Page 1

Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8859 | R$ 1,50

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Aroldo Murá AOS 90 ANOS, DONA MARIA MOSTRA A GRANDE JORNADA Maria da Assunção, aos 90 anos, é exemplo de energia e força de vontade, e de amor à vida. Seu livro, “Marquitas da Vinha Velha!”, edição raríssima, 150 exemplares, é uma preciosidade que a a coluna aborda. página a3

Pedro Washington Rompendo o silêncio!

Com uma história digna de nota no jornalismo radiofônico paranaense, o radialista/deputado Luiz Carlos Martins obteve um furo sensacional. Página | A2

Restituições do 1º lote serão pagas no dia 17 de junho O primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2013 será liberado no dia 17 de junho. Ao todo, são sete lotes regulares. O último está previsto para o dia 16 de dezembro. O ato declaratório com as datas de liberação dos lotes foi publicado na edição desta terça-feira (30/04) do Diário Oficial da União.

INDICADORES FINANCEIROS

Médias empresas no Paraná têm nova linha de financiamento

A nova linha da Fomento Paraná financia de R$ 300 mil a R$ 3 milhões, com juros a partir de 0,51% ao mês A Fomento Paraná conta com financiamento voltado a médias empresas. A nova linha Média Empresa foi recém-autorizada pelo Conselho de Administração da instituição, financia de R$ 300 mil a R$ 3 milhões, com juros a partir de 0,51% ao mês. Esse produto foi apresentado, com a prestação de contas 2012, ao presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni, na segunda-feira (29). O diretor-presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, também entregou os relatórios referentes à gestão do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), do Fundo de Aval Garantidor da Agricultura Familiar e do Fundo de Equalização do Microcrédito. As prestações de contas foram encaminhadas à Comissão de Tomada de Contas para análise.

IBGE mostra aumento de trabalhadores com carteira assinada no setor privado

Por setores de atividades, o estudo indica que o comércio foi o setor que mais registrou crescimento de empregados com carteira. página a5

página a2

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

TECTOY PN * DOCAS PN CEMAT ON MINUPAR ON RECRUSUL PN

0,02 9,28 7,00 0,10 0,05

Maiores QUEDAS

COTAÇÃO

FII BC FFII DM 104,84 RJCP EQUITY ON P.ACUCAR-CBD DP 101,41 WETZEL S/A PN FINAM CI *

0,02 0,01 6,01 0,90 0,05

IBOVESPA Maiores altas*

Senado aprova isenção de IPI para máquinas e equipamentos agrícolas

nacional | b3

Confiança da indústria registra leve queda

COTAÇÃO

EMBRAER ON NM JBS ON ED NM ELETROPAULO PN N2 AMBEV PN MARFRIG ON NM

Maiores QUEDAS OGX PETROLEO ON NM GOL PN N2 B2W VAREJO ON NM V-AGRO ON NM DASA ON ED NM

17,54 6,37 8,28 82,80 6,80

especial Confira na edição de hoje o caderno sobre o Dia do Trabalho

COTAÇÃO 1,92 12,42 11,50 0,38 11,00

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 1,9700

2,0700

Dólar comercial 2,0000

2,0015

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

2,6356

2,6341

Ouro (Grama/R$): 95,00

Acesse a edição digital

www.icnews.com.br

A proporção de empresas que esperam aumentar o número de funcionários nos próximos três meses manteve-se relativamente estável (de 22,7% para 22,2%). Os que projetam diminuição dos empregados, por sua vez, aumentaram de 10% para 11,7%. página a5

Editorial

O

Consumidor precisa ser mais consciente

número de reclamações e pedidos de ajuda a órgãos públicos poderia ser reduzido se os consumidores conhecessem mais seus direitos. Dessa forma, os cidadãos teriam conhecimento para resolver seus conflitos diretamente com as empresas. É o que acontece com a Anatel, por exemplo, que recebe por ano cerca de 6 milhões de reclamações.

A

educação do consumidor é promordial para que ele seja mais consciente. Campanhas são necessárias para informar a população sobre seus direitos. No caso da Anatel, além de ações para a educação dos consumidores, a nova Superintendência de Relações com Consumidores vai receber as demandas pelo call center e pelo site da agência, tratar e

encaminhar as reclamações para as operadoras e, se não houver uma resolução, irá mediar os conflitos entre operadoras e consumidores. Também deve trabalhar em sintonia com outra superintendência criada recentemente, a de Controle de Obrigações, que poderá punir as empresas que desrespeitarem os direitos dos consumidores.

Na edição de hoje, o I&C traz um caderno especial sobre o Dia do Trabalho. A publicação aborda o evento realizado pela Força Sindical, a história desta data comemorativa, números da criação de empregos no interior do Estado e mais. Leia no caderno especial

cultura Condor patrocina livro sobre parques e bosques de Curitiba O livro Parques e Bosques Urbanos de Curitiba retrata os 33 parques e bosques da cidade com fotos de Renato Soares. A obra, que recebeu patrocínio do Condor Super Center pela Lei Rouanet, é o resultado de dez anos de trabalho.

Editais na página A7

CMYK

Pág. b1

Central de Atendimento: 41 3333.9800

e-mail: pauta@induscom.com.br


Geral/Curitiba Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A2 | Indústria&Comércio

Previsão do tempo

Mín.: 14° | Máx.: 27°

Na quinta-feira a frente fria se afasta para o oceano e não atinge as regiões do Paraná. Porém o calor continua presente e durante à tarde há possibilidade de chuvas rápidas e irregulares nas áreas mais ao sul do estado. fonte: www.simepar.br

Energia

Fornecimento de energia da Copel cresce 8,9% O

prpress@terra.com.br

PanoramaPolítico Rompendo o silêncio!

Com uma história digna de nota no jornalismo radiofônico paranaense, com seu programa matinal na sua Banda B sempre atualizado e trazendo matérias de grande interesse, novamente ocupando cadeira na Assembleia, o radialista/deputado Luiz Carlos Martins obteve um furo sensacional: entrevistou ao vivo o ex-prefeito Luciano Ducci que, desde que deixou o cargo para Gustavo Fruet só se manifestara por notas sobre as acusações que vem sofrendo. O colunista infelizmente não teve acesso à entrevista. Ficou assim sem conhecer as razões de Ducci. Inclusive seu silêncio obsequioso quando acusações eram feitas de ter deixado dívidas imensas, a maior parte sem constar do Orçamento de 2013, conforme as mesmas fontes denunciantes. A alegação do ex-prefeito de que não tem acesso aos dados reais, para detalhar a parte financeira de sua gestão, invalida o questionamento que fez sobre Gustavo não saber o quanto tem em caixa: “O dinheiro está no caixa, mas acho que o prefeito não deve saber disso”. Afirmação maliciosa e inconseqüente. Se realmente existia porque deixar de pagar obras realizadas no mandato? Afirmar que assinou contrato de R$ 646 milhões a fundo perdido com a Caixa para obras de drenagem, ou o R$ 1 bilhão a fundo perdido para um questionado metrô, também é inaceitável. São créditos ‘em ser’ que não resolvem o problema das dívidas, se elas realmente existirem. Está certo o atual prefeito de não manter polêmica, encaminhando o assunto para as entidades fiscalizadoras competentes. É a elas que as explicações terão que ser dadas. Pelo menos enquanto não conseguirem derrubar as funções fiscalizadoras dos Ministérios Públicos.

Dificuldades…

A coluna retoma um tema de sua preferência: a necessidade urgente de uma reforma tributária que valorize mais a base da pirâmide que sustenta o país: os municípios brasileiros. Diariamente, quem como o colunista tem acesso a prefeitos municipais, percebe o entusiasmo com que assumem os cargos depois de uma difícil eleição, e o pouco tempo decorrido entre aquele estado de espírito e a decepção.

…municipalistas

Ainda agora vem a público a situação aflitiva de municípios paranaenses, para só ficar por aqui. A pequenina Mirador, lá na região de Paranavaí, que o colunista em suas andanças pelo Paraná com Affonso Camargo Neto, Ney Braga, Jaime Canet Jr., Oscar Alves, José Eduardo, conhece bem, enfrenta uma dívida impagável de R$ 6,6 milhões.

“Saco sem fundo”

Para só ficar nesse exemplo: enquanto isso ocorre, os “impostômetros’ das Associações Comerciais mostram que a cada dia a arrecadação do governo federal, aumenta e pela via da isenção de IPI, um dos dois impostos que compõe o Fundo de Participação dos Municípios, a setores industriais que vivem dificuldades, a cada mês reduz os repasses que faz às células da Nação: os seus 5 mil 565 municípios. Das contribuições (Cofins, PIS, etc..) que não entram nos repasses, somente agora o governo abriu mão para socorrer o etanol.

Pires na mão

Na administração pública, composta por uma rede de submissões, até dos judiciários e legislativos aos executivos, especialmente ao que detém a chave do cofre que só se abre para estatais como o BNDES, hoje questionado pelas aplicações que faz da dinheirama a ele repassada, em empréstimos vultosos e suspeitos; enquanto a submissão continuar, os prefeitos municipais viverão com o pires na mão.

Em choque

Uma reação democrática se faz necessária. Só sob pressão o governo central reage. Aí estão para provar, as das indústrias automobilísticas e de linha branca, com suas isenções de IPI prorrogadas. Os prefeitos, seguindo tais exemplos, precisam pressionar os deputados federais que os representam, exigindo uma reforma tributária que reverta a atual situação. O momento é oportuno, na medida em que eleições se aproximam. Quem precisa de voto, vai cuidar! EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

fornecimento de energia elétrica da Copel - composto pelas vendas no mercado cativo da Copel Distribuição e as vendas no mercado livre da Copel Geração e Transmissão - registrou expansão de 8,9% nos três primeiros meses do ano, em comparação ao mesmo período de 2012. O resultado foi influenciado pelo crescimento de 216,7% nas vendas para o mercado livre da Copel Geração e Transmissão, que totalizou 1.009 gigawatt-hora (GWh) no trimestre. “Realizamos vários leilões para o mercado livre nos últimos anos e tivemos sucesso em comercializar a energia das nossas usinas a preços mais atraentes”, explica o diretor de Geração e Transmissão da Copel, Jaime de Oliveira Kuhn. No mercado cativo, que consumiu 5.776 GWh no trimestre, o destaque é o aumento de 4,3% no consumo da classe residencial, que chegou a 1.726 GWh. “Além do crescimento no número de consumidores neste segmento, houve um

aumento de 0,9% no consumo médio de energia”, informa Vlademir Daleffe, diretor de Distribuição da Companhia. Ao final de março, a classe residencial equivalia a 29,9% do mercado cativo da Copel, totalizando 3,2 milhões de consumidores atendidos. Na classe industrial - 27,7% do mercado cativo, ou 88,5 mil consumidores - apresentou uma redução de 12,7% no consumo do primeiro trimestre, totalizando 1.602 GWh. “O fator que mais pesou para este resultado foi a migração de grandes consumidores industriais para o mercado livre”, afirma Daleffe. A classe rural consumiu 572 GWh e cresceu 3,4%, em decorrência do bom desempenho apresentado pelo agronegócio paranaense no início de 2013, segundo o diretor. Ao final de março, eram atendidos 372.888 consumidores rurais, ou 9,9% do mercado cativo da Copel. O consumo na classe comercial, com 330 mil consumidores ou 22,9% do mercado cativo, manteve-

Copel

O resultado foi influenciado pela alta de 216% nas vendas para o mercado livre

O resultado foi influenciado pelo crescimento de 216,7% nas vendas para o mercado livre da Copel Geração e Transmissão, que totalizou 1.009 gigawatthora (GWh) no trimestre

se estável no período. As outras classes (poderes públicos, iluminação pública, serviços públicos e consumo próprio) consumiram 552 GWh, aumento de 1,2%. Estas classes, em conjunto, eram equivalentes a 9,6% do mercado cativo da Copel, totalizando 54.569 consumi-

dores no final do trimestre. O chamado mercado a fio da Copel Distribuição, composto pelo mercado cativo, pelo suprimento a concessionárias, permissionárias do Paraná e pelos consumidores livres existentes na concessão da empresa, avançou 2,5%.

Paraná lança campanha estadual de vacinação contra febre aftosa O Governo do Paraná lançou na terça-feira (30) a primeira etapa da campanha estadual de vacinação contra a febre aftosa, na propriedade do produtor rural Milton Shone, no município de Marechal Candido Rondon, no Oeste do Estado. Todos os bovinos e bubalinos de até 24 meses de idade devem ser vacinados entre os dias 1° e 31 de maio. A expectativa do Governo do Estado é imunizar 100% dos animais nessa faixa etária, o equivalente a 4,5 milhões de cabeças. O produtor que não vacinar seus animais será multado em R$ 108 por cabeça. A próxima etapa da campanha será realizada em novembro. A vacinação deve ser comprovada pelos produtores até o dia 31 de maio nas unidades veterinárias da secretaria ou pela nova ferramenta, que é a comprovação on line, que permite ao produtor comprovar a vacinação do rebanho pela internet.

Agora os pecuaristas e fornecedores da vacina poderão fazer o procedimento diretamente no site da Adapar (www.adapar.pr.gov.br). A Secretaria estadual da Agricultura e a Agência de Defesa Agropecuária (Adapar), instituições do governo que coordenam a campanha, contam também com o auxilio das cooperativas que estão se envolvendo diretamente no convencimento aos produtores rurais sobre a importância da vacinação para a exportação dos produtos paranaenses, principalmente das carnes suína, bovina e de aves. O Paraná não registra focos suspeitos de febre aftosa desde 2005, mas segundo o secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara, é importante reforçar a vigilância e não descuidar da vacinação. O Paraná é considerado área livre de febre aftosa, com vacinação, desde o ano 2000. A manutenção desse

status e o alcance de novas conquistas dependem de altos índices de vacinação nas campanhas. O secretário Norberto Ortigara disse que a meta do governo do Estado é alcançar o status de área livre de febre aftosa, sem vacinação, num prazo de três a quatro anos. Ortigara alertou sobre a importância do produtor rural vacinar seus animais. Segundo ele, a não vacinação compromete a sanidade do rebanho, dos vizinhos e prejudica toda a economia do Paraná com a imagem negativa caso ocorra suspeita de febre aftosa no Estado. O diretor-presidente da Adapar, Inácio Afonso Kroetz, lembrou que a vacinação é obrigatória enquanto o ambiente externo com os países vizinhos e dos demais estados não proporcionar segurança sanitária para o rebanho do Estado. Ortigara afirmou que a multa representa um aviso da importância

da vacinação. Por isso ele conclamou as cooperativas, os conselhos estaduais de sanidade agropecuária para que haja um grande movimento de imunização. O representante da Faep e Fundepec, Ronei Volpi, destacou que há 16 meses não há um registro de foco de febre aftosa no continente americano. “Isso não significa que não haja circulação viral. É importante reforçar a vigilância e avançar para ser um estado livre de febre aftosa sem vacinação e também de outras doenças que afetam o rebanho bovino como a brucelose e a tuberculose”, afirmou. Participaram da solenidade o prefeito de Marechal Cândido Rondon, Moacir Froehlich, o presidente da Copagril, Ricardo Silvio Chapla, o representante da Faep, João Luiz Biscaia, o representante do Fundepec e Faep, Ronei Volpi e o deputado estadual Elio Rushi.

Cohab oferta apartamentos para famílias da região metropolitana

Prêmio Jovem Cientista terá água como tema

Famílias moradoras de Araucária, Lapa e Contenda compareceram à Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para adquirir apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida. Na segundafeira, elas participaram de reuniões explicativas sobre as condições de financiamento do empreendimento Residencial Sensei, em início de obras no bairro Campina da Barra, em Araucária. O conjunto ofertado é composto por 248 apartamentos de dois quartos. Cada unidade tem um custo de R$ 88.740 e poderá ter aquisição financiada em até 30 anos. De acordo com a faixa de renda, as famílias poderão contar com subsídio do governo federal de até R$ 17,9 mil. Os convocados são inscritos na fila da Cohab com renda entre R$ 1.300 e R$ 3.275. A comercialização das unidades é resultado de parceria da Cohab com a iniciativa privada. Para isso foi assinado contrato com a empresa Cittá Construções e Empreendimentos, responsável pelas obras. A Caixa Econômica Federal libera os recursos para execução do projeto, enquanto a Cohab identifica a demanda, convoca as famílias e fornece apoio na contratação do financiamento e entrega das unidades. “Desta maneira ampliamos o atendimento também para moradores dos municípios da Região Metropolitana e aceleramos o aten-

Rafael Silva/COHAB

O conjunto ofertado é composto por 248 apartamentos de dois quartos. Cada unidade tem um custo de R$ 88.740 e poderá ter aquisição financiada em até 30 anos

dimento à fila de inscritos no cadastro da Companhia, diminuindo nosso déficit habitacional”, explica o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Casa própria

A auxiliar administrativa Alessandra dos Santos Machado, 24 anos, está empolgada com a possibilidade de garantir o acesso a um imóvel próprio já na sua idade. Ela vive com a mãe em uma casa alugada no bairro Fazenda Velha, em Araucária, pela qual pagam R$ 480 mensais. A chance de fugir do aluguel animou a jovem. “Fiquei bem satisfeita com o empreendimento e as condições de financiamento.

A parcela vai ficar com um valor parecido com o que hoje pagamos de aluguel, mas esse dinheiro não será jogado fora. É um investimento”, ressalta. Outro que compareceu à reunião foi o programador logístico Carlos Eduardo Domingues, 28 anos, acompanhado de sua esposa Rosilene, 26 anos, e da pequena Ágata, de dois meses. A família sonha em sair do aluguel e tentará fazer um esforço para aproveitar a oportunidade. “Vamos estudar um jeito de pagar a entrada para não perdemos essa boa chance, pois as parcelas são bem acessíveis. Com filha pequena precisar pagar aluguel é uma dificuldade muito grande”, afirma.

O Prêmio Jovem Cientista de 2013 terá como tema “Água: desafios da sociedade”. A Sanepar é uma das incentivadoras do prêmio instituído em 1981 pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com o objetivo de reconhecer, estimular e incentivar novos talentos da ciência, além de dar visibilidade a temas importantes. As inscrições serão abertas no dia 6 de maio. Os vencedores receberão mais de R$ 700 mil em premiações em dinheiro, laptops, viagens e bolsas de estudo. Podem participar estudantes do ensino médio, de graduação e pós-graduação e jovens doutores oriundos de instituições públicas ou privadas de ensino. São quatro categorias: mestre e doutor, estudante do ensino superior, estudante do ensino médio e mérito institucional. Professores podem solicitar o kit pedagógico para melhor orientar alunos interessados na premiação. As solicitações devem ser feitas pelo e-mail jovemcientista@frm.org.br ou pelo telefone (21) 3232-8898.

ESCOLHA

O tema escolhido está alinhado à Política Nacional de Recursos Hídricos do Governo Federal e ao Ano Internacional de Cooperação pela Água, promovido pela Unesco.


Geral/Estadual Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A3

Aroldo MuráG.Haygert

MONITORAMENTO PREMIADO aroldo@cienciaefe.org.br

CONHEÇA A VILA DE PROCESSAMENTO ECOLÓGICO Por absoluta falta de divulgação, um empreendimento, que tem todas as condições de se desenvolver em Piraquara, é pouco conhecido do grande público da Região Metropolitana de Curitiba: é a Vila do Colono, também conhecida como Vila de Processamento Agroecológico. É um complexo agroindustrial coordenado pela Associação Agroecológica e Turística de Piraquara (Trento Transforma), inaugurado em 2010 e onde foram investidos recursos da ordem de quatro milhões de reais. Localiza-se quase aos pés dos Mananciais da Serra, um belíssimo recanto, na Estrada Nova Tirol, na Capoeira dos Dinos.

