Page 1

WWW.ICNE WS.COM.BR

Indústria&Comércio CURITIBA, SEXTA-FEIRA A DOMINGO, 16 A 18 DE MARÇO DE 2012 | ANO XXXV | EDIÇÃO Nº 8582 | R$ 1,50

DIÁRIO. MAIS QUE NOTÍCIAS. INTELIGÊNCIA. CONHECIMENTO.

Aroldo Murá FECOMERCIO GANHA NOVO BRAÇO, O IFPD Nasceu o IFPD, braço da Fecomercio, que amplia as áreas de atuação daquela federação, ao lado do SESC e SENAC. O Instituto Fecoércio de Pesquisas e Desenvolvimento terá recursos próprios para oferecer amplo apoio ao empresariado paranaense, promovendo cursos, simpósios, seminários, pesquisas. PÁGINA A3

INDICADORES FINANCEIROS MERCADO À VISTA MAIORES ALTAS

COTAÇÃO

ITAUTEC AGRENCO RENAR NOVA ALIANCA PANAMERICANO

MAIORES QUEDAS

43,00 0,38 0,35 600,01 0,77

COTAÇÃO

CONST BETER REDE ENERGIA MERC BRASIL TECTOY QGEP PART

3,00 3,80 0,08 0,04 12,84

IBOVESPA MAIORES ALTAS*

Hoje, 97,5% da população residente em áreas rurais do Paraná possui eletricidade em casa O Paraná está bem próximo de universalizar o acesso à rede elétrica no meio rural. Nos últimos cinco anos, a Copel levou o serviço, gratuitamente, a 80 mil famílias paranaenses do campo. Com isso, hoje, 97,5% de toda a população residente em áreas rurais no Estado tem eletricidade em casa. Nas áreas urbanas, a universalização do atendimento foi alcançada pela Copel em dezembro de 2006. A taxa de atendimento com rede elétrica no meio rural é resultado da execução de mais de 15 programas de eletrificação rural.

COTAÇÃO

GOL COSAN LLX LOG VALE TELEMAR

PÁGINA A2

15,10 33,95 3,96 42,70 19,20

MAIORES QUEDAS

COTAÇÃO

KLABIN S/A ELETROBRAS ELETROBRAS MARFRIG CYRELA REALT

9,20 24,30 17,60 11,82 18,23

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

1,7300

1,8700

Dólar comercial 1,8025

1,8038

Dólar turismo

Dólar paralelo

Euro

Estado deverá universalizar rede elétrica em áreas rurais

1,5900

1,7300

2,3518

2,3541

Ouro (Grama/R$): 211,33

Curitiba recebe o evento Líder Sul Acontece nessa sexta-feira (16/03), no auditório do Museu Oscar Niemeyer, a partir das 14 horas, o evento Líder Sul, realizado em conjunto pela Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) e Conselho dos Jovens Empresários (CJE), da Associação Comercial do Paraná (ACP). O encontro terá como conferencistas o ex-ministro Ozires Silva (Infraestrutura) e o empresário Mário Gazin, sócio-proprietário do Grupo Gazin. Chevron suspende extração de petróleo na Bacia de Campos após vazamento A companhia Chevron decidiu suspender temporariamente a produção de petróleo no Campo de Frade, na Bacia de Campos, depois de descobrir um novo vazamento. A mancha de óleo foi avistada no dia 4, durante monitoramento regular feito por técnicos da companhia na mesma área onde ocorreu um vazamento em novembro do ano passado. A informação foi dada nesta quinta-feira (15/03), em entrevista coletiva, no Rio de Janeiro, pelo diretor de Assuntos Corporativos da Chevron, Rafael Jaen.

Copel já realizou mais de 14 mil obras de extensão de redes para levar eletricidade a mais de 382 propriedades rurais

Ministério vai apurar prejuízos à indústria nacional com importações de vinhos

Índice mostra melhora na área social, mas fraco desempenho da economia

Obras no Parque Barigui estão em ritmo acelerado

PARANÁ | A5

PARANÁ | A5

PARANÁ | A2

TIM oferece cerca de 100 vagas de estágio

Copom mantém projeção de reajuste zero de preços de gasolina e gás em 2012

Renato Araújo/ABr

A TIM está com inscrições para o programa Estágio Sem Fronteiras, que selecionará cerca de 100 universitários do país. As vagas são para diversas áreas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Pará e Pernambuco. PÁGINA B1

McGrif inaugura fábrica de sucos no PR A McGrif do Brasil inaugura hoje fábrica de sucos para merenda escolar no município de Santa Fé, região norte do Paraná.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) manteve a projeção de que não haverá reajuste dos preços de gás de botijão e da gasolina no acumulado de 2012. PÁGINA A5

PÁGINA B4

xx

Editorial I&C

Futebol e cerveja

C

aro leitor, se você é daqueles que em um domingo de sol, gostava de ir ao estádio, acompanhar seu time e beber uma cervejinha, já deve ter reclamado muito da lei, que para diminuir a violência, acabou proibindo cerveja nos estádios de todo o Brasil.

V

ocê também já deve ter reparado na prática, ou lido notícias mostrando que a violência não diminuiu. Mas a título de precaução, até podemos não discordar da proibição das bebidas.

O

EDITAIS NA PÁGINA A7

utro dia houve debate sobre a queda do faturamento das cervejarias com a proibição. Essa é uma linha tênue de raciocínio se pensar-

mos que além de não vender as fábricas abrem mão de uma ótima forma de divulgar a marca.

M

as tudo piora agora, quando, para atender a uma exigência da Fifa, o Brasil se encaminha para liberar a cerveja nos estádios, apenas durante a Copa do Mundo. Seríamos nós brasileiros tão descivilizados que não podemos beber cerveja no estádio? Quando recebermos os visitantes de outros países eles poderão beber? São eles mais civilizados do que nós então? Isso será precedente para fazer leis brasileiras que sejam mais brandas aos estrangeiros do que à própria nação?

CENTRAL DE ATENDIMENTO: 41 3333.9800 CMYK

Pedro Washington

Ameaças (não tão) veladas A ameaça sutil do PMDB contida nas palavras-queixa do deputado Nereu Moura, pelo não cumprimento do “agrado” de R$ 300 mil prometido pelo governador Beto Richa em 2011 e o não pagamento das emendas para 2012, no valor de R$ 2 milhões, começa a se materializar. Nos corredores da AL peemedebistas resmungam pelos cantos. Com meia razão, já que Requião impusera a eles e mais aos adversários, o não pagamento das emendas.

E-MAIL: PAUTA@INDUSCOM.COM.BR

PÁGINA | A2


Geral/Curitiba

“A habilidade é de pouca importância, sem a oportunidade.”

Napoleão Bonaparte

Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A2 | Indústria&Comércio

Previsão do tempo

Mín.: 14° Máx.: 23°

fonte: www.simepar.br

O tempo nesta sexta-feira ainda apresenta-se instável desde os Campos Gerais até o litoral do Paraná. Nestes setores, os ventos que “sopram” do oceano para o continente, transportam umidade e favorecem a manutenção de nuvens baixas e ocorrência de chuviscos/chuvas leves de forma ocasional. Nessas regiões, com a presença da nebulosidade ao longo do dia, as temperaturas ficam baixas, com sensação de frio em alguns momentos. Nas demais regiões do Estado, o tempo fica estável com predomínio de sol entre nuvens.

Energia

Paraná deve universalizar rede elétrica no meio rural Hoje 97,5% da população residente em áreas rurais tem eletricidade em casa

prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Pedro Washington

Ameaças (não tão) veladas

A ameaça sutil do PMDB contida nas palavras-queixa do deputado Nereu Moura, pelo não cumprimento do “agrado” de R$ 300 mil prometido pelo governador Beto Richa em 2011 e o não pagamento das emendas para 2012, no valor de R$ 2 milhões, começa a se materializar. Nos corredores da AL peemedebistas resmungam pelos cantos. Com meia razão, já que Requião impusera a eles e mais aos adversários, o não pagamento das emendas. O assunto foi debatido na quarta-feira no Palácio Iguaçu. Uma coisa ficou visível. Gente da base de governo que está com Beto desde a campanha e que não apreciou a adesão do PMDB através a nomeação do secretário do Trabalho Luiz Cláudio Romanelli, com apoio ostensivo do habilidoso negociador, deputado Alexandre Curi (não fora ele neto do “guru” Aníbal), tem reservas se o governo curvar-se às ameaças do PMDB. Claro que o pagamento das emendas também os beneficia. Num ano eleitoral o que os deputados mais querem são recursos para obras em municípios de suas bases, para dar força à reeleição de seus prefeitos ou eleição de companheiros. Assim os votos de 2014 para suas próprias reeleições estarão garantidos. Se não ocorrerem traições, atos muito comuns em política. O fato concreto é que o PMDB cobra seu preço. Exige ainda que nos municípios onde candidatos apoiados pelos parlamentares da sigla, enfrentem adversários de partidos da base, Beto fique fora da campanha. Exigência equivalente à que os peemedebistas de Brasília estão fazendo à presidente Dilma. Com um agravante: pedem também a ausência de Lula, em municípios em que partidos da base estejam em disputa. Exigência que facilmente pode ser estendida ao Paraná e também a outros estados da assim chamada, Federação.

Revelação...

Falando em palestra realizada em Curitiba, o ex-ministro Franklin Martins voltou a insistir na necessidade de um marco regulatório para a mídia. Acredita que em “algum momento o ministro Paulo Bernardo vai propor isso”. Informou inclusive que já entregou a ele um ante-projeto feito durante sua gestão como Ministro da Comunicação Social. A pergunta que não cala: “se o texto é tão bom porque nunca foi divulgado?”

...desacreditada

Dúvidas persistem. Não que a mídia esteja acima do bem e do mal. Ela comete erros. É responsável porém pelas denúncias de fatos que nem as bilionárias verbas de Petrobras, BB, Caixa e outros órgãos do governo, distribuídas entre as grandes redes de comunicação, conseguiram calar. O que precisa regulamentar é, empresas como a Petrobras, que não têm concorrentes, deixarem de despejar bilhões para calar os veículos de comunicação.

Credibilidade em risco!

Até o Paraná, quem diria!, depois do escândalo de pagamentos a desembargadores de São Paulo, dois deles hoje no STF, com indenizações milionárias a título de “férias não gozadas” (alguém tem mais férias que o Judiciário?) e outros penduricalhos, resolve pagar tais ressarcimentos. Logo, logo, o Judiciário estará tão desacreditado quanto os legislativos e também executivos, por que não?

Renúncias rentáveis

A renúncia de Derosso, assim como as de outros políticos brasileiros em passado recente, não traz de volta recursos mal versados. Ao contrário: a exemplo de Renan, Borba, Toninho Malvadeza (se vivo estivesse) e outros renunciantes que já estão de volta, contrariam o dito popular: “ficam com os dedos e ainda voltam com os anéis”. Até quando punição neste país só atingirá “ladrão de galinha”?

Em choque

Índio brasileiro não se contenta mais com apito. Quis terra para vender a estrangeiros, a se confirmarem notícias veiculadas nos últimos dias. A valores milionários como os obtidos pelos ‘munducurus’ nas negociações com a irlandesa Celestial Green Ventures, líder no mercado de créditos de carbono. Apenas US$ 120 milhões.

O Paraná está bem próximo de universalizar o acesso à rede elétrica no meio rural. Nos últimos cinco anos, a Copel levou o serviço, gratuitamente, a 80 mil famílias paranaenses do campo. Com isso, hoje, 97,5% de toda a população residente em áreas rurais no Estado tem eletricidade em casa. Nas áreas urbanas, a universalização do atendimento foi alcançada pela Copel em dezembro de 2006. A taxa de atendimento com rede elétrica no meio rural é resultado da execução de mais de 15 programas de eletrificação rural. Da década de 1960 até hoje, a Copel já realizou mais de 14 mil obras de extensão de redes para levar eletricidade a mais de 382 mil famílias e propriedades rurais. Apenas no programa Clic Rural, desenvolvido durante o governo de José Richa, entre 1984 e 1988, mais de 120 mil famílias paranaenses passaram a ter acesso aos serviços de energia. Antes desse programa, o Paraná era, dos três estados da Região Sul, o que tinha a menor taxa de eletrificação rural – as 87 mil ligações existentes não representavam nem 20% das propriedades existentes. Com o Clic Rural, o número de propriedades e domicílios atendidos mais que dobrou. Das 80 mil ligações feitas nos últimos anos, 55 mil foram reali-

Copel já realizou mais de 14 mil obras de extensão de redes para levar eletricidade a mais de 382 propriedades rurais

zadas por meio do programa Luz para Todos, do governo federal. As demais foram feitas pelo projeto de universalização do acesso à energia elétrica (pelo qual o consumidor recebe luz sem custo e paga apenas a instalação interna da casa e da

Examinadores do Detran, responsáveis pela avaliação dos condutores nos testes práticos de direção, devem passar por um teste nacional a partir de maio. O anúncio foi feito ontem, em Curitiba, durante a reunião das Câmaras Temáticas de Educação para o Trânsito e Cida-

dania e de Saúde e Meio Ambiente, vinculadas ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O evento, organizado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Paraná e pela Prefeitura de Curitiba, reúne especialistas e representantes de diversos órgãos do país. A

realização do Exame Nacional de Examinadores de Trânsito, o Enet, é uma solicitação dos Detrans e prevê que os profissionais que não alcancem as metas de qualidade estabelecidas passem por um processo de requalificação. “O objetivo é reestruturar os

exames práticos e teóricos. Por isso, o Departamento Nacional de Trânsito também vai retomar o Exame Nacional dos Instrutores de Trânsito, para avaliar e capacitar os profissionais de auto-escolas”, diz a representante do Denatran, Maria Cristina Hoffmann.

Saúde avalia riscos em indústrias de baterias

Obras no Parque Barigui estão em ritmo acelerado

A Secretaria da Saúde fez nesta terça e quarta-feira (13 e 14), em Curitiba, aulas presenciais do treinamento de vigilância em saúde do trabalhador para profissionais que atuarão na fiscalização de indústrias de baterias no Paraná. O curso dá andamento ao processo de descentralização da fiscalização, que hoje é realizada pela equipe do Centro Estadual de Saúde do Trabalhador. Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, a descentralização intensificará o trabalho de fiscalização nas regiões onde há indústrias desse ramo. “Com a capacitação, técnicos das regionais de saúde e municípios poderão visitar com mais frequên-

Alameda Burle Marx, que passa por dentro do parque Barigui, está liberada ao trânsito. A rua tinha sido temporariamente interditada para a obra da rotatória na avenida Cândido Hartmann e foi liberada antes do previsto. O parque está recebendo uma série de melhorias como construção de uma passarela subterrânea de pedestres, a terceira pista de caminhada e nova pavimentação da avenida. As três novas pontes na Cândido Hartmann, duas para veículos com sentidos opostos e uma para pedestres, já foram concretadas. As pontes ficarão sobre a passarela subterrânea de pedestres e o lago de contenção de cheias.

cia esse tipo de empresa e verificar se as condições estruturais e de segurança estão de acordo com as normas vigentes”. Estrutura inadequada, falta de equipamentos de proteção individual, falhas no sistema de exaustão e ventilação, maquinário sem manutenção e desinformação de trabalhadores e empregadores são alguns dos fatores que favorecem a ocorrência de acidentes e contaminações nesse tipo de fábrica. Um dos principais riscos ao trabalhador é a intoxicação por chumbo, substância tóxica que, em contato com o organismo, pode causar desde dor abdominal até insuficiência renal.

Curitiba terá duas feiras de emprego A Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego definiu nesta semana o calendário das feiras de emprego e de outras atividades que serão realizadas pela pasta em 2012. Ontem, tomaram posse os novos integrantes do Conselho Municipal de Emprego e Relações do Trabalho.

“Serão onze atividades entre feiras, mostras e exposições que terão como foco, além da confirmação e abertura de novos postos de trabalhos, a qualificação dos trabalhadores. Teremos cursos especiais dirigidos aos trabalhadores de baixa renda”, disse o secretário Paulo Bracarense.

Unidades móveis poderão ter exame de mamografia

CMYK

da Copel. Segundo o mais recente relatório de fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a meta do programa de universalização no triênio 20092011 (de 34 mil ligações no Estado) foi superada em 30%.

Examinadores do Detran passarão por teste nacional

Informe da Câmara Municipal de Curitiba Está sendo proposto na Câmara Municipal que exames de mamografia destinados à detecção de câncer de mama possam ser feitos em serviços móveis de saúde. A iniciativa é do vereador Juliano Borghetti (PP), que quer facilitar às mulheres o acesso a estes exames, através da circulação de veículos devidamente equipados e com equipe capacitada. “Com a implantação destas estratégias, através de um sistema que circule pelos bairros de Curitiba e

entrada de serviço). Para beneficiar a população do campo que permanecia desatendida, foram investidos cerca de R$ 500 milhões – entre subsídios do governo federal e participação financeira do governo do Paraná e

convide a população feminina, o sistema público municipal estaria se adaptando para dar respaldo à crescente demanda de serviços de saúde, tanto na sua realização, como na marcação e liberação dos resultados, facilitando o acesso das cidadãs a estes tão importantes exames médicos”, justificou no projeto de lei. Conforme o documento que tramita na Casa, o atendimento deverá ser de forma itinerante pelo município. O objetivo será conseguir diagnósti-

cos mais precoces e combater a morosidade na realização dos exames e entrega dos resultados. Para a execução, poderão ser estabelecidas parcerias e convênios com entidades privadas e públicas, hospitais, universidades, ongs e associações para prestar o atendimento nestas unidades. As equipes deverão ser formadas por médicos, técnicos em radiologia, agentes de saúde, motoristas e outros funcionários que possam contribuir.     

Entre as pontes, dois vãos proporcionarão iluminação natural dentro da passarela de pedestres, que ficará 70 centímetros acima do lago, terá 6 metros de largura por 2,80 metros de comprimento entre os dois lados do parque. A caminhada ou corrida poderá ser feita de forma contínua pela galeria subterrânea, em segurança, sem a necessidade de parar para atravessar a rua. A terceira pista de corrida do parque está quase pronta. “Serão dois circuitos, um contínuo e integrado com outro lado do parque através da passagem subterrânea”, destaca o arquiteto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Mauro Magnabosco, responsável pelo acompanhamento do projeto.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Administração Irene Morva Martins (diretoria@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.


Geral/Estadual Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A3

Aroldo MuráG.Haygert

aroldo@cienciaefe.org.br

IFPD É NOVO BRAÇO DA FECOMERCIO, AO LADO DO SESC E SENAC O sistema Fecomercio-PR adiciona um novo braço à sua existência – ao lado do SESC e SENAC: o presidente Darci Piana concebeu,e o Conselhoda Federação aprovou no final de fevereiro, a criação do Instituto Fecomercio de Pesquisas e Desenvolvimento. Funciona na sede da Federação do Comercio.Sua existência é anunciada em primeira mão pela coluna. Os objetivos que nortearão o IFPD são claramente definidos na argumenDarci Piana: novos instrumentos tação aprepara ação empresarial sentada por

Piana aos conselheiros da Fecomercio: oferecer ao empresariado do comércio paranaense novos mecanismos para balizar as atividades do comércio, por meio de seminários, simpósios, pesquisas socioeconômicas, etc. Para a Presidência, Piana escolheu o vicepresidente da Fecomercio Ari Faria Bittencourt. O Instituto terá recursos próprios para viabilizar suas ações, constituindo-se o IFPD uma entidade autônoma, mantida pelo empresariado.

IML VETA AULAS DOS ALUNOS DE MEDICINA

O Hospital Evangélico, que por algum tempo teve invejável a avaliação do MEC, passa por momentos difíceis, que se somam aos dos dirigentes da mantenedora, a SEB. Sabe-se, por exemplo, que o MEC vai retirar alguns benefícios de credenciamentos que concedia ao Curso de Medicina. O assunto é tratado no hospital como se fosse segredo de estado, mas não no MEC. E ontem, os jornais de Curitiba colocaram de novo o Hospital Universitário Evangélico de Curitiba em noticiários destacados. No Instituto Médico Legal, a direção não mais deixa os quintanistas de Medicina do Evangélico estagiarem lá. A alegação é de que estudantes estariam constrangendo pacientes, especialmente mulheres, quando essas fazem exames ginecológicos, por meio de comentários “inapropriados”. Também os noticiários falaram de mau atendimento em Sítio Cercado e Campo Comprido, em unidades de saúde geridas pelo Evangélico em convênio com a Prefeitura. Em ano político, tudo o que políticos não querem ouvir é queixas bem fundamentadas. Como essas parecem ser.

DEMISSÃO DE COORDENADORA ESBARRA COM VIA POLÍTICA

Ontem, até o fim da tarde, os conselheiros dissidentes do Conselho Deliberativo da SEB (mantenedora do Hospital Evangélico de Curitiba e Faculdade Evangélica do Paraná, FEPAR) não haviam recebido resposta à ação xtrajudicial que intentaram contra a instituição. Pedem prestação de contas ampla e detalhada, especialmente um perfil financeiro da SEB que, diz-se, deveria pelo menos R$ 320 milhões, débitos vencidos. Hoje, caso não haja resposta, os conselheiros – conforme me informou o presbítero Luiz Morosini, conselheiro da SEB e membro do grupo de dissidentes –“faremos uma reunião para decidir sobre nossos próximos passos”, disse. Ao mesmo tempo, circulavam ontem rumores de novas dispensas na SEB. Da “lista” do bilhete azul fariam parte superintendentes da FEPAR. Uma superintendente “está na alça de mira” dos novos dirigentes. Tem sido poupada graças a fortes vinculações de seu marido com poderosos do Executivo municipal. É o que me garantem as fontes da área.

CAFÉ COM LETRAS

No restaurante escola do SESC, nesta sexta-feira, acontece o primeiro café do ano, reunindo acadêmicos da Academia Paranaense de Letras. A pauta não era conhecida até a tarde de ontem, mas com certeza o mundo da criação literária local e nacional, com incursões pelauniversal, estará na mesa.

