Issuu on Google+

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8903 | R$ 1,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá PARATY TEM DISCUSSÃO LIDERADA POR CURITIBANO Paulo Astor Soethe, professor da UFPR, intelectual de grande porte e absoluta discrição, comandou o grande debate de ontem na FLIP de Paraty, em torno das raízes brasileiras do escritor alemão Thomas Mann.

Poupança tem captação recorde desde 1995, aponta Banco Central No primeiro semestre a captação líquida de R$ 28,273 bilhões também foi recorde para o período. Pág. a5

Página | A3

Pedro Washington Quem entende!

Um texto da colunista Miriam Leitão, deixa qualquer economista sem entender nada. Imagine-se o leigo. Diz ela, em certo trecho de sua coluna, depois de mostrar situação parecida vivida pelo BNDES: “E com essas transferências o governo recebe dos bancos e estatais um volume expressivo de dividendos.

Roseli Abrão Recall de políticos 

Tramitam no Congresso Nacional duas Propostas de Emenda à Constituição que prevêem a possibilidade de a população decidir revogar o mandato de um governante por meio de uma consulta é conhecida pela palavra inglesa “recall”. 

INDICADORES FINANCEIROS

O leite in natura continua sendo o destaque de aumento de preços: ficou mais caro em 13 capitais em junho. Pág. A5

Preço da cesta básica cai em dez das 18 capitais pesquisadas pelo Dieese

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

MERC BRASIL DP 11,30 CHIARELLI ON CHIARELLI PN MINUPAR ON HRT PETROLEO ON NM

Maiores QUEDAS TRIUNFO PART DO 11,00 TECTOY PN * JOSAPAR ON ALFA HOLDING ON ALFA FINANC ON

0,04 0,29 0,21 0,06 2,58

COTAÇÃO 0,01 0,01 13,00 3,10 4,74

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

JBS ON NM FIBRIA ON NM COPEL PNB N1 AMBEV PN SUZANO PAPEL PNA N1

Maiores QUEDAS MMX MINER ON NM LLX LOG ON NM OGX PETROLEO ON NM USIMINAS ON N1 B2W DIGITAL ON NM

6,45 24,61 27,80 83,17 8,25

COTAÇÃO 1,47 0,99 0,78 7,64 6,62

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,1900

2,3100

Dólar comercial 2,2310

2,2317

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

2,9052

2,9034

Sanepar investe R$ 42 mi na ampliação dos sistemas de água e esgoto Página A3

Curitiba retira diariamente três toneladas de lixo dos rios

Médicos e profissionais da saúde não têm acordo

Entre os resíduos encontrados com mais frequência estão pedaços de plástico, madeira e isopor, sofás e outros tipos de móveis. Apenas nos primeiros cinco meses de 2013 foram removidas mais de 455 toneladas de entulhos, descartadas irregularmente pela população.

Não houve acordo entre médicos e os demais profissionais a respeito do Ato Médico, como ficou conhecido o projeto de lei que regulamenta a medicina. Para médicos é uma vitória que a proposta tenha sido aprovada no Congresso, para as outras 13 categorias da saúde, um retrocesso.

Pág. A4

Ouro (Grama/R$): 88,40

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

Editais na página b1

CMYK

Pág. B3

Editorial

Carga tributária: um quadro a ser mudado O Brasil ainda precisa avançar muito quando o assunto é a carga tributária. Se o dinheiro arrecadado com os impostos fosse bem administrado, certamente toda a população seria beneficiada com uma qualidade maior nos serviços públicos como educação, saúde, segurança e saneamento básico. Segundo relatório elaborado pela Comissão Econômica para América Latina, realizado

Porto começa a operar sistema eletrônico de pesagem de carga

pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento, a proporção da receita tributária média em relação ao PIB no Brasil passou de 28,2%, em 1990, para 32,4%, em 2010. Na América Latina, o Brasil perdeu apenas para a Argentina, que registrou 33,5% do PIB. Como se vê, ainda há muito o que se fazer para mudar esse quadro altamente nocivo de alta carga tributária.

É possível acompanhar em tempo real a medição dos produtos que estão sendo embarcados

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) acaba de implantar sistema de monitoramento, pela internet, dos totais embarcados nas balanças de fluxo dos terminais interligados ao Complexo Corredor de Exportação. É possível acompanhar em tempo real

a medição dos produtos que estão sendo embarcados nos navios e a recepção de carga (descarga de caminhões ou vagões) nos terminais.  O sistema permite ver o estoque real de cada terminal e entrada e saída de carga. A integração atende a determinação da Receita Federal

e dá mais transparência ao sistema de embarques, garantindo a exatidão dos números informados, além de ser capaz de avisar, em tempo real, possíveis falhas ou panes no sistema de embarque. Pág. A2

Estradas municipais terão maior agilidade no licenciamento ambiental

Central de Atendimento: 41 3333.9800

Pág. A4

e-mail: pauta@induscom.com.br


CURITIBA

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. A2

Previsão do tempo

Mín.: 12° | Máx.: 22°

Sexta-feira de tempo estável no Paraná. O ar mais seco segue predominando no Estado, o que garante mais um dia sem chuvas. Nevoeiros devem restringir a visibilidade em pontos dos Campos Gerais e RMC, mas perdem força ainda durante a manhã. À tarde o Sol predomina, com temperaturas mais elevadas no interior. fonte: www.simepar.br

Infraestrutura e Logística

Porto começa a operar sistema eletrônico de pesagem de carga Foto: Divulgação APPA

É possível acompanhar em tempo real a medição dos produtos que estão sendo embarcados

prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Quem entende!

Um texto da colunista Miriam Leitão, deixa qualquer economista sem entender nada. Imagine-se o leigo. Diz ela, em certo trecho de sua coluna, depois de mostrar situação parecida vivida pelo BNDES: “E com essas transferências o governo recebe dos bancos e estatais um volume expressivo de dividendos. Mais expressivos do que os lucros auferidos por essas instituições. A Caixa pagou dividendos (ao governo) de R$ 7,7 bilhões, e teve lucro de R$ 6,1 bi no ano passado. E agora recebe novo aporte de R$ 8 bilhões do Tesouro, a quem tinha pago dividendos”. Depois o governo se irrita quando é acusado de manipulação da realidade econômica! Durma-se com um barulho desses. O BNDES, que tem clientes preferenciais a quem empresta o nosso rico dinheirinho (quanto terá nas empresas do grupo X –Eike Batista - que estão vendo suas ações derreterem?) é outro caso a ser analisado. Nesta semana fez mudança no seu estatuto para transferir mais dividendos ao governo. Em contrapartida receberá R$ 15 bilhões do Tesouro. Por isso se diz que esse banco está utilizando dinheiro público para alavancar algumas empresas privadas, escolhidas a dedo, e que, por vezes, acabam dando com os burros n’água. Se por 20 centavos a mobilização nas ruas brasileiras alcançou expressão capaz de assustar o governo e todos os poderes da República, imagine-se o que ocorreria se esse povão soubesse “da missa a metade” do que ocorre nos porões do Poder. São coisas como essas que a equipe econômica vem praticando que tiram a credibilidade dos investidores, levando a Bovespa aos resultados negativos que tem apresentado. Entra todo mundo no tsuname que algumas empresas financiadas pelo banco estatal estão provocando.

Projeto oportunista

O oportunismo do senador Renan Calheiros, propondo no Senado o “passe livre” para todos os estudantes, não importa a condição social, está gerando preocupação aos municípios e aos movimentos sociais. Renan propõe que as passagens sejam classificadas como gastos em educação e o custo bancado pelos recursos dos royalties do petróleo que são destinados ao ensino público. Em tese, “desvestindo um santo, para vestir outro”

Confusão inesperada

Tudo caminhava com a normalidade de sempre, na escolha de novo Conselheiro do Tribunal de Contas. Pelo andar da carruagem, a quase totalidade dos deputados estaduais apoiando o nome de consenso, Plauto Miró Guimarães. Até que outro deputado Fábio Camargo, embasado no seu prestígio pessoal e no de seu pai, recém empossado presidente do Tribunal de Justiça resolveu entrar na disputa. O resultado é a maior confusão que essa escolha já apresentou.

Estado laico?

A pressão das lideranças evangélicas está surtindo efeito: depois de receber várias representações, inclusive o LGTB com Toni Reis à frente, o Palácio do Planalto anuncia para a próxima semana um contato da presidente Dilma com lideres evangélicos. Para analisar “o momento nacional”, segundo o ministro Gilberto Carvalho, responsável pela interlocução do governo com movimentos sociais.

Sem rumo

Seguindo uma velha prática do governo Lula, a tentativa de desviar o foco das manifestações populares para um imprevisível plebiscito, nada mais fez do que criar problema ainda maior. Nem o Congresso se entende em relação à possibilidade de realizar essa consulta popular a tempo de ser aplicada na eleição de 2014. Além do que, nem reconhecem os congressistas legitimidade à presidente Dilma para propor essa consulta popular.

Em choque

A Urbs, empresa curitibana criada para administrar o sistema de circulação na capital, incluindo-se aí o transporte coletivo e as concessões de táxis, acabou virando o saco de pancadas da atual administração. Além da CPI criada na Câmara para escarafunchar seus descaminhos, agora são o Ministério Público do Trabalho a fazer denúncias sobre as precárias fiscalizações e o Tribunal de Contas a anunciar auditagem na empresa. EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

A Appa acaba de implantar sistema de monitoramento, pela internet, dos totais embarcados nas balanças de fluxo dos terminais interligados ao Complexo Corredor de Exportação

A

Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) acaba de implantar sistema de monitoramento, pela internet, dos totais embarcados nas balanças de fluxo dos terminais interligados ao Complexo Corredor de Exportação. É possível acompanhar em tempo real a medição dos produtos que estão sendo embarcados nos navios e a recepção de carga (descarga de caminhões ou vagões) nos terminais. O sistema permite ver o estoque real de cada terminal e entrada e saída de carga. A integração atende a determinação da Receita Federal e dá mais transparência ao sistema de embarques, garantindo a exatidão dos números informados, além de ser capaz de avisar, em tempo real, possíveis falhas ou panes no sistema de embarque. O

portal na internet foi totalmente desenvolvido por técnicos da Appa e da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar). “Fomos além do exigido pela Receita. O sistema nos permite saber quem está carregando, quanto está embarcando. Integramos também as balanças rodoviárias e agora temos a visão do estoque real de cada terminal. Isso nos permite fazer uma logística mais precisa, para poder adequar o recebimento da carga com a velocidade de embarques”, explica o superintendente Luiz Henrique Dividino. Antes desta ferramenta, os estoques de cada terminal eram informados durante as reuniões de atracação, realizadas diariamente em Paranaguá. Com base nestes dados eram estabelecidas as quo-

tas diárias de caminhões liberados para descarregar no porto, com como a programação dos navios. “Agora, a informação que temos dos estoques passa a ser oficial e nos dará maior segurança na definição da logística de embarques e desembarques, garantindo giro maior de navios no Corredor de Exportação. Esta é mais uma importante etapa no processo de recuperação da credibilidade e imagem dos Portos do Paraná perante o mercado internacional”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. Sete terminais privados e dois públicos estão interligados ao Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. O complexo soma 32 quilômetros de esteiras rolantes e interliga os terminais aos shiploaders, que abastecem os navios. Na

Meio Ambiente conclui mais uma etapa do programa Carbono Zero A Secretaria estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos concluiu, ontem, o levantamento de informações sobre atividades diárias de todos os seus funcionários. A pesquisa considerou o meio de transporte que usam, a quantidade de lixo que geram no trabalho e o quanto consomem de energia elétrica durante o expediente. Esses dados irão subsidiar o primeiro inventário de gases de efeito estufa do Brasil produzido em uma Secretaria de Estado. Foram entrevistadas 47 pessoas, incluindo os servidores terceirizados, em 24 setores da secretaria. A ação faz parte do programa Carbono Zero, que tem a meta de compensar 100% das emissões de

gases de efeito estufa geradas em 2012 e reduzi-las nos próximos anos. A concentração desses gases na atmosfera é uma das principais causas do aquecimento global, dizem técnicos da Secretaria. Os dados sobre a rotina de trabalho dos servidores geraram uma planilha que será usada como base para o cálculo das emissões. Em setembro, a Coordenadoria de Mudanças Climáticas da secretaria, responsável pelo programa, apresentará o inventário e, a partir dele, serão propostas as ações de compensação e redução. “A ideia é incentivar outros órgãos a aderirem ao projeto. Desta forma, não será apenas uma ação isolada e sim um programa de

governo e, mais do que isso, uma importante ferramenta de educação ambiental para a sociedade”, destaca o secretário do Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida. O cálculo dos gases de efeito estufa emitidos pela Secretaria do Meio Ambiente leva em consideração a utilização direta de fontes de energia, como, por exemplo, a quilometragem percorrida com a frota e com os veículos particulares no transporte dos funcionários até o trabalho, as atividades realizadas nas viagens, o consumo de energia das lâmpadas e dos aparelhos elétricos e eletrônicos, o volume de resíduos gerados diariamente e a quantidade de papel e de outros produtos utilizados durante a rotina de trabalho.

Agentes do Programa Telessalas do Trabalhador fazem capacitação A Secretaria Estadual do Trabalho capacitou nesta semana, em Curitiba, cerca de 120 agentes e tutores regionais do Programa de Orientação Profissional (POP) para atuarem nas telessalas do trabalhador. A coordenadora estadual da Divisão de Intermediação de Mão de Obra, Angela Cartens, disse que o treinamento é importante para troca experiências, sugerir mudanças e colher novas ideias dos participantes com objetivo de adaptar a orientação profissional a realidade local de cada município onde a Telessala do Trabalhador está instalada. “Nosso objetivo é capacitar agentes e tutores que atuarão na ponta e passar o máximo de conhecimento para que tenham condições de rea-

Foto: Divulgação Secretaria o Trabalho

A partir do dia 1° de agosto terá início nas Telessalas do Trabalhador o módulo de Informática Básica e de Direitos e Deveres do Trabalhador

lizar um bom trabalho de orientação profissional”, destacou. A partir do dia 1° de agosto terá início nas Telessalas do Trabalhador o módulo de Informática Básica e de Direitos e Deveres do Trabalhador. “Após este treinamento, os

agentes farão em seus municípios a divulgação das oficinas de melhoria das competências, quais serão os módulos de aprendizagem, prazo para inscrição, calendário das aulas e local onde serão ministrados os cursos”.

saída de cada um dos terminais, existem balanças instaladas nas esteiras, que fazem a aferição da carga que está sendo embarcada. Três dos sete terminais já estão totalmente integrados ao sistema. Até o fim agosto, todos estarão atendendo à nova demanda.

FACILIDADES

O sistema de monitoramento vai facilitar a programação de navios uma vez que a visão dos estoques de cada terminal estará mais clara. Além disso, a produtividade de cada terminal poderá ser medida, possibilitando correções do fluxo de embarque quando estiver fora dos padrões estabelecidos. Os terminais integrados ao corredor terão acesso ao portal Infoger pela de senha registrada pelo CNPJ.

Regional Portão terá mais investimento em educação A Prefeitura anunciou na noite de quarta-feira (03), durante a consulta pública sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) realizada no Clube Literário do Portão, investimentos na área da educação em bairros da regional, como a construção de Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), biblioteca e a implantação de horário integral de uma escola no Parolin. Está prevista a construção de dois CMEIs na região – um no bairro do Portão e outro no Novo Mundo. “A Prefeitura apresentou ao governo federal projetos para a construção de 34 CMEIs. Dois deles serão instalados na Regional Portão”, disse o prefeito Gustavo Fruet. O prefeito também informou que a Escola Municipal Nancyr Cecato Cavichiolo, no Parolin, passará a funcionar em período integral ainda neste ano. Além disso, a Escola Umuarama ganhará uma biblioteca, em fase de projeto. Na área da saúde, está programada para 2014 a instalação de um centro de especialidades no Parolin, onde hoje está o laboratório municipal. A região teve um avanço importante neste ano, com a ampliação do horário da Unidade de Saúde Vila Guaíra, que agora funciona até as 22 horas, dando aos usuários, especialmente aqueles que trabalham durante o dia, mais tempo para procurar atendimento médico. rem desenvolvidos nos próximos quatro anos.


Aroldo Murá G. Haygert

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, sexta-feira a domingo, 5 a 7 de julho de 2013 | Pág. A3

PAULO SOETHE, CURITIBANO NO CENTRO DOS DEBATES DA FLIP Um dos mais importantes debates da FLIP de Paraty estava previsto para ontem, em torno de um livro que ajuda a entender Thomas Mann a partir de suas raízes brasileiras. Trata-se do aguardadíssimo título “Terra Mátria”, principal estudo já desenvolvido sobre as relações da família Mann com nosso país, livro publicado pela Editora Civilização Brasileira, uma das grandes novidades aguardada pelo mundo dos estudiosos de literatura. Na verdade, o livro foca também o irmão de Mann, Heinrich, outro notável da literatura alemã. A fonte brasileira da família Mann, a mãe, Julia da Silva-Bruhns (1851) nasceu, por coincidência, num engenho localizado a uns 15 quilômetros de Paraty. Julia foi avó do escritor Klaus Mann e bisavó de Frido Mann. Este último é um dos autores de “Terra Mátria”,

o mais amplo e qualificado estudo já realizado sobre as relações da família Mann com nosso país.

PAULO SOETHE (2) Um dado interessantíssimo: o paranaense Paulo Astor Soethe, neto de alemães, nascido em Curitiba, é coautor da obra, assim como o alemão Karl Josef Kuschel. Embora intelectual de sólido estofo, com uma biografia invejável no mundo da pesquisa e magistério da Literatura, Paulo Soethe é pouco conhecido fora do mundo acadêmico brasileiro. Trabalha e atua na UFPR. Ele é do tipo do intelectual ‘low profile’. Não freqüenta a mídia. Mas qualquer busca que se faça sobre ele levará à conclusão de que se trata de alguém muito

especial, e que fez do idioma de seus antepassados o grande caminho para trilhar o acadêmico. Seu doutoramento foi na Alemanha. Ontem eram esperadas nos debates em torno do livro, na FLIP, algumas revelações preciosas de Paulo Astor Soethe, como os encontros de Thomas Mann com brasileiros de primeira grandeza, gente como Sérgio Buarque de Hollanda, Érico Veríssimo, e Gilberto Freyre. A mãe de Thomas e Heinrich foi criança para a Alemanha, levada pelo pai, viúvo. Ele fora casado com uma brasileira, mãe de Julia. Heinrich chegou a levar a questão da brasilidade da mãe à literatura. Com o livro “Entre Raças” (1907) ele romantiza a “infância tropical” de sua mãe, filha de Maria Senhorinha da Silva.