A sede da Vila e mostra de produtos ecologicamente recomendados

Atualmente, 50 produtores rurais da região integram o quadro associativo do complexo. Oito unidades compõem a Vila de Processamento Agroecológico: unidades de abate de ovinos, caprinos, de peixe e aves, de processamento vegetal (compotas, doces, geléias etc), vinícola (vinhos suave, cabernet, grappas), de extração e embalagem de mel, de produção de queijos moles e duros, frescal, de coalhada, mussarela e prato, de laticínios (cinco mil litros/dia) e quiosque de venda dos produtos. Quase 200 famílias se beneficiam da produção industrial desse complexo, cujo local é aberto diariamente para visitação. Na Vila também é possível saborear o café colonial, com produtos frescos preparados pelas mulheres da associação: pães integrais, tortas, bolachas, bolos, doces variados, sucos, manteiga e geléias de frutas. O atendimento é feito mediante reservas antecipadas de grupos não inferiores a dez pessoas. Da mesma forma reservas antecipadas para almoço e jantar. As reservas podem ser feitas por meio do telefone 3673-6686(Lúcia), 3373-5882(Francisca) 3673-3311(Roseli) e/ou 3283-2938(Maria) Sugestão: o roteiro vale a pena pelo belo passeio e pela oportunidade de comprar, a preços baixos, alguns produtos lá.

“MARQUITAS DA VINHA VELHA”, AS RIQUEZAS DE UMA VIDA SIMPLES

Sou um privilegiado: estou entre as 150 pessoas que receberam um livro preciosíssimo, edição de apenas 150 exemplares. Não foi escrito por personalidade cultural conhecida, mas retrata, com ampla fidelidade e linguagem precisa, tempos e costumes cujo levantamento também interessam a acadêmicos , tais como antropólogos. Diria mesmo que se trata de raro trabalho etnográfico, embora feito por uma etnógrafa amadora, intuitiva, dona Maria da Assunção, portuguesa, 90 anos, moradora em Araruna, mãe de meu amigo o publicitário José Dionísio Rodrigues, de Jerônimo e Adília. As páginas do livro interessam sobretudo a nós, simples olheiros da vida, avaliadores de homens e mulheres de ontem e de hoje nessa grande aventura humana. E a nós impressiona a precisão com que a autora vai desenhando paisagens de um Portugal que, de certa forma, ainda não foi violado pela dita “modernização”. É, pelo menos, o Portugal das fortes lembranças da jovem nonagenária Maria da Assunção. Ele é o Portugal que fica. Admite-se que um pouco dessa intocabilidade deve ser creditada à forte impressão passada e registrada por Maria . O que apenas mais valoriza a carga narrativa do livro.

... EM UMA HORA, A PLENA LEITURA ...

Na verdade, levei pouco mais de uma hora para ler o livro “Maria da Assunção - Marquitas da Vinha Velha”, um testemunho recendendo a Portugal do começo ao fim. Acompanhar o ritmo e o rito de Maria da Assunção não é difícil. Difícil é se apartar das páginas em que essa mulher simples, que não passou do terceiro livro primário, vai redescobrindo a vida pacata de sua aldeia, a freguesia da Travanca do Mondego, Concelho de Penacova e distrito de Coimbra, Portugal. E com ela fazemos um mergulho essencial e gratificante num tempo ‘naif’, ingênuo mesmo. Não há ‘lições de moral’, nem os chamados ‘conselhos sapienciais’ na dissertação da sábia anciã. Ela simplesmente expõe – e se expõe – numa narrativa que flui, a contar histórias de vida, a desfilar sua agenda . Com isso, vai desfiando um credo, que é dela assim como foi de seus ancestrais, de seus pais, dos pais de seus pais... Nessas histórias, domina o cenário intocado de uma Lusitânia que tem igualmente bastante a ver com cada brasileiro, com um Brasil profundo, começado nos tempos das Capitanias. Nas palavras, usos e costumes, nas expressões de amor e de fé religioso, no registro todo de Maria da Assunção encontra-se um pouco da nossa herança cultural brasileira também. Maria não exalta valores. Ela os expõe naturalmente, indissociáveis de seu espírito, a partir das narrativas em que ora está na lavoura, mais adiante, colhendo oliva, ou simplesmente ajudando, multipresente, na administração de dois hectares de terra onde ela e seu Alexandre – pais de José Dionísio, Maria Adília e Antônio Jerônimo - tiravam o sustento da casa. Dali, de um hercúleo labor diário, saiam o trigo, o azeite, o vinho, o leite, a carne essenciais para o dia a dia familiar. Até que a terra da promissão, chamada Brasil, levou Alexandre ao Norte do Norte do Paraná e, poucos anos depois, toda a família. Bendita mudança. No Brasil a família encontrou o solo fértil e espaço para desabrochar vigor e talentos represados pelas limitações da terra natal.

... ELA SE IMPÕE, NÃO OFERECE LIÇÕES DE MORAL... Ao fim da leitura examino as receitas dessa privilegiada cozinheira, com as sugestões de mil e um pratos de bacalhau e bolinhos, cabrito ao vinho, rocambole salgado...

A Link Monitoramento, rede de franquias com sede em Curitiba especializada no rastreamento e monitoramento de pessoas, objetos, veículos e frotas, conquistou o Selo Excelência em Franchising 2013, concedido pela Associação Brasileira de Franchising. De acordo com o diretor-presidente da Link Monitoramento, Sílvio Torres, ostentar o Selo Excelência em Franchising representa diferencial importante no mercado, além de confiabilidade no negócio para o investidor. Isso porque, dos 2.100 franqueadores existentes, apenas cem possuem o selo. “Isso significa seriedade, profissionalismo, relacionamento e, acima de tudo, comprometimento com o negocio oferecido aos nossos franqueados”, assinala.

Silvio Torres e Daniel Motta, diretores da Link, com familiares

OPINIÃO DE VALOR

Poluição do ar mata mais de seis milhões de pessoas por ano Organização Mundial da Saúde classifica a poluição atmosférica como um dos maiores perigos à humanidade e recomenda o fortalecimento do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo e investimentos em energias renováveis. A reportagem é de Fabiano Ávila e publicada pelo Instituto CarbonoBrasil.:

Capa do livro “Marquitas da Vinha Velha”

O mundo de Maria da Assunção é para que nele se mergulhe. Nessa imersão entende-se como viviam, sonhavam e moldavam-se caracteres muito especiais, corpos e almas devotas, de um catolicismo ibérico, sem cogitações teológicas, lastreado pelo catecismo básico em que a piedade religiosa teria de fincar bases na família. E na família, almas especiais, como a de Maria da Assunção sempre souberam trabalhar com maestria valores como a bênçãos para afastar muitos males (página 105). Quem não conhece, aqui nessa terra, filha da terra lusa, outras tantas marias com seus benzimentos e rezas fortes? Tudo, naturalmente, sob as bênçãos da Virgem dos Remédios, ou de tantas outras invocações da mãe de Jesus? O que posso dizer, por fim, é que sou mesmo um privilegiado, sendo leitor de Maria da Assunção. Obrigado.

DIA DO TRABALHO COM CONSEQUÊNCIA

A Coordenação dos Movimentos Sociais de Curitiba (CMSC) programou para o Dia do Trabalho uma grande concentração, a partir das 9 horas, no Largo da Ordem. A palavra de ordem, no texto convocatório, é clara, definindo posições. Uma delas – que, acredito, interessa à cidade toda – colocando-se contra obras públicas que lesem a urbe, como as planejadas para os grandes eventos esportivos tipo Copa. Outra exortação dos organizadores da comemoração vai direto ao aumento das tarifas do transporte coletivo, que atingirá Curitiba e Região Metropolitana, com o fim dos subsídios do Governo do Estado. Em meio a protestos bem fundamentados, a exortação dos Movimentos Sociais brada simplesmente “contra as privatizações”. O que, convenhamos, não podem ser colocadas, todas, numa vala comum. Há privatizações e privatizações, algumas absolutamente inteligentes e essenciais. Algumas, sim, podem merecer reparos e contestações.

MAIS UMA COMUNIDADE TERAPÊUTICA REDENTORISTA:

Neste 1º. de maio, Dia do Trabalho, padre Joaquim Parron, Provincial dos Redentoristas no PR e MS, fará a bênção oficial de mais uma Comunidade Terapêutica para dependentes químicos em Campo Grande-MS. Serão 20 jovens que estão iniciando o programa de recuperação. Os Redentoristas estão expandindo as ações sociais em todas as regiões onde eles estão presentes. Essa chácara que está sendo inaugurada foi adquirida com recursos da campanha Família do Devoto Perpétuo dos Redentoristas e toda a manutenção será por conta dos missionários. Algo interessante nessas Comunidades Terapêuticas Redentoristas é que não têm mensalidades ou cobranças de taxas, tudo é mantido com o trabalho dos Redentoristas, pois esse serviço é direcionado aos mais pobres. “Até agora não temos recebido nada do poder público e graças a Deus conseguimos tocar esses trabalhos com muito esforço e muita doação dos meus confrades Redentoristas”, afirmou padre Parron.

PERSEVERANÇA NA SOBRIEDADE

José Dionísio Rodrigues e a mãe, dona Maria da Assunção

Grata avaliação: segundo os coordenadores das Comunidades Terapêuticas Redentoristas (chácaras de acolhidas) o índice de recuperação tem sido acima da média. É uma alegria ver esses jovens sendo recuperados depois de nove meses de terapia e poder devolvê-los às suas famílias livres da droga, afirmou padre Henrique Lima, vice-provincial Redentorista. Essas comunidades têm como eixo terapêutico a disciplina, trabalho e oração, seguindo os 12 passos. Padre Henrique ressaltou que um dos pilares no processo de recuperação desses jovens é a forte espiritualidade do programa terapêutico.

A autora com os filhos Antonio Jerônimo, Adília e José Dionísio Rodrigues

Padre Joaquim Parron

O governo chinês investirá 100 bilhões de Yuan (US$ 16 bilhões) nos próximos três anos para lidar com a poluição do ar em Pequim. Para se ter ideia, desde o início de 2013 mais dias foram classificados como “insalubres” e “perigosos” na capital chinesa do que “razoáveis”. A China é um dos exemplos do futuro que nos espera se nada for feito para reduzir as emissões de poluentes das atividades humanas. Mas a realidade atual pode ser ainda pior do que imaginávamos. “Nossas estimativas mostram que 3,5 milhões de mortes prematuras acontecem todos os anos por causa da poluição dentro das casas e outras 3,3 milhões pela poluição do ar nas ruas”, afirmou Maria Neira, diretora de Saúde Pública e Meio Ambiente da Organização Mundial da Saúde (OMS). O alerta foi feito durante a mais recente reunião da Coalizão do Clima e do Ar Limpo (CCAC) do Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas (PNUMA), que foi realizada no último fim de semana em Paris. O cenário apresentado pela OMS no encontro é desolador, com a poluição do ar matando mais pessoas do que a AIDS e a Malária juntas, por exemplo. A situação mais preocupante é a da África, onde milhões de pessoas ainda queimam madeira ou outros combustíveis dentro de suas casas para a obtenção de calor e iluminação, resultando em famílias inteiras desenvolvendo problemas respiratórios devido à fuligem. Já na Ásia e na América Latina, o grande problema é a poluição nas grandes cidades, causada pelos veículos e atividades industriais. “A poluição do ar é um dos maiores problemas de saúde pública do planeta, um problema que foi subestimado no passado. O pior é que a situação parece estar piorando graças ao aumento do uso dos combustíveis fósseis”, declarou Maria. De acordo com a CCAC, os poluentes climáticos de vida curta (SLCPs, na sigla em inglês), como o carbono negro e o metano, são os principais vilões não apenas da saúde pública, mas também das mudanças climáticas. Os SLCPs são emitidos por diversas fontes, mas são principalmente resultado da queima de combustíveis fósseis. Para a CCAC é preciso reduzir drasticamente e rapidamente essas emissões através da utilização de novas tecnologias, como filtros e modelos mais recentes de fornos e fornalhas. Outra medida considerada essencial seria o incentivo aos investimentos em energias renováveis. “Se aumentarmos o acesso à energia limpa, os benefícios para a saúde seriam enormes. Não vemos esse argumento sendo usado frequentemente, mas está claro que preservar a vida humana é um dos fatores que devemos levar em conta para justificar os investimentos em energias como a solar e a eólica”, disse Maria. Durante o encontro em Paris, foi deixado claro que o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo da ONU (MDL) possui um papel importante a cumprir e deveria ser fortalecido. O MDL funciona assim: iniciativas em países em desenvolvimento que reduzam as emissões recebem créditos, as Reduções Certificadas de Emissão (RCEs), que podem ser comercializadas com os países ricos signatários do Protocolo de Quioto ou com qualquer outra nação que possua metas de emissão e aceite as RCEs como uma de suas “moedas”. Em setembro do ano passado, o MDL comemorou a marca de um bilhão de toneladas de CO2 que deixaram de ser emitidas graças a seus projetos. Atualmente existem mais de 4.500 projetos de 75 países registrados. São iniciativas que vão desde a substituição de fornos à lenha por modelos mais limpos e eficientes à aplicação de tecnologias que diminuem as emissões de gases do efeito estufa na geração de energia. Porém, a ferramenta foi vítima do problema do excesso de créditos de carbono nos mercados mundiais - causado principalmente pela crise europeia, que diminuiu a demanda por créditos - e hoje cada uma de suas RCEs vale menos de US$ 1. Um valor baixo demais para incentivar o desenvolvimento de novos projetos. Segundo a CCAC é preciso elevar esse preço, mas não foram apresentados os meios para que isso seja feito.

Habitantes de Pequim sofrem diariamente com a poluição do ar / Wikimedia Commons


Geral/Curitiba Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A4 | Indústria&Comércio

AB Notícias NOVO PISO REGIONAL Em comemoração ao dia do trabalhador deve ser assinado, neste feriado, um decreto aumentando em 12% o salário mínimo regional. O piso, que hoje é de 783,20 reais, deve passar a 877,00 reais, o que deve beneficiar empregados dos setores de atividades agropecuárias, florestais, de pesca, vendedores, trabalhadores domésticos, serviços administrativos, de reparação e manutenção. Trabalhadores do setor de produção de bens, serviços industriais e técnicos de nível médio também se enquadram no novo piso.

Fomento

PR: Médias empresas têm nova linha de financiamento A nova linha financia de R$ 300 mil a R$ 3 milhões, com juros a partir de 0,51% ao mês Nani Gois/ALEP

abnoticias@abcom.com.br

PATRULHA DO CAMPO A Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense, Amusep, estão organizando Consórcios Públicos Intermunicipais visando facilitar a operação do programa Patrulha do Campo nos municípios. Os consórcios permitem a contratação de funcionários para o projeto sem necessidade de concurso público. Nove consórcios criados já receberam os equipamentos, que deverão atuar na recuperação de estradas estaduais na região.

ECONOMIA NA PR 459 A pavimentação da PR 459 deverá representar uma economia de até 30% em fretes para os produtores agrícolas. A rodovia estadual que liga as cidades de Reserva do Iguaçu e Pinhão, centro-sul do estado, deverá ter o escoamento da produção facilitado pela reforma, com o custo do transporte pelo local barateado. O valor da obra é de 25 milhões de reais, e deve ser concluída até o início do próximo ano.

RETRATOS DA LEITURA Um estudo realizado pelo Paraná Pesquisa com cerca de duas mil pessoas de todo o estado apontou que 63% dos entrevistados leram ao menos um livro nos últimos três meses. De acordo com a pesquisa, batizada de Retratos da Leitura no Paraná, a média de livros lidos por habitante ao ano no estado ficou em 8,53. Neste índice incluem-se também livros didáticos. A média nacional hoje é de 4,7 livros por habitante.

TÉCNOLOGIA NO CAMPO Mais de 800 produtores da cidade de Tupãssi, oeste do estado, serão beneficiados com projeto que busca desenvolver a Agricultura de Precisão no município. Através de instrumentos de tecnologia da informação, dados sobre a qualidade e a variabilidade do solo e clima da cidade serão levantados. A intenção é poder, por meio dos resultados, definir um processo de automação agrícola e o uso de fertilizantes adequados no campo.

VIVENDO DE MÚSICA Conforme divulgado pelo jornal Correio do Cidadão, de Campo Mourão, centro-oeste paranaense, o projeto Vivendo de Música, promovido pela Casa da Música Rosemary Albuquerque, foi sucesso na cidade. O projeto, que existe há três anos, reuniu em seu repertório músicas que passavam do popular e jazz até ao erudito, tudo apresentado pelos professores da Casa.

MILHO EM ALTA O valor de venda alcançado pelos produtores de milho no estado nessa safra foi 48% maior que na anterior. Os agricultores comercializaram a saca de 60 quilos do produto pelo preço médio de 37 reais, enquanto na safra anterior o cereal foi vendido a 25 reais a saca. Os bons resultados podem gerar um aumento na área plantada do produto para a próxima safra, fazendo com o que o plantio milho seja implementado por agricultores que ainda não tenham como hábito a rotação de cultura.

PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA A atividade física pode ser um instrumento na prevenção do câncer de mama. Segundo estudo apresentado na Associação Americana para pesquisa do Câncer, a atividade física influencia a decomposição do hormônio estrogênio, diminuindo o risco de câncer de mama em mulheres na pós-menopausa. A pesquisa foi realizada com cerca de 540 mulheres na pós-menopausa, que usavam um “acelerômetro” durante as atividades físicas.

LUTA CONTRA O ANALFABETISMO Com a intenção de erradicar o analfabetismo na cidade de Palmas, sul do estado, professores e estudantes do magistério do Colégio Dom Carlos, realizarão mutirões levando informações a regiões carentes da cidade. Em um primeiro momento, o objetivo é identificar pessoas com mais de 15 anos que ainda não se alfabetizaram, informando-as sobre o mutirão que acontecerá através do programa de Educação de Jovens e Adultos, EJA, do município.

LENDÁRIOS DO REGGAE Londrina recebe neste feriado um dos ícones do Reggae mundial. A lendária banda jamaicana The Wailers, fundada por Bob Marley, apresenta-se na cidade na Xácara Eventos. O repertório deve abordar a fase de mais sucesso do grupo, trazendo canções do álbum Uprising, entre outros sucessos como “Buffalo Soldier” e “One Love”. Ingressos pelo site www.viaingressos.com.br.

CAMINHADA DA NATUREZA No dia 1º de Maio a cidade de Medianeira, oeste paranaense, realiza a oitava edição de sua Caminhada da Natureza – Circuito Caminhada Ecológica do Trabalhador. Com início previsto para as 7h30, a caminhada conta com 11 quilômetros de rota, devendo passar pela comunidade rural Sol e Ouro, com chegada ao Pólo Esportivo. As inscrições podem ser feitas pelo site www.medianeira.pr.gov.br ou no dia do evento.

A nova linha foi apresentado, com a prestação de contas 2012, ao presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni

A

Fomento Paraná conta com financiamento voltado a médias empresas. A nova linha Média Empresa foi recém-autorizada pelo Conselho de Administração da instituição, financia de R$ 300 mil a R$ 3 milhões, com juros a partir de 0,51% ao mês. Esse produto foi apresentado, com a prestação de contas 2012, ao presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni, na segunda-feira (29). O diretor-presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, também entregou os relatórios referentes à gestão do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), do Fundo

de Aval Garantidor da Agricultura Familiar e do Fundo de Equalização do Microcrédito. As prestações de contas foram encaminhadas à Comissão de Tomada de Contas para análise.

