Page 1

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8902 | R$ 1,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá PAULO ASTOR SOETHE, UM CURITIBANO FALA DE MANN, NA FLIP Um curitibano, pouco conhecido fora dos meios acadêmicos, Paulo Astor Soethe, estará no centro das atenções do mais importante debate de hoje na FLIP, a mais importante mostra nacional de literatura, realizada em Paraty. Ele falará de Thomas Mann e do livro que escreveu sobre o gênio alemão, cuja mãe era brasileira.

Confiança do comerciante completa um ano em queda, alerta CNC É a primeira vez, desde março de 2012, que a confiança em relação aos próximos meses teve um desempenho pior do que o indicador que avalia a situação atual (que recuou 1,1%). Pág. A5

Página | A3

Pedro Washington Tiros nos pés

O problema de um governo movido a marketing é que, por algum tempo consegue, a um problema grave, sobrepor um efeito positivo de outra área, normalmente ainda em projeto, desviando a atenção da população. Página | A2

Roseli Abrão Beto enxuga máquina

O governador Beto Richa confirmou na manhã desta quarta-feira, durante a solenidade de entrega de novos veículos para a polícia, que irá fazer uma reforma administrativa como forma de “enxugar” a máquina.

INDICADORES FINANCEIROS

Beto Richa afirmou que o governo estadual não medirá esforços para promover e garantir o crescimento do cooperativismo paranaense. Pág. A2

Governo destaca a importância das cooperativas. Setor movimentou mais de R$ 38,5 bilhões

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

MERC BRASIL DP 11,30 CHIARELLI ON CHIARELLI PN MINUPAR ON HRT PETROLEO ON NM

Maiores QUEDAS TRIUNFO PART DO 11,00 TECTOY PN * JOSAPAR ON ALFA HOLDING ON ALFA FINANC ON

0,04 0,29 0,21 0,06 2,58

COTAÇÃO 0,01 0,01 13,00 3,10 4,74

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

JBS ON NM FIBRIA ON NM COPEL PNB N1 AMBEV PN SUZANO PAPEL PNA N1

Maiores QUEDAS MMX MINER ON NM LLX LOG ON NM OGX PETROLEO ON NM USIMINAS ON N1 B2W DIGITAL ON NM

6,45 24,61 27,80 83,17 8,25

COTAÇÃO 1,47 0,99 0,78 7,64 6,62

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,1900

2,3100

Dólar comercial 2,2310

2,2317

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

2,9052

2,9034

GOLPE DE ESTADO O chefe do exército do Egito, general Abdel Fatah al-Sisi, anunciou ontem a deposição do presidente do país, o islamita Mohamed Morsi, por ele “não ter cumprido as expectativas” do povo. O general disse ainda que a Constituição está suspensa e que o governo será exercido por um grupo de tecnocratas. Logo após um porta voz anunciou que não há previsão ou cronograma para a transição política. Pág. B3

Ouro (Grama/R$): 88,40

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

Editais na página b1

CMYK

Editorial

Brasil: novo destino de imigração ilegal A melhoria da economia brasileira está atraindo pessoas de outros países que acabam se instalando ilegalmente por aqui. Governos locais e federal precisam se unir para tratar o tema com responsabilidade, evitando que tanto os estrangeiros como os brasileiros das cidades invadidas não

sofram com a situação, que corre o risco de se agravar. O estado do Acre é uma das entradas de imigrantes ilegais. Agora, além de haitianos, têm entrado pela fronteira do estado com a Bolívia e o Peru imigrantes do Senegal, Bangladesh e República Dominicana, por exemplo.

PR estuda medidas rígidas para entrega de leite na indústria

Uma das novas regras será a exigência por parte dos laticínios para que seus fornecedores apresentem semestralmente os resultados de exames de laboratório que comprovem a ausência de tuberculose e brucelose nos animais. Pág. A4

Central de Atendimento: 41 3333.9800

e-mail: pauta@induscom.com.br


CURITIBA

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A2

Previsão do tempo

Mín.: 12° | Máx.: 20°

O centro mais intenso da massa de ar que mantém o tempo estável no Paraná desde a terça-feira, se afasta para o interior do Oceano Atlântico na altura do sul do país. Nesta quinta-feira as condições de estabilidade em grande parte do sul do país continuam sendo observadas. fonte: www.simepar.br

Agricultura

PR quer medidas mais rígidas para entrega de leite na indústria Fornecedores terão que apresentar semestralmente os resultados de exames

A prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Tiros nos pés

O problema de um governo movido a marketing é que, por algum tempo consegue, a um problema grave, sobrepor um efeito positivo de outra área, normalmente ainda em projeto, desviando a atenção da população. Assim por exemplo, no governo Lula, um especialista no assunto, quando do surgimento do mensalão, lançou-se um placebo: o PAC. Ocorre que o efeito do que foi enfiado para baixo do tapete, um dia iria reaparecer. Caiu no colo do governo da presidente Dilma o julgamento dos envolvidos naquele escândalo, com uma repercussão ainda maior pela atuação aberta do STF. Some-se a essa verdadeira “herança maldita”, os problemas decorrentes do estilo da presidente, que se encoleriza com facilidade, mal assessorada, com dificuldade em se comunicar, com inabilidade política própria dos autoritários na avaliação de quem a conhece bem, e se terá o caldo de cultura em que os problemas hoje vindos à tona se desenvolveram. Começa agora a ganhar força o “volta Lula”, por parte dos próprios “companheiros”. Esquecidos que quem vendeu o produto ao eleitorado foi o próprio. Que por sinal saiu em viagem no auge das manifestações, depois de ter aconselhado sua criatura a empurrar os problemas para o Congresso resolver. Apesar de seu sumiço, sua aprovação também sofreu um baque nas pesquisas: embora menos que a queda do prestígio de Dilma, também caiu 10 pontos. O resultado prático da ação dos petistas, preconizando a volta de Lula, é o fim do governo atual. Aí está agora um inócuo “plebiscito” a desviar as atenções, quase todos já conscientes que, mesmo realizado agora, ao custo de centenas de milhões de reais, seu resultado não será viabilizado em 2014. Ao contrário de ser uma solução, poderá gerar mais frustração. Lula terá coragem de encarar!

Em baixa

Como se não bastassem as dificuldades vividas no momento, com o dólar em oscilação e as fugas de investidores da bolsa de valores brasileira, afugentados pela falta de confiança na política econômica em que a equipe governamental faz novos truques para oferecer estatísticas nas quais não se acredita, as empresas de Eike Batista entram em parafuso. O que cria problemas para pequenos investidores e bancos, inclusive o BNDES.

Sem milagres

Os milagres anunciados por esse vendedor de sonhos, a cada dia ficam mais distantes. Com os papeis da OGX despencando em 87,21% em um ano, seus investidores trataram de perder os anéis para salvar os dedos. Para alguns resta a esperança de que as empresas do grupo X possam se recuperar. O incrível neste momento, são os boatos de que a concessão de exploração do novo Maracanã será entregue pelo governo a uma das empresas de Eike.

Até na agricultura

A fase está “do jeito que o diabo gosta”. Para onde se olhe, só se vê problemas. Inclusive numa que sempre foi “a salvação da lavoura”: a agricultura. O ex-multiministro, hoje Chefe da Casa Civil do governo do Paraná, Reinhold Stephanes, sempre alertou para a necessidade de uma política do trigo que tornasse o país auto-suficiente. O projeto que a muito custo implantou quando ministro da Agricultura foi abandonado. O resultado aí está: com fornecedores em recesso, o trigo já subiu 50%.

Novos problemas

Noutras culturas o Brasil está tendo problema, contribuindo para o encarecimento e o efeito sobre a inflação. O arroz tem safra pequena, como a do feijão. Com preço em queda momentânea apenas o café e o milho. Este ainda sujeito aos efeitos da safra americana. Daí a expectativa de que, na dependência dos preços de alimentos, a inflação tem pouca possibilidade de baixar.

Em choque

As manifestações dos caminhoneiros reivindicando redução dos pedágios e do óleo diesel, a continuarem sendo realizadas da maneira ostensiva, criando problemas para todos os que utilizam as estradas, deixará de receber o apoio de outras categorias. Reivindicação com violência, como já ocorreu em outras, não é bem aceita. EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Secretaria estadual da Agricultura e do Abastecimento e a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) estudam tornar mais rígidas as normas para entrega e recebimento de leite na indústria do Paraná. Uma das novas regras será a exigência por parte dos laticínios para que seus fornecedores apresentem semestralmente os resultados de exames de laboratório que comprovem a ausência de tuberculose e brucelose nos animais. E também a certificação de vacinação contra brucelose. O tema, que está sob consulta pública, foi submetido à apreciação do Conselho Estadual de Sanidade Agropecuária (Conesa) em reunião realizada esta semana em Curitiba. “Estamos intensificando as ações para tornar o estado do Paraná livre da brucelose e da tuberculose. É importante conscientizar o produtor que o cuidado com o seu rebanho melhora a qualidade de seus animais e da sua produção”, disse o secretário da Agricultura, Norberto Ortigara. Ortigara afirmou que serão intensificadas as ações para tornar o estado do Paraná livre de doenças que afetam o rebanho bovino como a brucelose e a tuberculose. Já existe o programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose no rebanho bovino paranaense, que vem sendo implementado desde 2002. “Mas as ações serão mais rígidas com os produtores e com os laticínios”, afirmou o secretário. Segundo a médica veterinária da Adapar, Mariza Koloda, a vacina contra a brucelose já é obrigatória. Mas o produto mais indicado e eficaz disponível no mercado conhecido como B19 é aplicado somente uma vez na vida do animal, entre

Uma das novas regras será a exigência por parte dos laticínios para que seus fornecedores apresentem semestralmente os resultados de exames de laboratório que comprovem a ausência de tuberculose e brucelose nos animais. E também a certificação de vacinação contra brucelose

os três a oito meses de idade. Os animais que não forem vacinados no período recomendado não podem mais ser vacinados, sob pena do resultado sair como falso positivo. Ou seja, o resultado do exame pode sair como positivo sem que o animal esteja contaminado. A alternativa que deverá ser adotada será a obrigatoriedade da vacina RB51, que pode ser aplicada em animais acima dos nove meses. Koloda destaca que a prioridade é vacinar os animais até os oito meses de idade com a B19. Caso o produtor deixe passar esse período, será autuado e multado e obrigatoriamente terá que recorrer à RB51 e

apresentar o certificado de vacinação. “A medida será compulsória”, ressalta. Norberto Ortigara lembra que os laticínios terão que cadastrar seus fornecedores de leite in natura, devendo proibir o recebimento do produto das propriedades que não comprovarem os exames semestrais de brucelose e tuberculose e a vacinação contra a brucelose em seu plantel. Outra medida que o produtor poderá adotar para a proteção de seu rebanho e a valorização dos produtos será a certificação da propriedade como Livre de Brucelose e Tuberculose. A certificação

Estado libera R$ 487 mil para atender vítimas das chuvas O governador Beto Richa assinou ontem a liberação de R$ 487 mil para aquisição de cestas básicas para as vítimas de enchentes. O recurso irá atender as necessidades da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil para o atendimento às famílias. “A medida reforça e amplia ainda mais o apoio que o Governo do Estado dá aos municípios e às pessoas atingidas pelas enchentes e inundações, desde o início dos eventos”, afirmou Beto Richa. Até o momento, o Governo do Estado já atendeu 2.150 famílias, em 24 municípios das regiões Noroeste, Sul e Centro-Oeste do Estado. Nesta quarta e quintafeira seguem mais caminhões, com donativos para mais 780 famílias, em seis municípios. São enviadas cestas básicas, cobertores, kits de cozinha, cama, mesa e banho e colchões, repassados pela Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social, Coordenadoria Estadual da Defesa Civil e Provopar. “O Estado está atento e vigilan-

te, pois as pessoas nesta situação não podem esperar”, afirmou o governador. Richa esteve pessoalmente na região Noroeste, quinta e sexta-feira da semana passada (dias 27 e 28), período mais crítico das chuvas. Ele sobrevoou todo o entorno de Paranavaí, atingido pela cheia do Ivaí, esteve nos municípios em situação mais grave e assinou decreto estabelecendo situação de emergência para 59 municípios. O boletim da Defesa Civil divulgado às 8 horas desta quarta-feira, mostra que 136,7 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas no Paraná, em 103 municípios. A maioria deles atingida pelas cheias dos rios Ivaí (Noroeste) e Iguaçu (Sul). Neste momento, a situação está estável, com os rios voltando aos níveis normais. No Estado são 1.200 pessoas desalojadas (saíram de casa e estão em casa de parentes ou amigos) e cerca de 780 desabrigadas (estão em espaços públicos ou comunitários). Na semana passada, o número de desalojados era de 1.600 e os de

desabrigados 1.100 pessoas. Na semana passada, o governador esteve em Mirador (cidade que ficou isolada porque a ponte sobre o Ivaí submergiu), em Rondon, Japurá, Indianópolis, Guaporema, Munhoz de Melo, Ângulo e Iguaraçu. Na sexta-feira (28), em Maringá, Beto Richa assinou o decreto estabelecendo situação de emergência em 59 municípios paranaenses mais atingidos pelas chuvas. Com o decreto, as prefeituras passam a contar com prazo de 180 dias para contratar serviços emergenciais com menos trâmites burocráticos. As prefeituras fazem um levantamento dos danos provocados pelas chuvas e elaborarão plano de trabalho, que será encaminhado ao Governo Federal, para liberação de recursos. Richa garantiu todo o apoio do Estado para atender as cidades afetadas pelas chuvas. “Disponibilizamos aos prefeitos toda a estrutura que for necessária para atender as pessoas”, afirmou Richa.

Paraná Edificações abre licitações para 16 projetos A Paraná Edificações (Pred), autarquia da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística, começou a licitar projetos para 16 obras nas áreas de saúde, agricultura, turismo, justiça e segurança, como o Batalhão de Fronteira em Marechal Cândido Rondon. Os projetos têm previsão de término até o fim do ano e as obras começarão em 2014. O valor do investimento soma R$ 3,45 milhões. “O governador Beto Richa determinou agilidade da Paraná Edificações, na confecção dos projetos para construção de novos equipamentos

públicos ou a ampliação de prédios da administração estadual. Com isto, o Estado aumenta a rede de equipamentos públicos, deixando os serviços mais próximos dos cidadãos”, disse o secretário de Infraestrutura, José Richa Filho. O diretor-geral da Paraná Edificações, Luiz Fernando de Souza Jamur, explica que a Paraná Edificações atende todas as secretarias estaduais, exceto a da Educação, planejando, coordenando e executando projetos e obras. “Atendemos pedidos das secretarias e órgãos do

Paraná, que nos passam o recurso das obras. Cada projeto visa o desenvolvimento sustentável”, afirmou Jamur. No pacote de projetos, estão pedidos para projetos de novos equipamentos, como o Batalhão de Fronteira, a nova Delegacia Eletrônica da Polícia Civil, Farmácia Paraná em Ponta Grossa e dois centros de atendimento ao turista. Há também projetos para ampliações e reformas de prédios, como os escritórios regionais da Secretaria de Estado da Agricultura e de Abastecimento.

de propriedades iniciou em 2005 e obedece aos princípios técnicos estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). As propriedades certificadas no estado do Paraná recebem uma placa de identificação, que é colocada na porteira da propriedade, indicando o status sanitário conquistado. Atualmente o Paraná conta com 45 propriedades certificadas e outras 20 estão em processo de certificação. O secretário avalia também a possibilidade de existir alguma forma de indenização aos produtores que tiverem animais sacrificados em função dessas doenças.

Área de preservação ganha conselho gestor Mais de 20 anos depois da criação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana, o Governo Estado criou o conselho gestor para gerenciar as atividades que poderão ser desenvolvidas em cada região. São mais de 392 mil hectares, do Sul ao Norte Pioneiro, que pertencem a 12 municípios. A reunião pública para constituir o conselho foi promovida pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), no Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa. O encontro também discutiu o regimento interno do conselho e traçou planos de aplicação dos recursos, especialmente o ICMS Ecológico. Criada em 1992, a APA passa por alguns municípios da Região Metropolitana de Curitiba, além de Porto Amazonas, Palmeira, Ponta Grossa, Castro, Tibagi, Piraí do Sul, Jaguaraíva e Sengés. A área tem mais de 400 milhões de anos, que formaram vales e cânions, entre eles o do Guartelá, que dá nome ao Parque Estadual nos Campos Gerais. A composição do conselho deverá atender o artigo 15, inciso 5º da lei nº 9985/2000 que compõem o Sistema Nacional e será ser publicada em portaria do presidente do IAP. “Para garantir a participação de todos os membros eleitos, o regimento do conselho prevê a exclusão natural daqueles que não se fizerem presentes nas reuniões”, explicou a engenheira agrônoma do IAP, Margit Hauer. Para constituir o grupo que irá gerenciar as atividades, foram realizadas mais de 15 reuniões.


Aroldo Murá G. Haygert

Contato com o jornalista: aroldo@cienciaefe.org.br

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A3

PADRES CASADOS TERÃO REUNIÃO NACIONAL EM CURITIBA A associação ‘Rumos’, que reúne famílias de padres casados (que deixaram o ministério católico para constituir família), com sede em Brasília e Rio, tem informado sobre a realização de uma reunião nacional dos ex-padres para Curitiba. A data já está definida, será janeiro de 2015. Na pauta, como em reuniões anteriores do grupo – que congrega sete mil padres que trocaram o sacerdócio pelo matrimônio – está a questão chave que envolve os associados: o fim do celibato clerical. Segundo uma fonte da ‘Rumos’ à coluna, “para o encontro de Curitiba estamos trabalhando para que o Vaticano envie um emissário, se não com poder decisório, pelo menos que tenha o caráter de observador da hierarquia”. Conseguir a presença de alguém da Santa Sé no evento curitibano será negociado (é a intenção do grupo), “com emissários do papa Francisco, em julho, no Rio”. O ideal “seria mesmo que a ‘Rumos’ fosse recebida pelo papa”, observa a mesma fonte.

UM ‘EXPERT’ EM PARANÁ

Nilson Monteiro, que se prepara para lançar seu romance “Mugido de Trem”, em agosto, no MON, é um dos personagens mais interessantes da vida paranaense, na minha ótica. Poucos jornalistas da terra têm uma carreira tão bem estruturada quanto ele: as suas “primeiras letras” em Jornalismo foram na escola da velha Folha de Londrina, mas ele ganhou fôlego nacional foi trabalhando em veículo de acústica em todo o país; marcou-se pelo aguçado senso da notícia, como repórter, por exemplo, da Gazeta Mercantil, de São Paulo, o até agora não superado jornal especializado em economia e finanças, o mais importante que o Brasil já teve.

UM ‘EXPERT’ EM PARANÁ (2) A grande especialidade de Nilson é mesmo o Paraná, que conhece em detalhes, retratando sua gente, esquadrinhando sua economia, pesquisando sua História, de que dão conta livros do jornalista e escritor. Salve o Nilson, agora mostrando a face romancista.

São Pedro e Esposa exemplificam a causa dos padres casados

CASAMENTO LONGEVO

No Norte Pioneiro, vive um dos casais mais longevos do Paraná. José Papa e Amália Pagani Papa completaram em fevereiro 78 anos de união. Ele tem 99 anos de idade, e ela, 95. A família já prepara uma grande festa para o centenário do patriarca, que acontecerá em março ano que vem. Ambos gozam de saúde física e mental invejável, fruto, provavelmente, da vida frugal de agricultores. José, leitor insaciável,é consumidor cotidiano de livros de literatura e também lê diariamente aFolha de S. Paulo, da qual é assinante.

