 29%, 27% e 7% do comércio internacional. A Chi-

Fundado em 2 de setembro de 1976

Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

na teve o maior crescimento entre 2009 e 2013. Conquistou o quarto lugar, após aumentar sua participação nas vendas de 2% para 6% e ultrapassou a França, detentora de 5%. A Ucrânia, protagonista da crise na Crimeia, aparece na sétima colocação, com 3% das exportações mundiais.

Ponto de Vista

EXPEDIENTE

Diário Indústria&Comércio

Gueller criticou a demora na liberação, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da comercialização de defensivos agrícolas necessários para a proteção da safra e disse que dará atenção especial ao tema. “Não é possível alguns registros que podem ser liberados com mais eficiência e rapidez levarem de dois a quatro anos para serem liberados”, disse o ministro.

SALTO DE QUALIDADE A senadora Gleisi Hoffmann, se eleita governadora, terá tudo para promover um salto de qualidade no desenvolvimento econômico e social do Paraná. A declaração é do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do alto de seu conhecimento eleitoral, em entrevista à “Gazeta do Povo” através de um cômodo e-mail. Já à noite do mesmo dia da publicação lá estava ele em São José dos Pinhais alimentando a campanha da ex-chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff. Líder metalúrgico na década de 70 do século passado, logo Lula fixa-se como líder de uma nova corrente que surgiu até incorporar políticos e empresários, elegendo-se presidente da República após três eleições. Foi um bom Presidente, regular ou não soube conduzir o país? Isto depende, claro, da posição de cada eleitor ou de líderes desses eleitores. Eleitoralmente, entretanto, não há o que discutir. Ele sabe fazer campanha, mesmo sem recorrer a gestos como o seu longínquo antecessor, Jânio Quadros, com suas caspas aplicadas nos comícios em suas roupas escuras e os sanduíches devorados até sem fome para ressaltar a falta de tem-

po pela dedicação exclusiva ao seu eleitor. Não há comparação que se possa fazer entre os dois. Ainda que não tenda a cultura de Jânio, Lula ganha em esperteza e acaba sendo simpático até para s seus adversários. É este o Lula que talvez não tenhamos na presidência de volta agora em 2014, mas que tem tudo para retornar em 2018, o que ele próprio já admite, ainda que pelo silêncio. Pois Lula quer vencer no Paraná, por necessidade política ou afirmação de prestígio aqui pelas bandas do Sul. Lula pode ter São Paulo se Alexandre Padilha derrotar Alckmin, o Rio com Linderberg Faria. Mas como no Paraná só conseguiu colaborar com a eleição da senadora Hoffmann, ele joga tudo para conquistar o Palácio Iguaçu e logo contra um tucano bem visto pela cúpula do PSDB. O Estado não é só um dos membros mais importantes da federação brasileira. É o inexpugnável Paraná de todas as gentes, como lançou Bento Munhoz da Rocha Neto no tempo dos estadistas. Lula quer eleger a sua senadora do Paraná. E quer levar junto Osmar Dias, que já está

sob as ordens de Dilma na vicepresidência do Banco do Brasil. Mais, muito mais, Osmar é irmão de um dos senadores que mais faz oposição ao sistema petista, Álvaro Dias. Muitos torcem pela chapa Gleisi- Osmar, de preferência vencendo o pleito. Ninguém mais torce, porém, do que Sérgio Souza, que aparece nas fotos sorridente e esperançoso em ficar com os restantes quatros anos da nossa senadora. É assim que todos vamos caminhar até outubro: Lula com Gleisi, Richa com ele mesmo. Até o momento é difícil prever este desfecho. Beto Richa, ainda que com as deficiências governamentais que se lhe apontam, continua favorito. E se esse favoritismo ficar explícito eis a turma do PMDB, no todo ou na sua maioria, engrossando as fileiras do atual ocupante do Palácio Iguaçu, se confirmar, azar de Lula, de Gleisi e de Sergio Souza. Outros pleitos virão e se subirmos para o planalto central, lá estará por certo “o velho” Lula, não mais como líder metalúrgico mas o bem sucedido político capaz de emplacar em 2018 e 2022. No mais, é correr para os abraços e provar que a oposição só terá chances após a era-Lula.

Ayrton Baptista, jornalista


Diário Indústria&Comércio

economia | a3

Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

ENERGIA

Lucro da Copel cresceu 51,6% no ano passado O consumo industrial no Estado liderou as vendas de energia da Copel, que cresceram 9,6% considerando todas as classes de consumo

E

m 2013, o lucro líquido da Copel alcançou R$ 1,1 bilhão, valor 51,6% maior que o do ano anterior. O resultado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento de 5,6% na produtividade da indústria paranaense no ano passado, quatro vezes maior que a média brasileira - de 1,2%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O consumo industrial no Estado liderou as vendas de energia da Copel, que cresceram 9,6% considerando todas as classes de consumo. “Os resultados positivos em 2013 refletem diretamente o sucesso do programa Paraná Competitivo, do Governo do Estado, e a nossa estratégia para

tornar a estrutura da empresa mais ágil e com menor custo operacional”, explica o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer. Os investimentos têm crescido de forma gradual nos últimos cinco anos. Em 2014, serão aplicados R$ 2,6 bilhões em todos os

O resultado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento de 5,6% na produtividade da indústria paranaense em 2013, quatro vezes maior que a média nacional segmentos de atuação, 35% a mais do que o efetivado em 2013. Para reduzir custos e dar mais agilidade aos processos decisórios, a diretoria da Companhia fez uma reestruturação organizacional, reduzindo de dez para cinco as diretorias da holding e criando

USINAS EÓLICAS A participação das fontes alternativas na matriz energética da Copel cresceu de modo significativo no ano passado, com a aquisição de sete parques eólicos no Rio Grande do Norte. A empresa também deu continuidade à pesquisa da produção de biodiesel a partir de espécies nativas de microalgas e da geração de biogás a partir de resíduos sólidos – projeto realizado junto a suinocultores da região Sudoeste.

duas novas subsidiárias integrais: a Copel Participações S.A. vai gerir as parcerias da empresa em outros segmentos de negócios e a Copel Renováveis S.A. vai coordenar os investimentos em geração a partir de fontes renováveis.

“Estão por vir efeitos do aumento da Selic na inflação”

Alexandre Tombini, presidente do Banco Central (BC), lembrou que a taxa Selic vem sendo ajustada desde abril do ano passado e voltou a dizer que os efeitos da elevação são cumulativos e defasados Os efeitos dos aumentos da taxa básica de juros, a Selic, nos preços ainda estão por vir, segundo destacou o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, em audiência pública, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Tombini lembrou que a taxa Selic vem sendo ajustada desde abril do ano passado e voltou a dizer que os efeitos da elevação são cumulativos e defasados. Atualmente, a Selic está em 10,75% ao ano. O presidente do BC disse ainda que foi registrado aumento de 2 pontos percentuais nos preços administrados nos últimos sete

meses. Segundo ele, isso indica que “está em curso o processo de realinhamento desses preços”. Tombini destacou que a alta do dólar também constitui fonte de aumento na inflação no curto prazo, mas esse efeito deve ser limitado pela atuação do BC com o aumento da Selic. O presidente do BC reforçou que a política monetária (definição da Selic) deve se manter especialmente vigilante para que níveis elevados de inflação não se mantenham. “O Banco Central tem agido para assegurar a convergência da inflação pra a trajetória de metas”, disse.

PETRÓLEO E GÁS Outro destaque de 2013 foi a entrada da Copel no setor de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural, ao integrar o consórcio vencedor da 12ª Rodada de Licitações da ANP, em novembro. O investimento mínimo na atividade chegará a R$ 78,1 mi nos próximos seis anos. “Ao explorar este segmento, a Copel busca viabilizar a sua carteira de projetos térmicos e potencializar o desenvolvimento econômico e social do Estado do PR.”, diz Zimmer.

BC acompanha caso das contas de poupança da Caixa O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse que está acompanhando a correção de procedimentos adotados pela Caixa ao encerrar contas de poupança. A Caixa registrou os recursos dessas contas como receitas operacionais, o que elevou o lucro líquido da empresa em R$ 420 milhões no balanço de

2012 depois do pagamento de tributos. Segundo Tombini, o processo de encerramento de contas é previsto, mas os valores das contas não poderiam ser registrados da forma como a Caixa fez. “O Banco Central determinou a cessação dessa prática”, disse. Ele foi ouvido ontem (18/03) em audiência pública na CAE

do Senado. Tombini disse ainda que não divulga procedimentos internos em relação a casos específicos, como o da Caixa, mas enfatizou que o BC dispõe de mecanismos para assegurar o cumprimento de normas da autoridade monetária e do Conselho Monetário Nacional.

Ponto de Vista UM BATALHADOR NO MUNDO ARTÍSTICO Nesta oportunidade o entrevista é Jul Leardini, ele é professor, ator, diretor e escritor. Leardini é membro do CONSEC/PR, e há anos trabalha no mundo artístico. Jul Leardini, você tem uma ampla trajetória no campo cultural que vai do livro ao teatro, de palestras à direção de entidades artísticas, gostaríamos de saber em qual dessas áreas você se sente mais a vontade? Eu sou, em essência, artista, e por isto, sintome mais à vontade criando. Como atuo em várias áreas (artes cênicas, música, literatura, artes visuais e audiovisual), o meu maior prazer é escrever, dirigir, atuar, pintar, etc.). Trabalho com produção, mas é por necessidade. Qual é o seu labor no CONSEC - Conselho Estadual de Cultura do Paraná? Como membro do Conselho Estadual de Cultura, tenho a responsabilidade de sugerir, acompanhar, fiscalizar e intervir nas políticas culturais do Estado do Paraná, visando o atendimento, em especial, ao Plano Nacional de Cultura. Quais são os livros e CD’s de sua autoria? Editei 4 livros de literatura: Contos e Encontros (esgotado), Pequeno Perfil Curitibano, Numa Tarde Apocalíptica e Noutra Ensolarada (contos), No Mundo dos Seres Diáfanos (Conto infanto juvenil ilustrado) e Crônicas do Ser Lacerante (crônicas apocalípticas). Em CD, lancei o CD da ópera infantil Curi-Tim a Lenda de Curitiba, de minha autoria com o maestro Edilberto Vasconcelos e o CD MISUKA – CD musical e teatral com obras de minha autoria. Produzi outros CDs de artistas locais, como da cantora Denise Sartori e Jaime Zenamon e do

Coral Curumim. De todas as obras de teatro que você dirigiu desde os anos 80, quais você acha que atingiram a excelência, ou seja, de quais você sente mais orgulho? Citaria 03 trabalhos que mais me alegraram: LOUCURA – Patrimônio Universal da Humanidade, peça teatral baseada na obra de Erasmo de Rotterdam, BB. O VIRULENTO, biografia teatral de Bertolt Brecht e Aos Poucos Ouvidos Moucos que Virão, Falaremos um Pouco de Nossa Escurdião (peça teatral sobre física quântica). Excelência é uma coisa rara, acredito que ainda não atingi isto. Estou em busca desta excelência. 5) Fale um pouco sobre os projetos para 2014. Para 2014 estou com vários projetos: Fevereiro – Estreia a peça teatral A Arte do Desencontro, texto de Silzi Mossato e minha direção. Março – Estreia da ópera PIMPINONE, de Tellemann, na Capela Santa Maria, sob minha direção e regência do maestro Ricardo Bernardes. Março – No Festival de Teatro de Curitiba, duas peças sob minha direção: A Arte do Desencontro e Pacto da Mediocridade (texto e direção minha) Maio – Ópera Gianni Schicchi, de Puccini, com direção minha e regência do maestro Alessandro Sangiorgi, no Grande Auditório do Teatro Positivo. Junho – Ópera moderna Marat-Sade de Peter Weiss, com direção geral minha, em local a definir. E outras obras em estudo.

A principal contribuição ocorreu no setor de automóvel de passeio nacional zero km, aumento de 2,54%

IPC de Curitiba da 1ª quadrissemana de março foi de 0,72%

* Carlos Zemek é artista plástico e curador. Contato: (41) 98312389 – e-mail: cazemek@yahoo.com.br

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de Curitiba dos últimos trinta dias terminados em 8 de março foi de 0,72%, segundo pesquisa do Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social). Este valor foi superior ao observado na primeira prévia de fevereiro, quando a taxa acusou alta de 0,18%. No cotejo com a variação do mês também houve aceleração, pois fevereiro fechou em alta de 0,66%. Dentre os grupos de despesa que compõem o IPC, as maiores influências foram as

altas em Saúde e Cuidados Pessoais (1,51%) e Alimentos e Bebidas (1,05%). No que tange aos itens pesquisados, as principais contribuições, na ordem da maior para a menor, ocorreram em: automóvel de passeio nacional zero km (2,54%), automóvel de passeio nacional usado (-0,63%), telefone celular – serviços (6,24%), alface (60,86%), conserto de veículos (2,95%), blusa e camisa femininas (5,66%), tomate (33,09%), IPVA (-2,96%), aluguel residencial (0,82%), plano de saúde (1,55%).


a4 | economia

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

R$ 82,6 bilhões

RETRAÇÃO

A variação mês a mês do pessoal assalariado no setor vem se mantendo estável ou negativa desde janeiro do ano passado. Em 2013, em todos os meses houve queda

O saldo da carteira de infraestrutura do Banco do Brasil cresceu 72% nos últimos 14 meses e atingiu R$ 82,6 bilhões no mês passado. Segundo o banco, entre os setores que mais demandaram financiamento para infraestrutura estão os de portos, aeroportos, rodovias, energia, indústria naval, óleo e gás, armazenagem e outros. Em dezembro de 2012, o saldo acumulado era R$ 47,9 bilhões. Há 14 meses, do total da carteira, R$ 10,2 bi eram relativos a títulos e valores mobiliários (TVM), enquanto R$ 37,7 bi, a crédito. No mês passado, o saldo referente a TVM chegou a R$ 18,3 bi, e o de crédito atingiu R$ 64,3 bi. A estimativa do banco é que o aumento do desembolso em 2014 nesse mercado deverá chegar a mais de 30%. O BB pretende ser o principal operador de projetos de infraestrutura.