LINHAS

A Fomento do Paraná trabalha com três linhas de financiamento, com o Banco do Empreendedor: para a área social, com juros zero; para micro e pequenos empresários, com taxas a partir de 0,55% ao mês e permitem empréstimos de até R$ 300 mil; e para os médios empresários, com financiamento de até R$ 3 milhões.

Os recursos do Banco do Empreendedor podem ser usados para iniciar um novo negócio ou ampliar a produção, adquirindo máquinas, equipamentos ou promovendo reformas e ampliação de instalações. A linha Paraná Juro Zero financia valores de R$ 300,00 até R$ 4 mil, para quem quer montar ou ampliar um pequeno negócio. Quem paga as parcelas do financiamento em dia não precisa pagar os juros. A nova linha Média Empresa financia de R$ 300 mil a R$ 3 milhões, com juros a partir de 0,51% ao mês, para empresas que faturam entre R$ 3,6 milhões a R$ 300 milhões por ano

Estado investe R$ 3 milhões em novos equipamentos para resgate O governador Beto Richa autorizou a aquisição de 50 conjuntos de equipamentos hidráulicos para resgate, que serão usados pelo Corpo de Bombeiros. Os equipamentos são necessários para retirar, com rapidez e segurança, vítimas de acidentes, como desabamentos ou acidentes de trânsito, em que as pessoas ficam presas nas ferragens. “São equipamentos de segurança mais modernos, o que demonstra a preocupação do Governo do Estado para que nossos profissionais possam executar suas missões com maior eficiência”, afirma o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Henrique Pombo do Nascimento. A compra será feita por licitação, na modalidade concorrência pública internacional. O valor máximo

previsto para a aquisição é de R$ 3.067.204,74 e o investimento será feito com recursos do Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp). De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, os equipamentos são importantes, principalmente com a proximidade de eventos internacionais, como a Copa do Mundo 2014. “Por isso, a maior parte dos novos conjuntos será destinada às unidades da capital, além de guarnecer uma unidade na Região Metropolitana de Curitiba. Grandes cidades do interior também receberão os conjuntos, como Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu”, informa o coronel Pombo.

INVESTIMENTOS

Em abril, o Corpo de Bombeiros

recebeu diversos equipamentos de proteção individual, com investimentos em torno de R$ 3 milhões, que vão atender servidores de todo o Estado e que foram comprados no fim de 2012. Foram adquiridos 1,5 mil capacetes Gallet, 2 mil botas de incêndio, e 1,5 mil conjuntos capa e calça impermeáveis. O reequipamento das forças de segurança, proporcionando melhores condições de trabalho aos profissionais, faz parte do Programa Paraná Seguro, da Secretaria da Segurança Pública. Este é o primeiro programa desenvolvido especificamente para a área e que também inclui a aquisição de novas viaturas para as polícias Civil, Militar e Científica; aumento do efetivo nas instituições e a compra de módulos móveis policiais.

Detran reforça atendimento em Maringá, Londrina e Pitanga Equipes do Departamento de Trânsito do Paraná reforçam nessa semana o atendimento ao público nas unidades com maior procura por exames práticos de direção e processos de veículos. Funcionários da autarquia remanejados de outras cidades garantem mais celeridade nas Ciretrans de Maringá, no Oeste do Estado, de Londrina, no Norte Pioneiro, e também em Pitanga, na Região Centro Sul. Não haverá expediente no feriado de 1º de maio, mas os usuários podem utilizar os serviços no restante da semana. “Com base no mapeamento da demanda, enviamos servidores de Curitiba e de outras Ciretrans para auxiliar nos serviços e diminuir o tempo de espera por exames e documentação. É uma prática que adotamos ainda em 2011 e que somente nos mutirões de fim de semana já atendeu mais de 33 mil pessoas”, explicou o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. Em Maringá, no sábado (4) e domingo (5), das 8h às 17h, será realizado o mutirão de exames práticos de direção, que vai receber 450 candidatos à primeira habilitação, categoria B.

Prefeitura envia à Câmara lista de fornecedores que serão pagos com crédito especial A Prefeitura de Curitiba enviou na terça-feira (30) à Comissão de Economia e Finanças da Câmara Municipal a relação dos 211 fornecedores que serão pagos com o crédito adicional especial de R$ 114 milhões, cuja abertura aguarda aprovação dos vereadores. A relação complementa as informações prestadas na mensagem que solicita a abertura do crédito, enviada à Câmara no último dia 24. A proposta será analisada pela Comissão de Economia e Finanças antes de ser apreciada no plenário. O crédito especial é destinado a pagar parte da dívida total deixada pela gestão anterior, que soma R$ 571 milhões. Os recursos serão alocados do próprio caixa da Prefeitura, provenientes de anulações parciais de dotações orçamentárias, superávit financeiro, apurado no balanço patrimonial no exercício de 2012, e do excesso de arrecadação real e por tendência. Os R$ 114 milhões serão uti-

lizados principalmente para pagamentos de despesas referentes à contratação de obras e serviços de saúde, conforme detalhamento abaixo: - R$ 13.367.743,01 para atender despesas da gestão anterior referentes à Lei 8.786/95, que autoriza a custear despesas com tratamento de saúde dos funcionários acometidos por doenças graves e programa de saúde - R$ 74.900.493,09 – para atender despesas  da gestão anterior com a prestação de serviços ao Sistema Único de Saúde dos hospitais habilitados e prestadores assistenciais , bem como do financiamento das ações estratégicas de saúde do Município com o Ministério da Saúde. -R$ 803.714 – para o pagamento de despesas da gestão anterior com a  prestação de serviços de instrução e qualificação profissional dos Liceus de Ofício.

- R$ 16.945.603,99 – para atender as despesas da gestão anterior com obras de mobilidade importantes para a cidade, entre elas, a implantação da Linha Verde (trecho entre a Universidade Federal e a Av. Victor Ferreira do Amaral); revitalização da Av. Marechal Floriano, a reforma da Alameda Carlos de Carvalho, além de obras de infraestrutura urbana (pavimentação e drenagem), habitacionais, recuperação ambiental e desassoreamento de rios. - R$ 470.711,70 – para pagamento de despesa da gestão anterior com consultorias. - R$ 491.966,50 – para atender despesas da gestão anterior com a revitalização do Parque do Centenário da Imigração Japonesa, implantação do Parque Vista Alegre, implantação de barracão de reciclagem para o Programa Ecocidadão. - R$ 163.220,80 – para aten-

der despesas da gestão anterior referentes à requalificação, modernização e ampliação do Mercado Municipal de Curitiba. - R$ 224,066,37 – para atender despesas da gestão anterior com a construção do Clube da Gente Tatuquara e do Centro de Esporte e Lazer do Uberaba. - R$ 4.131.828,76 – para atender despesas da gestão anterior referentes à prestação de serviços de recuperação e implantação de pavimentação de ruas em vias do Município. - R$ 2.562.970,72 – para atender despesas da gestão anterior com a reforma da Rodoferroviária; implantação do Sistema Integrado de Monitoramento (SIM); execução de obras de desalinhamento de estações-tubo no eixo norte-sul e a fabricação de 32 plataformas de elevação vertical para atender pessoas com deficiência


Economia Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A5

Inadimplência das empresas diminui 3,9%, revela Serasa

insatisfação

O nível de inadimplência das empresas teve queda de 3,9% em março na comparação com igual período do ano passado, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (30/04) pela empresa de consultoria Serasa Experian. Em relação a fevereiro, no entanto, o indicador apresentou alta de 8%. Já no acumulado do ano, foi registrado um leve acréscimo de 0,1% na comparação com os três primeiros meses de 2012. Os economistas da Serasa destacam que na comparação trimestral foi a menor alta para o período desde 2011, quando o índice cresceu 21,1% em relação aos três primeiros meses de 2010. “Com a presente recuperação econômica, mesmo que não generalizada, vários setores já sentem alívio em seu fluxo de caixa, o que tem levado à lenta perda de fôlego da inadimplência das empresas”, apontam por meio de nota. Em relação à alta de 8%

A proporção de empresas que esperam aumentar o número de funcionários nos próximos três meses manteve-se relativamente estável

Confiança da indústria registra leve queda em abril

entre fevereiro e março, a Serasa destaca que isso pode ser justificado por uma base de comparação fraca registrada no segundo mês do ano, quando o indicador havia recuado 12% ante janeiro. Quanto ao valor médio das dívidas, as não bancárias, que incluem cartões de crédito, financeiras e prestadoras de serviço, tiveram valor médio de R$ 802,95 no primeiro trimestre do ano. Esse valor representa uma alta de 2,5% na comparação com igual período do ano passado. As dívidas com bancos, por outro lado, tiveram redução de 2,4%, com valor médio de R$ 5.147,80. Já o valor médio dos títulos protestados ficou em R$ 1.941,60 no acumulado do ano, uma elevação de 3% sobre igual período de 2012. O valor médio dos cheques sem fundos (R$ 2.804,93), por sua vez, teve aumento de 26,9% na comparação com o primeiro trimestre do ano anterior.

IBGE mostra aumento de trabalhadores com carteira assinada no setor privado

Para os analistas, isso indica um início de segundo trimestre morno para o setor Pelo segundo mês consecutivo, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) apresentou queda. Segundo a apuração feita pela Fundação Getulio Vargas (FGV), em abril o indicador caiu 0,8%, ao passar de 105 pontos em março para 104,2. Esta é a primeira vez, desde agosto do ano passado, que o ICI fica abaixo da média histórica recente (últimos 60 meses), que é 104,4 pontos. Para os analistas da FGV, isso indica um início de segundo

trimestre morno para o setor. A apuração mostra que as indústrias estão mais insatisfeitas em relação ao momento presente. O Índice de Situação Atual (ISA) diminuiu 0,7%, passando de 104,2 para 103,5 pontos, nível inferior à média histórica recente (105,6). O nível de demanda foi o quesito que mais pressionou o ISA neste mês. Esse item, que atingiu 100,3 pontos em março, caiu 1,3% em abril.

O Índice de Expectativas (IE) também apresentou decréscimo de 0,9%. Em março, o indicador registrou 105,9 pontos. Neste mês, ele passou para 104,9. A pontuação ainda é superior à média dos últimos 60 meses, que é 103,1 pontos. Segundo a FGV, esses resultados sinalizam que os empresários da indústria da transformação têm expectativas neutras e moderadamente otimistas em relação aos próximos meses.

A maior influência para a queda do IE foi o item que mede as expectativas para o emprego, que teve queda de 2% em relação a março, com 110,5 pontos. A proporção de empresas que esperam aumentar o número de funcionários nos próximos três meses manteve-se relativamente estável (de 22,7% para 22,2%). Os que projetam diminuição dos empregados, por sua vez, aumentaram de 10% para 11,7%.

Setor público consolidado registra superávit primário de R$ 3,5 bi em março

Wilson Dias/ABr

Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, os resultados ainda são influenciados pelas desonerações de folha de pagamento e pela redução de tributos, o que reduz a arrecadação

O setor público consolidado governos federal, estaduais e municipais e as empresas estatais - registrou superávit primário de R$ 3,5 bilhões em março, informou nesta terça-feira (30/04) o Banco Central (BC). O resultado positivo veio depois do primeiro déficit primário registrado em meses de fevereiro, de R$ 3,031 bilhões. Em março de 2012, o superávit primário foi bem maior: R$ 10,442 bilhões. No acumulado de 12 meses, encerrado em março, o superávit primário ficou em R$ 89,699 bilhões, o que representa 1,99% de tudo o que o país produz - Produto Interno Bruto (PIB). A meta do governo para este ano é atingir R$ 155,9 bilhões. No mês, o Governo Central (Banco Central, Tesouro Nacional e Previdência Social) registrou superávit de R$ 1,059 bilhão. As empresas estatais, excluídos os grupos Petrobras e Eletrobras, registraram superávit de R$ 298 milhões. Os governos estaduais apresentaram superávit primário de R$ 1,360 bilhão e os municipais,

R$ 783 milhões. O esforço fiscal do setor público não foi suficiente para cobrir os gastos com os juros que incidem sobre a dívida. Esses juros chegaram a R$ 19,359 bilhões, em março, contra R$ 21,037 bilhões de igual período do ano passado. Com isso, foi registrado déficit nominal - formado pelo resultado primário e as despesas com juros, de R$ 15,859 bilhões, no mês passado, contra R$ 10,595 bilhões no mês de março de 2012. O BC informou ainda que a dívida líquida do setor público chegou a R$ 1,596 trilhão em março. Esse resultado correspondeu a 35,5% do PIB, contra 35,6% registrados em fevereiro. Outro indicador divulgado pelo BC é a dívida bruta do governo geral (governos federal, estaduais e municipais), muito utilizado para fazer comparações com outros países. No caso da dívida bruta, em que não são considerados os ativos em moeda estrangeira, mas apenas os passivos, a relação com o PIB é maior. Em março, ficou em R$

2,663 trilhões, o que corresponde a 59,2 % do PIB.

ANÁLISE

Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, os resultados ainda são influenciados pelas desonerações de folha de pagamento e pela redução de tributos, o que reduz a arrecadação. Maciel acrescentou que há uma defasagem entre a recuperação da atividade econômica e o aumento da arrecadação do governo federal. "A atividade econômica mostra retomada, mas há defasagem da recuperação das receitas", disse. De acordo com Maciel, os resultados dos governos regionais também são influenciados pela atividade econômica. Segundo ele, a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), principal fonte de arrecadação dos governos estaduais, cresceu cerca de 7% no primeiro bimestre deste ano, contra igual período do ano passado, em termos reais (descontada a

inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA). "Está tendo uma recuperação gradual do ICMS", destacou. Maciel avaliou que desde 2009, com a crise financeira internacional, "a obtenção de resultados (primários) tem mostrado restrições", devido à redução da atividade econômica e o governo tem "flexibilizado" a meta de superávit primário, com abatimentos. Entretanto, de acordo com o chefe do Departamento Econômico do BC, a situação fiscal do país é sustentável. "Do ponto de vista da sustabilidade da dívida ou da solvência, temos um quadro distinto do que tínhamos dez anos atrás", disse. Ele citou que, naquele período, a dívida líquida do setor público chegou a cerca de 60% do PIB. Em março deste ano, esse percentual ficou em 35,5% do PIB. "Não só a dívida foi reduzida, mas houve melhoramentos na gestão. Nessa perspectiva, a situação fiscal é muito mais confortável", acrescentou.

Estudo especial do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a evolução dos empregos formais no país, divulgado nesta terça-feira (30/04), acentua o crescimento do emprego com Carteira de Trabalho assinada, sobretudo a partir de 2008. O dado, ressaltado pelo instituto nas edições anuais da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), ganhou agora um recorte específico para o trabalho com carteira e suas características, disse à Agência Brasil a economista Adriana Beringuy, pesquisadora da publicação. Elaborado para o Dia do Trabalho, comemorado nesta quarta-feira (1º/05), o estudo destaca o aumento de 10,5 pontos percentuais observado na última década entre os empregados com carteira assinada no setor privado que, em 2003, somavam 71,9% e passaram para 82,4% em 2012, do total de 84,8% de empregados que se encontravam na iniciativa privada, no ano passado. A evolução do trabalho formal estabelece um contraponto em relação à diminuição de trabalhadores sem carteira, disse Adriana. "A gente está tendo uma migração de trabalhadores não registrados para a condição de trabalhadores com carteira, aumentando o percentual da cobertura da população ocupada que tem esse tipo de vínculo de trabalho". Segundo a economista, isso mostra a dinâmica do mercado com taxas de desocupação cada vez menores e também do ponto de vista da qualidade do emprego, porque traz as salvaguardas inerentes ao trabalho com carteira, como direitos trabalhistas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a Previdência Social. Considerando-se toda a população ocupada do país no período de 2003 a 2012, a análise do percentual de empregados com carteira assinada no setor privado mostra que o crescimento no período alcançou 53,6%, passando de 7,3 milhões para 11,3 milhões, enquanto a expansão do total dos ocupados foi 24% (de 18,5 milhões para 23 milhões). Por setores de atividades, o estudo indica que o comércio foi o setor que mais registrou crescimento de empregados com carteira assinada. Em 2003, apresentava 39,7% e no ano passado subiu para 53%. "Co-

mércio e serviços são os setores que mais têm gerado postos de trabalho. E postos formalizados, que acabam absorvendo esse contingente de pessoas sem carteira", disse. O comércio desponta como setor de grande absorção de uma mão de obra que antes não tinha essa proteção, acrescentou a pesquisadora. O comércio responde também pela transformação qualitativa do mercado de trabalho. A grande concentração do trabalho com carteira, entretanto, está na indústria e nos serviços prestados às empresas, da ordem de 69,7% e 70,4%, respectivamente, em 2012. O estudo do IBGE também mostrou que diminuiu nos últimos anos a diferença entre brancos e negros com carteira assinada. Do universo de ocupados de cor branca em 2003, 41,2% tinham carteira assinada, ao passo que, entre os ocupados de cor preta ou parda, a proporção era 37,7%, ou seja, havia uma diferença de 3,5 pontos percentuais entre as duas classes. Em 2012, a diferença caiu para 0,2 ponto percentual (49,4% para brancos e 49,2% para pretos ou pardos). Adriana Beringuy explicou que quando se pega a população ocupada como um todo nos últimos dez anos, independentemente do tipo de vínculo de trabalho, verifica-se que o número de pessoas que se declaram de cor preta ou parda vem aumentando. "O aumento acabou se refletindo no mercado de trabalho no que diz respeito ao vínculo de trabalho", declarou. A economista do IBGE destacou também que os setores que mais têm empregado no período, que são comércio e serviços pessoais, absorvem grande contingente de mão de obra sem muita distinção de qualificação ou experiência pregressa. "É um setor muito mais democrático até para absorver pessoas sem experiência". Segundo ela, as diferenças de cor e raça podem ter facilitado também a expansão do trabalho nessas áreas, ao contrário do que ocorre na indústria, cuja demanda é crescente por pessoas mais qualificadas. A falta de experiência anterior ou a menor escolaridade podem estar refletindo também tanto na questão de gênero, como na de cor e raça, disse Adriana.


Economia Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A6 | Indústria&Comércio oda.spada@gmail.com.br

Nova visão empreededora

Em 2100 parte do Semiárido pode se tornar deserto, revela Inpe Aumento da temperatura, falta de chuva contribui para a desertificação Estudos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) com base em tendências climáticas revelam que, em 2100, parte do Semiárido brasileiro pode se tornar uma região de deserto. De acordo com o pesquisador do Inpe, José Antonio Marengo Orsini, o aumento da temperatura e a falta de chuva podem ser os principais responsáveis pela aridez na região. “Em 2050, algumas partes do Semiárido já podem passar a ser áridas. Atualmente chove apenas parte do ano e a precipitação é mal distribuída. No caso da aridez, é quando não há chuva”, explica. Para Marengo, a situação atual do Semiárido é preocupante devido à duração da estiagem. A rigorosa escassez de chuvas pelo segundo ano consecutivo impõe à região a pior seca dos últimos 50 anos, que atinge 1.046 municípios.

meio rural que parte dos membros do grupo familiar migrem, temporária ou permanentemente, em busca de atividades de maior produtividade, seja na própria agricultura seja em outros setores”.

