Page 1

www.iCNE WS.com.br

Indústria&Comércio Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | Ano XXXVi | Edição nº 8837 | R$ 1,50

DIÁRIO. Mais que notícias. inteligência. conhecimento.

Pedro Washington Quem a viu e quem a vê!

Que teve a oportunidade de assistir à entrevista concedida pela ministra Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, ao jornalista Alexandre Garcia, na TV Globo News, deve ter percebido claramente a preparação que o PT faz de sua candidata, ou ao governo do Estado do Paraná, ou para ser a “gerente geral” do governo Dilma, quando esta tiver que se ausentar do Planalto em campanha de reeleição.

Empresa norueguesa planeja construir nova fábrica no PR A multinacional é uma das principais fornecedoras da indústria de petróleo e gás

página a2

BC: Economia brasileira deve crescer 3,1% este ano

Página | A2

Preço da cesta básica cai 0,23% em São Paulo O preço da cesta básica na cidade de São Paulo caiu 0,23% entre os dias 22 e 28 de março deste ano, divulgou na quinta-feira (28/03) a Fundação Procon-SP, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). No dia 21 de março, o preço médio da cesta básica em São Paulo era R$ 383,59. Na sexta (28), o preço médio era R$ 382,71. Dos 31 produtos que compõem a cesta, 15 tiveram queda de preço no período. Os produtos que tiveram reduções mais expressivas nos preços foram o açúcar refinado pacote de 5kg (-4,26%), o alho (-3,75%), a margarina (-2,86%), o papel higiênico pacote com quatro unidades (-2,67%) e o óleo de soja (-2,45%).

INDICADORES FINANCEIROS

Para a produção agropecuária, a estimativa de expansão, divulgada pelo Banco Central, é 6%, depois do recuo de 2,3% em 2012. página a5

MERCADO À VISTA Maiores altas

COTAÇÃO

CEB ON COTEMINAS ON VICUNHA TEXT PNB TECNOSOLO ON ELETROBRAS PNB N1

Maiores QUEDAS

18,00 3,98 12,01 0,07 12,70

COTAÇÃO

ENERGISA DM 12,00 CELPE PNA AZEVEDO PN EMBRATEL PAR DO * 12,70 CELUL IRANI PN

0,04 24,80 2,25 0,10 1,55

IBOVESPA Maiores altas*

COTAÇÃO

ELETROBRAS PNB N1 ELETROBRAS ON N1 CYRELA REALT ON NM FIBRIA ON NM NATURA ON NM

Maiores QUEDAS MARFRIG ON NM MMX MINER ON NM LLX LOG ON NM HYPERMARCAS ON NM OGX PETROLEO ON NM

12,70 6,99 17,33 24,40 49,38

Agências do trabalhador oferecem mais de 16 mil vagas em todo o estado

geral/estadual | a3

Setor de avicultura paranaense retoma patamares registrados no início de 2012

aniversário Leia o caderno especial sobre os 320 anos de Curitiba

COTAÇÃO 8,44 2,21 2,10 15,89 2,31

CÂMBIO Moeda

Compra

Venda

Dólar turismo 2,0100

2,1200

Dólar comercial 2,0200

2,0215

Dólar paralelo 2,0900

2,2000

Euro

2,5934

2,5901

Ouro (Grama/R$): 103,50

No acumulado do primeiro bimestre, o faturamento alcançou US$ 310,45 milhões, um crescimento de 3,8%. página a3

Editorial Editais na página A7

É

Direitos aos empregados domésticos: uma justa mudança

algo extremamente justo a mudança no emprego doméstico que vem ocorrendo no Brasil. Antes desprovidos de direitos, agora os empregados estão vivendo um novo tempo, desfrutando de leis que abrangem toda a profissão e dão a eles a segurança que precisam para viver. Já era hora de ver essas pessoas tão importantes sendo amparadas pela Constituição.

A

tualmente, há mais de 7 milhões de empregados domésticos no país. Apenas um em cada sete tem carteira assinada no país, cerca de 1 milhão, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das Domésticas, aprovada há alguns dias no Congresso Nacional, veio para melhorar o setor. Tomara que os patrões cumpram!

A

lgumas regras entram em vigor imediatamente, como o pagamento de hora extra e jornada de trabalho com 44 horas semanais. Outros pontos da PEC, no entanto, não têm vigência automática e precisam de regulamentação, que irá definir como deverão ser aplicados. Entre eles, demissão por justa causa e o pagamento do seguro-desemprego.

