Page 1

Curitiba, quarTA-feira, 14 de AGOSTo de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8931 | R$ 1,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá DE QUANDO CURITIBA É CALOROSA PARA UM ESCRITOR Nilson Monteiro, além de ser dono de um texto que impressiona e cativa o leitor, tem o dom de agregar um universo de amigos em torno dele. O resultado é o que se viu no lançamento do seu livro mais recente, Mugido de Trem. Página | A3

Pedro Washington Ainda há tempo!

Uma informação do deputado André Vargas vai agitar o ambiente político do Paraná nos próximos meses. Garante ele que a reforma do governo da presidente Dilma Rousseff começa em janeiro de 2014. Página | A2

Roseli Abrão TRE absolve Edgar Bueno

O Tribunal Regional Eleitoral rejeitou o pedido de cassação do mandato do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, do PDT. página a5

INDICADORES FINANCEIROS

Governo avalia pedido da Petrobras para reajuste de combustíveis “Não estamos dizendo que se vai atender à reivindicação, estamos examinando”, disse ministro O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse ontem (13/08) que, apesar de a Petrobras ter reivindicado reajuste nos combustíveis, o governo ainda está avaliando o pedido da empresa. “Nenhum aumento de preços é bom. Não estamos dizendo que se vai atender à reivindicação da Petrobras, estamos examinando”, disse o ministro. Segundo o ministro, a Petrobras está sempre reivindicando elevação de preços porque estão defasados há muitos anos. “Há muito tempo não tem havido aumentos regulares de preço e sim episodicamente. Isso não quer dizer que se vá concordar. As solicitações são examinadas pelo Ministério da Fazenda, pelo Conselho de Administração da Petrobras e pelo Ministério de Minas e Energia”, disse. página a5

Segundo o ministro Edison Lobão, a Petrobras está sempre reivindicando elevação de preços porque estão defasados há muitos anos

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

FII GAVEA CI TECNOSOLO PN TECNOSOLO ON LLX LOG ON NM RECRUSUL ON

1.000,00 0,09 0,10 1,31 0,08

Maiores QUEDAS

COTAÇÃO

TECTOY ON * TEKA ON FISET TUR CI GTD PART PN MB COSERN ON

0,01 0,41 0,36 0,23 9,00

IBOVESPA

Inadimplência do consumidor registra queda de 3,5% em julho, diz serasa

nacional | b3

Ambev investe R$ 580 mi em Ponta Grossa

Arnaldo Alves/ANPr

Maiores altas*

COTAÇÃO

LLX LOG ON NM 1,31 OGX PETROLEO ON ATZ NM 0,67 B2W DIGITAL ON NM 14,85 MMX MINER ON NM 2,04 V-AGRO ON NM 3,54

Maiores QUEDAS

Tradicionalmente reconhecido pela artesanalidade de seus produtos, o Restaurante Madero acaba de inaugurar sua nova fábrica de pães e molhos em Curitiba.

COTAÇÃO

ROSSI RESID ON NM MARFRIG ON NM DASA ON NM USIMINAS ON N1 GAFISA ON NM

Inaugurada nova fábrica do Restaurante Madero

2,80 6,10 11,70 9,28 2,94

Pág. b1

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,2300

2,3700

Dólar comercial 2,3093

2,3107

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

3,0719

3,0695

Mercado óptico cresce 27% no 1º semestre

Ouro (Grama/R$): 98,00

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

Governador junto com o prefeito Marcelo Rangel, o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly e o vice-presidente da relações corporativas da Ambev, Milton Seligman, participa em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, do lançamento da Pedra Fundamental da AmBev página a2

Editorial

O

Editais na página a7

CMYK

Brasil e EUA mais parceiros do que nunca

Brasil e os Estados Unidos estão vivendo uma das épocas em que mais há acordos e parcerias estratégicas. E a tendência é de aumento nessas relações, conforme indicou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, durante visita ao Brasil, onde se reuniu com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota.

O

brasileiro reiterou que é necessário conceder ao Brasil os benefícios previstos nas relações nas quais há parceria estratégica e manifestou preocupação com o esquema de espionagem a dados de cidadãos e autoridades brasileiras. O norteamericano, como era de se esperar, tentou minimizar os impactos das denúncias sobre o monitoramento.

Central de Atendimento: 41 3333.9800

P

olêmicas à parte, Kerry disse esperar que sejam firmados acordos além do interesse comercial, como o que trata do acesso à tecnologia de ponta. Mencionou-se o fato de estar em curso uma negociação com a França relativa à transferência de tecnologia para a construção de um submarino nuclear no Brasil. Desde que seja bom para o Brasil, Kerry é bem-vindo!

Entre 2008 e 2012, o setor apresenta crescimento de 133%. Em números absolutos, o número dos primeiros seis meses de 2013 projetam para a óptica brasileira um faturamento de R$ 24,7 bilhões no final do ano. Pág. a6

Presidente da Renault Brasil homenageado com título Cidadania ACP

O diretor-presidente da Renault do Brasil, Olivier Murguet, será homenageado hoje (14) com o título Cidadania ACP.

e-mail: pauta@induscom.com.br

Pág. a6


Geral/Curitiba

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. A2

Previsão do tempo

Mín.: 9° | Máx.: 12°

Na quarta-feira ainda há previsão de chuva pela manhã na maior parte do Estado. A partir da noite, as temperaturas apresentam forte resfriamento, primeiramente nas regiões oeste, sudoeste e sul do Estado. As temperaturas mínimas na quarta-feira serão observadas no final da noite e não durante a madrugada como ocorre normalmente. fonte: www.simepar.br

Paraná Competitivo

Ambev investe R$ 580 mi na nova fábrica em Ponta Grossa Arnaldo Alves/ANPr

Empreendimento é um dos cinco maiores apoiados pelo programa Paraná Competitivo

prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Ainda há tempo!

Uma informação do deputado André Vargas vai agitar o ambiente político do Paraná nos próximos meses. Garante ele que a reforma do governo da presidente Dilma Rousseff começa em janeiro de 2014, com o afastamento de pelo menos sete ministros que irão disputar eleições em seus estados. Um deles, Gleisi Hoffmann, que deixaria a Casa Civil, segundo mais importante cargo na hierarquia do Executivo federal (o primeiro obviamente o da presidente Dilma) para se dedicar à campanha ao governo do Estado do Paraná. Outra que também se afasta é Ideli Salvatti, para tentar o governo de Santa Catarina. Para a disputa paulista o nome é o do ministro da Saúde, Alexandre Padilha. No caso de Gleisi, parece ser uma antecipação do grupo petista londrinense, tentando evitar que eventuais novas perdas registradas no prestígio da presidente Dilma possam repercutir na sua candidatura (a de Gleisi) aqui no Paraná, recomendando que seu nome seja substituído pelo de Osmar Dias como já se aventou por aqui. Dar como certa sua candidatura, seria a forma de evitar tais especulações. De qualquer modo, é de se imaginar que o grupo londrinense (Paulo Bernardo, Vargas, Gilberto Carvalho, Nedson Micheletti) tem em mãos pesquisas sobre a cotação de Gleisi no cenário estadual. Como nada vazou sobre uma possível perda de pontos, acompanhando a queda da “chefa”, o estrago não deve ter sido significativo. Restam portanto 4 meses e meio para Gleisi “consagrar” sua passagem pelo importantíssimo cargo antes de reassumir seu mandato de senadora. Tempo suficiente para ajudar a resolver alguns dos problemas que hoje, se prejudicam seu oponente Beto Richa, transferem desgaste ao povo do Paraná. Algumas pendências que a boa política recomenda, demonstre a Chefe da Casa Civil, empenho em suas soluções. Fora disso, estará repetindo a autofagia que tem sido a marca registrada de alguns políticos, para infelicidade de nosso estado.

Meio apoio

Embora ainda desfrute de prestígio na ex-Capital do Café, mesmo tendo perdido a eleição municipal, um dos componentes da “turma de Londrina do PT”, Nedson Micheletti, pouca contribuição poderá dar à campanha de Gleisi Hoffmann. Isso porque tem que dedicar seus esforços para contornar a delicada situação que o Tribunal de Justiça lhe criou, condenando-o pela cessão da área do Jóquei Clube à PUC, em seu mandato de prefeito londrinense. Vai precisar ressarcir o município em valor ainda não definido.

Situação estranha

Vem de um vereador de Santa Rosa (oeste do Paraná), presidente da Acamop, o pedido de criação de uma CPI para investigar os gastos do Ministério Público estadual com passagens, diárias e supostas contratações de servidores sem concurso público. Isso, no momento em que a Assembléia vota a implantação do auxíliosaúde para a categoria.

Retaliação

Para o vereador Amauri Ludwig, que apresentou documentos provando os gastos efetuados pelo MP, “é uma retaliação contra o excesso de investigação contra vereadores” com entrevistas antes da tomada de medidas efetivas. “Eles também tem telhado de vidro e nós vamos devolver as pedras”. A crítica maior é quanto a divulgação de fatos, antes que o direito de defesa seja oferecido, garante o vereador presidente da Acamop.

Desigualdade...

Uma lei de 2011, que beneficiou desembargadores, juízes e os funcionários do Tribunal de Justiça, dando-lhes direito de ressarcimento de despesas de saúde para si e seus dependentes, foi questionada pelo Ministério Público por “contribuir para aumentar a desigualdade social, criar discriminação, estabelecer regalia e vantagem”.

...ampliada

Questionamento não acatado pelo Órgão Especial do TJ, o Ministério Público requereu o benefício para si. A mesma Assembléia que votara o projeto (transformado em lei) beneficiando o TJ, negou o direito ao MP. É esse o tema do projeto que voltou a ser discutido agora e aprovado na segunda-feira, ontem votaria a extensão do benefício também aos que exercem cargo em comissão no MP. Outras categorias certamente exigirão os mesmos direitos nos próximos dias. EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Governador Beto Richa junto com o prefeito Marcelo Rangel, o vice-presidente da relações corporativas da Ambev, Milton Seligman, e demais autoridades, participa em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, do lançamento da Pedra Fundamental da AmBev

O

governador Beto Richa participou ontem da solenidade que marcou o início da construção da nova fábrica da Ambev em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Presente em 16 países das Américas e com duas unidades no Paraná, a empresa confirmou investimento de R$ 580 milhões na unidade. O empreendimento industrial é um dos cinco maiores apoiados pelo programa Paraná Competitivo, do Governo do Estado. “Esse é um dia para ficar marcado na história dessa região. Uma importante conquista para o Paraná e para Ponta Grossa”, afirmou o governador Beto Richa. “Sempre determinei atenção especial para que não perdêssemos este importante empreendimento, que vai gerar empregos durante a obra, na fábrica e em toda a sua cadeia produtiva”, disse Richa. O governador ressaltou que a fábrica da Ambev se soma a todos os outros investimentos anunciados para os Campos Gerais. “Criamos um ambiente propício no Estado

através do diálogo e do entendimento com as empresas. Com o Programa Paraná Competitivo, com a política de industrialização do governo, temos resgatando a confiança do setor produtivo”, afirmou Richa. Quando entrar em funcionamento, a fábrica irá criar 500 empregos diretos e indiretos. Durante as obras a previsão é criar mil postos de trabalho. A estimativa é de produzir 700 milhões de litros de bebida por ano – sendo 80% cerveja e o restante bebidas não alcoólicas. A planta será instalada em terreno de 2,6 milhões de metros quadrados, às margens da BR-376 (Km 462), sentido Londrina. A fábrica, com 435 mil metros quadrados, será uma das mais modernas fábricas de bebidas do Brasil, com tecnologia de ponta. O início da produção está previsto para o final de 2014. O protocolo com o Governo do Estado para inclusão da Ambev no programa Paraná Competitivo foi

assinado em dezembro de 2012. Richa ressaltou que a nova fábrica é mais um resultado concreto do modelo adotado pelo governo estadual, que dissemina o desenvolvimento em todas as regiões, garantindo oportunidade de emprego e renda aos cidadãos de todos os municípios. Os empreendimentos industriais instalados no Estado, bem como a expansão de unidades já existentes, somam R$ 25 bilhões. A maior parte – R$ 21 bilhões – apoiada pelo Paraná Competitivo. Os demais receberam apoio por meio financiamento do Banco Regional de Desenvolvimento Econômico do Extremo Sul (BRDE). “Mais de dois terços dos novos investimentos industriais estão no interior”, afirmou o governador. Segundo o vice-presidente da relações corporativas da Ambev, Milton Seligman, o Governo do Estado tem estimulado a empresa a investir no Paraná. “De maneira positiva e moderna, o Governo do Estado criou uma política criativa

Curitiba registra inflação de 0,5% O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) em Curitiba dos 30 dias terminados em 7 de agosto variou 0,5% em relação à taxa da última quadrissemana que foi de 0,17%. Essa aceleração foi verificada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e se deve, principalmente, a aumentos nos grupos Habitação, Transporte e Despesas Pessoais e Alimentos e Bebidas. A redução da tarifa de ônibus, a sazonalidade dos preços de peças

de vestuário e a queda no valor do tomate frearam maior aceleração do custo de vida na capital Porém, a recomposição dos preços dos combustíveis, aliado ao reajuste da tarifa de energia elétrica surge como principais responsáveis pelo comportamento de alta dos preços nesta quadrissemana. Entre os itens de maiores contribuições nesta primeira prévia do mês, destacam-se: Gasolina comum, com alta de 5,55%; energia elétrica residencial, com incremen-

to de 6,66%; pacotes turísticos nacionais com variação de 4,90%; plano de saúde, com aumento de 3,14%; automóvel de passeio nacional usado, que acelerou em 0,53%; e leite pasteurizado integral com aumento de 5,45%. As quedas que mais influenciaram no índice foram tarifa de ônibus urbano, com impacto de -3,58%; blusa e camisa femininas, que variou -7,30%; tomate, com recuo de 29,81% e condomínio que desacelerou em 2,05%.

Espaços comerciais da Rodoviária serão licitados A Urbs vai licitar até setembro os espaços comerciais da Rodoviária de Curitiba. A licitação, determinada por legislação federal e pelo termo de permissão de uso da Rodoviária concedido ao Município pela União, obedecerá a um plano de ocupação elaborado pelo Ippuc e que será implementado pela Urbs. As 36 lojas disponíveis na Rodoviária são ocupadas por titulares de permissões concedidas há várias décadas, o que não é permitido por lei. Além da Constituição, a Lei de Licitações proíbe qualquer concessão para uso de serviço público sem licitação. O plano de ocupação prevê a instalação de praça de alimentação, livraria, lanchonetes, cafeteria, lojas de confecções e produtos de couro - como malas e bolsas - farmácia, bijuterias, conveniências e restaurante

Brunno Covello(arquivo)

A Urbs vai licitar até setembro os espaços comerciais da Rodoviária de Curitiba

de qualidade com preços populares, como os que estão sendo implantados nos aeroportos brasileiros. A decisão de licitar os espaços, adequando a ocupação aos preceitos de lei, foi informada há mais de um

mês aos atuais permissionários da Rodoviária, que poderão participar da concorrência em igualdade de condições. A Urbs vai convidar o Ministério Público para acompanhar todo o processo.

para poder atrair investimentos deste porte”, Seligman. “O governador Beto Richa tem dado atenção especial à empresa. Estamos cada vez mais próximos no diálogo com o governo”, ressaltou ele. Seligman disse que o dinamismo da região dos Campos Gerais influenciou na escolha por Ponta Grossa. Ele destacou o fácil escoamento de produção, já que um forte que pesa na decisão é a logística, e a forte industrialização dos Campos Gerais, que é também polo de ensino e capacitação, com mão de obra qualificada. “É uma grande conquista para nossa cidade. Através do Paraná Competitivo a cidade recebe este importante investimento que fortalecerá toda a economia do Paraná”, disse o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel. A prefeitura também ofereceu incentivos fiscais para atrair o investimento. “Temos uma parceria muito forte com o Governo do Estado, o que tem nos propiciado a revitalização e o prestígio de Ponta Grossa e da região dos Campos Gerais”, afirmou Rangel.

Produtores de café devem se preparar para geada O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Instituto Simepar, vinculados ao Governo do Estado, informam que há previsão de geadas em toda a região cafeeira na madrugada de quinta-feira (15). Viveiros devem ser protegidos com cobertura (vegetal ou plástico) ou com uso de aquecimento. Produtores devem providenciar o “chegamento” no tronco dos cafeeiros com idade entre seis e 24 meses, que consiste em protegê-lo com pequenos montes de terra. Essa proteção deve ser mantida até meados de setembro e, depois, retirada com as mãos. Nas lavouras com até seis meses de campo, recomenda-se aos cafeicultores aguardar novo aviso, que será expedido hoje, com informações atualizadas sobre o avanço da massa de ar frio, para então decidir sobre a necessidade de enterrar as mudas. Mais informações sobre o “Alerta Geada” e técnicas de proteção de cafeeiros podem ser obtidas no endereço www.iapar. br ou pelo disque-geada (43) 3391-4500. O resultado da cultura do café para este ano não deve ser alterado e, até então, está mantida a previsão de produção de 1,7 milhão de sacas.


Aroldo Murá G. Haygert

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. A3

CURITIBA CALOROSA PARA NILSON E O “TREM” 1O impressionante sucesso da noite de lançamento do livro Mugido de Trem, de Nilson Monteiro, que ocorreu, semana passada no Museu Oscar Niemeyer, apenas confirma duas realidades: quem escreve com qualidade, retratando realidades imediatas de sua terra, como Nilson, tem passaporte para o reconhecimento; e que esta Curitiba, que muitos ainda teimam em considerar “fria” no acolhimento ao próximo, é cidade jamais insensível a gente fraternal do quilate do escritor londrinense, seu filho adotivo. Algumas fotos que seguem, de Suelen Lima e Felipe Rosa, captam novos momentos da noite de autógrafos em que, “em passant”, registrei outras presenças, além

A longa fila para autógrafos

das já registradas do governador Beto Richa e dos exgovernadores Jaime Lerner e Álvaro Dias. Assim, cito alguns deles, que compraram exatos 257 livros:

2Vários secretários estaduais – Cássio Taniguchi, Deonilson Roldo, Pepe Richa, Luiz Carlos Hauly, Fernando Ghignone, Paulino Viapiana, Marcelo Cattani, Luiz Eduardo Sebastiani (diretor financeiro da Copel), Juraci Barbosa (diretor-presidente da Fomento Paraná); Secretário municipal de Comunicação Social de Curitiba, Gladimir Nascimento, com Luciana; Deputados estaduais – Gilberto Martin, Tercílio Turini;

Com o publicitário Luiz Teixeira de Oliveira Jr.

Com o velho amigo Cassio Taniguchi.

12 MIL NOVOS EMPREGOS

O governador Beto Richa participou ontem do início da construção nova fábrica da AmBev em Ponta Grossa. Num investimento de R$ 580 milhões, a unidade inicia a produção de cervejas e refrigerantes em janeiro de 2015, com capacidade de fabricar 700 milhões de litros de bebidas por ano. A fábrica vai gerar 1,5 mil empregos diretos e outros 11 mil indiretos. A planta será instalada em terreno de 2,6 milhões de metros quadrados, às margens da BR-376 (Km 462), sentido Londrina. A fábrica, com 435 mil metros quadrados, será uma das mais modernas fábricas.

