Page 1

www.diarioinduscom.com

DiárioIndústria&Comércio Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | Ano XL | Edição nº 9649 | R$ 2,00 | edição estadual

DESDE O ANO 1976, CONFIÁVEL. INTELIGENTE. INFLUENTE.

OPINIÃO

Aroldo Murá DOTTI LEMBRA FIASCO DAS CARAVELAS E DIZ PORQUE FICA COM NEY O jurista René Dotti, a maior expressão brasileira no Direito Penal, manda correspondência ao jornalista cumprimentando-o pela coluna deste final de semana, em que explicitou seu apoio a Ney Leprevost. Dotti vai mais adiante, lembra o escândalo que foi o episódio das Caravelas construídas para comemorar os 500 anos de descobrimento do Brasil, episódio que expôs a fragilidade administrativa de Greca. Por essa e outras razões o professor Dotti fica com Ney Leprevost. Página A6

Saúde

Paraná terá mais R$ 54,5 mi por ano para a saúde Valor proveniente do Ministério da Saúde irá para habilitação e qualificação de serviços de saúde que eram custeados parcialmente pelo Governo estadual O Paraná passa a receber R$ 54,5 milhões por ano do Ministério da Saúde para habilitação e qualificação de serviços de saúde que, até então, eram custeados parcialmente com recursos do Governo do Estado. Ontem, em sole-

nidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o governador Beto Richa e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assinaram as portarias para habilitação dos serviços. Com isso, o Paraná poderá aplicar o montante em outras iniciativas, como a

Justiça A7

Moro pede à Justiça do RJ intimação de Cunha

BRDE aumenta contratações para MPEs do Paraná As pequenas e microempresas do Paraná devem fechar o ano com R$ 130 milhões em contratações de financiamentos junto à agência paranaense do BRDE. Com isso, o volume financiado pelo banco entre 2011 e 2016 para empresas desse porte deve alcançar R$ 705 milhões.

Justiça do Rio de Janeiro tem prazo de 30 dias para que Eduardo Cunha possa ser citado e intimado sobre a acusação formulada contra ele. Nacional A4

Internacional A6

Editais Página Editais na na Página A5 00 Acesse a edição digital

Banco do Brasil e Caixa elevam taxas de juros

Geral A2

Publicação de mais de 01 edital na mesma página. A Caixa disse que adotou uma política para minimizar os efeitos negativos na economia brasileira de crédito, segundo dados disponíveis no site do Banco Central (BC). Economia B3

A oportunidade de transformar um quiosque em um pet shop mais amplo e de maior visibilidade, não deixava dúvidas no empreendedor Leonardo Gattoni: era hora de dar um passo grande no negócio. Apareceram dificuldades. “O antigo sócio não topou. Fiquei sozinho e sem o capital

necessário para reformar o espaço do novo pet shop”, lembra Gattoni, que então procurou um financiamento na Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado. Negócios B1

Mais de 9 0% da população brasileira viverá em cidades Mais de 90% da população brasileira viverá em cidades no ano de 2030, segundo previsão divulgada ontem pela encarregada nacional do Programa da Organização das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) no Brasil,

Publicação de 01 edital somente.

Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal estão aumentado juros e já superaram bancos privados em algumas modalidades Editais nas Páginas 00 e 00

Somente para 2016, a previsão é de um crescimento de cerca de 7% em relação ao volume contratado no ano passado, de R$ 122 milhões. De janeiro a outubro, o volume de contratações já soma R$ 86,5 milhões.

Microcrédito impulsiona empresa curitibana

FESTIVAL

Artistas latinos se unem contra Trump nos EUA Edital na Página 00

Paraná A2

Em 2015, cada ministro do STJ julgou 43 processos por dia

Aplicativo curitibano é destaque na saúde Em meio à crise econômica e aos cortes de investimentos na área da saúde, empresários e especialistas vem buscando alternativas para que a população brasileira não fique na mão. Como por exemplo, os aplicativos de consulta médica, que são uma alternativa para quem teve que cancelar o plano de saúde e não quer passar horas na fila de um posto de saúde. Saúde A8

ampliação do mutirão de cirurgias, que tem financiamento do tesouro estadual. Na mesma solenidade, Richa anunciou R$ 5,1 milhões, do Governo do Estado, para a aquisição de equipamentos.

Rayne Ferretti. Ela lembrou que o Brasil está localizado no continente mais urbanizado do mundo, a América Latina, e se configura atualmente como o país mais urbanizado da região. Dados do último censo, realizado em

2010, indicam que 84,4% da população brasileira é urbana. A previsão é que, em 2030, esse índice chegue a 91,1% e que, em 2050, toda a América Latina seja 86% urbana. Nacional A4

Registro Positivo Dívida Pública Federal tem leve recuo de 0,04% A Dívida Pública Federal, que inclui o endividamento interno e externo, teve redução de 0,04%, em termos nominais, passando de R$ 2,956 trilhões em julho para R$ 2,955 trilhões em agosto.

Publicação de mais de 01 edital em páginas distintas.

Os dados foram divulgados na segunda-feira (17) pelo Tesouro Nacional. A variação do endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões,

Central de Atendimento: 41 3333.9800 / e-mail: pauta@induscom.com.br

pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta. A variação da dívida do Tesouro Nacional pode ocorrer também pela assinatura de contratos de empréstimo.


GERAL

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A2

EDITORIAL coluna@induscom.com.br

Combate à Aids deve ser contínuo Um velho conhecido da população brasileira, o vírus HIV continua fazendo vítimas e precisa de atenção. Desde o início da epidemia de aids, na década de 80, até o primeiro dia do ano de 2013, o estado de São Paulo registrou 226.703 casos de pessoas infectadas. Desse total, 106.817 ainda estavam vivas em janeiro de 2013, o que correspondia a cerca de 2,5 pessoas a cada grupo de mil. Os dados são do estudo A vida com a Aids no Estado de São Paulo: Informação e Desafios para a Política Pública de Saúde, divulgado pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. A realidade mostra a importância do combate contínuo à Aids. Uma das medidas mais importantes é a realização de campanhas de prevenção, que devem atingir públicos variados, de crianças a idosos, principalmente aqueles mais vulneráveis à transmissão. Da mesma forma, é fundamental um aumento de verba pública para disponibilizar mais medicamentos aos doentes e políticas de governo que possam agilizar e melhorar o atendimento. Na América Latina, dez novas infecções por HIV são registradas a cada hora. O esforço do poder público pode deixar a situação menos preocupante.

Previsão do tempo Fonte: www.simepar.br..

16° Máx.: 29° Mín.:

Teremos um dia de forte calor no Paraná, com predomínio de sol e temperaturas altas na maioria das regiões do Estado. Existe possibilidade de pancadas de chuva rápida entre a tarde e a noite, mas são chuvas bem isoladas e que não atingem todas as cidades de uma mesma região e tampouco todos os bairros de uma mesma cidade.

DEMANDA

Paraná terá mais R$ 54,5 mi por ano para a saúde Valor proveniente do Ministério da Saúde irá para habilitação e qualificação de serviços de saúde que eram custeados parcialmente pelo Governo estadual

O

Paraná passa a receber R$ 54,5 milhões por ano do Ministério da Saúde para habilitação e qualificação de serviços de saúde que, até então, eram custeados parcialmente com recursos do Governo do Estado. Ontem, em solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o governador Beto Richa e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assinaram as portarias para habilitação dos serviços. Com isso, o Paraná poderá aplicar o montante em outras iniciativas, como a ampliação do mutirão de cirurgias, que tem financiamento do tesouro estadual. Uma antiga demanda do Paraná junto ao governo federal está sendo atendida, que é a ampliação no Estado do programa Rede Cegonha, de atenção maternoinfantil. Haverá credenciamento de leitos de UTI e mais recursos para esse programa. Também foram anunciados recursos para custeio de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de nove municípios. Na mesma solenidade, Richa anunciou R$ 5,1 milhões, do Governo do Estado, para a aquisição de equipamentos destinados aos hospitais Santa Rita, de Maringá, e Angelina Caron, de Campina

O governador Beto Richa e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assinaram as portarias para habilitação dos serviços ao lado da vice-governadora Cida Borghetti Grande do Sul. O governador afirmou que o repasse anual de recursos do Governo Federal para o Paraná, corrige uma dívida do Ministério da Saúde com o Estado. “São importantes investimentos para a saúde do Paraná vindos de Brasília, coisa que há muito

tempo não acontecia. Havia uma discriminação política sem precedentes contra o nosso Estado”, afirmou. Richa ressaltou que, mesmo sem a contrapartida federal, o Governo do Estado não deixou de aportar recursos para a manutenção dos serviços de saúde

para os paraenses. “Nós continuamos investido fortemente nesta área, nunca recuamos. Sei das dificuldades, hoje, de tratar da área da saúde com a escassez de recursos, mas juntos, aqui no Paraná, estamos conseguindo fazer a diferença e dando exemplos ao Brasil”, destacou.

Arte: Roque Sponholz..

Setran fará contratação emergencial para manutenção dos semáforos

Familiares têm até dia 28 para concluir limpeza nos cemitérios municipais

TERCEIRO ANO CONSECUTIVO

A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) fará esta semana tomada de preços para a contratação emergencial de uma empresa para realizar serviços de manutenção dos semáforos em Curitiba. O contrato emergencial, nos termos da lei, será firmado por até 180 dias e poderá ser rescindido antes, ao ser concluído o processo licitatório para o serviço. A licitação está na etapa de análise de recursos. A atualização da programação semafórica para o horário de verão está sendo feita pela empresa Dataprom, que será ressarcida por esse serviço.

Os trabalhos de limpeza e reparos em túmulos para o Dia de Finados (2 de novembro) deverão ser encerrados até sexta-feira, 28 de outubro. Durante este período, familiares e prestadores de serviços estão autorizados a limpar, pintar ou fazer pequenos reparos nos cemitérios municipais de Curitiba entre às 9h e 17h30, inclusive aos sábados e domingos. O departamento de Serviços Especiais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente informa que não é permitido o uso de mangueiras ou máquinas com jatos de água durante a limpeza dos túmulos.

O compromisso da Copel com a sustentabilidade de suas atividades foi ratificada pelo Morgan Stanley Capital International (MSCI), líder mundial na composição de índices financeiros. A Companhia manteve-se, pelo

EXPEDIENTE

Diário Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976

Filiado ao Sindejor | Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Paraná

Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

Tiragem e circulação auditadas por EXECUTIVE AUDITORES INDEPENDENTES BRASÍLIA

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br

RIO DE JANEIRO

Grp Representações e Propaganda

Ltda. Avenida Graça Aranha, 145 - 9º Andar - Parte Centro - Rio de Janeiro RJ - 20.030.003 Email: grp@grpprop.com.br Telefone: 21 2524.2457 Fax: 21 2262.0130

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Copel mantém selo de sustentabilidade terceiro ano consecutivo, no índice de sustentabilidade da entidade, que confere às empresas listadas um selo denominado MSCI ESG – referência para investidores que consideram o desempenho da empresa nas áreas social, ambiental

e de governança corporativa em suas decisões de investimento. “O reconhecimento de uma certificadora de grande credibilidade no mercado financeiro confirma que estamos no rumo certo para atingir um alto nível

de sustentabilidade empresarial, além de fortalecer nossa imagem como uma opção coerente para investidores comprometidos com o desenvolvimento sustentável”, afirma o presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna.

CRÉDITO

ATÉ DOMINGO

BRDE aumenta contratações para MPEs do Paraná

Mercado Municipal promove semana japonesa

As pequenas e microempresas do Paraná devem fechar o ano com R$ 130 milhões em contratações de financiamentos junto à agência paranaense do BRDE. Com isso, o volume financiado pelo banco entre 2011 e 2016 para empresas desse porte deve alcançar R$ 705 milhões. Somente para 2016, a previsão é de um crescimento de cerca de 7% em relação ao volume contratado no ano passado, de R$ 122 milhões. De janeiro a outubro, o

volume de contratações já soma R$ 86,5 milhões. O resultado do BRDE contrasta com o desempenho do mercado como um todo, cujo volume de contratações caiu em função da recessão. Dados do Banco Central mostram que, de janeiro a agosto, o saldo de operações de crédito para pessoas jurídicas de todos os portes encolheu 7,7% em relação ao mesmo período do ano passado no País. Em agosto, o saldo estava em R$ 1,58 trilhão.

“As micros e pequenas empresas são as que mais sofrem em um ambiente menos favorável para a economia. Por um lado sentem a redução na demanda por seus produtos e serviços por conta da queda no consumo. Por outro, percebem a retração do crédito por parte dos bancos comerciais, mais avessos ao risco por casa da crise econômica”, observa Everson de Almeida Leão, gerente de operações adjunto para as áreas de pequenas e microempresas.

CURITIBA

Urbs recebe propostas para uso sob Viaduto do Capanema Com uma proposta de outorga de R$ 43,1 mil, a empresária Andressa Caroline Mainheriche foi classificada em primeiro lugar na concorrência pública aberta pela Urbs para implantação de estacionamento na área sob o viaduto do Capanema, próximo à Rodoferroviária. Em segundo lugar ficou a proposta apresentada por Danielle Batista de Oliveira da Silva, de pagamento de outorga de R$ 41,1 mil. Publicado no dia 14 de setembro passado, o edital de licitação previa outorga de, no mínimo, R$

33,1 mil. O aviso de julgamento, realizado ontem, está publicado junto com o edital no site da Urbs (www.urbs.curitiba.pr.gov. br), clicando em Institucional, em seguida em Licitações e em Andamento, localizando a Concorrência Urbs 10/2016. A partir da publicação do resultado, que foi feita também no Diário Oficial do Município de ontem, o processo segue para conferência final e homologação, respeitados os prazos legais de recursos e contra-razão. Só depois da homologação é feito contrato de acordo com o previsto no edital

de licitação. A área licitada tem 459,09 metros quadrados e foi transformada em espaço para utilização comercial pelo Decreto Municipal 81/2016, assinado em janeiro deste ano. A reforma e adequação para implantação de estacionamento ficará a cargo do permissionário. A utilização da área representará melhoria na segurança do entorno do viaduto que fica sobre a Avenida Affonso Camargo, com acesso pelas ruas José de Alencar e, pela Ubaldino do Amaral, à avenida Affonso Camargo.