CASAMENTO LONGEVO (2) O casal tem uma vida social ativa. Ele foi nomeado recentemente presidente honorário vitalício do Lions Club da sua cidade, Cambará. No ano passado, viajaram ao Rio de Janeiro para o aniversário de um ano de seus três bisnetos cariocas, que são gêmeos. Na volta, realizaram um sonho: conhecer Parati. Ter sonhos a realizar perto dos 100 anos também deve ser uma das causas de uma vida longa e ainda frutífera. José e Amália têm três filhas, nove netos e seis bisnetos. Entre os netos do casal está um curitibano com ampla miliotância na vida acadêmica e jornalística, Tomás Barreiros, ex-professor de Jornalismo da Universidade Positivo, em que atuou por uma década, e também do Jornalismo da Facinter/Uninter.

(correspondências para a coluna: aroldo@cienciaefe.org.br)

AINDA DA “CURA GAY”

G, leitor assíduo da coluna, que pede anonimato, manda a seguinte mensagem a propósito de resposta que dei à questão da chamada “cura gay”, publicada na edição de 2-7. O texto segue na íntegra: “Acabo de ler uma resposta sua sobre a manifestação dos evangélicos.: “RESPOSTA: essa gente acredita ser íntima do Onipotente e se acha, pois, com procuração d’Ele para toda sorte de absurdos. Essa gente que quer cancelar o avanço científico que há muito exorcizou o homossexualismo da categoria de “doenças”. Cuidado, Aroldo! Acho que estão usando você... Não há proposta de “cura gay”. Vide o seguinte link: Ao.http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/ geral/voce-lera-que-comissao-aprovou-projeto-decura-gay-é-uma-falsa-noticia-e-aqui-se-explicapor-que/ O Reinaldo Azevedo explicou bem a questão.”

AINDA DA “CURA GAY” (2) Aroldo, Você leu errado esta mensagem que te enviei a propósito de Feliciano. No cabeçalho está, como pode ver, ‘Feliciano não é ‘vítima do fundamentalismo religioso’’ (atenção às aspas, pois estou citando sua amiga advogada, que afirmou isso), como afirmou uma advogada na sua coluna. Sigo e refuto, afirmando que ele é um agente ativo do obscurantismo etc etc. Ou seja, saiu como se eu estivesse concordando com ela... BIA WOUK, Madri.

BUENO, O VERDE QUE FOI GERADO PELOS CARISMÁTICOS

A notícia pode passar batida, apenas como registro de mais uma adesão a partido político, no caso o PV. Ela chegou ontem à coluna dando conta que o ex-vereador à Câmara de Curitiba, Antonio Bueno, filiou-se ao PV, o Partido Verde, em solenidade na segunda-feira, 1, com direito à presença da deputada federal Rosane Ferreira, deputados estaduais e o vereador Paulo Salamuni (PV), presidente da Câmara. Bueno, que não chegou a cumprir mandato de grande expressão, foi, no entanto, um parlamentar correto, abraçou causas comunitárias e manteve-se fiel a seu eleitorado, de 2000 a 2004. Formado em comércio exterior e atuação em publicidade, como vereador Antonio Bueno foi fruto direto de um grande ‘boom de expressão’ gerado, no início da década 2000 pelo Movimento de Renovação Carismática Católica, a chamada RCC. Na verdade, a RCC de Curitiba concentrou boa parte de seus votos em Bueno, que, ao mesmo tempo, na época, ligou-se também ao movimento Regnum Christi, dos Legionários de Cristo. Com o passar dos anos, a RCC ganhou várias novas frentes, desdobrou-se em muitos grupos, aqui e no país todos. Um deles, a Canção Nova, com novas expressões de liderança. E, tudo indica, deixou de ligar-se a ações partidárias, o que pode ter esgotado o filão de apoio do novo verde, Antonio Bueno.

CARTAS

AINDA DA “CURA GAY” (3) O texto original apenas confirma o que Bia reclama. Erro por conta exclusiva de minhas limitações digitais:

Tomás Barreiros

O ANJO DE HITLER

Inglaterra, 1941. Dois adolescentes que por pouco haviam escapado do III Reich são recrutados pelo governo britânico. Sua missão: resgatar a pequena Angelika, uma criança que, segundo informações altamente confidenciais, pode ser a chave para acabar com a II Guerra Mundial. Munidos de documentos forjados e de habilidades adquiridas em um treinamento intenso, Otto e Leni mergulham em uma missão arriscada, narrada habilmente pelo escritor e roteirista William Osborne. O enredo, embora seja fictício, toma emprestados diversos elementos históricos, como personagens reais do governo alemão e a o clima de angústia e medo gerado pelo sangrento conflito. “O Anjo de Hitler” foi lançado recentemente pela Companhia das Letras e deve agradar.

FEIJOADA DO HC: NÃO ESQUECER

Maria Elisa Ferraz Paciornik continua em suas ativíssimas campanhas pró-Hodspital de Clínicas. Agora, seu trabalho catequético concentra-se, no momento, na feijoada que a Assocviação de Amigos do HC fará neste sábado, 6, no Clube Curitibano sede Concórdia. R$ 70,00 por pessoa, tudo livre – incluindo bebidas e sobremesa, além de avental promocional. O HC, é bom lembrar sempre, reclama ajuda da comunidade.

Ex-vereador Antonio Bueno

“From: Bia Wouk <biawouk@gmail.com> Subject: feliciano não é ‘vítima do fundamentalismo religioso’ Date: June 30, 2013 1:30:45 PM GMT+02:00 To: aroldo mura gomes haygert <aroldo@cienciaefe.org.br> Como afirmou uma advogada na sua coluna, ele é um agente ativo do obscurantismo, do preconceito e da estupidez. Vítimas são os gays que ele pretende curar, como se homossexualismo fosse doença, e, pior, doença contagiosa. O que foi essa manifestação dos evangélicos, aroldo?? Estou pasma. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ poder/116629-marcha-para-jesus-vira-ato-dedesagravo-a-feliciano.shtml”

ÍNDIOS & LAUDÊMIO

Estou em dívida com o senhor com relação as informações sobre os índios que estão em nosso Litoral. Ocorre que nos dois fins de semana que fui a Shangrilá choveu intensamente, deixando, como sempre, as estradas intransitáveis e os índios não saíram da aldeia. E eu não tive condições de chegar até eles. Mas assim que apurar mais informações entro em contato. Por outro lado, li em sua coluna de hoje o protesto contra o laudêmio feito em Petrópolis e lembrei que em algumas regiões de Curitiba este imposto era cobrado até recentemente (não sei se ainda é), como o Centro Cívico. Um colega nosso, que o senhor deve conhecer, o grande Oscar Milton Volpini (editor da página policial de O Estado do Paraná durante anos), certa vez reclamou muito do pagamento do laudêmio ao comprar um apartamento no Centro Cívico. Portanto, não só o pessoal de Petrópolis que enche as burras da família real. Um forte abraço, Mara Cornelsen, Curitiba.

SOBRE O LANÇAMENTO DE VOZES 5

Deputada Rosane Ferreira

Maria Elisa Ferraz Paciornik: neste sábado, 6

Da Presidente da Academia Paranaense de Letras, Chloris Casagrande Justen: Prezado jornalista: Foi com encantamento sob a visão das escadarias decoradas com arte e nobreza, que fui recebida pelos amigos Regina e João Casillo, na festa de lançamento do seu VOZES DO PARANÁ 5. Sou Chloris Casagrande Justen. Presidente do Centro Paranaense Feminino de Cultura, acumulando atualmente a Presidência da Academia Paranaense de Letras e, mesmo tendo estado em outros lançamentos de sua obra de grande importância para a cultura do Paraná, ainda não tive o prazer de uma

CARTAS

Continuação

(correspondências para a coluna: aroldo@cienciaefe.org.br)

conversa mais próxima, para uma agradável, tenho certeza que será, troca coloquial. Pensei que isso aconteceria no lançamento desta sua nova coletânea. Mas ainda não foi desta vez. Vivi momentos muito agradáveis na sua comemoração, pois a reunião era de grandes amigos. O tempo, no entanto, foi insuficiente para os tantos cumprimentos e as felizes saudações. Com o meu tempo limitado por outro compromisso, deixei de estar com a maioria dos autores meus amigos e, principalmente de cumprimentá-lo pessoalmente, também pela sua Coluna Ciência e Fé, que acompanho pela Internet, e me atualiza em uma variedade de assuntos. Pedi ao meu querido primo Hélio Puglielli, que promova uma visita minha no seu escritório ou, o que me daria imenso prazer, uma visita sua no Centro Paranaense Feminjno de Cultura para, longe das correrias destes Tempos Modernos, pudéssemos tomar um chá, enquanto lembramos fatos desta nossa sociedade curitibana, Para atender as exigências de minha família, tenho um excelente motorista que fará o transporte necessário para o meu primo e o meu lustre visitante. Com minhas desculpas por estas saudações à distância, reforço o meu convite para vir conhecer a sede própria do CPFC e reviver um pouco da carinhosa hospitalidade paranaense. Com as minhas felicitações, os votos de permanentes realizações “.

Chloris Casagrande Justen, presidente da APL

OPINIÃO DE VALOR

Criação de igreja é negociada até em anúncio de classificados

Se abrir uma empresa é sonho de consumo de todo empreendedor, montar sua própria igreja virou sinônimo de um bom negócio. No último fim de semana, a seção de classificados de um jornal de Brasília tornou público o desejo de um certo Francisco. “Procuro 2 pessoas p/ juntos abrirmos uma igreja”, diz a curta mensagem na área destinada a recados, logo abaixo de outros outros anúncios em que homens e mulheres procuram parceiros para relacionamentos sinceros. A reportagem é de Jailton de Carvalho e publicada pelo jornal O Globo, 02-07-2013. A mensagem de Francisco vem acompanhada do número do celular para contato. Quem se atreve a ligar para o telefone indicado rapidamente esclarece qualquer dúvida sobre o motivo do negócio. Na segunda-feira, o autor do anúncio, que se apresenta como Francisco, foi direto ao ponto: - Eu não sei qual é o seu objetivo. O meu eu sei. É espiritual e financeiro. Sou bastante objetivo nos meus negócios - avisa. Ele diz que prefere ser franco porque não quer perder tempo com discussões sobre ortodoxia religiosa. Sem contestação do outro lado da linha, Francisco se sente à vontade para expor seus planos. Ele quer fundar uma igreja pentecostal como muitas outras que existem por aí e ganhar muito, muito dinheiro. Basta usar técnicas de hipnose coletiva, simular milagres e recolher dízimo. - Não tem limite. É muita grana. Dois milhões. Dez milhões. Ou até mais. O negócio é um rio correndo para o mar - profetiza. Francisco tem como espelho pastores de outras igrejas que surgiram no nada e, de repente, se tornaram um império. Ele diz que não quer exatamente ser uma estrela de TV. Não é um grande orador e nem faz questão de demonstrar conhecimento profundo de textos sagrados. Para o mais novo candidato a pastor, basta uma sala num barraco qualquer, de preferência numa área bem pobre e algumas cadeiras de plástico. - As igrejas não estão procurando pastores. Eles querem um sujeito que tenha noção de hipnose. Que é uma coisa muito mais rápida. Você vai chegar numa sessão, vai hipnotizar o povo. A pessoa vai ficar hipnotizada. Vai te dar 10% hoje. Amanhã dá mais 10% e conta o milagre para os outros - explica. Segundo ele, as pessoas mais simples querem milagres e estão dispostas acreditar em qualquer situação que pareça extraordinária. O futuro pastor diz ainda que os riscos do negócio são mínimos. O aluguel de uma sala num bairro pobre fica em torno de R$ 500. As cadeiras de plástico podem ser compradas a medida em que o número de fiéis for aumentando. Ele até sugere um lugar para começar:a Vila Estrutural, uma das favelas mais pobres do Distrito Federal. Não importa se outras igrejas chegaram primeiro. - Quanto mais, melhor - diz. Em seguida convida o interlocutor para uma conversa particular para acertar os detalhes do negócio. No primeiro contato não pediu investimento inicial dos sócios, nem disse como o negócio será rateado. A fé pode render muito. Exemplos não faltam. E, então, ele começa a citar nomes de outros aventureiros que se tornaram ricos, muito ricos, vendendo ilusões. Francisco é de uma sinceridade quase religiosa.


PARANÁ

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A4

AB Notícias TECNOLOGIA NO SUDOESTE O Núcleo de Tecnologia da Informação e o Município de Pato Branco, no Sudoeste, realizam em parceria o Projeto Desenvolvendo Talentos. O projeto atende a 40 jovens que estudam no ensino médio de escolas públicas e foram aprovados em testes específicos entre 186 candidatos. O objetivo é despertar vocação nos jovens e criar oportunidades para que eles tenham melhores chances no mercado de trabalho. NOVOS LIMITES A Câmara de Vereadores de Sarandi aprovou uma lei municipal redefinindo limites para o município. Nesta semana, a prefeitura de Maringá encaminhou ao Legislativo um projeto de lei para que também o município aprove novos limites. No novo mapa, o Jardim Atlanta, na zona leste, fica inteiro para Maringá. Sarandi fica com todo o Jardim Panorama II e Parque Regente. Com a nova demarcação, Sarandi tem a área aumentada em cerca de 500 lotes e ganha mais quatro mil moradores. ECONOMIA AQUECIDA A Região Metropolitana de Curitiba fechou maio com a menor taxa de desocupação no mercado de trabalho (3,9%), segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Além disso, registrou o melhor rendimento médio para o trabalhador do país, com R$ 2.027,20. Os números apontam para o aquecimento econômico na capital, que vem registrando Produto Interno Bruto (PIB) superior à média nacional. CAMINHADA DA JURUBA Apucarana, Norte do Estado, realiza no dia 14 de julho a 4ª edição da Caminhada Internacional da Juruba. Com percurso de 12 quilômetros e realizado em parceria com a Emater, o circuito é credenciado pela ONG Anda Brasil, Federação Internacional de Esportes Populares e pelo Projeto de Caminhadas na Natureza. A expectativa é reunir mais de 300 pessoas e os principais atrativos do trajeto são os produtos da agricultura familiar. SUPERÁVIT EM PONTA GROSSA A balança comercial de Ponta Grossa continua apresentando resultados positivos. De acordo com os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o saldo da balança comercial ponta-grossense (resultados das exportações menos importações) registrou um superávit de 87 milhões de dólares. Isso representa uma alta de 105,6% em relação aos valores do mês de abril, com cerca de 42 milhões de dólares. FESTIVAL DE BONECOS A 19ª edição do Festival Espetacular de Teatro de Bonecos acontece de 6 a 14 de julho em Curitiba. Este ano, terá como mascote um boneco gigante que ficará sentado sobre o painel do Poty Lazarotto na fachada do Teatro Guaíra. O festival engloba a exposições, documentários e apresentações ao ar livre com companhias da região e de outros lugares do Brasil, com entrada franca. EXPOTÉCNICA 2013 A Expotécnica 2013 começa hoje, 4, em Sabáudia, Norte do Estado. A expectativa da Emater é atrair em torno de 3500 pessoas e tornar o evento em um pólo do agronegócio. O objetivo é atender as demandas dos agricultores dos municípios da região nas adequações de máquinas e implementos e nos procedimentos técnicos de proteção dos solos em risco de erosão. COMEMORAÇÃO EM GUARAPUAVA A primeira Festa Julina do Hospital São Vicente será realizada nos dias 13 e 14 de julho, no parque de exposições Lacerda Werneck, em Guarapuava, Centro-Sul do Estado. O evento envolve mais de 20 entidades em sua organização e deve atrair um público de dez mil pessoas. Terá apresentações culturais, barracas típicas e a tradicional dança da quadrilha. REDE DE ESGOTO Capitão Leônidas Marques, no Oeste, conta com um projeto para a implantação do sistema de esgoto sanitário da área urbana. O projeto foi apresentado em uma audiência pública com

Cooperativismo

Richa destaca a importância das cooperativas no Paraná Em 2012, o setor movimentou R$ 38,5 bilhões, o que representa 16% do PIB do Paraná

O

governador Beto Richa afirmou na terça-feira (02/07), durante a abertura do Fórum de Presidentes das Cooperativas Paranaenses, em Curitiba, que o governo estadual não medirá esforços para promover e garantir o crescimento do cooperativismo paranaense. No encontro com lideranças de cooperativas de todas as regiões do Estado, Richa apresentou as políticas de governo nas áreas de transporte e logística. “O Governo do Estado tem uma grande parceria com as cooperativas do Paraná, que são modelo de cooperativismo para todo o País. As cooperativas cumprem um papel fundamental para o desenvolvimento do Estado, pois geram renda e riqueza para os municípios e apresentam resultados que nos orgulham”, disse Beto Richa.  Em 2012, o setor movimentou R$ 38,5 bilhões, o que representa 16% do PIB do Paraná. São mais de 900 mil cooperados e mais 1,6 milhão de postos de trabalho em todas as regiões do Estado.  Richa destacou que o governo realiza investimentos em transporte e logística para ampliar a competitividade da economia paranaense. “Estamos trabalhando para integrar os corredores rodoviários a fim de melhorar o escoamento da safra, da porteira da propriedade ao porto e, também, aos grandes centros consumidores”, disse ele.

Jonas Oliveira/ANPr

abnoticias@abcom.com.br

Governador Beto Richa participa da abertura do Fórum de Presidentes das Cooperativas Paranaenses, na sede da Ocepar

Entre eles, estão as patrulhas do campo, que aceleram o trabalho de adequação e melhoria das estradas rurais e de recuperação da malha rodoviária paranaense. O governador destacou também a questão do pedágio, com a reabertura do diálogo com as concessionárias e a retomada de obras, com um cronograma de R$ 1,7 bilhão para investimentos em duplicações e contornos. “Aprendemos muito nas nego-

ciações do pedágio e não vamos repetir os erros do passado”, afirmou. Richa mencionou que Estado está negociando a retomada de obras que foram retiradas dos contratos, entre 2000 e 2006, e a antecipação de obras previstas para daqui a alguns anos sem que isso implique impacto nas tarifas. O governo estadual também atua na remodelagem da Ferroeste e realiza intensos investimentos nos portos de Antonina e Paranaguá.

PR reforça segurança pública com mais 268 viaturas O governador Beto Richa entregou ontem, em Curitiba, mais 268 novas viaturas para as polícias Militar e Civil e Científica de todo o Paraná. Os veículos fazem parte do lote de 1.470 automóveis adquiridos pelo Governo do Estado. A frota das forças de segurança paranaense não era renovada desde 2006. “O governo estadual está contratando mais policiais, dando a eles um salário mais digno e também as condições necessárias de trabalho para combater a criminalidade no Estado”, afirmou o Beto Richa. Desde 2011, o governo já contratou 4.457 novos policiais e bombeiros, realizou a abertura de concurso público para a contratação de mais 5.264, e assinou a remuneração por subsídio, elevando o salário inicial do soldado para R$ 3.225,99, o maior entre os estados.  As ações do programa Paraná Seguro, lançado pelo governador em 2011, tem estruturado a área de Segurança Pública. Um dos resultados foi o índice de homicídios dolosos, que caiu 15% nos cinco primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2012. 

Pedro Ribas/ANPr

Os veículos fazem parte do lote de 1.470 automóveis adquiridos pelo Governo do Estado

As 1.470 viaturas adquiridas pelo Governo do Estado atenderão a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros, o Instituto de Criminalística e o Instituto MédicoLegal, e são distribuídas a partir de planejamento estratégico elaborado pela Secretaria da Segurança Pública. “Estamos renovando toda a frota paranaense. São viaturas de porte arrojado que darão maior eficácia ao trabalho

de nossas polícias”, disse o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques. Dos veículos entregues nesta quarta-feira, 144 Renault Duster e Fluence, Mitsubishi Pajero e Volkswagen Amarok vão equipar batalhões da Polícia Militar em Guarapuava, Maringá, Londrina, Ponta Grossa, Cascavel, São José dos Pinhais, Ivaiporã, Irati, Telêmaco Borba, Foz do Iguaçu, Lapa, Colombo e Piraquara.

De janeiro de 2011 até a semana passada, o BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) contratou R$ 1,1 bilhão em operações de crédito para financiar as cooperativas paranaenses, disse o governador. São investimentos na armazenagem de grãos e insumos, industrialização (aves, leite, suínos, milho, trigo, soja, cana-de-açúcar), logística, produção e desenvolvimento de sementes, capital de giro e eletrificação rural.