DERMOCOSMÉTICOS ORAIS: AZEITONA, VINHO E TRIGO,

A dermatologista Vanessa Nunes Nascimento apresenta nesta quarta,14, durante jantar no Porcini Trattoria, a palestra “Novidades na Dermatologia”. A médica, que conta no seu currículo com especializações na Universidade de Harvard (Boston), Universidade da Califórnia – UCLA (Los Angeles) e em Clearwater (Flórida), pretende revelar algumas inovações nos cuidados com a pele e estabelecer um bate-papo com interessados no assunto. Dentre os temas que a dermatologista abordará estão os dermocosméticos orais. Mostrará pesquisa e estudos que realizou em seus últimos congressos, sustentando a importância da ação dos polifenois vindos das azeitonas.

DERMOCOSMÉTICOS (2) Segundo a médica Vanessa Nascimento, o paciente deve ingerir diariamente as cápsulas manipuladas com essa substancia e após 60 dias a pele se mostra mais firme, com brilho, hidratada e com menos manchas de gravidez como as de sol. Esta ultima ação é bem importante, pois as azeitonas também são conhecidas como “peeling em cápsulas. “Além das azeitonas são inseridas dentro das cápsulas também substâncias vindas do trigo ou do Triticum vulgare. Trata-se de um trigo proveniente de uma plantação da região de Picardie e Champagne na França. O solo, o clima, e outras características da região ajudam na produção um trigo especial e dele é retirada uma substância chamada cerasomosides, a qual pode ser tanto ingerida como passada em forma de creme na pele”, explica a dermatologista.

sato, Lorena Aubrift Klenk, Silvio Oricolli, Marianna Camargo, Verônica Macedo, Claret de Rezende, Toni Casagrande e mais umas dezenas. Empresários – Leonardo Petrelli, Odone, Virgílio Moreira Filho, Dalton Ríspoli, Jorge e Flora Atherino, Jean Michel Galiano, Ardisson Akel, Camilo Turmina, Priscila Violar, Miguel Zattar, Luiz Eduardo Veiga Lopes, Kazuco Akamine, Oclândio Sprenger, Luiz Teixeira de Oliveira Júnior, Cristina Mello, Avani Slomp Rodrigues, entre tantos. Neurologista Paulo Rogério Bittencourt e médico Niasy Ramos, entre outros. Advogados, arquitetos, outros profissionais liberais. Enfim, parte do universo de amigos e leitores do bom Nilson.

Maí Nascimento e Dante Mendonça.

Cleverson Marinho Teixeira, Edson Ramon e Odone Fortes Martins.

OS DERMOCOSMÉTICOS (3)

(Continuação)

O cerasomosides também rejuvenesce a pele por caminhos semelhantes ao das azeitonas, firma e dá brilho à pele e combate os radicais livres. Mas o diferencial é que ele faz uma reação “booster” ao ácido retinóico. Prescrito junto com o ácido retinoico, o mesmo aumenta em 10 vezes a sua eficácia e diminui consideravelmente a irritação. Segundo a dermatologista, outros ingredientes que compõem tratamentos estéticos orais são os fosfolipideos do caviar que são anti-inflamatórios naturais e o resveratrol do vinho que é um potente antioxidante e rejuvenescedor. Vanessa formou-se médica pela PUC, fez residência, e depois pós graduou-se em Harvard. É membros da Sociedade Americana de Dermatologia.

CARTAS (correspondências para a coluna: aroldo@cienciaefe.org.br)

TONINHO VAZ EM FOZ

Grande, Aroldo: Dentro de vinte dias estarei no Salão do Livro de Foz do Iguaçu, nosso maravilhoso playground. Vou corrigir uma falha histórica no meu currículo, pois não conheço as cataratas magnificas. Vou apresentar um recital sobre o meu livro, SOLAR DA FOSSA, com a parceria de Guarabyra (um notório morador da pensão carioca que nos 60 abrigou a fina flor da cultura nacional – como o futuro iria consolidar). Funciona assim: eu apresento o tema e o Guarabyra (com o guitarrista Flavio Santini) ilustra o bate-papo cantando canções feitas no Solar: Alegria Alegria, Sinal Fechado, Roda Viva, várias do Paulo Diniz e do próprio Sá e Guarabyra, que também deixa seu depoimento Toninho Martins Vaz: Solar sobre aquela experida Fossa ência. Vai ser no dia 4 de setembro, uma quarta-feira. Sinta-se convidado (e seus leitores da região também). Com um abraço demorado do Toninho (Martins) Vaz, Rio de Janeiro.

OPINIÃO DE VALOR

A vitória vaticana contra os gigantes dos tribunais norteamericanos

Dermatologista Vanessa Nunes Nascimento: azeitona, trigo e vinho

Presidentes de entidades – Darci Piana (Fecomercio), Edson Ramon (ACP), Cleverson Marinho (Movimento Pró-Paraná), Cristiano Morrissy (diretorpresidente do Museu Oscar Niemeyer); Outras pessoas – René Dotti, e a filha Rogéria, Padre Arlindo (da Igreja do Cabral), Heinz Herwig (ex-conselheiro do TC), Edson e Doroty Gradia, Jorge Gomes Rosa, Alfredo Bufren, Márcio Almeida; Escritores – Dante Mendonça, Ernani Buchmann, Paulo Venturelli, Elói Zanetti, Márcio Renato dos Santos, Roberto Gomes, Marisa Vilella, Eudes Moraes, Maí Nascimento; Artistas plásticos – Kambé, Fabiano Vianna, Simon Taylor, José Antônio; Jornalistas – Gil Rocha, Mauri Konig, Eliseu Ti-

Jeffrey Lena, o advogado que representa o Vaticano nos tribunais norte-americanos, ainda está derrotando mil gigantes quando se trata dos casos de abuso sexual. Na última segunda-feira, um juiz federal do Oregon rejeitou o caso John V. Doe versus Santa Sé, a última ação pendente em um tribunal norte-americano relacionado aos abusos sexuais que citava o Vaticano como acusado. A reportagem é de John L. Allen Jr., publicada no sítio National Catholic Reporter, 09-08-2013. A tra-

dução é de Moisés Sbardelotto: A seguir: Dois outros casos semelhantes, um no Kentucky e outro no Wisconsin, já haviam desmoronado. Em todos os três casos, os processos foram retirados a pedido dos advogados de acusação enquanto aumentavam as dificuldades de contornar as proteções garantidas ao Vaticano sob a Lei de Imunidades Soberanas Exteriores de 1976. Até agora, o Vaticano lutou contra esses processos sem admitir qualquer irregularidade e sem pagar um centavo em indenizações. A Rede de Sobreviventes de Abusados por Padres (SNAP, na sigla em inglês), o principal grupo de defesa em prol das vítimas de abuso, efetivamente prestou a Lena um elogio ao contrário, afirmando em um comunicado da última terça-feira que uma “advocacia inteligente e agressiva” era a culpada pelo resultado. Tal advocacia, criticou a SNAP, “protegeu altas autoridades católicas de terem que responder no tribunal pelo seu repetido e imprudente sigilo e cumplicidade em um preocupante abuso sexual infantil e encobrindo o caso”. Originalmente apresentado em 2002, o caso do Oregon referia-se a Andrew Ronan, um ex-padre irlandês que pertencia aos servitas, que morreu em 1992. Documentos divulgados como parte do caso revelaram que Ronan se envolveu em má conduta sexual nos anos 1950, enquanto atendia um convento irlandês e foi então transferido para a escola de Ensino Médio St. Philip’s, em Chicago, também dirigido pelos servitas, onde ele abusou de jovens em 1963 e 1964. Em 1965, Ronan foi novamente transferido para a Igreja de St. Albert, em Portland, Oregon, onde o processo alega que ele abusou do autor da ação, identificado apenas como “John V. Doe”. Ronan foi laicizado em 1966. O núcleo do processo é a alegação de que Ronan estava agindo como um “agente” ou “empregado” da Santa Sé enquanto atuava como padre, e o Vaticano, assim, é responsável por danos provocados pelo seu comportamento. Quando o juiz Michael Mosman determinou em 2006 que ele iria considerar a base factual dessa alegação, ele provocou manchetes pelo indício de que, talvez, o muro da imunidade soberana do Vaticano estava começando a rachar. O Vaticano apelou durante todo o processo até a Suprema Corte, com o apoio do governo Obama, mas em 2010 a Suprema Corte se recusou a intervir, permitindo, como efeito, que Mosman seguisse em frente. O inquérito de Mosman levou o Vaticano a dar o passo sem precedentes em 2011 de publicar online o que ele alegava serem todos os documentos em seu poder relacionados com Ronan. O mais antigo datava de 1966, um ano depois de ter ocorrido o abuso descrito no caso. Era uma carta de Ronan solicitando a laicização com base no que ele descreveu como “repetidas, admitidas e documentadas tendências e atos homossexuais contra o voto de castidade e o celibato do sacerdócio”. Tendo examinado o rastro de papel, Mosman determinou, em agosto passado, que o Vaticano não poderia ser considerado como o “empregador” de Ronan, que puxou o tapete debaixo da argumentação da acusação e preparou o terreno para a retirada da ação um ano depois. Olhando para trás, há algumas formas pelas quais o Vaticano teve sorte na forma como esse processo se desenrolou. Primeiro, as autoridades e representantes da Igreja, durante anos, têm tentado convencer as pessoas, com pouco sucesso, de que o catolicismo não é o monólito rígido e gerido de cima para baixo do mito popular. Agora, eles têm um tribunal federal dos EUA no seu registro que diz que os padres não trabalham para o papa, ao menos no sentido usual – eles não são contratados ou demitidos por Roma, eles não são supervisionados pelo Vaticano, seus salários não saem dos cofres vaticanos etc. Se um padre tem um chefe, trata-se do bispo

local, e não do bispo de Roma. Esse processo judicial provavelmente fez muito mais do que meia dúzia de seminários de pós-graduação em eclesiologia para fomentar uma compreensão realista de como a Igreja funciona, em outras palavras. Em segundo lugar, o Vaticano escapou de um tiro no sentido de que foi o caso do Oregon que atraiu uma intensa revisão de um juiz federal, em vez do processo O’Bryan versus Santa Sé do Kentucky, que foi arquivado em 2004 e removido em 2010. Os casos do Oregon e do Wisconsin foram arquivadas por Jeffrey Anderson, o advogado de mais alto perfil que representa as vítimas de abuso clerical. O advogado, no caso do Kentucky, era um advogado local, que o abandonou porque não conseguia encontrar outras vítimas que ainda não faziam parte de litígios contra a Igreja. Portanto, os custos não valiam a potencial compensação no fim do caminho. Se o processo tivesse seguido em frente, ele teria sido um teste fascinante por causa de uma diferençachave no seu argumento subjacente. Ao contrário do Oregon e do Wisconsin, a ação judicial do Kentucky afirmava que os bispos, e não os padres, são “agentes” ou “empregados” do Vaticano, e, ao varrer os abusos para debaixo do tapete, eles estavam agindo de acordo com as políticas estabelecidas pelos seus supervisores de Roma. Independentemente da opinião pessoal de cada um sobre isso, certamente há um argumento mais forte, tanto teológica quanto praticamente, ao definir os 5.100 bispos do mundo como “empregados” do Vaticano, em vez dos 412 mil padres. Se uma terceira parte neutra realmente colocasse a alegação debaixo do microscópio, seria mais difícil prever por qual caminho as coisas poderiam ir. Dado o temperamento litigioso dos tempos, é perfeitamente possível que algum tribunal, algum dia, vai voltar a essa questão. Por enquanto, contudo, a equipe jurídica norte-americana do Vaticano pode respirar um pouco. *** A última quarta-feira trouxe um lembrete de que a limpeza dos escândalos de abuso ainda está em andamento, com uma frase da Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano a respeito de um sacerdote de alto perfil da Sicília, chamado Carlo Chiarenza. Ex-reitor da catedral da diocese siciliana de Acireale e figura proeminente da cena local, Chiarenza havia sido acusado de abuso por um cientista siciliano chamado Teodoro Pulvirenti, que se pronunciou publicamente no ano passado, alegando que Chiarenza o molestou entre 1989 e 1991, quando Pulvirenti tinha 14 ou 15 anos. Para embasar tais acusações, Pulvirenti divulgou a fita de uma conversa com Chiarenza que ele gravou secretamente, na qual o padre parecia admitir o abuso. Na quarta-feira, o bispo de Acireale anunciou que a Congregação para a Doutrina da Fé havia concluído uma investigação canônica e constatado que Chiarenza era culpado, condenando-o a deixar a diocese e proibindo-o de exercer qualquer ministério público ou de assumir qualquer cargo eclesiástico. Chiarenza continua afirmando a sua inocência e os seus advogados dizem que vão recorrer ao sistema de justiça criminal italiano para tentar limpar o seu nome, na esperança de uma absolvição que leve a Igreja a reconsiderar o seu veredito. Dentre outras coisas, essa reação ilustra uma impressionante ironia. Há não muito tempo, acreditava-se que os padres acusados sempre seriam tratados com mais cautela pela Igreja do que pelos promotores públicos. Hoje, os padres acusados, ao invés, ocasionalmente se encontram na esperança de que uma investigação civil leve a Igreja a recuar. O contraste também parece sugerir o quanto as rodas já giraram.


municipíos

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. A4 abnoticias@abcom.com.br

AB Notícias JUIZADO ITINERANTE

Cidades do Oeste paranaense recebem atendimento do Juizado Especial Itinerante. O objetivo é aproximar o Poder Judiciário da população. As cidades atendidas são Pato Bragado, Entre Rios do Oeste, Mercedes e Nova Santa Rosa. No Juizado Itinerante, as pessoas físicas e microempreendedores podem propor ações, enquanto empresas e estabelecimentos comerciais podem ser réus. Assim, ações simples são abertas em poucos minutos.

CIDADE DO LEITE

A Cooperativa Castrolanda pretende transformar o Parque de Exposições Dario Macedo, em Castro, nos Campos Gerais, na Cidade do Leite. Para tanto, deve investir 15 milhões de reais até 2020 nas obras. O dinheiro começou a ser aplicado no ano passado, nas primeiras construções que foram inauguradas durante a Agroleite 2013. O projeto da Cidade do Leite está ligado ao crescimento da feira nos últimos anos, que movimenta a economia local.

CONTRA A RAIVA

O município de São José dos Pinhais, na região de Curitiba, adquiriu 16 mil doses de vacina contra a raiva. Por meio de uma parceria com a secretaria de Agricultura e Abastecimento e Emater, são iniciadas as atividades da campanha de vacinação. As doses podem ser adquiridas gratuitamente nos postos de distribuição dos bairros. Cães, gatos, equinos, caprinos, ovinos, suínos e bovinos devem ser vacinados.

GUERRA DO CONTESTADO

Tibagi, nos Campos Gerais, recebe a mostra itinerante “A Guerra do Contestado” organizada pelo Museu Paranaense. A informação é da colunista Fabiana Guedes, do Jornal da Manhã. A mostra fica no Museu Histórico Desembargador Edmundo Mercer Junior por cerca de dois meses. A comunidade poderá conhecer detalhes sobre o conflito social que envolveu a população sertaneja e tropas militares no início do século 20.

SUINOCULTURA SE RECUPERA

A suinocultura vem se recuperando no Paraná. O valor pago ao produtor está melhor do que no início do ano, porém, os custos com a produção ainda são altos. A Associação Paranaense dos Suinocultores prevê melhora nos próximos meses, especialmente pelo aumento da exportação da carne suína. Uma campanha de marketing também vem acontecendo com o objetivo de difundir o consumo da carne.

LITERATURA EM CURITIBA

O Litercultura Festival Literário começa nesta sexta-feira, 16, e segue até domingo em Curitiba. Com apoio da Fundação Cultural, o evento terá sua programação concentrada no centro histórico da cidade. O Litercultura trará autores consagrados como Cristovão Tezza, Ana Maria Machado, Miguel Sanches Neto, Sidney Rocha e Luís Henrique Pellanda. O acesso ao Litercultura Festival Literário será gratuito em todos os espaços e na maioria das oficinas.

TECNOLOGIA NO CAMPO

A Universidade Estadual de Maringá realiza estudos de produção intensa de pastagens na Incubadora de Empreendimentos Econômicos e Solidários. O objetivo é auxiliar pequenos produtores rurais a ter acesso a novas tecnologias de produção de leite e de manejo da propriedade, melhorando os rendimentos. O estudo envolve adubação e irrigação do solo, iluminação, semeadura de aveia e a escolha da espécie da pastagem.

WAGNER MOURA É ELOGIADO

O ator Wagner Moura foi elogiado pela crítica Manohla Dargis, do jornal The New York Times. Ela considerou fantástica a atuação do brasileiro no filme Elysium, que acaba de estrear nos Estados Unidos. O longa de ficção científica tem direção do sul-africano Neill Blomkamp. Moura interpreta um coiote, que trafica pessoas da Terra para o planeta que dá nome ao filme, povoado por pessoas escolhidas.

ATUALIZAÇÃO DE MAPAS

O projeto “Nomes Geográficos do Paraná: toponímia passo a passo” está percorrendo o interior do Estado desde 2011. O objetivo é verificar montanhas, rios e povoados e, com isso, atualizar os mapas paranaenses. Até agora, foram visitados 32 municípios nas regiões dos Campos Gerais, Centro-Sul e Sudeste. Foram incluídos 2.340 nomes nos registros geográficos do Paraná, corrigidos 720 e atualizadas 180 nomenclaturas.

PREVENÇÃO DO HPV

O HPV (Vírus Papiloma Humano) é, segundo o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia das Doenças do Papilomavirus Humano (INCT-HPV), a doença sexualmente transmissível mais comum no mundo. A estimativa é que 50% da população sexualmente ativa tenha sido infectada pelo vírus, que pode aumentar as chances de desenvolvimento de câncer de útero. As mulheres são as maiores vítimas e muitas não sabem como se prevenir.

