Page 1

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8910 | R$ 1,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá HOSPITAL EVANGÉLICO COM VIDA NOVA: A VERDADE DOS NÚMEROS

A leitura de relatórios geralmente é tarefa enfadonha, os números ‘massacrantes’, os detalhes muitas vezes só interessam aos envolvidos diretamente no projeto enfocado. O da Sociedade Evangélica Beneficente (SEB), de 2012, assinado pelo presbítero João Jaime Nunes Ferreira ganha nova configuração Página | A3

Curitiba tem maior porcentagem de famílias endividadas no país No indicador das famílias com dívidas em atraso, as capitais do Sul apresentaram redução em 2012 página a4

PR vai investir R$ 54 mi em hospital e unidades de saúde

José Gomercindo/ANPr

Roseli Abrão Camargo, o novo conselheiro do TC

O deputado Fábio Camargo, do PTB, será o novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, ocupando a cadeira que até o mês de maio era de Hermas Brandão. página a5

Dólar fecha na menor cotação em quase 20 dias O dólar caiu para abaixo de R$ 2,23 e fechou na menor cotação em quase 20 dias. O dólar comercial encerrou esta segundafeira (15) vendido a R$ 2,2243, o menor valor desde 28 de junho, quando a cotação havia fechado a R$ 2,2317.

INDICADORES FINANCEIROS

Governador com a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa e o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anuncia investimentos para o atendimento da Saúde em Curitiba página a2

Fabio Camargo é o novo conselheiro do Tribunal de Contas Durante votação secreta ocorrida ontem na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o deputado Fabio Camargo foi eleito conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR). Do total de 52 votos, Camargo recebeu 27. A votação secreta impede a identificação do voto de cada parlamentar. O segundo colocado foi o deputado Plauto Miró (DEM), com 22 votos. O advogado Tarso Cabral Violin teve dois votos. Paulo Roberto Drabik recebeu um voto. Dois votos foram em branco. Fabio Camargo chegou a

Sandro Nascimento/Alep

receber três pedidos de impugnação de sua candidatura ao cargo de conselheiro, que foram rejeitadas pela comissão especial que analisou os candidatos.

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

ALFA HOLDING ON TECNOSOLO ON RECRUSUL PN PET MANGUINH DO 0,25 MMX MINER ON NM

Maiores QUEDAS

4,00 0,04 0,04 0,11 1,37

COTAÇÃO

AMPLA ENERG ON * MPX ENERGIA DO 6,45 MINUPAR ON IGUACU CAFE PNA MET DUQUE PN

1,09 0,70 0,05 2,91 8,00

ACP comemora o Dia do Comerciante e presta homenagens a grandes personalidades do Paraná

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

MMX MINER ON NM OGX PETROLEO ON NM USIMINAS PNA N1 USIMINAS ON N1 LLX LOG ON NM

Maiores QUEDAS COPEL PNB N1 CIA HERING ON NM SOUZA CRUZ ON SUZANO PAPEL PNA N1

1,37 0,50 7,56 7,83 0,74

COTAÇÃO 28,49 31,25 27,57 8,19

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,1900

2,3300

Dólar comercial 2,2236

2,2243

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

2,9013

2,8985

“No transcurso do Dia do Comerciante, em reconhecimento à importância do segmento para o desenvolvimento socioeconômico de Curitiba e do Paraná, é com incontida satisfação que dirigimos uma mensagem de apreço e solidariedade a todos quantos se envolvem na atividade comercial”.

Edson Ramon, presidente da ACP

Ouro (Grama/R$): 92,50

“Os homenageados pela Associação Comercial do Paraná no Dia do Comerciante são personalidades que espelham os valores e a trajetória empreendedora de Ildefonso Pereira Correia. Eles mantêm viva a história do patrono do comércio de Curitiba”.

Camilo Turmina, coordenador do Conselho das Câmaras Setoriais da ACP

“Associações, instituições e a população em geral estão sendo convidados a dar sua contribuição para a administração, seja nas audiências públicas ou nos conselhos municipais. Essa aproximação tem contribuído para a adoção de medidas importantes para fomentar os negócios na cidade”.

“Eu gosto muito do comércio. Tenho paixão por isto aqui. Esta loja é minha casa. Tenho duas casas. Esta loja e aonde moro. Saio de uma e vou para outra. E vice versa. É uma vida muito agradável. Sempre recebendo amigos. Muitos vem aqui só para conversar”.

Gustavo Fruet prefeito de Curitiba

Carlos Costa Coelho, comerciante

Acesse a edição digital

Editorial

www.icnews.com.br

O

Crédito imobiliário nas alturas

volume de contratações de financiamentos imobiliários concedidos pela Caixa Econômica Federal está cada vez maior. Sinal de que o brasileiro está buscando seu imóvel mais do que nunca - reflexo do aumento da renda, da diminuição do desemprego e das facilidades de crédito. Tudo isso deve continuar para o bem do país. A compra do imóvel precisa ser cada vez mais facilitada pelas ferramentas do governo e pela economia em geral.

O Editais na página b1

CMYK

crédito imobiliário somou R$ 66,63 bilhões nos seis primeiros meses do ano, alta de 44% em relação aos R$ 45,9 bilhões registrados no mesmo período do ano passado.

O

desempenho levou a Caixa a ampliar, de R$ 126 bilhões para R$ 130,2 bilhões, a estimativa de contratações de financiamentos imobiliários para 2013. De janeiro a junho, mais de 711 mil contratos foram assinados, o que equivale à concessão média diária de R$ 537,2 milhões e 5.783 contratos por dia.

E

m valores, a maior parte do total emprestado, R$ 38,03 bilhões, foi destinada à compra de imóveis prontos, novos ou usados. O restante, R$ 28,6 bilhões, foi concedido para o financiamento de empreendimentos habitacionais em construção ou prestes a construir.

Central de Atendimento: 41 3333.9800

Empresas de Curitiba conquistam prêmio nacional

O acabamento estrutural do luxuoso restaurante Swadisht, que serve cozinha indiana em Curitiba, venceu o 1° Prêmio Top Placo de Obras, como a melhor obra com utilização de Drywall na categoria “Corporativo”, em concurso promovido pela Placo Saint-Gobain.

“Atualmente, temos um planejamento estratégico que foi implantado em 2012 e prevê ações até 2014. Entre as mais recentes, podemos destacar as nossas últimas inaugurações, que foram a unidade de Jaraguá do Sul (SC), e a loja da Avenida das Torres, em Curitiba”.

Eduardo Balaroti, diretor de marketing e vendas do grupo Balaroti

Consultores avaliam Programa Empreender na região Sudoeste

Na última sexta-feira (12) consultores da região Sudoeste do Empreender realizaram encontro de avaliação do programa. A reunião aconteceu no auditório da Associação Empresarial de Francisco Beltrão. O próximo encontro de avaliação acontece em outubro.

Pág. b1

e-mail: pauta@induscom.com.br

Pág. A4

Pág. b1


CURITIBA

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. A2

Previsão do tempo

Mín.: 13° | Máx.: 18°

O tempo continua estável em todas as regiões do estado do Paraná durante a segunda-feira. Um nova massa de ar frio ingressa na Região Sul e o frio continua nos três estados. Como o ar que predomina é seco, o tempo fica com predomínio de sol desde as primeiras horas do dia. fonte: www.simepar.br

Saúde

PR vai investir R$ 54 mi em hospital e unidades de saúde Do total, R$ 30 mi serão aplicados na construção do Hospital Municipal da Zona Norte

Obra na Unidade de Socioeducação de Foz do Iguaçu é finalizada Depois de seis meses de trabalho intenso e um investimento de R$ 958 mil do Fundo Estadual da Infância e da Adolescência (FIA), um dos maiores Centros de Socioeducação do Estado, o Cense Foz do Iguaçu, teve as obras de reforma finalizadas ontem. A secretária estadual da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, disse que a entrega da primeira reforma de grande porte mostra o esforço do Governo do Estado em transformar o sistema socioeducativo no Paraná. “Estamos investindo fortemente para dar um atendimento digno para estes adolescentes. Não poupamos esforços para que estes meninos e meninas voltem para suas famílias e possam escrever uma nova história”, afirma. Em todo estado existe atualmente 18 Censes e seis Casas de Semiliberdade. Destes, 70% dos Censes estão em reforma. Já das seis Casas de Semiliberdade, quatro já tiveram

as reformas finalizadas, uma está em obras e a outra está com a estrutura em perfeitas condições. Com relação a novas unidades, as duas novas Casas de Semiliberdade – Paranavaí e Umuarama – serão entregues em breve para as comunidades. A Semiliberdade de Toledo deve iniciar a obra ainda neste semestre. A substituição dos Censes de Cascavel e Pato Branco está em curso. Os processos para a construção foi viabilizada e entram em processo licitatório nos próximos meses, assim como as novas unidades Apucarana e Guarapuava. O Cense de São José dos Pinhais está em processo de finalização da obra e ainda este semestre será colocada em funcionamento. Ao final de todo processo de reforma e ampliação o Paraná contará com 21 Censes e nove Casa de Semiliberdade compondo um dos sistemas de socioeducação mais estruturado do País.

Paraná vai informar a qualidade do ar em tempo real O Paraná será o segundo Estado do país a divulgar o monitoramento da qualidade do ar de fontes fixas em tempo real, depois de São Paulo. O avanço é resultado de uma parceira entre o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), da Petrobras, que garante investimentos no setor. O projeto começa a ser implantado esse ano em Curitiba e Região Metropolitana e seguirá para as maiores cidades do interior do Estado até a metade de 2014. O acordo firmado garante a aquisição de novos equipamentos para o IAP e também o desenvolvimento de sistemas de gestão da qualidade do ar compatível ao já utilizado pelo IAP e pelo Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec) – instituição parceira do órgão ambiental que possui oito estações de monitoramento em Curitiba e Região Metropolitana. “Esse sistema é uma atualização do que hoje é usado pelo IAP e vai possibilitar o acompanhamento, em tempo real, da qualidade do ar que e a agilização das informações entre o IAP e as indústrias”, explicou a chefe do Departamento de Tecnologia Ambiental, Dirlene Cavalcanti.

A Repar investirá até R$ 1,5 milhão no projeto, recursos que devem estar disponíveis para o IAP no prazo de seis meses. O acordo também prevê a criação de outro sistema de informação que irá permitir a Declaração das Emissões Atmosféricas de Fontes Fixas, na qual as indústrias instaladas no Paraná poderão declarar suas emissões e anexar documentos comprobatórios de forma eletrônica. O IAP poderá, então, verificar e validar as informações prestadas pelas empresas. Além disso, está prevista a aquisição de equipamentos de informática modernos que permitirão o acesso aos dados. “Em contrapartida, nós estamos investindo mais R$ 5 milhões na compra de mais seis estações de monitoramento, que irão atender as cidades de Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu, Cascavel, Ponta Grossa e Paranaguá, além de mais uma estação móvel que poderá será utilizada por nossos técnicos de acordo com a demanda”, afirmou o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto. A divulgação da qualidade do ar de Curitiba e Região Metropolitana - onde existem estações de monitoramento de fontes fixas - vem evoluindo ao longo da atual gestão.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

José Gomercindo/ANPr

O

governador Beto Richa anunciou ontem investimentos de R$ 54,2 milhões para a área da saúde de Curitiba e Região Metropolitana. Do total, R$ 30 milhões serão aplicados na construção do Hospital Municipal da Zona Norte. Outros R$ 18 milhões irão para a construção de um centro de atendimentos especializados. Com R$ 6,2 milhões serão construídas cinco unidades básicas de saúde na capital. “Estamos mais uma vez cumprindo o nosso compromisso de melhorar a qualidade de vida dos paranaenses, em especial o atendimento à saúde da população de Curitiba e região”, afirmou o governador. Os protocolos de intenção foram assinados em solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba, com a presença do secretário estadual de Saúde, Michele Caputo Neto, do secretário municipal de Saúde, Adriano Massuda, e o secretário municipal de Governo, Ricardo MacDonald Ghisi. Beto Richa ressaltou os avanços do Paraná na área da saúde. Ele citou os números divulgados pelo Ministério da Saúde, que apontam o Paraná, ao lado de Santa Catarina, como os que têm as melhores ações em saúde no país. “O Paraná é o Estado que mais reduziu a mortalidade materna. Conseguimos alcançar a menor taxa de mortalidade infantil da nossa história”, destacou. Ele ressaltou, também, que o Paraná passou do 10.º para o 4.º lugar no número de transplantes realizados. “Graças ao orçamento destinado à área da saúde, melhoramos o atendimento com ações em todas as regiões do Paraná”, disse o secretário da Saúde, Caputo Neto. Neste ano a área da saúde teve um aporte de R$ 390 milhões em seu orçamento, chegando a R$ 3,2 bilhões para 2013. Para MacDonald Ghisi, a parceria entre Estado e município garante avanços para a população. “Temos que trabalhar em conjunto em pontos importantes como a saúde, a educação e o transporte, para

Governador Beto Richa junto com a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa e o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anuncia investimentos para ampliar o atendimento da Saúde em Curitiba

que o melhor seja feito”, afirmou. O novo hospital será construído no Bairro Santa Cândida, na zona norte de Curitiba. Serão 200 leitos, dos quais 30 para unidades de terapia intensiva (UTI). O hospital será especializado em atendimento a urgências e emergências e atenderá cerca de 2 milhões de pacientes da capital e de municípios ao norte da Região Metropolitana. “Toda a população será beneficiada, pois essa nova unidade hospitalar irá desafogar os hospitais que hoje fazem este tipo de atendimento”, afirmou Caputo Neto. De acordo com Adriano Massuda, atualmente apenas os hospitais Evangélico, Cajuru e do Trabalhador atendem urgências e emergências. “Esse novo hospital é uma reivindicação antiga da população”, disse. O custo de construção do hospital está previsto em cerca de R$ 60 milhões. O Paraná repassa praticamente a metade do investimento necessário. A outra metade virá do Governo Federal. “O anuncio do governador é absolutamente importante para que este projeto seja

efetivado”, afirmou Massuda. Durante a solenidade foi assinada uma resolução que cria o grupo de trabalho com representantes do Estado e do município para elaborar o projeto de construção e implantação do hospital. O projeto deve ser finalizado até o ano que vem, quando será lançada a licitação da obra. O novo centro de especialidades deverá ser construído no mesmo local do hospital da zona norte, próximo a Colombo. São R$ 18 milhões para construção e compra de equipamentos do centro, que fará consultas, exames especializados e cirurgias eletivas. “Será uma contribuição importante para os hospitais da capital, pois os pacientes vão fazer todos os exames que precisam ali mesmo”, explicou Caputo Neto. O centro de especialidades será mantido pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde de Curitiba e Região Metropolitana. “Um sonho para nós, lideranças comunitárias, pois são anúncios importantes, de instituições que irão beneficiar toda a população da região norte”, salientou Nilson Pereira, presiden-

Contratação de engenheiros vai agilizar construções de escolas A Secretaria de Estado da Educação contará com reforço de profissionais para os projetos de obras e reformas de escolas. São 26 engenheiros civis e elétricos, além de topógrafos contratados pela Paraná Educação. Os novos profissionais foram recebidos ontem pelo vice-governador e secretário de Estado da Educação, Flávio Arns. Eles participam, em Curitiba, de curso de capacitação antes de assumirem suas funções nos 22 Núcleos Regionais de Educação do Paraná. Com a contratação, a secretaria garante maior rapidez na realização das melhorias necessárias na infraestrutura das escolas estaduais e conveniadas. “Teremos muito mais agilidade nos processo de obras de manutenção, reforma e construção para toda a rede pública do Paraná”, ressaltou Flávio Arns. Arns ainda lembrou que os novos engenheiros precisam pensar nas escolas para outro importante objetivo que a secretaria vem concretizando. “A implantação da educação integral exige a adequação de todos os ambientes físicos das unidades: refeitório, cozinha, laboratório, sala de professores, entre outros”, afirmou. Durante a reunião, Flávio Arns, destacou que uma das principais funções dos engenheiros é ouvir sempre a comunidade escolar e que os processos devem ser assinados pelos representantes da direção, Conselho Escolar, Associação de Pais e Grêmio Estudantil. “Assim, todos participam do processo para que a rede física seja uma referência, que a escola seja bonita,

José Fernando Ogura

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Flávio Arns, recebe os novos engenheiros civis e elétricos que irão reforçar as obras de reformas de escolas

acolhedora e competente na área pedagógica”, disse. Esta semana os engenheiros recebem informações sobre o trabalho da Superintendência de Desenvolvimento Educacional da Secretaria da Educação nas regionais. Licitações, orçamento, liberação de recurso, patrimônio histórico, segurança, legislação também fazem parte do curso. A engenheira Aline Ferreira vai trabalhar na Regional de Educação de Toledo. “A expectativa é fazer um bom trabalho. Utilizo a minha experiência de atendimento na manutenção de escolas, elaboração de projetos, de diálogo com as pessoas para atender as necessidades da educação”, disse. Esta é a segunda contratação de engenheiros por parte da Secretaria da Educação. Em 2012, foram contratados 13 profissionais que prestam serviços na Superinten-

dência e nos Núcleos Regionais de Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Telêmaco Borba, Guarapuava, União da Vitória e Irati. Para as melhorias na rede física das escolas, a Secretaria da Educação repassa recursos descentralizados por meio do Fundo Rotativo. O dinheiro pode ser utilizado para aquisição de bens de consumo ou para manutenção das unidades. Perto de 2 mil obras estão sendo realizadas com recursos de até R$ 15 mil reais em todas as regiões do Paraná. Para reparos e ampliações que exigem mais verba, a Secretaria implantou um programa de recursos descentralizados no valor de até R$ 150 mil reais. Em 2013, já são 500 escolas beneficiadas com o programa. A comunidade escolar decide como o dinheiro será aplicado e também acompanha a aplicação dos recursos.

te da Federação das Associações de Moradores de Curitiba e Região Metropolitana (Femoclam). De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, cerca de 30% dos pacientes que têm atendimento em hospitais da capital são oriundos da região metropolitana. Dos investimentos anunciados pelo governador, R$ 6,2 milhões são para a construção de cinco Unidades da Saúde da Família: Campo Alegre (Cidade Industrial de Curitiba), Jardim Aliança (Santa Cândida), Coqueiros (Sítio Cercado), Xaxim e Sabará. Os recursos já foram investidos e também se destinam a compra de equipamentos dos espaços. “Essas unidades novas vão atender regiões que estavam sem atendimento”, informou Massuda. Assim como em Curitiba, o Governo do Estado está investindo no atendimento básico de saúde em todas as regiões do Estado. Somente neste ano, o governador autorizou a construção de 108 unidades básicas, um investimento de R$ 58 milhões.

Parceria leva estudo e leitura para presos Presos do Sistema Penitenciário participam até quintafeira (25) da próxima semana do Curso de Mediação de Leitura. Parceria entre a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e a Fundação Cultural de Curitiba permitiu também a doação de livros para o programa de remição de pena pelo estudo e leitura, implantado pela Secretaria nos estabelecimentos penais do Estado. Participam do curso 35 mulheres na Penitenciária Central Feminina do Paraná (PCEF) e 20 homens da Penitenciária Central do Estado (PCE), unidades de regime fechado instaladas em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba. O curso é ministrado pela Fundação, no recesso escolar, como reforço ao Projeto de Remição da Pena pelo Estudo através da Leitura. A parceria foi firmada com a Coordenadoria de Educação, Qualificação e Profissionalização de Apenados, do Departamento de Execução Penal (Depen), vinculado à Secretaria de Estado da Justiça. Em outra ação, a FCC vai doar cerca de 500 livros ao Depen, pela Casa da Leitura. A entrega será feita às 10 horas desta quarta-feira (17/07), na sede da FCC. A doação de livros surgiu com o curso de Mediação de Leitura denominado “A Fase Hieroglífica do Pensamento”, que será ministrado por dois servidores da FCC.


Aroldo Murá G. Haygert

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

Diário Indústria&Comércio Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. A3

HOSPITAL EVANGÉLICO COM VIDA NOVA: A VERDADE DOS NÚMEROS 1- A leitura de relatórios geralmente é tarefa enfadonha, os números

investido no comércio e indústria era um verdadeiro capital, assim era ilegal não usá-lo no interesse do país e seu povo, mas também era ilegal cobrar juros sobre ele e foi um forte oponente da usura. João Jaime é o calvinista típico, defensor da livre empresa, aceita o juro, está naquela linha analisada por Max Weber: a riqueza é sinal de bênção do crente no Senhor. Bênçãos que devem, necessariamente, decorrer de labor intenso. A visão cristã de João Jaime é sólida. Topa, por exemplo, analisar a presença dos presbiterianos na História do Brasil, embrenha-se na presença de Villegaignon, século 17, e depois a dos holandeses protestantes em Pernambuco. Com passagem, é claro, por João Manuel da Conceição, o grande divisor d’água do mundo evangélico brasileiro, no final do século 19. E enquanto me expõe os números com que o bom entendedor percebe um autêntico renascimento do Hospital Evangélico (foram meia dúzia de casos que resultaram em óbitos suspeitos numa das 4 UTIs, em meio a milhares de enfermos que por lá passaram), João Jaime a mim parece um pouco Tomás de Aquino. Acentua bastante os números de seu relatório, concordando comigo quando cito o autor da Suma Theológica: na vida tudo é mensurável. O bem e o mal são mensuráveis.