Consórcio vencedor de Libra quer fazer primeira perfuração este ano

Emprego na indústria tem queda no início de 2014 O

O secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Freitas Barreto, recebeu o representante da Shell no Brasil, André Araújo O consórcio vencedor do leilão para a exploração do Campo de Libra pretende fazer a primeira perfuração na região ainda este ano, segundo o representante da Shell no Brasil, André Araújo. Ele esteve ontem (18/03) em Brasília com o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto. O leilão de Libra, em outubro do ano passado, foi o primeiro feito sob o regime de partilha. O consórcio formado por cinco empresas – a angloholandesa Shell, a francesa Total, as chinesas CNPC e Cnooc e a Petrobras – venceu a disputa. “Estamos querendo este ano fazer perfuração, que seria um recorde. Normalmente, a primeira sonda leva uns dois anos para começar [a perfurar], mas a ideia é já começar a fazer a perfuração neste ano de 2014. Acho que é o ambiente que existe dentro do consórcio”, disse André Araújo, ao deixar o Ministério da Fazenda. André Araújo destacou que além da área de biocombustível, a multinacional tem bastante interesse no Campo de Libra, pois reforçará a estratégia e o interesse da companhia no setor de exploração e produção. “É uma demonstração de que a gente está

dentro desse setor e quer crescer bastante. Libra está muito bem e já temos um orçamento definido para este ano. O consórcio está indo muito bem e todos os integrantes procuram já definir alvos.” Ele negou que a visita ao secretário da Receita Federal tenha sido para tratar de demandas tributárias da companhia. Disse que a visita era de cortesia e para apresentar projetos da petrolífera. “Viemos falar dos 100 anos da companhia aqui no Brasil, que ainda estamos celebrando. Em abril, passaremos a celebrar os 101 anos.” O representante da Shell disse que questões tributárias são tratados por meio do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustível (IBP) e admitiu que o tema tem preocupado a empresa. “A questão tributária é uma constante, não é surpresa. É um tema complexo. Temos um país federativo e esse é um tema que envolve não só a nossa companhia, nossa indústria, mas todas as indústrias”, acrescentou. Ele indicou preocupação sobre a Medida Provisória 267, que tributa lucros de multinacionais brasileiras que atuam no exterior. “Todos são afetados por ela.”

pessoal ocupado pela indústria se manteve estável no mês de janeiro de 2014, em relação a janeiro de 2013, divulgou ontem (18/03) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, no entanto, houve queda de 2%, sobre uma base de comparação que já havia caído 1,2% em relação a janeiro de 2012. A variação mês a mês do pessoal assalariado na indústria vem se mantendo estável ou negativa desde janeiro do ano passado. Em 2013, em todos os meses

houve queda em relação a 2012. Nos últimos 12 meses, a queda acumulada do pessoal ocupado assalariado é 1,2%. Os estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul tiveram os maiores impactos na taxa nacional na comparação com o mesmo mês de 2013. O pessoal ocupado na indústria paulista caiu 3,1%, e o da gaúcha, 3,3%, o pior resultado nacional. Bahia (-3,2%), Paraná (-2,3%), Espírito Santo (-2,2%), Rio de Janeiro (-1,8%), Minas Gerais (-1,4%), Ceará (-1%) e Pernambuco (-0,5%) acompanharam as reduções no pessoal ocupado.

Santa Catarina teve alta de 0,4%. A taxa atribuída pelo IBGE às regiões Norte e Centro-Oeste subiu 1,3%. Apenas quatro setores pesquisados expandiram o pessoal ocupado em janeiro de 2014, em relação a janeiro de 2013, 14 caíram. A maior alta foi no setor de produtos químicos, de 1,9%, seguido pelo de fumo, com 1,4%, e pelo de alimentos e bebidas, com 1,2%. O ramo de calçados e couro teve a maior queda no pessoal ocupado, 6,6% ante janeiro de 2013. Produtos de metal (-6%), refino de petróleo e álcool (-5,8%), têxtil (-5,8%) e máquinas e equipamentos (-5,6%) são

os outros que mais caíram. Outro dado da pesquisa, o número de horas pagas pela indústria ao pessoal ocupado subiu 0,1% em janeiro, ante dezembro, mas caiu 2,1% na comparação com janeiro de 2013. A queda manteve o número em patamares semelhantes aos de 2009, ano afetado pela crise internacional. Os setores em que houve maior queda entre os 14 que recuaram foram os de fumo (-7,8%) e têxtil (-6,5%), e, entre os que subiram, se destacaram minerais não-metálicos (1,8%) e alimentos e bebidas (0,8%).

CAMPO

Agricultura ajusta valor da produção agropecuária para R$ 438,4 bilhões O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento voltou a reduzir a estimativa do valor bruto da produção agropecuária (VBP) para este ano. Divulgada ontem (18/03), a projeção relativa a fevereiro é R$ 438,4 bilhões, 1,3% inferior à estimativa de janeiro, de R$ 444,4 bilhões, informada no início do mês passado. O VBP é uma estimativa de geração de renda no meio rural. Do valor total divulgado pelo Ministério da Agricultura, R$ 291,6 bilhões, o equivalente a 66,5%, correspondem ao que se espera arrecadar com as lavouras, e R$ 146,7 milhões, ou 33,5%, aos ganhos com a atividade pecuária.

: Do valor total divulgado pelo Ministério da Agricultura, R$ 291,6 bilhões, o equivalente a 66,5%, correspondem ao que se espera arrecadar com as lavouras

PROJEÇÃO

Intenção de consumo das famílias cai 3,3% em março

Restrição de espaço aéreo na Copa atinge cerca de 1% dos voos previstos A Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear) informou ontem (18/03) que as restrições ao tráfego aéreo durante o horário de jogos da Copa do Mundo vão afetar cerca de 800 voos que seriam realizados nas sedes do Mundial, o que representa 1,2% do total estimado de 67.779 voos previstos entre a partida inaugural no dia 12 de junho, em São Paulo, e a final, no dia 13 de julho, no Rio de Janeiro. Os passageiros que já compraram passagens para os voos afetados estão sendo contatados pelas empresas aéreas para ser informados sobre a alteração de horário e reacomodação, o que ocorrerá sem custos adicionais, ou para o ressarcimento integral dos valores pagos, em caso de desistência da viagem.

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve uma redução de 3,3% em março, comparada à de fevereiro, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Para a CNC, as causas foram a alta mais forte no nível de preços, o nível elevado de endividamento e o crédito mais caro. Os dados foram divulgados ontem (18/03). Também houve retração, ainda maior,

na intenção de consumo em relação a março do ano passado de 5,1%. No entanto, o índice, que está em 125,5 pontos, continua acima dos 100 pontos, considerada zona de indiferença. A redução no ICF foi mais intensa entre as famílias com renda de até dez salários mínimos, de 3,5% ante fevereiro. Para as famílias com renda maior que essa, o recuo foi 2,4%. As capitais do Sudeste foram as que mais

caíram no ICF, com redução 4,8%, seguidas pelas do Norte, onde a queda foi 4,3%. Na comparação com o ano passado, o Sul teve queda 9,8%, e o Nordeste, alta de 3,6%. Todos os indicadores da pesquisa recuaram, tanto na comparação com fevereiro quanto em relação a março do ano passado. O nível de consumo atual, único índice abaixo dos 100 pontos, caiu 1,8% ante fevereiro e 4,9% na base interanual.


Negócios&mercado

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014 | Pág. a5

EDUCAÇÃO Foto: Mauro Frasson

O presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, com a gerente do Colégio Sesi no Portão, Tania Mara Rinaldi

Colégio Sesi comemora nove anos de história Metodologia diferenciada e trabalho em equipe são os principais destaques do sistema de ensino da maior rede privada de ensino médio do Paraná

O

Colégio Sesi, maior rede privada de escolas de ensino médio do Paraná, completa no mês de março nove anos de história. Ao todo, são mais de 13 mil matrículas efetivadas para este ano, nas 45 unidades da instituição em todo o Estado. O aniversário foi comemorado na segunda-feira (17) no Colégio Sesi do Portão, em Curitiba, com a presença do presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, da gerente de operações inovadoras do Colégio Sesi, Lilian Luitz, da

gerente da unidade do Portão, Tania Mara Rinaldi, e de alunos e professores. “Somos conhecidos pela inovação e pela forma que entregamos nossos alunos para o mercado e para a vida; estamos olhando para o futuro e só temos que comemorar”, disse Lilian Luitz, gerente de operações inovadoras do Colégio Sesi. Lilian ainda lembrou de um grande marco que também vai ficar na história do ensino no Paraná que foi o lançamento do Colégio Sesi Internacional. “Aliamos a

nossa metodologia inovadora ao ensino bilíngue que é também uma demanda da indústria”, completou. Reconhecido como projeto educacional inovador, o Colégio Sesi aplica a metodologia Oficina de Aprendizagem, que forma cidadãos e profissionais proativos, empreendedores no sentido da inovação, da criatividade e iniciativa própria. A base da metodologia é o trabalho em equipes, que são formadas por alunos de diferentes séries. A cada trimestre é lançado

um tema desafio e a aprendizagem se dá no processo em que os alunos têm que responder ao desafio. Forte diferencial do Colégio Sesi é a opção dada ao aluno de, a partir do segundo ano, fazer um curso profissionalizante do Senai. Assim, em três anos, o jovem conclui o ensino médio e se prepara o mercado de trabalho. Em 2011, o Colégio Sesi recebeu o Prêmio Hermès de l’Innovation, concedido pelo Instituto Europeu de Inovação e Estratégias Criativas, da França.

INTERNET MÓVEL

Oi e a Opera Software anunciam parceria A Oi e a Opera Software anunciaram ontem parceria para oferecer uma versão customizada do browser móvel Opera Mini, que proporciona experiência de navegação ainda melhor no celular. Clientes de internet móvel da Oi poderão baixar o aplicativo sem cobrança pelo tráfego de dados no download. O navegador comprime dados, proporcionando economia

de até 90% no consumo de dados, além de acelerar a navegação na internet pelo celular. Para marcar o lançamento da parceria, a Oi oferece aos seus clientes acesso ao Facebook e ao Twitter, pelo novo navegador, sem cobrança de tráfego de dados, até o fim da Copa do Mundo da FIFA 2014. O Opera Mini é um dos principais navegadores móveis no

mundo, com mais de 248 milhões de usuários. Sua última versão, o Opera Mini 7, vem com o recurso SMART – uma página com o resumo de todas as atualizações de feeds do Facebook e Twitter. Também é possível acompanhar na mesma página notícias e outros favoritos que o usuário escolha adicionar. Os clientes da Oi que já possuem as edições mais recentes

Palestra

4ª Edição

Exposição Brasileira do Cavalo Campolina será em Macaé, RJ Lindo, nobre, harmonioso e dono de um andamento confortável, o Cavalo Campolina encanta por onde passa. No Rio de Janeiro, conquistou muitos adeptos, em especial empresários que encontraram nele um refúgio à rotina conturbada dos grandes centros urbanos. Tornaram-se grandes criadores e desempenharam papel importante realizando um trabalho de seleção genética exemplar. Tal dedicação será homenageada com a realização da 4º Exposição Brasileira do Cavalo Campolina em Macaé (RJ), mostra itinerante que tem a missão de divulgar o Campolina pelo Brasil afora. A mostra ocorre entre 18 e 23 de março, durante a 1ª Feipec (Feira de Pecuária de Macaé), com a presença de 250 exemplares nos concursos de morfologia

do Opera Mini terão o browser automaticamente atualizado para a versão customizada, com links de acesso rápido a serviços da companhia, além de todas as funcionalidades existentes no Opera. Clientes que ainda não são usuários do Opera Mini podem baixar gratuitamente a nova versão do navegador acessando o endereço m.opera.com no seu aparelho.

e marcha, sob a tutela de seis jurados. Nesta edição, não haverá leilões, pelo calendário nacional carregado, mas o evento abrigará a primeira das seis etapas que devem compor a Copa Rio de Marcha, que, ao final, premiará com um carro zero km os campeões das marchas picada e batida. A competição exige inscrição individual e a classificação será simultânea ao julgamento da Brasileira. Dos quase 60 mil cavalos campolinas registrados no Brasil, sete mil estão no Rio de Janeiro. Em volume não parece muito, todavia, o trunfo dos criadores cariocas está na qualidade genética do plantel. Colecionam prêmios invejáveis, inclusive algumas conquistas nas edições da Semana Nacional do Cavalo Campolina, a exposição mais importante da raça. “Em 2013, por exemplo,

teve haras que recebeu até dez prêmios em diferentes categorias, incluindo Grande Campeonato, de onde saem os melhores do ano. Receber o segundo evento mais importante da raça é uma honra e coroa este trabalho magnífico”, resume Demétrio Rocha, presidente do Clube do Cavalo Campolina do Rio de Janeiro, entidade responsável pela organização desta edição da Brasileira. Segundo a entidade, o estado do Rio de Janeiro reúne cerca de 200 criadores e 800 usuários ativos, como são conhecidos cavaleiros, fazendeiros, sitiantes e outras pessoas que adquirem animais para o passeio, lazer ou serviço. A docilidade, estilo e conforto da marcha Campolina também já são apreciados no turismo rural, provas multirraciais e equoterapia, importante aliada no tratamento de doenças degenerativas.

Ibef PR fala sobre a aplicação do eSocial nas empresas Amanhã (20), às 19h, o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças no Paraná (Ibef PR), em parceria com a Mazars e BRDE, realiza palestra sobre eSocial (Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais Previdenciárias e Trabalhistas). Esse procedimento obrigatório vai interferir na vida das empresas, devendo unificar o envio de informações das organizações em relação aos seus empregados e prestadores de serviços. Esse sistema altera a maneira como as empresas do Brasil lidam com as obrigações fiscais, tributárias, previdenciárias e trabalhistas.

Cursos&Concursos Curso gratuito de auxiliar administrativo

Na última quarta-feira (12) à noite, em Curitiba, aconteceu a assinatura oficial do termo de compromisso entre o Sesi/Senai e o Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado do Paraná (Sigep), para mais uma turma do projeto O Caminho da Profissão. Por meio do programa, 29 alunos começaram nesta semana o curso gratuito de auxiliar administrativo. O Caminho da Profissão tem com objetivo ofertar qualificação profissional e formação cidadã a pessoas com baixo nível de escolaridade e de renda. O curso soma 160 horas/ aula, ao todo, sendo que o Sesi se encarrega da formação cidadã (com noções de meio ambiente, ética e relações humanas no trabalho, entre outras). O Senai, por sua vez, participa do programa ofertando a qualificação profissional – que no caso do curso de Auxiliar Administrativo vai contar com o aprendizado das rotinas administrativas, matemática básica e outros conteúdos pertinentes à função. “Vocês, jovens que aqui estão, vão poder levar para a vida toda os conhecimentos adquiridos por meio deste programa do Sesi e do Senai”, disse aos alunos, o presidente do Sigep, Abílio de Oliveira Santana. Para a estudante e industriária Daiza Aparecida dos Santos, de 20 anos, o curso é “uma nova oportunidade para crescer profissionalmente”. “Esse aprendizado vai acrescentar ao meu currículo e abrir mais portas para mim no mundo do trabalho”, observa o aluno David Jonas da Silva Rodrigues, de 23 anos. As aulas acontecem de segunda à sexta-feira, das 19h às 22h30, na unidade do Senai na Vila Hauer.

CNA ANUNCIA PLANO DE EXPANSÃO agressivo COM FOCO NO estado do PARANÁ O CNA, uma das maiores redes de escolas de idiomas do Brasil, anuncia plano de expansão agressivo com foco no estado do Paraná. Em mapeamento realizado pela rede, foram identificadas 27 cidades paranaenses com potencial para receber novas franquias da rede, que reúnem os atributos necessários para implantação de novas escolas de idiomas. O COO da rede, Eduardo Murin, acredita que o grande potencial de desenvolvimento no Paraná se deva à ascensão da nova classe média brasileira: “Com melhores condições de vida, em geral, as pessoas buscam investir na educação como um dos principais pilares de sustentação deste novo status conquistado”, afirma. Já José Carlos Sousa, Diretor de Expansão do CNA, credita o potencial do Sul à fatores como aperfeiçoamento de mão-de-obra qualificada e, até mesmo, à realização de eventos como a Copa do Mundo de Futebol, em 2014: “A fluência em uma segunda língua, seja ela ou inglês ou o espanhol, é, geralmente, uma das primeiras exigências que o mercado

de trabalho faz para aqueles que buscam melhores oportunidades. Além disto, a quantidade de turistas esperados no Sul do Brasil, que recebe uma série de jogos importantes da Copa do Mundo, também se mostra um bom motivador para que as pessoas pratiquem outros idiomas”, ressalta Sousa. Para atingir a ousada meta nacional de abertura de novas escolas - 100 somente no ano de 2014, e 1000 até os próximos cinco anos – e expandir sua rede de forma extensiva na região Sul, o CNA aposta em sua estrutura de suporte ao franqueado, agora ampliada: “Eliminamos nomenclaturas e derrubamos barreiras para unir departamentos e criar uma estrutura única e mais forte, que ofereça apoio completo ao franqueado. Hoje, temos mais de 150 profissionais atuando diretamente com foco no crescimento das franquias. O resultado disso é que mais de 80% de nossas unidades atingem o ponto de equilíbrio em menos de 6 meses de operação. Nenhum outro franqueador no segmento consegue isso”, finaliza Murin.

