Page 1

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8907 | R$ 1,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá EVANGÉLICO COM VIDA NOVA: PAGOU R$ 35 MI Os números cirados pelo presidente da Sociedade Evangélica Beneficente, SEB, presbítero João Jaime Ferreira, não deixam dúvidas: o Hodspital Evangélico pagou R$ 35 milhões de dívidas bancárias em 2012. Ganhou vida nova.

Página | A3

Roseli Abrão Voto facultativo

Dez anos depois de ser apresentada, volta à pauta de discussão no Senado a Proposta de Emenda à Constituição de autoria do senador Alvaro Dias, do PSDB, que acaba com o voto obrigatório no Brasil. página a5

Chuvas afetam cana-deaçúcar nas usinas do Centro-Sul O volume de cana-de-açúcar processado nas unidades produtoras da região Centro-Sul do país teve queda de 17,5% na segunda quinzena de junho na comparação com a quinzena anterior, segundo levantamento divulgado ontem pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). Segundo a Unica, essa retração é justificada pelas chuvas.

INDICADORES FINANCEIROS

Taxa de sobrevivência das empresas paranaenses é de 75% Levantamento aponta que pequenos negócios conseguem superar dificuldades do início A taxa de sobrevivência das empresas no Paraná é de 75%. Se cada 100 empresas criadas, 75 em média sobrevivem aos dois primeiros anos de vida, considerado o período mais crítico para os negócios. O dado faz parte de um estudo realizado pelo Sebrae Nacional, nos 27 estados brasileiros, divulgado ontem, dia 10. A legislação favorável aos pequenos negócios, com menos tributos e burocracia; o aumento da escolaridade no País; e o mercado nacional fortalecido, são apontados como fatores responsáveis pela alta na taxa de sobrevivência no Paraná e em outros estados. O estudo analisou empresas criadas em 2007, a partir do processamento e da análise das bases de dados mais recentes disponibilizadas pela Secretaria da Receita Federal (SRF). página a6

O Paraná está em 10ª posição no ranking nacional de sobrevivência das empresas e Curitiba em 14ª no comparativo entre as capitais

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

DOC IMBITUBA ON GPC PART ON FAB C RENAUX ON CELPA PNA OGX PETROLEO ON NM

Maiores QUEDAS

0,85 0,13 0,13 0,77 0,60

COTAÇÃO

TECTOY ON * MENDES JR PNB PRO METALURG PNB* ALPARGATAS ON N1 BOMBRIL PN

0,01 11,22 0,08 10,40 6,51

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

OGX PETROLEO ON NM COPEL PNB N1 GOL PN N2 SABESP ON NM B2W DIGITAL ON NM

Maiores QUEDAS

0,60 29,76 6,90 22,55 8,87

COTAÇÃO

OI PN N1 OI ON N1 PDG REALT ON NM ROSSI RESID ON NM ALL AMER LAT ON NM

3,47 3,84 1,73 2,53 8,65

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,2400

2,3600

Dólar comercial 2,2723

2,2729

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

2,9494

2,9477

Ouro (Grama/R$): 91,60

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

Cresce número de jovens com conta bancária e cartão de crédito Banco Central aumenta taxa de juros pela terceira vez seguida, para 8,5% ao ano Pela terceira vez seguida, o Banco Central (BC) reajustou ontem os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou a taxa Selic em 0,5 ponto percentual, para 8,5% ao ano. Em abril, o Copom iniciou um novo ciclo de alta nos juros básicos, depois de quase dois anos sem aumento, e elevou a Selic para 7,5% ao ano. Desde agosto de 2011, a taxa vinha sendo reduzida sucessivamente até atingir

7,25% ao ano em outubro de 2012, o menor nível da história. A Selic foi mantida nesse nível até março deste ano. A taxa Selic é o principal instrumento do BC para manter a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dentro da meta estabelecida pela equipe econômica. De acordo com o Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta de inflação corresponde a 4,5% (centro da meta), com

margem de tolerância de dois pontos percentuais, podendo variar entre 2,5% (piso da meta) e 6,5% (teto da meta). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), desde julho do ano passado, o IPCA acumulado em 12 meses vem subindo. Em junho, o índice acumulado chegou a 6,7% e ultrapassou o teto da meta de inflação do governo. Segundo analistas do mercado ouvidos pelo BC, o IPCA encerrará 2013 em 5,81%.

Emprego industrial cresce por 20 meses O nível de emprego industrial no Paraná subiu 0,4% em maio de 2013, em comparação ao mesmo mês do ano passado, enquanto que a média nacional reduziu em 0,7%. A expansão do Paraná foi a terceira maior do País e a 20ª consecutiva no Estado,

contra o mesmo número de quedas seguidas no Brasil. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Kharina abre as portas do novo restaurante no Cabral

Condor abre pré-inscrição para a Campanha Solidária

A rede de restaurantes Kharina abriu ontem as portas de mais uma loja na capital paranaense, a maior de suas quatro lojas na cidade.

página a2

Estão abertas as pré-inscrições para as instituições que desejarem ser uma das beneficiadas pela Campanha Solidária Condor 2013.

Pág. b1

Editorial

A

Editais na página b1

CMYK

Prefeitos reclamando. Governo fazendo ‘remendos’

Marcha dos Prefeitos, evento que leva até Brasília as autoridades máximas das prefeituras do país, é sempre marcada por diversas reivindicações vindas dos governos municipais. E o cenário mostra dois grupos - de um lado os prefeitos reclamando e cobrando mais verbas para várias áreas, de outro o governo federal lançando pacotes e medidas pontuais (remendos).

C

idades pequenas são, sem dúvida, as regiões mais esquecidas pelas autoridades políticas. Dar mais atenção a elas, por meio de maiores investimentos públicos e incentivo ao setor empresarial é algo urgente. Não se pode mais aceitar que a população sofra com programas federais parados ou em ritmo lento sem verbas para melhorar os serviços públicos.

Central de Atendimento: 41 3333.9800

E

economia | a5

videntemente os prefeitos precisam colaborar e realizar uma administração perfeita dos recursos disponíveis, ou seja, não adianta apenas ir a Brasília e cobrar a presidenta Dilma ou em quem quer que seja. Do contrário continuará acontecendo o cenário comum da Marcha dos Prefeitos - de um lado os municípios reclamam, de outro o governo faz remendos.

Pág. b1

Loterias da Caixa arrecadaram R$ 5,18 bi no 1º semestre

As Loterias da Caixa Econômica Federal arrecadaram R$ 5,18 bilhões, no primeiro semestre de 2013, um crescimento de 12,43%.

e-mail: pauta@induscom.com.br

Pág. A4

Pág. b1


CURITIBA

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A2

Previsão do tempo

Mín.: 13° | Máx.: 18°

O tempo continua estável em todas as regiões do estado do Paraná durante a segunda-feira. Um nova massa de ar frio ingressa na Região Sul e o frio continua nos três estados. Como o ar que predomina é seco, o tempo fica com predomínio de sol desde as primeiras horas do dia. fonte: www.simepar.br

Desempenho positivo

Emprego industrial no Paraná cresce por 20 meses seguidos Em maio, a geração de emprego na indústria registrou aumento de 0,4%

Mutirão carcerário abre 350 vagas no Sistema Penitenciário O mutirão carcerário encerrado ontem concedeu 387 alvarás de solturas, que devem liberar mais de 350 vagas no Sistema Penitenciário do Paraná. Somado aos outros quatro mutirões feitos este ano, cerca de mil presos saíram das unidades prisionais, permitindo que condenados, detidos em delegacias fossem transferidos para locais adequados. O trabalho de juízes e funcionários das Varas de Execução Penal (VEP) de Curitiba e, pela primeira vez, as de Foz do Iguaçu e Francisco Beltrão, começou na terça-feira (2). Foram analisados 1.806 processos e concedidos 1.490 benefícios, como progressão de pena para o regime semiaberto, remições por atividades, como trabalho e estudo, e indultos. Eduardo Lino Bueno Fagundes Júnior, juiz da 1ª Secretaria de Execuções Penais do Paraná e um dos responsáveis pelo Mutirão Carcerário, explicou que o número de alvarás de soltura concedidos não é o mesmo de presos libertados, porque alguns poucos respondem a mais de um processo e é necessária a verificação de pendências judiciais em outros estados. As VEPs do Estado ainda têm 1.863 pedidos de benefícios pendentes para análise. “Esse número era de 5.570 em março e a redução deve-se aos cinco mutirões carcerários realizados neste ano”, afirmou

Fagundes Júnior. Nos mutirões feitos em janeiro, março, abril e maio foram analisados 3.049 pedidos de benefício e concedidos 785 alvarás de soltura e outros 1.584 benefícios. A secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Uille Gomes, disse que os mutirões são uma forma de respeitar os direitos que as pessoas privadas de liberdade já adquiriram e liberar vagas no sistema penitenciário, contribuindo na redução da superlotação carcerária. “Em dois anos e meio caiu 62% a superlotação das delegacias de policia do Estado. O excedente, que era de 11.718 presos em janeiro de 2011, agora é de 4.408”, disse Maria Tereza. O trabalho realizado pelos juízes e funcionários das cinco VEPs, com apoio de técnicos do Departamento de Execução Penal (Depen), da Secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, bem como da Defensoria Pública e do Ministério Público do Paraná, foi agilizado com o sistema de informação do Poder Judiciário e do Business Intelligence – BI, do Governo do Paraná. Este sistema, desenvolvido pela Secretaria da Justiça e Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), reúne todas as informações sobre as unidades prisionais e a vida prisional de cada apenado do Estado.

Assessoria da Juventude fará parceria com Mundo Melhor O assessor especial para Assuntos de Políticas Públicas para a Juventude, do governo do Estado, Edson Lau Filho, e o mantenedor do Instituto Mundo Melhor (IMM), Márcio Pauliki, definiram terça-feira (9), em Ponta Grossa, a assinatura de um convênio no mês que vem para levar capacitação e desenvolvimento para os jovens de todo o Estado. “O Instituto tem o foco na criança, no adolescente e nos jovens através de diversos projetos que desenvolve. A Assessoria de Juventude permite a articulação e a garantia dos programas e projetos destinados aos jovens das secretarias e órgãos do governo do Estado. Vamos ser parceiros neste trabalho, o governo do Estado tem o nosso apoio nesta iniciativa”, destacou

Pauliki. Edson Lau Filho ressalta que o trabalho da Assessoria consiste na estruturação e articulação das políticas públicas para a juventude no governo do Estado. Um comitê intergestor reúne representantes de 18 secretarias que possuem políticas públicas para a juventude, sendo desenvolvidos mais de 40 programas de governo voltados aos jovens. “Temos um grande atendimento com a juventude. A parceria com o Instituto Mundo Melhor é uma demonstração do diálogo que mantemos com os jovens e a sociedade civil organizada. A união entre o Poder Público, a sociedade civil e a população pode alcançar resultados mais profundos. Este convênio é uma resposta a uma demanda da sociedade.

EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Foto: Divulgação

O

nível de emprego industrial no Paraná subiu 0,4% em maio de 2013, em comparação ao mesmo mês do ano passado, enquanto que a média nacional reduziu em 0,7%. A expansão do Paraná foi a terceira maior do País e a 20ª consecutiva no Estado, contra o mesmo número de quedas seguidas no Brasil. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa abrange dez Estados, mais as regiões nordeste, norte e centro-oeste. A expansão do Paraná ficou atrás, apenas, do norte e centro-oeste (1,4%) e Santa Catarina (1,2%). Dos 14 locais pesquisados, dez apontaram retração. O bom desempenho paranaense foi puxado pelos segmentos têxtil (11,5%), fumo (4,6%), papel e gráfica (4,4%), alimentos e bebidas (3,6%) e máquinas e equipamentos (3,0%). Os dados são positivos, também, no acumulado dos primeiros cinco meses deste ano e nos 12 meses terminados em maio. “Os resultados confirmam o êxito do modelo de desenvolvimento implantado no Paraná nos últimos dois anos, que prioriza a geração de empregos industriais e no interior do Estado”, afirma Ana Silvia Martins Franco, economista do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). A pesquisa aponta que o valor da folha de pagamento real (descontada a inflação) registrou uma ampliação 2,7% em maio de 2013 em comparação a maio de 2012. A evolução foi de 5,8% na média do País. As principais contribuições positivas no Paraná vieram dos setores produtos químicos (19,3%), borracha e plástico (9,6%), têxtil (9,0%), minerais não-metálicos (8,6%) e refino de petróleo e álcool (8,1%). O indicador do número de horas

O bom desempenho paranaense foi puxado pelos segmentos têxtil (11,5%)

pagas do setor fabril do paranaense inverteu a curva ao reduzir em 0,8%, ante a redução de 0,1% para o complexo nacional. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2013, o nível de emprego no Paraná foi o que mais influenciou positivamente o total nacional. No Estado houve aumento de 1,2%, enquanto que no Brasil foi verificada retração de 0,8%. Os demais locais investigados que mostraram alta neste indicador foram Santa Catarina (0,9%), região norte e centro-oeste (0,5%) e Minas Gerais (0,1%). No que se refere à folha de salários reais, a indústria paranaense avançou 2,6%, contra elevação de 2,8% na média nacional. O Paraná exerceu a maior influência positiva também em horas pagas, com acréscimo de 0,5% no acumulado de 2013, frente queda de 1,0% para o País. Apenas o Paraná, Santa Catarina (0,3%), Rio de Janeiro (0,2%) e Minas Gerais (0,03%) registraram crescimento neste indicador.

No acumulado de doze meses encerrados em maio deste ano, a indústria do Estado se manteve no topo do ranking nacional, com expansão de 1,2% do contingente ocupado. O Estado vai mais uma vez na contramão da indústria nacional, que desacelerou em 1,3%.

SALÁRIOS REAIS

O volume de salários reais demonstra o comportamento positivo do Paraná, que cresceu 6,1%. No Brasil, o aumento de 3,9%. Em relação ao número de horas trabalhadas, o incremento de 0,4% registrado pelo Paraná foi maior do País. Na média nacional houve recuo de 1,6%. As atividades que apresentaram melhor desempenho na geração de empregos foram fumo, têxtil, máquinas e aparelhos elétricos, produtos químicos e alimentos e bebidas. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho em Emprego, o Paraná foi responsável por 12,2% dos empregos líquidos

Ipem aprova produtos relacionados a segurança nas estradas De olho nas férias escolares e na segurança nas estradas, o Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem), vinculado ao Governo do Estado, verificou 8.945 produtos, entre capacetes para motociclistas, cadeirinhas infantis, pneus novos e reformados e Arla 32 (agente redutor de poluição). Os itens estão inseridos em Programas de Avaliação da Conformidade compulsórios. Foram realizadas 115 ações fiscais pela Operação Boa Viagem, entre 17 e 21 de junho, e apreendidos cinco produtos, referentes a pneus reformados. As empresas que prestam o serviço devem estar registradas no Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o Ipem verifica os procedimentos de execução das reformas. A operação Boa Viagem foi

realizada em todo o Estado, para verificar se os produtos traziam o Selo de Identificação do Inmetro. A operação, que é coordenada pelo Inmetro em nível nacional, foi realizada pelos institutos do país na mesma data. O presidente do Ipem-PR, Rubico Camargo, alerta que os consumidores devem observar os itens obrigatórios de identificação do produto. “No caso dos capacetes, eles devem apresentar, além do selo do Inmetro, que indica que esses produtos passam por ensaios e atende a requisitos de segurança, na parte externa e na etiqueta interna, faixas retrorrefletivas e instruções na cinta jugular. Já as cadeirinhas de crianças para automóveis devem indicar a faixa de peso ideal para o usuário, a data de fabricação, o

manual de instalação, bem como o selo do Inmetro”. Caso os agentes de fiscalização constatem irregularidades, o produto é apreendido e os responsáveis pelo seu fornecimento e comercialização serão autuados, conforme explicou o gerente de Fiscalização do Ipem-PR, Roberto Tamari. O comerciante que teve o produto apreendido tem 15 dias para apresentar a nota fiscal com os dados do fabricante ou importador da mercadoria, caso contrário será considerado o único responsável pela irregularidade. A partir daí, há prazo de 10 dias para apresentação de defesa ao departamento jurídico do Ipem-PR. Esgotada a fase administrativa, as multas variam entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão, determinado pela Lei nº 9.933/99.

Curitiba busca recursos para construir hospital na região norte

Foto:Cesar Brustolin/SMCS

A construção de um hospital na região norte de Curitiba está próxima de se tornar realidade. O secretário municipal da Saúde, Adriano Massuda, disse na noite de terça-feira (9), durante a consulta pública realizada na Regional Boa Vista para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2014, que está bem encaminhada a negociação com os governos federal e estadual para a destinação de recursos para a obra. Massuda informou que se reuniu na segunda-feira (8) com o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Miranda Magalhães Júnior, e

A Vice Prefeita Mirian Gonçalves em Audiência Pública da regional Boa Vista no salão do Clube Duque de Caxias no Bacacheri

representantes da Secretaria de Estado da Saúde para apresentar o projeto do novo hospital. “O ministério comprometeu-se a destinar

recursos para o hospital, que será de urgência e atenderá a capital e a Região Metropolitana”, disse o secretário.

com carteira assinada da indústria de transformação, gerados no Brasil em doze meses findos em maio. Os empregos da indústria de transformação são considerados os mais nobres, com maior remuneração. O desempenho do Paraná coloca o Estado em quarto lugar no ranking nacional, depois de Minas Gerais (18,4%), Rio Grande do Sul (17,9%) e Santa Catarina (14,3%). “É importante enfatizar que 89,3% dos empregos industriais criados no Paraná foram para o interior do Estado, confirmando a disseminação geográfica da expansão do mercado de trabalho industrial”, diz a economista Ana Silvia, do Ipardes. Nesse cenário, segundo ela, ressalta-se a influência positiva da política de atração de investimentos e da valorização do setor produtivo, por conta do Programa Paraná Competitivo, que já atraiu mais de R$ 21 bilhões em investimentos para o Estado, além das obras de restauração e ampliação da competitividade da infraestrutura.