Secretário mostra projetos a empresários da construção civil O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, reforçou o diálogo do Governo do Estado com empresários e entidades do Paraná, na apresentação de obras e projetos para até 2014. O encontro na noite de terçafeira (2), no prédio do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná (Sinduscon-PR), em Curitiba, também teve a participação do diretor-geral da Paraná Edificações, Luiz Fernando de Souza Jamur. “O diálogo com produtores, empresários, municípios e entidades faz parte da política do Governo do Estado. Isso possibilita atendermos as demandas do Paraná”, disse o secretário de Infraestrutura, José Richa Filho. Ele explicou que mostrar as ações, obras, projetos e programas é importante para que a população entenda o que está sendo feito.  A modernização da infraestrutura do Paraná tem como princípio a integração de todos os modais - rodoviário, portuário, ferroviário, hidroviário e aeroportuário -, para que melhorar o escoamento de produtos.

Curitiba vai ganhar mais 624 apartamentos de programa habitacional A Prefeitura e a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) assinaram junto à Caixa Econômica a contratação de R$ 60,4 milhões do programa Minha Casa Minha Vida para a construção de 624 apartamentos no bairro Cachoeira, na Regional Boa Vista. Nesta terça-feira (02), famílias que adquiriram as unidades na planta escolheram os imóveis que irão ocupar. Os novos apartamentos estão distribuídos em dois empreendimentos: Residencial Cedros, com 544 unidades, e Residencial Figueiras, formado por 80 apartamentos. Ambos serão destinados para inscritos na fila da Cohab com renda entre R$ 1.601,00 e R$ 3.275,00, a faixa 2 do programa Minha Casa Minha Vida. “São mais centenas de curitibanos que vão sair do aluguel ou deixar de morar de favor na casa

de parentes”, destaca o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues. O valor médio dos imóveis é de R$ 97 mil. A aquisição pelas famílias contempladas poderá ser financiada em até 25 anos e, conforme a faixa de renda, pode ser incluído subsídio de até R$ 17 mil no preço final - quanto menor a renda maior é o subsídio. As unidades foram comercializadas na planta e durante a fase de obras as famílias irão pagar os juros do financiamento. Os condomínios são formados por blocos com quatro pavimentos de quatro apartamentos cada. As unidades terão dois quartos. Na área comum dos residenciais, haverá parquinho infantil, salão de festas com churrasqueiras e área de estacionamento com uma vaga por apartamento. No mês de maio, os contemplados foram convocados para reuniões ex-

plicativas sobre o empreendimento e condições de financiamento. As famílias que demonstraram interesse em adquirir uma unidade encaminharam a documentação necessária para aprovar o financiamento. Conforme os cadastros são pré-aprovados, os beneficiados estão sendo chamados para escolher os apartamentos, respeitando a ordem de inscrição. A assistente administrativa Franciele da Cunha, de 37 anos, está perto de realizar dois sonhos, um em consequência do outro. A conquista de um apartamento no residencial Figueiras vai possibilitar o seu casamento com o gerente comercial Fabiano Klassmann, de 40 anos. Atualmente eles vivem com o filho de 1 ano e sete meses em um imóvel cedido por familiares no Campo Comprido. “Ter uma casa própria é o sonho de qualquer

família, felizmente estamos muito perto de realizar o nosso. Nós já conhecemos a região do conjunto e gostamos bastante, agora é só aguardar”, diz ele. Rosemeri Pereira, de 33 anos, vai deixar para trás o aluguel de R$ 550 que paga mensalmente para viver com a mãe em uma casa no Capão Raso. “É uma alegria muito grande poder pagar por algo que depois será nosso. Escolhi um apartamento no segundo andar porque não tem tanto barulho como no térreo e tem só um lance de escada, já que minha mãe é idosa”, explica. Com a contratação dos dois novos empreendimentos, chega a 5.187 o número de unidades habitacionais em obras em Curitiba com recursos do programa Minha Casa Minha Vida. Outras 4.249 moradias já foram entregues desde a criação do programa, das quais 1.074 neste ano.


Contexto Político Beto enxuga máquina

O governador Beto Richa confirmou na manhã desta quarta-feira, durante a solenidade de entrega de novos veículos para a polícia, que irá fazer uma reforma administrativa como forma de “enxugar” a máquina. Segundo ele, a redução de gostos é necessária diante da crise que o governo vive em razão da redução de repasses do governo federal. Richa não confirmou a informação que poderia reduzir o número de secretarias e dos cargos comissionados.

Fim do voto secreto

A comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou nesta quarta-feira, o fim do voto secreto no Congresso Nacional. A medida consta de Proposta de Emenda à Constituição (PEC 20/2013) de iniciativa do senador Paulo Paim, do PT do Rio Grande do Sul, e teve o voto favorável do relator, o senador paranaense Sérgio Souza, do PMDB. Segundo a Agência Senado, o texto segue agora para o plenário do Senado, onde terá dois turnos de votações. Se aprovada, a PEC seguirá para a Câmara dos Deputados.

Levados a erro

Roseli Abrão

Constituição Federal. Neste caso, a indicação para a vaga agora aberta com a aposentadoria de Hermas Brandão cabe ao Poder Legislativo. -- A eleição para o Tribunal de Contas é regulamentada pela Constituição federal e estadual, não é a vontade da Assembleia que vai mudar esta escolha, disse Rossoni.

Ampla participação

Rossoni destacou que todos os candidatos (são 45) terão direito ampla participação, inclusive poderão defender suas indicações no plenário da Casa. A comissão especial criada na Casa irá ouvir os pretendentes, na próxima semana (segunda e terçafeira). Nos dias 15 e 16, se quiserem, poderão falar ao plenário.

Manifestação

Tendo como slogan “Ladrão fiscalizando Ladrão dá em Corrupção. Político no Tribunal de Contas não!”, os manifestantes pretendem chamar a atenção dos paranaenses para a importância de esse cargo ser exercido por profissionais com conhecimento mais técnico no assunto. Os manifestantes vão defender que a eleição seja pelo voto aberto, o que é vedado pela Constituição Federal.

Precedente?

Os manifestantes que pretendem protestar nesta quinta-feira contra a eleição de um deputado como conselheiro do Tribunal de Contas estão sendo levados a erro. A afirmação é do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, que abriu a sessão plenária desta quarta-feira esclarecendo que não é a “vontade” da Casa que irá mudar esta escolha até porque está se cumprindo o que determina a

Diário Indústria&Comércio

roseli@roseliabrao.com.br

Com a notícia que Plauto Miró pode ser impedido de concorrer ao Tribunal de Contas por não ter curso superior, houve quem lembrasse quando o então governador, Jaime Lerner tentou indicar seu fiel escudeiro Gerson Guelmann, mas que não prosperou porque ele não tinha o terceiro grau. Plauto está na mira daqueles – em especial de seu principal adversário, o deputado Fábio Camargo – que defendem esta exigência.

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A5

Uma lenda

Gerson Guelmann, no entanto, esclarece que não foi porque não tinha curso superior que foi impedido de concorrer ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas. Segundo ele, isso é “uma lenda” disseminada pela então bancada de oposição ao governo Jaime Lerner. Guelmann faz coro ao que diz o relator da comissão especial da Assembleia Legislativa que irá ouvir os postulantes ao Tribunal de Contas, deputado Wilson Quinteiro, que curso superior não é pré- requisito para ocupar o cargo. Que esta exigência não está prevista na Constituição. Naquela época, destaca Guelmann, a discussão girava em torno a quem cabia a indicação e, por uma decisão judicial, coube ao corpo de auditores e procuradores do próprio TC. Da lista tríplice então apresentada, Lerner nomeou Fernando Guimarães.

Reforma política

O deputado Caito Quintana, do PMDB, defendeu nesta quarta-feira que a Assembleia Legislativa abra um amplo debate sobre a reforma política. Segundo Caito, algumas das propostas para o plebiscito não são claras nem mesmo para os políticos. O deputado questiona, por exemplo, o voto em lista fechada. Qual seria o critério para a elaboração de uma lista de candidatos? Para o deputado, o voto em lista fechada, que seria elaborada pela cúpula partidária poderia privilegiar alguns em detrimento de outros.

Voto distrital

Outro ponto que precisa clareza, segundo Caito, é sobre o voto distrital. Ele teme que se crie no Brasil um novo tipo de político, que ele chama de “reizinho”. Mas, pior que isso, acredita, com o voto distrital correse o risco de impedir o surgimento de

novas lideranças políticas. “Como vamos fazer um plebiscito sobre a reforma política sem termos clareza das propostas?”, questionou o deputado.

Professores

A Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa aprovou nesta quarta-feira o parecer do deputado Elio Rush, do DEM, favorável ao projeto de lei complementar de autoria do Poder Executivo que dispõe sobre o piso salarial dos professores da rede estadual de educação básica do Paraná, em virtude do reajuste do piso nacional e da equiparação do salário de ingresso de professores ao dos agentes profissionais do quadro próprio do Executivo.

Fundo partidário

O Tribunal Superior Eleitoral distribuiu em junho a 29 dos 30 partidos existentes no Brasil R$ 24.514.010,33 de verbas do Fundo Partidário. Segundo o TSE, o PT legenda com maior bancada na Câmara dos Deputados, recebeu o maior valor, quase R$ 4 milhões, seguido do PMDB, que ganhou cerca de R$ 2,9 milhões, e do PSDB, que recebeu mais de R$ 2,7 milhões. Apenas o PTN – Partido Trabalhista Nacional – deixou de receber recursos. Segundo o TSE, a legenda está impedida de receber cotas por oito meses, conforme decisão proferida em julgamento de prestação de contas.

Critérios

O TSE esclarece que o artigo 5º da Lei dos Partidos Políticos (Lei n° 9.096/1995) determina que 95% dos valores do Fundo Partidário devem ser distribuídos para as legendas na proporção dos votos obtidos na última eleição geral para a Câmara dos Deputados. Os 5% restantes são divididos em partes iguais a todos os partidos que tenham seus estatutos registrados no TSE

pessimismo

Confiança do comércio completa um ano em queda O indicador que mede as expectativas do empresário para o futuro caiu 1,8% em junho

De janeiro a junho, o saldo do fluxo cambial ficou positivo em US$ 9,535 bilhões, contra US$ 16, 859 bilhões de igual período de 2012

O

Saídas de dólares superam entradas em US$ 2,6 bi em junho

nível de confiança dos empresários do comércio caiu 1% em junho deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), essa é a 12ª queda consecutiva mensal do indicador. O indicador que mede as expectativas do empresário para o futuro caiu 1,8% em junho. É

a primeira vez, desde março de 2012, que a confiança em relação aos próximos meses teve um desempenho pior do que o indicador que avalia a situação atual (que recuou 1,1%). Entre as avaliações sobre o futuro, os empresários estão menos otimistas em relação à economia (-2,1%), ao setor comercial (-2,7%) e à empresa (-0,7%). Já em relação à avaliação sobre a situação atual,

a única queda foi observada em relação à avaliação sobre o momento presente da economia, que teve queda de 6,5%. Por outro lado, os empresários avaliaram positivamente o comércio (1,8%) e a sua própria empresa (0,9%). Segundo o economista Fábio Bentes, da CNC, a queda sucessiva nos últimos 12 meses está relacionada à desaceleração do comércio. “A expectativa do empresário anda

de mãos dadas com o comportamento das vendas”, explicou. Bentes lembra que, em meados do ano passado, o comércio crescia a taxas próximas de 10% e o otimismo era maior. “Neste ano, a taxa média de crescimento é 3%. E o que tem provocado essa desaceleração, entre outros fatores, é a inflação. A inflação atrapalhou muito as vendas do comércio neste ano”, disse.

Índice de Commodities Brasil apresenta alta de 5,34% em junho, informa BC O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), calculado pelo Banco Central (BC), registrou alta de 5,34% em junho, na comparação com maio deste ano. Em 12 meses encerrados em junho, a alta ficou em 6,93%. O IC-Br é calculado com base na variação em reais dos preços de

produtos primários brasileiros negociados no exterior (as commodities). O BC observa os produtos que são relevantes para a dinâmica dos preços ao consumidor no Brasil. No mês, as commodities agropecuárias (carnes de boi e de porco, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar,

milho, café e arroz) registraram a maior alta: 5,73%, seguidas pelas de energia (petróleo, gás natural e carvão), com crescimento de 4,4%. Os metais (alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel) apresentaram alta de 4,3%.

Aneel propõe tarifa diferenciada de acordo com horário de consumo A partir do ano que vem, os consumidores de energia elétrica poderão optar por um modelo de cobrança que oferece preços diferentes de acordo com os horários de consumo. A modalidade tarifária branca foi debatida ontem em audiência pública pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A tarifa branca funcionará da seguinte forma: de segunda a sextafeira haverá um horário de ponta, no início da noite, quando a energia será mais cara. Uma hora antes e uma depois desse horário, será o horário intermediário, quando a tarifa será um pouco menor. Nesses dois horários, o preço da energia será maior do que o que é pago atualmente. Nos demais horários, a tarifa será mais barata do que o empregado hoje em dia. Nos finais de semana e feriados nacionais, a tarifa mais barata será adotada para todas as horas do dia. A tarifa diferenciada será opcional, ou seja, quem não quiser mudar pode continuar com o sistema atual. O superintendente

de Regulação de Comercialização da Eletricidade da Aneel, Marcos Bragatto, alerta que o consumidor tem que avaliar bem se a adoção da tarifa branca vai valer a pena para cada caso. “Se ele não tiver uma mudança de hábito de consumo, pode acontecer de ele pagar mais caro optando por essa tarifa. Então é preciso avaliar com muita cautela se realmente vai ser vantajoso ou não”, disse à Agência Brasil.

A aplicação da tarifa está condicionada à instalação de um medidor de energia eletrônico, que ainda deve ser homologado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Os aparelhos serão instalados pelas distribuidoras, sem custo imediato para os consumidores. No entanto, esse custo poderá ser repassado na forma de reajuste da tarifa de energia.

Em junho, o Índice Internacional de Preços de Commodities (CRB), calculado pelo Commodity Research Bureau, registrou alta maior (6,66%) que a do IC-Br. Em 12 meses encerrados em junho, o índice internacional apresentou alta de 5,9%.

Augustin defende BNDES e nega “contabilidade criativa” O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, voltou a negar que as mudanças nas regras de pagamento de dividendos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sejam uma manobra para melhorar o esforço fiscal do governo, em uma manobra conhecida no meio técnico como “contabilidade criativa”. Augustin participou de reunião na Comissão de Finanças e Tributação na Câmara dos Deputados. O Tesouro já tinha emitido nota explicando que as alterações apenas simplificam o repasse de dividendos do banco de fomento à União, sem efeito na programação financeira do Tesouro. Decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União, em 28 de junho, permitiu que o saldo da reserva de lucro para futuro aumento de capital fosse usado no cálculo dos dividendos do BNDES.

As saídas de dólares do país superaram as entradas em junho. De acordo com dados divulgados ontem pelo Banco Central (BC), o saldo negativo ficou em US$ 2,636 bilhões. Em maio, o saldo ficou positivo em US$ 10,755 bilhões. O resultado negativo do mês passado veio tanto do segmento financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações), em US$ 771 milhões, quanto do comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações), em US$ 1,865 bilhão. De janeiro a junho, o saldo do fluxo cambial ficou positivo em US$ 9,535 bilhões, contra US$ 16, 859 bilhões de igual período de 2012. No primeiro semestre, o fluxo financeiro ficou negativo em US$ 7,324 bilhões, enquanto o comercial registrou saldo positivo de US$ 16,859 bilhões. O BC também informou que os bancos fecharam junho em posição de câmbio comprada

(indica expectativa de alta do dólar) em US$ 3,063 bilhões. Em maio, a posição comprada era US$ 5,408 bilhões. Os dados do BC também mostram que no leilão de venda dólares com compromisso de recompra futura, realizado no dia 20 de junho, o total negociado ficou em US$ 1,707 bilhão. Foram ofertados até US$ 3 bilhões. Além desse leilão, o BC tem feito operações de swap cambial tradicional, equivalente à venda de dólares no mercado futuro, para tentar suavizar a alta do dólar. Na terça-feira (02), entretanto, em um dia sem atuação do BC, o dólar fechou vendido a R$ 2,2501. Foi a primeira vez em 12 dias em que o dólar comercial encerrou acima de R$ 2,25. Há mais de um mês, o mercado financeiro global enfrenta turbulências por causa da perspectiva de que o Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos Estados Unidos, reduza os estímulos monetários para a maior economia do planeta.

Brasil aguarda janela de oportunidade para emitir títulos da dívida externa O Tesouro Nacional aguarda uma “janela de oportunidade” para realizar uma nova emissão de títulos da dívida externa do governo brasileiro no mercado financeiro internacional. O prazo não está definido, mas a última operação ocorreu em maio, quando foram vendidos US$ 800 milhões. Por meio das emissões de títulos da dívida externa, o governo pega dinheiro emprestado dos investidores internacionais com o compromisso de devolver os recursos com juros. Taxas menores de juros indicam menor grau de desconfiança dos investidores em relação ao Brasil e ao pagamento da dívida do país. As emissões também ajudam a estabelecer uma tendência para as taxas tanto para futuras captações do governo quanto para as das empresas. “Fizemos uma emissão há

pouco tempo para demonstrar os fundamentos. Embora haja um momento de volatilidade internacional importante, estamos com a expectativa de fazer emissão em um prazo não muito longo. Assim que nós entendermos que há uma janela boa, vamos fazer uma emissão”, disse. Para ele, a nova operação será para demonstrar mais uma vez os “fundamentos sólidos do Brasil”. Para ele, o “mercado real”, aquele que compra títulos, tem avaliado que os fundamentos econômicos do país são os melhores possíveis. O mesmo tem acontecido, informou, no mercado interno. “Demonstra um mercado [potencialmente] comprador dos títulos do Tesouro Nacional em meio a uma volatilidade decorrente das taxas de juros do mercado dos Estados Unidos.


negócios

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A6

COOPERATIVA

Empresas&Produtos Uninter em simulação do Bombeiros

Como parte da comemoração do Dia Nacional do Bombeiro, durante esta primeira semana de julho, o 1º Grupamento de Bombeiros de Curitiba está realizando diversas ações, entre elas uma simulação de incêndio no Edifício Arthur Hauer, seguida de uma evacuação de emergência e salvamento em altura, utilizando uma tirolesa, com chegada no campus Garcez, do Centro Universitário Uninter. Esta simulação vai acontecer no domingo (07), às 08 horas.

ACP recebe palestrantes do Interbusiness

Nesta quinta-feira (4), na sede da Associação Comercial do Paraná (ACP), será realizado um café da manhã de boas vindas aos conferencistas do IV Interbusiness Curitiba. Entre as presenças confirmadas para a data, o psiquiatra, escritor, pesquisador e conferencista internacional Augusto Cury, que fará a palestra durante o evento, também será recebido na entidade. O seminário, que em sua quarta edição tratará do tema “Formando uma Nova Geração de Pensadores”, será realizado entre os dias 4 e 6 de junho na Faculdade de Educação Superior do Paraná (FESP), em parceria com a Florida Christian University (FCU), de Orlando. O evento será patrocinado pela ACP por meio do Concex-RI, além de outras entidades públicas e privadas.

Senai oferta cursos na Vila Hauer

O Senai começa a oferecer, a partir de agosto, cursos profissionalizantes na unidade da Vila Hauer para toda a comunidade. As inscrições já estão abertas. No total, são 70 vagas para dois cursos profissionalizantes: Operador de Processos de Produção (Básico de Mecânica) e Supervisor de Produção. São 35 vagas para cada curso e podem se inscrever trabalhadores e pessoas da comunidade em geral, a partir de 16 anos, com ensino fundamental completo. As aulas começam a partir do dia 05 de agosto, sempre no período noturno.

