Issuu on Google+

Financiamento

Preço

Tecpar

Maioria da população é contra novos impostos para a saúde

“Governo resistirá ao máximo a promover reajuste da gasolina”

ECONOMIA | B1

Feira do Empreendedor terá tecnologia universitária

ECONOMIA | B1

GERAL PARANÁ | A3

CURITIBA, QUINTA-FEIRA, 17 DE MARÇO DE 2011 Ano XXXIV | Edição nº 8336 | R$ 1,50 | WWW.ICNEWS.COM.BR

Indústria &Comércio DIÁRIO. MAIS QUE NOTÍCIAS. INTELIGÊNCIA. CONHECIMENTO.

Fábio Campana Requião e Pessuti, fora! Nenhum dos 13 deputados estaduais do PMDB quer mais os ex-governadores Roberto Requião ou Orlando Pessuti no comando do diretório do partido.

Aroldo Murá “MARIA BATALHÃO” RECUPERA HISTÓRIAS DE NOSSAS CAFETINAS

Representantes de entidades do setor produtivo e das centrais sindicais de trabalhadores discutiram o assunto

Fiep reitera posição sobre reajuste do salário regional Federação defende que aumento não ultrapasse índices de inflação ECONOMIA | B1

Até o final do ano estará nas livrarias “Maria Batalhão”, romance histórico com o qual Dante Mendonça vai examinar um capítulo não registrada pelos historiadores, antropólogos e sociólogos: a prostituição curitibana. A coluna contribui com Dante, contando a história do “Castelinho”, que existiu até o final dos 1960s no Ahú, próximo à URCA. Depois que o bordel fechou, virou mosteiro de monjas austríacas. Ficaram pouco tempo por lá, não agüentaram as marcas da casa. Na Academia Paranaense de Letras, dois novos acadêmicos: Paulo Vítola, diretor da Paraná Educativa, publicitário e compositor; e a antropóloga Maria Cecília Helm, professora sênior da UFPR.

Prefeitos do Litoral apresentam balanço do prejuízo das enxurradas

Curitiba atinge recorde na geração de empregos

O governador Beto Richa recebeu na manhã de ontem no Palácio das Araucárias, os prefeitos de Antonina, Morretes e Paranaguá para avaliar a situação dos municípios litorâneos atingidos pela chuva. Os prefeitos apresentaram balanço prévio dos prejuízos e agradeceram o apoio do Governo do Estado na reconstrução das cidades.

Em fevereiro deste ano, Curitiba gerou 4.534 novas vagas de emprego com carteira assinada. O resultado, que é saldo de 39.174 contratações e 34.640 desligamentos, revela um aumento de 0,7% no número de trabalhadores formais no município. Este é o melhor desempenho para o mês de fevereiro desde o início da série histórica em 2000. O setor de serviços foi o que mais empregou no período (3.311).

GERAL | A5

GERAL CURITIBA | A2

PÁGINA A3

Saúde&BemEstar

EDITORIAL

BEM BRASIL

Lentes de contato é um procedimento exclusivo de médico

Ação conjunta da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público, prendeu em Maringá, Campo Mourão, Umuarama empresários suspeitos de concorrência desleal no comércio de combustíveis: haveria indícios de preço predatório para eliminar a concorrência. Como diria o saudoso Mário de Andrade, bem Brasil! Neste imenso pedaço dos tristes trópicos concorrência de preços é desleal por definição... Neste imenso pedaço dos tristes trópicos toda concorrência é desejável, desde que não toque nos preços. Neste imenso pedaço dos tristes trópicos preferimos solitários preços ditados pelos cartéis e consideramos intolerável ou absurda qualquer diferença de preço. Neste imenso pedaço dos tristes trópicos as autoridades se preocupam com o que cognominam concorrência desleal e esquecem milhões de consumidores. Por último mas não o menos importante: neste imenso pedaço dos tristes trópicos prende-se antes, investiga-se depois. O que não deixa de ser inestimável avanço e inigualável contribuição ao assim chamado estado de direito.

O Conselho Federal de Medicina (CFM), preocupado com relato de complicações do uso inadequado das lentes de contato e do seu comércio sem a devida avaliação oftalmológica, publicou resolução em que afir-

PÁGINA A4

Indicadores CÂMBIO MAIORES ALTAS TECTOY TECTOY AGRENCO PRONOR IGB S/A

WETZEL S/A LIX DA CUNHA MERC FINANC EMBRATEL PAR TEX RENAUX

CENTRAL DE ATENDIMENTO: 41 3333.9800 CMYK

ma serem procedimentos exclusivos médicos a indicação, adaptação e acompanhamento de lentes de contatos.

COTAÇÃO

MAIORES ALTAS

COTAÇÃO

0,05 0,06 2,25 1,98 5,22

CYRELA REALT MRV LOJAS RENNER GAFISA HYPERMARCAS

15,50 13,85 53,66 10,31 18,55

16,99 3,30 7,15 8,11 0,36

USIMINAS REDECARD CIELO TRAN PAULIST CCR SA

29,00 22,49 13,26 50,70 45,92

E-MAIL: PAUTA@INDUSCOM.COM.BR

Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 1,6200

1,7700

Dólar comercial 1,6720

1,6740

Dólar paralelo 1,5900

1,7300

Euro

2,3300

2,3278

Ouro (Grama/R$): 178,53


“A qualidade nunca se obtém por acaso; ela é sempre o resultado do esforço inteligente."

GeralCuritiba

John Ruskin Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | A2

Previsão do tempo

AB Notícias

fonte: www.simepar.br

abnoticias@abcom.com.br

Mín.: 20° Máx.: 29°

A quinta-feira tem previsão de aumento nas temperaturas em todas as regiões do Estado, inclusive na Região Metropolitana de Curitiba e Litoral. Contudo, as taxas de umidade no ar seguem muito elevadas, o que proporciona a formação de áreas de instabildiade à tarde, com ocorrência de pancadas de chuva ocasionais.

BOA EDUCAÇÃO O município de Vitorino, no Sudoeste, vem fazendo investimentos em educação e isso tem gerado bons resultados. A cidade atingiu em 2010 a nota seis no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), acima da média estadual, 5,4. A média nacional é de 4,6. Vitorino conseguiu atingir no ano passado a meta para o Brasil em 2021 e está na frente inclusive de grandes cidades como Londrina, Maringá e Curitiba. A meta para 2011 é atingir 7.

DESENVOLVIMENTO NO OESTE Ao todo, 310 empregos devem ser gerados em Medianeira, no Oeste, com a instalação de uma nova fábrica de ração. A prefeitura está incentivando a industrialização da cidade, com a isenção de tributos. A empresa vai realizar um investimento de 4,5 milhões de reais. A cidade também investe na qualificação de profissionais para as empresas locais. O projeto para a capacitação profissional tem parceria com a Escola do Trabalho.

MERCADO DE TRABALHO

HISTÓRIA E RENDIMENTOS

Curitiba atinge recorde na geração de empregos Capital gerou 4534 novos postos formais de trabalho em fevereiro

E

m fevereiro deste ano Curitiba gerou 4.534 novas vagas de emprego com carteira assinada. O resultado, que é saldo de 39.174 contratações e 34.640 desligamentos, revela um aumento de 0,7% no número de trabalhadores formais no município. Este é o melhor desempenho para o mês de fevereiro desde o início da série histórica em 2000. O setor de serviços foi o que mais empregou no período (3.311). “Este desempenho dos serviços pode estar relacionado ao segmento da Educação, que tradicionalmente contrata profissionais nos meses iniciais do ano”, analisa o secretário municipal do Trabalho, Paulo Bracarense. Se comparado com o desempenho de fevereiro de 2010, quando foram criadas 3.639 vagas de emprego formal no município, o resultado deste ano é 25% superior. No ano, já foram criados 7.282 novos empregos, o maior saldo para Curitiba desde o ano 2000.

Capitais O resultado de Curitiba no mês passado é superior ao das demais capitais do

MÚSICA INSTRUMENTAL O I Festival de Música de Rolândia, Norte do Estado, segue até domingo, 20. O objetivo do evento é popularizar e valorizar a música de concerto. A programação reúne atrações locais e regionais, incluindo a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina. Os eventos acontecem no Centro Cultural Nanuk e nos jardins da Pousada Alamandas. Também é um atrativo para o público jovem, objetivando a disseminação da música instrumental.

PRODUÇÃO PARANAENSE A movimentação das colheitadeiras no Paraná é intensa nos últimos dias. Segundo a Secretaria de Agricultura, a previsão é que 13,94 milhões de toneladas sejam colhidas este ano no Estado, com aumento em relação ao ano passado. Mas a preocupação é com a perda da produção durante o transporte. Dados do IBGE indicam que 13% da safra brasileira total de grãos acabam perdidas no caminho entre a lavoura e a mesa do consumidor.

TURISMO NA COPA O município de São José dos Pinhais, na região de Curitiba, está entre as 24 cidades selecionadas em todo o país para integrar o roteiro turístico da Copa do Mundo de 2014. O projeto “Talentos do Brasil Rural: turismo e agricultura familiar a caminho dos mesmos destinos” é do governo federal e vai beneficiar iniciativas de turismo que envolvam a agricultura familiar. Destaca-se com o roteiro Caminhos do Vinho, com produção artesanal de vinhos, conservas, entre outros itens.

O setor de serviços foi o que mais empregou em fevereiro (3.311). No ano, esse setor já acumulou a criação de 4.225 novos empregos (58% de todos os empregos criados).

Sul. Em Porto Alegre foram criados 3.052 novos postos com carteira assinada (0,6%), enquanto em Florianópolis 274 vagas foram fechadas (-0,2%). Em termos nacionais, a capital paranaense foi a quarta que mais gerou empregos, atrás apenas de São Paulo (31.795), Rio de Janeiro (13.261) e Belo Hori-

zonte (10.969).

Setores O setor de serviços foi o que mais empregou em fevereiro (3.311). No ano, esse setor já acumulou a criação de 4.225 novos empregos (58% de todos os empregos criados). Em seguida aparecem o comércio (716), construção

civil (411), serviços industriais (148) e administração pública (20). No Paraná foram criadas 19.801 vagas em fevereiro (variação de 0,8% sobre o número de trabalhadores de janeiro) e na Região Metropolitana de Curitiba foram criadas 7.026 vagas em fevereiro (variação de 0,7% sobre o estoque de trabalhadores).

Projeto do metrô é apresentado na Assembleia O deputado estadual Ney Leprevost apresentou nesta terça-feira, 15, detalhes do projeto do metrô de Curitiba durante sessão na Assembleia Legislativa do Paraná. “Esta é uma obra fundamental para desafogar o trânsito em Curitiba”, disse. “Portanto, é fundamental também que a classe política, principalmente os deputados que têm votação expressiva na capital, se unam para ajudar a prefeitura a conquistar estes recursos no governo federal”, defendeu Leprevost durante pronunciamento na tribuna do legislativo.

A Cooperativa Batavo, localizada em Carambeí, nos Campos Gerais, é a mais antiga em funcionamento no Brasil. Oficializada em 1941, completa este ano 70 anos de fundação. Em uma nova fase de expansão, está construindo uma central de processamento de leite em Ponta Grossa. Os investimentos são de 60 milhões de reais e deve entrar em funcionamento em junho. Serão processados 150 milhões de litros de leite, agregando valor ao produto.

Na última semana, o deputado adiantou que visitou o prefeito Luciano Ducci para saber das medidas que estão sendo tomadas para melhorar o fluxo de veículos nos horários de pico. Leprevost disse que ficou satisfeito ao saber que a administração da capital paranaense uniu forças com as Prefeituras de Belo Horizonte e Porto Alegre na tentativa de garantir recursos federais – PAC da mobilidade – para implantação do metrô. “É muito importante essa união para aprovar os projetos de metrô das três capitais no governo federal, junto com

a garantia dos recursos à fundo perdido disponíveis no PAC da mobilidade”, disse.

Brasília O PAC da mobilidade, disse Leprevost, tem investimentos de R$ 18 bilhões R$ 6 bilhões serão distribuídos à fundo perdido. A Linha Azul – primeira etapa do metrô curitibano - terá 14,2 quilômetros e ligará a CIC Sul a Rua das Flores. A obra está orçada em R$ 2,2 bilhões e se será inscrita até o dia 3 abril no Ministério das Cidades para receber recursos da União. A extensão total do metrô,

primeira e segunda etapas, é de 22,4 quilômetros com 21 estações desde o Terminal CIC Sul (no cruzamento do Contorno Sul com a BR 116) ao Terminal Santa Cândida, no Norte da cidade. A capacidade será de 1.450 passageiros e o custo estimado é de R$ 3,2 bilhões. “Os três prefeitos estarão reunidos nos próximos dias com os técnicos dos Ministérios do Planejamento e das Cidades para uma nova rodada de conversas técnicas. As três capitais apostam na isenção de impostos para viabilizar os respectivos projetos”, explicou Leprevost.

Informe da Câmara Municipal de Curitiba Prefeito Luciano Ducci mostrou respeito à população, afirma líder O líder do prefeito na Câmara de Curitiba, vereador João do Suco (PSDB), elogiou a forma escolhida por Luciano Ducci para comunicar a rescisão do contrato com a empresa Consilux, que opera os radares e lombadas eletrônicas da cidade. “O prefeito Luciano Ducci surpreendeu positivamente ao anunciar a medida no plenário, diante dos vereadores da cidade. Foi um gesto claro de respeito à população, compartilhando conosco a decisão e mostrando-se aberto ao diálogo”, afirmou o parlamentar. Durante a sessão plenária desta terça-feira (15), Ducci informou que o cancelamento é uma resposta às denúncias divulgadas pelo programa Fantástico, com o aval da

Procuradoria do Município. “Vamos resgatar a credibilidade do sistema, encampar os equipamentos de fiscalização e garantir que ele continue em funcionamento”, afirmou o prefeito. O anúncio foi feito antes do detalhamento da implantação do metrô em Curitiba. Para João do Suco, o acontecimento entra para a história da capital. “O ex-prefeito Beto Richa ficou conhecido por levar a administração para dentro das comunidades, com as audiências públicas. O prefeito Luciano mantém essa iniciativa e inaugura uma nova fase no relacionamento entre os poderes Executivo e Legislativo da capital.

MANGA E RENDA Muitos agricultores investem na fruticultura como alternativa de renda. E a produção de manga fora de época está se tornando um negócio rentável, já que o preço da caixa chega a 33 reais, atraindo os produtores. Entre as cidades que mais se destacam, estão Santana do Itararé e Carlópolis, no Norte Pioneiro, além de Londrina. O Estado soma uma produção de 13.599 toneladas de manga, em uma área total de 752 hectares.

CULTURAL E PRESERVAÇÃO Cascavel se volta para a questão ambiental, realizando uma exposição para chamar a atenção sobre a necessidade da proteção de rios e nascentes. A mostra Nascentes Que Choram conta com 31 imagens das décadas de 1960 até os dias atuais. A exposição está na Biblioteca Pública Sandálio dos Santos e traz fotos dos Rios Cascavel, Quati, Melissa e Francisco Falso.

A TODO O VAPOR A Feira de Móveis do Paraná segue até amanhã, 18, em Arapongas, Norte do Estado, um dos mais importantes pólos de produção mobiliária do país. Tem visitantes de 21 países e deve reunir 40 mil pessoas. São 192 expositores que esperam fazer muitos negócios, totalizando 450 milhões de reais durante toda a feira. Entre os países visitantes estão Peru, Portugal e Chile.

GRUPO EDITORIAL INDÚSTRIA & COMÉRCIO - PARANÁ

Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Diretor Responsável Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) REDAÇÃO - Fone: 3333.9800 - E-mail: pauta@induscom.com.br Assinaturas, Publicidade Legal, Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 CEP: 80215-030 PABX Fone: (41) 3333.9800 (41) 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - CEP: 80020-290 PABX Fone: (41) 3322.1012 E-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal.


GeralEstadual Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | A3 | Indústria&Comércio

Aroldo Murá G.Haygert aroldo@cienciaefe.org.br

A VIDA NÃO MUITO SECRETA DAS CAFETINAS DE CURITIBA D a n t e Mendonça não a conheceu nos seus áureos dias, os anos 1950/60. Não sei se depois. A verdade é que Otília, uma das mais reverenciadas cafetinas da história da prostituição em Curitiba, teve casa concorridíssima. Ficava bem atrás do Colégio Santa Maria, na Rua Mal.Deodoro. Sua vizinha era a da Uda, Maria de Lourdes Silva, no registro civil, casa igualmente requisitadíssima. Pois ele vai escrever muito sobre elas e outras colegas delas de atividade e o clima de interesse e frissons sexuais que provocavam; sobretudo entre os jovens daqueles tempos de práticas sexuais controladíssimas. Sem contar que o controle sobre a luxuria era obsessão generalizada.

CAFETINAS CURITIBANAS – 2

Dante Mendonça: crônicas da cidade

O jornalista e escritor promete que “Maria Batalhão – memórias póstumas de uma senhora cafetina”, o livro que lançará até o final do ano, vai revirar esse capítulo que nenhum interesse provocou nos historiadores da terra. Dimensiona o papel de cafetinas famosas da cidade. “A prostituição entre nós, aqui, foi passada por cima, não é interesse da história e dos historiadores, antropólogos e sociólogos. Isto embora prostitutas e suas casas tenham feito a alegria e a iniciação de milhares e milhares de cidadãos”, observa Dante Mendonça. Nem como atividade econômica despertou atenção de analistas. Para a universidade, então, o elemento prostituição e seus desdobramentos “não existem”. “Maria Batalhão” será romance que mistura ficção e história, com depoimentos que, posso adiantar, são de fidelidade incontestável.

CAFETINAS CURITIBANAS – 3 Nesta semana, por exemplo, quando conversei com o ‘imortal’ da Academia Paranaense de Letras sobre seu livro, o escritor estava saindo para encontrar uma das melhores fontes que subsidiam o livro. Trata-se de “A”, o quase sessentão que, em seguida, gravaria longa entrevista contando o que foram seus dias nos braços da cafetina Otília, uma

relação de anos começada quando ele tinha 16 anos e ela uma trintona. Ele diz que, “literalmente, ela me estuprou”. No final do primeiro encontro, “affaire” que se prolongaria por dezenas de anos, Otília quis gratificar o iniciado por quem se dizia ‘apaixonada’. Abrindo um cofre, cheio de relógios caros, deixados no ‘prego’ por clientes sem dinheiro, escolheu um, de ouro maciço, e presenteou o jovem amante. ‘A’ fala com carinho de Otília, cortesã que sublinhou os tempos de um Paraná marcado pelos rigores do conservadorismo e pelo dinheiro fácil que chegava, primeiro, com o café – via Norte do Paraná – e, depois, com as bonanças da soja e agrobusiness que começavam carreira.

“MARIA BATALHÃO” COBRE UM SÉCULO O livro tem os componentes de curiosidade para se tornar ‘bestseller’. Cobrirá um século de prostituição em Curitiba, de 1870 a 1970. Dois terços do livro estão prontos. Essa ficção histórica que Dante Mendonça trabalha resulta de uma grande intimidade que o jornalista e escritor tem com a cidade, embora seja catarinense de origem. Os trechos que poderiam ser apontados como de “maior fidelidade histórica”, estão cobertos pelos anos 1930/40. Há outras personagens igualmente interessantíssimas e suas casas que sintetizavam sonhos e quimeras. Uma delas, “ Maria Japonesa” (Maria de Lourdes Silva, na certidão de nascimento) foi dona de prostíbulo frequentadíssimo e bem mobiliado, na proximidades da saída de Paranaguá por rodovias. Perdurou até os anos 1970s. Foi dona de um bordel típico, hoje em extinção, como a maioria deles. Era comum ricos clientes ‘fecharem’ a casa para grandes orgias. O livro termina em Paris, enfocando “Maria Japonesa” a partir de depoimento de uma fonte de Dante que privou da intimidade da família da cafetina.

“MARIA BATALHÃO” – 2 “Maria Batalhão” existiu mesmo, era cafetina do século 19, e há rápida referência à existência dela em um livro de historiador,, garante-me Dante. O nome viria do fato de ela morar perto de um batalhão do Exército, o que lhe garantiria clientela certa entre a soldadesca. Outra cuja existência é disputada por ficcionistas e eventuais resenhistas históricos (muito de leve) é a cafetina “Maria Sete Pelos”, que atendeu a vasta clientela durante a Guerra do Contestado, em meio ao puritanismo de messiânicos e ações de heróis guerreiros. Viveu naqueles dias – 1912 -, na área litigiosa entre PR e SC. Dante garante que um autor catarinense – “no momento não me ocorre o nome” registra a existência dessa cafetina “possivelmente peluda”. Mas, corre a informação de que se não atendia clientes – “até por ser peluda”, era uma grande gerente de bordel. E também com dotes de cortesã diferenciados na província. Outra de existência sob brumas, e muito mais levada à conta da ficção criada pelo povo – era a “Maria Bigoduda”. Mesmo assim, Dante vai a fundo ao examiná-la como possibilidade “fascinante”, procurando traduzir até sonhos eróticos de supostos clientes da mulher de nome nada estimulante.

ANTIGO “JOHNSCHER” EM TEMPOS DE BORDEL Dante Mendonça está mesmo disposto a apostar no lado histórico das cafetinas e da prostituição curitibanas. Assim, dirá que o endereço do Hotel Johnscher - que foi sinônimo de requinte na Curitiba da maior parte do século 20, Rua Barão do Rio Branco – teria começado como bordel. Talvez o endereço do Johnscher, um prédio elegante, de estilo eclético, possa até ter sido residência, naqueles tempos de bordel, de prostitutas francesas. Para Dante, as francesas – como “Madame Bibelot”, que ficou famosa – teriam inaugurado a atividade então muito rendosa, hoje em decadência na sua forma clássica: perdeu espaço para as garotas de programa e para a incomensurável liberalidade sexual que dispensam as “casas de perdição”.

O MITO E A HISTÓRIA O histórico e o mítico se revezam quando se fala em prostituição no Brasil. Histórica foi a presença das prostitutas de origem polonesas, judias que aportaram no Rio do começo do século 20. A vida delas no Mangue e em outros endereços está fartamente documentada. No Cemitério Israelita de Vila Rosaly, no Caju, ficam suas sepulturas. Todas faziam questão de manter a identidade judaica, até na morte. O mítico fica por conta das mentes afetadas pelos encantos, promessas mistérios de uma atividade que não é a mais antiga do mundo. Em termos de tempo de militância, vem muito depois de caçadores e pescadores.

O “CASTELINHO” ESPANTOU AS MONJAS Quem não se lembra, dentre os então jovens que cruzavam pela noite curitibana nos 50 e 60s do século 20 , de outro bordel de respeitável porte, o “Castelinho”? Ficava no Ahú, próximo da então sede campestre da Urca. Na sua portaria, à guisa de leão de chácara, vigilante ficava um travesti. Cuidava das mulheres e atendia com fidalguia a clientela, impondo ordem, quando necessário. O negócio foi bem, os aluguéis da casa com aparência de um “pequeno castelo” eram pagos em dia. Até que, no final dos 1960s, o bordel fechou e foram-se os sonhos sobretudo da rapaziada e de senhores abonados.

