Issuu on Google+

Curitiba, segunda-feira, 16 DE setembro de 2013 | Ano XXXViI | Edição nº 8954 | R$ 2,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá DISNEY ENSINA HUMANIZAR A MEDICINA

Como a Disney pode ajudar a humanizar o tratamento hospitalar? Ela pode e o assunto é o tema da conferência e dos debates que o Instituto Ciência e Fé promoverá no próximo dia 28, no auditório da Escola de Enfermagem Catarina Labouré (Hospital NS das Graças). Aberta a todos os interessados. página

Mortalidade infantil no Brasil cai 77% em 22 anos, diz Unicef Os cinco países com os piores índices são Serra Leoa, Angola, Chade, Somália e Congo Macelo Camargo/ABr

| b5

Pedro Washington Sem meio termo

Mais cinco dias de angústia separam a esperança do brasileiro em ver que, nem tudo está perdido. Tristemente porém, aquela esperança implantada pelo STF ao início do julgamento dos implicados no mensalão, de que a corrupção no Brasil poderia estar com seus dias contados. página

| a2

Roseli Abrão

A taxa de mortalidade infantil calcula a probabilidade de morte entre o nascimento e os 5 anos de idade a cada mil nascimentos

Senador pelo Tocantins

nacional b6

O ex-ministro da Saúde, Luiz Carlos Borges da Silveira, será candidato ao Senado pelo Estado do Tocantins, onde hoje é secretário de Desenvolvimento Econômico. página

| b4

INDICADORES FINANCEIROS MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

TECTOY PN * RENAR ON NM CCX CARVAO ON NM BOMBRIL PN VIVER ON NM

Maiores QUEDAS

0,02 0,25 1,79 6,63 0,22

COTAÇÃO

WLM IND COM PN REDE ENERGIA ON COBRASMA ON RECRUSUL ON FINOR CI *

Caderneta perde poupadores, mas é a principal opção de investimento

Economia B4

Bancários podem entrar em greve finanças & NEGÓCIOS Telefônica Vivo lança por tempo indeterminado Valter Campanato/ABr

47,00 2,75 0,04 0,07 0,20

Um pacote de serviços, voltado para o mercado corporativo, acaba de ser lançado em Curitiba pela Telefônica Vivo. O pacote é composto por conexão IP por meio de fibra óptica, serviço 4G para pequenas e médias empresas e soluções, inéditas no Brasil, para a gestão de frotas de veículos leves. Quem fala do lançamento com exclusividade para o Diário Indústria & Comércio são os executivos

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

GOL PN N2 TIM PART S/A ON NM LOJAS AMERIC PN EJ OI ON N1 LLX LOG ON NM

Maiores QUEDAS B2W DIGITAL ON NM MARFRIG ON NM EMBRAER ON NM MMX MINER ON NM SABESP ON NM

11,38 10,09 16,88 4,48 1,65

COTAÇÃO 15,72 6,46 18,67 1,88 21,01

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,2000

2,3400

Dólar comercial 2,2813

2,2819

Dólar paralelo 2,2973

2,2979

Euro

3,0349

3,0327

Daju comemora 30 anos projetando crescimento

Ouro (Grama/R$): 97,50

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

Serviços para empresas

A reivindicação é por reajuste de 6,1% apresentada por meio da Federação Nacional dos Bancos nacional b6

Segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no último ano, 23,9% das empresas não sobreviveram além do primeiro ano de vida.

Anderson de Oliveira Silva, diretor de Negócios Sul, e Alan Ricardi Laranjeira, gerente de Divisão ParanáSanta Catarina, da Vivo. E Gilberto de Castro, diretor da Editora UFPR , mostra como o setor público também faz uso do marketing para divulgar, promover e vender produtos – caso, livros universitários. Confira na página a5

Joaquim Severino MEIO AMBIENTE E JEITÃO RURAL

Depois da votação do Código Florestal, a noticia mais importante para os produtores rurais é a do pagamento por serviços ambientais, cuja implementação, no entanto, deverá ocorrer com a velocidade do jeitão rural. Página | b1

negócios b1

Editorial

Mais uma greve começa a ganhar força

O

Editais na página a7

CMYK

Brasil, como de costume, está prestes a sofrer mais uma greve. Desta vez os bancários poderão cruzar os braços por tempo indeterminado. É um direito e deve ser respeitado e concedido sempre. No entanto, a paralisação dos bancos é altamente prejudicial a milhões de cidadãos que precisam dos serviços do setor. Sociedade e autoridades precisam trabalhar para que as greves sejam esporádicas e não uma rotina do país. Empresários e funcionários precisam se unir para que todos fiquem satisfeitos.

A

cionada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a categoria se mobiliza para novas assembleias nesta quarta, disposta a referendar a paralisação no dia seguinte. Em especial, porque consideram a proposta da Fenaban “uma provocação”, segundo Carlos Cordeiro, que preside a entidade. Ele, que também coordena o Comando Nacional dos Bancários, disse que a oferta dos bancos fica longe dos 11,93% solicitados pela categoria.

Central de Atendimento: 41 3333.9800

EXCLUSIVO Confira a síntese dos principais editais de leilões no novo suplemento jurídico

e-mail: pauta@induscom.com.br

Caderno C


Geral/Curitiba

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A2

Previsão do tempo

Mín.: 14° | Máx.: 24°

O sistema frio perde força, mas o ar continua seco e a segunda-feira será de tempo estável, com previsão de chuvas e com temperaturas em elevação gradativa nas diversas regiões do Estado. No setor leste ainda há uma maior cobertura de nuvens em função dos ventos que se deslocam do quadrante leste. fonte: www.simepar.br

Pesquisa Fecomércio

PR: Vendas do comércio registram alta de 4,12% Julho - Vendas recebem estímulo extra do setor de móveis e decorações

prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Sem meio termo

Mais cinco dias de angústia separam a esperança do brasileiro em ver que, nem tudo está perdido. Tristemente porém, aquela esperança implantada pelo STF ao início do julgamento dos implicados no mensalão, de que a corrupção no Brasil poderia estar com seus dias contados, na medida em que, diferente do que sempre ocorreu, a impunidade não beneficiou “infratores de colarinho branco”, inclusive estimulando gente de classe média a vir às ruas engrossar os protestos contra as mazelas que afligem este país, está por um fio. Curioso é que no decorrer do julgamento o brasileiro foi formando suas convicções. O relator Joaquim Barbosa começou a virar unanimidade nacional na luta contra tais infratores. As posturas do ministro Lewandowski que, habitualmente media força com o hoje presidente do STF, contrariando suas posições, começou a marcá-lo com a antipatia popular. Assim como Dias Tofoli que, ao assumir sua vaga no corte , tinha em seu retrospecto profissional o fato de ter servido ao PT, dele se esperasse um posicionamento em favor dos réus, especialmente José Dirceu. Tudo isso foi marcando esse julgamento que, pela característica inédita e pela duração, chamou a atenção de todos para essa entidade desconhecida do homem comum que era o STF. A curiosidade popular já apontava para dificuldades em confirmar a conclusão que ao leigo, parecia definitiva. A Justiça começou a adquirir outra imagem aos olhos do povo, não apenas até então cultuada de que “era lenta e benéfica aos poderosos”. As penas imputadas a figuras que meses atrás desfilavam suas importâncias dentro do governo petista, indicavam que o País estava mudando. Hoje, com o resultado pendente da decisão de um último voto, e a emoção nacional à flor da pele, o ministro Celso de Melo, uma figura sempre respeitada em todo o decorrer do processo está com opinião do povo em suas mãos: ou de consagra como herói, ao nível em que um Joaquim Barbosa foi ascendido, ou pode ser o vilão da esperança nacional.

Novatos...

Interessante na participação de dois ministros indicados pela presidente Dilma ao STF, a ponto de participar do julgamento final, sem terem estado presentes no decorrer dos debates, foi a confirmação da suspeita despertada na opinião pública em relação a seus votos. Nem o benefício da suspeição, modalidade muito em voga nos Tribunais, se concederam. Votaram sem constrangimento a favor dos réus. Com um acréscimo, no caso de Luis Roberto Barroso, depois ironizado pelo ministro Marco Aurélio Mell0, como “o novato”. Com infeliz comentário sobre a opinião pública à qual não se subordina.

...leais

O voto de Barroso foi seguido por Teori Zavascki, o outro novato. Em realidade dois votos antecipados na opinião pública como de reconhecimento à presidente Dilma. Dando razão àqueles que, a exemplo de Rubens Bueno, na Câmara Federal em relação à composição dos tribunais de contas, defendem nos tribunais superiores da Justiça, critérios diferentes para escolha de ministros. Sem que fiquem devedores de quem os apadrinhou.

Iguais e desiguais

A ironia na imprensa do resultado desse julgamento final do mensalão, felizmente ainda indefinido, ficou por conta de jornal carioca. Publicou a foto e os nomes de dois jovens favelados, presos por furto de um produto insignificante. Encarcerados permanecem à espera de julgamento. A manchete do jornal: “Eles não conhecem os “embargos infringentes”. Prova mais eloqüente de que neste país, diferente do que prega a Constituição de que “todos são iguais perante a lei”, alguns são mais “iguais que outros”, impossível!

Em choque

Aqui no Paraná, a luta dentro do PMDB continua. O grupo de Requião que vencera a convenção municipal curitibana, foi defenestrado pelo Diretório estadual. Entre os que optam pelo apoio do partido ao governo Beto Richa, ao invés da candidatura própria, não há entendimento. Orlando Pessuti postula ser o vice na chapa de Beto à reeleição. Pretensão que não é aceita por todos os seus pares.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Os setores que puxaram as vendas foram os de autopeças, combustíveis, cine-foto-som, móveis, decorações e utilidades domésticas e materiais de construção

A

pós queda no mês anterior, o comércio paranaense se recuperou em julho, com aumento de 4,12%, de acordo com a Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio PR). Os setores que puxaram as vendas foram os de autopeças, combustíveis, cinefoto-som, móveis, decorações e utilidades domésticas e materiais de construção. O varejo mantém a média positiva no acumulado do ano, na casa dos 7% acima do mesmo período de 2012. Como fatores conjunturais positivos para o desempenho verificado, podem ser considerados a continui-

dade de um contexto econômico de pleno emprego, o reflexo positivo da boa safra, importante para o aquecimento da demanda no comércio em cidades interioranas, e a elevada propensão a consumir das classes D e E, que mesmo apresentando sinais de contenção de despesas ainda continua a comprar. A elevação de 7,13% no setor de móveis, decorações e utilidades domésticas em comparação com o mês anterior e o acréscimo de 9,15% sobre igual mês de 2012 demonstram que o programa Minha Casa Melhor, lançado pelo Governo Federal para auxiliar os beneficiários do programa habitacional Minha

Casa, Minha Vida a mobiliar o novo lar, já influencia o comércio. A linha de crédito especial foi lançada em junho, mas o uso dos cartões começou efetivamente em julho. Os impactos do programa foram sentidos com mais intensidade no interior do Estado. A maior alta ocorreu em Londrina, com 11,13% sobre o mês anterior, seguida por Foz do Iguaçu (10%) e Maringá (6,41%). Na comparação com julho de 2012, o setor de móveis e decorações de Foz do Iguaçu deu um salto de 29,07% e de 22,39% em Londrina. O bom desempenho em julho não afasta o conjunto de inquietações quanto ao resultado do varejo

paranaense esperado para o restante do ano, considerando a inflação acima das previsões oficiais, queda na balança comercial, valorização do dólar que repercute nos preços dos importados, insuficiência de investimentos públicos em infraestrutura no país. Para completar, indicadores atuais demonstram que o PIB não atingirá o crescimento previsto no começo do ano. A combinação dessas variáveis também deve comprometer as vendas de Natal e, como consequência, a geração de empregos no fim do ano, período no qual tradicionalmente ocorre a maior contratação de trabalhadores temporários.

Decretos definem nova regulamentação para o ISS

Paraná estimula cooperativas

A Prefeitura de Curitiba publicou na última semana cinco decretos que instituem novos procedimentos e alteram a redação de leis que regulamentam o Imposto Sobre Serviços (ISS). Assinados pelo prefeito Gustavo Fruet, os decretos, entre outros procedimentos, instituem a Declaração Eletrônica de Serviços das Instituições Financeiras e dão nova regulamentação aos processos para inscrição e alteração do cadastro fiscal, ao Sistema Eletrônico de Gestão do imposto, à restituição do ISS recolhido indevidamente, ou a mais, e à baixa de inscrições de empresas. Uma alteração feita no Decreto 622 possibilitará a baixa dos cadastros municipais de 22 mil inscrições de empresas. Elas já não atuam mais em Curitiba ou cancelaram o CNPJ na Receita Federal, mas permaneceram com o cadastro ativo no Município.

O governador Beto Richa e o ministro do Trabalho, Manoel Dias, assinaram na sexta-feira (13), durante o Fórum Nacional de Secretarias Estaduais do Trabalho (Fonset), realizado em Curitiba, um convênio para capacitar e estimular a criação de cooperativas de catadores de materiais recicláveis. O documento foi assinado, também, pelo secretário estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária do Paraná, Luiz Claudio Romanelli, que é presidente do Fonset. O valor total do projeto está estimado em R$2,8 milhões, sendo que 10% é contrapartida do governo estadual. A estimativa da Secretaria Estadual do Trabalho e Emprego é que no Paraná existam em torno de 10,5 mil catadores.

Segundo Daniel Maurício, diretor do Departamento de Rendas Mobiliárias – ISS, da Secretaria Municipal de Finanças, a manutenção causava uma distorção no cadastro da Prefeitura. “Com este procedimento haverá uma limpeza e atualização de cadastro das empresas do município”, disse. Essas empresas serão notificadas em um prazo de 30 dias. Outro decreto institui a Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) para registro, cálculo e emissão do documento de arrecadação do ISS. A partir de 1º de janeiro de 2014, todos os bancos que atuam em Curitiba deverão transmitir, mensalmente, essas declarações pelo Sistema ISS, disponibilizado no site oficial da Prefeitura, no endereço www.curitiba.pr.gov.br. “O novo sistema será bom para os dois lados. Para os bancos será

melhor porque a transferência das informações será mais rápida. Já a Prefeitura terá um controle do recolhimento do imposto mais eficiente”, explica Daniel Maurício. Outra alteração promove adequação dos prazos de vencimento das taxas de localização de empresas aos demais prazos previstos na legislação tributária do Município, passando de dez para 30 dias. As alterações têm a finalidade de aprimorar os procedimentos referentes ao Sistema Eletrônico de Gestão do ISS. O processo e o trâmite de enquadramento de empresas ao Simples Nacional também terá nova regulamentação. Decreto estabelece um novo rito para o deferimento ou indeferimento do processo, que passará por duas instâncias, administrativa e jurídica, antes de ter um parecer do secretário de Finanças.

Comitiva vai negociar retirada do embargo a carnes paranaenses na Rússia O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, foi para Moscou, onde comanda a comitiva paranaense que participará da 22.ª Worldfood Moscow 2013. A feira internacional de alimentos e bebidas é considerada uma das mais conceituadas e importantes da continente europeu. O Brasil contará com estande exclusivo e local para reuniões de trabalho. Até quinta-feira (19), o secretário e integrantes da comitiva retomarão contatos com autoridades russas para que seja retirado o em-

bargo para a exportação da carne paranaense. As restrições daquele país vêm desde junho de 2011, e se estendem também a Mato Grosso, São Paulo e Rio Grande do Sul. A Rússia é o principal comprador de carnes do Brasil e, por conta do embargo, o Paraná teve queda de 29% no volume exportado e de 22% na receita com as exportações de suínos. “Fizemos várias ações para melhorar o trabalho no setor. Criamos a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – Adapar, e o programa específico de pecuária de curta du-

ração, desenvolvidos pelos técnicos da Emater Paraná, para orientar os pecuaristas a usarem técnicas modernas, atuais e eficazes de manejo, reprodução, sanidade dos animais”, diz Norberto Ortigara. O Paraná não registra focos suspeitos de febre aftosa desde 2005. “Mantemos a vigilância e não descuidamos da vacinação, que garante a sanidade dos rebanhos. O Paraná é considerado área livre de febre aftosa com vacinação desde o ano 2000”, explica o secretário. As exportações de frangos foram liberadas no primeiro semestre

deste ano. “Temos duas cooperativas paranaenses, a Lar, de Medianeira, e a C. Vale, de Palotina, que habilitaram as vendas de carne de frango para a Rússia. Isso também aumenta a nossa expectativa para a volta as exportações das carnes bovinas e suínas”, diz Ortigara. Para Péricles Pessoa Salazar, presidente do Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados no Estado do Paraná – Sindicarne, a plena retomada das exportações para a Rússia impactaria profundamente a atividade agroindustrial do setor.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A3

PREMIAÇÃO

Jovens talentos recebem o Prêmio IEL de Estágio Iniciativa reconhece as melhores práticas de estágio em empresas paranaenses

J

ovens talentos que desenvolveram projetos de estágio em empresas paranaenses foram premiados na quinta-feira (12) pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Eles receberam o Prêmio IEL de Estágio 2013, iniciativa que reconhece as melhores práticas de estágio nas organizações, as empresas que deram a oportunidade de desenvolvimento a esses jovens e os professores orientadores das universidades. A cerimônia de premiação aconteceu no Campus da Indústria, no Jardim Botânico, em Curitiba. Durante o evento também foi apresentado o resultado da pesquisa “O que um estágio precisa ter para ser a sua cara” realizada pelo IEL com mais de 400 jovens universitários. A cerimônia de premiação também contou com palestra sobre o tema “Gerações”, apresentada pelo especialista em gestão de pessoas e liderança, Adeildo Nascimento. Para o superintende do IEL no Paraná, José Antonio Fares, o prêmio é um reconhecimento do trabalho realizado pelos jovens talentos e das empresas que investem em desenvolvimento de programas de estágio. Ele também destacou que o IEL está em uma nova fase, focando em programas de estágio e trainee e educação executiva, por meio da Escola de Gestão da Indústria do Sistema Fiep. “Estamos lançando novos programas e iniciativas para gerar talentos para a indústria e formação executiva para o mercado de trabalho”, disse ele, destacando que a instituição tem o objetivo de ser referência nestes assuntos em todo o Estado. Segundo o gerente executivo do IEL, Eduardo Vaz, o prêmio mostra que a função do Instituto vai além de trabalhar com a parte burocrática de contratos e documentos, agregando valor ao jovem que está em início de carreira e à empresa que deu oportunidade para este jovem por meio de um estágio. “O prêmio aproxima a universidade, a empresa e o estagiário, valorizando o papel de cada um neste processo tão importante no início da carreira profissional do

José Antonio Fares, superintendente do IEL no Paraná, destacou que a entidade está em uma nova fase, com lançamento de novos programas e iniciativas na área de estágio, trainee e formação executiva

jovem talento”, relatou. A estudante de Engenharia de Alimentos da PUC-PR, Maria Hosken Caldas Rodrigues, recebeu o prêmio de 3º lugar na categoria média empresa. Ela faz estágio na Barion e desenvolveu um projeto na área de qualidade, implantando uma análise de perigo e pontos críticos de controle que auxiliou toda a produção da empresa. “Por meio deste prêmio nos sentimos reconhecidos e importantes dentro da empresa em que estamos. É um jeito de prestigiar o nosso trabalho”, comentou. O estagiário Felipe Gonçalves Fortes, que trabalha no Grupo Boticário, recebeu o 2º lugar na categoria empresa de grande porte. Ele é estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas nas Faculdades Spei, em Curitiba, e desenvolveu um site de gestão de conhecimento e comunicação dentro da empresa. “Agradeço o IEL, meu professor orientador e o Grupo Boticário pela oportunidade de desenvolvimento. Esse prêmio reconhece nosso trabalho, nos motiva cada vez mais e agrega muito em nossa vida”, destacou.

Letícia Voinarovicz Stadler é orientadora de Felipe no Grupo Boticário. Para ela, o reconhecimento que o IEL dá para as empresas que auxiliam esses jovens talentos revela que o programa de estágio reúne esforços de vários atores. “Receber o prêmio mostra que vale a pena juntar todos estes esforços para tornar o momento de estágio um processo bem fundamentado e estruturado na construção da carreira desses jovens”, afirmou. João Luiz Oliveira Melo, estagiário da Rhema, empresa localizada em Maringá, recebeu o primeiro lugar na categoria “empresa de pequeno porte”. Ele readequou o estoque da organização e está fazendo o controle da gestão deste estoque. O estudante de Engenharia de Produção da UEM destacou que receber o prêmio significa a concretização do trabalho realizado. “O reconhecimento tem grande importância para a minha vida profissional. Já estou me formando e indo para o mercado de trabalho e o estágio me ajudou muito, agregando experiência profissional”, disse.

Opinião

O primeiro lugar da categoria “empresa de grande porte” ficou com a estagiária Sarah Lima Paralovo, da Brose do Brasil. Ela é estudante de Engenharia Ambiental da UFPR e auxilia em todas as atividades que envolvem o sistema de gestão da empresa na área de qualidade. “O prêmio mostra que estamos no caminho certo, fazendo o que é esperado e até mais, e nos incentiva a continuarmos trilhando a carreira. A dedicação faz toda a diferença no estágio para auxiliar a empresa e a própria vida profissional”, disse, destacando que o estágio é também uma oportunidade de colocar em prática aquilo que se aprende na universidade. Ao todo, foram três as categorias de premiação: micro e pequena empresa, média empresa e grande empresa. O valor das premiações é de R$ 2 mil para o 1º lugar, R$ 1 mil para o segundo lugar e R$ 500 para o 3º estagiário colocado. O IEL entregou também premiação de 1º, 2º e 3º lugar para as melhores práticas de estágio nas entidades do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Sesi, Senai e Fiep).

coluna@induscom.com.br

Estabilidade garantida * Por Gleisi Hoffmann O mercado se revelou surpreso com a última ata do Copom que aponta sinais de “neutralidade fiscal” em vez de expansionismo. Alguns colunistas econômicos têm apontado críticas à condução do orçamento federal. Destacam suposto descaso com o equilíbrio das contas públicas e suas consequências sobre as expectativas dos agentes. Contudo, um olhar mais cuidadoso para os dados fiscais revela que as críticas não se confirmam. A dívida líquida do setor público vem caindo de forma acentuada nos últimos dez anos graças à combinação de crescimento do PIB e obtenção de superávit primário.

Quando a presidente Dilma Rousseff assumiu o governo, a dívida já havia decrescido para 38,8% do PIB. Em julho deste ano estava em 34,1% do PIB. Na falta de argumentos, as críticas agora vão para a dívida bruta do governo, que não apresenta essa mesma trajetória. Se analisarmos a partir de 2007 (primeiro ponto da série calculada pelo Banco Central com a nova metodologia de cálculo para a dívida bruta) até julho de 2013, seu valor passou de 57,1% do PIB para 59,4%. No entanto, se subtrairmos um componente específico da dívida bruta, as operações compromissadas, observamos que seu valor caiu de 52,2% em 2007 para 43,9% em julho de 2013. Portanto, mesmo

com os repasses para os bancos públicos, a dívida bruta, descontadas as operações compromissadas, tem trajetória de queda. Vale destacar que a expansão das operações compromissadas foi, em grande medida, decorrência da política de acúmulo de reservas do Banco Central, que nos possibilitou formar um colchão de divisas para enfrentar crises internacionais. Outro ponto criticado diz respeito à expansão de gastos correntes frente ao não crescimento do investimento público. Mais uma vez, precisamos recorrer aos dados. No período entre 2002 e 2013, as despesas primárias da União expandiram-se em 2,7% do PIB. Deste aumento, o gasto com pessoal e encargos em

nada contribuiu, pelo contrário, caiu de 5,0% para 4,2% do PIB. Já as transferências de renda (benefícios previdenciários, abono, segurodesemprego, benefícios assistenciais e Bolsa Família) contribuíram para este aumento, passando de 6,7% do PIB, em 2002, para 9,5% do PIB, em 2013. É importante ressaltar que foram estes gastos que fizeram do Brasil um exemplo no combate à miséria. O investimento público da União também cresceu nos últimos anos. Com lançamento do PAC 1 e 2, o Programa Minha Casa Minha Vida, foi retomada a capacidade do Estado brasileiro de investir com qualidade. O investimento do setor público consolidado aumentou de 3,3% do PIB, em 2002, para 4,7% do PIB, em 2012. O incremento dos gastos do governo que ocorreu nos últimos dez anos e, em particular, no governo da presidente Dilma, teve como objetivo o fortalecimento do sistema de seguridade social do país, o combate à desigualdade e a retomada dos investimentos públicos. Isso tudo com equilíbrio nas contas públicas e redução do endividamento. No cenário econômico atual, com a ainda lenta recuperação das economias desenvolvidas, o governo terá responsabilidade fiscal, mantendo a estabilidade da sua dívida pública e de suas despesas primárias. Mas, como já fez no passado, também manterá sua responsabilidade social, garantindo políticas que beneficiam e reduzem a desigualdade da sociedade brasileira. * Gleisi Hoffmann é ministrachefe da Casa Civil da Presidência da República.

Renault recebe 5 premiações durante o Automotivebrand Contest, na Alemanha O dia 10 de setembro de 2013 ficará marcado para sempre na história do design da Renault. Durante o evento organizado em Frankfurt pelo Conselho Alemão de Design, a Renault obteve 5 recompensas pelo design de 3 modelos produzidos em série, 1 para carro-conceito e para o conceito do estande apresentado pela primeira vez no Salão do Automóvel de Paris em 2012. Formado por 10 membros independentes especialistas em design, o júri atribuiu um prêmio na categoria “Design externo de veículos produzidos em série” aos modelos Clio, Captur e ZOE. Lançados há menos de um ano, estes 3 modelos ilustram a renovação do design dos veículos Renault. Revelado no Grande Prêmio de Mônaco de F1 em 2012, o Alpine A110-50 também foi recompensado na categoria “carro-conceito”. O Alpine A110-50 foi desenvolvido para comemorar o 50º aniversário do A110. Apresentado pela primeira vez no Salão do Automóvel de Paris de 2012, o conceito “The Bump” do estande da Renault obteve um prêmio na categoria “Arquitetura”, recompensando, assim, o resultado da colaboração entre a agência DGT Architects e a Renault. Assim como o ZOE, o conceito “The Bump” já havia sido premiado na cerimônia do Red Dot Design Award em julho passado. O conceito é inspirado em um valor comum a todos os veículos

expostos, o movimento, com o objetivo de recriar a sensação de movimento no estande. Os veículos são dispostos em círculos concêntricos em torno de uma ou duas “colinas” munidas de plataformas giratórias no topo. Conforme o ponto de vista do visitante, estes veículos ficam visíveis de todos os lados. A impressão de movimento criada por esta disposição tridimensional é destacada pelo tratamento do piso e a iluminação colorida no teto, através de bolas de luz que fazem movimentos ascendentes e descendentes sutis, ao mesmo tempo em que mudam de cor. O novo conceito de estande da Renault está sendo utilizado nos grandes salões mundiais, dentre os quais Genebra, Xangai e Frankfurt. Estes prêmios são uma recompensa ao trabalho realizado por Laurens Van Den Acker e suas equipes desde que assumiu a Direção do Design da Renault, em 2010. Fundado em 2011 pelo Conselho Alemão de Design, o “Automotive Brand Contest” se firmou no cenário internacional como uma referência em matéria de design. Este concurso é um dos mais concorridos internacionalmente. O “Automotive Brand Contest” é reconhecido mundialmente como sinônimo de qualidade em matéria de excelência na concepção. O Conselho Alemão de Design foi criado em 1953 pelo Parlamento Alemão, com o objetivo de fortalecer as competências em design de sua indústria.


Especial

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A4

Turismo

Ida&Volta LILIAN NO SLAVIERO ROCKEFELLER

Depois de atuar por vários anos na Atlantica Hotels International, para a qual gerenciou em Curitiba dois importantes hotéis – o Radisson e o Four Points by Sheraton -, a executiva Lilian Franco foi contratada pela rede paranaense Slaviero como gerente geral do Slaviero Conceptual Rockefeller (r. Rockefeller 11, Rebouças, vizinho do shopping Estação). Semanas atrás, ela havia sido promovida pela Atlantica para comandar um hotel em Brasília, mas preferiu ficar em Curitiba. Especializada em Gerenciamento de Negócios e Hotelaria pela FAAP (Fundação Álvares Penteado), de São Paulo, Lilian, com suas equipes de trabalho, conquistou cobiçados prêmios, como os conferidos pela publicações especializadas Condé Nast Traveller, TripAdvisor e Guia 4 Rodas. A categoria Conceptual é a bandeira luxo da Slaviero, que tem, ainda, os segmentos Executive e Suites (superior), Slim (econômico) e Fast Sleep (banho e repouso em aeroportos).

Júlio Zaruch juliozaruch@gmail.com

Vitória, belas ilhas e tradições regionais

NÚMEROS DA ABAV 2013

De acordo com dados oficiais fornecidos pela organização da Abav 2013 – Feiras de Turismo das Américas, realizada em São Paulo, de 4 a 8/9, 52.165 ingressos foram registrados nos acessos do Pavilhão do Anhembi. Desse total, nos três primeiros dias, exclusivos para profissionais, foram 38.706 presenças. A Feira computou a presença de 750 hosted buyers (compradores convidados) do Brasil e do exterior; 852 profissionais de imprensa foram credenciados; 2.613 as marcas expositoras; 3.978 pessoas frequentaram as salas da Vila do Saber. Na organização, montagem e na prestação de serviços, o evento proporcionou 5.494 empregos.

PACOTES PARA FÓRMULA 1

Para quem pretende ir ao 42º Grande Prêmio Brasil de Fórmula1, de 22 a 24 de novembro, no autódromo de Interlagos, em São Paulo, a TAM Viagens lançou três opções de pacotes, com preços a partir de R$ 1.990 por pessoa em até 10 vezes. Os roteiros Pole Position e Racing têm aéreo e hotel e o Acelera F1 apenas hospedagem. O Racing, por exemplo, inclui passagens aéreas, dois ingressos na arquibancada TAM Viagens (sábado e domingo), uma noite de hospedagem no Hotel Blue Tree Verbo Divino, transfer hotel/ autódrom /hotel, kit F1 (camisa, boné e sacola personalizada). Os viajantes terão alimentação e bebidas (refrigerante, café, água, sucos e cerveja) durante todo o evento, transporte exclusivo com auxílio de guia e coordenadores, área de convivência atrás da arquibancada com monitores para acompanhamento da corrida, totem de autoatendimento, web check in TAM e sanitários exclusivos. Há, ainda uma quarta opção para quem mora em São Paulo.

HOTEL RENOVADO

Vitória: belas praias e 51 pontos de interesses para atrair o turista

F

amosa por suas belas ilhas e tradições regionais, Vitória, a capital do Espírito Santo, completou 462 anos dia 8 mas segue com uma grande programação de festas até o final de setembro, na praia e nos parques, além de vários shows musicais. O arquipélago composto por Vitória e outras 33 ilhas atrai turistas de todo o país. O clima, as praias e a culinária das panelas de barro fazem da cidade um destino procurado e muito agradável. As paisagens se misturam entre monumentos

históricos e construções modernas, detalhe que chama a atenção de quem passa pela capital do Espírito Santo. Ao chegar à cidade, o turista irá se deparar com 51 pontos de interesse turístico e cultural e poderá contar com visita monitorada em sete deles. Uma das paradas é o Galpão das Paneleiras, construído em 2011 pela Prefeitura de Vitória com investimento do Ministério do Turismo. No novo espaço, o visitante pode acessar o segundo piso e contemplar as cabines de confecção das

panelas de barro e conferir uma incrível vista do mangue. Com a intenção de desenvolver o potencial turístico de Vitória, o Ministério do Turismo tem se empenhado em promover ações de infraestrutura. Desde 2004 foram destinados R$ 14 milhões à cidade, investidos em sinalização turística, novos postos de informação e adequação de pontos históricos para acessibilidade de pessoas com necessidades especiais. (MTur)

ViaGastronômica SANTO GRÃO, ENTRE AS NOVIDADES

A modernização dos 148 apartamentos do hotel Transamérica Executive Faria Lima, no Itaim Bibi, em São Paulo – investimento de R$ 3,6 milhões, mais R$ 550 mil nas áreas comuns – incluiu a implantação de três andares de apartamentos Prime, onde o hóspede conta com jornal diário, early check in/late check out, roupão de banho, frigobar diferenciado, serviço de engraxate, abertura diária de cama com bombons, chaleira elétrica e kit composto por uma garrafa de água e saches de café, chocolate, café com leite, cappuccino, chá, açúcar e adoçante. Nos quartos, novo enxoval, papel de parede, piso vinilico antialérgico, TV LED 40” com interatividade e novo ar condicionado Split com gás ecológico.

TURISMO RELIGIOSO

Agora é oficial: as cidades de Nova Trento (SC), Aparecida (SP), Trindade (GO), Santa Cruz (RN) e Bragança (PA) vão receber cerca de R$ 600 mil do Ministério do Turismo para o fortalecimento do turismo religioso no Brasil. Aparecida, no interior de São Paulo, principal polo do segmento no país, receberá R$ 143 mil; Trindade, conhecida pela Festa do Divino Pai Eterno e por atrair cerca de 1,5 milhão de pessoas por ano, R$ 135 mil. Para Nova Trento (na foto, o santuário de Santa Paulina), serão destinados R$ 100 mil; Bragança terá pouco mais de R$ 110 mil e Santa Cruz, R$ 112,6 mil.

EMBARQUE

*** O hotel JW Marriot Bogotá, na capital colombiana, será o cenário da SAHIC 2013 (South American Hotel & Tourism Investment Conference), marcada para os dias 23 e 24/9, cujo objetivo é promover negócios de turismo, hotéis e projetos imobiliários na América do Sul. Deve receber mais de 2.500 participantes. *** O Parque Nacional do Iguaçu programou para a sextafeira 20/9, a nova edição do Luau das Cataratas, que inclui passeio noturno sob a lua cheia e um jantar, antes ou depois da caminhada. O ingresso deve ser adquirido nas bilheterias do Centro de Visitantes. O evento tem a parceria do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e será repetido dias 19/10, 16/11 e 19/12. *** A cidade catarinense de Joinville realiza, entre 12 e 17/11, a 75.ª edição da Festa das Flores, cujo lançamento oficial está marcado para 4/10; no dia seguinte, haverá a escolha da rainha e da princesa da festa. A promoção é da Fundação Turística local e da Ajao (Agremiação Joinvilense dos Amadores de Orquídeas). *** A Argentina, com tradição como destino para o estudo da língua espanhola, participa em São Paulo, de 29/9 a 2/10, do IV Congresso Internacional de Turismo Idiomático, evento que será realizado pela primeira vez no Brasil. O congresso é um a parceria entre a Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais) e a Asociación de Centros de Idiomas, da Argentina. A edição brasileira conta com apoio da Universidade FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), local que abrigará o congresso (r. Alagoas, 903), e tem como objetivo abordar estratégias e planos para o desenvolvimento e promoção do ensino de português e espanhol como segunda língua estrangeira. *** Em Bonito (MS), será realizada, de 24 a 30/4/2014, a Conferência Internacional de Ecoturismo e Turismo Sustentável, a mais importante conferência de ecoturismo, que reúne os principais representantes do segmento do mundo.

Entre as novidades que o recéminaugurado shopping Pátio Batel trouxe para Curitiba está a Santo Grão, rede de cafeterias fundada pelo neozelandês Marco Kerkmeester, que abre sua primeira unidade fora de São Paulo, onde tem seis endereços. Funciona dentro da Livraria da Vila (outra que chega à cidade). Além de café gourmet, a casa serve sucos, drinques, saladas, sanduiches, massas e pratos mais elaborados, constituindo-se em novo

ponto de encontro em ambiente de boa leitura. A família de cafés Santo Grão é formada pelo Blend Santo Grão, carro-chefe da marca, Sul de Minas, Cerrado de Minas, Mogiana, Orgânico e Descafeinado, todos de grãos 100% arábica. A empresa possui torrefação própria e mói os grãos na hora, “com o propósito de proporcionar sensações únicas e exclusivas a seus clientes, com sabores marcantes e especiais”, como destaca Kerkmeester.

SAINT GERMAIN - Toda sexta-feira no almoço tem bacalhau no bufê da panificadora Saint Germain Ecoville (r. Pedro Viriato Parigot de Souza, 2.748). São três tipos servidos alternadamente: Bacalhau com nata, feito com creme de leite com toque de noz moscada; à Gomes de Sá, com cebola, alho e azeite; e Zé do Pipo, com purê de batatas. Há, ainda, uma variedade de pratos frios e quentes. O preço do bufê a quilo é de R$ 49,90, de segunda a sexta, e de R$ 53,90, aos sábados e domingos. SPOLETO - A rede brasileira de culinária italiana Spoleto volta ao shopping Mueller e abre sua sexta loja no Paraná e a 12ª no sul do país. A nova unidade, cuja franquia é comandada pelas empresárias Gabriela Folador e Christiane Jansen – também responsáveis pelas dos shoppings Barigui e Estação - opera dentro do conceito Spoleto 21, sistema que agrega o conceito de sustentabilidade, incluindo aperfeiçoamento de práticas e atividades que vão desde o preparo dos pratos até a logística de descarte de resíduos. No Paraná, a rede está presente também em Cascavel, Londrina e Maringá.

O evento é uma realização da Hiperage Comunicação e Marketing e da Delicatessen Queijos e Vinhos. Ingresso a R$ 60 (compra antecipada pelo curitibaexpvinhos.com.br) ou a R$ 70, no dia do evento. BAGGIO - Mussarela, cala-

PORTO A PORTO – A importadora Porto a Porto escalou uma equipe especializada de consultores e sommeliers para atender os visitantes de seus estande na quinta edição da Curitiba ExpoVinhos, dia 23/9, das 16h às 21h, no restaurante Maggiore, no parque Barigui.

bresa moída, uma fina camada de molho de tomate e pimentões - verde, vermelho e amarelo -, com um toque de pimenta calabresa. Assim, em resumo, é a pizza Mexicana da Baggio Pizzeria & Focacceria. Servida em todas as unidades da rede: cinco em Curitiba, uma em São José dos Pinhais, Joinville, Blumenau e Balneário Camboriú. RESTAURANT WEEK - Com a novidade da edição temática, que vai contemplar a gastronomia paranaense, a 8ª Curitiba Restaurant Week será realizada de 7 a 20/10 e terá preços fixos de R$ 34,90 (almoço) e R$ 47,90 (jantar) por pessoa, incluindo entrada, prato principal e sobremesa. Quem desejar, poderá doar R$ 1 ou mais na conta, que será destinado ao hospital Pequeno Príncipe. Para clientes dos cartões Mastercard Platinum e Black, a promoção começa antes: de 30/9 a 6/10. ALTO JUVEVÊ - Dezenove restaurantes, bares, cafés e confeitarias dos bairros Alto da Glória, Juvevê e Cabral participam, dias 21 e 22/9, da quarta edição da Alto Juvevê Gastronomia, na praça Brigadeiro Mário Eppinghaus, ao lado do Asilo São Vicente. Vão oferecer 31 pratos com preços entre R$ 10 e R$ 25. Entre os chefs participantes, o francês Laurent Grolleau. SAISON SAÚVA - Uma cerveja cuja receita leva figo, tucupi negro e formigas saúvas. É a Saison Saúva, uma criação do Lamas Bar, de São Paulo, em parceria com o proprietário do Empório Sagarana, Paulo Leite, e o jornalista Marcelo Cury. A ideia de colocar os insetos na receita foi de Paulo Leite, depois de comer as formigas e ter notado características cítricas no sabor, algo parecido com capim cidreira. Junto com o figo e o tucupi, nasceu uma cerveja tipo belgas, picante, cítrica e frutada. THE FIFTIES - A única loja paranaense da rede de hamburguerias The Fifties – no shopping Curitiba, na capital paranaense – também se integra às comemorações dos 20 anos da empresa, com a promoção que contempla o Pic Burger, o sanduíche emblemático do cardápio. Até 20 de outubro, haverá ações para premiar clientes, entre as quais o 20º Pic Burger pedido no dia será grátis e a happy hour terá mais 1h20 com chope duplo. E a Onion Tower, lançada este ano, com 10 anéis de cebola empanados acompanhados dos molhos rosé e barbecue terá, em uma das datas da campanha, versão especial com o dobro do tamanho, ou seja, 20 anéis. SENHOR GARIBALDI - Depois de um período de apenas entrega em domicílio e participação em feiras gastronômicas, o Senhor Garibaldi, que se anuncia como “o primeiro hot dog gourmet artesanal da capital paranaense”, inaugura nesta terça-feira 19/9 sua primeira loja física, na rua Itupava, 1377.


Diário Indústria&Comércio

finanças & NEGÓCIOS

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A5

ENTREVISTA: ANDERSON DE OLIVEIRA SILVA E ALAN RICARDI LARANJEIRA

Empresas ganham novos serviços da Telefônica Vivo Companhia busca diferenciais de infraestrutura e de capacidade de atendimento para o mundo corporativo

Alan Laranjeira e Anderson de Oliveira Silva: a Telefônica Vivo é diferenciada pela qualidade e pelos investimentos que vem fazendo Walter Schmidt

A

Telefônica Vivo acaba de lançar em Curitiba um pacote de serviços para o mercado corporativo: conexão IP por meio de fibra óptica, serviço 4G para pequenas e médias empresas e inéditas soluções, no Brasil, para a gestão de frotas de veículos leves. Entre as facilidades que o meio corporativo passa a ter com a rede de fibras ópticas, está o acesso seguro e de alta performance não só para a conectividade entre unidades ou com a internet, mas também o acesso a todo o portfólio de serviços gerenciados pela Vivo. O serviço 4G, batizado de Vivo 4G, tem desempenho até dez vezes superior ao 3G. E a oferta de soluções para a gestão de frotas de veículos leves, que é fruto de um acordo entre a Vivo e a Sascar, vai proporcionar aos clientes corporativos ganhos de produtividade, segurança e economia de custos, além de avanços na gestão de sustentabilidade. Os três lançamentos são explicados e analisados, com exclusividade para o Diário Indústria & Comércio, por dois executivos da Telefônica Vivo em Curitiba: o diretor de Negócios Sul, Anderson de Oliveira Silva, e o gerente de Divisão Paraná/Santa Catarina, Alan Ricardi Laranjeira. Eles também anunciam estudos da empresa para o segmento de saúde, a chamada área de health.