EM ITAIPU

Houve dias em que o pessoal de Itaipu falou com maior insistência numa possível saída do diretor geral, Jorge Samek, que daria a posição ao hoje ministro Paulo Bernardo. Devagar, vai-se se impondo entre os funcionários da binacioSamek: nova tendência nal – os bem informados e os da “rádio corredor” – a ideia de que Samek não concorrerá a prefeito de Foz. E que, portanto, Itaipu é mesmo o seu lugar.

PETISTAS

No final da semana, os petistas de Foz estiveram reunidos em busca de alternativas para as eleições de prefeito. O nome de Pedro Tonelli é considerado “como uma boa possibilidade”, por um grupo de petistas autoproclamados “de sangue puro”. Na verdade, nomes não faltam ao PT, assim como crescem as correntes defensoras de alianças, amplas e irrestritas. Com todas as siglas e cores.

CARTAS DE VIDA CULTURAL

PANORAMA MEDIEVAL

PIANA, PERSONAGEM

A propósito: Darci Piana é personagem do meu livro Vozes do Paraná 4, a ser lançado em noite de autógrafos, dia 15 de maio, das 19 às 23 horas, no Solar do Rosário. Novidade no lançamento serão mesas à disposição dos personagens, em que eles poderão assinar – se quiserem – o livro, em página apropriada, para seus amigos na noite do lançamento.

“Caro jornalista Aroldo Murá: raro é o dia em que não tenho vontade de lhe escrever comentando suas notícias e sobretudo sua análise dos diferentes eventos. Hoje estou lhe encaminhando um convite. **Segua também um Resumo Biográfico do homenageado, meu Pai, Professor Doutor Manoel Lourenço Branco, Oficial Veterinário do Exército e Professor Universitário. Meu Pai foi um intelectual de peso muito querido e respeitado no tempo em que a vida cultural de Curitiba era efervescente. A Clotilde Germiniani: sobre o pai e mestre praça é muito simpática e já tem alguns equipamentos voltados para a atividade esportiva. Antecipadamente agradeço sua atenção. Um abraço de sua leitora fiel, Clotilde Germiniani”, professora emérita da UFPR, doutora em Vete-

Pádua Angeloni, Louise Raulik Cyrino, Rafaela Smanioto Sombrio, Karl Friesen, Osni Gustavo de Assis Fagundes e André Muceniecksse) acabou de lançar uma obra coletiva sobre a Idade Média. O importante é que eles são daqui e a editora também é daqui. Responsável pela produção, organização e edição da obra, a editora Máquina de Escrever inaugura com este livro sua Série Academia, que tem como principal objetivo divulgar produções acadêmicas curitibanas. Constituida em 2010, está publicando livros nas áreas de literatura e, agora, na de ciências humanas. A empresa opera também na gestão cultural, elaborando e executando projetos culturais.

Ari Faria Bittencourt: presidência do Instituto

rinária, membro da Academia Paranaense de Letras, Curitiba. NR: Em breve, abordaremos seu pai e a obra que legou à cidade.

SOBREVIVER

De Henrique Paulo Schmidlin, personagem “histórico” da cidade de Curitiba: “Caro Haygert: matematicamente acho impossível o Evangelico sobreviver a esse tsuname financeiro,320 milhões!? Parron competente guia. Justo título da Assembleia para com o diligente Nilson Monteiro. Abs.Vita”

NOVO LEITOR

Do advogado Roland Hasson, de Curitiba, novo leitor da coluna: “Obrigado pelo envio e Parabéns pela Coluna. Ótima de ler! Abraços,Roland Hasson”.

HIPOCRISIA TOTAL

“Caro Aroldo: uma boa coluna, como a sua, jamais pode dispensar o exercício da crítica segura, madura, procedente. Portanto, parabéns pelo que disse, com relação aos que agora crucificam João Cláudio Derosso, que foi o imperador da Câmara de Curitiba. Para mim, ele é sinal de curralismo eleitoral em Capital da dimensão da nossa. Mas nada mais repugnante queconstatar o desfile de hipócritas, os que ontem se beneficiavam das barbaridades de Derosso, e que hoje o apedrejam. Na verdade, Curitiba é pródiga em cultuar esses dois tipos de gente – Derosso e seus ex-amigos que hoje o condenam... Marcio Nogueira Klementzson”, Curitiba

CALÇADAS, ENFIM!

“Caro Aroldo: as novas calçadas que a Prefeitura está colocando em ruas centrais e bairros nobres da cidade são ótimas. São as chamadas tipo “pave”. Mas faço justiça: elas resultam de antiga e continuada batalha que uma mulher admirável, Elin Talarek de Queiroz, desenvolveu por mais de dez anos, através da Associação dos Condomínios Garantidos do Brasil (ACGB). Ao prefeito Luciano Ducci coube o mérito de acolher o projeto e implantá-lo, o que também ganha aplausos. Há uma queixa: em alguns locais, os meio-fios não são bem colocados”. Antonio Elin Talarek de Queiroz: Rezende Costernaro Filho, programador água mole em pedra dura... visual, Curitiba.

GOVERNADOR VAI AO FORUM

O gov. Beto Richa aceitou o convite de João Doria Jr., presidente do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, e estará presente no 11º Fórum de Comandatuba. A informação é da gerência do evento. Durante o encontro, que acontece entre os dias 28 de abril e 1º de maio, no Hotel Transamérica, na Ilha de Comandatuba (BA), autoridades e lideranças políticas debaterão temas de relevância nacional.

A DIMENSÃO

É o maior encontro empresarial do Brasil, realizado anualmente em Comandatuba, na Bahia, voltado para a discussão de temas da política econômica, gestão empresarial e responsabilidade social que impactam no cenário nacional. Em 2011, o tema central do 10º Fórum de Comandatuba foi Uma Nova Realidade para o Brasil. Entre os assuntos focados:Reforma Tributária: Mais equilíbrio e eficiência, O Esporte como inclusão social e transformação urbana e Educação de qualidade para um país mais justo. Na ocasião, 350 empresários, governadores, ministros e parlamentares participaram do evento.

PREFERIDO É SALAMUNI

Da assessoria de imprensa do deputado federal Ratinho Junior:”Líder do PSC (PSC/PR), o deputado federal Ratinho Junior defende e apóia a candidatura do vereador Paulo Salamuni (PV) para a presidência da Câmara Municipal de Curitiba. “Salamuni é o melhor nome para assumir a presidência do Legislativo Municipal. Ele representa um novo ciclo para a cidade, para os cidadãos e para a própria Câmara, pois é preparado, tem tradição de um passado familiar ilibado, de trabalhos sempre voltados ao bem público, à ecologia, e com visão de futuro. Tenho certeza de que Paulo Salamuni Paulo Salamuni: o indicado do PSC terá uma gestão transparente e moderna, compatível com o que a população da capital aspira há anos”, afirma Ratinho Junior.”

OBRA COLETIVA, AQUI, ENFOCA IDADE MÉDIA

Um grupo de jovens pesquisadores independentes (Victor Augustus Graciotto Silva, Adriana Mocelim de Souza Lima, Cibele Carvalho, Roseli

No livro “Idade Média: Religião, Cultura e Política”. o leitor encontrará o perfil do homem medieval, análise dos discursos da época, a representação do tema no cinema, os caminhos percorridos pela religião e até curiosidades sobre a moda, com Victor Augustus Graciotto Silva: mestre e pesquisador referê4ncia aos sapatos medievais. O objetivo, segundo o organizador da obra coletiva.Victor Augustus Graciotto Silva, é a divulgação de pesquisas que vêm sendo feitas ou que já foram realizadas por acadêmicos curitibanos. “Procura-se difundir o conhecimento sistematizado em monografias, dissertações e teses, que em grande parte fica restrito aos freqüentadores das bibliotecas universitárias.” explica.

OITO ABORDAGENS

São oito artigos provenientes de pesquisas que permeiam a tríade religião, cultura e política na Idade Média. Retratam o cenário, o homem e o contexto desta época com suas contradições e mistérios. “O que nos atrai na Idade Média? pergunta Victor. “Para além dos bestiários, lugares exóticos e tantos outros rótulos com grande sucesso atual nas mídias globalizantes, estes jovens medievalistas locais buscam resgatar o homem medieval. Homens e mulheres que, quando nos são apresentados, recobram vida, uma vida plena de contradições que nos levam a pensar no quanto eram parecidos conosco. Dessa realidade cotidiana surge um universo híbrido, pouco convencional, distanciado dos modelos corteses de comportamento e dos dogmas previstos pela ortodoxia”. A conferir.

NOVIDADES DO CONTESTADO

Novas revelações sobre a Revolta do Contestado, ocorrida no Paraná e em Santa Catarina entre os anos de 1912 a 1916 serão feitas no programa “Nossa História” deste final de semana. Tranmitido pela rádio E-Paraná am 630 no sábado, às 19:00 horas, e reapresentado no domingo às 8:00 da manhã, o programa reunirá pesquisadores (Gehad Ismail Hajar e Sinira Dâmaso Ribas) que contarão novos aspectos jurídicos da questão e também sobre a participação das mulheres no sangrento episódio que dizimou cerca de 20 mil pessoas. “Nossa História”, “a história contada por quem sabe” tem produção e apresentação de Zélia Sell e Guilherme Nascimento e também pode ser ouvido ao vivo pela internet acessando: www.e-parana.pr.gov.br Mais detalhes no blog; www.nossahistoriaam630.blogspot.com

HOMENAGEM A MANOEL LOURENÇO BRANCO

A vereadora Julieta Reis está convidando para a inauguração, hoje, às 10 horas, da Praça Doutor Manoel Lourenço Branco, em São Braz. Ela foi a autora do projeto de denominação do logradouro, bairro de São Braz. Eis, em breve resumo, momentos da vida e obra do mestre homenageado (vide também a seção de Cartas): O homenageado (pai da doutora e professora emérita da UFPR, Clotilde Branco Germiniani), Nasceu em 29 de outubro de 1910, em São Borja - RS. Foi aluno da Escola Veterinária do Exército, primeira escola de veterinária a funcionar no Brasil, posteriormente formando-se Veterinário do Exército. Após chegar Julieta Reis: autora do projeto em Curitiba em 1945, foi convidado para participar do corpo docente da Escola Superior de Agronomia e Veterinária do Paraná. Estudou e estabeleceu contato com colegas de outros estados e esteve em escolas similares para discutir programas e aprender técnicas para ministrar aulas práticas. A cadeira era Fisiologia Comparada dos Animais Domésticos; embora o curso de Veterinária estivesse funcionando desde 1931, as aulas de Fisiologia tinham sido ministradas de forma precária por diferentes professores. Estabeleceu um programa teórico-prático para a cadeira e manteve uma atividade contínua até o início da década de 60, quando faleceu prematuramente.

TESE EM FISIOLOGIA

Em 1947, o Professor Manoel Lourenço Branco preparou uma tese intitulada A Fisiologia e suas relações com as outras ciências. Com esta tese, se inscreveu no concurso para Professor Catedrático do Curso de Veterinária. Em 1948 foi aprovado no concurso para professor Catedrático de Fisiologia dos Animais Domésticos, formando gerações. Neste mesma época, sendo oficial do CPOR de Curitiba, deu aulas na parte específica de conhecimentos veterinários e também de Educação Moral e Cívica, disciplina ministrada para todos os alunos do CPOR. Mais tarde, criada a Faculdade de Ciências Médicas, ligadas às Faculdade Católicas e oferecendo o Curso de Medicina ? hoje este curso integra a Pontifícia Universidade Católica do paraná -PUC/PR. Também na Faculdade de Ciências Médicas o Professor Manoel Lourenço Branco deu início à cadeira montando os programas e o próprio laboratório de aulas práticas.


Especial Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A4 | Indústria&Comércio

Pinhais

Prefeitura abre concurso público para todos os níveis A prefeitura de Pinhais divulgou o Edital de Abertura do Concurso Público. No Concurso serão oferecidos 25 cargos e diversas vagas que estão divididas em 04 Editais que exigem os níveis: Fundamental Incompleto e Completo, Médio, Técnico e Superior. Para se inscrever os candidatos deverão acessar o site www. aocp.com.br até o dia 12/04 e

efetuar a inscrição. O Concurso prevê salários que variam de R$822,38 a R$2.923,40 e taxas de inscrição nos valores de R$ 20,00 a R$ 60,00. As informações sobre o concurso podem ser encontradas no site da organizadora do certame: AOCP Concursos Públicos, em seu correio eletrônico (candidato@aocp.com.br) ou, ainda, pelo telefone (44) 33444222.

paranaguá

SPU assina contrato de cessão do Parque Awaji O prefeito de Paranaguá, José Baka Filho, esteve nesta quarta-feira, na Secretaria de Patrimônio da União (SPU) para assinar o contrato de cessão do Parque Awaji para a Prefeitura de Paranaguá. Agora, o terreno que vai até o Rio Itiberê, passa em definitivo ao patrimônio do município. Isso possibilita que a prefeitura possa dar andamento ao projeto de uso da área verde

para um parque com trilhas e equipamentos urbanos para prática de esporte. Além dessa área, o prefeito confirmou que recebeu documentação das áreas do Canal do Chumbo e Canal das Marés. A prefeitura irá fazer a obra de recuperação destes canais com recursos do BID e dependia desta liberação documental para dar andamento ao processo.

campo largo

Ferraria ganha Centro de Atendimento ao Cidadão

O Distrito da Ferraria recebeu neste mês um projeto que pretende descentralizar os serviços oferecidos pela Prefeitura e facilitar o acesso ao cidadão, além de ofertar o atendimento de órgãos públicos parceiros. O Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) iniciou suas atividades no dia 05 de março, mas vem sendo planejado há alguns anos. ‘’O Prefeito já pensava nisso desde o início da sua primeira gestão, mas não era possível por em prática, no ano passado começamos a estruturá-lo e agora já podemos dizer que é realidade’’, contou o assessor de Edson Basso, Jairo Guarezi. O CAC não pode ser considerado uma subprefeitura, pois não possui orçamento próprio, o órgão será vinculado à Secre-

taria Municipal de Governo. Serviços das áreas de Justiça e Cidadania, Procon, IPTU, Cocel e Sanepar já são fixos no local e estão disponíveis. Outros órgãos como o Ministério do Trabalho e o Instituto de Identificação também estão previstos. Porém, no local o cidadão pode obter qualquer informação referente à administração pública: ‘’ninguém sairá de lá sem atendimento’’, afirma Guarezi. O assessor do Prefeito destaca que no CAC a população da Ferraria pode receber orientações de qualquer área. ‘’Será uma ponte entre o Distrito e a administração, queremos facilitar o acesso para que o cidadão não precise se deslocar até à Prefeitura para resolver coisas simples’’ – disse.

são josé dos pinhais

Cidade ganha cartilha para contar sua história Tornar a história de São José dos Pinhais mais próxima e de fácil compreensão para crianças e adolescentes foi um dos principais motivos que levaram a Prefeitura Municipal a apoiar a elaboração e confecção de uma cartilha lúdica que conta a história da cidade e explica o funcionamento dos setores que administram o município. A solenidade de lançamento da “Cartilha da Escola de Cidadania” foi realizada nesta quarta-feira (14), na Câmara de Vereadores, órgão que elaborou o material e o lançou por meio da Escola de Cidadania lá existente. “Cidadania é uma palavra que possui um significado extremamente importante, pois a partir da participação da sociedade no desenvolvimento de ideias CMYK

e iniciativas, a evolução da cidade torna-se mais eficaz. Portanto, a iniciativa de elaborar uma cartilha como essa deve ser sempre apoiada”, afirma o prefeito de São José dos Pinhais, Ivan Rodrigues. A Escola de Cidadania é um programa da Câmara Municipal que visa estimular a inclusão social e política dos jovens cidadãos. “Além da elaboração dessa cartilha, possuímos dentro desse espaço outros programas bastante relevantes como a visita orientada, Fala Cidadão, Vereador Mirim e palestras educativas. As cartilhas serão distribuídas para as escolas municipais, estaduais e também as particulares de São José dos Pinhais”, diz o presidente da Câmara de Vereadores, Assis Manoel Pereira.

Municípios

do Paraná

“Há 11 anos e 3 meses que o povo cobra esta obra, e agora está aí esta maravilha.” Carlos de Castro Vereador de São José dos Pinhais

são josé dos pinhais

Nova unidade de saúde vai desafogar atendimento Antiga Regional do Guatupê foi totalmente modernizada e ampliada

O

s moradores da região do Guatupê receberam nesta quinta-feira (15) uma nova unidade de saúde, totalmente modernizada e com um espaço muito maior que o da antiga. A Regional do Guatupê, onde agora funciona também a Unidade de Saúde Ulysses de Brito, foi inaugurada oficialmente nesta manhã e a população compareceu em peso para conhecer as novas instalações. A regional de saúde do Guatupê é dividida entre a parte administrativa, que conta com o departamento de regulação, epidemiologia, frotas e fisioterapia; e a parte da assistência médica, que consiste na nova sede da Ulysses de Brito. O atendimento da unidade será feito por quatro equipes de saúde da família, mais um médico destacado para atender o excedente de pacientes; além dos serviços de psicologia, nutrição, aplicação de vacinas, curativos e exames laboratoriais. O horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira das 7h às 19h; e aos sábados das 7h às 17h. “Conheci São José dos Pinhais através da Unidade Ulysses de Brito, em 2006, quando era recémformada e vim trabalhar aqui. Saí da academia cheia de sonhos e me deparei com uma série de desafios”, conta a diretora da Regional do Guatupê, Débora Ferreira Chemin. “Essa inauguração é uma vitória de todos os servidores e da população”, destaca. “Há 11 anos e 3 meses que o povo cobra esta obra, e agora está aí esta maravilha”, afirmou o vereador Carlos de Castro. “É o maior posto de saúde de São José dos Pinhais, é quase um mini-hospital”, acrescentou parlamentar. De acordo com o secretário mu-

O horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira das 7h às 19h; e aos sábados das 7h às 17h

nicipal de Saúde, Irvando Carula, a Unidade de Saúde Ulysses de Brito é uma obra maior e melhor do que as padronizadas pelo Ministério da Saúde e pelo Governo do Estado. “Embora tenha tomado a importante iniciativa da municipalização do Hospital e Maternidade Municipal de São José dos Pinhais, o prefeito Ivan Rodrigues sabe que as ações de saúde não se fazem apenas lá, mas também fazem parte a promoção, a prevenção e atividades educativas”, ressalta o secretário. “Essa estrutura será muito importante em todo esse processo”, complementa. “Essa Unidade não é apenas um postinho de saúde, que é a maneira que muitos administradores pensam. É um local decente, para que seja efetivamente feito um atendimento de forma séria e res-

ponsável”, declara o prefeito Ivan Rodrigues. “Nossa administração pegou essa obra em andamento, com a construtora abandonando porque tinha muitos problemas. Enfrentamos processos de licitação, problemas de ordem jurídica e hoje é uma vitória ter essa obra concluída”, conta o prefeito. “Juntamente com Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que será construída no Afonso Pena, essa unidade vai servir de suporte para que o hospital não tenha que fazer atendimento da totalidade dos casos como tem feito até agora”, explica Ivan. A dona de casa Clemicia Batista dos Santos, de 78 anos, relata que nunca teve problemas de atendimento na antiga unidade de saúde. “Tudo que eu precisava eles me

piraquara

Prefeitura entrega registro de imóveis para 51 famílias Na tarde da última quarta-feira (14), no auditório do Fórum de Piraquara, 51 famílias receberam das mãos do prefeito do município, Gabriel Jorge Samaha (Gabão), o registro de seus respectivos imóveis atestando a regularização do terreno e da moradia. Este documento representa a finalização de um processo do programa Terra Prometida, desenvolvido pelo núcleo de regularização fundiária da prefeitura de Piraquara, que começou em 2007 e hoje se tornou referência para o país. Em 2011, outras 40 famílias também foram beneficiadas com a entrega dos documentos e todas estavam em processo de usucapião. A entrega dos títulos de posse representa um marco na história

de Piraquara, do Paraná e do sul do Brasil, que pela primeira vez finaliza um processo deste porte. Para receber o registro de imóveis em seus nomes, todas as famílias contaram com o apoio, orientação e acompanhamento de processos que tramitaram por pelo menos quatro anos na Comarca e após o julgamento, foram registrados gratuitamente. Para isso a prefeitura investiu mais de R$ 2,5 milhões, com recursos próprios, nestes últimos cinco anos para dar mais dignidade para a população e não permitir que as pessoas tenham despesas com custas judiciais, honorários advocatícios e com o registro. “Se entendêssemos que quem está irregular não tivesse direitos,

não teríamos movimentado todo esse pessoal para desenvolver este projeto. Resolvemos problemas de mais de 20 anos e que ninguém teve coragem de por a mão. Estamos construindo um caminho da paz, da solidariedade e do respeito junto aos cidadãos”, explica Gabão. O objetivo do programa é efetivar a função social da propriedade e da cidade, conferindo aos moradores de áreas irregulares a necessária segurança jurídica em relação a sua moradia. Atualmente, 90% dos processos de regularização estão em andamento na esfera judicial. O núcleo possui mais de 4 mil famílias cadastradas e em processo de usucapião e de área de risco.

araucária

SMSA presta contas na Câmara A Secretaria Municipal de Saúde de Araucária (SMSA) prestou contas das ações realizadas no 4° trimestre de 2011, em audiência pública, no Plenarinho da Câmara Municipal e no Conselho Municipal de Saúde. Foram divulgados valores e estatísticas dos serviços e atendimentos públicos prestados na cidade durante o referido período. O relatório mostrou que os investimentos destinados para a compra de medicamentos padronizados foram de R$ 1.499.448,99 e nãopadronizados de R$ 599.484,90

no período. O índice registrado no município de crianças com amamentação predominante até os seis meses ficou em 86%. Os dados reportam ainda que foram realizados 1688 acompanhamentos pelo programa de saúde do homem e a Clínica de Saúde da Mulher atendeu 8780 pacientes no trimestre. Já a Clínica do Idoso reuniu 2161 pessoas em atividades coletivas. A Clínica de Fisioterapia do município atendeu 13140 usuários, sendo que a de Fonoaudiologia

atendeu 5948 e o Serviço de Orientação à Aids, 2144. A diretora geral da SMSA, Jussara Gracia Panek, diz que comparando os índices de alguns anos atrás percebe-se uma mudança significativa no sistema público de saúde da cidade. “As melhoras são evidentes. Há três anos, tínhamos uma fila de mais de 800 pessoas aguardando para fazer fisioterapia. Hoje, esta especialidade e a maioria dos serviços especializados estão com as filas zeradas ou praticamente zeradas”.

ajudavam”, afirma. Contudo, ela considera que a estrutura estava precária. “Estava muito feia. Essa unidade nova está maravilhosa, é o céu para nós”, comenta. Para a moradora do Santa Fé, no bairro Guatupê, Loirde Terezinha de Almeida, 58 anos, a antiga Ulysses de Brito estava mal arrumada e desorganizada. “Achei a nova bem melhor, gostei muito das instalações”, disse. Estiveram presentes na inauguração da Regional de Saúde do Guatupê os vereadores professor Walder, Fenemê e Carlos de Castro; o presidente da Associação Comercial, Industrial, Agrícola e de Prestação de Serviços e presidente do Conselho Municipal de Saúde, Auro Luís de Paula; e secretários municipais.