DER fará leilão de veículos hoje, em Curitiba O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) vai leiloar hoje, às 14h, em Curitiba, 131 lotes de veículos que foram abandonados nos pátios da Polícia Rodoviária Estadual. A expectativa é arrecadar mais de R$ 400 mil, que serão usados para quitar as multas pendentes destes veículos. Serão leiloados 971 veículos, entre carros, caminhões e motocicletas, que serão destinados para desmonte e reaproveitamento comercial de peças e partes metálicas. “Qualquer pessoa jurídica que tenha empresas, autopeças ou ferro-velho, de qualquer parte do Brasil, pode participar”, disse o integrante da comissão de leilão do DER, Rogério Scariot. Os veículos foram apreendidos nas rodovias do Paraná pela Polícia Rodoviária Estadual. A venda será feita porque os automóveis não foram recuperados por seus donos no prazo determinado por lei. Para que o leilão pudesse acontecer, a comissão de leilão do DER regularizou a documentação de todos os veículos. Desde 2007 o Departamento de Estradas de Rodagem realiza leilões. Este será o 14º. “Já foram arrecadados R$ 4,5 milhões, recursos destinados à compra de equipamentos para Polícia Rodoviária Estadual e para debitar as dívidas de todos os veículos”, informou Scariot. Ele explicou ainda que a comissão do DER faz um trabalho intenso para que os leilões possam acontecer todos os anos.


Aroldo Murá G. Haygert

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A3

HOSPITAL EVANGÉLICO COM VIDA NOVA: PAGOU R$ 35 MILHÕES EM 2012 1- Numa visita que me fazem o presidente da SEB (Sociedade Evangélica Beneficente, mantenedora do Hospital Universitário Evangélico e da Faculdade Evangélica do Paraná), o presbítero João Jaime Ferreira, e o professor Jurandyr Marcondes Ribas Filho, diretor clínico da instituição, a certeza que me fica, depois de 3 horas de diálogo, é de que a instituição respira vida nova.

Evangélico de Curitiba, a cuja administração assumiu em início do ano passado (como presidente da SEB), foi-lhe entregue com dívidas enormes. “Apesar de tudo, pagamos em 2012 R$ 35 milhões em dívidas bancárias”.

NÚMEROS IMPRESSIONAM 4– Os números são impressionantes, R$ 35 mi-

ATENDE 25% DE CURITIBA 2- Na verdade, está soprando um hausto

de renovação, quase de metamorfose religiosa na organização da qual Curitiba, especialmente sua população mais necessitada, não pode dispensar. O Evangélico é essencial à cidade, responsável pelo atendimento de 25% da população da cidade, 92% dele sendo do SUS.

DIAS DE TORMENTA 3- Os dias de tormentas, muitos, provocados por

situações lamentáveis - como as da médica Virgínia, acusada de prática de atos nebulosos numa das quatro UTIs – não estão de todo superados. Mas pertencem

DEUS, O UNIVERSO, A CIÊNCIA

Paulo Eugênio Anunciação é um acadêmico. Foi chefe do Departamento de Física da Universidade Estadual de Maringá, uma das universidades sempre bem avaliadas pelo MEC. Teve várias posições na academia, como a de ter sido membro do Conselho Universitário da UEM. Em Curitiba, onde hoje vive como aposentado, Paulo Eugênio talvez não seja tão conhecido por sua vida e obra quanto merece. É verdade que agora, com seu recente livro “Existe Alguém lá fora do Universo”, Editora Livre Expressão – à venda em livrarias como a Cultura – o mestre amplia seu universo de influência.

DEUS, O UNIVERSO, A CIÊNCIA (2) O livro é interessante do começo ao fim. Prende a leitura de crentes, ateus ou agnósticos. Nasceu o livro, diz Paulo Eugênio numa rápida anotação que me envia, “da necessidade de provocar uma reflexão mais direta e consistente sobre a inteligibilidade e do Universo”. O leitor que se prepare: o livro é um diálogo interdisciplinar (Física, Matemática, Biologia, Arqueologia, Antropologia, Paleontologia, Filosofia e Teologia). Uma pergunta chave do livro pode ser esta: a fundamentação a respeito da vida e do universo, adquirida na infância, é digna de crédito? Ela resistirá ao teste da realidade científica e teológica? O físico, e cristão presbiteriano Paulo Eugênio Anunciação diz que sim. Mas aponta em que condições isso pode ocorrer. A propósito: Paulo Eugênio deverá falar sobre o Universo, o Big Bang, Deus e as realidades científicas e espirituais que compõem seu livro em conferência/ debate que fará para o Instituto Ciência e Fé neste semestre.

O Presbítero João Jaime Ferreira e o Médico Prof. Jurandir Marcondes Ribas Filho

ao passado, cabendo agora à justiça examinar um problema de enorme repercussão negativa nacional, gerado, é verdade, por gestões anteriores e que por 20 anos tinham braços político-partidários controlando vorosa, natural de Roma, onde Alberto a encontrou. E assim, toda a família Massuda, no ramo brasileiro, tornou-se cristã. Do lado materno, Adriano lembra com enorme orgulho a avó Adilis Zanetti, filha de italianos, que, com coragem enfrentou uma longa viagem a cavalo, saindo de Estrela, RS, para ir morar em Toledo, Paraná. Lá casou-se com o ex-seminarista católico Ivo Welter, família enorme (11 irmãos ) de origem alemã. Os laços italianos serão ampliados na descendência de Adriano, que casou com a médica Helena Petta, cujos pais são professores de Ciências Sociais da Unicamp. A vocação de Adriano Massuda no serviço público e seu engajamento na medicina coletiva contrasta com o espírito empreendedor privado do pai, o médico Cadri, criador e dono de um bem sucedido programa/ convênio de saúde, a Clisama. Cadri é dono também do espaço cultural Alberto Massuda, localizado na Rua Trajano Reis.

MARIA, A ESCULTORA NA COLEÇÃO DE ZÉ FELIPE

Puxando pela memória, sou capaz de jurar que identifiquei, em visitas ao meu amigo José Felipe Engler (Zé Felipe, para os amigos), nos anos 70s, no antigo apartamento em que ele morava na Emiliano Perneta, uma escultura de Maria Martins. Hoje a artista brasileira, que atingiu o ápice da carreira no começo dos 1940s, nos Estados Unidos – onde expôs em individuais e de onde se projetou internacionalmente - começa a ser revalorizada no Brasil. E muito lembrada pela tórrida relação que teve com Marcel Duchamps.

MARIA, A ESCULTORA (2) Lamento, em todos os sentidos, que o querido amigo José Felipe Engler, sabidamente um colecionador de obras de arte internacional nos seus tempos áureos como publicitário, não mais esteja aqui para o tira-teima. Mas sabem os que foram próximos do mineiro que dirigiu a TV Associada nos anos áureos de Adherbal Stresser, que Engler tinha em seu acervo pessoal até óleo de Picasso.

Capa do livro “Existe alguém lá fora do Universo”... ... e o professor Paulo Eugênio Anunciação

ILUSTRANDO COM MASSUDA

Maria Martins...

O secretário Municipal de Saúde de Curitiba, Adriano Massuda, um ardoroso cultor da vida e obra de seu avô paterno, Alberto Massuda, costuma lembrar que o mastologista e oncologista Cícero Urban geralmente apresenta suas conferências médicas ilustrando-as com quadros de Massuda. E ainda sobre os Massuda: nada mais representativo da pluralidade populacional de Curitiba do que essa família . O avô Alberto, pai do também médico Cadri (pai do secretário Adriano) veio para o Brasil nos anos 50s, tendo saído do Egito quando todos os judeus locais foram expulsos pelo Governo. Alberto era judeu ashkenazim, os encontrados sobretudo no Oriente, África especialmente.

ILUSTRANDO COM MASSUDA (2)

Cadri Massuda

As misturas étnicas na família foram muitas. A avó paterna de Adriano era uma católica típica, e fer-

(PRIMEIRA PARTE)

... sua obra e seu amigo José Felipe Engler

a SEB. O clima de otimismo tem algumas razões de ser. Uma delas, João Jaime, com a contenção calvinista que o caracteriza – calmo e didático - explicita: o Hospital

lhões pagos em 2012. Mas João Jaime Ferreira, um contador habilidoso, homem franco e polido, com a gentileza de quem nasceu em pequenos centros (é de Pitanga) não é de fazer festa antes da hora. Dele vem uma boa explicação sobre o momento e os desafios que tem a SEB pela frente:- “O céu é nublado, com trovoadas.” Mas as tempestades desapareceram, é certo, sobretudo depois de equacionados os problemas mais antigos e dolorosos herdados de 20 anos de gestão concentrada numa só mão, embora com dirigentes títeres de um projeto político envolvido em campanhas para eleger um deputado. (CONTINUA AMANHÃ)

JAMIL: ANIVERSÁRIO COM GRANDE ESPAÇO EM IDEIAS

Muitos leitores e amigos que conviveram com Jamil Snege estão na espera da edição de Julho da revista Ideias, editada por Fábio Campana. A certeza é que a edição vai contemplar textos e fotos lembrando o escritor, que ontem, 10, estaria fazendo aniversário de nascimento. Jamil nos deixou, tragado pelo cigarro, que consumia desesperadamente, há 10 anos. Campana, um dos mais fieis amigos, entre idas e vindas de uma amizade profunda, partilhada no dia a dia da criação publicitária e marketing político, não aceita celebrar “aniversário de morte” do Turco. Para a edição, que terá grande importância documental (também acessível pela web), Campana convocou a “grande paixão de Jamil”, seu filho do primeiro casamento, o fotógrafo Daniel. Ele contribui com depoimentos sobre o pai e fotos inéditas do escritor, o imenso cronista de Curitiba. Dentre os nomes esperados na edição: Márcio Renato dos Santos, Dico Kramer, Fábio Campana, Aroldo M.G. Haygert, Daniel Snege.

Jamil Snege

OPINIÃO DE VALOR

O século 20 e o ser humano revisitados por Nilson Monteiro Márcio Renato dos Santos (*)

No dia 5 de agosto, o jornalista Nilson Monteiro autografa Mugido de Trem no Museu Oscar Niemeyer – Pátio das Esculturas, em Curitiba, a partir das 19 horas. A narrativa (202 páginas) marca a estreia do autor na ficção. Monteiro publicou anteriormente livros de poesia (Simples), de crônica (Pequena casa de jornal e Curitiba vista por um pé vermelho), de reportagem (Itaipu, a luz e Ferroeste, um novo rumo para o Paraná), de biografia (Madeira de lei) e de história (Pedaços de muita vida – a história de 122 anos da Associação Comercial do Paraná). Durante anos, o autor anunciou que estava produzindo esse que viria a ser o seu primeiro romance. E foi após ter o primeiro capítulo do livro veiculado nas páginas do Cândido, jornal literário mensal da Biblioteca Pública do Paraná, em janeiro deste ano, que Monteiro decidiu publicar Mugido de Trem (Banquinho Publicações, Curitiba). “Amigos, escritores, professores universitários e até leitores desconhecidos entraram em contato comentando, com elogios e críticas. Percebi que era o momento de soltar o livro no mundo”, diz o autor. Mugido de Trem dialoga com o momento histórico, definido como fragmentado, pelo fato de ser dividido em 57 fragmentos – alguns brevíssimos, em uma única página, e outros que seguem por nove ou mais páginas. Cada capítulo funciona individualmente, o que faz com que o livro possa ser lido como uma coletânea de contos. Em cada um dos capítulos (ou contos), o

Márcio Renato dos Santos

leitor encontra um episódio. São tramas de cidades pequenas, possivelmente do interior do São Paulo, de Minas ou do Paraná, onde o autor passou a maior parte de sua vida. Há relatos sobre conflito familiar, descoberta amorosa, perda da inocência, flerte com a tomada de posição política que a vida adulta exige, entre outras questões. No entanto, na medida em que percorre obra, o leitor também encontra conexões entre um e outro capítulo, o que aponta para outras possibilidades. Mugido de Trem dialoga com a estrutura d’O jogo da amarelinha (1963), do escritor Julio Cortázar (19141984) – livro que permite leitura de maneira aleatória, inclusive pulando capítulos. Mas, então, Mugido de Trem se revela – também – romance que viabiliza a leitura linear, do primeiro ao último capítulo – ou da primeira à 57.ª estação. Os personagens que aparecem, e desaparecem do enredo, talvez tenham sido (ou não) elaborados a partir da experiência real do autor. Na obra literária de Monteiro eles funcionam como elementos que compõem o painel de um mundo perdido. São habitantes de vilarejos onde há brigas de galo, geadas que devastam plantações e, principalmente, laços entre os moradores – algo que este mundo de 2013 parece não comportar mais. As ilustrações de Fabiano Vianna dialogam com os traços de Poty Lazzarotto e insinuam cenários que o narrador faz o leitor imaginar a partir das palavras – a exemplo do que se lê no início do capítulo 9: “Pelos quintais, cacos de caminhões, carroças e tratores desbotados, a tinta comida. Nas esquinas cobertas de pó, algumas de paralelepípedos, uma camada morna de lembranças. Pousa o gosto da goiaba, de lambari e infância, sopra um fio de apito noturno”. Apesar dessa indução a sensações às vezes suaves, criada a partir de um texto lapidado palavra após palavra, e talvez justamente devido a esse cuidado, o livro provoca entre outros efeitos algo que o escritor Roberto Gomes aponta no prefácio: a visceralidade – ou, dito de outra maneira, pancadas (“guascadas, balaços, murros”). “Cheio de farpas e de caninos. [Mugido de Trem] perturba: não é fácil seguir o caleidoscópio sem fim, endoidecido, a girar sem descanso até o final.” Mugido de Trem é um livro perturbador por problematizar assuntos como fé, poder, amor, rancor, vício, infância, perdas irreparáveis, entre outros fantasmas – em capítulo seguido de capítulo, de maneira direta, explosiva e que vai marcar profundamente o imaginário de quem atravessar as 202 páginas que revisitam com dicção aguda a segunda metade do século 20 da vida brasileira e, principalmente, o ser humano. Um projeto literário, enfim, inesquecível – comovente. (*) Márcio Renato dos Santos, Jornalista e mestre em Literatura pela UFPR


municípios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A4 abnoticias@abcom.com.br

AB Notícias Vagas em paranavaí

O município de Paranavaí, no Noroeste, é destaque no Paraná na geração de empregos. A Agência do Trabalhador oferece nestes dias 277 oportunidades de emprego. Dessas vagas, 146 são para auxiliar de linha de produção. Os setores do comércio e serviços são os que mais se destacam com vagas para vendas, motorista e ajudante de carga e descarga. Há reserva de nove vagas para portadores de necessidades especiais.

PARANÁ SE DESTACA

Porto de Paranaguá

TCP atinge a marca de terminal mais produtivo do Brasil Em junho o Terminal atingiu produtividade média de 86 mph (movimentos por hora)

A Associação Nacional de Produtores de Cebola homenageou o produtor paranaense Aldo Julian, do município de Fernandes Pinheiro, Centro Sul do Paraná. O engenheiro agrônomo do Instituto Emater, Iniberto Hamerschmidt, também foi homenageado em função dos bons resultados que eles vêm conseguindo com a produção de cebola no último ano. Julian foi premiado por ser um produtor tradicional e que cultiva anualmente cerca de dez hectares.

PROTEÇÃO AMBIENTAL

Acaba de ser criado o conselho gestor para gerenciar as atividades que poderão ser desenvolvidas da Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana. São mais de 392 mil hectares, do Sul ao Norte Pioneiro, que pertencem a 12 municípios paranaenses. Criada em 1992, a área tem mais de 400 milhões de anos, onde se formaram vales e cânions, entre eles o do Guartelá, que dá nome ao Parque Estadual nos Campos Gerais.

MÚSICA PARA O PAPA

Muitos moradores de Apucarana, Norte do Estado, já se organizaram para participar da Jornada Mundial da Juventude, de 23 a 28 de julho no Rio de Janeiro. O casal Cristiane e Marcos da Matta, de Apucarana, vai cantar para o Papa Francisco durante o evento. A apresentação será junto com o Coral Palestrina. O convite veio do frei Francisco Belotti, superintendente do Hospital São Francisco de Assis.

QUALIDADE DO CAMPO

Encerrou no início de julho prazo para consulta pública que trata sobre a rotulagem de produtos hortícolas in natura e a granel e embalados e hortícolas processados no Paraná. Um dos objetivos da nova legislação é criar normas para o rastreamento da origem, análise de resíduos de agrotóxicos e afins, proporcionando aos consumidores o acesso a produtos seguros. Se aprovado o projeto, os produtos deverão conter dados sobre sua procedência.

EM BOA COMPANHIA

A Petrobras é a primeira empresa brasileira no ranking das 500 empresas do mundo conforme a revista americana Fortune. Ela ocupa o 25º lugar, com receita de US$ 144,1 bilhões por ano e lucro de US$ 11 bilhões. O Banco do Brasil vem a seguir, na 116ª posição, acompanhado pelo Bradesco, a Vale, a JBS, Itaúsa Investimentos, Ultrapar e Brazilian Distribution, do Grupo Pão de Açúcar, em 449 lugar.a primeira colocada de todo o ranking é a Royal Dutch Shell, com receita de US$ 481, 7 bilhões.

INDÚSTRIA EM FOCO

O Conselho de Acompanhamento do Plano Diretor de Toledo, no Oeste, teve como um dos pontos centrais as discussões sobre alterações de definições de zonas urbanas. A pauta foca principalmente as chamadas Zonas de Indústrias e Serviços. Oito áreas foram destinadas para estas atividades em diferentes pontos da cidade. O objetivo é atender as demandas por ampliação das atividades industriais e comerciais.

ARAUCÁRIA EM EXTINÇÃO

Uma das espécies que mais corre risco de extinção é a araucária, ou pinheiro-do-paraná, classificada desde 2006 como criticamente ameaçada. O dado é da Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza, divulgada recentemente. A espécie teve sua área reduzida nas últimas décadas por causa da conversão de matas nativas em áreas de agricultura e silvicultura. Muitas outras espécies estão ameaçadas por causa das atividades humanas.

SEM CARTEIRA

Quase três mil motoristas maringaenses tiveram o direito de dirigir suspenso no primeiro semestre deste ano. Eles cometeram infrações auto-suspensivas gravíssimas ou extrapolando o limite de 20 pontos. O excesso de velocidade ainda é o principal causa para as suspensões. De acordo com o Detran, 38% dos motoristas foram flagrados trafegando em velocidade pelo menos 50% acima do permitido.

DOAÇÃO DE SANGUE

O Hemonúcleo de Umuarama, no Noroeste, precisa de doadores de sangue. Segundo a direção do banco de coleta, o volume de bolsas de sangue está baixo, especialmente o tipo “O negativo”. O objetivo é ter condições de atender aos pacientes da região e das cidades vizinhas que precisam de doações. Também é possível fazer o cadastro de doadores de medula óssea, que irão compor o Registro Brasileiro de Doadores de Medula.