Gastronomia e arte estão na programação da Semana Cultural Japonesa que acontece de quinta a domingo no Mercado Municipal. No sábado, será realizado o divertido e já tradicional Campeonato de Hashi, entre 11 horas e 14 horas. Os participantes têm um minuto para colocar o maior número de feijões na tchawan (cumbuca) utilizando o hashi (palitos japoneses). Na tradição Shintoista, o hashi simboliza a ligação entre Deus e o homem. Outras duas oficinas, de furoshiki e origami, serão realizadas no mesmo período. A técnica de furoshiki, aplicada em um lenço de tecido, é utilizada para transportar os mais diversos tipos de objetos. Os usuários defendem que a técnica é ecologicamente correta porque substitui o papel e as sacolas plásticas, além de serem reutilizáveis. O origami é a arte milenar de dobrar papel – “ori”, dobrar e “kami”, papel. A partir de dobraduras, uma folha de papel assume diferentes formas de animais e flores. Durante a semana, a arte floral japonesa será apresentada por uma exposição de ikebanas.


economia

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A3

crédito

Banco do Brasil e Caixa elevam taxas de juros

5º REGIMENTO DE CARROS DE COMBATE

AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Eletrônico nº 15/2016 Pregão Eletrônico n°15/2016 – Eventual aquisição de material de expediente. Total de itens licitados: 206. Edital: de 06/10/2016 à 30/10/2016 das 08h00 às 17h00. Endereço: Praça Santo Ângelo, s/nr - Vila Militar RIO NEGRO – PR. Entrega das propostas: 31/10/2016 às 08h30. Endereço: Praça Santo Ângelo s/n°, Vila Militar, Rio Negro - PR. ANSELMO RANGEL DOS ANJOS – Cel Ordenador de Despesas

Bancos públicos têm aumentado juros e já superaram instituições privadas em algumas modalidades de crédito

5º REGIMENTO DE CARROS DE COMBATE

B

anco do Brasil e Caixa Econômica Federal estão aumentado juros e já superaram bancos privados em algumas modalidades de crédito, segundo dados disponíveis no site do Banco Central (BC). Os juros do crédito para a compra de veículos, por exemplo, chegou a 27,06% ao ano, na Caixa Econômica Federal, no final de setembro. Essa é a taxa mais cara entre os cinco maiores bancos do país. O Banco do Brasil tem a segunda taxa de juros mais cara – 26,96% ao ano. No final de 2015, essa taxa estava em 26,84% ao ano, na Caixa e 26,58%, no Banco do Brasil. Entre os cinco maiores bancos, o Santander aparece com a menor taxa (23,33% ao ano) para financiamento de veículos, seguido por Itaú Unibanco (26,23% ao ano) e Bradesco (26,15% ao ano) que têm taxas bem próximas. No caso do rotativo do cartão de crédito, empréstimo tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura, a Caixa (470,56%) e o Banco do Brasil (450,23% ao ano) têm juros mais caros do que o Bradesco (424,58% ao ano), mas são mais baixos que os do Santander (557,8% ao ano) e Itaú Unibanco (631,86% ao ano). No caso do crédito consignado para servidores públicos, a Caixa deixou de oferecer a menor taxa (24,61% ao ano), perdendo para o Santander (24,46% ao ano). O Banco do Brasil registrou taxa de 26,96%, acima da do Bradesco (25,12% ao ano) e abaixo do Itaú

MINISTÉRIO DA DEFESA

AVISO DE LICITAÇÃO Pregão Eletrônico nº 16/2016 Pregão Eletrônico n°16/2016 – Eventual aquisição de Tonners e cartuchos de tinta para impressoras. Total de itens licitados: 38. Edital: de 05/10/2016 à 23/10/2016 das 08h00 às 17h00. Endereço: Praça Santo Ângelo, s/nr Vila Militar RIO NEGRO – PR. Entrega das propostas: 24/10/2016 às 08h30. Endereço: Praça Santo Ângelo s/n°, Vila Militar, Rio Negro - PR. ANSELMO RANGEL DOS ANJOS – Cel Ordenador de Despesas

endividamento

Dívida Pública Federal tem leve recuo de 0,04% A Caixa disse que adotou uma política para minimizar os efeitos negativos na economia brasileira Unibanco (36,85% ao ano). Em nota, a Caixa disse que adotou uma política para minimizar os efeitos negativos na economia brasileira durante a crise financeira iniciada em 2008. Após o estouro da crise financeira, bancos públicos foram usados como instrumento para impulsionar o crédito a consumidores e empresas e financiar obras de infraestrutura. “A partir de 2012, enquanto os bancos privados iniciaram o processo de recomposição das suas margens [de lucro], a Caixa continuou esforços para se manter como o banco das melhores taxas. Com essa estratégia, conseguiu se apresentar com a 2ª maior carteira de crédito do Sistema Financeiro Nacional”, disse o banco em nota.

Segundo a Caixa, a partir de 2014, com a mudança na situação macroeconômica, o banco público iniciou processo de ajuste nas suas taxas de juros, mantendoas, entretanto, ainda em patamar inferior ao do mercado. De acordo com os dados apresentados pela Caixa, em agosto deste ano a taxa média de juros de todo o mercado financeiro era 71,9% ao ano e a do banco de 52,6% ao ano. “O movimento de recomposição das margens foi necessário para garantir o resultado do banco frente ao cenário macroeconômico”, acrescentou. Além disso, diz o banco, a alta na taxa básica de juros, a Selic, levou a “aumento significativo” no custo de captação de dinheiro, “o que também demandou ajustes nos preços, visando à manutenção das

margens [de lucro] necessárias”. A Caixa argumentou ainda que com o aumento do risco de inadimplência foi necessário subir os juros. “O cenário econômico também influenciou negativamente a renda das famílias, comprometendo a capacidade de pagamento de suas dívidas, o que fica evidenciado no aumento da inadimplência do segmento de crédito livre. Vale apontar que o aumento no risco dessas operações impactou diretamente na definição das taxas”, destacou. O Banco do Brasil disse, em nota, que as taxas de crédito da instituição são definidas por critérios técnicos que consideram, entre outros fatores, as taxas de juros da economia, avaliações de risco, estratégias comerciais e movimentos da concorrência.

Redução esperada na Selic terá efeito pequeno nos juros do crédito, diz Anefac A redução da taxa básica de juros da economia (Selic) em 0,25 ponto percentual, como preveem analistas do mercado financeiro, terá efeito pequeno nos juros do crédito ao consumidor e pode manter a atratividade dos rendimentos em fundos de renda fixa em relação à poupança. A avaliação é da Associação Nacional de Executivos de Finanças,

MINISTÉRIO DA DEFESA

Administração e Contabilidade (Anefac). Assim como outras instituições financeiras, a Anefac prevê a redução da Selic de 14,25% para 14%, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), nesta terça e quarta-feiras. Segundo a Anefac, o efeito da redução da Selic nas condições do

crédito é pequeno porque “existe um deslocamento muito grande” entre a taxa básica e os juros cobrados dos consumidores. Para os consumidores, a taxa média chega a 158,47% ao ano, o que prova uma variação de mais de 1000% entre a Selic e os juros do crédito. De acordo com as simulações da Anefac, os juros cobrados do comércio terão uma redução de

0,46% na taxa anual, passando de 98,95% para 98,50% ao ano. Os juros do cartão de crédito cairão 0,25% para 461,86% ao ano; os do empréstimo pessoal dos bancos de 73,52% para 73,13% ao ano; e os do empréstimo pessoal de financeiras, de 166,17% para 165,58% ao ano. A taxa média de juros passará de 158,47% para 157,90% ao ano, com redução de 0,36%.

A Dívida Pública Federal, que inclui o endividamento interno e externo, teve redução de 0,04%, em termos nominais, passando de R$ 2,956 trilhões em julho para R$ 2,955 trilhões em agosto. Os dados foram divulgados na segunda-feira (17) pelo Tesouro Nacional. A variação do endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões, pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta. A variação da dívida do Tesouro Nacional pode ocorrer também pela assinatura de contratos de empréstimo. Nesse caso, o Tesouro toma

empréstimo de uma instituição financeira ou de um banco de fomento, destinado a financiar o desenvolvimento de uma determinada região. Já a redução se dá, por exemplo, pelo resgate de títulos. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) teve seu estoque reduzido em 0,07%, ao passar de R$ 2,832 trilhões para R$ 2,830 trilhões devido ao resgate líquido, no valor de R$ 33,18 bilhões, compensado parcialmente pela apropriação positiva de juros, no valor de R$ 31,20 bilhões. A DPMFi é a dívida pública federal interna, em circulação no mercado nacional.

tributos

Receita libera pagamento do quinto lote de restituições do IR 2016 A Receita Federal liberou a restituição do quinto lote do Imposto de Renda Pessoa Física 2016. Ao todo, foram desembolsados R$ 2,576 bilhões a cerca de 2,2 milhões de contribuintes. Estão sendo pagos também R$ 124,2 milhões a 55,3 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2015, mas estavam na malha fina. Considerando os lotes residuais e o pagamento de 2015, o total gasto com as restituições chegará a R$ 2,7 bilhões. A lista com os nomes estará disponível no site da Receita na internet. A consulta também pode ser feita pelo Receitafone, no número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones, que

permite o acompanhamento das restituições. As restituições terão correção de 6,71%, para o lote de 2016, a 88,28% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração até este mês. Depósito nas contas O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

juros

Instituições financeiras esperam redução da Selic para 14% ao ano Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) esperam por uma redução de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juros, a Selic, nesta semana. Amanhã e na próxima quarta-feira (19), o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC reúne-se para definir a taxa de juros, que atualmente está em 14,25% ao ano. Na última reunião deste

ano, nos dias 29 e 30 de novembro, as instituições financeiras esperam por nova redução da Selic. Segundo a projeção divulgada no boletim Focus (relatório semanal do BC), a Selic deve terminar 2016 em 13,5%. A estimativa anterior era 13,75%. Para 2017, a expectativa é de que o Copom dê continuidade ao ciclo de redução da Selic, que deverá encerrar o período em 11% ao ano.


nacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A4

DADOS

LAVA JATO

Despesas do Judiciário custaram 1,3% do PIB em 2015, diz estudo

Moro pede à Justiça do RJ intimação de Cunha

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou ontem um estudo cujos dados mostram que as despesas totais do Judiciário brasileiro foram de R$ 79,2 bilhões em 2015. O valor representa 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas pelo Brasil. Segundo o levantamento, cada cidadão pagou no ano passado R$ 387,56 para garantir o funcionamento do serviço de Justiça. Os valores fazem parte da pesquisa Justiça em Núme-

ros, divulgada anualmente pelo conselho e que analisa a situação da Justiça Estadual, Federal, Eleitoral, Militar, Trabalhista e dos tribunais superiores. Os dados não citam o Supremo Tribunal Federal (STF), órgão acima do CNJ na hierarquia do Judiciário. De acordo com a pesquisa, os gastos com recursos humanos consomem 89% das despesas, que incluem salários de juízes, servidores, empregos de funcionários terceirizados, além de auxílios, diárias e passagens.

Justiça do Rio de Janeiro tem prazo de 30 dias para que Eduardo Cunha possa ser citado e intimado sobre a acusação formulada contra ele

URBANIZAÇÃO

Mais de 90% da população brasileira viverão em cidades em 2030 Mais de 90% da população brasileira viverá em cidades no ano de 2030, segundo previsão divulgada ontem pela encarregada nacional do Programa da Organização das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) no Brasil, Rayne Ferretti. Ela lembrou que o Brasil está localizado no continente mais urbanizado do mundo, a América Latina, e se configura atualmente como o país mais urbanizado da região. Dados do último censo, realizado em 2010, indicam que 84,4% da população brasileira é urbana.

A previsão é que, em 2030, esse índice chegue a 91,1% e que, em 2050, toda a América Latina seja 86% urbana. A encarregada da ONU disse que a urbanização, muitas vezes, é vista como uma oportunidade e uma espécie de motor para o desenvolvimento, mas que os desafios relacionados ao tema persistem. Na América Latina, especificamente, ela citou problemas de ordem econômica e ambiental, expansão desordenada, segregação socioeconômica e questões relacionadas à saúde, segurança e efeitos da mudança climática.

Na semana passada, Moro decidiu dar prosseguimento à ação em que Cunha é réu na Lava Jato por suspeita de manter contas não declaradas na Suíça

O

juiz Federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato na primeira instância, enviou à Subseção Judiciária do Rio de Janeiro documento para que o ex-deputado Eduardo Cunha seja citado e intimado a respeito da ação contra ele que tramita na 13ª Vara Federal

de Curitiba. O documento foi registrado no sistema da Justiça Federal do Paraná ontem. Na semana passada, Moro decidiu dar prosseguimento à ação em que Cunha é réu na Operação Lava Jato por suspeita de manter na Suíça contas não declaradas. O ex-deputado virou réu quando

Basta um toque de consciência para você se prevenir contra o câncer de mama. Outubro Rosa: A Referência apoia essa causa.

LOJAS CURITIBA CENTRO-PR SÃO PAULO-SP SINOP-MT SALVADOR-BA ARAGUAÍNA-TO LUIZ EDUARDO MAGALHÃES-BA

AEROPORTOS CURITIBA-PR MARINGÁ-PR GOIÂNIA-GO ARACAJU-SE CUIABÁ-MT

fale com um de nossos consultores e solicite sua reserva

a ação ainda estava no Supremo Tribunal Federal. Com a perda do mandato, Cunha deixou de ter foro privilegiado e o processo foi enviado a Moro. O ex-deputado responde pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Segundo o documento de on-

tem a Justiça do Rio de Janeiro tem prazo de 30 dias para que Cunha possa ser citado e intimado sobre a acusação formulada contra ele. A partir da intimação, começa a contar um prazo de dez dias para que o ex-deputado apresente, por meio de seus advogados, uma resposta à denúncia.


publicidade legal

Diário Indústria&Comércio Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A5

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO Downtown Comércio de Combustíveis Ltda. CNPJ 09.637.346/000170, torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, a Licença de Operação para o Comércio Varejista de Combustíveis, instalada à Rua dos Pioneiros, 1530 –Curitiba- PR. LO-15/0496, válida até 27/10/2016.

PREGÃO ELETRÔNICO BINACIONAL AF 0534A-16 Objeto: aquisição de 665 baterias NI-Cadmio 690 Ah 125Vcc com materiais e acessórios.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO Izaac Comércio de Combustíveis Ltda - EPP - CNPJ 09.637.346/000170 torna público que irá requerer à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de CURITIBA, a Renovação da Licença de Operação para o Comércio Varejista de Combustíveis, instalada situada à Rua dos Pioneiros, 1530 Curitiba - PR.

Caderno de Bases e Condições: disponível em https://compras.itaipu.gov.br e https://compras.itaipu.gov.py.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO TEIXEIRA E ANDRIOLI LTDA, CNPJ 00.721.551/0001-44 torna público que irá requerer ao IAP, a Renovação da Licença de Operação para o Comércio Varejista de Combustíveis para Veículos Automotores, instalada na Av. Rui Barbosa, 7195, Bairro Afonso Pena, São José dos Pinhais - PR.