BITURUNA

Prefeito e vice são cassados Por decisão do juízo da 153ª Zona Eleitoral, em análise de ação de Impugnação de Mandato Eletivo, movida pelo Ministério Público do Paraná, o prefeito e o vice-prefeito de Bituruna, no Sul do Estado, tiveram seus mandatos cassados. Rodrigo Rossoni e João Vitório Nhoatto podem recorrer da decisão, que determina a diplomação dos candidatos que ficaram em segundo lugar no pleito. O MP-PR interpôs a ação de impugnação contra os políticos, a Coligação “Renovação e Trabalho” e o Partido da Social Democracia Brasileira, defendendo que houve abuso do poder econômico durante a campanha. Sustenta, em síntese, que o gasto de R$ 321.386,21 declarado na prestação de contas representa quase o triplo da arrecadação tributária mensal do Município ou aproximadamente 25% da receita tributária anual da cidade, que conta com 12 mil eleitores. Foram contratados 528 cabos eleitorais, o equivalente a 11,44% dos 4.614 votos que receberam ou a 5,45% do total de votos válidos computados (9.682). Rodrigo Rossoni e João Vitório Nhoatto foram eleitos em julho de 2011, em um pleito suplementar para substituir o então prefeito e o vice, que perderam os mandatos por decisão do Tribunal Superior Eleitoral.


Economia Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A5

EXPECTATIVA

Copom espera Selic perto do mínimo histórico, de 8,75% Mudanças significativas na economia determinaram o recuo nos juros em geral Marcio Ferreira, da redação

Segundo avaliação do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), existe a chance de que a taxa básica de juros seja reduzida a níveis considerados ligeiramente acima do valor mínimo histórico, de 8,75%. A expectativa foi divulgada, nesta quinta-feira (15/03), na ata da última reunião do Copom, ocorrida na semana passada. Ao considerarem as projeções de inflação e os riscos associados à economia brasileira, os técnicos terminaram atribuindo “elevada

Governo pode incluir setor têxtil na desoneração da folha de pagamento O governo poderá anunciar em duas semanas mudanças no Plano Brasil Maior para desonerar a folha de pagamento do setor têxtil. Nesta quinta-feira (15/03), o representante da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Agnaldo Diniz Filho, esteve com o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, para discutir uma redução na alíquota cobrada sobre a folha de pagamento, que ficaria inferior a 1,5%, como foi adotado para o setor de confecções. Segundo ele, a desoneração foi discutida na reunião e Mantega sinalizou favoravelmente à mudança. Lançado em agosto do ano passado, o Plano Brasil Maior socorreu os setores sensíveis ao câmbio e à concorrência com os produtos importados reduzindo a alíquota do INSS de 20% para zero, mas, em contrapartida, passou-se a cobrar uma alíquota de 1,5% sobre o faturamento. “Notamos uma possibilidade, uma tendência de diminuição de 1,5% na folha. O setor têxtil não está participando dessa política e, sim, o setor de confecção. O percentual não foi definido, mas defendemos de 0,8% a 1%”, disse Agnaldo Diniz Filho. Ele argumenta que a redução elevará a competitividade do setor com os produtos importados, diante da concorrência classificada por ele como predatória. A maior queixa do setor, segundo ele, é contra a China. O representante do setor têxtil disse ainda que o Mantega indicou, durante a reunião, que haverá um ajustamento (redução) da alíquota de 1,5%, reduzindo os custos do setor. No setor de confecção, informou, o custo de produção é composto em aproximadamente 50% com a folha de pagamento. “Para competir com países que têm um custo de mão de obra baixíssima, como a China, é preciso que o Ministério da Fazenda consiga reduzir o peso da folha de pagamento na produção. Passará a ser uma vantagem competitiva”, destacou. José Luiz Diaz Fernandez , representante da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), que também participou do encontro com Mantega, pediu uma maior desoneração da folha de pagamento para voltar a participar do Plano Brasil Maior. “O governo está sinalizando com 1%. Estamos conversando com o setor para mostrar que o governo está dando essa colaboração ao conversar novamente e o setor deve flexibilizar o pleito de 0,8% e chegar a 1%. Cada um deve ceder um pouco”, disse. Pelos cálculos da Abimóvel, aproximadamente 75% das empresas do setor passariam a ser beneficiadas com a redução. Em São Bento do Sul, Santa Catarina, onde existe um polo eminentemente exportador, a economia prevista com a desoneração da folha, segundo Fernandez, é R$ 7 milhões por ano para as 175 empresas da região.

probabilidade à concretização de um cenário que contempla a taxa Selic se deslocando para patamares ligeiramente acima dos mínimos históricos, e nesses patamares se estabilizando”. A taxa básica de juros (Selic) foi reduzida em 0,75 ponto percentual pelo Copom na última reunião. A taxa baixou de 10,5% para 9,75% ao ano. A maioria dos analistas financeiros esperava uma queda de 0,5 ponto percentual. A redução, porém, não foi unânime, com cinco diretores a favor da redução de 0,75 ponto percentual e dois a favor de 0,5.

Para os integrantes do comitê, o recuo nas taxas de juros em geral e, em particular, na taxa neutra (permite crescimento da economia, sem pressões inflacionárias) foi determinado por mudanças estruturais significativas que ocorreram na economia brasileira que. Outros fatores seriam a “redução dos prêmios de risco, consequência direta do cumprimento da meta de inflação pelo oitavo ano consecutivo, da estabilidade macroeconômica e de avanços institucionais”, destacam os técnicos. A ata reforça ainda que o

processo de redução dos juros foi favorecido por mudanças na estrutura dos mercados financeiros e de capitais, pelo aprofundamento do mercado de crédito bem como pela geração de superávits primários consistentes com a manutenção de tendência decrescente para a relação entre dívida pública e Produto Interno Bruto (PIB). O comitê avalia que as mudanças devem continuar, “embora, em virtude dos próprios ciclos econômicos, reversões pontuais e temporárias possam ocorrer”.

Gasolina e gás de botijão devem ter reajuste zero em 2012 Renato Araújo/ABr

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) manteve a projeção de que não haverá reajuste dos preços de gás de botijão e da gasolina no acumulado de 2012

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) manteve a projeção de que não haverá reajuste dos preços de gás de botijão e da gasolina no acumulado de 2012. De acordo com a ata da última reunião do Copom, em que a taxa básica de juros foi reduzida para 9,75% ao ano, “os choques identificados, e seus impactos, foram reavaliados de acordo com o novo conjunto de informações dispo-

nível. O cenário considerado nas simulações também levou o comitê a manter outras projeções”. Foram mantidas também as estimativas de aumento das tarifas de telefonia fixa e de eletricidade, para o acumulado de 2012, em 1,5% e 2,3%, respectivamente. Também houve estabilidade na projeção de reajuste, construída item a item, para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados para o acumulado de 2012, que

permaneceu em 4%. Para o próximo ano, a expectativa de reajuste para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados foi reduzida para 4,5%, ante os 4,6% previstos na ata anterior. Essa projeção se baseia em modelos “que consideram, entre outras variáveis, componentes sazonais, variações cambiais, inflação de preços livres e inflação medida pelo Índice Geral de Preços (IGP)”.

Ministério vai apurar prejuízos com importações de vinhos O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) abriu investigação para apurar prejuízos à indústria nacional com as importações de vinhos. Foi publicada nesta quinta-feira (15/03), no Diário Oficial da União a Circular n° 9/2012, da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), vinculada ao MDIC, que estabelece a abertura de investigação para aplicação de salvaguarda às importações da bebida. De acordo com o ministério, no ano passado, o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), a União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), a Federação das Cooperativas do Vinho (Fecovinho) e o Sindicato da Indústria do Vinho do Estado do Rio Grande do Sul (Sindivinho) protocolaram petição para abertura da investigação. As informações apresentadas pelo setor, segundo o governo, continham indícios suficientes de que o crescimento das importações de vinhos causaram prejuízo grave à indústria doméstica. O MDC informou ainda que quando aplicada, a salvaguarda tem por objetivo proteger um setor que esteja sofrendo prejuízo grave ou ameaça de prejuízo grave decorrente do aumento das importações, por meio de aumento do imposto de importação ou de

Índice do Ipea mostra melhora na área social A área social apresentou melhoras, mas, segundo o Índice de Qualidade do Desenvolvimento (IQD), divulgado nesta quintafeira (14/03) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), a economia brasileira teve fraco desempenho no ano passado. O indicador mostra como os principais componentes do desenvolvimento econômico contribuem para o crescimento econômico do país. Composto pelos subíndices de Qualidade do Crescimento, de Qualidade da Inserção Externa e de Qualidade do Bem-Estar, o IQD pode variar de 0 ponto (todos os itens desfavoráveis) a 500 pontos (todos os itens favoráveis ao crescimento). De acordo com o técnico de Pesquisa do Ipea André Viana, entre todos os índices, o que teve melhor desempenho foi o de Qualidade do Bem-Estar, no qual são levadas em conta questões sociais, que ficou com 324,07 pontos em dezembro do ano passado. “Mesmo com o aumento da taxa de desemprego, no primeiro semestre de 2011, tivemos outros indicadores, como a taxa

de pobreza, que permaneceram em queda ao longo do ano”, disse Viana. Ao comentar os resultados, Viana destacou as políticas sociais adotadas nos últimos anos no país, que estão trazendo melhoras na área social. Embora alguns componentes do índice tenham apresentado piora, as políticas foram mantidas. “Tivemos uma desaceleração da retirada de pessoas da condição de pobreza, uma desacelerada da queda do Índice da Taxa de Desigualdade de Renda ”, explicou. “Começamos a ganhar menos, em taxas menores”, acrescentou. Entre os subíndices, os de Qualidade do Crescimento e de Qualidade da Inserção Externa apresentaram oscilação no desempenho durante todo o ano. Segundo o Ipea, a renda líquida enviada ao exterior e o envio de lucros ao exterior apresentaram dados ruins na avaliação. Outro ponto que tendeu para uma análise negativa foi o de confiança do empresário, que apresentou dados baixos durante todo o ano.

Falta de estratégia nacional contribui para processo de desindustrialização do país A falta de uma estratégia nacional de desenvolvimento está contribuindo para acabar com o setor industrial do país, sobretudo, o da indústria de transformação. A conclusão consta do boletim Conjuntura em Foco, divulgado nesta quinta-feira (15/03) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O instituto aponta que a falta de uma estratégia para o setor e de investimento em infraestrutura acentua o processo atual de desindustrialização precoce no Brasil. De acordo com o coordenador do estudo, Roberto Messenberg, a falta de dinamismo e competitividade industrial está favorecendo o crescimento do peso relativo de serviços de má qualidade no Brasil e criando uma economia ruim. “Acho que o governo está lidando com alguns aspectos do problema de maneira muito pontual, com efeitos de curto prazo. O setor público precisa organizar o processo de investimentos da economia. Em alguns setores, ele mesmo pode investir, em outros, fazer a concessão, criar as normas de exploração. Enfim, ele precisa de uma estratégia. Está faltando esse processo de socialização da decisão de investimento”. Algumas saídas, segundo Messenberg, seriam não deixar que o câmbio aprecie mais, manter a trajetória da taxa de

juros em permanente queda, aumentar o ritmo da taxa de investimento, reduzir as estruturas de custos para o setor e buscar um modelo de desenvolvimento sustentável. O estudo, que utilizou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), chama a atenção para a forte queda na produção da indústria de transformação. Um dos gráficos mostra que, entre 2008 e 2011, enquanto o setor financeiro cresceu 23,1%, a extração mineral cresceu 12,8% e o desempenho da indústria de transformação caiu 5,7%. O boletim ressalta o fato de o consumo interno estar sendo cada vez mais suprido por produtos manufaturados. Reflexo disso seria a diminuição gradual da população ocupada na indústria, que representava 17,7% da população ocupada em 2004 e que caiu para 16,5% em 2001. O Ipea também ressalta que o déficit da balança comercial de produtos manufaturados, entre janeiro de 2011 e janeiro de 2012, ficou em US$ 94,3 bilhões. “Enquanto discutimos ideias, países como os Estados Unidos já estão testando alternativas sustentáveis de desenvolvimento, como no setor energético, por exemplo. É preciso agir, antes que façam uma verdadeira queimada da indústria brasileira”, concluiu Messemberg.

Inflação medida pelo IGP-10 aumenta para 0,27%

restrição quantitativa. O setor, então, implementa um programa de ajuste para voltar a concorrer

normalmente com as importações ao fim do período estabelecido pela medida.

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) aumentou para 0,27% em março. Um mês antes, a taxa havia ficado em 0,04%. De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (15/03) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-10 acumula alta de 3,29% no período dos últimos 12 meses e de 0,39% no ano. Entre os subíndices que compõem o indicador, o Índice de Preços ao Produtor (IPA) passou de queda de 0,19% para elevação de 0,24% de um mês para o outro. Contribuíram para o aumento os alimentos processados (de -2,22% para -0,65%), cujos preços diminuíram o ritmo de queda; além de aves (de -11,25% para 5,28%) e soja em grão (de 0,93% para 3,17%), que ficaram mais caros no período. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficou praticamente estável em relação à taxa de fevereiro, passando de 0,41% para 0,4% em março. Pesaram menos no bolso do consumidor os gastos com educação, leitura e recreação (de 2,4% para 0,17%), com destaque para os cursos for-

mais (de 4,68% para 0,04%). Também foram registrados decréscimos nas taxas de variação de mais três classes de despesa: comunicação (de 0,32% para -0,1%), principalmente tarifa de telefone residencial (de 0,97% para -0,37%); transportes (de 0,42% para 0,32%), com a influência de tarifa de ônibus urbano (de 2,26% para 0,57%); e despesas diversas (de 0,51% para 0,11%), com a contribuição de serviços de cartório (de 4,34% para 0,26%). Por outro lado, aumentaram as despesas com habitação (de 0,28% para 0,77%), vestuário (de -0,45% para 0,29%), saúde e cuidados pessoais (de 0,33% para 0,55%) e alimentação (de 0,17% para 0,25%). Por último, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu com menos intensidade, ao passar de 0,66%em fevereiro, para 0,19%, em março. Diminuíram as taxas de materiais, equipamentos e serviços (de 0,44% para 0,32%) e da mão de obra (de 0,87% para 0,06%). Para calcular o IGP-10, foram coletados preços entre os dias 11 de fevereiro e 10 de março.


Nacional Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A6 | Indústria&Comércio

Taxa de desemprego da Grécia atinge novo recorde

A taxa de desemprego da Grécia subiu para um novo recorde trimestral, de 20,7% nos últimos três meses de 2011, refletindo o profundo mal-estar econômico do país, agravado pela austeridade para reparar as finanças públicas e sair de uma crise de dívida. A Grécia garantiu um novo resgate no valor de €130 bilhões (US$ 170 bilhões) de seus parceiros da zona do euro e do FMI (Fundo Monetário Internacional) nesta semana, depois de estabelecer mais dolorosos cortes orçamentários. Mas a forte deterioração do mercado de trabalho está alimentando o descontentamento público e prejudicando a confiança dos consumidores. Na quinta-feira, dados da agência de estatísticas ELSTAT mostraram que empregos estão sendo perdidos em um ritmo rápido, na medida em que o desemprego subiu de 17,7% no terceiro trimestre e ante 14,2% no último trimestre de 2010. “Os dados trimestrais do desemprego refletem o aprofundamento da velocidade da contração econômica doméstica. Considerando que o desemprego é um indicador atrasado, não devemos descartar um novo aumento da taxa de desemprego nos próximos meses”, disse o economista do EFG Eurobank Platon Monokroussos. Os jovens foram os mais atingidos pela recessão prolongada da economia do país. Quase 40% das pessoas do grupo entre 15 e 29 anos estavam desempregadas, de acordo com os dados, ante 28% no mesmo período do ano anterior.

Taleban do Afeganistão suspende diálogo com os EUA O Taleban do Afeganistão informou, que está suspendendo suas as negociações de paz com os Estados Unidos. Os insurgentes, em comunicado, classificaram Washington como o principal “obstáculo” para a estabilidade do país asiático. “O Emirado Islâmico do Taleban decidiu suspender todas as linhas de negociação com os americanos que ocorrem no Qatar de agora em diante até que os americanos esclareçam sua posição nos assuntos discutidos e até que mostrem disposição em cumprir suas promessas em vez de perder tempo”, diz a nota divulgada pelos insurgentes. Os insurgentes alegaram que a “responsabilidade” do fracasso do diálogo está atribuída “completamente à postura cambaleante, imprecisa e errante dos Estados Unidos”, argumentando que não foram implementadas iniciativas consideradas como “práticas” para facilitar as negociações, como por exemplo uma troca de prisioneiros. O Taleban ainda criticou os americanos por terem começado “uma campanha de propaganda infundada” contra o movimento e pediu à comunidade internacional que apoie a iniciativa da saída das tropas ocidentais do Afeganistão. O anúncio do Taleban ocorre no momento em que o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta, faz uma visita surpresa ao Afeganistão, e poucos dias depois que um soldado americano matou 16 civis afegãos deliberadamente, estremecendo as relações entre Washington e Cabul. CMYK

congresso

Ministro diz que ajuste político não prejudicará aprovação do Funpresp A formação de três fundos, para os Poderes da República, vai permitir a queda da taxa de juros no país

O

ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, disse que o momento de ajuste político na base do governo no Congresso Nacional não deverá prejudicar a tramitação do projeto que cria a Fundação de Previdência Complementar para os Servidores Públicos Federais (Funpresp). Ele acrescentou que, “depois de três mandatos como senador”, nunca viu “a Casa utilizar projetos assim para se confrontar com o governo”. “Outros confrontos já aconteceram, mas nunca tendo como instrumentos projetos tão importantes para o Brasil como esse”, disse Garibaldi, no programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência em parceria com a EBC Serviços. Segundo ele, em dez anos, o déficit registrado anualmente com o pagamento da aposentadoria dos servidores públicos, hoje em torno de R$ 60 bilhões, começará a cair

e as contas ficarão equacionadas em 30 ou 40 anos. Para o ministro, trata-se de um projeto de Estado, e, por isso, não pode ser tratado de forma política. A formação de três fundos, para os Poderes da República, vai permitir a queda da taxa de juros no país, porque os recursos vão movimentar títulos do governo federal, destacou o secretário de Previdência Complementar do ministério, Jaime Mariz. O ministro da Previdência Social disse que está descartada, da sua parte, “a volta ao Senado para se candidatar à presidência” da Casa. Segundo ele, essa possibilidade está fora de cogitação, em primeiro lugar, “porque no Senado ninguém se candidata por iniciativa própria para o posto”. De acordo com o ministro, o segundo motivo é que ele pretende “trabalhar pela a eleição do deputado Henrique [Eduardo] Alves [RN], líder da bancada do PMDB, para a presidência da Câmara dos Deputados”.

Garibaldi acredita em alterações, mas não na eliminação do fator previdenciário O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, informou que se reunirá hoje com representantes das centrais sindicais e de sindicatos de aposentados e pensionistas e, depois, com o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, para discutir mudanças no fator previdenciário. Em entrevista concedida ao programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência em parceria com a EBC Serviços, Garibaldi avaliou que o sistema, no molde atual, penaliza o beneficiário no cálculo da aposentadoria, por isso o ministério discute alterações. Mas ele descartou a possibilidade de haver uma eliminação total do fator, admitindo apenas que podem ser criados aperfeiçoamentos para a sua aplicação.