EM OBRAS

A prefeitura de Ibiporã, Norte do Estado, tem um planejamento para a construção de sete rotatórias até 2014. As três primeiras já estão sendo realizadas e foram iniciadas na Praça Eugênio Sperandio, cruzamento com a Rua João Barreto. O objetivo é facilitar o fluxo do trânsito e evitar acidentes, tornando as ruas mais seguras. O investimento é aproximadamente 145 mil reais.

Sul-africanos conhecem sistema de transporte integrado de Curitiba Uma delegação sul-africana esteve em Curitiba, ontem, para conhecer de perto o funcionamento da Rede Integrada de Transporte (RIT). O grupo - formado por seis integrantes do Member of Executive Council (MEC) e liderado pelo ministro dos Transportes, Trânsito e Segurança da Província de Bloemfontein, Dennis Ntombela - visitou a Urbanização de Curitiba S/A (Urbs) e fez uma visita técnica aos eixos Sul e Linha Verde. “O Sistema Expresso de Curitiba, mundialmente adotado e hoje conhecido como Bus Rapid Transit

(BRT), é referência internacional, e o objetivo é levar a experiência curitibana para a nossa província”, disse o ministro. A delegação visitou o Centro de Controle Operacional (CCO), que está instalado nos fundos da Rodoferroviária e mostra em tempo real as condições do trânsito e do transporte. Também obteve informações sobre o funcionamento dos painéis instalados nos terminais, pelos quais o passageiro é informado sobre a frequência de horários de determinada linha. Bloemfontein é uma das nove províncias da África do Sul.

A maior produtividade no atendimento de navios permitiu uma redução substancial do período de permanência dos navios no porto

A

pós dois anos de investimentos massivos em modernização e ampliação de sua capacidade operacional, bem como na implantação de um amplo projeto de reestruturação operacional e melhoria de gestão, o TCP – Terminal de Contêineres de Paranaguá, um dos maiores terminais portuários de contêineres do Brasil – atingiu no mês de junho um recorde nacional de velocidade de atendimento de navios, tornando-se o terminal mais produtivo do Brasil com a marca de 86 mph. A maior produtividade no atendimento de navios permitiu uma redução substancial do período de permanência dos navios no porto. “Apesar de recebermos navios cada vez maiores, o tempo médio de permanência deles foi reduzido em mais de 50% nos últimos dois anos. Considerando que os custos estimados deles são de aproximadamente US$ 6 mil por hora, conseguimos reduzir milhões em custos de transportes para nossos clientes importadores e exportadores”, afirma Charles Serique, superintendente Operacional do terminal.

autorizado a receber navios de até 368 metros de comprimento por 51 m de boca. Moraes e Silva explica que os navios de transporte de contêineres estão cada vez maiores em comprimento e largura, o que exige uma adequação dos terminais para recebê-los. Assim, além do espaço no cais de atracação, também são necessários equipamentos modernos e com maior alcance. Com valor de aproximadamente R$ 365 milhões até o final de 2013, o pacote de investimentos realizados pelo TCP é um dos maiores do setor portuário privado no Brasil. São aproximadamente R$ 180 milhões na aquisição de novos equipamentos e R$ 185 milhões nas obras do novo cais de atracação do Terminal, atualmente em construção. A obra, em estágio bastante avançado, deve ser concluída em novembro deste ano, adicionando mais 315 metros ao cais do terminal e aumentando sua capacidade dosatuais 1,2 milhão de TEUs para 1,5 milhão de TEUs/ano. Além do pacote de investimentos e da parceria com intervenientes

públicos, o TCP também tem implantou nos últimos dois anos uma série de projetos com o objetivo de atingir excelência na qualidade dos serviços prestados. Para isso, foram colocados em prática programas de treinamento e capacitação, projetos de Tecnologia da Informação e sensíveis melhorias de gestão com a implantação de uma forte cultura de meritocracia. Sérgio Lima, diretor de Operações da CMA CGM, um dos maiores clientes do TCP, destaca que “com os investimentos que o TCP realizou em pessoal e equipamentos, o terminal se demonstra apto para operar os maiores navios que a CMA CGM opera na costa brasileira”. “A evolução da produtividade do terminal nos últimos dois anos foi impressionante e o recorde atingido de 132 mph em nosso navio MOL Genesis no último dia 30 de junho alinha o desempenho do terminal aos melhores terminais de contêineres mundiais”, afirmou Shim Kimura, diretor de operações da MOL Liner, um dos maiores armadores em Paranaguá.

Projeto de Gestão de Riscos e Desastres já apresenta resultados

Cohab constrói 199 casas para famílias em situação de risco

As ações do Projeto de Fortalecimento da Gestão de Riscos e Desastres no Paraná, desenvolvido pelo Governo do Estado, já estão trazendo resultados positivos. Durante as fortes chuvas ocorridas no mês de junho, as famílias que vivem nas proximidades do rio Marrecas, em Francisco Beltrão, na região Sudoeste do Paraná, puderam ser avisadas com três horas de antecedência de que o nível do rio iria subir. "As ações integradas do Instituto das Águas do Paraná, Simepar, Mineropar e Defesa Civil possibilitaram a retirada das pessoas que estavam em áreas de risco", explicou o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida, durante a abertura do workshop Estudos Prospectivos de Inundações, ontem, em Curitiba. Além do alerta antecipado, o trabalho de desassoreamento e rebaixamento da calha do rio Marrecas - realizado pelo Águas Paraná - evitou que o rio transbordasse, mesmo com o aumento considerável do nível da água, que chegou 7,2 metros acima do nível normal. "Entre os dias 19 e 26 de junho, foram 250 milímetros de chuva em Francisco Beltrão, enquanto a média histórica para o mês não passava de 160 milímetros", ressaltou o presidente do Instituto das Águas do Paraná, Márcio Nunes. O investimento para a dragagem foi de aproximadamente R$ 3 milhões e apenas na primeira etapa foi rebaixado um trecho de 1.650 metros do rio. A Prefeitura de Francisco Beltrão informa que uma chuva de

A marca atingida coloca o TCP no topo do ranking entre os terminais de contêineres em portos públicos e terminais privados no país, e em linha com os melhores terminais no mundo. O resultado reflete um dos maiores projetos de reestruturação já vistos no mercado portuário brasileiro, iniciado em 2010. Desde então, alicerçado no objetivo de equiparar o TCP aos melhores terminais de contêineres internacionais, uma série de projetos foram implantados, garantindo para exportadores e importadores mais eficiência, qualidade e otimização de custos.

Investimentos

“Nos últimos dois anos nos concentramos em investir na modernização e ampliação da capacidade do TCP para atender às novas demandas do mercado, reduzindo custos para a cadeia produtiva através de ganhos de produtividade e escala”, destaca Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente do TCP, acrescentando que o terminal é o único da América Latina já

Foto: SEMA

Trabalho de desassoreamento e rebaixamento da calha do rio Marrecas realizado pelo Águas Paraná

145 milímetros, ocorrida em maio deste ano – antes de ser feita a dragagem - alagou as casas de 19 famílias e atingiu dezenas de outras moradias. Prever antecipadamente a alta do rio Marrecas é um dos objetivos das 186 estações hidrológicas instaladas e monitoradas pelos órgãos ambientais do governo em todo o Paraná. Estes e outros trabalhados desenvolvidos pelo sistema de monitoramento dos recursos hídricos do Estado estão sendo apresentados e discutidos durante o workshop Estudos Prospectivos de Inundações, promovido pela Secretaria do Meio Ambiente e pelo Instituto das Águas do Paraná. Os debates contam com a participação do engenheiro civil Carlos Eduardo Morelli Tucci, que é referência mundial na pesquisa científica sobre recursos hídricos. "O Paraná tem feito muito mais

que outros estados, especialmente em medidas não estruturais para atenuar os problemas, como a previsão das cheias. Este controle evita muitos prejuízos, principalmente para as populações ribeirinhas que vivem próximas a grandes bacias hidrográficas". Tucci acredita que o Paraná está na frente porque tem um corpo técnico e científico especializado na área de hidrometria e um instituto próprio para estudar e monitorar os recursos hídricos. A partir de um mapa de vulnerabilidade, o sistema de monitoramento dos recursos hídricos do Paraná atua com duas frentes: a previsão das cheias, feita pelas estações pluviométricas e fluviométricas, e o aumento da vazão dos rios, garantida pelas obras de dragagem. O governo estadual está investindo na ampliação e renovação dos equipamentos que compõem o sistema.

A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) está construindo no bairro Cachoeira 199 casas e sobrados para reassentamento de famílias que vivem em situação de risco nas Vilas Nori e Três Pinheiros. As unidades estão distribuídas em dois empreendimentos – Moradias Maringá 1 e 2 – que, juntos, significam um investimento de R$ 10,4 milhões, financiados com recursos do município, governo federal e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O maior empreendimento é o Moradias Maringá 1, que tem 156 unidades, das quais 104 estão destinadas a famílias da Vila Três Pinheiros e 52 da Vila Nori. O Moradias Maringá 2, com 43 casas, será integralmente ocupado por moradores da Vila Nori. “São áreas que têm características distintas em relação às demais ocupações irregulares de Curitiba, porque estão localizadas em regiões de maior declividade, onde o risco maior para as famílias é de desabamento”, explica o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Parceria

O empreendimento Moradias Maringá 1 é uma parceria com o governo federal e está inserido na primeira etapa de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1). O investimento no projeto é de R$ 6,9 milhões.


Contexto Político Voto facultativo

Dez anos depois de ser apresentada, volta à pauta de discussão no Senado a Proposta de Emenda à Constituição de autoria do senador Alvaro Dias, do PSDB, que acaba com o voto obrigatório no Brasil. O senador Francisco Dornelles, do PP, foi designado relator da PEC na sessão da Comissão de Constituição e Justiça do Senado desta quarta-feira. Na avaliação do senador paranaense, sua PEC tem como objetivo provocar a discussão sobre o tema do voto facultativo, trazendo para o Congresso a competência de decidir sobre a questão, e retirando o assunto da esfera constitucional.

Livre escolha

Em regra geral, argumenta o senador, o voto facultativo é o modelo adotado nas principais democracias do mundo contemporâneo. -- Parte-se do princípio de que o voto é uma faculdade da pessoa. Ele implica no reconhecimento da autodeterminação do cidadão e é entendido como fruto de sua liberdade de escolha. Em resumo, espelha a vontade livre do cidadão, defendeu o senador.

Dilma no Paraná

A presidente Dilma Rousseff virá ao Paraná na próxima terça-feira. Ao lado da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao governo do Estado, Dilma irá a Ponta Grossa para a entrega de 1.430 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Roseli Abrão

Diário Indústria&Comércio

roseli@roseliabrao.com.br

Segundo informações do site do PT, no total, o governo federal investiu R$ 80 milhões na construção das moradias.

Suplentes

O Senado rejeitou terça-feira a proposta de emenda à Constituição que reduzia de dois para um o número de suplentes de senador. Com 46 votos a favor, 17 contrários e uma abstenção, a PEC não alcançou o número mínimo para aprovação, de 49 senadores. A proposta, de autoria do senador José Sarney ainda proibia a eleição para suplente de cônjuge ou parente consanguíneo ou afim do titular do mandato, até o segundo grau ou por adoção. Segundo a Agência Senado, tramita na Casa outra PEC sobre suplentes. De autoria do senador Eduardo Suplicy, do PT de São Paulo, prevê o voto direto para a eleição do suplente.

Espionagem

Oito deputados paranaenses estão entre os 86 parlamentares que votaram contra a moção de repúdio ao governo dos Estados Unidos que, segundo denúncias do ex-técnico da CIA, Edward Snowden, espionou e-mails, telefonemas e dados de empresas e cidadãos brasileiros, bem como do governo. Pela lista que circula na internet, votaram contra a moção de repúdio os deputados Abelardo Lipion, do DEM;Marcelo Almeida, do PMDB; Dilceu Sperafico, do PP; Nelson Padovani, Sérgio Oliveira e Hidekasu Takayama, do PSC; Alfredo Kaefer, do PSDB; e Eduardo Sciarra, do PSD.

Do mesmo jeito

De nada adiantaram os protestos registrados na terça-feira durante a instalação da CPI do Pedágio na

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A5

Assembleia Legislativa. Uma nova reunião, hoje, confirmou as indicações dos deputados Nelson Luersen, do PDT, e Douglas Fabrício, do PPS, como presidente e relator da comissão. A novidade é que haverá um relator-adjunto: o deputado Wilson Quinteiro, do PSB. O deputado Adelino Ribeiro, do PSL, é o vicepresidente. A primeira reunião de trabalhos da CPI será na próxima segunda-feira, às 10 horas.

Rota de colisão

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, e o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, estão em rota de colisão. Como pano de fundo, a eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. É que Campagnolo divulgou nota criticando o processo, dizendo que seria prudente adiar a eleição e analisar melhor as candidaturas, além de realizá-la com voto aberto. Rossoni acusou o presidente da Fiep “não leu” a Constituição Federal, que determina o voto secreto; e o Regimento Interno da Casa, que define o rito da eleição.

Mudanças

Rossoni anunciou que na próxima segunda-feira vai enviar, em nome da Assembleia Legislativa, ao Congresso Nacional um ofício contendo algumas sugestões para alterar a Constituição sobre o processo de

escolha dos conselheiros dos Tribunais de Contas. O documento vai enfatizar três pontos que Rossoni considera cruciais para as alterações: escolha através de voto aberto, exigência de curso superior e qualificação técnica, além de limitar em dois, entre os sete conselheiros que compõem o TC do Paraná, os conselheiros que tenham tido cargos eletivos.

À flor da pele

Os ânimos estão exaltados na bancada do PMDB na Assembleia Legislativa. Tudo por causa da indicação dos representantes do partido à CPI do Pedágio, instalada ontem. Cleiton Kielse e Anibelli Neto não aceitam a indicação feita pelo líder da bancada Teruo Kato, que preferiu Artagão de Mattos Leão Júnior e Nereu Moura. Kielse e Anibelli protestam contra a indicação “chapa branca”.

Trás do prejuízo

O presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire, convocou reunião extraordinária da executiva nacional do partido para a próxima segunda-feira para discutir o futuro da fusão com o PMN e a criação da Mobilização Democrática. A reunião foi convocada depois que a presidente nacional do PMN, Lídia Moura, anunciou a convocação de um congresso nacional do partido, a ser realizado no dia 28 de julho, para desfazer a fusão com o PPS. Lidia Moura justificou que há “divergências” entre os dois partidos, notadamente quanto a proposta de reforma política. O PMN não aceita, como defende o PPS, o fim das coligações proporcionais e o financiamento público de campanha.

Inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos fecha junho em 0,33%, mostra FGV

vendas

Comércio reduz previsão de crescimento para 2013 Instituição reduziu a previsão para 5%, mas admite uma queda maior para 4,5% Tânia Rêgo/ABr

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, registrou taxa de 0,33% em junho deste ano, resultado superior ao 0,18% de maio. A taxa é ligeiramente inferior ao 0,35% do Índice de Preços ao Consumidor Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda. O avanço da inflação medida pelo IPC-C1 foi causado por taxas mais altas em cinco dos oito grupos de despesas. A maior alta foi observada no grupo transportes, que passou de uma deflação (queda de preços) de 1,02% em maio para uma inflação de 0,88% em junho. A tarifa do ônibus urbano foi a que mais

contribuiu, ao passar de uma deflação de 1,69% para uma inflação de 1,53% no período. Outros grupos que registraram alta no índice de inflação foram habitação (que passou de 0,29% em maio para 0,67% em junho), comunicação (de -0,16% para 0,29%), despesas diversas (de 0,17% para 0,29%) e educação, leitura e recreação (de 0,12% para 0,31%). Por outro lado, três grupos de despesas tiveram queda no IPC-C1, com destaque para os alimentos, que passaram de uma inflação de 0,26% em maio para uma queda de preços de 0,22% em junho. No acumulado do ano, a inflação medida pelo IPC-C1 registra alta de 3,03% e, nos últimos 12 meses, de 6,43%.

Inadimplência registrada em junho é a menor em 18 meses

A retração nas vendas em junho foi de 3,74%, em consequência dos problemas ocorridos durante os jogos da Copa das Confederações

O crescimento das vendas do comércio no segundo semestre de 2013 deverá ficar abaixo do esperado pelo setor, que previa um aumento de 6,15% em relação ao ano passado. A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) reduziu a previsão, ontem (10/07), para 5%, mas admite uma queda maior para 4,5%. Esses percentuais foram revelados pelo presidente da CNDL, Roque Pelizzaro Junior, ao fazer um balanço sobre os dados de junho do indicador mensal do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Segundo ele, as informações do SPC Brasil revelam uma "leve variação" positiva de 0,67% nas vendas, caracterizada pelo estudo apresen-

tado como uma desaceleração pelo terceiro mês consecutivo e, que na comparação com o mesmo mês de 2012, é o menor crescimento anual já registrado desde janeiro do ano passado. Os números de junho, de acordo com Pelizzaro, mostram uma estagnação do ritmo do comércio, provocados por inflação alta, dólar mais caro, juros mais altos, baixa produção industrial, as expectativas frustradas de vendas durante a Copa das Confederações aliadas as manifestações populares que ocorreram no país durante os jogos. Para o dirigente da confederação, "no melhor dos cenários”, o setor trabalha “com uma inflação que deve fechar o ano no intervalo da

tolerância da meta e que, ainda assim, continua sendo muito alta". Ele acrescentou que a desaceleração nas vendas é atenuada pelo aumento da renda real e o baixo índice de desemprego. Diante desse quadro, Pelizzaro disse que o possível aumento da taxa de juros servirá para complicar a situação e "o remédio pode matar o doente". Por isso, ele recomendou moderação, pelo Banco Central, e que a instituição leve em consideração que "a demanda interna chegou a um nível de paralisia". Pelizzaro disse que encaminhou ao Ministério do Esporte e à Secretária Nacional do Comércio (SNC), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a

avaliação feita pela confederação dos prejuízos do setor com a competição. Ele ressaltou que é preciso adotar medidas para evitar o mesmo desempenho do comércio durante a Copa do Mundo de 2014. Na comparação com maio, a retração nas vendas em junho foi de 3,74%, em consequência dos problemas ocorridos durante os jogos. Pelizzaro destacou que as causas do fraco desempenho do setor, durante o evento, foram, por exemplo, os feriados decretados nas cidades-sede do torneio; trabalhadores dispensados pelas empresas no fim da tarde: e as partidas realizadas no sábado, um dos dias que mais movimentam o mercado varejista.