TECPUC oferece vagas através do Pronatec O TECPUC - Centro de Educação Profissional Irmão Mário Cristóvão, do Grupo Marista, vai oferecer vagas nos cursos técnicos de Produção de Moda (60 vagas), Nutrição e Dietética (40 vagas), Logística (40 vagas) e Biotecnologia (40 vagas) por meio do Pronatec, programa do Governo Federal de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. Os cursos são gratuitos e as inscrições podem ser feitas de 17 a 21 de março pelo site do Sisutec (http://sisutec.mec.gov.br), buscando pela instituição Centro de Educação Profissional Irmão Mário Cristóvão – TECPUC. Mais informações estão disponíveis no site do TECPUC (www.tecpuc.com.br). No dia 25 de março, serão divulgados os aprovados em primeira chamada, que devem se matricular entre os dias 26 e 28 de março. O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 1 de abril. As aulas terão início no dia 12 de maio. O diretor do TECPUC, Maurício Ribeiro, destaca que os cursos técnicos são uma excelente oportunidade para aqueles que querem entrar rapidamente no mercado de trabalho.


a6 | negócios

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

Aroldo Murá G. Haygert Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

FOI ORDEM DO PLANALTO: SÓ DILMA E PIANA PODERIAM DISCURSAR

Dilma Roussef, Darci Piana e Gleisi Hoffmann. Darci Piana nunca escondeu sua amizade com Beto Richa, laços que começaram com o pai do governador, José Richa. E foram muitos fortes ao longo da vida dos dois, do ex-governador e do presidente da Federação do Comércio Paraná. E por repetidas vezes, Piana deu provas de seu bom relacionamento com Beto e seu ‘staff”, sendo por eles também apoiados. Assim, natural que se estranhasse que na monumental homenagem às mulheres empreendedoras, realizada pela Fecomercio na segunda, no Hotel Rafaing, em Foz, presentes 1.200 convidados, o governador não estivesse presente. E nenhum secretário de Estado. “A surpresa da ausência foi enorme “, disse ontem à coluna um conselheiro da Fecomercio, lembrando:”Afinal, a presidenta da República estava presente, na jurisdição de Richa, e era a convidada e homenageada especial, uma das 3 mulheres destacadas especialmente no evento que contemplou mais 20 empreendedoras do Paraná todo.”

PLANALTO DETERMINOU

O que acabei descobrindo – e neste caso, dou ouvidos à chamada ‘rádio corredor’ – é que o Palácio do Planalto teria sido bem explícito à Fecomércio: no evento deveriam falar apenas Darci Piana e a presidenta da República. Gleisi Hoffmann, a senadora, objeto de especiais atenções de Dilma, sentou ao lado da presi-

denta, com que trocou palavras, discretamente, e sorrisos. Mas acabou discursando também além de participar da entrega das homenagens. A ordem do Planalto, se teve ou não objetivo político, é assunto para os bons entendedores avaliarem. O fato é que das 23 mulheres homenageadas, praticamente só Dilma Roussef falou. E, alegremente, exibiu o troféu recebido na noite – “Expoente Máximo da Política Nacional”.

CAMPEÃO DE INCLUSÃO

Piana mostrou comércio do Paraná como exemplar na questão da inclusão de gênero: 38,7% das empresas filiadas à Fecomercio têm mulheres em seus comandos. Mas a campeã absoluta – e nacional – de inclusão, revelou, é Apucarana, com 67% de suas empresas comerciais chefiadas pelo outrora sexo frágil.

NOVAS FRENTES

A Fecomercio repercutia, entre seus dirigentes, ontem, os resultados da homenagem às mulheres empreendeoras. Mas sobretudo a importância que Dilma atribuiu ao evento. E também, entre conselheiros da entidade, anunciava-se, ampliando o contentamento, o lançamento, no próximo dia 30, do contrato de construção da unidade do SESC/SENAC Aeroporto, em São José dos Pinhais, na estrada do aeroporto.

Há uma clara distância entre as novas gerações de literatos e a Academia Paranaense de Letras (APL). Para uma boa parte dos jovens – e alguns não tão jovens assim -, mas com um certo prestígio nacional, a APL seria “um repositório acadêmico, casa de beletrismo”. No mínimo. A definição ‘beletrismo’ é injusta, até porque a Academia reúne nomes de inegável expressão cultural em áreas multiformes, como Economia e Administração (Belmiro Castor), Direito (René Dotti e Eduardo Virmond) e Educação (Clemente Ivo Julliatto), Roberto Muggiatti (jornalismo e especialista em música popular, tradutor) por exemplo. Tal como ocorre com a Academia Brasileira de Letras (ABL), que continua a ser a instituição cultural mais acatada nacionalmente.

Muito embora a ABL tenha tido entre seus acadêmicos políticos, como o ditador Getúlio Vargas, além de generais do último período autoritário do país. Mas foi a casa de Machado de Assis e de outros notáveis, como Houaiss e Jorge Amado.

NILSON PARA A ACADEMIA (2)

A introdução que faço pode até ferir as chamadas normas do ‘bom jornalismo”; mas é necessária para explicar porque a indicação do escritor Nilson Monteiro, para ocupar a vaga de Noel Nascimento (promotor público) está repercutindo bem em vários nichos da chamada inteligência paranaense. E isso ocorre porque simplesmente Nilson fica naquela área intermediária: homem no final dos 50 anos de idade, tem toda uma visão atualizada, da realidade e

AMPLO INVENTÁRIO DE UM TEMPO

Seu livro, com 912 páginas, é um extenso inventário de um tempo em que se repartia, com paixão,

Para tratar do assunto, a ABRH-PR traz autoridades na área: Ilma Barros-Pose e Sally Parker Sally A ABRH-PR convida os profissionais de recursos humanos a conhecer a biomimética, uma abordagem inspirada nos princípios usados pela natureza e que podem ser adaptados a serviço de pessoas e organizações. O tema será abordado durante o Bom Dia RH, que acontece no dia 26 de março (quartafeira), a partir das 7h30, no Hotel Bourbon, em Curitiba. Para tratar do assunto, a ABRH-PR traz à capital duas autoridades na área: Ilma Barros-Pose, PhD em comportamento organizacional pela Universidade Case Western Reserve, que há 15 anos trabalha em intervenções de grande escala com investigação apreciativa; e Sally Parker Sally, defensora do biomimetismo e da prática de aprendizado a partir de sistemas naturais, incluindo sistemas sociais humanos. As palestras têm por objetivo levar os profissionais a refletir sobre sua maestria

Ilma Barros-Pose, PhD em comportamento organizacional pela Universidade Case Western Reserve pessoal sob a ótica da biomimética e a chegar a respostas sobre mudanças, agilidade

TIM aposta em novidades no acesso à internet pré-paga

NILSON PARA A ACADEMIA (3)

DIA DO CONSUMIDOR BRASIL

E até porque, como diz Dante Mendonça (que o lançou à APL), Nilson além de ter uma obra literária consolidada, “é homem de construir pontes de entendimentos com todos.” Talvez, até por ser um homem de diálogo, vamos ver como Nilson se comportará diante do que terá de enfrentar: a professora Marta Moraes, parte da memória do teatro paranaense do que ele tem de maior profundo, já foi também lançada candidata à mesma vaga da APL. Se não me engano, por Ernani Buchmann.

Manoel de Andrade a vocação solidária por um mundo melhor. Um testemunho colhido passo a passo, numa interlocução profundamente crítica com um tempo marcado por muitas convulsões sociais e políticas. Sua postura rebelde, como poeta, foi assinalada com precisão pelo escritor Jamil Snege, em 2002. Do texto de Jamil, estas linhas precisas: “Manoel de Andrade não pegou em armas. Nem respirou o ar clandestino das reuniões secretas. Manoel de Andrade fez algo muito mais perigoso: empunhou a palavra e com ela subiu aos palcos, elevando a sua indignação de poeta contra a espessa noite que desabava sobre nós...”

e resiliência e, ao mesmo tempo, despertar o talento autêntico de cada um.

OFERTAS

do mundo de hoje. Transita com a maior desenvoltura entre os acadêmicos ‘velhinhos’ e cultiva amizade com moços da vanguarda, como Márcio Renato dos Santos e Luiz Henrique Pellanda, dentre outros.

MANOEL DE ANDRADE “NOS RASTROS DA UTOPIA”

Nesta quarta, a partir das 19 horas, na Livrarias Curitiba do Shopping Estação, uma multidão de amigos e admiradores do poeta Manoel de Andrade estará no lançamento de seu livro mais recente, “Nos Rastros da Utopia, Uma Memória Crítica da América Latina nos anos 70”. Trata-se de é um depoimento de um viandante obstinado por um sonho que o levou a percorrer toda a América Latina fazendo de sua poesia política uma bandeira inabalável de luta. Manoel atravessou 16 países, e em cada um deles ficava de dois a três meses. Ao chegar detinha-se, inicialmente, semanas, encerrado em bibliotecas, lendo sobre História, Literatura e Arte do país. Depois passava a dar recitais, palestras e promover debates sobre a importância do engajamento do escritor e do artista em uma época marcada pelo compromisso ideológico com a História.

Biomimética em recursos humanos é tema de palestras

O acesso à internet no celular é crescente no Brasil. Por isso, a TIM, sempre atenta ao comportamento dos consumidores, traz novas ofertas para os clientes de planos pré-pagos ficarem conectados com o melhor custo/benefício do mercado. Agora, além do pacote de 10MB de dados por dia, os usuários do Infinity Web e do Infinity Web+Torpedo contam também com a opção de 30MB. A novidade é uma aposta

Nilson Monteiro e Dante Mendonça

NILSON PARA A ACADEMIA

ABRH-PR

da operadora para inovar ainda mais no mercado de internet móvel, que será uma das prioridades da empresa em 2014. A tendência de crescimento da demanda fica clara nos números mais recentes da companhia: a penetração de smartphones alcançou 55% da base total de clientes e os usuários únicos mensais de dados já são 27 milhões, um crescimento anual de 25%. “Registramos um aumento de 75% do consumo médio de megabytes por usuário no

Comércio Eletrônico deve faturar 55% a mais hoje

O Dia do Consumidor Brasil, ação organizada pelo Buscapé Company (www.buscapecompany.com.br), plataforma completa de digital commerce, presente na América Latina, Europa e África, deve render ao e-commerce nacional, amanhã, dia 19 de março, um faturamento 55% maior, se comparado a uma quarta-feira comum. A ação contará com a participação de mais de 500 lojas do varejo online, oferecendo produtos das mais diversas categorias, com descontos que podem chegar a até 60%. Entre as participantes, grandes nomes do comércio eletrônico, como Americanas. com, Casas Bahia, Centauro, Dell, Extra, Magazine Luiza,

Marisa, Netshoes, Pontofrio, Ricardo Eletro, Saraiva, Shoptime, Submarino, Walmart.com e muitas outras. “As expectativas para a data são as melhores. Vamos aquecer as vendas num período normalmente de retração, oferecendo aos consumidores ótimas oportunidades. Estamos trabalhando, junto aos nossos parceiros, para garantir descontos reais e expressivos”, afirma o CEO para a América Latina do Buscapé Company Rodrigo Borer. Os consumidores já podem se cadastrar no site do Buscapé (www.buscape.com. br) para receber e-mails com as ofertas do Dia do Consumidor.

ano de 2013. Isso mostra que a demanda é muito forte e estamos atentos às necessidades dos clientes. Iniciamos uma evolução do nosso portifólio de dados no ano passado – com a possibilidade de recontratação das franquias – e, agora, seguimos inovando com novas ofertas. Outras novidades serão lançadas em breve, sempre priorizando também a qualidade do serviço”, explica Fábio Cristilli, diretor de Internet, VAS e Handsets da TIM Brasil.

ECONOMIA BANCÁRIA

Febraban lança nova edição de Prêmio Depois de cinco edições, o Prêmio Febraban de Economia Bancária chega a 2014 sob nova roupagem. A principal mudança é a parceria do Instituto Febraban de Educação – INFI NA organização, que agora passa a se chamar “Prêmio INFI-Febraban de Economia Bancária”. A premiação também foi ampliada e serão distribuídos R$ 52 mil. “Além de treinar seus próprios funcionários, o setor bancário contribui com importantes iniciativas educacionais do governo. Um exemplo é o patrocínio de 6.500 bolsas de estudo ao Programa Ciência Sem Fronteiras que corresponde a US$ 180,8 milhões, sendo a maior contribuição individual do setor privado. Essa e outras iniciativas nos dão orgulho de participar ativamente, contribuindo para o aprimoramento da qualificação profissional, da educação e da pesquisa no Brasil”, avalia Murilo Portugal, presidente da entidade.


Diário Indústria&Comércio

publicidade legal | a7

Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014 “Auto Posto Mediterraneo Ltda. (CNPJ nº 03.455.338/0011-06), Colombo/ PR, solicita o comparecimento do Sr DIVALDO FELIPE CORDEIRO DE MATOS, portador da CTPS nº 6805557, Serie nº 0010/PR, que no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, sob pena de caracterização do abandono de emprego previsto no artigo 482, letra”I”. da CLT”.

AVISO DE PRORROGAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N 1059.14 Objeto: AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE FERRO DUCTIL. Limite de Acolhimento de Propostas: Prorrogado para até às 09:00 horas do dia 21/03/14. Data da Disputa de Preços: Prorrogada para as 15:00 horas do dia 21/03/14. Curitiba, 17 de março de 2014. Antonio Hallage - Diretor Administrativo

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO RAC ENGENHARIA E COMÉRCIO LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob n° 04.392.190/0001-90, torna público que recebeu do IAP, a Licença de Instalação para empreendimento imobiliário no imóvel com medidas e confrontações caracterizadas na Matrícula 21.793, a ser implantada no Município e Comarca de Pinhais, Paraná. Empresa consultora: MOR Gestão Ambiental e Florestal Ltda.

EXEQUENTE EXECUTADO

: : : PROCURADOR :

AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE N 103.14 Objeto: Contratação de serviços topográficos e elementos de desapropriação de imóveis para a ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade de Curitiba e Região Metropolitana, conforme detalhado nos anexos do edital. Disponibilidade: de 20/3/2014 até o dia 28/3/2014. Abertura das Propostas: 31/3/2014 às 16h. Recurso: Próprios. Preço máximo Admitido: R$ 107.024,34. Informações complementares: Podem ser obtidas na Sanepar à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 - Curitiba/PR, Fones (41)3330-3910/3330-3128 ou Fax (41)3330-3174/33303200, ou pelo site http://licitacao.sanepar.com.br/.