Garibaldi Alves Filho, ministro da Previdência Social

Sistema fará alerta eletrônico de campanhas de recall no país No Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, o Ministério da Justiça lançou um sistema eletrônico de alertas rápidos de campanhas de recall no país. A partir de agora, assim que as empresas informarem os chamamentos ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, será disparado um alerta para órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, agências reguladoras e consumidores cadastrados. Quem quiser acompanhar as atualizações poderá consultar o endereço eletrônico do ministério. Além de informações sobre o sistema de alertas, serão disponibilizadas orientações aos consumidores, notícias relacionadas ao tema e links para páginas de órgãos internacionais. Outra novidade é que, a partir de agora, as empresas terão que emitir um comprovante aos consumidores que atenderem às campanhas de recall. A portaria foi assinada hoje pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, lança o primeiro sistema eletrônico de alertas rápidos de campanhas de recall da América Latina

“Sem sombra de dúvida, vivemos um momento em que a questão do direito do consumidor assume um papel de vital importância”, disse. “Temos milhões de brasileiros hoje

consumindo, o que se traduz em milhares de novas demandas. O Estado brasileiro tem que ter uma resposta para isso”, completou. Empresas com fábrica no Brasil

e que exportam produtos também terão que informar o ministério sobre eventuais campanhas de recall. De acordo com a pasta, a estratégia possibilita que as informações

Relator mantém venda de bebidas alcóolicas no projeto da Lei Geral da Copa O relator da Lei Geral da Copa, deputado Vicente Cândido (PT-SP), disse , que vai manter em seu parecer a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante da Copa do Mundo de 2014, ao contrário da informação, divulgada ontem (14) à noite, de que os líderes dos partidos na Câmara haviam construido um acordo para manter a proibição prevista no Estatuto do Torcedor. A mudança no relatório se deu após uma informação que o deputado recebeu ainda ontem a noite,

em reunião na Casa Civil, de que a permissão para a venda de bebidas alcóolicas durante os jogos da Copa não fazia parte dos compromissos que o governo assumiu com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) para a realização do mundial. Vicente Cândido disse que se confundiu. Achou que a ministrachefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disseram que não havia esse compromisso do governo com a Fifa. Em nota, o Ministério do Espor-

te reiterou que a venda de bebidas será permitida durante a Copa do Mundo de 2014 e que a permissão é uma das garantias que o Brasil deu à Fifa durante a negociação que acarretou na escolha do Brasil para sediar a competição. De acordo com a nota, divulgada no início da tarde, “o Ministério do Esporte esclarece que, entre as garantias que o governo brasileiro assumiu com a Fifa em 2007, está a que assegura a venda de bebidas alcoólicas nos estádios que sediarão jogos da Copa. Trata-se da Garantia Nº 8,

referente à proteção e à exploração de direitos comerciais. Nesse item, o governo brasileiro garante e assegura à Fifa que ‘não existem nem existirão restrições legais ou proibições sobre a venda, publicidade ou distribuição de produtos das afiliadas comerciais, inclusive alimentos e bebidas, nos estádios ou em outros locais durante as competições’”. O ministério pondera que o cumprimento do acordo depende da aprovação da Lei Geral da Copa, que está na Câmara dos Deputados.

Governo interrompe negociações com PR até que partido reveja posição adotada no Senado O governo não vai retomar as negociações com o PR enquanto a bancada no Senado mantiver a postura de oposição tomada na quarta-feira (14). A informação é do líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), que disse ter sido “surpeendido” pelo anúncio da bancada de sair da base aliada. “Não dá para conversar nesses termos [ir para oposição por tratamento dispensado ao partido pelo Executivo]. Estamos nos esforçando, mas com o clima posto pelos senadores [do PR], eu não tenho mais autoridade para continuar com essas tratativas”,

disse o líder. Eduardo Braga acrescentou que conversou com o líder do partido, Blairo Maggi (MT), na quarta-feira pela manhã e acabou sendo surpreendido pela postura da bancada anunciada no fim do dia. “Tínhamos tratativas em andamento”, disse. Braga disse, ainda, que procurará Blairo Maggi para uma conversa. Segundo ele, o líder do PR “não deixou portas fechadas” para uma retomada das negociações sobre um eventual espaço do partido na Esplanada dos Ministérios. Essa é a maior reclamação da bancada rebelada. Maggi lembrou hoje que o PR

conversou por nove meses com o governo, depois de perder o Ministério dos Transportes, sem qualquer retorno. Tido por adversários como uma pessoa autoritária, o novo líder do governo deixou claro que sempre foi “firme e duro” em suas conversas. Entretanto, destacou que sabe ser humilde e pedir desculpas. “Tenho consciência das minhas limitações, mas também sei dizer não”. Eduardo Braga disse que no exercício da função de líder pretende agir com total lealdade para com a presidenta Dilma Rousseff. Sobre as relações entre o

PMDB e o PT, os dois maiores partidos aliados do governo no Congresso, o parlamentar reconheceu que jamais haverá total alinhamento de posições. Ele comparou as relações partidárias com o relacionamento de marido e mulher, quando nem sempre ambos comungam do mesmo pensamento. Entre os peemdebistas, Braga disse que existe um movimento de pacificação interna em andamento. “O PMDB tem grande responsabilidade no governo e na governabilidade. Somos governo, temos o cargo de vice-presidente ocupado por Michel Temer”.

sejam repassadas, pelo governo brasileiro, a órgãos de defesa do consumidor de outros países. “Esse é um tema muito relevante para a sociedade brasileira, a saúde e a segurança dos consumidores. É um direito básico, o primeiro do Código de Defesa do Consumidor, e também um direito constitucional”, avaliou a diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do ministério, Juliana Pereira da Silva. A legislação brasileira estabelece que, sempre que um produto apresentar algum defeito e colocar em risco a saúde e a segurança do consumidor, a empresa responsável deverá fazer uma campanha de chamamento para corrigir o problema – sem nenhum custo para o consumidor. Nos primeiro dois meses deste ano, de acordo com dados do ministério, foram registradas oito campanhas de recall no país, todas de veículos. Em 2011, houve 75. Veículos e motocicletas lideraram a lista, com 41 e 14 campanhas, respectivamente.

Governo pretende ampliar acessibilidade para a Rio+20 A acessibilidade em todas as áreas da conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável, a Rio+20, é uma preocupação do governo federal, compartilhada pelos governos do estado e do município do Rio, disse o secretário nacional do Comitê Nacional de Organização da Rio+20, Laudemar Aguiar. A conferência da ONU ocorrerá em junho próximo, na capital fluminense. A meta é tornar a Rio+20 o mais acessível possível. “Porque, se a ideia da presidenta Dilma Rousseff e das Nações Unidas é que a conferência seja participativa e inclusiva, você não pode excluir cerca de 40 milhões de brasileiros que têm algum tipo de deficiência”, disse Aguiar. Ele explicou que o trabalho de garantir acessibilidade é voltado para a conferência em si e para a cidade do Rio. A iniciativa tem duas vertentes e abrange tanto as pessoas credenciadas para a agenda oficial, quanto as que não estão credenciadas, mas poderão participar dos eventos paralelos que serão realizados em áreas da Barra da Tijuca, no parque do Flamengo, no Píer Mauá e na Quinta da Boa Vista. A primeira vertente diz respeito aos equipamentos físicos e digitais.


Publicidade Legal Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A7

SÚMULA DE PEDIDO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A COVERIGHT SURFACES DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA torna público que requereu ao IAP, a Renovação de Licença de Operação para a Fábrica de Resinas Termofixas, localizada na Rua Francisco Muñoz Madrid, nº 2220, bairro Roseira, município de São José dos Pinhais, Estado do Paraná. SÚMULA DE EMISSÃO DE LICENÇA PRÉVIA REA MINERAÇÃO LTDA- ME, torna público que recebeu do IAP, Licença Previa Nº 29.728 para extração de basalto e britagem a ser instalada no local Dourados zona rural do Município de Mandaguari, PR. Validade 09/03/2013.

SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO REA MINERAÇÃO LTDA, torna público que requereu ao IAP, Licença de Instalação para extração de basalto e britagem a ser instalada no local Dourados zona rural do Município de Mandaguari, PR. NEXTEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA. torna público que recebeu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Curitiba a Licença Prévia, válida até 06/03/2013 para uma Central de Telecomunicações situada à Rua Roberto Hauer nº 380 - Bairro Hauer, Curitiba/PR N E X T E L T E L E C O M U N I C A Ç Õ E S LT D A . t o r n a p ú b l i c o que requereu à Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Curitiba a Licença de Instalação para uma Central de Telecomunicações situada à Rua Roberto Hauer nº 380 Bairro Hauer, Curitiba/PR SÚMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO S A MOAGEIRA E AGRICOLA torna público que recebeu do IAP, prorrogação da Licença de Operação até a data de 01 de Novembro de 2013 para Moinho de trigo implantada na Rua da Liberdade, nº.207 na cidade de Irati, Estado do Paraná.

SUMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO S A MOAGEIRA E AGRICOLA torna público que recebeu do IAP, Licença de Operação até a data de 05 DE ABRIL DE 2013, para Armazém de recebimento, secagem e Armazenamento de Grãos, implantado na BR 277, km 238, bairro nhapindazal, Irati, Estado do Paraná. 3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ Bel. Mônica Maria Guimarães de Macedo Dalla Vecchia Registradora Designada  Faço saber que pretendem se casar: 01- JOSÉ ANDRÉ IGLESIAS e GISLAINE ARRUDA DE OLIVEIRA; 02- SILVANO DE OLIVEIRA ANDRADE e THALITA CAGLIARI. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias. CURITIba, 15 DE MARÇO de 2012 S.A. MOAGEIRA E AGRÍCOLA CNPJ nº. 78.143.146/0001-83 NIRE nº. 41300051747 ATA DA 96ª ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA E DA 97ª ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DATA: 30 de abril de 2011. HORA: 09h30min. LOCAL: Rua da Liberdade, 207, em Irati/ PR. CONVOCAÇÃO: Feita de conformidade com a Lei e o Estatuto, com a antecedência legal. PRESENÇAS: Acionistas representando 98,48% (noventa e oito inteiros e quarenta e oito centésimos por cento), do capital social, conforme registrado no Livro de Presença de Acionistas. PUBLICAÇÕES: Feitas por meio do Edital de Convocação, publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 28/03/2011, 29/03/2011 e 30/03/2011, às páginas 22, 33 e 27, respectivamene, e no Jornal Indústria e Comércio de Curitiba, edições de 28/03/2011, 29/03/2011 e 30/03/2011, às páginas A7, A7 e B4, respectivamente. MESA: Presidente: MARCELO VOSNIKA. Secretário: ROBERTO VOSNIKA. Devidamente instalada a Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária, após a constituição da Mesa, o Presidente ressaltou que a finalidade do ato seria a de apreciar e deliberar sobre a Ordem do Dia constante do Edital de Convocação acima referido. Em seguida, o Secretário realizou a leitura do relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstrativos referente ao exercício de 2010, publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná, na edição de 01/04/ 2011, à página 39, e no Jornal Indústria e Comércio de Curitiba, na edição de 31/03/2011, à página A7. Ato contínuo, passou-se às deliberações previstas na Ordem do Dia. ORDEM DO DIA: Assembléia Geral Ordinária: (a) Apreciação e aprovação do relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstrações Financeiras, referentes ao exercício de 2010; (b) Destinação do Resultado do Exercício encerrado em 31 de Dezembro de 2010; (c) Eleição de Diretor; (d) Outros assuntos eventuais de interesse social. Assembléia Geral Extraordinária: (a) Alteração do Estatuto Social; (b) Outros assuntos de interesse da sociedade. DELIBERAÇÕES UNÂNIMES: (a) Apresentadas e apreciadas pela Assembléia Geral, as contas do exercício de 2010 foram aprovadas pela unanimidade dos acionistas votantes, abstendo-se de votar os legalmente impedidos. Passado ao item (b), ficou estabelecido que o Resultado do Exercício permanecerá em conta especial, para futura destinação pela Diretoria. Após a apresentação da pessoa, em relação ao item (c) da Ordem do Dia, foi eleito para compor a Diretoria, até 30 de abril de 2012, MARCOS VOSNIKA, brasileiro separado judicialmente, conforme a Escritura Pública de Separação Consensual com Partilha de Bens, lavrada às folhas 127-131, do Livro 278 N, do 2º Tabelionato de Notas e 1º Ofício de Registro de Imóveis de Irati/PR, em 06 de novembro de 2009, residente e domiciliado à Rua General Carneiro, 16, Irati/PR - CEP 84.500-000. Finalmente, quanto ao item (d), fixou-se a remuneração a título de “pro labore” do novo Diretor eleito, no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), mensais. Sem nada mais a deliberar sobre a Ordem do Dia relativa à Assembléia Geral Ordinária, passou-se à matéria constante da Ordem do Dia da Assembléia Geral Extraordinária. Iniciando pelo item (a), o Presidente falou da necessidade de reformar o Estatuto Social da Companhia, aprimorando-o e adequando-o à legislação vigente, distribuindo-se a todos minutas do Estatuto com as reformas sugeridas. Após a devida distribuição, a Assembléia entrou em deliberação por uma hora, tempo este requerido pelos presentes para debate e estudo cuidadoso da reforma sugerida. Decorrido o tempo solicitado, onde se deu o debate de item por item da minuta proposta, restou aprovado por unanimidade a reforma em pauta, que segue em anexo (Anexo I), sendo parte inseparável desta, ficando deste modo reformado e consolidado o Estatuto Social da Companhia. Concluída a reforma estatutária, passando-se ao item (b), os acionistas decidiram que o Estatuto já aprovado entrará em vigor a partir de até 30 de abril de 2012, quando será eleito o Conselho de Administração, ora criado, e a nova Diretoria da Sociedade. Por fim, o Presidente declara que as deliberações tomadas na Assembléia Geral em questão observaram rigorosamente o quorum previsto no Estatuto Social em vigor, passando a palavra para quem quisesse se manifestar e, na ausência de manifesto, como nada mais havia para ser tratado, agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a presente Assembléia Geral. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar e encerradas as matérias constantes da Ordem do Dia, o Presidente declarou suspensos os trabalhos da Assembléia pelo tempo necessário à lavratura da presente ata que, lida em alta voz e achada exata e conforme, depois de reaberta a sessão, foi aprovada e assinada por mim, ROBERTO VOSNIKA, Secretário da Assembléia, pelo Presidente, e pelos acionistas presentes, em Irati/PR, a 30 de abril de 2011. ASSINATURA: estiveram presentes e assinaram a presente ata: (1) MARCELO VOSNIKA, Presidente; (2) ROBERTO VOSNIKA, Secretário e (3) MARCOS VOSNIKA. Não estiveram presentes os acionistas ESPÓLIO DE GERTRUDES ELLA SALVADOR e CASIMIRO GRYCZYNSKI. MARCELO VOSNIKA Presidente – Acionista subscritor ROBERTO VOSNIKA Secretário – Acionista subscritor MARCOS VOSNIKA Acionista subscritor Visto de advogado: Fagner Francisco Castilho - OAB/PR 43.493 (Elaborador) Registrada na Junta Comercial do Estado do Paraná sob o nº 20114373841 em 04/01/2012. ANEXO I ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO Art. 1º - S.A. MOAGEIRA E AGRÍCOLA é uma sociedade por ações de capital fechado, que se rege pelo presente Estatuto Social e pelas disposições legais e regulamentares que lhe forem aplicáveis. Art. 2º - A sociedade tem sede e foro na cidade de Irati, Estado do Paraná, na Rua da Liberdade, 207. Parágrafo Único - A sociedade poderá, por deliberação do Conselho de Administração, instalar ou encerrar filiais, unidades industriais, lojas, depósitos, agências, escritórios e demais estabelecimentos que julgar necessários ao desenvolvimento da empresa, os quais não terão capital próprio, em qualquer localidade do país ou do exterior. Art. 3º - A duração da sociedade é por prazo indeterminado. Art. 4º - A sociedade tem por objeto social: (i) moagem de trigo e outros cereais, beneficiamento de produtos agrícolas, fabricação de derivados de cereais e ração; (ii) exploração de atividades industriais e comerciais de interesse da sociedade; (iii) importação e exportação de produtos alimentícios, armazenagem e comercialização de produtos agrícolas, misturas de farinhas e farinhas domésticas; (iv) a participação no capital social de outras sociedades, como acionista ou quotista, mesmo quando o objeto social não for coincidente, mediante a aplicação de recursos próprios ou decorrentes de incentivos fiscais; (v) transportes rodoviários. Parágrafo Único - A sociedade poderá explorar o objeto social acima descrito em operações titularizadas por ela mesma, com produtos ou insumos próprios, ou em forma de prestação de serviços, para terceiros. CAPÍTULO II - DO CAPITAL SOCIAL Art. 5º - O capital social é de R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais), dividido em 1.950.000 (um milhão, novecentas e cinqüenta mil) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, representativas de 100% (cem por cento) do capital social, conforme Boletim de Subscrição de Ações em anexo, que faz parte integrante do presente instrumento. DAS AÇÕES Art. 6º - Cada ação ordinária confere ao seu possuidor o direito de um voto nas deliberações das Assembléias Gerais, ou o direito ao voto múltiplo, consoante prevê o art. 141 da Lei 6.404/1976. Art. 7º - Nos aumentos de capital social da Companhia poderão ser emitidas ações ordinárias, sendo que o capital social deverá sempre preservar a proporção fixada em Lei. Parágrafo Único - O direito de preferência para subscrição do aumento de capital social deverá ser exercido pelo acionista no prazo máximo de 30 (trinta) dias a contar da data da Assembléia Geral que aprovou o aumento do capital social. Art. 8º - Do direito de preferência na venda das ações ordinárias: os titulares de ações ordinárias terão o direito de preferência à aquisição das ações da mesma espécie, na proporção das respectivas participações no capital votante. A preferência incidirá na cessão, transferência, permuta, e/ou qualquer forma de alienação, ou oneração, direta ou indireta, das referidas ações e/ ou direitos a elas inerentes, até mesmo de subscrição de novas ações (“Alienação”). A implementação do direito de preferência aqui previsto deverá ser realizada na forma estabelecida nos parágrafos seguintes. Parágrafo 1º - O acionista interessado na alienação da totalidade ou parte de sua participação no capital votante da Companhia, e/ou direitos inerentes a tal participação (o “Ofertante”), a terceiro não titular de ações com direito a voto, deverá notificar, por escrito, à administração da Companhia a respeito da oferta feita (“Notificação de Oferta”); Parágrafo 2º - A Notificação de Oferta deverá especificar: (i) o numero e o percentual de participação ofertada; (ii) os termos, preço e demais condições de pagamento pretendidos; (iii) a qualificação completa do interessado de boa-fé na aquisição, e sua principal atividade, além de sua composição acionária, caso pessoa jurídica; (iv) cópia da proposta irrevogável e irretratável feita pelo interessado de boa-fé, da qual deverá, necessariamente, constar compromisso assumido pelo interessado de boa-fé, em caráter irrevogável irretratável, obrigando-se a adquirir as ações ofertadas e, a aderir o presente Acordo, obrigando-se a cumpri-lo integralmente. Parágrafo 3º - Incontinenti, a administração da Companhia enviará cópias da Notificação de Oferta a todos os titulares de ações com direito a voto, que terão o prazo de 30 (trinta) dias, a contar da data do recebimento da notificação ofertada pela Companhia, para, através de notificação escrita ao Ofertante, informar se pretendem exercer o seu direito de preferência, especificando a parcela da participação ofertada na Notificação de Oferta que pretende adquirir (“Aceitante”), hipótese em que serão aplicáveis as disposições contidas nos parágrafos seguintes. Parágrafo 4º - Caso se confirme a intenção de adquirir a partição ofertada, o acionista aceitante (“Aceitante”), terá prazo adicional de 30 (trinta) dias, a contar da data de sua aceitação, para exercer o direito de preferência efetuando o pagamento do preço, ou de parcelas deste, conforme estipular a Notificação de Oferta, contra a efetiva transferência da participação adquirida. Parágrafo 5° - A falta de resposta da Notificação de Oferta, no prazo estabelecido presume, para todos os efeitos, renuncia irrevogável e irretratável ao exercício de qualquer dos direitos facultados neste artigo. Parágrafo 6º - Se

1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR EDITAL DE PROCLAMAS

AVISO DE ALTERAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0869/2012 – UASG 803090

Faço saber que pretendem casar-se:

Comunicamos que o edital da licitação supracitada, publicada no DOU de 07/03/2012 foi alterado. Objeto: Fornecimento e instalação de cabeamento estruturado para o SERPRO Regional Curitiba. Novo edital e acolhimento de propostas: a partir de 16/03/2012 no site www.comprasnet.gov.br. Abertura das propostas: 28/03/2012 às 10h30min no site www.comprasnet. gov.br.

1 - LUIZ ROBERTO BERBETZ RODRIGUEZ SANTAMARIA e MONIQUE KAHALE DEIVID LUCAS SANTOS e ANA MARIA DIAS.

CEZAR RICARDO DOS REIS Pregoeiro

CURITIba, 15 DE MARÇO de 2012

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume.

SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE CURITIBA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Convocamos os associados do Sindicato dos Contabilistas de Curitiba, à participarem da ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, à realizar-se no dia 28 de março de 2012, às 17:00 horas em PRIMEIRA CONVOCAÇÃO, na Sede Administrativa da Entidade, situada na Av. Senador Souza Naves, 381 nesta Capital e às 17:30 horas, deliberando em SEGUNDA CONVOCAÇÃO, para atendimento aos artigos 19º, 20º e 21º, ítem I do Estatuto Social, com o objetivo de discutir e deliberar sobre o relatório da Diretoria Executiva e Prestação de Contas, relativas ao exercício encerrado em 31/12/2011. Curitiba, 15 de março de 2012

AcervA promove brassagem durante o Festival da Cerveja

Pedro Hugo Catossi Presidente em exercício

DUO YOGA STUDIO CENTRO DE SAÚDE NATURAL LTDA. CNPJ/MF Nº 14.551.304/0001-51 NIRE Nº 41207159193 ANÚNCIO DE CONVOCAÇÃO São convocados os senhores quotistas da DUO YOGA STUDIO CENTRO DE SAÚDE NATURAL LTDA. para participarem da Reunião de Sócios a se realizar no dia 23 de março de 2012, às 10:00 horas, no endereço sito à Rua Marechal Deodoro, nº 497, 16º andar, Centro, em Curitiba, Paraná, devido ao fato de que o endereço da sede não está operando, a fim de discutirem e deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) aprovação da dissolução da sociedade, por não ter exercido atividade econômica ou comercial de qualquer espécie desde a sua constituição, e por não haver condição para sua continuidade diante da quebra da “affectio societatis”, com reembolso do capital social integralizado; b) se aprovada a dissolução, assinatura do competente distrato social. Curitiba, 12 de março de 2012. MAGALI JUSSARA VOSGERAU BONETTI Diretora Administrativa-Financeira

houver mais de um acionista Aceitante, o lote de ações ofertado será vendido aos mesmos, proporcionalmente à sua participação no capital votante da Companhia. Parágrafo 7º - Será considerada nula de pleno direito, e inoperante perante a Companhia e os acionistas, qualquer alienação em desconformidade com qualquer das cláusulas e condições estabelecidas neste artigo. Parágrafo 8º - As ações do capital votante da Companhia não poderão ser dadas em garantia a terceiros, ou oneradas com qualquer vinculo que seja, por qualquer dos acionistas com direito a voto, sem o prévio consentimento, por escrito dos demais acionistas da mesma classe. Art. 9º – Os aumentos de capital serão procedidos por deliberação do Conselho de Administração, que comunicará, por escrito, à Diretoria para as devidas providências, mormente perante o Registro Comercial. Parágrafo 1º - O Conselho de Administração ouvirá o Conselho Fiscal, quando em funcionamento, antes da colocação e respectiva emissão de ações do capital autorizado, não podendo, em hipótese alguma, proceder-se a emissão de ações por preço inferior ao valor patrimonial. Parágrafo 2º - Na subscrição de ações ordinárias representativas de aumento de capital realizado, para integralização em dinheiro, o subscritor pagará, no ato, importância mínima de 10% (dez por cento), do valor das ações subscritas em moedas corrente do país, a menos que outro limite superior seja estabelecido pela Assembléia Geral ou pelo Conselho de Administração, conforme o caso. Parágrafo 3º - Em todas as publicações e documentos em que se declarar o capital subscrito e o capital autorizado da sociedade, serão sempre indicados os montantes do capital subscrito e do capital integralizado. ACORDOS DE ACIONISTAS Art. 10 - Os Acordos de Acionistas que estabeleçam condições de compra e venda de suas ações, ou o direito de preferência da compra das mesmas, ou o exercício do direito de voto ou o poder de controle, ou o ingresso de familiares dos acionistas nos quadros ou na gestão da empresa, serão obrigatoriamente observados pela Companhia quando arquivados em sua sede e as obrigações ou ônus decorrentes, somente serão oponíveis a terceiros depois de averbados nos livros de registro e nos certificados de ações, se emitidos. CAPITULO III - DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS Art. 11 - A Assembléia Geral de Acionistas, órgão soberano da sociedade, convocada e instalada de acordo com a Lei e com este Estatuto Social, tem poderes para decidir por todos os negócios e matérias relativos ao objeto da Companhia e tomar as resoluções que julgar convenientes à sua defesa e desenvolvimento. Art. 12 - A competência para a convocação da Assembléia Geral é do Presidente do Conselho de Administração ou, na sua ausência ou impedimento comprovado, pelo Vice-Presidente do mesmo Conselho. Parágrafo 1º - A convocação da Assembléia Geral será feita mediante editais, publicados por três (3) vezes em jornal de grande circulação editado na localidade em que está situada a sede da Companhia, inclusive no Diário Oficial do Estado, devendo a primeira publicação anteceder, no mínimo, em oito (8) dias da data da realização da Assembléia, ressalvado a forma convocatória do parágrafo seguinte. Parágrafo 2º - Dispensam-se as formalidades de publicação dos editais de convocação previstas no parágrafo anterior, quando todos os acionistas se declararem, por escrito, cientes do local, data, hora e ordem do dia, mediante a aposição de assinatura no edital convocatório que deverá ser entregue no prazo mínimo de oito (8) dias da realização da Assembléia. Parágrafo 3º - Independentemente das formalidades prevista nos parágrafos anteriores será igualmente considerada regularmente convocada e instalada a Assembléia Geral a que comparecem todos os acionistas. Art. 13 - A Assembléia Geral será realizada sempre na sede da sociedade, salvo caso de força maior, instalando-se, em primeira convocação, com a presença de acionista que representem, no mínimo, 51% do capital social com direito a voto (exceto a hipótese do art. 135 da Lei 6.404/1976, para as quais é exigido, para instalação em primeira convocação, a presença de 2/3 dos titulares de ações com direito a votos). Caso não alcançados o “quorum” necessário para a instalação em primeira convocação, a Assembléia Geral instalar-se-á em segunda convocação, com qualquer número de acionista presente. Art. 14 - A Assembléia Geral será presidida pelo Presidente do Conselho de Administração e, na sua ausência ou impedimento comprovado, pelo Vice–Presidente do referido Conselho ou por qualquer Diretor escolhido pela maioria dos presentes. O Presidente da Assembléia Geral escolherá um dos presentes, acionistas ou não, para secretariar os trabalhos. Parágrafo 1º - A instalação da Assembléia Geral será precedida da coleta de assinatura dos presentes na lista correspondente do livro de presença de acionistas ou no próprio livro “Ata”. Parágrafo 2º - Dos trabalhos e deliberação das Assembléias Gerais será lavrada, em livro próprio, ata assinada pelos membros da mesa e pelos acionistas presentes, sendo válida a ata que conte com a assinatura de quantos bastem para a constituição da maioria necessária para as deliberações. Parágrafo 3º - Por decisão da maioria dos presentes, a ata poderá ser lavrada em forma de sumario dos fatos ocorridos, inclusive dissidências e protestos e conter apenas a transcrição das deliberações tomadas. Parágrafo 4º - Serão extraídas certidões das atas das Assembléias Gerais, lavradas em livros próprio, certidões essas que serão arquivadas no Registro de Comércio e publicadas de acordo com a Lei, sendo que a Assembléia poderá autorizar a publicação do extrato da ata com omissão das assinaturas dos acionistas. DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIAS Art. 15 - Cabe às Assembléias Ordinárias tomar as contas dos administradores, examinarem, discutir e votar as demonstrações financeiras do exercício findo, deliberar sobre a destinação do lucro do exercício, inclusive criação de reservas nos termos da Lei e a distribuição de dividendos, eleger os administradores e membros do Conselho Fiscal, quando for deliberados sua instalação e funcionamento. Parágrafo 1º - Os administradores da Companhia devem comunicar, até um (1) mês antes da data marcada para realização da Assembléia Geral Ordinária, por anúncios publicados na forma prevista no art. 124 da Lei 6.404/1976, que se acham à disposição dos acionistas, na sede da Companhia, o relatório da administração sobre os negócios sociais e os principais fatos administrativos do exercício findo; a cópia das demonstrações financeiras; o parecer dos auditores independentes se for o caso; o parecer do Conselho Fiscal, se em funcionamento e os demais documentos pertinentes aos assuntos incluídos na ordem do dia. Parágrafo 2º - Os acionistas poderão obter cópia dos documentos referidos no parágrafo 1º, desde que o solicitem por escrito e arquem com o custo de reprodução dos mesmos. Parágrafo 3º - As demonstrações financeiras, o relatório da administração e o parecer dos auditores independentes, se for o caso, serão publicados até cinco (5) dias, pelo menos, antes da data marcada para realização da Assembléia Geral Ordinária. Art. 16 - A instalação e realização da Assembléia Geral Ordinária respeitará o disposto no art. 134 e seus parágrafos da Lei 6.404/1976, devendo estar presentes, no mínimo, um Diretor e um auditor independente, se for o caso, para dar aos acionistas que assim o desejarem, quaisquer esclarecimentos sobre as demonstrações financeiras. DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Art. 17 - As Assembléias Gerais Extraordinárias serão convocadas, instaladas e realizadas a qualquer tempo, na forma do que dispõem a Lei e este Estatuto, sempre que o interesse da sociedade exige uma deliberação dos acionistas. CAPITULO IV - ADMINISTRAÇÃO DA SOCIEDADE Art. 18 - A sociedade é administrada por um Conselho de Administração e por uma Diretoria. DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Art. 19 - O Conselho de Administração é composto por, no mínimo três (3) e no máximo cinco (5) membros, todos acionistas, residentes e domiciliados no país, eleitos pela Assembléia Geral, com mandato de 3 (três) anos, podendo ser reeleitos. Art. 20 - Assembléia Geral que eleger os membros do Conselho de Administração elegerá o Presidente do mesmo órgão, sendo permitida a reeleição. Art. 21 - O Conselho de Administração terá reuniões ordinárias uma vez ao ano e poderá se reunir extraordinariamente quando convier aos interesses da sociedade, mediante convocação do seu Presidente ou, no mínimo de 2/3 (dois terço) de seus membros, com pelo menos oito (8) dias de antecedência. Parágrafo Único - O “quorum” mínimo para a instalação do Conselho de Administração é de dois terços (2/3) de seus membros. As reuniões serão presididas pelo Presidente do Conselho ou, na sua ausência ou impedimento pelo Conselheiro Vice-Presidente. As deliberações serão tomadas por maioria simples dos votos dos presentes, cabendo ao presidente da reunião, em caso de empate, o voto de desempate. Art. 22 - Compete ao Conselho de Administração: (i) fixar a orientação geral dos negócios da sociedade; (ii) eleger e destituir os diretores da sociedade e fixar-lhes as atribuições; (iii) fiscalizar a gestão dos diretores, examinarem a qualquer tempo os livros e documentos da companhia e solicitar informações sobre os negócios da companhia, concluído ou em andamento; (iv) deliberar sobre o relatório de administração e as contas da Diretoria; (v) deliberar sobre a emissão de ações dentro dos limites do capital autorizado; (vi) nomear e destituir auditores independentes; (vii) manifestar-se previamente sobre os planos e/ou programas de expansão ou diversificação de atividades que envolvam investimentos superiores a R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais); (viii) propor à Assembléia Geral Ordinária a forma de distribuição dos resultados verificados em cada exercício, respeitadas as disposições legais e estatuárias. DA DIRETORIA Art. 23 – A Diretoria da sociedade compõe-se de 3 (três) membros, acionistas ou não, residentes e domiciliados no país, eleitos pelo Conselho de Administração, para um mandato de 3 (três) anos, podendo ser reeleitos, sendo um Diretor Executivo, um Diretor de Originação e um Diretor Financeiro. Art. 24 - A Diretoria da sociedade é investida de plenos poderes de gestão. Parágrafo 1º - Nos limites de suas atribuições e poderes, é licito à Diretoria, representada por pelo menos 2 (dois) Diretores, constituir procuradores – inclusive advogados com poderes da cláusula “ad Judicia”, estes por prazo indeterminado – em nome da sociedade, especificando nos respectivos instrumentos públicos ou particulares o prazo de validade da produção e os atos ou operações que os procuradores ficam credenciados a praticar. Parágrafo 2º - A Diretoria tem poderes de nomear e destituir gerentes, bem como criar órgãos colegiados de gerência da sociedade e organizar-lhes o funcionamento. Art. 25 - Todos os documentos que possam envolver responsabilidade ou obrigações para a sociedade serão assinados por pelo menos 2 (dois) diretores ou 1 (um ) diretor e um (1) procurador ou, ainda, por dois (2) procuradores. Parágrafo Único - A Diretoria da sociedade, representada na forma do disposto neste artigo, fica expressamente autorizada, tendo em vista a consecução do objeto social, e desde que prévia e obrigatoriamente deliberado pelo Conselho de Administração, alienar e gravar bens imóveis integrantes do patrimônio da sociedade, bem assim celebrar contratos e empréstimos ou financiamentos com instituições financeiras, privadas e públicas, nacionais e estrangeiras, movimentar contas correntes bancarias, emitir cheques, endossos ou títulos, realizar operações de desconto, sendo-lhes, entretanto, vedado representar a sociedade em operações e negócios estranhos ao objetivo social, especialmente avais, endossos, fianças e cauções de mero favor. Art. 26 - Compete ao Diretor Executivo: (i) a supervisão, coordenação

Pra quem gosta, o Festival Brasileiro da Cerveja é uma excelente oportunidade de conhecer novos sabores da bebida. No último dia do evento, que acontece entre 21 e 24 de março, em Blumenau (SC), os apreciadores poderão também conhecer a brassagem, um dos processos da produção da cerveja. O processo acontece no Vila Germânica. Os sócios da Associação dos Cervejeiros Artesanais (AcervA) Catarinense estarão no local durante todo o dia explicando aos visitantes o processo. A brassagem é todo o processo necessário para a preparação

e fiscalização das atividades da Diretoria; (ii) a presidência das reuniões de Diretoria; (iii) a substituição dos demais diretores em suas eventuais ausências ou impedimentos; (iv) a definição da estrutura industrial da empresa; (v) o gerenciamento do setor produtivo da Companhia; (vi) o gerenciamento dos custos e do faturamento; (vii) a coordenação dos recursos humanos, estabelecendo as políticas de desenvolvimento e remuneração; (viii) a coordenação de projetos que envolvam a administração de forma geral; (ix) as demais atribuições inerentes ao cargo, que lhe forem conferidas pela Assembléia Geral ou pelo Conselho de Administração, além das previstas pelo Regimento Interno. Art. 27 - Compete ao Diretor de Originação: (i) a coordenação do comércio de cereais e serviços, originação de matéria-prima e logística de cereais; (ii) as demais atribuições inerentes ao cargo, que lhe forem conferidas pela Assembléia Geral ou pelo Conselho de Administração, além das previstas pelo Regimento Interno. Art. 28 - Compete ao Diretor Financeiro: (i) controlar o caixa da Companhia; (ii) a secretaria das reuniões de Diretoria; (iii) apresentar em assembléias, quando for necessário, balancetes mensais e balanço anual; (ivi) as demais atribuições inerentes ao cargo, que lhe forem conferidas pela Assembléia Geral ou pelo Conselho de Administração, além das previstas pelo Regimento Interno. Art. 29 - A Diretoria da sociedade se reúne nos casos previstos em Lei e neste Estatuto e quando julgar convenientes aos interesses da sociedade, mediante a convocação de qualquer um dos seus membros. Parágrafo 1º - O “quorum” para instalação das reuniões de Diretoria é da totalidade de seus membros. Parágrafo 2º - As reuniões de Diretoria são presididas pelo Diretor Executivo e suas deliberações serão tomadas por maioria simples dos votos. No caso de empate valerá o voto do Diretor Executivo. Art. 30 - O Conselho de Administração poderá declarar vagos cargos da Diretoria, devendo marcar a eleição de novos diretores. Art. 31 - Os membros da Diretoria não são pessoalmente responsáveis pelas obrigações que contraírem em nome da sociedade e em virtude de ato regular de gestão, respondendo civilmente pelos prejuízos que causarem, quando procederem: (i) dentro de suas atribuições, por culpa, dolo ou má-fé; (ii) com violação da Lei ou deste Estatuto. Art. 32 - Os diretores e igualmente os procuradores nomeados e constituídos perderão o seu mandato caso se tornem falidos, civilmente insolventes ou por qualquer forma impedidos de exercerem cargos de administração, por Lei especial ou em virtude de condenação criminal. CAPITULO V - DOS PRECEITOS COMUNS AOS ADMINISTRADORES Art. 33 - Os mandatos dos membros do Conselho de Administração e da Diretoria iniciam-se com a assinatura dos respectivos termos de posse, lavrados nos livros de atas de reuniões respectivos e findam-se na investidura dos novos administradores eleitos para o mandato seguinte. Art. 34 - A remuneração dos membros dos órgãos de administração da sociedade será fixada pela Assembléia Geral que os eleger, observando o disposto no art. 152 da Lei 6.404/1976. Art. 35 - As verbas para remuneração dos administradores da sociedade, bem como os montantes estabelecidos para as eventuais participações nos lucros, poderão ser globais, ficando a sua distribuição individual entre os conselheiros e Diretoria a critério do Conselho de Administração. Art. 36 - Os administradores têm direito de reembolso das despesas que fizerem no exercício de seus respectivos cargos. Art. 37 - No caso de vacância de cargo de conselheiros, o substituto interino será nomeado pelos conselheiros remanescentes e servirá até a primeira Assembléia Geral, que elegerá em definitivo o substituto para completar o prazo de mandato. Art. 38 - Nas ausências e impedimentos eventuais, os diretores podem se substituir reciprocamente, de conformidade com as resoluções da Diretoria e observadas as limitações legais e estatuárias. Art. 39 - As deliberações do Conselho de Administração e da Diretoria serão consignadas em ata, lavradas em livros próprios, sendo obrigatoriamente registradas no Registro de Comércio as atas que contiveram resoluções destinadas a produzir efeitos contra terceiros, as quais, inclusive, serão publicadas na forma da Lei. Art. 40 – A renúncia de qualquer administrador torna-se eficaz em relação à sociedade desde o momento em que lhe for entregue a comunicação escrita do renunciante; em relação a terceiros de boa fé, após o arquivamento no Registro do Comércio e publicação, que poderão ser providenciados pelo renunciante. CAPITULO VI - DOS ÓRGÃOS TÉCNICOS E CONSULTIVOS Art. 41 - A companhia terá um Conselho Técnico e Consultivo, não permanente, e será instalado se e quando o deliberar a Assembléia Geral, com funções técnicas ou destinados a aconselhar os administradores da companhia, sendo composto de no mínimo três (3) e no máximo cinco (5) membros, não acionistas, com mandato de 3 (três) anos, podendo ser reeleitos. Parágrafo Único - A Assembléia Geral fixará o montante global ou individual da remuneração dos Conselheiros Técnicos e Consultivos, tendo em conta suas responsabilidades, o tempo dedicado às suas funções, sua competência e reputação profissional e o valor dos seus serviços no mercado. CAPITULO VII - DO CONSELHO FISCAL Art. 42 - O Conselho Fiscal da sociedade é não permanente e será instalado se e quando o deliberar a Assembléia Geral, na forma do § 2º do art. 161 da Lei 6.404/1976. Parágrafo 1º - Quando em funcionamento, o Conselho Fiscal será composto por 3 (três) membros efetivos e 3 (três) suplentes, com mandato de um (1) ano, podendo ser reeleitos. Parágrafo 2º - Os honorários dos membros do Conselho fiscal em exercício serão fixados pela Assembléia Geral que os eleger, nos termos da Lei. CAPITULO VII - DO EXERCÍCIO SOCIAL, DEMONSTRAÇÃO FINANCEIRAS E LUCROS Art. 43 - O exercício social coincide com o ano civil, iniciando-se em 1º de janeiro e encerrando-se em 31 de dezembro de cada ano. Art. 44 - No encerramento de cada exercício social serão levantadas, mediante supervisão do Conselho de Administração e da Diretoria, com a observância das prescrições legais e técnicas pertinentes, as seguintes demonstrações financeiras: (i) balanço patrimonial; (ii) demonstração dos lucros e/ou prejuízos acumulados; (iii) Demonstração do Resultado do Exercício, com demonstração, em separado, dos lucros a realizar, na forma do art. 197, §§ 1º e 2º, da Lei 6.404/1976 (com a redação dada pela Lei 10.303/2001); (iv) demonstração dos fluxos de caixa (com a redação dada pela Lei 11.638/2007); (v) demonstração das mutações do patrimônio líquido. Parágrafo Único - É facultado à sociedade, a critério do Conselho de Administração, o levantamento de balanços intermediários, com ou sem distribuição de dividendos, consoante dispõe o art. 204 da Lei 6.404/1976. Art. 45 - Do lucro líquido, verificando em cada exercício e apurado na forma das alíneas (a) e (b), do inciso I, do art. 202 da Lei 6.404/1976 (com a nova redação dada pela Lei 10.303/2001), após as devidas amortizações, serão deduzidos: (i) 5% (cinco por cento) para o Fundo de Reserva Legal (art. 193 da Lei 6.404/1976), até que os respectivos montantes atinjam o limite máximo de 20% (vinte por cento) do Capital Social; (ii) 25% (vinte e cinco por cento), para pagamento de dividendos aos acionistas, observadas as disposições deste Estatuto e as legais aplicáveis à espécie; (iii) a importância destinada a gratificação da Diretoria, observado o disposto nos parágrafos 1º e 2º do art. 152 da Lei 6.404/1976; (iv) a importância destinada a outros fundos de reserva, que a Assembléia Geral constituir. Art. 46 - O pagamento de dividendo cuja distribuição for deliberada pela Assembléia Geral, será efetuado, salvo deliberação em contrario da Assembléia Geral, no prazo de 60 (sessenta) dias da data em que for declarado, e em qualquer caso, dentro do exercício social. CAPITULO VIII - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 47 - A dissolução, liquidação e extinção da sociedade deverão ser deliberadas em Assembléia Geral Extraordinária e obedecerão as hipóteses e disposições legais. Art. 48 - A sociedade poderá, observado o que a respeito dispuser eventual acordo de acionistas, mediante resolução da Assembléia Geral e respeitado o “quorum” legal: (i) transformar-se; (ii) incorporar outras sociedades ou ser incorporada por outras sociedades; (iii) cindir-se em duas ou mais sociedades; (iv) fundir-se com outras empresas; (v) ampliar, reduzir ou modificar seus objetivos sociais. Art. 49 - Os casos omissos neste Estatuto serão regidos pela Lei 6.404/1976, com a atual redação, dada pela Lei 10.303/2001 e pelo que dispuser a Assembléia Geral, observadas as disposições contidas no Acordo de Acionistas. Art. 50 - O presente Estatuto Social entra em vigor na data de sua aprovação em Assembléia Geral. Aprovado na 96ª AGO/ 97ª AGE da sociedade - Irati/PR, em 30 de abril de 2011. BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO E DEMONSTRATIVO DE AÇÕES Boletim de Subscrição da S.A. MOAGEIRA E AGRÍCOLA, mediante a subscrição de 1.950.000 (um milhão, novecentas e cinqüenta mil) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, representativas de 100% (cem por cento) do capital social, que é de R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais), segundo a reforma do Estatuto Social da sociedade aprovada pela 96ª Assembléia Geral Ordinária e 97ª Assembléia Geral Extraordinária, de 30 de abril de 2011, sendo que o capital social subscrito está totalmente integralizado. As ações da sociedade estão distribuídas entre os acionistas, na forma do quadro a seguir: ACIONISTA ROBERTO VOSNIKA MARCELO VOSNIKA MARCOS VOSNIKA ESPÓLIO DE GERTRUDES ELLA SALVADOR CASIMIRO GRYCZYNSKI TOTAL

PARTICIPAÇÃO 32,8269% 32,8269% 32,8269%

QUANTIDADE DE AÇÕES SUBSCRITAS E INTEGRALIZADAS 640.123 640.122 640.122

TOTAL R$ 3.939.228,00 R$ 3.939.228,00 R$ 3.939.228,00

1,2727%

24.824

R$ 152.724,00

0,2466% 100%

4.809 1.950.000

R$ 29.592,00 R$ 12.000.000,00

Aprovado na 96ª AGO/ 97ª AGE da sociedade - Irati/PR, em 30 de abril de 2011.

da cerveja que é anterior a fermentação. Será feita a preparação do mosto, que é o líquido doce que resulta do cozimento dos grãos com água que depois recebe a adição de lúpulo e dá origem a bebida. O processo dura de seis à oito horas, incluindo limpeza, moagem, mostura, filtragem, fervura, inoculação de levedura e limpeza final. Depois dele, o mosto leva de cinco a 10 dias para fermentar e mais de 10 a 20 dias para maturar. Na receita que será feita durante a mostra, serão quatro ingredientes principais: água, malte de cevada, lúpulo e levedura.