Thomas Mann, Sergio Buarque de Hollanda, Gilberto Freyre e Paulo Astor Soethe

REQUISITOS PARA O TCE

CINQUENTENÁRIO

O superintendente do Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC), o excelente praça Gérson Guelmann, justificou mas não explicou. Convidado pela rádio CBN para falar sobre a polêmica da necessidade ou não de titulação dos candidatos à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, relembrou a história da sua indicação pelo então governador Jaime Lerner – que acabou não prosperando – e desmentiu que tenha sido preterido pelo fato de não ter curso superior.

O presidente do Conselho Estadual de Educação, ex-reitor da Universidade de Londrina (UEL) e da Universidade do Norte do Paraná, médico Oscar Alves, tem dito a amigos que só deixará a medicina em 2015. Enquanto isso, continua a atender suas clientes aos sábados, em Londrina, para onde viaja religiosamente. Em 2015 a turma de Oscar comemorará 50 anos de formatura e ele quer estar em plena atividade para, então, pendurar o avental e o estetoscópio.

REQUISITOS PARA O TCE (2) A não previsão constitucional dessa exigência, disse Guelmann, encerraria a polêmica. Resta, porém, uma dúvida: se como ele próprio disse são pré-requisitos para assumir a vaga apenas ter conhecimentos substanciais em economia e legislação, como tê-los minimamente sem possuir ao menos um curso de graduação? É certo que não é impossível haver autodidatas

Gerson Guelmann

CONTRADIÇÕES ENTRE DOUTRINA E A PRÁTICA DE TODOS OS DIAS T.E.B., teólogo católico, professor universitário e escritor

ACOMPANHE O LANÇAMENTO DE VOZES DO PARANÁ 5 NO VÍDEO DE WASYL

Oscar Alves: aposentadoria marcada

NA MAIOR DEPRÊ

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba tem dados muito preciosos sobre a saúde do curitibano. Alguns deles, levantados a partir do consumo de medicamentos. Por exemplo: tudo indica que Curitiba é a cidade brasileira que mais faz uso de antidepressivos, como a fluoxetina. Aqui é consumido meio comprimido/mês de fluoxetina por habitante.

TOCA DO COELHO (espaço de Antonio Carlos Costa Coelho)

PEQUENO E EFICIENTE

Um dos mais acatado, tradicionais e eficientes educandários de Curitiba, o Stella Maris, no Juvevê, entrou definitivamente na disputa para classificar seus

AMADEU GEARA, AMIGO DO ITA alunos em vestibulares de primeira linha. Começa, em função disso, a preparar o primeiro grupo de moças e rapazes do “terceirão” para o vestiba. Não passam de 60 estudantes. Mas muito compenetrados.

PARA PREVENIR, NÃO SE ACEITA NEM SUSPEITA Gato escaldado continua tendo medo de água fria: na Assembléia, depois do imenso rol de processos e confusões criado a partir dos chamados “Diários Secretos”, a ordem, nos gabinetes dos deputados parece ser a da máxima – “sobre a mulher de César, nem suspeita deve pairar. Tem de ser séria e também parecer séria.”

É dentro desse tônus que na Alerj há vigilância total sobre coisas como nepotismo. À mínima (mesmo que muito distante) possibilidade de alguns dos detentores de cargos de confiança serem enquadrados como nepotistas, a ordem é demitir “suspeitos”. E assim está sendo feito.

de passada em Itajaí e chegou a Curitiba com 17 anos, em 1954, passou de pronto a trabalhar na barbearia do Café Alvorada, ao lado de outros quatro irmãos. (O dr. Luiz Alcino, saudoso grande amigo comum, dizia que a “New Trents” decantada pelo Ita era uma terra de extremos: depois de nos dar uma Santa, Madre Paulina, nos deu... o Ita!) Até fechar o Café Alvorada o Ita ocupou a cadeira dois, durante 43 anos. Aposentou-se quando completou 61 anos de profissão. Depois do Alvorada trabalhou cerca de 6 anos na barbearia do Chico e, há uns 12 anos trabalha num salão da Galeria Lustosa. O Itamar já contou para os amigos trocentas histórias e, à cada conversa, surge nova reminiscência. Já insistimos para escrever suas memórias de clientes e causos, ação que ele promete e nunca cumpre. Pela habilidade de suas mãos, pelo ‘trac-trac’ das suas tesouras e pelo fio das suas navalhas passaram políticos (Ney Braga, Iberê de Mattos, Ivo Arzua, etc), jogadores (Ademir Menezes, entre tantos), artistas (Mazaroppi e o marido da Maria Della Costa que era deixado aos cuidados do Ita enquanto ela fazia compras na Rua XV) e, democraticamente, folclóricos como o “Feijão” e o “Esmaga”. Enfim, se alonguei é porque me encanta o legado extraordinário daqueles que se ocupam em resgatar um dos bens mais valiosos da Cultura e da Cidadania: o registro das pessoas importantes e humildes que formam uma Nação”. Renovo cumprimentos e respeito, Amadeu Luiz De Mio Geara”

OPINIÃO DE VALOR

com sólida formação humanística. Mas também não se pode ignorar que as possibilidades disso ocorrer, principalmente com a qualidade intelectual dos atuais legisladores / candidatos, é remota.

(http://youtu.be/RHTBu_W_zWU)

Amadeu Geara

Amadeu Geara gostou do tema Alvoradinha e Salão Alvorada. Era um dos seus freqüentadores, e lá fez amigos. Um deles tornou-se se amigo particular. Daqueles amigos de se fazer visita. O Itamar, mais conhecido por Ita. Amadeu escreveu sobre ele. Mandou-me um e-mail. Contou-me sobre o velho barbeiro. Contente em saber que o Ita está bem e trabalhando, repasso aos meus leitores e aos fregueses do antigo Salão Alvorada. Fregueses como foi o meu pai, que saberá pelas palavras do Geara, como anda aquele que diariamente fez a sua barba com um bom creme e uma afiada solingen. “...Itamar Luiz Pereira nasceu em Nova Trento/SC em 1935, aprendeu a profissão de barbeiro na juventuO volume 5 da coleção Vozes do Paraná, um apanhado de nomes paranaenses que estão fazendo o dia a dia do Paraná de hoje, pode ser adquirido nas livrarias CURITIBA e CHAIN, no site RoseaNigra. com.br. ou com o autor: (41) 32432530 e (41) 8809-4144 (Hélio). Os paranaenses que têm vida e obra registrados nesse livrodocumento de autoria do jornalista Aroldo Murá G. Haygert que é Vozes do Paraná 5 são: Adélia Maria Woellner, Antenor Demeterco Jr., Carlos da Costa Coelho, Carlos Harmath, Carlos Jung, Carlos

Católicos mais tradicionalistas andam incomodados com a contradição entre a doutrina moral oficial da Igreja em matéria sexual e a prática pregada nas paróquias e confessionários. O Catecismo da Igreja Católica mantém todo o rigor da condenação às práticas sexuais consideradas “antinaturais” e ao ato conjugal que foge da sua finalidade precípua, a concepção, cujo dever está consubstanciado na ordem bíblica do “crescei e multiplicai-vos”. A Igreja sempre orientou os fiéis quanto à santidade (e legitimidade) do ato conjugal apenas entre marido e mulher, dentro do casamento e com finalidade procriativa. Na prática, mais recentemente, passou a aceitar o controle natural, pelo método chamado “da tabelinha”, que regula o período fértil da mulher. Entretanto, embora o discurso oficial nos documentos escritos pareça revelar uma aceitação a contragosto, a prática da pregação cotidiana aceita e recomenda abertamente o uso da “tabelinha” – e nos confessionários e até nos cursos para noivos o uso de outros métodos contraceptivos é aceito, quando não abertamente estimulado, sob a ideia de que o ato sexual entre marido e mulher – mesmo sem cumprir aquela que sempre foi proclamada como sua “finalidade precípua” – contribui para a preservação do casamento e da fidelidade entre os cônjuges. E entra em discussão outro ponto polêmico: há quem aponte o risco no uso de métodos contraceptivos que podem ser considerados abortivos. Se, para a Igreja, a vida humana deve ser defendida desde o momento da concepção, como aceitar o uso de contraceptivos que impedem que o óvulo fecundado chegue à nidação, como acontece com muitos medicamentos? Há aqueles que contra-argumentam afirmando que, mesmo num processo natural, sem uso da contracepção, muitos óvulos fecundados jamais se tornarão seres humanos viáveis, por serem eliminados antes da nidação. Com base nessa ideia, alguns católicos defendem que a Igreja deveria rever sua posição e considerar que não existe ainda um ser humano viável antes da nidação (mudança que “liberaria” o uso de muitos contraceptivos). Trata-se, sem dúvida, de uma discussão difícil sobre um dos maiores desafios da Igreja nestes tempos de secularização. Marassi, Cassiana Lacerda, Creso Moraes, Domingos Pellegrini Jr., Edson José Ramon, Eduardo Rocha Virmond, João Casillo, João José Bigarella, Pe. Joaquin Parron, Newton Freire-Maia, Oriovisto Guimarães, Oscar Alves, Raul Anselmi Jr., Sabine Wahrhaftig, Segismundo Morgenstern, Sergio S. Reis e Sonia Lyra. Há atualizações biográficas de personagens de livros Vozes do Paraná anteriores: Airton Cordeiro, Fábio Campana, Fernanda Richa, Gustavo Fruet, Luiz Carlos Martins e Wilson Picler.


PARANÁ

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. A4 abnoticias@abcom.com.br

AB Notícias

Meio Ambiente

Alguns produtores estão investindo na mecanização da pecuária de leite. Em Castro, nos Campos Gerais, a fazenda Santa Cruz de Baixo possui a primeira sala de ordenha totalmente robotizada da América Latina. Chamado no Brasil de Sistema de Ordenha Voluntária, o robô realiza toda a operação, que vai desde a limpeza dos tetos até a remoção dos resíduos pós-ordenha. Tudo isso sem a necessidade de um operador.

Curitiba retira diariamente três toneladas de lixo dos rios

PÓLO TECNOLÓGICO

Apenas nos primeiros cinco meses de 2013 foram removidas mais de 455 t de entulhos

PRODUÇÃO DE LEITE

O oitavo Pólo Tecnológico Virtual ficará no Sudoeste do Paraná. Até o momento, estavam instalados apenas nas cidades sedes das Universidades Estaduais. Nos últimos dias, o tema foi discutido em audiência pública com representantes de Pato Branco, Francisco Beltrão e de Dois Vizinhos. Pato Branco é um parque tecnológico presencial que terá, através do parque tecnológico virtual, apoio, assessoria e consultoria para dar condições de novas oportunidades aos ativos.

CONTRA O ANALFABETISMO

A Prefeitura de Toledo e o Núcleo Regional de Educação firmaram parceria para identificar e localizar pessoas com idade acima de 15 anos que ainda não são alfabetizadas. O objetivo é proporcionar educação de qualidade para atender quem não teve oportunidade de estudar. De acordo com o censo do ano de 2010, realizado pelo IBGE, Toledo tinha 4.312 pessoas, acima de 15 anos, não alfabetizadas.

MÚSICA NOS CAMPOS GERAIS

Começa neste sábado, 6, a programação da 5ª edição do Festival de Música dos Campos Gerais (Femuscage). A expectativa é de que mais de três mil pessoas prestigiem as apresentações e oficinas que seguem até o dia 12. O show de abertura, no dia 6, acontece no Cine Teatro Ópera, em Ponta Grossa, com o concerto ‘Tributo ao Queen’, produzido pela Orquestra Sinfônica e Coro Cidade de Ponta Grossa.

DESTAQUE PARA AS COOPERATIVAS

As cooperativas ganham cada vez mais destaque no Paraná. O Governo do Estado tem uma série de parceria com as cooperativas, que são modelos para todo o país. Elas favorecem a geração de renda e crescimento regional. Em 2012, o setor movimentou 38,5 bilhões de reais, o que representa 16% do PIB estadual. São mais de 900 mil cooperados e 1,6 milhão de postos de trabalho em todas as regiões do Estado.

BANDA LARGA

Os acessos à internet banda larga cresceram 37% em um ano, segundo a Associação Brasileira de Telecomunicações. Cerca de 28 milhões de novos acessos foram ativados no mês de maio, em comparação ao mesmo período em 2012, totalizando 103 milhões. O segmento de banda larga móvel teve o maior aumento, 45%, representando 81,7 milhões de acessos.

ATENDIMENTO AOS EMPRESÁRIOS

O Sebrae amplia o atendimento para os empresários de micro e pequenas empresas e potenciais empresários do Litoral paranaense. Agora há um novo escritório em Paranaguá. Os municípios de Antonina, Morretes, Guaraqueçaba, Pontal do Paraná, Paranaguá, Matinhos e Guaratuba já contam com a presença mais efetiva. A estrutura oferece apoio da equipe própria e serviços como cursos, palestras, consultorias e programas setoriais.

MUITOS IMPOSTOS

Os brasileiros trabalharam até o dia 30 de maio para pagar os impostos, taxas e contribuições aos cofres públicos. Isso equivale a 150 dias de trabalho dedicados a esses pagamentos, segundo o Instituto Brasileiros de Planejamento Tributário. A quantidade de dias em 2013 é o mesmo do ano passado, não apresentando reduções. Segundo pesquisa, o pagamento de impostos compromete, em média, 41,82% da renda bruta do trabalhador neste ano.

APOIO NO CAMPO

A implantação de três programas, que juntos somam aproximadamente R$ 5 milhões, voltados para a pecuária leiteira irá beneficiar o Norte Pioneiro. A decisão foi confirmada em reunião da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro. Um dos destaques é o Patrulha do Leite, parceria do governo estadual e federal com verba aproximadamente 3,5 milhões de reais. Serão disponibilizados 21 resfriadores de leite e equipamentos.

COMER BEM

A alimentação saudável é prioridade para muitas mulheres segundo uma pesquisa feita pelo Abe's Market. Elas estão se preocupando cada vez mais com a saúde. Os cientistas descobriram que 61% do público feminino preferem comer bem a ter um relacionamento estável e duradouro. O estudo também descobriu que 70% das mulheres preferem que seus filhos comam de forma saudável do que tirem boas notas.

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

O Paraná quer triplicar em 2014 a rede dos Centros Estaduais de Educação Profissional e abrir quase 12 mil vagas. Estão em construção 12 novos centros. As unidades vão ampliar a oferta de oportunidades de educação profissional em diversas regiões, atendendo as necessidades de qualificação dos arranjos produtivos locais e contribuindo para desenvolvimento agroindustrial, industrial, comercial e de serviços.

Valdecir Galor/SMCS

T

odos os dias, as equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente retiram perto de três toneladas de lixo dos rios de Curitiba. Entre os resíduos encontrados com mais frequência estão pedaços de plástico, madeira e isopor, sofás e outros tipos de móveis. Apenas nos primeiros cinco meses de 2013 foram removidas mais de 455 toneladas de entulhos, descartadas irregularmente pela população. A bordo de pequenos barcos, equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente percorrem diariamente rios de todas as bacias hidrográficas que abrangem o município. Somente no mês de maio deste ano foram retiradas 92,5 toneladas,  metade da Bacia do Rio Barigui. No mês anterior, aproximadamente 36 toneladas foram retiradas pela Prefeitura de Curitiba da Bacia do Rio Belém. O superintendente de Controle Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Raphael Rolim de Moura, lembra que toda a cidade é atendida pela coleta regular de lixo, o que não justifica o descarte irregular. Além disso, a coleta de outros tipos de materiais, como móveis ou pedaços de madeira, pode ser solicitada pelo telefone 156, em qualquer ponto da cidade. Moura informa que a conscientização de cada um é fundamental e que todos podem contribuir sepa-

A bordo de pequenos barcos, equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente percorrem diariamente rios de todas as bacias hidrográficas que abrangem o município

rando corretamente o lixo seco, por exemplo. Alguns cuidados devem ser tomados para que o mesmo possa ser aproveitado no processo de reciclagem. As embalagens descartadas devem estar vazias e a disposição do material deve ocorrer no dia correto da coleta naquela região. “Se for colocado no dia errado, o material reciclável será recolhido pela coleta de lixo orgânico, invalidando a separação”, explica Moura. A tabela completa com o cronograma das coletas seletiva e

orgânica de resíduos está disponível no site da Prefeitura de Curitiba e também pode ser solicitada pelo telefone 156. Os caminhões que fazem a coleta seletiva recolhem diariamente mais de 117 toneladas de lixo reciclável em toda a cidade, sendo outras 450 toneladas retiradas a cada dia das ruas  pelos catadores. Além deste montante, pela coleta regular de lixo doméstico orgânico, a Prefeitura recolhe 1,8 mil toneladas por dia. Além da coleta regular de lixo

Sanepar investe R$ 42 mi na ampliação dos sistemas de água e esgoto A Sanepar investe na ampliação dos sistemas de água e esgoto de Londrina. O presidente da Companhia, Fernando Ghignone, assinou ontem, no gabinete do prefeito do município, Alexandre Lopes Kireeff, ordens de serviço para o início de obras que somam investimento de R$ 35,9 milhões. Com a entrega de obras já recém-concluídas, os recursos aplicados na cidade somam R$ 42,2 milhões.  Os trabalhos incluem a ampliação da Estação de Tratamento de Água Tibagi (R$ 32,6 milhões) e a execução de 3,3 quilômetros de adutoras na região do Aeroporto (R$ 2,4 milhões), obra necessária para viabilizar a duplicação da pista do Aeroporto Governador José Richa.  O presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, destacou a importância destas obras. “A boa notícia para

Londrina é que, com as ordens de serviço que estamos assinando, o abastecimento de água tratada e de qualidade para a cidade está garantido pelos próximos 20 anos. Mas não vamos parar por aí. Já estão asseguradas, para Londrina e Região, até o final de 2014, mais R$ 150 milhões para ampliação dos sistemas de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto”, afirmou.  O prefeito Alexandre Kireeff comemorou a entrega das obras e a assinatura das ordens de serviço. “Hoje é um bom dia, pois estamos recebendo novos investimentos que se traduzem em serviço público de qualidade. Afinal, as pessoas têm saído às ruas em todo o Brasil exigindo isso. Elas querem tarifa de transporte coletivo mais barata, discutem questões como a PEC 37 mas, acima de tudo, querem serviço público de qualidade”, disse. 