Cresce número de jovens com conta bancária e cartão de crédito Pesquisa nacional da Federação do Comércio do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) mostra que 41% dos jovens de 16 a 24 anos possuem conta bancária. Em 2008, essa proporção era de 26% de acordo com a Fecomércio. A pesquisa foi feita

em parceria com o instituto de pesquisa Ipsos, que entrevistou 1 mil pessoas em 70 cidades. De acordo com o levantamento, o percentual de jovens brasileiros que pagam alguma compra parcelada subiu de 26%, em 2008, para 31%, em

2013. Também cresceu, ainda que em ritmo menor, o uso do cartão de crédito, de 22% para 24% no período. Outro dado indicado na pesquisa é o acesso à internet. Segundo o instituto Ipsos, os brasileiros que utilizam a internet passou de 58%

para 74%, no mesmo período. De acordo com a Fecomércio-RJ, a inserção do jovem no mercado de consumo e de crédito é resultado do aquecimento das contratações com carteira assinada e de avanços educacionais.

A inadimplência calculada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aumentou em junho 1,52%, na comparação com o mesmo mês de 2012, o menor índice da série histórica dos últimos 18 meses. Os dados foram divulgados ontem (10/07) pela instituição. Na avaliação dos economistas do SPC Brasil, o aumento do custo de vida ocasionado pela inflação acima da meta governamental é um dos fatores a serem levados em conta. Segundo eles, outro fator é a falta

de planejamento financeiro do consumidor ao tomar um crédito e se endividar. O SPC informou que as vendas a prazo, no comércio varejista, desaceleraram pelo terceiro mês consecutivo. No mês de junho, houve uma variação positiva de 0,65% na comparação com junho de 2012. Esse é o menor crescimento anual registrado desde janeiro de 2012. Os dados são do indicador mensal do SPC Brasil e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).

Saídas de dólares superam entradas em US$ 780 milhões na primeira semana do mês O mês de julho começou com saldo negativo das entradas e saídas de dólares do país. De acordo com dados divulgados ontem (10/07) pelo Banco Central (BC), nos cinco dias úteis da semana passada, o saldo ficou negativo em US$ 780 milhões. A saída de dólares permanece maior do que a entrada, como registrado em junho (saldo negativo de US$ 2,636 bilhões). De janeiro até a primeira semana de julho, o saldo do fluxo cambial ficou positivo em US$ 8,754 bilhões, com resultado negativo do segmento financeiro em US$ 8,687 US$ bilhões e positivo do comercial, em US$ 17,441 bilhões. Na primeira semana de julho, o resultado negativo veio do segmento financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações), US$ 1,362 bilhão.

O fluxo comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações) registrou saldo positivo de US$ 582 milhões, na semana passada. No último dia 3, o BC eliminou as restrições de prazos para que os exportadores financiem pagamentos antecipados. Antes, os exportadores que quisessem antecipar o recebimento das receitas com as vendas para o exterior poderiam pegar empréstimos de até cinco anos. O BC derrubou esse limite, permitindo que financiamentos de prazos mais longos sejam concedidos. A medida aumenta a oferta de dólares no mercado, empurrando a cotação para baixo. De acordo com os dados do Banco Central, as operações de pagamento antecipado ficaram em US$ 798 milhões, na primeira semana de julho. As operações de Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC) chegaram a US$ 690 milhões.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A6

Empresas&Produtos OKI anuncia reestruturação

A OKI Brasil, uma das principais empresas de soluções de impressão do mundo, anuncia Masahiko Morioka como novo presidente e diretor executivo (CEO) da OKI Data Américas e Mitsuaki Takahara como vice-presidente executivo da região. Na empresa desde 1981, Morioka assumiu a posição de vice-presidente da OKI Data Corporation, na liderança da formulação de políticas de gestão, bem como a implementação de uma estratégia global integrada de vendas e marketing em 120 regiões do mundo. Como presidente da OKI Data Américas, será responsável pela visão estratégica e liderança. Além da sua nova posição, continuará atuando como vice-presidente da OKI Data Corporation. Takahara está na empresa desde 1982, onde atuou como vice-presidente Sênior e Conselheiro do Escritório de Planejamento Corporativo da empresa de 2006 a 2010. Hoje em dia, ocupa a gerência geral adjunto de marketing e vendas da OKI Data Corporation. Em sua nova função, o executivo vai supervisionar o desenvolvimento das operações de negócios internacionais em todas as áreas de produtos nos mercados latino e norte-americanos. Também atuará como Presidente do Comitê de Gestão Norte-americano da organização. Após a conclusão do seu mandato de quatro anos liderando as operações das Américas do Norte e Latina, o presidente Takabumi Asahi passa a assumir um novo cargo dentro da divisão de vendas e marketing da OKI Data Corporation, no Japão.

LEVANTAMENTO

Taxa de sobrevivência de empresas no PR é de 75% Estudo aponta que pequenos negócios conseguem superar dificuldades do início

Decor de Luxo

O destino mais luxuoso do Uruguai, Punta Del Este, foi a inspiração das profissionais Carla Gil Heller e Fernanda Heller, para o Living que assinam na 20ª edição da Casa Cor Paraná. Nele os visitantes são convidados a desfrutarem de toda a atmosfera descontraída e sofisticada que envolve o famoso balneário, e a conhecer o trabalho do renomado artista Carlos Paéz Vilaró por meio de seu poema dedicado ao “SOL”, transmitido em áudio e vídeo. A designer de interiores Carla Gil Heller completa sua quinta participação na mostra, agora acompanhada da arquiteta Fernanda Heller, que faz seu debut no ano em que a Casa Cor completa 20 anos.

Boa Compra reúne ACP e Procon

A Associação Comercial do Paraná (ACP) expediu convites para os associados com vistas ao primeiro encontro do Projeto Boa Compra, que será realizado nessa sexta-feira (12), às 8h, no auditório do 9º andar. O objetivo da campanha é transmitir informações sobre o Código de Defesa do Consumidor, no sentido de prevenir reclamações encaminhadas ao Procon-PR e harmonizar as relações de consumo. Os associados que participarem de três dos cinco encontros previstos receberão o selo “Estabelecimento Participante – Projeto Boa Compra”. A participação é gratuita.

TIM amplia logística reversa

O programa da TIM de coleta de aparelhos celulares, acessórios e baterias usadas – chamado Recarregue o Planeta – foi reformulado e ampliou as metas de logística reversa da operadora. A partir desta semana lojas da empresa no Paraná e em Santa Catarina já contam com novas urnas coletoras e, até outubro, o programa cobrirá todas as 1,4 mil lojas do Brasil. Em 2012, a TIM recolheu 13,9 toneladas desses materiais. Para a reformulação do projeto, a TIM fechou uma parceria com a empresa GM&C, que gerenciará a cadeia da logística reversa em todos os estados. O acordo tem como objetivo dar continuidade ao programa de responsabilidade pós-consumo de coleta, tratamento e destinação ambientalmente adequada de aparelhos celulares, acessórios e baterias usadas que a operadora desenvolve desde 2008 e que está em linha com a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

KOPENHAGEN APRESENTA NHÁ BENTA DESSERTS

No ano em que a Kopenhagen completa 85 anos, a clássica Nhá Benta ganha investimento superior a R$ 5 milhões para comunicar o lançamento da linha Nhá Benta Desserts, que chegará as lojas da rede em duas versões recheadas de frutas vermelhas. Atualmente, chegam a ser comercializadas 108 unidades de Nhá Benta por minuto nas lojas Kopenhagen. A nova campanha, criada pela DM9DDB, é estrelada pelo ator Rodrigo Santoro e tem estreia confirmada em horário nobre para o próximo dia 12 de julho. A paixão do consumidor pela tradicional sobremesa de marshmallow,um dos carros chefes de vendas da marca, incentivou a criação inédita de uma opção recheada, preservando o marshmallow tradicional e incrementando com um sabor cítrico, que agrada o paladar do brasileiro.

HNSG promove Seminário

No dia 2 de agosto, acontece no Hospital Nossa Senhora das Graças, o V Seminário de Segurança do Paciente e IV Fórum de Prevenção de Infecção na Prática. O encontro discutirá importantes temas sobre a segurança do paciente, por meio de palestras ministradas por profissionais renomados. “O objetivo é reforçar a cultura de segurança do paciente e apresentar trabalhos desenvolvidos nesta área” ressalta a infectologista e chefe do Serviço de Segurança Assistencial do Paciente (SSAP) do HNSG, VivianeM. De Carvalho Hessel Dias. O evento será organizado pela pelo Serviço de Segurança Assistencial do Paciente (SSAP) do HNSG, e coordenado pela infectologista Dra. Viviane M. de Carvalho Hessel Dias. O evento acontece das 8h30 às 18h, no Auditório Catarina Labouré, Rua Jacarezinho, 1000 – anexo ao HNSG. Entre os palestrantes, estão: a infectologisto do HNSG, Dra. Viviane Dias, o diretor técnico médico, Luiz Sallim Emed, as enfermeiras do HNSG, Célia Valeixo e Luciane Zanetti e a gerente da Qualidade e Planejamento do HNSG, Marcella Fernanda de Barros. Também foram convidados os médicos, Dr. Fábio Motta (Hospital Pequeno Príncipe), Dr. Leonardo Soares (CECISS-SESA), a administradora do IPASS, Josiane Vivan, Dr. Jorge Salluh – Epimed Solutions e a Biomédica, Regina Miasiro.

FESTIVAL DE BONECOS PEQUENO PRÍNCIPE

Até o próximo dia 14 de julho Curitiba estará tomada por bonecos, consequência da 19ª edição do Festival Espetacular de Teatro de Bonecos. Quem passar na frente do Teatro Guaíra pode conferir o mascote do evento que foi colocado sobre o painel de Poty Lazarotto. As apresentações, que ocorrem em diversos pontos da cidade, acontecem também no Hospital Pequeno Príncipe. Nesta terça-feira, crianças e adultos lotaram a praça de eventos do Hospital para assistir à apresentação de “Na Fazenda das Meias”, peça da Ânima Teatro de Bonecos, de Curitiba. “Foi muito bom. Não podíamos ver as crianças, mas ouvíamos e sentíamos a resposta”, conta Neiva Figueiredo, diretora e atriz do espetáculo. Os pacientes do Pequeno Príncipe terão mais uma chance de conferir a programação do Festival, quando a instituição receberá a peça “O Pescador de Histórias” na quinta-feira, às 15h.

O Paraná está em 10ª posição no ranking nacional de sobrevivência das empresas e Curitiba em 14ª no comparativo entre as capitais

A

taxa de sobrevivência das empresas no Paraná é de 75%. Ou seja, de cada 100 empresas criadas no Estado, 75 em média sobrevivem aos dois primeiros anos de vida, considerado o período mais crítico para os negócios. O dado faz parte de um estudo realizado pelo Sebrae Nacional, nos 27 estados brasileiros, divulgado ontem, dia 10. A legislação favorável aos pequenos negócios, com menos tributos e burocracia; o aumento da escolaridade no País, e por consequência também nas empresas; e o mercado nacional fortalecido, com mais de 100 milhões de consumidores, são apontados como fatores responsáveis pela alta na taxa de sobrevivência no Paraná e em outros estados. O estudo analisou empresas criadas em 2007, a partir do processamento e da análise das bases de dados mais recentes disponibilizadas pela Secretaria da Receita Federal (SRF). Considerando que os pequenos negócios representam 99% dos estabelecimentos formais no Brasil, o estudo traça um raio-x da sobrevivência das micro e pequenas empresas. O Paraná está em 10ª posição no ranking nacional de sobrevivência das empresas e Curitiba em 14ª no comparativo entre as capitais. O Estado ficou pouco abaixo da média nacional, que fechou em 76%, mas avançou desde a primeira edição do estudo Sobrevivência nas Empresas, de outubro de 2011, quando a taxa de sobrevivência das empresas paranaenses, criadas em 2006, era de 70%, frente a uma média de 73% no Brasil. “Com os dados em mãos, e num

trabalho que é permanente, estamos melhorando, ano após ano, os resultados da taxa de sobrevivência, o que representa maior longevidade dos pequenos negócios no Paraná, geradores de empregos e renda”, diz Vitor Roberto Tioqueta, diretorsuperintendente do Sebrae/PR. A taxa de sobrevivência, segundo ele, que já foi de menos de 50% há cerca de dez anos e que está em crescimento no Brasil, mostra uma melhor capacidade dos empreendedores e empresários de micro e pequenas empresas para superar dificuldades nos primeiros dois anos de negócio. Nesse período, a empresa ainda não é conhecida no mercado e tem poucos clientes. “É um índice que pode melhorar ainda mais no Paraná, mas que, sem dúvida, representa um ótimo resultado, se levarmos em consideração as dificuldades enfrentadas pelos empreendedores que, muitas vezes, nessa fase inicial do empreendimento, ainda têm pouca experiência em gestão”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae/PR. Tioqueta também cita o planejamento, as finanças em dia, a inovação, o uso de indicadores, a prospecção de novos clientes, a formação empresarial e a análise de mercado como aspectos preponderantes para o êxito nos negócios. “Sobretudo em regiões altamente competitivas como o sul do País, onde sobreviver requer muita orientação e estratégia.”

Segmentações

Ainda segundo o estudo, que não inclui a categoria do microempreendedor individual (aquele com faturamento bruto anual de até R$

60 mil), a taxa de sobrevivência das empresas no Paraná varia quando as empresas criadas em 2007 são segmentadas. As empresas do setor industrial registram uma taxa de sobrevivência de 81,7%; as da construção civil, de 74,1%; as do comércio, 76,1%; e as de serviços, 71,5%. O estudo mostra também uma evolução na sobrevivência dos negócios paranaenses. A taxa atualizada de sobrevivência das empresas abertas em 2005 é de 69,9%; e das criadas em 2006, de 72,7%. “Os empresários do Paraná buscam cada vez mais informações para aplicar nos negócios”, conclui Tioqueta.

Municípios

O diretor-superintendente do Sebrae/PR destaca que inúmeros municípios paranaenses, onde estão instaladas maioria maciça de micro e pequenas empresas, aparecem no estudo do Sebrae Nacional com elevadas taxas de sobrevivência. “O empreendedorismo mostra também a sua força no interior do Estado, com excelentes exemplos”, observa. De acordo com o estudo do Sebrae Nacional, dez municípios paranaenses possuem taxas de sobrevivência acima da média estadual. São eles: Cianorte (84%); Francisco Beltrão (81%); Campo Mourão (80%); Guarapuava (79%); Apucarana (79%); Foz do Iguaçu (78%); Ponta Grossa (78%); Arapongas (77%); Umuarama (77%); e Cascavel (76%). Para eleger os municípios com as melhores taxas de sobrevivência, o estudo analisou 264 municípios brasileiros com o maior número de empresas criadas em 2007. Ainda

segundo o levantamento, as empresas instaladas em Pato Branco e em São José dos Pinhais aparecem com taxa de sobrevivência de 75%, seguindo a média estadual.

Regiões

A região brasileira com maior número de empresas que vencem a barreira dos dois ano é a sudeste, onde também se concentra a maior quantidade de pequenos negócios. Nessa região, o índice de sobrevivência atinge 78%. Em seguida, o sul (75,3%); centro–oeste (74%); nordeste (71,3%) e norte (68,9%). “Empreender sempre envolve risco, por isso é natural ter um percentual de empresas que não avançam. Mas qualquer taxa acima de 70% já é considerada bastante positiva, inclusive como parâmetro internacional”, avalia o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.

Comparativo

Tomando como referência o estudo de sobrevivência das empresas feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) junto a 15 países, a taxa mais alta é da Eslovênia, com 78%. Ao atingir 76%, o Brasil supera países como o Canadá (74%), Áustria (71%), Espanha (69%), Itália (68%), Portugal (51%) e Holanda (50%), entre outros. O estudo da OCDE é o que mais se assemelha ao do Sebrae Nacional, no entanto considera ativa a empresa que tem ao menos um funcionário. Já o censo feito pelo Sebrae Nacional considera ativa a empresa que está em dia com a declaração fiscal junto à Receita Federal.

Estudo da IBM mostra em que nível de maturidade está o Big Data no Brasil O termo Big Data, amplamente discutido no mercado, não está mais confinado somente ao domínio da tecnologia. Hoje é considerado uma prioridade de negócio devido à sua capacidade de apontar soluções para desafios de longo prazo, inspirando transformações nos processos, organizações, indústrias e, até mesmo, na sociedade. Com base neste cenário, a divisão de consultoria da IBM, em parceria com a Universidade de Oxford, conduziu o estudo “Análise de dados: O real uso do Big Data no mundo”. A pesquisa contou com 1.144 entrevistados de 95 países, incluindo 65 empresas do Brasil, com o objetivo de identificar como Big Data está sendo aplicado dentro das organizações. Entre as principais constatações está o fato de que as empresas estão utilizando Big Data para atingir resultados focados em entender e

melhorar a experiência do cliente, explorar dados internos e construir um banco de dados com informações confiáveis. Porém, a habilidade técnica dos profissionais para apoiar os primeiros estágios da aplicação é o principal obstáculo observado pelos entrevistados brasileiros. O levantamento aponta que 63% dos entrevistados notaram que o uso da análise de dados tem criado uma vantagem competitiva para suas organizações. Se comparado com estudo semelhante realizado em 2010, o aumento foi de 70% (na ocasião, 37% enxergavam este cenário). “Para que a iniciativa tenha sucesso, profissionais ligados diretamente aos negócios e à area de marketing devem trabalhar juntos com a equipe de TI. Primeiramente, deve-se identificar os requisitos de negócios para depois adequar infraestrutura, fontes de dados e análise quantita-

tiva para apoiar o projeto”, ressalta Sergio Loza, Diretor de Smarter Analytics para América Latina da IBM. No país, o crescimento foi mais significativo: 72% das empresas têm criado vantagem competitiva através da análise, representando aumento de 90% em relação há dois anos. Ainda sobre o contexto local, 22% dos entrevistados pensam em novos tipos de dados e análises, enquanto 19% pensam em Big Data como informações em tempo real. Estes resultados estão alinhados com uma forma de caracterizar três dimensões do Big Data: os 3 Vs - volume, variedade e velocidade. Mas, a IBM acredita que as corporações precisam considerar uma quarta dimensão: a veracidade dos dados. “A convergência destes 4 Vs ajuda a definir e distinguir Big Data, permitindo que as empresas obtenham vantagem competitiva no mercado.