INVESTIMENTO NO NORTE

O município de Bom Sucesso, Norte do Paraná, já garantiu o recebimento de aproximadamente 8,8 milhões de reais. O recurso será investido na infraestrutura urbana, saúde, assistência social, segurança pública e outros projetos. A verba é proveniente do governo federal e estadual e será enviada no decorrer deste ano. O objetivo é realizar melhorias para atender à população.

araucária

Prefeitura realiza Rua de Lazer no Jardim Plínio no sábado O Jardim Plínio recebe no próximo sábado (17) a Rua de Lazer, promovida pela Prefeitura de Araucária por intermédio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. No dia haverá diversas atrações para a criançada e também a comunidade terá conhecimento da instalação de um Centro Esportivo no local. A Rua de Lazer é o “carro chefe” do projeto Viva Araucária e estará no Jardim Plínio (Rua Roberto Rontal, s/nº), das 14h às 17h, para divertir a criançada e divulgar

o novo espaço de atividades esportivas. As atrações serão as seguintes: camas elásticas, piscinas de bolinhas, tabuleiros, gincanas, ginástica maluca (coreografias de músicas populares e outras brincadeiras) e tênis de mesa, além da distribuição de algodão doce. Também haverá apresentações do grupo de capoeira da Prefeitura e apresentação da modalidade do jiu jitsu. O Jardim Plínio receberá um novo espaço para a prática de atividades físicas.

litoral

Impasse na licitação para obras de esgoto no Litoral Plano de obras de saneamento para praias do Paraná continua indefinido

C

ontinua indefinido o plano de obras de saneamento para as praias do Paraná. Desde o dia 10 de julho, data em que foi divulgado o resultado para contratação das obras para acabar com os problemas de esgoto nas praias de Matinhos e Pontal do Paraná, há um impasse em relação à empresa vencedora, com uma diferença de valores da ordem de R$ 86 milhões. Pelo que está estabelecido, a empresa vencedora custearia as obras, que depois de concluídas serão alugadas à Sanepar pelo prazo de 20 anos. O valor máximo, mensal, proposto pela empresa estatal foi de R$ 2,11 milhões. A empresa Itajuí Engenharia, associada através de SPE(Sociedade de Propósito Especifico) com à J. Malucelli Engenharia, apresentou proposta no valor de R$ 1,67 milhão por mês e foi desclassificada, ficando classificada a Goetze Lobato Engenharia, segunda colocada, que apresentou proposta de R$ 2,074 milhões por mês. A desclassificação teria ocorrido por erro na apresentação do plano de trabalho, ou seja, na forma de

Pelo que está estabelecido, a empresa vencedora custearia as obras, que depois de concluídas serão alugadas à Sanepar pelo prazo de 20 anos

formatação do preço da proposta. O motivo é contestado pelo departamento jurídico da Itajuí que apresentou recurso administrativo, cujo resultado deve ser anunciado ainda nesta primeira quinzena de agosto. Segundo nota distribuída pela empresa, “a vencedora do certame ainda não está

definida, pois ainda resta a fase de habilitação. Os motivos utilizados pela Sanepar para desclassificar a proposta do grupo são filigranas, formalidades, que poderiam ser superadas em razão do menor preço do Valor Mensal de Locação, conforme determina o próprio Edital. Além disso, reitera que a

sua proposta tem TIR Alavancada (Taxa Interna de Retorno) aceita pelos pa drões de mercado - 10%, enquanto a da Goetze e Lobato esta acima de 26%." Esta é a maior licitação na área de saneamento da administração do governo estadual, com um total da ordem de R$ 470 milhões.

pinhais

são josé pinhais

Município ganha novas placas de sinalização turística

Servidores da Saúde iniciam capacitação em Diagnóstico Precoce

Quem transita por Pinhais já deve ter percebido algumas mudanças na sinalização. No total são 58 placas instaladas por diferentes pontos da cidade, que facilitam a localização de pontos turísticos, sejam eles voltados ao lazer, cultura, entretenimento, entre outras áreas. A obra está sendo executada pela Secretaria de Obras Públicas de Pinhais e acompanhada pelo Departamento de Turismo da cidade. O recurso de R$ 461.567,50 foi repassado pelo Ministério do Turismo, com contrapartida da Prefeitura Municipal. As placas indicam a localização de diversos locais tradicionalmente conhecidos no município. E o trabalho está acelerado, pois, a previsão para a fase atual era de 40,07% das obras, porém até agora foi executada 65,61% da instalação, iniciada no final do mês de abril deste ano. Segundo o engenheiro civil da Secretaria de Obras Públicas, responsável pela obra, Francisco Silva Ceolin, na primeira etapa foram instaladas todas as placas menores, perfazendo uma total de 21 equipamentos. “A maioria destas placas foram fixadas ao longo da Estrada Ecológica, e as demais em outros locais pela cidade, em frente ao Bosque Municipal, por exemplo”, esclarece Ceolin.

A obra está sendo executada pela Secretaria de Obras Públicas de Pinhais e acompanhada pelo Departamento de Turismo da cidade

Em relação às placas maiores, já foram instaladas um total de 16. “Estas possuem uma estrutura mais robusta”, explica o engenheiro. Tais materiais de sinalização encontram-se na Rodovia João Leopoldo Jacomel, entre o Hipermercado Carrefour e o acesso à Estrada Ecológica, na Avenida Camilo Di Lellis, próximo a FAPI, na Estrada da Graciosa, nas divisas com Colombo e Quatro Barras e na altura da Avenida Jacob Macanhan. Também a estrada Ecológica, próximo a Rodovia João Leopoldo Jacomel e no acesso para o Clube Panorâmico e demais atrações turísticas. E recentemente na Avenida Ayrton Senna, próximo ao Autó-

dromo Internacional de Pinhais, foi executada a fundação para receber mais quatro placas, que serão fixadas em suporte resistente. Por último, serão instaladas outras 17 em vários locais de Pinhais, todas com estrutura similar as utilizadas na construção de semáforos. De acordo com o Departamento de Turismo de Pinhais, além de tornar mais fácil o acesso a locais constantemente frequentados, o principal benefício da benfeitoria é fomentar a atividade turística no município. Neste sentido, movimenta-se a economia local, contribuindo com o desenvolvimento do município, gerando mais empregos, dentre outras coisas.

colombo

Audiência Pública debate Lei Orçamentária e o Plano Plurianual A prefeitura de Colombo realizou na sexta-feira (09), uma audiência pública na Câmara de Vereadores para debate e avaliação da proposta Orçamentária anual de 2014 e do Plano Plurianual (PPA) para o período de 2014 a 2017. O parecer final deste trabalho deve estar na casa de leis para aprovação até o próximo dia 31. “Estamos buscando a participação da população para discutir melhorias para Colombo que atendam as demandas e expectativas dos moradores, e elas estão em todas as áreas, seja na Educação, Saúde, Obras, Agricultura, Desenvolvimento Urbano, entre outras”, destacou o secretário da Fazenda, Marcio Strapasson. Durante o debate, que detalhou os investimentos previstos para to-

Projeção do orçamento de 2014 é de R$ 263 milhões que está composto pelas receitas municipal, estadual e federal

das as secretarias, a equipe técnica da secretaria da Fazenda apresentou a projeção do orçamento de 2014, que deverá ficar em torno dos R$ 263 milhões, a qual está incluída

todas as receitas, municipal como IPTU (Imposto Territorial Predial Urbano) e ISS (Imposto sobre Serviços) e ainda os repasses de outras esferas, a estadual e a federal.

Ontem foi iniciada a capacitação dos mais de 460 servidores da área de saúde de São José dos Pinhais para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. Essa iniciativa é resultado da parceria entre a Prefeitura de São José dos Pinhais e a Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia – APACN – com apoio do Instituto Ronald Mcdonald. O programa além de treinar os médicos e não médicos para a identificação da neoplasia, conta também com a apresentação de protocolos referenciais e o encaminhamento rápido aos hospitais para atender esses casos. A aula inaugural aconteceu na Central de Treinamento da Prefeitura, onde todas as terças-feiras até o próximo ano, os servidores serão capacitados. Segundo o secretário Municipal de Saúde, Brasílio Vicente de Castro Filho, este programa soma muito a saúde municipal de um modo muito amplo, pois garante um melhor atendimento à população, bem como a conscientização e divulgação sobre a doença. “Quando se fala em câncer, facilmente imaginamos que essa doença aparece em pessoas mais vividas, porém a realidade é que as crianças e adolescentes também são suscetíveis a ela, a vantagem, entretanto é que crianças reagem mais rapidamente ao tratamento, principalmente quando diagnosticado precocemente”, completou Brasílio. O Prefeito Luiz Carlos Setim agradeceu a confiança da APACN e do Instituto Ronald Mcdonald pela escolha de São José dos Pinhais para instalar este programa e enfatizou a responsabilidade de cada servidor que será capacitado. “A partir deste momento, cabe a cada um dos profissionais da área de saúde que serão capacitados, uma carga de responsabilidade muito grande e séria devido ao conhecimento adquirido e da prestação de atendimento à população que será mais qualificada e direcionada, promovendo assim uma chance maior de recuperação de nossas crianças e adolescente portadoras de câncer”, afirmou Setim. O evento contou também com as presenças do presidente da APACN, Antonio Carlos dos Santos Lima que agradeceu a acolhida da Secretaria Municipal de Saúde.


Contexto Político TRE absolve Edgar Bueno

Por cinco votos contra um, o Tribunal Regional Eleitoral rejeitou, agora a tarde, o pedido de cassação do mandato do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, do PDT. Pesava contra Edgar Bueno a acusação de “gastos excessivos” na campanha eleitoral do ano passado. Apenas a relatora do processo, Renata Estorilho Baganha, votou pela cassação. Votaram contra os juízes Marcos Roberto Araújo dos Santos,Edson Vidal Pinto, Josafá Antonio Lemes,Jean Carlo Leeck e Kennedy Josué Greca.

Reforma política

O PSDB promove nesta quinta-feira, em Curitiba, um debate sobre a reforma política, em discussão no Congresso Nacional. O debate será às 19 horas, no Hotel Hara, e o palestrante será o presidente do PSDB de Minas Gerais, o deputado federal Marcus Pestana, que representa o partido grupo de trabalho criado na Câmara Federal sobre a reforma política.

Seis propostas

Em reunião recente do diretório nacional, o PSDB apresentou seis pontos para a reforma política: fim da reeleição e mandato de cinco anos; voto distrital misto; fim das coligações proporcionais; mudança na suplência para senador; retomada da discussão sobre cláusula de desempenho e mudança da regra para concessão de tempo de TV para propaganda eleitoral.

PT (I)

Quatro chapas vão disputar a presidência do PT paranaense, na eleição que será realizada no

Roseli Abrão

Diário Indústria&Comércio

roseli@roseliabrao.com.br

dia 10 de novembro. A disputa vai envolver dois deputados. Além de Enio Verri, que concorre à reeleição, o deputado federal Dr. Rosinha. São candidatos, também, Ulisses Kamiak e Roberto Elias Salomão.

PT (II)

Seis candidatos vão disputar a presidência nacional do PT, eleição que será realizada no dia 10 de novembro (se houver segundo turno será no dia 24). Disputam o cargo hoje ocupado por Rui Falcão, que é candidato à reeleição, Markus Sokol, Paulo Texeira, Renato Simões, Serge Goulart e Valter Pomar.

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. A5

procurador Osvaldo Sowek Júnior, do Ministério Público Federal, para que apresente aos deputados as análises e os resultados das ações propostas pelo MPF em relação às empresas concessionárias. Os deputados também acataram requerimento pedindo informações à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre as concessões no Paraná.

Aécio

Malha fina

Pedágio

No entanto, a CPI aprovou a convocação do

Segundo o Datafolha, 58% dos eleitores pesquisados disseram que “conhecem bem” a presidente Dilma Rousseff; 44% disseram conhecer José Serra; 29% Marina Silva; 17% Aécio Neves; 14% o ministro Joaquim Barbosa; e 7% o governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

O ex-governador José Serra, segundo o Datafolha, tem a maior rejeição: 38% dos eleitores não votariam nele de jeito nenhum. A presidente Dilma Rousseff é rejeitada por 27% do eleitorado. Aécio vem em terceiro, com 24% de rejeição. O governador Eduardo Campos é rejeitado por 16% dos eleitores; Joaquim Barbosa por 9%; e Marina Silva tem a menor rejeição: 7%.

Em setembro e outubro o PT promoverá oito debates entre os candidatos: um em Belém do Pará (5 de setembro), um em Fortaleza (20 setembro), dois em Porto Alegre (dias 26 e 27 de setembro), dois no Rio de Janeiro (dias 17 e 18 de outubro) e dois em Brasília (dias 24 e 25 de outubro).

Convocação

Conhecimento

Rejeição

Debates

Reunida ontem de manhã, a CPI do Pedágio da Assembleia Legislativa adiou a análise dos requerimentos relativos que pediam a convocação do ex-governador Jaime Lerner, e o pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal das empresas concessionárias. No entendimento dos integrantes da CPI, “ainda não é o momento para estas solicitações”.

Depois de Aécio, é a ex-senadora Marina Silva quem mais ganha. Ela sai de 22% para 42%. A presidente Dilma Rousseff cresce três pontos (de 33% para 36%) e o ex-governador José Serra, dois pontos (de 15% para 17%).

O PSDB está comemorando pesquisa Datafolha que mostra que o senador Aécio Neves é o único que dobra de percentual entre os eleitores que dizem conhecer todos os pré-candidatos à sucessão presidencial. De 12%, Aécio pula para 32%.

petrobras

Governo avalia pedido para reajuste de combustíveis

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado rejeitou, por 12 votos a três, a proposta do senador Cristovam Buarque, do PDT, que previa a inclusão automática de políticos com mandato eletivo na malha fina da Receita Federal. A proposta já havia sido rejeitada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, que a considerou inconstitucional. Na CAE, a proposta tinha caráter terminativo, o que significa que não precisaria passar pelo plenário da Casa. Um dos senadores a votar contra, Romero Jucá, do PMDB, disse que a proposta dava tratamento diferenciado para os políticos, "ferindo o direito de igualdade".

Comissão do Senado aprova emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2014

"A Petrobras está sempre reivindicando elevação de preços porque estão defasados" O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse ontem (13/08) que, apesar de a Petrobras ter reivindicado reajuste nos combustíveis, o governo ainda está avaliando o pedido da empresa. "Nenhum aumento de preços é bom. Não estamos dizendo que se vai atender à reivindicação da Petrobras, estamos examinando", disse o ministro após cerimônia de abertura da Feira de Negócios de Tecnologia Brasil-China. Segundo o ministro, a Petrobras está sempre reivindicando elevação de preços porque estão defasados há muitos anos. "Há muito tempo não tem havido aumentos regulares de preço e sim episodicamente. Isso não quer dizer que se vá concordar. As solicitações são examinadas pelo Ministério da Fazenda, pelo Conselho de Administração da Petrobras e pelo Ministério de Minas e Energia", disse. Perguntado sobre o pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar informação veiculada, esta semana, pela revista Época, na qual um ex-diretor da BR Distribuidora denuncia a existência de um esquema de corrupção na Petrobras para beneficiar parlamentares do PMDB, Lobão disse o partido não vai se furtar a examinar o assunto. "O instituto da CPI é um instrumento da democracia. O PMDB não vai se afastar do interesse de

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2014, em tramitação na Casa

"Nenhum aumento de preços é bom. Não estamos dizendo que se vai atender à reivindicação da Petrobras, estamos examinando", disse o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão

examinar as coisas. Nem o governo tem interesse em que questões como essa não sejam examinadas. Mas isso diz respeito à autonomia do Congresso Nacional. O ministro de Estado não tem que opinar sobre isso", afirmou o ministro. Sobre as indicações para diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que trabalha com quórum mínimo, o ministro disse que não há disputas para o cargo. "O ministro indicará à presidenta da República, que aceitará ou não,

nomes para compor a diretoria da Aneel. Estamos examinando. Não há nenhuma disputa. Não há nenhuma indicação até o momento", disse Lobão. Sobre as transações energéticas entre Brasil e Venezuela, o ministro Lobão disse que, se o governo venezuelano procurar as autoridades brasileiras para ajudar no suprimento de energia, o Brasil vai avaliar como ajudar o país vizinho. O presidente venezuelano Nicolás Maduro determinou estado de

emergência no sistema elétrico do país por 90 dias. "Recebemos energia da Venezuela para abastecer parte de Roraima. Temos todo o interesse em ajudar", disse Lobão. O ministro participou da abertura da Feira de Negócios de Tecnologia Brasil-China, que conta com a participação de 50 empresas chinesas, principalmente das áreas de telefonia móvel e de tecnologia da informação. A feira termina hoje (14/08) no Centro de Eventos Brasil 21, em Brasília.

Balança comercial do agronegócio tem superavit de US$ 7,79 bilhões

Vendas de imóveis na cidade de São Paulo sobem 46% no 1º semestre

A balança comercial do agronegócio teve superavit de US$ 7,79 bilhões em julho e saldo positivo US$ 49 bilhões nos sete primeiros meses de 2013. As informações foram divulgadas ontem (13/08) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O complexo soja (grão, farelo e óleo) foi destaque nas vendas externas. No mês passado, o complexo respondeu por 42,5% dos US$ 9,3 bilhões exportados. No período de janeiro a julho, foi responsável por 36% de US$ 58,8 bilhões vendidos. Atrás da soja, estão as carnes, o complexo sucroalcoleiro, os produtos florestais e os cereais puxaram tanto as vendas externas mensais quanto no acumulado de janeiro a julho. As exportações do agronegócio brasileiro cresceram

As vendas de imóveis na cidade de São Paulo passaram de 11.981 unidades no primeiro semestre do ano passado para 17,5 mil nos primeiros seis meses de 2013, um crescimento de 46%. Em valores, o volume somou R$ 10,6 bilhões no primeiro semestre, 63% a mais do que em igual período do ano passado, quando o montante chegou a R$ 6,5 bilhões. Os dados foram divulgados ontem (13/08), na capital paulista, pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). Segundo o balanço, o destaque foi para o aumento de 330% nas vendas de imóveis de um dormitório. O total passou de 964 unidades de janeiro a julho de 2012 para 4.147 em igual período deste ano. Com isso, as unidades de um

3,6% com relação a julho do ano passado e 9,5% na comparação com os sete primeiros meses de 2012. Os números referentes à agricultura estão na contramão da balança comercial geral, que registrou o pior resultado da série histórica para meses de julho. O primeiro destino principal das exportações agrícolas em 2013 foi a Ásia, que adquiriu 42,8% dos produtos brasileiros de janeiro até o mês passado. Em segundo lugar ficou a União Europeia, que respondeu por 21,9% das compras. Os terceiros foram os países do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês), que compraram 8,5% do que foi vendido pelo Brasil. O Nafta é formado por Estados Unidos, Canadá e México.

dormitório representam aumento de 23% nas vendas acumuladas em 2013 contra 8% em 2012. Entretanto, os imóveis de dois dormitórios continuam sendo os mais vendidos, com 44% do total, chegando a 7.753 unidades no primeiro semestre. Os lançamentos aumentaram 51%, com 13.983 unidades novas ante as 9.224 registradas no primeiro semestre do ano passado. O segmento de dois dormitórios liderou, com 5.732 unidades, 41% a mais do que nos seis primeiros meses do ano passado. Já o segmento de um dormitório teve elevação de 377% nos lançamentos, passando de 747 unidades no primeiro semestre de 2012 para 3.565 no mesmo período de 2013.

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou ontem (13/08) emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2014, em tramitação na Casa. Entre as propostas aprovadas está a emenda de texto que cria parcela adicional da reserva de contingência para quitação dos restos a pagar pelo governo. Os restos a pagar correspondem às despesas que foram empenhadas em um determinado ano, mas não chegaram a ser pagas até o final do período. Pela proposta, a reserva será de a 1,28% da receita corrente líquida. Também foram aprovadas emendas sobre capacitação para micro e pequenas empresas e empreendedores individuais e estruturação produtiva dos artesanatos brasileiros. No último dia 8, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou o relatório preliminar da proposta da LDO para 2014. A proposta deveria ter sido

aprovada até o dia 17 de julho, mas a CMO não conseguiu votar o parecer do deputado Danilo Forte (PMDB-CE) por falta de acordo em torno da proposta de emenda à Constituição (PEC) que torna impositiva a execução das emendas parlamentares. Os parlamentares têm até o próximo dia 15 deste mês para apresentar emendas. O presidente da CMO, senador Lobão Filho (PMDB-MA), marcou para o dia 19 a conclusão do relatório preliminar, já com a análise das emendas, e para o dia 22 o inicio da votação do relatório final da LDO. A LDO é o instrumento por meio do qual o Executivo estabelece as principais diretrizes e metas da administração pública para um exercício. Ela é o elo entre o Plano Plurianual e a Lei Orçamentária Anual. Na LDO estão dispostas as diretrizes para a elaboração do Orçamento do exercício subsequente.