Francisco Simeão: cidadania

“BOM ALUNO” Para se ter uma idéia das preocupações com a escolha dos alunos que farão parte do programa “Bom Aluno”: hoje, na sede do projeto, Rodovia João Leopoldo Jacomel, 4675, em Piraquara, educadores, pedagogos e diretores de colégios públicos municipais e estaduais reúnem-se para ouvir palestra do educador Marcos Meier, sobre “Perfil do Jovem de Sucesso”. Presentes também os jovens que se candidam aos benefícios desse programa único (segundo me consta no país). A seleção anual começou. O “Bom Alunos”, criado por dois empresários modelares como cidadãos – assim se mostram com essa ação -, Luiz Bonacim e Francisco Simeão, garante ensino de qualidade para alunos da baixa renda, ensino médio. O apoio continua na universidade, em cursos, de pós e até em estudos no exterior. Todos estudantes do projeto têm direito a aulas de idiomas, apoio psicológico e pedagógico. Tudo absolutamente sem ônus para os beneficiados.

O BRILHO DE CÍCERO Vanete Soccol, coordenadora do Mestrado em Biotecnologia da Universidade Positivo, manda-me mensagem sobre a performance internacional do médico e professor Cícero Urban:”Nos orgulhamos do professor Cícero...(...) ele é merecedor de premiação específica da cidade de Curitiba e do Governo do Paraná”.

NOVOS ACADÊMICOS

MONJAS - 2 Em seguida, o endereço deu uma guinada de 360 graus: passou a abrigar um convento de freiras de clausura, originárias da Áustria, ligadas ao movimento católico ultraconservador “Opus Angelorum”. A freiras se deram bem com o inverno curitibano e com a religiosidade do povo. Mas foram espantadas pelo estigma do bordel: todas as noites, antigos freqüentadores ou outros que conheciam os mistérios do “Castelinho” só ‘ por ouvir dizer’, batiam à porta. Insistiam em ser “atendidos”. As piedosas mulheres acabaram voltando cinco anos depois para a Europa, exaustas por noites mal dormidas no ato de espantar os candidatos ao pecado da carne. Esta historinha final é minha contribuição ao “Maria Batalhão” do inquieto grande cronista da cidade, Dante Mendonça.

Paulo Vítola: imortal

Paulo Vítola, compositor, publicitário, redator, parte da memória do marketing político do Paraná, foi eleito para ocupar uma das cadeiras vagas da Academia Paranaense de Letras. A outra vaga foi para a antropóloga Maria Cecília Helm, professora sênior da UFPR, conhecida por seus estudos sobre o mundo indígena do Sul.

DO DIA: “A velha lei do olho por olho fará um mundo de cegos”. Martin Luther King

CIÊNCIA

Feira do Empreendedor terá tecnologia universitária A Agência Paranaense de Propriedade Industrial (APPI), vinculada ao Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), terá um estande montado na Feira do Empreendedor 2011, que acontece a partir desta quinta-feira (17), no Expo Unimed, em Curitiba. O evento, que termina no domingo (20), é promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com apoio da Prefeitura de Curitiba e patrocínio do Banco do Brasil. De acordo com a engenheira química Maria Luiza Stefanelo, da APPI, a participação do Tecpar e da APPI na Feira do Empreendedor 2011 tem o objetivo de mostrar algumas tecnologias de-

senvolvidas por universidades paranaenses que são protegidas por patentes e podem ser licenciadas a empresários e pessoas interessadas em abrir um novo negócio. “Só a Universidade Federal tem mais de 100 patentes, mas nós escolhemos as mais relevantes de acordo com o perfil da feira”, explica ela. A tecnologia desenvolvida pelo Tecpar em exposição na feira é um método de determinação de percentual de mistura de biodiesel em óleo diesel para ser usado no controle do combustível.

Universidades A Universidade Federal do Paraná (UFPR) vai expor quatro de suas invenções, a

Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), três, e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) vai mostrar sua primeira tecnologia patenteada, que é um motor supercondutor capaz de obter maior eficiência na transformação de energia elétrica em mecânica, a partir do movimento linear de um êmbolo, com a vantagem de não emitir resíduos poluentes. Dentre as invenções da UFPR está um chuveiro portátil para banho de leito que pode ser usado tanto na rede hospitalar como em unidades de saúde ou orfanatos. Uma solução prática de higienização que proporciona sensação semelhante à do banho tradicional. Feito com

material de baixo custo e reciclável, o chuveiro não necessita de energia elétrica nem aquecimento elétrico. Um aplicativo que fornece armazenamento e recuperação de documentação e modelos digitalizados de tratamentos ortodônticos e permite que se planeje melhor o tratamento é uma das invenções da UTFPR. “Na verdade isso mostra que a inovação permeia todas as áreas do conhecimento. Para apresentar essas tecnologias ao público, nós fizemos um banner onde colocamos o problema, solução proposta, diferencial, benefícios e o potencial de mercado, falando sobre a tecnologia, a fase de desenvolvimento, os inventores e

o contato para aquisição”, completa Maria Luiza Stefanelo.

Feira A Feira do Empreendedor do Sebrae é um evento nacional realizado no mesmo formato desde 1994, com mais de 80 edições, tendo sido sediada no Paraná em quatro oportunidades: duas em Curitiba, uma em Arapongas e outra em Londrina. Considerado o maior evento de empreendedorismo do Paraná, já proporcionou a capacitação de mais de 400 mil empreendedores em suas várias edições por todo o Brasil. A expectativa é de que haja mais de 20 mil visitantes. Entre as principais atrações, o jornalista Paulo Hen-

rique Amorin, logo após a solenidade de abertura no dia 17, fará a palestra “Perspectiva 2011: O que podemos esperar?” Às 20 horas do dia 19, Max Gehringer falará sobre “O espírito empreendedor”. Outra palestra bastante esperada acontecerá no domingo (20), às 19h30, com o tema “Empreendedorismo – Peixe Urbano, um caso de sucesso”. A Feira do Empreendedor 2011 acontece das 14 às 22h de quinta-feira a sábado e das 14 às 20h no domingo, no Expo Unimed, que fica no campus da Universidade Positivo. O evento é gratuito. Para as palestras principais é necessária inscrição prévia. Mais informações pelo site www.sebrae.com.br/feira


Saúde&BemEstar Indústria&Comércio

Hospital Erasto Gaertner

reportagem@induscom.com.br Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | A4

SAÚDE OCULAR

Lentes de contato é um procedimento exclusivo de médico Divulgação

O

Conselho Federal de Medicina (CFM), preocupado com relato de complicações do uso inadequado das lentes de contato e do seu comércio sem a devida avaliação oftalmológica, publicou resolução em que afirma serem procedimentos exclusivos médicos a indicação, adaptação e acompanhamento de lentes de contatos. A nova norma tem como objetivo preservar a saúde ocular da população e cria diretrizes para o procedimento médico de adaptação de lentes. Segundo a resolução 1.965 do CFM, publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta primeira quinzena de março, o ato médico quanto às lentes de contato deve seguir a seguinte sequência: consulta médica; exames complementares; avaliação clínica da escolha das lentes; processos de adaptação e controle médico periódico. A íntegra da resolução encontra-se disponível

Oftalmologista Tânia Schaefer, presidente da Soblec

no site do CFM. A Sociedade Brasileira de Lentes de Contato (SOBLEC) teve participação direta na Câmara Técnica que foi montada junto ao Conselho Federal de Medicina para criar a

Resolução CFM n° 1.965/11. Esta regulamentação considera a adaptação de lentes de contato como ato médico exclusivo. “É uma vitória para a oftalmologia e um grande passo para eliminarmos as com-

plicações decorrentes do mau uso dessas lentes. Não podemos permitir que as pessoas utilizem lentes de contato sem receita médica por uma simples questão de prevenção da saúde ocular da população”, comemora Schaefer. De acordo com a oftalmologista a nova Resolução fica definido que, para garantir a segurança do procedimento, o mesmo médico que indicar as lentes deve acompanhar o processo de adaptação. “Seja para correção visual ou apenas para mudar a cor dos olhos, lentes de contato requisitam consulta médica, exames complementares, avaliação clínica da escolha do produto, processos de adaptação e controle médico periódico. A resolução também define que somente o oftalmologista pode determinar as características das lentes (material, modelo, desenho e outros parâmetros técnicos) para cada caso”, finaliza Tânia Schaefer.

O Hospital Erasto Gaertner realizou esta semana a inauguração de novos equipamentos. Um fibrobroncoscópio adquirido com verba própria da instituição. O investimento total para a compra dele e de seus acessórios foi de R$ 37.543,00.O Tomógrafo foi adquirido através de convênio com o Governo Estadual. O investimento é de R$ 1.400.000,00. Para adequar a sala que recebeu o Tomógrafo, o hospital investiu 120 mil reais, advindos de recursos próprios. A secretária estadual da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, Fernanda Richa e o Dr. Alfredo Walbach, chefe do centro de diagnóstico e imagem do Hospital Erasto Gaertner descerraram a faixa inaugural na sala do Tomógrafo . Estiveram presentes também a secretária municipal da saúde Eliane Chomatas, que foi recepcionada pelo superintendente do Hospital Erasto Gaertner Dr. Flavio Tomasich.

Onodera 30 anos O franqueado da Onodera Estética, Marcos Godoy, prepara a comemoração dos 30 anos da marca, na capital paranaense. Na próxima quarta-feira (23), a filial curitibana recebe convidados e imprensa para um coquetel. Durante a festa, serão oferecidas demonstrações do ultramoderno equipamento Power Shape, para as mulheres convidadas realçarem ainda mais sua beleza!

Plástica Gengival

GESTAÇÃO

Novas técnicas na Reprodução Humana assistida Em dezembro de 2010, o Conselho Federal de Medicina (CFM 1957/10) publicou uma regulamentação que determina no numero máximo de embriões a serem transferidos para pacientes dentro de três faixas etárias: até 2, 3 e 4 embriões, para mulheres com até 35, 36-39 e 40 ou mais, respectivamente. Segundo Alessandro Schuffner, diretor da Conceber - Centro de Medicina Reprodutiva e Integrante da Comissão Nacional Especializada de Reprodução Humana da Fed. Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia – FEBRASGO, “para que consigamos propiciar uma melhora na qualidade embrionária e também na sua seleção, novas tecnologias em reprodução assistida vêm sendo utilizadas. Atualmente visando diminuir o número de gestações múltiplas e número de embriões excedentes mantendo a taxa de gestação constante tem-se buscado uma melhor seleção dos gametas feminino e masculino. Para que isso seja feito com eficiência algumas tecnologias estão disponíveis para auxiliar nessa seleção”. Técnicas voltadas para a seleção de gametas masculi-

nos como a Super-ICIS tem como característica proporcionar um aumento de até 12.000 vezes evidenciando a maioria dos defeitos morfológicos presentes nos espermatozóides. “Através dessa técnica podemos selecionar um espermatozoide morfologicamente normal para ser utilizado no procedimento de ICSI (injeção intra-citoplasmática de espermatozóides)”, informou Alessandro. A seleção oocitária existem algumas técnicas,dentre elas, o uso de um sistema de lentes e câmeras chamado OCTAX – Polar AID, que possibilita a visualização da birrefringência da zona pelúcida o que mostra a organização das glicoproteínas presentes nesta membrana. Este conjunto de lentes associado a um programa de computador executa uma série de cálculos para definir um escore para a zona pelúcia indicando o grau de organização das glicoproteínas mencionadas anteriormente. Um escore mais alto indica uma boa organização indicando que o oócito está saudável. Outra característica deste equipamento é indicar a localização do fuso meiótico, estrutura presente próximo ao

Divulgação

Alessandro Schuffner, especialista em medicina reprodutiva

corpúsculo polar que sugere onde houve a divisão meiótica e local provável dos cromossomos presentes no oócitos. Através desta visualização podemos evitar, durante o procedimento de ICSI, a injeção nessa região danificando esta estrutura inviabilizando o oócito e conseqüentemente o embrião. Alessandro Schuffner, salienta que com a aplicação das técnicas, aumentam a chance de formarm embriões com melhor potencial de implantação, reduzir o número a ser transferido para o útero da mulher para que se obte-

nha uma gravidez, adequando-se à nova regulamentação do CFM. Sem comprometer a taxa de gravidez de cada paciente. O Diretor do Conceber é um dos poucos médicos no país a possuir diversas certificações em medicina reprodutiva. Em seu currículo destaca-se sua formação complementar em pós–graduação no Jones Institute for Reproductive Medicine (EUA) entre 1999-2001 e 2003 e. Em 2005, no Reproductive Medicine Associates, Morristown, ambos renomados centros no cenário internacional.

A Plástica Gengival é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo melhorar a estética do sorriso, reduzindo o tamanho da gengiva e modificando o seu contorno. É possível não apenas remover os excessos, como também implantar enxertos de gengiva, no caso de dentes muito expostos. A cirurgia é simples, porém antes de fazê-la é necessário fazer alguns exames, como explica o Dr. Marco Gapski. “Através de radiografias e de uma sondagem com um instrumento milimetrado, conseguimos identificar o quanto podemos remover de gengiva mostrando assim, mais do dente que estava por baixo”. O dentista ressalta ainda que essa cirurgia só pode ser feita após a formação completa dos dentes permanentes e que apesar do nome, o procedimento não é complexo.

Manfron na Comissão de Saúde Em reunião da Comissão de Saúde, Bem-Estar Social e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Curitiba, realizada esta semana o vereador Aldemir Manfron (PTB) foi reeleito presidente do grupo. “É uma grande satisfação poder contar com o apoio dos colegas e continuar ativo na liderança das atividades da comissão”, afirmou Manfron. O vereador Francisco Garcez (PSDB) assumirá a direção dos trabalhos em eventual ausência do parlamentar. À Comissão de Saúde compete a análise de matérias que digam respeito à saúde e assistência social em geral, higiene e profilaxia sanitária, saneamento básico, assistência sanitária, alimentação, nutrição e meio ambiente. Além de Manfron e Garcez, a comissão é integrada pelos vereadores João do Suco (PSDB), líder do prefeito na Casa, Tito Zeglin (PDT) e Noemia Rocha (PMDB).

Tereza Zanchi no Four Points

CÂNCER

Rede Feminina faz campanha em presídios No próximo dia 21 de março, Curitiba será palco da assinatura de um termo de acordo de cooperação técnica entre a Rede Feminina de Combate ao Câncer e órgãos estaduais e municipais, além de empresas privadas. Trata-se de um contrato para promoção de campanhas preventivas e informativas sobre o câncer em presídios do Paraná. A iniciativa será propagado em todos os estados e contará com apoio das afiliadas da Rede em cada estado. No Paraná, a Rede Feminina do Hospital Erasto Gaertner, está preparada para enfrentar o desafio e levar conhecimento para as detentas. Segundo a presidente da Rede Feminina de Combate

CMYK

A presidente ainda destaca que a Rede Feminina de Combate ao Câncer atua em Curitiba há 57anos.

ao Câncer do Paraná, Walkyria Gaertner Boz, esta escolha é um presente e uma responsabilidade muito grande para o nosso estado. “Esta é uma campanha se

encaixa perfeitamente na missão do Hospital Erasto Gaertner que é combater o câncer com ciência, humanismo e afeto”, afirma. O Conselho Nacional de

Justiça, envolvido no Projeto, escolheu o Paraná como estado teste. A primeira cidade a participar da ação será Foz do Iguaçu, que segundo o órgão, é uma região com tríplice fronteira com outros países, alto índice de tráfico de drogas e também por conter presas estrangeiras. O projeto prevê a realização de palestras de prevenção contra os cânceres de mama e colo de útero, DST/ Aids, tuberculose e hepatite B e C, além de mamografias, exames ginecológicos e de apoio às presas e agentes penitenciárias de todo o Brasil. A campanha conta ainda com a parceria da Federação das Industrias do Paraná, Itaipu Binacional e prefeituras.

Pioneiro na implantação do conceito de bem estar em shoppings no sul do país, o Grupo Tereza Zanchi acaba de lançar um novo empreendimento.Trata-se do Spa Tereza Zanchi instalado no Four Points by Sheraton em Curitiba - hotel administrado pela Atlântica Hotels International e considerado o Melhor da Cidade pelo Guia Quatro Rodas por seis anos. O objetivo do Spa Tereza Zanchi é tornar cada momento único para seu cliente “que deve ser mimado desde sua entrada no estabelecimento”, afirma a sócia-proprietária Katja Guimarães.

Dia Mundial de luta contra a tuberculose No dia 24 de março, o mundo inteiro lembra o Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose - uma doença infecto-contagiosa causada pelo bacilo de koch que afeta principalmente os pulmões, porém, também pode ocorrer em outros órgãos do corpo como, por exemplo, ossos, rins e meninges. No Brasil, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que mais de 50 milhões de pessoas estejam infectadas pelo bacilo da tuberculose. A doença atinge principalmente, as pessoas em aglomeração e em moradias inadequadas e mal-ventiladas. Para diminuir os índices de tuberculose, além da melhora das condições sócio-econômicas do país, é importante o diagnóstico precocemente, assim, o paciente infectado logo deixa de transmitir a doença. O tratamento, feito com antibióticos deve ser seguido à risca durante seis meses.


Geral Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | A5 | Indústria&Comércio

Fábio Campana

Contexto Político

editor@fabiocampana.com.br

Requião e Pessuti, fora!

Bom exemplo

Nenhum dos 13 deputados estaduais do PMDB quer mais os ex-governadores Roberto Requião ou Orlando Pessuti no comando do diretório do partido. Nesta terça-feira (15), eles se reuniram para discutir o futuro político e, por unanimidade, chegaram à conclusão da exclusão da dupla. Os deputados entendem que a troca de farpas entre Requião e Pessuti é prejudicial ao coletivo. Pois, pois, é por isso que dizem que gentileza gera gentileza… Mas a verdade é que nem sempre a máxima é aplicada à realidade, ainda mais se tratando do senador Requião.

Pra quem não sabia como seria governar, até que o palhaço Tiririca está dando bom exemplo na Câmara dos Deputados. O novato gastou só R$ 42,03 em março, com serviços postais e em janeiro, pediu reembolso de R$ 519 por duas passagens aéreas. Já o deputado Waldemar Costa Neto (PR-SP), que lançou Tiririca na política, gastou R$ 17,6 mil em janeiro, com escritório, seguranças e telefonia.

jamento de ações conjuntas para ampliar e incrementar os serviços que as estatais, individualmente, já prestam a população paranaense. Trata-se de uma iniciativa pioneira na história das duas companhias. A ideia é realizar um trabalho integrado. Para iniciar a tarefa as duas diretorias fizeram a primeira reunião na sede da Copel. Na pauta, uma discussão preliminar sobre os pontos em que é viável a obtenção da sinergia desejada.

Balanço

Nome da vez

Os prefeitos de Antonina, Morretes e Paranaguá estiveram com o governador Beto Richa na manhã de ontem (16). Os prefeitos apresentaram balanço prévio dos prejuízos e agradeceram o apoio do Governo do Estado na reconstrução das cidades. “A situação do Litoral é a nossa prioridade. Vamos trabalhar com eficiência e agilidade para que todos os problemas sejam solucionados. A situação realmente é emergencial, principalmente na área de infraestrutura e habitação”, disse o governador, poucas horas antes de receber o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho.

Segundo as orientações de membros do comando do PT para seus militantes, pode-se concluir que o nome mais forte e que une as várias correntes do partido é o deputado estadual Tadeu Veneri. A orientação seria para que os militantes comecem a ajudar na formulação da proposta de governo de Veneri, já que neste momento ele seria o nome da vez.

Convidada Aumenta a cada dia o prestígio da senadora petista Gleisi Hoffmann com o Governo Federal. Ontem (16), ela foi convidada para o almoço de recepção do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. O evento restrito será no sábado (19), no Itamaraty e ao que dizem, os convites estão bastante disputados. No evento, não será permitido nada de tietagem. Enquanto no Rio de Janeiro o povão será proibido de acompanhar o discurso de Obama levando mochilas e sacolas, em Brasília está vetado o uso de câmeras fotográficas e celulares.

Integração A pedido do governador Beto Richa, os presidentes da Sanepar, Fernando Ghignone, e da Copel, Lindolfo Zimmer, iniciaram um plane-

Operação Predador As Polícias Civil e Militar e os Grupos Especiais de Combate ao Crime Organizados (Gaeco) do Paraná, São Paulo e Minas Gerais deflagraram a Operação Predador, que tem como objetivo coibir a ação de quadrilhas responsáveis por adulterar combustível e praticar crimes contra ordem econômica, financeira e concorrência desleal. Já foram cumpridos 35 mandados de busca e apre-

ensão e 13 prisões foram efetuadas.

Radares A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou nesta terça-feira (15) a criação de uma Comissão Especial de Investigação (CEI) para apurar irregularidades nos contratos das prefeituras do Estado com as empresas que fabricam e exploram radares e lombadas eletrônicas. Proposta pelo deputado Leonaldo Paranhos (PSC) a CEI vai verificar as denúncias e os equipamentos, o teor dos contratos e das licitações e se houve um estudo de viabilidade para a instalação do equipamento em diferentes localidades.

Radares II O presidente da Comissão de Direito de Trânsito da OAB/PR, Marcelo Araújo, prevê uma longa batalha jurídica em torno do rompimento do contrato de operação de radares entre a prefeitura de Curitiba e a Consilux. Ele comparou a situação a discussão judicial entre o governo do Estado, deflagrada na gestão Roberto Requião, e as concessionárias do pedágio. “Haverá uma reação da empresa. Eventuais ônus indenizatórios vão acabar sendo objeto de uma discussão judicial que pode se prolongar por bastante tempo”, afirmou.