‘massacrantes’, os detalhes muitas vezes só interessam aos envolvidos diretamente no projeto enfocado. O da Sociedade Evangélica Beneficente (SEB), de 2012, assinado pelo presbítero João Jaime Nunes Ferreira, seu presidente, ganha nova configuração, numa leitura de agora, especialmente porque ajuda a se compreender a obra de recomposição do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba empreendida pela nova direção da SEB e os seus conselheiros, enfim libertados de um jugo que se arrastou por duas décadas. O documento mostra a SEB vencendo borrascas herdadas de grupos político-partidários, e de efeito retardado como foram as situações creditadas à ação da médica Virgínia Soares numa das quatro UTIs da instituição.

TRAVESSIA DO MAR VERMELHO 2- Impossível ficar alheio à abertura do relatório. A começar pela

mensagem inicial, assinada pelo presidente da SEB, encimada por trechos do Salmo 37, aquele que fala na necessidade de confiança no Senhor e ordena que se faça o bem: “Faze o bem...” A declaração de abertura chega a ser comovente: “Com temor e tremor, ombreado por uma Diretoria comprometida em oração e ação temos buscado vencer os desafios de reposicionar a instituição, econômica e financeiramente, não imaginando figurar em capas de revistas ou jornais como melhor ou maior, mas sim como testemunho vivo do poder e glória do Senhor nosso Deus. “O Hospital Universitário Evangélico de Curitiba, obra do coração do Deus vivo, tal qual a travessia do mar vermelho, a queda dos muros de Jericó, assim é esta obra desde os seus primórdios.”

(CONCLUSÃO)

João Jaime Nunes Ferreira: o homem dos números

FACULDADE EVANGÉLICA 3– No texto inicial, há ampla referência à “Faculdade Evangélica do

Paraná, partícipe fundamental desta grande obra, e que tem recebido todo apoio para, desenvolver suas atividades com a qualidade que outrora a tornou referência nacional, tanto na graduação quanto na pós-graduação, em especial Stricto Sensu.” E cita também “o Centro de Educação Profissional Evangélico – CEPE, celeiro de profissionais da mais alta competência, agora funcionando junto a Faculdade, tem recebido apoio para desenvolver planejamento com vistas à ampliação de suas ações e por consequência dar maior suporte nas necessidades dos quadros do HUEC”

“TUDO É MENSURÁVEL” 4– João Jaime Nunes Ferreira é o homem dos números, dos balan-

ços, dos relatórios, das contas. Na tradição católica, ele estaria de alguma forma identificado com Santo Antonino, que é patrono dos juízes; e também muito invocado pelos contadores. Viveu no século 14 em Florença e a par de seu conhecimento teológico (Suma Moralis) voltou-se para realidades sociais: e ensinava que o Estado tinha o dever de intervir nos negócios comercias de bem comum, para ajudar os necessitados e desafortunados. Ele foi um dos primeiros cristãos a ensinar que o dinheiro

NUNCA NA MESMA MESA

Definitivamente, não convidem para a mesma mesa os deputados André Zacharow – que por 20 anos comandou o Hospital Evangélico de Curitiba – e Abelardo Lupion. Estranhamentos recentes entre os dois selaram o distanciamento que existia há tempo, segundo fontes de Brasília. O que se sabe é que Lupion tem um comportamento abertamente claro sobre a maneira de conseguir recursos (através de emendas parlamentares) a instituições como o Hospital Evangélico.

JORNAL É MAIS CONFIÁVEL (2) Da mesmíssima área: a revista britânica The Economist acaba de publicar uma ampla matéria sobre a crise vivida pela mídia brasileira, com demissões e ajustes especialmente em jornais. Atribui o fato às dificuldades econômicas que o país atravessa. Para a revista britânica, a chegada de novos leitores, esperados com a ascensão da chamada nova classe média, não ocorreu. Esse grupo – geralmente com baixa escolaridade ou mal escolarizado – preferiu as redes sociais. Estas, por sua vez, nos recentes episódios das manifestações de rua no país, diz ainda a revista, guiaram-se pelas informações apuradas basicamente por jornais como O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo.

NA TOCA DO COELHO

(espaço de Antonio Carlos Costa Coelho)

Mais uma do Manoel Ribas

Abelardo Lupion

JORNAL É O MAIS CONFIÁVEL

A Havas, uma das mais importantes agencias de relações públicas do Reino Unido, encomendou à Yougov Sixth Sense, empresa de pesquisa de opinião, uma pesquisa sobre os meios de comunicação mais confiáveis para os britânicos. Deu disparado os jornais, mais confiáveis para a maior parte dos britânicos do que o Facebook. Dois terços dos ouvidos disseram confiar no que lêem em jornais e menos de um quinto confia no que lê em rede social. Para assuntos locais, a pesquisa indicou que 67% preferem jornais da cidade e 35% ficam com o rádio.

A história é conhecida, mas é boa. É uma das tantas sobre Manoel Ribas. O interventor gostava de acordar cedo e cedo chegava à casa dos amigos. Contava Neusa Leitão, mulher de Rozaldo Leitão, prefeito de Curitiba nos anos 40, que frequentemente Manoel Ribas chegava antes das seis da manhã na sua casa. Ele vinha para o café e para conversar com o Rozaldo. Mas, num certo dia, um homem da terra chegou antes do interventor. Precisava de alguns favores que só um homem de poder poderia atendê-lo. Chegou e ficou esperando do lado de fora do palácio. Manoel Ribas chegou e viu aquele tipo na entrada. Perguntou o que ele queria. Respondeu que precisava falar com o interventor. Manoel, percebendo que o homem não o tinha reconhecido, deu uma sondada nos seus interesses: Posso saber qual é o assunto que o senhor tem a tratar com o interventor? – Preciso que ele me dê uma mão para conseguir um empréstimo. Preciso de crédito para plantar. – Mas, se ele não te atender, como ficará? Ah! Aí eu mando ele pra p.q.p. Manoel Ribas subiu para seu gabinete. Lá pelas tantas, depois de umas duas horas, pediu ao Coronel Scherer para chamar o tipo. Quando o interessado entrou na sala do interventor portou-se como não o conhecesse. Manoel Ribas voltou a perguntar o motivo da sua presença, ouviu a resposta e perguntou. “Bem, mas se eu não te atender? Respondeu o homem: aí doutor, aí fica conforme ‘nois cumbinemo’ lá embaixo.“

Manoel Ribas

O Hospital Evangélico renasce

OPINIÃO DE VALOR

HOSPITAL CONCEIÇÃO, UM ‘PÁTIO DE MILAGRES’ Sou médica residente do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre. Trabalho em um setor do hospital que tem pouco contato com os pacientes, na área de exames e laboratório. Hoje estive na emergência munida de uma câmera de celular e provavelmente receberei retaliações administrativas por esta atitude. Alegaram-me, como é de conhecimento de todos, que não se pode fotografar ou filmar pacientes sem o consentimento destes. Curioso é que ter a imagem vinculada ou não nos meios de comunicação me parecia o menor dos problemas daquela gente; os pacientes ficam em cadeiras de espera de plástico, não por horas, mas por dias e noites. São internados para tratar de suas doenças e ali permanecem, dormindo sentados em corredores cheios de outros pacientes na mesma situação. Há velhinhos de fralda, sem calças, incontáveis soros pendurados nas paredes. Gente no chão. Os lamentos se misturam com frases dos médicos e enfermeiros, como “Senhor, infelizmente não tem vaga nem leito, você vai ter que ficar aqui mesmo”, “Como passou a noite senhor fulano?! Sua pressão continua alta, o senhor não tinha remédio no posto para tratar a pressão!?!” e “Faz esse curativo como dá, não tem mais esparadrapo no hospital”. As fotos e as filmagens que fiz ficarão no meu arquivo pessoal. Tenho imagens de uma mãe pedindo para que filmasse sua filha de dezesseis anos com um grave problema nos rins, sentada lá, sem acesso ao tratamento que no caso dela, garante a sobrevivência. Ouvi esta mãe dizendo “por favor, filma, não tem tratamento, não tem hemodiálise, ela tem dezesseis anos,

Realidade do atendimento médico em hospitais do Brasil

faz alguma coisa”. Dói. Se antes pensar que o dinheiro público é usado para construir estádios e que a saúde, a segurança, o transporte, o saneamento são precários me dava raiva, agora me dá náusea. Sempre achei que impeachement ou quaisquer medidas drásticas não eram a solução, mas hoje não consigo imaginar outra forma de tentar ajudar o povo do qual eu faço parte. Acho que estamos todos “na gota d’agua”. Ao meu ver, quem delegou verbas pra gastar com a Copa e deixa o povo nessas condições cometeu um crime hediondo. Se você também sofre ao ver o povo tomando tiro de bandido, vivendo em favela com esgoto à céu aberto, sendo tratado na sala de espera dos hospitais, andando em ônibus lotado, pagando imposto, imposto, imposto e sendo enganado com bolsa família, tome uma atitude. Não consigo mais ficar quieta sabendo que o governo dá bolsa ao presidiário e faz o trabalhador gastar quatro meses de salário para pagar os impostos. Agora eu pergunto à todos que leram este meu relato: Eu não aguento mais ficar de braços cruzados, e vocês? O que é que vamos fazer para por um fim nisto? Laura Zanchet. (Este texto foi enviado à coluna pelo professor de Medicina e ex-reitor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Oscar Alves. Ele é o presidente do Conselho Estadual de Educação do Paraná). O título da matéria é de responsabilidade da coluna.


Diário Indústria&Comércio Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. A4

AB Notícias PATRULHA DO CAMPO

Um convênio com o governo do Paraná libera o início das atividades da Patrulha do Campo na região do Arenito Caiuá. A patrulha vai beneficiar os dez municípios integrantes com a readequação e melhorias nas estradas rurais do Noroeste do Estado. O conjunto compõe diversas máquinas e equipamentos necessários para as obras. Os municípios serão responsáveis pelo pagamento da mão-de-obra e do combustível.

TECNOLOGIA NO NORTE

O pólo moveleiro de Arapongas, Norte do Estado, passará a integrar, em breve, a Rede de Serviços Tecnológicos. A iniciativa vai reunir pequenos negócios de madeira e móveis da região e empresas de Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraíba. O projeto é uma iniciava do Sebrae, Banco Interamericano de Desenvolvimento e Centro de Tecnologia e Qualidade do Setor de Móveis da Região de Marche, na Itália.

PRODUÇÃO DE PEIXE

Pequenos piscicultores estão dispensados de licenciamento ambiental, o que deve melhorar a produção do Paraná. A iniciativa deve facilitar acesso a financiamento e estimular a atividade. Estão dispensadas desse documento áreas inferiores a dois hectares e produção anual de pescado inferior a cinco mil quilos por ano. Os produtores devem estar de acordo com as normas ambientais em vigor e não devem exercer atividades em áreas de proteção.

LUAU DAS CATARATAS

O Parque Nacional do Iguaçu realiza mais uma edição do Luau das Cataratas no dia 26 de julho. A informação é do Jornal do Oeste. Será uma boa oportunidade para os moradores de Foz do Iguaçu e turistas curtirem as Cataratas do Iguaçu sob a luz da lua cheia com a brisa noturna. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Centro de Visitantes do atrativo. As próximas edições do evento serão realizadas de agosto a dezembro.

NEGÓCIOS E EMPREGOS

A Prefeitura de Guarapuava, Centro-Sul do Estado, assina um protocolo de intenções com a Akiyama, empresa que desenvolve soluções com tecnologia avançada de biometria. A vinda da indústria para a cidade deve iniciar o processo do parque tecnológico e a expectativa é de geração de 150 empregos. A nova indústria, a Target Eletronics, será destinada ao desenvolvimento de placas de circuito impresso para dispositivos eletrônicos.

PEDADALA DA NATUREZA

Estão abertas as inscrições para a 2ª Pedalada Internacional da Natureza – Circuito Rota da Aventura. O evento será no dia 11 de agosto em Tibagi, nos Campos Gerais. É o primeiro evento realizado no Estado do Paraná nesta categoria credenciado pela Anda Brasil que objetiva unir o prazer de andar de bicicleta ao desenvolvimento da agricultura familiar. O trajeto é circular com aproximadamente 40 km de percurso, passando por paisagens deslumbrantes.

FEIRA DO CAFÉ

A 9ª Feira do Café (Feicafé) acontece em 21 e 22 de setembro no Distrito de Pirapó, em Apucarana. O evento reúne as tradicionais atividades técnicas direcionadas aos cafeicultores, como concurso regional de “Café Qualidade”, palestras, estandes de produtos, maquinários e serviços para a lavoura de café. O objetivo é oferecer aos cafeicultores uma oportunidade para conhecer o que há de novo e ficar de olho nas tecnologias.

FESTA DE BARRETOS

A Festa do Peão de Barretos, São Paulo, chega a sua edição de número 58 e o evento é considerado o maior do gênero na América Latina. A expectativa é receber cerca de 900 mil pessoas de 15 a 25 de agosto. A informação é da colunista Fernanda Neme, da Tribuna do Norte. As atrações incluem rodeios e provas com disputa nacional e internacional, além dos shows de diversas duplas sertanejas.

Urbanismo

Novo regulamento reduz tempo para emissão de alvarás Prefeito assinou o decreto que estabelece novo Regulamento de Edificações do Município

O

s prazos para liberação de alvarás de construção e vistorias de conclusão de obras vão cair ao menos pela metade em Curitiba. Ontem o prefeito Gustavo Fruet assinou o decreto que estabelece o novo Regulamento de Edificações do Município. A mudança permitirá a redução dos prazos a partir do compartilhamento de responsabilidades com os profissionais de arquitetura e urbanismo, ao mesmo tempo em que a Secretaria Municipal de Urbanismo poderá se concentrar em vistorias e fiscalizações. O decreto assinado pelo prefeito (número 1020/2013) atualiza o decreto 212/2007. Com a nova regulamentação, a Secretaria de Urbanismo deixa de fazer correções de projetos e fará somente análises e vistorias de conclusão de obras em relação aos aspectos urbanísticos relevantes, como zoneamento, sistema viário, controle e uso do solo, entre outras questões que possam interferir de alguma forma no meio urbano. Caberá aos engenheiros e arquitetos responsáveis pelo projeto o cumprimento da legislação vigente (municipal, estadual e federal) e das normas técnicas brasileiras. “Estamos compartilhando

responsabilidades e atribuindo competência aos profissionais de arquitetura e engenharia, numa relação de confiança. Assim, a equipe do Urbanismo ganha melhores condições para se concentrar na fiscalização e vistorias”, afirma Fruet. O novo Regulamento de Edificações foi analisado e discutido pelo quadro técnico da SMU em conjunto com as entidades de classe da área desde o início do ano. Diversos aspectos do regulamento foram flexibilizados, permitindo maior liberdade no ato de projetar, o que vai garantir melhor qualidade à arquitetura da cidade. “Estamos certos de que engenheiros e arquitetos aplicarão a legislação de forma responsável. O Urbanismo não irá mais analisar minúcias, e sim os parâmetros macro. Isso vai encurtar os prazos e permitir, por exemplo, a emissão de alvará de construção antes do início da obra, o que não acontece atualmente”, afirma o secretário municipal do Urbanismo, Reginaldo Cordeiro. Ele lembra que, pela demora nos processos, muitas obras recebiam a liberação do alvará de construção quando já estavam sendo finalizadas. Os profissionais responsáveis

Maurilio Cheli/SMCS

abnoticias@abcom.com.br

O prefeito Gustavo Fruet assinou o decreto que estabelece o novo Regulamento de Edificações do Município

pelo projeto e obra assinarão termo de responsabilidade com a Secretaria do Urbanismo e, em caso de descumprimento de qualquer item, estarão sujeitos às sanções legais previstas no Código Civil Brasileiro, Código Penal e leis federais, estaduais e municipais. Para que a legislação seja respeitada pelos profissionais, o prefeito também assinou nesta segunda um termo de cooperação com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) e com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná. “É importante salientar

Maior porcentagem de famílias brasileiras endividadas está em Curitiba Como no estudo de 2011, a região Sul é destaque na pesquisa Radiografia do Endividamento das Famílias Brasileiras, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Diante de uma taxa de endividamento da média nacional de 59%, Curitiba, no Paraná, registrou 88%, mantendo-se como a capital brasileira com maior porcentual de famílias endividadas. Em 2011, o número foi ainda maior, de 90%. Florianópolis, capital catarinense, ficou em segundo lugar, com 82% em 2012, taxa alta apesar da redução de sete

pontos porcentuais em relação a 2011 (89%). A pesquisa da FecomercioSP está na terceira edição, traz dados comparativos de 2010, 2011 e 2012, e tem como fontes o IBGE e a CNC. Outro dado que chama atenção na região Sul é o valor médio de dívida por família (em reais). Lideram o ranking das cinco maiores dívidas, quase empatadas, as cidades de Florianópolis, com R$ 2.505, e Porto Alegre, com R$ 2.504. A média nas capitais brasileiras, em 2012, foi de R$ 1.950. O ranking de 2012 se completa com duas capitais do Sudeste e uma do Nordeste:

Vitória (R$ 2.499), Belo Horizonte (R$ 2.476) e Recife (R$ 2.174). Em 2011, as duas capitais da região Sul também estavam na lista das cinco maiores dívidas por família, na qual Porto Alegre liderava com R$ 2.568, e Florianópolis estava na quarta posição, com R$ 2.228. No indicador das famílias com dívidas em atraso, as capitais da região Sul apresentaram redução em 2012. Na variação das médias 2012/2011 das famílias com dívidas em atraso, Porto Alegre registrou redução de 5%. Curitiba e Florianópolis apresentaram reduções maiores, ambas com 11%.

CONFECÇÕES NO NOROESTE

Cruzeiro do Oeste, Noroeste do Estado, vem investindo em emprego e renda na área de confecções. Uma nova empresa, a LGS Confecções, acaba de abrir as portas no distrito de São Silvestre. O empreendimento conta com apoio da prefeitura e deve gerar dezenas de empregos. Por meio da parceria, foi possível viabilizar um barracão, máquinas de costura industrial e adequação de instalações elétricas.

SONO DAS CRIANÇAS

Uma pesquisa revela uma relação entre o padrão de sono das crianças com seu desenvolvimento cognitivo. O artigo foi publicado no Jornal Médico Britânico. O estudo chamado Millennium Cohort contou com 11 mil participantes. Verificou-se que os pequenos que tinham horários irregulares para dormir até os três anos foram mais afetados quando se tratava das habilidades para leitura, matemática e de percepção espacial.

FÉRIAS ACABAM RÁPIDO. PRINCIPALMENTE SE VOCÊ NÃO DIRIGIR COM CONSCIÊNCIA. Quem viaja traz na lembrança paisagens incríveis, os lugares que descobriu e muitos momentos felizes. Mas, sem o cuidado e a atenção necessária ao volante, pode trazer também muitas lembranças ruins. Nestas férias, dirija com responsabilidade e volte para casa tranquilo. Respeite as leis de trânsito. Faça um Pacto pela Vida.

SAÚDE NO SUDOESTE

O setor de Odontologia de Nova Esperança do Sudoeste está desenvolvendo campanha de prevenção ao câncer de boca. O teste rápido está disponível para pessoas a partir dos 40 anos. O exame rotineiro da boca feito por um profissional de saúde pode diagnosticar lesões no início, antes de se transformarem em câncer. Pessoas nessa faixa etária que fumam e bebem devem estar mais atentas e consultar um médico uma vez ao ano.

Curitiba: Mercadão da Família tem unidade móvel As famílias cadastradas no programa do Armazém da Família da Vila São Paulo, no bairro Uberaba, agora podem fazer suas compras na unidade móvel do Mercadão da Família. Quinzenalmente, a unidade, instalada em um ônibus, leva até os usuários gêneros alimentícios e de higiene e limpeza de primeira necessidade, com preços até 30% mais baixos que os praticados em mercados convencionais. Amanhã, entre 15h15 e 16h15, a unidade faz a segunda visita ao bairro e estará estacionada na Avenida Canal Belém, 6.953, entre as ruas Demetrio Lezan e Presidente Wilson, em frente à Associação da

Vila São Paulo. “Readequamos a escala da unidade para atender essa necessidade dos usuários da Vila São Paulo”, afirmou o secretário municipal de Abastecimento, Aldo Fernando Klein Nunes. O Mercadão móvel tem 100 produtos, como arroz, feijão, café, bolachas, achocolatados, leite, sabão em pó, sabonete, água sanitária e papel higiênico, entre outros itens básicos. Para utilizar o serviço, o consumidor deve apresentar a carteirinha e um documento com foto. Atualmente o Mercadão da Família percorre 24 pontos, nas nove regionais, e atende em média 700 usuários do Armazém da Família por mês.

que não haverá perda no que diz respeito à segurança das obras, ao crescimento e desenvolvimento da cidade. Caso ocorram quaisquer desvios de conduta ou ações inadequadas, o conselho tomará as medidas necessárias”, diz Joel Krüger, presidente do Crea-PR e também secretário municipal de Trânsito. O secretário de Urbanismo assinou uma portaria complementar ao decreto, definindo parâmetros construtivos. A portaria inclui, por exemplo, tabelas de dimensões de compartimentos e critérios para definição de áreas de iluminação e ventilação de edificações.