Fundada em 29 de março de 1693, a Capital ecológica, de mais de 1.850.000 habitantes, dos 75 bairros, de clima subtropical, a cidade sorriso, dos parques, das quatro estações em um só dia, do Festival de Teatro, do coral de Natal, das estações tubo, dos bares do Batel, da gastronomia de Santa Felicidade, completa 320 anos de história. Leia no caderno especial

CMYK

Central de Atendimento: 41 3333.9800

e-mail: pauta@induscom.com.br


Geral/Curitiba Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A2 | Indústria&Comércio

Previsão do tempo

Mín.: 14° | Máx.: 25°

Na segunda-feira uma massa de ar seco e menos aquecido continua presente sobre o estado do Paraná. Há previsão de chuvas em alguns setores do estado. As temperaturas ficam mais baixas ao amanhecer. fonte: www.simepar.br

Paraná Competitivo

Empresa norueguesa planeja construir nova fábrica no PR A multinacional é uma das principais fornecedoras da indústria de petróleo e gás

O PanoramaPolítico Quem a viu e quem a vê!

Que teve a oportunidade de assistir à entrevista concedida pela ministra Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, ao jornalista Alexandre Garcia, na TV Globo News, deve ter percebido claramente a preparação que o PT faz de sua candidata, ou ao governo do Estado do Paraná, ou para ser a “gerente geral” do governo Dilma, quando esta tiver que se ausentar do Planalto em campanha de reeleição. A não ser a voz acentuadamente fanhosa, pouco lembra a jovem que poucos anos atrás era lançada para disputar a prefeitura curitibana, contra o hoje governador Beto Richa. Logo em seguida (2010) entraria em outra disputa, desta vez por uma das duas vagas ao Senado. Superando em votos o segundo colocado Roberto Requião, três vezes governador e o deputado federal Gustavo Fruet que, desacreditado pelos companheiros que o lançaram, por muito pouco na ocasião não deixa Requião de fora. Convocada pela presidente Dilma à sua Casa Civil, teve um crescimento extraordinário, revelado nessa entrevista em que discorreu sobre os grandes desafios do país, especialmente nas áreas da infra-estrutura. As obras ainda não saíram mas Gleisi fala delas com grande desenvoltura e completamente a vontade diante do veterano apresentador. Claro que essa entrevista faz parte da sua preparação para desafios maiores quando terá que enfrentar programas de maior audiência. Vale lembrar que essa mesma Globo, em outros tempos (1989), derrubou Lula diante de Collor. Os tempos são outros. Alexandre nessa longa entrevista/teste, lembrou o Bruninho, excelente levantador da seleção brasileira de vôlei: só deu bolas redondinhas (mesmo que com aparência de “pegadinha”) para Gleisi “cortar”. Um teste que mostra o atual estágio de desenvoltura dessa mulher que, além do mais tem uma beleza madura, favorável ao trato das câmeras de TV.

Suplente ...

Um fato que favorece Gleisi: seu substituto no Senado, Sérgio Souza (PMD-PR), um advogado que poucos conheciam politicamente, vem tendo um desempenho competente, a ponto de ser homenageado pela Associação Comercial do Rio de Janeiro, por sua participação na aprovação da Lei 12.766, que trata de redução de multas da Receita Federal.

... respeitado

Superior às mesquinharias políticas que têm sido a marca de políticos paranaenses em alguns momentos, Sérgio participou com Álvaro Dias, do esforço para aprovação do empréstimo de US$ 350 milhões de dólares junto ao Banco Mundial que fora trancado pela ação de Requião. Entre outras atuações que o destacam e fazem o orgulho de Orlando Pessuti que o indicou para suplente de Gleisi.

Apagando 320 velinhas

O aniversário de 320 anos de fundação de Curitiba, coincide com o Festival de Teatro que se desenrola na cidade, dando um clima ainda mais festivo à cidade. Curiosamente, vem a público neste momento um movimento popular que visa devolver à capital paranaense aquela marca de criatividade urbanística que a marcou durante bom tempo. Marca que Jaime Lerner, quando prefeito, levou ao apogeu.

“Mascate” nacional?

Mais uma vez o ex-presidente Lula mostrou-se especialista em “tirar o corpo fora” de qualquer situação negativa, como aconteceu no “mensalão”, em que agora tentam envolvê-lo. O ex-presidente Lula reagiu à denúncia de que, das 30 viagens que realizou ao exterior depois de deixar o governo, 13 foram financiadas por empreiteiras, afirmando ao Valor Econômico: “Se alguém tiver um produto brasileiro e tiver vergonha de vender, me dê que eu vendo”.