Confiabilidade da informação é um ponto altamente crítico e desafiador, já que a análise não pode trabalhar com dados incertos, que podem oferecer riscos ao resultado final”, complementa Loza. No entanto, a maioria das empresas brasileiras já está em direção a um nível mais maduro de ações de Big Data. 51% delas estão definindo a estratégia e planejando as atividades que serão colocadas em prática e 24% já estão na fase de implementação do projeto piloto. Os 25% restantes ainda não deram início às atividades. “Apesar de ¼ das empresas do Brasil ainda estarem estudando o conceito, podemos dizer que o mercado está em fase de amadurecimento, com as corporações enxergando os benefícios de investir em análise de dados, mapeando o planejamento e iniciando a implementação de grandes projetos”, destaca o executivo.


Diário Indústria&Comércio

Publicidade Legal Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A7

SÚMULA DE PEDIDO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa Molins do Brasil Máquinas Automáticas Ltda, torna público que requereu ao IAP a renovação da Licença de Operaçãoaté a data de 02/06/2013 da sua unidade de fabricação de máquinas e componentes, inscrita com CNPJ: 59109777/0001-31, implantada na Rua João Lunardelli, 810, bairro CIC na cidade de Curitiba / PR. Pauta Comercio de Petróleo e Derivados Ltda, CNPJ 01.633.884/000184, torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba Licença de Operação N° 12000015 com validade de 14/08/2012 à 14/08/2013 para Posto de Combustiveis, situado à Rua João Dembinski, 529 - Cidade Industrial - Curitiba-PR. Pauta Comercio de Petróleo e Derivados Ltda CNPJ 01.633.884/000184, torna publico que requereu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a Renovação da Licença de Operação para o Posto de Combustiveis, situado à Rua João Dembinski, 529 - Cidade Industrial Curitiba-PR.

3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ Bel. Mônica Maria Guimarães de Macedo Dalla Vecchia Registradora Designada

  Faço saber que pretendem se casar:   01- MIGUEL ANGEL ALVARENGA BAEZ e ERICA FABIANE PRADO.   Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias. CURITIba, 10 DE JULHO de 2013 1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se: 1 - EDSON LUIZ COSTA E TONI AIRTON ODALIO CORREA. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 10 DE JULHO de 2013

COMUNICADO PÚBLICO A Vivo, operadora do Serviço Móvel Pessoal no Estado do Paraná, informa a seus clientes e ao público em geral que ocorreram dificuldades pontuais e temporárias na prestação do serviço, devido à instabilidade no suprimento de energia elétrica, na localidade: Manoel Ribas dia 09/07/2013 das 14h25 às 15h53. Após o envio de equipe técnica ao local os circuitos foram restabelecidos.

Empresas&Produtos Instituto Embelleze chega a Itaporã

Com o aquecimento do mercado de beleza, Itaporã-MS passa a oferecer um grande campo de trabalho para pessoas com especialização na área. A fim de profissionalizar e aprimorar a qualidade dos serviços oferecidos nos salões, chega à cidade a primeira franquia do Instituto Embelleze, maior centro de formação profissional da área de beleza da América Latina. A inauguração ocorre nesta quinta-feira, dia 11 de julho. Quem está à frente do empreendimento são os franqueados Bruna Franco José Rosa e Giovane Souza Rosa, que identificaram o crescimento do mercado de beleza em Itaporã e a carência de cursos profissionalizantes na área. “Existem muitos profissionais na cidade, porém com pouca experiência. Por isso, optamos pela melhor escola na área de beleza”, explica Bruna, que em breve vai inaugurar uma franquia também em Ponta Porã-MS. Quem visitar a unidade de Itaporã nesta quinta-feira será recebido com um coquetel e poderá fazer a inscrição a partir das 9h. Localizada no Centro, a nova escola possui salas equipadas para receber até alunos dos cursos de Cabeleireiro Profissional, Maquiador Profissional, Manicure e Pedicure, Penteado e Depilação. A unidade fica na Rua Francisco Leal de Queiroz, 865, e o telefone é (67) 3451-1141.

Novidade de inverno na ICAB

SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) REGIONAL CURITIBA AVISO DE LICITAÇÃO - Leilão 001/2013 Leilão Administrativo, de móveis diversos e de processamento de dados, no estado de conservação em que se encontram.Data: 25/07/2013 às 10h00 Visitação: 22/07/2013 e 24/07/2013 - das 09h30 às 11h30 e 14h00 às 16h30 Local: Rua Carlos Pioli, nº 133 – Bom Retiro – Curitiba/Pr. Informações: Tel.: 41-3593-8371-Luiz Carlos Gandin – Leiloeiro Designado. PHYTOPLENUS BIOATIVOS S.A. CNPJ/MF Nº 10.704.205/0001-01 CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA São convidados os senhores Acionistas a se reunirem em Assembléia Geral, a realizar-se em 19 de Julho de 2013, às 15 horas, na sede social, sita à Rua Wanda dos Santos Mullmann, Nº 1.501, CEP 83323-123, Pinhais, Paraná, para deliberarem sobre as seguintes matérias: a) Proposta de homologação do aumento de Capital Social com subscrição de novas ações; b) Alteração do Art. 5º do Estatuto Social; e c) Outros assuntos de interesse da Sociedade. Pinhais, Paraná, 9 de Julho de 2013. José Paulo Chapaval dos Santos Diretor Presidente

ANCORA EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÃO S.A. CNPJ/MF 81.071.243/0001-12 ATA DA 27ª (VIGÉSIMA SÉTIMA) ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DATA, HORÁRIO E LOCAL: 30.04.2013, ás 10:00 horas, na sede social, situada na Rua XV de Novembro, 2.357 – 1º andar, em Curitiba, Estado do Paraná;CONVOCAÇÃO: Editais publicados no Diário Oficial do Estado do Paraná, nos dias 22, 25 e 26.03.2013, nas páginas 41, 44 e 41 respectivamente, e no Jornal Industria e Comércio, nos dias 22 a 24 , 25 e 26.03.2013, nas páginas A8,A7 e A7. QUORUM DE INSTALAÇÃO: Acionistas representando 89,14% (oitenta e nove vírgula catorze por cento) do Capital Social. a)Leitura, discussão, votação e aprovação do Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e demais Demonstrações Financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31.12.2012; b)Fixação dos honorários da Diretoria. c)Outros assuntos de interesse social. Encontram-se a disposição dos Senhores Acionistas, na sede social, situada na rua XV de Novembro, nº 2.357, 1º andar, em Curitiba, Estado do Paraná, os documentos a que se refere o artigo 133 da Lei 6.404/76, relativo ao exercício social encerrado em 31.12.2012. Curitiba, 20 de março, de 2013 – Dalton Zeni Rispoli diretor. COMPOSIÇÃO DA MESA: Dalton Zeni Rispoli - Presidente e Roberto de Souza Pereira – Secretário. EM ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - DELIBERAÇÃO CONFORME PAUTA: a) Aprovado Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e demais Demonstrações Financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31.12.2012, documentos estes publicados no Diário Oficial do Paraná, do dia 26 de abril de 2013, na página 59, e no Jornal Indústria e Comércio, do dia 25 abril de 2013, na página A9. b) Aprovado a fixação dos honorários mensais e globais da Diretoria em R$ 14.160,00 (quatorze mil, cento e sessenta reais), a serem distribuídos entre os diretores, conforme deliberação em reunião própria da diretoria. ENCERRAMENTO: Nada mais havendo a tratar, o Senhor Presidente ofereceu a palavra a quem quisesse fazer uso e como ninguém se manifestou, declarou suspensos os trabalhos pelo tempo necessário a lavratura da presente ata, em livro próprio, a qual após lida, foi por todos os presentes assinada. ASSINATURAS: Dalton Zeni Rispoli – Presidente e Roberto de Souza Pereira – Secretário. ACIONISTAS: Nácar Ltda. Administradora e Comissária, neste ato representado por suas Diretoras Thereza Christina Guimarães Rispoli e Gilda Marilia Guimarães Pereira; Noel Guilherme Vidal Guimarães; Thereza Christina Guimarães Rispoli; Gilda Marilia Guimarães Pereira; Agropecuária Ribeirão Vermelho Ltda., neste ato representada por seu Diretor Ricardo Guimarães Pereira; San Felipe Agroflorestal Ltda. neste ato representada por sua Diretora Ana Isabel Rispoli Muffone; Ricardo Guimarães Pereira; Priscilla Guimarães Rispoli Penha; Vanessa Guimarães Pereira Taques; Pedro Henrique Guimarães Pereira e Sabrina Rispoli Iglesias. Certifico que a presente é cópia da ata transcrita no livro próprio de “Atas de Assembléia Gerais” nº 1, registrado na Junta Comercial do Paraná sob nº 15.421 de 21.11.1988. Curitiba, 30 de abril de 2013.

Dalton Zeni Rispoli Presidente

Roberto de Souza Pereira Secretário

Registrada na Junta Comercial do Estado do Paraná sob o nº 20133047415 em 27/06/2013.

PODER JUDICIARIO Juízo de Direito da 11ª Vara Civel do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná Av. Cândido de Abreu, 535 – 6º Andar ED. MONTEPAR – CEP 80.530-906 Telefone: 3352 9703 ESTADO DO PARANÁ NELCI DA SILVA LOPES Escrivã EDITAL DE LEILÃO (PRAÇA) para INTIMAÇÃO dos Executados e conhecimento de Terceiros interessados, nos termos do Artigo 687 do CPC. CLAYTON LUIS GABARDO e BERENICE LENI DORIGO GABARDO A DOUTORA RENATA ESTORILHO BAGANHA, MM. Juíza de Direito desta DECIMA PRIMEIRA VARA CÍVEL, FAZ SABER a todos quanto o presente edital virem ou conhecimento dele tiverem, que será(ao) levado(s) a LEILÃO , bem(s) penhorado de propriedade dos requeridos CLAYTON LUIS GABARDO e BERENICE LENI DORIGO GABARDO na forma a seguir transcrita: VENDA EM PRIMEIRO LEILÃO: no dia 19 de Julho de 2013, a partir das 10.00 horas. VENDA EM SEGUNDO LEILÃO: no dia 29 de Julho de 2013, a partir das 10.00 horas, pelo melhor lance, desde que não configure preço vil, e a ser aferido no caso concreto (observando-se o valor do débito, o valor do bem, e a dificuldade de comercialização). OBSERVAÇÃO: Fica o Sr. Leiloeiro autorizado a receber lances por meio eletrônico, a partir do primeiro dia útil subsequente à publicação do edital de leilão, a ser oferecido em tempo real e em igualdade de condições com o pregão físico, mediante acesso ao sítio da internet http://www.leiloesecia.com.br, e, ainda, da autorização para venda direta; além do pagamento relativo ao valor da arrematação, o arrematante pagará: o valor das custas de expedição de Carta de Arrematação (escritura) a ser verificado no ato; 5% (cinco por cento) sobre o valor da venda, relativo a Comissão do Leiloeiro Oficial. Se não houver expediente forense nas datas designadas, o Leilão realizar-se-á no primeiro dia útil subsequente. LOCAL: Rua Carmelina Cavassin, 1525 – Sob 01, bairro Abranches na cidade de Curitiba-Pr. PROCESSO: Autos nº 1400/2005, em que JOSE MARIA SERBAKE – portador do CPF 104.386.889-53, move em face de CLAYTON LUIS GABARDO - portador do CPF 728.819.259-87 e BERENICE LENI DORIGO GABARDO – portadora do CPF 872.473.649-04. DESCRIÇÃO DO(s) BEM(ns): Fração ideal de solo de 0,0046432 correspondente ao conjunto comercial nº 604 do Edifício Triumph Center Batel, sito à Rua Francisco Rocha, nº 62, nesta Capital, com área construída exclusiva de 29,50m2, área construída comum de 7,7284m2, área construída total de 36,9784m2, com as demais características constantes na Matricula nº 62.242 da 6ª CRI de Curitiba-Pr., IF 23.077.008.054-9. AVALIAÇÃO: R$ 130.000,00 (Cento e Trinta Mil Reais), realizada em 24 de abril de 2013. VALOR DA DÍVIDA: R$ 116.518,43 (Cento e Dezesseis Mil, Quinhentos e Dezoito Reais e Quarenta e três Centavos) planilha atualizada nos autos em 24 de Junho de 2013, débito este que será reatualizado pelo exequente até a data da primeira hasta. LEILOEIRO PÚBLICO OFICIAL: JOAO LUIZ DE OLIVEIRA, devidamente registrado na Junta Comercial do Paraná sob o nº 11/041-L. COMISSÃO DO LEILOEIRO: em caso de arrematação, a comissão devida será de 5% sobre o valor dos bens móveis e imóveis, a ser pago pelo arrematante; em caso de adjudicação ou havendo acordo, a comissão devida será de 2% sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado; em caso de remição, 2% sobre o valor da avaliação, a ser paga pelo exequente; em havendo extinção por pagamento, a comissão será de 2% sobre o valor da avaliação, a ser pago pelo executado. DEPOSITO: Depositário Publico ÔNUS: Inexistentes. INTIMAÇÃO: Fica(m) desde logo intimado(s) o(s) REQUERIDO(S) CLAYTON LUIS GABARDO - portador do CPF 728.819.259-87 e BERENICE LENI DORIGO GABARDO – portadora do CPF 872.473.649-04 na pessoa de seu representante legal, da data acima, se porventura não for(em) encontrado(s) para intimação pessoal no endereço constante dos autos desde já ficam intimados através do presente Edital, bem como para o efeito do artigo 687, parágrafo 5º do CPC de que, antes da arrematação e da adjudicação do(s) bem(ns), poderá(ão) remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do CPC, bem como poderá(ão) oferecer embargos a arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias. E, para que chegue ao conhecimento dos interessados e especialmente do(s) executado(s) CLAYTON LUIS GABARDO - portador do CPF 728.819.259-87 e BERENICE LENI DORIGO GABARDO – portadora do CPF 872.473.649-0, e no futuro não possam alegar ignorância ou desconhecimento, mandou expedir o presente edital que será afixado em local de costume e publicado na forma da lei, DADO e PASSADO nesta cidade e Comarca de Curitiba, Estado do Paraná, aos Vinte e Quatro dias do Mês de Junho de Dois Mil e Treze. Eu, NELCI DA SILVA LOPES, Escrivã, que o digitei. Curitiba, 24 de Junho de 2013. RENATA ESTORILHO BAGANHA Juíza de Direito

Mercado de trabalho pede flexibilidade "Errar é humano, persistir no erro é burrice", já dizia o ditado. A globalização, as novas tecnologias e o avanço da ciência fazem com que o mundo mude de maneira acelerada e quem não está aberto para essas mudanças vai continuar errando e, possivelmente, perderá seu espaço na sociedade e no mercado de trabalho. Os profissionais devem entender que ser flexível não é mudar de ideia a cada nova tendência, mas tentar compreendê-las para fazer a escolha mais acertiva

para cada ocasião. A flexibilidade consiste na capacidade de tomar decisões constantemente de acordo com o ambiente em que se encontra, sem medo de mudar sua estratégia. "Se o funcionário não consegue obter os resultados desejados de uma determinada forma de trabalho, ele deve apenas mudar suas ações, mudar suas abordagens. A grande maioria se apega a dor do fracasso e nas primeiras dificuldades desistem ou persistem no erro e não saem

do lugar", relata o coach executivo Leonardo Gotti. Há aqueles que possuem talento e conhecimento necessários para serem bem sucedidos, mas não o são, pois continuam repetindo os mesmos padrões comportamentais que não estão funcionando. Segundo Leonardo, a flexibilidade entra em ação quando uma ideia não está contribuindo para que a pessoa obtenha os resultados desejados, ou seja, não está a levando em direção ao alcance de seus objetivos.

Uma pessoa flexível não é necessariamente uma pessoa manipulada pelas ideias alheias, pois está no controle de seus atos e apenas se molda para que haja ganhos para ela e para a empresa que está trabalhando. O coach alerta que o grande segredo é buscar as mais variadas formas possíveis de obter resultados satisfatórios em suas vidas, tanto pessoais quanto profissionais e para isso ser flexível e nunca desistir são atitudes fundamentais para o sucesso.

A tradicional ICAB Chocolates apresenta uma novidade que é a cara do inverno. A chocolateria curitibana acaba de lançar um kit especial composto por uma seleção de bombons acompanhada de um vinho tinto ou do porto. Os bombons são um mix dos sabores preferidos pelos clientes e os clássicos da ICAB, entre as mais de 30 alternativas da marca, como o suíço, o preto e branco e o tartufo. Antes considerada um desafio, a combinação de chocolate e vinho hoje é uma das mais apreciadas. As regras mais recentes de harmonização dizem que quanto mais intenso é o sabor de um acompanhamento, mais intenso deve ser o vinho. É o caso do chocolate ao leite e do chocolate branco, que possuem maior quantidade de açúcar, por isso, pedem um vinho mais doce. Isso se explica porque se os contrates de sabores forem muito grandes o paladar não fica harmonizado.

LIVRARIAS CURITIBA E NEOO COMUNICAÇÃO

Com estrutura preparada para atender grandes clientes, a Neoo Comunicação Estratégica acaba de assumir a conta da Livrarias Curitiba. “Esse é um sonho antigo da agência e representa não só um grande desafio, mas também uma oportunidade”, analisa o diretor executivo da Neoo, Eduardo Johnscher. Segundo ele, a nova conta chega em um momento de mudanças na agência, que inclui a nova sede, a ampliação da equipe de trabalho e reestruturações que permitem, além de um crescimento planejado, um envolvimento mais profundo com cada cliente atendido. Além disso, 2013 marca também o aniversário de 50 anos da Livrarias Curitiba. “Estamos nos preparando há algum tempo para a chegada de clientes de grande porte, como a Livrarias Curitiba. Nossa equipe foi reforçada com profissionais experientes e prontos para assumir essa nova responsabilidade”, continua Eduardo. A Neoo atuará no desenvolvimento de toda a comunicação do grupo, com campanhas de endomarketing, PDV, propaganda, design e estratégias de comunicação. O atendimento, que promete estreitar o relacionamento agência x cliente, tem, entre outros objetivos, a intenção de aproximar a Neoo dos departamentos de marketing e comercial da Livrarias Curitiba. “Essa metodologia impacta em decisões mais rápidas e precisas, além de maior autonomia em mudanças estratégicas”, explica Eduardo. A Neoo atuará em diferentes frentes – Design (Comunicação Visual, PDV e Retail) e Propaganda (anúncios, rádio e mídia exterior). As campanhas que serão desenvolvidas visam manter, em um primeiro momento, o posicionamento utilizado pela Livrarias Curitiba ao longo dos últimos anos, com o mote “Descubra seu mundo aqui”. Entre os planos, a ampliação do apelo comercial no desmembramento das campanhas para PDV e online. “Estrearemos em breve, com a campanha criada para o Dia dos Pais”, finaliza o diretor.