A imprudência pode acabar com suas férias. E deixar muita dor pelo caminho. transportes.gov.br paradapelavida.com.br rotasdascidades.com.br

No cenário nacional, a variação da média das famílias com dívidas em atraso apresentou uma redução de 5%. Em 2012, a maior média de inadimplência foi registrada em Porto Alegre, com 32% de famílias com contas atrasadas, seguida de Curitiba, com 22% e Florianópolis, com 21%. Em relação à parcela mensal da renda que as famílias comprometem com a dívida, Florianópolis integra o ranking das cinco capitais brasileiras com menor comprometimento, com 28%, apresentando aumento em relação ao número de 2011, que foi de 26%.


Contexto Político Camargo, o novo conselheiro do TC

O deputado Fábio Camargo, do PTB, será o novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, ocupando a cadeira que até o mês de maio era de Hermas Brandão. Ele foi eleito com 27 votos. Seu principal oponente, deputado Plauto Miró, do DEM, obteve 22 votos. O advogado e blogueiro Tarso Cabral Violin teve dois votos. Todos os 54 deputados participaram da sessão. Desses, apenas dois se abstiveram de votar.

Bolsa de apostas

Além das negociações de última hora, uma “bolsa de apostas” agitou os bastidores da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira, dia em que a Casa elegeu o novo conselheiro do Tribunal de Contas. As maiores apostas cravavam o nome do deputado Fábio Camargo. Houve quem apostasse que o petebista ganharia com uma vantagem de dez votos. No entanto, isso não se refletiu na votação, já que a diferença entre Camargo e Plauto foi de apenas cinco votos.

Roseli Abrão

Uma eternidade

Nem todos os deputados quiseram apostar sobre a eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas. O deputado Enio Verri, do PT, foi um deles. Segundo o petista, até a hora da eleição muita conversa ainda iria ocorrer e como a política é dinâmica, uma, duas horas é uma eternidade, afirmou.

Pane

Quem tentou acompanhar a sessão especial para a eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas pela TV Sinal, no site da Assembleia Legislativa, se frustou. Não tinha imagem e muito menos som.

Sem medo do povo

A presidente Dilma Rousseff desembarca às 10 horas desta terça-feira no Aeroporto de São José dos Pinhais e, de helicóptero, segue para Ponta Grossa, onde partidicpa de uma solenidade de entrega de moradias do programa Minha Casa, Minha Vida. Segundo o presidente do PT paranaense, deputado Enio Verri, a manifestação que vem sendo convocada pelas redes sociais não preocupa porque “manifestações sempre são bem vindas”, disse. O que é preciso entender, segundo Verri, é o “recado” das manifestações e destacar o lado positivo.

Ponta Grossa

A cidade de Ponta Grossa foi escolhida para o evento porque é considerada “modelo”, já tendo construído seis mil casas do programa Minha Casa, Minha Vida, segundo Enio Verri. Participam do evento, ao lado de Dilma, a minis-

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. A5

tra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro; e o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda.

A reunião desta segunda-feira da CPI do Transporte Coletivo, da Câmara Municipal de Curitiba, teve que ser interrompida depois que um manifestante jogou uma torta na cara do gestor da área de transporte da Urbs, Luis Filla. O agressor foi um integrante do Movimento Passe Livre.

Quem se habilita?

O PT já abriu o prazo de inscrição para quem quer concorrer à presidência estadual do partido. O prazo encerra no dia 12 de agosto e, para ter a inscrição aceita, o candidato tem que apresentar uma lista de apoiamento subscrita por, pelo menos, 0,1% do total de filiados e filiadas do estado, segundo informa o atual presidente, Enio Verri. Como o PT do Paraná tem 74.265 filiados, o candidato tem que ter o apoio de 74 petistas para se inscrever.

PMDB presta contas

A cúpula do PMDB paranaense chamou seus prefeitos e vice-prefeitos a Curitiba para uma reunião do diretório regional ontem à noite. O objetivo foi prestar contas dos sete primeiros meses em que o PMDB está sob nova direção. Neste período a medida mais polêmica tomada pela direção partidária foi a intervenção decretada nos diretórios municipais que não cumpriram as metas estabelecidas para as eleições do ano passado.

Juros registram a maior taxa dos últimos sete meses Três das seis linhas de crédito pesquisadas apresentaram aumentos, informa Anefac novamente, na terceira alta seguida, para 8,5% ao ano, como forma de conter a inflação. De um total de 12 tipos de lojas pesquisadas pela Anefac, cinco elevaram as taxas, cinco reduziram e dois mantiveram os índices. Três das seis linhas de crédito pesquisadas apresentaram aumentos, com destaque para as operações de empréstimo pessoal em bancos, que tiveram correção de 2,36%. A taxa mensal ficou em 3,04% e a anual, em 43,24%. É o maior índice nessa modalidade desde novembro do ano passado, quando a taxa estava em 3,14% ao mês e em 44,92% ao ano. Já os empréstimos em financeiras ficaram 0,58% mais caros, com a taxa de juros em 6,96% ao mês e 124,21% em 12 meses. Tam-

bém é a taxa mais elevada desde novembro do passado (7,42% ao mês e 136,06% ao ano). O correntista que usou o dinheiro do cheque especial teve de pagar, em junho, 0,65% a mais do que em maio, pela mesma quantia. A taxa no mês foi fixada em 7,73% ante 7,68% e, no ano, em 144,37% ante 143,01%. É o maior nível desde fevereiro do ano passado, quando os juros estavam em 7,75% ao mês e 144,91% ao ano. Nas demais operações de crédito, foram aplicadas as mesmas taxas de maio. No comércio, os juros mantiveram-se em 4,08% ao mês e 61,59% ao ano, o menor resultado desde março (4% ao mês e 60,1% ao ano). No cartão de crédito, os juros ficaram em 9,37% ao mês e 192,94% ao ano índice mais baixo de toda a série

histórica, iniciada em 1995. No caso do Crédito Direto ao Consumidor (CDC), a taxa ficou inalterada em 1,53% ao mês e em 19,99% ao ano. É a menor taxa desde março deste ano, quando os juros atingiram 1,52% ao mês e 19,84% ao ano. Para as empresas, os juros aumentaram 0,04 ponto percentual, atingindo 3,09% ao mês e 44,08% ao ano, no maior resultado desde novembro de 2012 (3,29% ao mês e 47,47% ao ano). O que mais onerou o bolso dos empresários foi conseguir recursos para capital de giro, operação que teve juros mensais de 1,48% e anuais de 19,28%, uma alta de 4,23%. É a taxa mais elevada desde março deste ano, período em que a pessoa jurídica pagava juros de 1,49% ao mês e de 19,42% ao ano.

Governo está preocupado em conter gastos de custeio, diz Miriam Belchior A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse ontem (15/07) que os gastos com a folha de pagamento estão sob controle e que o governo tem se preocupado em conter as despesas de custeio, ao ser perguntada sobre os cortes adicionais no Orçamento da União, que deverão ser anunciados até a próxima semana. "Nossa folha de pagamento está sob controle e a Previdência está sob controle, que são os grandes gastos do governo federal. E as despesas de custeio administrativo também não têm crescido. Para se ter uma ideia, (gastos com) diárias e passagens, no ano passado, foram menor que em 2010. Isso mostra bem a preocupação do governo em conter gastos de custeio", disse a ministra a jornalistas, após participar de uma reunião com membros do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP), na sede do sindicato, na zona sul. Segundo a ministra, é preciso "separar o joio do trigo para combater o mau custeio e valorizar aquele que leva à prestação de serviços à população", referindo-se como bons gastos o Bolsa Família e os com educação, que prefere não chamar de custeio, mas de investimento. A ministra não informou o valor e nem quando o corte no

A primeira polêmica

Tumulto na Câmara

levantamento

A taxa de juros média para pessoa física subiu 0,37%, passando de 5,43%, em maio, para 5,45%, em junho. Em 12 meses, houve alta de 0,49% e a taxa atingiu 89,04%, segundo levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). É o maior patamar desde novembro do ano passado, quando a taxa havia atingido 5,63% ao mês e 92,95% ao ano. Na avaliação do diretor executivo da entidade, Miguel José Ribeiro de Oliveira, a oscilação é efeito do aumento da taxa básica de juros (Selic) pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, na reunião de 29 de maio, quando a Selic subiu 0,5 ponto percentual passado para 8% ao ano. No último dia 10, o Copom aumentou a taxa

Diário Indústria&Comércio

roseli@roseliabrao.com.br

A CPI do Pedágio da Assembleia Legislativa realizou hoje a primeira reunião, que foi marcada por uma polêmica: a contratação ou não de uma equipe técnica para respaldar o trabalho dos deputados. Alguns parlamentares defendem a contratação de técnicos, como o relator, Douglas Fabrício, do PPS, até para fazer frente à Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias. Outros, como Alceu Maron, do PSDB, defendem que a comissão lance mão dos técnicos da própria Assembleia até para não correr risco de a CPI “engessar”. A CPI realiza uma nova reunião na quartafeira pela manhã. Depois, só na volta do recesso, em agosto.

Site

O que todos concordaram foi com a criação de um site para não só informar sobre os trabalhos realizados pela CPI, mas principalmente para receber sugestões da população. O site – www.cpidopedagioparana.com.br – está em construção e deve estar no ar no máximo em uma semana.

Serasa aponta alta de brasileiros que buscam por crédito A quantidade de pessoas que buscou crédito no país cresceu 4,6% em junho, segundo levantamento divulgado ontem (15/07), pela empresa de consultoria Serasa Experian. Na última apuração, a demanda recuou 4,8%. No acumulado do primeiro semestre do ano, a alta alcança 6,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Na avaliação por faixa de renda, a maior procura ocorreu entre consumidores que ganham de R$ 500 a R$ 1 mil, por mês, com alta de 5,4%. Em seguida, está o grupo de pessoas com renda mensal de até R$ 500, que teve elevação de 5,3%. A busca por crédito na faixa salarial entre R$ 1 mil e R$ 2 mil subiu 4,3%

e na faixa entre R$ 2 mil e R$ 5 mil, 3,4%. Apesar de menores, também houve acréscimo na demanda por crédito entre pessoas que ganham de R$ 5 mil a R$ 10 mil - 2,6% - e mais de R$ 10 mil - 2,3%. Na análise por região, o Sul teve a maior alta, com um aumento de 7,3% na demanda por crédito em junho, seguido pelo Norte, com 6,8%. Também houve elevação no Sudeste - 5,2% - e no Nordeste - 2,4%. A única região que registrou queda no indicador foi o Centro-Oeste, uma retração de 0,6%. No acumulado do ano, o ranking é liderado pela região Norte, com 15,7% de incremento na busca por crédito.

Projeção de crescimento da economia cai, pela 9ª vez seguida A projeção de instituições financeiras para o crescimento da economia não para de cair. Na nona redução seguida, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, este ano, passou de 2,34% para 2,31%. A estimativa para 2013 está abaixo da projeção do Banco Central (BC), que é 2,7%. No ano seguinte, a expectativa das instituições financeiras é que haja crescimento um pouco maior: 2,8%, a mesma projeção da semana passada. Essas estimativas são resultado de pesquisa feita todas as semanas pelo BC com instituições financeiras sobre os principais indicadores econômicos. A estimativa para a expansão

da produção industrial caiu de 2,34% para 2,23%, este ano, e segue em 3%, em 2014. A expectativa para a cotação do dólar permaneceu em R$ 2,20, ao final deste ano, e subiu de R$ 2,22 para R$ 2,30, ao fim de 2014. A pesquisa do BC também mostrou que a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 5,81% para 5,80%, este ano, e permaneceu em 5,90%, em 2014. Ambas projeções estão acima do centro da meta de inflação, 4,5%, e abaixo do limite superior, 6,5%. A estimativa para a taxa básica de juros, a Selic, foi mantida em 9,25% ao ano, ao final de 2013, e subiu de 9,25% para 9,5% ao ano, no fim de 2014.

Balança comercial tem déficit de US$ 619 mi na 2ª semana de julho

"Nossa folha de pagamento está sob controle e a Previdência está sob controle, que são os grandes gastos do governo federal. E as despesas de custeio administrativo também não têm crescido", disse a ministra

Orçamento será anunciado. Reportagem publicada ontem pelo jornal O Estado de S.Paulo diz que as despesas do governo tiveram aumento real de 6,6% no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior e que os desembolsos atingiram R$ 1,01 trilhão. Segundo o jornal, o governo terá dificuldades em promover o corte no Orçamento entre R$ 10 bilhões e R$ 15 bilhões. Durante o evento com os em-

presários do setor imobiliário, a ministra destacou o Programa Minha Casa, Minha Vida, que contratou 2,783 milhões de unidades desde 2009, quando foi lançado. De acordo com Miriam Belchior, 45% delas foram entregues e a meta é chegar a 3,750 milhões de unidades contratadas até o próximo ano. O programa já recebeu R$ 177,5 bilhões em investimentos. A ministra também comentou sobre as manifestações no país.

"Esse movimento trouxe para as ruas uma série de demandas da sociedade. Ninguém tem hoje uma avaliação fechada sobre o que aconteceu, mas mais importante do que estudar as origens disso é escutar as mensagens que foram passadas a todos. E acho que a mensagem é clara de melhoria nos serviços públicos, sejam os prestados pelo setor público quanto os serviços públicos prestados pela iniciativa privada".

Após um superávit pequeno na primeira semana de julho, de US$ 198 milhões, a balança comercial apresentou déficit na segunda semana do mês. O resultado, que expressa a diferença entre as vendas externas e as importações, ficou negativo em US$ 619 milhões. No mês, a balança acumula déficit de US$ 421 milhões, e no ano, de US$ 3,513 bilhões. As informações foram divulgadas ontem (15/07) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No período de janeiro a julho do ano passado, a balança comercial teve um desempenho melhor, com superávit de US$ 7,68 bilhões. O déficit este ano, no entanto, é influenciado pelo registro em atraso de US$ 4,5 bilhões de importações da Petrobras. As operações ocorreram em 2012, mas só foram

incorporadas ao saldo comercial referente ao período de janeiro a maio. O déficit semanal foi resultado de exportações de US$ 4,240 bilhões e compras no exterior no valor de US$ 4,859 bilhões. De acordo com nota do ministério, o menor movimento de exportações foi influenciado pelo feriado de 9 de julho no estado de São Paulo e por manifestações que dificultaram o acesso a portos. Ainda segundo o governo, a média diária de exportação no Porto de Santos (SP) registrou queda de 29,5% entre a primeira e a segunda semana do mês por esse motivo. Na segunda semana de julho, as exportações caíram 11,6% em relação à primeira semana pelo critério da média diária. Os embarques de bens primários somaram US$ 386 milhões pela média diária, com queda de 17,5%.


Especial

Especial Indústria&Comércio | Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | A7

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | A6 | Indústria&Comércio

ACP homenageia lideranças no Dia do Comerciante Edson Osvaldo Melo

N

Os homenageados pela Associação Comercial do Paraná no Dia do Comerciante são personalidades que espelham os valores e a trajetória empreendedora de Ildefonso Pereira Correia. Eles mantêm viva a história do patrono do comércio de Curitiba” Camilo Turmina, coordenador do Conselho das Câmaras Setoriais da ACP

o dia 16 de julho é comemorado o Dia Nacional do Comerciante. Nesta data, a Associação Comercial do Paraná (ACP), homenageia dois empreendedores que fazem parte da história do comércio curitibano: o diretor de marketing e vendas Eduardo Balaroti, da rede varejista que leva o sobrenome de sua família Balaroti e o lojista Carlos da Costa Coelho, que em 1957 abriu as portas da primeira Loja Coelho de forma pioneira em plena Praça Osório, região na época fora do centro comercial da cidade. O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, também será homenageado. Os personagens escolhidos receberão placas comemorativas durante almoço na sede da ACP em Curitiba, que contará com a presença de representantes de estabelecimentos comerciais locais e diversas autoridades, entre outros convidados. O presidente da Casa, Edson José Ramon e o coordenador do Conselho das Câmaras Setoriais, Camilo Turmina, junto com os demais integrantes da diretoria presentes, serão os responsáveis pela acolhida dos convidados. A origem do Dia do Comerciante está na influência exercida por José Maria Lisboa, o Visconde de Cayru, sobre Dom João VI, que em 1808 determinou a abertura dos portos brasileiros ao comércio com as nações amigas. Em 1953, o presidente do Senado da República, João Café Filho, referendou o

projeto de lei instituindo a data de nascimento de Lisboa (16 de julho) como o “Dia Nacional do Comerciante”. No ano passado, na mesma data, foram homenageados pela ACP dois estabelecimentos que fazem parte da história do comércio curitibano: a Glaser Presentes, que em 2013 completou 126 anos de fundação, e a loja Irmãos Abage, fundada em 1925, ainda na cidade da Lapa. O ex-governador do Paraná e ex-prefeito de Curitiba, consultor de urbanismo da Organização das Nações Unidas, Jaime Lerner, também foi homenageado em 2012 pelas inovações e serviços prestados, dando maior abertura ao comércio paranaense.

História e tradição

Tanto o evento de 2012 quanto o de 2013 foram organizados pelo Conselho das Câmaras Setoriais da Associação Comercial do Paraná, coordenado pelo vice-presidente Camilo Turmina, comerciante instalado em plena Rua XV de Novembro há 38 anos, com sua tradicional loja Camilo Joalheiros. Turmina explica que as comemorações alusivas ao Dia Nacional do Comerciante é também uma oportunidade para resgatar a memória do patrono do comércio de Curitiba, o empresário Ildefonso Pereira Correia (1845 - 1894), o Barão do Serro Azul. Ildefonso, em 1° de julho de 1890, ajudou a fundar a Associação Comercial do Paraná, tornando-se seu primeiro presidente.

Por este motivo, uma faixa homenageando o Barão do Serro Azul ficará em exposição na Pracinha do Batel, durante a semana, como também seu túmulo no Cemitério São Francisco de Paula, - mais conhecido como Cemitério Municipal, no bairro São Francisco - foi restaurado e com a previsão de receber uma coroa de flores na data comemorativa dos comerciantes. Turmina conta que os três homenageados deste ano foram escolhidos por integrantes das Câmaras Setoriais da ACP por trazerem características semelhantes às do Barão do Serro Azul. O comerciante Carlos da Costa Coelho, que em 1957 abriu as portas da primeira Loja Coelho na Rua Senador Alencar Guimarães - no calçadão que liga a Praça Osório à Rua Emiliano Perneta -, foi indicado por seu ímpeto empreendedor e tradição, adquirida com mais de 50 anos de história exemplar e bem sucedida na capital dos paranaenses. O diretor de marketing e vendas Eduardo Balaroti, da rede varejista que leva seu sobrenome, foi indicado por demonstrar qualidades como o espírito de inovação e arrojo comprovadas com a existência das 20 lojas Balaroti em funcionamento no Paraná e agora também em Santa Catarina. E o prefeito de Curitiba Gustavo Fruet, foi indicado como líder político que desponta no cenário paranaense e nacional, “com a missão de combater a corrupção que se instalou em todos os ní-

veis de governo”, explica Turmina. A posse de Gustavo Fruet em Curitiba encerrou um período de mais de 20 anos de um mesmo grupo político no comando do poder municipal. “Fruet também é a nossa esperança de mudança na gestão da capital paranaense, frente ao clamor das ruas que exige uma gestão transparente e aberta para a população participar dos processos decisórios”, afirmou Camilo. “Não queremos mais o modelo de gestão onde o prefeito atuava como se fosse o dono da coisa pública”, ressaltou. Para ele, os três homenageados neste Dia Nacional do Comerciante mantêm viva o história do patrono da categoria. “São três lideranças que são a cara do Barão”, garante. A Associação Comercial do Paraná reafirma sua presença marcante na comunidade da qual faz parte com campanhas como a “Despiche Curitiba” que levou lideranças e voluntários a pintar as fachadas dos estabelecimentos prejudicados pelo aumento exponencial da pichação na cidade. De acordo com Turmina, o sucesso do primeiro gesto simbólico contra a pichação, que incluiu a presença do prefeito Gustavo Fruet, no início do ano, motivou o conselho da entidade a continuar com a proposta que pretende propiciar uma cidade menos poluída visualmente. “Nossa ideia buscou mobilizar sindicatos, associações de moradores e Prefeitura, como também a população em geral, contra esta praga que é a pichação”, concluiu.