Sorvetes gourmet entram no gosto de curitibanos Antes associados a preços baixos e aos dias quentes, os sorvetes estão deixando a categoria de refresco e adquirindo caráter gourmet, com receitas elaboradas e ingredientes selecionados. A procura é tanta que um relatório sobre sorvetes da Mintel, empresa de análises, relatórios e pesquisa de mercado, mostra que o setor de sorvetes brasileiro cresceu 33,3% nos últimos cinco anos, alcançando um volume de 398 milhões de litros. “Além disso, dados da Associação Brasileira de Indústrias de Sorvetes (ABIS) mostram que o crescimento do consumo de sorvetes no Brasil, no período de 2003 a 2010, aumentou em 63%. Com isso, um alimento antes considerado uma sobremesa para épocas de calor, vem ganhando outra visão de consumo”, comenta Carla Pereira, gerente de marketing do Grupo Eismann no Brasil, líder no mercado europeu de alimentos ultracongelados e primeira do Brasil com atuação na venda direta de alimentos. Carla destaca que, seguindo a preferência dos curitibanos por produtos diferenciados, a Eismann importa todo o mix de sorvetes da Europa, onde o doce já tem o status de alimento. “No Brasil, o consumo de sorvetes era muito diferente do que na Europa. Em países escandinavos, onde as temperaturas são baixíssimas, o consumo per capta chega a 12 litros/ano, enquanto no Brasil é de aproximadamente 6 litros/ano e, normalmente, concentrado no verão. Mas já estamos percebendo uma leve mudança de hábitos nos brasileiros, que estão apreciando cada vez mais esta iguaria”, diz. A executiva fala que a tendência dos curitibanos por produtos gourmet já está sendo percebida pelas empresas que estão investindo e abrindo novos negócios voltados para este público. “Por isso, selecionamos nossos sorvetes de acordo com este paladar mais exigente. Nossos sorvetes gourmet são elaborados com ingredientes selecionados e possuem formulações refinadas, o que permite um sabor exclusivo e uma cremosidade única”, explica.

Sicredi celebra décimo aniversário de livre admissão Regra foi instituída em 2003 e se tornou um marco para o cooperativismo

O

Sicredi, instituição de crédito cooperativo, comemorou os dez anos da livre admissão em um evento em parceria com o Banco Central (BC). O encontro, que aconteceu na última semana, contou com a participação dos presidentes das cooperativas Sicredi do Paraná e São Paulo e com executivos e técnicos do BC. “Além de falarmos sobre o resultado da livre admissão, também discutimos os desafios para o futuro e suas alternativas”, afirma o presidente da Central PR/ SP e da Sicredi Participações S/A, Manfred Dasenbrock. Instituída pela Resolução 31/06/03 do Conselho Monetário Nacional, a livre admissão se tornou um marco para o cooperativismo. A partir de sua promulgação, houve aumento do acesso das

cooperativas de crédito à sociedade, pois deixou de exigir a necessidade de vínculo profissional ou de pertencer a um mesmo ramo da atividade econômica, o que facilita o ingresso de associados. No PR e em SP, do total de 37 cooperativas, 27 já trabalham com o formato de livre admissão. Nos últimos anos, a entidade deu um salto nas operações nos estados do Paraná e de São Paulo. Em 2005, a instituição contava com R$ 1,4 bilhão em ativos, 240 milhões em patrimônio e teve R$ 788 milhões em operações de crédito. Neste ano, os ativos são de R$ 7,94 bilhões, R$ 1 bilhão de patrimônio e R$ 5 bilhões no total de operações. “Apesar da clara evolução, há condições para continuarmos crescendo”, analisa o superintendente de Supervisão da

Central Sicredi PR/SP, Reginaldo José Pedrão. Ele destaca também o crescimento de associados do Sicredi. Entre 2004 e 2013, a Central PR/ SP viu o número saltar de 195 mil para 575 mil - média de 42 mil novas adesões por ano. Na comparação entre dezembro de 2012 e maio de 2013, o Sicredi já registrou crescimento de 8% em associados. “Temos condições para continuar em evolução, ocupando o espaço que nos cabe. É possível construir um futuro ainda mais positivo”, diz o superintendente. De acordo com o gerente técnico do Banco Central, Gilson Marcos Balliana, 283 das 1.242 cooperativas do país trabalham em livre admissão. Essa evolução já torna o cooperativismo preponderante nas

CBSI - Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura CNPJ - 13.623.957/0001-36

RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento ao que dispõe o estatuto social e de conformidade com a exigência legal, o Conselho de Administração da "CIA BRASILEIRA DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA" tem a satisfação de submeter a apreciação de V.SA, o Balanço Patrimonial e Demonstrações Financeiras, relativo ao exercicio de 2012. Este Conselho de Administração, põe-se inteiro para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários ao perfeito conhecimento das demonstrações e contas oras apresentadas.“" Curitiba - PR, Junho de 2013 Conselho de Administração

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E DE 2011 - (Em milhares de reais) Ativo Circulante Caixa e equivalentes de caixa Contas a receber Estoques Impostos a recuperar Despesas antecipadas Outras Contas a Receber Adiantamentos a fornecedores Total do ativo circulante Não circulante Imobilizado Intangível Total do ativo não circulante Total do ativo

Nota 4 5

6

2012

2011

5.480 16.840 802 679 100 1.207 274 25.382

1.877 1.877

7 8

Passivo Circulante Fornecedores Obrigações trabalhistas e provisões Obrigações tributárias Demais contas a pagar Total do passivo circulante Não circulante Adiantamentos de clientes Total do passivo não circulante Patrimônio líquido Capital social Lucros (prejuízos) acumulados

Nota

Nota Receita operacional bruta Deduções da Receita Custo dos seviço prestados

12

Lucro bruto

Resultado antes das receitas e (despesas) financeiras líquidas e impostos Receitas financeiras Despesas financeiras

2012

2011

67.441 ( 5.527) ( 58.335) ----------------

( 3.686)

( 4)

( 107)

( 4)

188 ( 14)

Lucro antes do imposto de renda da contribuição social sobre o lucro

67

( 4)

IRPJ E CSLL Imposto de Renda Pessoa Jurídica Contribuição Social s/ Lucro Líquido

3 3

10

9.364 9.364

-

11

3.752 46 3.798 29.269 --------------------------

3.752 (4) 3.748 3.751 --------------------------

10

DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E DE 2011 (Em milhares de reais)

3.579

Despesas operacionais Despesas gerais e administrativas

2011

9

3.805 1.848 82 26 3.887 1.874 29.269 3.751 Total do Passivo --------------------------------------------------As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÕES DE RESULTADO EM 31 DE DEZEMDRO DE 2012 E DE 2011 (Em milhares de reais)

2012 3.243 6.059 1.027 5.778 16.107

( 11) ( 6)

------------------------------- ------------------------------50 ( 4) ------------------------------- ------------------------------As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

Lucro (prejuízo) líquido do exercício

2012 2011 Fluxos de caixa das atividades operacionais Lucro (prejuízo) líquido do exercício 50 (4) Ajustes por: Baixas Imobilizado 14 552 Depreciações e amortizações -------------------------Redução (aumento) nos ativos: Contas a receber (18.047) Estoques (802) Adiantamentos a fornecedores (679) Impostos a recuperar (100) Despesas antecipadas (274) Aumento (redução) nos passivos: Fornecedores 3.243 Obrigações trabalhistas e provisões 6.059 Obrigações tributárias 1.027 Demais contas a pagar 5.775 3 9.364 Demais contas a pagar LP -------------------------Recursos líquidos provenientes das atividades operacionais 6.182 (1) Fluxos de caixa das atividades de investimentos Integralização de capital 3.752 Fluxos de caixa das atividades de investimento Adições ao ativo do imobilizado e intangível (2.579) (1.874) (2.579) (1.874) Recursos líquidos aplicados nas atividades de investimentos 3.603 1.877 Aumento no saldo de caixa e equivalentes -----------------------------------1.877 Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício Caixa e equivalentes de caixa no final do exercício 5.480 1.877 As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO - (Em milhares de reais) Integralização do Capital Social Lucro (prejuízo) do exercício Saldos em 31 de dezembro de 2011 Lucro (prejuízo) do exercício Saldos em 31 de dezembro de 2012

Capital Social 3.752 3.752 --------------------------3.752 --------------------------As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

Lucros/Prejuízos acumulados (4) (4) 50 --------------------------46 ---------------------------

Total 3.752 (4) 3.748 50 --------------------------3.798 ---------------------------

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E DE 2011 - (Valores expressos em milhares de reais) 1. Contexto operacional Constituída em 07 de abril de 2011, sob a forma de sociedade por ações de capital fechado, resultante da parceria entre CKLS Serviços Ltda. e Companhia Siderúrgica Nacional S.A. - CSN. A Companhia presta serviços em todo o território nacional, no segmento de prestação de serviços, por meio de suas unidades situadas em Volta Redonda RJ, Arcos-MG e Araucária PR, fornecendo serviços de infraestrutura, apoio logístico e terceirização de mão-de-obra para outras empresas, atuando principalmente nos serviços de embalagem, transporte, armazenagem, manutenção e limpeza industrial. 2. Apresentação das demonstrações contábeis As demonstrações contábeis foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, os pronunciamentos, as orientações e as interpretações emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Na elaboração das demonstrações contábeis, a companhia adotou as alterações na legislação societária, introduzidas pela Lei nº 11.638/07 e Lei nº 11.941/09, que modificam a Lei nº 6.404/76 em aspectos relativos à elaboração e divulgação das demonstrações contábeis. A companhia incluiu na divulgação das suas demonstrações contábeis os seguintes relatórios: Balanços patrimoniais, demonstrações de resultados, demonstrações das mutações do patrimônio líquido e demonstrações dos fluxos de caixa. 3. Descrição das principais práticas contábeis adotadas 3.1. Apresentação das demonstrações contábeis As principais práticas contábeis adotadas na elaboração dessas demonstrações contábeis estão descritas a seguir: 3.1.1. Ajuste a valor presente Os saldos apresentados em contas a receber e contas a pagar, apresentam prazo de realização em curto prazo não necessitando serem ajustados a valor presente. 3.2. Resumo das principais práticas contábeis 3.2.1. Apuração do resultado O resultado é apurado em conformidade com o regime de competência. A receita operacional da prestação de serviços no curso normal das atividades é medida pelo valor justo da contraprestação recebida ou a receber. A receita é reconhecida no resultado no momento do faturamento. A companhia tem o procedimento de identificar e quantificar as receitas registradas e que ainda não tiveram os riscos e benefícios transferidos para o tomador ao final de cada ano. 3.2.2. Estimativas contábeis A elaboração das demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil requer que a administração da companhia use de julgamentos na determinação e no registro de estimativas contábeis. Ativos e passivos sujeitos a estimativas e premissas incluem valor residual do ativo imobilizado, provisão para redução ao valor recuperável, provisão para liquidação de créditos duvidosos, provisão para contingências, entre outras. Apesar de refletirem a melhor estimativa possível por parte da administração, a liquidação nas transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores diferentes dos estimados em razão das imprecisões inerentes ao processo da sua determinação. 3.2.3. Caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa incluem depósitos bancários e investimentos de curto prazo de alta liquidez e com risco insignificante de mudança de valor e limites utilizados de conta garantida. 3.2.4. Contas a receber As contas a receber de clientes e outras são registradas e mantidas no balanço pelo valor

nominal dos títulos representativos desses créditos. • Cálculo do valor presente: Quando necessário, será efetuado com base em taxa de juros que reflita o prazo, a moeda e o risco das transações. A contrapartida dos ajustes a valor presente de contas a receber será contra o resultado; • Provisão estimada para créditos de liquidação duvidosa: Não foi constituída provisão devido a não existência de eventos subsequentes que exigissem reservas para perdas em liquidações futuras. 3.2.5. Ativo imobilizado Os bens do ativo imobilizado foram avaliados e registrados pelo custo de aquisição, formação ou construção. A depreciação foi calculada pelo método linear com base nas taxas mencionadas na Nota Explicativa nº 6 e levou em consideração o tempo de vida útil-econômica estimada dos bens. Ganhos e perdas em alienações são determinados pela comparação dos valores de alienação com o valor contábil e são incluídos no resultado; reparos e manutenção são apropriados ao resultado durante período em que são incorridos. A companhia revisa anualmente o valor recuperável de seus ativos. Caso haja redução ao valor recuperável do ativo, é constituída provisão. 3.2.6. Passivo circulante e não circulante Os passivos circulantes e não circulantes são demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos, variações monetárias e/ou cambiais incorridas até a data do balanço patrimonial. Quando aplicável, os passivos circulantes e não circulantes são registrados a valor presente, transação a transação, com base em taxas de juros que refletem o prazo, a moeda e o risco de cada transação. A contrapartida dos ajustes a valor presente é contabilizada contra as contas de resultado que deram origem ao referido passivo. A diferença entre o valor presente de uma transação e o valor de face do passivo é apropriada ao resultado ao longo do prazo do contrato com base no método do custo amortizado e da taxa de juros efetiva. As provisões são registradas tendo como base as melhores estimativas possíveis do risco envolvido. Uma provisão é reconhecida no balanço patrimonial quando a companhia possui uma obrigação real legal ou constituída como resultado de um evento passado, e é possível que um recurso econômico seja requerido para saldar a obrigação. A provisão para férias e respectivos encargos foi constituída com base nas férias vencidas e proporcionais. 3.2.8 Instrumentos financeiros • Ativos financeiros não derivativos A companhia reconhece os empréstimos e recebíveis e depósitos inicialmente na data em que foram originados. Todos os outros ativos financeiros são reconhecidos inicialmente na data da negociação na qual a companhia se torna uma das partes das disposições contratuais do instrumento. A companhia deixa de reconhecer um ativo financeiro quando os direitos contratuais aos fluxos de caixa do ativo expiram, ou quando a companhia transfere os direitos ao recebimento dos fluxos de caixa contratuais sobre um ativo financeiro em uma transação no qual essencialmente todos os riscos e benefícios da titularidade do ativo financeiro são transferidos. Os ativos ou passivos financeiros são compensados e o valor líquido apresentado no balanço patrimonial quando, somente quando, a companhia tenha o direito legal de compensar os valores e tenha a intenção de liquidar em uma base líquida ou de realizar o ativo e liquidar o passivo simultaneamente.

redes de atendimento do país, pois já é a terceira maior do país, especialmente quando se trata de crédito rural. “O cooperativismo de crédito está presente em municípios nos quais os bancos ainda não estão”, diz. “Mesmo onde existem bancos, as cooperativas se mostram mais próximas dos cidadãos”, completa. Balliana também avaliou os desafios das cooperativas para o futuro. Entre eles, estão a inserção nos centros urbanos; a concorrência com o sistema bancário, especialmente no valor das tarifas; descentralização das cooperativas para as regiões Norte e Nordeste. “O Banco Central é indutor do ingresso da população no sistema financeiro. As cooperativas vêm ganhando espaço passo a passo, dentro das nossas condições de acompanhamento”, analisa.

• Passivos financeiros não derivativos A companhia reconhece títulos de dívida emitidos e passivos inicialmente na data em que são originados. Todos os outros passivos financeiros são reconhecidos inicialmente na data de negociação na qual a companhia se torna uma parte das disposições contratuais do instrumento. A companhia baixa um passivo financeiro quando tem suas obrigações contratuais retirada, cancelada ou vencida. Os ativos e passivos financeiros são compensados e o valor líquido é apresentado no balanço patrimonial quando, e somente quando, a companhia tenha o direito legal de compensar os valores e tenha a intenção de liquidar em uma base líquida ou de realizar o ativo e quitar o passivo simultaneamente. A companhia tem os seguintes passivos financeiros não derivativos: fornecedores e outras contas a pagar. Tais passivos financeiros são reconhecidos inicialmente pelo valor justo acrescido de quaisquer custos de transação atribuíveis. Após o reconhecimento inicial, esses passivos financeiros são medidos pelo custo amortizado através do método dos juros efetivos. 4. Caixa equivalentes de caixa 2012 2011 Caixa Geral Bancos conta movimento Aplicações financeiras

11 194 5.275 5.480 -------------------

1.877 1.877 --------------------

5. Contas a receber Em 31 de dezembro de 2012, o saldo de R$ 16.840 refere-se aos valores a receber decorrentes do curso normal das atividades operacionais de prestação de serviços pela companhia, substancialmente representados pelo seu principal tomador de serviços, CSN - Companhia Siderúrgica Nacional. A administração da companhia julgou não ser necessária a constituição de provisão para créditos de liquidação duvidosa em razão da não existência de eventos pretéritos ou subsequentes à data base de preparação das demonstrações contábeis que indicassem a necessidade da constituição de reservas para fazer frente a perdas em liquidações futuras. 6. Outras contas a receber 2012 2011 CKLS Serviços Ltda - conta corrente 1.020 Outros valores a receber 187 1.207 -------------------------------------Em janeiro de 2012, ocorreu a transferência de 1.234 empregados da empresa CKLS Serviços Ltda. para a empresa CBSI - Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura, que compõem o mesmo grupo econômico. Entretanto, conforme acordo de sócios firmado entre as empresas, o pagamento das férias desses empregados transferidos estão sendo rateadas, ou seja, no momento do pagamento das mesmas através do gozo e/ou rescisão contratual, a CKLS Serviços Ltda. é responsável pelo pagamento do período aquisitivo adquirido até 31 de dezembro de 2011, e o restante das férias é devida pela CBSI. Em 31 de dezembro de 2012 essa obrigação montava em R$ 1.020. 7. Imobilizado Taxa anual de Custo Depreciação depreciação % corrigido acumulada 2012 2011 Móveis e utensílios 10% 94 (2) 92 11 Veículos 20% 1.868 (192) 1.676 728 Equipamentos de informática 20% 354 (51) 303 135 Ferramentas 20% 1.499 (266) 1.233 974 534 (33) 501 Máquinas e Equipamentos 10% 4.349 (544) 3.805 1.848 ----------------------------------------------------------- --------------- --------------O imobilizado é registrado ao custo de aquisição, deduzido da depreciação, calculado pelo método linear, com base em taxas determinadas em função do prazo de vida útil estimado dos bens. O imobilizado estava livre de ônus ou gravames em 31 de dezembro de 2012 e 2011. 8. Intangível Taxa anual de Custo Amortização amortização % corrigido acumulada 2012 2011 89 (7) 82 26 Software 20% 89 (7) 82 26 --------------------------------------------------------------------------9. Obrigações trabalhistas e provisões 2012 2011 Salarios A Pagar 1.928 Encargos Sociais A Pagar 432 Provisoes 3.699 ------------------------------6.059 Total Encargos Sociais e Trabalhistas ----------------------------------------------10. Demais contas a pagar 2012 2011 Adiantamentos de Clientes 4.949 Sindicatos a Pagar 21 Pensao Alimenticia a Pagar 22 Contas Diversas a Pagar 778 Emprestimos a Funcionários Lei 10820/03 8 CKLS Serviços 3 ------------------------------5.778 3 ------------------------------O montante de R$ 4.949 no circulante e R$ 9.364 no não circulante refere-se a adiantamentos dos contratos de serviços firmados entre as partes, no percentual de 10% do montante contratado, para fins de mobilização, os quais serão amortizados dentro do período do contrato à razão de 10% do faturamento mensal. 11. Capital Social 2012 Acionista Quotas Capital em R$ Percentual CKLS Serviços Ltda. 1.876.126 1.876.126 50,00% Companhia Siderúrgica Nacional S.A. 1.876.146 1.876.146 50,00% --------------------------------------------------------------- -------------------------------3.752.272 3.752.272 100,00% --------------------------------------------------------------- -------------------------------12. Receita operacional líquida 2012 2011 Receita Bruta 67.441 (-) ISS (1.896) (-) PIS (647) (-) COFINS (2.984) ----------------------------------61.914 ---------------------------------------------------13. Seguros Os seguros são contratados com bases técnicas e são considerados suficientes para a cobertura de eventuais perdas decorrentes de sinistros com bens do ativo permanente e de responsabilidade civil. As premissas utilizadas pela administração da Companhia para definição das bases técnicas para contratação dos seguros não foram objeto de exame por parte dos auditores independentes contratados. 14. Instrumentos Financeiros A Companhia utilizou até 31 de dezembro de 2012 os seguintes métodos e premissas no cálculo do valor justo de seus instrumentos financeiros: Disponível e aplicações financeiras - os valores estão registrados ao valor de mercado, na data da demonstração contábil. Contas a receber e contas a pagar - os montantes divulgados no balanço patrimonial para contas a receber e contas a pagar, aproximam-se de seus valores de mercado, considerando as provisões constituídas, o seu vencimento a curto prazo e a ausência de atualizações monetárias sobre a parcela vencida do contas a receber; Outras contas - nenhuma outra conta contábil apresenta diferenças relevantes entre os valores registrados contabilmente pela Companhia e seus valores prováveis de realização e valores de mercado em 31 de dezembro de 2012; Risco de crédito - esses riscos são administrados por critérios específicos de análise de crédito e estabelecimento do limite de exposição para cada cliente. Risco de exposição cambial - a administração da Companhia não julga necessário à administração dos riscos decorrentes da variação cambial uma vez que não possui transações atreladas ao câmbio. EDSON LOPES CORREA Diretor Financeiro

ROSANGELA THOMAZ GUIMARÃES Diretora de Operações

FLAVIO DE SOUZA BATISTEL Contador CRC-PR 035.794/O-4 CPF-707.122.719.53

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos administradores e acionistas CBSI – Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura. Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis da CBSI – Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura em 31 de dezembro de 2012, e as respectivas demonstrações de resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa, correspondentes ao exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração da Companhia sobre as demonstrações contábeis A administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações

contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelo auditor e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião.