Várias obras acabam de ser concluídas e foram entregues oficialmente ontem. A execução de 1,5 quilômetro de anéis reforça o sistema de distribuição de água tratada para a Região Noroeste. O investimento foi de R$ 265 mil. Foram aplicados R$ 778 mil na recuperação de sete módulos de filtros da Estação de Tratamento de Água Tibagi. A implantação de sistema de controle de odor e desinfecção na Estação de Tratamento de Esgoto Esperança exigiu o investimento de R$ 5,2 milhões. Também foi feita a perfuração de poço tubular profundo na Aquífero Serra Geral, no valor de R$ 59 mil.  A assinatura das ordens de serviço reuniu diretores e técnicos da Sanepar, secretários municipais e outras autoridades. O deputado estadual Tercílio Turini também participou da solenidade.

Espaços públicos ganham iluminação mais potente A Prefeitura de Curitiba concluiu uma série de obras de melhorias de iluminação, em sete pontos da cidade. Foram investidos R$ 1,2 milhão na revitalização de praças, parques e áreas de convivência, com o objetivo principal de melhorar a segurança da população. Receberam melhorias nos sistemas de iluminação o Eixo de Animação Arnaldo Busato, no Novo Mundo; o Parque Bacacheri; a Praça Brigadeiro do Ar Mário C. Eppinghauss,  no Juvevê;  os prédios  do Ministério Público, Museu Oscar Niemeyer e Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano, no Centro Cívico; Jardim Botânico; Praça Zumbi dos Palmares, no Pinheirinho, e os viadutos do Colorado e Capanema.   Em todos esses locais foram realizados serviços de troca de equipamentos, como postes e fiação, e a substituição de lâmpadas por outras mais eficientes. “Trocamos lâmpadas antigas, de sódio amarelo, por metálicas brancas, que têm melhor rendimento, maior poder de iluminação e de reprodução de cores”, explica Ernesto Wendeler, diretor do Departamento de Iluminação da Secretaria Municipal de Obras . Na Praça Zumbi dos Palmares,

Foram investidos R$ 1,2 milhão na revitalização de praças, parques e áreas de convivência, com o objetivo principal de melhorar a segurança da população

por exemplo, foram investidos R$ 126,6 mil na completa revitalização do espaço, bastante frequentado pelos moradores do Pinheirinho.  Entre outros serviços, foram trocadas 48 luminárias antigas por 52 modernas lâmpadas de alto rendimento, em vapor metálico. A quadra de grama sintética teve o antigo sistema substituído, com a instalação de quatro postes de concreto e 16 projetores de 400 watts cada um. “O novo sistema de iluminação pública beneficiará todos os

usuários da praça e atenderá as necessidades para a prática de esporte e lazer noturno, além de proporcionar mais segurança”, diz Ernesto Wendeler. A Prefeitura também finalizou uma ampla reforma da iluminação da estufa do Jardim Botânico, um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba.  Foram colocados 70 projetores de LED, que deram um novo visual para a parte térrea, o mezanino e as três cúpulas abobadadas da estufa.

e do trabalho diário de retirada de resíduos realizado junto aos rios, a Prefeitura realiza com frequência, nas nove administrações regionais da cidade, mutirões de limpeza. Apenas na Administração Regional do Bairro Novo, nos meses de abril e maio deste ano, foram retiradas mais de 400 toneladas de resíduos das ruas do Moradias 23 de Agosto e do Xapinhal, em dois mutirões de limpeza. Lixo doméstico, entulhos, móveis sem serventia e pedaços de madeira lotaram 25 caçambas de caminhão.

Estradas municipais terão maior agilidade no licenciamento ambiental O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DERPR) vão trabalhar em conjunto para agilizar os licenciamentos ambientais de obras viárias do programa Caminhos do Desenvolvimento – Sucroalcooleiro, que vai recuperar mais de 1.500 quilômetros de estradas municipais. Chefes regionais dos dois órgãos reuniram-se ontem, em Cascavel, para definir como melhorar a forma de protocolar os pedidos de licenciamento e autorizações ambientais.  O objetivo do encontro foi discutir a padronização de licenciamentos e autorizações ambientais, que serão pedidas para melhorias nas estradas rurais e nas construções de pontes e trincheiras. "É um programa muito importante que vai tirar um grande fluxo de caminhões das estradas do Paraná, por isso entendemos que essas melhorias previstas são de interesse social", explicou o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.  O programa é uma parceria da Secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, por meio do Departamento de Estrada e Rodagem (DER), com a Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (Alcoolpar) e municípios. Serão investidos R$ 168 milhões na recuperação de 1500 quilômetros de estradas rurais, na construção de 151 pontes e 49 trincheiras, além da aquisição de 3 balsas. O programa vai atender 75 municípios, beneficiando mais um milhão de paranaenses.  Na reunião foram discutidos procedimentos que o órgão ambiental deverá adotar para padronizar e dar agilidade para as obras consideradas de interesse social. "A diretoria irá fazer uma orientação técnica para a padronização de condicionantes e estudos que deverão ser solicitados para os licenciamentos ambientais necessários", afirmou o diretor de Controle e Recursos Ambientais do IAP, Paulo Barros. 


Contexto Político Recall de políticos 

Tramitam no Congresso Nacional duas Propostas de Emenda à Constituição que prevêem a possibilidade de a população decidir revogar o mandato de um governante por meio de uma consulta é conhecida pela palavra inglesa “recall”.  Hoje apenas o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, em casos específicos, podem destituir um governante ou um parlamentar. As PECs são de autoria dos senadores Eduardo Suplicy, do PT, e Antonio Carlos Valadares, do PSB.

Vale para 2.016

O plebiscito sobre a reforma política pode até ser realizado este ano, mas as novas regras só valerão a partir de 2.016. Foi o que anunciou nesta quinta-feira o vice-presidente da República, Michel Temer, depois de uma reunião, no Palácio Jaburu, com líderes da base aliada do governo na Câmara e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Segundo a Agência Brasil, Temer reconheceu que “não há mais condições de fazer qualquer consulta antes de outubro e, não havendo condições temporais, qualquer reforma que venha, só se aplicará para as próximas eleições”.

Prazo

Para que as regras fossem aplicadas em 2014, o plebiscito sobre a reforma política e o projeto modificando as normas eleitorais tinham de ser aprovadas até o dia 5 de outubro. A três meses para o fim do prazo, os parlamentares consideraram improvável fazer a consulta e aplicar as mudanças, reporta a Agência Brasil.

Roseli Abrão

Diário Indústria&Comércio

roseli@roseliabrao.com.br

Não foi um recuo

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, negou que o adiamento do plebiscito represente um recuo do governo. -- Ao contrário [de recuo], houve uma proposta clara de plebiscito que colocou na pauta [o tema] reforma política, algo que a população brasileira reclama há décadas, disse ele.

Uma sugestão

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quintafeira, em Salvador, que o plebiscito que pretende ouvir a população sobre a reforma política foi uma “sugestão” feita ao Congresso. Dilma, que foi a Salvador para o lançamento do Plano Safra, criticou os que são contra o plebiscito e disse que eles subestimam a inteligência e esperteza dos brasileiros. A presidente defendeu o plebiscito “para ouvir o que as pessoas acham”, sobre os temas propostos por ela ao Congresso Nacional, e disse que aqueles que são contra subestimam a “inteligência, sagacidade, esperteza” do povo brasileiro.

Foro privilegiado

O senador paranaense Alvaro Dias, do PSDB, pediu ao presidente do Senado, Renan Calheiros, que coloque em votação sua proposta que acaba com o foro privilegiado para políticos, o que permite que sejam processados criminalmente perante o Supremo Tribunal Federal. Segundo o senador tucano a proposta foi apresentada em março e, aprovada, restabelece o princípio segundo o qual “todos somos iguais perante a lei”.  

Sabatinas

A Assembleia Legislativa divulgou nesta quintafeira o cronograma das sabatinas dos candidatos

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. A5

ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas, que serão realizadas na Sala das Comissões, no 3ª andar do prédio da Administração da Casa.

Na segunda

Na segunda-feira, a partir das 9 horas, serão ouvidos Alexandre Antonio dos Santos, Amaury José Soares, Andrey Marzanatti Bornia e Antonio Spolador Junior. Às 10horas começa nova rodada de entrevistas, desta feita com Daniel Ferreira, Eduardo Kardush, Erli de Pádua Ribeiro e Fábio de Souza Camargo. Mais dois postulantes ainda serão ouvidos na manhã de segunda,a partir das 11horas: Flávia Freire e Francisco de Assis Inocêncio.

Na terça

O cronograma de sabatinas prossegue na terçafeira. Os primeiros sabatinados, às 8 horas, serão Ivoney Masi, Jozélia Nogueira, Plauto Miró Guimarães Filho e Prescila Alves Pereira Francioli. Nova turma começa a expor suas credenciais a partir das 10 horas: Roberto Bohlen Seleme, Sérgio Augusto Kalil, Sérgio Luiz Libel e Sílvia Kasmirski. A partir das 11horas, serão ouvidos os candidatos Tarso Cabral Violin e Zoraide Piemonte de Oliveira.

Seis minutos

Segundo a AL, os candidatos terão o prazo de até seis minutos, prorrogáveis por mais quatro minutos, para manifestação sobre suas respectivas qualificações e razões que justifiquem a eventual escolha para ocupar o cargo em disputa. O não comparecimento no horário indicado implicará na desclassificação do candidato para participar dos demais atos do processo de eleição.

Recorde

Poupança tem captação recorde desde 1995, diz BC

Professores

Com a aprovação, pela Assembleia Legislativa, da proposta do governador Beto Richa, os professores do Paraná terão reajuste em seus salários de 0,6% retroativo a maio e mais 3,94% em outubro.  Segundo o Palácio Iguaçu, com os novos índices, o aumento salarial dos professores alcança 11,35% em 2013 e 50,16% em menos de três anos.

Transporte escolar

Segundo ainda o Palácio Iguaçu, o dinheiro destinado ao transporte escolar passou de R$ 28 milhões (em 2010) para R$ 160 milhões em 2012 e 2013. Também foram contratados 17 mil professores em pouco mais de dois anos.  Na área de infraestrutura, são mais de duas mil obras em escolas de todo o Estado. Richa autorizou nesta semana a compra de 67 ônibus escolares para o transporte de estudantes com deficiência. Até o fim do ano, serão comprados 180 veículos. Só para a educação especial, estão sendo destinados R$ 436 milhões, informa o governo. 

Derrota de Requião

O senador Roberto Requião está impedido de realizar, no sábado, a convenção convocada por ele para eleger o diretório do PMDB de Curitiba, sob intervenção por decisão da executiva regional do partido. É que o juiz César Guizoni, da 14ª Vara Cível de Curitiba, indeferiu a liminar no mandado de segurança impetrado pelo senador Roberto Requião que pretendia validar a convenção municipal do PMDB.Em seu despacho, o juiz destaca que, por se tratar de uma questão interna corporis, “não compete ao Judiciário avaliar a conveniência e oportunidade de intervenção do Diretório Estadual em apenas alguns órgãos municipais”, mas também não cabe à Justiça “levantar” a intervenção.

Preço da cesta básica cai em dez das 18 capitais pesquisadas pelo Dieese

Nos seis primeiros meses do ano, a captação líquida de R$ 28,273 bi também foi recorde

O

s depósitos em poupança superaram os saques em R$ 9,451 bilhões em junho, segundo dados divulgados ontem pelo Banco Central (BC). A captação líquida (depósitos maiores que retiradas) é a maior da série histórica do BC, iniciada em 1995. Nos seis primeiros meses do ano, a captação líquida de R$ 28,273 bilhões também foi recorde para o período. No mês passado, os depósitos ficaram em R$ 116,046 bilhões e os saques em R$ 106,595 bilhões. Foram creditados R$ 2,346 bilhões

de rendimentos no mês. O saldo dos depósitos em poupança ficou em R$ 538,449 bilhões. Com a elevação da taxa básica de juros, a Selic, para 8% ao ano, no dia 29 de maio, a poupança passou a render mais. Por causa da fórmula em vigor desde o ano passado, que atrelou a remuneração da caderneta aos juros básicos, o rendimento da aplicação subiu de 5,25% para 5,6% ao ano. Pela regra em vigor, quando a taxa Selic estiver maior que 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5%

Abono salarial 2013-2014 começa a ser pago dia 13 de agosto

Produção e venda de veículos batem recorde no primeiro semestre

O abono salarial referente a 20132014, concedido a trabalhadores que ganham até dois salários mínimos (R$ 1.356), começará a ser pago no dia 13 de agosto deste ano. O prazo para a retirada do valor (atualmente, R$ 678) irá até 30 de junho de 2014. Em 2012, o benefício foi concedido a 20,7 milhões de trabalhadores. Os saques do abono do ano passado foram encerrados no último dia 28. Estima-se que tenham sido gastos mais de R$ 11,5 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) com os pagamentos referentes a 2012. O calendário de pagamento do abono leva em consideração o número de inscrição do trabalhador no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Os que têm inscrição com os finais 0 e 1 começam a receber no dia 13; com os finais 2 e 3, no dia 20; com os finais 4 e 5, no dia 27. Em setembro, começarão a ser pagos os abonos das inscrições terminadas em 6 e 7, a partir do dia 3, e 8 e 9, a partir do dia 10. Os requisitos para ter direito ao abono são: rendimento mensal até dois salários mínimos, informações cadastradas atualizadas na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), cadastro no PIS ou no Pasep há pelo menos cinco anos e carteira assinada ou nomeação para cargo público durante, pelo menos, 30 dias no ano em questão.

ao mês (6,17% ao ano) mais a Taxa Referencial (TR). Sempre que os juros básicos da economia estiverem iguais ou inferiores a 8,5% ao ano, a caderneta rende 70% da Selic mais a TR. A Taxa Referencial é igual a zero quando a Selic está igual ou menor que 8% ao ano, o que torna o rendimento totalmente atrelado aos juros básicos. Esse cálculo só vale para depósitos na poupança a partir de 4 de maio de 2012. Para os depósitos anteriores, o rendimento segue a regra antiga, de 0,5% ao mês mais a

TR. A poupança é isenta de taxa de administração e de impostos. A poupança da Caixa Econômica Federal teve captação líquida de R$ 2,86 bilhões em junho. O resultado é 71,4% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado. De acordo com a instituição, trata-se de resultado recorde para meses de junho.   No ano, a poupança da Caixa acumula captação líquida de R$ 9,26 bilhões. Segundo o banco, houve aumento de 38% em comparação ao valor captado no primeiro semestre de 2012.

No acumulado dos seis primeiros meses de 2013, 1,8 milhão de automóveis foram vendidos

O país registrou recorde de vendas e de produção de automóveis novos, entre veículos leves, caminhões e ônibus, no primeiro semestre, informou ontem a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). A comercialização no mês de junho também foi recorde. “Foram vendidos 318,6 mil veículos novos, foi o segundo melhor junho de toda a história do setor automotivo”, destacou o presidente da associação, Luiz Maon Yakibu Junior. No acumulado dos seis primeiros meses de 2013, 1,8 milhão de automóveis foram vendidos. O recorde anterior havia sido registrado em 2011, quando o setor licenciou 1,73 milhão de veículos. Já a produção de veículos no primeiro semestre deste ano totalizou 1,85 milhão de unidades, número que supera o recorde de 2011, quando o país produziu 1,737 milhão.

Apesar do resultado expressivo, o presidente da Anfavea admitiu que a onda de manifestações pelo país refletiu negativamente nos resultados do setor no último mês. “Sem dúvida nenhuma, [os protestos] tiveram influência no nosso número de licenciamentos. Muito mais em função da dificuldade de acesso [de consumidores], tivemos uma redução bastante forte no fluxo de pessoas nas nossas concessionárias, principalmente nas grandes capitais, onde se concentraram as manifestações”, destacou. Os protestos dos caminhoneiros que bloquearam importantes rodovias do país também afetaram a produção de veículos. Houve perda temporária de produção por falta de abastecimento de insumos. De acordo com Maon, quatro das associadas à Anfavea relataram paralisação de suas linhas por falta

de peças automotivas. Outro balanço divulgado pela entidade foi o da comercialização de veículos flex. Foram licenciadas, desde o lançamento dos primeiros modelos, em 2003, 20 milhões de unidades. “O veículo flex nacional hoje é diferente do de qualquer outro lugar do mundo. Na minha visão, é muito mais tecnológico porque ele permite a mistura de gasolina e álcool em qualquer proporção. Em outros mercados que dizem que têm veículos  flex, não existe essa possibilidade”, disse Maon. Sem revelar detalhes, o presidente da Anfavea também informou que vai se reunir hoje, às 15h, com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, com o objetivo de apresentar uma nova política a ser adotada pelo país, que desenvolva veículos ainda mais ecológicos.