Ministério do Desenvolvimento consulta empresários sobre ampliação de acordo com a Índia O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior abriu ontem (13/08) consulta pública para apurar o interesse de empresários brasileiros na ampliação de um acordo de preferências tarifárias entre Mercosul e Índia. A preferência tarifária consiste na redução dos impostos de importação para alguns produtos. Segundo circular publicada nesta terçafeira no Diário Oficial da União o setor privado tem 45 dias para se manifestar sobre o assunto. Vigente desde 2009, o acordo

com o país asiático abrange 902 linhas tarifárias, das quais 452 são concedidas pelo Mercosul e 450 pela Índia. Segundo a consulta proposta pelo governo, entidades e associações de classe deverão indicar para aplicação de preferência tarifária produtos fabricados no Brasil com potencial para serem comercializados na Índia. A consulta prevê também que, se houver sugestão de exclusão de produtos do acordo, o setor privado deve apresentar argumentos embasando o pedido.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. A6

Opinião

congresso coluna@induscom.com.br

Energia mais barata para todos? No último quadrimestre de 2012, para solucionar a questão de como renovar as concessões de energia vincendas a partir de 2015, referentes aos ativos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, o governo editou, em setembro, a Medida Provisória no. 579. Essa peça de legislação (autoritária), relativa a um assunto que já se discutia há alguns anos, foi produzida sem consulta à sociedade, e contou apenas com a colaboração de dois diretores da Aneel compactuados com a tese governamental, sem qualquer análise de Impacto Regulatório. A intenção explícita foi a redução das tarifas de energia elétrica para incentivar o crescimento econômico no país, em consonância com o pronunciamento presidencial, com promessa de redução de 20% nas contas de energia. A MP estabeleceu atropeladas regras para renovação antecipada das concessões. Os concessionários que aceitassem essas regras fariam jus às indenizações pelos ativos ainda não amortizados, mas em contrapartida, teriam tarifas estabelecidas pelo poder concedente, e a energia proveniente dos empreendimentos de geração com concessão renovada seria distribuída, via quotas aos consumidores do mercado cativo. Entre os concessionários de geração, as condições foram aceitas por cerca de 60% deles, na maioria empresas estatais. Isso representou mais de 9 GWmédios de energia, ou cerca de 15% da demanda total. Além disso, a MP 579 extinguiu a Conta de Consumo de Combustíveis (CCC) e a RGR (Reserva Geral de Reversão), e reduziu significativamente a CDE (Conta de Desenvolvimento Energético). A medida provisória acabou por se transformar, com algumas modificações, na Lei n0 12.783, aprovada às pressas com a promessa do Senador Renan assumir a presidência, o que de fato aconteceu algumas semanas depois. Entretanto, contrariamente ao que seria de se esperar, a distribuição das quotas da energia destas concessões, com custo bastante reduzido, por conta da amortização contábil, não contemplou o mercado livre, onde, aí sim, teria efeito significativo na competitividade da indústria nacional. Pelo contrário, destinando-se apenas ao mercado cativo, contribuiu para, artificialmente, desfigurar temporariamente o ganho da migração ao mercado livre. Não se levou em conta, aparentemente, que os consumidores livres representam hoje quase 1/3 do consumo e mais de 55% do PIB nacional.

Case IH é eleita "A marca mais desejada" pela Fenabrave A marca Case IH é a mais desejada pelos empresários do setor automobilístico

P

rêmio oferecido pela Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores) atesta o crescimento da Case IH e a preferência entre os concessionários de diversos segmentos. A revelação dos ganhadores aconteceu na cerimônia de abertura do 23º Congresso Fenabrave, no Expo Center Norte,em São Paulo(SP). O congresso reuniu os principais concessionários, executivos e líderes do setor de distribuição de veículos do Brasil, além de representantes de montadoras e de entidades internacionais. Para Mirco Romagnoli, vicepresidente da Case IH para a América Latina, o prêmio é um símbolo de que a empresa está no caminho certo. “Receber essa condecoração é consequência de muito trabalho e da determinação de todas as pessoas envolvidas com a Case IH

em construir a melhor marca de máquinas agrícolas do mercado. Nós, além de trabalharmos com excelentes equipes em todos os departamentos da fábrica, temos também um time de concessionários que investem na Case IH não somente capital, mas toda uma história de vida”. Realizada nos últimos cinco anos, a premiação usa como base os votos tabulados como parte da 18ª Pesquisa Fenabrave de Relacionamento de Mercado, realizada junto aos concessionários. Nessa avaliação, convém ressaltar, os concessionários puderam votar em todas as categorias, independentemente do setor de atuação, demonstrando que a marca Case IH é a mais desejada pelos empresários do setor automobilístico. César Di Luca, diretor comercial da Case IH, recebeu o prêmio

no evento da Fenabrave e destaca a importância dele com relação aos grandes resultados registrados pela marca e por todos os concessionários nos últimos anos. “Esse prêmio é muito importante para a Case IH. Para nós, com certeza é o primeiro de muitos que virão. Não tenho dúvida disso porque somos a marca que mais cresceu no ano de 2012 em participação de mercado em tratores e colheitadeiras e, este ano, os resultados são ainda melhores. Apenas no primeiro semestre, registramos crescimento de 73% em colheitadeiras e 54%em tratores. Aescolha da Case IH mostra que estamos no caminho certo”. Luiz Alberto Gotardo, diretor da concessionária Maxxicase e presidente da Abracase (Associação Brasileira dos Distribuidores Case IH), destaca também que o

Brusque espera aquecer 30% das vendas na próxima semana

Em março de 2013, o Ambiente de Contratação Livre corresponde, segundo dados da CCEE, cerca de 28% do consumo total brasileiro. O número de consumidores só faz crescer: de 2011 para 2012, aumentou 43%, e apenas até março de 2013 já é 7% maior, e isso considerando o período turbulento que o mercado está atravessando. Num parêntese, lembramos que, como consequência dos problemas criados pela MP 579, da forma que ficou o governo acabou produzindo um remendo, muito pior que o soneto, e estabeleceu o rateio das despesas com segurança energética por todos os agentes, caso inédito, onde o beneficiado não arca com o custo do benefício (mais conhecido como almoço grátis). Da média de 11.000 MW médios consumidos nos últimos 12 meses (dados de março), cerca de 16% corresponde aos consumidores especiais, isto é, aqueles que podem optar por adquirir energia apenas de fontes chamada s incentivadas: PCHs, eólicas, biomassa, entre outras. No país, o consumo industrial responde por cerca de 46% da demanda total, o comercial representa 31% desse total e o residencial fica com os restantes 23%. Isso quer dizer que mais da metade da demanda industrial é atendida hoje via contratos no ACL. No mercado livre, temos ainda os seguintes dados: 30% do consumo correspondem à indústria eletro-intensiva, e apenas 0,4% ao comércio, restando quase 70% para as demais indústrias. Esses números mostram sem sombra de dúvida que qualquer discussão sobre a importância de energia barata para o setor produtivo brasileiro não pode deixar de lado o mercado livre. Infelizmente, porém, a Medida Provisória, e a Lei 12.783 que resultou de sua conversão, ignoraram solenemente este dado da realidade. O que fazer? Entendemos que deve prosseguir a luta para que o governo faça o certo: destine cotas de energia proveniente das concessões renovadas para todos os consumidores brasileiros. Uma Associação de Consumidores já entrou na justiça e outras mais deverão entrar, seguindo o caminho da judicialização que a Resolução CNPE 03 está enfrentando. Deve-se lembrar que, se hoje esse montante corresponde a 15% da energia disponível, as concessões de geração hidrelétrica que ainda vão vencer enquadram-se no mesmo arcabouço legal, ou seja, esse percentual aumentará. Do ponto de vista da eficiência econômica, o mais racional, nos parece, seria alocar a energia velha a todos os consumidores, já que todos participaram da amortização desses investimentos, de forma similar ao PROINFA (Programa de Incentivo as Fontes Alternativas) e/ou ao CONER (Contabilização da Energia de Reserva), energias caras, isonomicamente pagas por todos consumidores, inclusive pelo Livre. O mercado livre tem papel importante na eficiência do setor, trazendo competitividade, capilaridade e assunção de riscos. Enquanto a tarifa média regulada de energia considera uma cesta com energia velha, energia nova de porte, e energias alternativas adquiridas em leilões, o preço da energia no mercado livre deve dispor também da energia velha, combinada com energia de pequenos geradores, novos e existentes, de modo a estruturar negócios de forma eficiente e contribuir para a expansão do parque gerador. Ali ás, se a expansão continuar focada apenas no mercado regulado, não demora em ter déficit de lastro físico, já que ainda não se desenvolveram mecanismos de financiabilidade pelo mercado livre, mas isso é tópico de uma outra discussão setorial, talvez a mais importante de todas. Por fim, vale a pena comentar que os poucos consumidores livres, por seu porte e natureza, foram privilegiados ao adquirir energia diretamente de geradoras estatais com preços reduzidos, e acabaram sendo os únicos consumidores livres beneficiados com as cotas, mas a maior parte da demanda industrial (em boa parte já optando pelo seu fornecedor) não dispõe dessa benesse, e o modelo setorial precisa desse contingente de consumidores para viabilizar a expansão do parque brasileiro. *Luis Gameiro é diretor da Trade Energy

Responsável por 15,49% da produção nacional têxtil, Brusque, localizada no Vale do Itajaí (SC), é considerada especialista na produção de cama, mesa, banho e malharia, respondendo por aproximadamente 50 % da produção brasileira nestes segmentos. A partir deste sábado, 17 de agosto, a cidade conhecida como berço da fiação catarinense estima receber compradores de todo o Brasil ávidos por abastecerem suas vitrines de Primavera Verão 2014, incrementando desta forma 30% das vendas em Santa Catarina. Segundo Jorge Luiz Ramos, diretor do Brusque Convention e Visitor Bureau, “... vendemos moda com ótimo preço e reforçaremos esta ideia em nossa semana de pronta entrega, a partir do dia 17 de agosto. Queremos fortalecer nossa cidade como polo criador de moda

e gerador de negócios, beneficiando toda a cadeia brasileira têxtil e regionalmente, aquecendo também o turismo de negócios”. Atualmente, o setor têxtil e de vestuário é o que mais emprega dentre as atividades industriais do Vale do Itajaí. A região possui cerca de quatro mil empresas têxteis, transformando-a em um requisitado roteiro de compras. A capital da pronta-entrega atrai diariamente cerca de três mil clientes lojistas, que veem em busca de seus produtos de alta qualidade, bons preços e diversidade. Os setores mais importantes na cidade são as malharias, lingerie, jeanswear, calçados, tecidos, além de cama, mesa e banho.

Ação de Pronta Entrega Lojistas de todo o Brasil vindos de diferentes estados se preparam

para abastecer suas vitrines entre 18 a 20 de agosto durante a ação de pronta entrega Lançamento Primavera Verão 2014 Brusque Polo Fashion, realizada pelo Brusque Convention & Visitors Bureau, apoio da Prefeitura Municipal de Brusque, patrocínio da Canatiba e participação do Catarina Shopping Moda Atacadista e Master Shopping Atacadista. O desfile conceitual de abertura “Summer Season”, que será realizado dia 17 de agosto, às 20h, no Mineral Agua Park, receberá 500 convidadosselecionados pelos próprios shoppings, além de imprensa e autoridades, que conhecerão de perto as criações de verão produzidas por mais de 300 marcas do Polo de Brusque. Paralelo ao desfile de abertura, os shoppings Catarina Shopping Moda Atacadista e Master Shopping

BRASIL

Mercado óptico supera expectativas e cresce 27% no 1º semestre A Abióptica - Associação Brasileira da Indústria Óptica - finalizou um balanço sobre o 1º semestre do mercado óptico nacional. Os números revelam um crescimento de 27% entre janeiro e junho de 2013 em comparação com o mesmo período de 2012, número que já supera a previsão para o ano todo, que era de 25%. Nos últimos 5 anos, entre 2008 e 2012, o setor apresenta crescimento de 133%. Em números absolutos, o número dos primeiros seis meses de 2013 projetam para a óptica brasileira – que emprega atualmente 150 mil em todo o país – um faturamento de R$ 24,7 bilhões no final do ano. Segundo a Abióptica, a boa notícia é fruto da conjunção de alguns fatores, como os investimentos contínuos do setor em ações de combate à pirataria e à

ilegalidade, à adoção de normas de regulamentação, campanhas de conscientização quanto às questões que envolvem a saúde ocular do brasileiro, maior acesso a crédito e, mais recentemente, esforços conjuntos entre a indústria e o varejo óptico nacional Para Bento Alcoforado, presidente da Abióptica, o momento do setor reflete também a entrada na economia de um grande número de consumidores. “Além de todo o potencial natural da óptica em si e do crescente número de ofertas, o crescimento da economia nos últimos anos possibilitou ao consumidor investir mais em sua própria saúde ocular e, também, em produtos de maior luxo, como é o caso das armações e lentes importadas. Até por isso, estamos nos preparando para atender a essa

demanda, por exemplo, finalizando a revisão e a elaboração de normas técnicas que garantirão à indústria e ao consumidor maior segurança na hora da compra”.

Pirataria

De acordo com números levantados pelo Imeppi (Instituto Meirelles de Proteção à Propriedade Intelectual), com dados de órgãos oficiais como Receita Federal e Polícias Estaduais e Federal, entre os meses de janeiro a junho de 2013 foram apreendidas 1,8 milhões de unidades de óculos ilegais no País. Desde 2006 foram 70 milhões de unidades apreendidas, das quais 29 milhões já destruídas. Para Bento Alcoforado, os esforços dos órgãos oficiais e de todo o setor óptico brasileiro têm rendido bons resultados.

prêmio representa a importância e a força dos representantes da marca no Brasil. “Esse é o maior reconhecimento que poderíamos ganhar, mostrando que todos os investimentos e empenhos dos concessionários valem a pena”. “Ter um prêmio como esse é muito importante para a Case IH, pois ele é organizado por pessoas que entendem desse mercado, e ser ‘A marca mais desejada’ é, sem dúvida, um importante diferencial”, disse Alexandre Martins, gerente de Desenvolvimento de Rede da Case IH. Para Alexandre, a escolha reconhece o excelente trabalho da marca junto ao projeto de expansão em número de concessionários e novas lojas e, principalmente, porque continua primando pela qualidade do atendimento ao cliente e pelas inovações apresentadas em seu portfólio de produtos.

Presidente da Renault Brasil homenageado com título Cidadania ACP O diretor-presidente da Renault do Brasil, Olivier Murguet, que assumiu o cargo em 2012, será homenageado hoje(14) com o título Cidadania ACP, durante almoço oferecido pelo Conselho Político da entidade, coordenado pelo empresário Gláucio José Geara. O empresário receberá o título em reconhecimento à sua atuação na presidência da montadora já considerada a segunda mais importante da marca, perdendo apenas para a matriz francesa. No mês de julho a Renault alcançou 7,3% de participação no mercado de veículos automotivos, comemorando seu melhor resultado desde a implantação da montadora em São José dos Pinhais. Segundo Murguet, esse desempenho se deveu à produção da linha de automóveis e veículos comerciais leves, como o utilitário Master que pelo segundo mês consecutivo bateu o recorde de emplacamentos com 1.020 unidades. Outros modelos em destaque são o Kangoo e o Sandero, que também no mês passado “teve a melhor performance do ano com 10.401 emplacamentos”, comentou Murguet.

Hospital Cassiano Campolina completará 103 anos Antes de falecer, em 28 de julho de 1904, Cassiano Antônio da Silva Campolina, também patriarca do Cavalo Campolina, deixou, em testamento, quase toda sua riqueza para construção de uma obra que assistisse a região de Entre Rios de Minas, no estado de Minas Gerais. E assim acontece até os dias de hoje. Inaugurado em 1910, o Hospital Cassiano Campolina, que leva seu nome, completará 103 anos em setembro e atende uma população de 40 mil habitantes das cidades mineiras de São Brás do Suaçuí, Lagoa Dourada, Piedade dos Gerais, Desterro de Entre Rios e Jeceaba, além da própria Entre Rios. Pelo Pronto Socorro passam mais de 2.000 pessoas/mês. Com uma estrutura considerada boa por Afonso Miranda, provedor do hospital, a equipe atual conta com 55 profissionais, entre médicos, cirurgiões, enfermeiras, administradores, recepcionistas, cozinheiros e lavanderia.


Publicidade Legal

DiĂĄrio IndĂşstria&ComĂŠrcio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | PĂĄg. A7 1Âş OfĂ­cio do registro Civil 13Âş Tabelionato LeĂŁo Bel. Ricardo Augusto de LeĂŁo - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR

RODOFAMA – TRANSPORTES RODOVIà RIOS LTDA, torna público que requereu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a Licença PrÊvia, para transporte rodoviårio de produtos perigosos e cargas, situada à Rod. BR 116 Km 116,5, 28578, Campo Santana, Curitiba – PR.

EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se:

AVISO DE LICITAĂ‡ĂƒO PREGĂƒO ELETRĂ”NICO N 1365.13 Objeto: Serviços de limpeza e desinfecção em imĂłveis, quando da ocorrĂŞncia de refluxo de esgoto ou inundaçþes por rompimento de rede de ĂĄgua/esgoto. Limite de Acolhimento de Propostas: 27/08/13 Ă s 09h. Data da Disputa de Preços: 27/08/13 Ă s 14h por meio de sistema eletrĂ´nico no site http://www.licitacoes-e.com. br. Preço MĂĄximo: R$ 15.210,00. AVISO DE LICITAĂ‡ĂƒO PREGĂƒO ELETRĂ”NICO N 1366.13 Objeto: Aquisição de Biorreator de Membrana para Tratamento de Efluente. Limite de Acolhimento de Propostas: 27/08/13 Ă s 09h. Data da Disputa de Preços: 27/08/13 Ă s 14h30 por meio de sistema eletrĂ´nico no site http://www.licitacoes-e. com.br. Preço MĂĄximo: R$ 20.583,00. AVISO DE LICITAĂ‡ĂƒO PREGĂƒO ELETRĂ”NICO N 1370.13 Objeto: Aquisição de VeĂ­culo UtilitĂĄrio. Limite de Acolhimento de Propostas: 27/08/13 Ă s 09h. Data da Disputa de Preços: 27/08/13 Ă s 14h15 por meio de sistema eletrĂ´nico no site http://www.licitacoes-e.com.br. Preço MĂĄximo: R$ 549.500,00. Informaçþes Complementares: Podem ser obtidas na Sanepar, Ă  Rua Engenheiros Rebouças, 1376 – Curitiba/PR, Fones (41) 3330-3910 / 3330-3128 ou Fax (41) 33303901 / 3330-3200, ou no site acima mencionado.

1- ALLAN ROBERTO CARDOZO e MARIA HELENA DA SILVA 2- JOSE APARECIDO FIRMINO e RENATA CRISTIANE DE OLIVEIRA Se alguĂŠm souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 13 DE AGOSTO de 2013

EDITAL DE PROCLAMAS Cartório Distrital da Barreirinha JOAQUIM VIEIRA MACIEL - Titular Av. Anita Garibaldi ,1250 – Ahú – Fone (41) 3352-3002/3254-8424/3252-3605 Faço saber que pretendem casar-se e apresentarem documentos exigidos pelo artigo 1525, incisos I, III e IV; I, III,IV e V do Código Civil Brasileiro em vigência, os contraentes: 1- ADRIANO MOURA FABENI e PATR�CIA SOUZA DEPETRIZ 2- ADRIANO MATUCHESKI e NOELI JUDITE BAZZANI 3- EDEMILSON DA SILVA e DANIELE SIMONE CORDEIRO 4- CARLOS ERNESTO BORGES DE MACEDO e THALYTA CHRISTINE SCHLOTTAG 5- ANDERSON OLIVEIRA e ANDRIANE CAMILA DE LIMA 6- ANDERSON LUIZ SEQUINEL e BIANCA DE CASTRO DEUS DE ALMEIDA 7- LU�S GUSTAVO GRZYBOWSKI e FRANCINE SOARES DIMARE Se alguÊm souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume.