Opinião Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, as posições patrimonial e financeira da CBSI – Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura em 31 de dezembro de 2012, o desempenho de suas operações, as mutações de seu patrimônio líquido e seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Outros assuntos As demonstrações contábeis relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011, apresentadas somente para fins de comparabilidade, não foram examinadas por nós nem por outros auditores independentes e, consequentemente, não estamos emitindo opinião sobre aquelas demonstrações contábeis. Curitiba, 27 de junho de 2013. BDO RCS Auditores Independentes CRC 2SP 013846/O-1 “S”PR Paulo Sérgio Tufani CRC 1SP 124504/O-9 “S” PR

Gilberto de Souza Schlichta CRC 1 PR 35508/O-5


Publicidade Legal

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A7

A empresa MAIKON WIECZORKIEVICZ LOCAÇÕES ME Cnpj 07.064.436/0001-93 IMU 040190028304 comunica o extravio de 3 blocos de NF de Serviços numeração de 01 a 150. VERONA INDÚSTRIA DE PLÁSTICOS LTDA torna público que RECEBEU do IAP a prorrogação da Licença de Operação até a data de 18/06/2019, para FABRICAÇÃO DE CABINES, CARROCERIAS E REBOQUES PARA VEÍCULOS E FABRICAÇÃO E COMÉRCIO DE BRINQUEDOS ROTOMOLDADOS, com Sede na Rua Érico Veríssimo nº 03 - Colônia Rio Grande, Município de São José dos Pinhais - Estado do Paraná. A ELETROFRIO REFRIGERAÇÃO LTDA torna público que requereu à Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Curitiba a Licença Prévia para a atividade de instalação de máquinas e equipamentos industriais, fabricação de máquinas e aparelhos de refrigeração e ventilação para uso industrial e comercial, peças e acessórios, fabricação de ferramentas, fabricação de produtos trefilados de metal exceto padronizados, situada à Rua João Chede, 1599, Cidade Industrial, Curitiba, PR.

SÚMULA DE PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO FLORESTAL ALPHATRON EMPREENDIMENTOS AGRONEGÓCIOS LTDA torna público que requereu do IAP, a Autorização Florestal para corte de árvores nativas na Rua Jorge Tieto Iwaza nº 608, matricula 5010, na cidade de Araucária no estado do Paraná.

R.P. Móveis Ltda. Torna público que recebeu do IAP, Licença de Instalação, com validade para 23/01/2005, para Fabricação de Móveis com Predominância de Madeira, situada à Rua Honorato da Silveira, 200, Jd. Ype, São José dos Pinhas Pr. R.P Móveis Ltda. Torna público que requereu ao IAP, a Renovação de sua Licença de Instalação, para Fabricação de Móveis com Predominância de Madeira, situada à Rua Honorato da Silveira, 200, Jd. Ype, São Jose dos Pinhas Pr. Planalto Produtos de Borracha S/A, torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, Licença Ambiental de Operação n° LO-12000369, com validade até 02/08/2013, para fabrica de artefatos de borracha, situada na Rua Alberto Klemtz 441, Portão, Curitiba, CEP 80.330 - 380. Planalto Produtos de Borracha S/A., torna público que requereu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, renovação da Licença Ambiental de Operação, para fabrica de artefatos de borracha, situada na rua Alberto Klemtz, 441, Portão, Curitiba – PR, CEP 80.330 - 380.

CÂMARA COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA PRESTAÇÃO DE CONTAS E ELEIÇÃO Conforme estabelece Estatuto Social da Câmara Comercial Brasil-Portugal, com sede no Paraná, especialmente em seu art. 15, inciso II, art. 16, art. 20, inciso II, art. 28, art. 28 e art. 37 com o presente edital é convocada a Assembleia Geral da entidade, para a realização de duas Sessões Ordinárias, com as seguintes finalidades:

HOSPITAL DE CLÍNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

Processo nº 005944/2013-28 - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 053/2013 Envio de propostas a partir de 03/07/2013, com abertura para lances na data de 24/07/2013, horário: 10h00min, disponível no site www.comprasnet.gov.br. Objetivo: Implantação de Sistema do Registro de Preços, com vigência de 12 (doze) meses, para aquisição parcelada, conforme necessidade, de Filtro p/ remoção de microagregados e outros. O objeto atenderá o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Os interessados poderão obter todas as informações necessárias a respeito com a Comissão de Licitação pelo telefone (0xx41) 3360-1831. Tânia Mara Ziolkoski - Pregoeira.

Publique-se.

Prof. Dr. Flavio Daniel Saavedra Tomasich Diretor Geral do HC

HOSPITAL DE CLÍNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

AVISO DE LICITAÇÃO Processo nº 006109/2013-13 - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 50/2013 Envio de propostas a partir de 03/03/2013, com abertura para lances na data de 24/07/2013, horário: 14h30min, disponível no site www.comprasnet.gov.br. Objetivo: Implantação de Sistema do Registro de Preços, com vigência de 12 (doze) meses, para aquisição parcelada, conforme necessidade, de Vaselina liquida e outros. O objeto atenderá o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Os interessados poderão obter todas as informações necessárias a respeito com a Comissão de Licitação pelo telefone (0xx41) 3360-1831. Paulo Sergio Lopes dos Santos – Pregoeiro.

Publique-se.

Prof. Dr. Flavio Daniel Saavedra Tomasich Diretor Geral do HC

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Nº 5030510-25.2011.404.7000/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF EXECUTADO : AGNALDO MUNIZ EDITAL N.º 7351975 EDITAL DE INTIMAÇÃO PRAZO: 30 DIAS A DRA SORAIA TÚLLIO, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 4ª VARA DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC.... F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Cumprimento de Sentença acima referido, no qual objetiva-se a intimação dos executados AGNALDO MUNIZ - CPF n° 008.960.369-95, para que efetue o pagamento do débito, no prazo de 15 dias, sob pena de ser acrescida no montante da condenação multa no percentual de 10%, conforme disposto no artigo 475-J do CPC. Fica, por este meio, I N T I M A D O, AGNALDO MUNIZ, brasileiro, solteiro, CPF n° 008.960.369-95, por estar em lugar incerto e não sabido, para que efetue o pagamento do seu débito, no prazo de 15 dias, no valor de R$ 59.002,38 (cinqüenta e nove mil, dois reais e trinta e oito centavos), válida para setembro de 2012, dívida decorrente de inadimplemento dos executados em contrato de Empréstimo/ Financiamento com o Banco Exeqüente, sob pena de ser acrescida no montante da condenação multa no percentual de 10%, conforme disposto no artigo 475-J do CPC. EXPEDIDO nesta cidade de Curitiba, Paraná, aos dezenove dias do mês de junho de dois mil e treze (19.06.2013). Eu, (a), Léa Maria Otani, Diretora de Secretaria da 4ª Vara Federal, conferi e assino. Soraia Tullio Juíza Federal Substituta

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Nº 5048471-76.2011.404.7000/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF Para tanto convidamos os Associados a comparecer na data, horário e local adiante: EXECUTADO : ROGERIO ADRIANO FRANCO Data das Sessões : 16 de Julho de 2013 PROCURADOR : JOSE MARIA DE BARROS JUNIOR (DPU) DPU484 Horários : 17:30 horas (1ª Convocação) - 18:00 horas (2ª Convocação) EXECUTADO : SD ILUMINACAO LTDA - ME Local : Rua Dr. Faivre, 123 – Centro – Curitiba - Paraná PROCURADOR : RAFAELLA MIKOS PASSOS (DPU) DPU175 EXECUTADO : SIMONE FERNANDES FRANCO PROCURADOR : JOSE MARIA DE BARROS JUNIOR (DPU) DPU484 EDITAL N.º 7352035 Posse dos Eleitos : De conformidade com o Estatuto desta Câmara, art. 41, os EDITAL DE INTIMAÇÃO PRAZO: 30 DIAS eleitos tomarão posse no primeiro dia seguinte ao vencimento do presente mandato. A DRA SORAIA TÚLLIO, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 4ª VARA DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA Curitiba, 03 de Julho de 2013. FORMA DA LEI, ETC.... F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que Antônio Athayde por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Cumprimento de Sentença acima referido, no qual objetiva-se a intimação dos executados SD Diretor Presidente https://eproc4.jfpr.jus.br/eprocV2/controlador.php?acao=acessar_docu... ILUMINAÇÃO LTDA. - ME, CNPJ 08.336.313.0001-27, por seu representante legal ROGÉRIO ADRIANO FRANCO - CPF 813.454.539-49, e deste em nome próprio e de SIMONE FERNANDES FRANCO - CPF 858.944.789-87, para que efetuem AÇÃO MONITÓRIA Nº 5018652-60.2012.404.7000/PR o pagamento do débito, no prazo de 15 dias, sob pena de ser acrescida no AUTOR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF montante da condenação multa no percentual de 10%, conforme disposto no RÉU : DIANE DIAS artigo 475-J do CPC. : Priscila Aparecida Dias Ficam, por este meio, I N T I M A D O S, SD ILUMINAÇÃO LTDA. - ME, CNPJ 08.336.313.0001-27, por seu representante legal ROGÉRIO ADRIANO FRANCO EDITAL N.º 7348436 CPF 813.454.539-49, e deste em nome próprio e de SIMONE FERNANDES FRANCO - CPF 858.944.789-87, por estarem em lugar incerto e não sabido, para que efetuem o pagamento do seu débito, no prazo de 15 dias, no valor de R$ 10.059,23 CITAÇÃO - PRAZO DE TRINTA (30) DIAS (dez mil, cinqüenta e nove reais e vinte e três centavos), válida para dezembro de 2012, dívida decorrente de inadimplemento dos executados em Proposta de Cartão A DRA. GIOVANNA MAYER, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 5ª VARA de Crédito CAIXA - Empresarial nº 5526.6800.4254.6633 com o Banco Exeqüente, DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, NOS AUTOS ACIMA DISCRIMINADOS: sob pena de ser acrescida no montante da condenação multa no percentual de 10%, INSTITUTO DE EDUCAÇÃO PARA NÃO VIOLÊNCIA conforme disposto no artigo 475-J do CPC. www.naoviolencia.org.br – naoviolencia@naoviolencia.org.br FAZ SABER, aos que virem ou tiverem conhecimento deste edital, em especial EXPEDIDO nesta cidade de Curitiba, Paraná, aos dezenove dias do mês de junho Praça Tiradentes, 335 – sala 502 - Centro – fone : (41) 3254-1643 – fax : (41) 3252-4320 PRISCILA APARECIDA DIAS,80030-001 CPF/MF nº 006.973.309-07, de dois mil e treze (19.06.2013). Eu, (a), Lea Maria Otani, Diretora de Secretaria da 4ª – CURITIBA - PR ficando por este meio CITADA que neste Juízo e Secretaria da 5ª Vara Federal se processam os autos da Ação Monitória em Vara Federal, conferi e assino. epígrafe, devendo pagar, no prazo de 15 (quinze) dias, o valor de R$ 27.394,72(vinte e sete mil Soraia Tullio trezentos e noventa e quatro reais e setenta e dois centavos), e demais acréscimos legais, com Juíza Federal Substituta posição em 13/01/2012. No caso de pronto pagamento ficará isenta do recolhimento de custas e honorários advocatícios, fixados em R$ 1.360,00 (um mil trezentos e sessenta reais ). Neste mesmo prazo, poderá opor embargos, sob pena de constituir-se de pleno direito, o título AÇÃO MONITÓRIA Nº 5001355-74.2011.404.7000/PR executivo judicial e prosseguimento da execução (art. 1.102c, do CPC). E, para que chegue ao conhecimento de todos, o presente Edital será publicado e afixado na forma da lei. AUTOR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF

Giovanna Mayer Juíza Federal Substituta

TVA SUL PARANÁ S.A.

Documento eletrônico assinado por Giovanna Juíza Federal-Substituta, na forma do artigo 1º, Companhia Fechada - CNPJ/MFMayer, 84.938.786/0001-82 NIRE 41300073210 ATAdaDA EXTRAORDINÁRIA, REALIZADA EMRegião 1º DEnºJULHO inciso III, LeiASSEMBLEIA 11.419, de 19GERAL de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª 17, deDE 26 2013 de março 1. de DATA, E LOCAL: da Realizada no dia 1º julho de 2013, às 07h00m, sede social da TVA Sul Paraná 2010.HORA A conferência autenticidade dode documento está disponível nona endereço eletrônico S.A, na Rua Martha Kateiva de Oliveira, nº 319, Pilarzinho, na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná (“Sul http://www.jfpr.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código verificador Paraná” ou “Companhia”). 2. CONVOCAÇÃO: Dispensada de convocação, nos termos do parágrafo 4º do artigo 7348436v4 e, se solicitado, do código CRC 953FDF5A.

EDITAL DE PROCLAMAS

AVISO DE LICITAÇÃO

Primeira Sessão – Apreciar, discutir e votar o relatório, contas, balanços e demonstrações financeiras anuais, bem como proposta de programação anual;

DADO E PASSADO nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos 19 (dezenove) dias do mês de junho do ano de dois mil e treze (2013). Eu__________(Siro Sato), Supervisor de Processamentos Diversos, que o digitei e eu, _______________, Kely Cristina Laurentino, Diretora de Secretaria da 5ª Vara Federal, Subseção Judiciária de Curitiba, que o conferi e subscrevi.

1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR

RÉU

: GALMON MOLDURAS LTDA : PAULO ROBERTO GALVAO EDITAL N.º 7333407

EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS. A DOUTORA ANA CAROLINA MOROZOWSKI, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 3ª VARA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. FAZ SABER, a todos os que o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem, que perante este Juízo e Secretaria se processam os Autos de AÇÃO MONITÓRIA Nº 5001355-74.2011.404.7000/PR, em que figura como requerente CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF e requeridos GALMON MOLDURAS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ nº. 05.601.501/0001-47, com último endereço conhecido na Rua Rio Taquari, nº. 501, Iguaçu, Fazenda Rio Grande, Paraná, CEP 83.820-000; e PAULO ROBERTO GALVÃO, brasileiro(a), solteiro(a), comerciante(a), portador(a) da Cédula de Identidade RG nº. 7.837.775-5 e inscrito(a) no CPF nº. 038.413.969-84, com último endereço conhecido na Av. Portugal, nº. 1904, Gralha Azul, Fazenda Rio Grande, Paraná, CEP 83.820-000.

124, da Lei nº 6.404/76, conforme alterada (“Lei das Sociedades por Ações”). 3. PRESENÇAS E QUÓRUM: Compareceram Assembleia as únicas acionistas da Companhia, Telefônica Brasil S.A. (“Telefônica”), nas Informações àadicionais da assinatura: pessoas de seu Secretário Geral e Diretor Jurídico, Sr. Breno Rodrigo Pacheco de Oliveira e sua procuradora, Signatário (a): Giovanna Mayer Sra. Michelle Morkoski Landy, e GTR-T Participações e Empreendimentos S.A. (“GTR-T”), nas pessoas de seu Data e Hora: 19/06/2013 Secretário Geral e Diretor Jurídico, Sr. Breno13:13 Rodrigo Pacheco de Oliveira e sua procuradora, Sra. Michelle Morkoski Landy, conforme registro e assinaturas apostas no Livro de Presença de Acionistas. Verificado o quórum legal para instalação e deliberação. 4. COMPOSIÇÃO DA MESA: Breno Rodrigo Pacheco de Oliveira - Presidente e Michelle Morkoski Landy - Secretária. 5. ORDEM DO DIA: (a) apreciar e deliberar acerca do Protocolo e Instrumento de Justificação de Incorporação das Sociedades Ajato Telecomunicação Ltda. (“Ajato”), Lemontree Participações S.A. (“Lemontree”), Comercial Cabo TV São Paulo S.A. (“CaTV”), GTR-T e a Companhia (em conjunto com Ajato, Lemontree, CaTV e GTR-T, as “Sociedades TVA”) pela Telefônica Sistema de Televisão S.A. (“TST”), firmado entre as Administrações das Sociedades TVA e da TST, tendo por objeto a incorporação dessas pela TST; (b) tomar ciência e ratificar a nomeação efetuada pelos Administradores da Companhia e da Como os requeridos encontram-se em lugar incerto e não sabido, não sendo por no 17:19 1 de 1 TST, da empresa de avaliação especializada Ernst & Young Terco Auditores Independentes S.S., inscrita 1/7/2013 isso citados pessoalmente, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o nº 61.366.936/0001-25, responsável pela elaboração do laudo de avaliação contábil do patrimônio líquido da Companhia, para fins de incorporação do patrimônio total da Companhia pela TST; (c) apreciar e deliberar acerca do laudo de avaliação referido no item CITA-OS por meio do presente, para que, em até 15 (quinze) dias, apresentem (b) acima; (d) deliberar sobre a incorporação da Companhia pela TST, a sua implementação e a consequente extinção da Companhia. 6. DELIBERAÇÕES: Os senhores acionistas apreciaram as matérias constantes da Ordem embargos à monitória ou paguem o débito apontado na inicial, ficando cientes de que a do Dia e deliberaram, por unanimidade e sem quaisquer ressalvas: 6.1. Aprovar todos os termos e condições do realização imediata do pagamento dispensa a exigência de custas processuais e Protocolo e Instrumento de Justificação de Incorporação das Sociedades TVA pela TST (“Protocolo Sociedades honorários advocatícios. Caso não haja o pagamento ou caso não sejam opostos TVA”), celebrado pelos administradores das Sociedades TVA e da TST em 11 de junho de 2013, constante deste instrumento como seu Anexo I, o qual prevê a incorporação das Sociedades TVA pela TST. O Protocolo embargos, ficará constituído título judicial em favor da requerente e em desfavor dos Sociedades TVA estabelece os termos e condições gerais da operação pretendida, as suas justificativas, o critério requeridos para que paguem o valor exigido acrescido das custas e dos honorários de avaliação das ações e dos patrimônios líquidos a serem incorporados pela TST. 6.2. Ratificar a contratação, advocatícios de 10%. efetuada pela Administração, da empresa especializada Ernst & Young Terco Auditores Independentes S.S., para avaliação do patrimônio líquido da Companhia a ser incorporado pela TST. 6.3. Aprovar o laudo de avaliação do patrimônio líquido da Companhia, avaliado com base no seu valor contábil, na data de 30 de abril de 2013 Para que chegue ao conhecimento de todos e principalmente do interessado, (“Laudo de Avaliação Sul Paraná”), parte integrante da presente ata como Anexo I ao Protocolo Sociedades TVA, mandou a MM. Juíza passar o presente edital, que será fixado em lugar de costume o qual estabelece que o patrimônio líquido da Companhia é de R$ 5.060.417,15 (cinco milhões, sessenta mil, quatrocentos e dezessete reais e quinze centavos), tudo em conformidade com o previsto no Protocolo Sociedades desta Vara e publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região. O prazo TVA. 6.4. Aprovar a incorporação da Companhia pela TST, assumindo essa os ativos e os passivos da Companhia deste, que começará a fluir da data da publicação, terá transcorrido assim que decorram e sucedendo-a em todos os direitos e obrigações, na forma da lei. Consignar que, em razão da incorporação ora os 60 (sessenta) dias, fixados em epígrafe, e assim, perfeita estará a CITAÇÃO. Eu, aprovada, e tão somente após a aprovação pela incorporadora, dá-se a extinção da Companhia de pleno direito, na forma do disposto no art. 227 da Lei das Sociedades por Ações, e autorizar os Administradores da Companhia Marcio Barbosa, Técnico / Analista Judiciário, digitei, e vai conferido pela Diretora de a praticarem todos os atos que se fizerem necessários à formalização da incorporação da Companhia pela TST, Secretaria, Eliane Nisihara Peixoto. ora aprovada, perante os órgãos públicos e terceiros em geral. 7. ENCERRAMENTO: Esgotada a ordem do dia, a ata foi lida, aprovada e assinada, ficando cientes as acionistas da sua lavratura em forma de sumário dos fatos ocorridos, nos termos facultados pelo artigo 130 § 1º, da Lei das Sociedades por Ações. Ficou consignado, ainda, Dado e passado nesta cidade de Curitiba, em 13/06/2013. que, conforme faculta o § 2º do artigo 130, da Lei das Sociedades por Ações, a publicação da ata será feita com omissão da assinatura das acionistas. Curitiba, 1º de julho de 2013. (aa) Breno Rodrigo Pacheco de Oliveira Ana Carolina Morozowski Presidente da Assembleia, representando a Administração; Michelle Morkoski Landy - Secretária da Assembleia. Certifico que a presente é cópia fiel da ata da Assembleia Geral Extraordinária da TVA Sul Paraná S.A., realizada em 1º de julho de 2013, lavrada em livro próprio. Michelle Morkoski Landy - Secretária da Assembleia - OAB/ Juíza Federal Substituta SP nº 178.637. Protocolo JUCESP nº 1084598/13-9 em 02.07.2013.