Faço saber que pretendem se casar: 1- MARCO ANTONIO CASTELLAIN com MARCELA LOPES; 2- RAFAEL FAUSTO com LAÍS VIEIRA DE OLIVEIRA; 3- DIEGO CARDOSO DE LARA com FABIANA BENATO; 4- MARCOS MYCHELL DE SOUZA com MARIANA GABRIELLA DE GOES JUCKE.

EDITAL N.º 7893813

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias.

PRAZO: 20 (VINTE) DIAS

Curitiba, 18 de março de 2014

A DRA. TANI MARIA WURSTER, MMª. Juíza Federal Substituta da 1ª Vara, na forma da lei, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que, perante este Juízo, localizado na Av. Anita Garibaldi, 888 - 4a. andar, Curitiba/PR, tramitam os autos em epígrafe, nos quais constam que os requeridos encontram-se em lugar incerto e não sabido, pelo presente Edital, com prazo supra, que será publicado na forma da lei e afixado na sede deste Juízo, ficam INTIMADOS, nos termos abaixo descritos: REQUERIDOS: FABIO LUIZ FARIA DA SILVA (CPF: 83668152187) e ANA LIDIA FARIA CARDOSO (52793923168) OBJETO: INTIMAÇÃO dos requeridos, nos termos do art. 475-J do CPC, para que efetuem o pagamento do valor de R$ 34.032,23(trinta e quatro mil trinta e dois reais e vinte e três centavos), no prazo de 15 (quinze) dias, sob pena de acréscimo de multa de 10% sobre o valor não pago, além de possível penhora e alienação de bens suficientes à satisfação do título executivo. Tudo em conformidade com a decisão do evento 152 e 161, a teor do disposto nos arts. 232 do CPC, e para que não alegue ignorância, mandou a MMª. Juíza Federal expedir o presente edital, na forma da lei. A íntegra do processo eletrônico poderá ser acessada em https://eproc.jfpr.jus.br /eprocV2/, menu consulta pública -> Justiça Comum/JEF V2, chave do processo 298893080410. Nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, 17 de dezembro de 2013. Eu, Waldemar Gomes Ferreira Jr., Diretor de Secretaria e.e., o conferi. Tani Maria Wurster Juíza Federal Substituta

IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N 1104.14 Objeto: Aquisição de coletor de amostras de efluentes portátil. Limite de Acolhimento de Propostas: 02/04/14 às 09h. Data da Disputa de Preços: 02/04/14 às 14h por meio de sistema eletrônico no site http://www.licitacoes-e.com.br. Preço Máximo: R$ 120.000,12. AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N 1105.14 Objeto: Aquisição de ferramentas, mangueira e bolsa impermeável. Limite de Acolhimento de Propostas: 02/04/14 às 09h. Data da Disputa de Preços: 02/04/14 às 14h15 por meio de sistema eletrônico no site http://www.licitacoes-e. com.br. Preço Máximo: R$ 65.307,08. Informações Complementares: Podem ser obtidas na Sanepar, à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 – Curitiba/PR, Fones (41) 3330-3910 / 3330-3128 ou Fax (41) 3330-3901/ 3330-3200, ou no site acima mencionado. AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO N 1106.14 Objeto: Aquisição de bomba dosadora e misturador. Limite de Acolhimento de Propostas: 02/04/14 às 09h. Data da Disputa de Preços: 02/04/14 às 14h30 por meio de sistema eletrônico no site http://www.licitacoes-e.com.br. Preço Máximo: R$ 62.820,46. Informações Complementares: Podem ser obtidas na Sanepar, à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 – Curitiba/PR, Fones (41) 3330-3910 / 3330-3128 ou Fax (41) 3330-3901/ 3330-3200, ou no site acima mencionado.

HOSPITAL SÃO LUCAS S A

Documento eletrônico assinado por Tani Maria Wurster, Juíza Federal Substituta, na forma do artigo DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DOS EXERCICIOS 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região nº 17, de 26 de 31.12.2013 31.12.2012 março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço eletrônico Av. João Gualberto - 1.946 - Curitiba - Pr. Receita Operacional Bruta 7.357.381,74 7.618.892,11 http://www.jfpr.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, o preenchimento do código verificador CNPJ 76. 502. 897/mediante 0001-13 Deduções da Receita -567.059,20 -654.891,47 7893813v2 e, se solicitado, do código CRC B99D9F85. Custo dos Serviços Prestados -5.544.642,50 -4.539.804,07 Informações adicionaisRELATORIO da assinatura: DA DIRETORIA

1 de 2

Senhores Acionistas: A Diretoria do Hospital São Lucas S/ A., submete a consideração de V.Sas. o Balanço Patrimonial e demais demonstrações financeiras da sociedade encerradas em 31 de dezembro de 2.013. Colocamo-nos a vossa disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais julgados necessários. Curitiba, 20 de Fevereiro de 2.014 A Diretoria

ATIVO CIRCULANTE Disponibilidades e aplicações financeiras Convênios a Receber Despesas Apropriáveis Exercício Seguinte NÃO CIRCULANTE REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Contas a Receber PERMANENTE Imobilizado PASSIVO CIRCULANTE Encargos Sociais Encargos Tributários Fornecedores Dividendos a distribuir NÃO CIRCULANTE Provisões para Investimentos e Obras PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reserva Legal Lucros acumulados

31.12.2013 4.962.151,06 3.813.203,58 3.189.111,84 510.208,79 113.882,95 136.587,00

31.12.2012 5.263.802,47 4.033.314,45 3.664.083,25 247.040,00 122.191,20 136.587,00

136.587,00 1.012.360,48 1.012.360,48

136.587,00 1.093.901,02 1.093.901,02

4.962.151,06 873.642,32 264.100,33 85.311,46 442.605,94 81.624,59 657.968,68 657.968,68 3.430.540,06 2.900.000,00 188.000,00 342.540,06

5.263.802,47 484.479,44 243.897,68 98.684,02 85.008,42 56.889,32 589.679,69 589.679,69 4.189.643,34 2.700.000,00 120.000,00 1.369.643,34

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO SALDO ANTERIOR CONSTITUIÇÃO DE RESERVA LEGAL AUMENTO DO CAPITAL SOCIAL LUCRO EXERCÍCIO ANTERIOR LUCRO ACUMULADO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reserva Legal Lucros acumulados

LUCRO BRUTO 1.245.680,04 Receita Não Operacional 314.980,59 Despesas Gerais e Administrativas -994.334,46 Receita/Despesas Financeiras 193.309,34 13/3/2014 15:25 Reversão de provisão para obras 0,00 Depreciação -135.623,02 Resultado antes dos Impostos e Contribuições 624.012,49 Provisões Imposto de Renda/ Contribuição Social -281.472,43 RESULTADO DO EXERCÍCIO 342.540,06

2.424.196,57 17.710,32 -942.262,00 310.340,85 0,00 -133.670,76 1.676.314,98 -306.671,64 1.369.643,34

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA

BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31 DE DEZEMBRO

R$

2.013 4.189.643,34

2.012 R$ 3.558.470,96

R$

68.000,00

R$

55.000,00

R$

200.000,00

R$

310.000,00

-R$ R$ R$

1.369.643,34 342.540,06 3.430.540,06 2.013 3.430.540,06 2.900.000,00 188.000,00 342.540,06

-R$ 1.103.470,96 R$ 1.369.643,34 R$ 4.189.643,34 2.012 4.189.643,34 2.700.000,00 120.000,00 1.369.643,34

FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro Líquido do Exercício 342.540,06 Ajustes ao Lucro Líquido Depreciações e amortizações 135.623,02 Convênios a Receber -263.168,79 Despesas apropriáveis no exercício seguinte 8.308,25 Outras contas a receber 0,00 Encargos Tributários -13.372,56 Encargos Sociais 20.202,65 Fornecedores 357.597,52 Provisões para Investimentos em Obras 68.288,99 Dividendos a Pagar 24.735,27 Caixa liquido gerado p/ atividades operacionais 680.754,41 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Aquisição do Ativo imobilizado -54.082,48 FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Aumento de capital social 200.000,00 Ajustes do exercício anterior -1.369.643,34 Reserva Legal 68.000,00 -1.101.643,34 -474.971,41 Caixa e equivalentes de caixa no início do ano 3.664.083,25 Caixa e equivalentes de caixa no final do ano 3.189.111,84

1.369.643,34 133.670,76 73.482,67 -8.180,73 3.000,00 4.628,16 18.180,90 -5.161,27 437.890,59 26.142,11 2.053.296,53 -173.827,18 310.000,00 -1.103.470,96 55.000,00 -738.470,96 1.140.998,39 2.523.084,86 3.664.083,25

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - D V A

DESCRIÇÃO 1) - Receitas R$ 1.1) - Receita da atividade R$ 1.2) - Deduções da Receita -R$ 1.3) - Outras receitas R$ 2) - Insumos adquiridos de terceiros R$ 2.1) - Custo dos serviços R$ 2.2) - Energia, Materiais, Outros R$ 2.3) - Serviços de Terceiros, Desp. Administrativas R$ 3) - Valor adicionado bruto R$ 4) - Retenções R$ 4.1) - Depreciações R$ 5) - Valor adicionado Liquido R$ 6) - Valor recebido em transferências R$ 6.1) - Receitas Financeiras R$ 6.2) - Recuperação Tributos R$ 7) - Valor adicionado total a distribuir R$ 8) - Distribuição do valor adicionado R$ 8.1) - Pessoal e Encargos R$ 8.2) - Impostos, Taxas e contribuições R$ 8.3) - Juros e Alugueis R$ 8.4) - Lucros retidos R$

31.12.2013 7.312.329,01 7.357.381,74 63.992,42 18.939,69 3.397.705,12 2.637.150,31 334.353,62 426.201,19 3.914.623,89 135.623,02 135.623,02 3.779.000,87 489.350,24 193.309,34 296.040,90 4.268.351,11 4.268.351,11 3.044.088,17 833.338,04 48.384,84 342.540,06

31.12.2012 R$ 7.483.896,51 R$ 7.618.892,11 -R$ 152.705,92 R$ 17.710,32 R$ 2.382.155,99 R$ 1.629.978,54 R$ 368.221,20 R$ 383.956,25 R$ 5.101.740,52 R$ 133.670,76 R$ 133.670,76 R$ 4.968.069,76 R$ 312.826,41 R$ 312.826,41 R$ 5.280.896,17 R$ 5.280.896,17 R$ 3.006.657,93 R$ 855.744,66 R$ 48.850,24 R$ 1.369.643,34

NOTAS EXPLICATIVAS 01 – CONTEXTO OPERACIONAL - O HOSPITAL SÃO LUCAS Sociedade Anônima de Capital Fechado, fundado em 1948 e classificado como Hospital Geral, tem como Objetivo Social oferecer serviços na área da saúde, através de um corpo clínico formado por equipes especializadas em Clínica Médica, Cirúrgica e Ginecologia. Mantêm convênios com Entidades Públicas, Fundações, Cooperativas e demais prestadoras de serviços na área da saúde. Através destes anos, expandiu diversos serviços e implantou novos procedimentos, com constante investimento em melhorias e modernização, confirmando assim o seu propósito de prestar um atendimento da melhor qualidade possível a toda população. 02 – APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS – Foram elaboradas e estão sendo apresentadas em conformidade com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e em consonância com os dispositivos da Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/76) e as alterações introduzidas pela Lei n° 11.638/2007. 03 - SUMÁRIO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS: As principais práticas contábeis adotadas na elaboração desse demonstrativo financeiro estão descritas a seguir: Ativos circulante Os ativos realizáveis até o exercício seguinte estão demonstrados como circulantes. Aplicações financeiras: demonstradas pelo valor original, corrigidas no ato dos resgates. Contas a Receber: englobam os créditos faturados até 31.12.2013, contabilizados no regime de competência. Ativo não circulante Representados por contas a receber cujo prazo de vencimento é superior a 180 dias. Despesas Apropriáveis no Exercício Seguinte Estão registrados pelo preço de aquisição. Apuração do Resultado O resultado das operações é apurado em conformidade com o regime de competência do exercício. A receita de serviços prestados é reconhecida no resultado em função de sua realização.

Imobilizado Demonstrado ao custo de aquisição, corrigidos monetariamente até 31 de dezembro de 1995 e pelo custo de aquisição a partir desta data. A depreciação é calculada pelo método linear, com base no prazo estimado de vida útil-econômica dos bens. Passivo Circulante As obrigações da Sociedade estão expressas em reais, registrados segundo as boas práticas contábeis, observado o regime de competência. Passivo Não Circulante Representado pelas Provisões para investimentos e projetos de expansão do Hospital, a curto/médio prazo. 04– PATRIMONIO LÍQUIDO Capital Social Em 31 de dezembro de 2013, o Capital Social, totalmente integralizado é representado por 290.000 (duzentas e noventa mil) ações, ao valor nominal de R$ 10,00 (dez reais) , totalizando R$ 2.900.000,00 (dois milhões, novecentos mil reais). Dividendos De acordo com o artigo 37 do Estatuto Social, os acionistas tem direito a receber como dividendos em cada exercício, 25% do lucro após as deduções legais. Imposto de Renda e Contribuição social sobre o lucro Estão calculadas de acordo com a legislação tributária vigente, utilizando-se a sistemática do lucro presumido. MAURICIO MICHELOTTO CENTA - Diretor Presidente MAURIGILDA JOANIDEZ MICHELOTTO CENTA - Diretora Vice-Presidente ODONIR CENTA NEGRELLE - Diretor Financeiro FRANCISCO BOSCARDIM NETTO - Diretor Clínico LIASI DE CAMARGO DUARTE - Diretora de Patrimônio MARIA ISABEL CENTA MALUCELLI - Diretora Secretária EMILIA E KOLESKI AMIN - Tec. Contab. CRC 6962-Pr

PARECER DO CONSELHO FISCAL O Conselho Fiscal do HOSPITAL SÃO LUCAS S/A, no uso de suas atribuições Legais e Estatutárias, procedeu ao exame do Balanço Patrimonial e das demais Demonstrações Contábeis/Financeira, relativos ao exercício findo em 31 de dezembro de 2.013. Por unanimidade é de opinião que os referidos documentos societários refletem adequadamente em todos os aspectos relevantes, a situação patrimonial e financeira da Sociedade, de acordo com os princípios emanados pela Legislação Societária. Manifestam-se favoravelmente a aprovação dos mesmos em Assembléia Geral Ordinária a realizar-se no dia 27 de março de 2.014 Curitiba, 20 de Fevereiro de 2014.