AUDITORIA AMBIENTAL COMPULSORIA Por meio deste, o CGR CURITIBA LTDA torna público que realizou o procedimento de Auditoria Ambiental Compulsória para o Centro de Gerenciamento de Resíduos CGR Curitiba Ltda sito à Avenida Nossa Senhora Aparecida nº 3188 - Bairro Santa Terezinha Fazenda Rio Grande/Paranå. O relatório de auditoria entregue ao Instituto Ambiental do Paranå - IAP poderå ser consultado a partir do dia 14/08/2013 atÊ o dia 14/09/2013, das 08h00min às 17h00min, nas dependências da empresa, no endereço acima apresentado.

PODER JUDICIĂ RIO COMARCA DA REGIĂƒO METROPOLITANA DE CURITIBA – PR FORO REGIONAL DE SĂƒO JOSÉ DOS PINHAIS VARA DA FAZENDA PĂšBLICA EDITAL DE CITAĂ‡ĂƒO DE IMOBILIĂ RIA PARANAENSE S/A COM PRAZO DE 60 DIAS O DOUTOR JUAN DANIEL PEREIRA SOBREIRO, MERETĂ?SSIMO JUIZ DE DIREITO DA VARA DA FAZENDA PĂšBLICA DE SĂƒO JOSÉ DOS PINHAIS DO FORO REGIONAL DE SĂƒO JOSÉ DOS PINHAIS DA COMARCA DA REGIĂƒO METROPOLITANA DE CURITIBA, CAPITAL DO ESTADO DO PARANĂ , NA FORMA DA LEI, FAZ SABER: FAZ SABER a todos quantos, o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem que, por este JuĂ­zo e CartĂłrio, se processam os Autos de Constituição de ServidĂŁo Administrativa nÂş 0011797-95.2010.8.16.0035, em que ĂŠ requerente COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANà – SANEPAR e requerida IMOBILIĂ RIA PARANAENSE S/A, fica a requerida CITADA para contestar a presente ação, querendo, no prazo de quinze (15) dias, na conformidade com a minuta a seguir transcrita: “OBJETIVO: Para tomar conhecimento da presente ação de Constituição de ServidĂŁo Administrativa que com fulcro no Decreto nÂş 2104/2008, de 14/02/2008, publicado no Jornal Publicidade Legal, de 22/02/2008, a Expropriante foi autorizada a promover a constituição de servidĂŁo administrativa da ĂĄrea de terras declaradas de utilidade pĂşblica no Decreto jĂĄ mencionado, medindo 60,16m2, dentro do lote nÂş 10, da quadra 08, da Vila Malvea, situada no MunicĂ­pio de SĂŁo JosĂŠ dos Pinhais, de propriedade da Expropriada e que se destina Ă implantação da Rede Coletora de Esgoto SanitĂĄrio do sistema da regiĂŁo, tendo sido avaliado em R$ 1.412,00, e depositado em JuĂ­zo referido valor para a imissĂŁo provisĂłria na posse. Despacho: â€?1. Considerando que todas as diligĂŞncias para obtenção do endereço do RĂŠu restaram infrutĂ­feras, cite-se por edital, observando-se o regramento legal pertinente Ă  espĂŠcie, notadamente quanto Ă  publicaçãoâ€?. Adverte-se o citado, de que se nĂŁo for contestada a presente ação, presumir-se-ĂŁo aceitos, pelo mesmo, como verdadeiros os fatos articulados pela autora, nos termos do art. 285 do CĂłdigo de Processo Civil. Dado e passado nesta cidade de SĂŁo JosĂŠ dos Pinhais, aos seis dias do mĂŞs de agosto do ano de dois mil e treze. Eu, Raquel Regina dos Santos Morgan, Analista JudiciĂĄrio, o JUAN DANIEL PEREIRA SOBREIRO Juiz de Direito

Mineração Bassani Ltda., torna público que requereu ao IAP, a Licença de Instalação, para Extração e beneficiamento de migmatito, na localidade de Ilha do Meio e Bugre, no município de Balsa Nova. Não foi determinado estudo de impacto ambiental.

NEWCRED SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF 97.538.432/0001-92 NIRE: 413.000.823-91 Ata da 2ÂŞ Assembleia Geral OrdinĂĄria DATA, HORA E LOCAL: Aos21 dias do mĂŞs de junho do ano de 2013, Ă s 14:00 horas, na sede social localizada na Rua Acyr GuimarĂŁes, nÂş 436, Sala 1001, Agua Verde, CEP 80.240-230 – na Cidade de Curitiba, Estado do ParanĂĄ. CONVOCAĂ‡ĂƒO: sendo dispensada a convocação, nos termos do ParĂĄgrafo 4Âş, do Artigo 124, da Lei nÂş 6.404, de 15 de dezembro de 1976, face a presença confirmada de todos os acionistas. PRESENÇA: reuniram-se os acionistas da sociedade, representando a totalidade do capital social da NEWCRED SECURITIZADORAS.A.,Divinangelo de Iuliis Presidente, Marisa Terezinha Rankel de Iuliis,Diretora Vice Presidente. Para presidir a Assembleia foi eleito por unanimidade Sr.Divinangelo de Iuliis, que aceitando a incumbĂŞncia convidou a mim, Sra. Marisa Terezinha Rankel de Iuliis, para secretariĂĄ-lo, no que aceitei, assim se constituindo a mesa e dando-se inĂ­cio aos trabalhos. ORDEM DO DIA: I) – Aprovar o relatĂłrio da Administração e Demonstraçþes ContĂĄbeis Financeiras do exercĂ­cio de 2012; II) - Aprovar a distribuição do lucro lĂ­quido do exercĂ­cio de 2012– e III) – Outros assuntos de interesse da sociedade. Deliberaçþes: I –Dispensada a publicação dos anĂşncios a que se refere o art. 133, da Lei 6.404/76, no uso da faculdade prevista pelo §4Âş, do mesmo dispositivo, foi aprovado o relatĂłrio da Administração e Demonstraçþes ContĂĄbeis-Financeiras, referente ao exercĂ­cio social encerrado em 31-12-2012, devidamente autenticado pelos acionistas, nos termos do art. 294, da Lei 6.404/76, bem como aprovadas, sem qualquer ressalva ou restrição, todas as contas e atos praticados pela Diretoria da CIA referente ao exercĂ­cio acima mencionado, nos termos do art. 294 da mesma Lei acima referida. II – Aprovada a distribuição do Lucro lĂ­quido do exercĂ­ciode (em milhares de Reais) R$ 680da seguinte forma: a) Em Reserva Legal - R$ 34; b) Em Obrigaçþes Sociais EstatutĂĄrias – R$ 162;c) foi aprovado R$ 154; de distribuição de dividendos;d) permanecendo na conta reserva de lucros R$ 484. III - Da Ordem do Dia o Sr. Presidente ofereceu a palavra aos presentes para tratarem de assuntos de interesse social e, como ninguĂŠm se manifestou, os trabalhos foram suspensos pelo tempo necessĂĄrio Ă  lavratura da presente Ata. Reabertos aos trabalhos, esta Ata foi lida e, de forma unânime, aprovada e assinada pelos presentes, que autorizaram sua publicação sem as suas assinaturas, conforme Artigo 130, ParĂĄgrafo Segundo, da Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Na qualidade de Presidente e SecretĂĄrio da Assembleia, declaramos encerrada assembleia que a presente ĂŠ cĂłpia fiel da Ata original lavrada no livro prĂłprio(Atas)Curitiba, 21 de Maio de 2013. (a.a.)–Divinangelo de Iuliis, Presidente da mesa,Marisa Terezinha Rankel de Iuliis– SecretĂĄria. Acionistas Presentes:Divinangelo de Iuliis, Diretor Presidente, Marisa Terezinha Rankel de Iuliis, Diretora Vice Presidente. Divinangelo de Iuliis CPF: 012.618.038-50 Presidente– Mesa Diretor Presidente Marisa Terezinha Rankel de Iuliis CPF: 804.494.339-00 SecretĂĄria Diretora Vice Presidente

NEWCRED SECURITIZADORA S.A. Curitiba - PR CNPJ: 97.538.432/0001-92

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 BALANÇO PATRIMONIAL FINDO EM 31 DE DEZEMBRO PASSIVO E PATRIMÔNIO L�QUIDO

ATIVO

R$ mil 2012 2011 298 60 70 15 8 213 51 1 2.087 1.118 2.087 1.118 579 215 50 50 45 11 484 154 2.964 1.393

R$ mil

CIRCULANTE Caixas e Equivalentes de Caixa Direitos CreditĂłrios

Nota 5

TOTAL DO ATIVO

2011

2.964

1.393

565 2.399

85 1.308

2.964

1.393

CIRCULANTE EmprĂŠstimos e Financiamentos Impostos, Taxas e Contribuiçþes Obrigaçþes Sociais e EstatutĂĄrias SalĂĄrios e Contribuiçþes Sociais NĂƒO CIRCULANTE DebĂŞntures Captadas PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO Capital Social Reserva Legal Reserva de Lucros TOTAL DO PASSIVO

Nota 6

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO FLUXO DE CAIXA DO EXERCĂ?CIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO RESULTADO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO

R$ mil 2012 2011

R$ mil RECEITA OPERACIONAL BRUTA Receita com Desågio (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA Impostos e Contribuiçþes

2012

2011

1.357

256

1.357

256

(50) (50)

(9) (9)

LUCRO OPERACIONAL BRUTO

1.307

247

RECEITA (DESPESAS) OPERACIONAIS

(587)

(24)

(105) (482)

(13) (11)

720

223

Financeiras Gerais e Administrativas RESULTADO OPERACIONAL IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIĂ‡ĂƒO SOCIAL

(40)

(7)

LUCRO LĂ?QUIDO DO EXERCĂ?CIO

680

216

13,60

4,32

Lucro por Ação

ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro LĂ­quido do ExercĂ­cio (AUMENTO) DIMINUIĂ‡ĂƒO DE ATIVOS OPERACIONAIS Direitos CreditĂłrios a Receber AUMENTO (DIMINUIĂ‡ĂƒO) DE PASSIVOS OPERACIONAIS Debentures Captadas EmprĂŠstimos e Financiamentos Impostos, Taxas e Contribuiçþes Obrigaçþes Sociais e EstatutĂĄrias SalĂĄrios e Contribuiçþes Sociais Outras Contas a Pagar FLUXO DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Dividendos CAIXA APLICADO NAS ATIVIDADES OPERACIONAIS AUMENTO (DIMINUIĂ‡ĂƒO) DE CAIXA E EQUIVALENTES CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO PERĂ?ODO Caixa e Equivalentes de Caixa no InĂ­cio do PerĂ­odo Caixa e Equivalentes de Caixa no Final do PerĂ­odo

680 680

216 216

(1.091) (1.091)

(1.308) (1.308)

969 70 7 (1) ----------------------1.045

1.118 8 51 ----------------------1.177

(154) (154) 480 480

----------------------85 85

85 565 480

85 85

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO DO EXERCĂ?CIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO - R$ mil

EVENTOS

SALDOS NO INĂ?CIO DO PERĂ?ODO 1 - LUCRO LĂ?QUIDO DO EXERCĂ?CIO 2 - INTEGRALIZAĂ‡ĂƒO DO CAPITAL 3 - DESTINAÇÕES - Obrigaçþes Sociais e EstatutĂĄrias - Reserva Legal - Reserva de Lucros - Dividendos Distribuidos SALDOS NO FINAL DO PERĂ?ODO MUTAÇÕES DO PERĂ?ODO

CAPITAL SUBSCRITO 50

RESERVA LEGAL 11 -

RESERVA DE LUCROS 154

LUCRO/PREJUĂ?ZO ACUMULADO 680

2012 215 680

50 -

34

330

(162) (34) (330) (154) -

(162) (154) 579 364

45 34

484 330

TOTAIS

2011 216 50 (51) 215 215

NOTAS EXPLICATIVAS Ă€S DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 - (Valores em R$ mil) NOTA 1. CONTEXTO OPERACIONAL a Companhia tem por objeto social: a) a aquisição e securitização de direitos creditĂłrios nĂŁo padronizados, vencidos e/ou a vencer, performados ou a performar, originados de operaçþes realizadas por pessoas fĂ­sicas ou jurĂ­dicas nos segmentos comercial, industrial, e que sejam passĂ­veis de securitização, conforme PolĂ­tica de CrĂŠdito devidamente aprovada pela Diretoria; b) a emissĂŁo e colocação, junto ao mercado financeiro e de capitais, de DebĂŞntures, ou de qualquer outro tĂ­tulo de crĂŠdito ou valor mobiliĂĄrio compatĂ­vel com suas atividades. NOTA 2. APRESENTAĂ‡ĂƒO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS as demonstraçþes financeiras foram elaboradas e estĂŁo apresentadas em conformidade com as prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no brasil e em observância as disposiçþes contidas na Lei das Sociedades por açþes Lei nÂş 6.404/76 alterada pelas Leis nÂş 11.638/07 e nÂş 11.941/09, nos pronunciamentos, nas orientaçþes e nas interpretaçþes emitidas pelo ComitĂŞ de Pronunciamentos ContĂĄbeis (“CPCâ€?). NOTA 3. BASE DE PREPARAĂ‡ĂƒO E APRESENTAĂ‡ĂƒO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Declaração de conformidade com relação Ă s normas IFRS e Ă s normas do (CPC). as presentes demonstraçþes financeiras incluem: as demonstraçþes financeiras preparadas conforme as Normas Internacionais de RelatĂłrio Financeiro (IFRS) emitidas pelo International accounting Standards board (IaSb) e tambĂŠm de acordo com as prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no brasil que seguem os pronunciamentos emitidos pelo ComitĂŞ de Padronização ContĂĄbil (CPCs). Essas demonstraçþes financeiras individuais sĂŁo apresentadas em Real, que ĂŠ a moeda funcional da Companhia. As polĂ­ticas contĂĄbeis estabelecidas na nota explicativa 4 foram aplicadas na preparação das demonstraçþes financeiras para o exercĂ­cio encerrado em 31 de dezembro de 2012. NĂŁo houve ajustes significativos na adoção inicial das IFRS e dos CPCs. A Companhia considerou as normas do CPC descritas abaixo no decorrer do exercĂ­cio findo em 31 de dezembro de 2012. CPC 24 - Evento SubseqĂźente CPC 25 - ProvisĂľes, Passivos Contingentes e ativos Contingentes CPC 26 - apresentação das Demonstraçþes ContĂĄbeis CPC 27 – ativo Imobilizado CPC 30 - Receitas CPC 37 - adoção Inicial das Normas Internacionais de Contabilidade NOTA 4. PRINCIPAIS POLĂ?TICAS CONTĂ BEIS Dentre os principais procedimentos adotados para a elaboração das demonstraçþes financeiras, ressaltamos: a) aPURaĂ‡ĂƒO DO RESULTaDO O resultado ĂŠ apurado pelo regime de competĂŞncia. b) aTIVO E PaSSIVO CIRCULaNTE E NĂƒO CIRCULaNTE Os ativos sĂŁo reconhecidos pelos valores de realização, incluindo os rendimentos, as variaçþes monetĂĄrias auferidas e os passivos demonstrados por valores conhecidos ou calculĂĄveis, incluindo, quando aplicĂĄvel, os encargos, as variaçþes monetĂĄrias incorridas, demonstrados por valores conhecidos ou calculĂĄveis, incluindo, quando aplicĂĄvel, os encargos, as variaçþes monetĂĄrias incorridas. C) PROVISĂƒO PaRa IMPOSTO DE RENDa E CONTRIbUIĂ‡ĂƒO SOCIaL SObRE O LUCRO LĂ?QUIDO a provisĂŁo do Imposto de Renda sobre o Lucro LĂ­quido foi constituĂ­do Ă  alĂ­quota de 15% (quinze por cento), com adicional federal de 10% (dez por cento), sobre a parcela excedente a R$ 60 mil trimestrais e a Contribuição Social sobre o Lucro LĂ­quido foi

Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do MinistĂŠrio da Fazenda

Edital de Convocação O Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do MinistĂŠrio da Fazenda, entidade de representação nacional, tendo como subscritor a senhora Jecirema Alves Carvalho, CPF 096.275.292-49, que poderĂĄ ser encontrada Ă Rua GuaporĂŠ, qd. 04, lt. 12, s/n, Vila BrasĂ­lia, Aparecida de Goiânia – GO, CEP 74.905-310, com base no estatuto da entidade, CONVOCA os servidores integrantes do Plano Especial de Cargos do MinistĂŠrio da Fazenda – PECFAZ, regidos pela Lei n.Âş 11.907/2009 e pela Lei n.Âş 8.112/1990, dos estados brasileiros e o Distrito Federal, do AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE e TO, a participarem da #UUGODNGKC)GTCN0CEKQPCN7PKĹżECFCĹŒ#)07CTGCNK\CTUGPCEKFCFGFG)QK¸PKCĹŒ)1#XGPKFC0QPC#XGPKFC3F# 34, LT 01/11, St. Leste UniversitĂĄrio, no dia 03.10.2013, Ă s 10h00min, com qualquer quorum, com a seguinte pauta: 1 ĹŒ4CVKĹżECĂ ÂşQFC(WPFCĂ ÂşQEQOCNVGTCĂ ÂşQGUVCVWVÂśTKCĹŒ#NVGTCĂ ÂşQFCCDTCPIĂ„PEKCFGTGRTGUGPVCVKXKFCFGFGECVGIQTKC 'EQPĂ?OKECĹŒ#NVGTCĂ ÂşQFCTC\ÂşQUQEKCNGPQOGHCPVCUKC$TCUĂˆNKCFGCIQUVQFG Jecirema Alves Carvalho - Presidente