CIN promove seminário

O Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Paraná promove nesta quinta-feira (11) o seminário de oportunidade de negócios em Moçambique, um dos mercados prioritários da África. O evento tem como objetivo estreitar as relações comerciais entre o Brasil e Moçambique e divulgar as oportunidades de negócios existentes. O seminário é realizado com o apoio da Câmara de Comércio, Indústria e Agropecuária Brasil-Moçambique (CCIABM). As inscrições e a programação do evento estão disponíveis no site do CIN (www.cinpr.org.br). Mais informações no telefone (41) 3271-9110. Durante o seminário, serão apresentadas oportunidades de negócios em diversos setores da economia do país, os aspectos jurídicos para a proteção de investimentos, além de cases de sucessos de empresas brasileiras que, assessoradas pela CCIABM, possuem investimentos diretos em Moçambique. As relações entre Brasil e Moçambique têm se intensificado a cada ano e ainda há um enorme potencial para o fomento de negócios. Um estudo feito pela revista britânica The Economist coloca Moçambique no 8º lugar entre os países com o maior crescimento econômico da última década. Além disso, o país foi apontado pelo relatório Doing Business 2010 como uma das grandes promessas africanas para investimentos, revelando-se um mercado atraente para o setor industrial brasileiro.

BARILOCHE PARA CASAIS

Uma dúvida freqüente para os casais nessa época do ano é como aproveitar as férias com tanto frio? Algumas publicações ou portais ajudam na tomada de tal decisão, como a “Inesquecível Lua de Mel”. Existem então duas opções, a primeira é fugir do clima e viajar para países do hemisfério norte. A segunda é observar quais locais oferecem lazer e aconchego mesmo com frio. Bariloche se destaca no inverno por oferecer aos casais momentos especiais que vão desde a pratica de snowboard, esqui e cavalgadas até jantares românticos em locais elegantes e com uma vista privilegiada e a travessia dos lagos andinos. Com localização privilegiada junto aos Andes, San Carlo de Bariloche se tornou uma ótima alternativa para pessoas apaixonadas que querem aproveitar ás qualidades doas Alpes Suíços e Canadenses sem viajar uma distância tão longa. A revista da 3R Studio Editora “Inesquecível Lua de Mel” mostra outros destinos possíveis para os casais em várias épocas do ano e suas vantagens.

ACADEMIA BLZ REALIZA WORKSHOP

A Academia BLZ, da empresária Claudete Matte, realiza nos dias 22 e 23 de julho, o workshop Colecction – Avançado de Corte Feminino com o grupo técnico e artístico The Theam, com os hair stylists Alex Andrade, Artur Lopes e Cristian Flores Burgos. O curso, com carga horária de 14 horas, é para profissionais com experiência de 2 anos em corte. O investimento é de R$ 1,2 mil.


judiciário

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. A8

Decisão

Processo deve retornar ao juízo competente 14 anos após a denúncia Por incompetência do juízo, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou todos os atos praticados pela Subseção Judiciária de Guarulhos (SP) no processo em que um advogado foi condenado por atentado violento ao pudor a bordo de uma aeronave da Varig, em voo internacional cujo destino era o aeroporto internacional de Guarulhos. A Turma determinou o retorno dos autos à 8ª Vara Federal Criminal de São Paulo, juízo originariamente competente para julgar o caso. A denúncia contra o réu foi oferecida em 1999. Segundo os autos, em 2001, depois de recebida a denúncia e realizados todos os procedimentos legais – citação, interrogatório, alegações preliminares e audiência para oitiva das testemunhas de acusação –, a juíza da 8ª Vara Federal Criminal de São

Paulo declinou da competência e remeteu os autos à recémcriada Subseção Judiciária de Guarulhos. O réu acabou sentenciado pelo juiz da 6ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Guarulhos, condenado à pena de seis anos de reclusão, em regime inicial fechado. A sentença condenatória foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3). Segundo o relator, o provimento número 189 do Conselho da Justiça Federal apenas determinou a criação da Subseção Judiciária de Guarulhos, nada dispondo a respeito da redistribuição de feitos em andamento. “Na verdade, o pano de fundo que norteia a problemática apresentada é a aplicação do princípio da perpetuatio jurisdictionis no processo penal e suas consequências”, resumiu o ministro.

TST

Empregada afastada por doença não relacionada ao trabalho não consegue estabilidade A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou o reconhecimento de estabilidade no emprego pretendida por uma apontadora de produção da Chocolates Garoto S/A. A decisão fundamentou-se na inexistência de relação de causa e efeito entre a doença e as funções desempenhadas pela empregada no momento de sua demissão. Na reclamação trabalhista, a empregada narra que foi contratada como acondicionadora, e que foi acometida de doença profissional em razão do exercício repetitivo de sua tarefa. Após tratamento, foi readaptada na função de apontadora de produção, na qual trabalhou por 16 anos até ser demitida sem justa causa. Pedia a reintegração ao trabalho sob o fundamento de que, à época de sua dispensa, teria direito à estabilidade acidentária decor-

rente de doença profissional. O Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (ES) declarou nula a dispensa e determinou a reintegração, com o pagamento dos salários vencidos. O juízo entendeu que a empregada iniciou sua vida profissional em bom estado de saúde e saiu acometida por doença decorrente do desempenho de suas funções. Dessa forma, faria jus à estabilidade provisória enquanto durasse a doença, devendo exercer funções compatíveis com seu estado de saúde. No exame de recurso da Garoto ao TST, o relator, ministro Guilherme Caputo Bastos, decidiu pela reforma da decisão regional, após considerar que a Lei 8.213/91 (Lei de Benefícios da Previdência Social) não garante ao portador de doença profissional a “estabilidade indefinida no emprego”.

Empresa baiana terá que integrar valores de diárias na remuneração de empregada Diárias de viagem que excedam a 50% do salário do empregado devem integrar a remuneração, pelo seu valor total e para efeitos indenizatórios, enquanto durarem as viagens. Foi com esse entendimento, contido na Súmula 101 do TST, que a Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho deu provimento a recurso de empregada da Empresa Baiana de Alimentos S/A – Ebal, que recebia várias diárias todos os meses, mas não tinha o valor incorporado a sua remuneração. As diárias para viagem são valores pagos habitualmente ao empregado para cobrir despesas necessárias, como alimentação, transporte e hospedagem. Quando os valores pagos a esse título excederem a 50% do sa-

lário, deverão integrar, no valor total, a remuneração para todos os efeitos legais, refletindo em horas extras, aviso prévio e férias, por exemplo. A ajuda de custo é paga de uma única vez, especificamente para cobrir despesas do empregado com mudança do local de trabalho. Não possui natureza salarial, mas indenizatória, qualquer que seja o valor pago, e refere-se, por exemplo, a situações quando o empregado é transferido definitivamente para filial em outra cidade. O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (BA) absolveu a empresa da condenação, acolhendo a argumentação de que os valores não foram pagos a título de diárias de viagem, mas sim de custeio de despesas.

Liminar garante pagamento de índice da URP a servidores do Ministério da Saúde no Ceará O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar em Mandado de Segurança (MS 32089) que garante o pagamento do reajuste de 26,05%, relativo à Unidade de Referência de Preços (URP) de fevereiro de 1989 (Plano Verão), aos servidores do Ministério da Saúde no Estado do Ceará. A incorporação do índice aos vencimentos foi determinada por decisão judicial transitada em julgado em maio de 1994. Pela

decisão, o Ministério da Saúde ficou obrigado a reajustar os vencimentos dos servidores no percentual de 26,05%, a partir de 1º de fevereiro de 1989. Em 2005, o Tribunal de Contas da União (TCU) considerou ilegal o pagamento de rubricas referentes a planos econômicos decorrente de decisão judicial e determinou ao Ministério da Saúde que cessasse o pagamento da parcela, mas a decisão somente foi comunicada e passou a ser cumprida em abril deste ano.

Justiça&Direito

www.justicaedireito.com

Superior Tribunal de Justiça

Prisão preventiva exige “base empírica idônea” A liminar que suspendeu a prisão preventiva foi aplicada pelo ministro Celso de Mello

L

iminar concedida pelo ministro Celso de Mello, no exercício da Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu prisão preventiva determinada pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Tatuí, em São Paulo, contra R.P.G., preso em flagrante por tráfico de drogas. A decisão do ministro vale até o julgamento final do Habeas Corpus (HC) 118580, impetrado no Supremo pela defesa do acusado. Para o ministro Celso de Mello, a decisão do juiz “ao converter, em prisão preventiva, a prisão em flagrante do ora paciente [acusado], parece ter-se apoiado em elementos insuficientes, desti-

tuídos de necessária base empírica idônea, revelando-se, por isso mesmo, desprovida da indispensável fundamentação substancial”. Ao decretar a prisão preventiva de R.P.G., o juiz da 1ª Vara Criminal de Tatuí afirmou que, “havendo prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria, a manutenção dos acusados no cárcere é medida que se impõe a fim de se garantir a ordem pública, máxime perante a sociedade local e diante da situação atual do País, em que tanto se discute a questão da impunidade, sendo prematura a liberação”. Segundo o ministro, a análise da decisão que decretou

a prisão do acusado “permite reconhecer a imprestabilidade, em face da jurisprudência constitucional do Supremo Tribunal Federal, dos fundamentos invocados pelo ilustre magistrado local, que não indicou, sequer, um fato concreto que pudesse justificar a utilização, no caso em exame, do instituto da prisão cautelar”. A defesa de R.P.G. contestou a prisão preventiva no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) apontando “ausência de fundamentação idônea” no decreto de prisão, por não demonstrar concretamente a presença dos requisitos do artigo 312 do Código de Processo Penal,

que fixa os motivos para decretação desse tipo de prisão. Após o pedido de liminar em habeas corpus ser negado no TJ paulista, a defesa impetrou outro HC no STJ, que foi indeferido liminarmente (arquivado) com base na Súmula 691 do Supremo. O verbete determina que não cabe habeas corpus contra indeferimento de pedido liminar em outro HC. R.P.G. foi preso em flagrante pela suposta prática do delito previsto no artigo 33 da Lei 11.343/2006 por ter sido encontrado com dois “tijolos” de maconha, com peso bruto de 1.627 gramas cada.

TRE-MT suspende por um ano repasse do Fundo Partidário ao PDT O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) julgou como não prestadas as contas do diretório Estadual do PDT relativas às eleições 2012. Com isso, o partido foi penalizado com a suspensão dos repasses do Fundo Partidário pelo período de 12 meses. Conforme consto, o partido apresentou a prestação de contas sem representação legal de advo-

gado constituído e com algumas irregularidades a serem sanadas. Notificado, o partido ofertou nova prestação de contas, devidamente representado por profissional habilitado, porém, com inconsistências que demandaram novas diligências. Entre as inconsistências constavam omissão com relação à apresentação das contas parciais; entrega fora do prazo da prestação

de contas; ausência de informações e dos extratos bancários. Novamente intimado para apresentar a conta retificadora, o diretório estadual do PDT deixou transcorrer o prazo para fazê-lo, levando a unidade técnica a declarar que “as falhas comprometem a confiabilidade das contas apresentadas”. “Não é crível que referida agremiação tenha ultrapassado um

Cláudia Cristofani toma posse como desembargadora do TRF4 Tomou posse, nesta segundafeira, como desembargadora do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Cláudia Cristina Cristofani. A solenidade, acompanhada por magistrados, servidores e familiares, ocorreu na Sala de Reuniões da Presidência da corte. A cerimônia foi coordenada pelo presidente do TRF4, desembargador federal Tadaaqui Hirose. Em nome dos novos colegas, o desembargador Fernando Quadros da Silva fez um pronunciamento de recepção à colega, que classificou como uma pessoa inteligente e de raciocínio perspicaz. “Aluna laureada da Faculdade de Direito de Curitiba, com vocação para a magistratura, Cláudia é

Sylvio Sirangelo/TRF4

Presidente do TRF4 entrega carteira funcional à nova desembargadora

um exemplo de juíza, marcada por inquietações e reflexões sobre a carreira. É uma idealista, que acredita no desenvolvimento e progresso das teses e das pessoas. Recebemos hoje uma juíza completa”, declarou Fernando Quadros.

Cláudia Cristofani falou que ao juiz cabe a procura de soluções reais, capazes de gerar a paz e a satisfação. “Precisamos buscar novas soluções, escutar fontes e olhar para o presente. À Justiça cabe modernizar-se ou perecer”.

Redação final da Lei da Palmada fica para próxima terça-feira O presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputado Décio Lima (PT-SC), decidiu retirar da pauta de votação a redação final do projeto da Lei da Palmada (PL 7672/10), para evitar que a reunião fosse encerrada por falta de quórum, como ocorreu ontem. Havia movimentação de parlamentares contrários à medida para obstruir as votações. “Tenho de cuidar do fluxo da pauta.

Como a decisão cabe a mim, vou decidir”, disse Lima. Segundo ele, a votação ficará para a próxima terça-feira. O deputado Rubem Fonseca (PR-DF), que é contra a redação final da proposta, sugeriu a retirada de pauta para a votação de outros projetos. Para o deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), o projeto deveria continuar em pauta, para que ficasse claro quem são os parlamentares

contra a medida. Ele sugeriu os deputados que estão contrários ao texto busquem acordos no Senado para alterá-lo. A proposta, que estabelece o direito de crianças e adolescentes serem educados sem o uso de castigos físicos, já foi aprovada pela comissão especial criada para analisá-la, e pode seguir diretamente para o Senado se for aprovada pela CCJ.

TRF4 confirma caráter assistencial e imunidade tributária do hospital Abosco O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) confirmou que os imóveis ocupados pelo Hospital Abosco de Santa Rosa (RS) são impenhoráveis e que a instituição está imune à cobrança de quotas patronais devido a sua natureza assistencial. A corte negou recurso da União, que pedia a penhora dos prédios do hospital para garantir o pagamento das referidas contribuições.

Conforme o relator do processo, desembargador federal Rômulo Pizzolatti, o Abosco conseguiu comprovar o preenchimento dos requisitos para que seja reconhecida sua imunidade às contribuições sociais. Segundo o desembargador, à época em que foram lançadas as contribuições, o hospital já era entidade beneficente, sendo ilegal a cobrança. “O caráter assistencial do hos-

pital é evidente, a entidade atua assistindo pessoas de baixa renda, visto que mais de 85% dos seus procedimentos são efetuados pelo SUS”, observou Pizzolatti. O desembargador ressaltou em seu voto que o hospital presta atendimento médico e hospitalar a pessoas carentes de toda a região, assistindo ainda a população residente em municípios próximos a Santa Rosa.

ano eleitoral voltado ao pleito municipal sem que tivesse recebido recursos do diretório nacional como naturalmente ocorre, até mesmo para subsidiar os candidatos que concorreram aos cargos por meio dessa legenda. E ainda que não houvesse o aporte de tais recursos, mesmo assim permanece o dever de prestar contas”, disse o relator da ação, José Luiz Blaszak.

STF recebe defesa da União para a Lei Geral da Copa A presidenta da República, Dilma Rousseff, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) documento com a defesa da Lei Geral da Copa, que está sendo questionada judicialmente pela Procuradoria-Geral da República (PGR). De acordo com a análise da Advocacia-Geral da União (AGU), não há inconstitucionalidade no texto, que deve ser mantido integralmente. Um dos pontos questionados pelo Ministério Público é a responsabilização civil da União, perante a Fifa, pelos danos decorrentes de acidentes de segurança relacionados ao evento. Segundo esse item da Lei Geral da Copa, a medida só não será aplicada se a Fifa tiver motivado o problema. Quanto à isenção de custas processuais concedidas à Fifa, a AGU defende que a regra foi criada segundo compromissos assumidos pelo Brasil quando o país se candidatou para recepcionar o evento. Para a União, não se pode falar de tratamento desigual de contribuintes porque o benefício tem “motivação e duração especial”.

TRF4 suspende expediente de hoje Não haverá expediente hoje no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em função da paralisação do serviço público de transporte coletivo municipal e intermunicipal, decorrente das mobilizações de centrais sindicais e dos movimentos sociais previstos para ocorrer nesse dia. O Conselho de Administração do TRF4 publicou ontem a portaria nº 748, que, em relação aos prazos processuais, estabelece que seguem em curso, no âmbito de toda a Justiça Federal da 4ª Região


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. B1

CURITIBA

cazemek@yahoo.com.br

Kharina abre as portas do novo restaurante no Cabral Tradicional rede paranaense inaugura nova loja em pólo gastronômico

A

rede de restaurantes Kharina abriu ontem (10) as portas de mais uma loja na capital paranaense. Com o conceito de casual food, que alia refeições de qualidade superior com um serviço rápido em um ambiente cosmopolita, a marca inicia a operação da maior de suas quatro lojas na cidade, em uma região que está se tornando um novo pólo gastronômico e de lazer em Curitiba. O espaço, de 750 metros quadrados, possui design moderno e adequado a nova proposta da marca, iniciada com a reinauguração da loja do Batel no ano passado. A nova unidade tem previsão de atender 25 mil pessoas mês e gera 110 empregos diretos. “O projeto da loja do Cabral foi elaborado respeitando as normas de “Green Building Council”, utilizando materiais ecologicamente corretos e contribuindo para gerar o menor impacto possível à natureza”, declara o diretor de produto do Kharina, Rachid Cury Neto. Quem assina o projeto é a arquiteta Cláudia Pereira. Segundo o diretor, a rede vem buscando se adaptar às exigências do mercado, com foco, principalmente, nos clientes. E investe fortemente em excelência no atendimento, na oferta de ingredientes saudáveis, hortifrutis frescos, decoração de primeira linha, preço justo e horário ampliado. “São características que podem ser encontradas em todas as quatro lojas da rede, e que norteiam o nosso crescimento”, revela Neto. “Na sexta e sábado estaremos abertos no Cabral das 11h

O espaço, de 750 metros quadrados, possui design moderno e adequado a nova proposta da marca

às 6h da manhã”, completa.