Foram implantados em Curitiba 15,2 quilômetros de fibra óptica própria, abrangendo a região central, o Bigorrilho, e o Centro Cívico até o Ecoville A Vivo quer ser cada vez mais reconhecida no setor corporativo como prestadora de serviços completos em TI, dados e telecomunicações. De que forma virá tal reconhecimento? Anderson – Para sermos reconhecidos, precisamos em primeiro lugar construir uma infraestrutura compatível com as necessidades do mercado. E a Telefônica Vivo vem investindo fortemente em Data center – hoje ela tem um dos maiores Data centers da América Latina – exatamente para suportar a demanda e de ter, em relação aos competidores, um diferencial de mercado corporativo. Diferencial não só em termos de infraestrutura, mas também de capacidade de atendimento.

A empresa dispõe hoje de uma equipe de atendimento de pré-venda, pós-venda, e suporte técnico. A Telefônica Vivo está em toda Federação com presença física das equipes comercial, técnica e de suporte. Com infraestrutura adequada e, principalmente, com equipes mais próximas dos mercados, teremos um grande diferencial em relação aos nossos clientes e poderemos levar para o mercado corporativo soluções que agreguem valor nas operações. Esse reconhecimento já existe? Anderson – Os clientes já reconhecem a Telefônica Vivo como empresa diferenciada: pela qualidade, pelos investimentos que vem fazendo, pelos aportes que vem fazendo no mercado corporativo. Quais são os diferenciais da Telefônica Vivo em relação às empresas tradicionais de tecnologia da informação? Anderson – Primeiro o Data center. E quando falamos em Data center, falamos em levar segurança aos clientes. A segurança das informações hoje no mundo corporativo é fundamental. O nosso Data center dispõe de infraestrutura que garante a todos os nossos clientes uma segurança muito significativa. O segundo diferencial é a presença, a capacidade técnica para a solução de eventuais problemas, é a disponibilidade de uma equipe de suporte, pois a telecomunicação é muito complexa – e a gente vive numa dinâmica muito grande. As empresas não conseguem mais investir em infraestrutura, pois os valores são expressivos, e passam a utilizar a estrutura da Vivo com muito mais segurança, sete dias por semana. As empresas não precisam imobilizar valores em equipamentos que acabam se tornando obsoletos em curto espaço de tempo. Alan – Em termos de segurança, nós somos certificados pelos maiores órgãos do mundo pela classificação Tier III, pela qual se tem todas as informações criptografadas e com redundância. O padrão Tier, que vai do nível 1 ao 4, é um modelo usado para mensurar o nível da infraestrutura de um local destinado ao funcionamento de um CPD/Datacenter. A Telefônica Vivo se preocupa muito com esta questão. O mercado demanda segurança, haja vista as questões de espionagem internacional que vimos aí nas últimas semanas. Segurança é muito importante. Há poucos dias, a Vivo entregou em Curitiba uma rede de fibras ópticas... Alan – A Telefônica Vivo faz um investimento no Brasil em relação à fibra óptica no valor de R$ 11,8 bilhões entre este ano e 2014. E o mercado paranaense não poderia ficar de fora. Foram im-

plantados em Curitiba 15,2 quilômetros de fibra óptica própria, abrangendo a região central (ruas Visconde de Nácar, Brigadeiro Franco, Mariano Torres, avenidas Visconde de Guarapuava e Sete de Setembro, e Praça Santos Andrade), Bigorrilho, Centro C��vico até o Ecoville, onde há concentração de empresas e pequeno comércio. O objetivo da rede é atender a clientes corporativos com serviços de telefonia e internet banda larga. Com a rede própria podemos levar muito mais serviços de valor agregado ao mercado.

A Telefônica Vivo tem uma unidade de negócios voltada só para o mercado das pequenas e médias empresas Além de vários serviços que a fibra óptica permite usufruir, a Telefônica Vivo desenvolveu outros dois. Quais são e de que forma os clientes poderão utilizá-los? Alan – São o VPN IP e o IP Internet. O primeiro, que é um produto de conectividade capaz de criar redes virtuais entre dois ou mais pontos de forma segura, é voltado para comunicação corporativa e permite a comunicação internacional baseada em protocolo IP. O segundo é uma solução de conexão à internet com banda garantida que a gente vai disponibilizar. Dentro dessa preocupação com o mundo corporativo, a Vivo tem há mais de 10 anos uma unidade de negócios voltada para as pequenas e médias empresas. Como é a relação com as pequenas e médias empresas e quais são os planos específicos para o segmento? Anderson – O mercado de pequenas e médias empresas move o nosso País. Temos uma vertical de negócios voltada para esse segmento. Só no Sul do Brasil temos disponíveis quase 80 mil empresas, hoje ativas, disponíveis com crédito. Isso demonstra o potencial que é o mercado de pequenas e médias empresas. Hoje nós temos uma base de mais de 1,3 milhão de acessos no mercado pessoa jurídica. O segmento tem uma relevância enorme, é um segmento de valor agregado, é um segmento para o qual a gente consegue entregar soluções completas e, principalmente, fidelizadas. A grande missão no mercado corporativo é ter os clientes fiéis por um longo período com soluções completas. Não só de comunicação de voz, mas de internet, de banda larga, de toda comunicação dessas empresas. É um mercado exponencial e ainda virgem e

que tem muito a ser explorado e, obviamente, as oportunidades de negócio se ampliam na medida em que o País hoje conta com quase 85% de empresas pequenas e médias. A unidade de negócios dá exatamente atenção a esse mercado que é muito promissor. E um dos planos que passam a ser oferecidos é o serviço 4G, pelo qual o pequeno e o médio empreendedor podem levar para suas empresas a experiência e os benefícios da internet móvel rápida. Geração da nota fiscal eletrônica, trabalho remoto com automação da força de vendas, consulta on line a catálogo de produtos e videoconferências são algumas das atividades de PMEs em que a conexão 4G faz toda a diferença. A tecnologia de quarta geração traz vantagens também para acessar e-mails (inclusive com grandes anexos), consultas e buscas na web, utilização de aplicativos móveis, entre outras forma de utilização. Por meio de uma parceria com a Sascar, a Vivo desenvolve soluções de gestão de frota de veículos leves no Brasil. Que soluções são essas? Alan – A parceria com a Sascar, empresa líder em monitoramento de veículos e gestão de operações de transporte, foi feita para atender um nicho de mercado, uma demanda de mercado, que é a gestão sobre os veículos leves das frotas das empresas. Os donos e os gestores das pequenas e médias empresas não sabiam ou não sabem, por exemplo, como os veículos são utilizados, onde estão sendo utilizados, para o quê são utilizados, se há consumo excessivo de combustíveis e de pneus. Há empresas no exterior, há parcerias entre empresas de Telecom e de rastreamento, que identificaram essas necessidades. E então foi lançado um produto inovador para atender exatamente o público que não é uma transportadora, ou empresa de frota pesada, que já possui a solução de uma forma mais customizada, a exemplo do que tínhamos no passado via satélite. O nicho de mercado de pequenas e médias empresas estava muito carente. Existe um controle num software, na web, em que o gestor pode criar uma cerca on line, delimitando onde a frota dele pode trafegar. Caso um de seus veículos saia da cerca, ele vai ser notificado, ou pela web ou pelo celular. A mesma coisa ocorre com excesso de velocidade. Há cálculos de otimização de recursos para saber a hora certa de ver como o motorista dirige e como orientá-lo. ‘Olha, você está acelerando muito, está acelerando pouco’. Para fazer as revisões de forma periódica. Enfim, o serviço auxilia na gestão completa da frota. Não é rastreamento, é gestão. Anderson – O grande diferencial desse serviço é a possibilidade de se gerir uma frota de uma forma completa. É muito comum no mercado o rastreamento de localização de veículos, mas a

Quem é? Anderson de Oliveira Silva, diretor de Negócios, é mineiro, tem doze anos de trabalho na área de telecomunicações. Começou na Telegoiás, no Centro-Oeste do Brasil, passando logo em seguida para a Vivo. Sempre atuou no segmento de mercado corporativo, de pessoa jurídica. Há dois anos assumiu a região Sul. É formado em Administração de Empresas, com MBA em Gestão Empresarial. Alan Ricardi Laranjeira, gerente de Divisão PR/SC, é paulista, e começou sua vida profissional na Brahma, depois Ambev. Em 2000 entrou na Global Telecom como consultor de vendas corporativas, sempre nos estados do Paraná e Santa Catarina. Passou por várias funções. É formado em Administração de Empresas, com MBA de Gestão Empresarial e especialização em Marketing.

finalidade do novo serviço, com o know how da Sascar e a eficiência da conectividade da Vivo, é a proposta de solução de gestão de frota, o que permite gerir e identificar oportunidades de redução de custos, de otimizar a frota, de observar o horário em que o carro foi ligado, se a entrega foi feita ou se houve desvio de rotas ou de percursos. Isso tudo, de forma on line, é sinalizado via web e o gestor tem como monitorar e tornar a sua frota mais eficiente e mais econômica. O serviço é inédito no Paraná? Anderson – Para frotas leves, é inédito no Brasil. Estamos fazendo um teste, um piloto, no Paraná, no Sul do Brasil. Ainda não foi lançado nacionalmente. É um produto que vai proporcionar muitas vantagens aos empresários. Quem são os potenciais clientes do produto? Anderson – Exceto motociclistas, para os quais ainda não temos soluções, o produto serve para frotas, por exemplo, de floriculturas, de delevery, de transporte escolar, ambulâncias, de empresas de entregas, de governos, de cargas leves dentro dos municípios, nos perímetros urbanos. Há algum outro serviço ou produto a ser lançado brevemente pela empresa? Anderson – Nós temos uma grande oportunidade no segmento de saúde. É a área de health. A Telefônica digital tem investido muito nesse segmento diante das dificuldades dos hospitais e clínicas de hospedar as imagens, em armazenar as imagens de exames. Por meio do Data center, os hospitais poderão ter banco de dados e, assim, disponibilizar as imagens a qualquer momento para os médicos, para diagnósticos a distância. Encurtam-se distâncias. As unidades de saúde não precisarão investir e imobilizar tanto em equipamentos de alto custo e que logo se tornam obsoletos. Vamos entrar com força no segmento. Certamente, com a nossa infraestrutura de segurança para conseguir armazenar os dados, vai ser mais um diferencial no mercado. Na Europa, a Telefônica já tem esse serviço, que é bem avançado. No Brasil estamos no início de alguns projetos, temos contatos com redes na área de saúde. E não só na parte de imagens, mas também quanto a agendamentos. Temos soluções completas que poderão mudar a vida tanto dos médicos quanto dos pacientes, bem como das unidades de saúde.


Finanças&Negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A6

Opinião

MERCADO IMOBILIÁRIO coluna@induscom.com.br

DEPUTADOS PAPUDOS A surdina é mãe dileta das maiores desgraças brasileiras. Nossa “bananeira-jeitinho” consagrou o silêncio dos fatos como ensurdecedor instrumento de manobra ideológica e politiqueira. Sob o império da impunidade crônica, o Brasil se tornou um paraíso para os larápios que desejam desfilar fantasiados de heróis, salvadores da pátria macunaímica. Surdas às verdades, nossas instituições derretem diante do viés voluntarioso e esculhambado de legendas partidárias amorfas. Na surdina, indignidade e devassidão saíram da toca, em definitivo, e foram coroadas mandatárias planaltinas. À sombra da jabuticabeira brasiliense, a Câmara dos Deputados enterrou qualquer vestígio de vergonha na cara e legitimou a figura excrescente do parlamentar-presidiário. No entanto, é engano observar esse descalabro apenas pela ótica do mero corporativismo. O que se viu na semana passada foi uma instituição excretora manter o mandato de um inexpressivo e nanico deputado porecatuense condenado à prisão, mas com foco na bizarra graça que pode ser concedida aos pares, digamos, mais graúdos. Afinal, Natan Donadon é um barrigudinho perto das piranhas que dominam os espelhos d’água do Congresso Nacional. Por mero jogo de cena, o presidente da Câmara, deputado potiguar Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN), em decisão monocrática e para serenar o alvoroço da mídia — grosso modo, a massa eleitoral nem sabe o que aconteceu ou o que isso pode significar! —, bateu o martelo pela suspensão do mandato do lebiste algemado, convocou o suplente para assumir a vaga e garantiu que colocará fim ao manto lascivo do voto secreto para cassação de mandatos. Pura conversa pra boi dormir em berço esplêndido, como assim desejam Suas Excrescências. É à surdina que as reais tratativas estão em curso. Para salvar o mandato de Natan Donadon foram mobilizados 280 deputados federais, como revelou o placar da votação: 131 contra a cassação, 41 abstenções e 108 ausências. Cumpre ressaltar que, da centena de faltosos, apenas seis gozavam de justificativa oficial por licença médica. Os demais 102 deputados que cabularam a sessão em plena quarta-feira podem ser jogados na vala comum da irresponsabilidade institucional. Na “cota da mutreta”, em suma. São esses quase “300 picaretas com anel de doutor” que pretendem edificar na penitenciária da Papuda uma sucursal do Poder Legislativo. Na fila imediata dos pleiteantes ao interessantíssimo cargo de “deputado papudo” estão os parlamentares condenados pelo Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470, o famigerado Mensalão. Alguns deles, por absoluto deboche nacional, membros efetivos da Comissão de Constituição e Justiça. O que para os cidadãos comuns soa bizarrice e ignomínia parece não ofender o decoro de um Parlamento execrável. Não por acaso e, também à surdina, o Complexo Penitenciário da Papuda já está passando por uma pequena reforma visando maior conforto aos futuros hóspedes, incluindo a criação de um esquema especial de translado dos eminentes “deputados papudos” entre o xilindró candango e a Praça dos Três Poderes. O cardápio também será revisto depois do protesto oficial de Natan Donadon — do alto da tribuna de honra! — contra a xepa ruim servida aos presidiários. De quebra, o papudo estreante marcou um golaço no papel de lobista dos apenados. A partir do nauseento precedente aberto pela Câmara dos Deputados no último dia 28 de agosto, faz-se necessário observar o fluxo migratório que invadirá Brasília na calada da noite. Parlamentares que estão no banco dos réus deixarão seus estados de origem para fixar domicílio no Distrito Federal, de olho nas vagas abertas no “Anexo Legislativo” da Papuda. Ao que tudo indica, os “deputados papudos” passam a integrar a história política brasileira. Que desgraça! *Helder Cadeira é escritor e jornalista político, e autor dos livros Águas Turvas e A Primeira Presidenta.

IRÁ A TESLA CONSEGUIR O QUE NENHUM OUTRO FABRICANTE CONSEGUIU? Por mais de um século, as montadoras vêm tentando sem sucesso, construir um carro elétrico popular. A Tesla Motors promete que até 2016, terá um carro com preço acessível. E a mais nova montadora norte-americana não está preocupada apenas com o preço baixo dos carros elétricos, ela sabe que precisa oferecer conforto, bom desempenho, boa autonomia e sobretudo segurança. Neste último quesito, a Tesla tem muito a comemorar, pois o seu Modelo S, acaba de ser avaliado como o carro mais seguro do mundo. Depois de ser submetido a quatro testes seguidos, o Tesla S foi bem sucedido em todos, e a máquina que o testava é que foi danificada. Falando ainda sobre a incrível classificação de segurança do modelo S, Elon Musk, chairman/CEO da Tesla, revelou: “Isso é muito importante para mim, porque meus filhos andam neste carro todos os dias, e meus amigos, também. E se ocorresse algo com eles, eu realmente não poderia viver comigo mesmo, caso houvesse alguma coisa que eu tivesse deixado de fazer, que fosse capaz de salvar as suas vidas “. A Tesla dá mostra de que não está para brincadeira. Ultimamente, ela vem colhendo ótimos resultados. No início deste mês, a jovem montadora de carros elétricos, registrou seu segundo trimestre lucrativo consecutivo, mais do que dobrando seu lucro operacional do primeiro trimestre de 2013. Além disso, no ano passado, o Tesla S ganhou o prêmio carro do ano Motor Trend 2013. Foi a primeira vez em 64 anos de história da honrosa e prestigiada premiação, que o carro vencedor não é a gasolina. Pelo que tudo indica, a Tesla pode ter encontrado a fórmula do sucesso para triunfar no segmento em que todos, inclusive gigantes como a GM, fracassaram em todas as tentativas anteriores. O seu co-fundador Elon Musk, inventor e investidor norte –americano, nascido na África do Sul, parece ser mesmo um empreendedor brilhante. No início, muitos acreditavam que a Tesla seria mais um fabricante de carros elétricos a dar com os burros n’água. Com o Modelo S, chegou a desconfiança daqueles que muitas vezes viam o carro como uma novidade, um brinquedo de luxo para os ricos. Ledo engano, pois o fabricante de automóveis mais jovem dos Estados Unidos, está mostrando para muita gente grande, como construir uma marca de carro elétrico vencedora. Talvez, Musk pense como outro grande cidadão norteamericano, considerado um dos mais influente de sua época. O inesquecível Napoleon Hill, que costumava dizer: “Não espere! o tempo nunca vai dizer: agora vá! Comece onde parou, e trabalhe com as ferramentas que você estiver à sua disposição, e melhores ferramentas serão encontradas à medida que você progredir.” Musk está fazendo a vida das pessoas melhor, a medida que desenvolve meios de transporte sustentáveis. No entanto, chegar até a este ponto não foi tarefa fácil, em 2008 a nova empresa quase faliu. Os críticos chamavam a Tesla de um castelo de cartas que entraria em colapso, devido à autonomia limitada das baterias, falta de estações de carregamento, entre outros motivos. Mas, a profecia não se materializou, e hoje o Tesla S alcança em torno de 550 quilômetros com uma única carga, e a empresa está ampliando à sua rede de carregamento ao longo das costas Leste e Oeste dos Estados Unidos. O próximo desafio será construir um carro elétrico de mercado de massa, onde mais pessoas possam compra-lo, e não apenas aqueles capazes desembolsar em torno de US$ 100.000 por um modelo S. Que ninguém duvide que isso seja possível. Afinal de contas, não deve ser por acaso, que montadoras tradicionais, a exemplo da General Motors que já formou até equipes para estudar a Tesla, estão de olho no seu sucesso, não é mesmo? Pense nisso e ótima semana, *Evaldo Costa é escritor, conferencista e diretor do Instituto das Concessionárias do Brasil.

Centro de Curitiba tem carência de oferta de lojas e casas de rua Imobiliárias investem na procura de imóveis para suas carteiras de ofertas

A

oferta de imóveis usados para a venda tem se mantido em Curitiba, em torno de 20,5 mil unidades por mês (residencial, comercial e terrenos). Já o montante de imóveis ofertados para locação, residencial e comercial, registrou alta de 25% nos últimos 12 meses (9.980 unidades), embora com queda em relação a junho, quando mais de 10 mil unidades foram colocadas para locação. Os dados são do Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar) e a amostra é via anúncio em sites. Mesmo com uma oferta aquecida, o mercado aponta a carência de alguns imóveis e confirma a tendência: o avanço da verticalização, com mais força na região central, e a raridade das casas de rua. A gerente da Senzala Imóveis, Augusta Coutinho Loch, define o perfil dos imóveis mais difíceis de encontrar na capital paranaense atualmente. Na área de vendas, a maior carência é de lojas, com qualquer tamanho, situadas na região central (especialmente próximo ao calçadão da XV). Para locação, a dificuldade está em encontrar casas residenciais de rua, com no máximo 100 metros quadrados, no entorno do centro, com dois ou três dormitórios, duas ou mais vagas de

garagem e valor de aluguel até R$ 1.000,00. “A procura pelas lojas é grande porque o rendimento é garantido e mais alto do que a média de mercado. No caso da locação, só existem residências maiores e, portanto, com valor de aluguel maior”, explica Augusta. Estima-se que o rendimento de uma locação residencial varia entre 0,5% e 0,6% do valor do imóvel, enquanto no imóvel comercial, dependendo do local, a média seja de 0,7% a 0,8% do preço do bem. Considerando esse cenário, as imobiliárias estão investindo na angariação ou captação de imóveis. A atividade envolve a procura, a descoberta e a formalização da entrada de novos imóveis na carteira de ofertas da empresa. Ela pode ser feita de forma ativa ou receptiva. Na primeira, o corretor de imóveis entra em contato diretamente com o proprietário do imóvel, por meio de material de divulgação por ele usado ou mediante a indicação por seus atuais clientes ou pessoas de seu relacionamento. Na segunda, é o proprietário que entra em contato com a imobiliária ou corretor de imóveis. A tecnologia tem ajudado empresas e profissionais nessa tarefa. A Senzala Imóveis criou uma área em seu site chamada “Encomende seu imóvel”. O cliente preenche um

formulário com as informações do imóvel que deseja e a imobiliária faz a busca. As opções são enviadas por e-mail, com foto, e a pessoa decide quais delas quer visitar. “Criamos esse canal porque percebemos que, cada vez menos, o cliente tem disponibilidade para fazer essa busca. Isso acabou se tornando um diferencial para a empresa”, comenta Augusta. A imobiliária também usa newsletter (informativo eletrônico) e as redes sociais, principalmente o Facebook, para divulgar o perfil do imóvel procurado. A gerente da Senzala Imóveis diz que a ação tem gerado resultado. “Isso tem trazido diversos benefícios para as partes envolvidas na intermediação, sendo, sem dúvida, a otimização do tempo o maior deles. Para o proprietário, gera rapidez na venda ou locação, o que significa a redução de custos por conta de o imóvel ficar desocupado. Para o inquilino ou comprador, favorece o acesso a uma gama maior de imóveis dentro do perfil que deseja. Ainda que o imóvel captado não seja escolhido pelo cliente, ele pode atender um outro comprador ou inquilino, o que ajuda no trabalho da imobiliária”, analisa.

Cuidados

No mercado paranaense, a exclusividade é requisito para a angariação ou captação do imóvel

conforme determinação do Conselho Regional de Corretores de Imoveis (Creci). “Essa é uma exigência importante para evitar que o mesmo imóvel seja anunciado com preço e informações diferentes entre as empresas o que dificultaria a venda ou locação. Também é uma garantia de que o investimento que a imobiliária faz vai ter retorno”, opina Augusta. Outro importante aspecto analisado na hora da venda do bem é a documentação referente ao imóvel, como matrícula e certidão do IPTU, além das certidões pessoais como Receita Estadual, Federal, Ministério do Trabalho e distribuidores. Na locação, verifica-se a incidência de débitos referentes ao pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), se o condomínio está em dia (quando existir) e é feita a análise da matrícula do imóvel pra verificar se o proprietário é realmente a pessoa que está deixando o imóvel pra locação na imobiliária. Também é conferido se a documentação está de acordo com o bem avaliado in loco. O estado de conservação do bem também pesa na escolha de um imóvel para angariação. “Ele deve estar em ordem, limpo e, de preferência, pintado. Essas são exigências mínimas para qualquer imóvel que vai ser locado ou vendido”, enfatiza Augusta.

Baggio Imóveis investe em qualidade e tem nova sede

Hugo Peretti apresenta novo site

No fim de setembro a Baggio Imóveis inaugura nova sede no Bairro Campo Comprido. Há 26 anos no mercado imobiliário, a Baggio atua com locação, venda e administração de imóveis. Hoje é uma das dez imobiliárias mais lembradas do mercado de Curitiba e está presente em toda a cidade, com destaque para a região Oeste da capital, onde foi fundada em 1987. “Procuramos mais do que identificar oportunidades, buscamos criá-las”, afirma o diretor de vendas Márcio Favarim. A mudança para uma nova loja é uma das ações geradas por um planejamento estratégico baseado na busca pela excelência e com foco na melhoria continua. Em função disso, recebeu o Selo Platina do PEQI - Programa Excelência da Qualidade Imobiliária – concedido pelo SECOVI a empresas do segmento que investem em pessoas para buscar excelência e inovação. “Treinamos os colaboradores para que proporcionem aos nossos clientes serviços de alta qualidade gerando satisfação e bem estar no ambiente de trabalho.”, expõe a diretora Andrea Baggio, que também é coordenadora de marketing da Rede Imóveis, um grupo que reúne 13 das maiores

A Construtora Hugo Peretti tem novo site. Com design contemporâneo, limpo e funcional, a nova página da construtora na internet se destaca por dar ênfase aos empreendimentos da Hugo Peretti, levando o usuário a rapidamente a obter informações exatas sobre o edifício que deseja conhecer. Os detalhes de cada produto do portfólio da construtora são apresentados em imagens, plantas e textos que descrevem os apartamentos, a área comum e a localização. “Identificamos que os clientes da Hugo Peretti desejam um site exato, sem perfumarias e que apresente quais são os reais valores dos projetos da construtora, Além disso, que possa também servir de fio condutor para uma conversa mais profunda com a equipe de vendas. Por se tratar de um cliente que consome grandes marcas mundiais, concebemos um site com forte influência do design europeu e com o espírito moderno da marca.

A nova sede da Baggio Imóveis fica no Bairro Campo Comprido

imobiliárias curitibanas para potencializar a atuação de cada empresa e criar mais oportunidades para os clientes. Para a diretora de locações Claudia de Carvalho, o pioneirismo é um valor importante. “Investimos em um site moderno e em um aplicativo para tablets e smartphones, com ferramentas como a busca inteli-

gente de imóveis e a possibilidade de emissão de boletos e extratos. Tudo isso em prol da satisfação de nossos clientes”. Assim, diante do crescimento e sucesso que a empresa teve em toda sua trajetória, a Baggio Imóveis reconhece a necessidade de retribuir à comunidade a oportunidade vivenciada inaugurando uma nova sede.

Em Maringá, palestra aponta tendências da construção civil A palestra “Oportunidades e Perspectivas do Mercado Imobiliário: cenários e tendências 2014-2015” será realizada no próximo depois de amanhã, das 8 às 10 horas, em Maringá. O tema será abordado pelo sócio-fundador da Bureau de Inteligência Corporativa (BRAIN), Marcos Kahtalian, consultor empresarial e professor de graduação e pósgraduação. Ele apresentará análises sobre indicadores, cenários e tendências do setor da construção civil e como o contexto regional impacta o desempenho e a competitividade das pequenas empresas. A iniciativa é do Sebrae/PR e Sindicato da Indústria da Construção Civil da Região Noroeste do Paraná (Sinduscon-NOR/PR) em parceria

com a Prefeitura Municipal, Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Maringá (AEAM) e Conselho de Desenvolvimento de Maringá (Codem). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no Sebrae/PR, pelo telefone (44) 3220-3474, com Josilaine. A palestra será realizada no escritório da entidade, que fica na Avenida Bento Munhoz da Rocha Neto, nº 1.116. O coordenador estadual da Construção Civil do Sebrae/PR, Edison Charavara, reforça que os empresários do setor terão acesso a reflexões analíticas do cenário e das tendências locais e não informações isoladas. O objetivo é que, por meio dessa metodologia, o conhecimento adquirido seja realmente proveitoso e determinante para o gerencia-

mento dos negócios. “Não vamos abordar indicadores nacionais de modo que as informações fiquem soltas, porque esses dados o empresário encontra facilmente em sites. A proposta da palestra é trazer um conteúdo aprofundado, com análises que estejam próximas do contexto local dos empresários para que, de fato, sejam eficazes e garantam segurança nas tomadas de decisões”, afirma Edison Charavara. A ação faz parte do Programa Foco – Cenários e Tendências da Construção Civil, do Sebrae/PR, e acontece em âmbito estadual. Cidades como Cascavel, Foz do Iguaçu, Toledo, Pato Branco e Francisco Beltrão já receberam a palestra.

Construtora Equilíbrio lança empreendimento Rio Guarani no Cajuru A Construtora Equilíbrio lançou, no Bairro Cajuru, o empreendimento Rio Guarani, que terá, somente no primeiro lote, 84 apartamentos disponíveis para venda. As opções são de dois e três dormitórios, todos com vista para a cidade e para um bosque. São duas torres de seis pavimentos com elevador, e 42 unidades cada. Aquecedor de água a gás e tampos de granito nos banheiros são fornecidos para todos os apartamentos. Além disso, os moradores terão à disposição sala de ginástica equipada e salão de festa mobiliado com churrasqueira. Os apartamentos do Rio Guarani ficam a dez minutos do centro de Curitiba e a cinco do Jardim Botânico. Com boa localização, estão apenas a 300 metros do shopping Jardim das Américas e do Centro Politécnico da UFPR.


Mais-Valia

Walter Schmidt

Diário Indústria&Comércio

walter@induscom.com.br

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A7

Gambiarra em novas praças

Pré-estreia

O engenheiro mecânico Bruno Hohmann (foto) é o novo diretor de marketing da Renault do Brasil. Ele entrou na empresa em 2000, na França, como estagiário. Ocupou cargos na direção comercial e de marketing. Em 2003, tornou-se chefe do produto Clio, depois dos modelos Logan e Sandero. Respondeu pelos lançamentos, em 2007 e 2008, do Logan e do Sandero Stepway. Em 2010 foi nomeado diretor de marketing da Renault Colômbia, onde participou do lançamento do Duster.

Com mais de 10 anos de atuação no Paraná e no exterior, e internacional, o escritório Gambiarra Arquitetura está levando sua expertise para o interior de São Paulo. Comandada pelos arquitetos Guto Biazzetto e Carol Espezim, a empresa fechou contratos com construtoras de Piracicaba e Campinas, onde inaugurou sede em janeiro junto com a arquiteta Álida Weidman. A expectativa dos sócios é que novas praças sejam conquistadas pelo mundo, incluindo Bologna com o arquiteto Stefano Nafisi. Na foto, o arquiteto Guto Biazzetto (esq.) e o engenheiro João Airton Penatti, da Plano 3 Engenharia, em Piracicaba.

Lide atende Grupo Promova

Grupo renova marca

Marketing na Renault

A Lide Multimídia é a agência escolhida para desenvolver assessoria de imprensa, relações públicas e gerenciamento de redes sociais do Grupo Promova, formado pelas empresas Promova I.D.E.I.A.S (agência de marketing promocional),,Artcort (comunicação visual ) e Adot (loja virtual de objetos decorativos). Grupo Promova tem sede em Curitiba e unidades de atendimento no Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Excelência Hospitalar

O Hospital São Vicente – FUNEF, uma das tradicionais instituições filantrópicas do Paraná, tem novo diretor administrativo. É o médico curitibano Luiz Fernando Nicz. Formado pela Universidade Federal do Paraná, Nicz é um dos grandes nomes da administração hospitalar no Brasil. Atuou como gerente executivo de operadoras do Sistema Unimed, e dirigiu alguns dos principais hospitais paranaenses, entre eles o Hospital de Clínicas, o Cajuru, o Evangélico e o Vita.

O Grupo Pão de Açúcar, que chega aos 65 anos, renovou a sua marca corporativa. A empresa agora se chama ‘GPA’ e reúne as marcas Pão de Açúcar, Extra, Assaí (atacado de autosserviço), Pontofrio e Casas Bahia, que formam a Via Varejo; e a Nova Pontocom (comércio eletrônico), com os sites: extra.com.br, pontofrio.com.br, casasbahia.com.br, barateiro. com.br e partiuviagens.com.br, além do GPA Malls.

Prêmio Insight

Terminam hoje as inscrições para o IV Prêmio Insight, promoção da Fábrica de Comunicação, empresa júnior da UFPR. Na competição, os estudantes vão simular o funcionamento de uma agência de comunicação integrada, desenvolvendo projeto para um cliente real, que neste ano é o Grupo RIC. Podem participar estudantes de comunicação das habilitações relações públicas, jornalismo e publicidade e propaganda de Curitiba, que devem se organizar em equipes de 5 a 8 pessoas.

Jornalistas vão conhecer hoje, em primeira mão, o Senhor Garibaldi, primeiro hot dog artesanal gourmet de Curitiba. Que está instalado na Rua Itupava, no Alto da XV.

Mais um McDonald’s

O McDonald’s abriu unidade no Pátio Batel. Com capacidade para atender um forte fluxo de clientes, o novo restaurante, o 22º restaurante da rede em Curitiba, gerou 50 postos de trabalho, entre gerentes e atendentes, boa parte deles voltados ao primeiro emprego. Márcio Moreira é o franqueado responsável pelo estabelecimento..

Twitter no IAB Brasil

O Twitter acaba de se tornar sócio pleno do IAB Brasil (Interactive Advertising Bureau), além de membro do conselho e da diretoria, para ajudar a desenvolver o mercado de mídia interativa no Brasil. Dedicado ao crescimento da indústria de publicidade interativa, o IAB tem foco na criação e no desenvolvimento dos padrões do setor, pesquisas e apoio jurídico para o mercado de publicidade online.

“Empregadores e trabalhadores, portanto, já deram a sua cota de sacrifício para salvar o fundo. Da forma como está sendo defendida, essa proposta apenas cria um novo tributo. É aumento da carga tributária!” Eduardo Sciarra (PSDPR), deputado federal, sobre o veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto que extinguiu a multa de 10% do FGTS em casos de demissões sem justa causa.

Desenvolvimento na região da fronteira passa pelas MPEs Simpósio reuniu, em Foz do Iguaçu, representantes de instituições internacionais para projetar oportunidades à tríplice fronteira

F

oz do Iguaçu, Cuidad Del Leste e Puerto Iguazu assinaram, na semana passada, um acordo para implementação de um programa de desenvolvimento integrado de fronteira, batizado de Projeto Fronteiras Cooperativas. A ação, incentivada pelo Sebrae Nacional por meio de trabalhos de internacionalização, será capitaneada pelo Sebrae/ PR e por instituições que atuam no ambiente das micro e pequenas empresas dos três países. Para chegar à base que vai nortear o Projeto, lideranças da tríplice fronteira estiveram reunidas no dia anterior à assinatura do acordo, para o 1º Simpósio Fronteiras Classe Mundial. No encontro, que se estendeu por toda a última segunda-feira, dia 9, foram delimitadas alianças para a cooperação, discutidas experiências transfronteiriças e instituído o conceito de Fronteira Classe Mundial. De acordo com Juliana Gregory Mee, da Unidade de Assessoria Internacional do Sebrae Nacional, o Simpósio foi de extrema importância não só para o Projeto Fronteiras Cooperativas, que será desenvolvido na fronteira do Brasil com a Argentina e Paraguai, mas também vai ser embasamento para outras ações operacionalizadas pelo Sebrae no Brasil.

“A partir do conceito de Fronteira Classe Mundial é que os demais projetos de cooperação entre fronteiras serão embasados. Nesse primeiro momento, serão dois os territórios a trabalhar com a metodologia como projeto-piloto: a tríplice fronteira e as cidades de Barracão e Irigoyen (cidades que delimitam a fronteira da Argentina com o Brasil, no sudoeste paranaense)”, explica. Além de lideranças do Sebrae Nacional, Sebrae/PR, Argentina e Paraguai, o Simpósio também contou com a contribuição do Sebrae/ MS e representantes da Associação das Regiões de Fronteira da Europa (ARFE) e CEPAL. A pluralidade de reunir um grupo de pensadores e técnicos em relações de desenvolvimento em fronteiras, conceitua Luiz Antonio Rolim de Moura, consultor do Sebrae/PR e coordenador do Programa de Apoio à Cooperação Internacional do Sebrae, é primordial para o processo. “Já trabalhamos juntos e compartilhamos de muitos diálogos em separado. Esses ‘atores’ são líderes em suas ações e, por isso, contribuem coletivamente na criação do que se pretende para fronteiras classe mundial”, reforça.

Classe Mundial

Ao final do 1º Simpósio Fronteiras

Classe Mundial, ficou definido que se entende por região de fronteira classe mundial um território situado entre dois ou mais países que se caracteriza por: pessoas com orgulho de pertencer à região promotora de inovação sustentável e empreendedora; existência de redes de cooperação em diálogo permanente; confiança entre as partes no relacionamento; capital social de qualidade para o desenvolvimento; infraestrutura e serviços compartilhados; ser sustentável nos diversos âmbitos; ter vantagens competitivas; atratividade para investimentos a pessoas; pactuação de agendas positivas para desenvolvimento; desenvolva e implemente políticas para os cidadãos; visão de futuro clara e compartilhada; além de promover sua marca de forma sistêmica e contínua.

Orientação

Martin Guillermo, da ARFE, acredita que é possível a consolidação de fronteiras de classe mundial. “É possível defini-la, construí-la e fomentá-la. Basta vontade e compromisso das lideranças para fazer com que as pessoas também se sintam parte do processo de desenvolvimento da fronteira. O Simpósio foi muito bom para definição do que deve ser um território transfronteiriço. É uma ideia que

deve ser exportada”, enaltece. Para o europeu, apesar do processo de integração entre fronteiras na América Latina ser diferente do que acontece na fronteira entre Portugal e Espanha, por exemplo, o segredo está na integração. “Foi muito bom poder contribuir para a construção dessa dinâmica de Fronteira Classe Mundial. Compartilhamos com a ideia de criar uma sistematização tanto para renovar o processo europeu quanto para começar um processo na América Latina”, instiga. Na avaliação do representante da CEPAL, Nahuel Odone, a reunião de pessoas com capacidades diferentes de inovação e criatividade, características que acredita serem imprescindíveis para o estabelecimento de normas, foi importantíssima para se chegar no conceito de fronteira classe mundial. “Vimos que existe uma grande demanda de integração transfronteiriça. A conscientização da fronteira, a maneira de entender a dinâmica da fronteira moderna, gerar confiança nos territórios e as relações distintas de cada país são fatores que devem ser levados em consideração no processo de integração nas fronteiras. É nessa linha de devemos trabalhar”, salienta Odone.

Ações capacitam indústrias de cerâmica no Noroeste O Sebrae/PR e a Associação Nacional da Indústria Cerâmica (Anicer) deram início ao “Programa Cerâmica Sustentável é Mais Vida”, na região Noroeste do Paraná. A iniciativa, composta por um conjunto de ações, visa oferecer ferramentas de gestão, inovação, qualidade e sustentabilidade aos empresários fabricantes de blocos, tijolos, telhas e lajes em cerâmica. Com abrangência nacional, o Programa pretende atender mais de 600 indústrias de cerâmica vermelha em todo o Brasil, durante três anos. No Paraná, as atividades foram iniciadas em agosto e 15 empresas já estão inscritas. Empresários de Terra Rica e São Manoel do Paraná, no noroeste do Estado, já começaram a receber atendimento e há consultorias

agendadas em outros municípios da região. O consultor do Sebrae/PR, Joversi Luiz de Rezende, explica que o programa presta consultorias em cinco áreas temáticas, que são “Inovação Tecnológica”, “Eficiência Energética”, “Ambiental”, “Incorporação e tratamento de resíduos sólidos, biomassas e geração de crédito de carbono”, e “Qualificação no Programa Setorial de Qualidade (PSQ) de Telhas e Blocos Cerâmicos, do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade na Habitação (PBQPH)”.

Na Prática

Em Terra Rica, a Cerâmica Alvorada é uma das empresas participantes do Programa. O empresário Fábio Kato, que já

recebeu as primeiras consultorias, conta que herdou o negócio de seu pai e, agora, o objetivo é dar um upgrade no empreendimento. “Estamos há 45 anos no mercado e, para não perder espaço, precisamos nos atualizar e adotar medidas eficientes.” Fábio Kato diz que a empresa tem enfrentado algumas dificuldades e, por isso, se conscientizou de que a busca pela certificação é um passo importante para se manter no mercado. “O setor tem se organizado principalmente na questão da qualidade e, por isso, temos de nos esforçar para atingir as normas exigidas. Nesse processo, as consultorias certamente trarão grande contribuição”, enfatiza o empresário. Antônio Carlos Pimenta, as-

sessor técnico e da qualidade da Anicer, informa que nos últimos anos o mercado da construção civil vive um momento promissor, com variações regionais. No entanto, para aproveitar as oportunidades, indústrias cerâmicas precisam se aperfeiçoar para concorrer com produtos alternativos, como concreto, gesso e isopor. “As indústrias de cerâmica representam um elo importante na cadeia da construção civil, mas ainda falta a implantação de tecnologias que garantam diferencial por meio da qualidade dos produtos de acordo com as normas técnicas. Por isso, o Programa vai auxiliar o setor para que adquira processos adequados e conquiste mais espaço no mercado”, destaca Antônio Pimenta.

Diego Pisante

FORÚM INTERNACIONAL

Benetton está de volta ao Brasil e inaugura uma loja inovadora em Curitiba A United Colors of Benetton volta ao Brasil e abriu uma nova loja com um novo design e vanguardismo - um espaço exclusivo onde a marca italiana apresenta o seu compromisso com a modernidade. Localizada no Pátio Batel, a loja é um sinal marcante da evolução arquitetônica e empresarial. Com a nova loja, o Benetton Group transmite sua elegância inovadora, sua imagem colorida e responsável e cria um senso de estilo e beleza que já foi apresentado em cidades como Milão, Munique, Istambul e Varsóvia e que pretende continuar difundindo por todo o mundo. A loja traz todas as cores e a alegria que a United Colors of Benetton representa. São 210m² onde serão exibidas as referências das linhas de mulher, homem e criança com a excelente qualidade e design

que têm caracterizado a marca por quase 50 anos. A loja inaugura com a coleção Primavera Verão para crianças, homens e mulheres. O Benetton Group está presente em 120 países ao redor do mundo. Possui uma produção anual de mais de 150 milhões de peças. Sua rede comercial é formada por mais de 6.500 lojas que oferecem aos clientes serviços de alta qualidade e geram um faturamento total de mais de 2 bilhões de euros. A empresa italiana é pioneira na expansão de marcas internacionais na América Latina, a partir da primeira loja inaugurada em Santiago do Chile em 1986. Atualmente tem 113 lojas e mais de 250 pontos de venda em todo o continente, onde o volume de negócios aumentou mais de 20% em relação a 2010.