Rosimeri Fauth Ramadas Martins

Recebimento das Propostas: até as 9h de 1º de novembro de 2016. Informações: compras_suporte@itaipu.gov.br. Blás Sixto Mazacotte Centurión

Superintendente de Compras

Superintendente Adjunto de Compras

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO TEIXEIRA E ANDRIOLI LTDA, CNPJ 00.721.551/0001-44 torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação para o Comércio Varejista de Combustíveis para Veículos Automotores, instalada na Av. Rui Barbosa, 7195 - Bairro Afonso Pena - São José dos Pinhais - PR. Licença de Operação 15372. SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO POSTO GUARAVERA LTDA. CNPJ 78.595.816/0001-00 ,torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação para o Comércio Varejista de Combustíveis para Veículos Automotores, instalada na Praça da Bandeira, 188,Bairro Guaravera, Londrina-PR. Licença de Operação 24855.

3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ Bel. Mônica Maria Guimarães de Macedo Dalla Vecchia Registradora Designada

  Faço saber que pretendem se casar:   01- ALESSANDRO MATTIASSI e RENATA DA SILVA LEAL RANGEL.   Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias. CURITIba, 17 DE OUTUBRO de 2016

Presidente da Assembleia

Secretário da Assembleia

• ACIONISTAS: CRANAB AB FASSI, GRU S.p.A pp. Gilson Scofield dos Santos pp. Gilson Scofield dos Santos ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA. Gilson Scofield dos Santos Visto do Advogado: ANEXO I - BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO Boletim de Subscrição da CRANAB FASSI DO BRASIL S/A, mediante a subscrição de 1.600.000 (um milhão e seiscentas mil) ações ordinárias nominativas, todas com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, no valor total de R$ 1.600.000,00 (um milhão e seiscentos mil reais), aprovado pela Assembleia Geral de Constituição de Sociedade Anônima, realizada em 3 de dezembro de 2014, sendo que o capital social subscrito será inteiramente integralizado pelos acionistas, em até 06 (seis) meses a partir desta data, em moeda corrente nacional. As ações serão distribuídas entre os seguintes acionistas, abaixo qualificados, na forma das descrições e do quadro abaixo: I – CRANAB AB, sociedade devidamente constituída e legalmente existente de acordo com as leis da Suécia, registrada sob o nº 556081-5556, com sede na Karlsgårdsvägen 56, SE-922 82, Vindeln, Suécia, neste ato representada por seu procurador no Brasil, Sr. Gilson Scofield dos Santos, brasileiro, casado, Engenheiro Mecânico, residente e domiciliado na Rua Reinaldo Hecke,nº. 453, bl A, apto 604, Abranches, CEP 82.210-300, Curitiba, Paraná, portador da CI/RG n° 776.720-0/PR e inscrito no CPF/MF sob o n° 184.421.709-44. II – FASSI GRU S.p.A., sociedade devidamente constituída e legalmente existente de acordo com as Leis da Itália, com sede na Via Roma, 110-24021 Albino (BG), neste ato representada por seu procurador no Brasil, Sr. Gilson Scofield dos Santos, já qualificado. III – ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede em Curitiba, Paraná, na Av. Anita Garibaldi, nº 850, escritório 609, andar 05, Ahu, inscrita no CNPJ/ MF sob o nº 20.936.707/0001-11, e na Junta Comercial do Paraná sob o NIRE nº 41207923799, em 19/08/2014, neste ato representada por seu administrador Sr. Gilson Scofield dos Santos. DEMONSTRATIVO DE AÇÕES E INTEGRALIZAÇÃO I. A acionista CRANAB AB, já qualificada, subscreve 640.000 (seiscentas e quarenta mil) ações ordinárias nominativas, todas com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, no valor total de R$ 640.000,00 (seiscentos e quarenta mil reais), que serão integralizados em até 06 (seis) meses, em moeda corrente nacional, conforme chamadas da Diretoria. II. A acionista FASSI GRU S.p.A, já qualificada, subscreve 640.000 (seiscentas e quarenta mil) ações ordinárias nominativas, todas com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, no valor total de R$ 640.000,00 (seiscentos e quarenta mil reais), que serão integralizados em até 06 (seis) meses, em moeda corrente nacional, conforme chamadas da Diretoria. III. A acionista ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA, já qualificada, subscreve 320.000 (trezentas e vinte mil) ações ordinárias nominativas, todas com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, no valor total de R$ 320.000,00 (trezentos e vinte reais), que serão integralizados em até 06 (seis) meses, em moeda corrente nacional, conforme chamadas da Diretoria.

QUADRO DEMONSTRATIVO DE AÇÕES A cionista CRANAB AB FASSI GRU S. p .A. ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÕES LTDA TOTAL:

2º Serviço de Registro Civil e 14º Tabelionato de Notas Otávio Augusto de Albuquerque Rauen Oficial Rua: Presidente Faria, 421, loja 02, Centro - Curitiba/PR TEL/FAX:41-3222-0933/32335451 - cartoriorauen@terra.com.br EDITAL DE PROCLAMAS ========================== Cartório do 2º Serviço de Registro Civil e 14º Tabelionato da Comarca de Curitiba-PR Faz saber que pretendem casar-se neste Cartório os contraentes: 1 - RENATO RIBEIRO ROSA JUNIOR e ROSENEIA DE OLIVEIRA - autos nº 204/2016; 2 - XINRONG WU e SU RUIYE - autos nº 205/2016; 3 - BRUNO ANDRADE DO NASCIMENTO e JULIANE MACHADO DA FONSECA - autos nº 206/2016; 4 - GIULIANO BATISTA SALOMÃO e PAULO HENRIQUE ALESSIO DE ANDRADE - autos nº 207/2016; 5 - DOUGLAS VENÂNCIO TEIXEIRA e ALEXANDRA DA SILVA BRUM ANTONIO - autos nº 208/2016; 6 - AUGUSTO CÉSAR VIVAN e JULIANA FARNOCCHIA - autos nº 40.033 (Cartório do 4º Serviço de Registro Civil das Pessoas Naturais e 16º Tabelionato de Notas de Curitiba, PR). Se alguem souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias, a contar da data deste Edital. Curitiba, 17 de outubro de 2016 Otávio Augusto de Albuquerque Rauen Oficial

HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO - Pregão 62/2016 O PREFEITO MUNICIPAL DE PIRAQUARA, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais com base na Lei n o. 8.666/93 e Lei nº. 10.520/02 e de acordo com o procedimento licitatório e julgamento das propostas apresentadas ao Pregão 62/2016 – 18506/2016, que tem por objeto a contratação de empresa para aquisição de brinquedos pedagógicos para atender as instituições de ensino municipais. HOMOLOGA o referido processo licitatório, adjudicando seu resultado as empresas: 1) EKIPSUL COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS EDUCACIONAIS EIRELI - EPP inscrito no CNPJ/CPF Nº 04.603.900/0001-84 no valor total dos itens vencidos de R$ 25.589,00 (vinte e cinco mil, quinhentos e oitenta e nove reais). 2) LBT COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS EDUCACIONAIS - EIRELI - EPP inscrito no CNPJ/CPF Nº 13.093.483/0001-68 no valor total dos itens vencidos de R$ 12.144,00 (doze mil, cento e quarenta e quatro reais). Piraquara, 13 de outubro de 2016. Marcus Maurício de Souza Tesserolli - Prefeito Municipal AVISO DE ABERTURA PREGÃO PRESENCIAL Nº 68/2016 Objeto: Contratação de empresa especializada em locação de equipamentos de impressão e cópia, com serviços de assistência técnica, manutenção preventiva e corretiva, reposição de peças e fornecimento de suprimentos, exceto papel. Abertura: 07 de novembro de 2016, às 09h00min, na Sala de Licitações da Prefeitura Municipal de Piraquara, na Av. Getúlio Vargas, 1990 – Centro – Piraquara - PR. Critério de Julgamento: MENOR PREÇO GLOBAL. Valor Máximo global estimado R$ 667.848,00 (Seiscentos e sessenta e sete mil, oitocentos e quarenta e oito reais). Edital: Estará à disposição dos interessados na Divisão de Licitações e Contratos ao preço de R$ 5,00 (cinco) reais, no horário das 08:00h às 11:30h e das 13:00h às 16:30h ou gratuitamente no site: www.piraquara.pr.gov.br Piraquara, 17 de outubro de 2016. Vanessa Maria de Lara - Secretária Municipal de Administração

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO POSTO GUARAVERA LTDA, CNPJ 78.595.816/0001-00 torna público que irá requerer ao IAP, a Renovação da Licença de Operação para o Comércio Varejista de Combustíveis para Veículos Automotores instalada na Praça da Bandeira, 188 ,Bairro Guaravera, Londrina-PR.

CRANAB FASSI DO BRASIL S/A ASSEMBLEIA GERAL DE CONSTITUIÇÃO DATA: 03 de dezembro de 2014. HORA: às 11:00h (onze horas). LOCAL: Na sede da sociedade situada na Avenida Anita Garibaldi, nº 850, apto 609, 5º andar, em Curitiba, Estado do Paraná. CONVOCAÇÃO: Cartas convites aos acionistas, expedidas com a antecedência legal. PRESENÇAS: Totalidade dos fundadores e subscritores do capital social, a saber: (1) CRANAB AB, sociedade devidamente constituída e legalmente existente de acordo com as leis da Suécia, registrada sob o nº 556081-5556, com sede na Karlsgårdsvägen 56, SE-922 82, Vindeln, Suécia, neste ato representada por seu procurador no Brasil, Sr. Gilson Scofield dos Santos, brasileiro, casado, Engenheiro Mecânico, residente e domiciliado na Rua Reinaldo Hecke,nº. 453, bl A, apto 604, Abranches, CEP 82.210-300, Curitiba, Paraná, portador da CI/RG n° 776.720-0/PR e inscrito no CPF/MF sob o n° 184.421.709-44; (2) FASSI, GRU S.p.A., sociedade devidamente constituída e legalmente existente de acordo com as Leis da Itália, com sede na Via Roma, 110-24021 Albino (BG), neste ato representada por seu procurador no Brasil, Sr. Gilson Scofield dos Santos, já qualificado; e, (3) ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede em Curitiba, Paraná, na Av. Anita Garibaldi, nº 850, escritório 609, andar 05, Ahu, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 20.936.707/001-11, e na Junta Comercial do Paraná sob o NIRE nº 41207923799, em 17/08/2014, neste ato representada por seu administrador Sr. Gilson Scofield dos Santos, já qualificado. PUBLICAÇÕES: Dispensadas as publicações diante da presença da totalidade (100%) dos acionistas. MESA: Presidente: Gilson Scofield dos Santos. Secretário: Giuliano Follador dos Santos. ORDEM DO DIA: (a) Constituição da Companhia, nos termos do artigo 87 e seguintes da Lei nº 6.404/76; (b) Leitura completa e aprovação da relação de subscritores da totalidade do Capital Social; (c) Discussão e aprovação do Projeto do Estatuto Social; (d) Eleição da primeira Diretoria; e (e) Outros atos referentes à Constituição. DELIBERAÇÕES UNÂNIMES: (a) Aprovada a constituição de uma Sociedade por Ações de capital fechado, sob a denominação de “CRANAB FASSI DO BRASIL S/A”, com sede e foro no Município de Curitiba, Estado do Paraná, na Avenida Anita Garibaldi, nº 850, apto 609, 5º andar, Bairro Ahu, CEP 80540-180, cujo objeto social será: (i) representante comercial e agente do comércio de máquinas, equipamentos, embarcações e aeronaves; (ii) comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos para uso agropecuário; partes e peças; (iii) comércio atacadista de outras máquinas e equipamentos não especificados anteriormente; partes e peças; (iv) aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais não especificados anteriormente, sem operador; (v) manutenção e reparação de máquinas e equipamentos para uso geral não especificados anteriormente. (a.1) O Capital Social da companhia será de R$ 1.600.000,00 (um milhão e seiscentos mil reais) dividido em 1.600.000 (um milhão e seiscentas) ações ordinárias nominativas, todas com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma. (a.2) O Capital Social é inteiramente subscrito, neste ato, e será integralizado em até 06 (seis) meses a partir da presente data, em moeda corrente nacional, mediante chamadas da Diretoria, conforme Boletim de Subscrição de Ações elaborado e firmado nesta data, que integra a presente ata como seu ANEXO I. Em atendimento ao disposto no art. 80, III da Lei nº 6.404/76, aprovou-se a realização de depósito bancário referente à 10% (dez por cento) do valor do capital social subscrito a ser integralizado, em moeda corrente nacional. Em seguida, verificada a observação integral das formalidades legais, e não havendo oposição dos Subscritores, o Sr. Presidente declarou constituída a Companhia. Passando-se ao item (b) da Ordem do Dia, procedeu-se à leitura da relação de subscritores da totalidade do Capital Social, em conformidade com o Boletim de Subscrição firmado nesta data, que se constitui no ANEXO I da presente ata. Passando ao item (c) da Ordem do Dia, a Assembleia aprovou o projeto do Estatuto Social, que, rubricado e assinado por todos os subscritores, é parte integrante da presente Ata sob a forma de ANEXO II. Passando ao item (d) da Ordem do Dia, a Assembleia aprovou por unanimidade a escolha da primeira Diretoria, a ser composta por: (i) Diretor Superintendente: Gilson Scofield dos Santos, já qualificado; e (ii) Diretor Administrativo: Giuliano Follador dos Santos, brasileiro, casado, administrador, residente e domiciliado na Rua Marechal Hermes, n° 872, ap. 705b, Bairro Ahú, em Curitiba, Paraná, portador da CI/RG n° 6.003.157-6/PR e inscrito no CPF/MF sob o nº 006.429.879-55. Os Diretores eleitos terão prazo de mandato de 3 (três) anos, podendo ser reeleitos e declaram, na forma da lei, que não estão impedidos de exercer a administração da Companhia, seja por lei especial, ou em virtude de condenação criminal, ou por se encontrarem sob os efeitos de pena que vede, ainda que temporariamente, o exercício da atividade empresarial. A Assembleia Geral fixa a remuneração mensal individual dos Diretores para os exercícios de 2014 e 2015 em R$ 1.000,00 (um mil reais) por mês, para cada um. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar e encerradas as matérias constantes da ordem do dia, o Sr. Presidente declarou suspensos os trabalhos da Assembleia pelo tempo necessário à lavratura da presente Ata que, lida em alta voz e achada exata e conforme, depois de reaberta a sessão, foi aprovada e assinada por mim Giuliano Follador dos Santos, Secretário da Assembleia, pelo Sr. Presidente, e pelos acionistas presentes. • MESA: Giuliano Follador dos Santos Gilson Scofield dos Santos

CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar: 1 - PATRIK DE FREITAS SCORSATTO com AMANDA CASTRO GOVATSKI; 2 - CRISTIANO OTTO RAMOS com ELISA CRISTINA FILLA; 3 - RÉGIS MICHAILO com ANA CLAUDIA SOUZA DOS SANTOS; 4 - ABNER DE OLIVEIRA DA COSTA com KAREN MILENA MARCELINO DIONISIO; 5 - IAN SOUZA FERNANDES com VANESSA RODRIGUES DE OLIVEIRA; 6 - PEDRO HENRIQUE DA SILVA com DAYANE RODRIGUES DUARTE; 7 - RAMON HENRIQUE THOMAZ com ROSANE ROGOSKI HORNI; 8 - ELIO JOSÉ DE OLIVEIRA com ELIZANDRA REGINA FOQUES. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 17 de outubro de 2016 IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial

A ções V alor T otal (RS) 640.000 640.000,00 640.000 640.000,00 320.000 320.000,00 1.600.000 1.600.000,00

%

40 40 20 100

Curitiba, 3 de dezembro de 2014. CRANAB AB FASSI GRU S.p.A. pp. Gilson Scofield dos Santos pp. Gilson Scofield dos Santos

ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA. Gilson Scofield dos Santos ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE OBJETO E DURAÇÃO ARTIGO 1º - CRANAB FASSI DO BRASIL S/A é uma Sociedade Anônima de capital fechado, que se regerá pelo disposto neste Estatuto e pelas disposições legais que lhe forem aplicáveis. ARTIGO 2º - A sociedade tem sede e foro na cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, na Avenida Anita Garibaldi, nº 850, apto 609, 5º andar, Bairro Ahu, CEP 80540-180. Parágrafo Único: A sociedade poderá, por deliberação da Diretoria, instalar ou encerrar filiais, agências, escritórios e demais estabelecimentos que julgar necessários ao desenvolvimento da empresa, os quais não terão capital próprio, em qualquer localidade do país ou do exterior. ARTIGO 3º - A Sociedade tem por objeto social: (i) representante comercial e agente do comércio de máquinas, equipamentos, embarcações e aeronaves; (ii) comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos para uso agropecuário; partes e peças; (iii) comércio atacadista de outras máquinas e equipamentos não especificados anteriormente; partes e peças; (iv) aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais não especificados anteriormente, sem operador; (v) manutenção e reparação de máquinas e equipamentos para uso geral não especificados anteriormente. ARTIGO 4º - A Sociedade terá prazo de duração indeterminado. CAPÍTULO II CAPITAL SOCIAL E AÇÕES ARTIGO 5º - O capital social é de R$ 1.600.000,00 (um milhão e seiscentos mil reais) divididos em 1.600.000 (um milhão e seiscentas mil) ações ordinárias nominativas, todas com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, representativas de 100% do Capital Social. Parágrafo Primeiro: Cada ação ordinária dá direito a um voto nas deliberações da Assembleia Geral. Parágrafo Segundo: Aos acionistas é assegurado o direito de preferência na subscrição de aumentos de capital, na proporção do número de ações que possuírem. Parágrafo Terceiro: O direito de preferência para subscrição do aumento de capital social deverá ser exercido pelo acionista no prazo estabelecido pela

Parágrafo Quarto: O

Assembléia Geral

que aprovar o aumento do capital social.

acionista que desejar alienar suas ações, ou parte delas, de-

verá dar ciência de sua intenção aos demais acionistas, através de carta endereçada à sociedade, onde deverão constar, expressamente, a quantidade de ações, a espécie, o preço, as condições de pagamento e o nome e qualificação completa do interessado, observadas as disposições eventualmente contidas em demais acionistas terão o prazo de preferência na aquisição das ações ser livremente alienadas

30 (trinta) dias ofertadas. Após

Acordo

de

Acionistas. Os

para manifestar o seu direito de

esse prazo, essas ações poderão

CAPÍTULO III ACORDO DE ACIONISTAS ARTIGO 6º - Os Acordos de Acionistas que estabeleçam condições de compra e venda de suas ações, ou o direito de preferência da compra das mesmas, ou o exercício do direito de voto ou o poder de controle serão sempre observados pela Companhia. Parágrafo Único: As obrigações e responsabilidades resultantes de tais acordos serão válidas e obrigarão terceiros, herdeiros e sucessores. CAPÍTULO IV ADMINISTRAÇÃO DA SOCIEDADE ARTIGO 7º - A administração da Companhia compete à Diretoria, a qual é investida de todos os poderes necessários à administração da sociedade e a consecução do seu objeto social. Parágrafo Único: Cabe à Assembleia Geral fixar a remuneração dos administradores da Companhia. A remuneração poderá ser votada em verba individual, para cada membro, ou verba global, cabendo, então à Diretoria deliberar sobre a sua distribuição. ARTIGO 8º - Os Diretores serão eleitos para um mandato de 03 (três) anos, podendo ser reeleitos. Parágrafo Primeiro: Os membros da Diretoria tomarão posse mediante a assinatura do respectivo termo no livro das Atas de Reunião da Diretoria, permanecendo sujeitos aos requisitos, impedimentos, deveres, obrigações e responsabilidades previstos nos artigos 145 a 158 da Lei nº 6.404/76. Parágrafo Segundo: Findo o mandato, os Diretores permanecerão no exercício de seus cargos, até a investidura dos novos membros eleitos. Parágrafo Terceiro: Em suas ausências ou impedimentos temporários, os Diretores serão substituídos de acordo com a sua própria indicação por um outro Diretor. Parágrafo Quarto: Em caso de vacância de um ou mais cargos da Diretoria, deverá ser convocada Assembleia Geral para eleição dos novos membros. Parágrafo Quinto: A Diretoria prestará contas de seus atos para a Assembleia Geral. ARTIGO 9º - A Diretoria reunir-se-á sempre que convocada por qualquer Diretor, na sede social da Companhia, lavrando-se as atas no livro próprio. ARTIGO 10 - A Diretoria da Companhia será composta de 02 (dois) membros, acionistas ou não, residentes no país, sendo 01 (um) Diretor Superintendente e (um) Diretor Administrativo. Parágrafo Primeiro: Compete à Diretoria a administração dos negócios sociais em geral e a prática, para tanto, de todos os atos necessários ou convenientes, ressalvados aqueles para os quais seja por lei ou pelo presente estatuto, atribuída competência à Assembleia Geral. Parágrafo Segundo: Compete ao Diretor Superintendente, individualmente: a) supervisionar de forma global a execução dos negócios sociais; b) representar a Companhia perante quaisquer sociedades controladas ou outras sociedades nas quais haja participação acionária da Companhia; c) a representação ativa e passiva da companhia, em juízo ou fora dele, especialmente para receber citação judicial; d) instalar e presidir as reuniões de Diretoria; e) executar os negócios e atividades da Companhia; f) supervisionar a movimentação econômico-financeira da Companhia; g) implementar planos e orçamentos. Parágrafo Terceiro: Compete ao Diretor Administrativo, individualmente: a) desempenhar as funções que lhe sejam atribuídas pelo Diretor Superintendente; b) prestar todo o suporte técnico e operacional para a Companhia na consecução de suas atividades sociais; c) analisar e propor à Diretoria políticas, métodos e sistemas de atuação operacional; e d) acompanhar as atividades da Companhia sob o prisma negocial. ARTIGO 11 - A representação da sociedade, em juízo ou fora dele, ativa ou passivamente, perante quaisquer terceiros, contratos em geral, abertura, movimentação e encerramento de contas correntes, aplicações financeiras e resgates, assinatura de cheques, representação da sociedade perante repartições públicas federais, estaduais e municipais, assinatura de escrituras públicas de qualquer natureza e quaisquer outros documentos ou atos que importem em responsabilidade ou obrigação para a sociedade ou que exonerem a sociedade de obrigações para com terceiros, incumbirão e serão exercidos pelo Diretor Superintendente isoladamente. Parágrafo Único: Os atos e documentos a seguir relacionados, sob pena de não produzirem efeitos perante a Companhia, deverão ser submetido à aprovação prévia pela Assembléia Geral e, após aprovados, ser assinados pelo Diretor Superintendente, individualmente: (a) assunção de responsabilidade em montante superior a R$ 100.000,00 (cem mil reais) ou o seu equivalente em qualquer outra moeda; (b) contratação de empréstimos pela COMPANHIA, de financiamentos de qualquer natureza, autorizar a realização de investimentos, ou contrair outras obrigações financeiras para com instituições financeiras ou Terceiros, cujo valor seja superior a R$ 100.000,00 (cem mil reais) ou seu equivalente em qualquer outra moeda; (c) contratação de obrigações pela COMPANHIA, cujo valor seja superior a R$ 100.000,00 (cem mil reais) ou seu equivalente em qualquer outra moeda; (d) prática de qualquer ato que resulte na liberação de obrigações devidas por Terceiros à COMPANHIA, cujo valor seja superior a R$ 100.000,00 (cem mil reais) ou seu equivalente em qualquer outra moeda; (e) alienação, cessão de uso ou oneração de bens imóveis ou bens do ativo permanente da COMPANHIA; (f) aquisição, cessão, venda, transferência ou licenciamento de quaisquer direitos relacionados a patentes, direitos autorais, nomes comerciais, logotipos ou qualquer outra forma de direito de propriedade intelectual; ARTIGO 12 - As procurações serão outorgadas em nome da sociedade pelo Diretor Superintendente, isoladamen-

te, devendo especificar os poderes conferidos e, com exceção daquelas para fins judiciais, terão período de validade limitado, no máximo, a 01 (um) ano, sendo que as procurações para fins de representação “ad judicia” poderão ser outorgados por prazo indeterminado. ARTIGO 13 - Fica vedada a prática de quaisquer atos por qualquer Diretor da Companhia, bem como por seus procuradores e representantes a qualquer título, envolvendo garantias de qualquer espécie a terceiros, inclusive prestação de avais, endossos, saques de favor ou abonos, fianças ou cauções, ou atos envolvendo garantias de qualquer espécie a terceiros, fora do interesse social, sob pena de nulidade de referidos atos. CAPÍTULO IV ASSEMBLEIAS GERAIS ARTIGO 14 - As Assembleias Gerais serão convocadas por qualquer Diretor da Companhia, e, nos casos previstos em lei, pelo Conselho Fiscal ou pelos acionistas. ARTIGO 15 - As Assembleias Gerais instalar-se-ão, em primeira convocação, com a presença de acionistas que representem, no mínimo, a maioria do capital social com direito a voto e, em segunda convocação, com qualquer número. ARTIGO 16 - Compete privativamente à Assembleia Geral, além das matérias referidas na Lei 6404/76 e neste Estatuto, deliberar sobre: i. Aprovação de dissolução ou liquidação da COMPANHIA; ii. Aprovação de incorporação, transformação ou cisão da COMPANHIA; iii. Aprovação de qualquer resgate de ações existentes, aumento ou redução de capital; iv. Aprovação de quaisquer alterações do Estatuto Social; v. Aprovação de requerimento de falência, recuperação judicial ou extrajudicial ou mecanismo semelhante em matéria de insolvência; vi. Aprovação da estratégia geral da COMPANHIA, do plano de negócios e do orçamento anual; vii. Estabelecimento dos limites de endividamento da COMPANHIA; viii. Alteração da política de distribuição de resultados, incluindo pagamento de dividendos, juros sobre capital próprio ou qualquer outra forma de remuneração dos acionistas. ix. Aprovação de qualquer emissão pela COMPANHIA de ações ou outros títulos de capital ou de dívida; x. Aprovação da remuneração dos administradores; xi. Aprovação da abertura do capital; xii. Eleição e destituição de liquidantes e julgar-lhes as contas. xiii. Aprovação de alienação, cessão de uso ou oneração de bens imóveis ou bens do ativo permanente da COMPANHIA; xiv. Autorização para a contratação de empréstimos pela COMPANHIA, de financiamentos de qualquer natureza, autorizar a realização de investimentos, ou contrair outras obrigações financeiras para com instituições financeiras ou Terceiros, cujo valor seja superior a R$ 100.000,00 (cem mil de reais) ou seu equivalente em qualquer outra moeda; xv. Aprovação para a contratação de obrigações pela COMPANHIA, cujo valor seja superior a R$ 100.000,00 (cem mil de reais) ou seu equivalente em qualquer outra moeda; xvi. Aprovação para qualquer ato que resulte na liberação de obrigações devidas por Terceiros à COMPANHIA; xvii. Autorização para a aquisição, cessão, venda, transferência ou licenciamento de quaisquer direitos relacionados a patentes, direitos autorais, nomes comerciais, logotipos ou qualquer outra forma de direito de propriedade intelectual; Parágrafo Primeiro: As deliberações em Assembleia Geral serão tomadas por acionistas representando a maioria, no mínimo, do capital social com direito a voto, ressalvando quórum qualificado exigido para aprovação das matérias especificadas no Parágrafo Segundo. Parágrafo Segundo: As matérias mencionadas nos itens i, ii, iii, iv, v, vi, vii, viii, e, xi do Artigo 16, acima, dependerão de aprovação por acionistas que representem no mínimo 90% (noventa por cento) do capital social com direito a voto. ARTIGO 17 - As Assembleias Gerais serão presididas pelo Diretor Superintendente, e secretariadas por quem o presidente da Assembleia indicar. ARTIGO 18 - As Assembleias Gerais da Companhia serão ordinárias ou extraordinárias, devendo realizar-se conforme segue: (a) ordinariamente, nos quatro primeiros meses seguintes ao encerramento do exercício social, de acordo com o artigo 132 da Lei nº 6.404/76; (b) extraordinariamente, sempre que necessário. ARTIGO 19 - Os acionistas poderão fazer-se representar nas Assembleias Gerais por procurador constituído há menos de 1 (um) ano, que seja acionista ou representante de acionista, administrador da Companhia ou advogado. CAPÍTULO V DO CONSELHO FISCAL ARTIGO 20 - A Companhia terá um Conselho Fiscal de funcionamento não permanente composto por 3 (três) membros, acionistas ou não, eleitos pela Assembleia Geral que deliberar sua instalação e que lhes fixará a remuneração, respeitados os limites legais, devendo a instalação do Conselho Fiscal obedecer a forma legal. Quando de seu funcionamento, o Conselho Fiscal terá as atribuições e os poderes conferidos por lei. Os Conselheiros poderão renunciar expressamente ao seu direito à remuneração, devendo consignar a renúncia na ata da Assembleia Geral que deliberar sua instalação. CAPÍTULO VI DO EXERCÍCIO SOCIAL, DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E DESTINAÇÃO DOS LUCROS ARTIGO 21 - O exercício social tem início em 1º de janeiro e terminará em 31 de dezembro de cada ano. Ao final de cada exercício social, deverão ser levantados um balanço geral, bem como as demais demonstrações financeiras, observadas as disposições legais vigentes e as disposições deste capítulo. ARTIGO 22 - Observado o disposto neste Capítulo VI, o lucro líquido apurado no exercício terá a seguinte destinação: (a) a parcela de 5% (cinco por cento) será destinada à constituição da reserva legal, que não excederá de 20% (vinte por cento) do capital social; (b) 20% (vinte por cento) do lucro líquido serão distribuídos aos acionistas como dividendo obrigatório; (c) o saldo remanescente terá a destinação determinada pela Assembleia Geral com base na proposta da Diretoria, contida nas demonstrações financeiras, tudo conforme o disposto no artigo 176, parágrafo 3º e 132, II da Lei nº 6.404/76, observadas as disposições contidas no artigo 134, parágrafo 4º da referida Lei. Caso o saldo das reservas de lucros ultrapasse o capital social, a Assembleia Geral poderá deliberar sobre a aplicação do excesso na integralização ou no aumento do capital social ou, ainda, na distribuição de dividendos adicionais aos acionistas. ARTIGO 23 - O dividendo mínimo obrigatório poderá deixar de ser distribuído quando a Assembleia Geral deliberar, sem oposição de qualquer dos acionistas presentes, a distribuição de dividendos em percentual inferior aos referidos 20% (vinte por cento) ou mesmo retenção integral do lucro. ARTIGO 24 - Salvo deliberação em contrário da Assembleia Geral, os dividendos serão sempre pagos no prazo máximo de 60 (sessenta) dias da data em que for declarado e, em qualquer caso, dentro do mesmo exercício social em que se realizar a referida Assembleia Geral. Parágrafo Único: Os dividendos não reclamados não vencerão juros e prescreverão no prazo de 2 (dois) anos em favor da sociedade, contados da Assembléia Geral que deliberar sobre a sua distribuição. ARTIGO 25 - A Companhia poderá distribuir dividendos intermediários e intercalares, podendo realizar o levantamento de balancetes intermediários e a distribuição de dividendos em periodicidade inferior à anual, na forma prevista na legislação aplicável. ARTIGO 26 - A sociedade poderá pagar, aos seus acionistas, mediante aprovação da Assembléia Geral, juros sobre o capital próprio, fixando o seu valor e a data do pagamento de cada parcela. Referidos juros sobre o capital próprio poderão ser imputados ao dividendo mínimo obrigatório. CAPÍTULO VII DA LIQUIDAÇÃO DA SOCIEDADE ARTIGO 27 - A Sociedade entrará em liquidação nos casos previstos em Lei ou por deliberação dos acionistas, competindo à Assembleia Geral determinar a forma de liquidação, a nomeação do Liquidante e do Conselho Fiscal que deverá funcionar na fase de liquidação. CAPÍTULO VIII DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 28 - Os casos omissos neste estatuto serão resolvidos pela Assembleia Geral e pela legislação que rege a sociedade por ações (Lei 6.404/76). Curitiba, 03 de dezembro de 2014. • ACIONISTAS (SUBSCRITORES): CRANAB AB PP. Gilson Scofield dos Santos FASSI, GRU S.p.A PP. Gilson Scofield dos Santos ALEA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA. Gilson Scofield dos Santos Registrado na Junta Comercial do Estado do Paraná sob o nº 41300092338 em 06/01/2015.