Iniciativas de uso sustentável

Região que vai da Bahia ao Rio Grande do Norte é a mais afetada

População não se adapta

“O maior problema é que a população ainda não está adaptada à seca. E o fato não é um fenômeno surpresa, já aconteceu antes. Atualmente a população que sofre com os efeitos da estiagem, abandona seus terrenos no campo e migra para as grandes cidades. Isso pode criar um problema social, a pessoa desesperada por comida faz saques. Ela não quer roubar, só quer comer. O impacto da seca já passou a ser um fenômeno social, político, não apenas meteorológico”. Os efeitos mais agressivos da estiagem estão concentrados na Região Nordeste, onde o Ministério do Meio Ambiente (MMA) já identificou oficialmente quatro núcleos de desertificação: são 1.340 quilômetros quadrados e aproximadamente 1.400 municípios em 11 estados. A área abrange 16% do território brasileiro. Os núcleos estão localizados na região do Seridó, na Paraíba, onde o fenômeno ocorre devido à falta de manejo da caatinga para atender a pecuária extensiva e a demanda energética; na região de Xingó, que compreende municípios nos estados de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e Bahia, a ocorrência se dá devido à irrigação sem critérios técnicos, provocando a salinização dos solos; Na região de Gibões (PI), ocorre uma intensa degradação do solo por processo de mineração inadequado; e na região do Irauçuba (CE), por falta de manejo dos recursos naturais.

Consequência de fatores humanos

De acordo com o pesquisador em geoprocessamento da Embrapa Semiárido, Iêdo Bezerra Sá, o processo de desertificação é consequência de fatores humanos e climáticos. “O Semiárido tem uma série de condicionantes como clima, solo, água e regime de chuvas que é muito favorável a processos de degradação de ambiente. Associados com práticas inadequadas adotadas pelo homem, às vezes por ignorância, por má-fé ou falta de capital, [provocam a desertificação].” Dentre os fatores humanos, ele destaca o desmatamento, a extração excessiva de produtos florestais, as queimadas, a sobrecarga animal, o uso intensivo do solo e seu manejo inadequado e, por último, o emprego de tecnologias não apropriadas para ecossistemas frágeis. “Com respeito às causas climáticas da degradação, é possível mencionar as recorrentes e prolongadas secas que afetam vários países e que [agravam] ainda mais as consequências derivadas da ação humana.” Sá explica que nas áreas em processo de desertificação as proporções de pobreza e de indigência estão acima da média nacional. Segundo ele, no Nordeste brasileiro, uma área maior do que o estado do Ceará já foi atingida pela desertificação de forma grave ou muito grave. “Do mesmo modo, a pobreza e a indigência, geralmente, afetam a população rural em maior proporção do que a população urbana, mesmo que, em números absolutos, haja mais pobres nas cidades. É comum no

Para combater o processo, o Ministério do Meio Ambiente tem destinado em torno de R$ 25 milhões a iniciativas de uso sustentável dos recursos naturais. De acordo com o diretor do Departamento de Combate à Desertificação do ministério, Francisco Barreto Campello, para viabilizar a aplicação dos recursos, a pasta viabilizou um conjunto de projetos que promovem a convivência com a semiaridez para o combate à desertificação, visando à segurança alimentar, energética, hídrica e da biodiversidade.

Embrapa lança biofertilizante na AveSui 2013 Empresa desenvolveu um novo arranjo produtivo para suínos O resultado de um trabalho de 10 anos de pesquisa e desenvolvimento por parte da Embrapa Suínos e Aves será apresentado pela primeira vez ao mercado nacional durante a AveSui 2013, que acontece entre os dias 14 e 16 de maio em Florianópolis (SC). O biofertilizante orgânico feito a partir dos resíduos da produção suína é o destaque do estande da entidade nacional, que é resultado de um novo arranjo produtivo pensado pela empresa para resolver problemas da cadeia suína, em especial a falta de terra necessária para distribuir o adubo.

Fábrica de compostagem

Para chegar ao novo produto, foi criada uma nova fábrica de compostagem para a produção do fertilizante. “Isto permite incluir mais famílias ao processo, para destinar corretamente à fábrica os resíduos de produção e favorece também empresas que produzem equipamentos para compostagem”, explica Jean Vilas Boas, do Núcleo de Comunicação Organizacional da Embrapa Suínos e Aves, que tem sede em Concórdia (SC). A tecnologia foi desenvolvida pelo pesquisador Paulo Armando de Oliveira. Foram três etapas até chegar ao produto final: a pesquisa da tecnologia de compostagem, o teste prático da produção e a materialização do produto, que será vendido no varejo (em supermercados e agropecuárias) em unidades de três quilos. “É um biofertilizante para ser aplicado em áreas mais urbanas, especialmente em hortas e jardins, além de servir para fertilização de grãos”, reforça Vilas Boas.

Não é só no Brasil

O processo de desertificação não se observa apenas no Semiárido brasileiro. Segundo Campello, o fenômeno está presente em 34,7% da superfície do planeta, em uma área onde vivem cerca de 41,3% da população. Na América Latina, dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) revelam que mais de 516 milhões de hectares são afetados no mundo. Como resultante do processo perdem-se cerca de 24 bilhões de toneladas por ano da camada arável e produtiva do solo, o que afeta de forma negativa a produção agrícola e o desenvolvimento sustentável. Sobre os efeitos da longa estiagem provocada pelo clima semiárido, José Marengo destacou a iniciativa de Israel como uma experiência de sucesso no convívio com a falta de chuva. “Israel também tem seca, como a do Semiárido brasileiro, mas não tem os mesmos problemas. Há produção [agrícola] o ano todo. Os investimentos do setor privado são muito fortes. Lá eles aprenderam a conviver com a seca. Um país pequeno, [com alto grau de tecnologia] -- ideal para ser aplicado no Brasil, como já é usado em Petrolina. Na cidade, há um investimento forte com a agricultura”. Segundo o pesquisador do Inpe, a região de Sahel, na África também tem um clima semelhante ao do Semiárido brasileiro. Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) mostram que a piora da situação da seca na região do Sahel já afeta 15 milhões de pessoas, incluindo um milhão de crianças, com a escassez de alimentos e o agravamento da desnutrição. De acordo com o Conselho de Segurança da ONU, a presença de grupos terroristas armados, junto com a pobreza crônica e a alta dos preços dos alimentos, torna o problema ainda mais delicado na região africana.

Exemplo de fábrica de compostagem

Debate conjuntural

A Embrapa Suínos e Aves participará também do debate conjuntural que abre a programação da AveSui, no dia 14 de maio, e terá a presença de outras entidades como União Brasileira de Avicultura (Ubabef), Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS), Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), da Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável (Abib), da Associação Brasileira de Reciclagem Animal (Abra) Sindirações, e terá como mediador o jornalista João Batista Olivi, apresentador do Canal Rural. “Estamos com uma expectativa muito boa para a AveSui. O evento é referência tanto no aspecto comercial quanto no técnico e científico. Queremos mostrar nossas contribuições”, destaca Vilas Boas.

Serviço

Data: 14 a 16 de maio de 2013 Local: CentroSul - Centro de Convenções de Florianópolis Av. Gustavo Richard, s/n - Florianópolis - Santa Catarina - Brasil E-mail: avesui@gessulli.com.br Site: www.avesui.com Organização: Gessulli Agribusiness Tel. (11) 2118-3133 / www.gessulli.com.br

Exposição em deve reunir 170 animais da raça Campolina

Cenário da seca no Ceará

Komatsu Forest lança três novos simuladores A Komatsu Forest está lançando três novos simuladores para harvesters, forwarders e escavadeiras florestais. Os novos simuladores proporcionam um funcionamento mais realista, com gráficos melhorados e física mais precisa. Os novos simuladores são voltados ao treinamento, com um claro enfoque na técnica de operação e no trabalho de planejamento para melhorar a metodologia de treinamento. Os simuladores são usados frequentemente para ganhar experiência antes de começar a operar as máquinas reais. Assim operar um simulador deve ser tão perto da operação real quanto possível. O programa de treinamento no simulador leva o operador desde o treinamento básico até a operação plena na floresta. Exercícios diferentes treinam a precisão na operação da grua, em preparação para operar uma máquina real na floresta. Para facilitar as coisas para o instrutor, um sistema de acompanhamento do aluno está agora incluído. Ele mantém o controle de usuários e do uso dos simuladores. O instrutor pode facilmente acompanhar o desenvolvimento do aluno a partir de uma estação de trabalho separada.

Campolinistas de Minas Gerais e outras partes do Brasil preparam tropas para a XXVI Exposição Especializada do Cavalo Campolina, que ocorre de 8 a 11 de maio, na cidade de Pará de Minas (MG). A organização é do Núcleo Oeste Mineiro dos Criadores do Cavalo Campolina. São esperados 50 expositores e 170 animais na pista, informa a PecPress Imprensa Agropecuária. Em busca de novos usuários, a programação conta também com um leilão de pista, agendado para o dia 10 de maio, sexta-feira, logo após a premiação, quando será servido um delicioso churrasco aos convidados que disputarão entre 15 e 20 cavalos. “Nossas expectativas são as melhores possíveis. O mercado está em franco crescimento e cada vez mais pessoas passam a enxergar o Campolina não só pela beleza, mas também pela funcionalidade. Certamente a exposição será encerrada com salto positivo de novos criadores e usuários”, avalia Gledson Carneiro Júnior , presidente do núcleo de criadores. A programação contará ainda com atrações para a comunidade, como shows de cantores sertanejos regionais.

Uma experiência virtual e realista

Nos novos simuladores as máquinas se comportam exatamente como elas fazem na floresta. A física é mais realista, afetando, por exemplo, como o cabeçote se comporta quando entra em contato com as árvores e como as toras movem-se quando estão sendo transportadas. A aparência gráfica também foi refinada para proporcionar mais realismo. O novo simulador de harvester agora tem três monitores de 55 polegadas, criando um panorama de 120 graus a partir do assento do simulador. Isso torna a experiência mais realista e facilita a metodologia do treinamento. O simulador de forwarder tem um display de 47 polegadas. Os novos simuladores também são mais confiáveis.

Sobre a Komatsu

Komatsu Forest Ltda. tem sede em Pinhais, Paraná e filiais no Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo e Bahia. É responsável pela comercialização de máquinas, equipamento e peças de reposição Komatsu em toda a América Latina. Komatsu Forest é um grupo internacional com sede e centro tecnológico em Umeå, Suécia. A Komatsu Forest produz as máquinas florestais da marca Komatsu e é uma das maiores fabricantes do mundo neste setor. A

A tradição de Pará de Minas Simuladores Kumatsu oferecem treinamento virtual eficiente

Komatsu Forest tem mais de 1.300 funcionários e está em todos os mercados onde a colheita floresta mecanizada é utilizada. A companhia tem duas unidades industriais: uma na Suécia e outra nos Estados Unidos. A Komatsu Forest tem clientes em todo o mundo, atendidos por suas empresas ou representantes na Europa, América do Norte, América do Sul, África, Oceania e Ásia. A Komatsu Forest AB é controlada pela empresa japonesa Komatsu Ltd. Komatsu Ltd. é a segunda maior fabricante do mundo de máquinas para construção, mineração e florestal. A empresa tem vendas anuais de US$ 24,2 bilhões e 44.000 funcionários. A produção ocorre em 54 fábricas localizadas em todo o mundo.

Pará de Minas é tradicional na criação da raça, muito apreciada pela imponência, beleza e andamento marchado, que proporciona uma cavalgada confortável, quase sem impacto. Desde a fundação da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Campolina, em 1941, a raça passa por constante atualização. Seu tamanho está um pouco reduzido, com um conjunto de frente mais leve e aprumos mais adequados para o exercício de sua funcionalidade. Pará de Minas reúne em torno de 20 criadores e cerca de 70 usuários.

MAIS INFORMAÇÕES

Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Campolina (ABCCCampolina) Telefone: (31) 3372-7478 Site: www.campolina.org.br


Publicidade Legal Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A7 EXTRAVIO

FOSFOREIRA BRASILEIRA SA EDITAL DE CONVOCAÇÃO 60ª Assembleia Geral Ordinária Ficam convocados os Srs. Acionistas da Sociedade para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária, às 10:00 horas do dia 10 de Maio de 2013, na sede da Companhia, sita à Av. Getúlio Vargas, 264, na cidade de Irati, Estado do Paraná, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: - (I) Tomar as contas dos Administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras; - (II) Destinação do lucro líquido do exercício e a distribuição de dividendos; - (III) eleição dos diretores; - (IV) outros assuntos de interesse da companhia. Irati, 22 de Abril de 2013. A Diretoria.

A EMPRESA CANAA COMÉRCIO E LOCAÇÃO DE DVD LTDA, CNPJ 07.249.244/0002-32, IE :90443141-90, VEM POR MEIO DESTE COMUNICAR O EXTRAVIO DE SUAS NOTAS FISCAIS D1 DE N 215 A 250. 3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ Bel. Mônica Maria Guimarães de Macedo Dalla Vecchia Registradora Designada   F   aço saber que pretendem se casar: 01- MARCIO ROBERTO HOEPFNER CORDEIRO e VIVIANE SIMONE SCHOLTZ;  02- AGENOR BEVILAQUA NETO e RAFAELA GILMARA MALAGGI. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias. CURITIba, 30 DE ABRIL de 2013

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA Ficam convocados os senhores acionistas da empresa MADEIREIRA SULPARANA S/A; inscrita no CNPJ nº 76.491.547/0001-07, estabelecida à Rua Itajubá, nº 673, Bairro Portão em Curitiba-Paraná, a se reunirem em Assembléia Geral Ordinária no dia 30 de Abril de 2013, às 15 horas, para deliberarem sobre a seguinte “ordem do dia”. 1) Aprovação do Balanço Patrimonial do exercício 2012; 2) Aprovação das Demonstrações Financeiras do exercício 2012. 3) Outros assuntos de interesse da sociedade.

CARTÓRIO DE SANTA FELICIDADE IRIO DAS CHAGAS LIMA – OFICIAL Av. Manoel Ribas, 6031 - Fone (41) 3372-1671 – CEP 82020-000 – CURITIBA – PARANÁ EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar: 1- ÉBERSON RICARDO DOS SANTOS com DANIELA CRISTINA GAVA; 2- LUIZ FRANK ACOSTA com JACQUELINE PATRÍCIA TEIXEIRA. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. Curitiba, 29 de abril de 2013 IRIO DA CHAGAS LIMA Oficial

Curitiba, 24 de Abril de 2013. ARTAGÃO DE MATTOS LEÃO Madeireira Sulparaná S/A. Diretor Presidente

PHYTOPLENUS BIOATIVOS S.A. CNPJ/MF Nº 10.704.205/0001-01 AVISO AOS ACIONISTAS Comunicamos que se encontram à disposição dos Senhores Acionistas, na sede da empresa, na Rua Wanda dos Santos Mullmann, Nº 1.501, Bairro Estância Pinhais, CEP 83323-123, Pinhais, Paraná, os documentos a que se refere o Art. 133 da Lei 6.404/76.

57ª - QUINQUAGÉSIMA SÉTIMA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA CNPJ/MF: 76.508.548/0001-09 EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL

a) Tomar as contas da Diretoria, examinar, discutir e votar o seu Relatório, e as Demonstrações Financeiras do exercício social findo em 31 de Dezembro de 2.012;. b) Assuntos diversos de interesse social.

Aviso de Licitação Pregão Eletrônico nº 21/13

Processo nº 117727530 OBJETO: Contratação de Empresa Prestadora de Serviço de Hospedagem, Alimentação e Sonorização para Participantes da Formação Inicial e Continuada em Alfabetização para Alfabetizadores e Coordenadores Locais – Programa Brasil Alfabetizado. Data de Abertura : 16/05/2013 HORAS : 09:30 hs VALOR MÁXIMO:R$ 1.498.120,80 (hum milhão, quatrocentos e noventa e oito mil, cento e vinte reais e oitenta centavos) O edital encontra-se à disposição no portal ou www.licitacoes-e.com.br - PREGÃO ELETRÔNICO DO BANCO DO BRASIL, pesquisa avançada e o n.º da licitação

Encontram-se a disposição dos Senhores Acionistas, na Sede Social, os documentos a que se refere o Art. 133 da Lei nº 6.404/76, relativos ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2.012. Curitiba/PR. 26 de Abril de 2013. ACYR JOSÉ VERCESI VIANNA Presidente do Conselho de Administração

PREF. MUN. DE FAZENDA RIO GRANDE ESTADO DO PARANÁ Comissão Permanente de Licitações

Curitiba, 29 de abril de 2013 Comissão Permanente de Licitação

Processo Administrativo nº. 125/2013 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 027/2013 TIPO: MENOR PREÇO – GLOBAL

EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS.

Como a requerida encontra-se em lugar incerto e não sabido, não sendo por isso citada pessoalmente, CITA-A por meio do presente, para que, em até 15 (quinze) dias, apresente embargos à monitória ou pague o débito apontado na inicial (R$ 20.380,76 atualizado até 21/10/2011), ficando ciente de que a realização imediata do pagamento dispensa a exigência de custas processuais e honorários advocatícios. Caso não haja o pagamento ou caso não sejam opostos embargos, ficará constituído título judicial em favor da requerente e em desfavor do requerido para que pague o valor exigido acrescido das custas e dos honorários advocatícios de 10%. Para que chegue ao conhecimento de todos e principalmente do interessado, mandou a MM. Juíza passar o presente edital, que será fixado em lugar de costume desta Vara e publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região. O prazo deste, que começará a fluir da data da publicação, terá transcorrido assim que decorram os 60 (sessenta) dias, fixados em epígrafe, e assim, perfeita estará a CITAÇÃO. Eu, Marcio Barbosa, Técnico / Analista Judiciário, digitei, e vai conferido pelo Diretor de Secretaria e.e., Alberto Betiol de Almeida Junior. Dado e passado nesta cidade de Curitiba, em 10/04/2013. Ana Carolina Morozowski Juíza Federal Substituta

OBJETO: Registro de Preço para aquisição de Materiais para Iluminação Pública, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, especificações conforme anexo I do edital constante no Processo Administrativo 125/2013. LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006 Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº 1254/2006. Horário/Data da Abertura: às 09h00min do dia 16 de Maio de 2013. Local: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações – Sala de Licitações da Prefeitura. O edital completo estará à disposição dos interessados entre os dias 29 de Abril a 16 de Maio de 2013, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações.