Livraria Cultura promove recital

Neste domingo, 18, os músicos Noélie Bonacin e Hudson Müller se apresentam na Livraria Cultura, do Shopping Curitiba. O recital conta com a combinação do violoncelo e saxofone, que juntos proporcionam sensações muito agradáveis. A partir das 17h, o duo inova em gêneros musicais com arranjos próprios e nos ritmos MPB, tango, choro e diversas canções de outros países.

Sonoridades chega à web Nos dias 16, 24 e 31 deste mês, às 21h, a boa será ficar conectado para assistir a shows exclusivos de Criolo, Gaby Amarantos e DJ Dolores & Robertinho de Recife com seus convidados. O Oi Futuro promoverá o live streaming – transmissão ao vivo – das apresentações, que fazem parte do festival Sonoridades, cuja segunda edição acontece no Oi Futuro em Ipanema. Para quem tem banda larga a partir de 1MB, será possível curtir a mistura inusitada de artistas que é a marca do projeto, até mesmo, no celular. A iniciativa do Oi Futuro tem o objetivo de democratizar o acesso aos espetáculos.

John Deere aparece em lista da Fortune

Com uma marca reconhecida e uma reputação sólida, a Deere & Company aparece mais uma vez na lista das 50 Companhias Mais Admiradas do Mundo da Revista Fortune. A empresa ficou em 38º lugar, seu melhor desempenho na lista, uma posição acima do ranking do ano passado e cinco em relação a 2010. A organização aparece em segundo lugar na categoria Equipamentos para Indústria e Agricultura. Há 15 anos, a pesquisa é realizada pela consultoria Hay Group, que entrevista mais de 15 mil pessoas, entre altos executivos e diretores de empresas elegíveis e analistas financeiros.


Judiciário Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | A8 | Indústria&Comércio

Justiça&Direito

TCE recomenda desaprovação das contas de Santo Antônio da Platina As contas prestadas pelo Município de Santo Antônio da Platina (Norte Pioneiro), relativas ao exercício financeiro de 2006 e de responsabilidade do então prefeito José Ritti Filho, receberam parecer prévio pela irregularidade. A decisão é da Segunda Câmara de julgamento do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). Entre as irregularidades apontadas, estão o não atendimento aos investimentos mínimos e

sucessão

obrigatórios em Educação e Saúde, descontrole contábil e omissão de contas bancárias de titularidade da prefeitura no sistema informatizado de dados do TCE e na prestação de contas. Segundo consta no relatório relativo às contas, emitido pelos técnicos da Diretoria de Contas Municipais do TCE, 12 irregularidades formais graves foram detectadas na prestação de contas.

Ayres Britto é eleito presidente do CNJ e do STF Ministro foi eleito por 10 votos a 1 e presidirá entidades durante biênio 2012/14

PRSA PARTICIPAÇÕES S. A.

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO EM 31 DE DEZEMBRO Em reais

CNPJ: 00.893.451/0001-03 Rua Professor Rodolfo Belz, 937 - Curitiba-PR

RESULTADO DE PARTICIPAÇÃO SOCIETÁRIA EM CONTROLADAS Ganhos por equivalência patrimonial DESPESAS OPERACIONAIS Despesas administrativas e gerais Tributos federais

RELATÓRIO DA DIRETORIA De acordo com as disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas as demonstrações contábeis do período findo em 31 de dezembro de 2011, colocando-nos à disposição dos senhores para quaisquer esclarecimentos adicionais que se fizerem necessários.

LUCRO OPERACIONAL ANTES DOS RESULTADOS FINANCEIROS RESULTADOS FINANCEIROS . Receitas financeiras . Despesas financeiras

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO - Em reais ATIVO CIRCULANTE Caixa e bancos Aplicações de liquidez imediata Dividendos a receber Juros sobre capital próprio a receber Impostos a recuperar Outras contas a receber TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE NÃO CIRCULANTE Realizável a longo prazo Depósitos judiciais Investimentos TOTAL ATIVO NÃO CIRCULANTE

TOTAL DO ATIVO

2011

2010

301 205.589.899 5.772.435 4.407.117 340.833 216.110.585

145 184.923.576 3.463.413 7.648.800 3.485.203 336.538 199.857.675

1.567.365 408.873.993 410.441.358

626.551.943

1.494.535 334.600.144 336.094.679

535.952.354

PASSIVO

2011

2010

1.000.638 1.610.293 2.347.812 4.958.743

1.003.539 1.156.451 4.238.358 6.398.348

LUCRO OPERACIONAL

CIRCULANTE Prestadores de serviços Obrigações sociais e tributárias Juros sobre capital próprio TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE NÃO CIRCULANTE Processos judiciais Débitos de controlada TOTAL PASSIVO NÃO CIRCULANTE

1.462.578 1.318 1.463.896

1.462.578 245.772 1.708.350

PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital social Reserva legal Reservas de lucros TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

500.000.000 34.043.375 86.085.929 620.129.304

404.000.000 32.718.104 91.127.552 527.845.656

TOTAL DO PASSIVO E DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

626.551.943

535.952.354

RESULTADO NÃO OPERACIONAL Receitas (despesas) não operacionais LUCRO ANTES DAS PROVISÕES Provisão para: Imposto de Renda Contribuição Social LUCRO ANTES DA REVERSÃO DE JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO Reversão de juros sobre capital próprio LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO LUCRO POR AÇÃO

EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009

198.023.086

Aumento de Capital aprovado nas AGE,s 37ª e 38ª 205.976.914 Lucro líquido do exercício Destinações do lucro: Reserva legal Dividendos aprovados nas AGE,s 36ª e 39ª, ad referendum AGO Juros sobre o capital próprio Transferência de lucros acumulados para reserva de lucros à disposição da assembléia EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 Aumento de Capital aprovado na AGE 42ª Lucro líquido do exercício Destinações do lucro: Reserva legal Juros sobre o capital próprio Transferência de lucros acumulados para reserva de lucros à disposição da assembléia EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011

26.412.275

Lucros Acumulados

209.263.933 -205.976.914

Total

.-

433.699.294

126.116.579

126.116.579

6.305.829

-6.305.829 -5.822.017 -26.148.200

-5.822.017 -26.148.200

-

87.840.533

-87.840.533

-

404.000.000

32.718.104

91.127.552

-

527.845.656

96.000.000

-4.872.448

-91.127.552

123.954.387

123.954.387

6.197.719

90.635.536

99.988.189

-863.355 -1.446.629 -2.309.984

-1.195.880 -1.368.516 -2.564.396

88.325.552

97.423.793

36.732.957 -32.291.979 4.440.978 92.766.530

29.004.202 -26.408.356 2.595.846 100.019.639

92.766.530

-51.260 99.968.379

-345.718 -137.164

-

92.283.648 31.670.739 123.954.387 7,96

99.968.379 26.148.200 126.116.579 8,10

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA EM 31 DE DEZEMBRO - Em reais

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO - Em reais Capital Social

2010

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

Reservas de Lucros Reserva À Disposição da legal Assembléia

2011

-6.197.719 -31.670.739

-31.670.739

-

-

86.085.929

-86.085.929

-

500.000.000

34.043.375

86.085.929

-

620.129.304

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

2011 Fluxo de caixa das atividades operacionais Lucro líquido antes da reversão juros sobre capital próprio. 92.283.648 Variações nos ativos e passivos: Diminuição/Aumento de dividendos a receber 3.463.413 Diminuição/Aumento de juros sobre capital próprio a receber 1.876.365 Aumento dos impostos a recuperar -921.914 Diminuição/Aumento de outras contas a receber -77.125 Diminuição/Aumento de Juros sobre capital próprio a pagar -1.890.546 Diminuição nos dividendos propostos 450.941 Aumento do contas a pagar Caixa líquido proveniente das atividades operacionais 95.184.782 Fluxo de caixa das atividades de investimento Aumento/Baixa em investimentos -74.273.849 Caixa líquido usado nas atividades de investimento -74.273.849 Fluxo de caixa das atividades de financiamento Distribuição de dividendos Redução/Aumento de débitos com controlada -244.454 Caixa líquido usado nas atividades de financiamento -244.454 Aumento líquido de caixa e equivalente a caixa 20.666.479 Caixa e equivalente a caixa - início do ano 184.923.721 Caixa e equivalente a caixa - final do ano 205.590.200 20.666.479

2010 99.968.379 -331.860 -6.076.943 -1.275.134 65.261 2.490.872 -1.431.746 303.124 93.711.953 32.880.573 32.880.573 -5.822.017 245.772 -5.576.245 121.016.281 63.907.440 184.923.721 121.016.281

As notas explicativas são parte integrante desta demonstração.

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010. 1 CONTEXTO OPERACIONAL. A sociedade tem por objeto social a participação no capital de outras sociedades. 2 APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. As demonstrações financeiras foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, Lei no 6.404/76, os pronunciamentos, as orientações e as interpretações emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). As demonstrações financeiras são de responsabilidade da Administração da Sociedade e de suas controladas e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, contemplando todas as modificações nas práticas contábeis introduzidas pela Lei nº 11.638/07, e regulamentadas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC. 3 PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS. 3.1 Valor presente. A sociedade elaborou cálculos relacionados ao ajuste a valor presente de ativos e passivos, considerando os prazos médios de recebimentos e pagamentos, os quais não indicaram nenhum ajuste a valor presente a ser registrado. 3.2 Instrumentos financeiros - Valor justo. Os valores registrados que envolvem instrumentos financeiros de ativos e passivos, tais como: disponibilidades, contas a receber e contas a pagar, estão compatíveis com atuais taxas de mercado para os respectivos prazos de realização e vencimento e se aproximam do valor justo conforme orientação do CPC 14 e IN CVM 475/08 3.3 Resumo das demais práticas contábeis. a) Apuração do resultado. O resultado do exercício é apurado pelo regime de competência. b) Ativos circulantes. Os ativos realizáveis que apresentam vencimentos em até um ano estão demonstrados nos grupos circulantes, apresentados ao custo de aquisição, mais rendimentos incorridos até as datas dos balanços, e ajustados, quando aplicável, ao seu equivalente valor de mercado. c) Investimentos. Os investimentos em sociedades controladas foram avaliados pelo método de equivalência patrimonial, conforme demonstrado na nota 5. d) Passivos circulantes e não circulantes. Demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e das variações monetárias incorridas até as datas dos balanços. e) Imposto de Renda e Contribuição Social. São registrados pelo regime de competência de exercícios, calculados levandose em consideração a legislação fiscal em vigor e reconhecidos nos resultados dos exercícios. A provisão para imposto de renda foi constituída à alíquota de 15%, acrescida do adicional específico de 10% sobre o lucro tributável excedente a R$ 240mil. A provisão para a contribuição social foi constituída à alíquota de 9% sobre o lucro tributável. f) Lucro por ação. Calculado com base no número de ações nas datas dos balanços. g) Uso de estimativas. A preparação das demonstrações financeiras requer que a Administração efetue estimativas e adote premissas, no seu melhor julgamento, que afetam os 5. INVESTIMENTOS. Em 31 de dezembro de 2009 Equivalência Patrimonial Aumento de capital Baixa em investimento Dividendos recebidos Dividendos propostos a receber Em 31 de dezembro de 2010 Equivalência Patrimonial Dividendos recebidos Dividendos propostos a receber Em 31 de dezembro de 2011 DEMAIS INFORMAÇÕES: Capital Social Participação no Capital Social

SPAIPA S.A Ind. Bras. de Bebidas 359.280.641 99.598.935 -129.420.348 -3.463.413 325.995.815 90.187.894 -16.361.687 399.822.022 228.000.000 60,1955%

VALDISEL S.A 1

montantes apresentados de ativos e passivos, assim como os valores de receitas e despesas. Os valores reais podem diferir daqueles estimados. 4 APLICAÇÕES FINANCEIRAS. Instituições . 2011 2010 Banco Bradesco (i) 40.259 108.650 Fundo de investimentos Sul América - Samba (ii) 65.929.659 57.848.487 Fundo de investimentos Sul 139.619.981 126.966.439 América - Montreal (iii) 205.589.899 184.923.576 Totais (i) Aplicações em CDB (certificado de depósito bancário) com rendimento de 97% do CDI (taxa de juros do certificado de depósito interbancário) na posição de 31 de dezembro de 2011. (ii) Participação com 2.179.645 cotas (posição de 31 de dezembro de 2011), em fundo exclusivo de investimentos financeiros administrado pelo Banco Sul América, denominado "SAMBA", que possui a seguinte composição em sua carteira: Natureza . % Fundo "FREVO" (a) 86,63 Sul América Exclusive DI 0,91 SAM Excell FI RFCP 12,46 TOTAL 100,00 (a) Composição do Fundo "FREVO": Natureza . % Títulos Públicos: LFT - Letra Financeira do Tesouro 3,95 NTN - B - Nota do Tesouro Nacional 4,64 NTN - OVER 9,04 CDB POS FIXADO 8,64 DEBÊNTURES SIMPLES 9,98 DEP PRAZO GARANT ESP 1,00 Letra financeira 7,56 Fundo de Investimento SAGA Pension IBRx 7,73 SAMI Dividendos FIA 9,68 Sul AM Excellence 8,77 Sul AMER Total Return 8,79 Sul America Premium 9,57 10,65 Outros Fundos TOTAL 100,00 (iii) Participação com 11.844.708 cotas (posição de 31 de dezembro de 2011), em fundo exclusivo de investimentos financeiros administrado pelo Banco Sul América, denominado "MONTREAL" que possui a seguinte composição em sua carteira: Natureza . % Títulos Públicos: LFT - Letra Financeira do Tesouro 9,17 Letra FI Subordinada 8,33 Letra Financeira 3,83 Letra do Tesouro Nacional 14,62 LFT - OVER 0,22 Debêntures OPEN 7,43 CDB pós fixados 36,33 Debêntures simples 10,44 DEBOP Liquidação antecipada 7,63 2,00 Outros TOTAL 100,00 Canterbury Particip. Ltda. 5.037.948 389.656

Avante Petróleo S.A 88.000

-1

Golden Ville Empr. Imob.Ltda. 3.074.127 -402 15.000

-

5.427.604 379.782

88.000

3.088.725 67.860

-

5.807.386

88.000

3.156.585

3.239.885 63,6488%

100.000 88,00%

5.112.892 49,9996%

6 CAPITAL SOCIAL - R$ 500.000.000. O Capital social está representado por 15.576.914 ações ordinárias nominativas e sem valor nominal. Aos acionistas é garantido dividendo mínimo de 25% do lucro líquido após a constituição de reserva de acordo com as previsões estatutárias e Lei das Sociedades Anônimas. a) JCP - Juros sobre capital próprio. O artigo 9º da Lei n.º 9.249 de 26 de dezembro de 1.995, permitiu a dedutibilidade, para fins de imposto de renda e contribuição social, dos JCP - Juros sobre Capital Próprio, pagos aos acionistas, calculados com base na variação da TJLP - Taxa de Juros de Longo Prazo. A sociedade optou por calcular e provisionar "JCP", como parte da distribuição de lucros nos seguintes montantes: Descrição . 2011 2010 Juros sobre Capital Próprio contabilizado no exercício, "ad referendum" AGO 31.670.739 26.148.200 -4.750.611 -3.922.230 Imposto de renda retido na fonte 26.920.128 Pagamento antecipado de JCP, "ad referendum" da AGO. Líquido a pagar aos acionistas

-24.572.316 -17.987.612 2.347.812

CMYK

Christopher Andrew Woolley Diretor Vice-Presidente

4.238.358

b) Dividendos mínimos estatutários. Os dividendos mínimos foram calculados de acordo com o estatuto social e de acordo com legislação aplicável às Sociedades Anônimas. A Sociedade calculou, pagou e provisionou Juros sobre o Capital Próprio em montante superior ao dividendo mínimo, conforme demonstrado a seguir: Cálculo de dividendos/Juros sobre Capital Próprio

2011

2010

Lucro do exercício antes da reversão dos JCP 92.283.648 31.670.739 Reversão dos juros sobre o capital próprio

99.968.379 26.148.200

Base de cálculo da reserva legal Reserva legal - 5%

123.954.387 126.116.579 -6.197.719 -6.305.829

Base de cálculo dos dividendos

117.756.668 119.810.750

Dividendo mínimo, conforme estatuto 25%

29.439.167

29.952.688

-

-5.822.018

31.670.739

26.148.200

2.231.572

2.017.530

Dividendo distribuídos antecipadamente conforme 36ª e 39ª AGE´s JCP propostos e pagos antecipadamente JCP/ Dividendos propostos (em 2010) pagos acima do mínimo estatutário Reserva legal

Totais 367.480.717 99.988.189 15.000 -1 -129.420.348 -3.463.413 334.600.144 90.635.536 -16.361.687 408.873.993

Em 31 de dezembro de 2011, a Sociedade constituiu reserva legal no montante de R$ 6.197.719 mil (R$ 6.305.829 mil em 31 de dezembro de 2010), conforme legislação e estatuto social. 7 INSTRUMENTOS FINANCEIROS. O valor contábil dos instrumentos financeiros constantes do balanço patrimonial, estão contabilizados por valores compatíveis com os praticados pelo mercado. A administração desses instrumentos é efetuada por meio de estratégias operacionais, visando liquidez, rentabilidade e segurança. A política de controle consiste em acompanhamento permanente das taxas contratadas versus as vigentes no mercado. No exercício de 2011, os fundos de investimentos no qual a Sociedade tem aplicações (nota 4) possuem em sua composição operações com instrumentos financeiros derivativos.

DIRETORIA Daniel Sledge Herbert Diretor Presidente

22.225.970

Roger Luciano Francisco Contador CRC-PR - 048750/O-7

O

ministro Carlos Ayres Britto foi eleito, por 10 votos a 1, o novo presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF) para o biênio 2012-2014. A eleição aconteceu na sessão plenária do STF nesta quarta-feira (14/3). A Corte também elegeu, como vicepresidente do STF, o ministro Joaquim Barbosa. A posse dos ministros nos referidos cargos acontecerá no dia 19 de abril, às 16h. “Agradeço a confiança deste Plenário, prestigiando meu nome para presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça”, disse o ministro, ao ressaltar que seu estilo de trabalho “é de todos conhecido”, no sentido de “projetar sobre o cotidiano institucional um olhar coletivo”, administrando de forma compartilhada. “Tenho a certeza de que contarei com cada um dos senhores para levar a bom termo, rigorosamente nos moldes da Constituição, essa altíssima incumbência de presidir as duas instituições”, completou.

Perfil

Ministro do STF desde junho de 2003, Carlos Ayres Britto foi relator de ações em que o tribunal decidiu questões relevantes como: a liberação das pesquisas no Brasil com células-tronco embrionárias (ADI 3510), a legalização da demarcação integral e contínua da área indígena Raposa Serra do Sol (RR), e o reconhecimento da união estável entre pessoas do mesmo sexo (ADI 4277 e ADPF 132). Outro tema de grande destaque relatado por ele foi o processo que culminou com a não recepção da chamada Lei de Imprensa. A decisão foi tomada no julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 130. E também o julgamento da ADC 12, pelo qual ficou proibido o nepotismo no Judiciário e nos demais Poderes.

Beto Richa indica novo procurador O procurador de Justiça Gilberto Giacoia foi indicado, na última quinta-feira (15), pelo governador Beto Richa, para o cargo de procurador-geral de Justiça. Ele foi o candidato mais votado na eleição realizada ontem (14) pelos membros do Ministério Público do Paraná. Na lista tríplice estavam Giacoia, que recebeu 397 votos, o procurador de Justiça Mário Sérgio de Albuquerque Schirmer, que teve 247 votos, e o promotor de Justiça Fuad Chafic Abi Faraj, que obteve 86 indicações. Participaram da eleição 597 membros do Ministério Público, dos seus 620 integrantes. Cada qual pôde votar em até três candidatos. Houve 6 votos em branco e 2 nulos. A lista tríplice foi entregue ao governador nesta manhã, pelo atual procurador-geral de Justiça, Olympio de Sá Sotto Maior Neto, e pelo presidente da Comissão Eleitoral, Vanderlei Bonamigo. “Decido de pronto, em homenagem à vontade manifesta pelos membros do Ministério Público na eleição e por conhecer a idoneidade, o conhecimento jurídico e a sensibilidade social do Doutor Gilberto Giacoia”, afirmou o governador, autoridade que tem atribuição, conforme determina a Constituição Federal, para indicar o procurador-geral entre os nomes indicados na lista tríplice apresentada pelo Ministério Público, após votação interna. Gilberto Giacoia é integrante do MP-PR há 31 anos.