Apex-Brasil promove seminário em Curitiba A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) promove hoje, o seminário “Inovação e Desenvolvimento de Produtos para Comércio Exterior” que tem como objetivo apoiar as empresas da região de Curitiba que estão no início do processo de internacionalização. Durante a oficina, serão apresentados conhecimentos teóricos e práticos para que os participantes desenvolvam estratégias e competências para o aprimoramento de seus produtos e serviços, tornando-as mais competitivas para o comércio exterior. Na agenda do encontro, palestras sobre a importância da inovação para exportação, desenvolvimento de produtos, cadeias de valor, inovação e design em ambiente de sustentabilidade, entre outros. O seminário será ministrado pelo Doutor e Mestre em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Antonio Carlos Tonini. O workshop para capacitação empresarial faz parte do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX), um instrumento cujo objetivo é estimular a competitividade e promover a cultura exportadora nas empresas, qualificando e ampliando os mercados para as indústrias iniciantes em Comércio Exterior. O PEIEX oferece às empresas um diagnóstico gratuito com o objetivo de, posteriormente, no desenvolvimento do trabalho, apresentar soluções a fim de impactar sobre seu desempenho competitivo. Ao mesmo tempo, o projeto sinaliza aos agentes econômicos o esforço de médio e longo prazos que se deve empreender no sentido de operar mudanças no padrão de competitividade da região atendida, fundamentado no trabalho de gestão. As ações do PEIEX desenvolvem-se em localidades onde haja concentração empresarial e vão desde a implantação de soluções gerenciais, que dependem apenas do próprio empresário e dos seus recursos disponíveis, até ações relativas à informação e ao acesso a mercados, que são processos externos.


internacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A6

Aroldo Murá G. Haygert

EUROPA

Alemanha tem maior taxa de natalidade em 33 anos

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

René Dotti lembra fiasco de Greca e decide voto pró Ney Leprevost picture-alliance/dpa/W. Grubitzsch

País atinge maior índice de nascimentos por mulher desde 1982, impulsionado sobretudo por estrangeiras

Registro a manifestação do jurista René Ariel Dotti sobre o quadro eleitoral de Curitiba:

René Dotti, Ney Leprevost e Rafael Greca de Macedo

Mesmo com o aumento, o país mais populoso da Europa (81 milhões de habitantes) ainda possui um dos índices de natalidade mais baixos em todo o mundo

A

Alemanha atingiu sua taxa de natalidade mais alta desde 1982, impulsionada sobretudo por mulheres imigrantes, segundo mostra um relatório divulgado ontem pela agência de estatísticas do governo (Destatis). Segundo o estudo, as mulheres no país tiveram em média 1,5 filho no ano passado. Enquanto as alemãs tiveram 1,43, registrando um leve aumento em relação ao ano anterior (1,42), o índice de natalidade entre as mulheres de origem estrangeira subiu de 1,86 em 2014 para 1,95 em 2015. “Isso contribuiu signifi-

cativamente para o aumento do índice total de todas as mulheres”, afirma o Destatis. “Observamos a continuação de uma tendência de crescimento desde 2012.” Mesmo assim, o país mais populoso da Europa (81 milhões de habitantes) ainda possui um dos índices de natalidade mais baixos em todo o mundo. Anos de crescimento econômico e o apoio dado pelo governo aos pais – além da imigração – contribuíram para o aumento do índice de natalidade. Mas o país ainda está abaixo do número de dois nascimentos por mulher, conside-

rado pelos demógrafos como a taxa mínima de fertilidade para assegurar a chamada substituição populacional. O envelhecimento da população e os baixos índices de natalidade geram preocupações sobre o impacto do declínio populacional na economia e na previdência social. A chega de mais de 1 milhão de refugiados ao país em 2015 pode ajudar a equilibrar a balança. A média de idade das mulheres ao terem os primeiros filhos é de 29 anos e 7 meses. No caso do segundo filho, a média é de 32 anos e o terceiro, em torno dos 33.

MUDANÇA

Tailândia tem novo rei após morte de Bhumibol A Tailândia tem um novo regente após a morte, semana passada, do rei Bhumibol Adulyadej, que ocupou o trono do país por 70 anos. O ocupante do cargo será o general, ex-premier e ex-conselheiro de Bhumibol, Prem Tinsulanonda, de 96 anos, de acordo com um anúncio feito pelo primeiro-ministro do país,

Prayuth Chan-ocha. A decisão de colocar alguém no cargo se deve ao fato do príncipe hereditário, Maha Vajiralongkorn, ter pedido mais tempo de luto até que esteja pronto para assumir o posto. Prem era muito próximo de Bhumibol e, segundo a Constituição, era a pessoa a assumir o posto

em caso de impossibilidade de monarca. Prem foi premier da Tailândia entre 1980 e 1988 e era visto como um porta-voz do rei. Como existe uma lei na Tailândia que pode condenar à morte quem critica a família real, a imprensa do país não consegue discutir o processo de transição.

FESTIVAL

Artistas latinos se unem contra Trump nos EUA Artistas latinos, como o ator Gael García Bernal e os cantores Carlos Vives e Juanes, uniram as suas vozes no último sábado em San Diego, perto da fronteira dos Estados Unidos com o México, contra o candidato republicano Donald Trump e pediram que a comunidade latina vá votar no dia 8 de novembro. A informação é da Agência Ansa. Na plateia do festival “Rise Up As One”, composta principalmente por jovens do México, da Colômbia, Argentina, Costa Rica e dos Estados Unidos, bandeiras foram levantadas e gritos contra o magnata foram ouvidos no espaço Cross Border Express, o primeiro terminal de passageiros do mundo que é usado por aeroportos de dois países: o de San Diego, nos EUA, e o de Tijuana, no México. O evento, organizado inicialmente com o objetivo de celebrar a diversidade e o respeito aos diferentes povos e culturas por meio da música - e não para atacar Trump ou apoiar a democrata Hillary Clinton -, acabou virando um momento para cri-

ticar o magnata nova-iorquino e para repudiar a sua intenção de construir um muro na fronteira entre os dois países. “México manda [aos Estados Unidos] pessoas que têm muitas qualidades. [Elas] estão trazendo esperança e uma cultura extraordinária. [Elas] são incrivelmente trabalhadoras”, disse García Bernal, que apresentou o evento junto com o cineasta Jonás Cuarón, filho do também diretor de cinema Alfonso Cuarón. A frase é paródia de uma afirmação feita por Trump, na qual o milionário qualifica os mexicanos como “criminosos, estupradores e narcotraficantes”. “Em frente ao ódio, nós respondemos com amor, com compaixão, com inteligência e com alegria. O futuro é nosso”, disse o protagonista do filme Diários de Motocicleta e da série Mozart in the Jungle. “Neste momento, se celebra a unidade e sinto que o futuro é nosso. Estamos transformando uma mensagem de ódio em algo positivo. Não há por que ficarmos calados”, disse o ator. No evento, a cantora Lila

Downs apresentou uma música dedicada ao republicano chamada The Demagogue (O Demagogo, em tradução livre), na qual se refere ao muro que o empresário quer construir e que, segundo ele, será despesa apenas do México. “Não a esse muro! Eu acabo com o ódio agora mesmo”, afirma a compositora na canção. O portorriquenho René Pérez Joglar, mais conhecido como Residente, do grupo Calle 13, disse que “os dois candidatos” à presidência dos Estados Unidos “são péssimos”, mas que Trump “é horrível”. Além disso, a popular banda mexicana Los Tigres del Norte, que na semana passada divulgou uma foto ao lado de Hillary, deu início ao festival com as músicas Somos Más Americanos e América. O cantor Lupillo Rivera também não escondeu sua preferência pela democrata e pediu para a “nova presidente” dos Estados Unidos dar aos imigrantes latinos a “oportunidade de pagar os seus impostos” e de “entrar na legalidade”.

"Caríssimo Aroldo Murá G. Haygert, O seu talentoso e sensível Apelo ao Voto para Leprevost, mostra não somente o intimorato jornalista como o notável articulista que rasga, com o bisturi da memória, o tecido adiposo de um farsante, de um pregoeiro enganoso, de um plantador do ego no cosmos, de fracassado criador do simulacro das caravelas Santa Maria Pinta e Nina, que Cristóvão Colombo guiou para a descoberta do Novo Mundo (1492). Enquanto isso, a “caravela” do ex-mi-

nistro do Esporte e Turismo (1999-2000)*, para comemorar o V Centenário da Descoberta do Brasil, não conseguiu navegar mais que mesquinhos quilômetros a partir do porto de Salvador. Um atraso marítimo superior a quinhentos anos... Eu já havia decidido votar em favor do honesto, dedicado e independente, Ney Leprevost. E ainda mais agora, com a voz do palanque transmitida por você. Abraço do René Dotti,"

(*) Rafael Valdomiro Greca de Macedo.

Uma das ‘caravelas’ dos 500 anos, parcialmente submersa ao largo de Vitória, ES

ENQUANTO ISSO, MPF VOLTA AOS BINGOS DE GRECA... A coluna/blog recebeu, no domingo, da BGA Assessoria, o seguinte noticiário:

"Rafael Greca pode ser julgado novamente da acusação de favorecimento a bingos Ministério Público Federal entende que o candidato a prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) deve ser novamente julgado da acusação de improbidade administrativa no governo FHC

NOVO JULGAMENTO

O candidato a prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) pode ser julgado novamente pela Justiça Federal da 1ª Região (TRF1 - de jurisdição no Distrito Federal) por improbidade administrativa no caso envolvendo a criação de bingos no Brasil com influência da máfia italiana. Em parecer expedido no último dia 10, o Subprocurador-Geral da República, Mário José Gisi considera que Greca deve ser novamente submetido a julgamento.

Mário José Gisi, subprocurador geral da República e uma casa de bingos eletrônicos

INQUÉRITO POLICIAL

O recurso da União (Resp. n. 161.4358DF) questionou a decisão da 21ª Vara Federal do Distrito Federal, em Brasília, que inocentou, em maio de 2012, o ex-prefeito da acusação de favorecer bingos quando era ministro do Esporte e Turismo no governo de Fernando Henrique Cardoso. No recurso, a União requer nova análise do conjunto probatório dos autos, incluindo os documentos

do inquérito policial.

MÁFIA ITALIANA

Em um dos trechos do parecer, o Subprocurador-Geral da República aponta que "no mérito, o recurso deve prosperar". O Ministério Público Federal acredita que a instalação de bingos eletrônicos no Brasil teve a influência direta da máfia italiana."

FATO/FOTOS

DOM RICARDO EM ROMARIA: RELIGIOSIDADE POPULAR Realizada no domingo 9 de outubro, a 42ª Romaria de Fátima reuniu milhares de fiéis na cidade de Rio Grande (RS). Dom Ricardo Hoepers, bispo da diocese local, enviou à coluna fotos que mostram momentos da celebração popular. O tempo ajudou dezenas de milhares de pessoas de todas as idades puderam caminhar, orar e cantar ao longo do percurso da romaria. "É uma emoção muito grande ver essa fé popular, essa esperança que está no coração do povo. É um sinal de que as famílias querem recuperar valores, tradições e têm uma fé muito grande na Mãezinha do Céu", afirma Dom Ricardo. "Dom Ricardo é um teólogo respeitado, até por isso incentiva a chamada religiosidade popular, especialmente manifestações

como procissões. Enfrenta sem problema as acusações de que a Igreja incentivaria a idolatria. Sustenta que imagens são retratos, jamais objeto de adoração. Assim como foram os querubins da Arca da

Aliança", registra um professor, do Studium Theologicum de Curitiba. Para ele, "esse mergulho de valorização da religiosidade popular é um reencontro com as raízes católicas do Brasil".