GRANDE LEILÃO DE MOTOS DIA 08/05/2013 –QUARTA-FEIRA – 10:00 HORAS RUA JACAREZINHO 1257 CURITIBA PR VEICULOS PERTENCENTES AOS CORREIOS MOTOS APARTIR DE R$ 758,00

Fazenda Rio Grande/PR, 26 de Abril de 2013. Luiz Rafael Lopes Presidente da CPL JUÍZO DE DIREITO DA VIGÉSIMA SEGUNDA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA/PARANÁ EDITAL PARA CONHECIMENTO DE TERCEIROS SOBRE A EXISTÊNCIA DE PROTESTO CONTRA ALIENAÇÃO DO BEM REGISTRADO NA MATRÍCULA Nº 14.292, DA 4ª CIRCUNSCRIÇÃO IMOBILIÁRIA. FAZ SABER a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Cartório da 22ª Vara Cível, se processam os termos dos autos de PROTESTO sob nº 0052555-53.2012.8.16.0001 em que BELA BRUNA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÃO IMOBILIÁRIA LTDA. move contra DIVONSIR HAY EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA., inscrita no CNPJ nº 75.015.867/0001-10, com sede na Rua Brigadeiro Franco, nº 3411, Rebouças, Curitiba, Paraná, cuja a inicial segue resumida: A ora Requerente adquiriu da empresa JC CRED Serviços de Cobrança Ltda. o imóvel objeto da matrícula 29.356, da 5ª Circunscrição Imobiliária de Curitiba, através da Escritura Pública de Permuta com Torna, celebrada em 26/11/2010, ocasião em que deu em permuta à JC CRED o imóvel constituído do lote de terreno nº 3/4, da Planta Vila Edy, objeto da matrícula 14.292, da 5ª Circunscrição Imobiliária de Curitiba, o qual, por sua vez, foi alienado à Requerida. Ocorre que a regularidade do referido negócio se tornou objeto de controvérsia na Ação (sob o Rito Ordinário) com pedido de Invalidação e Transferência de Bem Imóvel (e Antecipação Parcial dos Efeitos da Tutela), autos nº 0008817-49.2011.8.16.0001, proposta por Victor Hugo Salinas Burgos em face de Uniclínicas Planos de Saúde, Antonio de Oliveira Sant’anna, JC CRED Serviços de Cobrança Ltda. e Ricardo Augusto Zakir Jorge, além da ora Requerente. Caso reste invalidada a alienação do imóvel da Matrícula nº 29.356 e seja restabelecido o status quo ante, necessariamente o imóvel permutado, objeto da Matrícula 14.292, alienado à empresa Requerida será retomado. Assim, a presente demanda foi proposta no intuito de possibilitar eventual retorno das partes á situação inicial e preservar direitos de terceiros interessados. A Requerente requer a) a averbação da presente medida na matrícula 14.292, da 4ª Circunscrição Imobiliária de Curitiba. b) a expedição de editais, com inteiro teor da presente ação, para conhecimento de terceiros a respeito do presente protesto. Valor atribuído à causa, para efeitos fiscais, R$ 1.000,00. Luciano Hinz Maran, Alceu Rodrigues Chaves, procuradores da ASSOCIAÇÃO SOLIDARIOS PELA VIDA - SOVIDA Requerente. DESPACHO LIDO EM 27/02/2013: Ante o exposto, indefiro parcialmente RUA PROF BENEDITO CONCEICAO, 1691 a petição inicial, nos termos do art. 267, incisos I e artigo 295, inciso V, do Código CAPAO DA IMBUIA – CURITIBA – PR de Processo Civil para reconhecer o presente protesto como via inadequada para C.N.P.J. Nº. 68.695.733/0001-21 análise do pedido averbação de indisponibilidade do imóvel matriculado sob o nº 14.292 da 4ª Circunscrição Imobiliária de Curitiba. Defiro tão somente a expedição de BALANÇO PATRIMONIAL editais com o inteiro teor da presente medida. Tem o presente edital a finalidade de MODELO SINTÉTICO DE PUBLICAÇÃO NOTIFICAÇAO de TERCEIROS, para que fiquem cientes da existência da presente 31 de dezembro de 2012 ação, em que se protesta contra alienação do bem registrado na Matrícula nº 14.292, da 4ª Circunscrição Imobiliária. DADO e PASSADO nesta cidade e Comarca de ATIVO 196.462,83 Curitiba, Estado do Paraná, aos 12 (doze) de abril de 2013. EU Marlene Romeiro ATIVO CIRCULANTE 97.320,14 DISPONIBILIDADE 97.320,14 Coleta, empregada juramentada, que digitei e subscrevi. CAIXA GERAL 2.974,48 CAROLINA MAIA ALMEIDA BANCOS CONTA MOVIMENTO 79.310,95 Juíza de Direito Substituta  APLICACOES FINANCEIRAS 15.034,71 ATIVO NAO - CIRCULANTE IMOBILIZADO BENS EM OPERACAO (-) DEPREC/AMORTZ/EXAUS/ACUM.

99.142,69 99.142,69 281.131,41 -181.988,72

TOTAL DO ATIVO

196.462,83

PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE EXIGIBILIDADES REMUNERACOES ENCARGOS SOCIAIS OBRIGACOES FISCAIS

-196.462,83 -22.305,27 -22.305,27 -15.910,93 -6.071,92 -322,42

PATRIMONIO SOCIAL DOACOES E SUBVENCOES DOACOES DE BENS DOACOES PARA CONSTRUCAO

-174.157,56 -61.696,60 -18.696,60 -43.000,00

SUPERAVITS ACUMULADOS SUPERAVITS ACUMULADOS

-112.460,96 -112.460,96

TOTAL DO PASSIVO

-196.462,83

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO MODELO SINTÉTICO DE PUBLICAÇÃO 31 de dezembro de 2012 RECEITA OPERACIONAL BRUTA DOACOES RECEITAS DE ATIV. SOCIAL

489.118,83 489.118,83 489.118,83

DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA

0,00

RECEITA LÍQUIDA

489.118,83

CUSTOS

0,00

RESULTADO BRUTO

489.118,83

DESPESAS OPERACIONAIS ADMINISTRATIVAS PESSOAL GERAIS TRIBUTARIAS RECEITAS NAO OPERACIONAIS RECEITAS NAO OPERACIONAIS

445.858,11 446.157,30 270.447,86 172.669,48 3.039,96 299,19 299,19

RESULTADO ANTES DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS RECEITAS FINANCEIRAS RENDIMENTOS APLICACOES DESPESAS FINANCEIRAS JUROS DIVERSOS DESPESAS BANCARIAS

43.260,72 2.728,85 2.728,85 1.624,49 23,42 1.601,07

RESULTADO ANTES DA PROVISÃO PARA A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL

44.365,08

RESULTADO ANTES DA PROVISÃO PARA O IMPOSTO DE RENDA

44.365,08

SUPERAVIT DO EXERCÍCIO

44.365,08

A DIRETORIA



EDITAL N.º 7135852

FAZ SABER, a todos os que o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem, que perante este Juízo e Secretaria se processam os Autos de AÇÃO MONITÓRIA Nº 5016614-75.2012.404.7000/PR, em que figura como requerente CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF e requerida MARILLEIA DE FATIMA TOREZIN, brasileiro (a), casado (a), inscrito (a) no CPF/MF sob n° 036.406.979-10, com último endereço na Rua Princesa Izabel, 447, bairro Ouro Verde, Campo Largo/PR, CEP: 83.606-280.

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

Ordem do Dia:

AÇÃO MONITÓRIA Nº 5016614-75.2012.404.7000/PR AUTOR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF RÉU : MARILLEIA DE FATIMA TOREZIN

A DOUTORA ANA CAROLINA MOROZOWSKI, JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DA 3ª VARA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC.

Pinhais, Paraná, 29 de abril de 2013. José Paulo Chapaval dos Santos Diretor Presidente

CONVOCAÇÃO Ficam convocados os Srs. Acionistas de SONAEX S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE AÇO, para reunirem-se em Assembléia no dia 13/05/2013 às 15:00 horas, na sede da Companhia sito a Rua Jaime Costa, 217 - Curitiba/Pr, para deliberarem sobre o seguinte:

AÇÃO MONITÓRIA Nº 5020809-06.2012.404.7000/PR AUTOR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF RÉU : HARIEL MARCOS DE SOUZA EDITAL N.º 7157533 DE CITAÇÃO PRAZO: 30 (TRINTA) DIAS O DR. MARCOS ROBERTO ARAÚJO DOS SANTOS, JUIZ DA 4ª VARA FEDERAL, SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC.... F A Z S A B E R aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo Federal e Secretaria respectiva, tramita o processo de Ação Monitória acima referido, cujo objeto é a citação de HARIEL MARCOS DE SOUZA, para o pagamento à exeqüente da dívida decorrente de inadimplemento em Contrato de Financiamento - CONSTRUCARD. Fica, por este meio, C I T A D O HARIEL MARCOS DE SOUZA, CPF nº 027.986.359-42, brasileiro, casado, portador do CI/RG 7.250.623-5, filho de Marita Conceição Pianaro de Souza, por estar em lugar incerto e não sabido, para que pague, no prazo de 15 (quinze) dias, contados após decorrido o prazo do presente edital, R$ 14.296,93 (catorze mil, duzentos e noventa e seis reais, noventa e três centavos), valor válido para março de 2012, a ser devidamente corrigido até a data do efetivo pagamento, ficando o executado nesse caso, isento de custas e honorários de sucumbência (art. 1102, ‘c’, § 1º do CPC) - ou ofereça embargos, independentemente de segurança do juízo, a serem processados nos presentes autos (art. 1.102, ‘c’, § 2º do CPC), conforme petição e despachos. Dívida decorrente de Contrato de Financiamento - CONSTRUCARD. Não havendo o pagamento, nem a interposição de embargos, constituir-se-á de pleno direito o título executivo, prosseguindo-se a execução nos termos dos artigos 475-J e seguintes do Código de Processo Civil. EXPEDIDO em Curitiba - PR, aos dezessete dias de abril de dois mil e treze (17.04.13). Eu, (a), Léa Maria Otani, Diretora de Secretaria da 4ª Vara Federal, fiz digitar, conferi e assino, por ordem do MM. Juiz Federal. MARCOS ROBERTO ARAUJO DOS SANTOS Juiz Federal



CONTADORA MARIA LUCIA GUIDOLIN CRC/PR 029.993/O-2

SUZUKI – PLACA - ANI-9512/ AOH-0471/ AOH-0473/ AOH-0476/ AOH-0535/ AOH-1097/ AOH-1102/ AOH-1105/ AOH-1124/ AOH-1156/ AOH-1157/ AOH-1165/ AOH-1167/ AOH-1203/ AOH-1404/ AOH-1406/ AOH-2641/ AOH-2734/ AOH-2737/ AOH-2973/ AOH-3127/ AOH-3132/ AOH-3134/ AOH-3135/ AOH-3153/ AOH-3154/ AOH-3156/ AOH-4328/ AOH-4414/ AOH-4432/ AOH-4716/ AOH-4718/ AOH-4734/ AOH-4739/ AOH-820/ AOH-4904/ AOH-4907/ AOH-4911/ AOH-4919/ AOH-5028/ AOH-5029/ AOH-5876/ AOH-7323/ AOL-2814/ AOR-3668/ AOR-3669/ AOL-5738/ AOZ-8293 HONDA - ANH-3385/ ANH-3449/ ANH-3450/ ANH-3451/ ANH-3454/ ANH-3457/ ANH-3460/ ANH-3462/ ANH-3463/ ANH-3464/ ANH-3465/ ANH-3466/ ANH-3467/ ANH-3470/ ANH-3472/ ANH-3473/ ANH-3492/ ANH-3494/ ANH-3514/ ANH-/ 517/ ANH-3518/ ANH-3519/ ANH-3522/ ANH-3524/ ANH-3526/ ANH-3527/ ANH-3528/ ANH-3530/ ANH-3538/ ANH-3539/ ANH-3570/ ANH-3573/ ANH-3576/ ANH-3578/ ANH-3579/ ANH-3580/ ANH-3720/ ANH-4483/ ANH-4494/ ANH-4554/ ANH-4557/ ANH-4560/ ANH-/ 562/ ANH-4566/ ANH-4569/ ANH-4622/ ANH-4625/ ANH-4635/ ANH-8936/ ANT-0189/ ANT-0198/ ANT-0215/ ANT-0231/ ANN-0238/ ANN-0239/ ANN-0241/ ANN-0246/ ANN-0247/ ANN-0249/ ANN-0254/ ANT-0256/ ANN-0260/ ANT-0263/ ANN-0276/ ANT-0278/ ANN-/ 280/ ANN-0286/ ANN-0289/ ANN-0291/ ANN-0292/ ANN-0295/ ANN-0308/ ANN-0312/ ANT-0316/ ANT-0317/ ANN-0318/ ANN-0322/ ANT-0322/ ANN-0324/ ANT-0354/ ANT-0358/ ANT-0367/ ANT-0370/ ANT-0371/ ANT-0375/ ANT-0387/ ANT-0388/ ANT-0391/ ANT-/ 412/ ANT-0419/ ANT-0421/ ANT-0425/ ANN-0443/ ANN-0447/ ANN-0448/ ANN-0450/ ANN-0452/ ANT-0457/ ANN-0458/ ANN-0459/ ANN-0460/ ANN-0461/ ANN-0462/ ANN-0466/ ANN-0469/ ANN-0470/ ANN-0476/ ANN-0479/ ANN-0486/ ANN-0493/ ANN-0498/ ANN-/ 499/ ANN-0513/ ANN-0514/ ANN-0519/ ANN-0520/ ANN-0521/ ANN-0524/ ANN-0525/ ANN-0526/ ANN-0527/ ANN-0528/ ANN-0531/ ANN-0533/ ANN-0534/ ANN-0535/ ANN-0536/ ANN-0540/ ANN-0541/ ANN-0542/ ANN-0543/ ANN-0544/ ANN-0545/ ANN-0547/ ANN-/ 548/ ANN-0549/ ANN-0552/ ANN-0554/ ANN-0556/ ANN-0557/ ANN-0561/ ANN-0635/ ANN-0641/ ANN-0642/ ANN-0643/ ANM-8244/ ANM-9283/ ANM-9307/ ANM-9347/ ANM-9348/ ANM-9350/ ANS-9934/ ANS-9939/ ANS-9940/ ANS-9947 www.pbcastro.com.br ou pelo telefone 0xx41 3029-8555. VISITAS AGENDAR PELO 0xx41 9683-1930 O EDITAL COMPLETO ESTA NO SITE ACIMA E EM PODER DO LEILOEIRO LEILOEIRO OFICIAL PLINIO BARROSO DE CASTRO FILHO. MATR. JUCEPAR 668 EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 2008.70.00.010057-3/PR EXEQUENTE : CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF ADVOGADO : VIRIATO XAVIER DE MELO FILHO EXECUTADO : INFOCENTRO COMERCIO DE PRODUTOS PARA INFORMATICA E PAPELARIA LTDA EXECUTADO : MARCIA ENI CIDRAL DE OLIVEIRA : PAULO CEZAR FERNANDES DE OLIVEIRA JUNIOR ADVOGADO : OSCAR MASSIMILIANO MAZUCO GODOY EDITAL N.º 7110548 EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 60 (SESSENTA) DIAS. O DOUTOR AUGUSTO CESAR PANSINI GONÇALVES, JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO EM EXERCÍCIO NA 3ª VARA, SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE CURITIBA, SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. FAZ SABER, a todos os que o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem, que perante este Juízo e Secretaria se processam os Autos de EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL Nº 2008.70.00.010057-3/PR, em que figura como exequente CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF e executados INFOCENTRO COMERCIO DE PRODUTOS PARA INFORMATICA E PAPELARIA LTDA, inscrita no CNPJ 05.275.173/0001-36, com último endereço conhecido na Rua José Loureiro, 133, Curitiba/PR, representada por seus sócios, Marcus Vinícius Mafioletti, inscrito no CPF/MF sob o nº 067.573.799-02, com último endereço conhecido na Av. Paraguai, 1052, Fazenda Rio Grande/PR, e José Gonçalves de Andrade, inscrito no CPF/MF sob o nº 428.211.429-00, com último endereço conhecido na Rua Rio Iapó, 138, Fazenda Rio Grande/PR. Como a executada INFOCENTRO COMERCIO DE PRODUTOS PARA INFORMATICA E PAPELARIA LTDA encontra-se em lugar incerto e não sabido, não sendo por isso citada pessoalmente, CITA-A por meio do presente, nas pessoas de seus representantes legais, José Gonçalves de Andrade e Marcus Vinicius Mafioletti, para que promovam o pagamento do débito apontado (R$ 108.458,86, em 06/05/08) acrescido das custas processuais e dos honorários advocatícios, no prazo de 3 (três) dias, fixados os honorários advocatícios em 10% (dez por cento) do valor atribuído à causa, salientando que, consoante disposto no parágrafo único do art. 652-A, do CPC (acrescido pela Lei nº 11.382/2006), no caso de efetivação do pagamento pelos executados no prazo acima assinalado os honorários serão reduzidos pela metade. Para que chegue ao conhecimento de todos e principalmente do interessado, mandou o MM. Juiz passar o presente edital, que será fixado em lugar de costume desta Vara e publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região. O prazo deste, que começará a fluir da data da publicação, terá transcorrido assim que decorram os 60 (sessenta) dias, fixados em epígrafe, e assim, perfeita estará a CITAÇÃO. Eu, Marcio A. G. Barbosa, Técnico / Analista Judiciário, digitei, e vai conferido pela Diretora de Secretaria, Eliane Nisihara Peixoto.

Dado e passado nesta cidade de Curitiba, em 03 de abril de 2013. Augusto Cesar Pansini Gonçalves Juiz Federal Substituto


Judiciário Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | A8 | Indústria&Comércio www.justicaedireito.com

Opinião

coluna@induscom.com.br

Quatro novos Tribunais Federais? Questão jurídica de suma importância que é hoje discutida diz respeito à PEC 544/2002 (proposta de emenda à Constituição Federal), que cria quatro novos Tribunais Federais. Já estávamos esperando pela sua promulgação pelas Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. O próximo passo seria apenas a publicação e, a partir de então, a emenda teria nascido. Por isso, recebemos com surpresa a manifestação do presidente do Senado Federal Renan Calheiros, afirmando que houve um vício formal no processo de elaboração da emenda, motivo pelo qual não poderia a Casa do Senado Federal promulgar aquela proposta de emenda em conjunto com a Mesa da Câmara dos Deputados. Ora, sem a promulgação por “ambas” as Mesas não pode haver a publicação. Não havendo publicação, a emenda ‘não vale’ (não é eficaz, não surte efeitos), pois a própria Constituição exige a participação das Mesas das “duas” Casas. Simples e lógico.

Justiça&Direito COBERTURA AMPLIADA

Limite do Fundo Garantidor de Créditos deve aumentar em 2013 Limite da garantia oferecida pelo FGC deverá ser ampliado, saindo dos atuais R$ 70 mil para R$ 250 mil

A

Exatamente, pois o § 2º do art. 60 da Constituição Federal manda que a proposta de emenda seja “discutida e votada” em ambas Casas. O raciocínio é simples, e vamos mostrá-lo em passos, mas advertimos ser necessário que o leitor defina o que entende por “discutida e votada”:

partir de agora os correntistas, poupadores e investidores terão mais segurança com seu dinheiro. O limite da garantia oferecida pelo Fundo Garantidor de Créditos deverá ser ampliado, saindo dos atuais R$ 70 mil para R$ 250 mil. Uma assembleia do FGC foi convocada para aumentar o limite da “garantia ordinária”, para, segundo o comunicado oficial, “adequar o valor da garantia adotada pelo FGC no Brasil aos padrões praticados mundialmente nos principais mercados”. A proposta já foi aprovada pelo Conselho de

Passo um: quando uma emenda sai do Senado Federal para a Câmara dos Deputados, isso quer dizer que um ‘assunto’ (o objeto da proposta de emenda) foi discutido e votado no Senado Federal. Como o ‘assunto’ foi aprovado nessa Casa, agora deve ser discutido e votado na Câmara dos Deputados (ou vice versa).

Oposição obstrui e derruba leitura de relatório sobre ICMS

O vício formal, segundo Renan Calheiros, diz respeito à “suposta” exigência que faz a Constituição Federal de se seguir uma regra especial em caso de haver uma emenda ao seu corpo: quando há alteração no “conteúdo” da proposta de emenda, há necessidade de retorno da emenda alterada a outra Casa para análise e votação.