Projeto Conta GOVERNO Cultura é retomado no Paraná

Beto Richa recebeu representantes das cidades atingidas para avaliar situação

O

governador Beto Ri cha recebeu na manhã de ontem (16), no Palácio das Araucárias, os prefeitos de Antonina, Morretes e Paranaguá para avaliar a situação dos municípios litorâneos atingidos pela chuva. Os prefeitos apresentaram balanço prévio dos prejuízos e agradeceram o apoio do Governo do Estado na reconstrução das cidades. “A situação do Litoral é a nossa prioridade. Vamos trabalhar com eficiência e agilidade para que todos os problemas sejam solucionados. A situação realmente é emergencial, principalmente na área de infraestrutura e habitação”, disse o governador, poucas horas antes de receber o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, que vem ao Paraná nesta quarta-feira (16), para avaliar os estragos das enxurradas. O governador disse que solicitou ajuda federal para restabelecer a infraestrutura do Litoral. “Não há como estimar o prejuízo financeiro e material das enchentes. Vamos concluir nosso estudo com as prefeituras e apresentar ao ministro uma prévia do valor que o Paraná necessita”, destacou Richa. O prefeito de Morretes, Amilton Paulo da Silva, afir-

Ricardo Almeida/AENotícias

A Secretaria da Cultura vai reativar o projeto Conta Cultura, realizado de 2001 a 2003. A retomada atende a uma reivindicação antiga de produtores culturais e artistas que pediam maior acesso ao patrocínio de empresas estatais e privadas. Dessa maneira, empreendedores culturais poderão inscrever projetos que ampliem o acesso à cultura paranaense por parte da população do Estado. Para estabelecer parcerias para a implantação do projeto, o secretário Paulino Viapiana esteve reunido com representantes de empresas estatais. Copel, Sanepar e Compagás já aceitaram participar desta edição do Conta Cultura, que deverá ter o edital lançado nos próximos dias. “O objetivo é retomar um trabalho que rendeu bons resultados no passado e que é uma importante ferramenta para o incentivo à produção paranaense. É mais do que justo que os recursos de empresas sediadas no Estado, estatais ou privadas, sejam aplicados em projetos que beneficiem a nossa cultura”, explica Viapiana. No Conta Cultura, a Secretaria de Cultura avalia e chancela projetos previamente aprovados pela Lei Rouanet. Assim, as empresas apoiadoras podem patrocinar até 100% de trabalhos culturais e deduzir o investimento no imposto de renda. O mecanismo estava previsto nas metas de governo para a área da cultura. O intuito é fazer com que empresas privadas também participem da ação em edições futuras. Uma comissão fica responsável por avaliar, selecionar e dar o aval para os projetos selecionados receberem a verba. O valor que cada patrocinador destina ao Conta Cultura é previamente estipulado. Desse modo, os projetos contemplados terão investimento garantido para a realização do trabalho. O repasse do dinheiro é feito diretamente pelas empresas aos empreendedores culturais com trabalhos selecionados.

Prefeitos do Litoral apresentam balanço do prejuízo das enxurradas

Governador Beto Richa recebe o secretário da Infraestrutura e Logistíca, José Richa Filho, o diretorpresidente da Cohapar, Mounir Chaowiche e os prefeitos das cidades que foram atingidas pelas enchentes no litoral do Estado, Paranaguá, Antonina e Morretes.

mou que a principal necessidade do município está relacionada à infraestrutura. Ele informou que a enchente atingiu quase 70% da cidade e comprometeu mais de 20 pontes e aproximadamente 250 quilômetros de ruas. “Temos comunidades que foram quase destruídas completamente. Precisamos que o governo federal nos dê condições e libere recursos do

PAC (Programa de Aceleração do Crescimento)”, disse o prefeito.

Calamidade Morretes e Antonina estão em estado de calamidade pública. A medida do Governo do Estado foi adotada terçafeira (15) para agilizar a liberação de recursos para atendimentos emergenciais. O prefeito de Antonina, Carlos

Augusto Machado, disse que o problema da cidade são os deslizamentos de terra, que desabrigaram mais de 2 mil pessoas. “A cidade está viva e precisa caminhar. Temos certeza que Beto Richa vai nos ajudar e amparar”, afirmou o prefeito. O prefeito de Paranaguá, José Baka Filho, afirmou que o município está sem abastecimento de água potável. Ele

disse que as enchentes afetaram mais de 180 quilômetros de avenidas e aproximadamente 10 pontes estão com problemas estruturais. “O governo está nos ajudando, em todos os setores. Estamos fazendo um trabalho conjunto para iniciar a reconstrução”, disse o prefeito. O governador Beto Richa garantiu ao prefeito de Paranaguá a liberação de R$ 10 milhões, do programa ParanáCidade, para a compra de maquinário e equipamentos de pavimentação. O secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, destacou a importância do encontro para ouvir as sugestões e necessidades dos prefeitos. “É relevante para termos o diagnóstico da situação. Essa reunião foi preparatória para a vinda do ministro, que vai analisar a situação do litoral. Vamos trabalhar juntos para atender as emergências e mais à frente para a reconstrução das cidades”, garantiu o secretário. A secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche e o deputado estadual Reinold Stephanes Junior também participaram da reunião.

Governo divulga Paraná Competitivo na Feira do Empreendedor O Governo do Paraná montou um estande para atender empresários e empreendedores na Feira do Empreendedor 2011 – Paraná, realizada pelo Sebrae, de quinta-feira (17) a domingo (20), no Expo Unimed, em Curitiba. A secretaria da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul vai prestar informações sobre a nova política fiscal do Estado, alterada recentemente com o programa Paraná Competitivo. “Técnicos e servidores poderão esclarecer dúvidas e passar informações aos micro e pequenos empresários e aos empreendedores interessados nos benefícios fiscais que

o governo pode autorizar para novos investimentos no Paraná”, explica o secretário Ricardo Barros. Entre as principais mudanças na política fiscal está a flexibilização do percentual do ICMS a ser diferido. Antes, os índices eram fixos e definidos conforme a região fosse mais ou menos pobre. Agora, o benefício varia de 10% a 90%, e a taxa passa a ser definida por comitês formados por técnicos e secretários de Estado. São levados em conta critérios como tipo do investimento, número de empregos a serem gerados, impacto econômico e grau de inovação. Além disso, haverá um con-

selho consultivo formado por entidades representativas da indústria, comércio, agricultura, transporte e das cooperativas. No mesmo estande, funcionários da Junta Comercial do Paraná (Jucepar) estarão disponíveis para sanar dúvidas e agilizar o atendimento para empresários. “Nossa equipe vai facilitar os negócios para o empreendedor”, salienta Ricardo.

Feira A Feira do Empreendedor vai funcionar das 14h às 22h, de quinta-feira a sábado, e das 14 às 20 horas, no domingo, com atendimento,

palestras, exposição de oportunidades de negócios, informações e ações de inovação, para fortalecer o empreendedorismo e as micro e pequenas empresas. “Serão quatro dias dedicados à difusão do empreendedorismo, disseminação do conhecimento, oferecimento de soluções empresariais e estímulo, surgimento, ampliação e diversificação de novos negócios”, diz Allan Marcelo de Campos Costa, diretor-superintendente do Sebrae/PR. Mais de 130 palestras sobre gestão, marketing e finanças, entre outros temas, e sobre oportunidades de negócios serão realizadas, totalizando

19 mil vagas, oferecidas em oito salas de treinamento, uma especial para jovens empreendedores. Está prevista também a realização de três palestras-magnas, com capacidade para 2,4 mil pessoas cada.

Serviço: Feira do Empreendedor 2011 – Paraná 17 a 20 de março Pavilhão de exposições do Expo Unimed, na Universidade Positivo Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300 – Campo Comprido. A abertura será no dia 17, quinta-feira, às 19h30. www.sebraepr.com.br/feira


PublicidadeLegal Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | A7 | Indústria&Comércio JUÍZO DE DIREITO DA 18ª (DECIMA OITAVA) VARA CIVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ - CARTORIO – Avenida Cândido de Abreu, 535, 9ª andar, Fórum, Centro Cívico, fone 3254-7678 EDITAL DE CITAÇÃO DA DEVEDORA JUSSARA NUNES VIEIRA – PRAZO: TRINTA (30) DIAS FAZ SABER a todos quantos virem o presente ou dele conhecimento tiverem, que perante este JUÍZO e Cartório da 18ª Vara Cível, tramitam os autos da ação de EXECUÇÃO POR TÍTULO JUDICIAL nº507/2007, em que é credor MELSAR JOSE DAL RI FILHO e devedora JUSSARA NUNES VIEIRA, brasileira, casada, secretária, inscrita no CPF/MF sob nº 218.092.748-77, endereço ignorado, e através do presente fica JUSSARA NUNES VIEIRA, devidamente CITADA, para os termos da ação para que PAGUE dentro de três (03) dias, a importância de R$ 8.892,06 ( oito mil, oitocentos e noventa e dois reais e seis centavos), atualizada até agosto/2010, sob pena de penhora de tantos bens quantos bastem para pagamento do principal atualizado, juros, custas e honorários advocatícios (CPC, 659), ficando ciente de que, a partir da juntada do edital, fluirá o prazo de quinze (15) dias para opor, querendo EMBARGOS. OBSERVAÇÃO: Em caso de nomeação de bens a penhora, deverá apresentar documento comprobatório de propriedade e inexistência de ônus. Síntese da inicial A presente demanda versa sobre débitos oriundos da locação do imóvel sito a Rua Parintins, 244, 02B, Curitiba, Paraná o qual encontra-se locado para a executada JUSSARA NUNES VIEIRA, a qual não efetuou o pagamento de alugueis e encargos pelo período reclamado, estando em local desconhecido. Vem o juízo pelo presente edital citá-la da Execução de Título Judicial de nº 507/2007 proposta por Melsar José Dal Ri Filho, para cobrança da quantia atualizada de R$ 8.892,06 (oito mil oitocentos e noventa e dois reais e seis centavos), para que, no prazo de 03(três) dias a fluir após os 30 dias supra, pague o debito, devidamente atualizado e acrescido das custas processuais e das cominações legais, sob pena de serem penhorados tantos bens bastarem para satisfação do crédito. Em 03 de fevereiro de 2011. Eu (a) Sandra Aparecida de Brito Neris, Juramentada que o digitei e subscrevi. JOSE EDUARDO DE MELLO LEITÃO SALMON – Juiz de Direito

EDITAL DE CONVOCAÇÃO 4ª Assembléia Geral Ordinária Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A CNPJ/MF nº 09.324.976/0001-94 A SER REALIZADA EM 18 de abril de 2011 Ficam convocados todos os acionistas subscritores da Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A, nos termos do Art. 132 e Art. 133 da Lei nº 6.404 de 15 de dezembro de 1977 e suas alterações, para participarem da 4ª Assembléia Geral Ordinária, a realizar-se no próximo dia 18 de abril do corrente, às 10h30m, nas dependências da Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A, localizada na Rua Barão do Rio Branco, 45 - 7º andar -Centro- Edifício J. Malucelli, Curitiba, estado do Paraná, onde instalar-se-á a Assembléia para deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 4ª Assembléia Geral Ordinária • Análise e Aprovação dos demonstrativos e balanço patrimonial 2010; • Eleição do Conselho Fiscal 2011/2012; • Assuntos Gerais. Curitiba, 16 de março de 2011. Luciano Ducci Presidente do Conselho de Administração da Agência Curitibade Desenvolvimento S/A

Manoel Tadeu Barcelos Diretor Administrativo e Financeiro da Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A

ESCOLA MATERNAL ANNETTE MACEDO INSTITUIÇÃO PARTICULAR DE ASSISTÊNCIA E EDUCAÇÃO Fundada em 13 de agosto de 1928 Utilidade Pública Federal - Decreto nº50.517/61 Fins Filantrópicos Processo nº 237.113/72 CGC 76.713.023/0001-05 Avenida Vicente Machado, 599 – Fone/Fax: 224-8634 – CEP 80.420-010 E mail: emam@onda.com.br - Curitiba –Pr

ESCOLA MATERNAL ANNETTE MACEDO CNPJ Nº. 76.713.023/0001-05 ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA CONVOCAÇÃO Convocamos os Senhores Associados da Escola Maternal Annette Macedo para a Assembléia Geral Ordinária, a realizar-se no dia 24 de março de 2011, quinta-feira, às 15h30min em 1ª Convocação e às 16h00min em 2ª Convocação, em sua sede à av. Vicente Machado nº 599, Centro, nesta Capital, conforme determina o Estatuto Social, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: a) Aprovação da Prestação de Contas referente ao exercício de 2010; b) Aprovação do Relatório de Atividades do exercício de 2010; c) Outros assuntos de interesse social. Curitiba, 16 de março de 2011. Clarindo Bruniera Pegoraro Presidente do Conselho Administrativo

JUÍZO DE DIREITO DA VARA CÍVEL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO REGIONAL DE FAZENDA RIO GRANDE - ESTADO DO PARANÁ Rua Inglaterra, n.º 545, bairro Nações, fone 3627-1710, CEP: 83.820-000 EDITAL DE CITAÇÃO DE INTERESSADOS AUSENTES, INCERTOS OU DESCONHECIDOS, DAQUELE EM CUJO NOME PORVENTURA ESTEJA TRANSCRITA A AREA USUCAPIENDA, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. A Doutora Patrícia de Almeida Gomes Bergonse - Juíza de Direito da Vara Cível da Comarca de Fazenda Rio Grande, na forma da Lei, etc...FAZ SABER a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que por este Juízo e Cartório se processam os autos nº 841/2009 de Usucapião, em que é requerente PANAGRO EMPREENDIMENTOS FLORESTAIS LTDA, tendo por objeto o seguinte imóvel: “Uma área de terras rurais, medindo 650.000,00m², situado na localidade de Pavãozinho, Agudos do Sul, Comarca de Fazenda Rio Grande/PR”, ficam pelo presente edital citados os INTERESSADOS AUSENTES, INCERTOS OU DESCONHECIDOS, DAQUELE EM CUJO NOME PORVENTURA ESTEJA TRANSCRITA A ÁREA USUCAPIENDA, da presente ação, o prazo de contestação é de quinze (15) dias, contados da publicação do presente edital. Advertidos de que se não forem contestados, presumir-se-ão aceitos mesmo como verdadeiros os fatos articulados pelo autor. (art. 285 do Código de Processo Cível ). Fazenda Rio Grande aos dezessete (17) dias do mês de dezembro (12) do ano de dois mil e dez (2010). E eu (a) Aleteia R. Santos - E. Juramentada, o subscrevi. Autorizado pelo MM Juiz de Direito Desta Comarca Portaria 20/2009

DIRETRIZ EMPREENDIMENTOS S/A. CNPJ/MF 76.599.919/0001-05 AVISO AOS ACIONISTAS Comunicamos aos Senhores acionistas que estão à disposição, na sede Social da Companhia, na Rua Grã Nicco, 113 - bloco 4 - 4º andar - bairro Mossungue, os documentos de que trata o artigo 133 da Lei 6.404/76, referentes ao exercício findo em 31.12.2010. Curitiba, 11 de março de 2011.

EDITAL DE PROCLAMAS C ARTÓRIO D ISTRITAL DA B ARREIRINHA JOAQUIM VIEIRA MACIEL - TITULAR Av. Anita Garibaldi ,1250 – Ahú – Fone (41) 3352-3002 / 3254-8424/ 3252-3605 Faço saber que pretendem casar-se e apresentarem documentos exigidos pelo artigo 1525, incisos I, III e IV; I, III,IV e V do Código Civil Brasileiro em vigência, os contraentes: 01 - RAFAEL CARDEAL OGANAUSKAS E DANIELA SOUZA NUNES; 02 - THIAGO HENRIQUE DOS SANTOS E JOSLENE DE JESUS ALVES RIBEIRO; 03 - ADEMIR DONADELLI E GIBEA JOSÉ VIEIRA; 04 - PEDRO PASTANA NETO E KATALINE NADOLNY CORDEIRO; 05 - THIAGO DE PAULA MAIA CLERISE E FERNANDA SOARES LUZ; 06 - ANTONIO FERREIRA PETERS E DAIANE DE OLIVEIRA DE SOUZA MELO; 07 - LUIS FREDERICO FAVORETO E ADRIANE APARECIDA KRZYZANOVSKI; 08 - RODRIGO APARECIDO DE ANDRADE DOS SANTOS E THASSIA SOARES NAVARRO; 09 - ELINTON LORIZEU MOREIRA E DILMARA KELLIN LINS; 10 - PEDRO LUIZ ANDREATTA E SUELI MANIKA DOS SANTOS; 11 - THIAGO JOSE GOULART DE MELO E ELOIZA GABRIEL LOPES; 12 - LEOPOLDO THIAGO LEAL VAZ E THALITA LOURENÇO; 13 - DIEGO HENRIQUE DE SOUZA E DANIELE DE OLIVEIRA PAULINO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIBA, 16 DE MARÇO DE 2011

CONDOMINIO EDIFICIO MINAS GERAIS RUA XV DE NOVEMBRO 270 CNPJ - 01.056.136/0001.86 CEP: 80020.920 CURITIBA PR EDITAL DE CONVOCAÇÃO Convocamos os Condôminos do Edifício Minas Gerais a se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária a ser realizada no dia 28 de Março de 2011 na secretaria do Condomínio, Rua XV de Novembro nº 270, ás 17.00 horas em primeira convocação e ás 17.30 horas com qualquer número de participantes a fim de discutirem e deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: 1. Definição do estabelecido na convenção do Condomínio protocolado e registrado em microfilme sob nº 449518 e arquivado sob o nº 249386 no 2º Cartório de Registro de Títulos e Documentos que estabelece o uso do Edifício unicamente para escritórios para outras atividades e estabelecendo os parâmetros de ocupação por área. 2. Outros assuntos de interesse geral. Curitiba 16 de Março de 2011 Síndico

Empresas&Produtos TIM prospecta parceiros comerciais na Feira do Empreendedor A TIM participará da Feira do Empreendedor promovida pelo Sebrae, de 17 a 20 de março, no ExpoUnimed em Curitiba. O objetivo da operadora é abrir novas oportunidades de representação comercial para atendimento ao mercado de pequenas e médias empresas no Paraná. Os prestadores de serviço atuarão como agentes autorizados para ofertar os produtos e serviços da TIM com escritório comercial e uma equipe de vendedores, supervisores e funcionários com tarefas administrativas . Uma equipe da TIM estará diariamente no local para orientar e conceder mais informações aos interessados. Entre as vantagens oferecidas pela operadora aos novos empreendedores está o suporte dedicado, com acompanhamento de um consultor especializado na organização e gestão do negócio. O parceiro da TIM ainda conta com treinamentos para capacitação e desenvolvimento do empresário e equipe, além de um programa de relacionamento, com benefícios financeiros para ambos. A Feira do Empreendedor é um dos eventos de maior sucesso do Sebrae com oportunidades e informações para o estímulo à geração de negócios. A feira acontece desde 1994 e deverá receber cerca de 5 mil pessoas por dia.

Telasul lança Houser iTech na Feicon A Telasul S/A, localizada em Garibaldi (RS), lançará na Feicon, maior Salão latino-americano do setor de construção civil, a Houser iT ech iTech ech. A empresa apresentará na feira, que ocorre em São Paulo entre 15 e 19 de março, seis modelos de portas e acessórios para personalização. A nova linha possui apelo mais moderno e futurista frente às tradicionais portas Houser, fabricadas pela empresa desde 2009. São equipadas com sistema anti-arrombamento, fechamentos especiais de três pontos, além de extrema resistência contra impactos.”Com um valor diferenciado, oferecendo design e segurança, as portas de segurança Houser estão sendo cada vez mais procuradas por consumidores que buscam tranqüilidade para sua família e, também, por arquitetos e construtoras, pois conciliam qualidade, beleza e segurança”, explica Tiago De Biasi, diretor geral da empresa. O desenvolvimento das portas Houser consumiu 18 meses de pesquisa e testes e demandou investimento de R$ 10 milhões. A Telasul aposta em sua expertise para, em pouco tempo, tornarse também referência no mercado de portas de segurança.


Opinião Lei do Salário-mínimo: Cortina de Fumaça, Embuste e Estelionato Nacional É de conhecimento de todo cidadão e empresário brasileiro que a lei nº 12.382/11, denominada, "hipocritamente", como Lei do Salário Mínimo, depois de passar pela Câmara e Senado Federal, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 1º de março. Nada de anormal haveria nesta lei que estabeleceu a nova política para o valor do Salário Mínimo Nacional não fosse o aspecto de o governo federal ter incluído - de forma totalmente disfarçada - neste mesmo projeto, assunto totalmente diverso do Salário Mínimo. Repetindo uma lamentável forma de fazer política fiscal, o Governo Federal escondeu suas verdadeiras intenções e, aproveitando-se da comoção social que o tema Salário Mínimo costuma provocar , oportunisticamente, incluiu no projeto da Lei, sem tornar isto público, artigos que tratam de matéria tributária, como podemos verificar no art. 6 da citada lei. Em direito penal, quando alguém pratica ato ou falsifica/modifica documento no propósito de induzir outro a erro para dele tirar vantagens,se diz que esse é autor de Crime de Estelionato. No Brasil, quando isto é feito por meio de um processo legislativo complexo e cheio de corredores escuros, denomina-se "Política Fiscal". Neste contexto, a Lei do Salário Mínimo é uma espécie de "jóia da coroa" deste tipo de sacanagem. Vende "gato por lebre" e mais parece a figura mitológica do "Cavalo de Tróia", um tipo de presente Grego que traz escondido em seu interior o melhor do exército inimigo. Nossos Senadores e Deputados Federais, ao lado dos cidadãos e empresários brasileiros, passaram todo mês de fevereiro e o início do mês de março debatendo o que lhes disseram ser a Lei do Salário Mínimo, enquanto o verdadeiro interesse era ver aprovada uma lei relativa a Política de “Acirramento Fiscal”. Citada norma trouxe em seu texto artigos que revogaram direitos e prerrogativas conquistados pelos contribuintes em normas anteriores, dentro das Leis Estaduais que criaram os programas de parcelamentos de ICMS e das leis Federais que criaram o Refis I, o PAEs, o Paex e muito recentemente, o Refis da Crise. O estratagema governamental serviu para revogar as leis que asseguravam aos contribuintes a suspensão ou a extinção de Ações Penais, quando pagassem à vista, ou de forma parcelada, os tributos ou contribuições previdenciárias objeto destas mesmas ações criminais. Esta mudança hostil visa enfraquecer ainda mais o contribuinte, dando maior poder a Receita Federal, dando continuidade a política de criminalização da atividade produtiva e o ajuizamento de ações penais com exclusivo propósito de, fora da Execução Fiscal ou do processo administrativo normal, pressionar o contribuinte a pagar ou a negociar tributos em atraso ou ainda não declarados, sem discutir sua legalidade. Édison Freitas de Siqueira Presidente do Instituto dos Direitos dos Contribuintes www.edisonsiqueira.com.br email:efs_artigos@edisonsiqueira.com.br COOPERATIVA DE TRABALHO DE PROFISSIONAIS EM RADIOLOGIA DO PARANÁ - CNPJ.03.012.321/0001-02 CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA Ficam os associados da COOPERADI-Cooperativa de Trabalho de Profissionais em Radiologia do Paraná, CONVOCADOS para Assembléia Geral Ordinária a realizar-se em sua sede, na Avenida Winston Chuchill, 176-sala 1, no dia 01 de abril de 2011, em 1ª. Chamada às 19,00 hs., 2ª. Chamada às 20,00 hs. e 3ª. Chamada às 21,00 hs. ORDEM DO DIA: 1-Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultado do exercício social encerrado em 31.12.2010, bem como o parecer do Conselho Fiscal. 2-Metas de trabalho para o exercício de 2011. 3-Eleição do Conselho Fiscal 2011/2012 4-Assuntos Gerais

Justiça&Direito

Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | A8

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Compete ao STF julgar conflito de lei sobre ISS Alíquota é fixa por profissionais que atuam com responsabilidade pessoal

É

de competência do Supremo Tribunal Fe deral julgar causas decididas em única ou última instância que tratam de decisão recorrida que julgou válida lei local contestada em face de lei federal. A decisão é da 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça. O recurso discute se uma sociedade de médicos deve pagar o ISS de acordo com a lei do município de Assis (SP) ou lei federal. O relator do caso, ministro Mauro Campbell Marques, destacou que o principal pedido do recurso é a repetição dos valores pagos a mais do ISS entre janeiro de 2001 e maio de 2004, devido ao suposto direito de a Unidade de Nefrologia de Assis, por ser sociedade simples uniprofissional, recolher o tributo por cota fixa anual. Segundo o ministro, a alíquota fixa do ISS somente é devida às sociedades unipessoais integradas por profissionais que atuam com responsabilidade pessoal, e não às sociedades empresariais, como as sociedades por cotas, cuja res-

Ministro Mauro Campbell Marques, destacou que o principal pedido do recurso é a repetição dos valores pagos a mais do ISS entre janeiro de 2001 e maio de 2004

ponsabilidade é limitada ao capital social. Apesar de o tema ser de competência do STF, o relator concluiu em seu voto que é necessária a comprovação de que não houve repasse do encargo e que, o exame dos autos, ainda que superficial, mostra que isso não ficou comprovado, de

modo que a repetição solicitada não é possível. Por unanimidade, os ministros não conheceram o recurso especial.