Festival de design Semana D tem inscrições abertas e vai discutir transformações Estão abertas as inscrições para a 3ª Semana D – Festival de Design, marcado para o período de 1 a 6 de outubro no Museu Oscar Niemeyer. A promoção é do Centro Brasil Design e Prodesign/PR, com patrocínio do Sebrae e do Centro Universitário Curitiba (UniCuritiba). O tema desta edição é ‘O Design Transforma’, com a proposta de desmistificar o design, mostrando que ele está no cotidiano de todos. Com palestras nacionais e internacionais, workshops, debates e exposições, a Semana D já foi incluída no calendário nacional. Além da programação oficial, os participantes poderão participar da Semana D Paralelas, conjunto de ações promovidas pela comunidade acadêmica,

O Design Transforma é o tema da 3.ª Semana D

instituições e indústrias para intensificar ainda mais a vivência do tema na cidade. Haverá, ainda, a Semana D%esconto, uma parceria entre a Semana D e algumas lojas, dando oportunidade ao consumidor de adquirir produtos de design a preços mais acessíveis.


MÍDIA&MARKETING

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. A8

EVENTO

CAMPANHAS

Editora UFPR adota ações de marketing para ampliar vendas Embora seja entidade pública, a editora segue algumas regras do mercado para reinvestir o seu “lucro” em novas publicações

H

O mundo encantado da moda Para divulgar a nova coleção primavera/verão da rede de lojas infantis Xiquita, a Verbal Comunicação criou uma campanha que traz elementos e personagens fantásticos dos contos de fadas. Com o tema “O mundo encantado da moda”, o mix de comunicação é composto por peças para TV, Internet e materiais para PDV para as nove lojas do grupo.

Mubs que envelhecem

‘Presentes pra vida toda’ é o conceito da nova campanha criada pela Tif Comunicação para Big Ben. Como forma de mostrar a durabilidade dos relógios Big Ben, a agência criou mobiliários urbanos que se transformam do dia para a noite. À luz do dia, as peças

mostram um homem e uma mulher jovens. As imagens mudam no período da noite, mostrando o envelhecimento dos personagens. Eles ganham rugas e marcas de idade, para simbolizar que o tempo passa, mas os presentes Big Ben permanecem.

á setores no serviço público que também utilizam algumas ferramentas de marketing, assim como faz a iniciativa privada, para promover e comercializar produtos. É o caso, por exemplo, da Editora UFPR, criada há 26 anos e que há quatro vem passando por transformações para deixá-la mais dinâmica quanto à edição, divulgação e venda de livros. Diretor da editora desde 2009, o professor Gilberto de Castro, 54 anos, explica que é preciso colocar a marca da casa para funcionar, “para que a editora seja conhecida, e para que obviamente mais livros sejam vendidos”. E diz que não tem conflito em relação a isso, porque entende que “o livro vendido é o livro investido em outro livro, é o fomento à cultura, é o fomento à ciência, e esse é o verdadeiro lucro de uma editora universitária”. O desafio, conta, é achar o leitor específico de cada livro de uma editora universitária. E garante que, apesar de dificuldades jurídicas e financeiras que essas editoras às vezes têm, o volume de produção hoje de livros universitários no Brasil é grande. O catálogo da Editora UFPR, com mais de 500 títulos, é sempre renovado. Gilberto afirma que quando assumiu alguns títulos estavam fora do catálogo e logo partiu para a reedição de vários deles. “Sempre procuro reservar parte do dinheiro para o bom livro, para o livro que tem procura. Em 2011 cheguei à marca de 30 livros novos, e com periódicos e reedições o número chegou a 60 títulos. Em 2012 foi a mesma coisa, entre autores nacionais e traduções”.

Facebook

Rede Imóveis e janelas do tempo O que você fez nos últimos 20 anos? Onde viveu nesse tempo? A partir dessas perguntas, o estúdio de criação Peppers criou uma campanha de aniversário para a Rede Imóveis.A campanha mostra pessoas e histórias, abrindo diversas janelas no tempo. Assim, narrativas de vida, de confiança e de realização de sonhos são mostradas a partir de perspectivas únicas como: 1994 – o Tetra do Brasil, 200/2001 – Virada do Milênio, 2006 – Show dos Stones e 2012 – Fim do mundo!

Leite Crioulo: filme diferente

Uma das primeiras ações de Gilberto de marketing do livro universitário foi o trabalho de conquista de um espaço de divulgação e de comunicação das obras. Ele passou a dar voz aos autores por meio de entrevistas na TV UFPR, divulgando as suas publicações. “O autor pode contar a história de seu livro, falar de sua pesquisa, mostrar porque o tema é importante”. As entrevistas podem ser vistas e ouvidas também no site www. editora.ufpr.br. Depois, surgiram mecanismos, como o cuidado com a qualidade dos livros, com a criação de boas capas. E hoje a editora tem um funcionário se especializando em marketing. Um trabalho de marketing, ainda incomum nas editoras uni-

versitárias, é a presença da Editora UFPR no facebook. “Todas as ações da nossa editora vão para o face, onde acabam sendo replicadas. É que, segundo os especialistas, quem não está na rede social, está fora do mercado. Não há como não estar na rede social”, afirma o diretor. Simultaneamente ocorre a divulgação dos livros por e-mail. “Cada livro novo sai para os e-mails da Universidade inteira. Apostamos muito nesse meio eletrônico”. Outro meio de divulgação é o site da editora, recentemente renovado.

As feiras

Espaço importante são as feiras de livros. Àvezes só se descobre um livro numa feira. “Pode ser o primeiro momento daquele livro”, diz Gilberto, acrescentando que “a feira é um grande negócio, é um grande momento de mostra, de demonstração de catálogo, das surpresas do catálogo”. É também o momento do retorno “em solicitações de impressão, da busca pela edição na editora, que triplicou nos últimos três anos”. A Editora UFPR participa igualmente de bienais. “Os marqueteiros dizem que é preciso estar na Bienal, mesmo que você não lucre nada, mas a sua marca tem que estar lá”, informa. Uma das feiras mais importantes que a Editora UFPR promove é a Feira Universitária do Livro de Curitiba e Semana Literária SESC, que chega à 11.ª edição (ver box). Destaque também é o Feirão do Livro no Centro Politécnico. “Quando aqui entrei, uma funcionária me estimulou a fazer um feirão de descontos nos moldes do feirão da USP. Fizemos o feirão e já estamos no quarto ano. A feira só cresce e é um sucesso”, revela Gilberto. Além das feiras, os livros da editora da Federal do Paraná podem ser encontrados na Livraria Cultura, por exemplo, e está sendo trabalhado um acordo com a Martins Fontes, que tem vendido muitos livros universitários. “Outra coisa que a gente tem feito, embora ainda no começo, é mapear o horizonte de interlocução de cada livro: quem são os principais pesquisadores, quais são os principais programas nacionais do tema enfocado, quais são as principais instituições, os principais periódicos. E fazer um trabalho de envio de exemplares de cortesia. Por quê? Porque é o leitor específico de determinada obra. E essa é uma característica de uma editora

Gilberto de Castro: “Quem não está na rede social, está fora do mercado”

universitária. Determinados títulos têm uma relação direta com um número específico e definido de leitores”, relata Gilberto.

Livro digital

No mercado editorial é tácito que o livro digital é inescapável e ele está no mirante da Editora UFPR e de outras editoras universitárias. Para Gilberto, a questão da tecnologia do livro digital vem se acelerando: “De 2009 para cá só se vê crescimento, tanto dos dispositivos de leitura, como o tablet e os readers, e a dimensão maior no volume de vendas, com uma procura maior do público”. Do ponto de vista técnico já há algumas diretrizes. “Acho que vale a pena fazer um investimento, terceirizando o trabalho de transposição do livro físico para o digital”, comenta. E informa

Feira na Praça Santos Andrade Começa hoje e se estende até o dia 21, na Praça Santos Andrade, a 11.ª Feira Universitária do Livro de Curitiba e Semana Literária SESC, promovida pela Editora UFPR em parceria com o Sesc Paraná. O evento conta com editoras universitárias de todo o país e grandes expositores literários. Horário: de 2ª a 6ª feira das 8h30 às 21h30 e no sábado das 8h30 às 18 horas. Entrada Franca.

Área de mídia da OpusMúltipla é lembrada em pesquisa nacional A DMSBOX é a responsável pela campanha de lançamento do Leite Crioulo, novo produto da empresa paranaense de laticínios que atua há 47 anos no mercado. Segundo Rafael Bettoni, redator da agência, o filme “História de Amor” foi idealizado para sair do lugar comum. “Embora soubéssemos que inevitavelmente teríamos cenas de consumo no filme, não queríamos fazer um comercial do tipo “família margarina”. Por isso, desde o começo do job, fizemos um pacto pela busca de uma ideia que pudesse destacar o filme da Crioulo em meio aos filmes de leite, que são todos muito parecidos”, explica.

Ator Malvino Salvador na Adria A Adria lançou campanha para divulgar a promoção “Gostoso de Verdade Liggero!”, que envolve sua linha de massas de preparo rápido. A estratégia tem como protagonistas a Nonna, personagem usada no lançamento da marca, e o ator Malvino Salvador, que também estará presente em algumas ações da promoção. No filme desenvolvido pela QG Propaganda, a Nonna prepara Liggero!

para o ator, que atesta o “sabor de verdade” do macarrão.

A OpusMúltipla Ideias que Funcionam foi citada como destaque regional em enquete realizada pela revista About para eleger as agências com o melhor serviço de mídia do País. A pesquisa integra uma ampla matéria dedicada à análise da evolução brasileira na área de mídia, publicada na edição de agosto da revista. Para a diretora de mídia da OpusMúltipla, Christiane Carvalho, é muito gratificante o destaque e o reconhecimento que a mídia tem recebido, principalmente por se tratar de uma área estratégica e fundamental para o sucesso da comunicação e relacionamento das marcas com seus os públicos. “Sermos citados em meio a tantas agências de grandes profissionais e excelentes trabalhos é muito importante e mostra o quanto os mercados considerados regionais são talentosos. Este ano tem sido um ano de grandes conquistas, resultado construído ao longo do tempo, graças a nossa equipe de profissionais e aos nossos clientes que nos desafiam a sermos cada vez melhores no que fazemos”, comenta. A enquete ouviu representantes de anunciantes, agências e veículos, que avaliaram, entre

Christiane Carvalho: 2013 tem sido um ano de conquistas

outros quesitos, a capacidade de gestão geral dos investimentos e atividades de mídia dos clientes, criatividade em mídia e suporte às propostas inovadoras da criação, boa integração com os clientes e as demais áreas da agência, qualidade da entrega, inteligência de mídia, aproveitamento das oportunidades

que há um projeto mais próximo que é colocar em formato digital alguns livros relativos à história da UFPR. “Por conta dos 100 anos da UFPR, a gente publicou uma série de livros que conta a história de parte da Universidade, ora de um setor, ora de um departamento, ora de um grupo de pesquisa. Mas independente do aspecto histórico, a gente tem projeto mesmo de entrar na seara do livro digital. Quem está vivendo intensamente o mundo do livro sabe que é um caminho sem volta, mas sem grandes traumas ou grandes tragédias”, avalia. O que a Editora UFPR ainda não consegue fazer vendas por cartão no site, diferentemente de poucas editoras universitárias, como a Unesp. “O livro digital não combina com a morosidade do processo burocrático”, ressalta Gilberto (WS).

de mídia oferecidas pelo mercado e perspectivas futuras no Brasil e no exterior. As 10 agências citadas nacionalmente foram a Africa, AlmapBBDO, Borghi/Lowe, DM9DDB, DPZF/ Nazca Saatchi & Saatchi, Loducca, Ogilvy Brasil, Talent, Young & Rubicam.

Cartilhas da Abap orientam a relação publicidadecrianças Cinco cartilhas digitais sobre a publicidade e as crianças passam a ser distribuídas gratuitamente pela campanha “Somos Todos Responsáveis”, com informações específicas para pais e mães, educadores, jornalistas, legisladores e publicitários. Esta é a contribuição da campanha para promover a convivência sadia e responsável das crianças com a publicidade dirigida a elas. As cartilhas foram elaboradas com base nos milhares de testemunhos e dúvidas de pais e mães que a campanha ouviu durante um ano em seu site e na página do Facebook. Essas questões foram respondidas pelos maiores especialistas do Brasil em pedagogia e educação de crianças. Agora a ABAP apresenta as cinco cartilhas que condensam as maiores dúvidas e as orientações dos especialistas. As publicações abordam as principais questões da publicidade voltada pra crianças que estão sendo debatidas em todo o mundo, como a obesidade e o consumismo infantil.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B1

CURITIBA

joca.sev@hotmail.com

Daju comemora 30 anos projetando crescimento Objetivo é até 2015 abrir mais uma loja e um centro de distribuição

A Daju é especializada em produtos de cama, mesa, e banho e prevê faturamento 60 a 70% maior do que no ano passado

S

egundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no último ano, 23,9% das empresas não sobreviveram além do primeiro ano de vida. Diferentemente destas empresas, há 30 anos no mercado a Daju, loja curitibana especializada em produtos de cama, mesa, e banho, só têm motivos para comemorar estas três décadas. “Hoje nossa expectativa de faturamento até o fim do ano é de 60% a 70% maior em relação ao ano passado. Estamos

sempre procurando melhorar”, avalia a gerente de marketing da Daju, Juliane Karsten Lorenz. Para continuar crescendo, a Daju pretende até 2015 abrir mais uma loja e um centro de distribuição. Hoje são duas unidades. Além disso, pretende contratar mais funcionários e dobrar o faturamento. “Nossas medidas estratégicas já surtiram excelentes resultados, crescemos 60% em relação ao último ano. Mas não podemos parar por aqui”, projeta Juliane. Em 2007, a rede resolveu que era

o momento de ampliar os negócios para aproximar mais o público e posicionar a marca local frente à concorrência. “Queríamos aumentar o volume para atender mais. Não tínhamos ideia de como fazer isso, mas definir estratégias e investir em capacitação foi fundamental para chegar até aqui”, pondera Juliane. Entre as estratégias mais importantes adotadas está a importação direta. “Nossa equipe viaja anualmente para diversos países para acompanhar e selecionar as peças que serão importadas. Hoje, devido

a alta concorrência no setor e com o objetivo de conseguirmos sempre o menor preço com boa qualidade, optamos em buscar alguns artigos de alto giro nas importações”, explica Juliane. Pelo fato de ser um negócio familiar dois pontos também fizeram a diferença na administração do negócio: confiança e união. “Desde cedo trabalhei junto com meus pais, em família sempre tivemos muita união, que foi fundamental para enfrentarmos os momentos mais difíceis”, relata.

Obras da Hafil Inc atraem curitibanos para a região da Linha Verde Sul A Hafil Inc iniciou uma nova etapa com o início das obras dos dois primeiros empreendimentos da empresa, que chegou ao mercado de Curitiba há pouco mais de um ano. O edifício comercial H.A Offices Linha Verde é construído pela Costa Guerra e o Residencial Bonjour! tem obra realizada pela Schew Construções, ambos na região da Linha Verde Sul. Com os canteiros em atividade há cerca de dois meses e conclusão prevista para 2015, os curitibanos passam a ter uma referência a mais na Linha Verde. “É um processo natural, que ajuda a reafirmar a marca”, diz o diretor geral da Hafil Inc, Caio Napoli. Inclusive os clientes que visitaram anteriormente os plantões de vendas, comenta o executivo, começaram a retornar, para fechar negócio. “À medida que o andamento das obras é percebido, cresce nosso índice de credibilidade e ganhamos a confiança do consumidor”, diz Napoli. O diretor afirma que a etapa está sendo cumprida dentro do previsto e de acordo com todo o planejamento.

O edifício comercial H.A Offices Linha Verde é construído pela Costa Guerra e o Residencial Bonjour! tem obra realizada pela Schew Construções

BNDES aprova o financiamento de R$ 658,6 milhões para a TOTVS A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 658,6 milhões para a TOTVS S/A realizar investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento, incluindo o desenvolvimento de uma plataforma denominada FLUIG, além de investimentos em projetos de âmbito social. Os recursos serão contratados pelos programas BNDES PSI - Subprograma Inovação e Máquinas e Equipamentos Eficientes e BNDES PROSOFT - Programa para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia e Informação, que tem uma carteira de R$ 5 bilhões relativos a 400 operações contratadas, e pela linha de Investimentos Sociais na comunidade. A plataforma FLUIG será uma interface única para todas as plataformas de gestão de uma empresa, possibilitando maior

agilidade na comunição interna das companhias, compartilhamento de documentos, informações e conhecimentos e uma interação mais ampla entre clientes e fornecedores. Isso será possível a partir da adequação dos sistemas de gestão das companhias às tendências de mercado – por exemplo, computação em nuvem – e da integração de soluções de gestão que tradicionalmente são ofertadas separadamente. A FLUIG também proporcionará aos usuários um ambiente seguro em nuvem, que combinará uma interface de uso por meio de dispositivos móveis, acessando inclusive informações e executando rotinas de sistemas de gestão integrada TOTVS ou de outros provedores. Isso ocorrerá independentemente do local onde sejam instalados, isto é, na infraestrutura própria das empresas, em nuvens privadas e/ ou públicas.

Dessa forma, o usuário terá uma área de trabalho com acesso facilitado a diversas tarefas de seu dia a dia, o que inclui, por exemplo, funções de controle de contas a pagar, contas a receber, estoques e consultas rápidas de informações sobre clientes, sem a necessidade de percorrer “menus” de sistemas de gestão para consultar informações, o que aumenta a eficiência. O BNDES também apoiará os investimentos em projetos sociais da TOTVS, destinados às ações do Instituto da Oportunidade Social (IOS). O Instituto foi fundado em 1998, com o objetivo de apoiar jovens e portadores de deficiência nas oportunidades de emprego, a fim de que tenham maior acesso ao mercado de trabalho. As ações são voltadas para a formação de jovens de baixa renda entre 15 e 24 anos e pessoas com deficiência física, visual ou auditiva que

estejam cursando ou já tenham concluído o ensino médio. Até hoje, já capacitou mais de 22 mil jovens no Brasil. Outros apoios - O BNDES possui longo histórico de relacionamento com a TOTVS. Em 2005, a BNDESPAR tornou-se acionista da empresa e sua participação no capital da companhia foi importante para a aquisição da Logocenter, primeira aquisição relevante realizada pela TOTVS. Em 2008, o Banco aprovou novo apoio, de R$ 404,5 milhões, a fim de apoiar o plano de investimentos da empresa e sua fusão com a Datasul, então a segunda maior do país no segmento de aplicativos. Atualmente, a BNDESPAR detém 4,6% das ações ordinárias da TOTVS, listada no Novo Mercado da Bovespa desde 2006 e a primeira empresa nacional do segmento de software a abrir seu capital.

JoaquimSeverino MEIO AMBIENTE E JEITÃO RURAL Depois da votação do Código Floresta que mais pareceu um parto de ouriço, tal a dificuldade em chegar a um acordo, em que ruralistas cantaram vitória sobre os ambientalistas tipo bicho grilo, a noticia mais importante para os produtores rurais é a do pagamento por serviços ambientais, cuja implementação, no entanto, deverá ocorrer com a velocidade do jeitão rural. Prática já consumada em países desenvolvidos da América do Norte e Europa, há décadas, o pagamento por serviços ambientais e. O primeiro envolve dois componentes fundamentais. O primeiro representado pelo incentivo financeiro do qual se beneficiarão, os produtores que implementarem práticas ambientalmente adequadas no espaço rural, quer sejam físicas, biológicas e antrópicas. O conceito é antigo e na Europa, principalmente, consagrou-se sob o termo “Multifuncionalidade Agrícola” que expressa as múltiplas funções exercidas pela agricultura como, por exemplo, produz alimentos e matérias prima, impacta fortemente o meio ambiente em larga escala territorial e, abriga a população de uma nação, responsável pelo bom cumprimento das duas condições anteriores. O segundo componente fundamental é o nível de consciência da população urbana quanto à importância dos produtores rurais e dos dirigentes que não hesitam em provê-los de condições para que no campo permaneçam produzindo, especialmente através do afago na parte mais sensível do ser humano que, segundo muitos, é o bolso, que quanto mais cheio melhor. O irônico nesse quadro todo, aliás, como em muitas outras situações, os que mais se beneficiarão dessa possibilidade são os agricultores que já praticam uma agricultura sustentável, já cuidam do seu solo, suas margens de rio estão cobertas de vegetação nativa, os agroquímicos são cuidadosamente controlados e seus empregados devidamente cobertos pelos direitos trabalhistas. Com o pagamento por serviços ambientais – PSA, o sindicalismo de granja perde mais de uma de suas bandeiras de fuga, talvez uma das poucas que ainda restam e que é bradada com estridência para justificar a “contribuição” compulsória, vergonhosa sob todos os aspectos, que como água em pedra dura, já constrange dirigentes sindicais sem óleo de peroba. * Joaquim Severino - Diretor Presidente da empresa Agrária Engenharia e Consultoria S/A e Professor de Política Agrícola da Universidade Federal do Paraná (1973/2010) escreve esta coluna desde 1992.

HP traz roadshow sobre armazenamento à Curitiba A HP realiza no dia 18 de Setembro (quarta-feira), no hotel Four Points by Sheraton, em Curitiba (PR), seu roadshow sobre o mercado de armazenamento de dados, focado na estratégia de Converged Storage. O evento é uma ótima oportunidade para discutir assuntos como a virtualização de ambientes de TI, o planejamento e estratégias de implementação de novas tecnologias de storage, além de debater a estratégia de Infraestrutura Convergente e seus benefícios para as empresas de todos os portes. Na ocasião será possível conhecer a fundo as soluções de armazenamento da HP baseadas na plataforma de processadores da Intel, que oferecem a máxima agilidade e eficiência exigida pelos datacenters virtuais que trabalham com computação em nuvem. A HP demonstrará seu portfólio

da área de storage com as soluções HP 3PAR StoreServ e HP StoreOnce com processador Intel Xeon. O evento terá apresentações que debaterão tendências tecnológicas como storage clustering, a continuidade de negócios na jornada para a adoção de cloud computing proposta pela HP, o conceito de desduplicação, escalabilidade simultânea de capacidade e desempenho, a otimização automática por meio de múltiplos tiers de armazenamento e o suporte a diferentes níveis de serviços sempre em constantes mudanças. Além destes temas, a redução da necessidade de capacidade de armazenamento em até 50% e a sua otimização dinâmica (‘thin provisioning’), assim como o gerenciamento de workloads e seu balanceamento, serão apresentados no “Roadshow Converged Storage”.

Uso de sistemas pode melhorar o relacionamento com os clientes Toda empresa precisa conhecer seu cliente, entender o perfil de quem adquire seus produtos e buscar alinhar sua atuação para melhor atender as expectativas da clientela. “Esse conceito é utilizado, das mais diversas formas, por todos os empreendedores, independente do tamanho do negócio. O que muda é a complexidade de informações a serem gerenciadas e a forma como elas ficam armazenadas”, define Sérgio How, gerente de consultoria da Sofhar Gestão&Tecnologia. Mas para uma grande empresa gerenciar contratos de diversos portes e complexidades é preciso uma organização efetiva e um sistema que possa auxiliar no trato diário com os clientes. Os sistemas de CRM (Customer Relationship Management) foram estruturados para proporcionar aos usuários muito mais do que a automatização do processo de vendas. “Eles possibilitam um conhecimento mais profundo do cliente, pois realizam cruzamentos de dados que fornecem informações elaboradas, possibilitando uma visão estratégica do negócio”, explica How. Os sistemas de CRM podem ser uma poderosa ferramenta de estratégia de uma empresa

e precisam do envolvimento de todos para que possam funcionar de maneira efetiva. “Em uma banca de jornais, por exemplo, se o vendedor não anota no caderno de controle o que foi vendido, o dono do estabelecimento não consegue chegar aos seus números reais de faturamento. Na implementação de um CRM completo em uma companhia, todas as informações de relacionamento, venda e suas transações precisam estar registradas lá para que tragam agilidade aos negócios”, complementa How. Entretanto, para que a adoção de uma ferramenta de tecnologia como essa atenda as necessidades de forma satisfatória, é preciso, em primeiro lugar, um alinhamento com o planejamento estratégico da empresa. Isso porque, com metas claras e estabelecidas, é possível colocar o CRM para realizar análises e ser um indicador de possibilidades de crescimento. “Com as informações obtidas por meio desse tipo de software é possível identificar a necessidade de campanhas de marketing específicas, se é preciso fazer um reforço na área de vendas ou ainda partir para o lançamento de novos produtos”, afirma gerente de consultoria da Sofhar.


Publicidade Legal

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B3 SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA PRÉVIA TRANSRESÍDUOS TRANSPORTES DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS LTDA – CNPJ: 77.371.789/0021-65 torna público que recebeu do IAP, a LICENÇA PRÉVIA para Coleta e Transporte de Resíduos Classe I, IIA, IIB e Resíduos de Serviços de Saúde a ser implantada na Rua Manoel Pires Pereira nº 150, Bairro Costeira, Município de São José dos Pinhais/PR.

AUTORIZAÇÃO FLORESTAL EMILY EMPREENDIMENTO IMOBILIÁRIOS LTDA, CNPJ: 11.199.314/0001-81 torna público que irá requerer ao IAP, a Autorização Florestal para corte de 1,00 HA no BR 116, s/n, Km 83, Bairro: Canguiri, Município de Colombo, Estado do Paraná.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO IMCOPA-IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E INDÚSTRIA DE ÓLEOS S/A torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação para a extração, refino, e envase de óleo vegetal a ser implantada na Rodovia Celso Garcia, 72, s/nº, Km 85, Município de Cambé, Estado do Paraná.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO TRANSRESÍDUOS TRANSPORTES DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS LTDA – CNPJ: 77.371.789/0021-65 torna público que irá requerer ao IAP, a LICENÇA DE OPERAÇÃO para Coleta e Transporte de Resíduos Classe I, IIA, IIB e Resíduos de Serviços de Saúde a ser implantada na Rua Manoel Pires Pereira nº 150, Bairro Costeira, Município de São José dos Pinhais/PR.

ANACONDA INDUSTRIAL E AGRÍCOLA DE CEREAIS S.A. torna público que requereu a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a renovação da Licença Ambiental de Operação para Moagem de Trigo e Fabricação de Derivados situada à Rua Engenheiro Leão Sounis, 320 – Curitiba – Paraná.

3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ Bel. Mônica Maria Guimarães de Macedo Dalla Vecchia Registradora Designada

SUMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO IMPROPEL – Indústria de Produtos da Pecuária Ltda torna publico que irá requerer ao IAP a RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO para implantação de indústria de farinha de carne e ossos, localizada na BR 277 Km 106,5 S/N.º Timbotuva, Município de Campo Largo, Estado do Paraná.

PREF MUN DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº. 072/2013 Processo Administrativo nº. 11899/2013 Tipo: Menor Preço Global

https://eproc4.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_doc...

OBJETO: Registro de Preços para prestação de serviços de lavagem de veículos, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Administração Pública. LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006 Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº. 1254/2006. Horário/Data da Abertura: às 09h00min do dia 30 de Setembro de 2013. Local: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações – Sala de Licitações da Prefeitura. O edital completo estará à disposição dos interessados entre os dias 16 a 30 de Setembro de 2013, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações.

EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 5003090-74.2013.404.7000/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF EXECUTADO : VALERIA ELIZABETE SAZANA

Faço saber que pretendem casar-se: 1 - JOEL ALVES DA LUZ e BÁRBARA SEPP DE PONTES.

CITAÇÃO PRAZO: 30 (TRINTA) DIAS O DR. MARCOS ROBERTO ARAÚJO DOS SANTOS, JUIZ FEDERAL DA 4ª VARA FEDERAL, SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC....

Fica, por este meio, C I T A D A VALÉRIA ELIZABETE SAZANA, CPF nº 387.116.802-53, RG n° 27723504-2 SSP/SP, brasileira, por estar em lugar incerto e não sabido, para que pague, no prazo de 03 (três) dias, contados após decorrido o prazo do presente edital, R$ 8.020,04 (oito mil, vinte reais e quatro centavos), valor válido para janeiro de 2013, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento, sob pena de penhora ou arresto, em tantos bens quantos bastem para garantia da dívida, e para que, querendo, apresente embargos no prazo de 15 (quinze) dias, independentemente de segurança do juízo, tudo em conformidade com os termos do processo de execução (art. 652 e ss, do CPC), e despachos.

PREF MUN DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº. 073/2013 Processo Administrativo nº.13470/2013 Tipo: Menor Preço Por Item OBJETO: Contratação de empresa especializada em serviços de agenciamento de viagens, compreendendo os serviços de emissão, cancelamento, reserva de lugares, substituição de passagens aéreas, nacionais e internacionais, e rodoviárias: estaduais e interestaduais, de todas as companhias no território nacional. LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006 Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº. 1254/2006. Horário/Data da Abertura: às 14h00min do dia 30 de Setembro de 2013. Local: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações – Sala de Licitações da Prefeitura. O edital completo estará à disposição dos interessados entre os dias 16 a 30 de Setembro de 2013, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações. Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Setembro de 2013. Luiz Rafael Lopes Pregoeiro

EXPEDIDO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos trinta dias do mês de agosto de dois mil e treze (30.08.13). Eu, ____________, Léa Maria Otani, Diretora de Secretaria da 4ª Vara Federal, o fiz digitar, conferi e assino, por ordem do MM. Juiz Federal.

MARCOS ROBERTO ARAUJO DOS SANTOS Juiz Federal

1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR EDITAL DE PROCLAMAS

EDITAL N.º 7568074

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 13 DE SETEMBRO de 2013

F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Execução de Título Extrajudicial acima referido, cujo objeto é a citação de VALÉRIA ELIZABETE SAZANA, para o pagamento à exeqüente a quantia de R$ 8.020,04 (oito mil, vinte reais e quatro centavos), valor válido para janeiro de 2013, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento.

Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Setembro de 2013. Luiz Rafael Lopes Pregoeiro



CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar: 01- RODERLEI RODRIGO TOALDO com SUZANA DE LIMA CRISTO; 02- DAVID DOMINGOS INGLES DONATTI com KEITTY LAYNE NASCIMENTO PEREIRA; 03- MARCOS PAULO DE OLIVEIRA SILVA com LETICIA LIMA DE SOUZA; 04- JOCEMARIO VERNICK com ANA PAULA CANTERI STRADA; 05- DANILO LEONARDO PARIZE com DJESSICA LUISE KUHN SOUZA; 06- JOAREZ LIMA HUGEN DE SOUZA com ANGELITA ANTUNES DA LUZ; 07- JOARI CABRAL com SOLANGE ANTUNES DA LUZ; 08- RUBENS DARIO DOS PASSOS com LUCIA GUIMARÃES DE OLIVEIRA; 09- TÚLIO DE LIMA BASTOS com IZABELA PATRICIO; 10- SEBASTIÃO SILVEIRO DE OLIVEIRA com MARCIA CRISTINA DOS SANTOS; 11- DAVID WILLIAN DA SILVA CRUZ com JOELMA DE ANDRADE PARDINHO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 12 de setembro de 2013 IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial

 

Documento eletrônico assinado por MARCOS ROBERTO ARAUJO DOS SANTOS, Juiz Federal,     na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região    nº 17, de 26 de março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço eletrônico http://www.jfpr.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código verificador 7568074v2 e, se solicitado, do código CRC 624B5D03.

 

Informações adicionais da assinatura: Signatário (a): Marcos Roberto Araujo dos Santos   Data e Hora: 02/09/2013 18:04

PREF MUN DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ AVISO DE NOVA DATA PREGÃO PRESENCIAL Nº. 062/2013 Processo Administrativo nº. 6081/2013 Tipo: Menor Preço – Global

  Faço saber que pretendem se casar:   01- DIEGO DA SILVA GUTIERREZ e CRISTINA TERUMI HIGASHIYAMA; 02- FABIANO MORATO e CARLA MACHADO MARTINS.   Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias. CURITIba, 13 DE SETEMBRO de 2013

                     1 de 1

OBJETO: Registro de Preço para aquisição de serpentinito para manutenção do sistema viário Municipal, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Obras Públicas. LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006 Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº. 1254/2006. Horário/Data da Abertura: às 14h00min do dia 01 de Outubro de 2013. Local: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações – Sala de Licitações da Prefeitura. O edital completo estará à disposição dos interessados entre os dias 16 de Setembro a 01 de Outubro de 2013, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações. Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Setembro de 2013. Luiz Rafael Lopes Pregoeiro

PREF MUN DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº. 074/2013 Processo Administrativo nº. 9986/2013 Tipo: Menor Preço Por Lote OBJETO: Registro de Preços para aquisição de Oclusor, Touca e Luva descartável, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Administração Pública. LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006 Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº. 1254/2006. Horário/Data da Abertura: às 09h00min do dia 01 de Outubro de 2013. Local: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações – Sala de Licitações da Prefeitura. O edital completo estará à disposição dos interessados entre os dias 16 de Setembro a 01 de Outubro de 2013, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações. Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Setembro de 2013. Luiz Rafael Lopes Pregoeiro

PREF MUN DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ TOMADA DE PREÇO Nº. 005/2013 Processo Administrativo nº. 13462/2013 Tipo: Menor Preço – GLOBAL OBJETO: Contratação de empresa para prestação de serviços técnicos no assessoramento, estudos e na elaboração de projetos para viabilização de recursos financeiros a fundo perdido, constante no Processo Administrativo 13462/2013. LEGISLAÇÃO: Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1.993, com as alterações introduzidas pela Lei nº. 8.883, de 08 de junho de 1.994, Lei Complementar nº123, de 14 de dezembro de 2006 e pela Lei nº. 9.648, de 28 de abril de 1.998. Horário/Data da Abertura: às 14h00min do dia 07 de Outubro de 2013. Horário/Data Recebimento dos Envelopes: até às 17h00min do dia 04 de Outubro de 2013. Local: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações – Sala de Licitações da Prefeitura. O edital completo, bem como o Projeto Básico estará à disposição dos interessados entre os dias 16 de Setembro a 03 de Outubro de 2013, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações. Fazenda Rio Grande/PR, 13 de Setembro de 2013. Luiz Rafael Lopes Presidente da CPL

PODER JUDICIÁRIO - EDITAL DE PRAÇA O Dr. Paulo Cezar Carrasco Reyes, Juiz de Direito da 5ª Vara Cível de Curitiba, faz saber aos interessados, que na Execução de Título Extrajudicial nº 5/2006, sendo Exequente Banco Bradesco S/A (CNPJ 60.746.948/0001-12) e Executado Espólio de Nancy Santos Pacheco de Carvalho (RG 454.524/PR e CPF 393.545.80963), representado pela inventariante Juliane Sequinel Pacheco de Carvalho (RG 6.313.785-5 e CPF 877.552.709-04), será alienado em hasta pública o bem abaixo descrito, nas seguintes condições. LOCAL DO LEILÃO: Trav. da Lapa, 96, conj. 174, Curitiba/PR. Leiloeiro Oficial: Guilherme Toporoski, (41)3015-3544, www.topolance. com.br 1ª PRAÇA: 30/09/2013, 10h - maior lance, igual ou superior a avaliação; 2ª PRAÇA: 11/10/2013, 10h - maior lance, igual ou superior a 60% do valor da avaliação. LOTE: Apartamento 205 do Ed. General Murat Guimarães, situado na Rua do Herval nº 412, Curitiba/PR, com área global de 68,22m², área de uso comum de 6,61m², área de estacionamento comum coletivo para veículo de porte pequeno no subsolo de 17,23m², área construída de uso exclusivo de 44,38m². Matrícula 21.211, 3º CRI Curitiba. Indicação Fiscal 14.090.051.028-8. VALOR DA AVALIAÇÃO: R$176.000,00, em 03/07/2013. VALOR DO DÉBITO EXECUTADO: R$57.587,80, em 26/08/2013. ÔNUS: Constam na matrícula: Av-4/21.211, hipoteca em favor de Bradesco Sul S/A; Av-8/21.211, dívida hipotecária sub-rogada para Nancy Santos Pacheco de Carvalho em favor de Banco Bradesco S/A; R-9/21.211, arresto em favor Município Curitiba, autos 59.391/2005, 4ª Vara Faz. Públ. Curitiba; R-10/21.211, arresto em favor Município Curitiba, autos 78.601/2008, 4ª Vara Faz. Públ. Curitiba. Imóvel ocupado por Julio Cezar Muller Filho, por contrato de locação que atualmente vigora por prazo indeterminado. DÉBITOS IPTU: R$3.376,25, mais custas processuais e honorários advocatícios. OBSERVAÇÕES: Não há recurso pendente de julgamento. A venda efetuada ad corpus, no estado em que o imóvel se encontra. Responsabilidade pela imissão na posse do arrematante. Comissão do leiloeiro: a) em caso de adjudicação: 2% sobre o valor da avaliação; b) arrematação: 5% sobre o valor do arremate; c) remissão ou acordo: o reembolso das despesas efetuadas. Ficam intimadas as partes, o senhorio direto, o usufrutuário, o credor com garantia real ou com penhora anteriormente averbada. Curitiba, 27/08/2013. Eu, Ubirajara Binhara, Escrivão que o fiz digitar, subscrevi e assino.

12/09/2013 09:14

                                                                                                                                       

      

 

MOINHO CURITIBANO S.A. CNPJ 76.483.833/0001-12 Edital de Convocação de Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária Convocamos os Srs. Acionistas do Moinho Curitibano S.A. para se reunirem em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, a serem realizadas cumulativamente no dia 23 de setembro de 2013, às 15:00 horas, na sede da Sociedade, na Rua Nicarágua, 1.451, Bacacheri, Curitiba/ PR, a fim de deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: Assembleia Geral Ordinária: 1 deliberar sobre as Demonstrações Financeiras e o Parecer dos Auditores Independentes, relativo aos exercícios sociais encerrados em 31/12/2011 e 31/12/2012; 2 - deliberar sobre o resultado desses exercícios; 3 - eleger a Diretoria. Assembleia Geral Extraordinária: 1 - fixar o montante global e anual da remuneração da diretoria para o exercício de 2013; 2 - alterar o Estatuto Social da Sociedade para incluir novas atividades; e 3 outros assuntos de interesse da Sociedade. Curitiba/PR, 09 de setembro de 2013. Licia Barbosa Nicolau - Diretora Geral. (12/13/14)

Empresa Júnior Fesp busca contrato com empresas interessadas em consultorias Colocar em prática aquilo que se aprende na teoria é o objetivo de todo aluno. Melhor que isso só contando com a ajuda daqueles que ensinam: os professores. Esse é o objetivo da Empresa Júnior da Faculdade de Ensino Superior do Paraná – Fesp, proporcionar a seus alunos a experiência do mercado de trabalho sob a supervisão daqueles que ensinaram a teoria. Sob nova gestão desde agosto passado, o objetivo da nova diretoria é materializar a potência da característica que a diferencia: a multidisciplinaridade. Ou seja, a gama de serviços oferecidos pela Empresa Júnior da Fesp está diretamente ligada aos cursos oferecidos pela instituição, que soma ao seu currículo 75 anos de experiência em formação de profissionais. Criado na França durante a década de 1960, o conceito de empresa júnior espalhou-se pela Europa na década seguinte. Em 1987 chegou ao Brasil, que atualmente registra mais de 1000 empresas juniores no país. Para a aluna Marianna Woislaw, presidente da Empresa Júnior da Fesp, todos tem a ganhar com a contratação dos serviços de sua empresa: “Os alunos estão com a teoria fresca na cabeça, só esperando uma oportunidade para mostrar o que

aprenderam na FESP - que é uma faculdade de excelência. Essa é uma chance para a empresa ter o benefício da consultoria e também uma oportunidade para nós, alunos.” Antonio Carlos Guil, professor responsável pela coordenação do Empresa Júnior Fesp, lembra outro ponto positivo desta atual gestão, onde todos os alunos interessados podem fazer parte da equipe, independente do ano e do curso. “Não se trata de serviço voluntário, todos que trabalharem na Empresa Júnior serão remunerados por suas atividades profissionais, sempre orientados e supervisionados pelos professores responsáveis”. Para as empresas interessadas nos serviços oferecidos pela Empresa Júnior Fesp, a presidenta exemplifica: “buscamos empresas interessadas em consultorias nas áreas de contabilidade, finanças, planejamento, marketing, assessoria jurídica, governança corporativa, análise funcional, desenvolvimento e melhoria de sistemas, isso para citar algumas possibilidades e deixar a porta aberta aos interessados”. A sede da Empresa Júnior FESP fica na Rua Dr. Faivre, nº 123 – 2º Andar. Mas também pode ser contatada pelo email empresajr@ fesppr.br.


Contexto Político

Roseli Abrão

Diário Indústria&Comércio

roseli@roseliabrao.com.br

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B4

Senador pelo Tocantins

O ex-ministro da Saúde, o paranaense Luiz Carlos Borges da Silveira, será candidato ao Senado pelo Estado do Tocantins, onde hoje é secretário de Desenvolvimento Econômico. Hoje com 70 anos, Borges da Silveira foi deputado federal pelo Paraná por três mandatos e, como ministro da Saúde no governo de José Sarney, criou o “Zé Gotinha”, personagem das campanhas contra a poliomielite.

entre si”.

Acusação

Rogério Marinho foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) por postar em sua conta no Twitter pronunciamentos de lideranças políticas do Estado, todas favoráveis à sua pré-candidatura e proferidas em evento realizado pelo PSDB e DEM no dia 1º de junho de 2012 no Estado.

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu, por maioria de votos, que manifestações políticas feitas por meio do Twitter não são passíveis de ser denunciadas como propaganda eleitoral antecipada. Segundo o TSE, o entendimento seguiu voto do ministro Dias Toffoli, relator de um recurso apresentado pelo deputado federal Rogério Marinho, do PSDB, contra multa aplicada pela Justiça Eleitoral do Rio Grande Norte por mensagens postadas por ele em sua conta do Twitter quando era pré-candidato a prefeito de Natal nas eleições do ano passado.