Administração do fundo, de forma que sua aprovação na assembleia é quase certa. Segundo Alexandre Bertoldi, sócio do Pinheiro Neto Advogados, a medida é importante, “principalmente para eliminar incertezas e dar mais seguranças aos depósitos feitos em bancos médios e pequenos”.De outra maneira, diz Bertoldi, a capacidade de captação desses bancos ficaria muito diminuída em relação aos “gigantes”. Alfeu Alves Pinto, responsável pelo contencioso bancário do Boccuzzi Advogados, com o aumento, o FGC passará a proteger cerca de

90% dos investidores brasileiros. “Tem que deixar uma parte de fora, para que o próprio correntista monitore o banco, senão, fica tudo por conta desse fundo”, afirma Pinto. No que toca a questão jurídica, o advogado explica que o normal é que os processos sobre a questão sejam julgados de acordo com as regras que existiam no momento em que a ação teve início. Ou seja, quem tem o dinheiro aplicado agora, terá a garantia do FGC ampliada para R$ 250 mil — caso ela seja aprovada. Quem já tem um litígio discutindo a cobertura da garantia,

Passo dois: a Câmara dos Deputados aprova esse ‘assunto’ (que já havia sido aprovado pela outra Casa). Passo três: fazse tudo de novo. Repetem-se as discutições e votações em ambas Casas. Havendo nova aprovação em ambas as casas, a proposta é promulgada, publicada e, finalmente, eficaz. Ocorre que, no caso da PEC 544/2002, quando o procedimento de discussão e votação foi realizado pela segunda vez, na última delas, ocorrida na Câmara dos Deputados, houve uma modificação em seu ‘assunto’, e essa modificação deveria ter retornado para discussão e votação pelo Senado Federal. No caso da PEC 544/2002, o senador Renan Calheiros diz que houve uma modificação na no texto da proposta de emenda, quando ela passou pela Câmara dos Deputados pela segunda vez, e não fora dada oportunidade de o Senado Federal se manifestar. Dessa forma, parte do objeto da nova emenda só teria sido aprovada pela Câmara dos Deputados. Pensamos que, antes de seguir em frente na discussão desse assunto, Renan Calheiros deve, rapidamente, apontar e mostrar qual alteração teria sido esta. Mas, independente do final dessa história, outra observação deve ser feita: por que só agora a maioria dos brasileiros está sabendo da existência dessa proposta de emenda? Que sorte tivemos de existir essa ‘briga’ entre diversas frentes do nosso país! Só assim o brasileiro poderá se inteirar dos assuntos de seu país. E isso demonstra o quanto os próprios senadores e deputados federais não estimulam que o povo saiba o que está acontecendo. Onde está o esforço de efetivar a democracia, a ponto de inserir a população na elaboração de lei? Sim, o Senado Federal e a Câmara dos Deputados podem agir assim. Isso foi feito no referendo sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições, ocorrido no Brasil a 23 de outubro de 2005. E por que não é feito, por exemplo, quanto à questão da Lei Seca? A conclusão é que o Congresso Nacional deve efetivar a democracia autorizando mais referendos e convocando mais plebiscitos (talvez com votação facultativa, mas vinculante), assim como fez por meio do decreto legislativo nº 780, de 2005, que autorizou o Tribunal Superior Eleitoral a chamar o eleitorado a pensar e decidir sobre a comercialização de armas de fogo e munição no território nacional. Só assim o poder será do povo. Arnaldo Rizzardo Filho – Advogado. contato@rizzardoadvogados.com.br http://www.rizzardoadvogados.com.br

Lúcia Vânia, Caiado, Walter Pinheiro e Cunha: impasse

Uma obstrução da bancada do DEM derrubou, a leitura do relatório do senador Walter Pinheiro (PT-BA) sobre a medida provisória que compensa os estados pela redução das alíquotas interestaduais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Depois de constatar a falta de quórum, o presidente da comissão mista da MP 599/2012, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), convocou nova reunião para 7 de maio. Quando Pinheiro começou a falar sobre o desafio de compatibilizar a MP com o projeto de resolução do Senado (PRS 1/2013) que unifica gradualmente as alíquotas interestaduais do ICMS, a depu-

tada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) apresentou requerimento para a retirada da matéria de pauta. Mesmo diante das ponderações do presidente da comissão mista de que se tratava apenas da leitura do relatório e que a votação se daria na próxima semana, o DEM manteve o requerimento, obrigando Cunha à votação nominal, na qual se verificou a inexistência de número suficiente de parlamentares para manter a reunião.

Pacto federativo

O deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) afirmou que essa é “uma questão de vida ou morte para

alguns estados”, entre eles Goiás, e acusou o governo federal de fazer um pacto federativo às avessas, com “a distribuição da miséria”. Segundo ele, o prejuízo dos estados do Norte, Nordeste e CentroOeste é maior do que a simples perda de arrecadação do ICMS. Com a equalização das alíquotas interestaduais, segundo ele, estados como Goiás perderão grandes investimentos em andamento, com empobrecimento dos locais onde eles hoje estão instalados. Sem uma discussão sobre as alternativas de sobrevivência econômica desses estados, de acordo com o deputado do DEM de Goiás, seu partido vai manter a obstrução.

Regime trabalhista de bancário não se aplica a advogado Não se aplica aos advogados de instituições financeiras o regime especial previsto para os bancários. Portanto, o sábado deve ser considerado como repouso semanal remunerado, não como dia útil não trabalhado. Com esse entendimento, a 5ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho decidiu que um advogado do Banco do Brasil terá a aplicação do divisor 100 no cálculo das horas extras devidas. Como ficou demonstrado que o advogado estava sujeito a uma jornada de quatro horas diárias e vinte horas semanais, o relator ministro Brito Pereira aplicou a Súmula 431, que prevê o divisor 200 quando o trabalhador estiver sujeito a jornada de 40 horas semanais. “Decorre logicamente do verbete sumular que o divisor aplicável à hipótese é o 100, tendo em vista estar o trabalhador sujeito a uma carga horária de trabalho semanal com duração de vinte horas”, concluiu.

Cálculo de horas

Para calcular o valor das horas extras é necessário saber o valor do salário-hora do empregado. Para definir o valor da hora trabalhada é aplicado um divisor, calculado de

acordo com a jornada. Nos termos do artigo 64 da CLT, para se chegar ao divisor, em regra, deve ser identificado o número médio de horas trabalhadas por dia útil na semana, multiplicando o resultado por 30 (um mês). Por exemplo, se a jornada é de 44 horas semanais em seis dias de trabalho, o divisor a ser aplicado será o 220 (44/6x30). Por exemplo: se o salário mensal for de R$ 1.100, o cálculo do salário-hora será feito pela divisão desse valor por 220 (R$ 5 reais). No caso dos autos, o empregado exercia a função de advogado e, conforme dispõe o Estatuto da OAB (Lei 8.906/94), a jornada de trabalho deveria ser de quatro horas diárias, totalizando 20 horas semanais. No entanto, sempre trabalhou além dessa jornada, razão pela qual ajuizou ação trabalhista para receber as horas extras após a quarta hora trabalhada. O Banco do Brasil se defendeu e afirmou que a jornada alegada pelo advogado não correspondia à realidade, e que todas as horas extraordinárias esporadicamente prestadas já haviam sido pagas. A 5ª Vara do Trabalho de Flo-

rianópolis deferiu as horas extras e determinou a aplicação do divisor 120 para se calcular o valor do salário-hora. Inconformado com essa decisão, o advogado recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região e afirmou que o limite máximo da jornada semanal da categoria é de vinte horas não havendo previsão legal para o trabalho aos sábados. O TRT não deu razão ao trabalhador e manteve o divisor 120. Isso porque concluiu que o parâmetro a ser adotado ao caso deveria ser o correspondente à soma da jornada diária num período de um mês (30 dias). “Não há qualquer embasamento no pedido de que sejam desconsiderados os dias de repouso do mês, mesmo porque o sábado nem sequer é considerado repouso semanal remunerado, mas, sim, dia útil não trabalhado”, concluíram os desembargadores. O advogado levou o caso para o TST e apresentou decisões de outros Tribunais Regionais com tese oposta à adotada pelo TRT-SC. O recurso foi conhecido por divergência jurisprudencial e, no mérito, o relator, ministro Brito Pereira, acolheu o apelo do trabalhador.

continuará sendo julgado com a Justiça levando em conta a garantia de R$ 70 mil. Pinto também explica que o padrão internacional é ainda maior. Nos Estados Unidos, são US$ 250 mil, o que hoje dá cerca de R$ 500 mil. O valor da garantia nos EUA foi ampliado em 2008, durante a crise, para evitar que os investimentos se estagnassem com a falta de confiança nos bancos. Na assembleia, também serão eleitos os novos membros do Conselho de Administração, do Conselho Consultivo, Fiscal e da Diretoria Executiva.

Tribunais que dificultam fiscalização de meta de improbidade serão acompanhados Os tribunais que estão dificultando a fiscalização da chamada Meta 18 (julgamento de improbidade administrativa e crimes contra a administração pública) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) são justamente os tribunais que serão acompanhados no cumprimento da meta. A informação foi dada nesta terça-feira (30/4), na abertura da 168ª Sessão Ordinária do CNJ, pelo conselheiro Gilberto Valente Martins, coordenador do Grupo de Trabalho instituído pela Portaria CNJ n. 21/2013, criado para acompanhar o cumprimento da Meta 18 no Poder Judiciário. Veja o balanço de cumprimento da meta. Segundo Gilberto Martins, no âmbito federal, apenas o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul) vem prestando as informações solicitadas para o acompanhamento da Meta 18, que tem como objetivo julgar, até o final de 2013, todas as ações de improbidade administrativa e ações penais relacionadas a crimes contra a administração pública distribuídas à Justiça Federal e às Justiças Estaduais até dezembro de 2011. Os demais tribunais federais, outros sete estaduais e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) não estão prestando qualquer informação. Ainda de acordo com o conselheiro, a decisão foi tomada pelo Grupo de Trabalho do CNJ que vem detectando problemas na classificação dos processos de improbidade e demora no julgamento dessas ações. Para facilitar a fiscalização da meta, o CNJ deliberou a confecção de um selo específico para que os magistrados possam melhor visualizar e identificar os processos relativos à Meta 18.

TJDFT

Durante a sessão, o conselheiro revelou que, na ação de fiscalização do cumprimento da Meta 18 no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), foram encontrados, em um único gabinete, cinco processos em grau de recurso estacionados há cerca de dois anos, sem que tivesse sido adotada qualquer providência por parte do desembargador relator. Essa foi a primeira visita in loco do CNJ para avaliação da Meta 18. Segundo Gilberto Martins, estranhamente apenas na véspera é que foram tomadas as primeiras providências.


Negócios Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | B1

CULTURA

cazemek@yahoo.com.br

Condor patrocina livro sobre parques e bosques de Curitiba Obra mostra as soluções da integração do meio urbano com a natureza

D

urante o evento Vinada Cultural, realizado neste dia 27 de abril, no Passeio Público, foi lançado o livro Parques e Bosques Urbanos de Curitiba, que retrata os 33 parques e bosques da cidade com fotos de Renato Soares. A obra, que recebeu patrocínio do Condor Super Center pela Lei Rouanet, é o resultado de dez anos de trabalho com pesquisas, registros e organização do material coletado. De autoria da paisagista e arquiteta Maria Cecília Otranto Robert Giuliano, o livro mostra as soluções inteligentes de integração do meio urbano com a natureza, além de contar a história da implantação dos parques e bosques da cidade. O evento de lançamento contou com a participação do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, que enalteceu a publicação e agradeceu à autora paulista pelo carinho com a capital paranaense. “Agradeço a este olhar de fora da cidade, que traçou um perfil e reuniu a história de nossos parques e bosques”. Para o Diretor Administrativo do Condor, Wanclei Said, patrocinar uma obra como esta é muito importante para a rede, que nasceu em Curitiba. “Agradeço à Maria Cecília por ter nos procurado para ajudar a escrever a história de nossa cidade. Também ficamos muito

Wanclei Said, Maria Cecília Giuliano e Elaine Munhoz

felizes em poder contribuir com a cultura, pois o livro é a fonte do conhecimento e da sabedoria”, diz. Durante o lançamento, Maria Cecília Giuliano contou sobre a sua paixão pela cidade e de sua admiração pelo trabalho de preservação e

integração urbana com a natureza. “Em Curitiba, áreas degradadas e antigas pedreiras foram permutadas com a iniciativa privada por compensação ambiental, numa iniciativa inteligente que cria espaços culturais para benefício da

Exclusivamente para esta inauguração, a rede promoverá uma série de ações especiais como DJ, distribuição de pipoca, balões e ecobags. Aprimorando o objetivo de proporcionar total facilidade ao cliente, a Riachuelo destaca dentro deste projeto um layout moderno. As áreas estarão devidamente sinalizadas e ambientadas de acordo com os departamentos de moda feminina, masculina, infantil, acessórios, casa e decoração. Para

isso, foram concebidos elementos de visual merchandising, que determinam e marcam cada um dos diferentes segmentos dentro da própria loja, de maneira perfeitamente integrada. Tal exposição valoriza a infinita variedade de produtos que a Riachuelo oferece aos seus clientes, promovendo assim, a democratização da moda. Com mais essa inauguração em Londrina/PR, a Riachuelo eleva para 175 o número de lojas espalhadas pelo Brasil.

Oi tem crescimento da receita A Oi registrou no primeiro trimestre de 2013 resultados que estão em linha com o guidance financeiro projetado pela companhia para este ano e são sustentados por um robusto desempenho operacional. A receita líquida total alcançou R$ 7 bilhões, com alta de 3,5% em relação a igual período de 2012. Os investimentos encerraram o trimestre em R$ 1,7 bilhão, volume 55% superior ao realizado no primeiro trimestre do ano passado. A base de clientes (Unidades Geradoras de Receita - UGRs) somou 74,7 milhões, aumento de 5,5% nos últimos 12 meses. O lucro líquido no período foi de R$ 262 milhões. Um dos destaques do trimestre foi o segmento de TV por assinatura, em que a companhia registrou crescimento da base de clientes de 11% no trimestre e 111% na comparação anual. Em banda larga fixa, o

crescimento foi de 3% no trimestre e 14% na comparação com o primeiro trimestre de 2012. Ao mesmo tempo, a Oi vem apresentando uma redução progressiva das desconexões líquidas na telefonia fixa residencial nos últimos 12 meses. No primeiro trimestre, houve apenas 458 mil desconexões, contra 1,1 milhão em igual período de 2012. No segmento Mobilidade Pessoal, a Oi obteve crescimento de 10% na receita em relação ao mesmo período do ano passado e de 5,6% no número de clientes na comparação ano a ano. Já no segmento Corporativo/Empresarial, foi registrado um aumento de 10% no número de clientes na comparação anual. “O resultado do trimestre foi positivo e em linha com as expectativas da companhia e do mercado. O sucesso na estratégia comercial

de focar em produtos convergentes para o segmento Residencial, no crescimento da base de pós-pago e em soluções completas de TI e telecomunicações para o segmento Corporativo e Empresarial refletiu em aumento de receita. Além disso, a forte disciplina na gestão de custos e despesas impactou positivamente o Ebtida, que cresceu 7% no comparativo anual”, afirma Alex Zornig, diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Oi. “Estamos focados em aumentar a nossa participação de mercado – especialmente em banda larga, TV paga e serviços voltados ao cliente de alto valor –, manter nossa margem e garantir retorno aos acionistas. O resultado deste primeiro trimestre confirma a trajetória de crescimento iniciada no ano passado”, avalia Zornig.

Cidades paranaenses estão no plano de expansão da Lig-Lig O estado do Paraná está nos planos de expansão da rede Lig-Lig, especialista em culinária chinesa adaptada ao paladar brasileiro. A rede, que está há vinte anos no mercado, espera atrair investidores interessados em atuar em Curitiba ( em regiões pré-determinadas), Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, São José dos Pinhais e Foz do Iguaçu, prioritariamente. A Associação Brasileira de Franchising divulgou que, em 2012, as franquias de alimentação cresceram 18,3% em faturamento. A média geral do sistema – considerando todos os setores – foi de 16,2%. É um índice que mostra porque as franquias de alimentação são bastante procuradas por quem quer abrir uma franquia.

“Pensamentos de Artistas” O objetivo desta coluna não é apenas falar de arte, mas sim falar sobre o aspecto filosófico e psicológico das artes. Ajudar o público a desvendar as mensagens e símbolos ocultos nas artes. Oferecendo uma visão mais íntima e profunda da inspiração, ideias e pensamentos que conduzem o processo criativo dos artistas.

EXPOSIÇÃO DE ARTE E LITERATURA SOBRE RELIGIÕES

Paulo Cézar, Eduardo Bettega e Carlos Zemek

Riachuelo inaugura 12ª loja no PR A Riachuelo – maior empresa de moda do País – inaugura amanhã (3) sua 12ª loja no estado do Paraná. Instalada no Boulevard Londrina Shopping, em Londrina, o espaço surge dentro de um novo conceito arquitetônico, que visa o rejuvenescimento e modernização da rede. Com 1821 m² (área de vendas), o ambiente vai disponibilizar um mix completo de produtos que acompanham sempre as últimas tendências da moda.

CarlosZemek

A Lig-Lig está presente em diversos endereços da cidade de São Paulo; na zona metropolitana paulista; Curitiba; Campo Grande; São Luiz; Belo Horizonte e Natal. A empresa opera, no total, 38 lojas pelo sistema de franquias. Com variedade de pratos, qualidade e bom atendimento, a Lig-Lig deixou de ser uma empresa que trabalhava apenas com delivery de comida chinesa para implantar em suas lojas um salão para consumo dos pratos no local. A iniciativa foi um sucesso entre o público, que agora pode consumir as delícias da rede tanto em casa ou no trabalho, quanto na própria loja.

Perspectivas

2012 foi um ano de reestrutu-

ração da rede – o que não impediu que o faturamento aumentasse em 12%, já descontando a inflação. “A meta deste ano é aumentar o faturamento em mais 12% e adotar diversas medidas que deixem o negócio mais rentável”, diz o franqueador Thomas Liu. Liu também chama atenção dos investidores para o mercado de culinária chinesa, que segundo ele, “vai muito além do Yakissoba”. “Sentimos a necessidade de colocar pratos novos. Introduzimos duas receitas da culinária chinesa, campeões de vendas nos Estados Unidos: o Frango com Laranja e a Carne com molho mongol. As pessoas estão adorando e consomem, cada vez mais, estes pratos”.

população”, destaca a autora. A obra é da Editare Editora / Empresa das Artes, possui 254 páginas e foi escrita em português e inglês. Em breve será feito o lançamento comercial, quando será disponibilizado para venda em livrarias da capital.

G2KA anuncia novo plano de canais A G2KA, empresa especializada no desenvolvimento de soluções para documentação fiscal eletrônica, anuncia seu novo plano de canais. A intenção da empresa é ampliar o número de parceiros em todo o território nacional e oferecer um modelo de negócio funcional e lucrativo. Atualmente a G2KA possui casos de sucesso nos quais os parceiros faturam, em média, R$ 500 mil por ano com soluções para gestão de documentos fiscais eletrônicos. Ao todo, a empresa já conta com mais de 40 parceiros entre software houses, canais de vendas e empresas que indicam os produtos. Já são parceiros da G2KA empresas como Micros Fidelio, CMNet, GlobalWeb e Consistema. Em seu novo plano de expansão, a G2KA pretende aumentar ainda mais esses resultados. Para isso, busca parcerias com canais de diferentes perfis, como revendas de sistemas e integradores de soluções com perfil técnico ou comercial, desenvolvedoras de sistemas e também novos indicadores de negócios. A intenção é estabelecer relacionamento com clientes que tenham como software de gestão: SAP, TOTVS, Dynamics, Oracle EBS e Senior, com os quais as soluções da empresa já possuem integração. Maicon Klug, diretor de marketing da G2KA, explica que a empresa obteve crescimento expressivo em 2012 devido a mudanças na metodologia de vendas. “Passamos a oferecer uma consultoria especializada e projetos completos aos nossos clientes. Em vez de entregar apenas produtos passamos a entregar as soluções adequadas, o que refletiu no crescimento de 50% do faturamento”. Agora, a intenção da empresa é replicar este modelo de negócio para seus parceiros, através de uma metodologia que já foi testada e aprovada pela própria área comercial da empresa.