Documento eletrônico assinado por Ana Carolina Morozowski, Juíza Federal Substituta, na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006

Faço saber que pretendem casar-se: 1 - JAHYR LAERTES LUZ NETO e KALI ANANDA SANTAREM DE OLIVEIRA. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 03 DE JULHO de 2013

HOSPITAL DE CLÍNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

AVISO DE LICITAÇÃO Processo nº 008051/2013-34 - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 58/2013 Envio de propostas a partir de 03/03/2013, com abertura para lances na data de 19/07/2013, horário: 14h30min, disponível no site www.comprasnet.gov. br. Objetivo: Implantação de Sistema do Registro de Preços, com vigência de 12 (doze) meses, para aquisição parcelada, conforme necessidade, de Cefotaxima 1g F/A e outros. O objeto atenderá o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Os interessados poderão obter todas as informações necessárias a respeito com a Comissão de Licitação pelo telefone (0xx41) 3360-1831. Paulo Sergio Lopes dos Santos – Pregoeiro.

Publique-se.

Prof. Dr. Flavio Daniel Saavedra Tomasich Diretor Geral do HC

COMUNICADO PÚBLICO A Vivo, operadora do Serviço Móvel Pessoal no Estado do Paraná, informa a seus clientes e ao público em geral que ocorreram dificuldades pontuais e temporárias na prestação do serviço, devido à instabilidade em equipamento na localidade: Clevelândia dia 02/07/2013 das 03h39 às 05h10 e dia 02/07/2013 das 08h16 às 08h43. Após o envio de equipe técnica ao local os circuitos foram restabelecidos.

EDITAL DE PROCLAMAS Cartório Distrital da Barreirinha JOAQUIM VIEIRA MACIEL - Titular Av. Anita Garibaldi ,1250 – Ahú – Fone (41) 3352-3002/3254-8424/3252-3605 Faço saber que pretendem casar-se e apresentarem documentos exigidos pelo artigo 1525, incisos I, III e IV; I, III,IV e V do Código Civil Brasileiro em vigência, os contraentes: 1 - VALDIR LUIZ DE MOURA e ANDRÉIA SOARES DE OLIVEIRA; 2 - EMERSON DA SILVA CORDEIRO e ALESANDRA MACHADO TILLER; 3 - PAULO HENRIQUE BURIGO e CAMILLA DE OLIVEIRA LIMA LOURENÇO; 4 - GEREMIAS GANS NETO e MARIA LUCIANA SCUCATO BENATO; 5 - WELLINGTON NOBRE DE ABREU e JAQUELINE CHRISTINE DE CASTRO; 6 - IVONE MARIANO e LEILA NICOLA; 7 - MARCUS VINICIUS MINA SAHAD e POLLYANA ROSA DONIKIAN KARAM; 8 - ROSSANO PAOLO PEREIRA e CHRYSTINA LANGNER; 9 - DIEGO RODRIGO DOLIBAINA e LUNIE IMAMURA DE LIMA; 10 - VANDERLEI CANDIDO DA SILVA e LAISE DANIELLE DA SILVA FELICIO . Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 03 DE JULHO de 2013

Empresas&Produtos SIM Galeria completa dois anos Neste domingo, 30 de junho, a curitibana SIM Galeria completou dois anos. Dirigida pelos irmãos Laura e Guilherme Simões de Assis, a galeria já realizou 14 exposições em seu espaço, participou de importantes eventos de arte contemporânea, como a SP-Arte e a ARCOMadrid, e hoje representa 16 artistas, brasileiros e internacionais. Na última edição do especial Melhores do Ano, do jornal Folha de São Paulo, a SIM foi eleita a 4ª melhor galeria de arte do país. Atualmente, a SIM apresenta exposição individual de Delson Uchôa, que é realizada em parceria com a Simões de Assis Galeria de Arte. A mostra ocupa o espaço das duas galerias, que funcionam lado a lado, e fica em cartaz até o dia 20 de julho. Outras duas exposições inéditas já estão planejadas para o ano de 2013.

LIDE PARANÁ PROMOVERÁ PALESTRA O próximo almoço-debate do Lide Paraná, grupo de líderes empresariais presidido por André Caldeira, acontecerá no próximo dia 09/07 (terça-feira), das 12h às 14h30, no Hotel Bourbon. O evento terá como tema principal a Gestão de Pessoas nas organizações e contará com as palestras exclusivas de Ruy Shiozawa, presidente da Great Place to Work Brasil, empresa global de pesquisa, consultoria e treinamento e responsável, no Brasil, pelo ranking das Melhores Empresas para Trabalhar da revista Época, e José Augusto Figueiredo, presidente no Brasil da Lee Hecht Harrison/DBM, líder mundial em desenvolvimento de talentos. O encontro reunirá representantes das organizações filiadas ao Lide PR, convidados e jornalistas especializados. Segundo André Caldeira, além de receber e trocar informações relevantes de especialistas em gestão de pessoas, os empresários participantes terão a oportunidade de gerar novos negócios entre si e promover networking. “Serão duas minipalestras sobre um tema essencial para o sucesso de todas as empresas: a gestão de talentos, seguidas de um debate que favorece a interação entre os presentes, sempre valorizada nos encontros promovidos pelo Lide Paraná”, afirma Caldeira. De acordo com o empresário, nos dez meses de existência da unidade paranaense, quase 60 grandes empresas já estão filiadas, representando 30% do PIB do Paraná.

Alex e Shogun doam camisetas A torcida coxa-branca tem mais um motivo para sentir orgulho do seu principal jogador e capitão, Alex. O craque fez questão de participar da campanha do agasalho do Shopping São José. O atleta doou uma camiseta autografada para A Loja Vazia, ação que o shopping paranaense trouxe de São Paulo. Outro orgulho do esporte brasileiro à participar da ação foi o lutador de MMA curitibano, Maurício Shogun. Criada pela agência Loducca e realizada inicialmente no shopping VillaLobos (SP), a campanha consiste na montagem de uma loja vazia no shopping, onde, ao invés de comprar, os clientes podem colocar roupas nas prateleiras e cabides vazios. A cada dia, a loja vai se preenchendo, com as doações recebidas. As roupas arrecadadas na Loja Vazia serão recolhidas pelos quatro Rotary Clubs de São José dos Pinhais e doadas para a APAE do município e para o Patronato Santo Antônio. Após o termino da campanha, as peças autografadas estarão a venda no bazar promovido pelos Rotarys de São José dos Pinhais. A Loja Vazia está montada na loja 211 e ficará disponível para doações até o dia 14 de julho. Mais informações no www. shoppingsaojose.com.br. O Shopping São José fica na Rua Izabel A Redentora, 1434, São José dos Pinhais/PR.


Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. A8

Decisões

Demonstrativo de valores pode instruir ação monitória É possível a instrução de ação monitória com documento denominado “demonstrativo de valores gerados no período contratual”. O entendimento é da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar recurso do HSBC Bank Brasil S/A. A instituição bancária ajuizou ação monitória contra a Comercial de Produtos Alimentícios Doces Vita Ltda., objetivando cobrança de dívida decorrente de contratos de abertura de crédito em conta corrente, no valor de R$ 23.152,79, em junho de 2007, instruindo o processo com o “demonstrativo de valores gerados no período contratual”. Segundo o HSBC, os empréstimos foram realizados na modalidade “giro fácil”, cujos montantes são liberados

na conta pela internet ou por caixas eletrônicos, sem a realização de contratos físicos. Em seu voto, o relator, ministro Luis Felipe Salomão, destacou que a prova escrita apta a respaldar a demanda deve não só apontar para a probabilidade de existência da dívida, mas também demonstrar o pressuposto mínimo do débito, que é a relação jurídica obrigacional. Segundo o ministro, é o que prevê a Súmula 247 do STJ: “O contrato de abertura de crédito em conta corrente, acompanhado do demonstrativo de débito, constitui documento hábil para o ajuizamento da ação monitória.” Assim, o relator determinou o retorno dos autos ao juízo de primeiro grau, para que seja dado prosseguimento à ação.

STJ mantém condenação por improbidade de prefeito que pintou cidade de amarelo O ex-prefeito Osvaldo Ferrari, de Boa Esperança do Sul (SP), terá de devolver aos cofres públicos os valores gastos com a pintura de prédios municipais de amarelo. Apelidado de “Marelo”, ele ainda pagará multa equivalente a duas remunerações que recebia, ficará impedido de contratar com o governo e terá direitos políticos suspensos por três anos. A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação. Marelo usava a cor amarela na campanha eleitoral, em camisetas e material de divulgação, como sua cartilha com o plano de governo. Depois da posse, passou a adotar a cor em bens públicos e de uso público, em uniformes escolares, embalagens e prédios municipais. O logotipo do governo também

seria similar ao da campanha, tendo inclusive a letra “M” ladeada de slogans e da inscrição 20012004, anos de seu mandato. No recurso, o ex-prefeito afirmou que a Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/92) não seria aplicável aos agentes políticos, que deveriam ser regidos apenas pelo Decreto-Lei 201/67, que trata dos crimes de responsabilidade de prefeitos e vereadores. Afirmou também não ter havido dano ao erário nem intenção ímproba nos atos. A ministra Eliana Calmon rejeitou as alegações. Ela esclareceu que a jurisprudência do STJ já está absolutamente pacificada quanto à aplicação da Lei de Improbidade a prefeitos, por ser plenamente compatível com o decreto sobre crimes de responsabilidade.

Sobrestamento de recurso repetitivo não impede execução provisória A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) revogou liminar em medida cautelar que suspendia a execução provisória de título judicial contra a Caixa Econômica Federal (CEF). O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) havia concedido a liminar para dar efeito suspensivo a recurso especial da instituição financeira, que se encontra à espera de julgamento de recurso representativo de controvérsia repetitiva. No caso, a CEF havia sido condenada pelo TRF1 ao pagamento de diferenças relativas à correção monetária e juros sobre depósitos judiciais que estavam sob sua tutela. Contra a decisão, a instituição financeira entrou com recurso especial para o STJ, mas a tramitação foi sobrestada porque outro

recurso, o REsp 1.131.360, foi destacado para julgamento na Corte Superior como representativo de controvérsia. O ministro Humberto Martins, relator, ao apreciar a matéria, considerou indevido o efeito suspensivo concedido pelo TRF1. Para ele, o simples sobrestamento do recurso especial em razão de aguardar julgamento de repetitivo não é capaz de suspender o prosseguimento da execução provisória. Em seu voto, Martins citou o artigo 475-O, incisos I e III, do Código de Processo Civil (CPC). De acordo com esses dispositivos, a execução provisória corre por iniciativa, conta e responsabilidade do exequente, que se obriga, se a sentença for reformada, a reparar os danos que o executado tenha sofrido.

Relatora rejeita cautelar e operações da Telexfree continuam suspensas A ministra Isabel Gallotti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), extinguiu a medida cautelar ajuizada pela Ympactus Comercial Ltda., operadora da Telexfree, com o objetivo de retomar suas atividades, suspensas por decisão da Justiça do Acre. Para a relatora, ainda falta esgotar a instância judicial local para que o STJ possa avaliar qualquer medida urgente relativa ao caso. Além disso, a relatora avaliou que o eventual futuro recurso especial que venha a ser interposto para o STJ, após o julgamento do agravo regimental no agravo de instrumento em trâmite no Tribunal de Jus-

tiça do Acre (TJAC), tem pouca probabilidade de sucesso. Conforme a ministra, em regra, recurso especial contra decisão que concede liminar ou antecipação de tutela é incabível, nos termos de jurisprudência sumulada do Supremo Tribunal Federal (STF). O eventual recurso também teria que ultrapassar a necessidade de reexame de provas e fatos que parece ser exigida para que se pudesse avaliar a diferença entre as atividades de pirâmide financeira e marketing multinível, principal alegação da empresa. O STJ não pode analisar provas e circunstâncias fáticas em recurso especial, de acordo com a Súmula 7.

Diário Indústria&Comércio

Justiça&Direito

www.justicaedireito.com

Supremo Tribunal Federal

Prazo de escutas telefônicas é matéria com repercussão geral

A matéria discute a possibilidade de se renovar a autorização de interceptação

F

oi reconhecida, no Supremo Tribunal Federal (STF), a existência de repercussão geral da matéria tratada no Recurso Extraordinário (RE) 625263, no qual se discute a possibilidade de se renovar sucessivamente a autorização de interceptação telefônica para fins de investigação criminal, sem limite definido de prazo. A Lei 9.296/1996, que regulamenta a interceptação telefônica, define que as escutas devem ser determinadas

por meio de decisão judicial fundamentada, não podendo exceder o prazo de 15 dias, renovável por igual período, quando comprovada a indispensabilidade desse meio de prova. A Constituição Federal permite em seu artigo 136 a quebra de sigilo telefônico (reconhecido como garantia) em caso de decretação de estado de defesa, cuja duração não será superior a 30 dias, podendo ser prorrogado uma vez. Segundo o relator do recurso ex-

traordinário, ministro Gilmar Mendes, a questão discutida no processo é constitucional e “transcende interesses meramente particulares e individuais das partes envolvidas no litígio, restando configurada a relevância social, econômica e jurídica da matéria”. O RE 625263 foi interposto pelo Ministério Público Federal (MPF) contra decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que, ao conceder habeas corpus, anulou todas as

provas obtidas a partir de escutas telefônicas que duraram mais de dois anos, ininterruptamente, em investigação criminal realizada no Paraná. Apontando “evidente violação do princípio [constitucional] da razoabilidade”, o STJ considerou ilícitas as provas, determinou que os autos retornassem à primeira instância (2ª Vara Criminal da Seção Judiciária do Paraná) para que fossem excluídas da denúncia as referências a tais provas.

Indeferida liminar em reclamação requerida por investigados em operação policial O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski indeferiu medida liminar na Reclamação (RCL) 15821, em que investigados na Operação Rodin questionam ato do Juízo da 3ª Vara Federal Criminal da Subseção Judiciária de Santa Maria (RS) que, segundo a ação, teria usurpado competência do Supremo no processamento de ação penal. A operação investigou a suposta prática de fraudes envolvendo fundações vinculadas à Universidade

Federal de Santa Maria (UFSM) e o Departamento de Trânsito gaúcho (Detran/RS). Na reclamação, apresentada pela defesa de 20 investigados na operação, os advogados destacam que eles foram acusados juntamente com o deputado federal José Otávio Germano e com o então presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS), João Luiz Vargas, pela suposta prática dos delitos de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, quadrilha

e dispensa indevida de licitação durante o processo de contratação das fundações Fatec (Faculdade de Tecnologia) e Fundação Educacional e Cultural para o Desenvolvimento e o Aperfeiçoamento da Educação e da Cultura (Fundae) pelo Detran gaúcho. De acordo com o relator, ministro Lewandowski, o julgamento conjunto de agentes acusados da prática de ilícitos penais que tenham status processual distinto não é obrigatório, porém facultativo,

conforme o disposto no artigo 80 do Código de Processo Penal (CPP). Ele ressalta, porém, que a Suprema Corte, em decisões recentes, tem determinado o desmembramento dos processos, no mesmo sentido da decisão reclamada. Assim, o ministro ressaltou não vislumbrar o requisito da fumaça do bom direito, necessário para decretar a suspensão do andamento da ação penal, em curso na 3ª Vara Federal Criminal de Santa Maria (RS).

Suspenso o exercicío de dentista acusado de danificar dentes para vender implantes

União cobra multa de R$ 6,3 milhões de caminhoneiros

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou, na última semana, recurso do cirurgião dentista de Capão da Canoa (RS) Silvio Carlos Beltrami e manteve suspenso seu exercício profissional até que seja concluído o julgamento do processo ético pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO). Beltrami foi acusado por pacientes, em outubro do ano passado, de anestesiá-los até ficarem inconscientes e então causar danos em seus dentes com o objetivo de,

posteriormente, realizar implantes. Além de processo administrativo, o dentista também responde a processo criminal movido por uma paciente que teve sequela funcional em sua arcada dentária. Após ser impedido de atuar por liminar e posterior sentença da Justiça Federal de Capão da Canoa, o cirurgião-dentista recorreu no tribunal. Ele alega que a paciente que deu queixa seria sua ex-namorada e estaria tentando prejudicá-lo. O relator do processo na corte,

desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, frisou em seu voto que não se trata de uma denúncia isolada contra o profissional, situação que poderia caracterizar algum tipo de perseguição pessoal. “Foram inúmeras denúncias que convergem acerca da forma de atuar do réu”, observou. Para o magistrado, “o Estado não pode omitir-se à defesa dos interesses daquelas pessoas que viessem a se submeter ao serviço irregular prestado pelo réu”.

Presidente do TRF4 realiza primeira reunião de diretores O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Tadaaqui Hirose, realizou nesta terça-feira a primeira reunião com os diretores de unidades. O objetivo foi traçar planos de trabalho para a execução dos projetos que serão realizados pela nova administração nos próximos dois anos. Hirose ressaltou a importância da realização dos projetos de acordo com o planejamento estratégico da Justiça Federal e do TRF4. “O nosso foco é a gestão, o aperfeiçoamento dos sistemas eletrônicos judicial e administrativo e a qualificação dos servidores para uma jurisdição efetiva e de qualidade”. Para isso, o presidente do TRF4 anunciou que serão realizadas

Mariana Mascarenhas

judiciário

Presidente Hirose na primeira reunião com diretores do TRF4

reuniões sistemáticas de gestão. “O objetivo é trocar informações entre os setores, para que todos saibam o que está sendo desenvolvido, e, assim, se otimize o trabalho com a efetividade necessária para a reali-

zação dos projetos”, explicou. Nesta primeira, estiveram presentes os 15 diretores de unidades do TRF4, o diretor-geral Luiz Izidoro Zorzo e o assessor da presidência Maro Barcellos Kehrwald.