O leite in natura continua sendo o destaque de aumento de preços: ficou mais caro em 13 capitais em junho

O preço da cesta básica em junho caiu em dez das 18 capitais pesquisadas. As maiores quedas foram apuradas no Rio de Janeiro (-3,55%), em Vitória (-3,14%), Manaus (-2,07%) e Belo Horizonte (-2,0%). Os aumentos ocorreram em oito capitais, com destaque para Aracaju (3,05%), Brasília (2,87%) e o Recife (1,97%). Os dados, divulgados ontem, são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). São Paulo continuou sendo a capital onde se apurou o maior valor para o conjunto de produtos da cesta (R$ 340,46). Em seguida, estão Porto Alegre (R$ 329,16), Manaus (R$ 316,29) e Vitória (R$ 315,63). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 248,07), Salvador (R$ 260,20) e Campo Grande (R$ 275,91). O Dieese destaca que – se for considerada a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser capaz de suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência – o salário mínimo deveria ser R$ 2.860,21, ou seja, 4,22 vezes o valor em vigor, R$ 678. O preço da carne bovina, produto de maior peso na composição do valor da cesta básica, apresentou predominância de queda em 11 capitais, em junho. As maiores retrações ocorreram em Vitória (-2,91%), Natal (-2,71%) e Florianópolis (-2,61%). Os aumentos ocorreram em sete localidades, com destaque para Salvador (6,03%), Fortaleza (5,31%) e Manaus (1,72%). No acumulado do ano (de janeiro a junho), o preço da carne teve queda em 12 capitais. O preço do arroz caiu em nove das 18 capitais pesquisadas em junho. As reduções mais signifi-

cativas foram verificadas em Aracaju (-7,40%), Salvador (-3,34%) e Natal (-3,19%). Em Porto Alegre, os preços não variaram. Elevações foram apuradas em oito capitais, com destaque para Belo Horizonte (5,94%), o Rio de Janeiro (4,08%) e Vitória (2,43%). Segundo o Dieese, o comportamento de moderação na alta dos preços do produto reflete a colheita e os aumentos nas estimativas da safra. No semestre que terminou em junho, houve queda de preço em 15 localidades. O leite  in natura  continua sendo o destaque de aumento de preços: ficou mais caro em 13 capitais em junho. As maiores elevações ocorreram no Recife (6,76%), em Porto Alegre (4,81%) e no Rio de Janeiro (4,41%). As quedas foram apuradas em Campo Grande (-5,05%), Brasília (-3,21%), Manaus (-1,76%) e Aracaju (-0,58%). Em Salvador, houve estabilidade. O feijão ficou mais caro em 11 capitais. As maiores elevações em junho ocorreram em Florianópolis (10,59%), Vitória (6,05%) e no Rio de Janeiro (6,04%). Recuos foram apurados em sete capitais, os mais significativos em Salvador (-4,97%), Belo Horizonte (-4,24%) e João Pessoa (-1,73%). O preço do pão francês também subiu em 11 capitais em junho. As maiores altas ocorreram em Salvador (3,78%), Natal (3,55%) e Aracaju (3,13%). As retrações foram apuradas em sete cidades: Goiânia (-3,39%), Recife (-2,00%), e Fortaleza (-0,29%). No acumulado do ano, as 18 capitais pesquisadas apresentaram alta nos preços da cesta básica. As maiores elevações ocorreram em Aracaju (21,57%), João Pessoa (20,02%) e no Recife (19,17%). Os menores aumentos foram verificados em Florianópolis (6%), Belo Horizonte (6,05%) e Vitória (8,50%).


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. A6

Opinião

COMUNICAÇÕES coluna@induscom.com.br

A Bolsa e a Vida *Por Wanda Camargo Em tempos mais românticos, e patetas, nos quais ser marginal era ser herói, mitificaram-se ladrões e assaltantes. Acreditava-se que os destituídos, desabrigados, descamisados, tinham o direito sagrado de “expropriar legitimamente a burguesia de parte de seus maus ganhos”. Ocorre que a classe media já era, e continua sendo, expropriada por uma das mais escorchantes cargas tributárias do planeta, recebendo muito pouco em troca; ser menos vítima não transforma ninguém em algoz. Os verdadeiros beneficiários de nossa iniquidade social nunca estiveram ao alcance dos “justiceiros”, quando moram no país, o fazem em fortalezas inatingíveis, deslocam-se em helicópteros e carros blindados, e tem exércitos particulares a protegê-los. Permaneceu, no entanto, a ilusão de que a criminalidade é apenas uma questão social, pedir mais segurança é algo próximo do fascismo, cercear os criminosos é apenas uma forma de vingança. Evidentemente a criminalidade é também uma questão social, e policiamento e punição são apenas paliativos, mas não podemos nos render ao vício, muito comum em algumas áreas do serviço público, de não fazer absolutamente nada enquanto não se tem a solução ideal, aquela definitiva e totalmente justa; pois isso constitui forma cruzar os braços, e enquanto aguarda a resolução de tudo, não fazer simplesmente nada. Quando se fala em redução de maioridade penal entra-se em terreno pantanoso, há quem ironize dizendo que a proposta é de interrogar bebês nos berçários, ou quem afirme que se aprovada a maioridade penal aos dezesseis anos e houver um crime cometido por alguém de quinze, começará nova campanha de redução. Uma forma de evitar o debate é desqualificar a proposta com a qual não se concorda, afirmando por todos os meios que é totalmente absurda, e “provar” tal afirmação com exemplos inflados, exagerados e fora de contexto. Ninguém, com um pouco de sensatez, encarcera crianças com adultos ou pune draconianamente pequenos delitos; nenhum magistrado o permite. A boa intenção de resguardar os menores os faz, em muitos casos, mais vítimas ainda. O atual estatuto dá a muitos bandidos maiores de idade a semi-impunidade assegurada aos menores, basta que na quadrilha que comete um crime haja um menor que o assuma. É preciso ser muito ingênuo, no mínimo, para acreditar que é sempre um menor que puxa o gatilho, ateia fogo, chefia o bando. Quando os bandidos são presos, o menor é chantageado, comprado, convencido a se responsabilizar pelos piores atos, sabendo que ficará no máximo três anos em local em que será respeitado pelos outros presos como “perigoso”. Ao sair, será recebido pelos antigos comparsas como alguém de confiança. Um assalto costumava ser um negócio, enormemente assimétrico, visto que uma das partes estava armada e a outra geralmente não, mas processava-se de modo a que a vítima cedia dinheiro, joias, carro, e mantinha sua integridade física em troca. Hoje não basta: mesmo nos casos em que não houve absolutamente reação nenhuma, aconteceram mortes estúpidas. É preciso apoderar-se do que é essencial ao outro, vampirizar os privilégios, obter alma, respeito próprio e vida; o que é trágico, diz muito de nossa perversa organização social, mas não serve de consolo ou justificativa. * Wanda Camargo é educadora e assessora da Presidência das Faculdades Integradas do Brasil – UniBrasil.

Leroy Merlin foca em preços baixos no Festival de Portas e Janelas A Leroy Merlin, líder no varejo da construção, traz muitas novidades aos seus clientes que estão construindo ou reformando a casa. A rede apresenta de 05 a 15 de julho em todas as suas 31 lojas o Festival de Portas e Janelas com diversas ofertas e ótimas condições de pagamento. Para quem está nesta fase da obra, ou está pensando em reformar ou deixar sua casa mais moderna com uma linda porta de entrada, uma janela sofisticada, esse é o momento. São mais de 200 produtos com ótimos preços, com diversas novidades em portas e janelas exclusivas, são produtos em madeira e alumínio, janelas em aço, basculantes, esquadrias,

ferramentas, itens de pintura e muito mais. “Estamos com muitas novidades e produtos de todos os gostos em promoção. Desde artigos simples até produtos bem sofisticados como portas para entrada, sem falar dos lançamentos e itens que os consumidores só encontram em nossas lojas. É uma grande oportunidade para aqueles que estão construindo ou reformando” afirma Francildo Farias, diretor da Leroy Merlin São José dos Campos. Caso tenha dúvidas sobre quais as portas adequadas para sua casa a Leroy Merlin preparou um vídeo no canal da rede disponível no Youtube que explica qual a porta indicada para cada ambiente.

Liquida Mueller de Inverno começa hoje A partir de hoje (5), o Shopping Mueller dará início ao Liquida Mueller de Inverno. Os lojistas se prepararam e vão oferecer descontos de até 70% em muitos produtos. Os clientes poderão adquirir itens das coleções de inverno e peças atemporais, que podem ser usadas em todas as estações. O objetivo dos lojistas é esgotar os estoques de produtos para receber as novas coleções de Primavera – Verão. De acordo com Susana Seixas, gerente da loja Laci Baruffi, a expectativa é muito boa. “As pessoas já estão perguntando pela liquidação do shopping. Este tipo de ação contribui para aumentar as vendas e atrair novos clientes”, afirma. Rosane Kirshner, gerente da Farm, conta que os descontos estão ótimos e é possível garimpar bastante. “Dá para comprar vestidos, camisas,

saias, calças e sapatos que podem ser usados no inverno ou verão”, ressalta. Paula Oliveira, responsável pela gerência da loja de calçados Mr. Cat, também está otimista. “Esperamos que movimente bastante o shopping”, declara. O mall estará com uma decoração especial, com bexigas, móbiles aéreos, banners e outras peças de comunicação para divulgar os descontos. As lojas participantes do Liquida Mueller serão identificadas com adesivos e tags nas vitrines. Desta forma, ao passear pelos corredores, os clientes já saberão em quais locais a liquidação é válida. Na Vitrine Virtual do Pinterest do shopping também é possível conferir algumas das ofertas. O Liquida Mueller de Inverno será realizado até o dia 10 de julho.

TIM amplia investimentos em rede no Paraná em 50% Presidente da operadora destaca importância do mercado paranaense

A

TIM reafirma seu compromisso com a qualidade dos serviços e do atendimento aos clientes do Paraná. Em visita à Curitiba na quarta-feira (03), o presidente da operadora, Rodrigo Abreu, apresentou a autoridades locais os investimentos da companhia no Estado: serão R$ 146 milhões até o fim de 2013, com foco na ampliação da capacidade de rede e cobertura. Líder de mercado no Paraná – com 52,3% de market share e 7,5 milhões de clientes, a empresa foi a primeira a assinar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto à CPI da Telefonia Móvel da Assembleia Legislativa. Agora, seguirá com seu plano de melhorias, atenta às demandas dos consumidores do Estado. Em 2012, a TIM já concluiu o projeto de modernização de seus equipamentos 2G e 3G na região. Neste ano, a prioridade é a expansão da cobertura e da qualidade dos serviços. Até o fim de 2013, a companhia alcançará 21 mil TRXs instalados (elemento de rede responsável por adicionar capacidade de

tráfego a uma antena), um aumento de 23% em relação ao ano anterior, reforçando o serviço de voz para reduzir congestionamentos e queda de chamadas. Para a rede 3G, está previsto um crescimento de 10% na quantidade de elementos de rede, o que irá aumentar a velocidade de conexão e a capacidade de tráfego de dados. Além disso, a operadora pretende lançar sua rede 4G em Curitiba até setembro, antecipando em três meses o prazo acordado com a Anatel. “O Paraná é muito importante na estratégia da TIM Brasil, é o Estado onde temos nossa segunda maior base de clientes. Entendemos às necessidades dos usuários locais e estamos investindo fortemente na melhoria do nosso sinal, com um aumento de 50% em relação ao valor investido no ano passado. Temos bons indicadores de rede e qualidade na região, mas acreditamos que falta um trabalho de aproximação com os consumidores, para que entendam as ações que estamos realizando para garantir sua satisfação”, explica Rodrigo Abreu, presidente da TIM Brasil.

Carlos Eduardo Lopes e Rodrigo Abreu

Sicredi e Fiep ampliam convênio de responsabilidade social O Sicredi, instituição financeira cooperativa, e a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), ampliaram a parceria do programa “A União Faz a Vida” para 11 colégios da rede do Serviço Social da Indústria (Sesi). O termo para a renovação dos convênios em Ortigueira e em Bocaiúva do Sul e ampliação das atividades para outras nove cidades foi assinado na última quinta-feira (27/06) em cerimônia que contou com a participação do presidente da Fiep, Edson Campagnolo, e com o presidente da Sicredi Participações S.A e da Central PR/SP, Manfred Dasenbrock. Em 2012, a parceria teve início nos municípios de Ortigueira e Bocaiúva do Sul, duas das cidades com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado, com o propósito de promover ações de responsabilidade social por meio do programa “A União Faz a Vida”. A partir de agora, a parceria vai se estender a outros nove municípios: Marechal Cândido Rondon, Toledo, Foz do Iguaçu, Umuarama, Campo

Mourão, Londrina, Cambé, Apucarana e Ponta Grossa. No total, haverá a mobilização de 188 educadores para atender 2.175 estudantes. Por meio do programa, os professores das instituições de ensino credenciadas serão capacitados por assessores pedagógicos para intervir e gerar mudanças positivas na comunidade baseado na metodologia estabelecida pelo “A União Faz a Vida”. Em Ortigueira, o projeto desenvolvido pelos alunos resultou em um mutirão para a pintura de casas de madeira e plantio de flores em seu entorno, com o propósito de recuperar a autoestima da comunidade. O presidente central do Sistema Sicredi, Manfred Alfonso Dasenbrock, elogia a parceria com o Sistema Fiep e ressalta a importância do trabalho associativo. “A acolhida que tivemos nos Colégios Sesi foi gratificante. É muito bom ver a iniciativa privada melhorando a vida das pessoas”, disse Dasenbrock. Na avaliação do presidente da Fiep, Edson Campagnolo, a ação iniciada no ano passado vai de

encontro às expectativas da população em relação a suas entidades representativas. “Esse movimento nas ruas mostra que estamos no caminho certo há algum tempo. Com este projeto, estamos lançando sementes e colhendo o resgate da esperança”, analisa Campagnolo. Considerado o principal programa de responsabilidade social do Sicredi, o Programa A União Faz a Vida tem como objetivo o desenvolvimento de cidadãos capazes de empreender coletivamente. Contribui para a educação integral de crianças e adolescentes, por meio de práticas de educação cooperativa. O Programa está alicerçado em uma rede de compromisso atuante, em que gestores, parceiros, assessorias pedagógicas e apoiadores se empenham por um mesmo objetivo e caminham na mesma direção. A cooperação está presente em todas as etapas. A implantação nas escolas só é possível com a união da cooperativa, da comunidade escolar e de parceiros para a realização de ações e projetos voltados à educação.

Manga Rosa abre a casa para anunciantes O Restaurante e Pizzaria Manga Rosa, seguindo a linha de inovações, está abrindo seu espaço para anunciantes externos. Oferecendo uma grande variedade de pratos em buffet, a la carte, pizzas e feijoada, o estabelecimento recebe ao mês mais de 7.000 pessoas de um publico bem segmentado. Agenciado pela Let’s Midia Comunicação Integrada, o local passa a disponibilizar de cinco pontos para anúncios: Mídia de Banheiro, Televisores em HD, Acrílicos de mesa, Jogo Americano e espaço para exposição de produtos como carros e motos. As negociações serão realizadas diretamente com a agência que atende o Restaurante. O anunciante ainda pode integrar uma nota informativa enviada à imprensa e meios de comunicação bem como disparos no facebook do restaurante e da agência comunicando a parceria.

Escritórios virtuais viabilizam começo das pequenas empresas Com 20 anos de atuação, o VirtualOffice – o espaço dos bons negócios - reúne produtos e serviços diferenciados para levar todo o apoio que o profissional que trabalha em casa precisa. Empresa tem cerca de 40% de sua carteira com clientes nesse perfil. Ambientes bem-estruturados, em localização estratégica e atendimento premium.Com esses pilares de excelência, o VirtualOffice consolidou sua presença no mercado de business center no país. A empresa foi criada no começo dos anos 90 vislumbrando a demanda por serviços voltados aos micros e pequenos empresários, impulsionados pelo movimento de terceirização. “Duas décadas depois, o Brasil tem hoje um ambiente de negócios cada vez mais vibrante e com possibilidades de tornar-se a quinta maior economia global em pouco tempo, segundo algumas projeções econômicas. Condição que altera os cenários corporativo e profissional. Uma nova realidade que traz novos desafios. Temos atualmente um apagão de talentos em alguns segmentos, falta de espaços corporativos bem localizados para uma rápida ocupação, maior

número de empreendedores, maior atratividade às empresas de todo o mundo, que precisam se estabelecer rapidamente por aqui para ganhar competitividade em seus respectivos setores”, analisa Mari Gradilone, sócia diretora do VirtualOffice. O cenário é complexo e ilustrado por diferentes personagens. Micros, pequenos e médios empresários, empreendedores, multinacionais e profissionais liberais. Em comum, eles têm a necessidade de uma boa base de serviços e um endereço seguro, bem localizado e pronto para recebê-lo. Na mesma busca, estão um forte contingente de profissionais que por razões diversas, de custo à qualidade de vida, optaram por trabalhar em casa.” Cerca de 40% de nossos clientes são de profissionais que estão em home office e precisam de suporte para que possam focar energia em seus respectivos negócios”, estima Mari. Um modelo que garante flexibilidade, reduz despesas e estresse com questões de mobilidade e manutenção de uma estrutura para este fim, mas traz outros desafios. Conseguir manter a concentração e a motivação, saber administrar as interrupções de filhos e familiares,

manter uma estrutura tecnológica capaz de acompanhar o desenvolvimento das atividades propostas, entre outros. O VirtualOffice está capacitado para proporcionar o apoio que essas pessoas precisam. “Atender com eficiência esse público significa levar opções diferenciadas e de alta qualidade, combinando conforto, tecnologia e segurança. Oferecemos serviços e produtos que cobrem todo o seu leque de necessidades - ambientes bem-estruturados e modernos em termos de tecnologia, com ótima localização e ambientes para pequenas reuniões ou treinamentos. No Virtual Office, os clientes contam com o melhor atendimento telefônico personalizado e bilíngüe do segmento, serviço de recebimento de correspondências e secretárias bilíngües, assessoria própria em contabilidade e tributos. Tudo isso com a possibilidade de ter um contrato de curto prazo, com condições flexíveis e alta qualidade de ponta a ponta”, destaca Mari Gradilone. Em tempos em que a discussão dos prós e contras do trabalho em home Office volta à cena, os serviços para este profissional ganham destaque. O home Office certa-

mente é uma tendência irreversível em muitos lugares do mundo, mas passa por uma reflexão sobre em que condições e para que perfil de profissional ou cultura de empresa é válido ou não. Ter em mente que boa parte dos desafios que o dia a dia traz pode ser resolvida rapidamente a custos compatíveis com a realidade econômica de um profissional liberal ou micro e/ ou pequeno empresário é animador e confortável. Maior empresa de escritórios virtuais em número de clientes do país, com escritórios próprios, sem risco de mudanças inesperadas de endereço para quem o contrata. Pioneiro na geração de soluções para empreendedores e profissionais liberais, além de organizações que buscam instalar-se em novos mercados. Sua missão é atender de forma eficaz, provendo uma rede de serviços inteligentes, empresas de diferentes portes e segmentos, inclusive multinacionais. Possui unidades no Rio de Janeiro, em São Paulo e Alphaville e, em parceria com a ANCNev (Associação Nacional dos Centros de Negócios e Escritórios Virtuais) atua nas principais capitais do país.