O caso A Unidade de Nefrologia de Assis alegou no recuso que o recolhimento do ISS, referente aos exercícios de

2001 a 2004, deve ser feito como prevê o artigo 9º, parágrafo 1º, do Decreto-Lei 406/1968. Segundo a norma, a base de cálculo do imposto é o preço do serviço. “Quando se tratar de prestação de serviços sob a forma de trabalho pessoal do próprio contribuinte, o imposto será calculado, por meio de alíquotas fixas ou variáveis, em função da natureza do serviço ou de outros fatores pertinentes, nestes não compreendida a importância paga a título de remuneração do próprio trabalho”. O Tribunal de Justiça de São Paulo julgou que, a partir de 2004, as sociedades prestadoras de serviços de saúde, assistência médica ou similares só podem ser tributadas por meio da alíquota de 3,5% sobre o faturamento, tendo em vista que a regra é estabelecida na Lei Municipal 2/2003. Segundo o TJ-SP, essa legislação não autoriza que o ISS incida sobre “valor fixo e periódico”, não sendo possível a aplicação do artigo referido do Decreto-Lei 406/68.

AÇÕES EM MASSA

Juizados do TRF-4 agilizarão julgamento de processos A Coordenadoria dos Juizados Especiais Federais da 4ª Região (Cojef), com jurisdição nos três Estados do Sul, deve julgar ainda neste primeiro semestre todos os processos de Repercussão Geral sob sua relatoria. A intenção foi manifestada depois de a direção do Cojef ter recebido um ofício do gabinete do ministro Gilmar Mendes,

do Supremo Tribunal Federal. A iniciativa tem o objetivo de buscar a colaboração dos ministros do STF, a fim de priorizar, nos julgamentos, milhares de partes que aguardam o resultado de seus processos. Conforme levantamento feito pelo coordenador dos JEFs, desembargador federal Paulo Afonso Brum Vaz, mais de 60 mil ações dos

Juizados e das turmas encontram-se suspensas. Os dados finais do levantamento estão sendo enviados aos ministros relatores de processos de Repercussão Geral com reflexo em ações da 4ª Região. As matérias a serem apreciadas nos processos de repercussão, relatados pelo ministro Gilmar Mendes, referem-se à correção mo-

netária dos depósitos em cadernetas de poupança afetados pelo Plano Collor II; a revisão de benefício previdenciário em decorrência da majoração do teto de benefícios efetuada pelas Emendas Constitucionais 20 e 41; e a exclusão de benefício previdenciário de valor mínimo do cômputo da renda familiar, para concessão do benefício assistencial.

Ronaldo Adriano Bino Diretor Presidente

STF decide que liberdade condicional não é suspensa automaticamente O livramento condicional não pode ser suspenso automaticamente, sem uma decisão judicial fundamentada, mesmo que o condenado tenha cometido novo delito durante sua vigência. Com esse entendimento, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal restabeleceu uma decisão de primeira instância que libertou beneficiário do livramento que tinha sido preso por suposto novo delito. O ministro Gilmar Mendes, relator do caso, decidiu o caso com base no artigo 145 da Lei de Execuções Penais (Lei

7.210/1984) e 732 do Código de Processo Penal, que têm a seguinte redação: “praticada pelo liberado nova infração, o juiz ou o tribunal poderá ordenar a sua prisão, ouvido o Conselho Penitenciário, suspendendo o curso do livramento condicional, cuja revogação ficará, entretanto, dependendo da decisão final no novo processo”. Segundo o ministro, o livramento condicional tem natureza cautelar e decorre de decisão judicial fundamentada, de modo que sua suspensão também depende de fundamentação e não é

automática. No caso, Mendes considerou que ao suspender o livramento condicional, o Superior Tribunal de Justiça interpretou literalmente o artigo 145 da LEP e não fundamentou a real necessidade da medida. O impetrante do Habeas Corpus do STF foi condenado a três anos de reclusão pelo crime de furto qualificado, e obteve liberdade condicional. Contudo, foi preso preventivamente em 27 de abril de 2005, acusado dos crimes de furto, corrupção de menores e formação de quadrilha.

Punição para quebra de sigilo fiscal será tratada em projeto de lei Senadores governistas e da oposição fizeram um acordo para derrubar a Medida Provisória que previa punições mais rigorosas para servidores públicos que quebrassem o sigilo fiscal de contribuintes. Com isso, será apresentado um projeto de lei com tramitação em caráter de “urgência urgentíssima” que resgatará o texto original da MP. A informação é da Agência Senado. O acordo foi feito para que

o Senado garanta uma posição mais ativa no exame de MPs. Na sessão do dia 1º de março, muitos senadores manifestaram insatisfação com a demora da Câmara dos Deputados em enviar as MPs ao Senado. Nesta terça, o assunto foi retomado após questionamento do senador Itamar Franco (PPS-MG). Ele apontou inconstitucionalidades na prática adotada pelo Congresso na tramitação das medidas. De acordo com o senador,

os prazos estipulados pela Constituição não são respeitados, fazendo com que as MPs sejam votadas no Senado “de afogadilho”. A solução adotada no caso do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 4/11, proveniente da Medida Provisória (MP) 507/10, por sugestão do senador Renan Calheiros, foi aprovar uma emenda ao PLV, forçando seu retorno à Câmara e, consequentemente, a perda de sua validade.

Dias parados em greve não podem ser compensados Empregados da Empresa de tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) não conseguiram evitar o desconto nos salários dos dias de paralisação durante a greve da categoria com a compensação do período por meio de serviços extras. A Seção Especializada em Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho negou recurso levado pela Federação Nacional dos Empregados em Empresas e Órgãos Públicos e Privados de Processamento de Dados, que agiu em nome da classe. A relatora do caso, ministra Dora Maria da Costa, usou em sua fundamentação a Lei 7.783, de 1989, que cuida especificamente das greves. Segundo ela, o artigo 7º determina que a participação em greve suspende o contrato de trabalho. Ou seja, o desconto e a não-compensação dos dias parados estariam justificados.


Economia Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | B1 | Indústria&Comércio

SALÁRIO MÍNIMO

Fiep reitera posição sobre reajuste do piso regional Federação defende que aumento não ultrapasse índices de inflação

A

Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) reiterou nesta quarta-feira (16/03), durante reunião na Secretaria de Estado do Trabalho e Emprego, em Curitiba, a posição de que o reajuste do salário mínimo regional em 2011 não deve ultrapassar os índices de inflação previstos para o período. No encontro, em que representantes de entidades do setor produtivo e das centrais sindicais de trabalhadores discutiram o assunto, a Fiep defendeu ainda a livre negociação entre empresários e empregados, levando em conta as peculiaridades regionais e setoriais, como melhor forma para definição de reajustes salariais. Uma nova reunião para debater o tema foi marcada para a próxima terçafeira (22/03). O vice-presidente da Fiep, Hélio Bampi, que foi o porta-voz das federações empresariais na reunião, destacou a importância do encontro. “É preciso tecer um grande elogio ao governo Beto Richa por promover o

diálogo entre os atores envolvidos nesta questão. Esperamos que esse seja um espaço perene de debates”, disse. Durante a reunião, Bampi apresentou a proposta das federações empresariais para o reajuste do mínimo regional neste ano. As entidades defendem que o aumento não ultrapasse o centro da meta de inflação, que é de 4,5%. Enquanto isso, as centrais sindicais pedem um reajuste de 14,8%, bastante acima das previsões inflacionárias. Citando um levantamento do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), o vice-presidente da Fiep mostrou que o piso estadual cresceu entre 121% e 140% de 2005 a 2010, dependendo da categoria profissional. Enquanto isso, o mínimo nacional subiu 70%. “Nesse período, o piso regional do Paraná teve um ganho real que chega a 83%, muito acima do mínimo nacional. Essa situação vem fazendo com que o Paraná perca competitividade,

o que leva à perda de investimentos e à exportação de empregos para outros estados”, afirmou. Hélio Bampi defendeu que o índice de reajuste do piso estadual em 2011 leve em conta essa realidade. “Precisamos de uma proposta que olhe para o futuro do Paraná. É necessário encontrar um equilíbrio para que o Estado possa ter um crescimento econômico e social sustentável”, declarou.

NEGOCIAÇÃO Os representantes do setor produtivo reiteraram ainda a posição de que as discussões salariais entre empresários e trabalhadores devem ser feitas em negociações coletivas, que levem em conta a realidade de cada região do Estado e dos diferentes segmentos profissionais. “As convenções coletivas entre sindicatos empresariais e de trabalhadores são o instrumento legal para isso, respaldadas pela Constituição Federal”, justificou Bampi. Segundo ele, a imposição de um índi-

ce de reajuste artificial para o mínimo regional compromete o livre diálogo entre empresas e empregados, já que ele é usado como paradigma para as negociações. Como a reunião desta quarta-feira não resultou em um acordo sobre o índice de reajuste que deve ser aplicado ao mínimo paranaense em 2011, outra rodada de debate foi marcada para a próxima terça-feira (22/03), às 14 horas, novamente na sede da Secretaria do Trabalho e Emprego. Para o secretário Luiz Cláudio Romanelli, a aproximação entre empresários e trabalhadores é fundamental para a definição de estratégias do governo em relação ao piso estadual. “O governo pretende que esta discussão dê substância ao que será a política do mínimo regional nesta gestão. O piso tem sido um instrumento poderoso para a superação das desigualdades sociais no Paraná, mas temos que reconhecer que o Estado deve se manter competitivo”, afirmou.

Maioria da COMBUSTÍVEIS população é “Governo resistirá ao máximo a contra novos impostos para promover reajuste da gasolina” financiar saúde Wellton Máximo

Marcello Casal Jr./ABr

Daniel Lima

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), feita em parceria com o Ibope, mostra que dois em cada três brasileiros acreditam que não é necessário aumentar os impostos para melhorar os serviços de saúde. O levantamento mostra também que 72% da população reprovam a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para financiar a saúde. Entre os entrevistados, 37% não souberam responder o que é CPMF. O desconhecimento é maior entre os mais jovens (29% na faixa de 16 a 24 anos). De acordo com a CNI, por regiões, o Sudeste concentra a maioria dos que se opõem ao aumento de impostos. Segundo a pesquisa, 71% dos entrevistados são contrários ou parcialmente contrários à criação de mais tributos. Já entre os moradores do Sul, 30% concordam, total ou parcialmente, com a proposta e 49% discordam, total ou parcialmente. Na avaliação da CNI, a maioria dos brasileiros entende que o governo já arrecada muito e não precisa aumentar as alíquotas para oferecer novos serviços. Para 87% dos entrevistados, o peso dos impostos no bolso do cidadão é elevado ou muito elevado. Apenas 7% consideram os valores adequados. A pesquisa mostra ainda que os brasileiros associam a má qualidade dos serviços de saúde à má gestão dos recursos públicos.

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, negou nesta quarta-feira (16/03) que o governo pretenda reajustar a gasolina nas refinarias. Segundo ele, a manutenção do preço do petróleo, em torno de US$ 110 o barril, ainda não justifica a necessidade de aumento. “Falou-se que a Petrobras poderia reajustar a gasolina se o preço do barril passasse de US$ 105. A cotação chegou a US$ 110 e nada aconteceu”. De acordo com o ministro, o governo não tem interesse em reajustar a gasolina e resistirá o quanto for possível a tomar qualquer medida nesse sentido. “A Petrobras pode ter interesse num preço maior, mas o governo, com certeza, não tem”. Lobão deu as declarações ao chegar para a reunião do Fórum de Desenvolvimento Econômico no Ministério da Fazenda.

O nível de atividade econômica do país aumentou 0,71% em janeiro, comparado com o do mês anterior, e 4,58%, em relação ao de igual período do ano passado, de acordo com números divulgados nesta quarta-feira (16/03) pelo Banco Central (BC). O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) chegou a 141,74 pontos, ante os 140,74 pontos de dezembro e os 135,53 pontos de janeiro de 2010. Com isso, a expansão da produção acumula 7,38% nos 12 meses encerrados em janeiro. Criado pelo BC para antecipar os resultados aproximados do Produto Interno Bruto

(PIB) – soma das riquezas e serviços produzidos no país – , o IBC-Br é um dos parâmetros considerados pelo Comitê de Política Monetária (Copom) na hora de definir os rumos da taxa básica de juros (Selic). O IBC-Br incorpora e sintetiza informações sobre os diferentes setores da economia, como a indústria, serviços e a agropecuária, na tentativa de antecipar a evolução da atividade econômica. Essas projeções se assemelham aos números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados posteriormente, mas informe do BC sustenta que o indicador não mede nem projeta o PIB.

Entrada líquida de dólares atinge US$ 7,42 bi no mês Stênio Ribeiro

O Banco Central (BC) divulgou nesta quarta-feira (16/ 03) que a entrada líquida de dólares no país em março, até a última sexta-feira (11/03), soma R$ 7,42 bilhões. Com isso, o fluxo cambial (entradas menos saídas) chega a US$ 31,76 bilhões no acumulado do ano. Mais, portanto, que todo o saldo de 2010, que foi de US$ 23,34 bilhões. No mês, a movimentação comercial contabiliza exportações de US$ 6,1 bilhões contra importações de US$ 5,59 bilhões, o que resulta em saldo de US$ 510 milhões. Dinheiro que se soma ao saldo de US$ 6,91 bilhões do fluxo financeiro, composto por investimentos, remessas de lucros, emprés-

timos externos e outros. A média diária do fluxo financeiro de março é a mais alta que se tem notícia, em comparações mensais, com entrada de US$ 1,06 bilhão por dia. Reflexo da forte oferta da moeda norte-americana no mercado internacional para conter os efeitos, ainda latentes, da crise financeira de 2008. O BC divulgou também que o total de reservas internacionais chegou a US$ 313,741 bilhões na última segunda-feira (14/03), US$ 25,166 bilhões a mais do que o saldo final de 2010. Resultado das compras de moeda que a autoridade monetária tem feito para conter a desvalorização do dólar e proteger as exportações brasileiras.

As maiores pressões sobre o IPA partiram do café em grão Thais Leitão

“Falou-se que a Petrobras poderia reajustar a gasolina se o preço do barril passasse de US$ 105. A cotação chegou a US$ 110 e nada aconteceu”

“Incluir mulheres no mercado de trabalho deve ser prioridade” A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes, afirmou nesta quarta-feira (16/03) que a prioridade da pasta no momento precisa ser a inclusão de mulheres no mercado de trabalho. Iriny lembrou que as mulheres representam a maioria da população brasileira, além de serem bem qualificadas profissionalmente. No entanto, segundo ela, as mulheres são maioria no mercado informal, ainda recebem um salário inferior ao dos homens para exercer uma mesma função e só representam 19% dos postos de comando e de direção em empresas. “Precisamos muito mesmo do Congresso Nacional. Te-

Stênio Ribeiro

Inflação medida pelo IGP-10 diminui e fica em 0,84% em março

METAS

Paula Laboissière

Atividade econômica cresce 0,71% em janeiro, indica BC

mos uma legislação já pronta para ser votada, que cria as condições de igualdade no mundo do trabalho”, disse Iriny, ao participar do programa Brasil em Pauta, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a EBC Serviços. “Ter uma legislação própria, que respalde as iniciativas, é fundamental agora”, completou. A ministra destacou ainda a necessidade de um melhor cumprimento, por parte do Judiciário, da Lei Maria da Penha, que pune com maior rigor a violência doméstica contra a mulher. Ela afirmou que o governo estuda a instalação de delegacias especializadas, núcleos de atendimento e casas abrigo também na zona rural do país.

“Se a situação das mulheres é difícil nos centros urbanos, nos rincões torna-se mais grave. Nem pedir socorro ao vizinho é possível”, destacou. Mas as ações, segundo Iriny, dependem da “boa vontade” de prefeituras e governos estaduais. Outro tema de relevância apontado pela ministra é a reforma política. De acordo com ela, é preciso ousar para que as mulheres possam disputar eleições em igualdade de condições. A ideia, segundo Iriny, é ampliar não apenas o número de candidatas, mas assegurar um percentual reservado de vagas no Congresso Nacional. “Também precisamos de mais prefeitas, mais governadoras, não só de deputadas e senadoras”, defendeu.

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP10) ficou em 0,84% em março. O resultado é menor do que o observado um mês antes, quando a taxa foi de 1,03%. De acordo com os dados divulgados nesta quartafeira (16/03) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), houve decréscimo em todos os três componentes do IGP-10. No caso do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que corresponde a 60% do índice global, a taxa diminuiu de 1,16% em fevereiro para 0,99% em março, influenciada pela redução em bens intermediários (de 0,87% para 0,67%) e em matérias-primas brutas (de 3,10% para 1,48%). Já os bens finais subiram de – 0,19% para 0,94%. De acordo com a FGV, as maiores pressões sobre o IPA partiram do café em grão (12,01%), algodão em caroço (11,44%) e milho (4,71%). Já entre as principais pressões negativas estão a soja em grão (-4,41%) e os suínos (-11,17%). O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), responsável por 30% do IGP-10, diminuiu de 0,92% para 0,59%. Três das sete classes de despesa tiveram redução na taxa. O destaque foi o grupo educa-

ção, leitura e recreação (de 2,69% para 0,20%). A principal contribuição para esse movimento partiu dos cursos formais (que na apuração de fevereiro atingiu 4,16% e neste levantamento não apresentou variação). Também apresentaram decréscimos em suas taxas os grupos transportes (de 2,45% para 1,10%) e despesas diversas (de 1,43% para 0,98%). Por outro lado, houve aumento nas taxas de vestuário (de -0,30% para 0,28%), saúde e cuidados pessoais (de 0,38% para 0,54%), habitação (de 0,44% para 0,53%) e alimentação (de 0,54% para 0,57%). Último componente do IGP-10, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que responde por 10% da taxa global, registrou, em março, alta de 0,33%. O resultado, no entanto, ficou abaixo do verificado no mês anterior (0,42%). Dois dos três grupos componentes do índice tiveram decréscimos. Os serviços passaram de 1,50% para 0,53%, e o custo da mão de obra, de 0,12% para 0,11%. Já o índice relativo aos materiais e equipamentos subiu de 0,50% para 0,55%. Para calcular o IGP-10 de março, foram coletados preços entre os dias 11 de fevereiro e 10 de março.