Para todos os associados e membros do Conselho Consultivo da

CURITIba, 13 DE AGOSTO de 2013

2012

JK PINTURAS INDUSTRIAIS LTDA – torna público que requereu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a Licença de Autorização Ambiental de Funcionamento/AFU, para a atividade de Serviços de Tratamento e Revestimento em Metais, situada à Rua Carlos Essenfelder, 26 – Hauer – CEP: 81650-090-Curitiba-PR

constituĂ­da Ă alĂ­quota de 9% (nove por cento), do lucro lĂ­quido ajustado, na forma que dispĂľe a legislação vigente com base na tributação pelo lucro presumido. NOTA 5. CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA DESCRIĂ‡ĂƒO 2012 2011 Caixa 1 1 bancos conta Movimento 564 84 TOTAL 565 85 NOTA 6. DEBĂŠNTURES PRIMEIRA EMISSĂƒO Foram emitidas 10.000 debĂŞntures conforme demonstrado abaixo: Data de emissĂŁo : 01/set./2011; Modalidade : Simples nĂŁo conversĂ­vel em açþes; Garantia : Direitos creditĂłrios da carteira de ativos da emissora; Valor nominal : R$ 4.000.000,00 SĂŠries : (04) Quatro sĂŠries. base remuneratĂłria : a) as debĂŞntures da 1ÂŞ sĂŠrie tĂŞm como base Ă  variação mensal da TJLP empressa na forma de percentual ao ano, base 30 (trinta). b) as debĂŞntures da 2ÂŞ sĂŠrie serĂĄ a partir da data de emissĂŁo, 120% do CDI base 30 dias (trinta) dia. c) as debĂŞntures da 3ÂŞ sĂŠrie serĂĄ a partir da data de emissĂŁo, 150% do CDI base 30 dias (trinta) dia. d) as debĂŞntures da 3ÂŞ sĂŠrie serĂĄ a partir da data de emissĂŁo, 180% do CDI base 30 dias (trinta) dia. Em 31/dezembro/2012, o saldo ĂŠ de R$ 2.086.526,94 representado por 1.939 debĂŞntures. NOTA 7. CAPITAL SOCIAL O capital social da companhia ĂŠ de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), representado por 50.000 (cinquenta mil) de açþes ordinĂĄrias com direito a voto de forma nominativa e com valor nominal de R$1,00 (um real) cada. NOTA 8. LEGISLAĂ‡ĂƒO SOCIETĂ RIA BRASILEIRA a Lei NÂş 11.638/07, alterou, revogou e introduziu novos dispositivos Ă  Lei das Sociedades por açþes, (Lei nÂş 6.404, de 15 de dezembro de 1976), notadamente em relação ao capĂ­tulo XV, sobre matĂŠria contĂĄbil, com vigĂŞncia a partir de janeiro de 2008 e alterada pela Medida ProvisĂłria nÂş 449, de 03 de dezembro de 2008, convertida na Lei nÂş 11.941/ 2009. Essa Lei teve, principalmente, o objetivo de atualizar a lei societĂĄria brasileira para possibilitar o processo de convergĂŞncia das prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no brasil com aquelas constantes das normas internacionais de contabilidade (IFRS) e permitir que novas normas e procedimentos contĂĄbeis sejam expedidos em consonância com os padrĂľes internacionais de contabilidade. Em 31 de dezembro de 2012, a Instituição fez uma avaliação dessas alteraçþes destacando o que segue: a administração entende que nĂŁo hĂĄ nas demonstraçþes contĂĄbeis, ajustes a serem feitos referentes ao valor presente das operaçþes ativas e passivas de longo prazo ou relevantes de curto prazo. DIVINaNGELO DE IULIIS Diretor Presidente - acionista Subscritor MaRISa TEREZINHa RaNKEL DE IULIIS Diretora Vice-Presidente - acionista Subscritor Contador: ari Paulin CRC: PR-025557/o-6 - Cpf: 553.205.629-34

Sueli AraĂşjo autografa o livro

Percepçþes sobre o texto teatral e materialização da cena contemporânea sĂŁo temas da palestra e noite de autĂłgrafos que acontece hoje, na Livraria Cultura do Shopping Curitiba. A autora Sueli AraĂşjo vai falar sobre seu livro “Narrativas em Cenaâ€?, uma seleção de textos que representam o resultado das pesquisas teĂłricas e prĂĄticas, dos mĂŠtodos criados e dos procedimentos assumidos na criação roteiros nos Ăşltimos anos. O intuito de registrar os trabalhos ĂŠ tambĂŠm atender a uma demanda de produçþes de texto teatral contemporâneo que, pelo contexto em que foram criados, acabam sem publicação e, portanto, desapropriados da histĂłria artĂ­stica literĂĄria os quais fazem parte.

Three Multimarcas lança coleção verão 2014

A Three Multimarcas lança, na próxima quinta-feira, dia 15, a Coleção Verão 2014, com muito bom gosto e sofisticação. As empresårias Mariana Oliveira e Flavia Moura selecionaram peças especiais para suas clientes e amigas passarem pela temporada com muita energia e estilo.

Vale presente de spa

Os vales presente são hå algum tempo uma boa alternativa caso não se consiga decidir qual presente entregar para alguÊm em uma data especial. Sendo assim o Spa Shishindo criou certificados de presente que garantem à pessoa presenteada vantagens para o corpo e para a mente. Esse agrado pode proporcionar relaxamento, rejuvenescimento, embelezamento, revitalização, fortalecimento do corpo e do tônus muscular, perda de medidas, serenidade e equilíbrio emocional.

Associação para a Constituição da Câmara �talo Brasileira de ComÊrcio e Indústria do Paranå

Consulado Geral da Itålia, Cônsul Regente Dr. Rosario Grenci Assunto: Convocação da AssemblÊia Geral Prezados O Presidente convoca todos os associados e os membros do Conselho Consultivo para a AssemblÊia Geral Extraordinåria, para Sexta - Feira 16 de Agosto 2013. Na sede social, Rua Itupava, 1402 – Alto da XV - Curitiba PR, em primeira convocação às 18:30 horas e em 2ª convocação às 19:00 horas. A pauta Ê a seguinte: 1. Alteraçþes do Estatuto da Associação: Dispensar a publicação das convocaçþes nos jornais (art. 18); Redução do número dos Membros do Conselho Diretor (art. 13, 22 e 23) ; Terceira assinatura para movimentação financeira (art. 24, 26 e 34); Eliminação da Comissão Eleitoral (art. 21 e 22)

Curitiba, 30 de Julho de 2013.

O Presidente Francesco Pallaro

Empresas&Produtos Premiação Casa Cor Paranå 2013

A Arquiteta Fernanda Rocha Loures Jung ganhou o Prêmio de expositor com maior número de fornecedores anunciantes da Casa Cor Paranå 2013.Dentre os parceiros, tambÊm estå a Pastilhart, líder em pastilhas e revestimentos no mercado. O ambiente RestoBar apresenta novidades em cores e tendências a fim de superar expectativas de maneira clara e objetiva. A inspiração da arquiteta foram as praças e bares abertos europeus que integram a rua com a gastronomia. O ambiente estå localizado no centro do setor, por isso a escolha de integrar o paisagismo.

Faculdade Mackenzie Rio

Com sede na cidade de São Paulo onde foi conceituada com nota måxima pelo MEC, a Universidade Presbiteriana Mackenzie estå realizando processo de expansão de suas atividades no Rio de Janeiro. O Mackenzie Rio encontra-se em franco processo de expansão, contando com mais de 2.500 alunos na graduação e na pós e tem recebido investimentos para o aprimoramento do ensino, melhoria na infraestrutura e capacitação do quadro docente. A chegada do Mackenzie no Rio iniciou-se em 2005, passando por significativas mudanças em 2008. Atualmente, a faculdade se estrutura para uma nova fase de crescimento. A Universidade Presbiteriana Mackenzie possui campi de graduação e pós-graduação em São Paulo (Campus Higienópolis), Barueri (Campus Alphaville), Brasília, Campinas, Recife. No Rio, a Faculdade Mackenzie oferece quatro cursos de graduação (Direito, Economia, Administração e Contåbeis), alÊm de cursos de pós-graduação.

Hotel Estância Betânia

Durante os meses de agosto e setembro de 2013, amigos que se hospedarem no Hotel Estância Betânia no mesmo período, ganham 30% de desconto nas diårias cada um. A oferta vale apenas para reservas em apartamentos duplos. O Hotel Estância Betânia fica hå apenas 20 km de Curitiba, na cidade de Colombo. O local oferece piscina tÊrmica coberta, parquinho, lago para pesca, årea para redes, sala de jogos, trilhas no bosque, entre outras atraçþes. AlÊm disso, conta com uma årea verde de 165 mil metros quadrados. A promoção não vale para feriados e pacotes promocionais. Crianças atÊ 5 anos não pagam e de 6 a 12 pagam cama extra.

O Boticårio lança produtos hipoalergênicos

As mulheres que tĂŞm pele sensĂ­vel acabam de ganhar uma novidade em maquiagem para deixĂĄ-las ainda mais lindas e sofisticadas, sem abrir mĂŁo da variedade de cores. A linha Make B. Mineral de O BoticĂĄrio conta, agora, com produtos 100% hipoalergĂŞnicos. Os 20 itens que compĂľem o portfĂłlio chegam Ă s 3.550 lojas da marca em todo o Brasil a partir de 12 de agosto. CosmĂŠticos hipoalergĂŞnicos sĂŁo aqueles que possuem menor risco de causar uma reação. AlĂŠm disso, os produtos de Make B. Mineral nĂŁo contĂŠm conservantes. PatrĂ­cia Scholz, gerente de categoria Maquiagem de O BoticĂĄrio, explica os diferenciais da nova linha. “Conseguimos manter a mesma textura dos produtos de Make B. Mineral, que jĂĄ sĂŁo um sucesso entre nossas consumidoras, em uma formulação com princĂ­pios ativos neutros e de origem mineral. Outro cuidado foi desenvolver a maquiagem com riqueza de cores para as mais diversas necessidades de beleza e tipos de mulherâ€?, diz a gerente.

PrĂŞmio IBGC ItaĂş 2013

Interessados em participar da edição 2013 do Prêmio IBGC Itaú – Academia e Imprensa têm atÊ o próximo dia 25 de agosto para realizar suas inscriçþes. O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) reconhecerå os vencedores com premiaçþes em dinheiro, que variam de R$3 mil a R$10 mil. As inscriçþes são gratuitas e podem ser realizadas no site do IBGC.


judiciário

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. A8

Opinião

coluna@induscom.com.br

Corrupção em xeque Contra um mal que pervaga todos os estratos da sociedade, precisamos de remédios potentes, ou melhor, de vacinas. Quando não há vacinas, como contra o mal da corrupção, que tem impacto direto no desenvolvimento socioeconômico dos países, o caminho da prevenção reside em simplicidade, transparência, esclarecimento e punição. Simplicidade pode ser a chave para derrubar argumentações de quem pratica sonegação fiscal, comércio ilegal ou informalidade. A complexidade do sistema tributário brasileiro, o tamanho da sua carga, a burocracia e o longo processo para efetuar o pagamento dos tributos têm sido pretexto e fator para corrupção e sonegação. Números ajudam os pérfidos argumentos: no Brasil, as empresas gastam em média 2.600 horas por ano para o pagamento dos impostos, em comparação com a média mundial de 277 horas, conforme o ranking Paying Taxes 2013, elaborado pela consultoria PWC, em parceria com o Banco Mundial e a International Finance Corporation (IFC). Transparência constitui a base da democracia e o maior antídoto contra a corrupção. Nos últimos anos, o Brasil estabeleceu mudanças na relação entre governos e população, em grande parte como resultado de pressões de setores representativos da sociedade. Novas leis, como a de Responsabilidade Fiscal e a 8.666 (das Licitações), mostram que o País vem investindo no aumento da transparência. Outras iniciativas descortinam esperanças de maior transparência no trato da coisa pública, como o Sistema Federal de Acesso à Informação, a criação das TVs Câmara e Senado ou o projeto que cria Conselhos de Ética nas Assembleias Legislativas estaduais e Câmaras municipais. Esclarecimento resulta de esforço de governos, instituições e organizações da sociedade civil na conscientização da população sobre a importância do comportamento ético em todas as esferas. Tanto a corrupção miúda, muitas vezes tolerada, quanto o envolvimento de agentes públicos em grandes escândalos são essencialmente os mesmos desvios de conduta. Adquirir produtos piratas ou falsificados, quando há evidência de que assim o são, recorrer à propina em vez de fazer curso de reciclagem de motoristas com excesso de pontos na carteira ou em vez de pagar qualquer tipo de multa, deixar-se levar por vantagens escusas nos negócios. Tudo isso é corrupção. Muitas vezes tolerada. Muitos brasileiros têm, como qualifica a ministra Ellen Gracie Northfleet, uma atitude dualista frente à corrupção. De um lado, o denuncismo que abusa do pré-julgamento. De outro, a letargia condescendente com determinadas práticas nada republicanas. As consequências dessa condescendência são graves para a economia. O estudo Global Fraud Survey 2012, da consultoria Ernst & Young, mostra que 84% dos executivos brasileiros entrevistados na pesquisa consideram a corrupção generalizada no ambiente de negócios. O índice é superior à média global (39%) e ao verificado na América Latina (68%). Os entrevistados querem mudar isso. Para 90% deles, deveria haver mais sanções contra fraudes e propinas. Punição, por fim, comprova que a sociedade não tolera tais desvios de conduta. A sensação de impunidade tem sido apontada como um dos principais fatores dos altos índices de percepção da corrupção no Brasil. O estudo Percepções da Corrupção Index 2012, da ONG Transparência Internacional, coloca o Brasil na 69ª posição entre 176 países. No topo, como menos corruptos, Dinamarca, Suécia e Nova Zelândia. No fim da lista, Afeganistão, Coreia do Norte e Somália. Nesse sentido, é alvissareira a aprovação pelo Senado do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 0039/2013 (PL 6826/2011), no dia 4 de julho, sem alterações. Certamente em resposta às manifestações populares de junho, o Senado incluiu em sua pauta prioritária a votação do projeto conhecido como Lei Anticorrupção. Ele permite punir empresas que pratiquem atos contra a administração pública e garante o ressarcimento do prejuízo causado aos cofres públicos por atos de improbidade. Proposto pelo Poder Executivo, e tendo o deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) como relator, o PL foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff em 1º de agosto, com três vetos. Por isso, voltará a tramitar no Congresso. Para Zarattini, o Brasil é um dos três países dos 34 integrantes da OCDE que não têm uma lei específica para punir corruptores. Daí a importância e premência de sua aprovação. O deputado Zarattini defendeu a aprovação do projeto há um ano, durante evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial – ETCO. O seminário reuniu destacados especialistas de diversos setores, entre os quais a ex-presidente do STF Ellen Gracie Northfleet; o ministro-chefe de Estado da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage; os representantes do Banco Mundial, Otaviano Canuto, da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Rolf Alter, da Amarribo, Josmar Verillo, e da CNI, José Augusto Coelho Fernandes; o economista Paulo Rabello de Castro; o sociólogo Demétrio Magnoli; os professores Rita de Cássia Biason e Roberto Romano e o cientista político Cristiano Noronha. A realização do seminário resultou na publicação do livro “Corrupção – Entrave ao Desenvolvimento do Brasil”, que será lançado no dia 14 de agosto, como parte das comemorações dos dez anos de atuação do ETCO. A obra destaca a força de corrosão da corrupção, que penetra as frestas da sociedade, minando relações profissionais, abalando valores morais e destruindo alicerces democráticos. No livro, a corrupção é tratada como um obstáculo ao desenvolvimento econômico, especialmente porque subtrai recursos das políticas públicas, causa distorções e desequilíbrios na concorrência entre as empresas e dá fôlego a uma certa cultura de leniência com as transgressões. Só com simplicidade, transparência, esclarecimento e punição, além de instituições fortes em ambiente democrático, poderemos quebrar as engrenagens de funcionamento da corrupção e criar a sociedade que almejamos. *Roberto Abdenur é Presidente Executivo do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO)

Recurso de empresa multada por contaminação ambiental em SP é rejeitado A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento a recurso da empresa Acumuladores Ajax, condenada a pagar multa ambiental por expor a população residente nas proximidades da indústria à contaminação por chumbo. Na fase de execução fiscal para cobrança da multa, a empresa apresentou embargos, que foram julgados improcedentes pelo juízo de primeiro grau. A companhia apelou para o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), que confirmou o entendimento do juiz, pois entendeu que todos os fatos descritos no auto de infração foram comprovados. A Ajax recorreu ao STJ ale-

gando que houve violação do artigo 333 do Código de Processo Civil (CPC), que, no seu entendimento, imporia à administração pública a obrigação de provar o nexo causal entre sua atividade e a poluição constatada. Segundo a empresa, os danos ambientais verificados na região poderiam ter sido causados por outra fonte poluidora. O relator do recurso no STJ, ministro Herman Benjamin, observou que o acórdão do tribunal de origem afirmou que a contaminação “foi também detectada pelo estudo epidemiológico de exposição de chumbo efetuado nas crianças residentes no entorno da empresa”. Assim, segundo o ministro, não há como afastar essa constatação.

Justiça&Direito

www.justicaedireito.com

mensalão

Barbosa muda ordem de julgamento dos recursos

Motivado por um imprevisto, o ministro Joaquim Barbosa deidiu mudar a ordem do julgamento

O

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, decidiu mudar a ordem de julgamento dos recursos da Ação Penal 470, o processo do mensalão. A alteração foi motivada por um imprevisto ocorrido na última segunda-feira: a morte da mulher do ministro Teori Zavascki, Maria Helena Marques de Castro Zavascki, vítima de câncer. O julgamento começaria hoje com a discussão sobre a admissibilidade dos embargos infringentes. Caso seja aceito, o recurso permitirá novo julgamento nos casos em que houve pelo menos quatro votos pela absolvição. A situação atende a pelo menos 11 réus: o deputado João Paulo

Cunha (PT-SP), o assessor parlamentar João Cláudio Genú e o ex-sócio da corretora BônusBanval Breno Fischberg (lavagem de dinheiro); o ex-ministro José Dirceu, o deputado José Genoino (PT-SP), o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o publicitário Marcos Valério, a ex-presidenta do Banco Rural Kátia Rabello, o empresário Ramon Hollerbach, o publicitário Cristiano Paz e o ex-presidente do Banco Rural José Roberto Salgado (formação de quadrilha). Com a inversão na pauta, a Corte começa a julgar na quarta os 26 embargos declaratórios apresentados pelos réus. Esse recurso questiona possíveis omissões e contradições no julgamento e, segundo a tradição do Supremo, raramente muda as

José Cruz/ABr

Em decisão individual, o presidente do tribunal classificou a discussão de “absurda”, alegando que a Corte já analisou todos os argumentos trazidos pela defesa e que os advogados tentam apenas “eternizar” o processo

decisões. O primeiro da lista é do advogado Rogério Tolentino, ligado a Marcos Valério. A discussão é polêmica e envolve

muitas questões teóricas, motivo que levou Barbosa a esperar o retorno de Zavascki para que o STF dê uma posição definitiva.

TRF4 condena dono de terras a pagar indenização por crime ambiental O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) condenou, na última semana, um proprietário de terras paranaense a pagar R$ 25 mil por dano moral ambiental. Ele foi denunciado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por desmatar 32,71 hectares (ha) no município de União da Vitória, no nordeste do Paraná. Desse total, 2,6 ha estavam localizados dentro de Área de Preservação Permanente (APP). Conforme o

MPF, ele teria queimado vegetação em estágio médio de regeneração para plantar pinus, com interesse de explorar a madeira, causando dano às nascentes de três córregos na região. O réu foi condenado em primeira instância a reparar os danos ambientais, com apresentação de projetos de recuperação e implantação. O juízo, entretanto, negou a condenação por danos morais, levando o Ibama a recorrer no tribunal.

Segundo o relator do processo, desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, em crimes ambientais, toda a coletividade é prejudicada. “Essas lesões prejudicam todo um ecossistema natural subjacente à vida. São afetadas tanto as presentes gerações como as futuras”, afirmou em seu voto. O desembargador reformou a sentença e condenou o réu também por danos morais. “O pagamento da indenização visa à reparação

Entidades apresentam ao TST conflitos sobre enquadramento sindical O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Carlos Alberto Reis de Paula, recebeu nesta terça-feira dirigentes de sindicatos de trabalhadores de indústrias do setor alimentício e de indústrias químicas de São Paulo. Eles apresentaram ao ministro problemas que os empregados desses setores têm sofrido com relação à jurisprudência sobre o enquadramento sindical. A principal queixa é a de que algumas decisões têm

deferido o enquadramento dos empregados da agroindústria na condição de trabalhadores rurais, mesmo quando as indústrias tenham como atividade principal a produção e processamento de álcool, açúcar e de produtos químicos, por exemplo. Segundo relataram ao presidente do TST, o sindicato dos trabalhadores rurais tem reivindicado que essas categorias estariam sob sua base de representação, o que

estaria gerando grande instabilidade tanto no setor patronal quanto no laboral. Na reunião, os dirigentes sindicais também manifestaram preocupação com o Projeto de Lei nº 4330/04, do deputado Sandro Mabel, que dispõe sobre os contratos de prestação de serviço a terceiros. O referido projeto encontra-se na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados e tramita em caráter terminativo.