DRA LEILA CAMARGO RIGHI ELIAS

DR. LUIZ FERNANDO KUSTER GROCOSKI

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA Convocamos os Senhores Associados da Escola Maternal Annette Macedo para a Assembleia Geral Ordinária, a realizar-se no dia 26 de março de 2014, quarta-feira, as 15h00min em 1ª Convocação, e as 15h30min em 2ª Convocação, em sua sede, a Avenida Dr. Vicente Machado, 599, Centro desta Capital, conforme determina o Estatuto Social, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: a) Aprovação da Prestação de Contas referente ao exercício de 2013; b) Aprovação do Relatório de Atividades do exercício de 2013; c) Outros assuntos de Interesse Social. Curitiba, 18 de março de 2014. Clarindo Bruniera Pegoraro Presidente do Conselho Administrativo

CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF ANA LIDIA FARIA CARDOSO FABIO LUIZ FARIA DA SILVA LEDIANE DA SILVA REIS (DPU) DPU350

ESCOLA MATERNAL ANNETTE MACEDO CNPJ Nº. 76.713.023/0001-05 CONVOCAÇÃO

PARANÁ EQUIPAMENTOS S.A. CNPJ/MF nº 76.527.951/0001-85 - NIRE nº 41300052212 EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Ficam convocados os senhores acionistas da Paraná Equipamentos S.A. (“Companhia”), a reunirem-se em Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada, às 10:00 horas do dia 27 de Março de 2014, na sede social da Companhia, localizada na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na Marginal da BR-116, n.º 11.807 (km 100), Vila Hauer, para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: (i) Deliberação acerca da proposta de aumento do capital social da Companhia submetida pela administração aos acionistas; (ii) no caso de aprovação da alínea (i) da ordem do dia, alterar o Artigo 5º do Estatuto Social e aprovar a redação consolidada deste.; e (iii) no caso de aprovação da alínea (ii) da ordem do dia, consolidar o Estatuto 6RFLDOGD&RPSDQKLDGHDFRUGRFRPDVDOWHUDo}HVDQWHULRUPHQWHHVSHFL¿FDGDV2VGRFXPHQWRVUHODWLYRVjVPDWpULDV a serem deliberadas encontram-se à disposição dos acionistas na sede da Companhia. Curitiba, 19 de Março de 2014. Rogerio Macedo Borio. Presidente do Conselho de Administração. https://eproc.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_docum...

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Nº 5000223-16.2010.404.7000/PR

ESCOLA MATERNAL ANNETTE MACEDO INSTITUIÇÃO PARTICULAR DE ASSISTÊNCIA E EDUCAÇÃO Fundada em 13 de agosto de 1928 Utilidade Pública Federal - Decreto nº50.517/61 Fins Filantrópicos Processo nº 237.113/72 CGC 76.713.023/0001-05 Avenida Vicente Machado, 599 – Fone/Fax: 3224-8634 – CEP 80.420-010 E mail: emam@onda.com.br - Curitiba –Pr

DR. LUZAOIR DOS SANTOS RANGEL

Investigação

China diz não ter encontrado suspeitos de terrorismo no voo da Malásia A China informou ontem que nenhum dos passageiros chineses do avião da Malaysia Airlines está envolvido no desaparecimento do aparelho. Uma investigação feita de todos os passageiros chineses do voo não detectou qualquer indício que possa apoiar essa suspeita, disse a agência de notícia Xinhua, citando o embaixador chinês em Kuala Lumpur, Huang Huikang. O avião, um Boeing 777 que fazia a rota Kuala Lumpur-Pequim, desapareceu no último dia 8 de março com 227 passageiros e 12 tripulantes. Navios, aeronaves e satélites de mais de 20 países estão envolvidos em operações de busca, mas ao fim de dez dias, nada foi encontrado. A China iniciou buscas pelo avião em seu próprio território. Segundo Huang Huikang, o trabalho foi iniciado “no corredor aéreo norte”, entre as possíveis trajetórias seguidas pelo aparelho após o desaparecimento.

Região de conflito

Após soldado morto, Ucrânia autoriza uso de armas na Crimeia O Ministério da Defesa da Ucrânia informou que seus soldados na Crimeia estão “autorizadas a usar armas”. A decisão foi tomada após a morte de um soldado vítima de um ataque de homens armados a uma base na Crimeia. “Conforme decisão do comandante chefe das Forças Armadas da Ucrânia e do ministro interino da Defesa, com base na ordem do chefe do Estado Maior, está autorizada o uso das armas pelas Forças Armadas da Ucrânia sediados na Crimeia”, diz comunicado. Até o momento, os militares ucranianos eram orientados a não “responder às provocações” das forças a favor da Rússia, que estão na Crimeia há mais de duas semanas, segundo informações da Agência Lusa. Mais cedo, o Ministério da Defesa da Ucrânia informou que um oficial foi morto e outro ficou ferido

durante um ataque de homens armados a uma base ucraniana em Simferopol, capital da Crimeia. Segundo o porta-voz do Ministério da Defesa ucraniano na Crimeia, Vladislav Selezniov, todos os militares da base foram detidos e tiveram os documentos, dinheiro e armas confiscados. O primeiro-ministro interino da Ucrânia, Arseni Iatseniuk, disse que o conflito na península saiu da fase política e entrou em uma fase militar depois dos disparos de forças russas contra soldados ucranianos. “Hoje, as tropas russas começaram a disparar contra os nossos soldados. É um crime de guerra”, disse. Iatseniuk pediu a convocação de uma reunião dos ministros da Defesa da Ucrânia, Rússia, dos Estados Unidos e do Reino Unido para garantir a integridade territorial da Ucrânia e evitar uma escalada na violência.

Relações comerciais

Brasil e Espanha estudam acordo sobre Mercosul Os ministros de Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, e de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha, José Manuel García-Margallo, destacaram ontem, em Madri, a importância das relações comerciais entre os dois países e reafirmaram o compromisso de promover negociações entre a União Europeia e o Mercosul no sentido de promover acordo de associação entre os dois blocos econômicos. Em declaração conjunta, os ministros disseram que, apesar da representatividade das trocas comerciais entre os países, há grande potencial de crescimento e diversificação de produtos. A Espanha é o segundo maior investidor estrangeiro no Brasil, que é o principal des-

tino dos novos investimentos espanhóis no exterior. Figueiredo e GarcíaMargallo se comprometeram a trabalhar em estreita colaboração em torno da governança na internet. Eles destacaram a importância da Reunião Multissetorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet, marcada para os dias 23 e 24 de abril em São Paulo. Entre os dias 20 e 23 de março, em Madri, haverá um seminário sobre Segurança Cibernética para Representantes Permanentes junto às Nações Unidas. O tema se tornou prioridade depois das denúncias de espionagem praticada pela Agência de Segurança Americana (NSA) contra diversos países, inclusive o Brasil.

Protesto

Greenpeace invade central nuclear no Leste de França Dezenas de ativistas da organização não governamental Greenpeace ocuparam ontem central nuclear no Leste de França. A informação foi divulgada, em nota, pelo Greenpeace. Os ativistas ocuparam a fábrica de Fessenheim e penduraram uma faixa com a frase “Parem de arriscar a Europa”, em um dos reatores, a fim de “denunciar o risco da energia nuclear francesa” para todo o continente. Na última ocupação desse tipo, o Greenpeace alegou falhas de segurança nas

instalações atômicas. Um porta-voz da EDF – a empresa de energia estatal francesa que controla a central nuclear - disse que o local está funcionando, apesar da ocupação, e garantiu que “as ações não terão qualquer impacto no funcionamento da central, que opera normalmente”. Segundo a mesma fonte, a polícia deteve 56 ativistas, mas 20 permaneceram na cúpula de um dos reatores. Um helicóptero da polícia sobrevoa a área.


Justiça&Direito

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014 | Pág. a8

I Semana Nacional do Júri

TJPR julgará o maior número de casos entre os tribunais do país A

cerimônia de abertura da 1ª Semana Nacional do Júri foi realizada na segunda-feira (17) antes do início dos julgamentos e contou com a participação do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR). A iniciativa está prevista na Recomendação nº 47 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que orienta os tribunais de todo o Brasil a realizar, no mínimo, uma sessão do Júri por dia durante a Semana. Entre os Tribunais considerados de grande porte o TJPR foi o que mais pautou julgamentos para a Semana. No Paraná estão pautados 246 processos em 57 Comarcas. Na Capital serão, ao todo, 20 julgamentos. Segundo o juiz diretor do Tribunal do Júri, Daniel

Ribeiro Surdi de Avelar, os júris serão realizados simultaneamente no Tribunal do Júri, no Palácio

das Araucárias e na Escola da Magistratura. "Serão quatro júris diários dando vazão e cumprindo

de forma célere as matérias determinadas pelo Conselho Nacional de Justiça".

A medida deverá contribuir para o alcance da Meta 4 da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), que prevê o julgamento, até outubro de 2014, de todas as ações penais de homicídios dolosos (aqueles onde há intenção de matar) que tenham recebido denúncia até 31 de dezembro de 2009. Após a abertura da semana, iniciaram os julgamentos previstos em pauta. O julgamento realizado no Tribunal do Júri foi presido pelo juiz Leonardo Bechara Stancioli. Trata-se de um homicídio qualificado, por motivo fútil, previsto no artigo 121, §2º, inciso II, do Código Penal. Segundo o magistrado, em que pese a gravidade do crime, não é o mais comum.

Supremo Tribunal Federal

Ministro rejeita recurso e permite realização de exames em adolescente O ministro Ricardo Lewandowski rejeitou recurso extraordinário (RE 799316) apresentado pela União, para autorizar “a realização do exame PET-CT em menor com 16 anos de idade quantas vezes forem necessárias para se detectar metástase e outros tumores malignos”. Em sua decisão, o ministro ressaltou que “o direito à saúde é responsabilidade solidária da União, Estados e Municípios”. Ao negar o recurso, Lewandowski citou precedente do ministro Celso de Mello, no qual o Tribunal entendeu que “o Poder Público, qualquer que seja a esfera institucional de sua atuação no plano da organização federativa brasileira, não pode se mostrar indiferente ao problema da saúde da população, sob pena de incidir, ainda que por censurável omissão, em grave comportamento inconstitucional”. “Seguindo esse raciocínio, a jurisprudência desta Corte firmou-se no sentido de que é solidária a obrigação dos entes da Federação em promover os atos indispensáveis à concretização do direito à saúde, tais como, na hipótese em análise, a realização de exame pelo recorrido, paciente destituído de recursos materiais para arcar com o próprio tratamento”, finalizou Lewandowski.

Nelson Jr./SCO/STF

TRF4 determina que operadora instale telefonia na região rural de Santa Cataina O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou, na última semana, recurso da empresa de telefonia Oi e manteve decisão judicial que determina a implantação, pela concessionária, de rede de telefonia na localidade de Dona Clara, região rural do município de Timbó (SC). A ação civil pública foi ajuizada em 2010 pelo Ministério Público Federal após os moradores reclamarem da ausência de telefones na localidade e da impossibilidade de instalação de telefones fixos individuais. Em primeira instância o pedido foi negado, levando o MPF a recorrer no tribunal. A 3ª Turma, por maioria, de-

Superior Tribunal de Justiça

Banco do Brasil pagará R$ 130 mil de indenização a vítima de sequestro A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconheceu a responsabilidade civil do Banco do Brasil (BB) pelos prejuízos sofridos por vítima de extorsão mediante sequestro. A quantia exigida para o resgate, R$ 90 mil, foi liberada, sem as devidas cautelas, para integrante da quadrilha. No entendimento dos ministros, esse fato configurou defeito na prestação do serviço bancário. O crime aconteceu em maio de 1999, em Apucarana (PR).

Após ter sido ameaçada de morte, a vítima recorreu ao seu irmão, que sacou o dinheiro na boca do caixa em Maringá sem nenhuma dificuldade, e depositou o valor numa conta corrente do BB em São Luís (MA). Quando a Polícia Civil do Paraná conseguiu libertar o refém e prender os envolvidos, no mesmo dia do caso, a quantia depositada já havia sido integralmente sacada pelos criminosos. Isso aconteceu poucas horas após o depósito ter sido feito.

Empresa pagará indenização à vítima de descarga elétrica A 10ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) condenou a empresa Lessa e Faulstich Engenharia e Comércio Ltda. ao pagamento de R$ 900 mil de indenizações por dano estético, moral e material, entre outras verbas, a um eletricista que sofreu descarga elétrica de 12 mil volts. O acidente de trabalho, ocorrido em fevereiro de 2010, causou queimaduras de primeiro, segun-

do e terceiro graus, sequelas funcionais nos membros superiores, principalmente nas mãos, perda de movimentos dos dedos, além do comprometimento da força de preensão e de habilidades manuais, conforme atestado em laudo pericial. Em 1ª instância, os pedidos foram julgados procedentes em parte. A Votorantim, então, celebrou acordo com o autor, no valor total de R$ 450 mil.

terminou à Oi que instalasse a rede. Como a decisão não foi unânime, a concessionária pôde ajuizar um novo recurso, dessa vez junto à 2ª Seção da corte, formada pelas 3ª e 4ª Turmas, especializadas em Direito Administrativo. A relatora do processo, desembargadora federal Vivian Josete Pantaleão Caminha, entretanto, manteve a decisão da 3ª Turma. Para ela, a meta de ampliação do serviço de telefonia em localidades com número de habitantes superior a 300, com base em critério de adjacência máxima entre cada residência (50 metros) não está previsto em lei, conforme alega a Oi.

TRE-PR não reconhece infidelidade partidária de vereador de Curitiba A Corte do TRE-PR, nesta segunda-feira (17), por unanimidade, julgou improcedente o pedido formulado por Partido Popular Socialista – PPS em face do Partido Solidariedade – SDD para afastar a cassação por infidelidade partidária do vereador de Curitiba, José Maria Alves Pereira, diante da comprovação da justa causa para a desfiliação partidária, nos termos do artigo 1º, § 1º, II, da Resolução TSE 22.610/2007. Para relatora, Drª. Renata Estorilho Baganha, “a criação do partido constitui justa causa para desfiliação, de detentor de mandato eletivo, da legenda pela qual foi eleito” para a configuração da justa causa.

TCEPR: Sulina é o primeiro município a entregar a PCA 2013 O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) já recebeu a primeira Prestação de Contas Anual referente ao exercício de 2013. Mais uma vez, o Município de Sulina (Região Sudoeste) saiu na frente. Os computadores da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) receberam o rol de 25 documentos relativos à execução orçamentária, financeira e patrimonial na última sextafeira (17). Em 2011 (PCA do exercício de 2010) e 2012 (PCA de 2011), Sulina também havia conquistado o primeiro lugar do estado

Ponto de Vista A assistência social e o benefício da prestação continuada A temática ora em reflexão, de vital importância social, inclusive, trata-se de uma sólida e necessária baliza de toda uma estrutura coletiva. Com efeito, falar da Assistência Social é o mesmo que aferir vigas de todo um sistema jurídico, político, econômico e social por excelência. E tal fato, ou melhor, esse modelo, foi o idealizado pelo Poder Constituinte Originário, que elegeu a Assistência Social dentro de um planejamento eminentemente protetivo. Por proteção social, o ideal maior de um Estado que prima pela previsibilidade normativa de direitos sociais, inegociáveis, supremos e fundamentais. Logo, para tanto, visando concretizar esse fim, nosso sistema normativo arquitetou um arcabouço protetivo. Assim, evidente e salutar que uma sociedade civil politicamente organizada, prescinde de ferramentas específicas para alcançar este bem-estar social, o que foi engendrado em nossa vigente Carta Constitucional. No tempo, a proteção social dos indivíduos alcançou diversos níveis, desde as melhorais das condições de trabalho, até chegarmos em um mínimo existencial. Hodiernamente, toda a nossa idéia de proteção atualmente bem orquestrada, tem por ponto de partida a tutela assistencial, ocorrida, por exemplo, como socorros públicos na Santa Casa da cidade de Santos. Fortemente influenciado pelo sistema europeu de proteção a classe trabalhadora, a tutela previdenciária passa então a ser desenhada por leis específicas no país, contudo, sem se afastar também de ideários sociais. Tendo como modelo o alemão, preconizado por

Otto Von Bismark, nosso sistema previdenciário ganha um norte específico, mas é com o modelo inglês, que um sistema específico de proteção coletiva ganha vez e voz, passando assim a condensar políticas de previdência e também de assistência social. O surgimento da Seguridade Social Esse sistema, inserido em nossa dimensão constitucional, ganhando corpo jurídico próprio, orçamento específico, topografia jurídica singular e uma destacada e relevantíssima valoração na sociedade, a abarcou de uma só vez, uma tríplice estrutura, quer seja, Previdência, Saúde e Assistência Social, tal qual regulados no artigo 194 da Lei das Leis. Evidente que qualquer ideário constitucional prescinde de mecanismos que viabilizem sua concretude, para que não sejam somente conquistas abstratas, sem densidade factível alguma. É que valores, princípios, conquistas, axiomas, enfim, o fundamentalmente eleito precisa ser protegido, edificado, evoluído e também exercido. Nesse contexto, a evolução da Assistência Social, como participante viva do sistema de seguridade social e constitucional por excelência. É bem verdade que as pretéritas Constituições não conferiram o atual e estruturado tratamento para esse ramo protetivo, sendo a vigente Carta Constitucional o ápice do modelo também assistencial de proteção. Lado outro, um sistema normativo específico, como também uma estruturação política, são necessárias para essa almejada concretude constitucional. E isso ocorreu no cenário pátrio. Com efeito, a Lei 8.472/93 foi um grande e importante marco dentro da Assistência Social.