PublicidadeLegal Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | B2 Edital de Praça e Leilão: dia 08/04/2011 e 06/05/2011, às 09:30h-Local: Rua Senador Acciolly Filho, 1625-Cic-Curitiba-Pr: Paulo Setsuo Nakakogue, Leiloeiro Oficial, registrado na Jucepar sob nº 625, devidamente autorizado pelos Srs. Drs. Juízes do Trabalho, no exercício da Titularidade das Varas Trabalhistas, venderá, em público Leilão, conforme Art. 888 da CLT, no dia, hora e local supracitados, os bens objetivo de penhora das ações trabalhistas, nas condições indicadas neste Edital, a seguir descritos: Juiz do Trabalho, Dr. Sandro Augusto de Souza, da 01ª Vara do Trabalho de Ctba a saber: Autos nº 51606-2006-001-09-00-4: Luciane Regina Moreira Olivette Estevão X Hotel Tibagi S.A 01 Imóvel - Terreno com área total de 237,80m2 medindo 10,20m de frente para a Rua Cândido de Lopes; medindo para a Rua Carlos de Carvalho,onde mede 13,90m;do lado direito de quem da Rua Cândido Lopes olha o imóvel mede 18,70m, confrontando com o imóvel Nº 304 da rua referida de propriedade de Frederico Faria de Oliveira, do lado esquerdo de quem da rua Cândido Lopes olha o imóvel mede 27,55m, confrontando com o imóvel Nº 320 da rua Cândido Lopes de propriedade de Acir Baglioli, contendo um prédio em alvenaria, com área total construída de 2.512,17m2, em 18 pavimentos, indicação fiscal Nº 11.105.002.000.7, matrícula Nº 11.347, do Registro de imóveis da 6ª Circunscrição de Curitiba-PR de propriedade do executado,Hotel Tibagi S.A. Tomando-se por base o valor do metro quadrado construído,para a região, em R$ 2.500,00. OBS: O referido imóvel, encontra-se penhorado em outros processos da Justiça do Trabalho.Foto em anexo.Total R$ 6.280.000,00; (*3) VTC; (*4) IB;Ônus na Prefeitura R$ 688.055,03 até 10/03/2011 mais custa e honorários judiciais, Juíza do Trabalho, Dra. Hilda Maria Brzezinski da Cunha Nogueira, da 02ª Vara do Trabalho de Curitiba a saber: Autos nº 07776-2010-002-09-00-4: Gilmara da Silva Santana X Hotel Tibagi S.A. 01 Um sofá de três lugares em couro,cor marrom, em bom estado de conservação. Total R$ 1.000,00;Autos nº 08100-2007-002-09-00-2: Rafael Fabiano da Cruz X Urts Logística e Mudanças Ltda.15 Caixas de Vinho com seis unidades cada.Marca San Roque, Lua Bonarda Malbec, Produzido em Mendoza-Argentina, avaliadas em R$ 80,00 cada caixa.Total 1.200,00;Autos nº 27773-2010-002-09-00-7: Herbert Seabra da Costa Santos X Geo Equipamentos Especiais Ltda.01 Microcomputador AMDSempron Processador 3000+,1.80 GHz, 992 MB Ram Microsoft Windows XP, Professional Versão 2.002/ Service Parck 3, composto de um monitor de vídeo,marca LG, cor preta,tela plana flatron W 1752 T; um teclado sem marca, cor preta; um mouse marca Knup um CPU, cor preta, modelo Wise Case, AMD 100 Prorr; duas caixas pequenas de som. Todos em bom estado de uso e conservação. Total R$ 850,00;01 Microcomputador Intel (R) Pentium (R) Dual CPU E2160@1.80 GHz, 0,99 GB de Ram, Microsoft Window XP, Professional, Versão 2002, Service Pack 3, composto de um monitor de vídeo, marca LG, cor preta,modelo Cyber Office, tamanho pequeno, tela plana; um teclado Mtek;um mouse marca Dr Hank; duas caixas de som pequenas; um CPU, marca Sansung, cor preta, modelo Super Write máter. Todos em bom estado de uso e conservação.Total R$ 900,00; 01 Microcomputador Celeron (R) CPU 2.80 GHz 992 MB de Ram, Microsoft Windows XP-Versão 2002 Service Pack 3,composto de um monitor de vídeo, marca LG, cor prata,Flaton e z T530S, cor prata;um mouse marca Genius; um teclado marca Clone Slim Keyboard;duas caixas de som pequenas, marca Clone; um CPU marca LG, modelo Cyber Office. Todos em bom estado de uso e conservação.Total 700,00;01 Microcomputador Pentium (R) Dual Core CPU e 5200 @ 2.50 GHz,3.24 GB de Ram, Microsoft Window XP, Professional,Versão 2002, Service Pack 3,composto de um monitor de vídeo marca LG, Flatron W1752T; um teclado, cor preta, sem marca; um mouse marca Multilaser; duas caixas de som pequenas, marca Satellite; um CPU,marca Samsung,modelo Write Master, cor preta. Todos em bom estado de uso e conservação. Total 1.150,00; Total 3.600,00;Autos nº 10395-2007-002-09-00-7: Paulo Neves de Quadros X Dal Pai S.A Indústria e Comércio.01 Lote de Terreno sob n.04,da quadra C,da Planta Jardim Urano,situado no Pinheirinho, Curitiba, medindo 11,00m de frente para a Rua 02 ( atual Rua Batista da Costa ),por 19,50m de extensão da frente aos fundos em ambos os lados, com área total de 214,50m2. Matrícula: 14.838 do 8º CRI Curitiba. Indicação Fiscal: Setor 81, Quadra 286 Lote 004.000. Benfeitorias:Uma casa de alvenaria,de aproximadamente 150m2, em péssimo estado de conservação, divisão interna de alvenaria e madeira.Total R$ 140.000,00; Ônus na Prefeitura R$ 525,85 até 15/02/2011 mais custa e honorários judiciais; Juíza do Trabalho, Dra. Gabriela Macedo Outeiro, da 13ª Vara do Trabalho de Ctba a saber: Autos nº 18935-2006-013-09-00-3: Milena Bonato Tosin X Gomes & Miahira Ltda.200 Óculos de sol, da marca Chilli Beans, modelos diversos, novos, no valor médio de R4 125,00 cada.Total R$ 25.000,00; Juíza do Trabalho, Dra. Rosiris Rodrigues de Almeida Amado Ribeiro, da 14ª Vara do Trabalho de Ctba a saber: Autos nº 14553-2008-014-09-00-9: Alexandre Ogg Gomes X E T Machado e Cia LTDA X e outros (3) X Ikran Antunes Machado X Vairan Antunes Machado X Espólio de Geraldo Monteiro 01 Lote de terreno nº 05, da Planta Jardim das Laranjeiras,situado em Piraquara-Pr,sem benfeitorias, com divisas e confrontações constantes na matrícula nº 29068 do Cartório de Registro de Imóveis de Piraquara. Total R$ 9.152,00; Ônus na Prefeitura R$ 195,11 até 17/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Lote de terreno nº 08,da Planta Jardim das Laranjeiras, situado em Piraquara-Pr,sem benfeitorias,com divisas e confrontações constante na matrícula nº 29069 do CRI de Piraquara. Total R$ 10.512,00; Ônus na Prefeitura R$ 223,53 até 17/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Lote de terreno nº 10. da Planta Jardim das Laranjeiras, situada em Piraquara-Pr, sem benfeitorias, com divisas e confrontações constantes na matrícula nº 29070 do CRI de Piraquara.Total R$ 9.333,00; Ônus na Prefeitura R$ 198,88 até 17/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Lote de terreno nº 23, da Planta Jardim das Laranjeiras, situada em Piraquara-Pr, sem benfeitorias, com divisas e confrontações constantes na matrícula nº 29071 do CRI de Piraquara.Total R$ 10.427,00; Prefeitura R$ 221,75 até 17/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Lote de terreno nº 24, da Planta Jardim das Laranjeiras, situado em Piraquara-Pr,sem benfeitorias,com divisas e confrontações constante na matrícula nº 29072 do CRI de Piraquara.Total R$ 9.479,00; Ônus na Prefeitura R$ 201,94 até 17/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Lote de terreno nº 25, da Planta Jardim das Laranjeiras, situado em Piraquara-Pr,sem benfeitorias,com divisas e confrontações constante na matrícula nº 29073 do CRI de Piraquara.Total R$ 9.393,00; Ônus na Prefeitura R$ 200,14 até 17/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Máquina de solda de lona,marca:meca, Nº série: MST4 198 0504, cor verde,utilizada para a solda de lonas; usada;em funcionamento e em bom estado de conservação.Total R$ 18.000,00; Total R$ 76.296,00; Autos nº 25445-1996-014-0900-7: Joaquim Ferreira Neto X Magigas Comércio e Transportes de Gás Ltda(ME) X Johny de Albuquerque X Isabel Cristina Martins de Albuquerque X Mário Lourenço Leite 01 Veículo Chevrolet/Celta, 5 portas, 2003/2003, placa AKV-4041, vermelha, chassi 9BGRD48x03G181644, renavam 80.229085-0, a gasolina.Total R$ 19.000,00; Ônus Detran R$ 647,46 até 25/02/2011; Juiz do Trabalho, Dr. Rafael Gustavo Palumbo, da 15ª Vara do Trabalho de Ctba a saber: Autos nº 26802-1995-015-09-00-0: Valdemir Cadena dos Santos X Blamarcon Construções Civis Ltda X Antonio Marcos Gonsalves Batista X Walter dos Santos X José Divino Wiens. 01 Veículo marca Ford, modelo F100A, placa LZV-6817, cor branca, com carroceria aberta,a gasolina, ano fabricação 1981, ano modelo 1981,chassi LA7AZM08493,Renavam 55.791916-9, com bancos rasgados e afundados,com amassado de batida grande na lateral do motorista na carroceria, com quatro pneus e um estepe, sem funcionamento há tempos,com ferrugens e escoriações esparsas por quase todo o veículo,pára-choque traseiro entortado, com ferrugens, em mau estado de conservação.Total R$ 1.000,00; Ônus Detran R$ 265,72 até 25/02/2011; Juiza do Trabalho, Dra. Ana Maria São João Moura, da 651ª Vara do Trabalho de Ctba a saber: Autos nº19378-1997-651-09-00-1: Marcelo Augusto Cuba X Agencia dos Correios Franqueada da Republica Argentina Ltda;01 Tapete de lã, medindo aproximadamente 3,00x2,18m, cores em vermelho preto e marrom, o qual está com a borda desfiada.total R$ 3.000,00;01 Passadeira em lã e seda, nos tons azul, preto e chocolate, medindo aproximadamente 0,62x2.30.total R$ 1.000,00;01 Tapete de lã, medindo aproximadamente 2,10x2.90m, cores vermelho,preto azul e bege, com a borda desfiada.total R$ 2.800,00;01 Passadeira em lã cores marinho, caramelo e vermelho medindo aproximadamente 0,70x4.30m, com a borda desfiada.total R$ 2.000,00;1 Tapete de lã e seda, medindo aproximadamente 0,93x1,53m,nas cores em vermelho,azul e bege.total R$ 1.400,00; 01 Tapete de lã e seda, cores bege e marrom, medindo aproximadamente 0,93x1,53m. total R$ 1.200,00; 01 Tapete em lã, medindo aproximadamente 2.40x1.40m, na cor vermelha e cinza com a borda desfiada.total R$ 2.000,00;01 Tapete em lã, nas cores bege,detalhes em verde e azul, medindo aproximadamente 0.86x1.74m. total R$ 1.200,00;01 Tapete em lã e seda, nas cores cinza e preto, medindo aproximadamente 0.63x0.96m, total R$ 490,00;01 Relógio,tipo carrilhão medindo aproximadamente 1.79x0.36x0.38m em madeira escura. O relógio estava solto dentro do gabinete. total R$ 900,00; 01 Cristaleira medindo aproximadamente 0.40x1.20x1.40m em madeira, vidro e espelho. A Cristaleira está com o puxador quebrado e contendo somente uma chave. total R$ 1.300,00;01 Balcão de madeira escura, com entalhes, com três portas medindo aproximadamente 0.64x2.30x0.95m, total R$ 2.000,00; 01 Tela com moldura, paisagem medindo aproximadamente 0.70x0.52-Obra de Genehr. A tela apresenta rachaduras e bolor na parte traseira, sem condições de comprovar sua autenticidade,não havendo no local certificado.total R$ 1.000,00;01 Mesa oval em madeira entalhada com tampo em mármore chumbo,medindo aproximadamente 0,76x1.28m;total R$ 1.900,00; 01 Aparador em madeira entalhada com tampo em mármore rosado, medindo aproximadamente 1,15x0.79m. O suporte do pé do aparador está quebrado.R$ 1.250,00;total R$ 23.440,00; Autos nº 18406-2006-651-09-00-5: Felisberto da Silva Filho X Fortfer Indústria Importação e Exportação de Produtos de Aço Ltda X Kimilan Comercial de Produtos de Limpeza Ltda X Esponjaço Indústria e Comércio de Produtos de Aço Ltda. 270 Fardos de esponja de lã de aço marca Açolux,contendo cada fardo 14 pacotes, cada um com 8 esponjas.Cada fardo avaliado em R$ 112,00.Total R$ 30.240,00;OBS. Os bens penhorados não foram removidos , e que caberá ao arrematante retirá-los as suas expensas diretamente no estabelicimento comercial da Executada. Autos nº 07930-2009-651-09-00-3: Fabiane Floriano Modesto X Riosono Comercial de Colchões Ltda (ME). 01 Colchão, marca Ortobom, modelo Bellona, código 6040640137, na cor branca, medidas: 1,86m x 1,98m, com 43cm de altura, novo.Total R$ 4.539,00; Autos nº 11605-2001-651-09-00-8: Anadir Janes X Marsico Oficina Mecânica Ltda X Irene Marisco X José Alves Ferreira X Raquel Ruiz Martins Barbosa Moreira X Terezinha Aparecida Moreira X João Batista Lemes 30.000 Cotas de Titularidade do Executado Sr.João Batista Lemes ( CPF- 676.846.886-34),na Sociedade Comercial denominada Metano Motor Ltda CNPJ.04.539.691/0001-57, no valor de R$ 1,00 cada cota. Intimei a Junta Comercial para proceder á Averbação da Penhora.Total R$ 30.000,00; Autos nº 20995-2007-651-09-00-2: Antonio Eduardo de Oliveira Amendola X Consórcio Nacional Cidadela Ltda.(liquidação) X Representante Valdir da Costa Frazão. 01 Matrícula 38.689 da 1ª CRI - apartamento 4,tipo 1(padrão I),situado de fundos, indicação fiscal 73.056.014.136-5,com área construída privativa coberta de 57,26m2, área construída de uso comum coberta de 6,96m2, área construída total de 64,22m2, localizado no andar térreo ou 1º pavimento do bloco 31, módulo 5, parte integrante do Conjunto Residencial Parque das Araucárias, situado na Rua Guilherme Lunardon,1067,Curitiba-PR. Demais características e confrontações encontram-se descritas na matrícula 38.689 do Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Curitiba.Total R$ 110.000,00; Ônus na Prefeitura R$ 2.281,36 até 15/02/2011 mais custa e honorários judiciais, Condomínio R$ 10.371,16 até 10/03/2011; 01 Matrícula 10.517 da 8ª CRI - lote de terreno 20, da quadra I, da planta São Braz,situado no lugar São Braz,Curitiba, medindo 12 m de frente para a Rua 9,por 30m da frente aos fundos em ambos os lados, tendo nos fundos a largura de 12 m,contendo uma residência em alvenaria com cerca de 60m2, indicação fiscal 39.006.20.000. Demais características e confrontações encontram-se descritas na matrícula 10.517 do Registro de Imóveis da 8ª Circunscrição de Curitiba.Total R$ 100.000,00; Ônus na Prefeitura não consta Débito até 15/02/20011; 01 Matrícula 40.043 da 8ª CRI - lote 126, da quadra 7,da planta Jardim Santa Mônica, situado no Barigui, Curitiba, medindo 12 m de frente para a Rua H, por 30m de extensão da frente aos fundos em ambos os lados,tendo nos fundos 12m de largura,contendo uma casa em alvenaria, de dois pavimentos, indicação fiscal 69.052.19.000. Demais características e confrontações encontram-se descritas na matrícula 40.043 do Registro de imóveis da 8ª Circunscrição de Curitiba.Total R$ 370.000,00; Ônus na Prefeitura R$ 8.321,38 até 15/02/2011 mais custa e honorários judiciais, 01 Matrícula 97.953 da 8ª CRI - apartamento 102, do tipo 1, localizado no primeiro andar ou segundo pavimento do bloco 3, Padrão I,do Conjunto Residencial Villa Lobos,situado na Rua Osmar Rosa,127,esquina com a Rua Senador Accioly Filho, Colônia Augusta, em Curitiba,indicação fiscal 85.532.030.070-3.Aprox.70,00m2, demais características e confrontações encontramse descritas na matrícula 97.953 do Registro de Imóveis da 8ª Circunscrição de Curitiba,com benfeitorias.Total R$ 120.000,00; Total R$ 700.000,00; (*5) SSP;Ônus na Prefeitura R$ 202,17 até 15/02/2011 mais custa e honorários judiciais;Condomínio R$ 10.974,11 até 11/03/2011; Autos nº 18219-2007-651-0900-2: Silva Modesto Soda x Suporte e Atlanta Emergências Monitoradas Ltda (ME); 01 Impressora matricial Epson LX 300.R$ 150,00; 01 Van Twin Line Receiver,marca Safe Link Sistemas de segurança,modelo vectra L2, utilizado por monitoramento de imagens.R$ 2.000,00;01 CPU Intel Celeram, 128 MB, 40 GB DE HD, CD Ram 54x.R$ 500,00;01 CPU Intel Pentium dual cor com CD Ram LG.R$ 600,00;01 CPU Intel Celeram com CD Ram LG.R$ 300,00; 01 CPU Intel Pentium dual core s/ cd Ram R$ 400,00;01 Monitor Proview.R$ 150,00;01 Monitor AOC 17" R$ 200,00;01 Monitor LCD marca LG Flatran. R$ 400,00;01 Monitor Samsung Symc Master 551V. R$ 200,00;01 Monitor Samsung Sync Master 400B. R$ 150,00;01 CPU Pantium dual core c/ dual Ram, e leitor de cartão. R$ 700,00;01 TV Toshiba 20" FS Tuning. R$ 350,00;01 Computador Completo Celerom 2.40 GHs, 1 GB de memória Ram, monitor Proviel 17".R$ 1.000,00;01 Impressora HP Laser Jet 1020. R$ 400,00;01 Computador completo AMD Athlon 1.58GHZ, 264 MB de memória Ram. Obs: Monitor LCD marca LG. R$ 700,00; 04 Cameras de monitoramento marca tecvoz com fonte Hayonik, avaliado cada em R$ 260,00. R$ 1.040,00;01 Frigobar Cônsul, branco. R$ 350,00;01 Conjunto de escritório composto por 1 mesa em “L” com tampa em granito e suportes octagonais pretos, uma cadeira giratória com encosto e aceito em estofados laranja,