... propaganda

Segundo o ministro Dias Toffoli, “não há falar em propaganda eleitoral realizada por meio de Twitter, uma vez que essa rede social não leva ao conhecimento geral e indeterminado as manifestações nela divulgadas”. Para ele, as mensagens postadas no Twitter, os chamados tuites, “possuem caráter de conversa restrita aos seus usuários previamente aceitos

Marina

A Assembleia Legislativa realiza na segunda-feira uma audiência pública para debater o projeto de Lei 4330, que trata da terceirização da mão-de-obra. A audiência pública, a partir das 9 horas, foi proposta pelo vice-presidente da Câmara dos Deputados, deputado André Vargas, do PT. Estará presente, também, o deputado federal Marcelo Almeida, do PMDB, que é o coordenador da bancada federal do Paraná.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, houve crescimento de 3,38% (sem ajustes). No ano, o IBC-Br apresentou expansão de 2,97%, e em 12 meses encerrados em julho, de 2,11 %. O IBC-Br é uma forma de avaliar como está a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível da atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços, além de agropecuária.

mado na Declaração Anual do Simples Nacional e o valor coletado de fato pela Receita Federal chegue a quase R$ 6 bilhões. Os créditos tributários a favor dos cofres públicos são estimados em R$ 600 milhões. "Nós acreditamos que pode chegar a 90% o total de empresas detectadas por meio da fiscalização com irregularidades", disse Iágaro. A multa para a infração varia de 75% a 225% do valor devido. A Receita compartilha ainda informações com os fiscos dos estados e dos municípios, o que pode aumentar a dívida dos contribuintes se os órgãos dessas unidades resolverem cobrar outras dívidas detectada através do sistema. "Esses dados indicam o cheiro de que alguma coisa está errada", destacou o coordenador. Atualmente, existem mais de 3,4 milhões de contribuintes que optam pelo Simples, que é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e que abrange todos os entes federados: União, estados, Distrito Federal e municípios, administrado por um Comitê Gestor.

Morales espera que Brasil e Paraguai aprovem ingresso pleno da Bolívia no Mercosul O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que aguarda que Brasil e Paraguai aprovem o ingresso como membro pleno do seu país no Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Venezuela). Segundo Morales, a expectativa é abrir um espaço para o debate sobre a complementação comercial e não à disputa entre os integrantes do bloco. "Oxalá em breve esteja pronta a aprovação pelo Paraguai e Brasil para a Bolívia ser membro pleno e integrado a um comércio como é o Mercosul", disse Morales. Segundo ele, os

Fraude

Terceirização

Receita lança programa para regularizar situação de empresas inscritas no Simples Nacional A Receita Federal lançou na sexta-feira (13/09) o programa Alerta Simples Nacional, que permite a autorregularização das empresas que estão no sistema. A partir de hoje (16/09), as empresas que acessarem o portal do Simples Nacional receberão um aviso para que possam corrigir eventuais erros e inconsistências antes do processo formal de fiscalização, da mesma forma como é feito hoje com as pessoas físicas que querem corrigir o imposto de renda por meio da internet. "A partir de segunda-feira essas empresas estarão recebendo o aviso de que as informações declaradas são diferentes das coletadas pela Receita Federal", disse Iágaro Jung Martins, coordenador-geral de Fiscalização do órgão. Na primeira fase serão emitidos 29 mil alertas sobre irregularidades, com base em cruzamento de dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) com dados da movimentação do cartão de crédito por meio da Declaração de Operação com Cartão de Crédito (Decred). Os avisos serão emitidos até o final de outubro. A Receita estima que a diferença entre o que é infor-

JK

O senador Roberto Requião apresentou quintafeira, no Senado, uma proposta de Decreto Legislativo que suspende o leilão do campo de petróleo de Libra, programada para o dia 21 de outubro. Para Requião, a sustação do leilão, depois que foi revelada a espionagem norte-americana sobre a Petrobrás, transformou-se também em uma questão de soberania nacional. Segundo o senador, sua proposta foi assinada pelos senadores Pedro Simon, do PMDB, e Randolfe Rodrigues, do PSOL.

Atividade econômica tem queda de 0,33% em julho A atividade econômica apresentou queda de 0,33% em julho, em relação ao mês anterior, de acordo com o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado na sextafeira (13/09). Essa queda veio depois da expansão de 1,03% registrada em junho, de acordo com os dados revisados do BC. Em maio comparado com abril, houve queda de 1,48%.

Um dos pontos polêmicos do projeto é a terceirização das chamadas atividades-fim (caracterizadas como a finalidade principal do negócio), que será legalizada, caso o projeto vire lei.

se candidatar à Presidência da República. O Rede conseguiu até agora certificar 400 mil das 492 mil assinaturas exigidas para obter o registro na Justiça Eleitoral. O PEN é o mais novo dos 30 partidos registrados no país. Foi criado em junho de 2012.

O senador Alvaro Dias, do PSDB, prestou, no Senado, uma homenagem ao ex-presidente da República Juscelino Kubitschek que estaria completando 111 anos no último dia 11. Para Alvaro, JK revolucionou o Brasil. -- Ele deixou um legado valioso ao seu povo: a brasilidade revestida de empreendedorismo, afirmou. Alvaro destacou que os anos JK (1956-1961) mudaram a face do país. No período em que JK foi presidente, disse o senador, o Brasil viveu uma era de desenvolvimento, planejamento estratégico e modernização da economia. - Faço esse singelo registro, agradecendo a JK o seu exemplo cívico, que inspira os brasileiros, disse senador.

Libra

Não é...

Polêmica

parlamentos da Venezuela e da Argentina aprovaram o ingresso da Bolívia. Morales destacou que o ingresso da Bolívia no Mercosul é importante porque o país estará integrado de forma plena a um comércio de investimentos e integração regional. O Mercosul estabelece livre circulação de bens e serviços entre os países do bloco, além do estabelecimento de uma tarifa comum. Em dezembro, a Venezuela passou a fazer parte como membro pleno do Mercosul.

O presidente nacional do Partido Ecológico Nacional (PEN), Adilson Barroso, está propondo à ex-ministra Marina Silva legenda para disputar a presidência da República caso ela não consiga o registro da Rede até 5 de outubro. Segundo o jornalista Fernando Rodrigues, Barroso se dispõe a oferecer a presidência nacional do partido que ele levou 5 anos para criar, com recursos próprios, para a ex-senadora montar sua estrutura e

A Polícia Legislativa da Câmara Federal comprovou que houve fraude na votação dos vetos da presidente Dilma Rousseff à Lei dos Royalties. A denúncia havia sido feita pelo deputado Anthony Garotinho. Ficou comprovado que a assinatura do deputado Zoinho, do PR do Rio de Janeiro, foi fraudada, mas a Polícia Legislativa não conseguiu identificar os autores da falsificação. Segundo a Agência Câmara, a mesa diretora da Casa vai encaminhar o caso ao Ministério Público Federal para investigação.

Prejuízo

A presidente Dilma Rousseff havia aposto cinco vetos à Lei dos Royalties que foram derrubados em sessão conjunta do Congresso Nacional, impondo nova derrota aos estados produtores, que passariam novamente a ter perda de receita. A estimativa é que somente o Rio perderia R$ 2,9 bilhões.

Faltou um

Na lista publicada ontem dos deputados que votaram a favor do projeto da Sanepar faltou um nome. Do deputado André Bueno, do PDT.

poupança

Caderneta perde poupadores, mas ainda é a principal opção Entre os 16% dos brasileiros com dinheiro guardado, 81% aplicam na caderneta A caderneta de poupança continua tendo a preferência dos brasileiros como opção de investimento, apesar de ter perdido aplicadores após as mudanças na definição da rentabilidade em 2012 que reduziram sua atratividade. É o que mostra uma pesquisa nacional da Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e da Ipsos, empresa de pesquisa e análise de mercado. A sondagem aponta que, entre os 16% dos brasileiros com dinheiro guardado, 81% aplicam na caderneta. Uma queda em relação ao ano passado, quando o percentual era 88%. "A principal razão é o impacto da inflação, no último ano, no bolso do brasileiro", explicou. A pesquisa, feita uma vez por ano, ouviu mil entrevistados no período de 17 a 30 julho, em 70 cidades, incluindo nove regiões metropolitanas do país. Para o economista da Fecomér-

cio-RJ Christian Travassos, o fato positivo é que o panorama vai se alterar. Segundo ele, com o aumento dos juros pelo Banco Central e o retorno às condições anteriores de cálculo, a poupança voltou a atrair a atenção de quem gosta de guardar dinheiro. "A poupança, mesmo com a mudança na rentabilidade, abocanhava 81% de adesão entre os brasileiros. Agora, a tendência é que esse número volte a aumentar nos próximos meses", destacou. A segunda opção de quem tem dinheiro disponível é guardar em casa (14%). Em seguida, vieram os fundos de investimento, com 6%, que representam o dobro da apuração anterior, coincidindo com a mudança no cálculo da rentabilidade da caderneta. Em 2006, no primeiro ano da pesquisa, a parcela de brasileiros que guardavam dinheiro no país atingia 11%, o que mostra que em 2013 houve elevação de 5 pontos

percentuais no patamar. No entanto, na comparação com 2012, quando era 19% da população, houve uma queda. Segundo o economista, esse resultado confirma o impacto da inflação sobre o orçamento do brasileiro no último ano, mas aponta ainda, em compensação, que o fato de guardar dinheiro evitou que o brasileiro tivesse recorrido ao crédito para manter as contas e os financiamentos em dia. "Três em cada quatro brasileiros poupam para se precaver de alguma mudança no futuro. Entre os que têm dinheiro, a principal razão para poupar não é uma viagem e nem comprar carro. É para ter um colchãozinho para amortecer eventuais mudanças de emprego, de inflação, alguma coisa inesperada. Isso é fruto da maturidade gradual do consumidor. Os brasileiros aprenderam que o crédito no Brasil é caro e é muito arriscado ficar

sob as oscilações da economia", analisou. A pesquisa revelou ainda que, entre os usos do dinheiro guardado pelo brasileiro, está crescendo a opção de gastar com a reforma da casa, passando de 6% em 2012 para 11% este ano. "Uma questão importante é a continuidade de incentivos para a compra de material de construção com programas do governo. Material de construção é o segmento que há mais tempo se beneficia da redução de IPI", disse. Desde o lançamento da pesquisa, aumentou também a intenção de gastar com lazer. Em 2006, o percentual de brasileiros que guardam dinheiro para essa finalidade era 1%. Na última avaliação, alcançou 6%. "Não é um comportamento geral. É o comportamento específico de uma parcela da população que hoje ganha mais e pode viajar para o exterior", esclareceu.

Petrobras é novamente incluída no Índice de Sustentabilidade da Bolsa de Nova York

Divulgação Petrobras/ABr

A Petrobras foi incluída ainda no índice regional Dow Jones Sustainability Emerging Markets, que reúne 81 empresas de 20 países

A Petrobras foi selecionada pelo oitavo ano consecutivo para integrar o Dow Jones Sustainability Index World (DJSI World) da Bolsa de Nova York, nos Estados Unidos. No período a empresa recebeu sete vezes nota máxima nos critérios transparência e liberações ao meio ambiente. Houve destaque ainda nos critérios impacto social nas comunidades, políticas e sistemas de gestão ambiental e gerenciamento de risco e crise. O mais importante índice mundial de sustentabilidade, avalia as melhores práticas de gestão social, ambiental e econômica no mundo.

Para a presidenta da companhia, Graça Foster, a inclusão no índice reforça o trabalho que a Petrobras faz na área de sustentabilidade. “A transparência é um valor muito forte para a Petrobras. Quando vemos o mais importante índice mundial de sustentabilidade reconhecer a empresa e avaliá-la com nota máxima em transparência, temos a certeza de que estamos no caminho certo de crescimento com sustentabilidade”, analisou. O DJSI World tem nesta edição, 333 empresas de 59 setores da indústria de 25 países. Somente no setor de petróleo e gás

são 27 companhias. A Petrobras foi incluída ainda no índice regional Dow Jones Sustainability Emerging Markets, que reúne 81 empresas de 20 países em desenvolvimento. Na avaliação do diretor corporativo e de Serviços, José Eduardo Dutra, a permanência da companhia nos índices da bolsa norteamericana mostra que além da busca do lucro a Petrobras valoriza aspectos sociais e de preservação do meio ambiente. “A renovação da participação da Petrobras nos índices de Sustentabilidade da Bolsa de Valores de Nova York

demonstra não apenas o foco no crescimento e na rentabilidade, mas também a preocupação com aspectos sociais e ambientais, que são determinantes para o futuro da companhia e cada vez mais relevantes para o mercado financeiro”, disse. No ano passado, os investimentos e os gastos operacionais em proteção ambiental da empresa, inclusive com projetos de gestão ambiental e patrocínio a projetos externos, somaram R$ 2,9 bilhões. O valor indica crescimento de 7% na comparação com 2011.


Aroldo Murá G. Haygert

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B3

COMO CUIDAR DOS DOENTES: A ÓTIMA EXPERIÊNCIA DA DISNEY Semanas atrás, o médico Cícero Urban, professor de Medicina da Universidade Positivo, vice-presidente do Instituto Ciência e Fé, aceitou convite, nos Estados Unidos, para conhecer o Hospital da Disney. O resultado foi impactante: “Apresentaram-nos a um sistema excepcionalmente organizado e voltado ao paciente (lá chamado de “hóspede”). Ao invés de nos apresentarem novas tecnologias, nos deram um grande exemplo de como cuidar das pessoas doentes”, resume o oncologista. E como resultado dessa visita, Cícero ampliou observações e conceitos sobre humanização do atendimento hospitalar. Alguns dos resultados imediatos estarão na exposição (com debates) que ele fará no próximo dia 28 de setembro. Será em encontro do Instituto Ciência e Fé, em parceria com o Hospital Nossa Senhora das Graças. As duas instituições promoverão em Curitiba a palestra Humanização e Qualidade: Um “Novo” Modelo para a Saúde, ministrada pelo oncologista Cícero de Andrade Urban. O tema é de interesse tanto de profissionais da área da Saúde quanto do público em geral. Quem já precisou de atendimento médico sabe que

os melhores remédios e equipamentos não substituem o respeito e o cuidado dados aos pacientes pelos profissionais de Saúde. Enfrentar doenças, ferimentos ou traumas se torna menos desafiador quando se é tratado com um ser humano, não como um problema a ser resolvido.

NÃO CAIR NA FRIEZA A tarefa, porém, não é fácil para médicos, enfermeiros e outros profissionais da área da Saúde, que muitas vezes lidam com situações extremamente complexas, desde doenças incuráveis até tratamentos que podem colocar a vida do paciente em xeque. Para não ceder diante desse desafio, muitos procuram adotar uma postura menos “passional”, sob o risco de cair em uma certa frieza – o que é compreensível, de certa forma, mas que não deixa de ser prejudicial ao paciente.

OS DOIS LADOS DA MOEDA Cícero, que se especializou em oncoplastia (que une técnicas de mamoplastia e cirurgia conservadora da mama), conhece bem tal situação. “Além de médico, fui paciente, e passei pelo drama

pelo qual passam minhas pacientes”, conta o médico, que também teve de enfrentar um câncer, em 2007, submetendo-se a uma cirurgia de alta complexidade no pâncreas.

NÃO PEDE ALTO INVESTIMENTO Um dos aspectos que mais o surpreenderam foi o fato de que o sistema que conheceu no hospital da Disney, em viagem recente, não depende de grandes investimentos financeiros, mas de uma mudança cultural. “Fiquei profundamente tocado ao perceber, na fala de um dos diretores da Disney, que o que precisamos é mudar o elemento humano na assistência, mais do que simplesmente buscar aumentar a eficiência técnica ou econômica”, explica. Somando-se isso ao exercício diário de bioética de Cícero, não há dúvida de que foi uma boa escolha para ministrar a palestra “Humanização e Qualidade: Um ‘Novo’ Modelo para a Saúde”. Local: Auditório do Hospital Nossa Senhora das Graças Endereço: Rua Jacarezinho, Mercês, 1000 Data: 28 de Setembro de 2013 (sábado) Horário: 9h30 da manhã. Informações: 32 43 25 30.

O médico Cícero Urban, a entrada do Hospital NS das Graças e uma paciente

TORCIDA CONTINUA. AFINAL, QUE SÃO OS EMBARGOS? Que boa parte do país parou na quinta-feira para acompanhar o julgamento do mensalão pelo STF, não há dúvidas. Isso pode ser entendido até como prova de amadurecimento democrático da população mais escolarizada e exigente. E que o julgamento mostra a clara existência de torcidas – quase organizadas – também não há como contestar. Pouco importando se a grande maioria não consiga explicar – se questionada – o que significa a expressão jurídica “embargo infringente”, que está no epicentro dos debates entre ministros. E nas argumentações das “torcidas”.

TORCIDA CONTINUA (2) Boa parte do país deixou a apatia de lado, em relação à justiça e seus grandes astros, os ministros do STF. Para uma parte desses agora aficcionados do novo “esporte nacional”, o ministro Joaquim Barbosa é visto como o ’santo guerreiro contra o dragão da maldade’. E pronto, o negro que relatou uma grande fraude nacional está quase canonizado pelos que o amam. Não precisa passar pela “fábrica de santos”, aquele dicastério do Vaticano que atesta a santidade e milagres do candidato às honras dos altares... Mas os do contra – e são muitos – culpam a mídia por ter “canonizado” Joaquim Barbosa a ponto de esquecer pecados, que seriam gravíssimos, dele, se cometidos por brasileiros comuns. E dão exemplo: a compra, mediante expediente dito fraudulento, de um apartamento em Miami, via empresa que ele sediou nos Estados Unidos. Sem mencionar as constantes cutucadas no passado do presidente do STF, acusado de “bater em ex-mulher”.

TORCIDA CONTINUA (3) Paixão de boa parte da população hipnotizada pela figura de pai da pátria que Barbosa encarna, o ministro estaria blindado contra críticas. Mas em compensação, as críticas organizadas antiPT não poupam o ministro Dias Toffoli que, tendo sido auxiliar de José Dirceu e advogado do partido, não se considerou impedido e julga o mensalão. Toffoli pode não ter a formação jurídica sólida de um Celso de Mello, de um Levandowski, de Gilmar Mendes, de um Marco Aurélio Mello ou de Carmen

Ministros Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes e Celso Mello,

Marco Aurélio Mello, Carmen Lúcia e Levandowski.

Lúcia. Mas, é verdade, esforça-se por apresentar votos bem fundamentados, com os quais, certamente, espera sobreponham-se a questionamentos éticos. Contra Dias Toffoli pesam ainda acusações nunca negadas, e que depreciam sua formação: não passou em concurso para juiz, no Mato Grosso, anos atrás; dentre outras.

TORCIDA CONTINUA (4) As “velhas raposas” do Supremo são, por outro lado, as estrelas desse espetáculo único, marcadamente inesquecível na atual fase em que o STF decidirá se uma dúzia de réus terá direito a novo julgamento ou não. Dentre esses seres sobrenaturalmente envolventes pela oratória, carisma e capacidade didática está – em primeiro lugar – Celso de Mello, o decano do STF. Seus votos, quase sempre sem contestação de seus pares, são um primor de argumentações técnicas e dentro de uma lógica que faz o Direito ser palatável até pelos pobres leigos. A ele caberá a palavra final, aquele voto que encaminhará ou não algumas majestades petistas para um novo julgamento e, quiçá, a liberá-los de cumprimento de prisão a sete chaves.

TORCIDA CONTINUA (5) Celso de Mello é o cidadão acima de qualquer suspeita: a existência do ministro sapiente no STF independeu de PT ou FHC, e ele torce, ficou claro, sempre, pelo Direito, pela Justiça. Marco Aurélio Melo às vezes é nebuloso, meio enguia, bagre ensaboado, diria o povo parvo. Mas quando se define e mostra os dentes, saiam da frente. Lá vem bala. Como o fez na sexta-feira, tomando todo o tempo possível, em que se exibiu equilibrista da lógica, pregoeiro das contradições alheias, memória histórica impressionante de votos e dissertações jurídicas de grandes mestres. Nessa exibição, que foi uma performance inolvidável – pelo menos para mim, consumidor apaixonado das falas com substância – Marco Aurélio Mello dispensou textos, foi tudo expelido na hora por uma cabeça organizada e absolutamente convencida de sua verdade. A tal ponto convencido que, em certos momentos, parece ter ferido de morte o “calouro” ministro José

Roberto Soares, ao responder-lhe com apropriadíssimo bom senso: “Eu, ministro, ao contrário do senhor, me preocupo com o que os jornais e a opinião pública dirão desse julgamento. Pois o contribuinte é quem me paga, devo-lhe satisfações...”

TORCIDA CONTINUA (6) Mas cabe, sem qualquer conotação de demérito, ao ministro Gilmar Mendes, a pecha de durão, às vezes antipático extremado, iracundo incontrolável. Ele não fugiu do figurino na quinta-feira. É o jeito da madeira. Daquela face cabocla, em parte educada num doutorado na Alemanha e sob rigores prussianos, não se viram dúvidas. A ordem direta das afirmações feriu ouvidos quando, en passant, referiu-se um “escândalo em que um partido colocou a Nação a seu serviço”. Sem meias palavras, falou dos R$ 170 milhões – dinheiro objeto do mensalão – como parte de um todo enorme projeto de dilapidação do patrimônio público. Esse caboclo que impressiona pela dureza, pelo rosto implacável – às vezes me lembrando o de policiais do cinema nacional numa câmara de tortura - me chocou com uma certeira afirmação. Para ele, o episódio espinha dorsal da fraude foi praticado por Henrique Pizzolato, o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil no esquema Visa/Net. “Ele se apropriou de R$ 70 milhões, sem nota, sem recibo...” Carmen Lúcia, mineira típica, daquelas de uma geração ainda herdeira da TFM, a Tradicional Família Mineira, resguarda até o fim a posição e o voto. Mas, quando os abre, o faz sem vestígios de dúvidas, fechando todos os caminhos a argumentações em contrário. Tem a clareza de um professor acostumado a apontar pistas, a sugerir alternativas, sem, no entanto, transigir um cêntil em suas definições. Carmen Lúcia pode até ser colocada como um ser absolutamente asséptico, a higidez por excelência, de mente e corpo. Nisso até se parece com o ministro Ricardo Lewandowski, que, dono de saber jurídico, colocou-o por inteiro em favor daqueles aos quais nunca enxergou – ou pouco viu – como culpados. Até quarta-feira próxima.

TV UNINTER O homem de televisão João Carlos Peter está comandando a consolidação da TV Uninter, do Centro Universitário Uninter, que se transformará em novo canal de difusão cultural em Curitiba. As televisões universitárias, é bom lembrar, estão previstas, por lei, como essenciais nas universidades e centro universitários brasileiros. Peter há anos é peça essencial nas ações televisivas e de transmissão de aulas, cursos, conferências e programação em geral do Grupo Uninter para seus 170 mil alunos espalhados pelo Brasil.

OPINIÃO DE VALOR

‘’Francisco não exorta ao diálogo: Pratica-o. Essa é a força da mensagem’’. Artigo de Hans Küng

O Papa Francisco exorta não apenas ao diálogo com os não crentes, mas o traduz na prática. De modo modesto e humilde, sem exercer nenhuma pressão, agindo com plena compreensão pelas razões dos outros. A opinião é do teólogo suíço-alemão Hans Küng, em depoimento para o jornal La Repubblica, 12-092013. Eis o texto. O título da notícia poderia ser “um diálogo em igual dignidade”. O Papa Francisco exorta não apenas ao diálogo com os não crentes, mas o traduz na prática. De modo modesto e humilde, sem exercer nenhuma pressão, agindo com plena compreensão pelas razões dos outros. Como a sua ideia de “fraterna proximidade”. Muitos pontos de vista teológicos parecem-me importantes. Primeiro: o papa representa o conceito da encarnação da pessoa histórica de Jesus. E, da sua autoridade estendida à Igreja, que deixa questões em aberto. Segundo: a natureza de Jesus como Filho de Deus não deve excluir outros, mas, ao invés, deve abrir a todos os seres humanos a vocação a se sentirem “filhos de Deus”. Terceiro: ninguém dispõe da Verdade absoluta. A Verdade da Fé, como manifestou em Cristo o amor de Deus, é essencialmente uma relação. Quarto: a Verdade da Fé, que é símbolo de Luz, sempre foi, várias vezes, instrumentalizada por obscuros supersticiosos contra a Luz da razão. Portanto, eu me sinto confirmado no meu Caminho e Escolha, tendo sempre levado a sério as razões dos não crentes.

NA TOCA DO COELHO (espaço de Antonio Carlos da Costa Coelho)

AOS JUDEUS, UM ABENÇOADO E DOCE ANO. FELIZ 5774 Do dia 4 de setembro os judeus estiveram em tempo de Ano Novo, Rosh Hashaná, como de diz em hebraico. Sábado, 14 de setembro, dia de IomKipur, dia da Expiação, encerou o período considerado de ano novo. Daqui para frente são os dias do ano 5774. Que contagem é esta? A contagem do aniversário do mundo. Sim, a contagem do aniversário do mundo a partir da leitura bíblica e não da especulação científica. Os judeus não desconsideram os bilhões de anos do surgimento do Universo, da Terra, da primeira indicação de vida sobre a superfície terrestre, mas, na ocasião do Ano Novo judaico, o que interessa é o sentido da Criação do Universo e da Humanidade e o que este fato representa para o ser humano que se reconhece como criado por Deus, que tem Deus como o Criador do Universo. Desta forma, cabe a cada um rever sua vida e o quanto ela é condizente com a condição de filho de Deus e parte de uma comunidade humana. E isto é diferente das preocupações das ciências físicas. Ano Novo é tempo de rever o se tem feito e como se tem feito. Como tem sido a qualidade de vida em relação aos outros e aos compromissos com a sociedade, afinal o ser humano foi criado com um propósito. Tem, assim, o dever de buscar, a cada ano, ser melhor, mais próximo daquilo que o Criador desejou ao cria-lo como homem ou mulher. A cada Ano Novo indivíduo faz uma reavaliação profunda de sua vida verificando o quanto se tornou mais humano, isto é, mais próximo da vontade do Criador. Então, ao rever sua vida, pede que Deus, com Sua justiça e misericórdia o perdoe das coisas ruins, mal feitas, resultados das tendências negativas e o inscreva nas páginas do Livro da Vida. E, para os erros praticados contra os semelhantes, aquelas faltas que prejudicam ao outro? Estas devem ser reparadas entre os homens e, só depois, pedir que Deus dê o Seu perdão. Nas orações iniciais realizadas no dia de IomKipur – parcela das orações denominadas comumente de KolNidrei - pede-se a Deus que perdoe a comunidade judaica por suas faltas e, da mesma forma, pede-se que Deus perdoe a todos os seres humanos, indiferente da crença que possam ter. Há, no judaísmo, um sentido de universalidade, o que é manifestado em diferentes ocasiões da liturgia judaica. Portanto, quando se pede a Deus pela comunidade de Israel, se pede, também, pela comunidade brasileira ou pela comunidade onde está inserida uma determinada comunidade judaica. Portanto, o Ano Novo judaico – Rosh Hashaná (Cabeça do Ano) não tem o mesmo caráter festivo do ano novo civil. É uma data de caráter religioso e que exige de cada judeu um esforço espiritual muito grande, principalmente aquele de submissão ao reinado de Deus e ao reconhecimento da sua limitação humana diante da Divindade e das imposições da própria vida.


Nacional/internacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B6 abnoticias@abcom.com.br

AB Notícias AGRICULTURA E TECNOLOGIA

Tupãssi, no Oeste, realiza um projeto em parceria com a secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná para investimento em agricultura de precisão. São 450 mil reais no total e Tupãssi é o primeiro município do Brasil a receber a proposta. A ideia é utilizar a tecnologia da informação para o levantamento de dados sobre a variabilidade de solo e clima, orientando os produtores. Esse modelo reduz em 20% a quantidade de insumos aplicados nas lavouras.

Estudo

Mortalidade infantil no Brasil cai 77% em 22 anos

Segundo a pesquisa da Unicef, em 2012 a taxa de mortalidade caiu de 62 para 14 Marcello Casal Jr/ABr

DEFENSORIA PÚBLICA

Ponta Grossa será uma das 27 cidades paranaenses a receber uma unidade da Defensoria Pública do Paraná. A estimativa é de que as atividades de atendimento ao público comecem no dia 15 de outubro. Para todo o Estado devem ser contratados 87 defensores públicos que passaram no concurso público realizado em maio deste ano. Destes, quatro serão destinados à unidade de Ponta Grossa

POSTOS DE SAÚDE

Doze postos de saúde de Guarapuava, Centro-Sul do Estado, devem passar por reformas em breve. As unidades vão receber obras de ampliação, melhoria e, em alguns casos, reconstrução completa. As obras ainda dependem de licitação por parte do governo do Estado e do governo federal, mas a expectativa é que as comecem ainda este ano. O objetivo é melhorar esses ambientes para acolher a população e oferecer tratamento adequado.

LANÇAMENTO DE LIVRO

O jornalista e publicitário Ernani Buchmann fará o lançamento de seu livro “O homem com dois lados esquerdos” no dia 18 de setembro. O evento integra a programação da 32ª Semana Literária e Feira do Livro do Sesc PR e XI Feira Universitária do Livro. O evento ocorre na Praça Santos Andrade, em Curitiba. Autor de nove livros e dois roteiros para cinema, Buchmann apresenta um compilado de crônicas publicadas, em sua maioria, na Revista Ideias.

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Os crimes contra a mulher preocupam as autoridades do Vale do Ivaí. Só este ano a Delegacia da Mulher de Apucarana registrou 459 boletins de ocorrência. No entanto, apenas 28% dos 315 inquéritos instaurados pela Polícia Civil no ano passado resultaram em processos penais. Em 2013, só dez por cento dos casos foi parar na justiça. Há um índice grande de desistência entre o registro do boletim de ocorrência até a formalização da denúncia judicial.

SINAL DO SABER

O projeto Sinal do Saber está dando o que falar em Maringá. A campanha visa mostrar a grafia correta e esclarecer significados de alguns termos e expressões. São faixas feitas com material reciclável levadas para locais públicos, principalmente semáforos. Os painéis chamam a atenção dos motoristas com mensagens curtas e de uso comum, como “O certo é meio-dia e meia e não meio-dia e meio”. A ação é desenvolvida por empresas e profissionais liberais.

OPORTUNIDADES NO SUDOESTE

O município de Pato Branco oferece diversas oportunidades de trabalho e, para atender a esta demanda, são realizados cursos de qualificação profissional. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) preparam juntos 440 jovens para atender à demanda da cidade. São muitas opções como comércio e gestão, computação, línguas, metalmecânica, elétrica, entre outros cursos.

DESTAQUE DE LONDRINA

A Londrinense Márcia Benevenutose dedica há mais de três décadas a estimular o aleitamento materno. Hoje, sua atuação ultrapassa as fronteiras nacionais e atinge países como Cuba, Bolívia, Nicarágua, México e Colômbia. Ela é a representante da região Sul na Comissão Nacional de Banco de Leite Humano até 2015. Tem um aval político para atuar em prol do aleitamento materno, além de um passaporte oficial do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty).

LEVANTAMENTO AMBIENTAL

O Paraná inicia a elaboração do primeiro Inventário das Emissões e Remoções de Gases do Efeito Estufa do Paraná. O trabalho deve ser concluído em um ano e é desenvolvido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente. O objetivo é verificar fontes e setores que emitem casos para então criar medidas de redução de danos. Serão investidos 850 mil reais para elaboração do inventário.

30 MINUTOS POR DIA

A Pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde, indica que 51% da população acima de 18 anos tem excesso de peso no Brasil. Atividades simples como caminhar, dançar e andar de bicicleta podem reduzir os problemas. Essas estão entre as indicadas pela Organização Mundial da Saúde a quem tem mais de 18 anos. A OMS recomenda a prática de 30 minutos de exercícios diários pelo menos cinco vezes na semana.

CENTRO DA JUVENTUD

O Centro da Juventude de Almirante Tamandaré, na região de Curitiba, já está em funcionamento. O espaço oferece atividades diversificadas para jovens de 12 a 18 anos em contraturno escolar, como música, dança, teatro e capoeira. O local tem como objetivo oferecer atividades de lazer para a população e cerca de dez mil pessoas já realizaram cursos ali desde o início do seu funcionamento, em julho.

Egito prorroga estado de emergência até novembro O governo interino do Egito prorrogou por mais dois meses o estado de emergência. Na prática, a medida se estenderá até o fim de novembro. O estado de emergência está em vigência no país há um mês e meio. Em julho, o presidente Mohamed Mursi foi destituído do poder pelas Forças Armadas e substituído por Adly Mansour. As manifestações nas cidades egípcias aumentaram e a violência também. O estado de emergência foi decretado em 14 de agosto, no

mesmo dia em que o Exército reagiu a dois protestos de simpatizantes de Mursi, no Cairo, deixando mortos e feridos. As manifestações de simpatizantes e contrários do antigo governo se tornaram frequentes no país, gerando reações do governo. Mursi é mantido preso em lugar incerto e não revelado, em Damasco, capital síria, sob supervisão dos militares. Religiosos e políticos ligados à Irmandade Muçulmana, que apoia Mursi, foram detidos e serão levados a julgamento.

A taxa de mortalidade infantil calcula a probabilidade de morte entre o nascimento e os 5 anos de idade a cada mil nascimentos

A

mortalidade infantil no Brasil caiu 77% entre 1990 e 2012, de acordo com o Relatório de Progresso 2013 sobre o Compromisso com a Sobrevivência Infantil: Uma Promessa Renovada, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Segundo o estudo, em 1990, a taxa de mortalidade infantil no Brasil era 62 para cada

mil nascidos vivos. Em 2012, o número caiu para 14, o que coloca o país em 120º lugar no ranking entre mais de 190 países. A lista é decrescente e quanto mais à frente, maior o índice de mortalidade. A taxa de mortalidade infantil calcula a probabilidade de morte entre o nascimento e os 5 anos de idade a cada mil nascimentos. Ela

compõe a expectativa de vida ao nascer, que faz parte do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e é um dos indicativos mais usados para mensurar o desenvolvimento dos países e nortear a elaboração de políticas púbicas. O Brasil teve melhora em todos

os índices apurados. No ranking do Unicef, o país está atrás de outros desenvolvidos como Finlândia, Japão, Cingapura, Noruega e Islândia – primeira colocada no ranking. Os cinco países com os piores índices de mortalidade infantil, segundo a pesquisa, estão no continente: Serra Leoa, Angola, Chade, Somália e Congo.

Minirreforma eleitoral é um dos destaques de hoje no Senado

Rússia e EUA voltam a negociar paz na Síria no dia 23

Mesmo considerada tímida pelo próprio autor do texto, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), a chamada minirreforma eleitoral não obteve consenso no Senado, no último dia 11, como esperavam alguns líderes. O assunto volta a ser discutido no plenário hoje (16), como o primeiro item da pauta do esforço concentrado acordado entre os líderes. Se aprovado, o texto ainda precisará passar pelo crivo dos deputados que terão pouco mais de uma semana para analisar a matéria,

caso queiram que as novidades valham para as eleições de 2014. O projeto foi construído como uma alternativa emergencial à reforma política que altera diversos pontos das regras atuais e divide posições em relação a questões, como o financiamento de campanhas, que parecem longe de um consenso. A minirreforma foi uma saída para tentar harmonizar os itens menos polêmicos e, pelo menos, reduzir os gastos do processo eleitoral. Mas alguns pontos ainda não foram

acordados. No plenário, a expectativa é que emendas derrubadas na votação do projeto na Comissão de Constituição e Justiça, na semana passada, voltem a ser apresentadas. Uma delas obriga os partidos a divulgar a lista de financiadores ainda durante a campanha. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que o adiamento da votação foi necessário para que os parlamentares analisem, com tranquilidade, o projeto e as mais de 20 emendas apresentadas.

Turismo cria grupo de trabalho para analisar convênios com IMDC O Ministério do Turismo criou um grupo de trabalho para concluir as análises técnicas e financeiras de nove convênios firmados entre a pasta e o Instituto Mundial de Desenvolvimento e da Cidadania (IMDC), segundo portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (13).

O grupo tem 30 dias para concluir os trabalhos. Esta semana, o Ministério do Trabalho e Emprego também formou um grupo de trabalho para analisar os convênios com o mesmo instituto, principal alvo das investigações da Operação Esopo, da Polícia Federal (PF), deflagrada nos últimos dias.

A PF estima que tenham sido desviados R$ 400 milhões em recursos públicos por fraudes em licitações do Ministério do Trabalho. As investigações levaram à exoneração de funcionários do ministério, inclusive do secretário executivo, Paulo Roberto dos Santos Pinto.

O secretário de Estado norteamericano, John Kerry, e o ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, deverão se reunir no dia 23, em Nova York (Estados Unidos), para discutir as soluções em busca da paz na Síria. A reunião foi marcada durante encontro de ambos, em Genebra (Suíça), na qual foi definido que o governo sírio entregará o arsenal de armas químicas para destruição. Brahimi é o responsável pela organização da Conferência Internacional Genebra 2, que tenta encontrar uma solução política para o conflito sírio. Porém, os trabalhos da missão esbarram na falta de consenso entre as principais potências internacionais. Rússia e China, aliados da Rússia, discordam de medidas intervencionistas armadas na região. Os conflitos na Síria duram dois anos e meio e mais de 100 mil pessoas morreram, desde 2011. A estimativa é que existam cerca de 2 milhões de refugiados em países vizinhos – Jordânia, Turquia e Líbano.

Bancários definem na quarta-feira o início de greve por tempo indeterminado Os bancários mantiveram a decisão de começar greve por tempo indeterminado a partir da próxima quinta-feira (19), caso os bancos não melhorem a proposta de reajuste salarial de 6,1% apresentada por meio da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Acionada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), que diz representar 95% dos 490 mil bancários do país, a categoria se mobiliza para novas assembleias na quarta-feira (18), disposta a referendar a paralisação no dia seguinte. Em especial, porque consideram a proposta da Fenaban “uma provocação”, segundo Carlos Cordeiro, que preside a entidade. Cordeiro, que também coor-

dena o Comando Nacional dos Bancários, disse que a oferta dos bancos apenas repõe a inflação dos últimos 12 meses, e fica longe dos 11,93% solicitados pela categoria. Segundo informações da ContrafCUT, o indicativo de greve foi aprovado pelos bancários de mais de 60 municípios e regiões, após se reunirem em assembleia na noite de ontem e rejeitarem a proposta da Fenaban. Em vista disso, o Comando Nacional dos Bancários convocou a categoria para a greve geral, uma vez que a proposta da Fenaban nega aumento real e “ignora” as reivindicações dos bancários sobre emprego, participação nos lucros e resultados (PLR), saúde e condições de trabalho, segurança

Renato Araújo/ABr

A reivindicação dos bancários é pelo reajuste salarial de 6,1% apresentada por meio da Federação Nacional dos Bancos

e igualdade de oportunidades, de acordo com Carlos Cordeiro. O dirigente lembra que os seis maiores bancos do país tiveram

lucro líquido de R$ 29,6 bilhões no primeiro semestre deste ano, a maior rentabilidade do sistema financeiro internacional.


Diário Indústria&Comércio

AGENDA TRIBUTÁRIA Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B7

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO/2013 1)  Esta Agenda contém as principais obrigações a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente, obrigações tributárias, trabalhistas e previdenciárias, de âmbito federal, a agenda não esgota outras determinações legais, relacionadas ou não com aquelas, a serem cumpridas em razão de certas atividades econômicas e sociais específicas. 2)  As obrigações em destaque referem-se à área trabalhista e previdenciária. 3)  Agenda elaborada com base na legislação vigente em 31.07.2013. Recomenda-se vigilância quanto a eventuais alterações posteriores. Acompanhe o dia a dia da legislação no Site do Cliente (www.iob.com.br/ sitedocliente).

IMPORTANTE

(1) O Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas é composto de três Cadernos: Tributário Federal, Tributário Estadual e Trabalhista/Previdenciário. (2) Este Calendário foi elaborado e atualizado com base na legislação vigente em 31.07.2013. Em razão de a remessa de seu conteúdo ser feita com necessária antecedência, recomendamos aos Srs. Clientes que observem eventuais alterações posteriores a essa data e acompanhem a atualização da legislação por meio do Site do Cliente (www.iob.com.br/sitedocliente).

16 - Segunda-feira IOF

Pagamento do IOF apurado no 1o decêndio de setembro/2013: - Operações de crédito - Pessoa Jurídica - Cód. Darf 1150 - Operações de crédito - Pessoa Física - Cód. Darf 7893 - Operações de câmbio - Entrada de moeda - Cód. Darf 4290 - Operações de câmbio - Saída de moeda - Cód. Darf 5220 - Títulos ou Valores Mobiliários - Cód. Darf 6854 - Factoring - Cód. Darf 6895 - Seguros - Cód. Darf 3467 - Ouro e ativo financeiro - Cód. Darf 4028

Previdência Social (INSS)

Recolhimento das contribuições previdenciárias relativas à competência agosto/2013 devidas pelos contribuintes individuais, pelo facultativo e pelo segurado especial que tenha optado pelo recolhimento na condição de contribuinte individual, bem como pelo empregador doméstico (contribuição do empregado e do empregador). • Não havendo expediente bancário, permite-se prorrogar o recolhimento para o dia útil imediatamente posterior.

20 - Sexta-feira IRRF

Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no mês de agosto/2013, incidente sobre rendimentos de beneficiários identificados, residentes ou domiciliados no País (art. 70, I, “d”, da Lei no 11.196/2005, alterado pela Lei no 11.933/2009).

Cofins - Entidades financeiras

Pagamento da contribuição cujos fatos geradores ocorreram no mês de agosto/2013 (art. 18, I, da MP no 2.158-35/2001, alterado pelo art. 1o da Lei no 11.933/2009): • Cofins - Entidades Financeiras e Equiparadas - Cód. Darf 7987

PIS-Pasep - Entidades financeiras

Pagamento das contribuições cujos fatos geradores ocorreram no mês de agosto/2013 (art. 18, I, da MP no 2.158-35/2001, alterado pelo art. 1o da Lei no 11.933/2009): • PIS-Pasep - Entidades Financeiras e Equiparadas Cód. Darf 4574

Previdência Social (INSS)

Recolhimento das contribuições previdenciárias relativas

à competência agosto/2013, devidas por empresa ou equiparada, inclusive da contribuição retida sobre cessão de mão-de-obra ou empreitada e da descontada do contribuinte individual que lhe tenha prestado serviço, bem como em relação à cooperativa de trabalho, da contribuição descontada dos seus associados como contribuinte individual. Produção Rural - Recolhimento - Veja, Lei no 8.212/1991, arts. 22A, 22B, 25, 25A e 30, incisos III, IV e X a XIII, observadas as alterações posteriores. - Não havendo expediente bancário, deve-se antecipar o recolhimento para o dia útil imediatamente anterior.