THEODORO VICENTE AGOSTINHO é Mestre em Direito Previdenciário pela PUC/SP e Coordenador do Instituto Brasileiro de Estudo Previdenciário (IBEP) SÉRGIO HENRIQUE SALVADOR é Especialista em Direito Previdenciário e Professor do Instituto Brasileiro de Estudos Previdenciários (IBEP)


Política&rmc

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014 | b1

Programação festiva

Ayrton Baptista

Semana festiva com programação especial segue até o próximo domingo (23)

SETOR DE SERVIÇOS Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o setor de Serviços foi responsável pela alta de 0,94% no número de pessoas com carteira assinada no Paraná, durante o mês de fevereiro. Das 25.612 vagas formais criadas, metade foi de empresas ligadas a esse setor. Outras áreas que tiveram resultados significativos foram a construção civil e o comércio.

ALTO iNVESTIMENTO A recente onda de investimentos em Ponta Grossa está agitando a economia do município. Com quatro grandes indústrias em construção, os investimentos na cidade giram em torno de R$ 1,8 bilhões. Além do crescente número de empregos temporários na construção civil que passam das 1,5mil vagas.

ACESSO A INTERNET A partir de abril deste ano, as cidades de São Jerônimo da Serra, norte, e Tibagi, centro paranaense, terão acesso à internet banda larga através da Copel Telecom. O investimento na região alcançará R$ 3,4 milhões, destinados à implantação da rede de fibra óptica nas áreas de maior adensamento urbano. A oferta de pacotes será com velocidades de até 100 Mbps.

VAGAS ABERTAS

A Agência do Trabalhador de Guarapuava, na região central do Paraná, tem 135 vagas de emprego abertas. Entre os cargos mais procurados estão vagas para auxiliar de linha de produção, eletricista, empregado doméstico nos serviços gerais e para vendedor pracista.

CONSULTA ON LINE O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae) conta agora com mais um suporte para uso dos empreendedores. Através da página Blog Sebrae, pequenos empresários podem acompanhar dicas de negócios com orientações de consultores do Sebrae. O objetivo é facilitar o acesso a informações sobre empreendedorismo.

FRUTAS COM QUALIDADE

A 54ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina será entre os dias 3 e 13 de abril. A feira conta com exposições, programação cultural e a tradicional ‘Cavalgada’ que deve reunir cerca de mil cavaleiros percorrendo as ruas da zona sul e oeste de Londrina. O evento será no Parque de Exposições Ney Braga.

Lapa, Região Metropolitana de Curitiba irá receber a instalação de uma vitrine tecnológica, tendo como objetivo a produção de frutas de clima temperado com melhor qualidade. A ideia é modernizar as tecnologias de produção na região centro-sul do Estado. Através do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) serão realizados cursos e assistência técnica aos produtores da região.

FAMÍLIAS BENEFICIADAS

CUIDADOS COM A MEMÓRIA

São Miguel do Iguaçu, oeste do Paraná, terá a construção de 517 novas moradias. Através da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), o município deve beneficiar 591 famílias da área rural e urbana. Os investimentos são de R$ 28 milhões, parceria entre o governo do estado e prefeitura.

Em torno dos 27 anos, a capacidade do cérebro começa a decair, dificultando a funcionalidade da memória. Entretanto, é possível diminuir os danos com a prática de exercícios estimulantes. Trabalhar a mente e o corpo ao mesmo tempo é essencial. Uma boa opção é fazer palavras cruzadas se exercitando em uma bicicleta ergométrica.

54ª EXPOLONDRINA

CIDADES INOVADORAS Acontece em Curitiba, entre os dias 7,8 e 9 de maio a ‘Conferência Internacional de Cidades Inovadoras 2014’. Uma das novidades do evento é o Festival de Ideais. A proposta do concurso é encontrar soluções para melhorar a qualidade de vida nos ambientes urbanos. Serão selecionados 21 trabalhos. As inscrições vão até 21 de março.

Evento alusivo aos 324 anos do município reuniu mais mil participantes

São José dos Pinhais comemora 324 anos M

ais de mil ciclistas, entre profissionais, amadores e crianças, participaram no domingo (16) do Passeio Ciclístico de São José dos Pinhais – 324 anos – em programação festiva que marca as comemorações do aniversário de São José dos Pinhais, cuja semana festiva segue até o próximo domingo (23). Promovido pela Prefeitura de São José dos Pinhais, através da

Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), o Passeio Ciclístico foi o maior evento esportivo em número de participantes de todas as idades neste começo de ano. O evento A concentração e saída aconteceram na frente do Condor Super Center, às 10h da manhã, na Rua Joinville, bairro Braga, e percorreu as principais ruas centrais da

cidade. A linha de chegada foi o Ginásio Ney Braga, onde os participantes foram recepcionados pelos membros da Secretaria de Esporte e Lazer e espectadores. Ao final do Passeio Ciclístico teve um sorteio de brindes oferecidos pelas empresas parceiras do evento, Condor Super Center e Bike Shop. Para o secretário de Esporte e Lazer, Thiago Bührer, este foi o maior evento externo da

Secretaria de Esporte e Lazer realizado neste ano. “Foi um passeio ciclístico que contou com a participação de gente de todas as idades e uma grande festa que reuniu centenas de famílias. Por isso, quero agradecer, em nome do prefeito Setim, a participação de todos que ajudaram na realização e sucesso de mais este passeio ciclístico de São José dos Pinhais”, disse o secretário.

Pinhais

Município investe em infraestrutura Pinhais ainda é uma jovem cidade. Às vésperas de completar 22 anos, se destaca na região metropolitana pelos avanços que tem conquistado nos últimos anos. Pinhais cresceu, deixou de ser considerada uma cidade dormitório e hoje é reconhecida pela economia estável e também pela infraestrutura que coloca à disposição da população. A cidade também passou a contar com diferentes opções de turismo, lazer e entretenimento. O que antes a comunidade precisava buscar na capital, hoje ela encontra no próprio município.

A cidade também passou a contar com diferentes opções de turismo, lazer e entretenimento

RENOVAÇÃO

Piraquara

Os agricultores de Tupãssi, oeste paranaense, renovaram o convênio com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O valor do contrato é de R$ 42 mil e garante a compra de alimentos por um ano. Os produtos serão utilizados na merenda escolar em escolas municipais, estaduais, creches, Apae, Clube do Vovô, entre outras entidades.

Prefeito se reúne com o Presidente da Cohapar

Araucária Colombo

Salão de Pequenos Negócios e Empregos movimentou cidade Evento pioneiro em Colombo o Salão de Pequenos Negócios e Feira de Empregos movimentou a cidade reunindo entusiastas do desenvolvimento do setor produtivo no município, estudantes e a comunidade durante os três dias no último fim de semana. A promoção conjunta da Prefeitura Municipal de Colombo e da Associação Comercial e Industrial de Colombo, o Fomentar empregos e pequenos negócios contou ainda com a participação da PJ Eventos, Banco Nacional de Empregos, Sescap Pr, Faec, Sistema Fecomércio, SEBRAE e Fomento Paraná.

Trabalhadores rurais e criadores participam de curso sobre doma A parceria entre a Prefeitura de Araucária e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-PR) está resultando em um curso de doma racional de cavalos. O método chama atenção por não fazer uso de violência para domar animais

arredios. A formação, que ocorre até o dia 26, tem carga horária de 80 horas e o grupo conta com, no máximo, 10 pessoas. Para cada participante há um cavalo a ser treinado. O objetivo é oferecer noções básicas e orientações para que cada

participante aplique o método na sua localidade. De acordo com Fábio Milano, médico veterinário e instrutor de doma racional e rédeas no SenarPR, o método exige muita percepção e sensibilidade do domador para atingir seus objetivos.

O Prefeito de Piraquara, Marcus Tesserolli, o Marquinhos, se reuniu na tarde de segunda feira (17), com o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche. Na oportunidade foram debatidos os projetos de infraestrutura e habitação que estão sendo desenvolvidos no município. O encontro foi na sede da Companhia de Habitação do Paraná e contou com a participação dos secretários municipais de Infraestrutura e Planejamento de Piraquara, Girlei Eduardo de Lima e José Luis Pedrosa. Entre as demandas levadas pelo Prefeito, a principal, foi referente à liberação do terceiro lote das obras do PAC Guarituba.


geral | b3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

Greve

Prefeitura monta esquema emergencial para coleta de lixo Luiz Costa/SMCS

Ao mesmo tempo, Prefeitura pede colaboração da população para reduzir lixo

Equipes próprias da Secretaria Municipal do Meio Ambiente farão a coleta de lixo domiciliar, em caráter emergencial

A

Prefeitura de Curitiba mobilizou 75 caminhões de outras áreas de atividade para fazer a coleta de lixo em regiões e situações onde o serviço for mais necessário, durante a greve dos trabalhadores da limpeza pública, iniciada ontem. Além disso, será intensificada a coleta seletiva já realizada através das cooperativas de reciclagem. Ao mesmo tempo, a Prefeitura pede à população que não disponha os resíduos na rua até pelo menos 24 horas depois do próximo dia e horário previstos para coleta, aguardando

as orientações do Departamento de Limpeza Pública. Se for necessário, a partir de hoje serão instalados pontos especiais de coleta onde a população poderá fazer o descarte emergencial de resíduos orgânicos. A Secretaria do Meio Ambiente pede que nestes pontos seja descartado o mínimo necessário de resíduos, nesta fase emergencial. O esquema emergencial de coleta será implementado progressivamente, conforme a evolução ou não das negociações entre os trabalhadores da lim-

Vigilância Sanitária

Pequenas e microempresas

Paraná recolhe amostras de leite com suspeita de adulteração

PR paga débitos com 6,8 mil fornecedores nesta semana

A Secretaria estadual da Saúde está acompanhando as denúncias de fraude em lotes de leite longa vida da marca Líder, produzido no Rio Grande do Sul. Os lotes sob suspeita foram produzidos em fevereiro e podem estar sendo comercializados no Norte do Paraná. A Vigilância Sanitária está coletando amostras dos produtos suspeitos e vai encaminhá-las ao Laboratório Central do Estado para análise. De acordo com o coordenador do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana, a medida é preventiva, pois a empresa fabricante já afirmou ter retirado de mercado os lotes em questão. “Como a empresa não divulgou informações sobre o lote suspeito, determinamos a coletada de amostras de produtos produzidos durante todo o mês de fevereiro. Com isso, poderemos avaliar se existe a presença de substâncias nocivas à saúde das pessoas”, disse o coordenador. A denúncia partiu do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS), que desde o ano passado investiga casos de fraude na cadeia produtiva do leite produzido no Estado. Segundo o órgão, 199 mil litros de leite adulterado foram enviados à unidade da LBR Alimentos em Lobato, no Norte do Paraná. A adulteração do leite ocorre por meio do uso de ureia, que contém formol e pode causar sérios danos à saúde do consumidor.

O Governo do Estado vai pagar os débitos pendentes com fornecedores, mediante o depósito em contas bancárias das empresas, até o final desta semana. A medida atingirá aproximadamente 6,8 mil pequenas e microempresas. Este número representa 85% do total de fornecedores com débitos pendentes com o Estado. Segundo o secretário da Fazenda, Luiz Eduardo Sebastiani, a determinação do governador Beto Richa é dar celeridade nos pagamentos. “Trabalhamos desde a última sexta-feira para podermos dar essa notícia: faremos o pagamento nesta semana”, garantiu Sebastiani. “Este é o início do plano de solução das dívidas de curto prazo contraídas até 2013”.

peza pública e a Cavo, empresa responsável pelo serviço. A Prefeitura também pediu à Cavo que mantenha as condições contratuais de maneira satisfatória, e recebeu da empresa garantias formais de que adotará as medidas necessárias para o cumprimento do contrato, incluindo a implantação de programa emergencial alternativo. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente esclarece que a negociação de salários e vantagens com os trabalhadores da limpeza pública é de responsabi-

lidade da empresa Cavo, contratada pelo Município para realizar o serviço de coleta e transporte. A Prefeitura acompanhou, como observadora, todas as negociações, até a noite de segunda-feira (17), quando foi acordada e ratificada pelos representantes do sindicato da categoria e da Cavo uma tabela de valores de reajuste e outros itens (salário base, vale transporte, PPR, vale-farmácia, reajuste do vale-refeição além de escala de feriado para 8 de setembro, 25 de dezembro e 01 de janeiro).

Segundo o secretário da Fazenda, Luiz Eduardo Sebastiani, a determinação do governador Beto Richa é dar celeridade nos pagamentos

Produtividade e desempenho

Porto de Paranaguá completa 79 anos com ação no Pátio de Triagem

Panorama Político Pedro Washington

prpress@terra.com.br

Reações emblemáticas Dias desses neste espaço comentamos a importância que a leitura das secções Colunas do Leitor, do jornais, faria aos governos. Especialmente o federal. Da mesma forma o número de e.mails que este e outros colunistas políticos estão recebendo, enchendo suas caixas postais. Há um clima de insatisfação deixado claro nessas correspondências. Fala-se inclusive em nova “Marcha das Famílias com Deus, pela Liberdade”, movimento popular inicial de apoio à revolução de 1964. Ajudou a criar o fato mas não teve controle da ação posterior! Isso num momento em que as Forças Armadas estão em estado latente, pela primeira vez no país, como bem o demonstram os retrospectos de Laurentino Gomes em seus extraordinários 1808, 1822 e o atual 1889, sem maiores intervenções na atividade política. Também o Judiciário, em virtude dos últimos resultados do julgamento do “mensalão”no STF, com os novos participantes correspondendo ao que a opinião pública já intuía, iriam representar, emitindo votos num julgamento de cujos resultados anteriores não participaram, deixou margem a especulações. Também a participação de Dias Tofolli, que muitos ainda acreditaram poderia se julgar impedido, por só ter sido nomeado em meio ao debate e, principalmente, por sua vinculação anterior ao PT e a Zé Dirceu, tudo colabora para as dúvidas hoje dominantes na opinião pública. Situação a ser finalizada com os anunciados afastamentos de Celso de Mello e Joaquim Barbosa. Não há como deixar de temer o que virá por aí! Quando se divulga hoje na “aldeia global” a situação de Venezuela e Argentina, com seus poderes dominados, situação que só difere daqui pela rebelião momentânea da Câmara Federal, a que se pensar! Acrescente-se o volume publicitário despejado nos veículos de comunicação de massa e se terá a Internet e suas várias mídias, como alternativa aos debates. Ainda assim, com todas as suas virtudes e defeitos, na mira do governo que procura encilhá-la através projeto em discussão no Congresso.