Conselho aprova relatório preliminar com censura escrita a Devanir Ribeiro O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar aprovou há pouco o relatório preliminar do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), que recomendou censura escrita contra o deputado Devanir Ribeiro (PTSP) e pela inadmissibilidade de cassação e perda de mandato do parlamentar. O deputado petista agradeceu o relator e disse concordar com o texto. Como foi aprovado o relatório

preliminar, o presidente do Conselho, deputado Ricardo Izar (PSDSP), disse que deverá encaminhar à Mesa Diretora a recomendação pela censura escrita a Devanir. O processo contra o deputado de São Paulo foi apresentado no Conselho de Ética pelo DEM, depois de Devanir Ribeiro ter chamado o deputado Onyx Lorenzoni (DEMRS) de “canalha” em Plenário e ter declarado a uma rádio gaúcha

que Lorenzoni havia feito um “ato imbecil” ao protestar contra uma exposição do PT, na Câmara, que omitia o escândalo do mensalão. O DEM havia cobrado a perda de mandato de Devanir, mas o relator disse que não há motivos para isso, segundo o Código de Ética da Câmara dos Deputados. Com a decisão de hoje, foi arquivado o pedido do DEM pela perda de mandato do deputado petista.

A União conseguiu na Justiça o bloqueio de mais de R$ 6,3 milhões do Movimento União Brasil Caminhoneiro. O valor corresponde ao pagamento de multa pela desobediência de decisão judicial do último domingo, que proíbe a paralisação de estradas federais em todo o país. O valor ficará retido até o pagamento total da multa pela entidade. A decisão desrespeitada proibia a retenção do trânsito, sob pena de multa de R$ 10 mil por hora. A decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro também determinou o aumento da multa diária para R$ 100 mil por hora. Segundo a Advocacia-Geral da União, a despeito da intimação do Movimento União Brasil Caminhoneiro, a determinação que proibiu as paralisações foi “absolutamente ignorada”, causando prejuízo à população.

Deputado apresenta novo projeto sobre tratamento gay A Câmara poderá voltar a analisar proposta que derruba a norma do Conselho de Psicologia proibindo o tratamento da homossexualidade. A medida estava prevista no Projeto de Decreto Legislativo 234/11, que foi retirado de tramitação e arquivado na sessão desta terça-feira, mas o deputado Anderson Ferreira (PRPE) reapresentou o texto. O Projeto de Decreto Legislativo 993/13 foi apresentado por Ferreira nesta quarta-feira e tem igual teor do texto arquivado. A proposta quer derrubar dois dispositivos da resolução 1/99 do Conselho de Psicologia: o que proíbe os psicólogos de colaborar com eventos e serviços que proponham a cura e o tratamento da homossexualidade.


Diário Indústria&Comércio

Negócios Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. B1

FARMÁCIA

Panvel inaugura mais duas novas filiais em Curitiba Com foco em saúde e beleza a rede gaúcha realiza expansão no Paraná

A

rede de farmácias Panvel, presente em Curitiba desde 2010, acaba de inaugurar mais duas filiais em Curitiba. Uma no bairro do Água Verde, na Avenida Iguaçu, e a outra no Cabral, na Munhoz da Rocha. Com mais estas duas lojas, a rede gaúcha completa 18 unidades em Curitiba e, até o fim de 2013, mais 12 lojas deverão ser inauguradas. Totalizando 30 unidades na cidade. Ambas as lojas, Cabral e Iguaçu, contam com um mix completo de medicamentos, produtos de higiene e beleza, nacionais e importados. Entre as marcas, destaque para os produtos da Panvel, que oferece mais de 500 itens, além das renomadas Maybelline, Nesti Dante, Vichy, La Roche-Posay e Roc, entre outros. Além dos produtos, a Panvel conta com uma série de outros diferenciais, como a excelência no atendimento com grande capacitação profissional e responsabilidade farmacêutica e Programa Fidelidade com resgate de pontuação, entre outros. Segundo o diretor de Varejo da Panvel, Luiz Antônio dos San-

Cuide do visual e ajude a Vaquinha

Rede abriu filial no bairro do Água Verde, na Avenida Iguaçu, e a outra no Cabral, na Munhoz da Rocha

tos, é uma satisfação inaugurar mais duas unidades na capital do Paraná. Ele afirma que, além de oferecer mais opções de farmácias aos curitibanos, ainda contribui com geração de emprego

local. “Curitiba é uma cidade que nos proporciona oportunidade e crescimento e nós, da Panvel, buscamos retribuir da melhor forma, estendendo, cada vez mais, a nossa presença nos principais

grãos que impactam diretamente no preço do alimento completo para animais de estimação. "De 30% a 50% dos alimentos para animais são compostos pelos carboidratos obtidos no arroz, milho ou trigo", explica o presidente executivo da entidade, José Edson Galvão de França. De janeiro a maio de 2013, essas commodities agropecuárias apresentaram uma variação negativa média de 7,9%. O levantamento também mostrou que as exportações continuam em alta. De janeiro a abril de 2013, foram exportados quase U$ FOB 74 milhões, contra cerca de U$ FOB 4 milhões importados. Até o final deste ano, o Brasil deverá vender ao mercado externo cerca de U$ FOB 243 milhões, ao passo que as compras devem representar aproximadamente

U$ FOB 8 milhões.

Dados 2012

As indústrias de Pet Food, Pet Care, Pet Vet e Pet Serv faturaram em 2012, juntas, R$ 14,2 bilhões, superando a previsão dos R$ 13,8 bilhões. Os Estados Unidos lideram o mercado mundial (30%), seguidos em segundo lugar por Brasil e Japão (8%), Reino Unido (7%), França (6%) e Alemanha (6%). As vendas de Pet Food continuaram sendo a maior fonte de receita, ocupando 68,5% do faturamento do ano passado, seguidas por Pet Serv, com 16,2%, o maior crescimento do setor, da ordem de 17,29% em comparação a 2011. Pet Care representou 8,3% e Pet Vet, 7,0%. Ano passado, foram criados 224.570 empregos diretos. Apenas em Pet Serv, foram 200 mil. O restante, nas indústrias de Pet Care, Pet Vet e Pet

da legislação, o programa inclui discussão dos critérios para um melhor gerenciamento dos preços de transferência, mudanças significativas no que tange a aplicação do método PRL, novas regras para commodities e empréstimos, entre outros pontos. O seminário é voltado para os profissionais ligados às áreas contábil, fiscal, financeira e jurí-

dica. O treinamento será realizado pelos sócios da área de Consultoria Tributária da Deloitte, Antonio Carvalho Morais Junior e Marcelo Natale. Especialista em Finanças Corporativas, Morais já atuou em diversos trabalhos de auditoria fiscal, consultoria fiscal e societária e due diligence. Já Natale, liderou o Brazilian Desk da Deloitte em Nova York.

Processo de Certificação da Aneps abre inscrições no PR Os profissionais que atuam como correspondentes no Brasil precisam obter uma certificação para continuar exercendo esta atividade. A medida é obrigatória, conforme a Resolução 3.954/11 do Banco Central. O objetivo é regulamentar e qualificar a atuação desses profissionais, tornando a operação de crédito mais segura e transparente para o consumidor. A Associação Nacional das Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País (Aneps) foi a primeira a lançar a certificação que será exigida a partir de fevereiro de 2014. As provas para obter a Certificação da Aneps estão acontecendo em todo o País. No Estado da Paraná, as avaliações acontecem em Curiti-

Pensando em fazer o bem ao próximo, o Esmalte Club está engajado em uma ação social junto com o Provopar (Programa do Voluntariado Paranaense, vinculado à Secretaria da Saúde e Bem-Estar Social). Desde o início de junho, o nail center mais charmoso da cidade coleta agasalhos, roupas, cobertores, travesseiros e mantas para ajudar os mais necessitados. Além da coleta, o Esmalte Club também está comercializando um voucher no valor de R$ 12,50, que será inteiramente revertido na compra de cobertores e colchões aos mais necessitados. Para apostar nessa boa ação, vá até o Esmalte Club fazer a sua doação e espalhar calor pela cidade.

A Esalgarden, uma das principais e mais respeitadas empresas do mercado de paisagismo e jardinagem na cidade de Curitiba, foi escolhida como a fornecedora oficial da 20ª edição da Casa Cor Paraná, que será realizada entre os dias 01 de agosto e 15 de setembro, na Sede Social União Juventus, no Bairro Ecoville. A empresa curitibana, que faz parte do Grupo Esal (Esalflores, Esalpet e Esalgarden), será responsável pela manutenção geral dos espaços naturais do evento e pelo paisagismo de cinco espaços, entre eles a Praça Central, onde será instalado, entre outros, um jardim vertical. Mais informações no site www.esal.com.br ou pelo telefone (41) 3091-0403.

Deloitte promove treinamento sobre Preços de Transferência No dia 17 de julho, a Deloitte, uma das maiores consultorias e auditorias do mundo, realiza, em Curitiba, um seminário sobre Preços de Transferência. O evento servirá para esclarecer as dúvidas a respeito das alterações introduzidas à legislação do tema pela Lei n° 12.715/12. Além de analisar os aspectos fiscais e tributários vigentes

Esmalte Club faz parceria com Provopar

Esalgarden na Casa Cor Paraná 2013

pontos da cidade”, destaca. A operação da Panvel em Curitiba gera mais de 200 empregos diretos. Para as duas novas farmácias foram contratados cerca de 30 profissionais.

Mercado pet deve faturar R$ 15,4 bi em 2013 A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) em reunião na Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Animais de Estimação, anunciou as projeções mundial e nacional de crescimento do mercado pet. Estima-se que o Brasil fature este ano R$ 15,4 bilhões, um aumento de 8,3% em relação a 2012, e permaneça em segundo lugar em nível mundial, atrás dos Estados Unidos. Globalmente, o setor deverá chegar à marca de U$ 102 bilhões. A expansão por segmento também será alta. De acordo com o levantamento, de 2012 para 2013, Pet Serv deverá aumentar 24,5%, Pet Food, 4,9%, Pet Care, 5,2% e Pet Vet, 6,7%. A entidade também apresentou a variação das commodities,

Empresas&Produtos

ba e Londrina. Também podem ser realizadas em qualquer cidade com o número mínimo de 35 candidatos inscritos. O calendário de provas encontra-se disponível no site www. certificacaoaneps.com.br. Segundo a Aneps, a carteira de Certificação Profissional para o exercício da atividade de correspondente já está sendo exigida por alguns bancos e financeiras, como um diferencial de mercado. Para realizar as provas e obter a certificação, o candidato precisa comprovar formação escolar (4ª série ou, hoje, 5º ano do ensino fundamental) e aceitar o Código de Ética e Conduta da Aneps. Além da certificação completa, o profissional pode optar por

três áreas de atuação: crédito consignado; crédito imobiliário e veículos/CDC. Para a certificação completa o custo da inscrição é de R$ 220,00 e para cada modalidade é de R$ 165,00. O processo prevê também a capacitação profissional dos agentes. Neste caso, a Aneps pode indicar instituições parceiras que realizam a capacitação. A Aneps é responsável pela certificação, governança de todo o processo e é a única entidade do mercado a emitir a Carteira de Certificação Profissional do Agente de Correspondente. As provas estão a cargo do Instituto Totum responsável pela gestão das inscrições, agendamentos e aplicação dos exames.

Food. Esse número exclui as vagas geradas por criadouros. Segundo dados atualizados da entidade, atualmente no Brasil existem aproximadamente 37,1 milhões de cães e 21,3 milhões de gatos. Apesar do crescimento de cães – que em 2011 eram 35,7 milhões, o aumento dos gatos é maior e significa uma alta de 8,19% em relação a 2011. A estatística reflete a procura por esse tipo de animal em grandes cidades, onde a vida em apartamentos poderá requerer pets menores e mais independentes. O crescimento das populações de ambos foi de 5,4%. O Brasil é a 4ª maior nação do mundo em população total de animais de estimação e a 2ª em cães e gatos. Além deles, existem 26,5 milhões de peixes e 19,1 milhões de aves. Outros animais somam 2,17 milhões, totalizando 106,2 milhões de pets em escala nacional.

Philips inicia produção de módulos de LED no Brasil A partir de julho, a Philips do Brasil inicia a produção nacional de módulos de LED da marca, em seu polo industrial de Varginha (MG). Atualmente, a tecnologia LED (diodo emissor de luz) é considerada uma das mais modernas do mercado de iluminação profissional e oferece alta eficiência energética. “Somos líderes na América Latina e, até 2016, seremos líderes também em cada país da região. Para isso, serão feitos investimentos na fábrica e no processo de nacionalização da produção”, explica Frederico Mandolesi, diretor de Sistemas de LED da Philips para América Latina. Com o início da produção local, o tempo para entrega dos módulos de LED. Com o início da produção nacional, o tempo para entrega dos módulos de LED cairá de 60 dias para até duas semanas. Além da redução do custo de frete (importação) e do tempo de produção, a fabricação nacional permitirá a customização dos produtos, de acordo com as necessidades específicas dos fabricantes de luminárias, com variações de luz, cor e tamanho. todos os itens de iluminação da Philips no Brasil.

Durante o mês de julho, a Estética Miriam Berardi firmou uma parceria com a Vaquinha e cuidará do seu visual a preços especiais. Este valor simbólico, referente ao atendimento, será depositado na urna da campanha ‘Vamos fazer uma Vaquinha?’, que arrecada doações para a construção do terceiro bloco do novo Lar Escola Dr. Leocádio José Correia, no bairro Santa Cândida. Uma sessão de hidratação facial sai por apenas R$ 25, as sobrancelhas de henna por R$ 15, a modelagem da sobrancelha por R$ 20 e a dermopigmentação da sobrancelha por R$ 190. Agende seu horário e ajude a Vaquinha! Para saber mais sobre o Lar Escola Dr. Leocádio José Correia, acesse www.vaquinha.org.br

Pós-Graduação do UniCuritiba

A Pós-Graduação Lato Sensu do Centro Universitário Curitiba UniCuritiba lança quatro novos cursos, que já estão com inscrições abertas. São eles: MBA em Contabilidade Estratégica Empresarial, MBA em Gerenciamento de Projetos com Sustentabilidade, MBA em Controle Interno, Perícia e Gestão de Fraudes e Especialização em Direito Contratual da Empresa. Os novos cursos atendem a demandas crescentes da sociedade e foram estruturados para capacitar os profissionais de forma objetiva, trazendo para a sala de aula as inovações do mercado. As inscrições para estes e outros cursos da Pós-Graduação Lato Sensu do UniCuritiba já estão abertas e as aulas iniciam no dia 26 de julho. Informações e inscrições no site da Instituição: www. unicuritiba.edu.br/posgraduacao ou pelo número 41 3213-8755.

Petrobras atinge novo recorde

A Petrobras comunica que nos dias 29 e 30 de junho atingiu o recorde de processamento de 2,2 milhões de barris/dia de petróleo em suas refinarias, volume 30 mil barris superior ao recorde diário anterior, atingido em 26 de maio de 2013. Este desempenho vem contribuindo para a redução das importações de derivados e é reflexo da elevada eficiência operacional das nossas refinarias e da gestão integrada do sistema de abastecimento da Petrobras. É relevante acrescentar que a marca foi alcançada respeitando integralmente os princípios de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS) que norteiam as ações da Companhia.

LinkedIn inaugura escritório no Brasil

O LinkedIn, maior rede profissional do mundo com mais de 225 milhões de usuários, inaugura oficialmente hoje sua sede própria em São Paulo, pouco mais de um ano após sua chegada no País. Atualmente, são 13 milhões de brasileiros conectados à rede, o que posiciona o Brasil como terceiro maior mercado em números de usuários, atrás apenas de Estados Unidos e Índia. “Com este novo ambiente de trabalho, poderemos integrar ainda mais nossa equipe e nossos clientes, ao mesmo tempo em que comporta os planos de crescimento da empresa no Brasil e na região”, explica o diretor-geral do LinkedIn no Brasil, Osvaldo Barbosa de Oliveira, sobre a estrutura de 1.700 m², localizada em Pinheiros, São Paulo. E continua: “o LinkedIn está transformando a indústria de recrutamento. Desde quando nos estabelecemos no País, em novembro de 2011, dobramos a base de usuários e nossas soluções de negócios estão presentes em mais de 500 empresas, nacionais e multinacionais”. As Soluções de Talento do LinkedIn oferecem às empresas uma forma mais direta e eficiente de encontrar, engajar e contratar candidatos altamente qualificados. Elas tornam o recrutamento em escala mais fácil e dão aos recrutadores vantagem competitiva na batalha por talentos. Já as Soluções de Marketing do LinkedIn permitem que anunciantes e profissionais de marketing alcancem, de forma relevante e direcionada, uma audiência influente. O novo escritório marca também o início do Brasil como sede para a América Latina. As primeiras atividades começam pela área de Soluções de Marketing. “O LinkedIn considera a América Latina uma região importante, de grande potencial, e quer atender de forma completa as necessidades das empresas locais. Agora, com uma equipe focada e uma sede estabelecida, será ainda mais fácil reforçar a presença do LinkedIn nesses países”, conclui o diretor-geral.

CULTURA NO SHOPPING CRYSTAL

Além de reunir um seleto de mix de lojas, com marcas exclusivas e de destaque, como Brooksfield Donna, Cori, EPK, Fillity, Forum Tufi Duek, Francesca Romana Diana, Gant, Granado, Jack Vartanian, Joana João, Mixed, Sunglass Hut e Trousseau, o Shopping Crystal também possui boas opções culturais para aproveitar em família. Uma vez por mês, o Espaço Itaú de Cinema recebe o projeto CineMaterna, que promove sessões de cinema para mães com bebês de até 18 meses. As salas do cinema são equipadas para acolher os pequenos com todo o conforto. O som reduzido, o ar condicionado mais suave, o ambiente levemente iluminado, o tapete de atividades para os bebês que já engatinham e o trocador na sala tornam a experiência mais agradável. Além das mães e dos bebês, os papais e acompanhantes também são bem-vindos. Após as sessões, as famílias se reúnem para um bate-papo no Café da Esquina. Nesta quinta-feira, dia 04 de julho, às 14h, o filme exibido pelo CineMaterna será a comédia Minha mãe é uma peça. Com Paulo Gustavo, Ingrid Guimarães, Herson Capri e Mônica Martelli, o longa apresenta a história de Dona Hermínia, uma mulher aposentada de meia idade que não tem muitas ocupações. Sem um trabalho, um companheiro ou filhos pequenos para se ocupar, Dona Hermínia passa o dia todo desabafando sobre seus problemas com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a amiga confidente. Para os pequenos, a Livraria Saraiva promove, aos sábados, contações de histórias para a criançada, sempre com muita diversão. De forma lúdica, a Hora da Criança apresenta histórias simples e cheias de ensinamentos, que prometem prender a atenção dos pequenos e, por que não, dos adultos também.