3 cadeiras com estrutura metálica e estofado laranja, conjunto.R$ 1.500,00;01 sofá em couro sintético, cor preta, de 2 lugares.R$ 500,00; 01 Jogo de Poltrona com 2 unidades com estrutura em madeira e estofa do e estofado em tecido vermelho.R$ 400,00;Total Valor R$ 11.990,00; Autos nº 30801-2008-651-09-00-8: Leonel Marinho de Azevedo x Francisco de Assis da Silva Tormes; 200 Litros, divididos em 4 bombonas, de 50 litros cada uma,do seguinte produto:Basecryl impermeabilizante acrílico a base de água.Produto novo e sem uso, com validade de 2 anos, apartir da data do embalamento. Avalia-se o litro em R$ 15,50.R$ 3.100,00.OBS:O executado informou que somente embalará o produto, por ocasião da remoção, devido ao prazo exíguo do vencimento.Autos nº 35078-2008-651-09-00-3: Debora Cius Campos x Santos & Schimuda Ltda. 01 Cadeira Odontológica, cor marrom, com cerca de 6 anos de uso, com refletor, com pedal de comando, com cuspideira, com sugador e mesa de equipo, em bom estado de conservação e em funcionamento, marca Gnatus Syncrus. R$ 4.000,00; Juíza do Trabalho, Dra. Odete Grasselli, da Vara do Trabalho de Pinhais a saber: Autos nº 01461-2009-245-09-00-4: Bartolomeu Alves de Lima X Cacilda Krziznowski. 01 Microondas Sanyo, cor branco, capacidade aproximada 22 litros, em boas condições de conservação e funcionamento.Total R$ 120,00; 01 TV Philips 29,colorida, cor cinza,com controle remoto, em boas condições de conservação e funcionamento.Total R$ 200,00; 01 Aparelho de som microsystem Gradiente,modelo E-650, duplo Tape-Deck capacidade 3 CD, com 2 caixas acústicas, em bom estado de funcionamento e conservação.Total R$ 150,00; 01 Maquina de lavar roupa electrolux, modelo LF 10, cor branca, em bom estado de conservação e funcionamento.Total R$ 600,00; 01 Aparelho Vídeo Cassete Sony,modelo SLV-89HFBR,série 5841806,em boas condições de conservação e funcionamento.Total R$ 100,00. 01 DVD Player marca Gradiente, modelo D203, série 25U286411B5H,em boas condições de conservação e funcionamento.Total R$ 130,00; 01 Playstation 2 marca Sony, série PT551604504, com 2 controles,em bom estado de conservação e funcionamento.Total R$ 450,00;Total 1.750,00; Autos nº 00424-2009245-09-00-9: Francisca de Lima X Gilsélia Izabel Schibelbein 01 Veículo VW Brasília, placa AFH 8921, ano fabricação 1975,ano modelo 1975, Renavam 51044400-8, chassi BA146524, a gasolina, cor branca, com 4 pneus razoáveis, com bolso p/ documentos da porta motorista rasgado,bancos traseiros rasgados, banco motorista inteiros, faróis inteiros, ferrugens e pintura estragada em pontos do capô, lateral inteira passageiro e lateral motorista, luz traseira danificada, retrovisores inteiros, parte amassada lado motorista, em razoável estado de conservação,motor funcionando em mau estado.Total R$ 1.500,00; Ônus Detran R$ 257,01 até 25/02/2011; Autos nº 00562-2010-245-09-001: Sérgio Sezepula X M C J Comercial Ltda. 01 Conjunto Modulado composto de cama de casal,ponte de casal com 6 portas,modulo com uma porta de canto,guarda-roupa com 4 portas e 4 gavetas, modulo com prateleiras,marca Eucamóveis, cor branca e tabaco,novos.Total R$ 1.846,00; 01 Estante Home Theater, marca DJ, cor maple com tabaco, modelo Formosa,porta corrediças com vidro,3 portas,nova.Total R$ 1.290,00; 01 Uma poltrona marca esperança, em corino cor branca,novo.Total R$ 249,00; Total 3.385,00; Juíza do Trabalho, Dra Ana Gledis Tissot Benatti do Vale 2ª Vara do Trabalho de São José Pinhais a saber: Autos nº 03717-2006-892-09-00-1: Hélio Carlos Cabiunas dos Santos x Modulo Equipamento Urbanos Ltda; 05 Banheiras com dimensão de 2,80 m; no formato octagonal;com 6 jatos (seis bicas de água): de hidromassagem;feita de fibra de vidro:são novas; de cores variadas; sem bombas.Valor unitário R$ 1.900,00.total R$ 9.500,00; 04 Banheiras, com medidas de 1,80m de comprimento X 1,30m de largura; com 6 jatos; no formato retangular; com hidromassagem;feita de fibra de vidro, são novas, de cores variadas; sem bombas. Valor unitário R$ 1.580,00, total R$ 6.320,00; 04 Banheiras, com dimensão de 1,80m, no formato redondo; com 6 jatos; com hidromassagem, feita de fibra de vidro, são novas;de cores variadas; sem bombas. Valor unitário R$ 1.700,00.total R$ 6.800,00;04 Banheiras, com medidas de 2,10m de comprimento X 1,30m de largura no formato retangular; com hidromassagem; feita de fibra de vidro; são novas; de cores variadas;sem bombas.Valor unitário R$ 2.100,00, total R$ 8.400,00; 01 Máquina politriz; com marca Tollmix; com 1.300 Watts de potência, com voltagem de 110 Voltz, modelo LP 618; Importada dos EUA (Estados Unidos); com peso de 3,2 Kg Rotação:1000 - 3000/ MIN, comprado nova e com 2 anos de uso; em bom estado de conservação e funcionamento; Avaliado em R$ 450,00 de baixa rotação. total R$ 450,00; 01 Máquina lixadeira esmirilhadeira, marca Bosch; de alta rotação;com 220 Watts;com giro de RP 8500;serie Nº 0601 321 478; comprada nova e com 1 ano e alguns meses de uso; funcionando e em bom estado de conservação. total R$ 700.00; 01 Máquina compressor; com capacidade de ar com 20 pés; com medidas aproximadas de 1,50m de comprimento por 1,20m de altura com cabeçote; motor com 4 cavalos (4 HP’s), comprado novo e com, aproximadamente,8 anos de uso;em bom estado de conservação e funcionamento compressor de ar.total R$ 2.000,00; 01 Máquina Politriz, com motor esmeril, 110 Voltz; adquirida usada e com 20 anos de utilização sob a propriedade da Empresa-Ré, funcionando e em razoável estado de conservação; sem marca/identificação tendo sido extraviada a plaqueta de identificação. R$ 250,00;Total R$ 34.420,00; Autos nº 06003-2006-892-09-00-5: Vamil Banacki x RM Premoldados Ltda x BM Pré - Moldados Ltda. 01 Carreta/ S.Reboque/ carroceria aberta, marca/modelo Reb/guerra, ano de fabricação/modelo 1987/1987, placa MBB- 2628, cor predominante branca, Renavam 54.251900-3, Chassi AGSA 1987128705896, capa- cidade 27,00 T, 3 eixos,em uso, em regular estado de conservação. R$ 35.000,00; Ônus Detran R$ 158,67 até 16/03/2011; Autos nº 012092007-892-09-00-0: Arnaldo Alves x Orlando Medeiros de Souza Junior; 01 Lote de Terreno sob n. 01, da quadra n. 09, da Planta Vila Andrade, e por informações obtidas na Prefeitura Municipal, está localizada sua entrada principal pela Rua Canadá, 175,e pelo lado direito,pela Rua Paraguai, n. 137, situada em Fazenda Rio Grande, desta Comarca de São José dos Pinhais/PR, com área total de 472,50 quadrados, com as seguintes medidas e confrontações:medindo 15,00 metros de frente para a Avenida “A”; por 31,50 metros de extensão da frente aos fundos em ambos os lados, divindo pelo lado direito de quem da Rua olha o imóvel,com o lote n. 02, pelo lado esquerdo, com a Rua 09,onde faz esquina, e na linha de fundos a largura de 15,00 metros, onde divide com lote n. 28.R$ 60.000,00; Benfeitoria:01 Edifício Residencial,localizado na Rua Canadá,775,Fazenda Rio Grande/PR, com área construída no total de 833,50m2; sendo 661,00 m2, constituído de 10 apartamentos,com 5 no 1º piso e os outros 5 no 2ºpiso.Os outros 182,50m2 ficam na parte térrea constituído na garagem e no salão de festa. O prédio está em regular estado de conservação, apresentando algumas infiltrações. R$ 600.000,00, Matr. Nº 3.548 do Registro de Imóveis da Comarca da Fazenda do Rio Grande.Total R$ 660.000,00; Ônus na Prefeitura não levantado, Penhora anotado na matricula. Juiz do Trabalho, Dr Waldomiro Antonio da Silva, da Vara do Trabalho de Colombo saber: Autos nº 00618-2008-657-09-00-6: Emerson Lima da Silva x Truck Plus Peças e Serviços Ltda; 01 Módulo para Scania 124, série 1391658 peça nova, Total R$ 9.100,00; Autos nº 01354-2009-657-09-00-9: José Roberto de Andrade x Truck Plus Peças e Serviços Ltda; 04 Conversores (Transformadores) Scania,modelo 1406408 (Sawitching Conecter - 24V/12V- 4A, cuja peças fica avaliada em R$ 350,00 cada.total R$ 1.400,00; Autos nº 00397-2008-657-09-00-6: Cristiano Bonin x Carroceira Bontolli Ltda.01 Carroceria de madeira com 6.40x2.40x0.45 metros na cor Vermelha alaranjada, usada, em regular estado de conservação. R$ 7.500,00; Autos nº 01939-2008-657-09-00-8: Jeziel de Oliveira x Maria das Dores Rodrigues Pereira x Neri José Goulart; 01 Veículo Fiat/ Premio CS 1.3,Ano/Mod; 1986, Renavam 53989763-9,Chassi 9RD1460000 3099149, placa AFI: 8991, Álcool, cor verde.Estado do bem: Mau estado de conser- vação, laterna esquerda traseira danificado, interior com avarias e sem o forro do teto; sem bateria sem funcionamento. R$ 4.000,00; Ônus Detran R$ 500,82 até 15/03/2011; Autos nº 00649-2004-657-09-00-3: Mauri Teotoni da Silva x Massa Fina Alimentos Ltda. 01 Câmara fria de congelamento,medindo 3x5 m, com motor acoplado,marca Zanetti e painéis marca Sabroe.Total R$ 23.000,00; 04 Freezers horizontais marca Metalfrio Copac 4001, avaliado cada freezer em 1.500,00. Total R$ 6.000,00; 01 Geladeira Industrial marca Metalfrio Copac 1.200 litros.Total R$ 2.300,00; 01 Fogão Industrial Marca Metalmec, com 4 queimadores.Total R$ 1.000,00; 01 Fogão Industrial Marca Metalmec, com 6 queimadores.Total R$ 1.400,00; 80 Chapas metálicas para congelamento, avaliado cada chapa em R$ 80,00, Total R$ 6.400,00; 02 Carrinhos de aço inox para congelamento, avaliado cada carrinho em R$ 1.300,00.Total R$ 2.600,00; 01 Balança marca Filizola.R$ 800,00; Valor Total R$ 43.500,00; Obs: todos os bens supracitados estão em bom estado de conservação e funcionamento. Autos nº 01089-1996-657-09-00-3: Ariel Laurentino Procek x Bilhares Graciosa Ltda x Eldir Gonze de Oliveira; 01 Lote de Terreno rural nº 02, com área total de 553, 5 m2, conforme descrições da matrícula nº10741 do CRI de Colombo/PR. R$ 500.000,00; Benfeitoria: Um pequeno prédio com aproximadamente 300 m2 contendo; Uma sala com suíte,quatro salas, dois banheiros, uma cozinha,um almoxarifado,em salão de recepção três galpões de depósito e uma pequena casa na parte dos fundos onde habita o caseiro.R$ 350.000,00. R$ 850.000,00; Ônus na Prefeitura não levantado, penhora anotada na matricula;Autos nº 02209-2007-657-09-00-3: Lair Alves X Antonio Matosso de França; 01 Afiadeira de serra, marca Langue, com motor,completa,em funcionamento e em regular estado de conservação, com aproximadamente 15 anos de uso.TOTAL R$ 10.000,00; Autos nº 00240-2005-657-09-00-8: Silvestre Paczkoski x Comércio de Pedras Colorado Ltda X José Facchini X Zilda Betinardi Facchini;01 Lote”A”da quadra nº 23 da Planta Jardim das Graças, situado no município e comarca de Colombo, terreno com área total 1.440,00m2 e benfeitorias com 805,15m2 (casa de alvenaria),demais características constantes da matrícula nº 42.872 do Registro de Imóveis de Colombo. total R$ 500.000,00;Ônus na Prefeitura não levantado, penhora anotada na matricula; Autos nº 02539-2007-657-09-00-9:Carlos Serafim X Oriente Fomento Comercial Ltda.01 Terreno rural,sem benfeitorias, denominado quinhão D-3, com área de 726.000,00 m2 ou 300,00 alqueires paulistas, situado no lugar denominado Cero Moreno, município de Rio Branco do Sul, cujas divisas e confrontações constam da matrícula 12.920 do CRI da Comarca de Rio Branco do Sul-Pr,cujo alqueires fica avaliado em R$ 6.000,00. Total R$ 1.800.000,00; ITR não Levantado; Autos nº 02173-2007-657-09-00-8: Gilmar Dias Ribeiro X Mercado Selma Angel Ltda.01 Refrigerador comercial,com três portas de vidro, com capacidade aproximada de 2,70m de largura, 1,50m de altura, 0,50m de profundidade; em funcionamento e em regular estado de conservação.Total R$ 5.000,00;Autos nº 02085-2009-657-09-00-8: Rinaldo Ramos X Moro S.A Construções Civis.01 Lote de terras 2-A-2,com área de 21.178,46m2,oriundo da subdivisão do Lote 2-A, situado no lugar denominado Roça Grande, Município de Colombo, cujas divisas e confrontações constam da matrícula 46.614 do CRI da Comarca de Colombo-PR.Os Srs.Cláudio e Merly Garcia Egea residem numa casa da madeira,com cerca de 45,00m2, em péssimo estado, como comodatários,há cerca de dois anos,conforme manifestaram. A área é de difícil acesso, e não foi possível determinar o lote de terras em que se encontra a casa mencionada na observação”1".O depósito e a intimação da penhora não foram feitas, pois a executada e seus titulares são de outra jurisdição. Total R$ 130.000,00; Ônus na Prefeitura R$ 28.829,81 até 01/ 03/2011 mais custa e honorários judiciais; penhora anotada na matricula; Autos nº 01758-2009-657-09-00-2: João Lima Cunha X Palenske e Cia. Ltda.01 Máquina parafusadeira múltipla, automática,marca: Assemply,modelo A2, N: Serie 4944514,com painel de controle,semi-nova,em funcionamento.O bem penhorado garante também os autos: 0791-2007-657; 2102-2007-657. Total R$ 190.000,00; Autos nº 01947-2009-65709-00-5: Arnaldo Pereira de Arruda X Caldeiraria Brasil Ltda. X Mauro Garcia Xavier 01 Terreno designado Quinhão A-1/2,oriundo da subdivisão do Quinhão A-1 situado no lugar denominado Cerro Moreno, Município de Itaperuçu, Comarca de Rio Branco do Sul-Pr, com área de 3.630.000,00m2, ou 363,00 hectares,ou ainda 150,00 alqueires paulistas,cujas divisas e confrontações constam da Matrícula 11.984, da CRI da Comarca de Rio Branco do Sul-Pr, cuja alqueire fica avaliado em R$ 7.000,00.Total R$ 1.050.000,00; Ônus na Prefeitura não levantado, penhora anotada na matricula; Autos nº 01903-2009-657-09-00-5: Alexandra de Cássia Soares X Panneli Madeiras Ltda.(ME) 877 Sacos de 5Kg(cada) de carvão vegetal. Total R$ 8.770,00;Autos nº 01193-2007-657-09-00-1: Luiz Policarpo Siqueira X Gasparin Comercio e Transportes Ltda.02 Motocicletas placa:AOS-8447 renavan 91.531143-7, Chassi 94RGR15OU6M 000401 Ônus Detran R$ 940,94 até 25/02/2011; e placa:AOR-8694, renavan 91.5311445, Chassi 94RGR150U6M 000400 Bramont (não se encontravam no local) mas possuem valor de mercado de R$ 6.000,00 cada. Ônus Detran R$ 2.196,55 até 25/02/ 2011; Total R$ 12.000,00;02 Reboques placa:AOM-6291 renavan 91078039-0,Chassi 9A9BA0 30361DF1330 Ônus Detran R$ 613,43 até 25/02/2011;Reb/Motopratico Esp 1.e placa:AOQ-2693,renavam 91.525.388-7 Reb/Moto Chassi 9A9BA030361DF1394 pratico Esp 1- R$ 3.000,00 cada. Total R$ 6.000,00; Ônus Detran R$ 123,96 até 25/02/ 2011; Total R$ 18.000,00;Autos nº 01173-2009-657-09-00-2: Genésio Labegalini X Saborisaude Máquinas Express Ltda 01 Máquina de produção de sorvete italiano com capacidade para 3 (três) sabores,modelo SS2,máquina nova.Total R$ 17.000,00;Autos nº 00018-2005-657-09-00-5: Edemari do Rocio Araújo X Campanha Nacional de Escolas da Comunidade 01 Imóvel com área de 8.372,00 m2 destacada de uma área maior de 36.736,00m2, conforme Escritura Pública inscrita no Livro 16,fl.39, do Cartório Distrital de Itaperuçu-PR. Há uma edificação de alvenaria, com cerca de 611m2, dividida em inúmeras salas, utilizada como escola, em regular estado de conservação.Não há matrícula específica do imóvel constrito. Atualmente o Município de Rio Branco do Sul administra a Escola Municipal Professor Jueli Costa Rosa Polonha.Direitos possessórios conforme descrito na escritura publica, regularização da documentação do Imóvel ficara conta e risco do Arrematante. Total R$ 900.000,00; Ônus na Prefeitura não Levantado, Autos nº 00366-2006-657-09-00-3: Osvaldo Rangel X Claudio José dos Santos-Beneficios 01 Microcomputador com processador Intel Celeron 1,00 GHZ, 248 MB de Ram, HD 40 GB, com leitor de CD e drive para disquete, com auto-falantes, marca Metron, com monitor de Vídeo em cores, modelo PX566, número de série 13010505,marca Proview, com mouse, cor preta, marca clone, com teclado,cor cinza,modelo Slim Keyboard,marca Clone. Tudo em bom estado de conservação. Total R$ 1.600,00; 01 Impressora Jato de tinta, modelo Deskjet 3550,em cores, marca HP,em bom estado. Total R$ 100,00; 01 Microcomputador com processador Intel Pentium III 701 MHZ,256 MB de Ram, HD 10 GB, com gravados de CD e leitor de DVD e Drive para Disquete com monitor LCD,em cores,cor preta com detalhes em prata,marca AOC,com mouse,cor preta,marca Leadership, com teclado,cor preta, modelo Slim Keyboard,marca Clone.Tudo em bom estado de conservação.Total R$ 2.000,00; Total R$ 3.700,00; Autos nº 00791-2007-657-09-00-3: Leandro Cocato Pirajão X Sutron Indústria e Comércio de Peças Ltda X Trucktechinc Indústria e Comércio de Peças Ltda X Palenske e Cia Ltda; 01 Máquina parafusadeira automática, Assembly Automation (marca), com cabeçote de 4 pontos, com alimentação automático de parafusos (até

12 mm), controlado por CLP em linha; número de identificação A-2/ 04944514.OBS:Bom estado de conservação e funciomento.O bem penhorado garante também os autos: 0250-2008-657;2102-2007-657. Total R$ 190.000,00; Autos nº 00062-2010-657-09-002: Jeferson Euzebio Lopes X Saborisaude Máquinas Express Ltda. 01 Máquina de sorvete Italiano,modelo SS7, fabricada pela empresa executado Saborisaúde,nova,em perfeito funcionamento.Total R$ 17.000,00;Autos nº 00816-2009-657-09-00-0: Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Curitiba-Sindotel X Churrascaria Cheirinho Carne Ltda.01 Freezer da marca Consul,capacidade para 310 litros,uma porta,Modelo CHA31CBANA,Série JM4116982,cor branca,semi-nova,perfeito estado de conservação e funcionamento. Total R$ 750,00; 20 Mesas de pinus, com as seguintes dimensões: 1,20 X 0,80 metros, em regular estado de conservação,que ficam avaliadas em R$ 40,00 cada.Total R$ 800,00; 80 Cadeiras de madeira com assento de palha, em regular estado de conservação e que ficam avaliadas em R$ 15,00.Total R$ 1.200,00; Total R$ 2.750,00; Autos nº 00195-2010-657-09-00-9: União X Sorvetes Bapka Indústria e Comércio de Sorvetes (ME). 01 Máquina embaladora de picolé marca Delmack, modelo PL 200,série 41, número 4106,fabricada em outubro de 2004. Total R$ 25.000,00; Autos nº 002422010-657-09-00-4: João Calado Barreto X Piquiri Empreendimentos Ltda. 01 Automóvel Ford Fiesta Street, ano 2002, cor branca, placa AKD-7905, gasolina, Chassi 3FABP04A442M 11158. Total R$ 13.500,00; Ônus Detran não Levantado; Autos nº 00155-2008-657-09-00-2: Abraão da Silva Lemos X SJB Indústria e Comércio de Cal Ltda X Furquim Bezerra e Cia Ltda. 968 Toneladas e cal virgem a granel avaliado em R$ 205,00 cada tonelada. Total R$ 198.440,00;Autos nº 00177-2009-657-09-00-3: Gilmar da Silva Lisboa X Florical Indústria e Comércio de Cal e Calcáreo Ltda 5778 Sacos de Cal hidratado,cujo saco fica avaliado em R$ 4,50. Total R$ 26.001,00; Autos nº 00280-1997-657-09-00-9: União X Supermercado Roberto Ltda X Robertrans Transportes Rodoviários Ltda.650 Engradados cada um contendo 24 garrafas vazias de cerveja avaliados em R$ 35,00. Total R$ 22.750,00; Autos nº 00416-1998-657-0900-1: Valdete Oliveira dos Santos X Santa Mônica Mármores e Granitos Ltda. 64 m2 granito natural bruto,em chapa,avaliado em R$ 50,00 m2. TotalR$ 3.200,00; Autos nº 00701-2007-657-09-00-4: Darci Santos Belizário X Florical Indústria e Comércio de Cal e Calcáreo Ltda 6667 Sacas de Cal Hidratada,cujo saco fica avaliado em R$ 4,50. Total R$ 30.001,50; Autos nº 00706-2007-657-09-00-7: José Marcio de Oliveira X Mbj Serraria e Comércio de Madeiras Beneficiadas Ltda. 75,00m3 de madeira, tipo pinus, com aproximadamente, 2,50m de comprimento com larguras variadas de 1x2 até 1x11 polegadas(medidas para cada tábua de madeira), madeiras novas, avaliada cada m3 em R$ 350,00. Total R$ 26.250,00; Autos nº 01001-2005-657-09-00-5: Silvana da Rocha X Manoel e Oliveira Ltda X Ricardo José Fogaça 10 m2 de Granito acinzentado sem polimento, cada metro R$ 170,00. Total R$ 1.700,00; Autos nº 01016-2009-65709-00-7: Ralfe de Souza Taborda X Florical Indústria e Comércio de Cal e Calcáreo Ltda. 270 Sacas de cal hidratado,com 20 Kg cada,marca Florical cuja saca fica avaliada em R$ 4,30 cada. Total R$ 1.161,00; Autos nº 01298-2008-657-09-00-1: Jeferson Castilho Cardoso X Redutech Hidráulica e Saneamento Ltda 01 Torno mecânico, marca Mitchel, com 1,80m de barramento entre pontas com passagem total de 350 mm sem a cava e passagem total de 220 mm com a cava, ano de fabricação 1954, na cor verde,usado,em funcionamento e em bom estado de conservação. Total R$ 25.000,00; Autos nº 01472-2009-657-09-00-7: União X Sutron Indústria e Comércio de Peças Ltda. 01 Máquina Parafusadeira múltiplo, automática,marca Assemply,modelo A2,nº série 4944514,com painel de controle,seminova,em funcionamento. Total R$ 190.000,00; Autos nº 01436-2007-657-09-00-1: Adalberto Carlos Galvao X Quimibel Indústria Quimica Ltda. 24.100 Litros Desengraxante Multi-uso Quimibel para limpeza em geral,avaliado em R$ 7,00 cada litro. Total R$ 168.700,00; Autos nº 02102-2007-657-09-00-5: Gilmar Aparecido Topam X Sutron Indústria e Comércio de Peças Ltda X Trucktechnic Indústria e Comércio de Peças Ltda X Baltec Indústria e Comércio de Peças Ltda X Palenske & Cia Ltda. 01 Máquina parafusadeira automático, Assembly Automation (marca); com cabeçote de 4 pontos,com alimentação automática de parafusos(até 12mm) controlado por CLP em linha, número de identificação A-2/04944514,OBS:Bom estado de conservação e funcionamento.O bem penhorado garante também os autos: 0791-2007-657;02502008-657.Total R$ 190.000,00; Autos nº 00250-2008-657-09-00-6: Edenilson Luiz Coutinho X Trucktechnic Indústria e Comércio de Peças Ltda X Sutron Indústria e Comércio de Peças Ltda X Palenske & Cia Ltda. 01 Máquina parafusadeira automático, Assembly Automation (marca); com cabeçote de 4 pontos,com alimentação automática de parafusos(até 12mm) controlado por CLP em linha, número de identificação A-2/ 04944514,OBS:Bom estado de conservação e funcionamento. O bem penhorado garante também os autos: 0791-2007-657;2102-2007-657. Total R$ 190.000,00; Autos nº 98902-2005-657-09-00-1: Ministério Publico do Trabalho Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região X Dorival Pereira Machado 01 Terreno Urbano com área de 448,50m2, constituído pelo lote “28”,situado na margem direta do Rio Ponta Grossa Município de Cerro Azul, matrícula sob nº 4.626, na CRI da Comarca de Cerro Azul, cujas divisas e confrontações dela constam. Benfeitorias: Uma edificação e alvenaria com cerca de 70,00m2, com forro em madeira e telhado de fibrocimento (Etermit);Uma casa com, edificação, com cerca de 40,00m2, coberta com telhas de barro, paredes sem reboco, janelas ou portas. As edificação encontram-se mau estado de conservação. Total R$ 50.000,00; Ônus na Prefeitura não levantado, penhora anotada na matricula; Autos nº 99574-2006-657-09-00-1: Arnaldo Sebastião de Oliveira X Lhb Comércio de Materiais de Conservação Ltda. 33.400 Sacas de 20k cada, de cal concentrado virgem, utilizado para construção civil, avaliado cada saco em R$ 4,75.Total R$ 158.650,00; Autos nº 99536-2006-657-09-00-9: Amilton da Silva X Mineração Galo Ltda X Incalsac Comércio de Materiais de Construção X Eb Indústria e Comércio de Cal Ltda. 41.000 Sacas de 20kg de cal concentrado - virgem - avaliada cada saca em R$ 4,50. Total R$ 184.500,00; Autos nº 00334-1999-657-09-00-8: Gilmar Colchesqui X Gesso Cunha Decorações Ltda X Irmãos Tha S.A X Adão da Cunha Silva X Fantino da Cunha e Silva 01 Lote de terreno sob número”2", da quadra”D”, da Planta Maria José - 2ª Parte, Roça Grande,Município Comarca de Colombo-PR,com área de 450,00m2,cujas divisas e confrontações constam da matrícula 35.713 do CRI da Comarca de Colombo,contendo as seguintes benfeitorias: A: Um barracão em alvenaria fechado em três lados, com cerca de 180,00m2 (13,5 x 13,5 x 5,5;lado x lado x altura), coberto com telhas de fibrocimento, em mau estado de conservação.B: Um sobrado em alvenaria com laje no 1º piso e coberto em telha de barro, sem forração, com cerca de 65,00m2. Anexo há uma edificação em alvenaria com cerca de 30,00 m. O sobrado e o anexo estão em regular estado de conservação. Obs:O segundo barracão mencionada no Auto de Penhora foi demolido. 2 O terreno encontra-se murado. Total R$ 160.000,00; Ônus na Prefeitura R$ 623,95 até 01/03/ 2011, penhora anotada na matricula; Autos nº 02005-2007-657-09-00-2: Valter Donizete Xavier X Granjuli Marmores e Granitos Ltda.60 Peças de soleiras em granito, cores variadas, com 80,00 x 14,00 cm avaliadas em R$ 23,00 a peça. Total R$ 1.380,00;Autos nº 02002-2007-657-09-00-9: Juliano Machinski X Granjuli Marmores e Granito Ltda.70 Soleiras em granito, em cores variadas, com aproximadamente 80,00 x 14,00 cm, avaliadas em R$ 23,00 peças. Total R$ 1.610,00;Autos nº 01081-2008657-09-00-1: Albino Cipriano da Silva X Esquadriwood Portas e Janelas de Madeira 14 Portas Balcão com Veneziana (A/1),com 120 x 210 x 10,5 cm,completas (vidros panorâmicos e fechaduras), com preço unitário de R$ 718,00.Obs:Madeira 100% ecologicamente correta (Eucalipto Grandis). Total R$ 10.052,00; Autos nº 010422009-657-09-00-5: Cleber Braz Rodrigues X Ghama Revestimentos Metálicos Ltda. 01 Veículo Pampa 1.16, ano 1996/96,gasolina, branca,renavam 66001106-0 placa AGX-9432, com lataria, estofamento e pneus em regular e motor em bom funcionamento.Total R$ 9.000,00; Ônus Detran não Levantado; 01 Citroen Picasso, modelo X-Sara EX 2001/01, gasolina, preto, renavam 76.885241-2, placa AST-0091, capotado,com estofamento em bom estado motor não muito danificado, pneus e lataria em péssimo estado.Total 7.500,00; Ônus Detran R$ 1.943,15 até 25/02/ 2011; 01 Barco de Alumínio de 5 metros, com casco impermeabilizado com fibra de vidro, em regular estado de conservação.( sem marca aparente ) Total 2.000,00; 01 Motor de Popa Yamaha 15 HP, azul marinho, em bom estado de conservação e perfeito funcionamento.Total 2.000,00: 01 Maquina de Solda Mig-Esab, modelo Smashweld 252, Nº serie F 0413024 cor amarela.Total 2.000,00; Total 22.500,00; Autos nº 01668-2010-657-09-00-5: Amarildo da Silva Ribeiro X Iguatemi Construtora de Obras Ltda. 01 Caminhão Ford Cargo, modelo 815, ano 2001/2002, cor branca, renavam 77.201825-1, placa AKC-8418, com pneus,estofamento, lataria e motor em bom estado de conservação e perfeito funcionamento, sendo a carroceria em estrutura metálica, com máquinas de sinalização viária e cabine para passageiros. OBS: As máquinas de sinalização viária serão retiradas na eventualidade de arrematação; Manifestou o Sr. Gabriel Klans, diretor administrativo, que o caminhão está com alienação fiduciária; O mesmo bem garante a RT 1642/2010-657; A cabine p/passageiros é um acessório,que será retirado na eventualidade de arrematação.Total 60.000,00; Ônus Detran R$ 794,27 até 25/02/2011; Autos nº 01642-2010-657-0900-7: Rosnei do Amaral X Iguatemi Construtora de Obras Ltda. 01 Caminhão Ford Cargo, modelo 815, ano 2001/2002, cor branca, renavam 77.201825-1, em bom estado de conservação e perfeito funcionamento pneus, lataria, estofamento e motor,sendo a carroceria em estrutura metálica com máquinas de sinalização viária e cabine para passageiros. OBS: As máquinas de sinalização viária serão retiradas na eventualidade de arrematação; Manifestou o Sr. Gabriel Klans, diretor administrativo, manifestou que o caminhão está com alienação fiduciária; O mesmo bem garante a RT 1668/2010-657; A cabine p/ passageiros é um acessório, que será retirado na eventualidade de arrematação.Total 60.000,00; Ônus Detran R$ 794,27 até 25/02/2011; Autos nº 00016-2009-657-09-00-0: Maria Madalena Iachecen X Farmácia Budel Ltda. 06 Fardos de fralda,marca Mili,tamanho M,contendo 9 pacotes de fraldas em cada fardo. Total R$ 756,00; Autos nº 00063-2010-657-09-00-7: Rafael Edgar Pacheco X Saborisaude Máquinas Express Ltda. 01 Máquina de Sorvete Italiano,Modelo SS7,de fabricação da Saborisaude nova, completa. Total R$ 17.000,00;Autos nº 01415-2009-657-09-00-8: Miraita Rosnel de Souza X Clarus Lavanderia Industrial Ltda X Motel Recanto Ltda.01 Televisor 42",marca Semp Toschiba,mod. 354104, com controle remoto, em bom estado de conservação e funcionamento.Total R$ 1.200,00; Autos nº 00300-2009-657-09-00-6: Roseli de Fatima Cordeiro dos Santos X Associação de Proteção A Maternidade e Infância de Rio Branco do Sul X Município de Rio Branco do Sul 01 Automóvel VW Fusca, cor branco, placa AFS-5427, ano 1995 / 1996, em regular estado de conservação, renavam 64.546811-8. Total R$ 10.000,00; Ônus Detran R$ 308,52 até 17/02/2011; PRÉ-REQUISITOS: Ficam cientes partes litigantes e seus procuradores, bem como terceiros interessados em partes litigantes e seus procuradores, bem como terceiros interessados em participar na Hasta Pública designada, de que a Praça e Leilão serão realizados em um único partes litigantes e seus procuradores, bem como terceiros interessados em participar na Hasta Pública designada, de que a Praça e Leilão serão realizados em um único pregão, sendo que, apregoados os Bens e não havendo licitantes pelo valor equivalente a avaliação constante no Edital, os referidos Bens serão imediatamente Vendidos Pelo Maior Lance Ofertado.Os Bens Móveis e Imóveis serão Leiloados no Estado de Conservação em que se encontram; nos Imóveis a venda é “ad-corpus”, as imagens no SITE ou FOLDERES são estritamente Ilustrativas; uma vez Comprados, serão considerados Vistoriados pelos Arrematantes, Não cabendo Reclamações, Desistência,Cancelamento, Devoluções do Lanço e da Arrematação do Bens.É de total responsabilidade dos Arrematantes: Ônus(1*): TODOS ÔNUS / IMPOSTOS/ DÍVIDAS/MULTAS em especial de IPTU e CONDOMINIAIS, (obrigações IPTU e CONDOMINIAIS, (obrigações denominadas “propterrem”) constantes no Edital e/ou informadas antes da hasta publica, são assumidas de forma Clara e Inequívoca pelo interessados em oferecer o Lanço em Hasta Pública, estando plenamente cientes de que os ônus seguirão o imóvel e serão de total e exclusiva responsabilidade do Arrematante ou Adjudicatário, não se admitindo sub-rogações ou deduções dessas dívidas/multas no preço de Arrematação, conforme artigo 686, inciso V, do CPC;São igualmente de responsabilidade do Arrematante adjudicante TRANSFERÊNCIA /OUTRAS DESPESAS:incidentes sobre a Arrematação, tais como: Funrejus=0,2% sobre valor do ônus existentes ou valor arrematado, limitado ao valor teto, Lei Estadual 11.960/ 97; ITBI, Laudêmios, taxas, alvarás, emolumentos de cartório, escrituras, registros, averbações, hipotecas, penhoras, dividas, Ônus gravado /declarados, gravames,alienações;quando for o caso:Impostos, carregamento, frete, seguro; Despesas do Leilão:Publicação dos Editais,honorários do Leiloeiro, despesas acessórias pendentes sobre o bem demais despesas e erratas informadas no Edital e/ou na Praça e Leilão; Venda a Prazo:a critério do Juízo da execução, com a anuência do Credor, o interessado poderá consignar proposta a prazo,em Leilão, Não havendo venda a vista, observado o imediato depósito do sinal de,no mínimo de 40% do lanço imediato e saldo em parcelas mensais,iguais, acrescidos Juros, Correções e demais garantias a critério do Juízo, a parcela inicial vencerá 30 dias do Leilão;neste caso, o Arrematante ficará como Fiel Depositário sempre observado Art.215 ao Art217 do provimento Geral da Corregedoria Regional do Trabalho 9º região; Para ofertar propostas a prazo, deverá o licitante anunciar expressamente, tal condição de pagamento ao ofertar o seu lance.Comissão de Leilão, cujo resultado for positivo, sempre será devida ao Leiloeiro Oficial, pelo simples ATO PRATICADO (Decreto Federal nº 21.981/32), assumindo, conforme o caso, o arrematante, o adjudicante ou o remitente,o ônus desta despesa; não sendo devolvido em nenhuma hipótese; Lançador: Poderá ser registrado na Certidão de Praça e Leilão, o último e o penúltimo Lançador do Leilão; Se o último não cumprir as formalidades legais, o penúltimo poderá ser chamado, a critério do Juízo,desde que, o mesmo cumpra as condições do último lançador; Erratas,Ônus e Despesas informadas/anunciadas antes da realização da Hasta Pública integram o Edital de Leilão, como pré condição Irretratável/ irrevogável aceita e acordada pelos participantes do LEILÃO; Os pagamentos efetuados em cheques, serão considerados pagos, após a compensação dos mesmos;Ficam intimada(os) as(os) executada(os) de que o prazo para apresentação de quaisquer medidas processuais contra os atos de expropriação como embargos ou recursos começará a fluir 5 (cinco) dias da realização da Hasta Pública, Independentemente de nova Intimação;Caso os Exeqüentes, Executados,Sócios/Equiparados e Cônjuges não sejam encontrados ou cientificados, por qualquer razão, da data de Praça e Leilão, valerá o presente Edital de Intimação de Praça e Leilão; Participação no Leilão: É pré-requisito que os Interessados reconheçam e concordem com Edital e Condições informadas na Praça e Leilão; LEGENDA;(*3) VTC; Vara Trabalho Curitiba;(*4) IB;Indisponibilidade de Bens;(*5) SSP; Sanepar – Servidão de Passagem;