Bom senso O preço da passagem no transporte coletivo, estopim das manifestações crescentes de junho do ano passado, só contidas pelas oportunas participações (para os governos) dos black blocs, volta à discussão na Região Metropolitana de Curitiba. Com todos

os ingredientes para virar novo foco de descontentamento. Município, Estado, Justiça, Tribunal de Contas, empresários, não se entendem. Nesta véspera de Copa que tem gerado inclusive aqui, muita divergência, é importante que o bom senso impere.

Á flor da pele A finalização da Arena da Baixada, estádio particular do Atlético que agora entra como garantia na negociação final com o BNDES (o que neste país do jeitinho não significa nenhuma garantia), está levando o presidente do rubronegro ao desespero. Nem as sessões de terapia estão conseguindo conter sua agressividade, inclusive com a própria torcida do clube.

Discrição respeitada

“Enxurradas” de março

Uma nota retificadora desta coluna, em relação a matéria divulgada na segunda-feira com a relação dos exgovernadores e viúvas de ex-governadores beneficiados com a pensão integral a eles concedida, foi publicada de maneira incompleta. De fato Álvaro Dias foi o único a abrir mão da aposentadoria. Um ex, cujo nome omitimos em respeito à sua discrição, doa a uma importante instituição da área de saúde, os R$ 26,5 que recebe.

O maestro Tom Jobim é sempre lembrado neste mês de março, de mais barulho (trovões) que água por aqui, pela música que ele compôs e Elis imortalizou. Infelizmente para o prefeito curitibano, Gustavo Fruet e também para o governador Beto Richa, não são só as “águas de março”. Junto, uma “enxurrada” de reclamações e ameaças de greve. Seguindo o exemplo assustador do Rio, até os lixeiros.

Em choque

A reunião do PT em São José dos Pinhais, sextafeira, fez com que Lula não visse uma dos efeitos do PAC da Copa. O atraso na construção do corredor Curitiba-Aeroporto, com sua discutível e atrasada ‘ponte estaiada’. Sem helicóptero ficaria algum tempo no congestionamento que alí se repete.

Regulamentação nacional Para marcar a data, a Appa realizou uma blitz da Operação Safra 2014, junto aos caminhoneiros no Pátio Público de Triagem Para marcar o 79º aniversário do Porto de Paranaguá na segunda-feira (17), a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) promoveu uma blitz educativa da Operação Safra 2014, no

Pátio de Triagem, junto aos caminhoneiros. O porto também celebra a produtividade e o desempenho alcançados nos dois primeiros meses de 2014. Além do objetivo de garantir que o escoamento dos produ-

tos continue tranquilo pelos terminais paranaenses, a ação também é desenvolvida com o foco na limpeza da cidade. Esta é a primeira vez que a campanha, que está na segunda edição, realiza blitz em Paranaguá.

Tecpar vai certificar eletrodomésticos e similares O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) amplia sua atuação para área de produtos e está acreditado pelo Inmetro para certificar eletrodomésticos e similares. A autorização foi efetivada em fevereiro. A certificação tem caráter compulsório e os produtos abrangidos pela regulamentação (Portarias Inmetro 191/2003; 93/200 e 328/2011) não podem ser comercializados sem o selo de identificação da conformidade.


Arquitetura&decoração Reforma feita para durar

Arquitetas indicam materiais mais resistentes para as alterações valerem o investimento

V

ocê sabe o que levar em conta na hora de escolher os materiais para realizar uma reforma em casa? Se o objetivo é fazer o investimento realmente valer a pena, o ideal é escolher opções versáteis, atemporais e resistentes, que respeitem suas necessidades e o ambiente em que serão instalados. As arquitetas Erika Fukunishi e Thalita Miura Miyawaki, da EFTM Arquitetura, destacam que a reforma do piso, do teto e das paredes resulta em grandes melhorias e, quando realizadas corretamente, garantem uma casa bonita por muito mais tempo. Confira as dicas para acertar na escolha dos materiais. Parede Para melhor acabamento e resistência, a seleção das tintas deve levar em conta se é uma área externa ou interna, bem como o tipo de revestimento no qual será aplicada. “Existe uma gama de produtos específicos para cada material e espaço. Para

Projeto EFTM Arquitetura

Ocean Tower:

Lazer e bem-estar no melhor Balneário do Sul O Ocean Tower, empreendimento de alto padrão do Grupo Estrutura e Construtora JL, localizado em Balneário Camboriú (SC), tem o que há de melhor para momentos relaxantes. A poucos metros mar, oferece ofurô, spa, sauna e fitness center, que auxiliam na hora de afastar o estresse e recarregar as energias, sem precisar sair de casa. A área de lazer do Ocean Tower tem ainda piscina adulto com raia e deck molhado, piscina infantil, quiosque com churrasqueira, salão de festas com espaço gourmet, brinquedoteca, quadra esportiva, playground, home cinema, salão de jogos e lan house.

Casa mobiliada em um só lugar Nas lojas Todeschini Alto da XV e Juvevê o cliente leva a planta da casa e sai com a mobília pronta para todos os cômodos

Atenta nas principais tendências do design e decoração, a Todeschini conta com lâminas de diversas cores e padrões exclusivos da marca à disposição dos clientes. Tal exclusividade garante um produto único e personalizado para sua casa A busca pelo imóvel perfeito que será o lar de uma pessoa ou família é bastante complicada e, após a decisão, o morador ainda se depara com outra questão: os móveis. Ao invés de fazer uma peregrinação de loja em loja selecionando as peças, por que não resolver o mobiliário de todos os cômodos em um só lugar? Nas lojas Todeschini Alto da XV e Juvevê o cliente tem a possibilidade de adquirir móveis planejados para todos os ambientes, da cozinha ao quarto de casal. Há 75 anos no mercado moveleiro, a

rennato@rennato.com.br

Desing& Comunicação Renato Olivetti

Memphis e a Cadeira da Clarice

banheiros e cozinhas existem opções com aplicação em azulejos, pastilhas, vidros, alvenaria, madeiras e metais, como a tinta epóxi à base de água acetinada. Para fachadas, as texturas em estilo simples, grafiato ou projetado são as mais indicadas pela durabilidade, nos casos de forro de gesso, a tinta acrílica, com acabamento fosco ou brilhante. Já para madeiras e metais, o ideal é utilizar tinta esmalte”, explicam as arquitetas. Teto O projeto do forro, aliado ao de iluminação, faz toda diferença no resultado final de um ambiente, por isso vale a pena investir nele. Antes de iniciar a reforma, porém, é necessária uma revisão no telhado para descobrir possíveis vazamentos devido a telhas quebradas ou deslocadas. Entre as opções de forro, as que possuem melhor custobenefício atualmente são o gesso, a madeira e o PVC.

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014 | Pág. b4

Todeschini é conhecida pela excelência no desenvolvimento e execução de cozinhas, mas também oferece uma extensa gama de materiais e peças para compor os demais cômodos da casa. Basta chegar à uma das duas lojas de Curitiba e apresentar as plantas aos consultores da marca, que irão detectar o perfil e as necessidades do cliente para que posteriormente o projeto seja elaborado pela equipe interna de desenvolvimento. Outra opção é contratar um arquiteto para a definição do conceito dos ambientes e a Todeschini

fabrica os móveis na sequência. Segundo Clair Milani, proprietário das lojas Alto da XV e Juvevê, os principais diferenciais do serviço oferecido pela Todeschini são a facilidade e comodidade de resolver todo o mobiliário em um só lugar, além da possibilidade de parcelamento em diversas vezes de acordo com o valor da compra. “Projetar móveis que se adaptam perfeitamente às necessidades dos moradores e ao espaço disponível também são vantagens da marca”, explica Clair.

Ninguém ainda fez a cadeira brasileira. E ela pode ser desenvolvida no sertão, no rincão, ou provinda da grande metrópole, desta dita globalização, ainda que o designer mais cosmopolita arrepie os fios de cabelos e não concorde. É preciso fazêla, a cadeira brasiliana. Não inspiradas nas composições que são conhecidas, comoa “Vermelha e Azul” de Gerrit Thomas Rietveld, oudaquelas da década de setenta, ou as imbatíveis Bauhausianas para transformá-las, estas, então, em formas tupiniquins. É preciso ir além, não idealizar apenas o conceito sem a forma. Não há possibilidade do assento na cadeira conceitual, esta é apenas pensada e não usual. Qual o sentido da cadeira sem a sua funcionalidade? Mas qual a funcionalidade da cadeira, se não, a busca de nenhuma função, ou pelo menos se busca a utilização da mesma para o “não fazer nada” ou o “nada fazer”. Assim busca-se o descanso, talvez. O descanso passa a ser uma função e, assim, é necessário projetar a cadeira para fornecer o descanso. Contrapõe-se então a necessidade do nada, e, talvez, seja aqui o princípio daquele conceitualistaidealizar uma cadeira para servir para o nada. É muito facilitador se fazer a cadeira conceitual, umalinha e a finalização, lá está ela. Mas torna-se complexa quando se inicia a conceituação, do uso,propriamente dita, descreve-la, defende-la, argumenta-la. Há necessidade de se criar uma identidade da cadeira, há necessidade sem precedentes de um histórico. Mas não o descritivo, que este é técnico. A história do início, ou como se busca o assento, o encosto, e a altura para estes. Estas são algumas particularidades de uma cadeira. Mas desconsideremos de análises as cadeiras corporativas, elas nos levam para um conceito pré-definido. A cadeira corporativa deve servir para bem mais que o simples “sentar” e/ou “descansar”. Ela é específica, ela passou por um “Brainstorming”, é a cadeira arrogante, apenas ela serve. Ela é o reflexo do mundo corporativo. As outras não são funcionais, as outras não servem para nada. Fazer uma cadeira com um Design ainda não concebido, único. Por lógica, a utilização de todo o conhecimento de cadeiras, e, ou ainda melhor, que se possa ir além disso. Fazer com que uma cadeira tenha alma, tenha vida, ao ponto de fazer com que ela fale, e com um idioma próprio. Já houve os designers que fizeram os móveis falarem, inclusive as cadeiras. Na década de oitenta

aparece a terminologia “pós-moderno” também dentro da arquitetura e do design. Memphis agregavaum pequeno grupo de arquitetos com uma média de idade próxima aos trinta e poucos anos, liderado pelo designer sênior Ettore Sottssas. As concepções das formas “falavam”. Seria preciso alguns artigos para expor o conceito do Grupo Memphis e explicar porque, nesta década, o Design se transformou estética e conceitualmente. Pode se pensar que nada envelhece ou aquilo que é novo jamais será substituído, e pode se admitir a impossibilidade de algo ainda mais inovador. O que poderia ser tão fantástico quanto as tintas de Warhol jogadas na tela para sacramentar a Pop Art ? O que parece ser não é, e o que é pode ser que não seja. Pode se traduzir assim, de forma condensada as imagens de Dali em suas telas surreais. Criações e criadores passam, mas não desaparecem. Além disso, existe o entrelaçar das artes. Dois dias depois de lançado no Brasil a biografia de Steve Jobs, escrita por Leander Kahney, fiz a leitura em pouco mais de vinte e quatro horas. Jobs cita o grupo Memphis e Sottssas e se evidencia que o CEO da Apple buscava o Design inusitado, aquilo que é mágico. Exatamente na mesma época dentro da PUC com mais quatro colegas apresentávamos, como defesa de tese, a Estante “Exôdo”, toda baseada na concepção do grupo italiano Memphis. Dentro da universidade brasileira, à época, não havia outro grupo mais vanguardista e atualizado que o nosso na PUC-PR. Voltando a Jobs, inteligentemente usou o Design como alicerce da sua tecnologia, fazendo esta adequação aos seus Ipods. O que notamos em geral, é que um “coktop” de uma cozinha residencial pode ter inúmeras funções, uma tecnologia avançada, mas o Design é aquela mesmice, para evidenciar um produto entre milhares. A casa e toda a parafernália de equipamentos transbordam em tecnologia de ponta, e as formas? Num percentual extremo no mercado brasileiro de produtos a “forma” não é prioritária. O desinteresse e a não prioridade da forma afasta o produto do Design e a perda da estética. Os móveis se transformaram em caixotes, a linha retilínea é mais adequadana obtenção de acréscimo de margens para o fabricante, mais facilidade para profissionais desprovidos do conhecimento de “concordância de curva”, por exemplo, entre outros elementos que realmente podem nos levar ao “Design arrojado”.


Indústria& Comércio DIÁRIO

LÍDER EM INFORMAÇÕES DE NEGÓCIOS E MERCADOS NO PARANÁ. DESDE 1976.

R$ 7 bilhões Klabin: maior investimento da história do Paraná A nova unidade de il Ortigueira irá criar 8,5 m os empregos diretos e indiret na fase de construção, e 1.400 postos para a operação da fábrica. A ação está inserida no conjunto de atração de a investimentos do Program Paraná Competitivo que já atraiu 120 empresas para o Estado, gerando investimentos de mais de R$ 20 bilhões e mais de s. 136 mil empregos direto

“Um empreendimento que vai desenvolver economicamente uma das regiões mais necessitadas do Estado”.

“O Paraná resgatou a confiança do setor produtivo, com um governo mais aberto ao diálogo, estável e com segurança jurídica”.

Ricardo Barros, secretário da Indústria e Comércio

Beto Richa, governador do Estado do Paraná


C2 | ESPECIAL

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

Klabin deve dobrar produção em três anos tes no dia a dia das pessoas. Os papéis e cartões para embalagens, sacos industriais e embalagens de papelão ondulado conferem proteção e segurança a alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza, eletroeletrônicos, cimento, sementes, farinha de trigo, produtos químicos e outros.