Publicidade Legal

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. A7

A empresa MAIKON WIECZORKIEVICZ LOCAÇÕES ME Cnpj 07.064.436/0001-93 IMU 040190028304 comunica o extravio de 3 blocos de NF de Serviços numeração de 01 a 150. SÚMULA DE EMISSÃO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO PEDREIRA PEROLA LTDA, torna público que recebeu do IAP, Licença de Instalação para indústria cerâmica vermelha na Rodovia PR-170 Km 7,5 Colônia Agrícola Jordão, Município de Guarapuava, PR. Validade 12/06/2015. SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO PEDREIRA PEROLA LTDA, torna público que requereu ao IAP, Licença de Operação para indústria cerâmica vermelha na Rodovia PR-170 Km 7,5 Colônia Agrícola Jordão, Município de Guarapuava, PR. American Tower do Brasil Cessão de Infra-Estruturas LTDA., torna público que requereu à Secretaria do Meio Ambiente de Curitiba, a Licença Ambiental Prévia (LP), para a construção de uma ERB (Estação Rádio Base) de telefonia celular, situada à Rua Desembargador Estanislau Cardoso, nº 652, bairro Xaxim, Curitiba-Pr, CEP 81.810-380. MURALHA PARTICIPAÇÕES S/A ERRATA Na publicação do Edital de Convocação feita nas edições deste jornal nos dias 18,19 e 20/06/2013 páginas A7 onde se lê: data da assembléia 20 de Julho de 2013 leia-se 30 de Julho de 2013. SÚMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO Auto Posto Midas Sitio Cercado Ltda e CNPJ 07.603.941/0001-69 torna público que recebeu do IAP, a Renovação da Licença de Operação para Comércio de combustíveis, lubrificantes e derivados de petróleo a ser implantada Rua Izzac Ferreira da Cruz, n° 2920 Bairro Sitio Cercado – Cep 81.900-000, Curitiba estado Paraná.

4º Ofício de Registro Civil e 16º Tabelionato de Notas e Rua Voluntários da Pátria, 233, loja 06, Centro – Curitiba-PR Fone/Fax: 3233-2444 Faço saber que, RAFAEL CAVALHEIRO CAVALLI E TASSIA TEIXEIRA DE FREITAS BIANCO ERBANO, converteram sua UNIÃO ESTÁVEL EM CASAMENTO, em data de 01/05/2011, conforme o artigo 1.525, incisos I, III e IV do Código Civil Brasileiro e me apresentaram os documentos exigidos pelo art. do CCB e se alguém souber de algum impedimento oponha-o na forma da lei do prazo de quinze (15) dias. Este será afixado no lugar de costume e publicado na imprensa local. Curitiba, 04 de julho de 2013. Adilson Taborda Oficial 4º Serviço de Registro Civil de Pessoas Naturais e 16º Serviço Notarial da Comarca de Curitiba/PR. ADILSON TABORDA - Titular Rua Voluntários da Pátria, 233, loja 06, Centro – Curitiba-PR fone: 3233-2444 Faço saber que pretendem casar-se: 01 – PHELIPE GHARIB DICALO E CAROLINA TREVIZAN BASSETTI 02 – LEONARDO MACHADO PINTO E CAMILA CHIES CECCONELLO 03 – MAURICIO PESSOA SALAMUNES E NADIA CRISTINA RODRIGUES ZAMBUJO 04 – MARCOS AURELIO DOMINGUES E ALESSANDRA CARDOSO DE CARVALHO 05 – RICELLE MIGUEL DA COSTA E GABRIELA MARANHÃO SIMÕES 06 – LUAN MENDES DOS SANTOS E THALITA VILLATORE WERNER SEMMER 07 – SAUL WAIHRICH NETO E JESSICA CAROLINE FAVARETO 08 – EVERTON GERMINIANI MORAIS E JULIANE DA SILVA COSTA 09 – DEMOSTENES ALBERNAZ E THELMA CHARLES MALAFAIA PARANAGUÁ 10 – SANDRO ALBERTO ARTIOLLI E LUCIANA DE MACEDO Se alguém souber de algum impedimento oponha-o na forma da lei, no prazo de quinze (15) dias. Este será afixado no lugar de costume e publicado na imprensa local. Curitiba, 05 de Julho de 2013. Adilson Taborda Agente Delegado

CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar:

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO PROLINE INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA., torna público que recebeu da SMMA Licença de Operação nº 113000292 com validade até 28/05/2015, para empresa de fabricação de artigos de toalete, estabelecida à Rua Bom Jesus de Iguape nº 6.051, Curitiba/PR. SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA PRÉVIA DEOLIMP - INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS DE LIMPEZA LTDA., torna público que requereu à SMMA Licença Prévia para empresa de produção de produtos de limpeza e saneantes a ser implantada à Rua Bom Jesus de Iguape nº 3.201, Curitiba/PR.

1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR

1- ADRIANO MACÊDO DE MELLO com SILDEMARA DALVA TOZATI; 2- ÁLVARO DIRCEU DE CAMARGO VIANNA NETO com BRUNA FABIÉNE SERENA KLOSS; 3- MICHAEL JONATHAN HOLTZ com CINTIA GONÇALVES DE CARVALHO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 04 de julho de 2013 IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial AÇÃO MONITÓRIA Nº 5050438-59.2011.404.7000/PR AUTOR RÉU

1 - RICARDO OKADA e CYNTIA NANCY WEÇOSKI. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 04 DE JULHO de 2013 PRSA PARTICIPAÇÕES S/A ATA DA QUINQUAGÉSIMA QUARTA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA NIRE 413.0001382.9 CNPJ/MF nº 00.893.451/0001-03 DATA: 17 de junho de 2013. HORÁRIO: 16:00 horas. LOCAL: Centro Empresarial de Curitiba, na Avenida Manoel Ribas, nº 505, Bairro Mercês, na Cidade de Curitiba, Paraná. CONVOCAÇÃO: Através de anúncios publicados no Jornal Indústria& Comércio, edições de 06/06/2013(p. B1), 07/06/2013 a 09/06/2013 (p.A7) e 10/06/2013 (p.A11), e no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 06/06/2013 (p. 34),07/06/2013 (p. 36)e 10/06/2013 (p. 38).QUORUM: Acionistas representando85,1762679% do Capital Social, com assinaturas no Livro de Presença de Acionistas. PRESIDENTE e SECRETÁRIO DA ASSEMBLÉIA: Sr. Daniel Sledge Herbert e Sra. Arianna de Nicolai Petrovsky, respectivamente. ORDEM DO DIA: (i) Deliberar e aprovar o cálculo e o pagamento de juros sobre o capital relativo aos períodos de 03/2013, 04/2013 e 05/2013;e (ii) Deliberar e aprovar a antecipação e pagamento de parte (parcela) dos dividendos estatutários. PRIMEIRA DELIBERAÇÃO: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foiaprovado o cálculo de juros sobre o capital, relativo aos períodos de 03/2013, 04/2013 e 05/2013, no montante total de R$ 8.863.306,31 (oito milhões, oitocentos e sessenta e três mil, trezentos e seis reais e trinta e um centavos), que passou a incorporar o resultado do exercíciode 2013. (2) Após nova deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovado o pagamento destes juros sobre o capital no montante líquido de R$ 7.533.810,36 (sete milhões, quinhentos e trinta e três mil, oitocentos e dez reais e trinta e seis centavos), já deduzido o valor do imposto de renda retido na fonte (15%), o qual deverá ser creditado aos acionistas, na proporção das ações possuídas, até o dia 31/12/2013, ficando a Diretoria autorizada a tomar todas as providências e medidas necessárias para o futuro pagamento.SEGUNDA DELIBERAÇÃO:Com relação ao pagamento de parte (parcela) dos dividendos estatutários, nada foi deliberado. ENCERRAMENTO: Nada mais a tratar, a sessão foi suspensa pelo tempo necessário para a lavratura da Ata, que lida e achada conforme, foi aprovada pela unanimidade dos presentes, autorizada a Diretoria a extrair cópias para serem arquivadas na Junta Comercial do Paraná.ASSINATURAS:DANIEL SLEDGE HERBERT (Presidente); ARIANNA DE NICOLAI PETROVSKY (Secretário); CHRISTOPHER ANDREW WOOLLEY (p. Daniel Sledge Herbert); DANIEL SLEDGE HERBERT; COLLIER INVESTMENT S.A. (p. Daniel Sledge Herbert); CHRISTOPHER ANDREW WOOLLEY (p. Daniel Sledge Herbert); SELKIRK SP (p. Neuri AmabileFrigotto Pereira); LORNA MARIE WOOLLEY CHATWIN (p. Daniel Sledge Herbert); TATIANA DE NICOLAI PETROVSKY; SABINADE NICOLAI PETROVSKY DUARTE; ARIANNA DE NICOLAI PETROVSKY; ANA CRISTINA DE SOUZA PEREIRA RUBIÃO (p. DanielSledge Herbert); EDMUNDO PEREIRA CANTO E LENY PEREIRA CANTO. CERTIDÃO: Certifico que a presente é cópia fiel da Ata lavrada às fls. 85/86 do Livro n° 03 de Registro de Atas das Assembleias Gerais, registrado na Junta Comercial do Paraná em 18/03/2010, sob n° 10/015664-9. Curitiba, 17 de junho de 2013.

: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF : TADEU RICARDO MOTTA QUIRINO

EDITAL N.º 7355847

EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se:

Page 1 of 1

CITAÇÃO - PRAZO DE TRINTA (30) DIAS A DRA. GIOVANNA MAYER, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 5ª VARA DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, NOS AUTOS ACIMA DISCRIMINADOS: FAZ SABER, aos que virem ou tiverem conhecimento deste edital, em especial TADEU RICARDO MOTTA QUIRINO, CPF/MF nº 061.199.039-33, ficando por este meio CITADO que neste Juízo e Secretaria da 5ª Vara Federal se processam os autos da Ação Monitória em epígrafe, devendo pagar, no prazo de 15 (quinze) dias, o valor de R$ 14.027,44(quatorze mil vinte e sete reais e quarenta e quatro centavos), e demais acréscimos legais, com posição em 23/09/2011. No caso de pronto pagamento ficará isenta do recolhimento de custas e honorários advocatícios, fixados em R$ 701,00 (setecentos e um reais ). Neste mesmo prazo, poderá opor embargos, sob pena de constituir-se de pleno direito, o título executivo judicial e prosseguimento da execução (art. 1.102c, do CPC). E, para que chegue ao conhecimento de todos, o presente Edital será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos 20 (vinte) dias do mês de junho do ano de dois mil e treze (2013). Eu__________(Siro Sato), Supervisor de Processamentos Diversos, que o digitei e eu, _______________, Kely Cristina Laurentino, Diretora de Secretaria da 5ª Vara Federal, Subseção Judiciária de Curitiba, que o conferi e subscrevi.

Giovanna Mayer Juíza Federal Substituta

Documento eletrônico assinado por Giovanna Mayer, Juíza Federal Substituta, na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região nº 17, de 26 de março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço eletrônico http://www.jfpr.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código verificador 7355847v3 e, se solicitado, do código CRC 3699D258. Informações adicionais da assinatura: Signatário (a): Giovanna Mayer Data e Hora: 21/06/2013 13:06

https://eproc4.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_documento_implement... 4/7/2013

DANIEL SLEDGE HERBERT (Presidente) Registrada na Junta Comercial do Estado do Paraná sob o nº 20133234819 Page 1 of 2 em 21/06/2013.

AÇÃO MONITÓRIA Nº 5018876-95.2012.404.7000/PR AUTOR RÉU

: : : :

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF ACESSIVEL MODA FASHION LTDA - ME ALISON RUFINO HANO ANGELICA DOS SANTOS SCHLENNER

EDITAL N.º 7332350 EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS. A DOUTORA ANA CAROLINA MOROZOWSKI, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 3ª VARA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. FAZ SABER, a todos os que o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem, que perante este Juízo e Secretaria se processam os Autos de AÇÃO MONITÓRIA Nº 501887695.2012.404.7000/PR, em que figura como requerente CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CEF e requeridos ACESSIVEL MODA FASHION LTDA. ME, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob n° 04.593.542/0001-76, com último endereço conhecido na Rua Visconde do Rio Branco, 1034, bairro Centro, CEP: 80.410-001, Curitiba/PR; ALISON RUFINO HANO, brasileiro, casado, portador da Cédula de Identidade n. 29.568.103-2 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob n. 301.640.158-41, com último endereço conhecido na Rua Antonio Costa, 14, bairro Vista Alegre, CEP: 80.820-020, Curitiba/PR; e ANGELICA DOS SANTOS SCHLENNER, brasileira, solteira, portadora da Cédula de Identidade n. 9.915.589-2 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob n.079.407.159-76, com último endereço conhecido na Rua Carlos Razera, 109, bairro Vista Alegre, CEP: 80.810-310, Curitiba/PR. Como os requeridos encontram-se em lugar incerto e não sabido, não sendo por isso citados pessoalmente, CITA-OS por meio do presente, para que, em até 15 (quinze) dias, apresentem embargos à monitória ou paguem o débito apontado na inicial (R$ 14.861,67 atualizado até 23/03/2012), ficando cientes de que a realização imediata do pagamento dispensa a exigência de custas processuais e honorários advocatícios. Caso não haja o pagamento ou caso não sejam opostos embargos, ficará constituído título judicial em favor da requerente e em desfavor dos requeridos para que paguem o valor exigido acrescido das custas e dos honorários advocatícios de 10%. Para que chegue ao conhecimento de todos e principalmente do interessado, mandou a MM. Juíza passar o presente edital, que será fixado em lugar de costume desta Vara e publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região. O prazo deste, que começará a fluir da data da publicação, terá transcorrido assim que decorram os 60 (sessenta) dias, fixados em epígrafe, e assim, perfeita estará a CITAÇÃO. Eu, Marcio Barbosa, Page Eliane 2 of 2 Técnico / Analista Judiciário, digitei, e vai conferido pela Diretora de Secretaria, Nisihara Peixoto.

Page 1 of 2

AÇÃO MONITÓRIA Nº 5020822-05.2012.404.7000/PR AUTOR RÉU

: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF : ANDRE DEMITRIUS GALVAO

EDITAL N.º 6752595 EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS. O DOUTOR MARCELO MALUCELLI, JUIZ FEDERAL DA 3ª VARA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. FAZ SABER, a todos os que o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem, que perante este Juízo e Secretaria se processam os Autos de AÇÃO MONITÓRIA Nº 502082205.2012.404.7000/PR, em que figura como requerente CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CEF e requerido ANDRE DEMITRIUS GALVAO, brasileiro, solteiro, inscrito no CPF/MF sob o nº 08778423961 e no RG sob o nº36.320.637-1 SSP/SP, com último endereço conhecido na Rua Hugo Wolf, 321 , Bairro Santa Felicidade, CEP: 82410-040, Curitiba/PR. Como o requerido ANDRE DEMITRIUS GALVAO encontra-se em lugar incerto e não sabido, não sendo por isso citado pessoalmente, CITA-O por meio do presente, para que, em até 15 (quinze) dias, apresente embargos à monitória ou pague o débito apontado na inicial (R$ 23.419,79, atualizado até 19/04/2012), ficando ciente de que a realização imediata do pagamento dispensa a exigência de custas processuais e honorários advocatícios. Caso não haja o pagamento ou caso não sejam opostos embargos, ficará constituído título judicial em favor da requerente e em desfavor do requerido para que pague o valor exigido acrescido das custas e dos honorários advocatícios de 10%. Para que chegue ao conhecimento de todos e principalmente do interessado, mandou o MM. Juiz passar o presente edital, que será fixado em lugar de costume desta Vara e publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região. O prazo deste, que começará a fluir da data da publicação, terá transcorrido assim que decorram os 60 (sessenta) dias, fixados em epígrafe, e assim, perfeita estará a CITAÇÃO. Eu, Marcio Barbosa, Técnico / Analista Judiciário, digitei, e vai conferido pela Diretora de Secretaria, Marina Constantino Max. Dado e passado nesta cidade de Curitiba, em 07/11/2012.

Dado e passado nesta cidade de Curitiba, em 13/06/2013.

Ana Carolina Morozowski Juíza Federal Substituta

Marcelo Malucelli Juiz Federal

https://eproc4.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_documento_implement... 4/7/2013

Documento eletrônico assinado por Marcelo Malucelli, Juiz Federal, na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região nº 17, de 26 de março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço eletrônico

Documento eletrônico assinado por Ana Carolina Morozowski, Juíza Federal Substituta, na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª

Empresas&Produtos Linkedin reúne empresários em Curitiba

O grupo Networking Curitiba existe há cinco anos no Linkedin. Foi criado para ser um canal de oferta e procura de oportunidades de trabalho e negócios, mas evoluiu para algo maior e inovador. Há dois anos membros do grupo tiveram a ideia de promover encontros presenciais para as pessoas se conhecerem e trocarem cartões. “A ideia nasceu da vontade de tornar palpável tudo aquilo que líamos nos fóruns e para estreitar os canais junto ao mercado corporativo, aproximando soluções”, conta Malu Neves, uma das organizadoras do evento. As reuniões ocorrem duas vezes por ano. Os primeiros encontros foram no salão de festas de um participante e hoje acontecem em um espaço próprio para eventos corporativos. A expectativa para o próximo encontro, que acontece no dia 09 de julho, é que 80 pessoas participem. “O sucesso do Networking Curitiba mostra que as redes sociais são cada vez mais importantes para os negócios. Boa parte das pessoas que participam do evento ‘devem’ muitos negócios ao Linkedin”, revela Malu. O empresário e professor universitário Ludovico Szygalski Junior conta que tirou um grande proveito do último encontro. “Nasceram boas oportunidades de negócio, não só para atender meus interesses, mas de grande parte dos participantes. Ficou evidente a necessidade da realização deste tipo de evento, que além de materializar a virtualização profissional, traz como elemento catalizador relacionamentos que geram valor e boas amizades”. Por fim, Malu destaca a necessidade de integrar o mundo digital com o físico. “A repercussão que o evento tomou evidencia o fato de que as pessoas estão buscando um caminho inverso - de volta às relações tradicionais. O caminho é este: integrar as redes digitais com eventos reais para gerar negócios.”, finaliza.