A saga de Seu Coelho: virando comerciante sem experiência, “no peito e na coragem” O

mineiro de Guaxupé, Carlos da Costa Coelho, vai fazer 90 anos em março do ano que vem. Mas nem por isto “Seu Coelho”, como é chamado pelos mais novos, pretende mudar sua rotina. Diariamente, com exceção de domingo, ele chega à sua loja no centro de Curitiba - que leva o seu sobrenome Coelho - por volta das 10 horas da manhã e ali segue até as 19 horas, permitindo-se um intervalo de meia hora para o almoço. Quem chega primeiro para abrir as portas do negócio é a sua esposa, a simpática gaúcha de Passo Fundo, Dona Claudete - por volta das 9 horas da manhã. A Loja Coelho existe desde 1957 na rua Senador Alencar Guimarães, quase esquina com a Praça Osório. Mas naquele ano da inauguração, o comércio da capital paranaense ainda se restringia à Rua XV de Novembro, além de um trecho da Rua Barão do Rio Branco e o entorno da Praça Generoso Marques. Naquela época, de acordo com o próprio Coelho, Curitiba tinha cinco ou seis lojas “de primeira qualidade”: “Elas eram as Casas Londres, Cosmos e Otone, e as Lojas Constantino, Loitner e Lorde Magazine”, recorda. “Você vai perder dinheiro. Aqui não tem movimento!”, confessou o proprietário do local escolhido para abrigar a Loja Coelho, situado no térreo de um edifício residencial inaugurado em 1950 - e desde então com as salas permanecendo vazias. Seu Coelho, recém chegado de uma temporada em São

Paulo, aonde trabalhou como vendedor de automóveis e inspetor na fábrica de autopeças “Máquinas Iorque”, já havia decidido: não queria mais ser empregado. Estava disposto a correr todos os riscos inerentes ao negócio escolhido: venda de artigos finos para homens. “Sem experiência anterior no peito e na coragem - decidi ir à luta e abri a minha loja”, conta Coelho. Para tanto, ele contou com as dicas de um amigo da capital paulista. “Ele era o dono de uma loja chique de artigos para homens denominada “Old England”, situada no centro de São Paulo”, revela. “Eu costumava fazer compras lá e nem sabia que o proprietário era um antigo amigo de infância. Quando ele ficou sabendo da minha intenção de retornar a Curitiba e abrir meu próprio negócio, afirmou: “Você tem bom gosto. Sabe comprar. Monte uma loja igual a minha lá em Curitiba”, orientou. “Não tinha experiência nenhuma no ramo, a não ser a de fazer compras de roupas para uso estritamente pessoal”, disse Coelho. “Aí a ideia foi amadurecendo...” Com as preciosas dicas do proprietário da casa “Old England”, Carlos da Costa Coelho, insistiu e abriu sua loja na então pequena e provinciana Curitiba.

Enclausurado

No quesito conselhos úteis, seu pai também participou. “Ele me orientou a ficar enclausurado no meu negócio acompanhar tudo de perto - e a não sonegar impostos”, conta Seu Coelho. “Se você for ficar

passeando na rua, nem abra a sua loja. Vai perder dinheiro”, disse o pai para o futuro comerciante Carlos com autoridade e sabedoria. Hoje, Carlos Coelho se orgulha de mencionar que sua loja jamais recebeu uma multa, ou advertência - e até mesmo processo trabalhista. “Sempre cumpri com a lei. Tudo corretíssimo. Não há nada em meus livros de registro. Nem uma advertência. Nada”. Sobre o início de seu negócio, Carlos Coelho conta: “Eu sabia o que os outros não vendiam. Então comecei a vendar coisas diferenciadas. Isto foi chamando a atenção. E assim foi. Até 1964 sofri bastante com o pouco movimento de clientes. Tive de vender um carro. Foi a maior dificuldade. Não pegava nem ônibus. Ia caminhado para casa, para economizar dinheiro”, recorda. Depois, melhorou. Ao longo dos anos que se sucederam, outros desafios apareceram e foram devidamente enfrentados. Coelho narra: “Enfrentei a inflação durante o governo Sarney. Foi brava. Muitos comerciantes pararam naquela época. Depois enfrentei o Collor que pegou o dinheiro de todo mundo. Por sorte havia completado 60 anos e assim pude socorrer a loja com o dinheiro da conta bancária da minha pessoa física”.

JK

Com sua loja Seu Coelho conheceu pessoas ilustres. Uma delas foi o então ex-presidente Juscelino Kubitschek. “Ele estava em Curitiba para minis-

Com Gustavo Fruet, Curitiba concretiza novo ciclo C

uritiba já vive um novo ciclo na sua história. Desde o início do ano, com a posse do prefeito Gustavo Fruet, a administração municipal encerrou um período de mais de 20 anos nas mãos de um mesmo grupo político. Muito tempo sem mudança gerou vícios e acomodação. A chegada de Fruet ao principal gabinete da Prefeitura curitibana trouxe consigo a necessária “lufada de ar” para dentro da máquina administrativa e a mais do que necessária alteração no seu modus operandis, colocando em prática o compromisso de total transparência e abertura para a participação dos cidadãos nos processos de discussão - e sobretudo deliberação - das propostas de governo. Fruet tem se empenhado para cumprir estas premissas. Audiências públicas acontecem com frequência na sua rotina de prefeito. A população tem participado com entusiasmo. Desta forma, as mudanças prometidas estão saindo do papel e se tornando realidade. Já houve audiência pública realizada em um corredor (vão de entrada) de uma Rua da Cidadania, no início de uma noite fria curitibana, por simples falta de espaço para abrigar todos os participantes. E o diálogo do prefeito e sua trupe também acontece com outros setores da sociedade civil. Tome por exemplo a participação da Associação Comercial do Paraná - graças também à capacidade de articulação do seu presidente Edson José Ramon - no Conselho Municipal de Urbanismo, com poder deliberativo. “A Prefeitura de Curitiba está ampliando o diálogo com todos os setores da sociedade civil”, afirma o prefeito. “Associações, instituições e a população em geral estão sendo convidados a dar sua contribuição para a administração, seja nas audiências públicas ou nos conselhos municipais, como o do Urbanismo, que tem participação de entidades como a Associação Comercial do Paraná (ACP), com poder deliberativo. Essa aproximação tem contribuí-

do para a adoção de medidas importantes para fomentar os negócios na cidade e, assim, melhorar a renda e a qualidade de vida dos curitibanos”. Este tipo de abertura na administração municipal, já permite constatar melhorias no dia a dia dos curitibanos: “A presença da ACP no processo de discussão das nossas propostas vai propiciar benefícios ao comércio não só da região central como também dos bairros, sejam eles próximos ou mais distantes”, disse Fruet ao final de mais uma entrevista coletiva à imprensa, onde apresentou os projetos de sua administração para o importante tema da mobilidade urbana, na semana passada. Fruet destacou uma medida que considera muito importante para facilitar a abertura de novos estabelecimentos comerciais na cidade: a redução do prazo de concessão de alvarás - que antes era de longos 30 dias - para apenas 10 na atual administração. “E determinamos total clareza no modo de agir da fiscalização”, conta Fruet. “A Prefeitura também buscou priorizar e ampliar as suas compras junto aos comerciantes locais”, completou. Medida esta que, sem dúvida, gera mais emprego e renda dentro do município. Com seu estilo franco e aberto de agir, Gustavo Fruet já foi visto em pleno final de semana colocando mãos à obra na Rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba, como voluntário da primeira edição do “Despiche Curitiba”, que pintou portas e fachadas de mais de 40 estabelecimentos comerciais atingidos pela prática criminosa. A campanha, lançada pela Associação Comercial do Paraná, contou com o apoio de instituições públicas, privadas e veículos de comunicação. A Guarda Municipal, por meio de seu número de telefone 153, convocou a população a participar denunciando e no auxílio de identificação dos pichadores. A população aprovou a iniciativa e já denunciou mais de 1,2 mil casos de pichação de imóveis públicos e particulares

da cidade nos primeiros meses de campanha – número quatro vezes maior do que a média dos anos anteriores. As denúncias resultaram em 177 detenções em flagrante.A Polícia Militar (pelo número 190) e o disque denúncia (181) também podem ser acionados em caso de flagrante. Além de investir em comunicação, a campanha estimulou ações educacionais nas escolas de Curitiba. A pichação de propriedade pública ou particular é crime previsto no artigo 65 da Lei de Crimes Ambientais, sendo o “pichador” preso em flagrante delito passível de multas e/ou medidas socioeducativas. Fruet fez questão de registrar, na época, que a sua atuação na campanha contra a pichação da ACP marcou o início de uma parceria bem-sucedida entre as partes envolvidas no evento. Parceria que redundou em outras medidas, como a citada anteriormente, a respeito da redução do prazo para a concessão de alvarás e outras melhorias que estão a caminho, destinada ao setor de serviços. “Como a assinatura de uma parceria público-privada que vai aumentar o número de vagas no estacionamento da Praça Rui Barbosa”, complemnta Fruet.

Mobilidade

Na semana passada, Gustavo Fruet esteve em Brasília para apresentar - junto com outros sete prefeitos de capitais concorrentes (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Recife e Fortaleza) - os projetos de mobilidade da Prefeitura de Curitiba ao Governo Federal, mais precisamente aos ministérios do Planejamento e das Cidades, em busca de uma fatia maior do bolo de 51,8 bilhões de reais prometidos pela presidenta Dilma Rousseff para a resolução dos gargalos encontrados no transporte público das principais cidades brasileiras. Ao final da audiência, Fruet retornou para casa com a perspectiva de sua administração ser contemplada com cerca de 5,3 bilhões de reais, para pro-

O jeito Balaroti de ser E

trar uma palestra. De repente apareceu aqui com amigos e comprou um par de sapatos”, contou. Outros clientes importantes foram Rafael Papa (então presidente do Banco Comercial), Aristides Mehry (dono do Palácio Avenida) e, entre outros, Avelino Vieira, proprietário do Banco Bamerindus. Coelho foi casado durante 47 anos com dona Joanina. Com ela teve três filhos homens. O mais velho está prestes a se aposentar como procurador de Justiça. O segundo é professor universitário e o terceiro é músico e mora na Itália, mais precisamente na cidade de Treviso. Foi após ficar viúvo, ao discar

um número de telefone errado, que casualmente conheceu a sua atual esposa, Claudete. Coelho mantém a rotina de viajar seis vezes por ano para fazer compras. Seu destino são as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, além de outras no interior de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “Vou e trago coisas diferenciadas. Nesta semana mesmo recebi algumas malhas com cores belíssimas, fora do comum”. No final dos anos setenta e início dos oitenta, Coelho chegou a abrir duas filiais (uma em plena Galeria Lustosa e outra na Alameda Dr. Muricy, esquina com a Rua José Loureiro). Mas a experiência não aprovou.

“Após algum tempo fechei as duas. Vi que não dava conta de tocar as três ao mesmo tempo”, disse. Hoje, por causa da pouca audição e por não poder subir nas escadas, Coelho não atende mais no balcão. Fica no escritório, cuidando da parte administrativa do negócio. “Fico aqui e recebo meus amigos”. E confessa: “Eu gosto muito do comércio. Tenho paixão por isto aqui. Esta loja é minha casa. Tenho duas casas. Esta loja e aonde moro. Saio de uma e vou para outra. E vice versa. É uma vida muito agradável. Sempre recebendo amigos. Muitos vem aqui só para conversar”. (EOM)

m julho de 1975 um pequeno e modesto depósito de madeiras começou suas atividades em Curitiba, localizado na Vila Hauer. Seus proprietários não esperavam que este seria o primeiro passo para a abertura de uma série de 19 lojas de materiais para construção ao longo dos anos sucessivos - batizada com o seu sobrenome de origem italiana Balaroti e que não para de crescer. Quem explica o jeito Balaroti de ser aos leitores do jornal Indústria & Comércio é o diretor de marketing e vendas do grupo Eduardo Balaroti. “O Balaroti está sempre em processo de inovação”, conta Eduardo. “Somos uma empresa que busca constantemente mudar para melhor”, define. “Atualmente, temos um planejamento estratégico que foi implantado em 2012 e prevê ações até 2014. Entre as mais recentes, podemos destacar as nossas últimas inaugurações, que foram a unidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, e a loja da Avenida das Torres, ao lado do Walmart, em Curitiba”.

A rede

As lojas Balaroti situadas em Curitiba e Região Metropolitana são: Aeroporto, Araucária, Atuba, Bacacheri, Barigui, Hauer, Mercês, Pinhais, Pinheirinho, Portão, Rui Barbosa, Torres e Visconde. Em Ponta Grossa são duas: Centro e Uvaranas. E em Santa Catarina por enquanto são quatro: Balneário Cambo-

riú, Jaraguá do Sul, Joinville e São José - Barreiros. E Eduardo aproveita para anunciar o que está por vir: “outras duas lojas serão inauguradas nos próximos meses: aquela que será a maior da nossa rede física, - localizada em Florianópolis - (aproximadamente no início da rodovia que liga o centro da ilha ao seu litoral norte), cuja abertura está prevista para outubro próximo; e a 21ª unidade, na cidade de Blumenau, que deve iniciar suas atividades em ainda em novembro de 2013”, garante. Além das lojas físicas, a empresa passou a contar desde ontem (15 de julho), com um novo portal na internet com a oferta de 31 mil itens disponíveis para entrega em todo o

território nacional. O portal não substituiu a loja exclusiva de televendas: “Acreditamos que um varejo não substitui o outro. Na verdade, se completam”, explica Eduardo. Para justificar o arrojo imposto ao desenvolvimento da empresa, que continua inteiramente nas mãos da própria família, o diretor de marketing e vendas Balaroti não esconde o que seria “o pulo do gato”: “Sempre estamos pesquisando para saber o que o público quer. Sobretudo o jovem”. E como prova disto, exemplifica: “Estamos com 50 mil seguidores nas redes sociais. Nossa página do Facebook é uma comprovação desta realidade. Por estas e outras ações, já somos a sétima maior rede de materiais para

jetos do Metrô Curitibano, da Linha Verde (sua conclusão), Inter 2, VLP (Veículo Leve sobre Pneus), aumento da capacidade do BRT (ligeirão), 3º anel viário (circuito com a extensão de 61,3 quilômetros) e VLP/Fase 2. “Curitiba foi a capital que apresentou os projetos em fase mais avançada”, comemorou Fruet. O prefeito espera que isto seja determinante para a confirmação da vinda dos recursos federais à capital do Paraná.

Segurança

Para melhorar a segurança do comércio e da população nas ruas da capital, a Prefeitura

construção do Brasil”. Nas lojas da rede física, já são aproximadamente 52 mil itens de construção disponíveis aos clientes, tais como: Pisos e Azulejos, Torneiras e Acessórios, Banheiros e Cozinhas, Lavanderia, Tintas e Acessórios, Elétrica e Iluminação, Chuveiros e Aquecedores, Fechaduras, Ferramentas, Ferragens e Segurança, Lazer e Jardinagem, Decoração e UD, Eletro, Tubos e Conexões, Portas e Janelas, Madeiras e Forros e Material Básico. “Hoje contamos com uma equipe de 1.770 colaboradores diretos e indiretos”, informa. Este número segue crescendo, em virtude das próximas lojas que abrirão com o nome do grupo.

Junho negro

Uma soma de fatores imprevistos, como o excesso de chuvas, greves, manifestações e passeatas, fez com que o último junho se caracterizasse como um mês totalmente atípico no histórico do grupo Balaroti. “O mês de junho de 2013 foi um dos piores dos últimos 10 anos. No Brasil inteiro redundou em uma queda de 8 a 10% nos resultados”, constata Eduardo. “Mas nos primeiros dias de julho já deu para notar que há uma melhora. Assim, continuamos otimistas. Acreditamos que o segundo semestre será bom”, continua. Segundo Eduardo, “o importante para nós é que o Brasil continue em um caminho bom”.

concluiu uma série de obras de melhorias de iluminação em diversos pontos da cidade. De acordo com um informe oficial, foram investidos R$ 1,2 milhão na revitalização de praças, parques e áreas de convivência. Quanto à segurança do anel central de Curitiba, o número de guardas municipais em circulação foi aumentado. De acordo com a Prefeitura, o seu sistema de videomonitoramento já conta com 153 câmeras de segurança em operação. O bairro Sítio Cercado, por exemplo, ganhou um sistema de videomonitoramento mais moderno, com 27 câmeras com tecnologia digital.

E propõe: “O país precisa melhorar na infraestrutura. Se isso acontecer, vai melhorar também nas vendas, no consumo”, concluiu.

História

A rede de lojas Balaroti tem suas raízes em 1966, com a chegada dos empresários Hélio Ballarotti, Eduardo Balarotti e Rosenval Zaccar ao município de Santa Tereza, próximo à cidade de Cascavel, na região oeste do Paraná. Ali foi fundada uma pequena indústria madeireira, que tinha como atividade principal a industrialização e comercialização de madeiras brutas e beneficiadas, vendendo sua produção para São Paulo e Rio de Janeiro. Com a necessidade de crescer e conquistar novos mercados, a empresa abriu em 18 de julho de 1975 um pequeno e modesto depósito de madeiras na capital do estado, Curitiba. O Balaroti iniciou seus serviços na Vila Hauer, comercializando materiais para construção. Em 1976 abriu sua primeira filial em Pinhais, município da Região Metropolitana de Curitiba. Com o passar dos anos, a empresa especializou-se e focou suas atividades em materiais para construção.

Projeto Social

O grupo Balaroti decidiu retribuir à população o sucesso de suas lojas, nas respectivas localidades onde se encontram. Desde março de 2008,

Nova parceria

A Prefeitura e a ACP estudam, atualmente, os detalhes técnicos e jurídicos de uma proposta dos comerciantes da região central, que oferecem as câmeras de seus estabelecimentos para formar uma rede pública de câmeras privadas. A previsão é de que até 2014 haja um Centro de Controle Operacional único, reunindo câmeras de segurança, trânsito, transporte coletivo e comércio, o que elevará a aproximadamente mil o número de equipamentos para o videomonitoramento e segurança na cidade. (EOM)

o Balaroti propicia a cada loja de sua rede a oportunidade de desenvolver um projeto social ou ambiental para atender alguma instituição no seu bairro ou região. “Isso porque a comunidade faz parte dos planos de ações sociais da empresa. Esse programa serve para aproximar a comunidade de nossa equipe de colaboradores. As lojas apresentam projetos em conjunto com entidades da região (ONGs, Creches, Asilos, Orfanatos, etc.) os quais são financiados pela Empresa”, explica um informe da empresa. Além disso, o grupo Balaroti mantém o Projeto Creche Ilha do Mel. “É uma creche onde mantemos 60 crianças carentes de 2 a 6 anos em horário integral”, diz o informe.

Pequeno Príncipe

Dando sequência ao cumprimento de seu compromisso com a comunidade aonde atua, a empresa Balaroti - em parceria com o Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba - viabilizou ações de responsabilidade social que têm como fim ampliar a capacidade de atendimento e renovar os equipamentos do Hospital. Parte da renda gerada com a produção de brindes de natal oferecidos aos colaboradores do Balaroti, desde 2002, contribuem para a aquisição de aparelhos hospitalares de eletroencefalografia, polissonografia e ampliação do número de leitos do hospital.


judiciário

Diário Indústria&Comércio

Decisões

Servidor licenciado para curso de pós-graduação tem direito a férias O servidor federal tem direito à percepção de férias, com as consequentes vantagens pecuniárias, enquanto permanecer afastado para participar de curso de pós-graduação ou em licença-capacitação. A decisão é da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao rejeitar agravo regimental interposto pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, em demanda contra uma professora que se afastou de suas atividades para cursar doutorado. O instituto interpôs recurso especial no STJ para modificar decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), que considerou que as férias são asseguradas aos servidores em afastamento autorizado, o que inclui o período de dedicação ao curso de pós-graduação. A alegação do instituto é que houve violação aos artigos

76, 78 e 102, inciso IV, da Lei 8.112/90, pois a servidora, licenciada para o doutorado, não estava no exercício de suas atividades. Inicialmente, em decisão monocrática, o relator, ministro Humberto Martins, negou provimento ao recurso especial e reconheceu o direito da servidora às férias com abono de um terço. O instituto entrou com agravo regimental, para submeter o caso ao colegiado da Segunda Turma. No julgamento do agravo, os ministros confirmaram que o servidor tem direito a férias nos períodos correspondentes ao afastamento para programa de pós-graduação stricto sensu no país ou para licençacapacitação, pois esses períodos são considerados de efetivo exercício, conforme os termos do artigo 102, incisos IV e VIII, da Lei 8.112.

Prazo para reclamação conta do acórdão da recursal do STJ O prazo de 15 dias para reclamações sobre divergência entre turmas recursais do juizado especial estadual e a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deve ser contado da publicação que se pretende reformar, e não de outras decisões judiciais subsequentes. Com esse entendimento, o ministro Gilson Dipp, presidente em exercício do STJ, extinguiu, sem resolução de mérito, reclamação apresentada pela Oi S/A, antiga Brasil Telecom, contra decisão que considerou ilegal a cobrança de assinatura básica em telefonia fixa. Na reclamação, cujo processamento é regulado pela Resolução 12/09 do STJ, a empresa alega divergência entre a decisão da 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Distrito Federal e a jurisprudência do STJ com relação à possibilidade de cobrança da assinatura básica.

A turma recursal entendeu que a cobrança fere o Código de Defesa do Consumidor e determinou a restituição dos valores pagos pelo assinante. O entendimento do STJ é diverso: tanto a Súmula 356 quanto a decisão proferida no Recurso Especial 1.068.944 consideram legítima a cobrança de tarifa mensal, conhecida como assinatura básica, no uso de linhas de telefonia fixa. Em sua decisão, o ministro Gilson Dipp esclareceu que o prazo de 15 dias, estabelecido pela Resolução 12/09, deve ser contado a partir da publicação do acórdão proferido pela turma recursal – no caso, maio de 2008 – e não de decisões subsequentes, como o acórdão que julgou prejudicado o recurso extraordinário dirigido ao STF. Com a decisão, o pedido de liminar ficou prejudicado e o processo foi extinto sem resolução do mérito.