GLOMB: "ADVOGADO NÃO PODE SER PUNIDO POR DEMORA" Estão ocorrendo manifestações em tribunais regionais do Trabalho – e mesmo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) - condenando o que denominam de "litigância de má fé". Na semana, jornais como a Folha de São Paulo registraram tais manifestações, uma delas de uma desembargadora do Trabalho de Santa Catarina. Enfim, o assunto está tendo desdobramentos. E tende a se ampliar. Mas o que seria “litigância de má fé” ou direito legítimo de o advogado, como instrumento e representante do 'dono do direito' (a parte que reclama), fazer seu trabalho? José Lucio Glomb, ex-presidente da OABPR e presidente do Instituto dos Advogados do Paraná, disse o que pensa sobre o tema, ao responder a nossas perguntas. Leia:

INDISPENSÁVEL

1 – Como encara a questão da responsabilização dos advogados em face a ações judiciais que propõem? R - O advogado é indispensável à Justiça e ele é usa de todos os instrumentos à sua disposição para defesa da causa que patrocina. Se nessa defesa ele é mais veemente, mais combativo, isto não significa que deva ser punido por seus atos, que se inserem dentro das prerrogativas profissionais.

um sistema em que se permite um número imenso de medidas protelatórias, e temos a receita certa para a demora.

DIÁRIOS SECRETOS

3 – Quem mais participa dessa demora? R - Noto que em muitos casos o próprio Ministério Público demora no oferecimento da denúncia. Veja-se o caso dos deputados estaduais no caso dos Diários Secretos, onde a parcela maior de culpa pela demora está no Judiciário e no Ministério Público.

José Lúcio Glomb

APENAS PORTA-VOZ

2 – O advogado pode usar de todos os recursos em defesa do cliente? R - O advogado é o porta voz do seu cliente e defende os interesses do seu cliente. No exercício profissional deve utilizar de todos os recursos legais viáveis. Costuma-se atribuir aos advogados o ônus pela demora nas causas, em especial as criminais, mas não apenas nessas, quando o maior problema está na ineficiência do Judiciário, que não julga com rapidez. Junte-se a isto

SEM AMPARO LEGAL

4 – Há amparo legal para punir advogados, nesse caso da chamada "litigância de má fé"? R - Não há qualquer amparo legal para pretender punir o advogado pela demora no processo, ou por ter proposto uma ação que algum juiz considere abusiva. Volto a lembrar, o advogado reproduz, com o enquadramento jurídico, os fatos que lhe são informados pelo cliente. Ademais, essa responsabilização é mais uma criação de um ativismo judicial exacerbado de alguns, poucos, juízes. Não há qualquer sustentação legal para esse posicionamento.

O VÍDEO DA NOITE DE LANÇAMENTO DO “VOZES DO PARANÁ 8” Confira o registro em vídeo da noite de lançamento de "Vozes do Paraná 8", no dia 6 de outubro, feito pelo memorialista Wasyl Stuparyk: https://www.youtube.com/watch?v=cJ87fnupplY https://www.facebook.com/aroldomuraghaygert


judiciário

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A7

JUSTIÇA EM NÚMEROS

COBRANÇAS DISTINTAS

Em 2015, cada ministro do STJ julgou 43 processos por dia

Se p a ra d o s d o c ré d i t o principal, honorários podem ser pagos como RPV

Índice de produtividade dos ministros cresceu 19,6%, fazendo com que a corte terminasse o ano com um estoque de 373.534 ações

C

ada ministro do Superior Tribunal de Justiça julgou, em média, 10.350 processos no ano passado. Foram 43 casos por dia, considerando 20 dias úteis por mês, segundo o relatório Justiça em Números 2016, divulgado nesta segunda-feira (17/10) pelo Conselho Nacional de Justiça. A base de dados é relativa ao ano de 2015. O tribunal conseguiu baixar 341.536 ações, o que representa um aumento de 19,6% em relação a 2014 — maior valor da série histórica. Já o índice de produtividade dos ministros também cresceu 19,6%. Assim, a corte terminou o

ano de 2015 com um estoque de 373.534 processos, um aumento de 2,5% com relação a 2014. O relatório destaca que o salto de produtividade ocorreu mesmo com a pequena retração dos casos novos. O Índice de Atendimento à Demanda, que mede a relação entre o que foi baixado e o que entrou de processo novo, superou o patamar mínimo desejável de 100% e atingiu 104,9%. A consequência, diz o CNJ, foi que a taxa de congestionamento de 2015 atingiu o menor patamar da série, de 52,2%. Em outras palavras, quase a metade dos

processos que tramitaram no STJ foram solucionados em 2015. Tempo de tramitação Pela primeira vez o relatório trata do tempo médio de tramitação dos processos nos tribunais brasileiros. No STJ, o prazo entre a distribuição e a última sentença é de dez meses; já o da distribuição até a solução definitiva é um pouco maior, de um ano e um mês. Os processos pendentes, ou seja, da distribuição até o final do período de apuração (31 de dezembro de 2015), estão nessa situação, em

Mais de 102 milhões de processos passaram pelo Judiciário em 2015 O total de processos que tramitaram no Judiciário no ano passado, excluindo aqueles que estavam no Supremo Tribunal Federal, chegou a 102 milhões, segundo o relatório Justiça em Números 2016, divulgado nesta segunda-feira (17/10) pelo Conselho Nacional de Justiça. A base de dados é relativa ao ano de 2015. No levantamento anterior, o número era de 100 milhões de processos. As informações apresentadas consolidam o total, por grau de jurisdição, de 90 cortes de Justiça: quatro tribunais superiores (STJ, TST, TSE e STM), 27 tribunais de Justiça estaduais, cinco tribunais regionais federais, 24 tribunais regionais do trabalho, 27 tribunais regionais eleitorais e três tribunais de Justiça Militar estaduais. Considerando a soma dos casos baixados e pendentes, o Poder Judiciário finalizou o ano de 2015 com um estoque de quase 74 milhões de ações. Mesmo tendo baixado 1,2 milhão de ações

a mais do que o quantitativo ingressado, o estoque aumentou em 1,9 milhão de processos (3%) em relação ao ano anterior. Segundo o CNJ, podem existir situações em que autos já baixados retornam à tramitação sem figurar como caso novo, como nos casos de sentenças anuladas na instância superior, de remessas e retornos de autos entre tribunais em razão de declínio de competência ou de devolução dos processos para a instância inferior para aguardar julgamento dos recursos repetitivos ou em repercussão geral. Na visão do órgão, esses fatores ajudam a entender porque, apesar

de se verificar um número de processos baixados quase sempre equivalente ao número de casos novos, o estoque de processos no Poder Judiciário (74 milhões) continua aumentando desde o ano de 2009. O crescimento acumulado nesse período foi de 19,4%, ou seja, 9,6 milhões de processos a mais em relação àquele ano. “Dessa forma, mesmo que o Poder Judiciário fosse paralisado sem ingresso de novas demandas, com a atual produtividade de magistrados e servidores, seriam necessários aproximadamente 3 anos de trabalho para zerar o estoque”, diz o relatório.

média, há um ano e meio. Em relação às ações originárias e recursais nos tribunais, no caso do STJ, dos 325.663 que entraram em 2015, 55.697 (17,1%) foram diretamente no tribunal, sendo os demais 82,9% provenientes de recursos. O índice de recorribilidade externa, que mede a relação entre o número de recursos endereçados ao Supremo Tribunal Federal em relação ao número de acórdãos publicados pelo STJ, reduziu pelo segundo ano seguido, e pela primeira vez na série histórica ficou abaixo de 9%, com registro de 7,7% em 2015.

Fraude privada em grupo tem mais chance de êxito Para que uma fraude contra uma empresa tenha sucesso, é melhor que seja cometida em grupo. A constatação é da KMPG e foi obtida por meio da pesquisa Perfil global do fraudador, feita com base em 750 casos de fraude cometidos entre 2013 e 2015. Segundo o levantamento, a maioria dos casos de corrupção privada é feito em conluio (66%) e o esquema criminoso dura cinco anos, em média. “Os conluiados tendem a causar muito mais danos que os fraudadores individuais. Trinta e quatro por cento dos fraudadores que agiram em conluio custaram à empresa US$1 milhão ou mais, em comparação com os 16% para aqueles que atuam sozinhos. Os conluiados tendem a cometer fraudes maiores e a escapar da detecção por longos períodos”, afirma a KPMG.

Ponto de Vista A formação continuada do professor O professor dentro da abordagem tradicional de ensino podia preencher o quadro negro com o conteúdo, as crianças copiavam e respondiam às perguntas ou realizavam os exercícios sem interromper ou questionar sua prática e permaneciam sem exemplificação para suas dúvidas, o que impedia uma melhor compreensão do assunto. Nessa abordagem, não havia espaço e nem autonomia de pensamento ou liberdade de expressão em sala de aula. O professor falava, transmitia o conteúdo, realizava as tarefas e os exercícios, e todo aquele conhecimento era recebido como absoluta verdade. Por outro lado, na metodologia interacionista, o professor já pode ser visto de outra maneira, em função dos avanços da educação nas suas questões básicas em prol do conhecimento/aprendizagem, bem como dos Regulamentos e Leis que amparam todo o processo de ensinar e aprender. Dessa maneira, busca-se um ensino e uma prática diferenciados, em que o professor não esteja mais tão adepto da abordagem tradicional, mas compreenda a importância de interagir com seus alunos. Na sua prática pedagógica é possível construir um planejamento com possibilidades reflexivas, em que eles participam e contam com a mediação do professor no seu desenvolvimento/aprendizagem. O docente não precisa deixar o que aprendeu com as abordagens anteriores, mas é oportuno utilizar uma metodologia e estratégia adequada para ensinar o conteúdo para seus alunos, de maneira que estes sejam motivados a aprender sem a necessidade da presença do professor/professora de forma dependente em suas atividades. É compreensível que o professor encontre dificuldades em modificar suas práticas anteriores, mas é importante a elaboração de uma visão menos conteudista, em que os alunos apenas recebem as informações. É preciso que eles consigam transformar a informação em conhecimento e construam um sentido e significado para cada aprendizagem e assim possam facilitar suas relações e inferências com o mundo. A escolha adequada da metodologia em sala de aula facilita o andamento das atividades tanto para os alunos como

para o professor, pois ele está inserido dentro de um contexto que contempla os objetivos do seu planejamento de aula. É preciso que o profissional tenha um espaço que lhe possibilita visualizar as facilidades e as limitações de cada conteúdo colocado para a turma. O foco é proporcionar ao aprendiz uma prática pedagógica na qual ele tenha suas habilidades exploradas e a oportunidade de evoluir como aprendiz, estando preparado para desenvolver seu papel, superando obstáculos e refazendo-se quando for necessário para rever ou recomeçar o desenvolvimento das aprendizagens, sejam elas sistemáticas e assistemáticas. Por isso, a importância do papel que precisa desenvolver dentro de sala de aula, considerando que, além do aluno permanecer parte do seu tempo em sala de aula, é de sua responsabilidade externar e evidenciar na prática pedagógica seu conhecimento teórico como profissional para planejar e organizar as atividades, o espaço e as estratégias a serem utilizadas com o objetivo de motivar o aluno a aprender, e dessa maneira construir um ambiente no qual ele possa desenvolver o maior número de habilidades possível. Elaborar uma aula não é preparar uma bela lição em que se preveem as perguntas e as respostas dos alunos. É preparar-se para estar à escuta, para se adaptar aos modos de resolução, de raciocínio dos alunos para levá-los a que tomem consciência deles, com finalidade de modificar, fazer evoluir e fomalizá-los em competências transferíveis. É importante que o professor esteja preparado para oferecer ao aluno uma prática pedagógica que o proporciona a autonomia ao desenvolver uma atividade. É preciso estar disponível para ouvir questionamentos, posicionamento quanto ao conteúdo transmitido para ter a facilidade e a habilidade de instiga-lo a superar aquilo que fora proposto em sala de aula. Ana Regina Caminha Braga (https://anareginablog.wordpress.com/) é escritora, psicopedagoga e especialista em educação especial e em gestão escolar.

Honorários advocatícios sucumbenciais não integram o valor principal do processo e, por isso, podem ser separados do crédito principal e pagos como Requisição de Pequeno Valor (RPV). Assim entendeu a 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região ao reconhecer o pagamento a cinco advogados que representam a Associação dos Servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Paraná. A entidade ganhou ação coletiva e, na fase de execução, a 4ª Vara Federal de Curitiba havia negado o pedido de fracionamento. Os advogados argumentaram que os honorários seriam autônomos, de natureza alimentar, e que seu pagamento por RPV não con-

figuraria violação ao artigo 100 da Constituição Federal, que trata de pagamentos devidos à Fazenda pública. Segundo a relatora, desembargadora federal Marga Barth Tessler, a Resolução 405/2016 do Conselho da Justiça Federal (CJF) estabelece, de forma expressa, que os honorários advocatícios sucumbenciais e contratuais não integram o valor principal, sendo possível a expedição de requisição própria para seu pagamento. “Não cabe condicionar a requisição da verba honorária à observância da mesma modalidade a que sujeito o crédito principal, sob pena de esvaziar de eficácia o art. 18 da Resolução nº 405/2016 do CJF”, afirmou a desembargadora.

Elogio de pastor a político não configura abuso de poder religioso O fato de líderes religiosos elogiarem candidatos a cargos políticos durante suas celebrações não configura abuso de poder religioso nem afronta regra da Lei Geral das Eleições que proíbe propaganda política em igrejas. O entendimento é do juiz Augusto Bruno Mandelli, da 87ª Zona Eleitoral de São Paulo (Penápolis). A ação foi movida contra o prefeito reeleito de Penápolis, Célio José de Oliveira (PSDB), e seu vice, Carlos Alberto Feltrim (PMDB), pela chapa rival Renovação e Mudança Nasce Uma Esperança (PSB, PTB e PP). O grupo alegou que os dois vencedores do pleito, então candidatos, foram elogiados durante um culto religioso na cidade pelo pastor que o ministrava. Para as três siglas, o fato de os elogios terem durado

“considerável parcela de tempo” e sido feitos ao “som de música emotiva” configuram o abuso de poder religioso. Citaram ainda que o artigo 37 da Lei 9.504/1997 proíbe propaganda eleitoral em igrejas. Os partidos pediram também que o caso fosse enquadrado como abuso de poder econômico e captação ilícita de voto. Nenhum dos argumentos foi aceito pelo juiz eleitoral, mas o abuso de poder econômico foi tratado de maneira mais aprofundada por ele, pois não é delimitado em lei alguma, ou seja, não pode ser considerado crime. “Ainda que se possa admitir o contrário, o abuso deve estar comprovado nos autos da maneira cabal, com critérios seguros, sem margem para suposições, presunções ou influência ideológica.”