Augusto Farfus acelera MINI JCW Cabrio

Depois de correr no último dia 16, em Lausitzring, na Alemanha, para a quarta etapa do campeonato germânico DTM, o piloto paranaense Augusto Farfus, que representa a BMW nas provas com carros de turismo, aproveitou um rápido intervalo nas competições para acelerar uma máquina diferente. Convidado pela MINI, ele testou durante cerca de duas semanas o novo MINI John Cooper Works Cabrio com câmbio automático, veículo de corrida da série que permite atingir até 235 km/h. O piloto esteve na concessionária Euro Import MINI, do grupo UAB Motors, na última semana para prestigiar o badalado coquetel de lançamento de uma outra grande novidade da marca, o MINI Paceman. Durante a visita à capital paranaense, aproveitou para retirar o MINI JCW Cabrio que vai acelerar nos próximos dias. “Já conheço bem o estilo do MINI e sou um grande fã dessa marca. Este modelo que vou testar, o John Cooper Works, é ainda mais apimentado! Como piloto de BMW, reconheço muito a direção do MINI, pois o motor da marca também é BMW, então me sinto em casa”, contou o piloto.

Integra qualifica pequenos negócios

O programa Integra, desenvolvido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), será lançado em Curitiba na próxima quarta-feira (10), às 8h30, no Sebrae/PR. Realizado pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), junto à Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), o projeto vai promover a capacitação do pequeno negócio em sete cidades do Paraná: Curitiba, Araucária, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Paranaguá e São José dos Pinhais. O Integra prevê a qualificação de micro e pequenas empresas, a certificação de estabelecimentos empresariais e a inserção mercadológica com foco na sustentabilidade. O programa já foi adotado nas capitais de outros estados: Amazonas, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Distrito Federal, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Nessas cidades, assim como em Curitiba, a realização da Copa do Mundo de 2014 vai gerar uma série de oportunidades de novos negócios. A intenção é expandir para outras cidades desses estados que terão impacto no aumento do número de turistas. “O objetivo do programa é a capacitação gerencial e a formalização de empreendedores, além da certificação de estabelecimentos empresariais com o selo de excelência em gestão. Também se busca incentivar as práticas do associativismo e da inserção mercadológica do micro e pequeno empresário em um ambiente de competitividade sustentável”, assinalou o coordenador nacional do Integra, Valério Figueiredo. “As ações do projeto serão estendidas a empreendedores informais para que sejam incluídos no mercado formal”, completou. A meta do Integra no Paraná é capacitar 5.400 pessoas, formalizar 500 empreendedores individuais, entregar 1.620 selos de excelência e capacitar 250 empreendedores individuais. A intenção é permitir que os empresários tenham acesso a crédito para investir e melhorar o seu negócio. O programa vai preparar o empreendedor individual para aproveitar as oportunidades de negócios da Copa de 2014. Hoje, existem cerca de 10 milhões de empreendimentos informais que, em geral, estão nessa situação pela ausência de mecanismos adequados ao seu desenvolvimento assim como pelo desconhecimento dos benefícios da formalização. O lançamento do programa Integra no Paraná acontece no dia 10 de julho, às 8h30, no Sebrae/PR, localizado na Rua Caeté, 150, Prado Velho.

Mês de julho é no Pestana Curitiba

O Hotel Pestana Curitiba, prepara pacotes especiais para que você possa desfrutar ao máximo sua estada em Curitiba, em um dos mais modernos hotéis da cidade. Faça sua reserva, pela internet, com antecedência e ganhe descontos especiais. Confira as condições especiais para as férias de julho e também para as ofertas relâmpago. O Pestana Curitiba oferece 10% de desconto às reservas efetuadas com antecedência, pela internet, por meio do site reservas.br@pestana.com. Para família com duas crianças, uma delas é gratuita. Se a família optar por ficarem todos no mesmo quarto, a segunda criança paga 25% do valor. As tarifas podem ser encontradas a partir de R$ 271,00 e a promoção é válida de 1 a 31/7/2013.

Liquidação com até 70% de desconto

Desde ontem é possível encontrar na liquidação da marca Arezzo botas, bolsas, sapatos, sapatilhas, lace-ups e acessórios femininos com descontos de até 70%. São muitas vantagens como os produtos deste inverno 2013 que ainda estão em alta, mas já participam da ação. O destaque vai para as botas que estão fazendo sucesso na temporada fashion, como o modelo de cano curto com franja. A liquidação é válida por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Os preços dos produtos e a disponibilidade podem variar dependendo da loja. Em Curitiba e região, a Arezzo tem lojas no ParkShoppingBarigui, Shopping Curitiba, Crystal, Estação, Mueller ,Palladium e São José.


judiciário Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. A8 www.macedocunha.com.br

Dr.FranciscoCunha Indenização por assédio moral Assédio moral pode ser tido como a exposição do empregado a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções, de um ou mais chefes dirigida a um ou mais subordinado, desestabilizando este em relação ao ambiente de trabalho e a organização, forçando-o a desistir do emprego. Enfim, seria a degradação deliberada das condições de trabalho em que prevalecem atitudes e condutas negativas dos chefes em relação a seus subordinados, que naturalmente acarreta prejuízos práticos e emocionais ao trabalhador e à organização. Em geral, utilizam-se os agressores de gestos, condutas abusivas e constrangedoras, com intuito de humilhar repetidamente, inferiorizar, amedrontar, menosprezar ou desprezar, ironizar, difamar, ridicularizar, com risinhos, suspiros, piadas jocosas relacionadas ao sexo, ser indiferente à presença do outro, estigmatizar os adoecidos pelo e para o trabalho, colocá-los em situações vexatórias, falar baixinho acerca da pessoa, olhar e não ver ou ignorar sua presença, rir daquele que apresenta dificuldades, não cumprimentar, sugerir que peçam demissão, dar tarefas sem sentido ou que jamais serão utilizadas ou mesmo irão para o lixo, dar tarefas através de terceiros ou colocar em sua mesa sem avisar, controlar o tempo de idas ao banheiro, tornar público algo íntimo do subordinado, não explicar a causa da perseguição. Julgado recente do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (Proc. N. 0000774-98.2012.5.24.0007-RO.1), condenou uma grande rede de supermercado a indenizar um empregado em R$ 20 mil, após ser por longo período perseguido, constrangido e humilhado por seu superior hierárquico, conseguindo, também, reverter na Justiça seu pedido de demissão para rescisão indireta equiparada à dispensa sem justa causa por iniciativa do empregador. No caso, o trabalhador logrou provar ter sido vítima de assédio moral por parte do gerente do supermercado, que o perseguia duramente, repreendendo e xingando-o na frente de colegas, impedindo-o de participar de reuniões em que os demais encarregados participavam, transferindo-o de função com o fito de constrangê-lo, entre outras atitudes que tornaram insustentável a permanência do empregado no ambiente de trabalho.

Decisões

CDC regula prescrição em caso de dano terrestre causado por acidente aéreo O prazo de prescrição de ações relacionadas a acidente aéreo, uma vez demonstrada a relação de consumo entre o transportador e aqueles que sofreram o resultado do evento danoso, é regido pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). Esse foi o entendimento da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao julgar recurso da Unibanco AIG Seguros S/A contra a Associação de Assistência às Famílias Castigadas por Acidentes Aéreos e Tragédias Antigas e Modernas. A associação ajuizou demanda com pedido de indenização pelos danos materiais e morais sofridos por moradores da rua Luís Orcine de Castro, no bairro Jabaquara, em São Paulo, que tiveram suas casas atingidas após acidente com a aeronave Fokker 100 da empresa Tam Linhas Aéreas em outubro de 1996. Na sentença, o juiz reconheceu a prescrição, aplicando o prazo do Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA), que é de dois anos em ação por danos causados a terceiros na superfície. O Tribunal de Justiça de

São Paulo, porém, afastou a prescrição, por entender que o prazo é o de 20 anos, previsto no Código Civil de 1916, e determinou o prosseguimento da ação. Paralelamente, outra sentença condenou a Tam a indenizar os proprietários dos imóveis pelo dano material decorrente de sua eventual desvalorização e pelos danos morais sofridos. Os moradores das casas, seja por contrato de locação ou comodato, também foram indenizados. A Unibanco Seguros foi condenada a restituir os valores das indenizações pagas. Para a ministra Nancy Andrighi, relatora do processo, o prazo prescricional da pretensão que versa sobre danos causados por acidente aéreo a terceiros na superfície “não pode ser resolvido pela simples aplicação das regras tradicionais da anterioridade, da especialidade ou da hierarquia, que levam à exclusão de uma norma pela outra; mas sim pela aplicação coordenada das leis, pela interpretação integrativa, de forma a definir o verdadeiro alcance de cada uma delas, à luz do concreto”.

Vetada a presunção de esforço na divisão de bens adquiridos antes da Lei da União Estável Por maioria de votos, a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu não ser possível a aplicação das regras de presunção do esforço comum a bens adquiridos em data anterior à vigência da Lei da União Estável (Lei 9.278/96). A discussão chegou ao STJ em recurso especial interposto pelas filhas de um cidadão do Paraná, já falecido, cuja companheira entrou com ação de reconhecimento de união estável entre 1985 e 1998, ano da morte do pai das recorrentes. Ela pediu a partilha do patrimônio reunido de forma onerosa durante todo o período de convivência comum, inclusive dos bens adquiridos antes da vigência da Lei 9.278. Até a entrada em vigor da Lei 9.278, não havia presunção

legal de esforço comum para a partilha de bens. Ao final do relacionamento, os bens adquiridos no período eram divididos mediante a comprovação da colaboração de cada um. Com a Lei da União Estável, os bens adquiridos passaram a pertencer a ambos em meação, salvo se houver estipulação em sentido contrário ou se a aquisição patrimonial decorrer do produto de bens anteriores ao início da união. O ministro Luis Felipe Salomão, relator, ao apreciar a matéria, também entendeu ser devida a meação. Para ele, a falta de legislação, à época da convivência, que disciplinasse a divisão patrimonial em casos de união estável, justifica a retroação da Lei 9.278, para atingir a propriedade de bens adquiridos em data anterior à edição.

Diário Indústria&Comércio

Justiça&Direito

www.justicaedireito.com

Projeto de lei

Projeto refinancia dívidas de entidades filantrópicas da saúde O projeto permite às entidades do Prosus solicitar moratória das dívidas em até 180 meses

A

Câmara analisa o Projeto de Lei 5813/13, do Poder Executivo, que institui o programa de fortalecimento das entidades privadas que atuam de forma complementar ao Sistema Único de Saúde. O chamado Prosus abrangerá entidades filantrópicas e as que não têm fins lucrativos. A proposta foi apresentada depois de o governo ter vetado artigo da Medida Provisória 600/12 que permitiria o refinanciamento das dívidas tributárias e previdenciárias das santas casas e demais entidades filantrópicas e da assistência social em até 360 meses. O projeto permite às entidades

que aderirem ao Prosus solicitar, até o último dia de fevereiro de 2014, moratória das dívidas em até 180 meses, junto à Secretaria da Receita Federal e à ProcuradoriaGeral da Fazenda Nacional, vencidas até o mês anterior ao ato da publicação da futura lei. Para a concessão da moratória, a entidade terá de se comprometer a pagar os tributos correntes em dia, pelos mesmos 180 meses. Para isso, elas deverão autorizar o gestor local do SUS a fazer a retenção mensal para o pagamento desses tributos, repassando diretamente os valores devidos para a Receita. O montante do recolhimento dos tributos cor-

rentes efetuados anualmente implicará em remissão do mesmo valor das dívidas incluídas na moratória concedida à entidade. Para aderir ao programa, as entidades terão que apresentar um plano que comprove sua capacidade econômica, garantindo a manutenção das suas atividades, além de uma oferta adicional de serviços ao SUS em pelo menos 5% maior ao oferecido em 2012. Pela proposta, as entidades terão até o último dia útil do mês de novembro de 2013 para aderirem ao programa. Segundo o Executivo, as entidades que podem ser abrangidas pelo Prosus “possuem um papel

determinante no âmbito do Sistema Único de Saúde”. Elas respondem por 127.841 leitos hospitalares para assistência aos usuários do SUS, o que representa 36,98% do total de leitos destinados a esse público, e 1.753 edifícios hospitalares – 32% dos estabelecimentos que presta serviços ao SUS. A proposta, que tramita apensada ao PL 3471/12, do deputado Fernando Jordão (PMDB-RJ), foi encaminhada pelo Executivo em regime de urgência constitucional. Caso não seja analisada pela Câmara em até 45 dias, passará a trancar da pauta do Plenário, tornando-se o primeiro item da lista de votação.

Empresa não obtém êxito na tentativa de alterar data inicial da incidência de juros A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu de recurso de revista da Companhia Industrial de Vidros – CIV, que pretendia reformar decisão que decretou a incidência de juros desde o ajuizamento de ação de indenização por danos morais. Os ministros ressaltaram que o Tribunal Regio-

nal do Trabalho da 6ª Região (PE) decidiu conforme a jurisprudência do TST (Súmula 439). O Tribunal da 6ª Região reformou decisão de primeiro grau após constatar que as testemunhas confirmaram que o empregado sofreu tratamento indigno por parte de um coronel que o chamava de

“capitão porcaria”. Em seguida à condenação por danos morais, o Regional acresceu juros e correção monetária. A empresa recorreu ao TST pretendendo que as atualizações começassem a incidir a partir da data da indenização. Na decisão da Oitava Turma, a ministra Dora Maria da Costa fez a

distinção entre o marco inicial para a incidência de juros e correção monetária. O pagamento de juros como indenização pelo atraso no pagamento das obrigações trabalhistas é estabelecido no artigo 883 da CLT, e a norma afirma que serão devidos a partir da data em que for ajuizada a reclamação inicial.

Supremo Tribunal Federal

Ação de reparação por perseguição política no regime militar é imprescritível A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou embargos de declaração opostos pela União contra decisão que não reconheceu como prescrita ação de indenização por perseguição política durante o regime militar. Para a Turma, essas ações não estão sujeitas à prescrição. No caso, a União foi condenada a indenizar, em R$ 200 mil, um cidadão que sofreu prisão e tor-

turas durante o regime de 1964. A condenação foi confirmada no STJ, que rejeitou o recurso da União – primeiro em decisão monocrática do relator, ministro Humberto Martins, e depois no julgamento de agravo regimental pela Segunda Turma. Inconformada, a União interpôs embargos de declaração contra a decisão da Segunda Turma. Nas alegações, sustentou que o acórdão

seria nulo, pois deixou de aplicar a prescrição quinquenal prevista no Decreto 20.910/32 para os casos de ações contra a Fazenda Nacional. Segundo a União, para não aplicar o Decreto 20.910, o STJ precisaria ter declarado sua inconstitucionalidade, o que só poderia ter sido feito pelo voto da maioria absoluta dos membros da Corte Especial, conforme estabelece a chamada cláusula de “reserva de

Justiça Federal do RS tem novos dirigentes Em cerimônia realizada na tarde de quarta-feira, em Porto Alegre, a Justiça Federal do RS recepcionou seus novos dirigentes para o biênio 2013/2015. Os juízes federais José Francisco Andreotti Spizzirri e Paulo Paim da Silva tomaram posse, respectivamente, nos cargos de diretor e vice-diretor do Foro da Seção Judiciária do RS (SJRS). A solenidade foi conduzida pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Tadaaqui Hirose. O novo diretor do Foro falou sobre os desafios da função e ressaltou a importância de cada um dos juízes e servidores para o bom funcionamento da instituição. Entre os pontos iniciais de

Sylvio Sirangelo/TRF4

Juiz Picarelli falou dos projetos desenvolvidos durante a gestão

atuação, o gestor elegeu as Turmas Recursais como prioritárias. O juiz explicou que grande parte da demanda processual atual, relativa a ações previdenciárias, é analisada pelas turmas em grau de recurso. Conforme afirmou, a intenção é provê-las com uma estrutura mate-

rial e de pessoal compatível com o aumento no número de processos. Além do juiz federal José Francisco Spizzirri, também assumem o cargo nesta semana os novos diretores de Foro da JF de Santa Catarina, juíza Luíza Hickel Gamba, e do Paraná, juiz Nivaldo Brunoni.

TRF4 absolve produtora carioca de música funk O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) absolveu, nesta semana, a empresa Furacão 2000 Produções Artísticas, responsável pela veiculação das músicas de funk “Tapinha” e “Tapa na Cara”. A empresa recorreu no tribunal após ser condenada em primeira instância a pagar R$ 500 mil indenização por danos morais para o Fundo Federal de Defesa dos Direitos. As músicas foram objeto de ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela The-

mis Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero. Conforme os autores da ação, as letras banalizariam a violência contra a mulher, transmitiriam visão preconceituosa contra a imagem da mulher e seu papel social, e dividiram as mulheres em “boas” e “más” conforme sua conduta sexual. Conforme o relator do acórdão, desembargador federal Cândido Alfredo Silva Leal Júnior, não há prova psicológica, sociológica, antropológica, política ou técnica de

que as letras de “mau gosto” consigam gerar sentimentos negativos em relação às mulheres, depreciando sua autoestima ou incentivando que sejam agredidas, a ponto de justificar que sejam proibidas ou censuradas. Para Leal Júnior, as músicas só poderiam ser censuradas se causassem perigo para os outros ou configurassem abuso das liberdades de expressão artística e de atividade econômica dos artistas e empresários responsáveis.

plenário”, prevista no artigo 97 da Constituição. Ao analisar os embargos, o ministro Humberto Martins afirmou que não houve omissão da Segunda Turma em relação ao decreto, nem desrespeito ao artigo 97 da Constituição, “pois a questão foi decidida e fundamentada à luz da legislação federal, sem necessidade do reconhecimento de inconstitucionalidade”.

Negada justiça gratuita a empregado que teria recursos para pagar perito A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho absolveu um empregado do pagamento de honorários periciais e reconheceu seu direito ao benefício da justiça gratuita. O Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG) considerou que o fato de o trabalhador ter obtido êxito na ação trabalhista e, com isso, ser titular de crédito a ser pago ao final do processo descaracterizaria seu estado de miserabilidade jurídica.