Negócios Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | B1

INICIATIVA

Programa educacional muda realidade de brasileiros Bom Aluno prova que investimento no setor promove o desenvolvimento do país

N

a última semana o Brasil passou a ocupar o posto de sexta maior economia mundial, no entanto, ainda há muito a melhorar. Em algumas áreas, como na de petróleo e gás, faltam trabalhadores qualificados para acompanhar o ritmo de expansão. Cenário que se repete em outros setores da economia. Além disso, estamos na 84ª colocação entre 187 países no ranking que mede o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH); atrás de Cuba e Uruguai. Reverter esse quadro pode ser mais simples do que se imagina. Iniciativas como a do Programa Bom Aluno têm mostrado o quando a educação é capaz de transformar a realidade de muitas famílias e de promover o desenvolvimento do país através da formação de profissionais conscientes e capacitados. O programa socioeducacional “adota” estudantes de famílias de baixa renda matriculados em escolas públicas e oferece bolsas de estudo em escolas particulares com melhor qualidade de ensino, além de cursos de línguas e profissionalizantes. Graças ao trabalho do Instituto Bom Aluno, muitos jovens tiveram suas vidas transformadas, como é o caso de Dario Eugênio de Oliveira que se prepara para assumir o posto de piloto na TAM. “O programa proporcionou uma grande revolução na minha vida e da minha família. Em nossa história familiar existe um roteiro para antes e depois do surgimento do Bom Aluno. Foi através dele que me preparei para aproveitar as diversas oportunidades que a vida ofereceu”, conta. Filho de lavradores, Dario tornou-se o primeiro graduado da família e conseguiu motivar também os irmãos na busca pelo curso superior. “Pratiquei a paciência e tive suporte para buscar a realização dos meus sonhos”, revela o rapaz, que se graduou em farmácia pela

UFPR e agora realiza o sonho de se tornar piloto comercial. “Desde muito criança tinha o desejo de ser piloto, mas era algo impossível, considerando a estrutura financeira da minha família. O Bom Aluno foi o principal responsável por tornar sonho em realidade”. Outro exemplo de sucesso conquistado com ajuda do programa é o de Ariela de Paula Silveira. Formada em Design de Moda, ela atua na área de merchandising, em São Paulo. No início do mês, Ariela esteve em Las Vegas para representar a empresa numa feira de moda. “Não acredito que teria chegado aonde cheguei tão rápido sem o Programa”, revela, acrescentando: “O apoio do Bom Aluno foi muito importante, pois acreditaram em mim e me fizeram enxergar que eu era capaz de mudar minha realidade”, acrescenta a moça. Agora Ariela se prepara para realizar outro sonho: o de se tornar professora. Para ela essa é a forma de retribuir toda a ajuda que recebeu e também de ajudar outros jovens a conquistarem um futuro melhor. “Acredito na educação como um agente transformador da sociedade”, diz. Para Maria Isabel Dittert, gerente do Instituto Bom Aluno, o crescimento dos alunos beneficiados pelo projeto é bastante perceptível. “Eles saem daqui mais preparados e confiantes para se desenvolverem profissionalmente”, conta. O programa é mantido por empresas como Gazeta do Povo/ RPC, Amil, TBG, Landys+Gir. Regional Imóveis, Racional Estruturas, Lume Tecnologia, Vipal, Prodata, Metalúrgica Expoente, Serdia Eletrônica Industrial, Pelissari Informática e BS Colway Pneus, além de pessoas físicas, como seis ex-alunos que foram beneficiados, e agora, já formados em cursos superiores, voluntariamente tornaram-se mantenedores. Maiores informações no site: www.bomaluno.com.br

A TIM está com inscrições abertas para o programa Estágio Sem Fronteiras, que selecionará aproximadamente 100 universitários de todo o país. As oportunidades são para diversas áreas da empresa nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Pará e Pernambuco. O objetivo é encontrar jovens de talento no mercado, oferecendo grandes chances de efetivação após a conclusão da faculdade. “A TIM

aposta no desenvolvimento de seus talentos internos. Acreditamos que as ideias inovadoras e irreverentes dos jovens, aliadas à experiência e ao olhar mais crítico dos gestores, geram uma troca saudável de conhecimento, o que traz excelentes resultados para a empresa. O programa, que existe desde o início das operações da TIM no Brasil consolida esta política interna. Em um levantamento realizado a partir de 2005, constatamos que mais de 300 dos nossos colaboradores atuais iniciaram suas carreiras na

Dario Eugênio de Oliveira, se prepara para assumir o posto de piloto da TAM

Projeto que leva inovação às pequenas empresas seleciona recém-formados O Sebrae/PR, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), seleciona profissionais para atuarem como bolsistas no Programa Agentes Locais de Inovação. A duração de cada edição do Programa é de 24 meses e o valor mensal da bolsa é R$ 2.400,00. A previsão é que 60 agentes locais atuem no Paraná entre 2012 e 2014. Para concorrer, é preciso encaminhar, até o próximo dia 26 de março, o currículo para o e-mail agente.sebrae@rhnossa.com.br. No campo de assunto do e-mail, o interessado deve indicar a cidade em que reside e o curso de formação. Depois disso, é preciso cadastrar o currículo sob o código da vaga 5382

no site www.rhnossa.com.br. Os jovens vão atuar nos segmentos de agroindústria, comércio varejista, construção civil, software, metal-mecânica, móveis, saúde e vestuário em cinco regiões Paraná: norte, noroeste, oeste, sudoeste e centro-sul. A coordenadora estadual do Programa no Sebrae/PR, Luciana Nalon, explica que a entidade contratou a Nossa Gestão de Pessoas para auxiliar no processo de seleção. “O Programa é uma grande oportunidade para os profissionais que têm interesse em atuar como consultores. O Agentes Locais de Inovação propicia uma grande experiência para os participantes, além de um salto no desenvolvimento pessoal e profissional.

TIM por meio do programa”, diz Fernanda Abreu, responsável por Desenvolvimento na área de Recursos Humanos da TIM Brasil. As inscrições estão abertas até o dia 25 de março e podem participar estudantes dos seguintes cursos: Administração, Análise de Sistemas, Ciências Atuariais, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Ciências Econômicas, Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), Direito, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia de

Produção, Engenharia Eletrônica, Engenharia Elétrica, Engenharia de Telecomunicações, Estatística, Informática, Marketing, Matemática, Psicologia e Sistemas de Informação. O processo seletivo inclui análise do currículo, dinâmica de grupo e entrevista com o gestor da área do candidato. Os escolhidos recebem bolsa-auxílio, valerefeição, vale-transporte integral, assistência médica e odontológica, smartphone funcional e seguro de vida.

Lucro líquido Instituto Empalux arrecada doações para Páscoa Pensando em realizar uma Instituto Empalux decidiu arreca- tratar de uma entidade bancada da Helbor Páscoa Solidária, que vai além de dar materiais essenciais e escassos pelo poder público, precisa do chocolates para as crianças ca- para os alunos e, assim, garantir apoio da comunidade para manter atinge R$ rentes da Escola Onofre Soares, o uma Páscoa completa e feliz em os serviços. Instituto Empalux está arrecadan- todos os aspectos. Os interessados em colaborar 213,3 milhões do produtos de higiene pessoal, A entrega dos kits arrecadados com as crianças podem levar as A Helbor Empreendimentos S.A. divulgou, os resultados obtidos no 4º trimestre e no ano de 2011. Os números foram considerados sólidos e consistentes. Durante o ano, a companhia obteve um lucro líquido de R$ 213,3 milhões, um crescimento de 17,2% em relação a 2010, com margem líquida de 18,1%. “O desempenho da empresa é o resultado de um maior reconhecimento dos empreendimentos lançados no período pós IPO, todos muito bem vendidos, e pela boa performance de comercialização dos lançamentos feitos em 2011”, afirma o vice-presidente Executivo da Helbor, Henry Borenstein. A Receita Operacional Líquida apresentou um crescimento de 34,9% no 4º trimestre e 19,4% no ano, passando de R$ 987,2 milhões em 2010 para R$ 1,18 bilhão em 2011.

como shampoo, sabonete, escovas e pastas de dente, que podem ser deixados até o dia 30 de março, na sede do Instituto, localizada na Rodovia BR 116, nº 13.807, Vila Hauer. Como nesta época as instituições já recebem doações de chocolates, o

será realizada no dia 3 de abril, às 10h. Cerca de 180 crianças carentes são assistidas pela escola, que oferece Educação Infantil e Ensino Fundamental gratuitos, além de alimentação e aulas de reforço no contra-turno escolar. Por não se

doações na recepção da Empalux. Mais informações entrar em contato com o Instituto Empalux pelo e-mail institutoempalux@empalux. com.br ou pelo fone 3021 3507. A Escola Rural Onofre Soares está localizada na BR 277, Km 63 - S/N.

Lojas Colombo tem nova campanha de marketing A Lojas Colombo coloca no ar a partir deste domingo (dia 18) a campanha institucional ‘Soluções’, que chega para reforçar o posicionamento ‘Você pode. Você merece’ amplamente difundido no mercado. Com peças que serão veiculadas em TV, jornal, mídia externa, internet e no ponto de venda, a Colombo vai a público mostrar que tem a melhor solução para atender as necessidades do cliente, a qualquer hora, onde quer que ele esteja, através dos múltiplos canais de relacionamento: celular, internet,

UFPR recebe doação de 20 mil mudas

Um total de 20 mil mudas de araucária (Araucaria angustifolia) selecionadas para produção de pinhões serão doadas à Universidade Federal do Paraná nesta segunda-feira, dia 19, pela empresa Risotolândia. A iniciativa da empresa visa comemorar o centenário da universidade. As mudas foram produzidas em parceria com a Colônia Penal Agrícola de Piraquara e serão disponibilizadas à comunidade, como parte do projeto de sustentabilidade da araucária na UFPR, coordenado pelo professor Flávio Zanette, do Setor de Ciências Agrárias. O Termo de Doação será oficializado no Gabinete do Reitor Zaki Akel Sobrinho, às 9 horas. Em seguida, haverá entrega de um lote de mudas aos interessados no pátio da Reitoria. O professor Zanette explica que a escolha da data para a doação tem um motivo. Em 19 de março comemora-se o Dia de São José. O santo também dá nome a uma espécie de pinheiro, justamente porque os pinhões começam a cair em torno desta data. Quem receber as mudas poderá fazer uma retribuição doando um real por muda para o Setor de Transplante de Fígado do Hospital de Clínicas. A doação será feita em conta Ùnica do HC por GRU. As instruções serão dadas no momento da entrega das mudas. A colaboração financeira com a unidade de transplante hepático é um dos objetivos do Termo de Doação.

McDonald’s anima Shopping São José

TIM oferece cerca de 100 vagas de estágio Felipe Borges, da redação

Empresas&Produtos

telefone, lojas de rua e de shopping. Com isso, agrega o conceito da conveniência para o consumidor moderno. Para dar ênfase a esse conceito, a campanha publicitária mostra os consultores de negócios da Colombo como solucionadores e ainda coloca em campo um time muito especial: os buscadores - ajudantes dos solucionadores, que são criaturinhas lúdicas que mostram aos consumidores, de uma forma bastante animada, como se chega a uma solução completa em produtos, flexibilidade de pagamento,

entrega, instalação, pós-venda e garantia. As peças publicitárias destacam os mais de 10 mil itens disponíveis para a casa, entrega em até 48 horas, crediário flexível e multisserviços, como garantia, seguros, crédito pessoal, consórcio, consultoria técnica entre outros. Para a gerente de comunicação da Lojas Colombo, Maria do Carmo Giacobbo, “A campanha reforça que o importante não é só oferecer um produto, mas sim, oportunizar a melhor solução para o cliente com o melhor atendimento”.

A partir dessa sexta-feira (16) as crianças poderão aproveitar diversos brinquedos que o McDonald’s irá trazer para o Shopping São José. Estação Mundo Feliz é o evento infantil totalmente gratuito, promovido pela rede, que atende crianças de 03 a 12 anos, com recreadores experientes e treinados. O complexo conta com uma estrutura focada na segurança dos pequenos, que recebem crachá na recepção e logo são orientadas sobre as atividades. As brincadeiras incluem parede de escalada, piscinas de bolinhas, escorregador, labirinto, pula-pula e tobogã, entre outros. A criançada ainda pode pintar o rosto e levar pra casa esculturas com balões. Para finalizar, nos dias 24 e 25 o Embaixador da Alegria, Ronald McDonald, vai realizar uma grande apresentação na praça de alimentação do Shopping São José. Os shows, que terão como tema “O Incrível Corpo Humano”, são também gratuitos e têm duração de 30 minutos. Por meio de atividades lúdicas e brincadeiras educativas, as crianças poderão desvendar os mistérios do sistema ósseo e muscular, a função dos principais órgãos, as particularidades dos cinco sentidos e o funcionamento do “computador” humano: o cérebro. Para a gerente de marketing do Shopping, Liana Soifer, é importante uma parceria como essa e sempre estar de portas abertas para eventos educativos. “O Ronald McDonald é mundialmente conhecido e estar com ele no Shopping São José animando com um show voltado à educação, é espetacular”, comenta.

LG ANUNCIA O HOME THEATER CINEMA 3D

A LG Electronics apresenta o novo Home Theater Cinema 3D Sound, modelo HX906TXW, que renova em design e funcionalidades, e aposta na inovação em tecnologia 3D para áudio. Após o sucesso do lançamento do primeiro Home Theater com som 3D do mundo, a segunda geração chega com detalhes que ampliarão o 3D Sound no mercado brasileiro. Além das já conhecidas inovações como o exclusivo sistema de caixas acústicas que propagam o som em 360º e preenchem todo o ambiente para criar uma sensação de total imersão, a LG adicionou ao modelo a tecnologia wireless para as caixas traseiras, uma facilidade já encontrada em todos os modelos da LG de maior valor agregado da categoria. “A LG se consolidou no mercado por incorporar a função wireless nos principais modelos do portfólio de Home Theater. O consumidor sentiu falta disso na primeira geração do 3D Sound, o que nos fez adicionar este conceito para a nova linha de produtos”, afirma Raquel Martins, gerente de produto de áudio e vídeo da LG. Entre os diferenciais do novo produto o destaque é para o sistema exclusivo de 9.1 caixas acústicas, ou seja, 4 torres onde cada uma tem uma caixa acústica adicional direcionada para o topo, uma central, e um subwoofer, que unidas a processadores e softwares de última geração preenchem a sala com um áudio mais profundo e graves surpreendentes, criando uma sensação mais realista. O modelo chega ao mercado brasileiro ainda este mês, com preço sugerido a partir de R$ 3.999,00.

Região Sul terá feira para marceneiros

Uma feira sob medida para o crescimento do Marceneiro é o que pretende a empresa Futura Feiras e Empreendimentos [NH/ RS] com a realização da primeira edição da Feira de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para Marcenaria – FEMMAM. Sua realização acontece no período de 09 a 11 de maio, no Serra Park, na turística Gramado (RS). A FEMMAM é voltada para marceneiros, fabricantes de móveis, madeireiras, decoradores, carpintarias, engenheiros civis, arquitetos, paisagistas e construtoras. Para estes públicos, os expositores apresentarão veículos, máquinas e equipamentos, madeiras sólidas, chapas, painéis, insumos, serviços, ferragens, acessórios e componentes. São 11.200m² de área para exposição. Segundo os diretores da Futura, Nilvia Röhrig e Roque Justen, a FEMMAM veio preencher uma lacuna no mercado da marcenaria da Região Sul, promovendo um evento específico para os marceneiros e profissionais que trabalham e produzem com os mais variados tipos de madeira. “Hoje, mesmo com as facilidades dos móveis planejados, os marceneiros são cada vez mais procurados para a fabricação de mobiliário sob encomenda, seja pelo tamanho dos imóveis, seja pela exclusividade do mobiliário”. Estes profissionais e pequenas empresas de móveis personalizados representam 30% do faturamento do setor moveleiro nacional, segundo dados setorias. Paralelamente à Feira, acontece o Seminário para a Marcenaria: Tecnologia, Gestão e Mercado. O público presente também poderá visitar a quarta edição da Feira da Floresta.

BÁRBARA TREVISANI ASSINA MESA DE DOCES

Bárbara Trevisani, assina mesa de doces da festa de casamento de Tenile Lovo Ferronatto e Fabiano Sangali, que acontece no próximo sábado, dia 17, em Palmas/PR. Serão cerca de 3.000 doces da linha gourmet de Bárbara, a noite promete ser deliciosa para os 400 convidados.

Vila Roti CONTA COM TRUFAS NO CARDÁPIO

Típicas de regiões da França e da Itália, as trufas são iguarias muito apreciadas na culinária do mundo inteiro por seu sabor peculiar. Por se desenvolverem apenas em determinados locais e a uma profundidade de 20 a 40 centímetros abaixo da terra, são consideradas raras e nobres. O Chef Fábio Pimentel utiliza esse ingrediente sofisticado na sua Gastronomia Criativa. Na cozinha do Vila Roti criou pratos para mais um Sábado Especial na casa. Além do novo Fettuccine com Camarões Trufados (fettuccine artesanal com camarões salteados em manteiga trufada e ervas do jardim), fixo no cardápio da noite do Vila Roti, no próximo sábado, dia 17, pratos especiais com trufas serão preparados pelo Chef. As opções, que serão servidas tanto no almoço quanto no jantar, são o Mignon com Risoto Trufado (escalopes de filé mignon grelhados acompanhados de risoto trufado) e o Risoto Trufado de Peixe Branco (risoto de peixe branco com radichio roxo e manteiga trufada).


3

a

margem arte&atitude

Especial Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | B3

moda&cia

Nem te Conto Fotografia

Adélia Maria Lopes adeliamarialopes@yahoo.com.br

Os Saltimbancos, o retorno

C

om roupagem atualizada, contando com participação de um Dj, 35 anos depois da encenação de Chico Buarque ir aos palcos, o espetáculo Os Saltimbancos, escrito pelo italiano Sergio Bardotti e com músicas do argentino Luis Enriquez Bacalov, ganha nova versão e estreia neste sábado 17. A peça integra o Guritiba, programação infantil do Festival de Curitiba. O musical infantil é uma iniciativa do Centro de Estudo de Teatro Para Crianças, liderado por Regina e Maurício Vogue (mãe e filho) e pela coreógrafa Carmen Jorge. Nessa versão, uma das preocupações é de aproximar o enredo dos dias atuais. “Conceitualmente e esteticamente, o espetáculo tem esse compromisso. Usamos de muitas metáforas para criticar, por exemplo, a violência contra os animais”, comenta o diretor Maurício Vogue. Inspirado no conto Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm, em 1977 Chico estreou no Brasil o texto de Bardotti (falecido em 2007) e as músicas de Bacalov, argentino que em 1995 receberia o Oscar pela trilha sonora do filme O Carteiro e o Poeta. Para narrar a trajetória dos quatro animais

Priscila Forone recebeu o fotógrafo Zig Koch no vernissage da exposição Museu da Gravura em Ensaio, que fica no Solar do Barão até 20 de maio. O veterano Zig e outros colegas elogiaram o trabalho de Priscila, por apresentar um olhar minucioso e atento às marcas deixadas por artistas durante os 30 anos de frequência aos ateliês do Museu da Gravura. Suas fotos tem molduras feitas com chassis antigos usados em serigrafia.

Chapeuzinho Amarelo

que decidem fugir de suas rotinas sofridas e tentar a sorte na cidade como músicos, entram em cena os atores Cleydson Nascimento (jumento), Giovana de Liz (galinha), Tarciso Fialho (cachorro) e Taciane Vieira (gata). Diegho Kozievitch e Raphael de Souza integram o coro e interpretam outros personagens. O Dj Kleber Tiago Gregorio interage com o elenco. “Não lembro de outra peça que tenha um Dj em cena do começo ao fim”, observa. “A nova roupagem das músicas usa a batida

eletrônica do Dj para dar uma unidade na peça”, diz o diretor musical Sérgio Justen. Kleber ficará em uma estrutura montada sobre andaimes, para dar ideia de uma caixa de som, no cenário de Rhenan Queiroz, que ainda criou quatro grandes gaiolas móveis, que se transformam em outros ambientes no decorrer da peça. Também os figurinos, segundo a atriz Maureen Miranda, visam fugir do óbvio: “A inspiração está na personalidade de cada

um destes animais”. “A peça acaba colocando em discussão o próprio comportamento humano. O homem não respeita nem a si próprio hoje em dia”, avalia Mauricio Vogue, que em 1988 interpretou o cachorro na adaptação dirigida por Paulinho Maia. Vá curtir com a criançada: Temporada de 17 de março a 3 de junho – todos os sábados e domingos, às 16h, no Teatro Regina Vogue/(Shopping Estação. Ingressos a 20 e 10 reais. Informações: 2101-8292.

Roupa Nova festeja 30 anos Recordista em execução de músicas em novelas (mais de trinta), Roupa Nova comemora três décadas de vida em turnê que tem Curitiba no roteiro. A apresentação, com realização da Prime, acontece às 21h15 deste sábado 17, no Teatro Positivo e terá show de abertura com o sul mato-grossense Leo Verão, a nova revelação do pop nacional. O CD e o DVD Roupa Nova 30 anos foram premiados com discos de Ouro e Platina logo no primeiro mês de lançamento. O grupo é afinado em todos os sentidos: Ricardo Feghali (teclados, violão e vocais), Nando (baixo), Paulinho (percussão), Cleberson Horst (teclados), Kiko (guitarra, violão) e Serginho

Herval (bateria) estão juntos há 30 anos. Ao longo dessa história, vendeu quase dez milhões de cópias dos 22 álbuns e colecionou diversos prêmios, entre eles o Grammy Latino pelo CD Roupa Nova em Londres, de 2009.

No show, os fãs conferem os sucessos e, no telão , acompanham as participações de Sandy, padre Fabio de Melo e Milton Nascimento. E após a apresentação em Curitiba, a banda se prepara para o Cruzeiro Roupa Nova, onde será gravado um novo DVD. O transatlântico sairá

do porto de Santos, no dia 24 próximo, para uma viagem por Búzios e Ilhabela, durante quatro dias. (Ingressos de 165 a 70 reais, à venda nos shoppings Palladium, Mueller e Estação, pelo 33150808 e no portal www.diskingressos. com.br).

A Contação de História deste sábado dia 17, às 15h na Livraria Cultura/Shopping Curitiba, traz o conto Chapeuzinho Amarelo, escrito por Chico Buarque, enaltecendo a superação. A garota enfrenta o lobo, aprende a lidar com a insegurança e, assim, descobre a alegria de viver. (Lembrete: em 20 de março, comemora-se o Dia do Contador de Histórias).