Prescrição de indenização por morte, conta do óbito e não do acidente O prazo prescricional para reclamar indenização decorrente de morte é contado a partir da data do falecimento da vítima e não do acidente que o causou. Foi com esse entendimento que a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento a recurso especial de uma empresa que alegava prescrição de ação indenizatória. A ação ordinária foi movida por uma mãe contra empresa proprietária do veiculo que atropelou e

matou sua filha. A sentença julgou improcedente o pedido com fundamento na prescrição. De acordo com o juízo de primeiro grau, tendo transcorrido mais de três anos entre o atropelamento (27 de março de 2004) e a propositura da ação (9 de abril de 2007), estaria prescrita a pretensão indenizatória. O recurso especial da empresa não foi admitido na origem. A discussão chegou ao STJ por força de agravo e o relator, ministro Sidnei Beneti, ratificou a decisão do acór-

dão de segunda instância. Em seu voto, Beneti destacou o que já é entendimento pacificado no STJ: “As duas Turmas que compõem a Segunda Seção desta Corte já se manifestaram no sentido de que a fluência do lapso prescricional, em casos como o presente, não se inicia da data do acidente, mas sim na data em que a vítima efetivamente vem a óbito. Não se pode tomar por ocorrido o evento morte quando pode haver apenas lesões corporais”, disse.

da lesão produzida na esfera jurídica de terceiro e ostenta caráter pedagógico na medida em que demonstra ao meio social que a conduta danosa produz consequências indesejáveis em seu causador, inibindo a reincidência”, explicou Thompson Flores. O valor da indenização será revertido ao Fundo de Bens Lesados, previsto no artigo 13 da Lei 7.347/85. O réu poderá recorrer contra a decisão em instância superior.

Homologado o acordo coletivo dos eletricitários A Seção Especializada em Dissídio Coletivo (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho (TST) homologou, nesta segunda-feira, o acordo coletivo de trabalho dos eletricitários para os próximos dois anos. O entendimento entre a Eletrobras e os sindicatos dos empregados foi alcançado na última quarta-feira em audiência de conciliação. O acerto entre as empresas do sistema Eletrobras e os empregados do setor elétrico prevê a reposição salarial pelo IPCA acumulado até maio deste ano (data-base da categoria), com um reajuste real de salário de 0,8% retroativo a maio deste ano. Em janeiro de 2014, será dado outro reajuste real de salário, de 0,7%, e, em setembro de 2014, um reajuste real de 1%. As partes acertaram ainda manter as cláusulas do acordo coletivo passado, sendo que todas as relacionadas a questões econômicas (como tíquetes refeição e alimentação, entre outros) serão corrigidas pelo IPCA. O novo texto legal determinou que a base de cálculo fosse o salário em vez da remuneração.

Light questiona decisão sobre fiação elétrica no Rio de Janeiro A Light – Serviços de Eletricidade S/A, concessionária de energia elétrica no Estado do Rio de Janeiro, ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) Ação Cautelar (AC 3420), com pedido de liminar, requerendo efeito suspensivo ao Recurso Extraordinário com Agravo (ARE) 764029, no qual questiona decisão do Tribunal de Justiça fluminense (TJ-RJ) relativa à imposição de aterramento de toda fiação aérea do município do Rio

de Janeiro. A questão refere-se a uma ação declaratória proposta pela Light a fim de que a Justiça determine ao Rio de Janeiro que se abstenha de exigir o cumprimento do artigo 326, bem como de seu parágrafo único, contidos na Lei Complementar Municipal 111/2011. Esses dispositivos impõem às concessionárias de energia elétrica a eliminação de toda a fiação aérea na cidade, ou seja, a substituição da fiação externa para

a localizada no subsolo urbano. Em relação às redes de fiação construídas após a vigência da lei, todas já deverão ser subterrâneas. De acordo com a empresa, tal determinação se deu “sem prever qualquer compensação financeira e ignorando a regulamentação existente em relação ao tema por parte do poder concedente (União), no caso, representado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)”. Apesar de ter sido demonstrada

a inconstitucionalidade do dispositivo por invasão de competência da União, tendo em vista os artigos 21, inciso XII, alínea “b”; 22, inciso IV; 30, incisos I e VIII; 37, inciso XXI; e 175, todos da Constituição Federal, conforme alega a autora, a decisão recorrida afirmou inexistir inconstitucionalidade, uma vez que “a lei municipal teria, simplesmente, legislado sobre diretrizes que tornem o espaço urbano mais seguro e agradável aos munícipes”.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. B1

expansão

Inaugurada em Curitiba nova fábrica do Restaurante Madero O projeto da nova fábrica veio em decorrência do crescimento da rede

T

radicionalmente reconhecido pela artesanalidade de seus produtos, o Restaurante Madero acaba de inaugurar sua nova fábrica de pães e molhos em Curitiba. Localizada no bairro Prado Velho, a fábrica de 1.010m², conta com prédio novo e especialmente projetado para comportar a cozinha, as câmaras refrigeradas e a panificadora, todas providas com equipamentos de última geração. Os novos equipamentos incluem fornos italianos e câmaras de crescimento projetadas sob medida, que juntos têm capacidade de produzir até 20 mil pães por dia. Além disso, frigideiras com capacidade de 150 litros e caldeirões, que serão capazes de otimizar a produção de bases para os molhos, como o caldo de legumes, e também os molhos propriamente ditos, como o Barbecue e Parmegiana. O projeto da nova fábrica veio em decorrência do crescimento da rede. A antiga fábrica conseguia atender os 25 restaurantes, mas com o plano de expansão de terminar 2013 com 40 unidades, e 2014 com 50, já era necessário um local com grande estrutura e maquinário de ponta. Além disso, segundo Junior Durski, “a tecnologia é muito bem vinda quando ajuda a melho-

Gerson Lima

A renomada médica Adriana Vidal Schmidt apresenta hoje, às 14h, palestra sobre “A Beleza na Melhor Idade” para os associados do Clube Curitibano. Recém-chegada do 21º Congresso Científico Internacional de Estética, onde apresentou ao mercado nacional o novo e revolucionário peeling sequencial lançado pela ADCOS Cosmética de Tratamento, cujo desenvolvimento contou com a sua participação, Adriana irá trazer para o encontro temas relacionados à saúde, beleza e bem-estar nesta fase da vida. A palestra integra as atividades do programa Maioridade Saudável, que propõe diferentes ações para os associados do Clube saírem da rotina.

No dia 17 de agosto, o Sinepe/PR (Sindicato das Escolas Particulares) realiza o Simpósio de Matrículas com a presença de importantes palestrantes: Renato Casagrande, Paulo Arns da Cunha e Dr. Luis Cesar Esmanhotto. Entre os temas abordados estão a evolução do mercado educacional em Curitiba; reflexões, estratégias e ações para a escola “fazer e acontecer”; cuidados que a escola deve ter com a matrícula de aluno de inclusão; e consumo e venda de drogas dentro das escolas.

NHS participa da Eletron

Inicia hoje e vai até o dia 17, a Eletron – Feira da Indústria Elétrica, Eletrônica e Automação Industrial. A NHS Nobreaks e Estabilizadores já confirmou sua presença. Participará do estande da Quick Hard Informática – importante parceiro no segmento de nobreaks.

OKI patrocina o IT Fórum + Bahia 2013

Os novos equipamentos incluem fornos italianos e câmaras de crescimento projetadas sob medida, que juntos têm capacidade de produzir até 20 mil pães por dia

rar a qualidade, se ela vier só para facilitar o processo e houver perda de qualidade não me interessa”. Segundo o chef “produtos produzidos em equipamentos melhores são mais padronizados, além disso, padronização e procedimentos têm tudo a ver com qualidade”, destaca Junior Durski. Mesmo com toda a infra-estru-

tura de maquinários, o Madero continua sendo reconhecido por seus produtos de origem artesanal, como o famoso hamburger, a maionese, os molhos, sobremesas, o pão quentinho que é assado de hora em hora, as massas frescas feitas com a receita das avós do Chef Junior Durski. Até mesmo o bacon é defumado no próprio restaurante.

sity, EUA. Durante seu tempo em Harvard, Tomas pesquisou temas da primeira infância no Center on the Developing Child at Harvard University, Sistemas Dinâmicos de Educação e Desenvolvimento de Adultos na Harvard Graduate School of Education, e Negociação e Tomada de Decisões na Harvard Business School. O evento que é denominado “GLOBAL BUSINESS & EDUCATION” vai debater assuntos como pesquisas que mostram que quase a metade dos recém-formados não se sentem adequadamente preparados para enfrentar o mercado de trabalho. Do outro lado, aproximadamente 50% das empresas não estão satisfeitas pela oferta de recursos humanos. Parece existir um descompasso crescente entre desenvolvimento econômico e

preparação educativa. O ensino nas Universidades atende precariamente as necessidades do Global Business enquanto a educação do ensino fundamental e ensino médio deixa a desejar em termos de Global Education. A FESP organiza o primeiro Fórum Internacional de GLOBAL BUSINESS & EDUCATION para discutir os relevantes assuntos. O evento junta a teoria com a prática através de palestras proferidas por líderes nas suas áreas da HARVARD GRADUATE SCHOOL OF EDUCATION e a HARVARD BUSINESS SCHOOL. Os painéis de discussão são compostos por integrantes da política, da academia e da iniciativa privada. O evento sem precedentes discutirá a estreita relação entre desenvolvimento educacional e o desenvolvimento econômico de indivíduos, das organizações e do país.

Henkel registra forte desempenho no segundo trimestre de 2013 No segundo trimestre, as vendas globais da Henkel atingiram 4.286 bilhões de euros, com acréscimo de 1,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. As vendas orgânicas, que excluem o impacto do câmbio e aquisições/desinvestimentos, aumentaram 4%. Desconsiderando “one-time” ganhos/perdas e custos de reestruturação do período, o lucro operacional ajustado aumentou em 8,2%, de 609 milhões de euros para 660 milhões de euros, com a contribuição dos três setores de negócios. O lucro operacional (EBIT) foi de 607 milhões de euros, comparado aos 583 milhões de euros do segundo trimestre de 2012. O retorno ajustado sobre as vendas (margem EBIT) demonstrou um forte aumento de 0,9 ponto percentual, alcançando 15,4%. O retorno informado sobre as vendas atingiu 14,2% em comparação a 13,9 % no mesmo trimestre do ano anterior. O lucro por ação preferencial (EPS) aumentou de 0,91 euros para 0,96 euros. O valor ajustado foi de 1,07 euros, comparado a 0,96 euros no segundo trimestre de 2012. De modo geral, o crescimento das vendas foi novamente condu-

Beleza na Melhor Idade

Sinepe/PR realiza Simpósio de Matrículas

GLOBAL BUSINESS & EDUCATION uma proposta pioneira na cidade A partir de hoje (14), até sexta feira, Curitiba recebe pela primeira vez, um time seleto de uma das mais importantes Universidades do Mundo: HARVARD UNIVERSITY E HARVARD BUSINESS SCHOOL. A iniciativa é do presidente da Faculdade de Estudos Sociais do Paraná – FESP, Carlos Eduardo de Athayde Guimarães, que está fortalecendo cada vez mais a ação de internacionalização da instituição brasileira e do coordenador Tomas Drunkenmolle, que é consultor da FESP. Tomas possui vasta experiência internacional (EUA, América Latina, Europa e Ásia) como CEO e Diretor de Empresas. Formado e Mestrado em Filosofia pela PUC-PR e New York University, Complementou sua experiência através do estudo das ciências cognitivas, mestrando-se em Neurociência Educacional na Harvard Univer-

Empresas&Produtos

zido pelos mercados emergentes da Europa Oriental, África/Oriente Médio, América Latina e Ásia (exceto Japão). Nominalmente, as vendas nos países emergentes aumentaram 6,2% para 1,943 bilhão de euros no segundo trimestre. O crescimento orgânico foi de 8,9% com contribuição dos três setores de negócios. A participação das vendas atribuível aos mercados emergentes aumentou de 43% no mesmo trimestre do ano anterior para 45%. A região da América Latina registrou um aumento das vendas nominais de 4,7% para 282 milhões de euros. As vendas orgânicas cresceram 7,8%, com contribuições substanciais das subsidiárias do Brasil e do México. Nominalmente, as vendas na região da América do Norte diminuíram em 0,7%, para 760 milhões de euros. Em um ambiente de mercado altamente competitivo, as vendas da Henkel na região da Europa Ocidental foram de 1,423 bilhão de euros, alcançando praticamente o mesmo nível do trimestre do ano anterior. Na região da Europa Oriental as vendas aumentaram nominalmente 3,7%, para 799 milhões de euros. A expansão na região da

África/Oriente Médio continuou a ser afetada pela instabilidade política e social em alguns países. Independente disso, as vendas nominais aumentaram 10,3% para 307 milhões de euros. Na região da Ásia-Pacifico, as vendas cresceram nominalmente 2,9% para 675 milhões de euros e, organicamente, as vendas aumentaram 6%. O desempenho das vendas nos mercados emergentes asiáticos foi sólido, especialmente na China, mas no entanto, houve diminuição das vendas no Japão. “Apesar do ambiente de mercado altamente desafiador, a Henkel alcançou um forte resultado no segundo trimestre. Aumentamos significativamente tanto as vendas como os lucros, com a contribuição dos nossos três setores de negócios. Nosso retorno ajustado sobre as vendas alcançou, pela primeira vez, 15,4%”, afirma o CEO global da Henkel, Kasper Rorsted. “Embora todas as regiões tenham relatado lucros, novamente os nossos mercados emergentes tiveram uma importante contribuição. A participação das vendas dos mercados emergentes cresceu substancialmente, alcançando pela primeira vez 45%.”

O plano de expansão do Restaurante Madero inclui a entrada em cidades como São Paulo, Ribeirão Preto e Ponta Grossa, e inaugurações de novos restaurantes em Curitiba, Goiânia, Londrina e Maringá, além de uma fábrica de hamburgers, embutidos e sobremesas, programada para ser aberta em Ponta Grossa até o final de 2013.

Eismann facilita a recepção de visitas inesperadas Quem nunca passou por uma surpresa com a chegada de uma visita inesperada? Nesta hora, nada como ter uma sobremesa na mão para servir junto com um cafezinho. A Eismann, líder no mercado europeu de alimentos ultracongelados e primeira do Brasil com atuação na venda direta de alimentos, oferece opções diretas da Europa para facilitar o dia a dia. Uma das sugestões é a torta de framboesa. Vinda da Alemanha, a receita leva iogurte de creme entre camadas de uma suave massa de bolo, além de cobertura de framboesas com glacê. Outra opção é a torta alemã, preparada em camadas de biscoitos, chocolate, creme de nata, chantily e uma cobertura de chocolate meio amargo. “Vale lembrar que nós entregamos os produtos na porta das pessoas, sem cobrança de frete ou valor mínimo de compra”, comenta Carla Pereira, gerente de marketing do Grupo Eismann no Brasil.

A OKI, uma das principais empresas de soluções de impressão do mundo, patrocina o IT Fórum + Bahia, que será realizado entre 14 e 18 de agosto, no Hotel Iberostar Bahia - Praia do Forte (BA). ”O IT Forum + Bahia é estruturado para ajudar as empresas a estabelecerem relações duradouras e efetivas com os clientes. Pensando nisso, a OKI expande, cada vez mais, sua atuação no mercado, a fim de oferecer soluções com valor agregado, qualidade nos produtos e serviços para a impressão de exames de diagnósticos por imagens”, diz Luiz Humberto Carli, diretor da Unidade de Negócios – MPS da OKI.

PUCPR - Residência Médico Veterinária

Prazo encerra às 12h do dia 23 de agosto. É ofertada vaga de residente para Clínica Médica e Cirúrgica de Animais de Companhia Estão abertas, até às 12h do dia 23 de agosto, as inscrições para o processo seletivo Médico-Veterinário do Hospital Veterinário do Câmpus Toledo da PUCPR. As inscrições devem ser feitas pelo site www.pucpr.br/concursos, o valor da taxa de inscrição é R$ 50. É ofertada uma vaga de residente para Clínica Médica e Cirúrgica de Animais de Companhia. O programa tem duração de dois anos, no Hospital Veterinário. Os interessados devem ser graduados em Medicina Veterinária, com até dois anos de formado anterior a data de publicação do edital.

Marca Mais Lembrada no Paraná

Na última quinta-feira, 8 de agosto, a Todeschini foi agraciada com o prêmio Top Móbile, por ser a marca mais lembrada na categoria “Cozinhas Planejadas”, no segmento “Fabricantes de Móveis de Decoração”. A cerimônia de premiação aconteceu no Castelo de Batel, em Curitiba, para aproximadamente 300 pessoas. O gestor da marca na região, Marcio Vargas, representou a empresa no evento, e recebeu o troféu e o certificado. “É gratificante saber que somos a primeira marca na mente das pessoas. É também uma forma de reconhecimento pelo trabalho que vem sendo feito”, destacou.

McAmigo do Erasto Gaertner

O Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba, uma das instituições parceiras do McDia Feliz 2013, acaba de ganhar um McAmigo: o ator paranaense Igor Rickli, que interpreta o vilão Alberto na novela Flor do Caribe. A campanha coordenada nacionalmente pelo Instituto Ronald McDonald é a maior do Brasil pela causa do câncer infantojuvenil.

Lei de Incentivo Fiscal ao Esporte

Curso visa capacitar profissionais para desenvolverem os projetos desportivos a serem apresentados ao Ministério do Esporte e à Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo A Trevisan Escola de Negócios realiza nos dias 17 e 31 de agosto, em sua unidade de São Paulo, o curso “Lei Estadual e Federal de Incentivo ao Esporte”, ministrado pelo advogado especialista em direito desportivo, Cristiano Caús.


Nacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. B3

royalties do petróleo

Governo espera fechar acordo para votar projeto hoje O projeto vincula os royalties do petróle com investimentos na educação e saúde

E

m mais uma reunião com a base aliada, a presidenta Dilma Rousseff pediu nesta segunda-feira que líderes de partidos de apoio ao governo na Câmara negociem um acordo sobre o projeto que vincula os royalties do petróleo a investimentos na educação para que a proposta seja votada hoje. “A presidenta nos pediu para construir um acordo, no sentido de buscar o melhor para a educação pública, e nós vamos buscar construir isso até hoje. Nos próximos quatro anos, já há, do ponto de vista da participação da União, R$ 4 bilhões, que serão acrescidos no orçamento da educação, porque essa decisão o governo já tomou.

O debate principal que temos é como tratar os recursos do Fundo Social, o chamado Fundo Soberano”, disse o líder do PT na Câmara, José Guimarães, após reunião de cerca de três horas. “Vamos fazer debate com as bancadas. Delegouse aos líderes a solução política do impasse”, completou o relator da proposta na Câmara, André Figueiredo (PDT-CE) A ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, responsável pela articulação com o Congresso, disse que o governo vai receber bancadas de pelo menos quatro partidos para tentar garantir um acordo em torno dos royalties do pré-sal. Nas reuniões, ministros deverão apresentar projeções feitas

pelo governo sobre a perspectiva de arrecadação com a exploração do Campo de Libra, primeiro do pré-sal a ser licitado, em outubro. “Esses dados poderão influenciar de forma significativa no posicionamento de várias bancadas”, declarou. Segundo Ideli, o governo quer evitar que a discussão sobre os royalties abra margem para outras mudanças na regulamentação da exploração do pré-sal. “Temos que ter o cuidado de não desestruturar o marco regulatório do pré-sal, que foi algo muito debatido e aprovado. Ou seja, que a gente não utilize a discussão dos royalties para rediscutir todo o marco regulatório”, disse.