3

margem

Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | B3

a

arte&atitude,

A

Nesta quinta 17, às 20h, com coquetel musicado pelo Dj Ilan e presença do ator Raphael Viana (Araguaia), a Colcci reabre no Shopping Mueller. O ponto alto é a coleção de inverno que trouxe ao Brasil o ator Ashton Kutcher (em cartaz no filme Sexo sem Compromisso, que estréia nesta sexta) e a top Alessandra Ambrósio, protagonistas do anúncio publicitário. Na casa noturna Lique, com o trio inglês Above & Beyond, continua a festa especialmente decorada com a cam-

Adélia Maria Lopes | adelia@novacombrasil.com.br

ta fatos ligados às canções e à atualidade, envolvendo o público no clima de cada canção e cada brincadeira. Suas apresentações sempre são repletas de humor, com outros focos além da música, como textos e pequenas performances. O carioca Dussek, nascido em 1957 e desde os 15 anos na vida musical, revela sua versatilidade talentosa: além de cantor e compositor, seus 30 anos de trabalho compreende também atuação como ator, autor, diretor e compo-

Carol Beiriz

panha da Colcci. O projeto da loja é assinado pela C.A.S.T Arquitetura (Adriano Attia e Márcia Prado), pontificando formas minimalistas e cores sóbrias. Os provadores ganharam paredes estofadas em verniz preto com acabamento em capitonê. A intenção é assinalar um novo momento da marca, além de traduzir uma coleção de fácil apresentação aos clientes.

Shop 126, inverno

sitor. Delee de Luís Carlos Góis, As Frenéticas gravaram Vesúvio, Ney Matogrosso gravou Seu tipo e Maria Alcina, Folia no Matagal. Divirtam-se: Teatro da Caixa (Rua Conselheiro Laurindo, 280), de 17 a 20, sendo de quinta a sábado 21h e domingo 19h. Ingressos: 20 e 10 reais. Classificação etária: livre.

Shopping Curitiba vai sediar Livraria Cultura Em agosto, com 3.100 m², o Shopping Curitiba passa a ter a Livraria Cultura e uma filial do Teatro Eva Herz. “Estamos muito animados com a abertura de uma loja na capital paranaense, que é um mercado culturalmente muito rico”, afirma Pedro Herz, presidente do Conselho de Administração da Livraria Cultura, que

Colcci reabre

moda&cia

Eduardo Dussek, 30 anos de música e humor

companhado do grupo Copacabanda (Alexan dre Moraes, Franklin Gama e Marcio Mazza), Eduardo Dussek sobe ao palco do Teatro da Caixa, em Curitiba, para quatro apresentações, a partir desta quinta-feira 17. O show comemora seus 30 anos de carreira, mesclando músicas do próprio Dussek, com marchinhas de carnaval e canções de amor (Aventura e Cabelos Negros). Valendo-se também dos teclados, o cantor brinca e conversa com a platéia, con-

Nem te Conto

fechará o ano com duas lojas no Rio de Janeiro. O projeto é do arquiteto Fernando Brandão, responsável pela arquitetura de todas as lojas da livraria. A filial do Teatro Eva Herz será a quarta no país: já está instalada em São Paulo (Conjunto Nacional), Brasília (Shopping Iguatemi), Salvador e, com previ-

são para abertura em uma, das duas novas unidades do Rio de Janeiro (no antigo Cine Vitória), prevista também para o segundo semestre desse ano. A Livraria Cultura possui um catálogo com mais de três milhões de títulos de livros e 170 mil de CDs e DVDs, além de games, revistas e uma linha de produtos exclusivos. A

empresa pretende investir 17 milhões de reais na abertura das três lojas e modernização de suas unidades. A superintendente do Shopping Curitiba, Paola Noguchi, comemora: “ Este ano o shopping faz 15 anos, mas o presente é da cidade. Curitiba merecia um empreendimento desta qualidade”.

A marca carioca Shop 126, que inaugurou em 2010 sua primeira loja paranaense no ParkShoppingBarigüi, promove nesta sexta-feira 18, das 17 às 21h, coquetel para lançar a coleção de inverno. As peças, desenhadas pela estilista Raquel Alt, chegam inspiradas no romance dos anos 1950, nas recordações, na sensualidade e na nostalgia da época.

Nude Day, 3º ano A Hope realiza neste sábado 19, em todas as lojas exclusivas da marca, a terceira edição do Nude Day, em que a cada peça da linha Nude que for vendida, o Grupo de Apoio ao Adolescente e a Criança com Câncer receberá um real, e a cliente que comprar calcinhas desta mesma linha, ganhará outra peça igual. As lojas Hope de Curitiba estão localizadas no ParkShopping Barigui e no Mueller.

Love & Seduction

Conta Cultura deve voltar A Secretaria da Cultura do Paraná acaba de anunciar que vai reativar o projeto Conta Cultura, realizado de 2001 a 2003, visando atender produtores e artistas que pedem maior acesso ao patrocínio de empresas estatais e privadas. O secretário Paulino Viapiana esteve reunido com empresas estatais para estabelecer parcerias. “O objetivo é retomar um trabalho que rendeu bons resultados no passado e que é uma importante ferramenta para o incentivo à produção paranaense. É mais do que justo que os recursos de empresas sediadas no Estado, estatais ou privadas, sejam aplicados em projetos que beneficiem a nossa cultura”, diz Viapiana, já contando com Copel, Sanepar e Compagás, para participar da edição do Conta Cultura que deverá ter o edital lançado nos próximos dias.

O Conta Cultura, na verdade, é um controle dos recursos da Lei Rouanet nas empresas estatais. E há interesse também de fazer com que empresas privadas participem em edições futuras. Uma comissão fica responsável por avaliar, selecionar e dar o aval para os projetos selecionados receberem a verba. O valor que cada patrocinador destina ao Conta Cultura é previamente estipulado. O repasse do dinheiro é feito diretamente pelas empresas aos empreendedores culturais com trabalhos selecionados. E está em elaboração a proposta da nova Lei Estadual de Incentivo à Cultura, que será encaminhada à Assembléia Legislativa, com a intenção de que a proposta seja votada até o final do ano, para aplicação já em 2012.

Entre Espaços, fotografias Depois do Museu de Arte Moderna da Bahia e da Galeria Lunara, de Porto Alegre, o Palacete dos Leões recebe a exposição fotográfica Entre Espaços, daparanaense Charly Techio, coordenadora do curso de Fotografia do Centro Europeu de Curitiba. Vernissage nesta quinta 17, às 19h, e 21 visitação até 21 de abril.

Charly Techio repara: “Ao mesmo tempo, o ser humano se mistura no ambiente, é mimético, suas vestimentas e a paisagem contêm padrões que se repetem. Seguindo esta observação, as imagens são apresentadas em dípticos, relacionados pela cor e textura, ligando o sujeito fotografado a um novo ambiente”.

Celebração com muita cerveja O Dia de São Patrício, Padroeiro da Irlanda, comemora-se nesta quinta 17, data cada vez mais celebrada por brasileiros. Afinal, é celebrada com muita cerveja e lembrada pelo trevo, símbolo do país. Em Curitiba, vários bares aderiram à festa e a Cer-

vejaria Klein, que tem em seu portfólio a Stout com aroma e paladar de café e chocolate – elaborada a partir de receita irlandesa - é a patrocinadora oficial da festa em diversas casa. La Santa Birra, Saaz Bier Bar, JPL Burguer, Barba Negra, Clube do Malte, Templo da Cerveja, Café Parangolé, Bons Tempos Bar, Jonny Pepper’s e Cervejaria da Vila vão oferecer um chope para quem pedir um Klein Stout. A promoção dura a noite toda. Inaugurada em maio de 2009 em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, a Klein Bier deci-

diu resgatar toda a tradição, sabor e qualidade da cerveja que foi deixada de lado pelas grandes indústrias. A inspiração para as suas receitas é de países com origem cervejeira como a Alemanha, Inglaterra, Bélgica e República Tcheca.

Tony & Bryan, Me Beija Os irmãos paranaenses Tony & Bryan, além de cantores, são excelentes instrumentistas (acordeon, saxofone, violão, guitarra, violão e gaita), fazem show nesta quinta, dia 17, para lançamento do cd/dvd Me Beija e comemoração do aniversário de 4 anos da dupla. Será no Yankee American Bar (Rua Bispo Dom José,2160), a partir das 22 ho-

cmyk

ras, contando com participações especiais de Jackson & Júnior, Everton & Fabiano, Pedro Henrique & Octávio, Felipe & Fabrício, Wesley e Henrique, Talles & Murilo, Luis Guilherme & Eduardo, Ricardo Araújo e Prada Companhia de Dança. O novo trabalho que será apresentado nesta quinta foi gravado, em maio passado, na Rodeo Country Bar, em Curitiba. Ingressos: 30 e 15 reais. Informações: (41) 3342-1001/ www.yankeeb ar.c om.br . Classificação etária: 18 anos.

A designer Silvia Doring lança a coleção Love & Seduction e suas peças feitas de ródio negro na loja da Augusto Stellfeld, a partir das 11h de quinta-feira 17. A consultora de imagem Sylvia Cesário Pereira estará na loja para dar dicas de como utilizar melhor os acessórios de acordo com o estilo de cada um. A coleção Love & Seduction investe no romantismo com os tradicionais ícones: corações, rosas e as chamas das velas. Quanto ao ródio, é a primeira vez que a estilista usa o material na cor escura e as peças misturam o negro com o colorido das pedras brasileiras (jade vermelha, ágata verde, amazonita nude, quartzo rutilado, quartzo fumê, quartzo rosa, quartzo azul e olho de tigre).

Social fashion Adriana Restum, sempre engajada em projetos sociais, aliou sua grife, a Planet Girls, a iniciativas do bem. Em sua nova coleção de calçados – a segunda coleção da recém-lançada Planet Shoes, estão presentes as mãos de presidiárias em regime fechado. Divididas entre a Cadeia Pública do Jardim Guanabara e a Penitenciária Feminina de Ribeirão Preto, em São Paulo, são 400 presas, que trabalham de segunda a sábado, das oito da manhã às cinco da tarde, bordando manualmente um dos modelos de sandália da grife. Tamanha a complexidade da tarefa, cada bordadeira produz apenas um par por dia. Todas são remuneradas por produtividade e, a cada três dias de trabalho, ganham a redução de um dia na pena. A coleção já está desembarcando nas 85 lojas da Planet Girls espalhadas por todo o Brasil.

Toli com Thaila Ayala Entre as gravações da novela Ti-Ti-Ti, Thaila Aya la foi posou para o fotógrafo Luís Morais, em sua segunda campanha para marca potiguara Toli. A Toca da Coruja, charmoso local da Praia de Pipa, no litoral do Rio Grande do Norte, serviu de cenário, remetendo ao tema da coleção: um mosaico de recordações (hippie, folk, grunge, boêmio e vintage). Na volta do grunge, a Toli destaca o xadrez, estampa animal e o jeans em diferentes lavagens. Folhagens estilizadas e simulações de texturas naturais compõem a estamparia. A alfaitaria celebra as calças combinadas à camisaria bem feminina. E a boemia se revela em vestidos amplos e detalhes delicados.


Negócios Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 17 de março de 2011 | B4

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SEMESTRE E EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 (Valores em R$ Mil)

ARAUCÁRIA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA. Pinhais - PR DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SEMESTRE E EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO

PASSIVO R$ mil

2010 4.080 50 3.702 3.702

2009 6.328 254 4.769 4.769

OUTROS CRÉDITOS

325

671

Rendas a Receber Diversos

226 99

179 492

3 0 3

634 632 2

2.532 2.532 2.532

2.530 2.530 2.530

CIRCULANTE DISPONIBILIDADES TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS Carteira Própria

OUTROS VALORES E BENS Outros Valores e Bens Despesas Antecipadas REALIZÁVEL A LONGO PRAZO OUTROS CRÉDITOS Diversos PERMANENTE

12.765

11.428

INVESTIMENTOS Participações em Controlada no País Outros Investimentos

12.461 11.708 753

11.226 11.223 3

IMOBILIZADO DE USO Outras Imobilizações de Uso (-) Depreciações Acumuladas

304 1.574 (1.270)

202 1.530 (1.328)

19.377

20.286

TOTAL DO ATIVO

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO SEMESTRE E EXERCÍCIO FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E EXERCÍCIO DE 2009 R$ mil 2º Semestre Exercício Exercício 2010 2010 2009 RECEITAS DE INTERMEDIAÇÃO 192 FINANCEIRA Resultado de Operações com Títulos e Valores Mobiliários 192 RESULTADO BRUTO DA 192 INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA OUTRAS RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS (230) Receitas de Prestação de Serviços 8.152 Resultado de Participação em Controlada 202 Despesas de Pessoal (4.425) Outras Despesas Administrativas (2.135) Despesas Tributárias (768) Outras Receitas/Despesas Operacionais (1.256) RESULTADO OPERACIONAL RESULTADO NÃO OPERACIONAL RESULTADO ANTES DA TRIBUTAÇÃO S/LUCRO E PARTICIPAÇÕES

399

680

399

680

399

680

(30) 14.737 485 (8.658) (3.850) (1.396) (1.348)

593 13.581 34 (7.048) (4.152) (1.073) (549)

(38) 0

369 58

1.273 22

(38)

427

1.295

0

(6)

(276)

(38) (0,004)

421 0,049

1.019 0,119

IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO (PREJUÍZO)/LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO (Prejuízo)/Lucro Líquido por Quota

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

R$ mil 2010

2009

5.756

7.235

5.756

7.235

437 5.319 2.886

350 6.885 2.180

2.886

2.180

105 2.781

251 1.929

10.735

10.871

8.597 64 2.074

8.597 72 2.202

19.377

20.286

CIRCULANTE OUTRAS OBRIGAÇÕES Fiscais e Previdenciárias Diversas EXIGÍVEL A LONGO PRAZO OUTRAS OBRIGAÇÕES Fiscais e Previdenciárias Diversas PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital: De Domiciliados no País Reservas de Reavaliação em Controlada Lucros ou Prejuízos Acumulados TOTAL DO PASSIVO

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA (MÉTODO INDIRETO) R$ Mil PERÍODOS Fluxos de Caixa das Atividades Operacionais Lucro Líquido do Exercício Ajustes por: Depreciações Resultado de Participações em Controladas Variações nos Ativos e Passivos (Aumento)/Redução dos Ativos Rendas a Receber Devedores Diversos - País Impostos a Compensar Outros Valores e Bens Despesas Antecipadas Ativo Realizável a Longo Prazo Aumento/(Redução) dos Passivos Obrigações Fiscais e Previdenciárias Provisão para Pagamentos a Efetuar Obrigações para Aquisição de Bens Recursos não Procurados - Grupos Encerrados Credores Diversos - País Exigível a Longo Prazo Caixa Líquido Gerado pelas Atividades Operacionais