Pressão por resultado favorece corrupção, dizem especialistas A corrupção no Brasil, quando discutida, é ligada diretamente ao setor público, mas há também casos de ilegalidades envolvendo apenas atores da área privada. Este ano, no Brasil, dois episódios do tipo foram amplamente noticiados pela imprensa. Um deles envolvendo o Hospital Albert Einstein, que, segundo a Folha de S.Paulo, demitiu um de seus diretores e denunciou dois de seus médicos por suspeita de favorecimento de fornecedor em troca de “comissão” sobre a venda. O outro envolveu a Vivo e suas contas de publicidade. Segundo o Valor Econômico, a antiga diretora de marketing da companhia foi demitida depois que uma apuração interna constatou que ela e seu marido, que trabalhava em uma das agências que presta serviços à empresa, participavam de um esquema de escolha de fornecedores em troca de “comissões”. As causas desse tipo de crime, que não é tipificado no Código Penal, são inúmeras, partindo de metas abusivas impostas pelas empresas, passando pela falta de conhe-

cimento sobre uma conduta criminosa e chegando à má-fé propriamente dita. Segundo Rafael Multedo, CEO da Tecvidya, empresa especializada em treinamento de boas práticas comerciais, um sistema que premia apenas os profissionais “fora da curva”, por exemplo, favorece a corrupção. “Colaboradores ou equipes que costumam se destacar — e são premiadas por isso — não costumam ser questionadas sobre como alcançaram seus resultados expressivos”, diz o executivo. Multedo afirma que muitos funcionários se dizem obrigados a praticar atos ilícitos ou antiéticos, alegando que, se não se envolvessem nas irregularidades, estariam prejudicando os colegas, os chefes e toda a companhia. Um advogado consultado pela revista eletrônica Consultor Jurídico, que preferiu não se identificar, também critica as pressões empresariais e ressalta que há uma cultura corruptiva dentro de algumas companhias, que praticamente obrigam seus executivos a fazer qualquer coisa para conseguir um contrato.


saúde

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | A8

Atenção

Tecnologia

Calor aumenta riscos de problemas de circulação

Aplicativo curitibano chama a atenção na área de saúde Presente me mais de 130 cidades, a meta é que até o final do ano, o Docway atenda todas as capitais do país

Ocasionadas pelo enfraquecimento da parede venosa, as varizes afetam quase 40% da população, segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV). Nas mulheres, é ainda mais comum: 45% delas convivem com o problema. Mesmo que menos recorrente, o número de casos entre os homens também faz parte das estatísticas. 30% deles têm varizes. Já nos idosos, esse número é ainda mais alto: 70% das pessoas acima dos 70 anos podem ter a disfunção. Embora seja uma questão considerada estética para muitos, as varizes, quando não tratadas, podem desenvolver complicações bem mais sérias para o paciente, que às vezes desconhece os possíveis desdobramentos desta doença silenciosa. Normalmente no segundo semestre, com a volta das altas temperaturas, os sintomas são ainda mais evidentes, já que as veias se dilatam. Isso porque, nesse período, o corpo precisa favorecer a transpiração e fazer uma troca de calor com o meio ambiente para que a pressão não fique muito alta. Além disso, entre os principais motivos que causam a dilatação das veias está o fato do ser humano permanecer em pé durante muito tempo em sua vida, pois a longo prazo, o aumento da pressão nas veias das pernas dificulta o retorno do sangue dos pés ao coração. “Alguns dos fatores não podem ser prevenidos como a hereditariedade e no caso das mulheres o ciclo menstrual e a gravidez. Mas são fatores causadores a obesidade, o sedentarismo, o tipo de trabalho desenvolvido pela pessoa e no caso das mulheres a gravidez e fatores hormonais. Por isso, é essencial ter hábitos saudáveis”, explica o especialista em angiologia, cirurgia Vascular e endovascular, Dr. José Fernando Macedo, do Instituto de Angiologia e Cirurgia Vascular de Curitiba

(IACVC). Alguns sintomas funcionais comuns são o inchaço nos tornozelos, dor, sensação de cansaço e peso nas pernas, principalmente no final do dia, além do fator estético. O diagnóstico pode ser feito por meio de exame clínico e físico que avaliam a rotina, histórico familiar, profissão, características dos sintomas e hábitos de vida. Risco e Tratamentos Quando não tratadas, a longo prazo, as varizes podem causar sérias complicações ao paciente. “Com a veia dilatada, sua parede mais fina e a pressão aumentada em seu interior, durante muitos anos, corre-se o risco da chamada dermatite ocre. Outra complicação é a tromboflebite superficial, na qual se forma um coágulo no interior da veia dilatada e causa dor e inflamação em seu trajeto. Caso esse trombo esteja muito próximo de alguma veia profunda, deve-se tratar com anticoagulantes para esse trombo não causar uma trombose venosa profunda e com complicações mais graves. A última, se não tratada, pode levar a embolia pulmonar”, alerta o médico especialista em cirurgia vascular e endovascular do IACVC, Dr. Rodrigo Macedo. O tratamento mais comum é a retirada das varizes através da cirurgia tradicional, onde as varizes e as safenas são retiradas. Entre as técnicas mais recentes está o uso do endolaser e da radiofrequência para o tratamento das veias safenas. Este tratamento é indicado para pacientes acima do peso e para os mais idosos, pois após algum tempo da cirurgia, podem surgir outras varizes. Outra técnica utilizada nos últimos anos, novidade em muitos consultórios, é a escleroterapia das safenas e varizes com espuma, podendo ser realizada até mesmo no próprio consultório médico.

Ação

Médicos deixam a semana das crianças mais alegre no HC

Com mais de 35 mil downloads, o serviço ultrapassa a marca de 2000 médicos cadastrados e 15 mil pacientes

E

m meio à crise econômica e aos cortes de investimentos na área da saúde, empresários e especialistas vem buscando alternativas para que a população brasileira não fique na mão. Como por exemplo, os aplicativos de consulta médica, que são uma alternativa para quem teve que cancelar o plano de saúde e não quer passar horas na fila de um posto de saúde. Com mais de 35 mil downloads, o serviço ultrapassa a marca de 2000 médicos cadastrados e 15 mil pacientes. Pioneiro no setor, o Docway, vem chamando a atenção no Brasil. O aplicativo oferece aos seus usuários, não só consultas na hora e local em que ele precisar, como diversos serviços na área,

lançado em setembro de 2015, não para de crescer. Atualmente a plataforma atende mais de 130 cidades pelo Brasil, entre elas diversas capitais como São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro. Agora se você é médico ou usuário, e o Docway ainda não está disponível na sua cidade, fique tranquilo, segundo Fábio Tiepolo, CEO Docway, o cadastro para ambos está disponível em todo o Brasil. “Mesmo que o aplicativo ainda não esteja em funcionamento na cidade, o médico pode entrar em contato com a gente e fazer o cadastro, assim que tivermos demandas ele poderá atende-las. E o paciente também, pode baixar o aplicativo e assim que ele for liberado na ci-

dade ele será avisado”, comenta. São diversas especialidades médicas oferecidas pelo aplicativo, entre elas Clínica Geral, Medicina de Família, Pediatria e Cardiologia. Além do serviço de atendimento médico a domicilio, o aplicativo ainda oferece opções de vacinação e coleta de exames. Todos os atendimentos são feitos na hora e local em que a pessoa necessitar. Segundo Tiepolo, a ideia surgiu diante do caos que é a saúde brasileira hoje, e isso vale tanto para a saúde pública, quanto para os planos de saúde, que atualmente oferecem serviços demorados, saturados e deixam pacientes horas em uma fila de espera. “O Docway foi criado com

o objetivo de melhorar o atendimento médico, de humanizalo, quando estamos com dor e precisando de atendimento, não queremos ficar horas em uma fila de pronto atendimento, essa facilidade e comodidade que o aplicativo traz ao paciente é o sucesso”, finaliza. O investimento inicial para criação da startup foi de R$ 200 mil reais. Recentemente, o aplicativo recebeu um aporte do Grupo Garantia. Além de estar em todas as capitais do Brasil até o final do ano, o Docway pretender expandir o negócio para o exterior em breve. Para mais informações sobre o aplicativo, que está disponível para os sistemas iOS e Android, acesse o site www.docway.co.

Alimentação

Obsessão por comida saudável é novo risco à saúde entre brasileiras Acesso rápido a informação sem orientação, redes sociais recheadas de blogs divulgando comidas “saudáveis” e milhares de dietas à disposição podem deixar adultos e adolescentes obcecados por uma alimentação excessivamente correta e saudável, podendo levar à uma nova compulsão conhecida como Ortorexia. “Gastar muito tempo com pesquisas e preparo de comidas ou mesmo em atividades físicas, causando prejuízo às relações familiares e corporativas, são os principais sintomas desse distúrbio”, pontua a endocrinologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Vivian Estefan. Visto pelos médicos como um

Visto pelos médicos como um distúrbio alimentar, a Ortorexia faz com que o paciente passe a se preocupar exclusivamente com a composição química e valor calórico dos alimentos distúrbio alimentar, a Ortorexia faz com que o paciente passe a se preocupar exclusivamente com a composição química e valor ca-

lórico dos alimentos, ou seja, o teor de proteínas, carboidratos, lipídeos, vitaminas e sais minerais, não se permitindo nunca

uma variação de cardápio, nem mesmo em festas e encontros sociais. Além dos males à saúde, Vivian destaca que a compulsão com a qualidade alimentar pode levar a pessoa ao pânico e a evitar o consumo de alimentos fora de casa. “O paciente desenvolve uma fixação pela alimentação saudável, o que acarreta em um auto isolamento. Por isso, é preciso ficar atento aos sinais e procurar ajuda imediata com especialistas da área”, indica. Apesar de ainda não ser reconhecida como doença, a Ortorexia atingia em 2014 cerca de 28% da população ocidental, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Palestra

Como evitar que o estado emocional desencadeie problemas de saúde A Associação dos Amigos do HC preparou uma ação especial em homenagem ao Dia das Crianças. Durante toda a semana, os médicos residentes do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná atenderam fantasiados. Eles escolheram vestir os personagens preferidos

da criançada. Desde superheróis até Frozen, Minnie, Galinha Pintadinha, Fiona, entre outros. “Essa é mais uma ação da associação em benefício do bem-estar dos pacientes”, destaca Maria Elisa Paciornik, diretora superintendente dos Amigos do HC.

Muito se ouve falar sobre como o estado emocional pode desencadear sérios prejuízos à saúde. Úlceras, hipertensão, alergias, asma, problemas dentários e cardíacos são alguns exemplos de disfunções que podem ter como causa os sentimentos e as emoções. Também conhecidas como doenças psicossomáticas, elas afetam 20% da população mundial, segundo

a Organização Mundial de Saúde (OMS) e tem como principais vítimas as mulheres. O que muitos não sabem é que hábitos simples podem evitar que sensações como a raiva, a ansiedade, o nervosismo e estresse causem danos ainda mais graves à saúde física e mental. Conforme explica a psicóloga e consultora da Faculdade ILAPEO, Gladir Sanchotene,

além de causar doenças, o estado emocional negativo pode agravar problemas já existentes. Segundo ela, para evitar que isso ocorra, é preciso ficar atento a alguns acontecimentos prejudiciais no dia a dia, como por exemplo, o excesso de pressão no trabalho, as relações pessoais e o desequilíbrio emocional em determinadas situações. “São necessárias pequenas atitudes e mudanças para saber

vivenciar as emoções de formas diferentes. Isso não deixará a pessoa imune a todas as doenças, mas fortalecerá muito seu organismo”, afirma. Por isso, o ideal é fazer o caminho contrário: ter a mente fortalecida para manter a saúde. “Se estamos bem, ajudamos a liberar substâncias como serotonina, que nos dão a sensação de prazer e bem estar.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | B1

pet shop

sazonal

Microcrédito impulsiona empreendimento curitibano

Walmart já está no clima de Natal

Crédito da Fomento Paraná ajudou empreendedor a reformar o espaço, comprar móveis e novos equipamentos para prestar serviços de banho, tosa e atendimento veterinário em loja instalada em shopping

A

oportunidade de transformar um quiosque em um pet shop mais amplo e de maior visibilidade, não deixava dúvidas no empreendedor Leonardo Gattoni: era hora de dar um passo grande no negócio. Apareceram dificuldades. “O antigo sócio não topou. Fiquei sozinho e sem o capital necessário para reformar o espaço do novo pet shop”, lembra Gattoni, que então procurou um financiamento na Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado. “Passava sempre na frente da Fomento Paraná e achei que seria uma boa alternativa. E fiquei muito surpreso pela qualidade no atendimento e rapidez para sair o crédito”, conta o rapaz, que aplicou o dinheiro em reformas, compra de móveis e equipamentos para banho e tosa de cães e gatos. “As condições são muito boas e a taxa de juros é imbatível. Vale muito a pena consultar a Fomento Paraná”, afirma Gattoni. Segundo ele, a ideia era melhorar o aproveitamento do espaço. “Conseguimos modernizar o visual, acompanhando as mudanças em andamento no shopping”, explica. O Shopping Crystal, onde

McDonald’s tem novidade para os fãs dos clássicos Os amantes dos sanduíches clássicos do McDonald’s podem se preparar: tem uma novidade deliciosa chegando! A partir do dia 17/10, os queridinhos do cardápio da rede farão parte da nova plataforma “Clássico do Dia”, que chegará em todos os restaurantes da marca no país até 19/10. O McDonald’s selecionou os sanduíches preferidos dos consumidores para compor O antigo sócio não topou. Fiquei sozinho e sem o capital necessário para reformar o espaço do novo pet shop”, lembra Gattoni, que então procurou um financiamento na Fomento Paraná está instalado o Pet 2 Pet, está mudando as características para oferecer mais serviços e comodidades. Para o empreendedor, um pet shop tem que ser abrangente. “A loja precisa ter produtos diferenciados e prestar serviços, como banho e tosa”, afirma Gattoni. Para ele, um pet shop de pequeno porte precisa ter produtos

e atendimento diferenciados para se destacar e distanciar das lojas grandes. “Oferecemos um atendimento personalizado e produtos com preços justos”, destaca. O Pet 2 Pet oferece serviços de banho e tosa, produtos para pets – de ração a brinquedos – e mantém um veterinário, que atende com hora marcada.