No dia 08 de maio, às 19 horas, será a abertura da exposição “Religiões do Mundo”, na Faculdade Estação Business School, na Av. Sete de Setembro, 2775, 5º andar, Curitiba/PR. Quando fui convidado para realizar a curadoria da esposição decidi articular um conjunto desafiador: poesia, pintura, fotografia, gravura, escultura, música e declamação. Universos diferentes que se aproximam para falar do homem e de sua visão religiosa, do ponto de vista da subjetividade, visando a união do homem com divino. As obras de arte falam por si a cada um que as contempla e valoriza. Minha ideia é despertar o interesse das pessoas para a integração das artes. As chamadas artes do espaço como pintura, fotografia, arte digital e outras, unidas as chamadas artes que acontecem no tempo, como a música e a poesia. Um olhar universal sobre um mundo globalizado. A exposição “Religiões do Mundo” transita entre a visão individual, subjetiva, e as ideias coletivas sobre religiões. A finalidade é a contemplação e a reflexão partindo de imagens e textos. Participam do evento os artistas plásticos Celia Dunker, Gustavo Cardoso Melo, Ilia Ruiz, Katia Velo, Mercedes Brandão, Faustino Zardo, Valéria Sípoli, Carlos Zemek e o convidado especial José Antonio de Lima, artista que já recebe reconhecimento internacional. Também foram convidados a fotógrafa Gislaine Bueno e o reconhecido fotógrafo e cineasta premiado Neni Glock, quem já fez várias exposições no exterior. No evento o escritor e jornalista Eduardo Bettega lançará seu livro TEXTOS PINÇADOS. Eduardo Bettega é especialista em Comunicação Social, pós-graduado pela PUC – PR, 2002, e graduado em Comunicação Social, habilitado ao Jornalismo, Publicidade e Relações Públicas, também pela PUC – PR, 1981. Atuou desde essa época em produções audiovisuais na edição de reportagens jornalísticas para as emissoras Globo, SBT, CNT e UFPR TV. De 2003 a 2008 foi professor no curso de Comunicação Social, em Mafra/SC. Já publicou um livro em co-autoria e nesta oportunidade lançará “Textos Pinçados”, elaborado a partir de conversas e reflexões. O livro poderá ser adquirido no evento. Participam também com poemas em arte digital: Alexandra Barcellos, Eliziane Lobo Pcheco, Fernando Botto, IsabelFurini, Josette Garcia, Marina Carraro, Marli Andrucho Boldori e Willians Mendonça. A música estará a cargo do trompetista Paulo Cézar. A exposição estará aberta para visitação até 31 de maio/13, diariamente das 10 às 18h30min., na faculdade Estação Business School, na Av. Sete de Setembro, 2775, 5º andar, Curitiba/PR. * Carlos Zemek é curador e artista plástico. Contato: (41) 98312389 – cazemek@yahoo.com.br

Herbalife acelera com crescimento de 33% no Brasil durante o 1º trimestre A Herbalife, empresa global de nutrição, no Brasil, começou o ano de 2013 com uma aceleração do crescimento de 33% em suas vendas líquidas em reais no primeiro trimestre, em comparação ao mesmo período de 2012. Com estes resultados, somado ao crescimento de 19,8% em 2012, o Brasil se mantém como o maior mercado para a Herbalife nas Américas do Sul e Central e o quarto maior mercado da empresa no mundo. “O Brasil é um dos principais e mais promissores mercados mundiais para a Herbalife. A força dos Distribuidores Independentes Herbalife tem sido o principal fator que contribui para a aceleração no crescimento do nosso negócio, oferecendo produtos de nutrição e cuidados pessoais diferenciados. Além disto, outro fator a ser considerado é a atenção cada vez mais crescente da população em se ter um estilo de vida mais saudável, seja por meio da alimentação

equilibrada quanto pela prática de exercícios físicos”, afirma Gioji Okuhara, Diretor Geral da Herbalife Brasil. O contínuo crescimento da empresa no Brasil pode ser também ilustrado pela performance do produto carro-chefe da Herbalife, o Shake, que, segundo o Euromonitor, possui mais de 66% de participação no mercado de produtos para o Controle de Peso / Substituto Parcial de Refeição. Ademais, recentemente, a Herbalife ingressou na categoria de Nutrição Esportiva, com o lançamento da linha Herbalife24 Hours, com produtos direcionados para praticantes de atividades físicas que possuem todos os nutrientes necessários para aprimorar o desempenho antes, durante e após o treino. Esta nova linha de produtos é marcada pelo conceito de se combinar ingredientes de altíssimo valor nutricional, otimizando a performance de atletas de ponta.


Nacional Indústria&Comércio | Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | B3

Campanha

Opinião

117 mil funcionários dos correios serão capacitados sobre doenças

Star-Trek & o “Muda” de Transporte *Eder Gomes

A campanha capacitará funcionarios sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis Elza Fiuza/ABr

C

erca de 117 mil funcionários dos Correios serão capacitados sobre a prevenção e o diagnóstico da aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis (DST). A segunda fase da campanha “Correios contra a aids” foi lançada nesta terça0-feira e prevê ainda a distribuição de material informativo ao público em geral em 150 agências do Rio Grande do Sul, da Bahia e do Amazonas. De acordo com o vice-presidente de Gestão de Pessoas dos Correios, Larry Manoel Medeiros de Almeida, as ações devem atingir até 500 mil pessoas, considerando empregados e estagiários, além de parentes, dependentes e comunidades onde essas pessoas vivem. “Estaremos trabalhando fortemente na educação, capacitando nossos trabalhadores por meio de cursos. Eles poderão, a partir dali, com esse conhecimento, serem disseminadores na luta da campanha contra a aids”, explicou. Para o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, a campanha é importante em razão da capilaridade dos Correios. Ele lembrou que algumas parcelas da população, como homens jovens, não têm o hábito de frequentar unidades de saúde e podem ampliar o conhecimento sobre a prevenção e o diagnóstico da aids por meio das agências dos

Em produção, o transporte é uma atividade que não agrega valor, e como tal, pode ser encarado como perda a ser minimizada. A otimização do transporte é, no limite, a sua completa eliminação. A eliminação ou redução do transporte deve ser encarada como uma das prioridades no esforço de redução de custos. Em geral, o transporte ocupa 45% do tempo total de fabricação de um item Recentemente enquanto assistia ao filme “Star Trek” lembreime do tema do “Muda” de Transporte. É interessante e bastante atual a proposta, mesmo que em ficção, para a abordagem dada na forma como é realizado o transporte, neste caso o “tele transporte”. Nesta obra, fazendo frente à necessidade de deslocar pessoas e artefatos entre a nave “Enterprise” e os planetas em exploração. O conceito inovador e “simples”: desestruturar a matéria e suas moléculas de forma organizada e sequenciada em ponto determinado do espaço para depois reconstruir, também de maneira ordenada e sequenciada esta mesma matéria e suas moléculas em outro ponto definido do espaço – se é que posso assim definir o conceito de “tele transporte”. O fato é que este conceito ou tecnologia em muito contribuiria para reduzir o muda do transporte garantindo a integridade e qualidade do conteúdo transportado entre dois pontos distintos, problema bastante presente nos dias de hoje. De fato, é muito interessante expandirmos este conceito. Se por um lado contribuiria para reduzir, se não eliminar o muda do transporte, por outro lado também permitiria realizar uma verdadeira revolução, melhoria de “break thought” para todo um negócio que envolve as áreas de logística e armazenagem, até mesmo para o conteúdo da área de “supply chain”, como a conhecemos hoje.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, durante lançamento da campanha Correios contra Aids, que faz parte de uma ação mundial de prevenção à doenças sexualmente transmissíveis

Correios. “As pessoas, às vezes, têm medo de saber a sua condição. Saber se está infectado é muito importante para a própria pessoa, porque ela vai começar a se tratar mais cedo, a ter melhor qualidade de vida. Também é muito importante porque uma pessoa que está em tratamento praticamente elimina

a possibilidade de transmitir para outras pessoas”, destacou. Dados da pasta indicam que, no Brasil, a prevalência do HIV está em torno de 0,4% a 0,5% da população, índice considerado baixo na escala mundial. Jarbas ressaltou, entretanto, que o país registra uma espécie de epidemia concentrada de aids, uma vez que jovens gays,

travestis e profissionais do sexo, por exemplo, chegam a registrar uma prevalência de até 10%. “Esses grupos têm que ter muito cuidado, usar a camisinha e procurar conhecer a sua situação porque, entre eles, o risco de um estar com HIV é 20 vezes maior que o da população em geral”, alertou.

Senado aprova isenção de IPI para máquinas e equipamentos agrícolas dutos intermediários e material de embalagem usados no processo de industrialização dos equipamentos previstos como isentos. O imposto também incidirá normalmente sobre qualquer acessório comprado que não seja equipamento de série ou original do produto beneficiado. O projeto prevê que a isenção fiscal passa a valer quando houver a publicação da lei no Diário Oficial da União.

*Rodrigo Piazzeta Em 1986, a conceituada revista The Economist criou um índice para avaliar o nível de apreciação ou depreciação de diversas moedas nacionais em comparação com o Dólar norte-americano, utilizando como referência um único bem, o Big Mac. A ideia se baseia na teoria da Paridade do Poder de Compra, segundo a qual a taxa de câmbio nominal deve refletir os preços relativos de duas moedas. Dessa maneira, se um mesmo produto, custa R$ 2,00 no Brasil e US$ 1,00 nos Estados Unidos, o Dólar deveria custar R$ 2,00 no Brasil. A escolha do Big Mac se deu por este produto ser similar em todo o mundo, sendo assim ideal para se comparar países com realidades tão distintas entre si, como Brasil e Estados Unidos, por exemplo.

A medida valerá exclusivamente para todo máquinario produzido no páis e para o uso de agricultores familiares ou empreendedor familiar rural

também prevê o estímulo a medidas alternativas às queimadas, além do uso diversificado da terra com a finalidade de melhorar a renda do produtor rural. Um dos princípios estabelecidos visa à sustentabilidade econômica dos empreendimentos rurais por meio da melhoria dos índices de produtividade e de qualidade dos

produtos agropecuários e florestais. Entre os incentivos oferecidos pela lei está a criação e fomentação de linhas de crédito rural para obtenção de empréstimos em bancos oficiais e de benefícios associados a programas de infraestrutura rural: energia, irrigação e armazenagem, entre outros.

Anatel propoe ações educativas para reduzir reclamações de consumidores

Relatório da Fifa aponta envolvimento de Havelange e Ricardo Teixeira em corrupção

A nova Superintendência de Relações com Consumidores da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) terá como um dos principais objetivos a educação do consumidor. Em consequência, espera a redução de reclamações no call center (central de atendimento) da agência, que recebe cerca de 6 milhões de ligações a cada ano. Designada para comandar o novo setor da Anatel, a superintendente Elisa Peixoto quer desenvolver medidas proativas para que o consumidor saiba quais são os seus direitos e possa exercitá-los de maneira mais consciente. Além de ações para a educação dos consumidores, a nova estrutura vai receber as demandas pelo call center e pelo site da Anatel, tratar e encaminhar as reclamações para as operadoras e, se não houver uma resolução, irá mediar os conflitos entre operadoras e consumidores. Também deve trabalhar em sinto-

O brasileiro João Havelange renunciou secretamente ao cargo de presidente honorário da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para evitar punições após ser acusado de receber subornos. A iniciativa ocorre no momento da divulgação de um relatório do comitê de ética do órgão. O relatório revelou que Havelange, que tem 96 anos, renunciou ao cargo no dia 18 de abril e que mais nenhuma ação será tomada em relação a ele. No documento, Havelange, seu ex-genro e ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, e Nicolás Leóz, que renunciou na semana passada ao cargo de presidente da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), são apontados como receptores de propinas em um escândalo envolvendo a falida agência de marketing esportivo ISL.

nia com outra superintendência criada recentemente, a de Controle de Obrigações, que poderá punir as empresas que desrespeitarem os direotos dos consumidores. Com a reforma, também foram criadas as superintendências de Planejamento e Regulamentação, de Outorgas, de Fiscalização, de Competição, de Administração e Finanças e de Gestão Interna. As novas regras preveem um prazo máximo de 120 dias para a deliberação de matérias, além da eliminação de uma das etapas de recurso que as empresas podem apresentar ao Conselho Diretor da Anatel, quando recebem uma multa, por exemplo. Com as mudanças, as competências de cada área vão ficar divididas por processos. O regimento dá preferência a servidores do quadro da agência para a ocupação de cargos de chefia e prevê o incentivo à rotatividade dos empregados dentro do órgão.

O caminho é longo e árduo, mas a recompensa, e os benefícios na redução deste tipo de “muda” é de contribuição inestimável para as organizações e para as pessoas que ali são alocadas, seja na operação ou manutenção dos sistemas de transporte, seja em sua gestão e até – porque não? – para nós os clientes e consumidores finais.

O hambúrguer e o Custo Brasil

governo federal

O governo federal definiu os benefícios para agricultores que adotam sistemas integrados de recuperação de áreas degradadas. As normas fazem parte da Lei 12.805/13, que entra em vigor em seis meses, e institui a Política Nacional de Integração LavouraPecuária-Floresta publicada. A Política Nacional de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta tem entre seus objetivos a preservação e a melhoria das condições físicas, químicas e biológicas do solo e a atenção aos princípios e às leis de proteção ambiental. O benefício

Enquanto esta nova tecnologia ainda não está disponível e acessível, nos resta trabalhar de maneira disciplinada e sistemática na expulsão dos “mudas” dos locais de trabalho e na redução do muda de transporte, seja ele na conexão entre o posto de agregação de valor e o sistema de abastecimento, seja otimizando e melhorando o sistema de abastecimento interno (logística interna) ou ainda nas recepções e armazenamentos, coleta e despacho que estão contidos nas cadeias logísticas entre organizações que estão associadas na disposição dos produtos aos clientes e consumidores destes produtos.

*Eder Gomes - Sócio e Diretor do Kaizen Institute Consulting Group Brazil.

Ernesto Rodrigues/AE

O Senado aprovou o projeto de lei que isenta máquinas e equipamentos agrícolas, veículos utilitários, tratores e caminhões novos, de fabricação nacional, do pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A proposta, que agora tramitará na Câmara dos Deputados, estende a isenção aos mesmos produtos fabricados por países do Mercosul. A medida valerá exclusivamente ao uso de todo o maquinário por agricultores familiares ou empreendedor familiar rural. A autora do projeto de lei, Ana Rita (PT-ES), disse que a isenção poderá ser usada uma vez ao ano ou então nos casos em que ocorra a destruição completa ou furto do equipamento. “Embora não tenha o rendimento e a produtividade da agroindústria, a agricultura familiar é essencial nas políticas agrícola, fundiária e de meio ambiente do País”, justificou a senadora no parecer. A cobrança do IPI é mantida na aquisição de matérias-primas, pro-

coluna@induscom.com.br

Segundo o juiz da Corte de Ética da Fifa Joachim Eckert, que comandou as investigações, as acusações contra os três são anteriores à entrada em vigor do novo código de ética da entidade, adotado no ano passado após Ricardo Teixeira renunciar à presidência da CBF, ao comando do comitê organizador da Copa do Mundo de 2014 e ao comitê executivo da Fifa. Havelange se tornou presidente honorário da Fifa após deixar o comando da organização, que presidiu entre 1974 e 1998. Ele já havia renunciado em 2011 ao seu cargo no Comitê Olímpico Internacional (COI) para evitar punições em razão das acusações sobre o caso. O relatório, divulgado pela Fifa, exime o atual presidente da organização, Sepp Blatter, de qualquer envolvimento com irregularidades. Blatter disse ter recebido o resultado das investigações “com satisfação”.

Considerando o índice Big Mac de março de 2006, um indivíduo poderia comprar um hambúrguer nos Estados Unidos com US$ 3,10. Nesta mesma data, no Brasil, o preço equivalia a US$ 2,98. Mais barato em US$ 0,12 na comparação. Já em janeiro de 2013, se um indivíduo comprasse um hambúrguer em território norte-americano, pagaria US$ 4,07. Porém, se quisesse comprar o mesmo Big Mac no Brasil teria que gastar o equivalente a US$ 6,16, passando, portanto de uma sobra de US$ 0,12 em 2006 para uma falta de US$ 2,09 em 2013, quando comparado a um comprador norte-americano. O índice Big Mac mostra que a taxa de câmbio brasileira está sobrevalorizada em mais de 30%, mas se analisarmos o preço do dólar neste mesmo período, observamos que o Real valorizou-se frente à moeda americana em aproximadamente 7,5%. Ainda que se devam considerar inexatidões no Índice Big Mac, é inegável que o expressivo aumento observado no preço do hambúrguer em Dólar, neste período, representa aquilo que qualquer cidadão brasileiro tem se deparado nos últimos anos, qual seja, o encarecimento do custo de vida e consequente perda do poder aquisitivo da moeda. Basta olharmos ao redor para concluirmos que esta perda do poder aquisitivo se dá face ao aumento da renda nominal dos brasileiros sem a contrapartida de crescimento do rendimento dos fatores de produção. Ou seja, há mais moeda em circulação e uma classe média emergente, mas a oferta de bens e serviços não atende a demanda com a eficiência necessária, gerando demanda reprimida e aumento de preços. O hambúrguer é igual em todos os cantos do mundo, mas o mesmo não se pode dizer da eficiência do capital humano, da qualidade infraestrutura, da eficiência logística, do risco e do custo do capital para o empreendedor, da carga e da complexidade tributária. A perda do poder aquisitivo da moeda brasileira, simbolizada pelo preço de um Big Mac, representa a ineficiência da produtividade nacional, nos levando a refletir sobre a necessidade de uma agenda econômica mais profunda e que vá além de medidas pontuais, ora para incentivar o crescimento de determinado setor, ora para controlar a inflação, como tem se observado. * Rodrigo Piazzeta é economista e diretor financeiro da Pactum Consultoria Empresarial.


Especial Curitiba, quinta-feira, 02 de maio de 2013 | B4 | Indústria&Comércio

Nem te Conto Palavração

A psicanalista e coach Gilceley Santos acaba de lançar, em Curitiba, o livro Palavração Comovida, em que aborda as relações humanas, desde as profissionais como também a homofobia institucionalizada, os novos modelos familiares e a medicamentação para uso do processo pedagógico. Abrangente, aborda também a corrupção, a hipocrisia política e a herança histórica da vantagem ilícita. A autora é fundadora da Associação Livre Centro de Estudos em Psicanálise e diretora da Nova Clínica, atualmente cursa MBA em Gestão Estratégica, na UFPR. Os leitores poderão obter seu primeiro livro pelo endereço eletrônico www.palavracomovida.info.