2010

2009

421

1.019

59 (485) (5)

66 (34) 1.051

(47) 228 165 632 (1) (2)

(30) 296 12 (74) 0 220

87 (5) 12 (1.490) (83) 706 197

25 20 20 (3.654) 146 (239) (2.207)

Fluxos de Caixa das Atividades de Investimento Aquisição de Investimento (749) Aquisições de Imobilizado (164) Resultado na Alienação e Baixa do Imobilizado 2 (911) Caixa Líquido Aplicado nas Atividades de Investimento Fluxos de Caixa das Atividades de Financiamento Distribuição de Lucros (546) Ajustes de Exercícios Anteriores (11) Caixa Líquido Aplicado nas Atividades de Financiamento (557) (1.271) Redução do Caixa e Equivalentes de Caixa Caixa e Equivalentes de Caixa no Início do Período 5.023 Caixa e Equivalentes de Caixa no Fim do Período 3.752

CAPITAL REALIZADO 8.597 0

SALDOS INICIAIS EM 01/JAN./09 1 - Lucro Líquido do Exercício 2 - DESTINAÇÕES PROPOSTAS: - Distribuição de Lucros 3 - OUTROS EVENTOS - Realização da Reserva de Reavaliação SALDOS FINAIS EM 31/DEZ./09 1 - Lucro Líquido do Exercício 2 - DESTINAÇÕES PROPOSTAS: - Distribuição de Lucros 3 - OUTROS EVENTOS - Realização da Reserva de Reavaliação - Ajustes de Exercícios Anteriores SALDOS FINAIS EM 31/DEZ./10

(1.210) 0 (1.210) (4.069) 9.092 5.023

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 EVENTOS

(550) (115) 13 (652)

RESERVA DE REAVALIAÇÃO EM CONTROLADA 79 0

LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS 2.386 1.019

R$ mil TOTAL 11.062 1.019

0

0

(1.210)

(1.210)

0 8.597 0

(7) 72 0

7 2.202 421

0 10.871 421

0

0

(546)

(546)

0 0

(8) 0

8 (11)

0 (11)

8.597

64

2.074

10.735

DEMONSTRAÇÃO CONSOLIDADA DOS RECURSOS DE CONSÓRCIOS EM 31 DE DEZEMBRO 2010 E 2009 ATIVO

PASSIVO R$ mil

R$ mil

2010

2009

100.520

93.814

319 0 0 319 319

608 70 70 538 538

APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ OUTRAS Aplicações Financeiras

37.626 37.626 37.626

36.674 36.674 36.674

OUTROS CRÉDITOS VALORES ESPECÍFICOS Direitos Junto a Consorciados Contemplados Cheques e Outros Valores a Receber

62.575 62.575 62.563 12

56.532 56.532 56.532 0

604.412

449.490

604.412

449.490

4.423 308.181 291.808

4.045 230.550 214.895

704.932

543.304

ATIVO CIRCULANTE DISPONIBILIDADES CAIXA Caixa DEPÓSITOS BANCÁRIOS Depósitos Bancários

COMPENSAÇÃO CONSÓRCIO Previsão Mensal de Recursos a Receber de Consorciados Contribuições Devidas ao Grupo Valor dos Bens ou Serviços a Contemplar TOTAL GERAL DO ATIVO

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

PASSIVO CIRCULANTE OUTRAS OBRIGAÇÕES OBRIGAÇÕES DIVERSAS Obrigações com Consorciados Valores a Repassar

2010

2009

100.520

93.814

100.520

93.814

100.520

93.814

50.192

44.617

7.731

9.524

27.236

24.645

Recursos a Devolver a Consorciados

8.606

9.133

Recursos do Grupo

6.755

5.895

COMPENSAÇÃO

604.412

449.490

CONSÓRCIO

604.412

449.490

Obrigações por Contemplações a Entregar

Recursos Mensais a Receber de Consorciados

4.423

4.045

Obrigações do Grupo por Contribuições

308.181

230.550

Bens ou Serviços a Contemplar - Valor

291.808

214.895

DEMONSTRAÇÃO CONSOLIDADA DAS VARIAÇÕES NAS DISPONIBILIDADES DE GRUPOS DE CONSÓRCIOS DO SEMESTRE E EXERCÍCIO FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E EXERCÍCIO DE 2009 E VALORES ACUMULADOS ATÉ 31 DE DEZEMBRO DE 2010

NOTA 9. DISTRIBUIÇÃO DE LUCROS De acordo com o deliberado em reunião dos sócios-quotistas, foram distribuídos lucros no exercício, no montante de R$ 546 mil. NOTA 10. CAPITAL SOCIAL Pertencente inteiramente a quotistas domiciliados no país, está composto de 8.597 mil quotas, no valor nominal de R$ 1,00 cada uma.

R$ mil 2º Semestre Exercício Exercício Valor 2010 2010 2009 Acumulado

TOTAL GERAL DO PASSIVO

37.197

37.282

37.771

50 820 10.616

70 538 12.029

48 261 13.217

25.711

24.645

24.245

41.824

80.994

78.559

272.128

31.992 5.804 493 1.727 114 1.165 45 484

62.556 11.056 954 3.119 225 2.206 66 812

60.606 10.571 906 3.630 225 1.951 98 572

213.283 35.493 3.064 9.919 521 7.433 105 2.310

(-) RECURSOS UTILIZADOS Aquisição de Bens Taxa deAdministração Multas e Juros Moratórios Prêmios de Seguros Custas Judiciais Devolução a Consorciados Desligados Outros

41.064 30.029 7.470 55 1.149 102 563 1.696

80.319 59.755 13.246 105 2.202 186 1.200 3.625

79.048 61.184 9.611 103 1.898 247 1.384 4.621

234.171 185.270 35.491 236 7.235 329 359 5.251

DISPONIBILIDADES NO FIM DO PERÍODO Caixa Depósitos Bancários Cheques em Cobrança Aplicações Financeiras do Grupo Aplicações Financeiras Vinculadas a Contemplações

37.957 0 319 12 10.390

37.957 0 319 12 10.390

37.282 70 538 0 12.029

37.957 0 319 12 10.390

27.236

27.236

24.645

27.236

DISPONIBILIDADES NO INÍCIO DO PERÍODO Caixa Depósitos Bancários Aplicações Financeiras do Grupo Aplicações Financeiras Vinculadas a Contemplações (+) RECURSOS COLETADOS Contribuições para Aquisição de Bens Taxa deAdministração Contribuições ao Fundo de Reserva Rendimentos de Aplicações Financeiras Multas e Juros Moratórios Prêmios de Seguros Custas Judiciais Outros

NOTA 1. CONTEXTO OPERACIONAL A sociedade tem por objeto social, a prestação de serviços de venda, formação e administração de grupos de consórcios e a participação em outras empresas. NOTA 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DA ADMINISTRADORA E CONSOLIDADA DOS GRUPOS DE CONSÓRCIOS As demonstrações contábeis estão sendo apresentadas de acordo com as normas e instruções do Banco Central do Brasil, bem como de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, anteriormente à promulgação da Lei nº 11.638/07. Em 28/dez./07 foi promulgada a Lei nº 11.638/07 e, em 27/maio/09, a Lei nº 11.941/09, introduzindo alterações na Lei das Sociedades por Ações (6.404/76), quanto às práticas contábeis adotadas no Brasil, a partir do exercício social findo em 2008. Embora as referidas Leis já tenham entrado em vigor, somente algumas alterações que foram introduzidas. Sendo que as demais dependem de normatização por parte do Banco Central do Brasil para serem integralmente aplicadas pelas instituições por ele reguladas. A administração está avaliando os possíveis impactos dessa nova orientação para, posteriormente, mensurar os seus efeitos, porém estima, em sua avaliação inicial, que as alterações não ocasionarão efeitos relevantes nas demonstrações contábeis da Sociedade. A escrituração contábil dos grupos de consórcios obedece às regras da Carta-Circular nº 3.147/04 com posteriores alterações trazidas pela Carta-Circular nº 3.192/05 do Banco Central do Brasil. Na elaboração das Demonstrações das Variações nas Disponibilidades dos Grupos de Consórcios, a coluna valor no período representa os valores coletados e utilizados movimentados no semestre, e a coluna valor acumulado, representa os valores coletados e utilizados desde o início dos grupos de consórcios em andamento. NOTA 3. CONTROLES INTERNOS Nos termos da Circular nº 3.078/02, do Banco Central do Brasil, estão implantados os procedimentos pertinentes ao sistema de controles internos, os quais vêm sendo acompanhados e revisados pela administração da sociedade. NOTA 4. PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS Dentre os principais procedimentos adotados para a elaboração das demonstrações contábeis da administradora e consolidadas dos grupos de consórcio, emanadas das disposições da legislação societária, associadas às normas e instruções específicas do Banco Central do Brasil, como segue: I - PRINCIPAIS DIRETRIZES CONTÁBEIS DA ADMINISTRADORA A) APURAÇÃO DO RESULTADO O resultado é apurado pelo regime de competência, exceto quanto à taxa de administração dos grupos de consórcios que é escriturada na administradora por ocasião do pagamento da contribuição mensal pelo consorciado. B) CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA São classificados como caixa e equivalentes de caixa, numerário em espécie e depósitos bancários disponíveis. C) ATIVO CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Demonstrados pelos valores de realização e/ou aplicação, incluindo, quando aplicável, os rendimentos e as variações monetárias incorridos. D) ATIVO PERMANENTE - INVESTIMENTOS Estão demonstrados ao custo de aquisição, acrescidos de correção monetária até 31/dez./ 95, ajustado por avaliação pelo método de equivalência patrimonial e reavaliação reflexa quanto a participação em controlada, conforme descrito nas notas explicativas "5". - IMOBILIZADO Está demonstrado ao custo de aquisição, acrescido de correção monetária até 31/dez./95, ajustado por depreciações acumuladas, calculadas pelo método linear, a taxas estabelecidas em função do tempo de vida útil, fixado por espécie de bens, como segue: % ANUAL DE DEPRECIAÇÃO RESIDUAL RESIDUAL DEPRECIAÇÃO CUSTO ACUMULADA 2010 2009 - Instalações, Móveis e Equipamentos 10% 753 (644) 109 77 - Sistema de Comunicação 10% 102 (99) 3 4 - Sistema Processamento Dados 20% 502 (457) 45 56 - Veículos 20% 217 (70) 147 65 ----------------------------------Totais 1.574 (1.270) 304 202 E) PASSIVO CIRCULANTE E EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, incluindo, quando aplicável, os encargos e as variações e correções monetárias incorridas. A contribuição social foi calculada à alíquota de 9% do lucro líquido ajustado, e o Imposto de Renda à alíquota de 15% do Lucro Real, na forma que dispõe a legislação vigente. F) LUCRO POR QUOTA Calculado com base no número de quotas, conforme Contrato Social. G) REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DOS ATIVOS Em 31 de dezembro de 2010, com base no CPC 01 - Redução ao Valor Recuperável de Ativos, a administração da sociedade avaliou, através de fontes internas ou externas, a existência de alguma indicação de que os ativos possam ter sofrido desvalorizações e julgou, dessa forma, não ser necessária a realização do teste de recuperabilidade. II - PRINCIPAIS DIRETRIZES CONTÁBEIS DOS GRUPOS DE CONSÓRCIOS A) APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ São demonstrados pelos valores de aplicação acrescidos dos rendimentos incorridos até a data do balanço, sendo que os rendimentos dessas aplicações são incorporados ao fundo comum de cada grupo, por intermédio de rateio proporcional à participação de cada grupo no total das receitas e não incidem sobre estes taxa de administração. B) OUTROS CRÉDITOS No ativo circulante, direitos junto a consorciados contemplados referem-se às parcelas vincendas a título de fundo comum e fundo de reserva, calculados com base no valor de mercado dos bens e, aplicáveis aos consorciados contemplados Normais, Em Atraso e Em Cobrança Judicial, como segue: 2010 2009 62.563 56.532 Direitos junto a consorciados contemplados - Normais 59.720 53.847 - Em Atraso 914 1.198 - Cobrança Judicial 1.929 1.487 C) CONTAS DE COMPENSAÇÃO ATIVA/PASSIVA As contas de compensações representam informações adicionais sobre: previsão mensal de recursos a receber de consorciados, contribuições devidas ao grupo e valor dos bens e serviços a contemplar, sendo calculados com base no valor do bem vigente no mês e não afetam a posição patrimonial estática dos grupos na data das demonstrações contábeis. D) OBRIGAÇÕES COM CONSORCIADOS As obrigações com consorciados representam o fundo comum recebido de consorciados não contemplados para aquisição de bens, acrescidos de atualização monetária, recursos de grupos em formação e recursos recebidos cuja destinação não foi identificada. E) VALORES A REPASSAR Referem-se aos valores recebidos e ainda não repassados a terceiros a título de taxa de administração, prêmios de seguros e multa rescisória contratual. F) OBRIGAÇÕES POR CONTEMPLAÇÕES A ENTREGAR Representam créditos a repassar aos consorciados pelas contemplações nas assembléias, acrescidos os rendimentos financeiros desde a data de contemplação. G) RECURSOS A DEVOLVER AOS CONSORCIADOS Representam as obrigações junto aos consorciados desistentes e excluídos, deduzidos da multa rescisória contratual e valores a serem ressarcidos pelos excessos de amortização e valores rateados no encerramento do grupo. H) RECURSOS DOS GRUPOS Representam os recursos a serem rateados aos consorciados ativos quando do encerramento do grupo, pelos valores de fundo de reserva, remunerações de aplicações financeiras, multas e juros moratórios retidos pelo grupo, atualização da variação do preço do bem ou serviço. III - RESUMO DAS OPERAÇÕES DE CONSÓRCIOS A) POSIÇÃO DAS OPERAÇÕES DE CONSÓRCIOS Informamos a seguir, dados complementares relativos às operações de consórcios em 31 de dezembro: 2010 2009 - Número de grupos administrados 77 78 - Quantidade de bens pendentes de entrega 835 831 - Quantidade de bens entregues no exercício 2.791 3.318 - Quantidade total de bens entregues dos grupos em andamento 7.707 8.725 - Número de consorciados ativos 14.627 14.295 - Número total de consorciados desistentes/excluídos 15.087 15.087 - Taxa de inadimplência 13,40% 12,15% B) TAXA DE ADMINISTRAÇÃO A taxa de administração arrecadada nos grupos de consórcios está de acordo com os seguintes percentuais médios: Caminhões e Ônibus 11,39% Automóveis 12,99% Motocicletas 17,35% Serviços 18,00% Imóveis 18,00% a 21,00% NOTA 5. TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS - INVESTIMENTOS SAMBAQUI PARTICIPAÇÕES LTDA. (*) 2010 2009 - Número de Quotas de Capital 3.857.247 3.857.247 - Valor do Patrimônio Líquido 11.219 11.224 INFORMAÇÕES SOBRE O INVESTIMENTO NA EMPRESA - Nº de Quotas Possuídas 3.857.245 3.857.245 - Percentual de Participação 99,99% 99,99% VALORES CONTÁBEIS DO INVESTIMENTO Saldo Inicial 11.223 10.639 - Aumento de Capital 0 550 - Resultado da Participação em Controlada e Coligada 485 33 - Ajustes de Exercício Anterior 0 1 Saldo Final 11.708 11.223 (*) Empresa auditada por Auditores Independentes. - CONTROLADORAS A sociedade é controlada pelas empresas Olsen Participações Ltda. e Âncora Empreendimentos e Participações S/A, as quais detêm: 49,9990% e 49,9806% de suas quotas, respectivamente. - PARTES RELACIONADAS As transações e saldos com partes relacionadas, realizadas no contexto das atividades operacionais da administradora, inerente à transferência de recursos, serviços ou obrigações entre partes relacionadas são representadas por despesas com aluguéis e comissões sobre vendas. Os saldos entre partes relacionadas das contas patrimoniais e das contas de resultado estão demonstrados a seguir: 2010 2009 1 17 Passivo Credores Diversos - País 1 17 211 202 Contas de Resultado Despesas com aluguéis 203 197 Despesas com comissões sobre Vendas 8 5 As transações ocorridas entre a administradora e suas partes relacionadas são efetuadas com valores e em circunstâncias usuais de mercado. NOTA 6. RESERVA DE REAVALIAÇÃO EM CONTROLADA No presente exercício, o saldo desta conta foi movimentado da seguinte forma: 2010 2009 72 79 Saldo Inicial Realização da Reserva (8) (7) 64 72 Saldo Final NOTA 7. TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 2010 2009 3.702 4.769 Carteira Própria - Quotas em Fundos de Investimento 3.702 4.769 NOTA 8. COMPOSIÇÃO DE SALDOS DO BALANÇO PATRIMONIAL A) ATIVO CIRCULANTE 2010 2009 OUTROS CRÉDITOS 99 492 Diversos - Devedores Diversos - País 21 249 - Impostos e Contribuições a Compensar 77 242 - Adiantamentos e Antecipações Salariais 1 1 B) ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO OUTROS CRÉDITOS 2.532 2.530 Diversos - Devedores p/Depósitos em Garantia 105 615 - Valores Pendentes de Recebimento Cobrança Judicial 2.427 1.915 C) PASSIVO CIRCULANTE OUTRAS OBRIGAÇÕES 5.319 6.885 Diversas - Obrigações para Aquisição de Bens e Direitos 88 76 - Provisão p/Pagamentos a Efetuar 715 720 - Credores Diversos - País 84 167 - Recursos Não Procurados - Grupos Encerrados 4.432 5.922 D) PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO OUTRAS OBRIGAÇÕES 2.781 1.929 Diversas - Recursos Pendentes de Recebimento Cobrança Judicial 2.427 1.915 - Provisão para Passivos Contingentes - Trabalhista 354 14

704.932

543.304

Diretores: Reinaldo Lino Bertini Filho Roberto de Souza Pereira

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

Edson da Silva Técnico em Contabilidade CRC-PR 013081/0-1 CPF 094.559.909-97

AT Arquitetura inova ao usar tecnologia BIM A AT Arquitetura inova e utiliza a mesma tecnologia dos maiores escritórios de arquitetura do mundo. A empresa porto-alegrense acaba de adquirir o software ARCHICAD. Este possibilita a criação de um modelo 3D com informações sobre materiais e sistemas empregados na obra, que auxilia no gerenciamento do prédio ao longo de toda a sua vida. Utilizada no Japão, Europa e EUA, a tecnologia BIM (Building Information Modeling) também permite que as modificações sejam processadas de forma integrada. Ou seja: atualiza automaticamente qualquer alteração realizada no projeto.O trabalho no módulo “team work” possibilita que um arquivo possa ser acessado e modificado simultaneamente por diversos arquitetos. E os projetos desenvolvidos são atualizados automaticamente em todo o modelo 3D. Esta tecnologia também inova com a adição de dados aos elementos geométricos do projeto. E na sistematização da criação de elementos construtivos nos edifícios, como esquadrias, alvenarias, vigas , lajes , coberturas e pilares.Informações inseridas no projeto com relação aos materiais e sistemas empregados na obra auxiliam desde o momento da criação até o planejamento das manutenções necessárias no prédio, já que trazem as especificações técnicas quanto à resistência, durabilidade e custos dos produtos – destaca um dos diretores da AT Arquitetura, André Detanico.

Papaiz é destaque da Feicon Sempre inovando, a Papaiz, empresa consagrada no segmento de Cadeados e Fechaduras, participar da Feicon, maior Salão latino-americano do setor de construção civil, que será realizada entre os dias 15 e 19 de março deste ano, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Durante o evento, a empresa apresentará lançamentos, inovações e tendências, além receber seus clientes e parceiros em seu stand. Esta é a 18ª vez que a empresa participa do evento, com o objetivo de manter e fortalecer sua posição de destaque no segmento da construção civil. “Nosso principal foco de crescimento está voltado para a inovação e apresentação ao mercado de produtos focados nos consumidores”, revela Ricardo Franco, Superintendente da Papaiz.Todos os visitantes poderão ter informações e acesso a todos os produtos do Grupo Papaiz, porém haverá um destaque especial para os últimos lançamentos em cadeados e fechaduras. “Com espaço de 240 m², o stand da marca foi criado com o objetivo de transmitir algo que já faz parte do DNA da empresa - transparência e design. O projeto arquitetônico permite fácil acesso aos nossos lançamentos e ao mesmo tempo receber com conforto e muita transparência nossos visitantes”, afirma Patricia Oliveira, gerente de marketing da Papaiz. Entre os lançamentos expostos, a Papaiz destaca suas apostas para o mercado de fechaduras, além de outros produtos inovadores no segmento de cadeados. Pioneira no segmento de cadeados diferenciados, a empresa irá mostrar, durante a Feicon, que conhece o segmento e suas necessidades e tem conhecimento para transformar tudo isso em produto.

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

Ilmos. Srs. DIRETORES e QUOTISTAS da ARAUCÁRIA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA. Pinhais - PR Examinamos as demonstrações contábeis individuais da ARAUCÁRIA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA., que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2010 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa, bem como as demonstrações consolidadas dos recursos de consórcios e as variações consolidadas nas disponibilidades dos grupos de consórcios correspondentes ao semestre e exercício findos em 31 de dezembro de 2010, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS A Administração da Sociedade é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil - BACEN e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. RESPONSABILIDADE DOS AUDITORES INDEPENDENTES Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações

contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e a adequada apresentação das demonstrações contábeis da Sociedade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia dos controles internos da Sociedade. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. OPINIÃO Em nossa opinião, as demonstrações contábeis referidas acima apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da ARAUCÁRIA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA. em 31 de dezembro de 2010, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa, as demonstrações consolidadas dos recursos de consórcios e as variações consolidadas nas disponibilidades dos grupos de consórcios correspondentes ao semestre e exercício findos em 31 de dezembro de 2010, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Curitiba, 25 de janeiro de 2011. MÜLLER AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-PR Nº 005.694/O-5 CLOVIS EDECIO MÜLLER Contador CRC-RS Nº 25.016/O-0 T-PR

Publicidade Legal é aqui. Equipe com 34 anos de experiência. Fone: 41 3333-9800 - publegal@induscom.com.br

Novelletto Roncato lança empreendimento Novelletto Roncato trouxe Rodrigo Pimentel, ex-Capitão do Bope e um dos roteiristas do filme, para motivar a equipe em sua nova missão: vender os apartamentos do novo empreendimento da incorporadora em Rio Grande, o Solar Dona Valéria. A convenção de vendas, ocorrida no dia 03 de março , marcou o pré-lançamento do novo empreendimento da incorporadora na área central da cidade. Além disto, foi um momento de motivação para equipe de corretores. O empreendimento será um prédio residencial, com 17 andares. Focado em jovens casais de classe A e B, o Solar Dona Valéria está na Av. Portugal.


17-03-11 Indústria&Comércio