Lei no 12.024/2009) - Cód. Darf 4095.

As empresas que tiveram a contribuição previdenciária básica substituída pela contribuição sobre a receita bruta devem efetuar o recolhimento correspondente, mediante o DARF, observando o mesmo prazo (Lei no 12.546/2011).

Entrega da Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF), com informações sobre fatos geradores ocorridos no mês de julho/2013 (arts. 2o, 3o e 5o da Instrução Normativa RFB no 1.110/2010).

Nota

Previdência Social (INSS) - Parcelamento excepcional de débitos de pessoas jurídicas

Pagamento da parcela mensal decorrente de parcelamentos firmados com base na Instrução Normativa SRP no 13/2006 e na Medida Provisória no 303/2006. • Não havendo expediente bancário, permite-se prorrogar o recolhimento para o dia útil imediatamente posterior.

Nota

Por meio do Ato Declaratório no 57/2006 do Presidente da Mesa do Congresso Nacional, a citada MP no 303/2006 teve seu prazo de vigência encerrado em 27.10.2006. Em razão de o Congresso Nacional não ter editado, no prazo de 60 dias, decreto legislativo que disciplinasse as relações jurídicas decorrentes dessa MP, os atos praticados durante sua vigência conservar-se-ão por ela regidos (CF/1988, art. 62, §§ 3o e 11).

Parcelamento especial da contribuição social do salário-educação

Pagamento da parcela mensal decorrente de parcelamentos especiais firmados com base na Resolução FNDE no 2/2006 e na Medida Provisória no 303/2006. • Não havendo expediente bancário, permite-se prorrogar o recolhimento para o dia útil imediatamente posterior.

Nota

Por meio do Ato Declaratório no 57/2006 do Presidente da Mesa do Congresso Nacional, a citada MP no 303/2006 teve seu prazo de vigência encerrado em 27.10.2006. Em razão de o Congresso Nacional não ter editado, no prazo de 60 dias, decreto legislativo que disciplinasse as relações jurídicas decorrentes dessa MP, os atos praticados durante sua vigência conservar-se-ão por ela regidos (CF/1988, art. 62, §§ 3o e 11).

Previdência Social (INSS) Paes

Pagamento da parcela mensal, acrescida de juros pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), pelos contribuintes que optaram pelo Parcelamento Especial de Débitos (Paes) perante a Previdência Social (INSS), de acordo com a Lei no 10.684/2003. Códigos de recolhimento na GPS: 4103 (utilização de identificador no CNPJ) e 2208 (identificador no CEI) • Não havendo expediente bancário, permite-se prorrogar o recolhimento para o dia útil imediatamente posterior.

Simples Nacional

Pagamento, pelas microempresas (ME) e pelas empresas de pequeno porte (EPP) optantes pelo Simples Nacional, do valor devido sobre a receita bruta do mês de agosto/2013 (Resolução CGSN no 94/2011, art. 38).

IRPJ/CSL/PIS/Cofins - Incorporações imobiliárias Regime Especial de Tributação

Recolhimento unificado do IRPJ/CSL/PIS/Cofins, relativamente às receitas recebidas em agosto/2013 - Regime Especial de Tributação (RET) aplicável às incorporações imobiliárias (Instrução Normativa RFB no 934/2009 e art. 5o da Lei no 10.931/2004, alterado pela

IRPJ/CSL/PIS/Cofins - Incorporações imobiliárias Regime Especial de Tributação - PMCMV

Recolhimento unificado do IRPJ/CSL/PIS/Cofins, relativamente às receitas recebidas em agosto/2013 - Regime Especial de Tributação (RET) aplicável às incorporações imobiliárias e às construções no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida - PMCMV (Instrução Normativa RFB no 934/2009 e Lei no 10.931/2004, art. 5o, alterado pela Lei no 12.024/2009) - Cód. Darf 1068.

DCTF - Mensal

25 - Quarta-feira IRRF

Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 11 a 20.09.2013, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra “b”, da Lei no 11.196/2005): a) juros sobre capital próprio e aplicações financeiras, inclusive os atribuídos a residentes ou domiciliados no exterior, e títulos de capitalização; b) prêmios, inclusive os distribuídos sob a forma de bens e serviços, obtidos em concursos e sorteios de qualquer espécie e lucros decorrentes desses prêmios; e c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos.

IOF

Pagamento do IOF apurado no 2o decêndio de setembro/2013: - Operações de crédito - Pessoa Jurídica - Cód. Darf 1150 - Operações de crédito - Pessoa Física - Cód. Darf 7893 - Operações de câmbio - Entrada de moeda - Cód. Darf 4290 - Operações de câmbio - Saída de moeda - Cód. Darf 5220 - Títulos ou Valores Mobiliários - Cód. Darf 6854 - Factoring - Cód. Darf 6895 - Seguros - Cód. Darf 3467 - Ouro e ativo financeiro - Cód. Darf 4028

Cofins

Pagamento da contribuição cujos fatos geradores ocorreram no mês de agosto/2013 (art. 18, II, da MP no 2.158-35/2001, alterado pelo art. 1o da Lei no 11.933/2009): • Cofins - Demais Entidades - Cód. Darf 2172 • Cofins - Combustíveis - Cód. Darf 6840 • Cofins - Fabricantes/Importadores de veículos em substituição tributária - Cód. Darf 8645 • Cofins não-cumulativa (Lei no 10.833/2003) - Cód. Darf 5856

PIS-Pasep

Pagamento das contribuições cujos fatos geradores ocorreram no mês de agosto/2013 (art. 18, II, da MP no 2.158-35/2001, alterado pelo art. 1o da Lei no 11.933/2009): • PIS-Pasep - Faturamento (cumulativo) - Cód. Darf 8109 • PIS - Combustíveis - Cód. Darf 6824 • PIS - Não-cumulativo (Lei no 10.637/2002) - Cód. Darf 6912 • PIS-Pasep - Folha de Salários - Cód. Darf 8301 • PIS-Pasep - Pessoa Jurídica de Direito Público - Cód. Darf 3703 • PIS - Fabricantes/Importadores de veículos em substituição tributária - Cód. Darf 8496

DCide - Combustíveis

Entrega da Declaração de Dedução de Parcela da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico Incidente sobre a Importação e/ou Comercialização de Combustíveis das Contribuições para o PIS-Pasep e a Cofins (DCide-Combustíveis) referente à dedução

efetuada no mês de setembro/2013 (art. 2o da Instrução Normativa SRF no 141/2002).

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre todos os produtos (exceto os classificados no Capítulo 22, nos códigos 2402.20.00, 2402.90.00 e nas posições 84.29, 84.32, 84.33, 87.01 a 87.06 e 87.11 da TIPI) - Cód. Darf 5123.

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre produtos classificados no Capítulo 22 da TIPI (bebidas, líquidos alcoólicos e vinagres) - Cód. Darf 0668.

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre os produtos do código 2402.90.00 da TIPI (“outros cigarros”) - Cód. Darf 5110.

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre os produtos classificados nas posições 84.29, 84.32 e 84.33 (máquinas e aparelhos) e nas posições 87.01, 87.02, 87.04, 87.05 e 87.11 (tratores, veículos automóveis e motocicletas) da TIPI - Cód. Darf 1097.

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre os produtos classificados nas posições 87.03 e 87.06 da TIPI (automóveis e chassis) - Cód. Darf 0676.

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre as cervejas sujeitas ao Regime Especial de Tributação - Cód. Darf 0821.

IPI

Pagamento do IPI apurado no mês de agosto/2013 incidente sobre as demais bebidas sujeitas ao Regime Especial de Tributação - Cód. Darf 0838.

30 - Segunda-feira IOF

Pagamento do IOF apurado no mês de agosto/2013, relativo a operações com contratos de derivativos financeiros - Cód. Darf 2927.

IPI - Fabricantes de produtos do Capítulo 33 da TIPI

Prestação de informações pelos fabricantes de produtos do Capítulo 33 da TIPI (produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes) com receita bruta no anocalendário anterior igual ou superior a R$ 100 milhões, constantes do Anexo Único da Instrução Normativa SRF no 47/2000, referentes ao bimestre julho-agosto/2013, à unidade da Receita Federal do Brasil (RFB) com jurisdição sobre o domicílio da matriz.

DITR

Apresentação da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) relativa ao exercício 2013, ano-base 2012. (Instrução Normativa RFB no 1.380/2013)

ITR

Pagamento da quota única, ou, se for o caso de parcelamento, da 1a quota do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) do exercício de 2013. (Instrução Normativa RFB no 1.380/2013)

Cofins/CSL/PIS-Pasep - Retenção na Fonte

Recolhimento da Cofins, da CSL e do PIS-Pasep retidos na fonte sobre remunerações pagas por pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas (Lei no 10.833/2003, art. 35, com a redação dada pelo art. 74 da Lei no 11.196/2005), no período de 1o a 15.09.2013.

AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL E MUNICIPAL PARA SETEMBRO/2013 1) Esta agenda contém as principais obrigações a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente, obrigações tributárias, de âmbito estadual e municipal, a agenda não esgota outras determinações legais, relacionadas ou não com aquelas, a serem cumpridas em razão de certas atividades econômicas e sociais específicas. 2) Agenda elaborada com base na legislação estadual vigente em 02.08.2013 e na legislação municipal de Curitiba vigente em 05.08.2013. Recomenda-se vigilância quanto a eventuais alterações posteriores. Acompanhe o dia a dia da legislação no Site do Cliente (www.iob.com. br/sitedocliente).

IMPORTANTE

(1) O Calendário Mensal de Obrigações e Tabelas Práticas é composto de três Cadernos: Tributário Federal, Tributário Estadual e Trabalhista/Previdenciário. (2) Este Calendário foi elaborado e atualizado com base na legislação estadual vigente em 02.08.2013 e na legislação municipal de Curitiba vigente em 05.08.2013. Em razão de a remessa de seu conteúdo ser feita com necessária antecedência, recomendamos aos Srs. Clientes que observem eventuais alterações posteriores a essa data e acompanhem a atualização da legislação por meio do Site do Cliente (www.iob.com.br/sitedocliente).

ICMS - PRAZOS DE RECOLHIMENTO

Dia 16 - Segunda-feira ICMS Agosto

REGIME NORMAL (AUTOLANÇAMENTO) - PRAZO DE RECOLHIMENTO O ICMS devido pelos contribuintes sujeitos ao regime normal (autolançamento), inclusive pelos prestadores de serviços de transporte interestadual e intermunicipal, deverá ser recolhido pelos contribuintes com inscrição no CAD/ICMS, cujo algarismo final da numeração sequencial estadual termine em 7 e 8.

ICMS Agosto

REGIME NORMAL - PRAZO DE RECOLHIMENTO

a) substitutos tributários, relativamente às operações com cimento; b) operações com combustíveis quando se tratar de refinarias de petróleo e suas bases estabelecidas no território paranaense. c) prestadores de serviço de comunicação enquadrados nos códigos CNAE Versão 2.0 - 6110-8/01, 6110-8/02, 6110-8/99, 6120-5/01, 6120-5/02, 6120-5/99 ou 61302/00, em relação ao saldo do imposto devido.

Nota

Ressaltamos que, nos termos da Lei no 11.580/1996, art. 36, § 3o e RICMS-PR/2012, art. 74 § 3o, os prazos se iniciam ou vencem em dia de expediente normal na repartição onde deva ser realizado o pagamento ou praticado o ato.

ICMS Agosto

REGIME NORMAL (AUTOLANÇAMENTO) - PRAZO DE RECOLHIMENTO O ICMS devido pelos contribuintes sujeitos ao regime normal (autolançamento), inclusive pelos prestadores de serviços de transporte interestadual e intermunicipal, deverá ser recolhido pelos contribuintes com inscrição no CAD/ICMS, cujo algarismo final da numeração sequencial estadual termine em 9 e 0.

20 - Sexta-feira

ICMS - GIA Agosto

GIA-ICMS - REGIME NORMAL (AUTOLANÇAMENTO) Prestador de serviço de transporte ferroviário.

no Simples Nacional serão aqueles indicados no art. 2o do Decreto no 1.190/2007, aplicados em substituição aos constantes na Lei Complementar no 123/2006, Anexos I e II. Na impossibilidade de aplicação dos percentuais relativos ao ICMS informados anteriormente, determinada pelo Comitê Gestor de Tributação das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, prevalecerão os percentuais previstos na Lei Complementar no 123/2006, Anexos I e II.

ICMS Agosto

REGIME NORMAL - PRAZO DE RECOLHIMENTO Prestador de serviço de transporte ferroviário, inclusive por substituição tributária. Recolhimento do imposto devido.

Nota

Ressaltamos que, nos termos da Lei no 11.580/1996, art. 36, § 3o e RICMS-PR/2012, art. 74 § 3o, os prazos se iniciam ou vencem em dia de expediente normal na repartição onde deva ser realizado o pagamento ou praticado o ato.

ISS Agosto

IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS - PRAZOS DE RECOLHIMENTO Recolhimento do ISS referente ao mês anterior, bem como do retido na fonte no mesmo mês, sem acréscimo moratório e sem juros

Nota

23 - Segunda-feira ICMS - SCANC Agosto

OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO E COM ÁLCOOL ETÍLICO CARBURANTE (SCANC) Refinaria de petróleo e suas bases, as operações com combustível derivado de petróleo, nos casos de repasse (imposto retido por outros contribuintes). Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis e lubrificantes derivados ou não de petróleo e outros produtos.

Nota

Esta obrigação é cumprida por meio eletrônico e pode ser efetuada a qualquer tempo. Portanto, recomendamos que o envio seja feito até a data-limite estabelecida no ato.

25 - Quarta-feira ICMS - EFD Agosto

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD) Envio do arquivo digital contendo o conjunto de escrituração de documentos fiscais e de outras informações de interesse da Secretaria de Estado da Fazenda, bem como no registro de apuração do ICMS referente às operações e prestações praticadas pelo contribuinte.

ICMS - GIA Agosto

GIA-ICMS Estabelecimento centralizador da Conab/PGPM

Nota

Nota

Ressaltamos que conforme o disposto no Decreto no 1.442/2007, art. 4o, § 1o o pagamento deve ser realizado no 1o dia útil após o dia 20, quando este incidir em sábado, domingo ou feriado

ICMS Agosto

DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇO Prestadores e tomadores de serviços deverão declarar eletronicamente todos os documentos emitidos e recebidos, referentes aos serviços prestados ou tomados e transmitir os dados à Prefeitura Municipal de Curitiba.

REGIME NORMAL - PRAZO DE RECOLHIMENTO Prestador de serviço de transporte aéreo, exceto táxi aéreo e congêneres, em relação a parcela restante do imposto apurado.

Ressaltamos que conforme o disposto no Decreto no 1.442/2007, art. 4o, § 1o esta declaração deve ser transmitida no 1o dia útil após o dia 20, quando este incidir em sábado, domingo ou feriado.

GIA-ICMS Prestador de serviço de transporte aéreo, exceto táxi aéreo e congêneres.

Esta obrigação é cumprida por meio eletrônico e pode ser efetuada a qualquer tempo. Portanto, recomendamos que o envio seja feito até a data-limite estabelecida no ato. MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE OPTANTES PELO SIMPLES NACIONAL PRAZO DE RECOLHIMENTO O prazo de vencimento dos impostos enquadrados no Simples Nacional até o dia 20 do mês subsequente àquele em que houver sido auferida a receita bruta. Os percentuais utilizados para determinação do valor do ICMS devido por microempresas e empresas de pequeno porte estabelecidas no Estado e enquadradas

ISS - Declaração Eletrônica de Serviço Agosto

Nota

Esta obrigação é cumprida por meio eletrônico e pode ser efetuada a qualquer tempo. Portanto, recomendamos que o envio seja feito até a data-limite estabelecida no ato.

30 - Segunda-feira ICMS Agosto

ICMS - GIA Agosto


3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. B8

Nem te Conto Comes&Bebes

Adélia Maria Lopes

margem arte&atitude

moda&cia

adeliamarialopes@yahoo.com.br

Simple Minds

CBB prepara doze horas de show A

primeira edição do Circuito Banco do Brasil, que vai reunir música, arte, cultura e esporte, está agendada em Curitiba para 12 de outubro, com anunciada super estrutura montada no Bioparque, um espaço verde com 52 mil m2, seis lagos e área de mata preservada, que a prefeitura terceirizou. Nove atrações divididas em três palcos, a realização da Copa Brasil de Skate Vertical, em parceria com a Confederação Brasileira de Skate, garantirão doze horas de programação. Curitiba, a segunda cidade a sediar o evento itinerante, reunirá um elenco composto por ídolos de diferentes gerações, ritmos e estilos: Simple Minds, O Rappa, Os Paralamas do Sucesso e Nando Reis se apresentam no Palco Circuito. Para o Palco Brasil estão confirmados Maria Gadu, Rodrigo Amarante com participação especial de Tom Zé, além da banda vencedora do concurso SomPraTodos. No espaço destinado à cena eletrônica participam Kolombo e Gui Boratto. Esta é a primeira vez no país que um circuito dessa proporção ocorre em seis capitais. A estreia aconteceu em Salvador, em agosto. Depois de Curiotiba, segue para Belo Horizonte (2/11), Rio de Janeiro (9/11), Brasília (7/12) e São Paulo (14/12). Em todas as cidades por onde passar, o Circuito Banco do Brasil terá ações de responsabilidade social e ambiental. Todo o evento será neutralizado e campanhas de reciclagem serão organizadas localmente. O concurso de bandas SomPraTodos terá três etapas e a banda vencedora terá a oportunidade de tocar no Palco Brasil. Primeiro, as bandas deverão indicar alguns requisitos, como número de shows por mês e km rodados. Depois, um júri artístico vai selecionar as 20 bandas que mais se destacam. Na terceira e última fase, as bandas vão para votação popular, via internet. E os skatistas, em Curitiba, tem até 27 de setembro para se inscrever. Nas eliminatórias cada skatista terá direito a três apresentações, com até 13 manobras em cada uma delas. Os 10 melhores passam para a etapa final. O skatista com maior pontuação ao final das seis etapas será considerado o Campeão da Copa. Atenção: os ingressos já estão disponíveis nos shoppings e custam 166 e 86 reais (já incluídos a tal taxa de bilhetagem). Realização da Planmusic, dirigida de Luiz Oscar Niemeyer.

Mauricio Valladares

O Rappa

Paralamas do Sucesso

Caroline Bittencourt

1a- Nesta segunda dia 16, a Nexpresso coloca no mercado Umat e Umilk, novos modelos das práticas máquinas lançadas em 2012. A Umat, de aparência minimalista para combinar com qualquer ambiente, tem acabamento fosco, de toque aveludado e em cor vermelha. A Umilk, para os amantes de pingado ou uma boa média, vem com Aeroccino3 que faz cremosa espuma de leite, ideal para receitas quentes ou geladas. Duas opções de cores: Pure Cream e Pure Black. (Preços: 545 e 645 reais). 1 b Também estão em lançamento, na linha de Grands Crus intensos da Nespresso, os blends Kazaar (intensidade 12) e Dharkan (intensidade 11). Kazaar deve em que grande parte de sua intensidade ao uso de Robustas da Guatemala e do Brasil, além de um Conillon de alta qualidade do Brasil, nunca antes usado em um Grand Cru. Produzido com Arábicas da América Latina e da Ásia, Dharkan é mais aveludado, com notas derivadas da torra longa a baixas temperaturas, técnica que garante calor difundido até o coração de cada grão de café, revelando sua potência. Detalhe: toques de cacau amargo em pó e cereais torrados conferem amargor agradável e persistência na boca. Agora os diletantes de café contam com 21 opções permanentes ao longo do ano. (Embalagem com 10 cápsulas a 19 reais). 2-Além do variado bufê, Tribo das Frutas oferece opções à la carte. Entre os pratos mais requisitados, lembra o chef Marcos Ravaglio, está o salmão grelhado com risoto de shitake salpicado de amêndoas laminadas, rodeado de legumes e frutas. A casa abre todos os dias das 11h30 à meia-noite. (Vicente Machado, 1965. Fone 3023-7060). 3-Raphael Zanette, do grupo Viono!, está feliz com a receptividade de sua nova casa, o restaurante Olivença, especializado nas cozinhas da Península Ibérica. “Olivença é uma cidade que fica na divisa entre os dois países, com um território que foi disputado, ao longo de sua história, por espanhóis e portugueses, recebendo influências dos dois povos. O restaurante tem este aspecto, uma culinária típica que é compartilhada pelos dois países”, diz ele. O cardápio foi criado pelo chef Hélio Loureiro, que prestará consultoria, enquanto a cozinha é chefiada por Gilberto Prado. Loureiro, que é chef do Porto Palácio Hotel, na Cidade do Porto, explica: “Não buscamos uma cozinha de autor, mas a autenticidade de uma culinária que é parte da identidade dos dois países, com 35 pratos que reproduzem a tradição dos seus componentes e da forma de preparo”, explica. Entre as razões do sucesso estão seis pratos com bacalhau norueguês, entre eles Posta de Bacalhau com crosta de broa de milho sobre migas, couve e feijão fradinho. (Rua Teixeira Coelho, 255, no Batel. Fone 3016-9988. De terça a sexta-feira, às 18h, e sábados,almoço e janta e aos domingos, das 12 às 16h). 4-Das 19 às 21h desta terça dia 17, acontece no Shopping Estação a abertura oficial da primeira loja Gelataio em Curitiba. A marca curitibana de sorvetes artesanais tem um ano de mercado e produz para restaurantes e eventos. Sua especialidade é gelatos alcoólicos feitos com cerveja. A empresária Emillene Stival trouxe know-how da Itália, onde fez escola com grandes mestres gelataios. O quiosque oferece 24 opções de sabores. 5- O Prêmio Bom Gourmet 2013 deixou especialmente satisfeitos, devido à acirrada concorrência, o Clube do Malte, que conquistou o prêmio de Melhor Carta de Cerveja de Curitiba, e a pizzaria Mercearia Bresser. Lançada no mês de agosto, a nova carta de cervejas traz 140 rótulos, entre curitibanos, nacionais e importados, além de 12 tipos de chope que variam semanalmente. Na categoria Melhor Pizza, venceu a Pizza Bresser, que leva cobertura de tomate longa vida, manjericão gigante, rodelas de mozarela de búfala e pesto de azeitonas pretas ao sair do forno. Foi criada pelo pizzaiolo-chefe Francisco Moraes do Vale. Outras duas pizzas da casa também receberam votos dos jurados: a Vila Judite (presunto defumado alemão, catupiry e mozarela tradição) e a Zola e Funghi (mozarela, fatias de cogumelos Paris refogados no alho, óleo, vinho branco e gorgonzola). 6- Feijoada típica e bem completa, eis a proposta do almoço lançado pelo Bristol Portal do Iguaçu Hotel, aberto este mês ao público. A chef Juliana Fagundes serve a feijoada em bufê, com as carnes separadas, ao lado de todo acompanhamento clássico do prato. De sobremesa, o bufê reúne pudim, quindim, brigadeiro e frutas. No Cantinho dos Quitutes, podem ser degustados à vontade cachaças, batidas, caldinhos, caipirinhas, linguicinha e aipim frito. (Av das Torres, 8325, Uberaba. Fone 3151-8700).

a

Nando Reis

Rodrigo Amarante

Maria Gadu


Leilões & LICITAÇÕES PARANÁ www.justicaedireito.com SUPLEMENTO SEMANAL | 03 | Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Diário Indústria&Comércio

20 milhões

Última termelétrica de Ribeirão Preto (SP) vai a leilão Equipamentos estão em condições perfeitas para produzir cerca de 30MW/hora

A

pós 11 anos de operação, com produção suficiente para suprir uma cidade de 100 mil habitantes, a Pierp (Produtora Independente de Energia de Ribeirão Preto), última termelétrica localizada em Ribeirão Preto (SP) não associada à indústria sucroalcooleira, vai a leilão. A usina, que atualmente pertence à JMalucelli Energia, parou de operar em junho deste ano e será desmontada e vendida em lote único, com lance inicial de R$ 20 milhões. O contrato da Pierp com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) garantia um faturamento de aproximadamente R$ 4,5 milhões por mês. Em média, a usina operava durante quatro meses ao ano, de maio a setembro, quando o reservatório das hidrelétricas costumava estar em níveis mais baixos. O negócio era lucrativo até que os fornecedores da biomassa passaram a adquirir suas próprias usinas e o preço do bagaço da cana de açúcar subiu. A Pierp consumia, em média, 40 mil toneladas de bagaço por mês e durante algum tempo a solução foi recorrer à compra de cavaco de madeira como alternativa para a queima. No entanto, a falta de oferta da região elevou muito os custos com transporte. “Para trazer o cavaco de madeira os caminhões precisavam percorrer de 300 a 350 quilômetros de distância. O gasto com frete era tão elevado que eu costumava dizer que tínhamos uma usina movida a diesel”, comenta João Marcos Prosdocimo Moro, presidente da JMalucelli Energia. A decisão de vender foi tomada depois da constatação de que o maquinário da usina ainda estava em perfeitas condições. “Nós operamos durante mais de dez anos, mas nossos equipamentos só foram utilizados no máximo 40% desse tempo. Nossas duas caldeiras têm capacidade para produzir

30MW/hora e se forem repotencializadas esse número pode aumentar em até 20%”, explica Prosdocimo Moro. Segundo o executivo, essa operação consistiria na instalação de leitos fluidizados – que aumentam a geração de calor na queima e produção de energia. O custo aproximado seria de R$ 2 milhões. “O retorno do investimento total vai levar algo em torno de 18 meses, ao passo que montar uma usina nova custa de R$ 90 a R$ 100 milhões”, afirma. João Marcos Prosdocimo Moro acredita que os mais beneficiados pela compra do maquinário da Pierp são os canavieiros, madeireiros e grandes consumidores de energia, como transformadores de metal e indústrias pesadas. “Do jeito que está, a usina pode produzir 17 mil MW/mês, quantidade de energia suficiente para alimentar até dez serrarias grandes. Além disso, se o excedente de produção for vendido, o preço do Megawatt chega a R$ 280”, detalha. O leilão já está no ar e os lances devem ser feitos exclusivamente pela internet. Podem participar pessoas físicas e jurídicas, que precisam se cadastrar previamente no site responsável pela venda – www.superbid. net. O encerramento do pregão está previsto para ocorrer em 10 de outubro, às 15h.


Leilões&LICITAÇÕES

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. C2

BENS DIVERSOS - CURITIBA-PR - RESUMO

P.B.CASTRO LEILÕES

EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO:

Plínio Barroso de Castro Filho - Leiloeiro Judicial e Depositário Judicial Particular - Mat. JUCEPAR 668 Rua Jacarezinho, 1257 - 1o. andar - CEP 80.810-130 - Curitiba - Paraná Fone (41) 3029-8555 - Fax (41) 3029-8555 www.pbcastro.com.br - leiloes@pbcastro.com.br

Dia 03 de outubro de 2013, às 10:00 horas - Será oferecido o bem pelo valor de avaliação, não havendo interessados, será oferecida pela melhor oferta. Dia 30 de outubro de 2013, às 10:00 horas - Haverá um novo Leilão, no mesmo endereço e nas mesmas condições, caso o bem não tenha sido vendido na data anterior. NÃO HAVENDO EXPEDIENTE NAS DATAS ACIMA OS LEILÕES SERÃO EFETUADOS NO PRIMEIRO DIA ÚTIL SUBSEQÜENTE.

Local: Rua Jacarezinho 1257 1º andar - Curitiba - Paraná - Fone (41) 3029-8555

PLÍNIO BARROSO DE CASTRO FILHO, Leiloeiro Judicial, registrado na JUCEPAR sob o número 668 e devidamente autorizado e designado pelos Srs. Drs. Juizes do Trabalho, em exercício nas, 6ª, 8ª, 10ª, 11ª, 12ª, 14ª, 19ª, 23ª, Varas da Justiça do Trabalho, do Tribunal Regional do Trabalho, 9ª Região, para realizar os atos expropriatórios através de hasta pública, venderá em Público Praça/Leilão, conforme art 888 da CLT, nos dias e hora local supracitados, os bens objeto de penhora das ações trabalhistas, no estado de conservação em que se encontram, sendo que na primeira data, os bens serão oferecidos pelo valor da avaliação, não havendo licitantes, os bens serão oferecidos pela melhor oferta e, os bens não vendidos na primeira data, serão novamente oferecidos nas mesmas condições da primeira data. Sendo os processos e os bens a seguir descritas: 6ª Vara: 07288-2011-006-09-00-3 (CartPrec), ANTONIO CARLOS BATISTA DOS ANJOS X CARMEN HELENA DOMINGUES AROLDI.: Um veículo Renault Logan PR 16v ano/modelo 2008-placa AGC-3443, CHASSI 93YLSR2VHBJC21351, RENAVAM 97.384.0994, cor cinza, em bom estado de conservação, avaliado em R$26.000,00, 8ª Vara: 20792-2001-008-09-00-0 (RTOrd), ALEXANDRE UZUM X MASTEC BRASIL S.A (MASSA FALIDA).: Imóvel- constituído pelo terreno com área de 89.873,46 metros quadrados, situado na Av. Juscelino K. de Oliveira, 11.400 – CIC – Curitiba-PR, com área construída de aproximadamente 14.375,47 metros quadrados, e com as demais descrições constantes da Matricula nº 1.790 do 8º CRI de Curitiba-PR (DÉBITOS DE IPTU R$ 847.547,62 ATÉ 05/09/2013), avaliado em R$22.250.000,00, 20274-2006-008-09-00-0 (RTOrd), MARIA RITA DA SILVA X S OMAR CONFECÇÕES.: 40 unidades de calça sociais, femininas, tecido Oxford em cores, nºs e modelos variados, novas., avaliado em R$720,00, 100 unidades de saias femininas, tecido jeans, altura do joelho, tamanhos e modelos variados, avaliado em R$2.000,00, 100 jaquetas cores variadas, feminina, nºs “P”, “M”, “G” e “GG”, tecido jeans, avaliado em R$4.000,00, 130 unidades de calças femininas, tecido brim colorido e jeans, tamanhos variados do nº 36 ao 50, novos, avaliado em R$3.900,00, 08 gondulas sendo cada uma com as seguintes dimensões 2,00x0,70mx1,08m, material ferro pintado de preto, em regular estado de conservação, avaliado em R$13.600,00, 700 camisas de malha, 100% algodão, tipo Apolo, com dois botões na parte frontal marca Alibi, cores variadas e também listradas, tamanhos variados: “P”, “M”, “G” e “GG., avaliado em R$14.000,00, 00763-2009-008-09-00-9 (RTOrd), CAOE ABILIO GOMES X SONORIO COMERCIAL DE COLCHÕES (ORTOBOM) E OUTROS (3).: 01 colchão Absolute 186 x 198 x 32cm, King Size, com duplo Pillow, avaliado em R$2.950,00, 01 box Orthopur 186 x 198 x 24cm base dupla, avaliado em R$1.130,00, 01 colchão Ortobom Bellona, medindo 158 x 198 x 43cm, Queen, composto de dois colchões sobrepostos, com borda manchada devido ao plastico protetor estar rasgado. (desvalorização de 50% do valor de um produto novo), avaliado em R$1.930,00, 01 box Ortobom Golden Dream, medindo 158 x 198 x 24cm, base dupla, avaliado em R$1.113,00, 10ª Vara: 04394-2008-010-09-00-9(RTOrd), GISELLE AVILA LEAL DE MEIRELES X FUNDAÇÃO DE EDUCAÇÃO CULTURA ESPÍRITA PARANÁ S. CATARINA (EM INTERVENÇÃO) E OUTROS (02).: Terreno nº 3 – N, subdivisão dos lotes nº 3 e 4, da planta herdeiros de José Kloss, situado na Colônia Santo Inácio, nesta cidade, sem benfeitorias, de forma regular, com 12m de frente por 23,40m da frente dos fundos, em ambos os lados, confrontando pelo lado direito com o lote 3-M, pelo lado esquerdo, com o lote 3-C e na linda de fundos com 12,00m, com área total de 280,80m². O terreno se localiza na Rua Anna Gbur Barcik, 494, Santo Inácio, Indicação Fiscal 17-038-010.000-0, com matrícula 4.903 do 8º CRI de Curitiba. Terreno não murado, com vegetação sem manutenção. Ônus: R-4: indisponibilidade do imovel 08 de junho 2007 (DÉBITOS DE IPTU R$ 12.747,92 ATÉ 20/08/2013), avaliado em R$120.000,00, 11ª Vara: 25285-2012-01109-00-8 (RTSum), ROBERTO CAMPOS DE LIMA X KRAFT E SERVIÇOS LTDA E OUTRO.: Uma máquina lavadora de piso industrial, marca/modelo Alfamat Ecoclean nº 84798999. O bem se encontra em bom estado de conservação., avaliado em R$6.500,00, 13411-2002-011-09-00-0 (RTOrd), JACINTO CALVO FILHO X CONSTRUTORA AMBIENTE LTDA E OUTROS.: Apartamento nº 03 do Bloco “A”, localizado pavimento térreo ou andar térreo, do “Edifício Residencial Plaza Horizonte” sito a Rua Dona Eleusina Plaisant, nº 1008, com área construída total de 87,8415625m², e fração ideal do terreno de 0,031250m², Matricula nº 72.437 do 6º CRI de Curitiba-PR (SEM DÉBITOS DE CONDOMÍNIO ATÉ 10/08/2013, SEM DÉBITOS DE IPTU ATÉ 21/08/2013), avaliado em R$227.000,00, Apartamento nº 23 do Bloco “A”, localizado segundo pavimento ou 2º andar, do “Edifício Residencial Plaza Horizonte” sito a Rua Dona Eleusina Plaisant, nº 1008, com área construída total de 87,8415625m², e fração ideal do terreno de 0,031250m², Matricula nº 72.445 do 6º CRI de Curitiba-PR (SEM DÉBITOS DE CONDOMÍNIO ATÉ 10/08/202013, DÉBITOS D IPTU R$ 612,41 ATÉ 21/08/2013), avaliado em R$227.000,00, 12ª Vara: 29789-2011-012-09-00-2 (RTOrd), WILSON ANTONIO DOS SANTOS X CENTRO AUTOMOTIVO FLASH LTDA.: 01 jogo de roda com pneu de BMW X 5 aro 20, composto por 4 rodas com as seguintes inscrições na parte interna: Compatible, Spare roheel, WSP Italy, loadcapacity, PCD 5x120BM705781, 81/2IX20EH2, rodas em ótimo estado, modelo com 11 raios duplos. Os pneus são Pirelli P Zero Nero, sendo 2 pneus 275/35 ZR20 102Y e 2 pneus 245/35 ZR20 (95Y), usados, avaliado em R$7.000,00, 24936-2008-012-09-00-2 (RTOrd), ODETE DE SOUZA X INDUSTRIAS TODESCHINI S.A.: Um centro de controle de motores de baixa tensão, com chaves seccionadas diversas, com cabos de alta tensão, estrutura metálica na cor cinza, dois transformadores marca Traffo e painel marca Bruzamolin, em bom estado aparente e em funcionamento, avaliado em R$25.000,00, 20913-2005-012-0900-6 (RTOrd), ARTHUR MOSCALEWSKI SCHUARTZ X CONSTRUTORA CG LTDA.: Vagas de Garagem nº 57, nº 58 e nº 59, localizadas no 1º subsolo ou 2º pavimento, do Edificio Batel Office, situado na Avenida Batel, nº 1.920, para estacionar um automóvel de passeio; área construída de 28,2457m², área total de 31,8940m². Demais características constantes nas respectivas Matriculas nºs 57.138, nº 57.139 e nº 57.140 do 6º CRI de Curitiba-PR (SEM DÉBITOS DE CONDOMÍNIO ATÉ 05/09/2013, SEM DÉBITOS DE IPTU ATÉ 07/08/2013), avaliado em R$120.000,00, 20017-1998-012-09-00-7 (RTOrd), X MONTE CASTELO CONSTRUÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA.: A fração ideal do solo equivalente a 0,016 (145,60m² do terreno), que corresponderá á casa 52, integrante do Condominio Horizontal Paradis Prive, em construção, com muro frontal e sem portão de acesso, casa esta que terá frente para a Rua Diogenes Ridgley Raciop, sexta casa á esquerda de quem vem pela Rua Suécia, Matricula sob nº 43.387 do 3º CRI de Curitiba-PR, em mal estado. Ônus: R-1: Penhorados nos autos nº 117/99 da 4ª Vara Cível de Curitiba; R-2: Penhorado nos

autos nº 485/2001 da 6ª Vara Cível de Curitiba; R-7: Penhorado nos autos nº 17302-2000-001-09-00-2 (RTOrd) da 1ª Vara do Trabalho de Curitiba (DÉBITOS DE IPTU R$ 3.069,04 ATÉ 07/08/2013), avaliado em R$150.000,00, 14ª Vara: 03494-2013-014-09-00-0 (ExTiEx), PETERSON GONÇALVES DO NASCIMENTO X MHM BAR E RESTAURANTE LTDA.: 02 Tvs, plasma marca Sony, Bravia, 46”, usada em funcionamento, avaliado em R$3.000,00, 100 mesas tamanho 1,00m x 1,00m, tampa em fórmica e pés em madeira, cor imbuia, usadas e em bom estado de conservação, avaliado em R$7.000,00, 400 cadeiras, confeccionadas em madeira, cor imbuia, as cadeiras não possuem encosto de braço, usadas e em bom estado de conservação, avaliado em R$8.000,00, 19ª Vara: 32845-2011-028-09-00-1, FLAVIA SOARES MIRANDA X RCW INDUSTRIA E COMERCIO E EQUIPAMENTOS ELETRO ELETRONICO LTDA.: 03 catracas de passagem, com biometria, marca Ponto System, modelo REPCB7BTJ, atualização 001, nºs de série 00023000910001184, 00023000910001156 e 00023000910001157, todos de fabricação Westphal e Cia Ltda, avaliado em R$9.000,00, 24822-2009-028-09-00-9 (CauInom), ADILSON GRANDE X USINAGEM DE PRECISÃO KUNER LTDA..: 06 (seis) máquinas furadeiras usadas, Espécie de bancada, Marca Dauer, sensitivas (manual), modelo DF 6/J6, a primeira na cor predominante cinza apresenta n° de série 7266, a segunda na cor verde apresenta n° de série 1244, sendo que as outras quatro, todas na cor predominante verde, não apresentam nenhum número de série, modelo ou placa identificadora aparente, porém, todas estão em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$12.000,00, 03 (três) máquinas furadeirasrosqueadeiras usadas, Espécie bancada, Marca Dauer, Modelo semi-automática, Tipo DM8, sendo que duas apresentam n° de série 10934-02-86 e n° de série1286-04-89, as três apresentam cor predominante amarelo ouro velho, todas em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$7.500,00, 01 (uma) máquina furadeiras-rosqueadeiras usada, Espécie de bancada, Marca Colomam Indústria e Comércio de Ferramentas – SP, Modelo sensitiva (manual), Modelo BR8 de 60Hz, com n° série 80453, n cor predominante verde, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$2.500,00, 01 (uma) máquina rosqueadeira usada, marca Steicher, Modelo D7993, com n° de série 7906053, Tipo Horizontal, automática, de fabricação alemã do ano 1979, na cor predominante cinza, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$4.000,00, 02 (duas) máquinas furadeiras usadas, Tipo de bancada, Marca Schulz, Modelo FSB, uma na cor predominante vermelho e a outra na cor predominante preto, sem números de série aparentes, e, funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$400,00, 02 (duas) máquinas Tipo Torno usadas, Marca Ergomat, Modelo A25, automáticas, a primeira com o n° de série 899987 e a com placa patrimonial indicativa “2”, e a segunda com n° de série 899967 e com placa patrimonial indicativa “8”, ambas com tubos de alimentação e torre de sustentação com roldanas, ambas na cor predominante verde, em funcionamento e bom estado de conservação, ainda, observa-se que a máquina com indicação “8” possui dispositivo de furar com quatro estágios, avaliado em R$56.000,00, 03 (três) máquinas Tipo Torno usadas, Marca Ergomat, Modelo A15, automáticas, todas com n° de série 899987, sendo duas delas do ano de fabricação 2004 e uma do ano de fabricação ano 2000, com placas patrimoniais indicativas “1”, “5” e “11” respectivamente, com tubos de alimentação e torre de sustentação com roldanas, todas na cor predominante verde, em funcionamento e bom estado de conservação, ainda, observa-se que a máquina com indicação “1” possui dispositivo de furar e rosquear automático, avaliado em R$75.000,00, 06 (seis) máquinas Tipo Torno usadas, marca Traub, Modelo A15, automáticas, todos sem números de série aparentes, com placas patrimoniais indicativas “3”, “4”, “6”, “7”, “9” e “10”, com tubos de alimentação e torre de sustentação com roldanas, todas na cor predominante verde, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$150.000,00, 01 (um) aparelho Tipo Projetor de Perfil usado, Marca Mitutoyo, Modelo PJ 300 H, Código 302-101, nas cores predominantes bege e preto, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$15.000,00, 01 (uma) balança usada, Marca Balmak, Modelo 101, com n° de série 2373, ano de fabricação 1999, com capacidade para até 150 Kg, na cor predominante azul, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$350,00, 01 (uma) balança digital usada, Marca Toledo, Modelo 3400IV, com n° de série 99612840-AA, com capacidade para até 15 Kg e carga mínima de 125g, na cor predominante branco, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$250,00, 01 (uma) parafusadeira pneumática usada, Marca Sumake, Tipo manual, sem modelo e número de série aparentes, cor predominante preto, em funcionamento e bom estado de conservação, avaliado em R$100,00, 01 (um) torquímetro usado, Marca Torqueheader, Modelo “Quickset Minor”, fabricado por “M.H.H.Engineering Co, Ltd – England”, cor predominante preto, em condições de uso e bom estado conservação, avaliado em R$150,00, 01 (um) torquímetro usado, sem marca, modelo, número de série e origem de fabricação aparentes, cor predominante preto, sem condições de uso em razão do estado de desgaste do equipamento, avaliado em R$50,00, 01 (um) armário usado, tipo de parede que faz conjunto com a bancada para manutenção, fabricado por Metalúrgica Brusque, CMB, ZF Ecomat, sem número de referência ou placa patrimonial, com tampo em madeira parcialmente danificado e estrutura em aço, medindo 1,26x0,90x0,23, com porta de correr em aço e PVC, em condições de uso e razoável estado de conservação, avaliado em R$150,00, 01(uma) estante em metal dupla face (para uso dos dois lados), em estrutura tubular, com colunas tipo viga em “U” de quatro polegada, fabricada sob encomenda, com 04 (quatro) prateleiras de madeiras, sem marca, modelo, número de referência ou placa patrimonial, medindo 2,10x1,50x1,00, bastante usada, na cor predomine laranja, em razoável estado de conservação e em condições de uso normal, avaliado em R$200,00, Uma bancada em estrutura de ferro de cantoneira de parede, com tampo de madeira tipo maderite sem marca, modelo, número de referencia ou placa patrimonial, medindo 0,70 x 0,90 x 0,60, bastante usada, na cor predominante verde, em razoável estado de conservação e em condições de uso normal, avaliado em R$50,00, 21220-2012-02809-00-5 (RTOrd), JOICY VENET SOARES X PORTO SEGURO VIGILANCIA E SEGURANÇA LTDA.: Um DVR (receptora de Imagens), Lux Vision, H264, com 4 canais, sem a fonte de força, avaliado em R$350,00, Um DVR pentta XY, com 16 canais, avaliado em R$1.200,00, Três câmeras Infravermelho, Penttaxy, modelo QF-701-75, p/ 40metros/36mm, avaliado em R$1.200,00, Uma mini câmera colorida, InterlbrásVMD 220 DN lente de 3,6m, avaliado em R$105,00, Cinco micro dom e RML camuflador de câmera, avaliado em R$150,00, Nove micro câmera mini dome, citrox, avaliado em R$180,00, 10032-2012-028-09-00-1 (CartPrec),


Leilões&LICITAÇÕES

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. C3

BENS DIVERSOS - CURITIBA-PR - RESUMO

P.B.CASTRO LEILÕES

EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO:

Plínio Barroso de Castro Filho - Leiloeiro Judicial e Depositário Judicial Particular - Mat. JUCEPAR 668 Rua Jacarezinho, 1257 - 1o. andar - CEP 80.810-130 - Curitiba - Paraná Fone (41) 3029-8555 - Fax (41) 3029-8555 www.pbcastro.com.br - leiloes@pbcastro.com.br

Dia 03 de outubro de 2013, às 10:00 horas - Será oferecido o bem pelo valor de avaliação, não havendo interessados, será oferecida pela melhor oferta. Dia 30 de outubro de 2013, às 10:00 horas - Haverá um novo Leilão, no mesmo endereço e nas mesmas condições, caso o bem não tenha sido vendido na data anterior. NÃO HAVENDO EXPEDIENTE NAS DATAS ACIMA OS LEILÕES SERÃO EFETUADOS NO PRIMEIRO DIA ÚTIL SUBSEQÜENTE.