Menu casual

O cardápio é igual ao da loja no Batel, uma criação dos Chefs Rachid Cury Neto e Alexandre Bressanelli. Destaque para a linha “Prime Burgers”, composta por oito sanduíches especiais. Produzidos diariamente pela Central de Produção da Rede, com pura carne bovina, sem adição de enzimas, hormônios, transgênicos ou qualquer outra substância química que possa alterar o organismo humano, os hambúrgueres de 160g são grelhados e acompanham fritas que passaram pela gordura de

palma, muito mais saudável. Esses cuidados nas receitas seguem os padrões estabelecidos pelo Selo Green Kitchen. Os pães, sempre frescos, são artesanais, e os clientes podem, ainda, trocar a carne vermelha por uma opção vegetariana, como o hambúrguer de berinjela, receita exclusiva da rede de alimentação. Destaque para o Kharina Blue Cheese, deliciosa composição feita com creme de queijo gorgonzola e cebola caramelizada, acompanhada de geleia especial de pimenta. Neste conceito também aparecem alguns clássicos norte-americanos como o Prime Ribs, prato

feito a base de costelinhas de porco e o molho barbecue com um toque de pimenta mexicana exclusiva do Kharina. Além dos novos pratos, a marca mantém no cardápio alguns pratos que são referência nos 37 anos de história em Curitiba, como o Club Kharina e o Milk Shake. “O Kharina construiu uma relação forte com o público em todos estes anos de operação, e o Club Kharina é um prato que permanece no gosto de várias gerações”, afirma o diretor. A carta de bebidas é formada de vinhos, drinks, espumantes, cervejas importadas e chopp Brahma servido na caneca a -40ºC.

Macroeconomia leva comércio varejista à estagnação, aponta SPC Brasil Afetado por uma combinação de fatores econômicos, o comércio varejista desacelera pelo terceiro mês consecutivo, o que levou a um tímido crescimento de 0,6% das vendas a prazo no mês de junho, em relação ao mesmo período do ano passado. Este foi um dos aspectos apresentados pela última pesquisa realizada pelo SPC-Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), divulgada ontem (10). Outro dado apontado pelo levantamento mostra uma retração nas vendas de 3,7%, na comparação ao mês de maio. A pesquisa leva em consideração mais de 150 milhões de consumidores cadastrados em 800 mil pontos de vendas espalhados pelo país. De acordo com André Luiz Pellizzaro, gestor presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Curitiba, fatores macroeconômicos como a alta da inflação,

somada à pressão do aumento de preços, causado pela alta do dólar; o encarecimento do crédito, por conta da alta taxa de juros; e a baixa na produção industrial – que reduz a oferta –, proporcionaram este cenário de estagnação. De acordo com Pellizzaro, um fator macroeconômico em especial está ajudando a manter, momentaneamente, a economia em estado de alerta e não de pessimismo: o alto nível de emprego. A pesquisa mensal do emprego industrial, divulgada também nesta quarta-feira (10), pelo IBGE, mostra a queda de 0,5%. A pesquisa do SPC aponta ainda que fatores como a realização dos jogos da Copa das Confederações, somados aos feriados ocasionados por conta do evento esportivo, e as manifestações populares também contribuíram para o baixo desempenho do comércio varejista no último mês.

Inadimplência – Em junho, o índice de inadimplência apresentou crescimento de 1,52%, analisando a comparação com o mesmo período de 2012. Já na comparação com o mês anterior, o número de CPF’s negativados apresentou um crescimento de 1,1%. No acumulado do semestre o aumento chegou ao patamar de 6,4%. Cenário macroeconômico – Pellizzaro aponta que o Governo Federal está tomando medidas para tentar conter a inflação. Segundo ele, um destes sinais foi o anúncio de um plano de contenção de despesas da ordem de R$ 15 bilhões. “Enxugar a máquina é uma das estratégias que visa conter o avanço da inflação para que este feche o ano próximo do esperado pelo governo”, pondera. Emprego – Ainda de acordo com a pesquisa mensal do emprego industrial do IBGE, o Paraná e Santa Catarina foram os estados

que exerceram importante pressão positiva no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, com crescimento de 1,2% e 0,9% respectivamente. Já os dados do último relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostram um ritmo positivo no que tange os empregos formais no Paraná, que manteve bom desempenho e encontra-se na terceira colocação entre os estados que mais geraram empregos em junho passado, com um aumento de 0,37% se comparado com o número de abril. Produção Industrial – A produção industrial nacional, apontada pela pesquisa mensal do IBGE, recuou em nove dos 14 estados pesquisados. O Paraná foi um dos que apresentou crescimento (0,9%). Já os estados que apresentaram maiores recuos foram São Paulo (3,7%) e Santa Catarina com (2,5%).

Loterias da Caixa arrecadaram R$ 5,18 bilhões no primeiro semestre de 2013 As Loterias da Caixa Econômica Federal arrecadaram R$ 5,18 bilhões, no primeiro semestre de 2013, valor 12,43% maior que as vendas realizadas durante o mesmo período do ano passado. Esta é a primeira vez que a arrecadação das Loterias da Caixa ultrapassa a marca de R$ 5 bilhões nos primeiros seis meses do ano. Os três produtos que mais contribuíram para o resultado foram a Mega-Sena, com 37,4% das vendas, a Lotofácil, 26,9%, e a Quina, com 18,8%. Juntas, as três modalidades representaram 83,1% das vendas no período, com um total de R$ 4,31 bilhões em apostas. Neste semestre, o Bolão Caixa se consolidou com 6,8% da arrecadação da Mega-Sena, da Loteca, da Quina, da Lotofácil e da Dupla Sena. Também nesse período foi lançada a Lotomania de Páscoa que, já no primeiro sorteio, arre-

cadou R$ 46 milhões, pagando um prêmio de R$ 41,2 milhões e completando o calendário de quatro sorteios especiais por ano. O crescimento na arrecadação é resultado de uma série de melhorias

realizadas no portfólio de produtos, como explica o vice-presidente de Loterias da Caixa, Fábio Cleto: “Ao final do primeiro semestre do ano, as Loterias da CAIXA alcançaram resultados positivos e superiores

aos registrados nos anos anteriores. Isso demonstra o sucesso na gestão das Loterias Federais e a evolução dos resultados trazidos à sociedade brasileira. Também aparece entre os destaques do semestre a Timemania, que obteve uma arrecadação 90% maior que o captado no mesmo período de 2012. Foram R$ 144,2 milhões, de janeiro a junho deste ano. Já a Mega-Sena e a Quina, registraram aumento de 18,3% e 11,1%, respectivamente, em relação às vendas do 1º semestre de 2012. A Quina de São João, que realizou seu terceiro sorteio especial, arrecadou R$ 133,4 milhões em apostas, pagando R$ 97,5 milhões como prêmio principal; um recorde de todas as edições do concurso. Com R$ 12.378.116, as vendas da Mega-Sena pelo Internet Banking Caixa, no 1º semestre, saltaram 80,3% em relação a 2012.

CarlosZemek “Pensamentos de Artistas” O objetivo desta coluna não é apenas falar de arte, mas sim falar sobre o aspecto filosófico e psicológico das artes. Ajudar o público a desvendar as mensagens e símbolos ocultos nas obras de arte. Oferecendo uma visão mais íntima e profunda da inspiração, ideias e pensamentos que conduzem o processo criativo dos artistas.

EXPOSIÇÃO “DON QUIJOTE DE LA MANCHA”

Em 14 de agosto, às 19 horas, no Instituto Cervantes de Curitiba, Rua Ubaldino do Amaral, 927 - Alto da Glória, acontecerá a abertura da exposição de Artes Visuais “Don Quijote de la Mancha”. Don Quijote de la Mancha é um dos personagens mais famosos da literatura mundial. Foi criado pelo escritor espanhol Miguel de Cervantes. Quijote de la Mancha, com seu idealismo e seus sonhos, ainda emociona, ele tem o poder de inspirar as novas gerações. Lemos que Don Quijote luta contra os moinhos de vento, luta contra o cavaleiro dos espelhos, e sua luta não pode ser considerada inútil porque suas lições de idealismo, nobreza e coragem ainda ecoam no coração humano. Essa exposição é dedicada a todos os “Quijotes” do mundo, aos artistas plásticos, escritores, poetas, escultores, músicos, cantores, dramaturgos, atores, a todos os que trabalham em obras filantrópicas, a todos os que amam a humanidade e lutam pelo bem, enfim, a todos os que sonham, a todos os que “vivem no mundo da Lua”, a todos aqueles que valorizam a subjetividade, a estética, a ilusão. O evento “Don Quijote de la Mancha” estará sob a minha curadoria e reunirá trabalhos de artistas plásticos, poetas e escritores, além de uma apresentação de dança espanhola, que será realizada pelas professoras do Instituto Flamenco Brasileiro de Arte e Cultura. Participarão, entre outros, os artistas plásticos: Célia Dunker, Carlos Zemek, Ivaní Silva, Mercedes Brandão, Neiva Passuello, Sandoval Tibúrcio, Valéria Sípoli e Vanice Ferreira. Além das telas, serão apresentados poemas baseados em “El ingenioso hidalgo Don Quijote de la Mancha” ou dedicados aos personagens do livro. Foram convidados os poetas e escritores: Eduardo Bettega, Eliziane Lobo Pacheco, Elizabeth Inêz Espinosa, Isabel Furini, José Feldman, Lindsay Colle, Marina Carraro, Maria Manetti e Willians Mendonça. A leitura de alguns poemas será realizada pelo ator de teatro e de TV Gerson Delliano, nosso convidado especial. Gerson Delliano é um dos atores de “Os quarentões” de Casos e causos, RPC TV O evento cultural tem entrada franca. * Carlos Zemek é curador e artista plástico. Contato: (41) 98312389 – cazemek@yahoo.com.br

Condor abre pré-inscrição para a Campanha Solidária Estão abertas as pré-inscrições para as instituições que desejarem ser uma das beneficiadas pela Campanha Solidária Condor 2013. O cadastro e envio da documentação completa podem ser feitos pelo site www.condor. com.br/campanhasolidaria ou enviados para o e-mail danielle.araujo@condor.com. br até o dia 26 de julho. Neste ano, 20 entidades serão selecionadas. Alguns dos critérios que a instituição precisa atender para participar é que não tenha fins lucrativos e que esteja estabelecida em uma das cidades onde o Condor possui lojas: Curitiba, Ponta Grossa, Paranaguá, Araucária, Campo Largo, Fazenda Rio Grande,

São José dos Pinhais, Lapa, Maringá, Londrina, Apucarana, Colombo, Pinhais ou Castro. O regulamento completo e a relação dos documentos necessários para o pré-cadastro podem ser conferidos no site da rede. Na Campanha Solidária Condor parte da venda dos produtos anunciados em dois tabloides específicos da Rede será revertida em vales-compras doados às instituições, que poderão ser trocados por alimentos, produtos de higiene e limpeza, roupas e eletros, em qualquer uma das 35 lojas do Condor no Paraná. Durante as seis edições da Campanha Solidária, o Condor já doou R$ 1.355.000,00 para 109 instituições.

Neutralize Carbono e CBV fecham parceria para Liga Mundial de Vôlei A última Olimpíada, realizada em Londres, na Inglaterra, transformou o voleibol brasileiro no esporte mais vitorioso do país. Mas a CBV - Confederação Brasileira de Voleibol - quer conquistas além das quadras. Para isso, contratou a Neutralize Carbono, empresa pioneira na neutralização de emissões com créditos de carbono do mercado regulado, para mitigar as emissões de gases do efeito estufa da Liga Mundial de Vôlei para os jogos que estão acontecendo no Brasil. E as primeiras etapas começaram a todo vapor. Os dois jogos realizados na cidade de São Paulo, no Ginásio do Ibirapuera, além de marcarem a estreia da seleção em solo brasileiro durante a competição, também marcou as partidas como as primeiras neutras em emissão de carbono já realizadas no Brasil. Ao todo, foram neutralizadas cerca de 13 toneladas de CO2eq. Já os jogos que aconteceram no último final de semana,

em Brasília, emitiram aproximadamente 22 toneladas de gases do efeito estufa, todos mitigados pela Neutralize. Para se chegar a esses números, foi preciso calcular as emissões geradas pelo transporte das delegações, as viagens aéreas dos membros da organização, o uso de energia nos ginásios durantes os treinos e jogos, assim como consumo de gás para preparo dos alimentos. “As emissões da segunda etapa do torneio foram maiores pois neste escopo foram calculadas também as emissões do transporte aéreo de São Paulo a Brasília. Apenas serão somados os transportes realizados dentro do país, isso inclui tanto o aéreo, quanto os transportes terrestres da equipe e jogadores”, ressalta Henrique Mendes, gerente de negócios da Neutralize Carbono. Para as partidas que acontecerão no Maracanãzinho, Rio de Janeiro, no próximo final de semana, a perspectiva é de que as emissões se mantenham em torno de 20 toneladas.


Nacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. B3

Municípios

Opinião

Dilma anuncia repasse emergencial de R$ 3 bilhões

A extensão da torneira

O repasse emergencial será dirigido para o custeio de serviços públicos do país Wilson Dias/ABr

A

presidenta Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira, na Marcha dos Prefeitos, repasse emergencial de R$ 3 bilhões aos municípios, cuja primeira parcela estará disponível a partir de agosto, e a segunda, a partir de abril de 2014. Também haverá facilidades para o Programa Minha Casa, Minha Vida em municípios com menos de 50 mil habitantes, executadas pelo Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil. De acordo com Dilma, o repasse emergencial será desvinculado e dirigido para o custeio de serviços públicos. A presidenta fez os anúncios acompanhada de 25 ministros, do vice-presidente Michel Temer e dos presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Pouco antes de Dilma finalizar seu discurso, os prefeitos começaram a cobrar que ela mencionasse o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), cujo aumento entre 1% e 2% era uma das principais reivindicações da marcha - o que não ocorreu. Ao terminar a fala sem anunciar qualquer aumento, houve um misto de vaias e aplausos à presidenta. Depois da saída de Dilma, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CMN), Paulo Ziulkosky, conversou com os prefeitos e condenou as vaias à presidenta. “Também não era o

Presidenta Dilma Rousseff participa da XVI Marcha a Brasília em defesa dos municipios. Serão repassados R$ 3 bilhões para o custeio de serviços públicos

que eu queria [R$ 3 bilhões], mas, se não fosse assim, não viria nada”, disse. No discurso, a presidenta reconheceu que houve atraso na execução do Programa Minha Casa, Minha Vida para os municípios com menos de 50 mil habitantes. “A partir de agora, todos os municípios com menos de 50 mil habitantes podem acessar o Minha Casa, Minha Vida. Não vamos mais deixar que haja seleção. Estamos passando

para a Caixa e o Banco do Brasil a execução do programa nesses municípios”. No total, o programa já entregou 1,3 milhão de moradias e contratou mais 1,4 milhão de unidades. A meta do programa é entregar, até o final de 2014, 2,7 milhões de moradias. Na área da saúde, Dilma anunciou mais R$ 600 milhões por ano para o Piso de Atenção Básica (PAB). Dilma ainda defendeu o uso dos royalties do petróleo como

fonte de recursos para o custeio de serviços como a saúde e a educação. “O governo encara essa proposta e consideramos que o critério de repartição tem de ser o mais equânime, equilibrado e democrático possível”, disse. Na área externa ao encontro dos prefeitos, houve tumulto porque vários representantes ficaram de fora do evento devido à capacidade do local. Estima-se que a marcha tenha reunido cerca de 4 mil pessoas.

Pedidos de oito estados para mobilidade urbana somam R$ 52 bilhões Os pedidos de recursos para investimentos em mobilidade urbana de oito estados somaram R$ 52 bilhões, disse ontem a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. O montante ultrapassa os R$ 50 bilhões liberados para ações de melhoria do transporte público de massa. De acordo com ela, com as propostas apresentadas, o governo vai decidir como será feita a divisão dos recursos, anunciados pela presidenta Dilma Rousseff, no último dia 24, em resposta às manifestações populares por melhorias nos serviços públicos. “Encerramos esse ciclo [de reuniões] e vamos parar para fazer o balanço”, disse. Segundo ela, ainda está indefinida a origem os recursos para os investimentos e os procedimentos a serem adotados para liberação do dinheiro para os estados. Ainda falta definir também se outros estados serão ouvidos. Mi-

Antonio Cruz/ABr

O montante liberado para a mobilidade, ultrapassa os R$ 50 bilhões liberados para ações de melhoria do transporte público de massa. Com as propostas apresentadas, o governo vai decidir como será feita a divisão dos recursos

riam Belquior destacou ainda que o anúncio deve ocorrer em breve e que propostas com projetos prontos terão prioridade. “Aqueles [pedidos] com projetos prontos poderão mais rapidamente se transformar em obras”, comentou.

Durante a manhã, a titular do Planejamento e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, receberam o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o prefeito do Recife, Geraldo Julio. Eles pedem R$ 4,5 bilhões ao governo federal.

Estado e prefeitura apresentaram proposta única. Segundo Eduardo Campos, o pleito contempla investimentos em transporte sobre trilhos (monotrilho), veículo leve sobre trilhos (VLT) e corredores exclusivos para ônibus. O governador enfatizou que todos os projetos apresentados podem ser iniciados até 2014. “Trouxemos uma proposta que dialoga com o plano diretor de transporte urbano da região metropolitana. Todas essas propostas temos condição de colocar em obras até o primeiro semestre do próximo ano, algumas delas podemos ter obras ainda em 2013”, garantiu. O encontro marcou o fim da primeira rodada de reuniões entre o governo e estados. Neste primeiro momento, foram recebidos os representantes dos governos do Rio de Janeiro, de São Paulo, da Bahia, do Ceará, de Minas Gerais, do Rio Grande do Sul e do Paraná.