Comes&Bebes

1- A microcervejaria Bier Hoff participará do Festival Brasileiro da Cerveja 2012, que acontece nos próximos dias 21 a 24, em Blumenau. O maior encontro de cervejas e de cervejeiros do Brasil reúne as bebidas especiais de alta qualidade. Todas os produtos da Bier Hoff concorrem no South Beer Cup, que premia as melhores cervejas da América Latina. Na última edição do concurso, em Buenos Aires, a Weizen da Bier Hoff ficou no glorioso segundo lugar. 2- Neste sábado 17, comemora-se o Dia de St Patrick, padroeiro da Irlanda. O santo usava traje verde e tem o trevo como símbolo da Trindade. A garrafa e rótulo da Heineken tem a mesma cor e desde a sua criação festeja a data. O brasão, que faz alusão a St Patricks, foi posicionado na entrada dos bares, enfeitados com bandeirolas. Os consumidores que degustarem Heineken neste fim de semana serão presenteados com as cartolas e os adesivos do trevo. 3- O Instituto para Cuidado do Fígado, que atende gratuitamente em Curitiba, rifa uma cesta pascoalina de produtos Schimmelpfeng com biscolate, gotas de chocolate, trufas, ovo, coelho de chocolate, barra, bombons diversos, alfajor, balas, além de um vinho tinto eo livro “200 receitas irresistíveis com chocolate”. Custa 10 reais e quem quiser ajudar e concorrer ligue para (41) 3323-7228 ou 3223-2219. 4-A enóloga e sommelier Sonia Petri ministrará neste sábado 17, às 11h, uma palestra gratuita no Armazém Seu Luiz (Sete de Setembro, 6131, fone para agendamento 3068-6101). Será oferecida para degustação o espumante Extrus Brut e o tinto Cabernet Franc da vinícola Dezem, onde Sonia atua. Com vinhedos próprios e planejados, a vinícola de Toledo trabalha com as uvas Chardonnay, Sauvignon Blanc e Malvasia de Cândia, Merlot, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Tempranillo e Pinot Noir.

Arte urbana

Roberta Sá leva Segunda Pele ao Guairão Melhor cantora de MPB no último Prêmio da Música Brasileira, Roberta Sá se apresenta em Curitiba, em turnê patrocinada pela Natura Musical. No palco do Guairão, além das canções do novo disco em lançamento, Segunda Pele, o repertório contempla trabalhos anteriores como “Braseiro”, “Que belo estranho dia pra se ter alegria”, “Pra se ter alegria” e “Quando o canto é reza”. Entre as canções desse seu quinto CD está Deixa Sangrar, de Caetano Veloso. A direção musical é de Rodrigo Campello, que também toca guitarra e violão tenor e assina os arranjos e as programações. Os músicos que acompanham Roberta são Antônia Adnet (violão de 6 e 7

cordas), Sacha Amback (teclados e programações), André Rodrigues (baixo); Paulino Dias (percussão); Edu Neves (flauta e sax), Élcio Cáfaro (bateria); e Moisés Alves (trompete e flugelhorn). Nascida em Natal-RN em 1980, Roberta mora desde a infância no Rio de Janeiro. O primeiro disco, Braseiro, surgiu em 2004. “Tenho a sorte de ter gravado os discos que quis, com as pessoas que escolhi”, diz a cantora que no final de 2011 ultrapassou a marca de 200 mil discos vendidos, com dois CDs e um DVD de Ouro. Imperdível: neste sábado dia 17, às 21h, no Guairão. Ingressos a 60 e 30 reais. Classificação: 14 anos. Realização Verinha Walflor.

Jorge Galvão e Thiago Syen pintaram os tapumes que cercam o terreno onde surgirá o City Centro Cívico. Seus mais de 100 metros lineares foram completamente tomado por um grafite com o tema A Cidade e seus Personagens. “Muitas pessoas passam pelo Passeio Público, um dos principais e mais belos pontos turísticos de Curitiba, mas resolvem tirar fotos em frente ao nosso tapume. Isso é muito gratificante para todos os envolvidos neste projeto”, conta o Jorge.

Big Time em Castro

Com o show Tour live in Portland/USA a banda curitibana Big Time Orchestra, neste sábado 17, comemora os 308 anos da cidade de castro. O repertório é baseado nas canções do novo CD “Live in Portland/USA”, gravado nos Estados Unidos, com lançamento previsto para o segundo semestre. O show acontecerá no Parque Lacustre entre diversas atrações.

Edson & Hudson

Pela primeira vez em Curitiba após o fim da separação, a dupla Edson & Hudson faz parte da programação de aniversário de anos do Victoria Villa: show nesta sexta 16, às 22h. Separados por três anos, os irmãos apresentam a turnê “Deu Saudade”. Reservas: (41) 3365-5050.

Avec na ABDC

O Paraná conta com dois representantes na nova direção da Associação Brasileira de Documentaristas e Curtas Metragistas. A Diretoria de Articulação e Integração agora será ocupada por Guto Pasko, vice-presidente da AVEC, e a presidente da AVEC, Salete Sirino, integra o Conselho Fiscal. Assume a presidência o gaúcho Jaime Lerner, premiado curta metragista.


Negócios Curitiba, sexta-feira a domingo, 16 a 18 de março de 2012 | B4 | Indústria&Comércio

Opinião

TELECOMUNICAÇÕES coluna@induscom.com.br

Maximização do desempenho de ativos nas Concessionárias de Energia – a gestão estratégica da infraestrutura crítica

As Concessionárias do setor elétrico enfrentam desafios crescentes relacionados ao aumento da demanda e às normas regulatórias cada vez mais exigentes. Na distribuição, por exemplo, a expansão da rede não é suficiente para lidar com as sobrecargas e solicitações de novas ligações, enquanto as redes existentes são operadas no limite, para atingir os indicadores impostos para duração, freqüência de falhas e tempos de atendimento. A pressão adicional dos acionistas exige que este esforço enquadre-se em critérios de racionalização de recursos e mitigação de riscos, obrigando as Concessionárias a repensarem a cultura organizacional e redesenharem os processos de negócios. A visão Smart Grid[1], que já está bem consolidada em todo o mundo como uma abordagem essencial para evitar o colapso dos sistemas atuais de energia elétrica, tem como um de seus pilares o monitoramento contínuo e detalhado da condição dos ativos, que ao fornecer os dados necessários para o aumento da disponibilidade e a maximização do desempenho de cada ativo, permite a plena utilização das infraestruturas existentes, independentemente da sua criticidade. Além disso, ao tornar possível a utilização do ativo dentro dos seus parâmetros operativos nominais, o monitoramento de condição maximiza a sua vida útil, resultando em significativas reduções de custos de reposição, o que por si só já é um benefício valioso. Tradicionalmente, a gestão de ativos é um conjunto de processos executados por diversos sistemas, geralmente com pouca ou nenhuma interação entre si. Isso implica em multiplicidade de abordagens, de modelos, de bases de dados e, principalmente, em farta replicação de dados, geralmente conflitantes, indicando a necessidade de uma abordagem mais holística, interativa, e normatizadora. Considerando que a gestão estratégica diz respeito à maximização do desempenho dos ativos que têm um impacto direto e significativo na realização dos objetivos corporativos[2], fica evidente que o sucesso dessa abordagem depende de que os operadores tenham uma compreensão clara de todos esses ativos críticos, de sua localização geográfica e dos impactos que produzem sobre o negócio, de modo a planejar capacidades e gerir a disponibilidade e a confiabilidade da rede, com eficiência e o menor custo possível. Essa compreensão só será possível se coadjuvada por uma plataforma capaz de fundir dados de origens diversas num contexto único, em tempo real, capaz de ressaltar e dar sentido às interações entre indicadores estratégicos, métricas de manutenção, dados meteorológicos, históricos de ativos, modelos preditivos, etc, propiciando tomadas de decisão coerentes com os cenários vislumbrados. Em nossa abordagem, o sistema para gestão estratégica de ativos está fundamentado no controle de elementos críticos do sistema elétrico, provendo medições e procedimentos de teste para esses ativos. São utilizadas técnicas de inteligência computacional para produzir as modelagens especializadas e os algoritmos capazes de lidar com universos amostrais de dados de falhas bastante reduzidos. Também são usados algoritmos capazes de identificar e antecipar padrões complexos de falhas, cujas sequências de eventos estejam distribuídas no tempo e possam não se limitar a um equipamento físico, espalhando-se pelos demais equipamentos de uma função operacional. Além disso, são usadas ferramentas de decisão baseadas em análise multicritério, que fornecem comparações entre alternativas baseadas em custos de oportunidade. Finalmente, os modelos de cálculo para diagnóstico preditivo são padronizados, a fim de permitir a realização de diagnósticos uniformes em ambientes caracterizados por ativos de vários tipos e fornecedores. Embora não existam diretrizes para diagnósticos e construção de modelos preditivos para todos os ativos do setor elétrico, é importante destacar a disponibilidade de padrões como o IEC-61970 (EMS) e IEC-61968 (DMS), conhecidos coletivamente como CIM (Common Information Model)[3]. As modelagens do CIM descrevem a rede elétrica, seus ativos, os dados necessários para o funcionamento do sistema elétrico e as relações entre todos os elementos da rede elétrica, simplificando a troca de informações entre sistemas e aplicativos, sejam de engenharia, administrativos ou corporativos. Nos Estados Unidos, o CIM já é definido pelo NERC (North American Reliability Council)[2] como o modelo oficial para comunicação de dados entre as empresas de energia elétrica. Por meio do CIM, também se contempla a integrabilidade e a coordenação com os sistemas já existentes de proteção da distribuição na Concessionária. No Brasil este padrão já foi adotado pelo ONS[4]. A infraestrutura que suporta todas essas funcionalidades, também experimental no setor elétrico nacional, é construída por meio de uma arquitetura orientada a serviços (SOA - Service Oriented Architecture)[5], disponibilizando processos, interfaces e comunicações estruturados de acordo com o CIM, integrando a gestão de ativos aos demais sistemas da Concessionária. É importante ressaltar que essa infraestrutura de serviços SOA/ CIM para integração e coordenação de aplicativos pode ser adequada e implantada em qualquer Concessionária nacional, provendo uma abordagem estratégica para tratamento centralizado de dados de manutenção de ativos, com o emprego de técnicas de inteligência computacional e a criação de uma base de conhecimento especializado, ao mesmo tempo mantendo a segurança do ambiente existente e disponibilizando uma plataforma aberta para a inclusão de novas aplicações. O uso dessas tecnologias resultará em benefícios futuros para as Concessionárias brasileiras, assim como para a ANEEL, uma vez que consubstanciarão um primeiro campo de testes, no cenário nacional, para a criação e o aperfeiçoamento de uma coreografia de processos entre as empresas do setor elétrico brasileiro, contribuindo com experiências úteis em futuras implantações de Smart Grids. *Deyler dos Santos Paiva - Coordenador de Inteligência Comercial da CONCERT Technologies.

Oi reafirma compromisso de serviços na Antártica

Empresa atuará em parceria com a Marinha na reconstrução da base brasileira A Oi reafirmou seu compromisso com a Marinha do Brasil de fornecer serviços de telecomunicações para a Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), que será reconstruída após ser atingida por um incêndio em fevereiro deste ano. Em visita realizada ao Comandante da Marinha, Almirante-deEsquadra Julio Soares de Moura Neto, no gabinete do Comandante, no Rio de Janeiro, Francisco Valim, presidente da Oi, propôs a renovação da assinatura do convênio de prestação de serviços integrados de telecomunicações à base e reforçou a vontade da companhia de atuar no período de transição e de desenvolvimento de projetos, dando o apoio necessário às equipes envolvidas nos esforços de reconstrução da estação brasileira na Antártica. Com a renovação do convênio, a Oi atuará em parceria com a Marinha do Brasil para iniciar a implantação da nova infraestrutura de telecomunicações para serviços integrados de voz, dados, internet e recepção de TV, que já eram fornecidos à base pela companhia desde 2006. Pelo acordo, a Oi deverá montar uma estação terrena de satélite, que ligará a base brasileira à rede corporativa da Marinha, garantindo a conectividade dos militares e

Diretor de Política Regulatória da Oi, Carlos Cidade, Almirante-de-Esquadra, Julio Soares de Moura Neto e o Presidente da Oi Francisco Valim

pesquisadores instalados na EACF e agilidade na comunicação com suas famílias, com a rede corporativa da Marinha e com demais centros de pesquisa e universidades em território brasileiro. O compromisso inclui ainda treinamento e qualificação das equipes da Marinha, realizados anualmente, para a operacionalização do sistema e a manutenção dos equipamentos. Também uma vez por ano, a Oi realizará revisão e manutenção preventiva dos equipamentos no local. Com a perda dos equipamentos

que estavam na estação, a Oi terá que reconstruir diversos instrumentos desenvolvidos ao longo do tempo, especialmente criados para suportar a adversidade climática, especialmente o vento e as baixas temperaturas. Entre os equipamentos que foram fornecidos à base brasileira pela Oi estão antenas com sistema anticongelante, modems com sistema de chaveamento, roteadores, terminais para gerenciamento da estação, pressurizador, antenas de transmissão e recepção de sinais de telefonia móvel, apare-

McGrif inaugura fábrica de sucos no Paraná Patrícia Vieira, da redação

A McGrif do Brasil inaugura hoje fábrica de sucos para merenda escolar no município de Santa Fé, região norte do Paraná. Com a conclusão prevista para 2014 a nova unidade tem investimento total previsto em R$ 120 milhões e deve gerar cerca de 400 empregos na região. O diretor-presidente da McGrif do Brasil, Álvaro Iaccino ressaltou

a importância da instalação da empresa no município que tem pouco mais de 10 mil habitantes. “A valorização do produto e da mão de obra regional é uma política da empresa, que alavanca a economia de Santa Fé e região”, afirmou. A empresa que tem capacidade inicial para produzir 5 milhões de litros de suco ao mês nesta primeira fase terá a produção voltada

somente para exportação, atendendo a mercados consumidores no Uruguai, Estados Unidos e na África. Com a conclusão de novas fases do projeto o mercado interno também deverá ser atendido, com fornecimento de sucos para escolas públicas de todo País. A nova unidade que fica no km 50,5 da PR 317, terá como foco a produção de sucos prontos para beber no sabor laranja. “Na produção

Tratamento ortodôntico precoce é mais eficaz Bruno Pereira, da redação

Para muitos pais, o tratamento ortodôntico/ortopédico é considerado uma especialidade com idade certa para começar. De acordo com Cristiane Saievicz Andraus, especialista em ortodontia e ortopedia facial da Odontologia Sorriso Novo, é possível começar um tratamento precoce em crianças a partir dos dois anos de idade. Quanto mais cedo a criança for avaliada, mais eficaz pode ser o tratamento, explica a especialista. “Uma avaliação ortodôntica na

infância pode detectar problemas em um estágio bem inicial e o tratamento pode obter resultados que não seriam possíveis com a idade um pouco mais avançada”, conta. A ortodontista afirma que alguns fatores podem influenciar no desenvolvimento e formação dos ossos da mandíbula, o que será detectado nessa primeira consulta. “Serão observadas questões como fala, deglutição, respiração e a presença de hábitos, como uso de chupeta ou a sucção de polegar, que possam alterar o posicionamento correto dos dentes e até a face como um todo”, diz.

Na avaliação, são dadas algumas dicas que podem auxiliar os pais a detectaram algum problema já de início, como verificar se a criança apresenta dificuldades para mastigar, morder ou falar; respira somente pela boca; morde a bochecha frequentemente ou range os dentes; ossos da maxila ou da mandíbula mais para frente ou para trás. “Todos esses são sinais de que a criança pode estar desenvolvendo uma má-oclusão dentária ou um problema esquelético facial. Nesses casos, o ideal é procurar um especialista para avaliar”, aconselha.

MICRO FRANQUIA

Home Depil inaugura a primeira unidade do PR A Home Depil – fotodepilação em domicílio, pertencente ao Grupo Zaiom, pioneiro em microfranquias no Brasil, expande sua atuação no país e inaugura a primeira unidade no Estado do Paraná, na cidade de Curitiba. “O brasileiro está cada vez mais em busca de um serviço personalizado e que não precise se deslocar por grandes distâncias. Por esse motivo, criamos a Home Depil, que oferece serviços de depilação para homens e mulheres em domicílio”, afirma o diretor do

Grupo Zaiom – administrador da marca Home Depil, Artur Hipólito. Para mais informações e para localizar a unidade mais próxima acesse www.homedepil.com.br. A Home Depil chega ao mercado brasileiro com um conceito inovador, que já é sucesso na Europa e Estados Unidos, a fotodepilação em domicílio com atendimento VIP. A empresa utiliza equipamentos portáteis de Luz Pulsada Intensa (IPL), tecnologia de última geração, para garantir aos clientes o tratamento

mais eficaz e seguro do mercado. Além do diferencial tecnológico, a empresa pratica o valor único de R$ 55,00 a sessão/área, um conceito econômico e acessível, que permite ao cliente planejar seu tratamento e saber exatamente quanto irá investir. O público alvo da empresa são homens e mulheres, entre os 18 e 50 anos, das classes A, B e C, que buscam o serviço de fotodepilação de forma personalizada, segura, acessível e na privacidade de sua residência.

E-commerce brasileiro fatura MPE Brasil revela as melhores práticas de gestão Os vencedores da etapa nacional as empresas que apresentaram as Administração, Jorge Gerdau JoR$ 18,7 bilhões em 2011 do MPE Brasil 2011 - Prêmio de melhores práticas de gestão em oito hannpeter. A FNQ estará represenO e-commerce brasileiro faturou especializada em produtos infantis R$ 18,7 bilhões em 2011, de acordo com dados 25º edição do relatório WebShoppers, da e-bit. O comércio eletrônico atingiu crescimento de 26% em relação a 2010, quando a receita do setor foi de R$ 14,8 bilhões. O tíquete médio do consumidor ficou em torno de R$ 350, um pouco abaixo do registrado no ano anterior (R$ 373), reflexo da participação maior dos consumidores da classe C, que atingiu 61% do total de compradores. De acordo com Gustavo Furtado, Ceo da Tricae – loja virtual CMYK

para crianças de 0 a 10 anos – a classe C tem se tornado um público extremamente importante para as empresas. “Em uma recente pesquisa realizada com nossa base de clientes, vimos que cerca de 35% dos nossos clientes se encaixam nesse perfil”, comenta. A pesquisa do e-bit também revela que mais de 32 milhões de pessoas compraram pelo menos uma vez pela internet no ano passado, e nove milhões destas realizaram sua primeira experiência de compra em lojas virtuais.

lhos de telefonia móvel, etc. A Oi é pioneira na oferta de soluções integradas de telecomunicações no mercado nacional e tem o compromisso de participar ativamente de projetos em benefício da sociedade brasileira. Nesse sentido, a companhia entende que o convênio para o atendimento à EACF é mais uma iniciativa com o objetivo de reforçar a presença da tecnologia brasileira no continente e dar continuidade às pesquisas científicas que vinham sendo desenvolvidas nos últimos anos.

Competitividade para Micro e Pequenas Empresas serão conhecidos no dia 23 de março. A premiação é uma realização do Sebrae, do Movimento Brasil Competitivo (MBC), da Gerdau e da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), para incentivar a melhoria da qualidade da gestão nos pequenos negócios. O objetivo é reconhecer o empenho de micro e pequenas empresas na gestão de qualidade, com resultados consistentes, como o aumento da produtividade e da competitividade. O resultado final identifica

categorias - indústria, comércio, serviços, turismo, Tecnologia da Informação (TI), saúde, educação e agronegócio -, além do Destaque de Boas Práticas de Responsabilidade Social e Destaque de Inovação. A cerimônia de premiação, em Brasília, contará com a presença do presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto, do presidente do Conselho Superior do MBC, Elcio Anibal de Lucca, do diretor da entidade, Erik Camarano, do Diretor Executivo da Gerdau, José Paulo Soares Martins, além do presidente do Conselho de

tada por seu superintendente-geral, Jairo Martins, e Mauro Figueiredo, presidente do Conselho Curador. Escolhidas entre 143 empresas de todo o país que conquistaram as etapas estaduais do prêmio, as vencedoras foram avaliadas por 66 examinadores voluntários. O processo de avaliação considerou a análise da qualidade da gestão, da capacidade empreendedora do empresário e dos resultados alcançados por essas organizações a partir da implantação do Modelo de Excelência da Gestão (MEG) da FNQ.

dos sucos de laranja utilizamos uma matéria prima considerada de qualidade superior que vem da região de Paranavaí” disse Iaccino. A McGRIF é especializada na fabricação de bebidas voltadas à merenda escolar, sem a adição de aditivos e produtos químicos. Todos os produtos são compostos de insumos naturais e complementados com 100mg de vitamina C por dose pronta para consumo.

Crescimento de shoppings centers deve superar 13% O crescimento domiciliar e da renda real, aliado à baixa taxa de desemprego, vão impulsionar o mercado de shopping centers no Brasil a registrar um aumento de 13,5% em 2012 em relação ao ano passado, segundo estimativas do Cadastro de Shopping Center, base de dados do IBOPE Inteligência. A previsão é encerrar o ano com 470 shoppings e aproximadamente 11 mil novas lojas. Para 2013, a expectativa é terminar o ano com 499 unidades. A região Sudeste é a que abriga a maior quantidade desses empreendimentos. No ano passado, foram 219 shoppings, contra 207 em 2010. A região Sul aparece em segundo, mas com um crescimento menor, saindo de 74 em 2010 para 77 em 2011. O Nordeste terminou o ano com 59 shoppings, quando em 2010 foram 55; o Centro-Oeste, com 39, contra 38; o Norte, com 15 contra 13. A maior parcela dos consumidores de shoppings é das classes A e B, que absorvem acima de 50% do consumo na maior parte dos grupos pesquisados pelo Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do IBOPE Inteligência. De acordo com o diretor de geonegócios da empresa, Antônio Carlos Ruótolo, a classe C será importante consumidora quando seu padrão for elevado para C1 e B2, já que o foco do consumo será na qualidade de vida e não apenas em produtos básicos. Atualmente, a classe C representa 38,7% do consumo desses grupos.

16-03-12 Indústria&Comércio  

jornal, curitiba, economia, negocios, industria, financas, business, newspaper

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you