Local: Rua Jacarezinho 1257 1º andar - Curitiba - Paraná - Fone (41) 3029-8555

PLÍNIO BARROSO DE CASTRO FILHO, Leiloeiro Judicial, registrado na JUCEPAR sob o número 668 e devidamente autorizado e designado pelos Srs. Drs. Juizes do Trabalho, em exercício nas, 1ª, 4ª, 5ª, 16ª, 18ª Varas da Justiça do Trabalho, do Tribunal Regional do Trabalho, 9ª Região, para realizar os atos expropriatórios através de hasta pública, venderá em Público Praça/Leilão, conforme art 888 da CLT, nos dias e hora local supracitados, os bens objeto de penhora das ações trabalhistas, no estado de conservação em que se encontram, sendo que na primeira data, os bens serão oferecidos pelo valor da avaliação, não havendo licitantes, os bens serão oferecidos pela melhor oferta e, os bens não vendidos na primeira data, serão novamente oferecidos nas mesmas condições da primeira data. Sendo os processos e os bens a seguir descrita 1ª Vara: 35445-2009-001-09-00-4 (RTOrd), CELSO AUGUSTO COLLESEL X NIVEL DIVISORIAS ARTICULADAS LTDA.: 01 veículo marca Nissan Frontier TI, placa ACV-0075, ano 2001/2002, cor prata com 173.000 Km, em bom estado de uso e conservação, a diesel, 4 X 4, avaliado em R$35.000,00, 4ª Vara: 54861-2005-004-09-00-7 (RTSum), VERA LÚCIA PLATTES DE VARGAS X M VOGEL LAVANDERIA LTDA..: Uma máquina secadora Kodamc, sem identificação, capacidades 20kg, 220 volts, cor verde, avaliado em R$8.000,00, 36029-2010-004-09-00-6 (RTOrd), ADILSON FARRACHA SAIZ JUNIOR X CD EVENTOS PRODUÇÕES ARTISTICAS LTDA.: Car/ Caminhão/C. Aberta, VW/8.150 Delivery, combustível: Diesel Placa; ABJ – 1120, Cód. Renavam 90.661112-1, ano fabricação: 2006, ano modelo 2007, cor vermelha , chassi nº 9BWA952P77R702717, pneus dianteiros em bom estado, veiculo em bom estado de conservação (DÉBITOS DE MULTA/IPVA R$ 943,23), avaliado em R$65.000,00, 24148-2012-004-09-00-08 (RTSum), MAGDA DE ALMEIDA X IPACK COSMETICOS INDUSTRIA E COMERCIO LTDA.: 15 caixas contendo 24 potes cada caixa, cada pote com 50 unidades de lenços umedecidos marca Pet Solution, limpa patas, para uso em animais domésticos, fabricados pela executada, com data de validade para outubro de 2014, avaliado em R$2.655,00, 12002-2005-004-09-00-0 (RTOrd), JOAQUIM ARES ATANAZIO X ECORA S.A EMPRESA DE CONSTRUÇÃO E RECUPERAÇÃO DE ATIVOS.: Motoneta marca IMP/PGO, cor vermelha, placa AGQ-1615, chassi LELPGOE11S1000287, renavam 66.554748-0, ano 1995, modelo 1996, em nome do executado Claudionor Carvalho, em estado regular, avaliado em R$1.700,00, 08884-2005-004-09-00-0 (RTOrd), ALVARO GONÇALVES NETO X PIO LANTERI EMPREITEIRA DE OBRAS LTDA E OUTRO (03).: 25% da parte ideal, correspondente á meação de João Liolino Loyola, do lote de terreno sob nº 12, da quadra “R”, da Planta Sitio Cercado, sita no Bairro do Guabirotuba, desta Capital, com indicação Fiscal 86-236-013-000 e com as seguintes dimensões e confrontantes: Dimensões: frente 28,00 metros, Lado Direito: 44,00metros, Lado Esquerdo 42,00 metros, Fundos 12,00 metros. Confrontações: Frente: Rua Salomão Feder – Rua Aristeu Martins, Lado Direito: Lote de Indicação Fiscal 86-346-0001 – Lado Esquerdo: Lote de Indicação fiscal 86-236-013 - Fundos: Lode de Indicação Fiscal 86-236-004, matricula: nº 35.743 do 4º CRI de Curitiba-PR. Benfeitorias: No local há um conjunto com 03 sobrados e mais 02 sobrados nos fundos do imóvel ainda em construção, tipo residencial. As unidades de frente para a Rua são triplex com unidade interna duplex com altura para construir ático, Térreo: living p/ 02 ambientes (estar e jantar), lavabo, cozinha c/ ótima ventilação e claridade; área de serviço e quintal c/ churrasqueira, pavimento superior: circulação; bwc social, e 03 dormitórios sendo 01 suite c/ sacada ático c/ espaço p/ estar intimo; ideal p/projetar home theater e Office, garagem: 02 vagas sendo 01 coberta e 01 descoberta. Detalhes: acabamento e detalhes em gesso (cerâmicas, louças, metais, portas, fechaduras e telhas de qualidade), tampos das pias dos bwcs em granito, pisos em cerâmica para áreas úmidas, escadas revestidas em granito, revestimento externo em grafiato c/ textura, ponto para interfone em alvenaria. Obs: - O sobrado identificado sob nº 150-A é ocupado pela Sra. Elisangela, a qual alegou que comprou a residência do réu há aproximadamente 06 meses. – O sobrado identificado sob nº 150-B é ocupado pelo Sr. Luiz, o qual também alegou que comprou a residência do réu há aproximadamente 01 ano. – O sobrado identificado nº 150-C está desocupado e com uma placa de “Vende-se” , por fim, nos fundos do terreno existem mais dois sobrados, ainda em construção (SEM DÉBITOS ATÉ 05/09/2013), avaliado em R$250.000,00, 07025-2011-004-09-00-1 (CartPrec), PAULO CESAR DIAS DOS SANTOS X JOAO ROBERTO MEERHOCZ.: 342 metros de cabo multicoaxial RF-75 12x0,4 / 2,6 APL de fabricação Monte D’Este, avaliado em R$2.394,00, 02071-2001-004-09-00-2 (RTOrd), MARIA JOSE DE SOUZA X ITSA INDUSTRIA S/A.: Um carrinho para transporte e preparação de massas com capacidade para 500 kg, em chapa de aço e rodizios em nylon, cor branca, em bom estado, avaliado em R$3.100,00, 5ª Vara: 06859-2001-005-09-00-4 (RTOrd), GILMAR HAAS X MONSENHOR FAST GRILL LTDA.: Um lote de terreno com área total de 17.740,06m², situado á Rua Paulo Gorski, 285 – Mossunguê Curitiba-PR, com uma casa residencial de alvenaria com área global de 943,85m², com área de lazer e duas piscinas, canil, casa para zelador de aproximadamente 180,00m², em ótimo estado de conservação, Matricula nº 28.661 do 8º CRI de Curitiba-PR. Ônus: R-1: Hipotecado em primeiro grau em favor do Bamerindus S.A Credito Imobiliario; R-20: Penhorado nos autos nº 43.837/2001 da 1ª Vara da Fazenda Publica; R-23: Indisponibilidade do Imovel desta matricula de 23 de dezambro de 2004; R-24: Penhorado os autoss nº 92276.2005.010.09.00.7 da 10ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-28: Arresto nos autos nº 69.116/2006 da 1ª Vara da Fazenda Publica, Falencias e Concordatas; R-29: Arresto nos autos nº 74.984/2008 da 1ª Vara da Fazenda Pública, Falencia e Concordatas; R-30: Existencia da referida Ação de Rescisão Contyratual c/c Reintegraçã de Posse e Indenização por Perdas e danos, 21 de agosto de 2009; R-31: Penhorado nos autos nº 11110-2009-013-09-00-0 da 13ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-33: Penhorado nos autos nº 98.00.00737-7 da 2ª Vara de Execuções Fscais da Justiça Federal, Seção Judiciaria do Estado do Paraná; R-34: Indisponibilidade do imovel, 27 de novembro de 2009; R-36: Penhorado nos autos nº 2003.70.00.010572-0 da 3ª Vara de Exeuções Fiscais de Curitiba; R-37: Indisponibilidade do imovel, 15 de outubro de 1991; R-38: Arresto nos autos nº 81.678/2009 da 1ª Vara da Fazenda Publica, falencias e Concordatas; R-39: Penhorado nos autos nº 2000.70.00.012081-0 e apensos 2003.70.00.010572-0 e 2002.70.00.014898-1 da 3ª Vara de Execuções Fiscais de Curitiba; R-40: Penhorado nos autos nº 36080-2008-05-09-00-0 da 5ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-41: Penhorado nos autos nº 17818-2000-013-09-00-7 da 13ª Vara do Trabalho

de Curitiba; R-42: Penhorado nos autos nº 10504-2000-652-09-00-5 da 18ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-43: Penhorado nos autos nº10503-2000-001-09-00-9 1ª Vara dotrabalho de Curitiba; R-47: Penhorado nos autos nº 00229-2001-005-09-00-6 (RTOrd) da 5ª Vara doTrabalho de Curitiba; R-48: penhorado nos autos nº 10616-1999-651-09-005 (RTOrd) da 17ª vara do Trabalho de Curitiba; R-49: Penhorado nos autos nº 1050300-72-2000-5-09-0001 da 1ª Vara do rabalho de Curitiba; R-51: Arresto os autos nº 6771/2011 da 4ª Vara da Fazenda Publica, Falencias e Concordatas; R-52: Penhorado nos autos nº 98.00.27664-5 da 1ª Vara Federal de Execuções Fiscais de Curitiba; R-53: Indisponibilidade do Imovel desta matricula, 24 de julho de 1991; R-54: Penhorado nos autos nº 27121-2012-002-09-004 da 2ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-55: Penhorado nos autos nº 13214-2001-008-09-00-7 da 8ª Vara do Trabalhode Curitiba; R-56: Arresto nos autos nº 0007015-17-2009-8-16-0185 da 1ª Vara de Execuções Fiscais Municipais do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba; R-58: Penhoradonos autos nº 10506-2000-651-09-00-8 da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba (DÉBITOS DE IPTU R$461.424,31 ATÉ 21/08/*2013), avaliado em R$12.800.000,00, 16ª Vara: 25662-2009-016-0900-5 (RTOrd), SOLAINE DO NASCIMENTO CORREIA X IRIS COLOR EXPRESS COMÉRCIO DE MATERIAIS FOTOGRAFICOS LTDA.: 32 armações de óculos de grau variados, avaliado em R$6.400,00, 18ª Vara: 09904-2006-652-09-00-3(RTOrd), MARILUCI PEREIRA DOS SANTOS X MERCADO SELMA LTDA..: Três balcões de açougue medindo 2 metros, em inox, com vidros na parte frontal, avaliado em R$12.000,00, 07339-2000-652-09-00-4 (RTOrd), MANOEL FERREIRA DOS SANTOS X LEONARDO VIEIRA.: Lote 13 da quadra 18 da Planta Moradias Itatiaia, situada nesta cidade, medindo 16,00 metros de frente para a Rua Darcy Vargas, 20,00 metros pelo lado direito de quem do imóvel olha a rua, onde divide com a Rua 01, 20,00 metros do lado esquerdo onde divide com o lote 12 e 16,00 metros nos fundos divide com o lote 12 e 16,00 metros nos fundos divide com o lote 14, com 320,00 m². O imóvel possui benfeitorias, sendo três lojas e duas residências. A Penhora recai sobre a parte ideal de Enio Carlos Mezzano, Matricula nº 40.444 do 8º CRI de Curitiba-PR (SEM DÉBITOS ATÉ 21/08/2013), avaliado em R$300.000,00, 20382-2001-652-09-00-6 (RTOrd), IVETE TEREZINHA POSSENTI X NELSON FERRI.: Terreno (jazigo) com 03 gavetas de número 798 Quadra 20, Setor 12, adquirido pelo reclamado junto ao Parque Iguaçu administração Ltda (SEM DÍVIDAS DE MANUNTENÇÃO), avaliado em R$20.000,00, 03341-2010-652-09-00-6 (CartPrec), EDEVALDO DE MORAES X SPB SERVIÇOS DE VIGILANCIA LTDA E OUTROS (2).: Parte ideal correspondente á 270m2 e identificada com 231 do lote de terreno sob nº2, da quadra 09, da Planta Savana I, sita no arrabalde da Vila Hauer, medindo 20,00m de frente para a Rua 28A, atual Rua Roberto Hauer, demais confrontantes constantes da Matricula, com área total de 520m², Matricula nº 6.152 do 7º CRI de Curitiba-PR, Indicação Fiscal nº 64-021-011.000/1. O imóvel encontra-se dividido entre os coproprietários por um muro de tijolos e cada um ocupa parte determinada do terreno. A presente penhora recai sobre a subdivisão á direita, que recebe o nº 231, onde há um sobrado em alvenaria, de aproximadamente 250m² de área construída, com área frontal pavimentada de aproximadamente 100m² destinada a estacionamento. O sobrado é a antiga sede da executada e atualmente serve de residência ao executado Vitor Pacifico de Moraes Filho e sua família, em bom estado, recentemente reformado.Ônus: R-3: venderam a NUA-PROPRIEDADE do imóvel objeto desta matricula para Olinto Evaristo de Souza Prunes e Telma Mair Mendes em 13 de setembro de 1988; R-4: venderam o USUFRUTO VITALICIO do imovel desta matricula para Dilza de Souza Prunes; R-12: Arresto nos autos nº 1.397/2006 da 20ª Vara Civel de Curitiba; R-13: Bloqueio Judicial extraido dos autos nº 15330-2006006-09-00-2 (RTOrd); R-14: Penhorado nos auts nº 15330-2006-006-09-00-2 (RTOrd) da 6ª Vara do Trabalho; R-15: Penhorado nos autos nº 14952-2005-028-09-00-0 9 (RTOrd) da 19ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-17: Penhorado nos autos nº 23249-2012-041-09-00-1 (CartPrec) da 21ª Vara do Trabalho de Curitba (SEM DÉBITOS ATÉ 20/08/2013), avaliado em R$320.000,00, 11460-2012-652-09-00-4 (CartPrec), KATIA SALLY ZVINOKIEVICZ X QUALITÁ FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO LTDA.: Uma vaga de garagem de nº 21 , do Edifício Via Augusta, conforme, consta na matrícula nº 50.852 do Registro de Imóveis do 2º CRI de Curitiba/PR, avaliado em R$25.000,00, uma vaga de garagem de nº 22 do Edificio Via Augusta, conforme consta na Matricula nº 50.853 do 2º CRI de Curitiba-PR, avaliado em R$25.000,00, Imóvel: Lote de terreno sob o nº 03, da quadra 10, da Planta Jardim Atuba, com área total de 360m2, localizado na Rua Javert Manfredini, nº 40 – Bairro Atuba, nesta Capital, sem benfeitorias, com limites e confrontações constantes da Matricula nº 42.101 do 2º Cri de Curitiba-PR. Indicação Fiscal nº 78.286.008.000-8. Obs: O imóvel possui débitos de IPTU junto á Prefeitura Municipal de Curitiba, avaliado em R$195.000,00, 13231-2011-652-09-0-3 (CartPrec), PRISCILA NASCIMENTO DE FREITAS X SUELI HONORIO OUTROS.: 11 corsários Aero ref 05627, cores diversas, avaliado em R$1.210,00, 06 legging Energy ref 05633, cores diversas, avaliado em R$660,00, 03 corsários Summer ref 05648, cor preta, avaliado em R$330,00, 04 tops torcidos, preto ref53704, avaliado em R$300,00, 07 tops média estampado ref 053730, cores diversas, avaliado em R$525,00, 10 calças moleton lisa, ref 05602, cores diversas, avaliado em R$1.700,00, 10 jaquetas de moleton ref 04105, cores diversas, avaliado em R$1.700,00, 16000-2004-652-09-00-2 (RTOrd), SEBASTIÃO ANTONIO BATISTA X VERA REGINA MATIAS ME.: Prensa copiadora e puncionadora marca Trumpf- Stuttgart, modelo CS20ª, serie 9008, com motor Weg 6.5 CV trifásico, mesa 2.95m, com pedais e comando de controle, avaliado em R$20.000,00, Calandra de 3 cilindros com 5m de comprimento, de origem chinesa, modelo W11, serie 45128, cilinro com 58mm de diametro e dois com 52mm, função reversora com acionamento eletrico e aperto manual, com motor, em boas condições de conservação, avaliado em R$43.000,00, 25624-2012652-09-00-0 (CartPrec), RICARDO GOUVEIA X FELIX E GOMES LTDA E OUTRO.: Uma impressora digital Xerox-2045 (tipo CTP) semi-nova, em bom estado, e, uso pela empresa, avaliado em R$90.000,00, Uma guilhotina “Guarani”, em uso, sem plaqueta de identificação, em bom estado, avaliado em R$80.000,00, 37026-2007.652-09-00-7 (RTOrd), CLARICE LACERDA BELEM X AUTO POSTO DUAS ANAS LTDA.: 5.000 litros de gasolina C Comum – L-1, avaliado em R$12.150,00, 5.145 litros de gasolina Supra L-1, avaliado em R$12.553,80, 5.000 litros de óleo diesel B S500, avaliado em R$9.700,00.


Leilões&LICITAÇÕES

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. C4

BENS DIVERSOS - CURITIBA-PR

IMÓVEL - CURITIBA-PR EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO:

EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO:

Dia 26 de setembro de 2013, às 10:00 horas - Será oferecido o bem pelo valor de avaliação, não havendo interessados, será oferecido pela melhor oferta.

Dia 03 de outubro de 2013, às 10:00 horas - Será oferecido o bem pelo valor de avaliação, não havendo interessados, será oferecido pela melhor oferta.

Dia 03 de outubro de 2013, às 10:00 horas tenha sido vendido na data anterior.

Dia 31 de agosto de 2013, às 10:00 horas tenha sido vendido na data anterior.

Haverá um novo Leilão, no mesmo endereço e nas mesmas condições, caso o bem não

Local: Rua Jacarezinho 1257 1º andar - Curitiba - Paraná - Fone (41) 3029-8555 NÃO HAVENDO EXPEDIENTE NAS DATAS ACIMA OS LEILÕES SERÃO EFETUADOS NO PRIMEIRO DIA ÚTIL SUBSEQÜENTE.

PLÍNIO BARROSO DE CASTRO FILHO, Leiloeiro Judicial, registrado na JUCEPAR sob o número 668 e devidamente autorizado e designado pelos Srs. Drs. Juizes do Trabalho, em exercício na 23ª Vara da Justiça do Trabalho, do Tribunal Regional do Trabalho, 9ª Região, para realizar os atos expropriatórios através de hasta pública, venderá em Público Praça/ Leilão, conforme art 888 da CLT, nos dias e hora local supracitados, os bens objeto de penhora das ações trabalhistas, no estado de conservação em que se encontram, sendo que na primeira data, os bens serão oferecidos pelo valor da avaliação, não havendo licitantes, os bens serão oferecidos pela melhor oferta e, os bens não vendidos na primeira data, serão novamente oferecidos nas mesmas condições da primeira data. Sendo os processos e os bens a seguir descritos: 23ª Vara: 23474-2012-088-09-00-1 (CartPrec), GUSTAVO MOREIRA TALLÃO X SEMENGE S.A ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS.: Um imóvel representado pelo lote de terreno denominado S, oriundo da unificação dos lotes nºs H-, I-1, J-1, e K-1, de frente para a Rodovia Br-116 esquina da Avenida Marechal Floriano Peixoto nº4501, frente ao viaduto sobre tal rodovia, com 15.507,16 m2, sem benfeitorias, avaliado em R$20.934.666,00, mais potencial construtivo autorizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba de 24.392,28 m2, avaliado em R$4.551.916,50, tudo conforme registro geral da matricula 19,777 e suas averbações (ultima averbação AV-7/19,777 de 1º de agosto de 2011) do registro de imovel do 7ª CRI, indicação fiscal da PMC nº64-095-019-000-6 do cadastro municipal e nº 24.1.0020.0790.00-3 da inscrição mobiliaria. Ônus: R-2: Penhorado nos autos nº 4291/1969 de ação Ordinaria da 5ª Vara Civel; R-8: Penhorado nos autos nº19344-2012-088-09-00-4 (CartPrec) da 23ª Vara Civel de Curitiba; R-10: Arrolamento do sujeito passivo Semenge S.A Engenharia e Empreendimentos nos autos nº 19515.722649/2012-55; R-12: Penhorado nos autos nº 02722-2010-088-09-00-9 da 23ª Vara Civel, avaliação total de R$25.486.582,00. Os leilões serão regidos de acordo a Lei 21.981/32, pela CLT e subsidiariamente pelo CPC. Os bens móveis estarão na semana que antecede ao leilão, a disposição para a vistoria dos senhores interessados no endereço do leiloeiro e ou no endereço dos seus atuais depositários, sendo que os endereços estão nos escritórios do leiloeiro a disposição dos interessados. Já os bens imóveis estarão a disposição dos interessados para vistoria, desde que anteriormente agendados o dia e a hora junto ao leiloeiro. Todas as despesas propter-rem que oneram os bens, as despesas publicação de edital, bem como as de transferência dos bens, serão por conta dos arrematantes. Ficam cientes os interessados de que deverão verificar por conta própria a existência de todos os eventuais ônus reais existentes (penhoras, hipotecas, locações, impostos, taxas, etc.) junto aos competentes cartórios de registros e aos órgãos competentes, sendo que receberão tais bens no estado em que se encontram e arcarão com os impostos, encargos e taxas para os devidos registros. Eventuais ônus e despesas que não puderam ser constatados antes da publicação deste edital, serão informados quando da realização das hastas públicas. Alguns bens poderão ter a sua venda parcelada, conforme o Provimento 01/2005 e Provimento Geral da Corregedoria Regional do TRT 9ª Região. Ficam através deste edital intimadas as partes (C.P.C. Artigo 687 e Art. 3º da Lei de Introdução do Código Civil Brasileiro), os cônjuges (art. 669 § 1º do CPC), os credores concorrentes (artigo 698 do CPC), os credores hipotecários (artigo 1501 do Código Civil Brasileiro), os arrematantes e terceiros interessados. Cientes, também, que no ato da adjudicação, ou remição ou acordo entre as partes, serão cobrados os serviços do Leiloeiro, de armazenagem, do depositário judicial e as remunerações conforme Ordem de Serviços emitida pela Justiça do Trabalho TRT 9ª Região, das despesas informadas na Comunicação de Leilão e o Decreto Federal nº 21.981/1932, no Art. 22, alínea f. A comissão de Leilão, cujo resultado for positivo, sempre será devida ao Leiloeiro Oficial, pelo ATO PRATICADO (Decreto Federal N° 21.981/32), assumindo, conforme o caso, o arrematante, o adjudicante ou o remitente, o ônus desta despesa.

- Haverá um novo Leilão, no mesmo endereço e nas mesmas condições, caso o bem não

Local: Rua Jacarezinho 1257 1º andar - Curitiba - Paraná - Fone (41) 3029-8555 NÃO HAVENDO EXPEDIENTE NAS DATAS ACIMA OS LEILÕES SERÃO EFETUADOS NO PRIMEIRO DIA ÚTIL SUBSEQÜENTE.

PLÍNIO BARROSO DE CASTRO FILHO, Leiloeiro Judicial, registrado na JUCEPAR sob o número 668 e devidamente autorizado e designado pelos Sr(a). Dr(a). Juiz(a) da 7ª Vara da Justiça do Trabalho de Curitiba, do Tribunal Regional do Trabalho, 9a Região, para realizar os atos expropriatórios através de hasta pública, venderá em Público Praça/Leilão, conforme art 888 da CLT, nos dias e hora local supracitados, os bens objeto de penhora das ações trabalhistas, no estado de conservação em que se encontram, sendo que na primeira data, os bens serão oferecidos pelo valor da avaliação, não havendo licitantes, os bens serão oferecidos pela melhor oferta e, os bens não vendidos na primeira data, serão novamente oferecidos nas mesmas condições da primeira data. Sendo os processos e os bens a seguir descritos.: 7ª Vara: 57848-2003-007-09-00-7 (RTSum), PAULO COELHO STVANI X ASSOCIAÇÃO METROPOLITANA DE ENSINO E OUTRO.: Um veiculo marca Ford, modelo Escort GL 16V, Placa AHE-1487, ano de fabricação/modelo 1997/1997, á gasolina, cor azul, bom estado de conservação. Consta Alienação Fiduciária á Multiplan Adm. Nac. Cons., avaliado em R$8.600,00, Um veiculo marca Ford, modelo Belina II L, Placa AGA-5612, ano de fabricação/modelo 1984/1984, álcool, cor dourada, regular estado de conservação, lataria com algumas avarias, pneus carecas, avaliado em R$4.300,00, 17162-1998-007-09-00-5 (RTOrd), JOAO BATISTA ANTUNES DOS SANTOS X FERTIG IND E COM DE ACESSORIOS PLASTICOS LTDA (ME) (MASSA FALIDA).: Um apartamento nº 24, tipo APS-33, no 2º pavimento ou 1º andar do bloco 04, do Conjunto Habitacional Gralha Azul II, com área construída exclusiva de 28,36m², a área comum de 5,02375m², perfazendo a área total construída de 33,38375m² e a fração ideal do solo de 0,0063868 do terreno. Dito conjunto foi construído sobre o lote de terreno sob nº A-1 da Planta do Núcleo Habitacional Gralha Azul, de forma irregular, com a área total de 5.875,00m², medindo 72,00m de frente para a Av. Brasilia. Tudo conforme Matricula nº 28.350 do 5º CRI de Curitiba-PR. Ônus: R-1: Hipoteca e Cessão fiduciária, em favor do Banco Nacional da Habitação; R-4: Penhorado nos autos nº 66/2008 de Execução de Título Extrajudicial da 3ª Vara Cível de Curitiba; R-5: Penhrado nos autos nº 34039-2011-09-00-6 (CartPrec) da 11ª Vara do Trabalho de Curitiba (DÉBITOS DE CONDOMÍNIO R$ 97.206,00, DEM DÉBITOS IPTU ATÉ 13/08/2013), avaliado em R$75.000,00, 11049-2010-007-09-00-3(RTOrd), PAULO CESAR AZEVEDO X M L F COMERCIO DE MOTOCICLETAS LTDA.: 01 motocicleta, marca Sundown, modelo MAX SED, 125 cc, cor vermelha, á gasolina, ano 2011, modelo 2012, chassi nº 94J2XCCMBCM038862, motor nº JCMB109133,. A moto é nova e encontra-se na caixa, avaliado em R$5.500,00, 01129-2008-007-0900-6 (CartPrec), FRANCIELLI VEIGA PEREIRA X CIDRAL & CIDRAL LTDA.: Imóvel Conjunto 409 do 4ª andar do Edificio Jacob Woiski, sito á Rua XV de novembro,297, N/C, com área de 24,43 m² e respetiva fração ideal de 2,03m² de terreno, medindo na totalidade 12,82m de frente para a rua XV de Npvembro, demais medidas e confrontações constantes da Matricula nº 9.791 do 3º CRI de Curitiba-PR. Ônus: R-2: Penhorado nos autos nº 99.002.7411-3 da 2ª Vara de Execuções Fiscais; R-3: Penhorado nos autos nº 1385/1998 da 5ª Vara Civel de Curitiba; R-4: Penhorado nos autos nº RT 1404/2005 da 13ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-5: Penhorado nos autos nº 411 RT 140/2006 da 7ª Vara do Trabalho de Curitiba; R-6: Penhorado nos autos nº RTOrd 506/2006 da 3ª Vara do Trabalho de Paragua; R-7: Penhorado nos autos nº 96.00.05986-1 da 2ª Vara de Execuções Fiscais da Justiça Federal de Curitiba; R-8: Penhorado nos autos nº 1378/2006 de Sumária de Cobrança em fase de Execução da 15ª Vara Cível de Curitiba; R-9: Penhorado nos autos nº 0008786-20.2011.8.16.0004 da 1ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba (DÉBITOS DE IPTU R$1.128,18 ATÉ 07/08/2013, DÉBITOS DE CONDOMINIO R$ 15.610,34 ATÉ 05/08/2013), avaliado em R$65.560,10. Os leilões serão regidos de acordo a Lei 21.981/32, pela CLT e subsidiariamente pelo CPC.

IMÓVEIS - CASTRO-PR

IMÓVEIS - LONDRINA-PR

EDITAL DE PRIMEIRO PÚBLICO LEILÃO E CIENTIFICAÇÃO CASTRO - PR Data do leilão:27/9/2013 - A partir das: 10:30 Local: CAIXA ECONOMICA FEDERAL - AGENCIA CASTRO - RUA PADRE DAMASO NUM 200, CASTRO , PR LUIZ CARLOS DALL AGNOL , Leiloeiro Oficial matrícula 639, WWW.TUDOLEILOES.COM.BR estabelecido a RUA RAFAEL PICOLI Nº2675, APTO14, BLOCO 02,, CASCAVEL ,PR, telefone 4584145555 , faz saber que devidamente autorizado pelo Agente Fiduciário do EX_BNH, venderá na forma da lei Nº 8004, de 14/03/1990 e Decreto Lei Nº 70 de 21/11/1966 e regulamentação complementar RC 58/67, RD 08/70 e CFG 10/77, no dia e local acima referidos, os imóveis adiante descritos para pagamento de dívidas hipotecárias em favor de EMPRESA GESTORA DE ATIVOS - EMGEA. A venda à vista, sem utilização de recursos do FGTS ou Carta de Crédito, será feita mediante pagamento à vista, podendo o arrematante pagar, no ato, como sinal 20% (vinte por cento) do preço de arrematação e o saldo no prazo impreterível de 08 (oito) dias devidamente corrigido pelo índice que remunera as cadernetas de poupança do dia do aniversário do contrato, sob pena de perda do sinal dado além da comissão legal do leiloeiro. Os lances mínimos para venda serão no valor dos créditos hipotecários e acessórios, ou avaliação do imóvel, nos termos do Art. 1484 do CC, sendo o maior dos dois valores, sujeitos, porém, a atualização até no momento da realização da praça. É vedada a participação de empregados e dirigentes da CAIXA, seus companheiros ou cônjuges, casados sob o regime de comunhão universal ou comunhão parcial de bens, ofertando lances no 1º e 2º leilões das execuções extrajudiciais. As despesas relativas a comissão de leiloeiro, registro, imposto e taxas, inclusive condomínio, e despesas com execução extrajudicial correrão por conta do arrematante. Caso o imóvel esteja ocupado, o arrematante fica ciente que será o responsável pelas providências de desocupação do mesmo. O leiloeiro acha-se habilitado a fornecer aos interessados, informações pormenorizadas sobre os imóveis. Pelo presente edital vimos Cientificar o(s) mutuário(s) abaixo, devido decurso prazo para purgação de débito, a realização da hasta pública do IMÓVEL. SED:77333- CONTRATO: 803870000102- EMPRESA GESTORA DE ATIVOS - EMGEA- AGENCIA: 0387 MARIA ROSI PEDROSO DOS SANTOS, BRASILEIRO(A), PROFESSORA CPF 98327780930, CI 6.108.957-8-PR, SOLTEIRO(A) e cônjuge, se casado(a) estiver. DESCRIÇÃO DO IMÓVEL: CASA RESIDENCIAL EM ALVENARIA, LOTE 11, QUADRA IV, MORADA DO SOL II, A RUA WENCESLAU BRAS Nº630 (ATUAL 635), EM CASTRO, COM AREA TOTAL DE 220,00M2, AREA CONTRUIDA DE 69,00M2, COM TODAS SUAS INSTALACOES, PERTENCES ACESSORIOS E BENFEITORIAS. SALDO DEVEDOR + ACESSÓRIOS: R$ 10.257,08 VALOR AVALIAÇÃO art. 1484 CC: R$ 240.448,00

EDITAL DE PRIMEIRO PÚBLICO LEILÃO E CIENTIFICAÇÃO LONDRINA - PR Data do leilão:26/09/2013 - A partir das: 11:00 Local: CAIXA ECONOMICA FEDERAL - AGENCIA LONDRINA - RUA RIO DE JANEIRO Nº339, LONDRINA , PR LUIZ CARLOS DALL AGNOL , Leiloeiro Oficial matrícula 639, WWW.TUDOLEILOES.COM.BR estabelecido a RUA RAFAEL PICOLI Nº2675, APTO14, BLOCO 02,, CASCAVEL ,PR, telefone 4584145555 , faz saber que devidamente autorizado pelo Agente Fiduciário do EX_BNH, venderá na forma da lei Nº 8004, de 14/03/1990 e Decreto Lei Nº 70 de 21/11/1966 e regulamentação complementar RC 58/67, RD 08/70 e CFG 10/77, no dia e local acima referidos, os imóveis adiante descritos para pagamento de dívidas hipotecárias em favor de EMPRESA GESTORA DE ATIVOS - EMGEA. A venda à vista, sem utilização de recursos do FGTS ou Carta de Crédito, será feita mediante pagamento à vista, podendo o arrematante pagar, no ato, como sinal 20% (vinte por cento) do preço de arrematação e o saldo no prazo impreterível de 08 (oito) dias devidamente corrigido pelo índice que remunera as cadernetas de poupança do dia do aniversário do contrato, sob pena de perda do sinal dado além da comissão legal do leiloeiro. Os lances mínimos para venda serão no valor dos créditos hipotecários e acessórios, ou avaliação do imóvel, nos termos do Art. 1484 do CC, sendo o maior dos dois valores, sujeitos, porém, a atualização até no momento da realização da praça. É vedada a participação de empregados e dirigentes da CAIXA, seus companheiros ou cônjuges, casados sob o regime de comunhão universal ou comunhão parcial de bens, ofertando lances no 1º e 2º leilões das execuções extrajudiciais. As despesas relativas a comissão de leiloeiro, registro, imposto e taxas, inclusive condomínio, e despesas com execução extrajudicial correrão por conta do arrematante. Caso o imóvel esteja ocupado, o arrematante fica ciente que será o responsável pelas providências de desocupação do mesmo. O leiloeiro acha-se habilitado a fornecer aos interessados, informações pormenorizadas sobre os imóveis. Pelo presente edital vimos Cientificar o(s) mutuário(s) abaixo, devido decurso prazo para purgação de débito, a realização da hasta pública do IMÓVEL. SED:75778- CONTRATO: 103940027202- EMPRESA GESTORA DE ATIVOS - EMGEA- AGENCIA: 0394 ARY SUDAN, BRASILEIRO(A), EMPRESARIO CPF 04375580968, CI 1.150.556-PR, CASADO(A) COM CARMEN SILVIA PANISSA SUDAN, BRASILEIRO(A), DO LAR, CPF 00700099964, CI 1.032.146-8-PR DESCRIÇÃO DO IMÓVEL: APARTAMENTO 804, 8º ANDAR, EDIFICIO RESIDENCIAL BELA CINTRA, (RUA PARANAGUA Nº840), EM LONDRINA, COM A AREA DE PROPRIEDADE EXCLUSIVA DA UNIDADE AUTONOMA DE 84,4225M2, AREA IDEAL DO TERRENO DE 15,0797M2, AREA DO ESPAÇO GARAGEM DE 23,8023M2, AREA IDEAL DO TERRENO DE 4,2516, AREA DE USO COMUM DE 14,2391M2, AREA IDEAL DO TERRENO DE 2,5434M2, PERFAZENDO A AREA TOTAL CONSTRUIDA DE 122,4639M2, AREA IDEAL DO TERRENO DE 21,8747M2 OU 1,7258% DE FRACAO IDEAL DO SOLO, COM TODAS SUAS INSTALACOES, PERTENCES ACESSORIOS E BENFEITORIAS. SALDO DEVEDOR + ACESSÓRIOS: R$ 327.911,99 VALOR AVALIAÇÃO art. 1484 CC: R$ 211.000,00


Leilões&LICITAÇÕES

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. C5

IMÓVEL - CURITIBA-PR

TERRENOS - CURITIBA - PR EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO:

Dia 26 de setembro de 2013, às 10:00 horas Será oferecido o bem pelo valor de avaliação, não havendo interessados, será oferecida pela melhor oferta. Dia 03 de outubro de 2013, às 10:00 horas Haverá um novo Leilão, no mesmo endereço e nas mesmas condições, caso o bem não tenha sido vendido na data anterior. NÃO HAVENDO EXPEDIENTE NAS DATAS ACIMA OS LEILÕES SERÃO EFETUADOS NO PRIMEIRO DIA ÚTIL SUBSEQÜENTE. Local: Rua Jacarezinho 1257 1º andar - Curitiba – Paraná – Fone (41) 3029-8555 PLÍNIO BARROSO DE CASTRO FILHO, Leiloeiro Judicial, registrado na JUCEPAR sob o número 668 e devidamente autorizado e designado pelos Srs. Drs. Juizes do Trabalho, em exercício na 23ª Vara da Justiça do Trabalho, do Tribunal Regional do Trabalho, 9ª Região, para realizar os atos expropriatórios através de hasta pública, venderá em Público Praça/Leilão, conforme art 888 da CLT, nos dias e hora local supracitados, os bens objeto de penhora das ações trabalhistas, no estado de conservação em que se encontram, sendo que na primeira data, os bens serão oferecidos pelo valor da avaliação, não havendo licitantes, os bens serão oferecidos pela melhor oferta e, os bens não vendidos na primeira data, serão novamente oferecidos nas mesmas condições da primeira data. Sendo os processos e os bens a seguir descritos: 23ª Vara: 23474-2012-088-09-00-1 (CartPrec), GUSTAVO MOREIRA TALLÃO X SEMENGE S.A ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS.: Um imóvel representado pelo lote de terreno denominado S, oriundo da unificação dos lotes nºs H-, I-1, J-1, e K-1, de frente para a Rodovia Br-116 esquina da Avenida Marechal Floriano Peixoto nº4501, frente ao viaduto sobre tal rodovia, com 15.507,16 m2, sem benfeitorias, avaliado em R$20.934.666,00, mais potencial construtivo autorizado pela Prefeitura Municipal de Curitiba de 24.392,28 m2, avaliado em R$4.551.916,50, tudo conforme registro geral da matricula 19,777 e suas averbações (ultima averbação AV-7/19,777 de 1º de agosto de 2011) do registro de imovel do 7ª CRI, indicação fiscal da PMC nº64-095-019-000-6 do cadastro municipal e nº 24.1.0020.0790.00-3 da inscrição mobiliaria. Ônus: R-2: Penhorado nos autos nº 4291/1969 de ação Ordinaria da 5ª Vara Civel; R-8: Penhorado nos autos nº19344-2012-088-09-00-4 (CartPrec) da 23ª Vara Civel de Curitiba; R-10: Arrolamento do sujeito passivo Semenge S.A Engenharia e Empreendimentos nos autos nº 19515.722649/2012-55; R-12: Penhorado nos autos nº 02722-2010-088-09-00-9 da 23ª Vara Civel, avaliação total de R$25.486.582,00. Os leilões serão regidos de acordo a Lei 21.981/32, pela CLT e subsidiariamente pelo CPC. Os bens móveis estarão na semana que antecede ao leilão, a disposição para a vistoria dos senhores interessados no endereço do leiloeiro e ou no endereço dos seus atuais depositários, sendo que os endereços estão nos escritórios do leiloeiro a disposição dos interessados. Já os bens imóveis estarão a disposição dos interessados para vistoria, desde que anteriormente agendados o dia e a hora junto ao leiloeiro. Todas as despesas propter-rem que oneram os bens, as despesas publicação de edital, bem como as de transferência dos bens, serão por conta dos arrematantes. Ficam cientes os interessados de que deverão verificar por conta própria a existência de todos os eventuais ônus reais existentes (penhoras, hipotecas, locações, impostos, taxas, etc.) junto aos competentes cartórios de registros e aos órgãos competentes, sendo que receberão tais bens no estado em que se encontram e arcarão com os impostos, encargos e taxas para os devidos registros. Eventuais ônus e despesas que não puderam ser constatados antes da publicação deste edital, serão informados quando da realização das hastas públicas. Alguns bens poderão ter a sua venda parcelada, conforme o Provimento 01/2005 e Provimento Geral da Corregedoria Regional do TRT 9ª Região. Ficam através deste edital intimadas as partes (C.P.C. Artigo 687 e Art. 3º da Lei de Introdução do Código Civil Brasileiro), os cônjuges (art. 669 § 1º do CPC), os credores concorrentes (artigo 698 do CPC), os credores hipotecários (artigo 1501 do Código Civil Brasileiro), os arrematantes e terceiros interessados. Cientes, também, que no ato da adjudicação, ou remição ou acordo entre as partes, serão cobrados os serviços do Leiloeiro, de armazenagem, do depositário judicial e as remunerações conforme Ordem de Serviços emitida pela Justiça do Trabalho TRT 9ª Região, das despesas informadas na Comunicação de Leilão e o Decreto Federal nº 21.981/1932, no Art. 22, alínea f. A comissão de Leilão, cujo resultado for positivo, sempre será devida ao Leiloeiro Oficial, pelo ATO PRATICADO (Decreto Federal N° 21.981/32), assumindo, conforme o caso, o arrematante, o adjudicante ou o remitente, o ônus desta despesa. No caso de indeferimento da arrematação pelo Juízo, a comissão será sempre devolvida ao arrematante. Caso os Exeqüentes, Executados, Credores hipotecários, cônjuges e terceiros interessados não sejam encontrados, notificados ou certificados por qualquer razão, da data de Praça e Leilão, quando da expedição das notificações respectivas, valerá o presente Edital de INTIMAÇÃO DE PRAÇA E LEILÃO. Fulcrado com o Artigo 238 da Lei 11.382 de 06 de dezembro de 2.006, Presumem-se válidas as comunicações e intimações dirigidas ao endereço residencial ou profissional declinado na inicial. O prazo para a apresentação de quaisquer medidas processuais contra os atos de expropriação, como embargos ou recursos, começará a contar após a Hasta Pública, independentemente de intimação. Curitiba, 03 de setembro de 2013 – Plínio Barroso de Castro Filho – Leiloeiro Judicial.