Toma posse amanhã nova diretoria da SJPR Toma posse nesta sexta-feira, como diretor do Foro da Seção Judiciária do Paraná, o juiz federal Nivaldo Brunoni. A cerimônia ocorrerá às 16h30min, no auditório do prédio, na av. Anita Garibaldi, nº 888, em Curitiba. Brunoni, 49 anos, nasceu em Joaçaba (SC). Ele graduou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Curitiba. O novo diretor da SJPR é especialista em Direito Penal pela Universidade Federal de Brasília e fez doutorado em Direito Penal pela Universidade Autônoma de Madri.


Diário Indústria&Comércio

Negócios Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. B1

CURITIBA

Fiep e UTFPR realizam evento sobre o setor metal mecânico Rodada possibilitou a aproximação de empresários do setor e pesquisadores

Empresas&Produtos Férias com pontos Multiplus em dobro

Nessas férias, a Multiplus e a Atlantica Hotels International presenteiam os hóspedes da rede de hotéis com pontos em dobro. Nos finais de semana de julho, todos os clientes cadastrados na Multiplus ganham dois pontos a cada R$3,00 em diárias. A ação tem como objetivo incentivar os consumidores a aproveitarem um final de semana tranquilo com familiares e amigos e presenciarem momentos inesquecíveis. A rede conta com mais de 78 hotéis em todo o Brasil. A relação das unidades participantes da ação encontram-se no site da Atlantica Hotels International www.atlanticahotels.com.br. Outros parceiros e vantagens para aproveitar as férias de julho podem ser acessados no site da Multiplus www.pontosmultiplus.com.br.

Polvo desenvolve site de arquitetura

Está no ar o novo site do escritório de arquitetura e design de Luiz Maganhoto e Daniel Casagrande (http://maganhoto.arq.br/), desenvolvido pela Polvo Digital, de Curitiba. Com layout leve e moderno, o portal valoriza o talento dos profissionais e amplia a integração com os clientes ao apresentar os projetos arquitetônicos e de design. De acordo com Carla Faria Del Valle, diretora de criação da Polvo, “nossa preocupação foi traduzir os atributos essenciais do escritório e dos profissionais e tornar o site mais interativo e funcional”.A navegação é simples e objetiva. “O conteúdo dinâmico contém informações sobre a empresa, repercussão na mídia, perfil dos sócios eimagens de ambientes e de projetos personalizados”, explica. A Polvo, ao desenvolver o site, também buscou sintonia com a contemporaneidade do trabalho dos profissionais.

The Week Toy terá cenografia Perverts

Objetivo é promover a interação entre as indústrias do setor metal mecânico e pesquisadores

U

m importante mecanismo para incremento da competitividade das organizações é a interação universidadeempresa, uma vez que a principal fonte de novos conhecimentos científicos-tecnológicos ainda são as universidades. Com o objetivo de promover a interação entre as indústrias do setor metal mecânico e pesquisadores, o Sistema Fiep, por meio dos Observatórios Sesi/ Senai/IEL e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) realizaram na terça-feira (02), a I Rodada Tecnológica do Setor Metal Mecânico. Durante o encontro, os pesquisadores apresentaram suas ofertas de pesquisas e as empresas suas demandas, alavancando assim as oportunidades de negócios e pesquisa. Sete empresas e 38 pesquisadores da UTFPR realizaram 42 encontros de 30 minutos cada, acompanhados por facilitadores treinados para cola-

borar no diálogo de aproximação entre as partes. As empresas e pesquisadores receberam previamente sua agenda de encontros para que pudessem estudá-la e conhecer melhor as linhas de pesquisa e trabalhos desenvolvidos pelas indústrias. Para o vice-presidente da Fiep e empresário do setor, Nelson Hübner, que participou da Rodada, o encontro é a possibilidade de um primeiro contato com possíveis futuros parceiros. “Pudemos discutir alternativas produtivas inovadoras para modificar o sistema de fabricação, utilizando a tecnologia para fazer algo diferente do que é feito atualmente. Estamos discutindo uma necessidade, que é ser autossuficiente em matéria-prima”, conta. Hübner comenta que atualmente o ferro gusa, principal matéria-prima do setor metal mecânico, fica há mais de 1000 km de distância. “A pesquisa apresentada hoje diz que podemos produzir ferro gusa

utilizando seis milhões de toneladas de um resíduo aqui perto do nosso Estado. Com isso e as 30 mil toneladas geradas mês, podemos abastecer todas as siderúrgicas do Sul do país. É algo fascinante: temos o conhecimento, o mercado, a vontade de fazer, mas falta o capital e o investimento”, comenta. Em 2005, foram identificados os setores portadores de futuro para o Paraná em 2015, 2018 e 2020, entre eles o da metal mecânica. A partir desse levantamento, entre 2006 e 2011, foram estabelecidas as Rotas Estratégicas para o futuro da indústria paranaense, de forma participativa, junto aos empresários e pesquisadores de todo o Estado. Um dos fatores críticos identificados em todas as Rotas é a interação universidade-indústria. Nesse sentido, foram criadas as Rodadas Tecnológicas, uma das estratégias utilizadas para auxiliar os setores a se desenvolver nessa área e a traçar o caminho que eles mesmos desenharam durante a

construção da Rota. O diretor regional do Senai, Marco Secco, destacou a importância da parceria entre as empresas e as instituições de ensino para agregar tecnologia e valor à produção industrial. “A relação com a universidade é a principal fonte de novas tecnologias para a indústria. É preciso reverter a imagem de exportador de produtos primários que o Brasil tem perante o mundo, que é importante, mas não é a única que temos. Aqui também tem tecnologia, qualidade, inovação e design”, destaca Secco. “E a tecnologia não ajuda apenas a agregar valor a nossa produção de produtos beneficiados, mas também desenvolver a produção dos primários. Essa Rodada é uma oportunidade para as empresas encontrarem novas parcerias e soluções para suas necessidades. E também uma forma dos pesquisadores divulgarem seus trabalhos e encontrarem possíveis parceiros para seus projetos”, finalizou o diretor.

Volvo lança chassi com motor dianteiro com suspensão pneumática A Volvo Bus Latin America lança na Transpúblico o chassi com motor dianteiro da marca, B270F, com suspensão pneumática. A feira acontece em São Paulo de 03 a 05 de julho. Com este lançamento a Volvo amplia ainda mais sua oferta de produtos para transporte de passageiros no segmento rodoviário e urbano. A solução de suspensão pneumática utilizada pela Volvo no chassi com motor dianteiro já é consagrada no mercado. É a mesma de outros modelos da marca e foi desenvolvida exclusivamente para o transporte de passageiros. O modelo possui configuração 4x2, permite uma ampla gama de carrocerias e é voltado para os segmentos urbano, rodoviário e de fretamento. “É mais um diferencial que oferecemos aos nossos clientes. Com este modelo reforçamos nosso compromisso de desenvolver soluções que atendam as suas necessidades e que garantam a qualidade de vida no transporte de passageiros”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America. De acordo com o presidente,

a decisão de produzir o chassi de motor dianteiro com suspensão a ar foi para atender aos pedidos de clientes tanto do segmento urbano quanto do rodoviário. “Nosso modelo com motor dianteiro está conquistando o mercado de semipesados. Foi lançado há menos de dois anos e já alcançou 10% de participação de mercado”, diz. O modelo com suspensão pneumática reduz sensivelmente os níveis de vibração e ruído da suspensão e oferece mais conforto e segurança a motoristas e passageiros, já que a tecnologia absorve melhor os impactos da operação. A tecnologia utilizada pela Volvo confere estabilidade ao veículo e mantém a sua altura nivelada. Outro diferencial do B270F com suspensão a ar é reduzir os custos de manutenção e operacionais. “A manutenção do veículo com suspensão pneumática é mais fácil e rápida, característica que aumenta a sua disponibilidade e, consequentemente, a rentabilidade da operação”, destaca Idam Stival, engenheiro de vendas da Volvo Bus Latin America. O B270F com suspensão pneu-

Next e Lady & Lord firmam parceria

Idam Stival, engenheiro de vendas da Volvo Bus Latin America

mática passou por clínicas de produtos com clientes dos diferentes segmentos. “Durante os eventos, todos foram unanimes em destacar a robustez da solução”, comenta Stival. Produzido com aço especial, que garante leveza e robustez ao mesmo tempo, o B270F é o chassi mais leve e econômico do mercado na categoria semipesado.

Condor realiza palestra “A História do Vinho no Chile” Para quem quer aprimorar os conhecimentos sobre vinhos, o Condor Campo Comprido, em Curitiba, realiza no dia 06 de julho, às 19h30, a palestra “A História do Vinho no Chile”, ministrada por especialista da empresa Sardagna. O evento faz

parte do Festival de Inverno Condor, que está promovendo 80 palestras em 16 lojas da rede. As vagas são limitadas e para participar basta fazer a inscrição no balcão de atendimento do hipermercado mediante a doação de

1 kg de alimento não perecível, com vencimento a partir de novembro, que será revertido para a APACN – Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia. Mais informações: www.festivaldeinvernocondor.com.br.

A marca da linha profissional Next acaba de fechar uma parceira com os salões da rede Lady & Lord, uma das mais fortes de Curitiba, para o prérelançamento dos produtos. Todos os profissionais dos salões ganharam novos uniformes, com a marca Next. Os novos jalecos foram desenhados e produzidos para oferecer maior conforto e elegância aos profissionais de beleza do Lady & Lord. “São uniformes mais modernos, com detalhes sofisticados como zíper frontal e gola com detalhes em preto”, explica o gerente do salão Luciano Cordel. Para a Bonyplus, a presença da Next na rede Lady & Lord faz parte da estratégia de marketing da empresa de estar junto aos profissionais de beleza e apresentar a marca às consumidoras finais. A primeira apresentação dos novos jalecos patrocinados pela Next foi realizada na unidade Lady & Lord do Shopping Mueller durante um desfile exclusivo para os profissionais do salão, que contou com as presenças de Kyrlei Boff, proprietário dos salões, e Amaury Daguano, gerente de Marketing da marca que é proprietária também da Beauty Color.

À frente da cenografia de diversos eventos desta que é uma das mais conceituadas casas noturnas do país, o designer Gilberto Mendes, da Perverts, leva o requinte e ousadia de suas produções para a badalada festa Toy, que a The Week do Rio de Janeiro realiza neste sábado (06). Com o tema Mirror, Mirror! (Espelho, espelho meu!), a cenografia terá como destaques as esculturas espelhadas assinadas pela Perverts, além de vasos gigantes, flores e plumas. Molduras e arabescos nas cores dourado e vermelho complementam a decoração, preparando o ambiente para uma noite de fantasia e diversão. O line up que promete agitar a pista fica por conta dos Djs Alain Jackinsky, Flávio Lima, Gustavo Junior e Renato Cecin.

Tecnologia no tratamento de roupas

Um novo conceito de lavanderia chegará à capital paranaense no dia 25 de julho. Por meio dos empresários Driano e Birgit Marsili, a Lavasecco abrirá as portas no bairro Ecoville mostrando porque é referência no segmento de limpeza e conservação. Assim como as demais franquias da marca, esta terá equipamentos com tecnologia italiana oferecendo tratamentos diferenciados às peças. O carro-chefe da Lavasecco é a máquina de lavagem a seco. Produzida em Bolonha, ela pesa duas toneladas e possui sistema de última geração, o qual oferece dezenas de programações diferentes de lavagem. "Os proprietários da Lavasecco sempre frequentam as principais feiras internacionais do segmento em busca dos melhores equipamentos e tecnologias de ponta, capazes de proporcionar a excelência no tratamento das peças dos clientes Lavasecco", conta Driano, franqueado da marca em Curitiba. Já as máquinas de limpeza à água e a secadora são importadas da Suécia e todos os produtos químicos e os do setor de tira manchas são da empresa alemã Seitz que há 128 anos fornece os melhores produtos para o tratamento de roupas. "Com nossas máquinas e produtos importados é possível lavar desde simples peças de algodão a vestidos de grifes internacionais. Existe um tratamento diferenciado para cada situação", informa Birgit. Um exemplo é o Wet Cleaning, uma nova tecnologia no tratamento de peças, que chega para complementar o processo de limpeza, já que não substitui a lavagem a seco e nem à água. Em função dos diferentes e cada vez mais tecnológicos tecidos e acabamentos, algumas peças mais delicadas exigem um tratamento diferenciado. O Wet Cleaning é indicado para esses casos, pois os produtos químicos de origem alemã garantem a limpeza de roupas especiais. Outro diferencial da Lavasecco em Curitiba será a própria loja, com decoração personalizada e luzes especiais que não desbotam as cores das roupas e permitem um cuidado ainda mais minucioso no processo de limpeza. Apesar de ser considerada uma lavanderia premium devido à sua alta qualidade, os serviços da Lavasecco serão acessíveis a todos os públicos, lavando desde camisetas e camisas sociais a tailleurs e vestidos de festas ou peças de decoração.

AsBEA-PR cria grupo de trabalho

A crescente demanda por habitações de interesse social vem ganhando destaque no cenário nacional após a criação do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. O que era para ser a solução da casa própria para os brasileiros acaba esbarrando na falta de estrutura dos espaços destinados a esse tipo de construção. Embora haja uma grande demanda para este segmento, Curitiba ainda enfrenta problemas para executar esses empreendimentos com êxito. Segundo Orlando Ribeiro, presidente da regional paranaense da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura, AsBEA-PR, “As cidades são naturalmente espaço de conflitos e tensões, especialmente nas sedes da região metropolitana, como o caso de Curitiba. As razões que dificultam a implantação de empreendimentos habitacionais para famílias que ganham até 10 salários mínimos são várias, mas a principal é o alto custo da terra, que supera os 10% do valor do empreendimento e torna o valor inviável”. Além desse fator, a falta de estrutura dos espaços destinados para esse tipo de construção não são adequados para receber a quantidade de novos moradores, pois não contam com estrutura de ruas asfaltadas, sistema de transporte público, tratamento de esgoto, entre outros. Pensando no bem-estar da população, a diretoria da AsBEA-PR criou o Grupo de Trabalho de Habitação com Interesse Social, GTHIS, com a proposta de propor soluções arquitetônicas e urbanísticas que auxiliem a articulação necessária entre os diversos atores deste segmento. Os papéis ficam distribuídos entre o poder público federal, como gestor, a Caixa Econômica Federal, como financiador e fiscalizador, e demais profissionais e empresas do setor privado, que atuam na concepção e desenvolvimento dos empreendimentos imobiliários. O Grupo de trabalhado coordenado pelo presidente da AsBEA-PR pretende auxiliar o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, IPPUC, subsidiando o órgão com informações que também serão compartilhadas com a Companhia de Habitação Popular de Curitiba, a COHAB. “Nossa função será de orientar os envolvidos no processo, parâmetros de qualidade urbanística e arquitetônica. A AsBEA-PR pretende analisar e classificar os empreendimentos à partir de questões técnicas, evidenciando os problemas existentes e indicando os parâmetros a respeitar para alcançar os melhores resultados. Depois de reunir todas essas informações poderemos apresentar exemplos de projetos habitacionais que são referências nacionais e internacionais nos aspectos urbanísticos e arquitetônicos”, explica Orlando. Para desenvolver as atividades o GTHIS busca empresas e parceiros voluntários para se juntar ao grupo, que conta atualmente com a colaboração da Caixa Econômica Federal, da COHAB – Curitiba e da 2DO, empresa de geoprocessamento.


Nacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. B3

Reforma política

Plebiscito ocorrerá em 2014, mas regras valerão só em 2016 Para que fossem aplicadas em 2014, o projeto tinha de ser aprovado até o dia 5 de outubro Antonio Cruz/ABr

O

vice-presidente da República, Michel Temer, que coordenou nesta quinta-feira uma reunião sobre reforma política, anunciou que o plebiscito sobre o tema não valerá para as eleições de 2014. Temer disse que a consulta popular deve ocorrer no próximo ano para que as novas regras sejam válidas a partir de 2016. A decisão foi tomada depois de reuniões, no Palácio Jaburu (residência oficial do vice-presidente), com líderes da base aliada do governo na Câmara e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. “Não há mais condições de fazer qualquer consulta antes de outubro e, não havendo condições temporais, qualquer reforma que venha, só se aplicará para as próximas eleições”, disse Temer, após a reunião. “O que é inexorável tem que ser aceito”, ressaltou ele, ao informar que a base aliada do governo no Senado será ouvida ao longo do dia. Para que as regras fossem aplicadas em 2014, o plebiscito sobre a reforma política e o projeto modificando as normas eleitorais tinham de ser aprovadas até o dia 5 de outubro. A três meses para o fim do prazo, os parlamentares consideraram improvável fazer a consulta e aplicar as mudanças. O vice-presidente disse que o próximo passo será os líderes dos

O vice-presidente da República, Michel Temer, deve se reunir hoje de manhã com líderes da base aliada para discutir questões sobre a viabilidade de um plebiscito para a reforma política ainda este ano

partidos aliados na Câmara e no Senado elaborarem, em conjunto, o texto do projeto de decreto legislativo destinado a convocar a consulta popular. Os parlamentares calculam que precisarão de, pelo menos, 15 dias para concluir o projeto de decreto legislativo – instrumento usado para convocação do plebiscito. Apenas a partir daí, senadores e

deputados vão se debruçar sobre os temas que farão parte da consulta. Temer lembrou que há consenso sobre o plebiscito, porém, é possível promover mudanças no sistema adotando outras alternativas. Presente à reunião no Palácio Jaburu, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que a decisão não desgasta o governo. Ele negou que o adiamento do plebiscito

José Cruz/ABr

Na avaliação das entidades médicas, o que muda com a proposta, é o que os médicos não vão mais admitir programasde saúde sem a presença de um profissional

uma reeducação alimentar, você vai primeiro ter que ir ao médico, antes de ir ao nutricionista, se tiver angustiado, vai ter que primeiro ir a um médico, em vez de ir a um psicólogo”, disse Fernanda Magano, da Federação Nacional de Psicologia.