Supremo Tribunal Federal

Procuradoria Geral da República impugna leis do DF que autorizam porte de arma para servidores A Procuradoria Geral da República ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 4987 e 4991), em que contesta leis do Distrito Federal que autorizam o porte de arma para determinados servidores do Governo do Distrito Federal (GDF). Na ADI 4987, a PGR pede a declaração de inconstitucionalidade do artigo 50 da Lei distrital 3.881/2006, que assegura o porte de arma de fogo de uso permitido, devidamente registrada, aos auditores tributários, membros da carreira de assistência judiciária e procuradores do DF. Segundo a

PGR, “são carreiras que desbordam completamente do modelo federal estabelecido por lei para o porte de armas de fogo”. Já na ADI 4991, a Procuradoria Geral da República impugna o artigo 5º da Lei Distrital 4.244/2008, que admite a possibilidade de os servidores ativos da carreira de apoio às atividades policiais civis obterem, mediante ato motivado da chefia e desde que o desempenho de suas atividades em unidades operacionais implique riscos a sua integridade física, o porte de arma de fogo funcional, expedido pelo diretor-geral da Polícia Civil do DF.

Resolução que estabeleceu novos procedimentos para perda de mandato na AL-RR é questionada A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5009 foi ajuizada, com pedido de medida cautelar, no Supremo Tribunal Federal (STF), contra a Resolução Legislativa nº 4/2011, que alterou o Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (AL-RR) para estabelecer novos procedimentos para a efetivação da perda de mandato parlamentar. A Procuradoria Geral da República (PGR), autora da ação, afirma que as normas questionadas violam o disposto nos artigos 2º; 5º, inciso XXXVI; 14, parágrafo 9º; 27, parágrafo 1º; e 55, parágrafo 3º, da Cons-

tituição Federal. Consta da ação que um dos artigos inseridos no regimento (92-A) estendeu a aplicação dos novos procedimentos às hipóteses de declaração de perda de mandato previstas nos incisos IV e V, do artigo 55 da Constituição Federal e reproduzidos na Constituição do Estado de Roraima. Segundo a PGR, “não cabe qualquer deliberação por parte da Casa Legislativa sobre o mérito da representação judicial” em caso de perda de mandato decorrente da perda ou suspensão de direitos políticos e decretação pela Justiça Eleitoral.

Justiça&Direito

www.justicaedireito.com

Jornada Mundial da Juventude

Justiça autoriza licitação para prestação de serviços de saúde A licitação prevê a contratação de serviços médicos no valor de R$ 7,8 milhões pagos pelo RJ

O

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu manter a licitação para a contratação de serviços de saúde para os eventos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), pela prefeitura do Rio de Janeiro. A informação foi divulgada pela prefeitura do Rio de Janeiro, por meio de nota. A licitação foi contestada pelo

Ministério Público. O órgão considerou que a contratação dos serviços de atendimento médico e ambulância, no valor de R$ 7,8 milhões, não deveriam ser pagos pela prefeitura. Segundo o Ministério Público, a prefeitura não deveria aplicar recursos em um evento privado como a Jornada Mundial da Juven-

tude, que é organizado pela Igreja Católica. Em primeira instância, a Justiça havia negado o pedido do Ministério Público e mantido a licitação. Ontem de manhã, no entanto, a Justiça decidiu exigir da organização da jornada que apresentasse uma lista de imóveis da igreja no va-

lor de R$ 8 milhões, que pudessem servir de caução e evitar possíveis prejuízos ao Erário. À noite, a prefeitura do Rio divulgou uma nota informando que a Justiça autorizou a continuidade do processo licitatório para a escolha das empresas que prestarão serviços médicos durante os eventos da JMJ.

Acordo firmado na JF permite retomada da extração de areia no Rio Jacuí Em audiência de conciliação realizada na sexta-feira, na Justiça Federal de Porto Alegre (RS), foi firmado acordo que permite a retomada da extração de areia no Rio Jacuí. Com isso, fica suspensa a liminar que desde maio impedia a atividade. Conforme o documento, as mineradoras poderão voltar a atuar após a revisão das licenças de concessão, realizadas pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), conforme novos critérios preventivos. Foram apresentadas propostas para a intensificação da fiscalização, entre elas, a contratação emergencial de 60 técnicos e a realização de concurso público para provimento de cargos na Fepam.

Outra ação é o cercamento eletrônico, que permitirá maior controle sobre a atuação das dragas. A pedido do MPF, foram incluídas no acordo medidas que ampliem a publicidade de informações sobre a atuação das dragas, auxiliando na sua identificação e controle de atuação. Outros pontos foram a revisão das licenças ambientais no prazo máximo de 30 dias, já de acordo com critérios mais rígidos, e a realização de zoneamento ambiental, já com cronograma definido e recursos disponíveis no valor de R$ 2,3 milhões. Para a magistrada, as ações propostas “têm o poder de evitar a majoração dos danos já perfectibilizados, o que autoriza a suspensão

Sylvio Sirangelo/TRF4

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. A8

Audiência de conciliação foi realizada no Cejuscon da Justiça Federal de Porto Alegre

da medida liminar apenas para aquelas licenças revisadas de acordo com os novos critérios”. A juíza federal Vânia Hack de

Almeida, da Vara Federal Ambiental de Porto Alegre, determinou em 15/5 a suspensão da extração de areia na margens do Rio Jacuí.

Defensoria pede direito a banho de sol diário para detentos em SP

Norma para defensores optarem pela carreira é discutida em ADI

O direito a banho de sol diário das pessoas presas nos pavilhões de medida preventiva de segurança pessoal e disciplinar da Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena”, em Martinópolis (SP), é pleiteado no Habeas Corpus (HC) 118536, com pedido de liminar, impetrado no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo. A Defensoria informa que optou pela via do HC depois que todas as tentativas empreendidas na defesa desse direito dos presos foram frustradas. A falta do banho de sol diário para os presos que ocupam tais pavilhões foi constatada por defensor público, durante visita ao estabelecimento em 06

de dezembro de 2011. O relator do HC é o ministro Dias Toffoli. Diante a situação, a Defensoria solicitou providências imediatas ao juiz da 1ª Vara das Execuções Penais (VEC) da Comarca de Presidente Prudente (SP). Este, porém, indeferiu o pedido, depois de ser informado pelo diretor do presídio que não havia espaço físico para o banho de sol desses presos, por isso a necessidade da restrição, para se evitar riscos à segurança e à ordem. No HC, a Defensoria salienta que inspeção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) constatou que as celas em Martinópolis “são extremamente escuras e sem ventilação” e que a ocupação do presídio é de

1604 presos para 792 vagas. Recurso de agravo em execução penal interposto contra a decisão do juiz da VEC de Presidente Prudente teve provimento negado pela 16ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), sob o argumento de ser necessário priorizar o interesse da maioria na manutenção da ordem e da segurança em detrimento do interesse de uma “minoria de sentenciados”. A Defensoria interpôs, então, recursos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal. Porém, até hoje tais recursos não subiram para o STJ e o STF, porque o TJ não realizou juízo de sua admissibilidade.

Conselho de Ética ouve delegado da PF sobre caso Leréia O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara se reúne nesta terça-feira, às 14h30, para ouvir o delegado da Polícia Federal (PF), Raul Alexandre Marques de Souza, responsável pela Operação Vegas. Ele é testemunha no processo de quebra de decoro parlamentar contra o deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), acusado de

envolvimento com o contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A Operação Vegas contabilizou mais de 60 mil horas de gravação de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça, incluindo conversas de Cachoeira com parlamentares. De acordo com as investi-

gações, Leréia teria recebido dinheiro da organização de Cachoeira. Além disso, teria alertado o contraventor sobre uma operação policial e usado o cartão dele para fazer compras. Em sua defesa, o deputado afirma ser amigo pessoal de Cachoeira, mas nunca ter tido relação com a exploração de jogos ilegais.

INSS deverá implantar auxílio-doença em 45 dias mesmo sem perícia O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) deu provimento, nesta semana, a recurso da Defensoria Pública da União (DPU) e determinou que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) implante automática e provisoriamente o auxílio-doença em 45 dias a segurados gaúchos. A decisão garante o benefício independentemente da realização de perícia médica. Segundo o relator do processo, desembargador federal Celso Kipper, a espera pela perícia médica

no estado tem excedido o prazo razoável. Ele destacou em seu voto que, enquanto em São Paulo o intervalo de tempo entre o requerimento e a perícia é de 13 dias, em Porto Alegre, chega a 76. Com a decisão, as agências do INSS no RS deverão implantar, a partir do 46º dia do requerimento, o auxílio-invalidez, que deverá ser mantido se constatada na perícia doença temporária, ou convertido em aposentadoria por invalidez, na hipótese de incapacidade. No caso

de não se constatar a enfermidade alegada, o segurado não precisará devolver os valores já recebidos. A decisão já está publicada, devendo o INSS cumpri-la de forma imediata. Em caso de descumprimento, a autarquia deverá pagar multa diária de R$ 100,00 por benefício não pago no caso de inadimplemento parcial, ou, se total o descumprimento, com o pagamento de multa global no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para cada dia de atraso.

A Procuradoria Geral da República (PGR) ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5011) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o artigo 15 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT) da Constituição de Sergipe, que ampliou o prazo previsto na Constituição de 1988 para que defensores públicos não concursados optassem pela carreira. O artigo 22 do ADCT da Constituição de 1988 assegurou aos profissionais que atuavam na Defensoria Pública o direito de optar pela carreira até a data de instalação da Assembleia Nacional Constituinte, em 1987. O artigo 15 do ADCT da Constituição de Sergipe ampliou o prazo previsto no artigo 22 do ADCT da Constituição da República ao fixar a data de instalação da Assembleia Constituinte do Estado, em 13 de outubro de 1988, como o prazo para optarem pela carreira.

Comissão pode votar relatório sobre Código de Processo Civil nesta terça A comissão especial que analisa o projeto do novo Código de Processo Civil (PL 8046/10) pode votar nesta terça-feira, o parecer do relator, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), sobre a proposta. O parlamentar mudou pontos do novo Código criados para acelerar a resolução das causas, mas que, na avaliação de alguns deputados, podem causar perda de direitos. O relatório de Teixeira proíbe a concessão de tutela antecipada (quando o juiz, em decisão provisória, concede o pedido da parte) se a decisão tiver consequências irreversíveis.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. B1

RECONHECIMENTO

joca.sev@hotmail.com

JoaquimSeverino

Empresas de Curitiba conquistam prêmio nacional

MERCOSUL E O CUSTO DO ROMPANTE DILMA Conta-se que lá pras bandas do rio do Peixe, no interior paulista, havia um cidadão a quem Deus havia agraciado com um monte de filhas. Filho homem mesmo que era melhor pra lida da roça, tinha nascido poucos. As filhas, mesmo as menos dotadas de beleza, não podiam ser consideradas feias e uma delas especial, como se dizia, era um “pé de boi” para o trabalho, enfrentava qualquer parada. Um dia apareceu um pretendente pedindo a mão dessa tal filha. O pai, depois de escutar conversa pouca, foi logo dizendo: “Olha aqui seu fulano de tal, se o senhor quiser uma esposa pra lhe ajudar na prosperidade, o senhor está fazendo a escolha certa, mas tem uma coisa, depois que dá um rompante nela e se “encasqueta” com uma coisa na cabeça, sai de perto, porque a moça é pior que uma vaca brava. Vá ser pai sincero assim lá adiante. Por falar em rompantes, cujas conseqüências são, geralmente, de arrependimento mortal, nada mais ilustrativo que a suspensão do Paraguai como membro do Mercosul. O Congresso do país vizinho decidiu cassar, praticamente por unanimidade, o mandato do então presidente Lugo, considerado sem competência e sem apetência para governar, além da fragilidade moral devido aos filhos por ele concebidos enquanto bispo da igreja católica. Os chanceleres dos países bolivarianos, inclusive o dissimulado Brasil, reunidos no Rio de Janeiro e com uma agenda tão cheia como o saco da feira de pobre, partiram para Assunção para impedir o que eles e somente eles, consideraram um “golpe”. O chanceler Maduro, hoje “presidente” da Venezuela, liderou a caravana dos paladinos da democracia bolivariana e tentou, inclusive, promover um levante nas forças armadas contra o congresso, iniciativa que lhe resultou na condição de “persona non grata” no Paraguai. Mal sucedidos na empreitada, precisariam demonstrar que a guerra da Tríplice Aliança (Argentina, Brasil e Uruguai) contra o Paraguai ainda não terminara. Aí veio o rompante da Dilma, aplaudidíssima por Hugo Chavez e sua devedora Cistina Kirschner, dando a última palavra: que se suspenda o Paraguai. E assim foi feito, atropelando todos os marcos, jurídicos, institucionais e o próprio marco de fundação do Mercosul. Passada a ressaca, vem o terrível dia seguinte. O boquirroto Chavez está morto, Cristina Kirschner quase morta, Dilma na UTI e Maduro que não se aguenta, se deram conta de que tal qual o incidente em Antares, o Paraguai que julgavam morto, está mais vivo que nunca, realizou eleições limpas, renovou seu congresso e seu futuro presidente já anunciou, a Venezuela não está constituída em membro pleno do Mercosul. É clandestina, entrou pela porta dos fundos e seu presidente indesejável. Como diria o respeitado Zagallo, vão ter que engolir o Paraguai sem mastigar, com casca e tudo. Quando o topete é muito grande, a vista ofusca.

Projeto de obra em Drywall vai representar Brasil no prêmio mundial na Alemanha Gerson Lima

O

acabamento estrutural do luxuoso restaurante Swadisht, que serve cozinha indiana em Curitiba, venceu o 1° Prêmio Top Placo de Obras, como a melhor obra com utilização de Drywall na categoria “Corporativo”, em concurso promovido pela Placo Saint-Gobain. A obra realizada pelas empresas PlacoCenter Curitiba e Adamus Steel Frame concorreu com outras 32 peças, e se classificou para representar o Brasil no prêmio mundial, em cerimônia a ser realizada na cidade alemã de Frankfurt em 2014. O projeto que teve a execução premiada é de autoria da arquiteta Fernanda Jung. “Foi muito emocionante receber esse troféu e ver o nosso trabalho reconhecido, ainda mais em meio às várias obras de altíssima qualidade que estavam disputando. Nós somos muito gratos aos nossos clientes, fornecedores e funcionários, que fazem parte desta conquista”, declara Rodrigo Ramalho, Sócio-Diretor da PlacoCenter Curitiba.

A obra realizada pelas empresas PlacoCenter Curitiba e Adamus Steel Frame concorreu com outras 32 peças

Instituto Cervantes organiza festa de flamenco com aula aberta Os interessados em aprender os passos e movimentos da dançasímbolo da cultura espanhola terão uma chance durante a Festa Flamenca, que será realizada no dia 18 deste mês, a partir das 19h30, no Instituto Cervantes de Curitiba. O evento vai contar com música ao vivo, apresentação de flamenco, exposição de fotos e degustação de sangria e paella. A entrada é gratuita. De acordo com a coordenadora do Instituto Cervantes de Curitiba, Ellar Moreira, a festa vai aproximar a cultura espanhola do curitibano: “O Instituto Cervantes foi criado para difundir a cultura da Espanha e dos países hispano-americanos e, como o flamenco é uma das principais características da Espanha, queremos que as pessoas em Curitiba conheçam e aprendam mais sobre essa cultura”. Em 2010, o Flamenco foi declarado pela Unesco Patrimônio Cultural Imaterial da

Humanidade. A Festa Flamenca terá música ao vivo, com guitarra e percussão. Os músicos prometem animar a todos com o ritmo associado à região da Andaluzia, na Espanha. A apresentação da dança será feita pelo Instituto Flamenco Brasileira de Arte e Cultura. Depois, os interessados vão aprender alguns gestos do flamenco numa grande aula aberta à comunidade. A coordenadora do Instituto Flamenco, Maria Isabel Camargo, diz que o flamenco tem mais um caráter emotivo do que racional. A pessoa precisa sentir o flamenco, o seu pulsar, para que o movimento ganhe um sentido. Um dos gestos característicos são os pés bem aterrados ao solo e os braços para cima possibilitando uma sensação de liberdade. É como poder sentir o tempo presente da terra e a beleza de alcançar as estrelas”. O evento ainda trará uma ex-

posição de fotos autorais sobre o flamenco. O projeto é da fotógrafa curitibana Letícia Volpi, que acompanhou a preparação do espetáculo “Essência”, do Instituto Flamenco Brasileiro. São 10 fotos coloridas, de 30x45 cm. Para ela, essa arte é sinônimo de vida, de liberdade e, sobretudo, de profunda identificação. “Se é verdade que a fotografia rouba a alma, o que se pretende com essas imagens é mostrar a alma do Flamenco. Ela que está em todos os tipos de corpos, ultrapassou as fronteiras da sua cultura-mãe e tornou-se atemporal”, diz. E uma festa que busca todos os elementos culturais da Espanha não podia deixar de fora os pratos típicos. Haverá degustação de sangria, bebida elaborada à base de frutas e vinho, e paella, elaborada pelo restaurante Pata Negra. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet,

VIRGÍLIO MOREIRA PARTICIPAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE BENS S/A CNPJ/MF.- 00.884.721/0001-01 RUA BUENOS AIRES, 466 BATEL CURITIBA - PARANÁ RELATÓRIO DA DIRETORIA Temos o prazer de submeter á V.Sas., o relatório da diretoria consubstanciado nas demonstrações financeiras referente ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2012. Reiteramos nossos agradecimentos aos senhores acionistas e a todos os clientes, fornecedores e funcionários. Curitiba, Paraná, 10 de abril de 2013 A diretoria BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO - Em Reais ATIVO

CIRCULANTE Bancos conta movimento Total do ativo circulante

2012 55.970,24 55.970,24

2011 47.845,74 47.845,74

ATIVO NÃO CIRCULANTE Realizável de longo prazo Débitos de acionistas

1.000.000,00

1.000.000,00

Investimentos Investimentos em companhias

1.277.739,84

1.238.979,84

Imobilizado Edificações Depreciação de Edificações Veículos Depreciação de Veículos Direito de Uso de Telefone

51.115,44 (34.432,13) 26.000,00 (26.000,00) 2.000,00

51.115,44 (32.217,32) 26.000,00 (26.000,00) 2.000,00

2.296.423,15

2.259.877,96

2.352.393,39

2.307.723,70

Total do ativo não circulante

Miss Brigadeiro investe em sabores diferentes para o inverno É muito raro encontrar alguém que não goste de chocolate, essa iguaria está entre as preferidas dos brasileiros e costuma ter um grande aumento em seu consumo durante o inverno. Segundo a Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), o setor produz até 29% a mais, perdendo apenas para a Páscoa e o Natal. O aumento no consumo é confirmado pela empresária Camila Salomon, dona do ateliê Miss Brigadeiro. Ela garante que durante o período de frio o ateliê acelera a produção e as vendas aumentam em até 15%. “As pessoas costumam sentir mais fome

durante o inverno, isso acontece por uma necessidade do organismo de controlar a temperatura corporal”, explica Camila, que além de empresária é também nutricionista. Com o inverno rigoroso que temos em Curitiba, nada mais agradável do que aquecer o corpo com algo gosto como o chocolate, principal ingrediente dos produtos da Miss Brigadeiro. Para atrair os chocólatras durante o inverno, a Miss Brigadeiro tem um cardápio com mais de 40 sabores. Entre eles os brigadeiros de Whisky, Baileys, Cappuccino, Pinoli e Pimenta que fazem parte do mix de produtos que costumam sair mais durante

o período de frio. “A aceitação desses sabores é muito boa durante todo o ano, mas aumenta muito no inverno. Os clientes costumam pedir para presentear aquela pessoa especial ou mesmo para consumo próprio”, conta Camila. É possível encontrar na Miss Brigadeiro opções gourmet e colher dessa especialidade brasileira todos com chocolate belga. Há também as opções de brigadeiros diet tradicional branco ou preto. As encomendas devem ser feitas com no mínimo três dias de antecedência. E a Miss Brigadeiro oferece vários estilos e tamanhos de embalagens.

Consultores avaliam Programa Empreender na região Sudoeste Na última sexta-feira (12) consultores da região Sudoeste do Empreender realizaram encontro de avaliação do programa. A reunião aconteceu no auditório da Associação Empresarial de Francisco Beltrão. “São encontros de avaliação do andamento das atividades em cada município, para troca de informações e conhecimento entre os consultores da região, treinamento dos consultores e, principalmente, para planejar o programa na re-

gião”, informou Cristiane Salmória, coordenadora regional da FACIAP (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná) para a região Sudoeste. Segundo Cristiane, existem na região 31 núcleos setoriais. Segundo elas, as empresas nucleadas são beneficiadas em vários aspectos pelas ações do programa. “O programa propicia às empresas a cooperação entre elas. Através do Empreender, elas realizam atividades que viabi-

lizam seu desenvolvimento, como treinamentos, viagens de qualificação, compra e/ou negociação coletiva, bem como organização de eventos de comercialização e divulgação das empresas participantes dos núcleos setoriais”, frisou ela. O próximo encontro de avaliação acontece em outubro. Em Beltrão, existem 14 núcleos setoriais, nos quais cerca de 150 empresas participam das atividades.