IMÓVEIS - CURITIBA - PR EDITAL DE PRAÇA E INTIMAÇÃO O Excelentíssimo Senhor Doutor CÉSAR GHIZONI, MM. Juiz de Direito da 14.ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba/PR, na forma da lei etc...pelo presente, faz saber a todos os interessados, que será levado à PRAÇA o bem dos executados MIGUEL GRAVA CARDOSO e GUADALUPE DO ROCIO CARDOSO, na seguinte forma: PROCESSO: Execução de Título Extrajudicial n.º 1300/2001, movida por PORTOFINO ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS LTDA. em face de MIGUEL GRAVA CARDOSO e GUADALUPE DO ROCIO CARDOSO. PRIMEIRA PRAÇA: 11/10/2013– 16:30h, para venda a quem mais der, não sendo aceito preço inferior ao da avaliação do bem; SEGUNDA PRAÇA: 21/10/2013 – 16:30h, para venda a quem mais der, não sendo aceito preço vil, ou seja, inferior a 60% (sessenta por cento) do valor da avaliação. LEILOEIRO E LOCAL DO LEILÃO: Magno Rocha, Jucepar 08/020-L, com endereço à Rua Alferes Poli, 311, cj. 4-B, Centro, Curitiba/PR, Fone: 41-3077-8880, cuja comissão foi fixada: em caso de arrematação, 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, a cargo do arrematante. BEM: Apartamento n.º 100, do Conjunto Residencial Santa Izabel, localizado na Avenida Marechal Deodoro, n.º 2.160, com área construída privatia de 92,28m², área comum de 10,42m², área construída global de 102,70m², com as demais características e confrontações constantes na Matrícula n.º 27.277 do 3.º Cartório de Registro de Imóveis de Curitiba/PR, Indicação Fiscal 14.049.003.015-0. AVALIAÇÃO: R$ 237.000,00 (duzentos e trinta e sete mil reais), em 20/12/2012. VALOR DO DÉBITO: R$ 30.893,46 (trinta mil, oitocentos e noventa e três reais e quarenta e seis centavos), em 14/08/2013. DEPOSITÁRIO: O Executado MIGUEL GRAVA CARDOSO. ÔNUS: Débitos de IPTU: Penhora nos autos 59.307/2005, da 2.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, além das custas processuais e honorários advocatícios (R-6/27.277); Hipoteca em favor da Caixa Econômica Federal – CEF (R-4/27.277). INTIMAÇÃO: Ficam desde logo intimados os executados MIGUEL GRAVA CARDOSO e GUADALUPE DO ROCIO CARDOSO das datas acima, se porventura não forem encontrados para intimação pessoal, bem como para os efeitos do art. 687, parágrafo 5º do Código de Processo Civil e de que, antes da arrematação e da adjudicação do bem, poderão remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do Código de Processo Civil, bem como que poderão oferecer embargos à arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias, nos termos do artigo 746 do referido diploma legal. E, para que chegue ao conhecimento de todos e no futuro ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta cidade e Comarca de Curitiba, Estado do Paraná.

EDITAL DE PRAÇA E INTIMAÇÃO O Excelentíssimo Senhor Doutor Maurício Pereira Doutor, MM. Juiz de Direito Substituto da 06.ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba/PR, na forma da lei etc...pelo presente, faz saber a todos os interessados, que será levado à PRAÇA o bem dos Executados ADRIALDO CEZAR ALVES FAGUNDES e MARGARETE WAGNER FAGUNDES, na seguinte forma: PROCESSO: Cumprimento de Sentença n.º 0000714-34.2003.8.16.0001 (007/2004), movida por CONDOMÍNIO ILHA DO ARVOREDO A em face de ADRIALDO CEZAR ALVES FAGUNDES e MARGARETE WAGNER FAGUNDES. LEILOEIRO E LOCAL DO LEILÃO: Magno Rocha, Jucepar 08/020-L, fone: 41-3077-8880, com endereço à Rua Alferes Poli, 311, cj. 4-B, Curitiba/PR, cuja comissão foi fixada: em caso de arrematação, 5% (cinco por cento) sobre o valor do lance, a cargo do arrematante; em caso de remição ou acordo entre as partes, a parte executada deverá pagar 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação, devidos a partir da publicação do edital. PRIMEIRA PRAÇA: 30/09/2013 – 14:30h, para venda a quem mais der, não sendo aceito preço inferior ao da avaliação do bem; SEGUNDA PRAÇA: 11/10/2013 – 14:30h, para venda a quem mais der, não sendo aceito preço vil, ou seja, inferior a 60% (sessenta por cento) do valor da avaliação. BEM: Um terreno sob nº. 13, do Condomínio Ilha do Arvoredo – A, localizado à Rua José Bajerski, nº. 1999, terreno com acesso pela rua interna privativa do condomínio, com área de terreno privativo de 332,69m², área de terreno de uso comum com 242,1029m², área total de terreno e quota com 574,7959m², fração ideal do solo de 0,015447, com as demais características constantes na Matrícula de nº. 58.627 da 2ª CRI de Curitiba, com Indicação Fiscal nº. 91.090.010.012-9. AVALIAÇÃO DO BEM: R$ 179.000,00 (cento e setenta e nove mil reais), em 22/03/2013. VALOR DO DÉBITO: R$ 101.843,99 (cento e um mil oitocentos e quarenta e três reais com noventa e nove centavos), em 27/05/2013. ÔNUS:Débitos de IPTU, no valor de R$ 10.107,12 (fls. 441/442), sujeitos à atualização, além de penhora nos autos 55.188/2004, 73.938/2007 e 85.428/2009, da 4.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba; Penhora nos autos JE-0028280-65.2011.8.16.0001, da 2.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, além das respectivas custas processuais. DEPOSITÁRIO: Sr. Depositário Público. INTIMAÇÃO: Fica desde logo intimados os Executados ADRIALDO CEZAR ALVES FAGUNDES e MARGARETE WAGNER FAGUNDES e seus herdeiros, das datas acima, se porventura não for encontrado para intimação pessoal, bem como para os efeitos do art. 687, parágrafo 5º do Código de Processo Civil e de que, antes da arrematação e da adjudicação do bem, poderá remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do Código de Processo Civil, bem como que poderá oferecer embargos à arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias, nos termos do artigo 746 do referido diploma legal. E, para que chegue ao conhecimento de todos e no futuro ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta cidade e Comarca de Curitiba, Estado do Paraná.

IMÓVEL - LONDRINA-PR EDITAL DE PRIMEIRO PÚBLICO LEILÃO E CIENTIFICAÇÃO LONDRINA - PR Data do leilão:26/9/2013 - A partir das: 11:00 Local: CAIXA ECONOMICA FEDERAL - AGENCIA LONDRINA - RUA RIO DE JANEIRO Nº339, LONDRINA , PR LUIZ CARLOS DALL AGNOL , Leiloeiro Oficial matrícula 639, WWW.TUDOLEILOES.COM.BR estabelecido a RUA RAFAEL PICOLI Nº2675, APTO14, BLOCO 02,, CASCAVEL ,PR, telefone 4584145555 , faz saber que devidamente autorizado pelo Agente Fiduciário do EX_BNH, venderá na forma da lei Nº 8004, de 14/03/1990 e Decreto Lei Nº 70 de 21/11/1966 e regulamentação complementar RC 58/67, RD 08/70 e CFG 10/77, no dia e local acima referidos, os imóveis adiante descritos para pagamento de dívidas hipotecárias em favor de EMPRESA GESTORA DE ATIVOS - EMGEA. A venda à vista, sem utilização de recursos do FGTS ou Carta de Crédito, será feita mediante pagamento à vista, podendo o arrematante pagar, no ato, como sinal 20% (vinte por cento) do preço de arrematação e o saldo no prazo impreterível de 08 (oito) dias devidamente corrigido pelo índice que remunera as cadernetas de poupança do dia do aniversário do contrato, sob pena de perda do sinal dado além da comissão legal do leiloeiro. Os lances mínimos para venda serão no valor dos créditos hipotecários e acessórios, ou avaliação do imóvel, nos termos do Art. 1484 do CC, sendo o maior dos dois valores, sujeitos, porém, a atualização até no momento da realização da praça. É vedada a participação de empregados e dirigentes da CAIXA, seus companheiros ou cônjuges, casados sob o regime de comunhão universal ou comunhão parcial de bens, ofertando lances no 1º e 2º leilões das execuções extrajudiciais. As despesas relativas a comissão de leiloeiro, registro, imposto e taxas, inclusive condomínio, e despesas com execução extrajudicial correrão por conta do arrematante. Caso o imóvel esteja ocupado, o arrematante fica ciente que será o responsável pelas providências de desocupação do mesmo. O leiloeiro acha-se habilitado a fornecer aos interessados, informações pormenorizadas sobre os imóveis. Pelo presente edital vimos Cientificar o(s) mutuário(s) abaixo, devido decurso prazo para purgação de débito, a realização da hasta pública do IMÓVEL. SED:77330- CONTRATO: 816290000063-5- EMPRESA GESTORA DE ATIVOS - EMGEA- AGENCIA: 1629 LIANY DE OLIVEIRA, BRASILEIRO(A), AUXILIAR DE ENFERMAGEM CPF 77284011904, CI 187.697-4-PR, DIVORCIADO(A) e cônjuge, se casado(a) estiver. DESCRIÇÃO DO IMÓVEL: CASA RESIDENCIAL EM ALVENARIA, LOTE 54, QUADRA 19, CONJUNTO HABITACIONAL ENGENHEIRO MILTON GAVETTI, A RUA EUCLIDES MACHADO (Nº 210), GLEBA JACUTINGA, EM LONDRINA, COM AREA TOTAL DE 200,00M2, AREA CONSTRUIDA DE 26,40M2, COM TODAS SUAS INSTALACOES, PERTENCES ACESSORIOS E BENFEITORIAS. SALDO DEVEDOR + ACESSÓRIOS: R$ 14.701,66 VALOR AVALIAÇÃO art. 1484 CC: R$ 66.500,00


Leilões&LICITAÇÕES

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. C6

Ferroeste vai leiloar conjunto de máquinas usadas

A

Ferroeste vai leiloar um conjunto de máquinas usadas no dia 19 de setembro (quinta-feira), em Curitiba. Serão alienados, no regime de maior lance, seis lotes de equipamentos considerados inservíveis pela empresa. As máquinas conhecidas como “plassers”, que foram usadas em serviços na estrada de ferro, pesam várias toneladas. O leilão será realizado online e também na sala de reuniões da Ferroeste, em Curitiba, na Avenida Iguaçu, 420, 7º andar, a partir das 14 horas. O valor mínimo do lance pelos seis lotes é de R$ 586 mil. Os interessados poderão arrematar as seguintes máquinas: reguladora de lastro (lance mínimo R$ 102,5 mil), reguladora de lastro (R$ 96 mil, mínimo), socadora de linha (lance inicial de R$ 100 mil), socadora de linha (R$ 97,5 mil), socadora de chave (R$ 92,5 mil) e socadora de chave (R$ 97,5 mil). As máquinas estão disponíveis para visitação no pátio da Ferroeste, em Guarapuava, Km 352 da BR-277, de segunda a sexta-feira. O horário de atendimento vai das 8h30 às 12 horas e das 14 horas 17 horas. Em 19 de setembro, dia do leilão, a visitação se encerra às 12 horas. As visitas devem ser agendadas pelo telefone (42) 3902-1064. Podem participar do leilão pessoas físicas e pessoas jurídicas, sendo que a retirada do Edital deve ser feita no site www.ferroeste. pr.gov.br/licitações. Para mais informações o participante também pode consultar o site do leiloeiro oficial (http://www.newbid.com. br), e-mail contato@newbid.com.br e telefone (41) 8844-7736.

Máquinas inservíveis a serem leiloadas Itens ESPECIE MARCA MODELO CODIGO ANO VALOR 01 Reguladora de Lastro Robel 60.21 RL 912 1993 R$ 102.500,00 01 Reguladora de Lastro Robel 60.21 RL 917 1993 R$ 96.000,00 01 Socadora de Linha Tamper EJ.6 SL 2016 1993 R$ 100.000,00 01 Socadora de Linha Tamper EJ6 TB SL 2025 1993 R$ 97.500,00 01 Socadora de chave Tamper STA SC 1903 1993 R$ 92.500,00 01 Socadora de chave Tamper STA SC 1908 1993 R$ 97.500,00

As vantagens dos leilões judiciais Os leilões judiciais trazem grandes vantagens tanto para as empresas privadas e os órgãos públicos que, por algum motivo, precisam realizar rapidamente a venda de bens, quanto para os cidadãos, que desejam comprar algum tipo de bem pagando valores bem mais em conta do que aqueles que normalmente seriam cobrados. Através dos leilões, é possível adquirir carros, motocicletas, caminhões, ônibus, tratores, joias, imóveis e terrenos, entre outros tipos de bens, que estejam penhorados e que já tenham passado por avaliação da Justiça. O dinheiro arrecadado com a venda vai para o pagamento do credor que tenha entrado com processo requerendo os seus direitos. Em todo o Brasil acontecem, com frequência, vários leilões, que são divulgados com antecedência, por meio de edital assinado pelo juiz responsável pelo processo, para que os interessados em adquirir o bem possam verificar o estado de conservação daquele item. No estado do Paraná, os leilões judiciais acontecem em diversas localidades e estão com uma programação extensa para os próximos meses, sendo que em alguns deles você pode participar e dar os seus lances via internet, não precisando estar presente ao local do leilão.


DiĂĄrio IndĂşstria&ComĂŠrcio

Leilþes&LICITAÇÕES Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Påg. C7

       

                     !" #               !   $

            ! " #    $ %  

 !  & '(    ( ($  


Leilões&LICITAÇÕES

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. C8

CONFIRA A RELAÇÃO DE LEILOEIROS HABILITADOS PELA JUCEPAR ADRIANO MELNISKI – MATRÍCULA: 07/010-L Rua Amazonas, 677 – Apto. 52 – Bairro: Água Verde - CEP: 80.610-030 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3524-2216 – (41) 9601-3495 - e-mail: adriano@leiloesjudiciais.com.br AFONSO MARANGONI – MATRÍCULA: 12/046-L Avenida Sete de Setembro, 4753 – Apto. 1402 - Batel. - CEP: 80.240-000 – Curitiba – Pr. Fone: (41) 9602-1632 - e-mail: afonso.marangoni@gmail.com ALEXANDRE AUGUSTO DOS SANTOS SABBAG – MATRÍCULA: 628 Rua Herculano Carlos Franco de Souza, 550 - Apto.403-A – Água Verde - CEP: 80.240-290 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 2105-0813 - (41) 9973-1549 - e-mail: asabbag@ibest.com.br AIRTON QUEIROZ SILVA – MATRÍCULA: 590 Rua Capistrano de Abreu, 38 – Casa - Boa Vista - CEP: 82.540-320 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3354-5608 – (41) 9991-9477 - e-mail: airton@leilopar.com.br ANDERSON QUEIROZ SILVA – MATRÍCULA: 657 Rua Capistrano de Abreu, 38 – casa – Bairro: Boa Vista - CEP: 82.540-320 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3354-5608 – (41) 9694-5416 - e-mail: leilopar@leilopar.com.br ANDRE DE OLIVEIRA KUSS – MATRÍCULA: 08/014-L Rua João Lunardelli, Nº 2095 - Cidade Industrial - CEP: 81.460-100 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3012-4800 - (41) 9911-0770 - e-mail: andre@paranaleiloes.com.br ANTONIO CARLOS DA SILVA PEREIRA – MATRÍCULA: 08/016-L Rodovia 476, KM 107 - nº 18.684 - Linha Verde, Bairro: Xaxim - CEP: 81.690-300 - Curitiba – Pr. Fone 1: (41) 3227.7000 - Fone 2: (41) 3268.0418 – Cel: (41) 9679-2344 - e-mail: sac.pereira@yahoo.com.br ANTONIO COSTA – MATRÍCULA 491 Rua Pará, nº 1531, Conj. 703 – Bairro: Centro - CEP: 86020-400 - Londrina – Pr. Fones1: (43) 3323-0015 Fone 2: (43) 3323-0674 – Cel: (43) 9155-0015 - e-mail: costa@acleiloes.com.br ANTONIO MAGNO JACOB DA ROCHA – MATRÍCULA: 08/020-L Rua Alferes Poli, 311 Compl. Cj. 4-B – Bairro: Centro - CEP: 80.230-090 - Curitiba – Pr. Fone/Fax: (41) 3077-8880 - e-mail: magno@rochaleiloes.com.br Preposto: FERNANDO KLUPPEL BATISTA – MATRÍCULA: 13/244-P CARLO MARUCCO NETO – MATRICULA: 677 Rua Alfredo Bufren, 86 – Apto.16 - Centro - CEP: 80.020-240 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3296-2926 – (41) 9962-6639 - e-mail: cacomarucco@gmail.com CELIA MARIA MAZZO – MATRÍCULA: 594 Rua XV De Novembro, nº 2535 – Bairro: Centro - CEP: 83.601-030 – Campo Largo – Paraná. Fone: (41) 3292-2482 – Cel. (41) 9991-9139 - e-mail: célia-mazzo@uol.com.br CELSO LEPKA SCHOBER – MATRÍCULA: 620 Rua Engenheiro Niépce da Silva, 510 – Apto. 102 – Bloco A. - CEP: 80.610-280 – Portão - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3345-6386 – Cel. (41) 8433-0232 e 9988-6001 - e-mail: celso_leiloes@yahoo.com.br CLAUDIO CESAR KUSS – MATRÍCULA: 507 Rua João Lunardeli, 2095 - Cidade Industrial - CEP: 81.460-100 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3012-4800 - (41) 8472-5316 - e-mail: leiloeiro@claudioleilao.com.br DANIEL OLIVEIRA JUNIOR – MATRÍCULA: 12/243-L Avenida Antonio Henrique Phillip, nº 75 – Sobre Loja – Bairro: Centro. - CEP: 87.670-000 – Inajá – Pr. Fone: (44) 3440-1390 – Cel: (44) 9148-5888 - e-mail: daniel@libraswifi.com.br DANIEL VICENTE MENON – MATRÍCULA: 10/032-L Rua Minas Gerais, nº 803 Compl. DVM Leilões - Bairro: Nossa Sra. Aparecida CEP 85.601-060 - Francisco Beltrão – Pr. - Fone: (46)3524-3444 – Cel: (46) 9680-7000 e-mail: daniel@dvmleiloes.com.br DIRCE MANDUCA SILVA – MATRÍCULA: 659 Rua Capistrano de Abreu, 38 – casa – Bairro: Boa Vista - CEP: 82.540-320 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3354-5608 – Cel: (41) 9977-1941 - e-mail: leilopar@leilopar.com.br DIVALDO NATALICIO DA SILVA – MATRÍCULA: 12/236-L Avenida República Argentina, 211 – Bairro Centro - CEP: 87.270-000 – Engenheiro Beltrão – Pr. Fone: (44) 3537-2685 – Cel: (44) 9995-0358 e 9958-8505 - e-mail: contato@divelli.com.br ou divelli@hotmail.com EDUARDO EUGENIO SCREMIN – MATRÍCULA: 10/034-L Rua Ipê Roxo, 102 - Quadra G Lote 6 - Alfhaville Graciosa - CEP: 83.327-210 - Pinhais – Pr. Fone: (41) 3551-1584 - (41) 8412-3787 - e-mail: eduardoleiloeiro@gmail.com ELTON LUIZ SIMON – MATRÍCULA: 09/023-L Rua Osvaldo Aranha, 659 - Centro - CEP: 85.504-350 - Pato Branco – Pr. Fone: (46) 3225-2268 – (46) 8419-2166 - e-mail: simonleiloes@simonleiloes.com.br FÁBIO GONÇALVES BARBOSA – MATRÍCULA: 12/042-L Praça Francisco Kanô, nº 178 – Bairro Zona 02. - CEP. 87.200-000 – Cianorte – Pr. Fone: (44) 2101-9272 – Cel: (44) 9988-5041 - e-mail: leiloes@leiloesjudiciais.com.br FERNANDO DE OLIVEIRA KUSS – MATRÍCULA: 671 Rua João Lunardeli, 2095 - Cidade Industrial - CEP: 81.460-100 - Curitiba – Pr. Fone (41) 3012-4800 - (41) 9911-0770 - e-mail: fernando@paranaleiloes.com.br GABRIEL BARON JUNIOR – MATRÍCULA: 585 Rua Pedro Zanetti, nº 142 – Jardim Canguiri - CEP: 83.412-585 - Colombo – Pr. Fone: (41) 2109-1300 - (41) 9946-8877 - e-mail: baron@colomboleiloes.com.br GUILHERME DE ARAUJO DOMINGOS – MATRÍCULA: 13/245-L Rua Jesuíno Lopes, nº 215 – casa – Bairro: Seminário. - CEP: 80.310-610 – Curitiba – Pr. Fone: (42) 3228-2867 – Cel: (41) 9111-1119 - e-mail: guidomingos@hotmail.com GUILHERME EDUARDO STUTZ TOPOROSKI – MATRÍCULA: 12/049-L Travessa da Lapa, 96 – sala 174 – Centro. - CEP: 80.010-190 – Curitiba – Pr. Fones: (41) 3015-3544 e 3019-3544 – Cel: 9622-0177 - e-mail – topolance@topolance.com.br HAMILCAR PIZZATTO NETO – MATRÍCULA: 07/008-L Rua Francisco Zanicotti Sobrinho, nº 234 – Apto. 202, Bloco B - CEP: 82.640-220 – Santa Cândida - Curitiba - Pr. Fones: (41) 7813-6363 - (41) 8402-2757 - e-mail: hamilcarpizzatto@hotmail.com HELCIO KRONBERG – MATRÍCULA: 653 Rua Emiliano Perneta, 736 – Compl. Casa - Centro - CEP: 80.420-080 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3233-1077 - Cel: 9886-1400 - e-mail: helcio@kronberg.com.br Preposto: PAULO MARIO LOPES MACHADO JAIR VICENTE MARTINS – MATRÍCULA: 609 Rua Joinville, nº 3555 – Térreo - Bairro São Pedro - CEP: 83.020-000 - São José dos Pinhais - Pr. Fone: (41) 3385-4656 – Cel: (41) 9969-9934 - e-mail: atendimento@vmleiloes.com.br JAQUELINE CHRISTIANNI STRYK VARDANA – MATRÍCULA: 684 Rua Cyro Correia Pereira, 1.223 – Cidade Industrial - CEP: 81.460-050 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3347-0770 - e-mail: vardanaleiloes@vardanaleiloes.com.br JOÃO LUIZ DE OLIVEIRA – MATRICULA: 11/041-L Rua Carmelina Cavassin 1525 – Sob. 01 - Abranches - CEP: 82.220-170 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3255-5011 (41) 8442-1297 - e-mail: joaoluiz@leiloesecia.com.br Preposto: SOELI ZANELLA DE OLIVEIRA – MATR. 12/045-P JORGE FERLIN DALE NOGARI DOS SANTOS – MATRÍCULA: 606 Rua Chanceler Lauro Muller, 35 – Bairro: Parolin - CEP: 80.220-330 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3333-1515 – Cel: (41) 9911-4591 - e-mail: jorge@nogari.com.br JORGE VITORIO ESPOLADOR – MATRÍCULA: 13/246-L Alameda Angelin, nº 123 – Bairro: Alphaville II. - CEP: 86.055-778 – Londrina – Pr. Fone: (43) 3376-0676 – (43) 9101-2288 - e-mail: jorgeespolador@hotmail.com JULIO CESAR ALVES RIBEIRO – MATRÍCULA: 635. Rua Vanderlei Moreno, 9750 - São Sebastião - CEP: 83.070-245 - São José dos Pinhais – Pr. Fone/Fax: (41) 3302-4642 (41)7811-4642 - e-mail: juliocleilao@onda.com.br Preposto: MARIA CONCEIÇÃO G. ALVES RIBEIRO - MATR. 05/002-P

LELIA MARIA DE PAULA LENZ CESAR – MATRÍCULA: 630 Av. Vicente Machado, 1187 - Apto – 31 - Batel - CEP: 80.420-011 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3232-6577 - (41) 3209-7259 – (41) 9972-8211 - e-mail: leliacesar@yahoo.com.br LIGIA SEIXAS MAURO – MATRÍCULA: 652 Rodovia PR 218, km 01 – Distrito Industrial - CEP: 86.730-000 – Astorga – Pr. Fone: (44) 3234-3434 - e-mail: ligia@mauroleiloes.com.br Preposto: ROBERTO MAURO – MATR. 12/044-P LUIZ BARBOSA DE LIMA JUNIOR – MATRÍCULA: 10/030-L Av. Garibaldi Deliberador, 99 – ap. 28 – Bl. D.Duarte – Jardim Claudia - CEP: 86.050-280 – Londrina – Pr. Fone: (43) 3351-6263 – Cel: (43) 9984-3739 e 9897-0127 - e-mail: luizb.lima@ymail.com LUIZ CARLOS DALE NOGARI DOS SANTOS – MATRÍCULA: 508 End: Rua Chanceler Lauro Muller, 35 – Bairro: Parolin - CEP: 80.220-330 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3333-1515 – Cel: (41) 9911-4591 - e-mail: jorge@nogari.com.br LUIZ CARLOS DALL’GNOL – MATRÍCULA 639 Rua Rafael Picolly, nº 2675 – Apto.14 - Bloco II – Bairro: Country - CEP: 85.813-220 - Cascavel – Pr. Fone: (45) 3037-3374 – Cel: (45) 8414-5555 - (45) 9982-0971 - e-mail: lucadallagnol@hotmail.com LUIZ EGIDIO CRUZ MEDEIROS – MATRÍCULA: 13/249-L Rua Marechal Candido Rondon, nº 690 - Edifício Barão do Rio Branco, 6º Andar, Sala 603 - CEP: 87.704-900 – Centro – Paranavaí – Pr. Fones: (44) 3045-7810 / 3422-7810 – Cel: (44) 9929-9382 - e-mail: luizegidioadvogado@hotmail.com LUIZ FERNANDO FAVARETO - MATRÍCULA: 05/002-L Rua Eduardo Pinto da Rocha, nº 4545 - Térreo - CEP: 81.935-000 – Bairro: Sítio Cercado - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3111-9100/ 3111-9111 – Cel: 41) 9968-5264 - e-mail: banseg@banseg.com.br LUIZ HENRIQUE VIEIRA – MATRÍCULA: 11/040-L Rua Mato Grosso, nº 1493 – casa – Bairro: Centro - CEP: 86.010-180 - Londrina – Pr. Fone: (43) 3345-0903 – Cel: (43) 9929-0515 - e-mail: vieiraleiloes@sercomtel.com.br LUIZ ODAIR FAVARETO - MATRÍCULA: 624 Rua Eduardo Pinto da Rocha, 4545 – Térreo - Bairro: Sítio Cercado. - CEP: 81.935-000 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3111-9111 - (41) 3111-9100 – (41) 9973-7908 - e-mail: favareto@banseg.com.br MARCELO SOARES DE OLIVEIRA – MATRÍCULA: 08/011-L Rua Marechal Deodoro, nº 235 – Sala 102 - Centro - CEP: 80020-320 - Curitiba – Paraná. Fone: 0800-0524520 – Cel: (41) 9984-0825 - e-mail: marcelo@leilocon.com.br MARCOS TULESKI – MATRÍCULA:596 Rua João Bettega, 31 - Apto. 01 - Portão - CEP: 81.070-000 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3345-1046 – Cel: (41)9977-0879 - e-mail: marcostuleski@mtleiloes.com.br MARCUS AURELIO MALINOSKI – MATRÍCULA: 666 Av. Cândido de Abreu, 469, Conj. 801 - Centro Cívico - CEP: 80.530-000 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3027-7715 (41) 8407-8510 - e-mail: smleiloes@gmail.com MARIA CLARICE DE OLIVEIRA – MATRÍCULA: 680 Rua Fortaleza, nº 2622 – Bairro: Recanto Tropical - CEP: 85.807-090 - Cascavel – Pr. Fone: (45) 3037-7555 – Cel: (45) 9953-7218 - e-mail: leiloesecia@leiloesecia.com.br Preposto: MARCO ANTONIO DOMINGUES CID MARIANA LANG – MATRÍCULA: 12/047-L Rua Fortaleza, 2622 – Bairro: Recanto Tropical. - CEP: 85.807-090 – Cascavel – Pr. Fone: (45) 3037-7555 - Cel (45) 9988-4978 - e-mail – marianalang@leiloesecia.com.br MARIA REGINA DE OLIVEIRA KUSS – MATRÍCULA: 626 Rua João Lunardelli, 2095 - Cidade Industrial - CEP: 81.460-100 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3012-4800 - (41) 9911-0770 - e-mail leiloeiro@paranaleiloes.com.br MARILDA DA SILVA FERREIRA – MATRÍCULA; 513 Rua Mamore, nº 373 – Bairro: São Francisco - CEP: 80.510-160 - Curitiba – Pr. Fones: (41) 2102-0058 – (41) 3338-0058 - e-mail: marilda@marildaferreira.com.br NIVALDO BOLONHEZ – MATRÍCULA: 616 Avenida Munhoz da Rocha, 159 - Apto. 201 –Bairro: Cabral - CEP: 80.035-000 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3352-2826 - (41) 9976-2895 - e-mail: nbolonhez@hotmail.com Preposto : GISELE BOLONHEZ KUCEK PATRICIA OSTERNACK DE CASTRO PETRYK – MATRÍCULA: 08/021-L Rua Jacarezinho, nº 1257 - CJ – 104 - 1º Andar – Bairro: Mercês - CEP: 80.810-130 - Curitiba – Pr. Fone/Fax: (41) 3029-8555 - (41) 8405-9394 - e-mail: patriciaosternack@hotmail.com PAULO ROBERTO LEAL VARDANA – MATRÍCULA: 522 Rua Cyro Correia Pereira, 1.223 – Bairro: Cidade Industrial - CEP: 80240-190 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3347-0770 - e-mail: vardanaleiloes@vardanaleiloes.com.br PAULO ROBERTO NAKAKOGUE – MATRÍCULA: 12/048-L Rua Nunes Machado, 611 - Centro - CEP: 80.250-000 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3323-3030 - (41) 8417-9400 - e-mail: brleiloes@brleiloes.com.br PAULO SETSUO NAKAKOGUE – MATRÍCULA: 625 Rua Nunes Machado, 611 - Centro - CEP: 80250-000 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3323-3030 – Cel: (41) 8417-6000 - e-mail: brleiloes@brleiloes.com.br PLINIO BARROSO DE CASTRO – MATRÍCULA: 668 Rua Jacarezinho, nº 1257 – CJ. 104 – Bairro: Mercês - CEP: 80.810-130 - Curitiba – Pr. Fone/Fax: (41) 3029-8555 - (41) 8402-6565 - e-mail: leiloes@pbcastro.com.br RAIMUNDO MAGALHAES DE MORAES – MATRÍCULA: 678 Rua Desembargador Otávio do Amaral – 1890 – Bairro: Mercês - CEP: 80.710-620 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3027-5252 – Cel: 8415-6982 - e-mail: leiloeiro@netpar.com.br RICARDO HIDEKI GONDO – MATRÍCULA: 09/024-L Av. Vereador Dr. João Batista Sanches, 1174 - Sala 25 - Parque Industrial Bandeirante 2 - CEP: 87.065-130 - Maringá – Pr. Fone: (44) 3026-8008 – Cel: (44) 9906-8008 - e-mail: ricardo@kleiloes.com.br RODRIGO ZABULIONIS DO NASCIMENTO – MATRÍCULA: 12/050-L Rodovia Br 476, nº 18.684 – km 107 – Bairro: Xaxim - CEP. 81.690-300 – Curitiba – Pr Fones: (41) 3227-7000 e 3268-0418 – Cel: (41) 9941-0309 - e-mail: digaum_01@hotmail.com RUBENS HENRIQUE DE CASTRO – MATRÍCULA: 10/035-L Rua Engenheiro Alberto Monteiro de Carvalho, nº 886 – 04-Térreo - CEP: 82810-280 – Bairro: Capão da Imbuia - Curitiba – Pr. Fone/Fax: (41) 3044-3368 – Cel: (41) 9912-1773 - e-mail: rhc.leiloes@gmail.com SADI LUIZ SIMON – MATRÍCULA: 514 Rua Osvaldo Aranha, 659 - Centro - CEP: 85.504-350 - Pato Branco – Pr. Fone: (46) 3225-2268 – Cel: (41) 9972-2243 - e-mail: simonleiloes@simonleiloes.com.br SERGIO KIRCHNER BRAGA – MATRÍCULA: 11/038-L Rua São Bartolomeu, nº 386 – Bairro: Cajuru - CEP: 82900-330 - Curitiba – Pr. Fone: (41) 3224-3695 Cel: (41) 9973-4823 - E-mail: sergiobragaouvidor@yahoo.com.br SERGIO LEMOS TORRES – MATRÍCULA: 527 Estrada Da Graciosa, nº 4000 – Bairro: Jardim Boa Vista - CEP: 83.327-000 - Pinhais – Pr. Fones: (41) 3665-6061/3551-1414 Cel: (41) 9859-2222 - e-mail: sergio@casadosleiloes.com SPENCER D’AVILA FOGAGNOLI – MATRÍCULA: 12/235-L Praça Pedro Álvares Cabral, nº 94 – Sobreloja, Sala 01. - CEP: 87010-310 – Zona 02 - Maringá – Pr. Fone: (44) 3026-4950 – Cel: (44) 9711-4950 - e-mail: Spencer@spencerleiloes.com.br UELTON MARCELO ZITEI – MATRÍCULA: 12/043-L Rua Padre Boleslau Lucas Bayer, 111 – Bairro: Orleans - CEP – 81.280-050 – Curitiba – Pr. Fone - Cel: (41) 8844-7736 - e-mail: ueltonmazitei@gmail.com WERNO KLOCKNER JÚNIOR – MATRÍCULA: 660 Av. Vereador Dr. João Batista Sanches, nº 1174 – Sala 25 - Parque Industrial II - CEP: 87.065-130 - Maringá – Pr. Fone/Fax: (44) 3026-8008 – Cel: (44) 9973-8008 - e-mail: werno@kleiloes.com.br Preposto: JULIO CESAR KLOCKNER – Matricula: 10/031-P


Justiça&Direito

www.justicaedireito.com

Diário Indústria&Comércio

SUPLEMENTO SEMANAL | 03 | Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Índice de conciliação na Justiça do Trabalho do Paraná chega a 46% Prevenção jurídica pode reduzir custos das empresas com acidentes

Pág. 08

Justiça brasileira julga 88% dos processos abertos em 2013 Censo passa de 100 mil questionários respondidos

A Justiça do Trabalho no Paraná tem reagido bem ao aumento na demanda trabalhista. Em cinco anos, o volume de novos processos na 9ª Região teve uma alta de 21% — passou de 103 mil para 124.590. O estoque de ações que não foram julgadas, no entanto, cresceu bem menos no período (11%). Leia mais na página 03

Pág. 03

Pág. 08

Julgamento no Supremo sobre validade de recurso fica empatado e decisão será na próxima semana Pág. 02

Magistrados tomam posse no Tribunal Regional do Trabalho Aconteceu na manhã da última quinta-feira, 12 de setembro de 2013, no Gabinete da Presidência do TRT do Paraná, o ato de posse do Juiz Luzivaldo Luiz Ferreira (nascido na cidade de Ourinhos-SP, graduado pela Faculdade de Direito de Bauru) no cargo de titular da Vara do Trabalho de Marechal Cândido Rondon e do Juiz Júlio Ricardo de Paula Amaral (nascido em Santa Mariana-PR, graduado em Direito pela Universidade Estadual de Londrina) no cargo de titular da Vara do trabalho de Dois Vizinhos. Ambos

foram aprovados no concurso público do TRT-PR no ano de 2002 e desde então exerceram a judicatura em diversas localidades do Estado. Na mesma ocasião, foi também realizado o Ato de Posse de Thais Meireles Pereira Villa Verde, graduada em Direito pela Universidade Federal de Goiás) e de Julia Torres Gaze, ambas, no cargo de Juiz do Trabalho Substituto. Confira na página 06


JUSTIÇA&DIREITO

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D2

Supremo Tribunal Federal

Julgamento no Supremo sobre validade de recurso fica empatado e decisão será na próxima semana O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio, último a votar na sessão da última quinta-feira (12), não acolheu a possiblidade de novo julgamento, por meio do embargo infringente, para 12 réus condenados na Ação Penal 470, processo do mensalão. Com o voto do ministro, a votação sobre a validade do recurso está empatada, em 5 a 5. O ministro decano da Corte, Celso de Mello decidirá se cabem ou não os recursos na próxima quarta-feira (18), quando o Tribunal retoma o julgamento. Sem ler voto escrito, Marco Aurélio argumentou que os embargos infringentes não são válidos, sob pena de causar insegurança jurídica. Para o ministro, a adoção desse tipo de recurso seria “mudar as regras no meio do jogo” e a “incompatibilidade de recursos neste processo salta aos olhos porque o entendimento diverso leva a incongruência”. Em um momento do julgamento, o ministro Marco Aurélio questionou os votos dos novos ministros Luís Roberto Barroso e Teori Zavascki, que assumiram recentemente a Corte e votaram a favor do acolhimento dos recursos. “Sinalizamos para a sociedade brasileira uma correção de rumos, visando a um Brasil melhor, pelo menos para nossos bisnetos. Mas essa sinalização está muito próximo de ser afastada”, disse. “Estamos a um passo de merecer a confiança que nos foi encaminhada”, completou. Barroso rebateu a crítica e afirmou que vota

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

No julgamento, Marco Aurélio questionou os votos dos novos ministros Luís Roberto Barroso e Teori Zavascki, que assumiram recentemente a Corte e votaram a favor do acolhimento dos recursos

de acordo com suas convicções. “Se perguntássemos a uma pessoa se o seu pai, seu irmão, seu filho estivessem na reta final de um julgamento e na última hora estivesse mudando uma regra que lhe era favorável para atender à multidão, você consideraria isso correto? A resposta seria não. Portanto, está é minha convicção e por isso

voto assim”, argumentou. Na sessão, três ministros – Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio – se pronunciaram contra o acolhimento dos embargos infringentes. Ricardo Lewandowski votou a favor do recurso. Os ministros Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber e Dias Toffoli já

haviam votado a favor da validade na sessão anterior. Os ministros Joaquim Barbosa e Luiz Fux votaram contra os embargos infringentes. Nesta etapa do julgamento, os ministros estão analisando o cabimento dos embargos infringentes. Embora esse tipo de recurso esteja previsto no Artigo 333 do Regimento Interno do STF, uma lei editada em 1990 que trata do funcionamento de tribunais superiores não faz menção ao uso do recurso na área penal. Caso seja aceito, o embargo infringente pode permitir novo julgamento quando há pelo menos quatro votos pela absolvição. Se a Corte acatar os recursos, um novo ministro será escolhido para relatar a nova fase do julgamento, e os advogados terão 15 dias, após a publicação do acórdão, para apresentar os recursos. Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, relator e revisor da ação penal, respectivamente, não poderão relatar os recursos. Dos 25 condenados, 12 tiveram pelo menos quatro votos pela absolviação: João Paulo Cunha, João Cláudio Genu e Breno Fischberg (no crime de lavagem de dinheiro); José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Marcos Valério, Kátia Rabello, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz e José Salgado (no de formação de quadrilha); e Simone Vasconcelos. No caso de Simone, a defesa pede que os embargos sejam válidos também para revisar o cálculo das penas, não só as condenações. Antônio Cruz/ABr

Judiciário está longe da meta de julgamento de processos de improbidade A menos de quatro meses do fim do prazo estipulado para que conclua todos os processos relacionados a crimes contra a administração pública e por improbidade administrativa, distribuídos aos tribunais até 31 de dezembro de 2011, o Poder Judiciário julgou menos da metade da meta estabelecida nos últimos dois anos. Até o início de setembro, os tribunais tinham julgado 54.909 dos 119.598 processos, o que equivale a 46% do total, segundo balanço do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgado na última quarta-feira (11). O resultado está aquém do desejado, segundo o diretor do Departamento de Gestão Estratégica do CNJ, Ivan Bonifácio, responsável pelo levantamento apresentado durante a reunião preparatória para o 7º Encontro Nacional do Poder Judiciário. Apesar disso, Bonifácio des-

tacou que, com o estabelecimento da Meta 18, os julgamentos de processos por improbidade administrativa e por crimes contra a administração pública aumentaram. Ao longo de 2011 foram julgados 41,5 mil processos do tipo. E, mesmo ao longo deste ano, o ritmo de trabalho vem se intensificando. Dois meses atrás, o percentual de julgamentos concluídos pelos cinco tribunais regionais federais, 27 tribunais de justiça estaduais e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) chegava a 38,47% do total. De julho pra cá, além de acelerar os julgamentos, a Justiça suspendeu diversos processos por diferentes motivos, segundo informações dos tribunais encaminhadas ao CNJ. Improbidade administrativa são os atos praticados por servidores públicos que violam os preceitos de honestidade, imparcialidade,

Reunião preparatória para o Encontro Nacional do Poder Judiciário

legalidade e lealdade às instituições e que resultem em enriquecimento ilícito e lesão aos cofres públicos. Entre os crimes contra a administração pública estão o peculato (desvio de dinheiro público), concussão (ato de exigir para si ou para outra pessoa, dinheiro ou vantagem em razão da função pública) e corrupção ativa e passiva.