Para Márcia Krempel, presidente do Conselho Federal de Enfermagem, a aprovação do Ato Médico na íntegra afeta principalmente a área de prevenção de muitos programas de saúde do governo. “Um dos incisos diz que todo procedimento

Presidente interino do Egito assume o poder O presidente nomeado pelas Forças Armadas do Egito, Adly Mansour, de 67 anos, tomou posse nesta quinta-feira e prestou juramento diante da Suprema Corte Constitucional, que comandava até ontem. Mansour ficará interinamente no poder até que sejam realizadas eleições presidenciais, segundo as Forças Armadas. O interino substitui o presidente deposto Mouhamed Mursi. A nomeação de Mansour foi anunciada pelo ministro da Defesa, Abdel Fattah Al Sisi, nessa quarta-feira. Mansour foi nomeado interino apenas dois dias após assumir a presidência da Suprema Corte do Egito. Mansour era vice-presidente da Suprema Corte desde 1992 e foi encarregado de redigir a lei de supervisão para as eleições presidenciais, que ocorreram no ano passado e nas quais Mursi foi vitorioso. Nascido no Cairo, a capital egípcia, ele é formado em direito e fez pós-graduação em legislação geral e ciência administrativa. Estudou em Paris de 1975 a 1977. Antes de assumir funções na Corte Suprema, Mansour fez parte do Conselho de Estado do Egito, em 1984, assumindo inclusive a presidência do órgão. Ele é casado e tem

A comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) que investigou a violência contra a mulher aprovou nesta quintafeira por unanimidade o relatório final. Apresentado pela senadora Ana Rita (PT-ES), o texto de mais de mil páginas, traz 13 projetos de lei, entre eles o que tipifica o crime de feminicídio. A intenção dos parlamentares que integram a comissão é que este crime seja incluído no Código Penal como uma agravante para o homicídio. De acordo com a CPMI, o crime o chamado feminicídio é caracterizado na forma extrema de violência de gênero que resulta na morte da mulher em três situações: quando há relação íntima de afeto ou parentes-

co entre a vítima e o agressor; quando há prática de qualquer violência sexual contra a vítima e em casos de mutilação ou desfiguração da mulher. O relatório aprovado, sob aplausos, não teve mudanças significativas no texto apresentado na semana passada (manteve as 68 recomeçadões a diversos órgãos e instituições dos Três Poderes). Na lista, está a criação de uma comissão mista permanente de deputados e senadores para acompanhar os desdobramentos das sugestões feitas pela CPMI. O documento final vai ser entregue ainda hoje pelos membros da Comissão ao presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Produtores do Semiárido recebem crédito do governo de R$ 7 bilhões

represente um recuo. “Ao contrário [de recuo], houve uma proposta clara de plebiscito que colocou na pauta [o tema] reforma política, algo que a população brasileira reclama há décadas”, disse ele. Cardozo ressaltou que a base aliada está afinada e apoia a consulta popular sobre os principais pontos que devem ser alterados no sistema político brasileiro.

Médicos e demais profissionais de saúde não entram em acordo sobre Ato Médico Não houve acordo entre médicos e os demais profissionais da área de saúde a respeito do Ato Médico, como ficou conhecido o projeto de lei que regulamenta a medicina. Para médicos é uma vitória que a proposta tenha sido aprovada no Congresso, para as outras 13 categorias da área da saúde, um retrocesso. Os profissionais não médicos pedem que a presidenta vete alguns pontos da proposta. O principal ponto de divergência, do qual as 13 categorias da área de saúde não médicas discordam, é o Inciso 1º do Artigo 4º, que atribui exclusivamente aos médicos o diagnóstico de doenças, ponto que, para os médicos, é a essência da lei. “Se for aprovado o Ato Médico como está, quando você tiver querendo fazer

CPMI aprova relatório final com projeto que tipifica crime de feminicídio

Agencia Lusa

O presidente Mouhamed Mursi foi deposto em meio a onda de manifestações que tomaram força no país nos últimos dias (foto). O procurador-geral do Egito, Ahmed Ezzeldin determinou a detenção dos líderes que apoiavam o governo

três filhos. Assume interinamente o poder com o apoio das Forças Armadas e de diferentes segmentos da oposição. Os militares que destituíram Mursi ontem não informaram, por enquanto, quando ocorrerão as eleições presidenciais. O presidente deposto é mantido detido, juntamente com colaboradores, sob a supervisão dos militares.

Aliados

O procurador-geral do Egito, Ahmed Ezzeldin, determinou a

detenção dos dois principais líderes da Irmandade Muçulmana, organização política que apoiava o governo do presidente deposto Mouhamed Mursi. Ezzeldin disse que os líderes são suspeitos de ordenarem o assassinato de manifestantes contrários ao governo Mursi. Ezzeldin ressaltou à agência oficial de notícias do Egito, Mena, que foi comprovada a veracidade dos relatos contra os dois líderes. A ordem de prisão foi emitida a Mouhamed Badia e Khairat Al Shater.

abaixo da pele precisaria de prescrição médica, isso por analogia vai afetar a questão da vacina, então para vacinar você precisaria consultar um médico, caso o projeto seja aprovado”, alertou a enfermeira. Na avaliação das entidades médicas, o que muda com a proposta, que ainda vai passar pela avaliação da presidenta Dilma Rousseff, é que os médicos não vão mais admitir programas de saúde sem a presença de um profissional da medicina. Depois de reunião como o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, Roberto d’Ávila disse aos seus colegas de profissão que está otimista e que acha que o projeto será aprovado na próxima segunda ou terça-feira. A presidenta tem até o dia 12 para vetar, ou não, o projeto.

Pimentel: Mercosul terá mais relevância no mundo O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, disse hoje (4) que o Mercosul “caminha para se tornar um dos blocos mais importantes do mundo”. Segundo ele, é crescente a relação do Mercosul com os países da América do Sul e do resto do mundo. “Ao longo desses anos, aprofundamos também a relação do bloco com os demais países da América do Sul e do mundo. Avançamos muito na integração política. Esse mecanismo importante vai aumentar ainda mais o papel na integração do continente e na constituição de aliança estratégica entre os países. Estamos no caminho de nos tornarmos um dos blocos mais importantes do mundo”, comentou. O titular do MDIC destacou ainda que a quantidade de acordos comerciais do Brasil está na média de outras economias mundiais. Segundo ele, o Brasil possui hoje relações comerciais com 18 países do mundo. Os Estados Unidos possuem 20, Rússia 19, Índia 13, Canadá 11 e China 10.

O Plano Safra Semiárido, anunciado ontem, em Salvador (BA), pela presidenta Dilma Rousseff, vai disponibilizar R$ 7 bilhões em crédito para a agricultura na região. Desse total, R$ 4 bilhões serão destinados à agricultura familiar que está presente em 95% dos estabelecimentos agropecuários dos municípios do semiárido. Os demais R$ 3 bilhões vão para os médios e grandes produtores. Os juros do plano para as operações de custeio variam de 1% a 3% ao ano. Para investimento, os juros são de 1% a 1,5% ao ano. As taxas são menores que as praticadas em outras regiões. A presidenta anunciou, também, medidas adicionais para renegociação de dívidas dos agricultores como a suspensão de prazos de cobrança de dívidas de agricultores inadimplentes e desconto para liquidar operações de crédito rural. Dilma destacou que é preciso

aprender a conviver com a seca sem transformá-la em uma “catástrofe”. Para isso, a presidenta disse que é necessário implantar ações estruturantes que garantam reservas e abastecimento de água, alimentos e agreguem valor aos produtos da região. O plano está estruturado em ações de recuperação e fortalecimento de cultivos alimentares regionais, da pecuária leiteira e de pequenas criações. Outro eixo é o de estímulo à industrialização para diversificar e agregar valor na produção e estímulo à agricultura irrigada no Semiárido. O plano busca, ainda, desenvolver sistemas produtivos com reserva de água e reserva de alimentos para animais. Durante a cerimônia foram entregues 323 máquinas, entre retroescavadeiras e motoniveladoras para 269 municípios baianos.

Desligamento de térmicas consumirá 1,5 ponto percentual dos reservatórios por mês O desligamento das 34 usinas térmicas a óleo combustível e diesel, que estavam em funcionamento desde outubro de 2012, consumirá 1,5 ponto percentual dos reservatórios das hidrelétricas por mês, estimou ontem o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp. Até novembro, são cerca de 8 pontos percentuais. As usinas a óleo (combustível e diesel) são as mais caras entre as térmicas e a interrupção de seu funcionamento trará uma economia de R$ 1,4 bilhão por mês aos cofres públicos, o que corresponde a dois terços do gasto total com as termelétricas nos últimos meses. Além do alto custo, as usinas térmicas são mais poluentes que as hidrelétricas, e por esses dois

motivos o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) optou pelo desligamento. As termelétricas foram ligadas para garantir o fornecimento de energia no país, em decorrência do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas. Nos próximos dez dias, a situação não deve ser alterada. Porém, segundo Chipp, ainda não é possível saber se as usinas terão de ser religadas nos próximos meses, devido à dificuldade de se prever as condições climáticas e dos reservatórios com antecedência. O ONS se reunirá com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos para discutir investimentos e aperfeiçoamento do setor de meteorologia.

Ministro defende que Brasil e Argentina estabeleçam livre comércio no setor automotivo O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse nesta quinta-feira que Brasil e Argentina poderiam estabelecer o livre comércio no setor automotivo. Segundo ele, o assunto ainda está em discussão entre os dois países, que analisam as bases de renovação do atual acordo automotivo. “Não há empecilho da nossa parte para que caminhemos para o livre comércio. A Argentina ainda acha que é precipitado, por isso pretendemos buscar o melhor formato”, comentou. O livre comércio para as transações envolvendo veículos, que deveria vigorar a partir de

1º de julho, ficou para outro momento. Pimentel destacou que o acordo automotivo entre Brasil e Argentina só vai terminar em 2014. Pimentel destacou que a renovação do acordo é uma oportunidade para que ambos os países avancem para a integração produtiva efetiva. O ministro ressaltou ainda que existe uma proposta para que o setor de autopeças seja incluído no Programa Inovar Auto, que prevê incentivos tributários para empresas que agreguem novas tecnologias. Segundo Pimentel, atualmente existem 37 empresas habilitadas, das quais oito com planos de implantação de fábrica ou expansão.


3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, sexta-feira a domingo, 05 a 07 de julho de 2013 | Pág. B4

Nem te Conto Hélio Leites

O Festival de Inverno de Ouro Preto, que começa neste sábado 6, convidou o paranaense Hélio Leites para dar oficina de miniatura e para expor com o mineiro Willi de Carvalho. A exposição foi batizada pela designer Mary Figueiredo, fã dos dois artistas, de Gigantes pela Própria Natureza. Pois, ela observa que eles “ungidos pelo mínimo, tecem miniaturas que se agigantam”. Por usarem sucatas, Mary também percebe neles o mesmo prazer revelado pelo poeta sul-matrogrossense, Manoel de Barros: “Fazer o desprezível ser prezado é coisa que me agrada”.

Palhaços musicais

Nesta sexta-feira 5, às 20h no Teatro Paiol, tem divertida performance dos palhaços vividos pelos palhaços Cotoco, Teimoso Teimosia, Invisível e Zé Docinho da Bandinha Di Dá Dó, formada em Porto Alegre em 2005. O repertório é de composições próprias, presentes no CD It s a Clown Music!. O show, atrelado às técnicas de palhaço, é dançante, festivo e alegre.

Adélia Maria Lopes

margem

a

arte&atitude

moda&cia

adeliamarialopes@yahoo.com.br

Felizardo, um musical

infantil A

Banda Mirim, de São Paulo, traz a Curitiba a peça musical Felizardo, escrita e dirigida por Marcelo Romagnoli, que recebeu, em 2005, o prêmio de melhor espetáculo musical da Associação Paulista de Críticos de Arte e melhor trilha original, no Prêmio Femsa de Teatro Infantil. As canções são de Tata Fernandes, Zeca Baleiro e Nô Stopa.

Em clima de palco-picadeiro, a música é tocada ao vivo por dez artistas, apresentando diversos ritmos brasileiros, como forró, samba, rock, e instrumentos como o contrabaixo, sanfona, sopros e percussão. Brincadeiras de pega-pega, boneca de pano e empinar pipa; molecagens como acordar minhoca e fugir do banho; elementos do circo como perna de pau, lira, acrobacias e malabares; ou ainda lendas folclóricas como Saci e Mula Sem Cabeça estão presentes na montagem. Divirtam-se: neste sábado 6 às 18h e no domingo, às 15 e 18h, no Teatro da Caixa (Rua Conselheiro Laurindo, 280). Ingressos a 10 e 5 reais.

Crianças ganham Festival de Férias Três peças infantis estarão em cartaz, aos sábados e domingos deste mês, nos teatros do Shopping Novo Batel. Dona Baratinha da Silva Só será encenada no Teatro Paulo Autran, aos sábados, sempre às 16h. Com direção de Rogério Bozza, a peça é inspirada na fábula da baratinha que quer se casar. Aos domingos, às 15h, no Teatro João Luiz Fiani, fica em cartaz A Festa no Céu, em que oito jovens atores que dão vida à história da tartaruga que queria muito ir a uma festa no céu. Na mesma sala, aos domingos, às 17h, em cartaz a clássica fábula Cigarra e a Formiga. No Teatro Fernanda Montenegro, também aos domingos, às 17h, a Cia das Máscaras encena Entre duendes e fadas, peça eu traz as fadas em preparativos para a festa de coroação da Princesa Luna, que fará 110 anos. Os ingressos, à venda na bilheteria do Teatro Fernanda Montenegro, custam 20 reais e para crianças 10 reais. Fone 3224-4986.

K'Alma na BPP

Angelo Esmanhotto apresenta o show K'Alma na Biblioteca Pública do Paraná, nesta sexta dia 5, às17h30, com entrada franca. O repertório une sonoridades e estruturas modernas com a estética formal das canções medievais.

Pelos bares

Zumbis em cena teatral 1- Neste sábado 6, a agência A Institucional e o The Peppers Bar promovem Todos Sons, estreando com o show Ventura, comandado pelo músico Rodrigo Barba, que celebra os dez anos do disco Ventura, do Los Hermanos, e A Banda Mais Bonita da Cidade. Será no Music Hall (Eng. Rebouças, 1645), a partir das 21h. Ingressosa partir de 60 reais.

Personagens inusitados, como zumbis, discutem,com humor e ironia, questões filosófico-existenciais ambientada nos anos 1980, na comédia Para Poe, projeto da Cia Transitória contemplado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2012, em cartaz no Teatro Novelas Curitibanas. Criação coletiva dos artistas Clarissa Oliveira, Erick Alessandro, Patrícia Cipriano e Thiago Inácio, o texto faz referências da cultura pop para abordar a melancolia romântica da literatura

de Edgar Allan Poe. “A sobreposição de tantas referências não acontece por acaso. A ideia é criar uma síntese deste mundo de pastiches e clichês em que estamos mergulhados, se utilizando de referências de nossa época. É a linha tênue entre o risível e o melancólico, que é justamente nossa crise constante,” comenta Clarissa Oliveira. Confira: até 4 de agosto, de quinta a domingo, às 20h, no Novelas Curitibanas. Entrada franca. Classificação 18 anos.

Humor com mallandragem 2- O Bossa Nova Bar festeja, nesta sexta-feira 5, um ano de vida do Ra-Tim Bloco, dedicado ao samba pop. A comemoração vai compreender também a gravação de um DVD, que terá a casa como cenário. A abertura do show será com as mulheres do Samba de Saia. Fone 3528- 6467. 3-Nas asas da turnê A Caminhada e depois de emplacar sucessos nas novelas, MC Koringa chega a Curitiba nesta sextafeira 5, com sua Dança Sensual. Koringa (Fábio Luiz de Jesus), foi açougueiro e jardineiro antes de chegar às paradas de sucesso com seu funk-família. Vai ser na Sistema X, que abre às 22h com os Djs Vagalume, Marcelo, Lincoln e Alexandre.

Livros, lançamento

1-A InVerso lança o livro bilíngue francês-português Cinquenta e dois Cliques de Curitiba, do poeta Jean Foucault, neste sábado 6, das 15 às 18h, na Livraria Danúbio (Prudente de Morais, 1239). Os livros da InVerso vão ser lançados em Paris, no próximo mês, graças a parceira com autor, diretor da editora Corps Puce. 2-Nesta sexta dia 5, às 18h30, no 1º andar da Faculdade de Direito da UFPR, serão lançados livros de Ilton Norberto Robl Filho, Luiz Edson Fachin, Pablo Malheiros e Ricardo Calderón, professores da UniBrasil.

A plateia ri do começo ao fim, razão do sucesso de palco do apresentador, ator e humorista Sérgio Mallandro (Glu, Glu! Ié Ié!). Seu show de standup comedy Sem Censura já foi visto por mais de 800 mil pessoas. Com realização da Prime, o espetáculo volta a CuritibaCom o seu humor popular característico e consagrado, Mallandro diverte a plateia durante mais de uma hora. E ele

vem conquistando novos públicos após abrir sua casa no Rio de Janeiro, no ano passado, e expos sua vida em família e a rotina de trabalho no reality show exibido em capítulos pelo Multishow, onde atualmente comanda o talk show Papo de Mallandro. Vá rir: nesta sexta 5 e sábado, no Teatro Positivo, às 21h30. Ingressos de 95 a 40 reais.

Cinema oferece diversão pura Quem gosta de mágica, desfechos inesperados, ação, aventura e suspense, relaxe, vá ao cinema, pois entra em cartaz Truque de Mestre, que se tornou a melhor estreia da produtora Summit desde a Saga Crepúsculo. Outra opção também apenas para divertir é Meu Malvado Favorito2, feito para agradar a pessoas de todas as idades.

Truque de Mestre é sobre um quarteto de ilusionistas que, enquanto encanta o público com suas mágicas, rouba bancos em outro continente e ainda por cima distribui a quantia roubada nas contas dos próprios espectadores. Lideram o elenco Mark Ruffalo, Melanie Laurent e Morgan Freeman, no papel de um desmistificador de mágicos. O filme tem tudo

para ter continuação. Em Meu Malvado Favorito2, dirigido por Pierre Coffin e Chris Renaud,a mente do crime Gru volta a enfrentar seu inimigo Victor, enquanto tenta lidar com outro super vilão, El Macho, que possui um filho chamado Machito. O roteiro de Ken Daurio e Cinco Paul permite boas risadas.


jornal industria e comercio 04 07 2013