Joaquim Severino – Diretor Presidente da empresa Agrária e Engenharia e Consultoria S/A e ex Professor de Política Agrícola da Universidade Federal do Paraná (1973/2010), escreve nesta coluna desde 1992.

no www.facebook.com/InstitutoCervantesCuritiba. As vagas são limitadas. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (41) 3362 7320.

CIRCULANTE Fornecedores Obrigações Sociais Obrigações Tributárias Outros débitos Total do passivo circulante

PASSIVO

PASSIVO NÃO CIRCULANTE Exigível de longo prazo Dividendos á pagar Empréstimos a pagar Total do passivo não circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reserva de Capital Reserva legal

2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

2011 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

377.829,71 1.000.000,00 1.377.829,71

333.160,02 1.000.000,00 1.333.160,02

812.064,00 86,88 162.412,80 974.563,68

812.064,00 86,88 162.412,80 974.563,68

2.352.393,39

2.307.723,70

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO EM 31 DE DEZEMBRO - Em Reais RECEITA OPERACIONAL BRUTA Lucros de participações societárias

2012

2011

2.821.842,73

2.007.068,41

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA

2.821.842,73

2.007.068,41

LUCRO OPERACIONAL BRUTO

2.821.842,73

2.007.068,41

RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS Despesas gerais e administrativas (14.702,15) Despesas tributárias 0,00 Despesas com depreciação (2.214,81) Despesas financeiras (115,29) (17.032,25)

(17.048,71) (0,25) (2.044,44) (309,42) (19.402,82)

LUCRO OPERACIONAL

2.804.810,48

1.987.665,59

10.800,00 10.800,00

1.530,00 1.530,00

RESULTADO ANTES DO DESTINO

2.815.610,48

1.989.195,59

LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO LUCRO LÍQUIDO POR AÇÃO (160.000 AÇÕES)

2.815.610,48

1.989.195,59

17,5975

12,4324

RECEITAS NÃO OPERACIONAIS Receitas de aluguéis

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA EM 31 DE DEZEMBRO - Em reais ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro líquido do exercício

2012 2.815.610,48

Variações nos ativos e passivos circulante e não circulantes: - Aumento ou diminuição dos impostos á recuperar Caixa líquido proveniente das atividades operacionais

0,00

0,00

2.815.610,48

1.989.195,59

(38.760,00) 0,00 2.214,81

(132.000,00) 104.841,00 2.044,44

(36.545,19)

(25.114,56)

Fluxo de caixa das atividades de investimentos: - Aumento por aquisição de participações e investimentos - Diminuição de participações e investimentos - Despesas com depreciação anual Caixa líquido usado nas atividades de investimentos

Fluxo de caixa das atividades de financiamento: - Distribuição de dividendos exercícios anteriores (333.160,02) - Dividendos do exercício atual (2.437.780,77) Caixa líquido usado nas atividades de financiamento (2.770.940,79) Aumento/diminuição líquido de caixa e equivalente á caixa - Caixa e equivalente de caixa no INICIO do exercício - Caixa e equivalente de caixa no FINAL do exercício

2011 1.989.195,59

(308.008,14) (1.656.035,57) (1.964.043,71)

8.124,50

37,32

47.845,74 55.970,24 8.124,50

47.808,42 47.845,74 37,32

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÓNIO LÍQUIDO - Em Reais Capital Social EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 Resultado do exercício - Lucro do Exercício - Dividendos distribuídos - Dividendos creditados

812.064,00

EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 Resultado do exercício - Lucro do Exercício - Dividendos do exercício atual - Dividendos creditados

812.064,00

EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012

Correção Monetária do Capital 86,88

86,88

812.064,00

86,88

Reserva Legal 162.412,80

162.412,80

162.412,80

Lucros Acumulados

Total

0,00

974.563,68

1.989.195,59 (1.656.035,57) (333.160,02)

1.989.195,59 (1.656.035,57) (333.160,02)

0,00

974.563,68

2.815.610,48 (2.437.780,77) (377.829,71)

2.815.610,48 (2.437.780,77) (377.829,71)

0,00

974.563,68

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E DE 2011 1 Contexto Operacional: A sociedade tem como atividade preponderante a participação societária em outras sociedades como acionista ou quotista. 2 Principais Diretrizes Contábeis: As demonstrações contábeis foram elaboradas de acordo com as diretrizes contábeis previstas na Lei das Sociedades por Ações e legislação tributária. a) Apuração do resultado: O resultado é apurado pelo regime de competência de exercícios. b) Ativo circulante e não circulante: Estão demonstrados ao custo de aquisição, combinado com os seguintes aspectos:

• Quando a participação for relevante e influente será avaliada pelo método de equivalência patrimonial; • As depreciações estão computadas pelo método linear e absorvida diretamente no resultado do exercício e levam em conta a vida útil e econômica dos bens. c) Passivo circulante e não circulante: • Os saldos dos lucros anteriores e do exercício atual, foram utilizados na constituição de reservas, e na distribuição de dividendos e créditos aos acionistas conforme determina a lei 11638/2007. d) Capital Social: • Está composto de 160.000 ações ordinárias, sem valor nominal e pertencem integralmente a acionistas domiciliados no País.

DIRETORIA: Virgílio Moreira Filho Diretor Presidente

CONTADOR: Therezinha Caggiano Moreira Diretor (a) Vice Presidente

Virgílio Moreira Netto Diretor

Pedro Donizete de Souza CRC-PR 030810/O-7


Publicidade Legal

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. B3 GIRONOX EXAUSTORES LTDA – ME torna público que RECEBEU da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Curitiba - SMMA a Autorização Ambiental de Funcionamento - AFU até a data 24/05/2013, para FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS E APARELHOS DE REFRIGERAÇÃO E VENTILAÇÃO PARA USO INDUSTRIAL, COMERCIAL, PEÇAS E ACESSÓRIOS, com Sede na Rua Marcos Bertoldi nº 1609, Campo de Santana, Município de Curitiba/PR.

A GREIF EMBALAGENS INDUSTRIAIS DO BRASIL LTDA – Fabricação de Embalagens Metálicas, inscrita no CNPJ 59.320.820/0015-09, torna público que obteve do IAP, a renovação da Licença de Operação nº 7906, com validade até 14/07/2015, para o empreendimento localizado na Avenida dos Pinheirais, 465 – Araucária – PR.

CASSOL PRÉ FABRICADOS LTDA torna público que recebeu do IAP, prorrogação da Licença de Operação número 3164, válida até 14/06/2017 para a produção de Pré-Fabricados de concreto. Localizada na Rodovia PR 421, Km 01, Município de Araucária, Estado do Paraná. CASSOL PRÉ FABRICADOS LTDA torna público que recebeu do IAP, prorrogação da Licença de Operação número 28975, valida até 14/06/2017 para a produção de Pré-Fabricados de concreto e metalúrgica. Localizada na Rodovia PR 421, Km 01, Município de Araucária, Estado do Paraná. SUMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO IMPROPEL – Indústria de Produtos da Pecuária Ltda torna publico que irá requerer ao IAP a RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO para implantação de indústria de farinha de carne e ossos, localizada na BR 277 Km 106,5 S/N.º Timbotuva, Município de Campo Largo, Estado do Paraná.

EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 2000.70.00.030533-0/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF ADVOGADO : MAURICIO PIOLI : PATRICIA ANICETA BIGAISKI BERTOLDO : CIRINEI ASSIS KARNOS : CLAUDIA LORENA CARRARO VARGAS EXECUTADO : ANTONIO CARLOS SALZVEDEL FURTADO ADVOGADO : MOYSES GRINBERG EXECUTADO : MIRIAN MILAN CALVO FURTADO EDITAL N.º 7383043

FINALIDADE: FAZ SABER, a todos que virem o presente edital ou dele tiverem notícia, o qual será afixado no local de costume desta Secretaria e publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal do Paraná, que, tendo em vista os executados, adiante qualificados, estarem em lugar incerto e não sabido, não sendo possível intimá-los pessoalmente, intima-os por meio deste. INTIMANDOS: ANTONIO CARLOS SALZVEDEL FURTADO, brasileiro, RG 2.155.107-4/PR, CPF 348.279.519-34 e MIRIAN MILAN CALVO FURTADO, brasileira, RG 4.279.616-6/PR, CPF 676.551.149-00.

Curitiba, Capital do Estado do Paraná, em 1º de julho de 2013. Eu, Oksana I. K. Kindra (Técnico Judiciário), que o digitei e; eu, (a) (Fátima Aparecida Santanna Hansen), Diretora de Secretaria, o conferi e subscrevi. Claudia Rocha Mendes Brunelli Juíza Federal Substituta

AÇÃO MONITÓRIA Nº 5001302-93.2011.404.7000/PR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF : ADNILSON DIAS MOREIRA COMERGRAN - COMERCIO DE GRANITOS, MARMORES E : REVESTIMENTOS LTDA : HELTON STEIN

EDITAL N.º 7160305 CITAÇÃO de ADNILSON DIAS MOREIRA, brasileiro, solteiro, inscrito no CPF/MF sob o nº 39369299807 e no RG sob o nº 12.436.202-4, para que, no prazo de 15 (quinze) dias, EFETUE O PAGAMENTO da quantia de R$ 13.135,43 (treze mil cento e trinta e cinco reais e quarenta e três centavos, valor fornecido pela CEF, atualizado até dezembro/2010, a ser atualizado monetariamente até a data do efetivo pagamento, ficando ciente de que se efetuar o pagamento do valor acima indicado, no prazo fixado, ficará isento de custas e honorários advocatícios, ou, em querendo, no mesmo prazo, OFEREÇA EMBARGOS, independente da segurança do Juízo. Ciente que, nos termos do artigo 1.102c do CPC, o não pagamento e a ausência de embargos no prazo de 15 (quinze) dias, constituir-se-á, de pleno direito o título executivo judicial, convertendo-se o mandado inicial em mandado executivo, e prosseguindo-se o processo como execução por quantia certa, nos termos dos artigos 1.102b e 1.102c, § 1º, do Código de Processo Civil. E para que chegue ao conhecimento do interessado, por esta estar em lugar incerto e não sabido, é expedido o presente Edital de Citação, com prazo de 30 (trinta) dias. DADO E PASSADO, nesta cidade de Curitiba - PR, 18 de abril de 2013.

VERA LUCIA FEIL PONCIANO Juíza Federal

CLODOALDO NOGUEIRA DA SILVA O DOUTOR PAULO BIZERRIL TOURINHO, MM. Juiz de Direito Substituto desta DECIMA SEGUNDA VARA CÍVEL, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Cartório se processam os autos de Sumária de Cobrança nº 22.593/2001, em que CONDOMINIO DO CONJUNTO RESIDENCIAL MORADIAS BANDEIRANTES, move em face de CLODOALDO NOGUEIRA DA SILVA, portador do CPF 680.270.959-72, no qual foi designada hasta pública para o dia 03/08/2013 às 14.00 horas para a 1ª Praça, ocasião em que a arrematação se consumará pelo valor igual ou superior ao da avaliação. Caso haja segunda praça, esta se realizará no dia 13/08/2013 no mesmo horário, onde o bem será arrematado pela melhor oferta, desde que não configure preço vil. DESCRIÇÃO DO BEM: Apartamento nº 02 do pavimento térreo do bloco 22 – do tipo AP-3-50, do Conjunto Residencial Moradias Bandeirantes, situado na Rua Cuiabá nº 698, com área construída de 42.63m2, área comum de 6,36m2, , com as demais características constantes na Matricula nº 27.856 da da 4ª CRI de Curitiba-Pr., IF 48.053.002.109-5. VALOR DO BEM: R$ 101.000,00 (Cento e Um Mil Reais) atualizada em 12 de Abril de 2013. VALOR DA DÍVIDA: R$ 25.364,66 (Vinte e Cinco Mil, Trezentos e Sessenta e Quatro Reais e Sessenta e Seis Centavos), planilha atualizada no mês de Junho de 2013. DEPOSITO: Depositário Público. ÔNUS: 1ª Hipoteca em favor da COHAB-CT – Companhia de Habitação Popular de Curitiba, conforme AV-1-27.856-6, e eventuais débitos constantes na matricula imobiliária. INTIMAÇÃO: Pelo presente edital ficam devidamente intimados da aludida designação, caso não tenham sido encontrados pessoalmente, podendo remir a dívida, querendo, nos termos dos artigos 651, 787 e 788, incisos I e II, do Código de Processo Civil. O Leiloeiro Oficial nomeado para o ato, perceberá por seu ofício a seguinte remuneração: a) em caso de adjudicação – 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação a ser pago pelo exequente; b) em caso de arrematação – 5% (cinco por cento) sobre o valor do arremate, a ser pago pelo arrematante; c) em caso de remissão ou acordo – o reembolso das despesas efetuadas, a ser pago pelo executado, e devidos a partir da publicação do edital. Obs: O arrematante fica livre de ônus de taxa de condomínio, passando a ser de sua responsabilidade as subsequentes ao ato da assinatura do auto de arrematação. Caso não haja expediente forense em algum dos dias designados, o ato fica automaticamente transferido para o primeiro dia útil subsequente, no mesmo horário e local. Do que para constar, expedi o presente Edital, que será publicado e afixado nos termos da lei. Curitiba, Tres de Julho de 2013. Eu ELIVALDO BARBOSA MAIA, Escrivão, que o digitei. PAULO BIZERRIL TOURINHO Juiz de Direito Substituto

PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 13ª Vara Civel do Foro Central da

PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 5ª Vara Civel do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná Av. Cândido de Abreu, 535 – 3º Andar ED. MONTEPAR – CEP 80.530-906 Telefone: 3016 3279 ESTADO DO PARANÁ UBIRAJARA BINHARA Escrivão Titular

Escrivão

EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros Signatário (a): VERA LUCIA FEIL PONCIANO:2183 interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC.

1 de 1

PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 12ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná Av. Cândido de Abreu, 535 – 06º Andar ED. MONTEPAR – CEP 80.530-906 Telefone: 3254 6702 ESTADO DO PARANÁ

EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC.

Documento eletrônico assinado da porRegião VERA LUCIA FEIL PONCIANO, Federal, na forma do Comarca Metropolitana de Curitiba Juíza – Paraná artigo 1º, inciso III, da Leide 11.419, de 535 19 de– dezembro 2006 e Resolução– TRF Região nº 17, de 26 Av. Cândido Abreu, 7º Andar de ED. MONTEPAR CEP4ª 80.530-906 de março de 2010. A conferência da autenticidade documento Telefone:do 3254 8334 está disponível no endereço ESTADO DO PARANÁ eletrônico http://www.jfpr.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código MARIOCRC MARTINS verificador 7160305v3 e, se solicitado, do código B765C870. Informações adicionais da assinatura:

EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros Nº de Série do Certificado: 56EBE73092450B52 GUIOMAR GALPERIN KNOPFHOLZ interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC. e Hora: ALEXANDRE GOMES 22/04/2013 10:43:24 MM. Juiz de Direito Substituto desta DÉCIMA OData DOUTOR GONÇALVES, ABEL COSTA e DENISE MARIA DOS SANTOS COSTA TERCEIRA VARA CÍVEL, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Cartório se processam os autos Nº 0040458-89.2010.8.16.0001, em O DOUTOR PAULO CESAR CARRASCO REYES, MM. Juiz de Direito Substituto desta QUINTA que VERA MARIA DEUTSCHER FURLAN – CPF 233.912.359-34 e DAVI DEUTSCHER – CPF VARA CÍVEL, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que 001.015.759-04 move em face de GUIOMAR GALPERIN KNOPFHOLZ – portadora do CPF por este Juízo e Cartório se processam os autos de Sumária de Cobrança nº 543/2005, em que 470.144.749-87, no qual foi designada hasta pública para o dia 03 de Agosto de 2013 às 14.00 CONJUNTO RESIDENCIAL FREI MIGUEL, move em face de ABEL COSTA – portador do CPF horas para a 1ª Praça, ocasião em que a arrematação se consumará pelo valor igual ou superior ao 621.830.529-53 e DENISE MARIA DOS SANTOS COSTA – portadora do CPF 861.370.779-34, no da avaliação. Caso haja segunda praça, esta se realizará no dia 13 de Agosto de 2013 no mesmo qual foi designada hasta pública para o dia 03/08/2013 às 14.00 horas para a 1ª Praça, ocasião em horário, onde o imóvel será arrematado pela melhor oferta, desde que não se configure preço vil. que a arrematação se consumará pelo valor igual ou superior ao da avaliação. Caso haja segunda 15/07/2013 14:16 DESCRIÇÃO DO(s) BEM(s): Lote de terreno nº 26 da planta Vila Murray, situada na Capital, praça, esta se realizará no dia 13/08/2013 no mesmo horário, onde o bem será arrematado pela medindo 11,90m de frente para a Rua da Paz, nº 160, por 33,00m de fundos em ambos os lados; melhor oferta, desde que não seja inferior a 60% do valor da avaliação. contendo uma construção em alvenaria com dois pavimentos, padrão construtivo médio, em bom Descrição do bem penhorado e avaliado às fls 269 e fls 321 e ratificado às fls 345, respectivamente: estado de conservação, com as demais características constantes na Matricula nº 1.497 da 3ª CRI Apartamento nº 12 no 1º pavimento do bloco 03 do Conjunto Residencial Frei Miguel, situado de Curitiba-Pr na Rua Amadeu do Amaral nº 1.750, com área construída privativa de 55,21m2, área comum de VALOR DO(s) BEM(s): R$ 991.400,00 (Novecentos e Noventa e Um Mil e Quatrocentos Reais) 4,30m2. área construída global de 59,51m2, com as demais características constantes na Matricula avaliada em 05 de Dezembro de 2012. nº 40.076 da 6ª CRI de Curitiba-Pr., IF 67.012.022.017-9. VALOR DA DIVIDA: Extinção de condomínio. Valor do bem: R$ 134.000,00 (Cento e Trinta e Quatro Mil Reais) avaliação realizada em 12 de ÔNUS: autos nº 765/07 de ação declaratória do Juízo de Direito da 5ª Vara Cível desta Comarca; Novembro de 2012 e ratificada em 26 de Abril de 2013. autos nº 29.532/2005 da 12ª Vara Cível de Curitiba-Pr; autos sob nº 1259/2007 em trâmite perante Valor da dívida: R$ 52.421,68 (Cincoenta e Dois Mil, Quatrocentos e Vinte e Um Reais e Sessenta a 2ª Vara de Família desta Comarca; autos nº 875/1991 do Juízo de Direito da 5ª Vara Cível desta e Oito Centavos) atualizada até o Mês de Junho de 2013. Comarca; autos nº 442/2001 do Juízo de Direito da 5ª Vara Cível desta Comarca e eventuais débitos Ônus: Valor dos débitos de IPTU junto a Prefeitura Municipal de Curitiba-Pr R$ 340,02 (Trezentos e constantes na matricula imobiliária. Quarenta Reais e Dois Centavos) e eventuais débitos constantes na matricula imobiliária. LEILOEIRO PÚBLICO OFICIAL: JOAO LUIZ DE OLIVEIRA, devidamente registrado na Junta CoIntimação: Pelo presente edital ficam devidamente intimados da aludida designação, caso não mercial do Paraná sob o nº 11/041-L. tenham sido encontrados pessoalmente, podendo remir a dívida, querendo, nos termos dos artigos INTIMAÇÃO: Pelo presente edital ficam devidamente intimados da aludida designação, caso não 651, 787 e 788, incisos I e II, do Código de Processo Civil. O Leiloeiro Oficial nomeado para o ato, tenham sido encontrados pessoalmente, podendo remir a dívida, querendo, nos termos dos artigos perceberá por seu ofício a seguinte remuneração: a) em caso de adjudicação – 2% (dois por cento) 651, 787 e 788, incisos I e II, do Código de Processo Civil. O Leiloeiro Oficial nomeado para o ato, sobre o valor da avaliação a ser pago pelo exequente; b) em caso de arrematação – 5% (cinco por percebera por seu ofício a seguinte remuneração: a) em caso de adjudicação – 2% (dois por cento) cento) sobre o valor do arremate, a ser pago pelo arrematante; c) em caso de remissão ou acordo – sobre o valor da avaliação a ser pago pelo exequente; b) em caso de arrematação – 5% (cinco por cento) sobre o valor do arremate, a ser pago pelo arrematante; c) em caso de remissão ou acordo o reembolso das despesas efetuadas, a ser pago pelo executado, e devidos a partir da publicação – 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado, e devidos a partir da do edital. Obs: O arrematante fica livre de ônus de taxa de condomínio, passando a ser de sua publicação do edital. responsabilidade as subsequentes ao ato da assinatura do auto de arrematação. Caso não haja Do que para constar, expedi o presente Edital, que será publicado e afixado nos termos da lei. expediente forense em algum dos dias designados, o ato fica automaticamente transferido para o Curitiba, Três de Julho de 2013. Eu MARIO MARTINS, Escrivão que o fiz digitar, por ordem do primeiro dia útil subsequente, no mesmo horário e local. MM. Juiz de Direito. Do que para constar, expedi o presente Edital, que será publicado e afixado nos termos da lei. Curitiba, Tres de Julho de 2013. Eu UBIRAJARA BINHARA, Escrivão que o fiz digitar, subscrevi e ALEXANDRE GOMES GONÇALVES assino por ordem do MM. Juiz de Direito, na forma da Portaria nº 001/2012. JUIZ DE DIREITO PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 13ª Vara Civel do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná Av. Cândido de Abreu, 535 – 7º Andar ED. MONTEPAR – CEP 80.530-906 Telefone: 3254 8334 ESTADO DO PARANÁ MARIO MARTINS Escrivão EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC. AMAURI CRUZ SANTOS e REGINA ELISA RESSETI SANTOS O DOUTOR ALEXANDRE GOMES GONÇALVES, MM. Juiz de Direito Substituto desta DÉCIMA TERCEIRA VARA CÍVEL, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Cartório se processam os autos Nº 26.710/0000, em que L.N. EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA – CNPJ 75.756.320/0001-97 move em face de AMAURI CRUZ SANTOS – portador do CPF 016.460.959-87 e REGINA ELISA RESSETI SANTOS – portadora do CPF 397.841.859-20, no qual foi designada hasta pública para o dia 03 de Agosto de 2013 às 14.00 horas para a 1ª Praça, ocasião em que a arrematação se consumará pelo valor igual ou superior ao da avaliação. Caso haja segunda praça, esta se realizará no dia 13 de Agosto de 2013 no mesmo horário, onde o imóvel será arrematado pela melhor oferta, desde que não se configure preço vil. DESCRIÇÃO DO(s) BEM(s): 01 - Conjunto Comercial nº 23 do Edificio Batel Executive Center, sito à Av. Iguaçu nº 2.947, com área construída de 182,27m2 e demais características constantes na Matricula nº 63.540 da 6ª CRI de Curitiba – Pr, I.F. 43.007.012.002-7 - imóvel avaliado em R$ 374.000,00 (Trezentos e Setenta e Quatro Mil Reais)– Nota: Os acabamentos, divisórias, esquadrias, luminárias, etc., foram colocados pelo inquilino, pelo que, consideramos na avaliação, apenas como se fosse somente um salão, conforme constava originalmente. 02 – Vaga de Garagem nº A-3 do Edifício Batel Executive Center, sito a Av. Iguaçu nº 2.947, com área construída de 22,38 m2 e demais características constantes da Matricula nº 63.541 da 6ª CRI de Curitiba-Pr., I.F. 43.007.012.070-0, imóvel avaliado em R$ 41.000,00 (Quarenta e Um Mil Reais) VALOR DO(s) BEM(s): R$ 415.000,00 (Quatrocentos e Quinze Mil Reais) avaliada em 01 de Abril de 2012, e ratificada a avaliação em 15 de Fevereiro de 2013. VALOR DA DIVIDA: R$ 181.576,76 (Cento e Oitenta e Um Mil, Quinhentos e Setenta e Seis Reais e Setenta e Seis Centavos), planilha atualizada em 17 de Junho de 2013, débito este que será reatualizado pelo exequente até a data da primeira hasta. ÔNUS: 01 (Matricula 63.540) - Indisponibilidade de bens conforme Oficio nº 481/2000 da 6ª Vara Cível da Comarca de Londrina-Pr; indisponibilidade de bens conforme autos nº 428/2001 da 6ª Vara Cível da Comarca de Londrina-Pr; indisponibilidade de bens conforme autos 510/2002 da 6ª Vara Cível da Comarca de Londrina-Pr; arrolamento de bens conforme oficio nº 161/03/SEFIS, expedido pela Delegacia da Receita Federal; sequestro de bens conforme Oficio nº 377/2003 referente ao Inquérito Policial nº 483/2003-SR/DPF/PR expedido pelo Departamento de Polícia Federal desta Capital; Penhora nos autos de execução de titulo extrajudicial nº 35519/0000-apenso expedido pela 13ª Vara Cível desta Capital; Arresto nos autos de execução fiscal nº 52.798/2004 da 3ª Vara da Fazenda Publica desta Capital; Penhora nos autos 2004.70.00.000664-2 da Central de Mandados de Curitiba – Justiça Federal; Penhora nos autos de Execução Fiscal nº 2007.70.00.7237-8 da Central de Mandados de Curitiba – Justiça Federal; débitos no valor de R$ 27.963,68 (Vinte e Sete Mil, Novecentos e Sessenta e Treis Reais e Sessenta e Oito Centavos) junto a Prefeitura Municipal de Curitiba-Pr e eventuais débitos constantes na matricula imobiliária. – 02 (Matricula 63.541) - - Indisponibilidade de bens conforme Oficio nº 481/2000 da 6ª Vara Cível da Comarca de Londrina-Pr; indisponibilidade de bens conforme autos nº 428/2001 da 6ª Vara Cível da Comarca de Londrina-Pr; indisponibilidade de bens conforme autos 510/2002 da 6ª Vara Cível da Comarca de Londrina-Pr; arrolamento de bens conforme oficio nº 161/03/SEFIS, expedido pela Delegacia da Receita Federal; sequestro de bens conforme Oficio nº 377/2003 referente ao Inquérito Policial nº 483/2003-SR/DPF/PR expedido pelo Departamento de Polícia Federal desta Capital; Penhora nos autos de execução de titulo extrajudicial nº 35519/0000 expedido pela 13ª Vara Cível desta Capital; Penhora nos autos 2004.70.00.000664-2 da Central de Mandados de Curitiba – Justiça Federal; e eventuais débitos constantes na matricula imobiliária. LEILOEIRO PÚBLICO OFICIAL: JOAO LUIZ DE OLIVEIRA, devidamente registrado na Junta Comercial do Paraná sob o nº 11/041-L. INTIMAÇÃO: Pelo presente edital ficam devidamente intimados da aludida designação, caso não tenham sido encontrados pessoalmente, podendo remir a dívida, querendo, nos termos dos artigos 651, 787 e 788, incisos I e II, do Código de Processo Civil. O Leiloeiro Oficial nomeado para o ato, percebera por seu ofício a seguinte remuneração: a) em caso de adjudicação – 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação a ser pago pelo exequente; b) em caso de arrematação – 5% (cinco por cento) sobre o valor do arremate, a ser pago pelo arrematante; c) em caso de remissão ou acordo – 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado, e devidos a partir da publicação do edital. Do que para constar, expedi o presente Edital, que será publicado e afixado nos termos da lei. Curitiba, Três de Julho de 2013. Eu MARIO MARTINS, Escrivão que o fiz digitar, por ordem do MM. Juiz de Direito. ALEXANDRE GOMES GONÇALVES JUIZ DE DIREITO