Em relação à votação do chamado Orçamento Impositivo, outro tema em que não há consenso entre o Executivo e o Congresso, o governo também vai tentar acordo para evitar a votação da proposta de emenda à Constituição que institui o Orçamento Impositivo para as emendas parlamentares individuais. “Qualquer coisa impositiva é uma imposição, por si só causa preocupação”, avaliou a ministra da Secretaria de relações Internacionais, Ideli Salvatti. A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, será a responsável por convencer os parlamentares de que a proposta é inviável e deverá passar a terça-feira em reuniões com as bancadas.

Governo cria grupo de trabalho para elaborar política de saúde no sistema prisional Um grupo de trabalho interministerial foi criado para elaborar a Política Nacional de Saúde no Sistema Prisional. Instituído por portaria publicada ontem no Diário Oficial da União, o grupo deve levar em conta a necessidade de ações para promoção da saúde e prevenção de doenças nos presídios, já que grande parte da população prisional está exposta a problemas de saúde, em razão das condições de confinamento. O grupo tem o prazo de 180 dias para apresentar a proposta da política. Os participantes são dos ministérios da Saúde, da Justiça, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e das secretarias de Direitos Humanos, de Políticas para as Mu-

lheres e de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. A portaria cria também o Comitê Técnico Intersetorial de Assessoramento e Acompanhamento da Política Nacional de Saúde no Sistema Prisional. Caberá a este comitê acompanhar a implementação da política, propor critérios para a organização e funcionamento dos serviços e do modelo de cuidado e de gestão da saúde no sistema prisional. Além de representantes do governo, o comitê será aberto à participação de organizações sociais como a Pastoral Carcerária, a Rede Justiça Criminal e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime.

Marcello Casal Jr./ABr

O grupo deve levar em conta a necessidade de ações para promoção da saúde e prevenção de doenças nos presídios

Definidas regras para aquisição de imóveis pelo Minha Casa, Minha Vida para cidades pequenas As diretrizes gerais e regras do Programa Minha Casa, Minha Vida para aquisição de imóveis por famílias com renda mensal até R$ 1,6 mil em municípios com população inferior a 50 mil habitantes foram publicadas nesta terça-feira no Diário Oficial da União. O empreendimento deverá estar inserido na malha urbana ou em zonas de expansão urbana que tenham via pública de acesso, infraestrutura urbana básica com pavimentação, drenagem pluvial, calçadas, guias e sarjetas, rede de energia elétrica e iluminação pública, rede para abastecimento de água potável e soluções para esgotamento sanitário e coleta de lixo.

Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

Caberá ao Ministério das Cidades estabelecer regras e condições para implantação dos empreendimentos

Pelo menos 3% das unidades habitacionais serão reservadas para idosos. As residências que tiverem pessoas com deficiência deverão ser adaptadas e as destinadas a famílias com crianças em idade

escolar deverão ter, em seu entorno, escolas de educação infantil e fundamental. Municípios com população inferior a 20 mil habitantes poderão contratar até 30 unidades habita-

Inadimplência do consumidor cai 3,5% em julho A quantidade de pessoas que deixaram de pagar suas contas caiu 3,5% em julho na comparação com junho. É o segundo recuo mensal consecutivo e a menor variação para um mês de julho desde 2006. Na comparação com julho do ano passado a queda foi ainda maior: 5%. Na comparação entre os sete primeiros meses de 2013 com o mesmo período do ano passado, o índice vem registrando queda, ainda assim cresceu 4%. No primeiro semestre do ano, o indicador havia registrado crescimento de 5,6%. Os dados foram divulgados ontem pela empresa de consultoria Serasa Experian. As principais responsáveis pela queda do indicador em julho foram as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.), que teve variação negativa de 8,7%. Em seguida, aparece a inadimplência com os bancos que caiu 2,2%. Já os títulos protestados e os cheques sem fundo

Valdimir Platonow/ABr

As principais responsáveis pela queda do indicador em julho foram as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc)

apresentaram alta (8,5% e 16,3%, respectivamente). De acordo com a Serasa, o valor médio da inadimplência não bancária e dos títulos protestados registraram queda de 8,4% e 2,2%, no acumulado do ano em relação ao ano passado. As dívidas com os bancos registraram alta de 4,7% assim como os cheques sem fundo que aumentaram 10,3%.

Segundo os economistas da Serasa, a queda da inadimplência do consumidor em julho é resultado da procura e interesse do consumidor pela renegociação de dívidas e da atitude cautelosa de evitar a aquisição de bens e serviços. A redução do poder aquisitivo, por causa da inflação, foi determinante para essa mudança de comportamento na avaliação dos economistas.

cionais; e os com população entre 20 mil e 50 mil até 60 unidades. O valor máximo de cada habitação será R$ 35 mil. Os recursos destinados a este fim vem do Fundo de Arrendamento Residencial, no âmbito do Programa Nacional de Habitação Urbana, e será disponibilizado por meio de instituições financeiras oficiais federais. De acordo com a portaria assinada pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, entre as diretrizes do programa estão a criação de novos postos de trabalho diretos e indiretos, além da execução de ações inclusivas para de fortalecer a autonomia das famílias e sua inclusão produtiva.

Comissão do senado aprova empréstimos para três estados Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado deu parecer favorável a empréstimos de organismos internacionais para os estados de São Paulo, Sergipe e do Pará. Para São Paulo, o parecer favorável permite a contração de crédito até US$ 300 milhões com o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). Os recursos serão destinados ao financiamento parcial do Programa de Transporte, Logística e Meio Ambiente. Para o Pará, foi aprovado empréstimo de até US$ 200,810 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Programa de Melhoria da Qualidade e Expansão de Cobertura da Educação Básica do Estado. O estado de Sergipe poderá emprestar até US$ 150 milhões do Bird, para o financiamento parcial do Projeto de Políticas de Desenvolvimento no Estado.

Opinião

coluna@induscom.com.br

A Qualificação que o Brasil começa a exigir Quando fui eleito presidente do Congresso SAE BRASIL 2013, pensei na temática que deveria permear o evento deste ano. Precisávamos eleger o mais crucial dos temas no emaranhado de desafios lançados sobre a engenharia, seja pelo mercado, pela concorrência, pelo custo Brasil e as novas regras locais do jogo da competitividade, pelas mudanças de rumo das economias local e estrangeira e até por questões relacionadas à mobilidade nas grandes cidades. Concluí que a falta de engenheiros qualificados para a indústria automotiva brasileira, que já nos põe distantes da realidade que o País começa a exigir, e com certa urgência, poderia ser o tema a ser debatido durante o Congresso SAE BRASIL 2013. Sim, faltam engenheiros e falta qualificação, e a indústria nacional já se depara com o desafio de seguir na trilha da competição internacional baseada nos sistemas de informação instantânea do mundo globalizado, que tem provocado uma verdadeira revolução no setor industrial e nos padrões de competitividade conhecidos. Em um cenário como esse, em que transformar conhecimento em competitividade é questão de sobrevivência, investir na modernização dos sistemas produtivos não é o bastante. É preciso que o capital humano seja capaz de produzir novos conhecimentos, em outras palavras, de gerar inovação. Com o emprego batendo recordes e os gargalos na educação do País, esse assunto se reveste de importância ainda maior. Pesquisa da Fundação Dom Cabral com executivos de empresas de grande porte em nível nacional, recentemente divulgada, revelou que 92% deles tem dificuldade em contratar pessoas preparadas para os cargos oferecidos. Os principais obstáculos apontados foram: escassez de profissionais capacitados (81%); falta de experiência na função (49%); e eficiência na formação básica (42%). Faço coro com o Professor Paulo Resende, responsável pela pesquisa, quando declara que, em longo prazo, tudo isso pode corroer a competitividade e o nível de produtividade da economia brasileira. No que toca à indústria da mobilidade, essa bem poderia ser a deixa para que currículos universitários sejam repensados e se traduzam em uma via de mão dupla entre a teoria acadêmica e a prática industrial. Oxalá essa ação venha um dia a se tornar realidade, no bojo da materialização de politicas capazes de padronizar as nossas universidades em patamares elevados de formação para a competitividade. E que essas politicas sejam eficientes o bastante para suplantar os efeitos da histórica falta de prioridade do Brasil na educação e seus avanços na dinâmica dos tempos. As nossas universidades, historicamente constituídas como polos de cultura e conhecimento, poderão se transformar em canais eficientes de geração fértil de projetos tecnológicos avançados, de patentes, e de disseminação da engenharia da mobilidade. E a educação brasileira necessita revolucionar a gestão dos recursos disponíveis e quem sabe amplialos e popularizá-los. A SAE tem como missão a promoção, avanço e disseminação do conhecimento da mobilidade, por meio da formação, desenvolvimento e interação entre profissionais da área, e o Congresso cumpre parcialmente com este objetivo. *Roberto Bastian é presidente do Congresso SAE BRASIL 2013

Comissão do Senado rejeita proposta que inclui políticos na malha fina da Receita Federal A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado rejeitou hoje (13) proposta que previa a inclusão automática de políticos com mandato eletivo na malha fina da Receita Federal. A proposta do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) queria fiscalização mais rigorosa para as informações da declaração de Imposto de Renda de políticos. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) observou que seria “bom para a opinião pública” votar a proposta que “pede que nossas vidas sejam mais fisca-

lizadas”. Mas 12 senadores se mostraram contrários à proposta, enquanto três votaram favoravelmente. Para o senador Romero Jucá (PMDB-RR), a proposta dava tratamento diferenciado para os políticos, “ferindo o direito de igualdade”. A proposta já havia sido rejeitada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, que a considerou inconstitucional. Na CAE, a proposta tinha caráter terminativo (não precisava passar pelo plenário da Casa).

EUA vão manter monitoramento de dados de cidadãos americanos e estrangeiros, diz Kerry O secretário de Estado norteamericano, John Kerry, avisou nesta terça-feira que os Estados Unidos não vão parar com o sistema de monitoramento a cidadãos no país e no exterior, apesar da cobrança explícita do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, durante entrevista coletiva, no Palácio Itamaraty. Kerry argumentou que o esquema de espionagem faz parte do sistema de segurança nacional americano, para garantir proteção não só para quem está nos Estados Unidos, mas também em outros países. “Achamos que nosso serviço de inteligência protege a nossa nação, assim como outros povos. Continuaremos a fazê-lo”, disse Kerry, ao negar que o governo norte-americano examine a possibilidade de suspender o monitoramento feito por suas agências a cidadãos. Kerry chegou ao Brasil num momento em que as autoridades

brasileiras aguardam mais informações dos Estados Unidos sobre o monitoramento de dados de cidadãos nos países do exterior com os meios de comunicação, conforme denunciou Edward Snowden, ex-funcionário de uma empresa terceirizada que prestava serviços à Agência de Segurança Nacional (NSA). O secretário de Estado argumentou que as medidas de espionagem foram adotadas após o ataque às Torres Gêmeas, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001. A organização Al Qaeda assumiu a autoria do atentado. De acordo com Kerry, foram implementadas ações para evitar que “inocentes sejam mortos” por organizações criminosas, como aconteceu em 2001. Kerry ressaltou que o presidente Barack Obama está determinado a prestar os esclarecimentos pedidos pelos países sobre as agências norteamericanas.


3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quarta-feira, 14 de agosto de 2013 | Pág. B4

Nem te Conto Clara Nunes

Adélia Maria Lopes

De 18 a 25 deste mês, acontece o 8º Festival Clara Nunes, em Caetanópolis, cidade da cantora mineira. São muitas atrações artísticas da terra, como a Banda Eutérpia Santa Luzia, da Cedro Textil, regida pelo maestro Valdomi Nascimento, além de nomes nacionais, como Alcione e Aldezpon Alves. (Clara foi tecelã na Cedro). Realização, prefeitura de Caetanópolis, homenageando a guerreira, nascida em 12 de agosto de 1943 e falecida, no Rio, em 2 de abril de 1983.

Costura Afinada

O Prêmio João Turin terá em sua próxima edição o tema Costura Afinada-A Trilha Sonora da Moda. Nereide Michel e Paulo Martins, coordenadores do certame dedicado aos estudantes de moda, estão prevendo muito trabalho nas faculdades, pois “a inspiração em compositores paranaenses e suas obras, independente de gênero - do clássico ao popular, é extensa”.

arte&atitude

moda&cia

Silmar Alves é Paraná em Estados d’Espírito A

sétima edição da semana de moda Alagoas Trend House, entre os dias 19 a 23 próximos em Maceió, lança o catálogo Estados d’Espírito em que con-

Na sede da OAB, às 18h desta quarta-feira 14, a antropóloga Cecília Maria Vieira Helm lança livro em homenagem a seu pai, um dos mais importantes juristas paranaenses: José Rodrigues Vieira Netto - A Vida e o Trabalho de um Grande Mestre, prefaciado pelo professor René Dotti e patrocinado pela Itaipu Binacional. A biografia abrange da infância às injustiças cometidas contra Vieira Netto, quando teve seus direitos cassados pela ditadura 64.

Comes&Bebes

templa designers nacionais. Neste ano o tema é Sustentabilidade e do Paraná o representante é Silmar Alves. A jornalista responsável pela escolha de Silmar é Nereide Michel. Escreve ela: “Silmar Alves tem uma vocação de fé: inspirar-se na cultura paranaense em suas criações. Ele acredita que preservar a cultura gera sustentabilidade – não se joga fora a nossa história!”. E escolheu para o catálogo alagoano um look da coleção Maria Bueno, a “santa curitibana”. Nereide observa que Silmar vale-se de sobras de tecidos e das mãos das artesãs da FAS, na elaboração das rosas de crochê, bordados e folhas de origami. As fotos selecionadas pela jornalista são de Ricardo Packard, do desfile dirigido por Paulo Martins. Na edição 2012 da Trend House, ao invés de catálogo, houve exposição dos trajes dos estilistas selecionados. Do Paraná, com eleição e texto de Adélia Maria Lopes, o convidado foi Alexandre Linhares, da marca curitibana Heroína. A exposição da Trend House em 2013 homenageia o artista plástico

Delson Uchoa, cuja temática vai servir de briefing aos estilistas alagoanos que irão produzir peças inspiradas no seu talento. E a madrinha da semana de moda é a advogada Fernanda Vilela. O evento, coordenado e idealizado pelo jornalista James Silver, é uma grande vitrine do trabalho autoral dos criadores do Estado, fomentando a inovação nos pequenos e micros empreendedores do setor fashion, abrangendo ainda gastronomia,

arquitetura, artes, decoração e serviços de beleza. É uma realização da S&M Bureau em parceria com a Cadeia Têxtil de Alagoas (Federação das Indústrias do Estado de Alagoas, Sebrae/AL e Secretaria Estadual de Planejamento e Desenvolvimento Econômico). Apoios: Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, Convention Bureau, Sindivest e secretarias estadual e municipal do Turismo.

Prêmio João Turin está em +B Bianca Pozzi

O alentado livro +B Inspiração Brasil, plataforma de referência e pesquisa para o Inverno 2014, divide-se nos temas Luar, Quentão e Bossa Nova e em todos eles têm participação da moda paranaense, representada pelo Prêmio João Turin de Incentivo aos Novos Designers de Moda. Estão nas páginas os looks de Luan Rodrigues, em foto de Maurício Nahas, e de Bianca Pozzi, fotografada por Gustavo Lacerda, além da mochila reciclada, de Jacqueline Salles, em foto de Gustavo Zybersztajn. Também a cultura paranaense está na sexta edição do +B Inspiração Brasil: o longa metragem curitibano Corpos Celestes, do diretor Marcos Jorge, e desenho de Maureen Miranda ilustram o tema Luar. A publicação de 164 páginas da traz uma narrativa dos estilos de vida encontrados em cada região do Bra-

Luan Rodrigues

3- O IV Congresso Vegetariano Brasileiro-Vegfest, de 25 a 29 de setembro, terá atriz Tania Alves, que também é instrutora de ioga. Ela e a modelo e apresentadora Ellen Jabour, vegetariana desde os 16 anos, participam do bate-papo “Vegetarianismo e formadores de opinião”, com a modelo e apresentadora Juliana Camargo e a jornalista Iara Maggioni. Será na UFPR/Setor de Agrárias e no Mercado Municipal. 4- No próximo dia 20, Sergio Arno estará em Curitiba para realizar jantar harmonizado, especial de aniversário do La Pasta Gialla, da Praça da Espanha. E também será apresentado seu novo livro. 5- A Todeschini (Alto da XV e Augusto Stresser) promove coquetel na 20ª Casa Cor Paraná, nesta quarta-feira 14. É o primeiro evento da marca na mostra. O casal de licenciados das lojas, Loizane e Clair Milani, receberá convidados na Cozinha Gourmet, assinado pelo arquiteto Ivan Wodzinsky, e no Salão Vip Para Eventos, da arquiteta Viviane Tabalipa, ambos no Bom Gourmet by Todeschini.

margem

adeliamarialopes@yahoo.com.br

Livros

1-Nesta quinta dia 15, a chef curitibana Manu Buffara, irá receber a colega Ligia Karazawa, que comanda a cozinha do premiado Clos de Tapas, um dos destaques da gastronomia paulista. Ela participará do Festival Mundo Gastronômico e vai preparar pratos exclusivos que farão parte do menu degustação do Restaurante Manu. 2 - Para comemorar a nova coleção da Arezzo, semana passada, os convidados foram recebidos com o espumante Lunar Ouro, que só no primeiro semestre desde ano recebeu sete premiações no exterior, entre elas a única medalha de ouro brasileira no Mondial de Bruxelles. Também foram servidos picolés mexicanos da Paleteria, a primeira do Brasil.

a

sil, com intenção de servir como referência a estilistas, designers, artistas, estudantes de moda e outros profissionais que identificam e relacionam seu trabalho ao país. A edição, da Abest-Associação Brasileira de Estilistas, com o apoio do Sebrae e da Apex-Brasil, é de 1200 exemplares. O presidente da Abest, Valdemar Iódice, lembra que a finalidade do +B não é a de ditar tendências, mas uma forma de narrar o Brasil em ângulos distintos, esperando "que os profissionais possam inspirar sua criação de forma bem brasileira". "Apontamos algumas direções que possam vir a ser um desejo para a criação de moda", acrescenta Rose Andrade, coorde-

nadora do projeto. Na cena Aristocracia Rural, ilustrando o tema Quentão das festas juninas, à direita está o visual de Bianca Pozzi, inspirado na obra da pintora Carla Schwab, que tirou o 3º lugar no tema Pincéis e Carretéis do 9º Prêmio João Turin. O tema Luar tem o traje vencedor da mesma edição, de Luan Rodrigues, inspirado em Poty. A mochila com material reciclável de banners, da designer Jacqueline Salles, ilustra o tema Bossa Nova. Rose Andrade conheceu o trabalho da Jaqueline no 6º Paraná Business Collection, quando suas exposições ainda davam espaço aos designers paranaenses.

Maureen Miranda

Jaqueline Salles

Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, rol...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you