Com 115 anos de existência, a Klabin se renova assegurando a liderança em papel e celulose. Mas destacase também em florestamento, sustentabilidade, manejo ecológico e social

A

empresa, hoje, é a 7ª empresa do Paraná, segundo a revista Amanhã (considerandose somente o que ela tem no Estado). Mas ela quer mais. Em 2012 iniciou o segundo maior investimento empresarial do Paraná, com o aporte de R$ 6,8 bilhões, dentro do programa Paraná Competitivo. A Klabin vem cumprindo contrato negociando com o governo do estado e começa a erguer em Ortigueira, uma nova fábrica de celulose. A inauguração está prevista para o primeiro trimestre de 2016. A nova unidade terá capacidade anual de produção de 1,5 milhão de toneladas, sendo 1,1 milhão de toneladas de fibra curta e 400 mil toneladas de fibra longa, parte dela convertida em fluff. Com isso, a capacidade de

produção da Klabin irá dobrar em três anos. “Este é o maior investimento do setor privado na história do Paraná e pode mudar a realidade de uma região muito carente”, afirma o governador Beto Richa. Segundo ele, cinco dos dez municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano do Paraná estão localizados na região que receberá o empreendimento. O Começo O início foi de pioneirismo, quando Maurício Freeman Klabin chegou ao Brasil, em 1889. Empreendedor, no ano seguinte fundou com seu irmão, uma tipografia e importadora de artigos para escritório, em São Paulo. Logo descobriu que havia

um imenso mercado nacional na área e, em 1899, fundava a Klabin Irmãos e Cia, reunindo os irmãos Salomão e Hessel, bem como o primo Miguel Lafer. Inicialmente importava produtos de papelaria, mas já produzia artigos para escritório, comércio, repartições públicas e bancos, até que, em 1902, começou a produzir papel numa pequena fábrica arrendada na Vila do Salto de Itu, em São Paulo. Em 1924, com a segunda geração da família Klabin no comando da empresa, já possuíam três fábricas. No Paraná Em 1934, a empresa chegou ao Paraná, adquirindo a Fazenda Monte Alegre, no município de Tibagi (PR), para a construção

da primeira fábrica integrada do Grupo e do país, denominada Indústrias Klabin do Paraná (IKP). Aí começou um caso de amor ao Estado, com grande investimentos tecnológicos e principalmente sociais. Capital É uma empresa de capital 100% nacional, classificada no Nível 2 de Governança Corporativa da BM&FBovespa e controlada pela Klabin Irmãos e Cia. Líder na produção de papéis e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado, sacos industriais e madeira em toras. Em 2012, a empresa registrou receita líquida de R$ 4,2 bilhões. Seus produtos estão presen-

Sustentabilidade A sustentabilidade permeia todas as atividades relativas aos seus produtos e serviços, atuando de forma economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente correta. É pioneira na adoção do manejo florestal em forma de mosaico, sistema que mescla florestas plantadas de pinus e eucalipto a matas nativas preservadas. Também a primeira empresa do setor de celulose e papel no Hemisfério Sul a obter a certificação FSC® (Forest Stewardship Council®), que atesta uma gestão que conserva os recursos naturais, proporciona condições justas de trabalho e estimula boas relações com a comunidade. Mantém o Programa de Fitoterapia desde 1984 que utiliza os múltiplos recursos das florestas da Klabin para a fabricação de produtos não-madeireiros. A partir deste projeto, mantém um programa de saúde com sucesso no atendimento dos funcionários. Sua principal estrutura de apoio às atividades de manejo ambiental da Fazenda Monte Alegre (Telêmaco Borba – PR), o Parque Ecológico, foi criado em 1980 pela Klabin e preserva a biodiversidade da flora e da fauna local.

Atua ainda fortemente em projetos sociais como: Projeto Caiubi, Nossa Língua Digital, Meninas Cantoras, Fomento Florestal, Matas Legais, Passo Certo e Força Verde Mirim. São iniciativas sociais da Klabin que abrangem os mais diferentes campos, como saúde, assistência social, cultura e educação técnica e ambiental, com incentivo à atuação voluntária dos colaboradores por meio da associação Terra Viva. Áreas de negócio Está estruturada em três Unidades de Negócios: - Florestal - Garante o fornecimento da matéria-prima (madeira) para o processo de produção de celulose, base para a produção dos papéis e cartões comercializados pela Klabin. - Papéis – É a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do país, produz papel cartão, papel kraft e reciclados. - Conversão (Embalagens de Papelão Ondulado e Sacos Industriais) - Líder brasileira no setor de papelão ondulado, com a maior capacidade de produção do mercado nacional. Também detém a liderança no mercado nacional de sacos industriais e é a maior produtora de sacos industriais da América Latina. Possui 15 unidades fabris em oito estados brasileiros e uma na Argentina, sendo a maior a que agora surge em Ortigueira, no Paraná. Nelas trabalham cerca de 14 mil colaboradores (diretos e indiretos) e realiza investimentos constantes no desenvolvimentos de pessoas, com foco nas competências de seus negócios.

Klabin - pedra fundamental Puma(2).pdf 1

A Andritz parabeniza a Klabin pelo lançamento da pedra fundamental do Projeto Puma, em Ortigueira-Pr. A nova fábrica de celulose - que é o maior investimento da história da Klabin - é também um marco para o desenvolvimento do Estado do Paraná, e do Brasil. Líder global no fornecimento de sistemas, equipamentos e serviços para a produção de celulose, papel e processamento de madeira, e há mais de 20 anos imprimindo sua marca nos maiores empreendimentos do setor de celulose e papel no Brasil, a Andritz orgulha-se de fazer parte de mais esse grandioso projeto.

17/03/2014 18:46:16


Diário Indústria&Comércio

ESPECIAL | C3

Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

Recursos do BNDES ajudam a consolidar projeto em Ortigueira A

Klabin, maior produtora de papéis para embalagens do Brasil, consolidou o início do Projeto Puma, que irá dobrar a sua capacidade de produção em dois anos com a entrada em funcionamento de uma nova fábrica de celulose em Ortigueira, no Paraná. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou que a sua diretoria aprovou financiamento de R$ 3,37 bilhões para a construção da unidade. Trata-se do maior crédito aprovado pelo banco de fomento para uma empresa do setor de papel e celulose. O recorde anterior de R$ 2,7 bilhões, autorizado em 2011 para a Eldorado Celulose e Papel construir uma fábrica também de celulose. Assim ela o capital necessário para o investimento acordado com o governo do Paraná, em maio do ano passado, para que seja enquadrada no programa Paraná Competitivo, que é na ordem de R$ 7 bilhões. Foram dois protocolos: O primeiro é para implantação de uma nova unidade de celulose em Ortigueira. O projeto Puma, como a empresa denomina, terá investimento de R$ 6,8 bilhões. O outro protocolo, de R$ 230 milhões, é para modernização da unidade de Telêmaco Borba. A fábrica de Ortigueira terá capacidade de produção de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano, sendo 1,1 milhão de toneladas de fibra curta e 400 mil toneladas de fibra longa. A estimativa é de que a unidade comece a funcionar no primeiro

trimestre de 2016 - a Klabin está atualmente fazendo a terraplanagem do local. No final do ano passado, a empresa tinha capacidade instalada de cerca de 1,7 milhão de toneladas de celulose. A nova unidade irá criar 8,5 mil empregos diretos e indiretos na fase de construção, e 1.400 postos para a operação da fábrica. Pelo acordo, 12 municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) vão repartir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “É o maior investimento privado da história do Paraná. Com a implantação da Klabin garantimos o resgate econômico e social desta importante região do Paraná”, afirmou o governador, Beto Richa. Richa afirmou que o compromisso do governo é investir na industrialização do interior. Ele lembrou que o Paraná Competitivo já atraiu 120 empresas para o Paraná, responsáveis por investimentos de R$ 20 bilhões e a geração de 136 mil empregos diretos. “O Paraná resgatou a confiança do setor produtivo, com um governo mais aberto ao diálogo, estável e com segurança jurídica”. “Todos devem se perguntar a razão da Klabin anunciar um investimento deste porte no coração do Paraná”, disse o presidente da Klabin, Fabio Schvartsman. “Respondo com quatro fatores: o econômico, pois será uma das plantas mais competitivas do mundo; o social, já que trará desenvolvimento; o ambiental, pela preocupação com o meio ambiente; e, principalmente,

Fábrica terá área útil de estocagem de 17 mil metros quadrados e capacidade de estocagem de até 80 mil toneladas de celulose

O novo empreendimento irá gerar R$ 500 milhões de impostos na fase de investimentos e R$ 300 milhões ao ano quando a fábrica estiver em operação. Convênio assinado em 2013 define que ICMS proveniente das operações da nova fábrica de celulose seja dividido entre doze municípios dos Campos Gerais e Norte Pioneiro pelo apoio de um governo que quer ver o desenvolvimento do seu Estado. Temos a chance de implantar uma fábrica que será a mais sustentável do planeta”, afirmou Schvartsman. Obras A nova fábrica da Klabin está sendo construída em área própria da empresa, localizada na comunidade rural conhecida como Campina dos Pupo, a 15 quilômetros da área urbana de Ortigueira. O terreno é de cerca de 830 hectares - o equivalente a 830 campos de futebol - e a estimativa é de que sejam movimentados 18 milhões de metros cúbicos de terra nesta fase. O empreendimento trará ganhos econômicos e sociais, que resultarão em incremento da renda para a região,

com atração de novas empresas, oportunidades de empregos, aumento na demanda para o setor de serviços, formação e qualificação profissional, melhoria da infraestrutura regional. As obras na nova unidade de celulose da Klabin em Ortigueira avançam e os serviços de terraplanagem já foram quase concluídos. A estimativa é de que a construção da fábrica comece a partir de maio. O empreendimento, denominado pela empresa como Projeto Puma, conta com o apoio do Governo do Estado por meio do programa Paraná Competitivo e terá investimentos de R$ 5,8 bilhões, excluindo-se ativos florestais e melhorias em infraestrutura. O secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Merco-

Copel 60 anos. Energia para o presente. Tecnologia para o futuro.

sul, Ricardo Barros, que fez uma visita técnica às obras, lembra que a Klabin é o maior investimento privado da história do Paraná. “Um empreendimento que vai desenvolver economicamente uma das regiões mais necessitadas do Estado”, disse ele. O secretário reforçou o compromisso do Governo do Estado em criar as melhores condições possíveis para atração e consolidação de investimentos nacionais e internacionais. “Recuperamos a confiança da iniciativa privada. Hoje o empresário conta com o apoio total do Governo do Estado”, afirmou. Em pouco mais de três anos, o Paraná Competitivo confirmou mais de R$ 26 bilhões em novos investimentos, com potencial para criação de 150 mil empregos em todas as regiões.

Pelo acordo firmado com o governo do Estado, a Klabin se compromete a investir na preservação do meio ambiente, em conformidade com as legislações municipal, estadual e federal; a concentrar suas exportações e importações necessárias ao empreendimento e suas exportações nos portos e aeroportos paranaenses, com desembaraço aduaneiro no Estado. Fabio Schvartsman declarou que a determinação do governador mostra o comprometimento do Estado com a industrialização do Paraná. “Isso reforça nossa convicção de que o Estado é parceiro do produtor. Com uma junção de esforços, vamos implantar essa nova indústria que irá gerar impostos e empregos para os paranaenses”.

www.copel.com

Rafael Francisco Pereira, Leiturista da Copel desde 2010.

A Copel completa 60 anos e o Paraná completa uma marca ainda mais impressionante. Agora o nosso Estado é 100% digital, o primeiro do país com fibra óptica em todas as regiões. E é por isso que a gente pode dizer com muito orgulho: quando a tecnologia da Copel chega a todos os paranaenses, o futuro chega junto.


C4 | ESPECIAL

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 19 de março de 2014

Projeto Decolar atinge 10 mil pessoas em Telêmaco Borba em 2013 Com objetivo de difundir a cultura de segurança nos bairros localizados próximo ao aeroporto da cidade, o Projeto Decolar, desenvolvido pela Klabin, lançou um desafio para cinco escolas da região. Os alunos deveriam abordar as pessoas da comunidade e repassar as orientações de segurança que aprenderam em sala de aula. Ao todo, a iniciativa impactou 10 mil moradores, em 2013, aproximadamente 14% da população da cidade. A escola vencedora foi a Escola Municipal Presidente

Castelo Branco, que ganhou uma festa especial para seus 247 alunos, com diversas atrações de entretenimento. Envolvendo crianças entre 7 e 10 anos, que são chamadas de “pilotos”, o Projeto Decolar é desenvolvido pela Klabin com o apoio da Secretaria Municipal de Educação de Telêmaco Borba, do Exército e da Polícia Militar e visa maximizar a cultura de segurança ao redor do aeroporto da cidade, protegendo as pessoas que vivem no local e contribuindo para a conservação do patrimônio.

Empresa reduz em 61% a emissão de CO2

KLBN4 ingressa no Nível 2 de governança corporativa

Maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, a Klabin investe constantemente em projetos que reduzam o impacto de suas operações no meio ambiente. Como resultado do trabalho feito em cada unidade fabril, a companhia encerrou os últimos anos com excelentes índices. Entre 2004 e 2012, a companhia reduziu 61% dos Gases de Efeito Estufa (GEE) na emissão de kg de CO2 equivalente por tonelada de papel produzido. A empresa também diminuiu o consumo de óleo nos últimos cinco anos. Foram reduzidos aproximadamente 57 mil toneladas/ano - ou o equivalente a 171 mil toneladas de CO2/ano a menos lançadas na atmosfera.

A Klabin anuncia a conclusão da emissão de debêntures obrigatoriamente conversíveis em ações da companhia, totalizando a captação de R$ 1,7 bilhão. Com isso, a empresa considera bem-sucedida a capitalização para viabilizar o Projeto Puma - nova fábrica de celulose no Paraná. Efetivase também o novo Estatuto Social da companhia que, entre outras alterações, prevê a adesão da Klabin ao segmento especial de listagem Nível 2 da BM&FBOVESPA, com padrões de governança corporativa mais elevados. A companhia informa ainda que será implementado o programa de emissão de certificados de depósito de ações (“Units”).

Klabin investe R$ 13,3 mi em projetos sociais em 2013 A Klabin, que tem como um dos pilares de atuação o investimento em iniciativas socioambientais, encerrou o ano de 2013 com o total de R$ 13,3 milhões aplicados em projetos sociais. O recurso foi destinado a todas as 13 cidades onde a Klabin mantém unidades fabris no Brasil, e contemplou ações dos setores de cultura, assistência social, saúde, educação, esporte e meio ambiente. A companhia investiu em mais de 160 projetos. Um deles é o Projeto Luteria, conduzido pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR), que tem como objetivo formar profissionais técnicos na área musical, oferecendo cursos para a construção de instrumentos de corda e madeira. Na área de assistência social, a companhia

firmou parceria com o Instituto Marfrig para apoiar a criação de dez casas-sede para atividades que promovem o voluntariado e conceitos de cidadania para crianças e jovens (entre 6 e 16 anos). Nelas os estudantes realizarão tarefas educativas e recreativas enquanto não estiverem em horário de aula. Além disso, durante a Campanha do Agasalho, a companhia doou mais de 25 mil caixas de papelão e 100 mil sacolas no Estado de São Paulo. Com relação aos projetos com foco ambiental, a Klabin está presente em diversas regiões por meio do Projeto Caiubi, que dissemina conceitos de consciência ecológica para professores e alunos de municípios catarinenses e paranaenses. Outro projeto de destaque é o Guardiões da Natureza, no

qual, em parceria com a Polícia Ambiental do Paraná e de Santa Catarina, a companhia difunde conceitos de preservação do meio ambiente e cidadania para alunos da rede pública. A empresa também possui parceria com diversas escolas do Brasil, e é mantenedora de associações sociais, como o Instituto Marquês de Salamanca, no Rio de Janeiro, que promove educação infantil e cidadania aos moradores da comunidade de Santa Teresa. Para 2014, a Klabin tem em seu planejamento o objetivo de ampliar as ações voltadas ao desenvolvimento das comunidades em que atua, valorizando suas principais iniciativas e avaliando novas oportunidades de investimento.

Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, rol...

Advertisement