Além dos tradicionais serviços, o empreendedor vai começar a ofertar o chamado day care para os animais. “Quem vem ao cinema, a um restaurante, ou para fazer compras no shopping, pode deixar o seu pet conosco, que cuidaremos no período, e com o maior carinho. Quem trabalha na região também pode utilizar esse serviço”, completa.

Última semana para inscrições no Programa de Estágio 2017 da Ambev o início. Eles têm a missão de desenvolver planos de melhoria em suas áreas de atuação, contribuindo para o crescimento da companhia, com autonomia para execução das atividades de rotina, contando com o suporte da equipe e dos gestores da área. Seleção e programa Após a inscrição, os currículos são avaliados e os candidatos préselecionados são encaminhados para testes online que consistem em prova de inglês e raciocínio lógico. Os aprovados são chamados para dinâmica e entrevista. O Programa tem duração de até dois anos e oferece bolsa auxílio, refeição, transporte da empre-

Com duração de até dois anos, o Programa oferece oportunidades para diversos cursos de graduação sa e possibilidade de efetivação. A seleção dos candidatos será feita por cada unidade regional da

companhia. Os estudantes aprovados começarão a trabalhar na cervejaria em janeiro de 2017.

Novo rótulo

Cervejaria Bohemia apresenta Magna Pils Berço da Cervejaria Bohemia, Petrópolis também é conhecida como a “Cidade das Hortênsias”. As flores que dão vida às suas ruas desde o século XIX foram a inspiração para a Bohemia Magna Pils,

pelúcias, almofadas temáticas, e tudo para decorar a casa, a partir de R$ 2,90. As vendas de artigos de decoração de Natal concentramse em novembro, quando acontecem 50% das vendas na sazonalidade.

promoção

oportunidade

Os estudantes interessados em estagiar na Ambev têm mais uma semana para realizarem a inscrição no Programa de Estágio 2017. As oportunidades são para alunos do penúltimo e último ano de diversos cursos de graduação. A cervejaria é uma empresa jovem, criativa e preza pela autenticidade de sua gente, por isso está em busca de estudantes com esse mesmo perfil: dinâmico, proativo, empreendedor, que saibam trabalhar em equipe e que gostem de desafios. Para se candidatar, basta entrar no site www.queroserambev.com. br até o dia 23 de outubro. Na Ambev, os estagiários tocam importantes projetos desde

As lojas da rede já contam com um sortimento de cerca de 250 itens de enfeites natalinos e artigos temáticos de cama, mesa e banho. O consumidor encontrará de árvores de Natal, a partir de R$ 9,90, a bolas, guirlandas,

uma refrescante cerveja do estilo German Pils que carrega consigo notas florais de lúpulos nobres alemães e a presença de malte no sabor. “Esta delicada cerveja foi criada em homenagem à leveza

dos jardins de hortênsias da nossa querida Petrópolis”, conta Raphael Rizzo, gerente do complexo da Cervejaria Bohemia. De coloração dourada, o líquido mistura o dulçor do malte com

o amargor do lúpulo que resultam em uma cerveja equilibrada e leve. Tem 4,8% de teor alcoolico e combina perfeitamente com frutos do mar, pizzas leves, brusqueta com manjericão e salada caesar.

um menu especial com sete McOfertas a preços ainda mais acessíveis, uma para cada dia da semana – o Big Mac, por exemplo, estará na promoção na quarta-feira, já o Quarterão será o destaque da sexta-feira. O sanduíche Clássico do Dia poderá ser adquirido à La Carte por R$ 8,00, ou no combo (sanduíche + bebida média + acompanhamento médio) por apenas R$ 19,90.

centro europeu

Sala de aula pet friendly O número de estabelecimentos que aderem ao conceito pet friendly tem crescido consideravelmente nos últimos anos. A expressão que significa “amigo dos animais” sugere que neste local os bichos de estimação são tratados com muito carinho e atenção. Em Curitiba, já existem diversos restaurantes, cafés, shoppings e salões de beleza que aceitam e incentivam os clientes a fre-

quentarem os espaços acompanhados de seus pets. Bastante popular no exterior, a prática vem se difundindo, também, em ambientes corporativos. Diversas instituições da Europa e Estados Unidos notaram, por exemplo, uma redução do stress e aumento na produtividade e nível de satisfação dos colaboradores após aprovar a presença dos animais.


DIVERSÃO&ARTE

Diário Indústria&Comércio Curitiba, terça-feira, 18 de outubro de 2016 | B2

Adélia Maria Lopes adeliamarialopes@yahoo.com.br

Andrea Bocelli canta na Baixada

N

em só de futebol vive o estádio do Atlético. Outro momento glorioso está agendado para esta quarta-feira: Andrea Bocelli, depois de três shows em São Paulo, encerra a turnê Cinema World em Curitiba. E vai dividir o palco com um dueto com Anitta, apesar de sua voz e repertório passar longe da ópera e dos clássicos. O tenor italiano interpreta músicastema de grande filmes, como Doutor Jivago, Love Story, O Poderoso Chefão, A Vida é Bela, Gladiador, Bonequinha de luxo, West Side Story e Evita, além de composições próprias, como Vivo Por Ela, que cantará com Anitta e que deu problema no dueto com Paula Fernandes em São Paulo, quando ele acabou fazendo solo, parecendo que a cantora esqueceu a letra. O espetáculo é dividido em duas partes. Na primeira, as mais famosas árias. E, na segunda, os clássicos de filmes, do repertório do disco Cinema, lançado em

outubro passado para 75 países. Essas trilhas, de Leonard Bernstein a Ennio Morricone, são “um tesouro artístico excepcional”, diz Bocelli, para quem se filmes são uma fábrica de sonhos, as músicas que os acompanham abraçam esses sonhos e aumentam a magia. Na turnê brasileira, o tenor é acompanhado pela Orquestra Coro e do Estado de São Paulo Juventude, sob regência do norte-americano Eugene Kohn. E traz participações de David Walter Foster, Caroline Campbell, Maria Aleida Rodriguez e Davide Carbone. Já se agendou? Nesta quarta-feira 19, às 21h, na Arena da Baixada. Ingressos pelo www.livepass.com.br, pelo Peixe Urbano e na bilheteria instalada no Pátio Batel. Preços de 150 a 1700 reais, mas muitos espaços já não dispõem mais de meia entrada. Aceita dinheiro, Visa, Mastercard e Dinners. Classificação 16 anos. Realização Seven e Dançar.

Ivete Sangalo para brilhar A musa baiana, na estrada desde Troncoso com a turnê Acústico, agenda Curitiba nesta sexta dia 21. Na bagagem, canções inéditas, autorais e releituras dos 20 anos de carreira, além de dois vestidos de palco, sendo um deles curto com fendas e dez mil cristais de puro brilho. O nome é acústico, mas não falta carnaval baiano, alentado por uma banda de doze músicos. “Eu quis trazer uma realidade à tona, para quebrar determinados tabus, desmitificar. Quando pensamos em um acústico, a gente parte do princípio da

Prêmio Ibema Gravura encerra inscrições Maior do gênero promovido pela iniciativa privada no país, o Prêmio Ibema Gravura está em sexta edição, sempre destinado a estudantes de cursos superiores e de escolas de artes gráficas do Brasil e do exterior. A premiação é de cinco mil a 500 reais. Inscrições, até dia 31 deste mês, em www.premioibemagravura. com.br. Vernissage com obras selecionadas e entrega dos prêmios no Solar do Barão em 24 de novembro, às 19h. Fabiana Cerqueira Biriba, coordenadora do prêmio, conta que neste ano o certame quis “estar mais próximo da comunidade artística”, tanto é que as obras vencedoras de edições anteriores ganham exposição em escolas e faculdades de artes. E, em Curitiba, o Museu da Gravura foi o palco de oficina de litogravura para jornalistas, na manhã dessa segunda-feira. A Ibema é fabricante de papel cartão, fundada em 1955, com sede em Curitiba, centro de distribuição direta em Araucária e fábricas nos municípios de Turvo-PR e Embu das Artes-SP, com capacidade de produção anual de 140 mil toneladas.

sonoridade, mas a energia que pode ter depende do conceito de cada artista”, explica Ivete Sangalo. Na lista de inéditas, Seus Planos, Mais e Mais, Zero a Dez (que no DVD ganhou um dueto com Luan Santana) e O Farol, tema de abertura da novela Haja Coração. E, no cenário, projeções de vídeos. De volta ao figurino, o vestido curto é assinado pela fashion designer Michelly X. “Escolhi cristais nas versões Black Diamond, de efeito grafite, e translúcida (incolor) para produzir um resultado de intenso brilho,

feminilidade e luxo para esse momento tão especial, em que Ivete mostra todo o seu talento e brilho pessoal”, diz Michelly X. O vestido recebe também aplicação de canutilhos nas franjas que envolvem a silhueta. A estilista afirma que usou cerca de dez mil pedras da tcheca Preciosa Crystal Components. O sapato, um Chanel estilizado, peep toe, também recebe cristais, somando cerca de cinco mil pedras. Confira: Live Curitiba (Rua Itajubá, 143), às 23h30 desta sexta dia 21. Realização da Seven. Ingressos de 170 a 2.440 reais.

Drama dos refugiados abre FICBIC 2016 O Festival de Cinema da Bienal Internacional de Curitiba, que nesta edição homenageia Hector Babenco, começa nesta quinta e vai até dia 28 com seis mostras. O filme de abertura é o inédito Fogo no Mar, documentário franco-italiano de Gianfranco Rossi, vencedor do Urso de Ouro do Festival de Berlim e indicação da Itália para o Oscar 2017 de melhor filme estrangeiro. Haverá exibição simultânea em três salas do Espaço Itaú, às 20h. A programação contempla dezenas de curtas, longas e documentários distribuídos em seis mostras. O Panorama do Cinema Mundial, com filmes selecionados pelos curadores Paulo Camargo e Denize Araujo, acontecerá sempre no Espaço Itaú, no Shopping Crystal. Os demais serão projetados no Cine Guarani, Cinemateca e Sesc Paço da Liberdade. Os curadores elegeram o tema

Convergências e Subjetividades para o FICBIC 2016, devido aos filmes que dialogam com outras mídias ou que inserem recursos estéticos e narrativos ficcionais em documentários e outros que dificultam uma definição precisa. É o caso de Fogo no Mar, que aborda a crise humanitária dos refugiados da África e do Oriente Médio, “conduzido com imparcialidade e maestria”, observa Denize Araujo, dando pistas de um drama complexo que envolve diversas instâncias.

Cumpre destacar também no Panorama do Cinema Mundial o filme The land of the Enlightened, do diretor belga Pieter-Jan de Pue, que recebeu o Prêmio Especial do Júri no Festival de Sundance. Deserto, filme de estreia na direção do curitibano Guilherme Weber, está no Panorama do Cinema Brasileiro. Ganhador do prêmio de melhor direção de arte no Festival de Brasília, é inspirado no romance mexicano Santa Maria do Circo. Narra a história

de um grupo de mambembes pelo sertão nordestino. A sessão, dia 26, às 19h no Espaço Itáu, será seguida de debate com o diretor. O tributo a Hector Babenco será na mostra Cinema em Retrospectiva, quando serão exibidos O Beijo da Mulher Aranha, O Rei da Noite, Pixote, Brincando nos Campos do Senhor e Ironweed. Agende-se: entrada franca ou ingressos por apenas quatro e dois reais, graças ao patrocínio Petrobras, BNDS e Itaipu Binacional.

Nem te Conto! André Carneiro

Nesta quarta dia 19, na Arte e Letra (Dom Pedro II, 44) acontece, das 18h30 às 21h, o lançamento do livro André Carneiro, Fotografias, organizado por seu filho, o músico Maurício Soares Carneiro, e diagramado artisticamente por Guilherme Zamoner. Importante escritor de ficção científica, André Carneiro também foi cineasta, artista plástico e publicitário. Como fotógrafo foi um modernista de primeira hora. João Urban fez a seleção de imagens para o livro. A Cultural Office viabilizou a edição pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com o incentivo da CEF.

Miguel Sanches Neto

Um Escritor na Biblioteca deste mês é Miguel Sanches Neto, que estará às 19h30 desta quarta dia 19, no auditório da Biblioteca Pública do Paraná. Durante o bate-papo, ele falará, entre outros

assuntos, sobre a sua trajetória e a respeito de sua relação com livros e bibliotecas. A mediação da conversa será feita pelo jornalista Christian Schwartz e um dos assuntos por certo é o lançamento deste ano: A Bíblia do Che, romance ambientado na região da Praça Osório, em que um personagem é contratado para localizar um exemplar bíblico em que Guevara deixou anotações.

Sinval do Berrante

O músico e poeta Sinval da Silveira Pinto autografa o livro Forjando as Palavras, nas Livrarias Curitiba do Shopping Estação, nesta quarta dia 19, às 1930.

Luiza Barcelos

Novidades para o verão 2017 da coleção de calçados Há Mar serão apresentadas em Curitiba, nesta quartafeira 19, na loja Luiza Barcelos, no ParkshoppingBarigüi, às 16h. Como o título propõe, a coleção sugere forças das marés e suavidade no vai e vem

das ondas. Bordados, pedrarias e estampas são geométricos, tons vibrantes dividem a paleta de cores com os tons suaves. O verniz pede passagem nessa estação, em que rasteirinhas, saltos médios e altos se entrelaçam democraticamente. O brinde de Luiza Barcelos será ao sabor do vinho português Loios.

Comes&Bebes

1- Nova conquista da Wäls: três medalhas de ouro no MBeer Contest, concurso do Mondial de La Bière, que elege os melhores rótulos de cerveja do ano, para as cervejas Wäls Niobium, Wäls Dubbel e Wäls Cuvée Carneiro. A empresa mineira, dos irmãos José Felipe e Tiago Carneiro, comemora também o título de cervejaria mais premiada do evento.“É muita alegria para nossa vida!”, saúda José Felipe. 2- Termina dia 23 próximo o prazo de inscrição no Programa de Estágio 2017 da Ambev. As oportunidades são para alunos do penúltimo e último ano de diversos cursos de graduação. A cervejaria está em busca de estudante dinâmico, proativo, empreendedor, colaborativo e que gosta de desafios. Para se candidatar, basta entrar no site www. queroserambev.com.br.

Diário Indústria&Comércio - 18 de outubro de 2016  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, walt...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you