Adilson Taborda Agente Delegado

OBJETO: INTIMAÇÃO dos executados acima qualificados dos termos da decisão proferida à folha 177 nos autos supra, para que, no prazo de vinte e quatro horas, e se houver interesse, purguem a mora no valor de R$526.713,77 (quinhentos e vinte e seis mil, setecentos e treze reais e setenta e sete centavos), referente aos imóveis localizados na Rua Rio Grande do Sul, 481, apartamento 23-A e vaga de garagem nº 06, Bairro Água Verde, nesta capital, descritos nas matrículas nºs 32.820 e 32.821, do Registro de Imóveis da 5ª Circunscrição desta capital.

https://eproc4.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_doc...

AUTOR RÉU

Prazo de 30 (trinta) dias

4º Serviço de Registro Civil de Pessoas Naturais e 16º Serviço Notarial da Comarca de Curitiba/PR. ADILSON TABORDA - Titular Rua Voluntários da Pátria, 233, loja 06, Centro – Curitiba-PR fone: 3233-2444 Faço saber que pretendem casar-se: 01 – ROGERIO SOARES DOS SANTOS E RENATA RIBEIRO DOS SANTOS 02 – ATHENAGORAS FELIPPE CUMIOTTO VELASQUES E THAIS CAROLINI ROTAVA 03 – IULYAN VICARI E ELLEN GEMBA RODRIGUES RAMOS 04 – ARTHUR LANNA APPELT E CRISTIANE PEREIRA ALVES 05 – FERNANDO HENRIQUE FILIPI MINELLA E VIVIANE PATRICIA DOS SANTOS 06 – MAURICIO DE OLIVEIRA ZANDONÁ E ADRIANA MARA DE PAULA 07 – MARCELO GUILHERME PESSANHA DA SILVA E MARGARIDA MOLL 08 – LEONARDO DA ROCHA SONA E IWONA MAGDALENA LYSZCZEK 09 – ROMULO ZADURESKI DE CARVALHO E LUISA HELENA CONOR JANZ 10- FARID HAMDAR E KATIE SOBRINHO NASSIF 11- CASSIO ROGERIO SANGUIN E KETLEN LEDUC 12 – JONATAS DE ALMEIDA E PRICILA DA SILVA CAMPOS. Se alguém souber de algum impedimento oponha-o na forma da lei, no prazo de quinze (15) dias. Este será afixado no lugar de costume e publicado na imprensa local. Curitiba, 15 de Julho de 2013.

COMUNICADO PÚBLICO A Vivo, operadora do Serviço Móvel Pessoal no Estado do Paraná, informa a seus clientes e ao público em geral que ocorreram dificuldades pontuais e temporárias na prestação do serviço, devido à instabilidade no suprimento de energia elétrica, na localidade: Pinhão dia 14/07/2013 das 21h20 às 22h05. Após o envio de equipe técnica ao local os circuitos foram restabelecidos.

CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar: 1- JOSIAS INACIO DA ROCHA com VALERIA MATHIAS DOS SANTOS; 2- CLEVERSON PASTORIO com DANIELE DE FRANÇA CORRÊA; 3- LUIZ CARLOS MARCONDES com CINTHIA PEREIRA SEVERINO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 15 de julho de 2013 IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pelo presente Edital convocamos os pastores e delegados das Filiais da Igreja de Deus no Brasil, com sua sede à Rodovia BR 116, Nº 13.386 – Fanny, CEP 81.690-200, Curitiba – PR, CNPJ 76.709.831/0001-07, conforme o art. 27 dos Estatutos, para a ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, que será realizada no dia 27 de Julho de 2013, com início às 8:30 horas em primeira convocação e às 9:00 horas em segunda convocação, nas dependências da Igreja, situada à Rua Pastor Adolfo Weidmann N° 2514, Guarituba, Piraquara PR, com a seguinte Ordem do Dia: a) Eleição de nova Diretoria; b) Autorização e Ratificação de Venda de Imóveis; c) Atualização de dados; d) Outros... ----------------------------------------Curitiba, 16 de Julho de 2013. RONALDO WENGRAT Presidente PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 13ª Vara Civel do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná Av. Cândido de Abreu, 535 – 7º Andar ED. MONTEPAR – CEP 80.530-906 Telefone: 3254 8334 ESTADO DO PARANÁ MARIO MARTINS Escrivão EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC. METALURGICA BRAZÃO LTDA O DOUTOR ALEXANDRE GOMES GONÇALVES, MM. Juiz de Direito Substituto desta DÉCIMA TERCEIRA VARA CÍVEL, faz saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Cartório se processam os autos Nº 31.243/0000, em que MATISSE PARTICIPAÇÕES LTDA, move em face de METALURGICA BRAZÃO LTDA, no qual foi designada hasta pública para o dia 03 de Agosto de 2013 às 14.00 horas para a 1ª Praça, ocasião em que a arrematação se consumará pelo valor igual ou superior ao da avaliação. Caso haja segunda praça, esta se realizará no dia 13 de Agosto de 2013 no mesmo horário, onde o bem será arrematado pela melhor oferta, desde que não se configure preço vil. DESCRIÇÃO DO BEM: Uma puncionadeira marca Edel Stanzmachinen – Fabrik – Stuttgart Zuffnhausen Germany, em regular estado de conservação. VALOR DO BEM: R$ 25.000,00 (Vinte e Cinco Mil Reais) avaliada em 20 de Julho de 2012, e ratificada a avaliação em 14 de Fevereiro de 2013. VALOR DA DIVIDA: R$ 70.304,03 (Setenta Mil, Trezentos e Quatro Reais e Três Centavos), planilha atualizada em 01 de Junho de 2013, débito este que será reatualizado pelo exequente até a data da primeira hasta. DEPOSITO: METALURGICA BRAZÃO LTDA LEILOEIRO PÚBLICO OFICIAL: JOAO LUIZ DE OLIVEIRA, devidamente registrado na Junta Comercial do Paraná sob o nº 11/041-L. INTIMAÇÃO: Pelo presente edital fica devidamente intimados da aludida designação, caso não tenham sido encontrados pessoalmente, podendo remir a dívida, querendo, nos termos dos artigos 651, 787 e 788, incisos I e II, do Código de Processo Civil. O Leiloeiro Oficial nomeado para o ato, percebera por seu ofício a seguinte remuneração: a) em caso de adjudicação – 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação a ser pago pelo exequente; b) em caso de arrematação – 5% (cinco por cento) sobre o valor do arremate, a ser pago pelo arrematante; c) em caso de remissão ou acordo – 2% (dois por cento) sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado, e devidos a partir da publicação do edital. Do que para constar, expedi o presente Edital, que será publicado e afixado nos termos da lei. Curitiba, Três de Julho de 2013. Eu MARIO MARTINS, Escrivão que o fiz digitar, por ordem do MM. Juiz de Direito. ALEXANDRE GOMES GONÇALVES  JUIZ DE DIREITO

     

    

     

 

UBIRAJARA BINHARA ESCRIVÃO

  PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 20ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná Av. Cândido de Abreu, 535 – 10º Andar ED. MONTEPAR – CEP 80.530-906 Telefone: 3254 8572 ESTADO DO PARANÁ EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC. PEDRO LUIZ KOWALCZUK A DOUTORA CAMILE SANTOS DE SOUZA SIQUEIRA, MM. Juíza de Direito Substituta desta VIGÉSIMA VARA CÍVEL, FAZ SABER a todos quanto o presente edital virem ou conhecimento dele tiverem, que será(ao) levado(s) a LEILÃO , bem(s) penhorado de propriedade do requerido PEDRO LUIZ KOWALCZUK na forma a seguir transcrita: VENDA EM PRIMEIRO LEILÃO: no dia 03 de Agosto de 2013, a partir das 14.00 horas. VENDA EM SEGUNDO LEILÃO: no dia 13 de Agosto de 2013, a partir das 14.00 horas, pelo melhor lance, desde que não configure preço vil, e a ser aferido no caso concreto (observando-se o valor do débito, o valor do bem, e a dificuldade de comercialização). OBSERVAÇÃO: Fica o Sr. Leiloeiro autorizado a receber lances por meio eletrônico, a partir do primeiro dia útil subsequente à publicação do edital de leilão, a ser oferecido em tempo real e em igualdade de condições com o pregão físico, mediante acesso ao sítio da internet http://www.leiloesecia.com.br, além do pagamento relativo ao valor da arrematação, o arrematante pagará: o valor das custas de expedição de Carta de Arrematação (escritura) a ser verificado no ato; 5% (cinco por cento) sobre o valor da venda, relativo a Comissão do Leiloeiro Oficial. Se não houver expediente forense nas datas designadas, o Leilão realizar-se-á no primeiro dia útil subsequente. LOCAL: Rua Carmelina Cavassin, 1525 – Sob 01, bairro Abranches na cidade de Curitiba-Pr. PROCESSO: Autos nº 85/2008, em que o CONDOMINIO EDIFICIO IMPERIALS move em face de PEDRO LUIZ KOWALCZUK, portador do CPF 716.615.819-00. DESCRIÇÃO DO(s) BEM(ns): Apartamento nº 401, do Edifício Imperials, localizado no 4º andar, com área construída real de 85,511m2, área construída privativa de 59,1800m2, área construída comum de 13,331m2, e área de estacionamento para um carro no subsolo de 10,0000m2, correspondente a vaga nº 13, com as demais características constantes na Matricula nº 67.814 da 9ª CRI de Curitiba-Pr., IF 96.108.077.012-4. AVALIAÇÃO: R$ 210.000,00 (Duzentos e Dez Mil Reais) atualizada em 27 de Março de 2013. VALOR DA DÍVIDA: R$ 90.455,94 (Noventa Mil Quatrocentos e Cinquenta e Cinco Reais e Noventa e Quatro Centavos), planilha atualizada em 12 de Junho de 2013, debito este que será reatualizado pelo exequente até a data da primeira hasta. LEILOEIRO PÚBLICO OFICIAL: JOAO LUIZ DE OLIVEIRA, devidamente registrado na Junta Comercial do Paraná sob o nº 11/041-L. COMISSÃO DO LEILOEIRO: em caso de arrematação, a comissão devida será de 5% sobre o valor dos bens móveis e imóveis, a ser pago pelo arrematante; em caso de adjudicação ou havendo acordo, a comissão devida será de 2% sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado; em caso de remição, 2% sobre o valor da avaliação, a ser paga pelo exequente; em havendo extinção por pagamento, a comissão será de 2% sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado. DEPOSITO: Depositário Publico ÔNUS: 1ª Hipoteca em favor da CAIXA ECONOMICA FEDERAL-CEF, conforme registro anterior R-6-67.039 e registro atual AV.1/67.814; Penhora nos Autos de Execução Fiscal nº 80.283/2008 da 3ª Vara da fazenda publica desta Comarca; debito de IPTU junto a Prefeitura Municipal de Curitiba no valor de no valor de R$ 4.609,52 (Quatro Mil, Seiscentos e Nove Reais e Cinquenta e Dois Centavos) mais custas e honorários, e eventuais débitos constantes na matricula imobiliária. INTIMAÇÃO: Fica(m) desde logo intimado(s) o(s) REQUERIDO(s) PEDRO LUIZ KOWALCZUK, portador do CPF 716.615.819-00 na pessoa de seu representante legal, da data acima, se porventura não for(em) encontrado(s) para intimação pessoal no endereço constante dos autos desde já ficam intimados através do presente Edital, bem como para o efeito do artigo 687, parágrafo 5º do CPC de que, antes da arrematação e da adjudicação do(s) bem(ns), poderá(ão) remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do CPC, bem como poderá(ão) oferecer embargos a arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias. E, para que chegue ao conhecimento dos interessados e especialmente do(s)) executado(s) PEDRO LUIZ KOWALCZUK, portador do CPF 716.615.819-00, e no futuro não possam alegar ignorância ou desconhecimento, mandou expedir o presente edital que será afixado em local de costume e publicado na forma da lei, DADO e PASSADO nesta cidade e Comarca de Curitiba, Estado do Paraná, aos Doze Dias do Mês de Junho de Dois Mil e Treze. Eu, FÁBIO EDUARDO NUNES, Empregado Juramentado, que o digitei e subscrevi.