Nacional

Diário Indústria&Comércio

Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. B3

Menos de 4% dos municípios do país têm plano de transporte

Bloqueio

PF investigará bloqueios de rodovias por caminhoneiros Os caminhoneiros reivindicam a reduçao nos preço do óleo diesel e dos pedágios Gervásio Baptista/ABr

A

Polícia Federal vai investigar a ocorrência de locaute, paralisação de serviços coordenada pelo setor patronal, nos protestos de caminhoneiros que provocam, desde segunda-feira, bloqueios em várias estradas. Eles reivindicam principalmente redução nos preços do óleo diesel e dos pedágios. A prática, conforme o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, é considerada crime pela legislação brasileira. De acordo com Cardozo, as suspeitas foram apresentadas pelo ministro dos Transportes, César Borges, que lhe enviou um ofício solicitando “a adoção das providências cabíveis para apuração de eventual ilícito penal praticado”. Ele garantiu que o governo vai agir com “o máximo rigor” e que os indícios dessa prática são “fortes”. “Não vamos transigir com quem pratica crimes, com quem transgride a lei. O locaute é proibido no Brasil, portanto se alguém espera algum tipo de negociação, se equivoca. ”, disse. “As narrativas feitas pelo ministro César Borges e pelo advogadogeral da União, ministro Luís Inácio Adams, trazem indícios fortes de que interesses de grupos econômicos ou empresas podem estar por trás dos atos e há suspeitas de que crimes decorram dessa prática de locaute”, acrescentou. O ministro dos Transportes

direta. Os demais municípios (1,8% do total) tinham estruturas ligadas à administração indireta. O Conselho Municipal de Transportes, com representação da sociedade civil na gestão do tema, tinha sido instituído em apenas 6,4% das prefeituras. Somente 3,8% tinham feito o Plano Municipal de Transportes. Outros 7,7% estavam elaborando o plano e 55,3% dos municípios com mais de 500 mil habitantes já tinham o documento em fase final de elaboração. Enquanto apenas 0,3% dos municípios tinham sistema de metro e 2,5% trem urbano (decréscimo de 0,5 ponto percentual em relação a 2009), a van estava presente em 67,7% das cidades.

Brasil condena ameaça de golpe de Estado no Egito As suspeitas de paralisação do serviço pelo setor patronal surgiram após um ofício apresentado pelo ministro dos Transportes Cesar Borges. A investigação passa agora pela Polícia Federal

destacou que apenas o representante do Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC), apontada como responsável pela convocação da paralisação geral da categoria, Nélio Botelho, tem insistido na mobilização com o objetivo de provocar desabastecimento no país. De acordo com o ministro Adams, Botelho é dirigente de uma cooperativa de autônomos e mantém contratos com entidades estatais, particularmente com a Petrobras.

Ressaltou que já foi orientado a iniciar um procedimento de averiguação desses contratos e de possível rescisão contratual.

Região Sul

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) paranaense informou que um grupo de caminhoneiros voltou a interditar, na noite de ontem, a PR-182, trecho próximo ao trevo de acesso ao município de Realeza. O primeiro bloqueio nesse trecho

ocorreu na segunda-feira, quando foi iniciado o movimento nacional da categoria, que reivindica redução nos custos do transporte, incluindo diminuição nos preços dos pedágios e do óleo diesel. Em Santa Catarina, os bloqueios são mantidos, desde segunda-feira, na BR-15 km 110, em Cunha Porã; na BR-282, no km 607, em Maravilha; e ainda em pontos da BR-153: um no km 97, em Concórdia; e outro no município de Catanduvas.

Quase 40% dos municípios tem estrutura para tratar da segurança alimentar

Apenas 6,8% das prefeituras disponibilizam pagamento de contas online

A segurança alimentar e nutricional, garantida pela Constituição Federal, está definida na lei que cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, de 2006. O tema entrou pela primeira vez na Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) em 2012 – levantamento divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dos 5.565 municípios brasileiros analisados na pesquisa, 39,3% montaram estrutura administrativa para tratar do assunto, seja com secretaria exclusiva (2,8% do total), setor subordinado a outra secretaria (78,1%), secretaria em conjunto com outra política (12,8%) ou setor ligado à chefia do Poder Executivo (6,2%). Mas os recursos orçamentários municipais para o setor estavam previstos em 16,4% das cidades. Quanto ao Plano Municipal de

A Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que todas as prefeituras dispunham de computadores em 2012 e 99,8% tinham acesso à internet, ou seja, 5.555 dos 5.565 municípios existentes no ano passado em todo o país. Mas apenas 24,7% tinham o recurso da intranet para melhorar a integração dos sistemas próprios e a comunicação dos empregados. A pesquisa fez o levantamento da informatização das prefeituras desde 2004 para verificar o desenvolvimento e difusão de informações, além da gestão dos recursos disponíveis. Se, em 2009, 60% das prefeituras tinham página na internet, o número passou para 75,5% em 2012, chegando a 99,6% dos municípios entre 100 mil e 500 mil habitantes e todos os com mais de 500 mil habitantes.

Segurança Alimentar e Nutricional, apenas 17,7% das prefeituras elaboraram o documento. E o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional estava presente em 27,1% dos municípios no ano passado. Quanto à assistência social, a Lei do Sistema Único de Assistência Social (Suas), de 2011, define que o tema é direito do cidadão e dever do Estado. Dessa forma, o levantamento verificou que 93,7% dos municípios tinham estrutura administrativa para a assistência social, exclusiva ou associada a outra política. O número chega a 100% das cidades no Norte e Nordeste. O cofinanciamento federal ou estadual era feito em 94% dos municípios no ano passado, sendo que 98,1% recebiam verba federal e 47,7% tinham ajuda do estado. Os serviços assistenciais eram prestados em 99,3% das cidades.

Wilson Dias/ABr

Terminais de uso privado vão aumentar competitividade do país A presidenta Dilma Rousseff disse ontem que o primeiro anúncio de terminais de uso privado (TUPs) é uma das medidas tomadas pelo governo para aumentar a competitividade do Brasil. Segundo ela, a participação do setor privado contribui para reduzir a burocracia na construção dos terminais. Dilma divulgou nessa manhã, em solenidade no Palácio do Planalto, a primeira lista de 50 portos privados que poderão ser abertos no país, com aporte de R$ 11 bilhões em investimentos particulares. “É garantia de competitividade da economia brasileira. Estamos atacando um dos problemas mais graves que o Brasil tinha, que era na área de infraestrutura logística”, disse. “Essa questão da simplificação é muito importante. Fazer o simples pode parecer fácil, mas é o mais difícil, porque tem de garantir eficiência, boas práticas e que todos tenham as mesmas oportunidades”, acrescentou. A presidenta destacou que a melhoria do sistema portuário é o “primeiro passo de uma longa ca-

O serviço de transporte coletivo deve ser prestado e organizado pelo município, conforme prevê a Constituição Federal, e operado sob a forma de concessão, permissão ou diretamente. De acordo com os dados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) 2012, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 25,7% das prefeituras não têm estrutura organizacional para tratar do tema. Dos 4.133 municípios com estrutura, 19,4% tinham secretaria exclusiva, 25,7% trabalhavam com secretaria conjunta, 40,7% administravam setor subordinado a outra secretaria e 12,4% coordenavam setor subordinado à administração

Dilma divulga a primeira lista de 50 portos privados que poderão ser abertos no país, com aporte de R$ 11 bilhões em investimentos particulares. Os terminais de uso privativo (TUPs) já obedecem às novas regras da Lei dos Portos

minhada” em busca de um sistema compatível com as necessidades do país. “Tudo isso se insere em um contexto mais amplo, do qual fazem parte várias medidas como redução de custo energia, regulamentação do pré-sal, construção de rodovias, ferrovias e aeroportos e também as grandes obras do PAC,” comentou. De acordo com o ministro da Secretaria Especial de Portos, Leônidas Cristino, em 2030 o país deverá movimentar mais de 2,25

bilhões de toneladas de mercadoria, e por isso não pode abrir mão de investimentos tanto nos portos privados como nos públicos, com o objetivo de aumentar a capacidade e a eficiência das instalações. O Porto 24 Horas, que prevê funcionamento ininterrupto dos terminais portuários, é uma das medidas da Lei dos Portos, cuja regulamentação foi publicada na última sexta-feira (28) no Diário Oficial da União.

Em 65,3% dos casos, a página do município somente disponibiliza informações sobre órgãos da administração pública. Em 26,8% dos municípios presentes na rede mundial, a página é do tipo interativa: permite o recebimento de informações, como reclamações e cadastros. Já as páginas do tipo transacional estavam presentes em apenas 6,8% dos municípios conectados. Do total, 0,1% não souberam informar o tipo da página que estava sendo oferecida. Quanto ao atendimento à população, 95% dos municípios ofereciam, no ano passado, algum serviço a distância, proporção pouco acima dos 94,2% verificados em 2009. Na Região Norte, o atendimento a distância passou de 77,7% para 87,3%. Dos municípios que ofereciam esse tipo de serviço, 88,7% utilizavam a internet.

A perspectiva de golpe de Estado no Egito é rechaçada pelo governo brasileiro, que defende a busca de uma solução negociada e respaldada pela sociedade egípcia, e está atento aos episódios de violência registrados nos protestos dos últimos dias. O emissário do Brasil para o Oriente Médio mais a Turquia e o Irã, embaixador Cesário Melantonio Neto, ressaltou ontem que a expectativa é que os egípcios, “acostumados a conflitos”, obtenham uma “acomodação negociada” entre o governo, a oposição e as Forças Armadas. “Estamos acompanhando atentamente os acontecimentos no Egito, por intermédio da nossa embaixada no Cairo e também pelas informações divulgadas. É um momento de tensão, sobretudo porque os egípcios querem resultados rápidos de uma revolução que ainda vai completar três anos,

é preciso ter paciência”, disse Melantonio. O chefe das Forças Armadas do Egito, Abdel Fatah Al Sisi, promoveu hoje reuniões fechadas com militares e também com integrantes da oposição. As conversas ocorreram nos momentos finais do ultimato dado pelos militares para que o presidente Mouhamed Mursi renuncie. As indicações preliminares eram de um possível golpe de Estado no país. Melantonio descartou a possibilidade de fechamento da Embaixada do Brasil e de retirada do embaixador Marco Antônio Brandão e dos funcionários brasileiros que trabalham na representação diplomática. “Não há necessidade disso. Não é o caso. Não somos alvo de atentados, nem de ataques. É importante manter a embaixada em funcionamento para acompanhar os acontecimentos que mudam a todo tempo.”

Número de servidores públicos supera 6,2 milhões em municípios brasileiros Com as mudanças constitucionais das últimas décadas, que redistribuiram poderes e redefiniram atribuições, houve descentralização territorial no Brasil com a criação de municípios e transferência de responsabilidades da União e estados para as prefeituras. Com isso, de 2005 para 2012 o número de servidores públicos que ingressaram nas administrações municipais chegou a 1.512.611, um avanço de 31,7%. Em 2012, o número total de servidores públicos municipais

alcançou 6.280.213 servidores, o que representa 3,2% da população do Brasil, segundo a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) 2012, divulgada ontem pelo IBGE. Em 2005, 2,6% da população brasileira eram servidores públicos municipais, sendo 94,3% na administração direta e 5,7% na administração indireta. Em 2012, o número de servidores públicos municipais passou a 3,2% da população brasileira, sendo 95,3% na administração direta e 4,7% na indireta.


3

Diário Indústria&Comércio Curitiba, quinta-feira, 04 de julho de 2013 | Pág. B4

Nem te Conto Vivi Seixas

A filha do lendário roqueiro Raul Seixas, a Dj Vivi Seixas, mixou canções consagradas do pai e o homenageia no CD Geração da Luz, que vem lançar em Curitiba nesta quinta dia 4. Será às 19h30, nas Livrarias Curitiba do Shopping Estação e a entrada é franca. “Há seis anos, consegui com as gravadoras vários registros de músicas do meu pai, esperando o momento certo para fazer a minha homenagem a ele. Sinto que chegou o momento de prestar meu tributo”, diz ela.

Pelos bares

1- Matriz & Filial (Av.Iguaçu, 2300) recebe Dardos e Caramelos

nesta quinta-feira 4, com música brasileira de Noel Rosa a Sidney Magal, de Tom Jobim a Criolo. O grupo é um projeto da banda Anacrônica.

2- A partir desta quinta-feira 4, a badalada Quintaj, que era mensal, passa a agitar o Taj todas as semanas. E quem vai comandar as pick ups ao lado de Kojake, residente da casa, são os Djs Nino Carlo, referência em dance music no país há 25 anos, e Allen Rosa, idealizador do projeto Sounds in da City e Urban-Lab. (Rua Bispo Dom José, 2302. Fone 3343-4467). 3- Sob comando da vocalista Cris Carvalho, a Banda Lilith faz releituras de pop/rock , como Oh! Darling, dos Beatles, Psico Killer, do Talking Heads, e Rolling In The Deep, da Adele. Vai ser no Santa Marta, nesta quinta dia 4. Dino Baccioti também estará no palco. (Rua Bispo Dom José, 2030).

Escher com jazz

Adélia Maria Lopes

a

margem arte&atitude

moda&cia

adeliamarialopes@yahoo.com.br

Sapatilhas, simplesmente D

uas atrizes de seu tempo, a sensual francesa Brigitte Bardot e a elegante americana Audrey Hepburn, popularizaram um artefato próprio do balé, a sapatilha, que sempre esteve nos pés de fadas e princesas até o advento do sapatinho de cristal. Passado o tempo de cinderelas, o calçado sem um pingo de salto, mas essencialmente feminino, entra na moda e em Curitiba, terra do Ballet Guaíra e vizinha do catarinense Bolshoi, surge uma casa especializada no produto. É a Tutu Ateliê, cujo nome remete ao traje da bailarina, mas aqui as sapatilhas não são para palco, embora fiquem muito bem sob as luzes da ribalta. Em outubro vai comemorar sua primeira primavera, mas já ganhou visibilidade nacional. O artista visual e figurinista Gustavo Krelling e a design de sapatos Fabiana Montalvão comandam o gracioso ateliê, localizado em frente à Praça Espanha. As paredes são revestidas de papeis de parede em tom pastel, com decoração de peças vintage, segundo concepção bem feminina da arquiteta Cristiane Mangrich. Parece um camarim de bailarinas. As sapatilhas formam a conste-

lação, sem seguir tendências nem lançamentos conforme as estações do ano. Gustavo e Fabiana desenham e as peças são produzidas em fábricas da Searra Gaúcha. “Queremos oferecer o clássico e atemporal”, diz Gustavo, lembrando que os modelos contemplam mulheres de todas as faixas etárias. A numeração vai do 33 ao 40. “Pensamos o tempo todo no conforto dos pés aliado ao design”, diz Fabiana Montalvão, apresentando modelos de couro e de tecidos. As sapatilhas curitibanas conquistaram fãs pelo país graças à loja on-line. Gustavo conta que a Tutu já enviou pares de sapatilhas para 17 Estados. Afinal, é um calçado delicado para servir a mulher em qualquer temperatura. “As mesmas sapatilhas que as minhas clientes compram no verão, elas vão usar no inverno. Nós vemos a sapatilha como um básico para todos os dias”, diz ele.

Curiosidades:

1-Foi a francesa Rose Repetto, mãe do bailarino Roland Petit. que em 1947 produzia acessórios de balé, que assinou, em 1956, a pedido de Brigitte Bardot, as sapatilhas usadas no filme E Deus Criou a Mulher.

2- Os japoneses renderam-se ao estilo descendo dos saltos, como Issei Miyake, Yoshi Yamamoto e Comme des Garçons. E aí as sapatilhas ficaram fashion por demais. 3-O reinado das sapatilhas foi ameaçado pela italiana Catarina de Médicis ao pedir ao sapateiro que elevasse em 2 cm seus sapatos de casamento. Na época, século XVI, a Corte Francesa ditava a moda. 4- Quando Luís XIV fundou o

Ópera de Paris, as bailarinas dançavam com sapatos de salto. E foi na mesma companhia, no século XVIII, que Marie Camargo entrou para a história como a primeira a dançar com solado baixo. E o saltos foram, por fim, banidos do balé com a Revolução Francesa. 5- Dando agora um salto na história: o site Dafiti garante ter dois mil modelos de sapatilhas para entrega em todo o país.

Para os primeiros passos Os calçados da grife Tip Toey Joey são encontráveis em Curitiba, na Mimi Maison, especializada em sapatos e acessórios para meninas. Criada em 2002 pelo casal Ana e Scott McInerney, após o nascimento de sua primeira filha, Sofia, a marca prioriza o conforto e a segurança dos sapatinhos e já desfilou em pezinhos famosos como os de Suri Cruise, filha dos atores Tom Cruise e Katie Holmes, e de Honor Marie, filha da

atriz Jéssica Alba. Sapatilhas, botas e sneakers da marca são confeccionados em couro super macio, com sola flexível antiderrapante e um inédito sistema de elástico no calcanhar, que evita que os calçados saiam dos pés. Presente em mais de dez países, a Tip Toey Joey desenvolve sapatos para as mais diversas ocasiões, desde o dia a dia até os grandes eventos.

Botas, fundamentais

Além de esquentar, as botas chegam com estilo, cores, formas, saltos e modelos variados. “Hoje não existe mais um estilo que está em voga", diz Solange Emerick, franqueada da Raphaella Booz em Curitiba, gélida cidade em que a bota é fundamental. Ela ensina que as botas cowboy cai bem, quando combinada a vestidos mais soltinhos, despojados. "Usando com jeans, prefira as skinny,peças sequinhas e

O Museu Oscar Niemeyer estende, nesta quinta dia 4, o horário de visitação até as 20h e depois das 18h a entrada é gratuita. Às 18h ocorre visita mediada seguida de demonstração sobre as técnicas de gravura com a artista Uiara Bartira na exposição A Magia de Escher. A partir das 19h30, no auditório, música com Jeff Sabbag (piano), Cristian Julian (contrabaixo) e Endrigo Bettega (bateria), mais Gebran Sabbag, Fernando Montanari, Saul do Trompete, Helinho Brandão e Marília Giller.

Aproveitem

calças retas. Evite o volume nas barras", ensina Solange. Já as ankle boot, cano médio ou as Chelsea (com elástico na lateral), sugere mais silhueta mais alta combinando a cor da bota com a cor da meia ou da calça. E, as botas militares (inspiradas nos coturnos) podem ser usadas com vestidos e produções descontraídas. Como elas já são mais agressivas, Solange indica usar as de cano médio que são mais delicadas.

Scarpin, uma tradição Um dos calçados femininos mais tradicionais, o scarpin remete a visuais formais e elegantes. Na Dumond, aplicações, bordados, pedrarias, tachas e materiais diferenciados enfeitam seus variados modelos da coleção de inverno 2013. Sexy e ousado na medida certa, é a combinação para calças skinny, saias e vestidos.

Às quintas-feiras, o público contribui com o valor que quiser para ver O Inoportuno, peça baseada no texto de Harold Pinter, com direção de Enio Carvalho e no elenco Zeca Cenovicz, Rafael Camargo e Dimas Bueno. Em cartaz no Espaço Cultural Falec (Mateus Leme, 990. Fone 3352-2685), até 14 de julho. Quarta a sábado às 20h. Domingo às 18h. Nas quartas, entrada franca. Ingresso a 20 e 10 reais.

Sobre Vestígios

O Museu da Fotografia/Solar do Barão exibe, a partir das 9h desta quinta-feira 4, oito imagens da exposição Sobre Vestígios, do fotógrafo curitibano Maurício Savrassof. São registros do Edifício Teixeira Soares, sede da extinta Rede Ferroviária Federal, à Rua João Negrão, e repassado à UFPR, em 2008. O prédio de 13 mil m2, desativado desde os anos 90, só agora está em reforma. (Visitação até 11 de agosto, com entrada franca).

Para o dia a dia, a Dumond dá a dica de um scarpin com o salto mais baixo e o bico fino, visual formal e sofisticado, já para as festas e para os momentos de diversão a melhor opção são os modelos de saltos mais altos e coloridos, ousados e fashions.

Aos pés de Paolla A atriz Paolla Oliveira posa para a campanha de verão 2014 da Arezzo, que começa a circular em agosto. Segundo Giovanni Bianco, diretor criativo da marca, a global “é linda, tem uma beleza poderosa, hipnótica”. Para combinar, “o cenário surreal praiano completa o mood sexy, com leveza e romantismo”. Com produção de estilo de Flávia Pommianosky e Davi Ramos e de beleza por Daniel Hernandez, atriz foi fotografada pelo inglês Tom Munro, conhecido pelos retratos de Madonna, Jude Law, Scarlett Johansson, Justin Timberlake, Anne Hathaway, entre outros. Munro também fotografou a campanha verão 2013 da Arezzo em NY

03 07 2013  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, bet...

Advertisement