Câmara aprova Estatuto de Juventude e texto vai para sanção presidencial

Regulamentação do trabalho doméstico deve ser votada esta semana no Senado

A Câmara dos Deputados aprovou ontem o Estatuto da Juventude, que trata de direitos e políticas públicas voltadas a jovens entre 15 e 29 anos. Em tramitação na Casa desde 2004, o texto agora segue para sanção presidencial. Os parlamentares aprovaram a maior parte das alterações que vieram do Senado, com exceção de três itens. A Câmara manteve transporte escolar progressivo a estudantes do ensino superior, e não apenas do ensino básico; e derrubou a necessidade de selo de segurança para a Carteira de Identificação Estudantil, que segundo os parlamentares contrários, poderia resultar em monopólio das entidades emissoras. O projeto do estatuto foi amplamente discutido durante toda a noite dessa terça-feira, e os debates ocorreram em duas etapas. Após apresentar parecer que resultou em vários questionamentos dos deputados. Um dos pontos mantidos conforme o texto da Câmara é o que

As regras que vão orientar as relações entre empregadores e empregados domésticos devem ser definidas até hoje pelos senadores. O parecer do relator da matéria, Romero Jucá (PMDB-RR), foi aprovado ontem na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que também definiu que a matéria deve seguir em regime de urgência. “Temos que manter condições econômicas para que o empregador mantenha o empregado. Queremos garantir o emprego e a proposta visa à simplificação, à redução de encargos para o empregador e todas as garantias trabalhistas e previdenciárias para o empregado”, explicou Jucá. A proposta original foi feita pelos parlamentares da comissão mista do Congresso responsável pela consolidação das leis. No relatório, Jucá acrescentou mais de oito emendas, como a que define a obrigatoriedade do aviso prévio de 30 dias. Acolheu ainda propostas como a que cria mais uma possibilidade de rescisão do contrato de

libera meia passagem a todos os estudantes entre 15 e 29 anos em viagens interestaduais conforme legislação federal, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. “Nós estamos devolvendo o meio passe a todos os estudantes, porque a conjuntura política mudou”, disse a relatora, deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS). Por outro lado, foi aprovado texto do Senado que mantinha a reserva de vagas para estudantes no transporte interestadual, conforme ocorre com os idosos. São duas vagas gratuitas por veículo para jovens de baixa renda e mais duas com desconto de 50%. Parlamentares do DEM e PPS, tentaram derrubar regra do Senado que previa emissão da Carteira Identificação Estudantil preferencialmente pela Associação Nacional de Pós-Graduandos, pela União Nacional dos Estudantes, pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas e por entidades estudantis. O destaque foi rejeitado por 268 votos contra 62 e 5 abstenções.

coluna@induscom.com.br

trabalho por justa causa. Apesar da aprovação pela maioria dos parlamentares da CCJ, o texto, que está há quase três semanas sendo negociado, ainda pode sofrer resistências no plenário do Senado, antes de ser encaminhado para a Câmara dos Deputados. Durante o debate na CCJ, por exemplo, diversas emendas apresentadas pela senadora Ana Rita (PT-ES) foram rejeitadas. De acordo com Jucá, as emendas descaracterizariam o trabalho da diarista e consideraria o tempo em que o empregado dorme no trabalho. Apesar das negociações, o relator reconhece que o governo ainda resiste em um ponto do texto, que prevê a redução da alíquota paga pelo empregado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de 12% para 8%. A presidenta da Central Sindical dos Trabalhaores do Distrito Federal, Vera Leda de Morais, disse que as trabalhadoras viram a decisão como um avanço pelo qual a categoria luta há anos.

Tem sido valorizada a tendência e não os fatos. O público desconhecedor de como se processa a criação de um móvel ou um produto industrializado não sabe os bastidores. Natural, já foi citado aqui neste espaço que não há obrigação do consumidor ser um “expert” quando da aquisição do bem que suprirá sua necessidade. Mas é verdade que um mínimo de questionamentos e se buscar informações, mesmo que superficiais, de detalhes técnicos e construtivos fortalece a compra assertiva. É importante também o comparativo entre produtos semelhantes que o mercado oferece. Para explanar melhor, pense naquele fornecedor que explica o produto com técnica. Detalha o seu produto e o do concorrente, faz os comparativos e convence porque sabe antepor ou rebater objeções. Quem desenvolve produtos busca o objetivo maior que é o faturamento. Mas se o fato é apenas ganhar o dinheiro, não há a necessidade de tanto esforço, outras áreas podem gerar uma rapidez em ganhos embora os riscos possam ser mais elevados. Na área de produtos existem fatores a ser considerados que, apesar de riscos, passam por pesquisas, análises de mercados gerais, e matérias primas. Dentro da comercialização na área corporativa tem se usado muito o “Design” para agregar valor em determinados produtos. Depois é sempre questionável aqueledito “Design conceitual” que é bom, mas em museu, para ficar lá parado, sem ser um “predador” no mercado já tão saturado de “Gadgets”. Existem as tais “mostras” ou “feiras de tendências” que vocês devem conhecer. Na maioria das vezes a intenção, é levar ao público com potencial de compra possibilidades de novas aplicações em termos de materiais e/ou componentes nos produtos. Há um grande interesse pelas indústriaspor estes “eventos”. São meios, é a maneira de levar ao mercado consumidor as primeiras amostras, experimentações, e até receber o “feedback”, que por vezes amplia ou restringe esta ou aquela produção no “chão de fábrica”. Muitas vezes uma cor ou uma textura inéditaé supervalorizada deixando a forma em segundo plano, por exemplo, no caso da indústria de móveis. Isto é muito próximo do que acontece nos eventos de “fashion design”. A roupa mais extravagante não que ser a tendência da próxima estação, mas sim, quer chamar a atenção para o tecido e suas aplicações. O cabelo da modelo traz as possibilidades de coloração e modelagem no lançamento da indústria da cosmética. Caso se adentre um pouco mais neste “mundo dos lançamentos”, veremos que existem meias verdades, o “glamour” (que nenhum setor vai superar o da área automobilística), e os mitos que sempre existirão. E num resumo de tudo isto, o público que é crítico e não é ignorante, sabe que existem profissionais e empresas propagando ter Design e não tem, nem ao menos o conceito. A potencialidade do Design Industrial no Brasil é extrema e isto tem se comprovado com um histórico respeitável durante as décadas passadas. Mas é pouco, o Brasil precisa estar muito mais representativo no planeta, não como imagem, não como se ficasse fazendo apenas “lançamentos em feiras”, é preciso transformar o criar em dividendos. Também já citei neste espaço, é preciso exportar mais do que importar. E quando isto acontece a tal Balança Comercial é positiva, o PIB melhora, existe a possibilidade de melhor redistribuição de renda, o país melhora. É de se pressupor queassim se tem Design, e se tem até medicina, pois não precisa se importar médicos de Cuba. Isto é mensurar, o resto é “balela”, conversa para “Boi dormir”. *Renato Olivetti é Designer Industrial – PUC-PR

Comissão do Senado aprova dedução do IR para aluguéis e financiamentos habitacionais Quem paga aluguel para imóveis residenciais vai poder deduzir parte da despesa do Imposto de Renda (IR) se o projeto que tramita no Senado continuar seguindo no ritmo de aprovação pelos senadores. Hoje (10), a proposta foi aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e depende agora da análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O texto ainda prevê que a

dedução do IR ainda pode ser estendida as pessoas que pagam financiamento para casa própria, com gastos até R$ 20 mil por ano. A constitucionalidade do texto já recebeu o aval dos senadores. O relator da proposta, senador José Agripino (DEM-RN), destacou que o projeto vai beneficiar principalmente o cidadão de menor renda e pode contribuir com mais pessoas que tentam comprar um imóvel próprio.

EUA prometem colaborar com investigações de denúncias de espionagem no Brasil Em reunião com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, o embaixador dos Estados Unidos, Thomas Shannon, comprometeu-se a organizar uma equipe de especialistas em vários setores associados às comunicações para investigar as denúncias de espionagem de cidadãos brasileiros por agências norte-americanas. Diplomatas que acompanharam a reunião informaram que Shannon disse que está disposto a colaborar com as autoridades brasileiras. O embaixador norte-americano entregou a Patriota um documento informando a criação do grupo de especialistas e se comprometendo a colaborar. Antes, o Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, enviou ao Departamento de Estado norteamericano, por intermédio da Embaixada dos Estados Unidos, nota cobrando explicações. No texto, o governo brasileiro pede explicações sobre as “alega-

das denúncias de espionagem”. A expressão utilizada pelas autoridades brasileiras não foi contestada pelos norte-americanos. Patriota e Shannon se reuniram na segunda-feira à tarde no prédio do Itamaraty. Antes, o chanceler esteve com a presidenta Dilma Rousseff. Reportagens publicadas no jornal O Globo informam que por intermédio do acesso a dados obtidos pelo norte-americano Edward Snowden, que trabalhava em prestadora de serviços para a Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, há indicações de que cidadãos brasileiros tenham sido monitorados.As reportagens mostram ainda que havia uma espécie de escritório da NSA em parceria com a Agência de Serviço de Inteligência norte-americana (CIA) em Brasília. O embaixador dos Estados Unidos no Brasil negou a veracidade das informações, mas não entrou em detalhes.


3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quinta-feira, 11 de julho de 2013 | Pág. B4

Nem te Conto Sábado é dia de rock

Adélia Maria Lopes

a

margem arte&atitude

moda&cia

adeliamarialopes@yahoo.com.br

Os heróis estão no cinema

D O Crossroads comemora seus 16 anos e o Dia Mundial do Rock, em festa neste sábado 13 no Curitiba Master Hall, espaço que comporta mais de 4000 pessoas. No ano passado, o mesmo evento lotou a casa de shows. As bandas selecionadas são as que obtiveram recorde de público no bar: Milk’n Blues, Firecrakcer Band, Legião Urbana Cover Curitiba, CrackerJack Band, The Elder e André Matos, que participa com a The Elder. (Ingressos a partir de 35 reais). O Dia Mundial do Rock foi instituído pela ONU, em homenagem ao Live Aid, espetáculo criado com o objetivo de arrecadar fundos para combater a fome na África e realizado simultaneamente em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos, no dia 13 de julho de 1985.

Leminski em Foz

Depois do Museu Oscar Niemeyer receber 200 mil pessoas, segue para o Ecomuseu, em Foz do Iguaçu, a mostra Múltiplo Leminski. A entrada é livre para moradores da região. Os turistas em visita aos atrativos do Complexo Turístico Itaipu vão ganhar entradas para apreciar o acervo do poeta de muitos afazeres. Vernissage, para convidados, nesta quinta-feira, às 19h, quando será aberta também a exposição Arqueologia em Linhas de Transmissão – Memória e Energia no Oeste do Paraná. Visitação pública a partir desta sexta dia 12 até 20 de outubro. Depois segue para Goiânia e Fortaleza. “A programação está fechada até 2015”, diz a curadora Áurea Leminski, responsável pela mostra com a mãe Alice Ruiz e a irmã Estrela.

ois clássicos heróis, um saído dos gibis e outro dos seriados, vão atrair muita gente para os cinemas, pois chegam envoltos com muito charme e tecnologia. São eles: O Homem de Aço, que veio de outro mundo, e O Cavaleiro Solitário, vindo do mundo do faroeste. O Homem de Aço mais uma vez remonta ao nascimento do Super-Homem. Dessa vez, o papel do pai Jor-El é vivido por Russell Crowe. Esse mesmo personagem já foi vivido por Marlon Brando. E continua levando público aos cinemas, ao contrário de O Cavaleiro Solitário, um personagem que perdeu o carisma com os norte-americanos. O novo Super-Homem, que até pode dispensar os óculos 3D mas fica mais poderoso numa tela Imax, chega sob direção de Zack Snyder e Christopher Nolan, notabilizado com outro herói (O Cavaleiro das Trevas), entre os roteiristas. O conteúdo messiânico é o diferencial, além da tecnologia e o uniforme sem a sunga vermelha do ET nascido em Krypton, que é mandado pelos pais para a Terra com uma missão pacífica. Aqui, o pequeno Kal-El é criado por um fazendo (Kevin Costner). Quando adulto (Henry Cavill) vai enfrentar o vilão kryptoniano Zod (Michael Shannon), conhecer Lois Lane (Amy Adams) e virar jornalista do Planeta Diário. O tom bíblico

dado ao filme, como se Super-Homem fosse um enviado divino prestes a ser imolado pela humanidade, não parece incomodar, pois os 225 milhões de dólares do orçamento já estão pagos e a caminho de alcançar a estimativa da Warner Bros de arrecadar pelo mundio mais de um bilhão de dólares. Já o humor surreal de O Cavaleiro Solitário não foi bem entendido pelo fã clube de Johnny Depp, mesmo que atuando com o diretor Gore Verbinsky, com quem trabalhou na saga Piratas do Caribe. Johnny Depp é o comanche Tonto, que faz par com o “ranger”, personagens do velhooeste que surgiram nas ondas do rádio em 1933 e foram parar na tevê americana, numa série exibida de 1949 a 1957. Mais caro (250 milhões de dólares) que O Homem de Aço, o filme da Disney, protagonizado por Armie Hammer, amargou péssima bilheteria nos EUA, mesmo contando com Depp e Helena Bonham Carter, com aquele cabelão de sempre, além do incrível cavalo Silver. Mas essa quarta adaptação para o cinema do justiceiro texano parece ter um tom zombeteiro demais para o gosto popular do espectador mediano (americano).

Water Rats

O palco da Fnac Curitiba recebe a banda Water Rats com as canções de seu primeiro EP nesta sexta-feira 12, a partir das 19h30. O grupo, criado há um ano, denomina seu som como Stoned Punk, ao unir influências do punk californiano dos anos 80 e do rock alternativo dos 90. Alexandre Capilé (do Sugar Kane) e Pedro Grips (ex-They Face Reaction), na bateria, Renê Bernuncia (ex-Sugar Kane) e no baixo, B. (do Swallow the Waffle) vão fazer um show acústico. Entrada franca.

Entre livros

1-Crianças, de 7 a 13 anos, vão dormir na Biblioteca Pública do Paraná. As atividades iniciam às 17h deste sábado 13 e acabam somente na manhã do dia seguinte. A próxima Uma Noite na Biblioteca está prevista para setembro. As atividades buscam aproximar as crianças do universo dos livros, mostrando que a BPP é um lugar agradável e prazeroso. Estão previstas atividades de teatro de bonecos, música, dança e gincanas culturais. Ao todo, 53 crianças se inscreveram para o acantonamento. 2-A ComPactos lança nesta quinta dia 11, às 19h, na Poetria Livros e Arte, a coleção Pedaços de Vida, coletânea de 24 livros que trazem pensamentos vivências e sentimentos de seus autores. No primeiro lançamento serão apresentados textos da jornalista Ily Luna, da radialista Sandra Carraro, e da publicitária Ana Rosa Vieira. ( Vicente Machado, 865).

Expressão circense

Histórias de Bonecos, exposição e cena O 19º Festival Espetacular de Teatro de Bonecos apresenta, no Salão de Exposição do Teatro Guaíra, com entrada franca, a mostra Histórias de Bonecos. O acervo traz marionetes de várias técnicas, de luva, fio, manipulação direta, de vara, que integram coleções dos grupos paranaenses de teatro de bonecos e também do acervo do empresário Miguel Krigsner. Ali também se pode ver o espetáculo De la Múrcia (Teatro de Lambe-Lambe) do Caixarola Teatro de Caixa Ambulante, de Curitiba. A peça tem duração de 5 minutos e é apresentada individualmente em uma pequena carruagem. É uma viagem pela Espanha do século XVI. Visite: das 10h às 17hs até domingo dia 14. A Associação Paranaense de Bonecos está vendendo no local algumas peças criadas por bonequeiros do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A partir de segunda-feira 15 ao dia 31, abrirá de segunda a sexta no mesmo horário. Outro evento integrante do festival é a apresentação do grupo Bicho Carpinteiro Teatro de Bonecos, no auditório do Hospital Erasto Gaertner nesta quinta, às 15h. As crianças da creche Fanny Lerner vão acompanhar as aventuras do menino Pépi e de Saci Pererê.

Parque temático para as férias A fotógrafa Javiera Consuelo apresenta imagens em preto e branco, que descrevem histórias, ensaios, personagens, espetáculos e objetos circenses. A mostra pode ser apreciada das 9 às 18h, de terça a domingo, até 1º de agosto, no Galpão Thá Cultural.

Comes&Bebes

Neste sábado 13, no Memorial de Curitiba, o Senac dará uma amostra de sua próxima semana gastronômica, com a aula show Cozinha Típica Alemã, com o chef alemão, Heiko Grabolle. Inscrições gratuitas pelo 0800 643 6 346. A Semana de Estudos e Pesquisas da Gastronomia Alemã será realizada de 15 a 20 em Curitiba, Foz do Iguaçu, Maringá e Caiobá.

Parceria fashion

A Glitterati firma parceria com a marca Elyane Fiuza Luxury Bags, passando a oferecer em Curitiba as bolsas da grife. Para festejar, nesta quinta dia 11, sexta e sábado, a loja recebe convidados, que poderão conferir os lançamentos da Elyane Fiuza. E também será lançado o primeiro catálogo/ revista da Glitterati.

O Angry Birds Park abre nesta sexta dia 13, simultaneamente em Curitiba, no Shopping Estação, e em Campinas. Os playgrounds itinerantes com a temática do sucesso dos personagens-pássaros da Rovio, é a nova aposta da curitibana Seven Entretenimento, que desenvolveu um novo conceito de parques indoor. Entre as diferentes atrações, adaptadas para os diversos tipos de shoppings da rede BrMalls, estão a Torre dos Pássaros, um si-

Hip hop reúne mais de mil dançarinos Neste fim de semana, de sexta a terça dia 14, Curitiba recebe 1,7 mil dançarinos de todo o Brasil e de países da América Latina para o 12º Festival Internacional de Hip Hop, um dos mais importantes do gênero no mundo. Uma das novidades dessa edição é a Cidade Sustentável da Dança, um espaço de 3 mil m2 no Expo Unimed. Mais uma vez, as competições e mostras de dança terão como palco o Teatro Positivo, com apresentações nas três noites do evento.

mulador de queda livre com 7m de altura, e o castelo dos porcos, onde as crianças deverão salvar os filhotes dos Angry Birds. Haverá atividades para públicos de todas as idades, como o Arremesso de Porcos. O parque fica no Shopping Estação até 10 de agosto. Preços das fichas variam conforme os brinquedos. A Grua de Pelúcia, por exemplo, custa 5 reais. E a Torre de Atividades, atração mais interativa do Park, 10 reais.

Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, bet...

Advertisement