Curitiba, 12 de Junho de 2013. FÁBIO EDUARDO NUNES Empregado Juramentado

                                                                                                                                                                                                                                                                                                      

      

    


Nacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, terça-feira, 16 de julho de 2013 | Pág. B4 1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se: 1 - EMILIO CARLOS NAZZARENO FINESCHI e OFELIA MUNHOZ; 2 - DOUGLAS DE JESUS TEIXEIRA e CRISTIANE EMILIA RIBEIRO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 15 DE JULHO de 2013

JNF PARTICIPAÇÕES S/A CNPJ: 09.599.656/0001-47 NIRE Nº 41300074917 ATA DA 3ª ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DATA/HORA/LOCAL: 22 de maio de 2.013, às 10,30 horas na sede social da empresa, localizada na Av. N. Sra. Aparecida, 904, Bairro Seminário, nesta Capital. CONVOCAÇÃO: Dispensada, diante do comparecimento da totalidade de acionistas, na forma prescrita no Parágrafo 4º do Artigo 124 da Lei 6404/76. PRESENÇAS: Acionistas detentores da totalidade de ações representativas do Capital Social com direito a voto. COMPOSIÇÃO DA MESA: Na forma estatutária, assumiu a presidência da mesa diretora dos trabalhos o Sr JORGE NACLI NETO, o qual convidou a mim, ANDRÉIA DE MICHE BARCOS para servir de secretária, ficando assim composta a mesa. O Sr. Presidente declarou aberta a reunião e solicitou que fosse lida a pauta prevista para os trabalhos, quais sejam: ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: a) Prestação de contas dos Administradores, exame, discussão e votação do relatório da Administração, e das Demonstrações Contábeis, publicadas no “DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 38, edição do dia 08 de abril de 2013, e JORNAL INDÚSTRIA E COMERCIO, página A8, edição do dia 08 de abril de 2013, relativos ao exercício social findo em 31.12.2012, e destinação do lucro do exercício; b) fixar a remuneração dos Administradores, de acordo com o que dispõe o Estatuto Social; c) Outros assuntos de interesse da sociedade. RESUMO DAS DELIBERAÇÕES: Por unanimidade de votos dos acionistas presentes na Assembléia Geral Ordinária foi deliberado: dispensar, conforme autoriza o parágrafo 4º do art. 133 da Lei 6404/76, e considerar sanada a falta de publicação dos anúncios referidos no artigo 133 da Lei 6404/76; a) 1. Aprovação sem restrições, por unanimidade, pelos presentes, das contas dos Administradores, Relatório Anual da Administração e as Demonstrações Contábeis, relativos ao exercício findo em 31/12/2012, publicadas no “DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 38, edição do dia 08 abril de 2013, e JORNAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO, página A8, edição do dia 08 de abril de 2013. 2- Aprovação sem restrições da destinação do Lucro Líquido do Exercício no montante de R$ 7.819.899,52 (Sete milhões, oitocentos e dezenove mil, oitocentos e noventa e nove reais , cinquenta e dois centavos), na seguinte forma: destinação de 5% (cinco por cento) para Reserva Legal, conforme determina a Lei 6.404/76, no montante de R$ 390.994,98 (Trezentos e noventa mil, novecentos e noventa e quatro reais, noventa e oito centavos) e a proposta da diretoria de distribuição de dividendos no montante de R$ 1.857.226,14 (Hum milhão, oitocentos e cinquenta e sete mil, duzentos e vinte e seis reais, quatorze centavos), sendo o saldo no montante de R$ 5.571.678,40 (Cinco milhões, quinhentos e setenta e um mil, seiscentos e setenta e oito reais, quarenta centavos), destinados a conta de reservas de lucros acumulados. b) Aprovada proposta da remuneração da Diretoria em até R$ 45.000,00 (Quarenta e cinco mil reais) anuais, a nível global, dos membros da Diretoria Executiva da Empresa, para o exercício 2013; c) Outros Assuntos de interesse da sociedade – Aberta a palavra aos presentes a Assembléia não havendo manifestação e nada mais havendo a tratar, foram encerrados os trabalhos da Assembléia Geral Ordinária. Nada mais havendo a tratar e não havendo outras manifestações, o Sr. Presidente encerrou os trabalhos da Assembléia. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar e encerradas as matérias constantes da ordem do dia, o Sr. Presidente declarou suspensos os trabalhos da Assembléia pelo tempo necessário à lavratura da presente Ata que, lida e achada exata e conforme, depois de reaberta a sessão, foi aprovada e assinada, pelo Sr. Presidente, por mim, Secretário, que a lavrei e pelos acionistas presentes à Assembléia. Curitiba, 22 de maio de 2013. JORGE NACLI NETO - PRESIDENTE , ANDRÉIA DE MICHE BARCOS - SECRETÁRIA. ACIONISTAS: JORGE NACLI NETO , ANDRÉ NACLI , CAROLINA NACLI . JUCEPAR: CERTIFICO O REGISTRO EM 03/07/2013 SOB NR 20133246396 - SEBASTIÃO MOTA - SECRETÁRIO GERAL

RENTAUTO LOCADORA DE VEÍCULOS S/A CNPJ: 072.549.066/0001-46 NIRE Nª 41300020710 ATA DA 9ª ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA SUMÁRIO DATA/HORA/LOCAL: 22 de maio de 2.013, às 12:00 horas na sede social da empresa, localizada na Av. N. Sra. Aparecida, 904, Bairro Seminário, nesta Capital. CONVOCAÇÃO: Dispensada, diante do comparecimento da totalidade de acionistas, na forma prescrita no Parágrafo 4º do Artigo 124 da Lei 6404/76. PRESENÇAS: Acionistas: JNP PARTICIPAÇÕES S/A., representada por seu Diretor Presidente JORGE NACLI NETO, brasileiro, casado com comunhão universal de bens, administrador de empresas, portador da Cédula de Identidade RG nº 725.032-0 - IISSP Pr e CPFMF nº 185.421.90904, residente e domiciliado em Curitiba, Estado do Paraná, à Rua D. Pedro II, 835, 6º andar, Bairro do Batel e JORGE LUIS RADZIMINSKI, brasileiro, casado com comunhão universal de bens, empresário, residente e domiciliado à Rua Des. Otávio do Amaral, 800, Apto. 72, Bairro Bigorrilho, em Curitiba, Estado do Paraná, portador da Cédula de Identidade nº 3.088.259-8 IISSPPR e CPF/MF nº 573.151.169-15. Na forma estatutária, assumiu a presidência da mesa diretora dos trabalhos o Sr. JORGE NACLI NETO, o qual convidou a mim, ANDRÉIA DE MICHE BARCOS para servir de secretário. Composta a mesa o Sr. Presidente declarou instalada a ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA; a seguir o Sr Presidente colocou em pauta para discussões, os assuntos constantes da ordem do dia: ORDEM DO DIA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: a) Tomar as contas dos Administradores, examinar, discutir e votar o relatório anual da Administração, as Demonstrações Financeiras, relativos ao exercício social findo em 31/12/2.012; b) fixar a remuneração dos Administradores, de acordo com o que dispõe o Estatuto Social; c) Outros assuntos de interesse da sociedade. PUBLICAÇÕES DOS BALANÇOS E DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS: DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 34, edição do dia 08 de abril de 2013 e JORNAL INDUSTRIA & COMÉRCIO, página A8, edição do dia 08 de abril de 2013. DELIBERAÇÕES: a seguir, o Sr. Presidente colocou em votação, os assuntos constantes da ordem do dia, conforme segue: a) Aprovadas sem restrições, por unanimidade pelos presentes, as contas dos Administradores, Relatório Anual da Administração e as Demonstrações Financeiras relativos ao exercício findo em 31/12/2.012, deliberado ainda que do Resultado do Exercício no montante de R$ 3.343.717,25 (Três milhões, trezentos e quarenta e três mil, setecentos e dezessete reais, vinte e cinco centavos), serão deduzidos R$ 167.185,86 (Cento e sessenta e sete mil, cento e oitenta e cinco reais, oitenta e seis centavos) para transferência à conta de Reserva Legal e do saldo remanescente, no valor de R$ 3.176.531,39 ( Três milhões, cento e setenta e seis mil, quinhentos e trinta e um reais, trinta e nove centavos), sendo R$ 794.132,85 (Setecentos e noventa e quatro mil, cento e trinta e dois reais, oitenta e cinco centavos) destinados a Conta de Dividendos a Distribuir e R$ 2.382.398,54 (Dois milhões, trezentos e oitenta e dois mil, trezentos e noventa e oito reais, cinquenta e quatro centavos), levados à Conta de Reserva de Lucros. b) Foi fixada a remuneração anual de até R$ 350.000,00 (Trezentos e cinquenta mil Reais), a nível global, dos membros da Diretoria Executiva da Empresa para o exercício de 2013; c) Outros assuntos de interesse da sociedade - Aberta a palavra aos presentes a Assembléia e não havendo manifestação, foram encerrados os trabalhos da Assembléia Geral Ordinária, da qual para constar, foi lavrada, a presente ata que, após lida e aprovada, foi pelos presentes assinada. Curitiba, 22 de maio de 2.013. JORGE NACLI NETO – PRESIDENTE, ANDRÉIA DE MICHE BARCOS – SECRETÁRIA – ACIONISTAS: JNP PARTICIPAÇÕES S/A. JORGE NACLI NETO - DIRETOR PRESIDENTE - JORGE LUIS RADZIMINSKI JUCEPAR: CERTIFICO O REGISTRO EM 03/07/2013 SOB NR. 20133595455 - SEBASTIÃO MOTA - SECRETÁRIO GERAL

Advocacia-Geral da União

AGU cobrará R$ 1,5 milhão de sócios da Boate Kiss

A decisão ocorreu pelo descumprimento das normas de segurança do trabalho

A

Advocacia-Geral da União (AGU) cobrará R$ 1,5 milhão dos sócios da Boate Kiss pelo incêndio, na madrugada do dia 27 de janeiro, que provocou a morte de 242 pessoas. Elas estavam em uma festa na boate. O fato ocorreu em decorrência de descumprimento das normas de segurança do trabalho. Uma ação regressiva acidentária será ajuizada ontem pela AGU para ressarcimento de benefícios previdenciários concedidos a 17 funcionários e terceirizados, ou dependentes, vítimas da tragédia. A Procuradoria-Geral Federal,

órgão da AGU, ainda estuda ingressar com nova ação incluindo os demais mortos e feridos no incêndio. Segundo a AGU, “o pedido de indenização decorre da negligência do estabelecimento em relação às normas de proteção e saúde dos empregados em razão do descumprimento da legislação de prevenção e segurança do trabalho”. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) desembolsou, até o momento, R$ 68 mil com pensões por morte aos dependentes de cinco funcionários falecidos por causa do acidente e auxílios-doença a

12 funcionários feridos. A estimativa é que o valor total ressarcido chegará a R$ 1.516.571,20, a ser cobrado da empresa e sócios na ação regressiva. Segundo o Procurador-Geral Federal, Marcelo Siqueira, as ações regressivas acidentárias tem o objetivo de reaver aos cofres da Previdência os valores despendidos com o pagamento dos benefícios, mas também um caráter pedagógico, difundindo na sociedade a responsabilização dos empregadores para o cumprimento da legislação de prevenção e segurança

no trabalho. O Ministério Público do Rio Grande do Sul divulgará hoje à tarde, em entrevista coletiva, o inquérito civil que investigou denúncia de irregularidades na concessão de alvarás para a Boate Kiss. Ao longo de cinco meses de investigação, foram ouvidas mais de 30 pessoas, entre bombeiros e funcionários da prefeitura, gerando quase 2 mil páginas de documentos. As investigações devem produzir recomendações nos procedimentos de emissão de alvarás e apontar responsáveis por irregularidades.

Diário Oficial publica regras do Revalida para estudantes brasileiros de medicina Estudantes brasileiros que cursam o sexto ano de medicina farão como pré-teste a prova do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira, o Revalida, no dia 25 de agosto. A data está definida no edital com os detalhes sobre a aplicação teste a estudantes brasileiros publicado na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União. A prova será aplicada a uma parcela de estudantes das instituições que aderiram ao processo de forma espontânea. Normalmente, a prova é feita por médicos com diploma estrangeiro para que possam atuar no Brasil. No caso do pré-teste, será

aplicado aos estudantes brasileiros com a intenção de avaliar se o Revalida está dentro das diretrizes curriculares do Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os dados sobre o desempenho dos estudantes e das instituições de ensino superior não serão divulgados e terão a finalidade de utilização apenas internamente, pelo Inep e a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação. O estudante participante poderá solicitar sua avaliação individual, a partir de 29 de setembro de 2013, pela internet. O exame terá uma única etapa

com a realização de duas provas, uma objetiva, aplicada pela manhã, e a outra discursiva, pela tarde. As informações sobre a aplicação do exame serão divulgadas no endereço eletrônico http://seirdm.inep. gov.br. As inscrições serão gratuitas e realizadas exclusivamente no website entre os dias 15 a 25 de julho. Os coordenadores dos cursos de graduação serão responsáveis pela pré-inscrição dos estudantes habilitados a participar do exame. Caberá ao estudante confirmá-la. Também está publicado na edição de hoje do Diário Oficial o edital do Revalida para os médicos com diploma estrangeiro que querem atuar no Brasil.

Ministério libera R$ 3 milhões para ações emergenciais no Amazonas O município de Manacapuru (AM) receberá R$ 3 milhões do Ministério da Integração Nacional para restabelecimento de serviços básicos de assistência. A portaria de liberação dos recursos federais foi publicada, ontem, no Diário Oficial da União. Segundo a assessoria de imprensa do ministério os recursos estarão a disposição do município em, no máximo, 48 horas.

A assessoria informou, ainda, que os recursos serão destinados para ações da Defesa Civil, como o socorro e a assistência às vítimas das cheias dos rios, comuns na região. O dinheiro será repassado por meio do cartão de pagamento da Defesa Civil. Ainda segundo a assessoria a verba será aplicada na restabilização do transporte, em compras

de madeiras para a construção de passarelas e barcos e na compra de combustíveis. Manacapuru, conhecida como a Princesinha do Solimões, está localizada a cerca de 84 quilômetros (km) da capital Manaus. A população é estimada, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 86.985 habitantes o que torna o quarto mais populoso do Amazonas.

União Europeia quer que líderes ampliem proteção de dados na internet A porta-voz da Comissão Europeia, Viviane Reding, apelou para que os líderes da União Europeia (que reúne 28 países) sigam o exemplo da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, que anunciou a adoção de medidas que vão reforçar e uniformizar as regras para a proteção de dados veiculados pela internet. A iniciativa ocorre no momento em que há denúncias de espionagem, por parte dos Estados Unidos, a cidadãos e autoridades estrangeiras, inclusive europeias. “Apelo a todo os Estados-Membros que sigam a liderança da chanceler Merkel na proteção de dados, de forma que a reforma da proteção de dados da União Europeia, apresentada pela Comissão em 25 de janeiro de 2012, possa ser finalizada antes das eleições para o Parlamento Europeu, em maio de 2014. Essa seria uma base sólida para uma voz única e forte da Europa nas negociações transatlânticas em curso com os Estados Unidos”, ressaltou a porta-voz.

JNP PARTICIPAÇÕES S/A CNPJ: 00.922.908/0001-52 NIRE Nº 41300020825

JNC ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÃO S/A CNPJ: 80.215.940/0001-37 NIRE Nº 4130000594-0

ATA DA 10ª ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

ATA DA 18ª ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

DATA/HORA/LOCAL: 22 de maio de 2.013, às 10,30 horas na sede social da empresa, localizada na Av. N. Sra. Aparecida, 904, Bairro Seminário, nesta Capital. CONVOCAÇÃO: Dispensada, diante do comparecimento da totalidade de acionistas, na forma prescrita no Parágrafo 4º do Artigo 124 da Lei 6404/76. PRESENÇAS: Acionistas detentores da totalidade de ações representativas do Capital Social com direito a voto. COMPOSIÇÃO DA MESA: Na forma estatutária, assumiu a presidência da mesa diretora dos trabalhos o Sr JORGE NACLI NETO, o qual convidou a mim, ANDRÉIA DE MICHE BARCOS para servir de secretária, ficando assim composta a mesa. O Sr. Presidente declarou aberta a reunião e solicitou que fosse lida a pauta prevista para os trabalhos, quais sejam: ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: a) Prestação de contas dos Administradores, exame, discussão e votação do relatório da Administração, e das Demonstrações Contábeis, publicadas no “DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 37, edição do dia 08 de abril de 2013, e JORNAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO, página A8, edição do dia 08 de abril de 2013, relativos ao exercício social findo em 31.12.2012, e destinação do lucro do exercício; b) fixar a remuneração dos Administradores, de acordo com o que dispõe o Estatuto Social; c) Outros assuntos de interesse da sociedade. RESUMO DAS DELIBERAÇÕES: Por unanimidade de votos dos acionistas presentes na Assembléia Geral Ordinária foi deliberado: dispensar, conforme autoriza o parágrafo 4º do art. 133 da Lei 6404/76, e considerar sanada a falta de publicação dos anúncios referidos no artigo 133 da Lei 6404/76; a) 1. Aprovação sem restrições, por unanimidade, pelos presentes, das contas dos Administradores, Relatório Anual da Administração e as Demonstrações Contábeis, relativos ao exercício findo em 31/12/2012, publicadas no “DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 37, edição do dia 08 de abril de 2013, e JORNAL INDÚSTRIA E COMERCIO, página A8, edição do dia 06 de abril de 2013. 2- Aprovação sem restrições da destinação do Lucro Líquido do Exercício no montante de R$ 4.174.026,07 (Quatro milhões, cento e setenta e quatro mil, vinte e seis reais, sete centavos), na seguinte forma: destinação de 5% (cinco por cento) para Reserva Legal, conforme determina a Lei 6.404/76, no montante de R$ 208.701,30 (Duzentos e oito mil, setecentos e um reais, trinta centavos) e a proposta da diretoria de distribuição de dividendos no montante de R$ 2.147.300,00 (Dois milhões, cento e quarenta e sete mil, trezentos reais), sendo o saldo no montante de R$ 1.818.024,77 (Hum milhão, oitocentos e dezoito mil, vinte e quatro reais, setenta e sete centavos), destinados a conta de reserva de lucros acumulados. b) Aprovada proposta da remuneração da Diretoria em até R$ 45.000,00 (Quarenta e cinco mil reais) anuais, a nível global, dos membros da Diretoria Executiva da Empresa, para o exercício 2013; c) Outros Assuntos de interesse da sociedade – Aberta a palavra aos presentes a Assembléia não havendo manifestação e nada mais havendo a tratar, foram encerrados os trabalhos da Assembléia Geral Ordinária. Nada mais havendo a tratar e não havendo outras manifestações, o Sr. Presidente encerrou os trabalhos da Assembléia. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar e encerradas as matérias constantes da ordem do dia, o Sr. Presidente declarou suspensos os trabalhos da Assembléia pelo tempo necessário à lavratura da presente Ata que, lida e achada exata e conforme, depois de reaberta a sessão, foi aprovada e assinada, pelo Sr. Presidente, por mim, Secretário, que a lavrei e pelos acionistas presentes à Assembléia. Curitiba, 22 de maio de 2013. JORGE NACLI NETO – PRESIDENTE – ANDRÉIA DE MICHE BARCOS – SECRETÁRIA - ACIONISTAS: JORGE NACLI NETO , CRISTINA MARA RADZIMINSKI NACLI, ANDRÉ NACLI , CAROLINA NACLI .

DATA/HORA/LOCAL: 22 de maio de 2.013, às 10,30 horas na sede social da empresa, localizada na Av. N. Sra. Aparecida, 904, Bairro Seminário, nesta Capital. CONVOCAÇÃO: Dispensada, diante do comparecimento da totalidade de acionistas, na forma prescrita no Parágrafo 4º do Artigo 124 da Lei 6404/76. PRESENÇAS: Acionistas detentores da totalidade de ações representativas do Capital Social com direito a voto. COMPOSIÇÃO DA MESA: Na forma estatutária, assumiu a presidência da mesa diretora dos trabalhos o Sr JORGE NACLI NETO, o qual convidou a mim, ANDREIA DE MICHE BARCOS para servir de secretária, ficando assim composta a mesa. O Sr. Presidente declarou aberta a reunião e solicitou que fosse lida a pauta prevista para os trabalhos, quais sejam: ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: a) Prestação de contas dos Administradores, exame, discussão e votação do relatório da Administração, e das Demonstrações Contábeis, publicadas no “DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 36, edição do dia 08 de abril de 2013, e JORNAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO, página A8, edição do dia 08 de abril de 2013, relativos ao exercício social findo em 31.12.2012, e destinação do lucro do exercício ; b) fixar a remuneração dos Administradores, de acordo com o que dispõe o Estatuto Social; c) Outros assuntos de interesse da sociedade. RESUMO DAS DELIBERAÇÕES: Por unanimidade de votos dos acionistas presentes na Assembléia Geral Ordinária foi deliberado: dispensar, conforme autoriza o parágrafo 4º do art. 133 da Lei 6404/76, e considerar sanada a falta de publicação dos anúncios referidos no artigo 133 da Lei 6404/76; a) 1. Aprovação sem restrições, por unanimidade, pelos presentes, das contas dos Administradores, Relatório Anual da Administração e as Demonstrações Contábeis, relativos ao exercício findo em 31/12/2012, publicadas no “DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO PARANÁ, página 36, edição do dia 08 de abril de 2013, e JORNAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO, página A8, edição do dia 08 de abril de 2013. 2.- Aprovação sem restrições da destinação do Lucro Líquido do Exercício no montante de R$ 1.231.039,07 (Hum milhão, duzentos e trinta e um mil ,trinta e nove reais, sete centavos), na seguinte forma: destinação de 5% (cinco por cento) para Reserva Legal, conforme determina a Lei 6.404/76, no montante de R$61.551,95 (Sessenta e um mil, quinhentos e cinquenta e um reais, noventa e cinco centavos), a proposta da diretoria de distribuição de dividendos no montante de R$ 840.000,00 (Oitocentos e quarenta mil reais) e a elevação do saldo remanescente para a conta de Reservas de Lucros Acumulados no valor de R$: 329.487,12 (trezentos e vinte e nove mil, quatrocentos e oitenta e sete reais, doze centavos) b) Aprovada proposta da remuneração da Diretoria em até R$ 45.000,00 (Quarenta e cinco mil reais ) anuais, a nível global, dos membros da Diretoria Executiva da Empresa, para o exercício 2013; c) Outros Assuntos de interesse da sociedade – Aberta a palavra aos presentes a Assembléia não havendo manifestação e nada mais havendo a tratar, foram encerrados os trabalhos da Assembléia Geral Ordinária. Nada mais havendo a tratar e não havendo outras manifestações, o Sr. Presidente encerrou os trabalhos da Assembléia. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar e encerradas as matérias constantes da ordem do dia, o Sr. Presidente declarou suspensos os trabalhos da Assembléia pelo tempo necessário à lavratura da presente Ata que, lida e achada exata e conforme, depois de reaberta a sessão, foi aprovada e assinada, pelo Sr. Presidente, por mim, Secretário, que a lavrei e pelos acionistas presentes à Assembléia. Curitiba, 22 de maio de 2.013. JORGE NACLI NETO, Presidente ANDRÉIA DE MICHE BARCOS, Secretária - Acionistas Presentes: JORGE NACLI NETO p/ JNP PARTICIPAÇÕES S/A - CAROLINA NACLI ANDRÉ NACLI.

JUCEPAR: CERTIFICO O REGISTRO EM 03/07/2013 SOB NR. 20133246418 - SEBASTIÃO MOTA – SECRETÁRIO GERAL

JUCEPAR: CERTIFICO O REGISTRO EM 03/07/2013, SOB NR. 20133246400 - SEBASTIÃO MOTA – SECRETÁRIO GERAL


Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, bet...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you