O 7º Encontro Nacional do Poder Judiciário ocorrerá em Belém, entre os dias 18 e 19 de novembro. Durante o evento, os presidentes dos 91 tribunais brasileiros, sob a coordenação do CNJ, vão estabelecer as ações prioritárias da Justiça para 2014 e o Planejamento Estratégico Nacional para o período 2015/2019.


Diário Indústria&Comércio

JUSTIÇA&DIREITO Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D3

Antônio Cruz/ABr

processos judiciais

O diretor do Departamento de Gestão Estratégica do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ivan Bonifácio, divulga balanço preliminar do cumprimento de metas do Judiciário em 2013

Justiça brasileira julga 88% dos processos abertos em 2013 Nos tribunais, este ano, foram julgados 8,093 milhões de um total de 9,168 milhões de processos judiciais

D

os 9,168 milhões de novos processos judiciais abertos até 24 de julho deste ano foram julgados 8,073 milhões, o que corresponde a 88% do total. Com isso, os tribunais tentam tornar a Justiça mais rápida e, assim, atingir a primeira das 19 metas estabelecidas pelo Poder Judiciário para 2013. Destinada a todos os segmentos da Justiça, a Meta 1 prevê que, ao longo do ano, os tribunais devem julgar número de processos maior do que os ajuizados. O principal objetivo da proposta é motivar o Poder Judiciário a acabar com o constante aumento do número de casos, reduzindo o estoque de processos em tramitação. Apesar do resultado atingido, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aponta a necessidade de investimentos em tecnologia

e nas formas de conciliação, para que o Poder Judiciário consiga reduzir o número de processos à espera de julgamento. Segundo os dados preliminares, se for mantido o ritmo atual, a quantidade de processos em trâmite tende a chegar a 91 milhões, 1 milhão a mais do que o total de 2011. A Meta 2 estabelece que, até 31 de dezembro, devem ser julgados pelos menos 80% dos processos apresentados ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) em 2008; 70% dos ajuizados na Justiça Militar da União entre 2010 e 2011 e 50% dos recebidos pela Justiça Federal em 2008. Devem ser julgados também 50% dos processos em andamento nos juizados especiais federais e turmas recursais federais em 2010; 80% dos casos na Justiça do Trabalho em 2009; 90% dos abertos

na Justiça Eleitoral em 2010; 90% dos processos na Justiça Militar dos estados, relativos a 2011 e 90% dos ajuizados nas turmas recursais estaduais e do segundo grau da Justiça Estadual de 2008. O balanço preliminar com os resultados alcançados em relação a algumas das metas do ano foi divulgado nesta quartafeira (11), durante a reunião preparatória para o 7º Encontro Nacional do Poder Judiciário, que ocorrerá em Belém (PA), nos dias 18 e 19 de novembro. Durante o evento, os presidentes dos 91 tribunais brasileiros, sob a coordenação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), vão estabelecer as ações prioritárias da Justiça para 2014 e o Planejamento Estratégico Nacional para o período 2015/2019.


JUSTIÇA&DIREITO

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D4

Direito trabalhista

Engenheiro receberá compensação por participar da criação de máquina para a Souza Cruz A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou provimento a recurso pelo qual a Souza Cruz S. A. pretendia anular sentença que concedeu a um engenheiro de produção indenização de R$ 33 mil por sua participação no processo de criação de uma máquina para a empresa. A indenização está prevista nos artigos 89, parágrafo único e 91, parágrafo 2º, da Lei 9.279/1996 (Lei de Propriedade Industrial). Na reclamação trabalhista, o engenheiro alegou que, no período em que trabalhou na Souza Cruz, foi o idealizador, inventor e responsável por todo o processo de desenvolvimento da máquina, um equipamento que desmancha carteiras de cigarros rejeitadas no processo normal de produção por defeitos de alguns cigarros ou da própria embalagem e recupera os cigarros. Segundo ele, antes da invenção o trabalho era realizado manualmente por cerca de 48 empregados, que ficavam expostos ao risco de desenvolver doenças ocupacionais e contaminação pelo produto. Ainda de acordo com o engenheiro, o desenvolvimento da máquina foi sugerido pelo Departamento de Engenharia de Processo da empresa, que buscava economia e aumento de produtividade, e o invento foi registrado no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Seu funcionamento permitiu à Souza Cruz a recuperação de 960.000 cigarros por dia, gerando lucro de R$ 132 mil. A 1ª Vara do Trabalho de Uberlândia (MG) deferiu a indenização por considerar comprovada a participação efetiva do engenheiro no desenvolvimento e no aperfeiçoamento da

Lançamentos

Legislação do Inquilinato Nem todas as leis do inquilinato estão no Código Cibil ou na Lei de Locações Urbanas. O livro de Olga Maria Krieger e Luiz Fernando de Queiroz da Editora Bonijuris, facilita o trabalho de quem precisa conhecer as obrigações legais que regem a cessão onerosa do uso da propriedade com segurança e confiança

invenção. A decisão ressaltou, porém, que ele foi admitido como mecânico, o que descaracterizaria sua contratação específica com o objetivo de pesquisa e atividade inventiva. Tratou-se, portanto, não de invenção de serviço (artigo 88 da Lei de Propriedade Intelectual), mas sim de invenção causal e/ou de estabelecimento, ou seja, aquela que é resultado de contribuição pessoal do empregado com recursos, materiais, instalações ou equipamentos da empresa, nestes casos a propriedade será comum (artigo 91). O TRT-MG manteve a sentença, destacando que o parágrafo 2º do artigo 91 da Lei de Propriedade Industrial garante ao empregado uma “justa remuneração” quando contribuir, com sua atividade intelectual, para a criação e/ou aperfeiçoamento de invento cujo produto será revertido em benefício da exploração econômica do empreendedor. Após o recurso de revista da Souza Cruz ter seguimento negado pelo Regional, a empresa interpôs o agravo de instrumento agora julgado pela Turma do TST. Em sua defesa, argumentou que a sentença deixou claro que o engenheiro não foi o inventor do equipamento. O relator, ministro Renato de Lacerda Paiva, observou que, no caso, não houve deferimento de pedido diverso do que foi feito pelo trabalhador: ao conceder a indenização a título de “justa remuneração”, o Regional apenas enquadrou os fatos aos pedidos. Esclareceu, ainda, que o TRT reconheceu o direito à indenização não por ser o trabalhador o inventor, mas sim por ele ter contribuído pessoalmente para o aperfeiçoamento do invento. A decisão foi unânime.

Advogada de banco é indenizada por violação de conta corrente Advogada do antigo Banco do Estado de Santa Catarina (Besc), investigada por recebimento indevido de honorários advocatícios, conseguiu indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil por ter seu sigilo bancário violado. A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho (SDI-1) não admitiu o recurso da advogada, que pretendia aumentar o valor da indenização, e manteve o julgamento da Quinta Turma do TST. O sigilo bancário da ex-empregada do Besc (incorporado pelo Banco do Brasil S/A) foi violado por uma auditoria interna que investigou o recebimento a mais de honorários por advogados da instituição financeira. A 5ª Turma do TST entendeu que a violação constituiu conduta arbitrária e determinou o pagamento da indenização de R$ 10 mil. Para a Turma, o banco “sem autorização judicial,

Magistratura e Procuradoria do Trabalho A obra de Felipe Calvet, da Editora Aprovare, reúne os principais temas cobrados em concursos públicos para ingresso nas carreiras de juiz e procurador do Trabalho. O objetivo é orientar os candidatos para a segunda prova, conhecida como etapa discursiva. Todas as questões apresentadas no livro foram selecionadas pelo autor e trazem comentários.

verificou a movimentação na conta corrente da empregada, sem autorização ou ciência deste, em autêntica quebra de sigilo bancário”. A Turma destacou ainda que a Constituição (artigo 5º, inciso X) considera invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito à indenização pelo dano moral, quando há a quebra desses princípios. O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) não havia condenado a instituição financeira. Para o TRT, a vistoria de contas correntes é bastante corriqueira nos bancos, inerente a própria finalidade de guarda e administração delas. A ministra Dora Maria da Costa, relatora do processo na SDI-1, não admitiu o recurso que pretendia aumentar o valor da indenização pela ausência de divergência jurisprudencial, nos termos da Súmula n° 296 do TST.


Diário Indústria&Comércio

JUSTIÇA&DIREITO Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D5

Direito Trabalhista

Índice de conciliação na Justiça do Trabalho do Paraná chega a 46% A Justiça do Trabalho no Paraná tem reagido bem ao aumento na demanda trabalhista. Em cinco anos, o volume de novos processos na 9ª Região teve uma alta de 21% — passou de 103 mil para 124.590. O estoque de ações que não foram julgadas, no entanto, cresceu bem menos no período (11%). De acordo com o Anuário da Justiça do Trabalho 2013, vários fatores explicam o bom desempenho, mas o principal está mesmo no alto índice de conciliação. Em 2012, 46% dos

novos processos no Paraná foram concluídos por acordos, que resultaram no pagamento de quase R$ 400 milhões aos reclamantes. O Anuário da Justiça do Trabalho é produzido pelo site Consultor Jurídico, lançado no último dia 12 de setembro na sede do Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília. A publicação traça a mais completa radiografia da Justiça do Trabalho já feita no país. Além disso, mostra o que está sendo discutido em mais de mil varas trabalhistas, a visão de

todos os 24 tribunais regionais do trabalho e o posicionamento dos 27 ministros do TST sobre temas jurídicos relevantes. As principais decisões, o movimento processual dos tribunais em 2012 e o prazo de tramitação médio dos últimos anos também estão disponíveis no Anuário. A publicação mostra, ainda, o funcionamento do Conselho Superior da Justiça do Trabalho e do Ministério Público do Trabalho.

Brasileiro transferido receberá diferença JT aplica teoria da de FGTS sobre salário maior na Inglaterra responsabilidade O Instituto de Resseguros do Brasil (IRB) exterior. objetiva a mineradora foi condenado pela Segunda Turma do TribuO relator do recurso, ministro José Ronal Superior do Trabalho a pagar diferenças de depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a um gerente pelo período em que ele foi transferido para a Inglaterra. O pagamento deverá ser feito com base no salário recebido pelo empregado durante o tempo de serviços no exterior, que era cinco vezes maior do que o recebido no Brasil. A decisão baseou-se no artigo 3º, inciso II, parágrafo único, da Lei 7.064/1982, que estabelece a aplicação da legislação brasileira em relação ao FGTS, e reformou a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (RJ). Ao indeferir o pedido do trabalhador, o TRT-RJ considerou a legislação inglesa mais benéfica, pelo fato de ter passado a receber cinco vezes mais quando foi trabalhar no

berto Freire Pimenta, discordou do entendimento do Regional. “A remuneração mensal é matéria diversa de depósitos para o FGTS, não se podendo compará-las para se concluir qual seria a mais benéfica”, afirmou. Segundo o ministro, cabia ao IRB demonstrar, como fato impeditivo do direito do gerente, “que não se aplicava a lei brasileira, porque a lei estrangeira seria mais benéfica ao trabalhador em relação a matéria idêntica”. O ministro acrescentou que a jurisprudência do TST adota o entendimento de que, se o empregado já prestava serviços à empresa no Brasil antes de ser transferido, não se aplica a lei do local da prestação de serviços, mas a legislação nacional, principalmente quando mais favorável ao trabalhador.

Empresa terá de pagar em dobro repouso semanal após uma semana de trabalho A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho, em sessão realizada na última quarta-feira, reconheceu o direito de uma empregada da empresa mineira Cencosud Brasil Comercial Ltda. receber em dobro os repousos semanais remunerados. A verba havia sido indeferida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG) em razão de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a empresa o Ministério Público do Trabalho. No recurso ao TST, a trabalhadora alegou que o procedimento da empresa, que concedia o descanso semanal somente entre o sétimo e o 12º dia trabalhado, era prejudicial à sua saúde. O relator, ministro Hugo Carlos Scheuermann, deu razão à empregada, sob o fundamento de que a jurisprudência do TST

(Orientação Jurisprudencial 410 da Subseção 1 Especializada em Dissídios Individuais) estabelece que a concessão do repouso semanal remunerado após o sétimo dia implica o pagamento em dobro. O relator explicou que esse descanso visa à proteção da saúde física e mental do trabalhador, bem como “preservar-lhe o convívio social e familiar, razão pela qual deve, preferencialmente, ser concedido aos domingos”. Segundo o ministro, a concessão da folga semanal remunerada nos moldes ajustados com o MPT apenas isenta a empresa da execução da multa prevista em caso de descumprimento do TAC, mas não a desobriga do pagamento previsto na OJ 410. , deu provimento ao recurso da empregada para restabelecer a sentença havia sido favorável.

O recurso da Gama Mineração S/A ao Tribunal Superior do Trabalho foi rejeitado pela Subseção 1 Especializada em Dissídios Individuais do TST (SBDI1). A Subseção manteve decisão que a condenou a indenizar um empregado vítima de doença ocupacional (pneumoconiose), por entender que a atividade desenvolvida por ela pressupõe a existência de risco potencial à integridade física do trabalhador, possibilitando a aplicação da teoria da responsabilidade objetiva. Isso vale, inclusive, quando o infortúnio (acidente de trabalho ou doença ocupacional) tiver ocorrido antes da vigência do Código Civil de 2002, parágrafo único, artigo 927, como no presente caso. O autor da ação trabalhou no desmonte e carregamento do carvão mineral extraído nas frentes de trabalho no subsolo da mineradora durante 13 anos, exercendo as funções de gerente de produção e operador de bobcat (retroescavadeira). Afirmou ser submetido a péssimas condições de trabalho. No TST, a Sétima Turma concluiu irreparável a decisão do regional que responsabilizou a mineradora pelo dever de indenizar o autor e desse modo manteve a decisão. No recurso à SBDI1, a Gama sustentou a impossibilidade de aplicação da teoria da responsabilidade objetiva, especialmente quando o infortúnio ocorreu antes da vigência do Código Civil de 2002, como no presente caso. Disse que nessas situações deve-se observar a teoria da responsabilidade subjetiva (a prova da culpa ou dolo do empregado é imprescindível). A decisão foi unânime, com ressalvas de fundamentação do ministro Renato de Lacerda Paiva e de entendimento dos ministros Ives Gandra Martins e Aloysio Corrêa da Veiga.

Opinião

COMPRADOR QUE DESISTE DO IMÓVEL DEVE SER RESTITUÍDO DE FORMA JUSTA

É abusiva e ilegal a cláusula do distrato decorrente de compra e venda imobiliária que prevê a retenção integral ou a devolução ínfima das parcelas pagas pelo promitente-comprador. O Código de Defesa do Consumidor, nos artigos 51 e 53, coíbe a cláusula de determine a retenção do valor integral ou substancial das prestações pagas, por compreender que isso caracterizaria vantagem exagerada e indevida de uma das partes, no caso o incorporador ou a construtora. Naturalmente não seria justo tampouco razoável não se admitir a retenção, pelo vendedor (incorporador, construtora), de parte das prestações pagas. Tal retenção se justifica e tem razão de ser como forma de indenizá-lo pelos prejuízos suportados, notadamente as despesas administrativas realizadas com a divulgação, comercialização e corretagem, além do pagamento de tributos e taxas incidentes sobre o imóvel. Sem falar na eventual utilização do bem pelo comprador. Todavia, tal retenção de valores, pelo vendedor, deve se dar dentro de um patamar moderado, razoável. Não são raros, é bom que se diga, contratos que prevêem a perda, pelo comprador, do total das parcelas pagas, ou, senão, a perda da maior parte delas, o que, evidentemente, agride o que seria justo. Regra geral, de acordo com seguidas decisões judiciais e precedentes nesse sentido, a retenção a título de abatimento dos valores pagos em caso de distrato do contrato de compra e venda situa-se no patamar médio entre 10% a 20% do montante das prestações pagas. A jurisprudência da Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça, por exemplo, já consolidou entendimento no sentido da possibilidade de resilição (modo de extinção dos contratos por vontade de um ou dos dois contratantes) do compromisso de compra e venda diante da incapacidade econômica do comprador. Por igual, também expressou entendimento de que a retenção, pelo vendedor, do percentual indicado (entre 10% e 20% do valor pago) seria razoável para cobrir as despesas feitas por este, de acordo as peculiaridades e circunstâncias do caso concreto. * Doutor Francisco Cunha Souza Filho


JUSTIÇA&DIREITO

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D6

TRF4 nega liminar contra o Senado aprova perda TRE-PR mantém a cassação Programa Mais Médicos automática de mandato do prefeito de Jandaia do Sul O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou na para parlamentar condenado A Corte, na última quinta-feira (12), por unanimidade, deu última terça-feira (10/9) o pedido feito pelo Conselho Regional de Medicina do RS (Cremers) para não realizar o registro provisório de profissionais estrangeiros cadastrados no Programa Mais Médicos. O órgão de classe ingressou com ação civil pública contra a atuação dos médicos inscritos no programa instituído pelo Governo Federal sem o diploma revalidado e sem proficiência em Língua Portuguesa. Após ter o pedido de liminar negado pela Justiça Federal de Porto Alegre no final de agosto, o Conselho recorreu ao TRF4 alegando que o descumprimento dessas condições coloca em risco a saúde da população. Para a entidade, o atendimento médico envolve uma compreensão adequada e suficiente por parte do médico sobre os sintomas que os pacientes ou familiares descrevem, sob pena de um diagnóstico equivocado. Além disso, afirmou que o programa fere o princípio da isonomia previsto no artigo 5º da Constituição Federal, já que dá tratamento privilegiado a profissionais formados no exterior. O desembargador federal Luís Alberto d´Azevedo Aurvalle, relator do caso no tribunal, entendeu que o programa não viola, em princípio, qualquer dispositivo legal. “Entendo ser de maior gravidade o perigo inverso,visto que mais nocivo ao interesse público vem a ser a falta de assistência médica da população do que a assistência prestada por médicos estrangeiros intercambistas”, afirmou. Ainda de acordo com a decisão, a União afastou a necessidade da revalidação do diploma de quem estudou em faculdade de medicina estrangeira apenas para a situação específica da atuação no âmbito do Programa Mais Médicos.

TRT-PR

Magistrados tomam posse no Tribunal Regional do Trabalho Aconteceu na manhã da última quinta-feira, 12 de setembro de 2013, no Gabinete da Presidência do TRT do Paraná, o ato de posse do Juiz Luzivaldo Luiz Ferreira (nascido na cidade de Ourinhos-SP, graduado pela Faculdade de Direito de Bauru) no cargo de titular da Vara do Trabalho de Marechal Cândido Rondon e do Juiz Júlio Ricardo de Paula Amaral (nascido em Santa Mariana-PR, graduado em Direito pela Universidade Estadual de Londrina) no cargo de titular da Vara do trabalho de Dois Vizinhos. Ambos foram aprovados no concurso público do TRT-PR no ano de 2002 e desde então exerceram a judicatura em diversas localidades do Estado. Na mesma ocasião, foi também realizado o Ato de Posse de Thais Meireles Pereira Villa Verde, graduada em Direito pela Universidade Federal de Goiás) e de Julia Torres Gaze, ambas, no cargo de Juiz do Trabalho Substituto. Em seu discurso de saudação aos empossados, a Presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, Desembargadora Rosemarie Diedrichs Pimpão, destacou o real papel do Magistrado contemporâneo na sociedade, de quem se “espera o exercício de uma influência que tenha como tônica aquela humildade que caracteriza o mais nobre dos líderes: o líder servidor. Aquele que não faz referência a si mesmo, mas aos princípios, às lições da justiça e da ética – elementos que fundamentam o direito positivado”. No atual biênio presidencial, ocorreram até o momento 13 promoções de juízes do trabalho substitutos além do ingresso de 17 novos juízes substitutos mediante concurso público.

O Plenário do Senado aprovou na última quarta-feira (11), em primeiro e segundo turnos, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/13, que determina a perda imediata dos mandatos de parlamentares condenados, em sentença definitiva, por improbidade administrativa ou crime contra a administração pública. A PEC 18, do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), voltou ao centro das atenções depois que a Câmara decidiu manter no cargo o deputado Natan Donadon (sem-partido-RO), preso há mais de dois meses no presídio da Papuda, em Brasília. O deputado foi condenado a 13 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal por peculato e formação de quadrilha. A matéria segue para votação na Câmara dos Deputados. O placar do primeiro turno foi 69 votos a 1; o do segundo, 61 a 1. Votou contra a matéria o senador João Alberto (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética. Segundo ele, ainda que condenado, o parlamentar dever ser ouvido pela Casa da qual é membro.

Justiça Eleitoral

Londrina-PR conclui a revisão biométrica Foi concluído o recadastramento biométrico dos eleitores de Londrina-PR, iniciado em 4 de março deste ano. Foram revisados 288.158 eleitores pela Central de Atendimento ao Eleitor, o que representa um total de 83% do eleitorado da cidade. A operação durou 136 dias e atendeu, além dos eleitores já cadastrados no município, outros 26.802 novos eleitores, por alistamento ou transferência, totalizando, no fechamento da revisão, 314.960 eleitores aptos no dia 6 de setembro. Serão cancelados 60.532 títulos de eleitor, o equivalente a 17% do antigo eleitorado, por não comparecimento ao recadastramento biométrico.

Câmara dos deputados

Deputado José Carlos Araújo vai relatar processo contra Donadon O deputado José Carlos Araújo (PSD-BA) foi indicado relator do processo contra o deputado afastado Natan Donadon (sem partido-RO) no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Araújo disse que o processo contra Donadon deverá ser rápido. Ele informou que pretende apresentar o parecer preliminar na próxima quarta-feira (18). O processo foi instaurado na última quarta-feira (11) a pedido do PSB. O partido entrou com uma representação contra Donadon logo depois da votação, pelo Plenário da Câmara, em que não foi alcançado o número suficiente de votos para a cassação de Donadon. Natan Donadon está preso em Brasília desde o dia 28 de junho, condenado em última instância pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelo desvio de R$ 8,4 milhões da Assembleia de Rondônia, quando era diretor financeiro da instituição. No início de julho, a Câmara suspendeu o pagamento de salário a Donadon e exonerou seu gabinete.

parcial provimento a recurso eleitoral para declarar a inelegibilidade de Dejair Valério e Leandro de Souza Silva, aplicando-lhes, solidariamente, a multa prevista no artigo 73, §§ 4º e 5º, da Lei nº 9.504/97, no valor de cinco mil UFIR e a inelegibilidade de Carlos Alberto Favaro, bem como a redução para o valor de trinta mil para cinco mil UFIR a multa aplicada José Rodrigues Borba. Para o relator, Desembargador Edson Vidal, “a implementação de benefícios fiscais no ano das eleições, em programa de regularização fundiária configura conduta vedada prevista no artigo 73, §10, da Lei 9.504/97, restou demonstrada grave, capaz de desequilibrar o pleito e ensejar a aplicação de multa e cassação do diploma dos eleitos” e “a multa prevista no §4º, do art. 73, da Lei nº 9.504/97, aplicada ao responsável pela conduta ilegal e aos candidatos beneficiados, deve ser reduzida para cinco mil UFIR, ante a ausência de fundamentos para a aplicação acima do mínimo legal”. A ação de investigação judicial eleitoral originária teve por fundamento a utilização abusiva da Rádio Cidade Jandaia pela divulgação de atos de governo durante propaganda eleitoral gratuita e o enaltecimento da administração do então prefeito José Rodrigues Borba, a utilização do Jornal Espaço Aberto para veicular publicidade eleitoral e a distribuição gratuita de 272 escrituras pública de registro de imóveis beneficiando os então candidatos Dejair Valério e Leandro de Souza Silva. Na sentença originária, proferida pelo Dr. João Gustavo Rodrigues Stolsis, juiz da 70ª Zona Eleitoral de Jandaia do Sul, foi determinada a diplomação e posse dos segundos colocados nas eleições municipais, Benedito José Pupio (prefeito) e Valdecir Albieri (vice-prefeito), que obtiveram 40,08% dos votos válidos.

STJ

Golden Cross deve pagar R$ 12 mil a beneficiário por negativa de cobertura para implantação de stent É devida compensação por danos morais em decorrência da negativa de cobertura para a implantação de stent. O entendimento é da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao fixar em R$ 12 mil o valor da indenização por danos morais, devida pela Golden Cross Assistência Internacional de Saúde Ltda., a beneficiário de seu plano de saúde. O beneficiário ajuizou a ação contra a Golden Cross em virtude da negativa indevida de cobertura para a implantação de stent, utilizado em procedimento cirúrgico para aliviar a redução do fluxo sanguíneo aos órgãos devido a uma obstrução, de modo que mantenham um aporte adequado de oxigênio. Em primeira instância, o magistrado condenou a Golden Cross ao pagamento das despesas relativas à implantação do stent, embora não tenha reconhecido ser devida a compensação por danos morais. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) manteve a sentença. Segundo a relatora, ministra Nancy Andrighi, o tribunal estadual divergiu do entendimento do STJ no sentido de que, embora geralmente o mero inadimplemento contratual não gere direito à compensação por danos morais, nas hipóteses de injusta negativa de cobertura por plano de saúde, essa compensação é devida.


Diário Indústria&Comércio

JUSTIÇA&DIREITO Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D7

CNJ TRF4 diminui valor da condenação de Ziraldo e Aumento da produtividade Decisão Judicial cassa diplomas de prefeito e vice mantém seus direitos políticos deve continuar como O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) deu parcial prioridade do Judiciário O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná publicou, nesta provimento aos recursos do cartunista Ziraldo Alves Pinto e do Justiça Eleitoral PR

quinta-feira (12), no Diário da Justiça Eleitoral, sentença do Juízo da 203ª Zona Eleitoral que cassou os diplomas do prefeito e do vice-prefeito de Cantagalo, na região centro-sul do Estado, em virtude de captação ilícita de sufrágio (“compra de votos”) durante as eleições municipais de 2012. A decisão judicial também convoca novas eleições para esses cargos. A ação foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral, com base em investigação conduzida pelo GAECO. Houve recurso contra a sentença por parte dos agentes públicos. A sentença está publicada na íntegra nas páginas 19 a 24 do Diário da Justiça Eleitoral - Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, de 12 de setembro.

Ministério Público assina termo de ajustamento de conduta com Chevron O Ministério Público Federal assinou na última sexta-feira (13) um termo de ajustamento de conduta (TAC) com a Chevron Brasil, a Chevron Latin America e a Transocean Brasil, apontadas como responsáveis pelos vazamentos de petróleo no Campo de Frade, entre novembro de 2011 e março de 2012. O TAC poderá extinguir as duas ações civis públicas contra as empresas depois do acidente. Segundo o Ministério Público, as empresas terão que se comprometer com ações inéditas de precaução e prevenção de incidentes, além de ter que fazer compensações pelos vazamentos ocorridos em Frade, na Bacia de Campos. O TAC será encaminhado para homologação na 1ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Representantes da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estarão presentes na assinatura do termo. Os vazamentos ocorreram durante perfuração do poço 9-FR50DP-RJS. Segundo a ANP, houve uma fratura no leito do oceano que permitiu a liberação de um volume equivalente a 3,7 mil barris de petróleo no mar.

Pastor é condenado a 15 anos de prisão por estupro O pastor Marcos Pereira da Silva foi condenado na última quarta-feira (12) a 15 anos de prisão por estupro de uma seguidora da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, da qual ele era líder. Marcos Pereira está preso desde 8 de maio, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio de Janeiro. A condenação foi feita pela 2ª Vara Criminal de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O crime foi cometido no final de 2006, dentro de igreja. Segundo denúncia do Ministério Público, o pastor se valeu da condição de presidente da congregação para cometer o estupro. Além disso, segundo o Ministério Público, Marcos Pereira amedrontava as fieis, dizendo que, se contassem sobre o estupro a outras pessoas, seriam possuídas por espíritos malignos e sentiriam “o peso das mãos de Deus”.

ex-prefeito de Foz do Iguaçu Paulo Mac Donald Ghisi, condenados por improbidade administrativa pela Justiça Federal. Eles respondem por denúncias de irregularidades na realização do 3º Festival de Humor das Cataratas do Iguaçu, que ocorreu em 2005. A decisão foi publicada na última quarta-feira (11/9) no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região. A 3ª Turma do tribunal diminuiu de R$ 200 mil para R$ 65 mil o valor a ser pago solidariamente por Ziraldo e Ghisi . Eles deverão pagar apenas a diferença entre o acordado no convênio para a prestação de serviços ao festival e o valor pago pela prefeitura. “Não se pode negar que o réu Ziraldo realizou efetivamente o serviço, por meio da empresa The Raldo Estúdio de Artes e Propaganda. O dano ao erário, a meu sentir, limitase à diferença imotivada, que se agregou aos serviços”, afirmou o relator do processo, desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz. O tribunal também manteve os direitos políticos de Ziraldo e de Rogério Romano Bonato, ex-presidente da Fundação Cultural do Município, o 3º réu do processo, que haviam sido suspensos pela sentença. Segundo Thompson Flores, a conduta de improbidade dos réus não se deu com a utilização de poder político. Ziraldo, Ghisi e Bonato foram condenados pela Justiça Federal de Foz do Iguaçu por convênio assinado entre a prefeitura de Foz do Iguaçu e a empresa The Raldo Estúdio de Arte e Propaganda, por meio da qual Ziraldo atuou.

TST

Pedreiro não consegue obter nulidade de contrato por obra certa Um trabalhador da construção civil não teve êxito em sua tentativa de convencer a Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho de que seu contrato por tempo determinado com a Flasa Engenharia e Construções Ltda. teria sido uma fraude. Ao negar provimento a agravo interposto pelo pedreiro, ficou confirmada a improcedência dos pedidos formulados por ele em ação trabalhista julgada pela 3ª Vara do Trabalho de Diadema (SP). No recurso de revista, trancado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), o empregado defendeu a nulidade do contrato por obra certa e pediu o reconhecimento do acerto contratual por tempo indeterminado, o que lhe garantiria o direito ao pagamento de verbas rescisórias. O pedreiro explicou que foi demitido “sem maiores explicações”. O Regional negou provimento ao recurso, sob o fundamento de que o empregado, ao ajuizar a ação, em momento algum questionou a natureza jurídica do contrato de trabalho por prazo determinado, no caso contrato por obra certa. Não houve sequer pedido de nulidade desta modalidade contratual. No TST, o agravo de instrumento por meio do qual o pedreiro pretendia destrancar seu recurso de revista foi analisado pelo ministro Brito Pereira. De acordo com o relator, a decisão se deu de acordo com as provas produzidas no processo. Desse modo, verificar as alegações do empregado demandaria reavaliação do conjunto probatório, conduta vedada pela Súmula 126 do TST. A decisão foi unânime.

Representantes dos Conselhos e Tribunais brasileiros concluíram, na última quinta-feira (12/9), no auditório do Tribunal Superior do Trabalho (TST), a reunião preparatória para o VII Encontro Nacional do Poder Judiciário, com indicações de que pretendem manter como prioridade, para 2014, o aumento da produtividade e dos julgamentos, com atenção especial aos processos de improbidade administrativa e de crimes contra a administração pública. De acordo com Ivan Bonifácio, diretor do Departamento de Gestão Estratégica do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), esses foram os pontos em comum a todos os ramos da Justiça. Durante o encontro preparatório, cada segmento do Judiciário apresentou suas prioridades, que serão analisadas pela Comissão Permente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento, do CNJ, antes de serem apreciadas no Encontro Nacional, que será realizado em novembro, em Belém/PA. Os tribunais estudaram e ofereceram propostas para o aperfeiçoamento do Judiciário, comentou a ministra Maria Cristina Peduzzi, conselheira e presidente da Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento, do CNJ, ao ressaltar a importância do planejamento estratégico. Ela lembrou ainda a importância da definição de políticas de superação das dificuldades e de implantação das melhores práticas no Judiciário. O juiz auxiliar da Presidência do CNJ Clenio Schulze explicou que os participantes da reunião optaram por estabelecer um número mais reduzido de metas, para permitir maior efetividade e a melhoria do controle por parte dos próprios tribunais.

Justiça do Paraná

Aprovação do Código de Normas para o Foro Extrajudicial O Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Paraná, em sessão de julgamento no último dia 6/9/2013, aprovou, por unanimidade de votos, a proposta do Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador Lauro Augusto Fabrício de Melo, de alteração do Código de Normas para o Foro Extrajudicial. A proposta foi elaborada por um grupo de trabalho (Portaria nº 02/2012), sob coordenação da Juíza Auxiliar Vânia Maria da Silva Kramer e contou com a colaboração dos Juízes Auxiliares Carlos Maurício Ferreira e Guilherme Frederico Hernandes Denz, dos Magistrados Irajá Pigatto Ribeiro, Rodrigo Fernandes Lima Dalledone e Mauro Henrique Veltrini Ticianelli, bem como dos servidores Mariane Rodrigues Hyczy Lopes (Secretária), Luana Carneiro Clock, Jorge Luiz Gomes Macedo, Paulo Roberto Altheia de Mello e Carlos Alberto Giovaneti Cavalheiro. Dentre as inovações trazidas pela proposta aprovada, estão: a disposição legal na forma de artigos, a criação de uma parte geral específica para o Foro Extrajudicial e a regulamentação expressa dos últimos atos normativos editados pelo Conselho Nacional de Justiça, tais como os Provimentos de nº 16/2012 (Reconhecimento espontâneo de filhos), 28/2013 (Registro de Nascimento Tardio) e 34/2013 (Livro Diário Auxiliar da Receita e da Despesa).


JUSTIÇA&DIREITO

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, segunda-feira, 16 de setembro de 2013 | Pág. D8

Prevenção jurídica pode reduzir custos das empresas com acidentes de trabalho

Semana da Execução Trabalhista beneficia 49 mil pessoas

O custo dos acidentes de trabalho no Brasil somam cerca de R$ 70 bilhões anuais, ou seja, o país perde essa enorme monta com ocorrências envolvendo acidentes de trabalho, o que significa gastos com sistema de saúde, previdência social e a consequente elevação da carga tributária aos empresários. Os dados estatísticos de acidentes de trabalho no Brasil, divulgados pelo Ministério da Previdência Social, indicam 711 mil acidentes ocorridos, dos quais cerca de 3.000 com a consequência morte. Além dos aspectos que cercam a prevenção, existem também critérios jurídicos que atingem economicamente as empresas. O advogado da Pactum Consultoria Empresarial, Renato Lana,

A Semana Nacional da Execução Trabalhista chegou ao final com a plena participação de todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) e a resolução de várias dívidas trabalhistas. O evento atendeu 49.165 pessoas em todo o país. De acordo com os dados, foram realizados 937 leilões e 23.824 audiências, que resultaram em 10.381 acordos. A Semana Nacional da Execução Trabalhista, que se realizou entre os dias 26 e 30 de agosto, contou com o apoio do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). Cada TRT organizou sua própria forma de resolver as execuções trabalhistas sob sua alçada. O presidente do TST e do CSJT, ministro Carlos Alberto Reis de Paula, comemorou os resultados e acredita que a conciliação ainda é “o melhor caminho” para resolver causas trabalhistas. Na Semana, registrou-se o pagamento de R$ 647 milhões em dívidas trabalhistas, sendo R$ 266 milhões provenientes de acordos, R$ 138 milhões advindos de leilões e R$ 241 milhões pagos por meio de bloqueios do BacenJud.

afirma que além dos cuidados técnicos, o tema necessita também de suporte na área do Direito. “Evitar acidentes no trabalho, além de garantir produtividade, também traz economia à empresa. Isso porque a legislação brasileira nesse aspecto é bem consistente”, alerta ele. O SAT (Seguro de Acidente de Trabalho) ajustado pelo FAP (Fator Acidentário de Prevenção), por exemplo, pode variar conforme a quantidade e o resultado de acidentes ocorridos nas empresas nos últimos anos. “Quanto mais problemas a organização tiver, maior será a alíquota dessa contribuição”, aponta Lana. Com as orientações dirigidas à Medicina e Segurança do Trabalho, é possível minimizar o

absenteísmo por acidentes, além de melhorar o ambiente contaminado e evitar uma carga tributária majorada. “O investimento agora previne prejuízos no futuro”, assinala o advogado da Pactum. Além dos custos diretos, há ainda os custos indiretos que afetam o cotidiano das empresas, como a perda de tempo causada pelos acidentes, a destruição de máquinas e equipamentos, a interrupção da produção, a destruição de insumos e materiais e a criação de um ambiente que desfavorece o bom desenvolvimento dos trabalhos. Além disso, há também as despesas com afastamento dos empregados e contratação de mão de obra, treinada, para a substituição.

TRF4 mantém caráter assistencial da ASCAR/Emater até julgamento final do processo O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu na última quinta-feira (11/9) que a Ascar (Associação Sulina de Crédito e Extensão Rural), associação de caráter assistencial que atua junto à Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), segue como entidade beneficente de assistência social, com direito à imunidade tributária, até o julgamento final da ação popular. A 1ª Turma deu provimento parcial ao recurso da União, que pedia a suspensão de liminar. A referida liminar suspendeu ato administrativo da União que retirava o certificado de entidade assistencial da Ascar, ocasionando, juntamente, o fim de sua imunidade às contribuições da seguridade social. A União alega que os diretores da associação são remunerados, o que retiraria o caráter assistencial da ASCAR. A relatora do processo no TRF4, desembargadora federal Maria de Fátima Freitas Labarrère, acolheu o entendimento do juiz de primeiro grau Leandro Pauslen. Na liminar concedida pelo magistrado e mantida parcialmente pelo tribunal, Pauslen entende que a Emater é uma estrutura complexa, sendo imprescindível a pro-

TRT da 12ª Região abre processo de remoção para juíz substituto

O entendimento de primeiro grau foi acolhido pela relatora do processo no TRF4, desembargadora federal Maria de Fátima Freitas Laarrère

fissionalização da administração da entidade. “Efetivamente, não há como administrar instituição tão grande sem contratar pessoas para a realização do gerenciamento em tempo integral, devidamente remunerados”, ponderou.

Maria de Fátima acompanhou o entendimento de que tal remuneração não pode ser confundida com a distribuição de patrimônio ou renda vedada pelo Código Tributário Nacional às entidades assistenciais.

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (Santa Catarina) abriu inscrições para o processo de remoção nacional para provimento de um cargo de juiz do trabalho substituto. O processo de remoção destina-se ao provimento de 2 cargos vagos. Os requerimentos de inscrição deverão ser formulados à Presidência no período de 30 dias, contados a partir do primeiro dia útil após a publicação deste Edital no Diário Oficial da União, 6 de setembro. Os documentos devem ser enviados para a Secretaria Geral da Presidência, com endereço na Rua Esteves Junior, n. 395, Centro, Florianópolis, Santa Catarina, CEP 88.015-905.

Censo passa de 100 mil questionários respondidos No início da manhã da última quinta-feira (12/9), o Censo Nacional do Poder Judiciário bateu a casa dos 100 mil questionários respondidos. O número representa quase um terço dos servidores da Justiça, que gira em torno de 315 mil pessoas. Por dia, cerca de 6 mil servidores respondem às perguntas elaboradas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que pretende

conhecer o perfil dos servidores do sistema judiciário brasileiro e sua opinião sobre questões relevantes do trabalho. A coleta dos dados teve início em 26 de agosto. O ramo com melhor participação dos servidores tem sido o da Justiça Militar Estadual, com 80,3% de respostas enviadas. A Justiça Eleitoral vem em segundo lugar, com 48,4%

de questionários respondidos pelos seus servidores. Na sequência, vêm Justiça do Trabalho (38,8%); Justiça Estadual (33,8%), Federal (33,7%) e Tribunais Superiores (27,1%). De acordo com o Sistema de Acompanhamento do Censo, o Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul lidera o ranking com 98% de adesão; em seguida, está o Tribunal Militar

do Estado de São Paulo (84%). Os Tribunais Regionais Eleitorais do Rio de Janeiro e Paraná vêm empatados em terceiro, com 71% de questionários respondidos. O Censo termina no dia 9 de outubro, seu resultado deve nortear os tribunais e o CNJ na elaboração de políticas públicas que melhorem a prestação dos serviços judiciais.


Diário Indústria&Comércio