Pelos shoppings

1-As lojas de calçados femininos Arezzo de todos os shoppings de Curitiba mudaram suas vitrines, para expor uma coleção especial para o Dia das Mães. Entre as novidades estão bolsas, scarpins, acessórios e plataformas, além das pedrarias. A destacar: O duo preto & branco ganha tratamento geométrico e aparece em versão cap-toe, modernizando ainda mais os modelos de sapatilhas clássicas, e o uso de pedrarias. 2- O Palladium sorteará dois carros 0km, modelo Novo Eco Sport, para o Dia das mães. Os consumidores devem trocar notas fiscais no valor de 200 reais por um cupom. A promoção vai até 12 de junho, e o sorteio será no dia seguinte. E nas compras no valor de 500 reais, o cupom é trocado na hora por um feminino robe de cetim, até 12 de maio.

3- Jack Vartanian apresenta a nova coleção For Moms, que já está na loja do Shopping Crystal. As joias inspiradas nas mães são únicas: cada peça traz lapidações ovais, corações, gotas e navetes, em qjue o designer respeita a natureza de cada uma das pedras preciosas. 4- No ParkShopping Barigui, a Dumond sugere: coturnos da tendência militar para as mamães ousadas, sapatilha estilo bailarina para as que optam pelo binômio conforto e elegância e para as mais fashions a opção é a estampa de leopardo tanto na ankle boot ou no scarpin. inteiramente estampados. 5- O Shopping Jardim das Américas sorteará um Onix Chevrolet Para cada 200 reais em compras, será concedido um cupom, que dará direito a participar do sorteio. As compras feitas na praça de alimentação também fazem parte da promoção, cujo sorteio será no dia 18 de junho.

Unhas preciosas

1-Para homenagear as mães, o recém-inaugurado Nailtrends Spa de Mãos e Pés (7 de Setembro,4518) sugere de presente as aplicações de joias nas unhas, como Swarovski Elements e incrustações em prata e folhas de ouro. Além disso, nas segundas e terça-feira a aplicação de unha acrílica tem 25% de desconto. A mamãe ficará com mãos de fada. O Nailtrends é o primeiro salão especializado em aplicação de unhas de acrílico e tem parceira com uma grande marca mundial, a mexicana Organic Nails. 2-Esmalte Club é um salão de manicure e bar, comandado pelas irmãs Andréa e Sandra Tramujas, sendo o único em Curitiba licenciado pela marca alemã Alessandro International, líder mundial em nail care. Além do tratamento diferenciado, a casa no Batel se destaca pelo ambiente clean e aconchegante, e também por seus drinques e cervejas especiais.

Comes&Bebes

1-Até dia 19 deste mês 75 restaurantes do Paraná ( www. pr.abrasel.com. br) participam do 8º Festival Brasil Sabor, com o tema A Comida do Lugar em todos os Lugares. A abertura foi no Museu Oscar Niemeyer, com os chefes Andréa Follador, Iracema Bertoco, Washington Silvera e Andressa Schmidt, do Curso de Chef do Centro Europeu, que serviram pratos do livro Segredos dos Chefs 2013. Em Curitiba, entre os restaurantes, o Velho Oriente participa com seus dois endereços, o do Água Verde e a Kebaberia da Itupava.

3

Adélia Maria Lopes

a

margem arte&atitude

moda&cia

adeliamarialopes@yahoo.com.br

A mídia e as celebridades é tema de peça de teatro E

strelada por Priscila Fantin e Herson Capri, a peça A Entrevista gira em torno das celebridades, o assédio e o público que consome fofocas. Com direção de Daniel Filho e Susana Garcia, a comédia é baseada no filme de Theo Van Gogh (2003). A encenação que será apresentada neste fim de semana em Curitiba tem o texto de Theodor Holam traduzido e adaptado por Euclydes Marinho. Priscila Fantin vive no palco a história de uma atriz de novelas,a grande estrela do momento, e Herson Capri é um conceituado jornalista político que foi designado para entrevistá-la. Mas o que parecia ser apenas mais uma entrevista na vida dos dois, como tantas outras, acaba se tornando um sofisticado jogo de sedução. E o público perceberá como as celebridades e a mídia usam uns aos outros em função de seus interesses. Acostumado com o mundo da política mundial, ele tem de lidar com uma pessoa mais conhecida pelas fofocas nos tablóides do que pelo talento. Ela é exuberante, tem um belo corpo e é conhecida pela

enorme lista de homens que já namorou. Nesse choque de dois mundos, no entanto, os dois encontram uma conexão mais profunda. Agende-se: às 21h desta sexta dia 3 e sábado no

Teatro Positivo Pequeno Auditório. Ingressos a 85 e 45 reais, mais oito de estacionamento. Produção de Sandro Chaim. Realização Chaim, Lereby e Prime. Classificação livre. Fones 33150808 e/ 33173107.

Gilberto Gil de ontem e de hoje Depois de Maria Bethãnia deixar a plateia do Guairão em estado de graça, outro filho da Bahia, Gilberto Gil, ocupa o mesmo palco, com a mesma expectativa. Ele se apresenta neste a sábado dia 4 e não há mais ingressos disponíveis. Nessa nova turnê, batizada por Concerto de Cordas & Máquinas de Ritmo, Gilberto Gil vem acompanhado pela Orquestra Sinfônica da Bahia e faz retrospecto de um repertório enriquece a música brasileira. Aos sucessos Eu Vim da Bahia, Domingo no Parque e Expresso 2222 se junta a inédita Eu Descobri. Ao longo de duas horas, Gil alterna canções somente com a Banda Quatro - Bem Gil (violão), Gustavo Di Dalva (percussão), Jaques Morelenbaum (violoncelo) e Nicolas Krassik (violino), mais Eduardo Manso, responsável pelos efeitos eletrônicos - e outros números feitos com a adição da Orquestra Sinfônica da Bahia, promovendo um encontro entre o moderno e o antigo, entre o pop e o regional.

Um show para beatlemaníacos A banda cover brasileira All You Need is Love vem a Curitiba homenageando os 50 anos da gravação do primeiro single dos Beatles, Please Please Me. O show, que abre a turnê 2013, será nesta sexta dia 3. A apresentação tem três partes. Na primeira, o cenário reproduz o Cavern Clubs. A segunda parte é baseada nos maiores sucesso de 1960 a 1964, época da explosão da beatlemania com Help!. E a última parte, com imagens dos estúdios Abbey Road em 360 graus, traz os clássicos entre 1968 / 1970, como Oh, Darling. All You Need is Love divulga o DVD AYNIL – Ao Vivo na Inglaterra, gravado em fevereiro, em Abbey Road, com o show no Cavern Club e um documentário dirigido por Daniel Ferro. O convite para a gravação foi do próprio The Cavern Club. Consta que depois dos Beatles, apenas Paul Mc Cartney gravou lá dentro. As canções gravadas em Abbey Road foram executadas exatamente da mesma forma que os Beatles gravaram. Além de Please Please Me, fazem parte I Saw Her Standing There e Twist and Shout. Confira: Teatro Positivo, nesta sexta dia 3, às 21h30. De 60 a 135 reais (mais oito reais de estacionamento). Fone 3315-0808. Realização Prime.

Pantanal e pantaneiros anos atrás Fotos do acervo do Museu da Imagem e do Som que mostram o Pantanal sob a ótica do fotógrafo Julio Covello, datadas de 1984, ganham exposição na Biblioteca Pública do Paraná. Nos últimos trinta anos, a região de Mato Grosso do Sul sofreu lamentáveis transformações por conta do agronegócio. Essas imagens só foram expostas em Atenas, Grécia, nos anos 80, e parcialmente publicadas na revista Panorama. Pantaneira – Fotos de Julio Covello é um registro de um

percurso do Pantanal sul-matogrossense, das margens paraguaias e brasileiras do Rio Paraguai e da população que ali vivia em 1984, ano em que o fotógrafo paranaense percorreu a região em companhia do jornalista Ewaldo Schleder. Ao final, Julio Covello formula um original ensaio poético sobre lugares e pessoas do universo pantaneiro. Hoje, a poesia dá lugar à ambição que mata a fauna e queima a flora. Então, veja como era: a mostra pode ser vista até 31 de maio.


Curitiba, QUARTA-feira, 1º de maio de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8859 | EDIÇÃO ESPECIAL

PRIMEIRO DE MAIO – DIA DO TRABALHO Neste 1º de Maio, quando se comemora o Dia do Trabalho, a Diretoria do SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA, tendo a frente o Presidente Ariosvaldo Rocha, Ari, homenageia essa laboriosa categoria de trabalhadores, que é a mola mestra da economia, sendo a intermediária entre o produtor e o consumidor final, a população em geral. E para homenagear nossos COMERCIÁRIOS, queremos usar este espaço, para colocar na íntegra a REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DE COMERCIÁRIO, publicada em 14 de março de 2013.

Foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em 14 de março de 2013, a Lei Nº 12.790, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de comerciário. Há décadas lutávamos pela criação desta Lei, que vem beneficiar nossa categoria, uma das maiores do Brasil, regulamentando a profissão de comerciários. O Projeto que agora se tornou Lei é de autoria do Senador Paulo Paim (PT-RS). Para dar maior clareza à regulamentação da Lei nº 12.790/2013, vamos transcrevêla na íntegra, com todos seus artigos e parágrafos. Art. 1º. Aos comerciários, integrantes da categoria profissional de empregados no comércio, conforme o quadro de atividades e profissões do art. 577, combinado com o art. 511, ambos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo DecretoLei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, aplicam-se os dispositivos da presente Lei, sem prejuízo das demais normas trabalhistas que lhes sejam aplicáveis.

Art. 2º. Na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), a atividade ou função desempenhada pelos empregados do comércio deverá ser especificada, desde que inexista a possibilidade de classificação por similaridade. Art. 3º. A jornada normal de trabalho dos empregados no comércio é de 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro) semanais. § 1º Somente mediante convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho poderá ser alterada a jornada normal de trabalho estabelecida no caput deste artigo. § 2º É admitida jornada de 6 (seis) horas para o trabalho realizado em turnos de revezamento, sendo vedada a utilização do mesmo empregado em mais de 1 (um) turno de trabalho, salvo negociação coletiva de trabalho. Art. 4º. O piso salarial será fixado em convenção ou acordo coletivo de trabalho, nos termos do inciso V do art. 7º da

Indústria&Comércio DIÁRIO

INFORMAÇÃO. conhecimento. inteligência. DESDE 1976.

Constituição Federal. Art. 5º. (VETADO). Art. 6º. As entidades representativas das categorias econômica e profissional poderão, no âmbito da negociação coletiva, negociar a inclusão, no instrumento normativo, de cláusulas que instituam programas e ações de educação, formação e qualificação profissional. Art. 7º. É instituído o Dia do Comerciário, a ser comemorado no dia 30 de outubro de cada ano. Art. 8º. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 14 de março de 2013; 192º da Independência e 125º da República. DILMA ROUSSEFF

Dia do

Trabalho é tema de homenagens por todo o Estado


02 |

Indústria&Comércio

Indústria&Comércio

Força Sindical PR realiza hoje o evento 1º de Maio Solidário A Força Sindical do Paraná realiza hoje a 12ª edição do 1º de Maio Solidário. Além de Curitiba, este ano o maior evento de trabalhadores do estado será realizado simultaneamente em outras 18 cidades paranaenses: Antonina, Assaí, Campo Largo, Cascavel, Colombo, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Guaraqueçaba, Irati, Lapa, Londrina, Maringá, Matinhos, Ponta Grossa, Morretes, Pontal do Paraná, Pato Branco e Rio Azul. O 1º de Maio da Força será transmitido ao vivo pela TV Educativa E-Paraná. Durante todo o dia, quem comparecer aos eventos em qualquer uma das cidades poderá acompanhar diversas atrações, como shows musicais, sorteio de prêmios, praça de alimentação, entre outras. Na capital, a festa em homenagem ao Dia do Trabalhador acontece na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, em frente ao Palácio Iguaçu. A programação começa às 12h com a tradicional missa do trabalhador, celebrada pelo Padre Reginaldo

Manzotti. Na sequencia, a abertura oficial com o presidente da Força PR, Sérgio Butka, lideranças sindicais de diversas categorias profissionais de todo o estado, além da presença do governador do Paraná, Beto Richa, secretários de estado e demais autoridades políticas. Na ocasião, o governador assinará o decreto para o reajuste do novo salário mínimo regional. A programação segue às 15h com o sorteio de 5 carros zero km, 10 motos, 10 televisores, 10 computadores e 10 refrigeradores. Para concorrer, basta trocar 1 quilo de alimento não perecível ou 1 agasalho por um cupom, nas barracas instaladas no local do evento. A troca deve ser feita até 15h. Quem comparecer aos eventos das outras cidades também poderá participar do sorteio. Haverá também shows com a dupla João Bosco & Vinícius, ações gratuitas de cidadania para o público e praça de alimentação. A edição 2013 do 1º de Maio Solidário tem como tema “70 anos da CLT – preservar direitos e avançar

Evento radicional, realizado há doze anos, terá transmissão ao vivo para todo o Paraná

nas conquistas”. A Consolidação das Leis do Trabalho foi criada através do Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e sancionada pelo então presidente Getúlio Vargas, unificando toda legislação trabalhista então existente no Brasil. Os direitos assegurados por esse conjunto de leis são bastante significativos e permanecem até hoje: carteira de trabalho e previdência

social, vale-transporte, férias, adicional noturno, salário mínimo, licença-maternidade, aposentadoria, 13º salário, FGTS, entre outros. “Vários países mundo afora não têm leis tão importantes que protegem os seus trabalhadores como o Brasil. Por isso, precisamos não só manter os direitos conquistados na CLT, mas sim ampliá-los”, afirma o presidente da Força PR, Sérgio Butka.

História do Dia do Trabalho Morretes espera 8 mil A História do Dia do Trabalho re- num conflito de rua, manifestantes monta ao ano de 1886 na industria- atiraram uma bomba nos policiais, motociclistas neste feriado lizada cidade de Chicago (EUA). No provocando a morte de sete deles. Neste 1° de maio, a cidade de Morretes está mobilizada para receber cerca de 8 mil motociclistas do Brasil inteiro que vão participar da 9ª edição do MotoPasseio Savages. A largada é a partir das 10h na Rua João Negrão. Ao todo, mais de 16 mil pessoas seguem juntos para a cidade que é um grande ponto turístico do Paraná. No litoral, os participantes serão recepcionados no Centro de Eventos com total estrutura que conta com alimentação, estacionamento, além dos esperados shows. A Banda

Motorocker, o DJ Rafael Trucker e uma apresentação de Motocross Freestyle são as atrações confirmadas. Com exceção da alimentação, tudo é gratuito e por ser uma grande festa, em toda a cidade os participantes encontram lugares para se alimentar. As inscrições seguem abertas e o investimento são dois quilos de alimento não perecível ou R$ 10 em dinheiro. Toda a arrecadação de produtos e verba será destinada a instituições carentes assistidas pela Motos Savages.

dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu nos Estados Unidos uma grande greve geral dos trabalhadores. Dois dias após os acontecimentos, um conflito envolvendo policiais e trabalhadores provocou a morte de alguns manifestantes. Este fato gerou revolta nos trabalhadores, provocando outros enfrentamentos com policiais. No dia 4 de maio,

Foi o estopim para que os policiais começassem a atirar no grupo de manifestantes. O resultado foi a morte de doze protestantes e dezenas de pessoas feridas. Foram dias marcantes na história da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho. Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida na capital francesa em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.

| 03

Interior fica com 76% dos empregos criados no Paraná O Paraná criou nos últimos doze meses 84.511 empregos de carteira assinada, dos quais 76% no interior. Especificamente no setor industrial, foram criados no mesmo período 16.736 empregos, sendo 88,5% fora da capital. Os dados são de pesquisas realizadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dois anos - de janeiro de 2011 a janeiro de 2013 - foram criados no Estado 214.169 novas vagas formais, sendo 137.783 (64,3%) no interior. Dos 234.189 empregados contratados por meio das Agências do Trabalhador de 2011 para cá, 173.073 (74%) são do interior, que também é responsável pela maior parte dos 45.370 postos de trabalho criados nos primeiros meses de 2013. “O resultado das pesquisas mostram que o Paraná é não só um dos Estados que mais cria empregos no País, como também expande o mercado do trabalho do interior, dando mais condições de vida para as famílias e mais oportunidades para os jovens”, afirma o governador Beto Richa. Ele informa que o programa Paraná Competitivo atraiu aproximadamente R$ 21 bilhões em empreendimentos privados, muitos feitos em regiões que estavam estagnadas. Richa disse que o gov erno estadual está estimulando investimentos em todas as regiões, além de concentrar recursos na melhoria da infraestrutura de estradas, portos e no reforço no fornecimento de energia. “O bom momento vivido pelo Paraná é fruto da política que adotamos, de restauração da infraestrutura, incentivo ao empreendimento produtivo, de bom diálogo com todos os setores e

pela segurança jurídica”, afirma Beto Richa. As 214 mil novas vagas criadas desde 2011 posicionam o Paraná como o Estado de melhor desempenho na região Sul e entre os cinco melhores do Brasil, segundo demonstra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Grande destaque é o desempenho do Paraná na geração de emprego industrial. Conforme a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES), realizada pelo IBGE, o Estado registra aumento na criação de vagas na indústria de transformação há 17 meses consecutivos, contra uma trajetória de quedas seguidas no conjunto do País no mesmo período. O secretário estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Cláudio Romanelli, ressalta que o Estado tem o maior salário mínimo regional do País. Enquanto que no Brasil o menor vencimento é de R$ 678,00, no Paraná é de R$ 783,20. Nos dois últimos anos, o governo estadual adotou a política de discutir no Conselho Estadual do Trabalho o índice de reajuste anual.

“A decisão é democrática, já que o conselho reúne governo, centrais sindicais e empresários”, explica Romanelli. O secretário lembra que o salário mínimo regional é base para segmentos que não têm convenções coletivas de trabalho, refletindo de forma direta ou indireta no ganho de 1,5 milhão de trabalhadores.

Mais de 230 mil pessoas foram contratadas por meio das Agências do Trabalhador, desde 2011

Serra da Baitaca tem estrutura especial para missa no dia do trabalhador

Circuito Caminhadas na Natureza percorre percurso do trabalhador

Desde a década de 1950, em todos os feriados do Dia do Trabalhador, 1º de maio, acontece a tradicional Missa da Paz no morro do Samambaia, no Parque Estadual Serra da Baitaca, em Quatro Barras, Região Metropolitana de Curitiba. A celebração desse ano, promovida pela Paróquia São Sebastião e pelo município, ocorrerá às 10 horas no cume do morro que compõem o complexo do morro do Anhagava. Como apoiadores do evento, o IAP - responsável pela Unidade de Conservação - em parceria com Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Ambiental, Federação Paranaense de Montanhismo e voluntários, trabalham desde o começo do mês para atuar em esquema especial durante o evento.

A 8.ª edição da Caminhada Ecológica do Trabalhador em Medianeira, no Oeste do Estado, acontece hoje. O circuito é um dos mais tradicionais realizados pelo projeto coordenado pelo Instituto Emater Paraná e Secretaria da Agricultura e do Abastecimento. O percurso de 11 quilômetros tem paisagens urbanas e rurais. Segundo os organizadores o grau de dificuldade do circuito é considerado moderado. A largada será no Polo Esportivo Teotônio Vilela, passando pelo Jardim Panorama em direção à Comunidade Rural Sol e Ouro. Os participantes da caminhada passarão pela Vila Martelli, seguindo pelo bairro Cidade Alta em direção ao Pesqueiro Pesque&Prosa. O fim do trajeto será no ponto de partida.

Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, bet...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you