Em choque

Lula foi além! “Se for preciso vender carne, lingüiça, carvão, faço com maior prazer. Só não me peça para falar mal do Brasil”. Cutucada em FHC que tem afirmado sua preocupação com os destinos do Brasil. Lula faz uma pergunta que deixa outra no ar: “Ou você acha que alguém viaja de graça para fazer palestra para empresários lá fora”? A dúvida que fica: como todo bom vendedor, cobra comissão ou só passagem e estadia? EXPEDIENTE

Diário

Indústria&Comércio Fundado em 2 de setembro de 1976 Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993 (ofm@induscom.com.br) Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568 (editor@induscom.com.br) Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom.com.br Publicidade Legal e Assinaturas: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 | 3322.1012 Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba - CEP: 80020-290 Fone: (41) 3322.1012 e-mail: diretoria@induscom.com.br comercial@induscom.com.br

NEW CAST PUBLICIDADE & MARKETING BRASÍLIA E RIO DE JANEIRO Atendimento : Flávio Trombieri Moreira – Cel.: (61) 8155 2020 Endereço: SRTVS Quadra 701 Bloco K Sala 624 – Edifício Embassy Tower – Brasília DF - Cep.: 70.340 – 908 Fone/Fax: (61) 3223 4081 E-mail: new.cast@uol.com.br / new.cast@hotmail.com

Os artigos assinados que publicamos não representam necessariamente a opinião do jornal.

Aker Solutions anunciou a intenção de construir uma nova fábrica no Estado para atender um contrato de US$ 800 milhões, pouco mais de R$ 1,6 bilhão, para produção de equipamentos a indústria do Pré-Sal

da geração de emprego e renda, já atraiu ao estado mais de R$ 20 bilhões em novos empreendimentos que estão gerando 120 mil empregos por todo o estado.

AKER

A Aker Solutions foi contratada para fornecer 60 conjuntos de equipamentos submarinos que serão usados pela Petrobras no desenvolvimento de campos do pré-sal na Bacia de Santos, a 300 quilômetros do litoral de São Paulo.

As peças são chamadas de “árvore de natal submarina”. Uma grande estrutura que é instalada na boca do poço de petróleo. Para atender o contrato, a empresa que já possui uma fábrica na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), vai construir uma nova unidade com investimentos de R$ 280 milhões. O local deve ser na Região Metropolitana de Curitiba pela maior facilidade de logística para chegar ao Porto de Paranaguá.

IAP investe na manutenção das Unidades de Conservação O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) investiu R$ 211 mil, com recursos de compensação ambiental, na aquisição de 100 novos equipamentos para auxiliar na manutenção das Unidades de Conservação do Estado. Os gerentes das unidades receberão os equipamentos nos próximos dias. Serão diretamente beneficiados 15 escritórios regionais do IAP e 37 unidades de conservação. O novo maquinário é composto de roçadeiras, motosseras, lavadoras de pressão, bombas extintoras, entre outros. ]Para o presidente do IAP, Luiz Tarcisio Mossato Pinto, “a aquisição dos equipamentos busca renovar a infraestrutura do órgão e fornecer melhores condições de

trabalho a todos os servidores e terceirizados do órgão. Isso incluiu investimentos tanto na área de fiscalização como de preservação ambiental”. A chefe do Departamento de Unidades de Conservação, Maria do Rocio Lacerda Rocha, explicou que os equipamentos devem ser utilizados com responsabilidade e racionalidade. “Realizamos um inventário em todas as unidades mantidas pelo IAP, para avaliar o que era necessário e o que já estava sem uso em cada uma delas”, afirmou. Ao receberem os novos equipamentos, os gerentes das Unidades de Conservação deverão devolver na sede da instituição aqueles que são considerados inservíveis. Estes

serão entregues para doação, se tiverem em condições de uso, e terão a sua destinação final adequada.

UNIDADES

Entre as unidades beneficiadas estão o Parque de Vila Velha, a Estação Ecológica do Caiuá, Parque Estadual Mata dos Godoy, Parque Estadual Mata São Francisco, Horto Florestal de Jacarezinho, Parque Estadual do Cerrado e do Guartelá, Parque Estadual de Campinhos, Parque Estadual Pico do Marumbi e Parque Estadual do Lago Azul. O uso de todos os equipamentos em Unidades de Conservação do IAP segue as orientações do plano de manejo de cada área, respeitam regras de segurança e os funcionários que manuseiam devem utilizar equipamentos de proteção individual.

Curitiba lança serviço de transporte para deficietes O primeiro ônibus do projeto Acesso foi entregue na última semana pelo prefeito Gustavo Fruet aos moradores da Administração Regional do Pinheirinho. Em fase de teste, por três meses, o serviço de transporte é destinado a pessoas com deficiência que possuem um alto grau de comprometimento, sem autonomia ou independência funcional, relacionado às questões motora, intelectual ou emocional e que não conseguem utilizar os demais meios de transporte coletivos existentes. “Nos 320 anos de Curitiba estamos colocando em prática e consolidando o projeto Acesso. A inclusão é um trabalho permanente e começamos nesta gestão a projetar nossa cidade para o futuro, sem esquecer da acessibilidade e respeito às pessoas com deficiência”, disse Fruet. O prefeito lembrou que durante a administração de seu pai, o exprefeito Maurício Fruet, Curitiba ganhou o SITES (Sistema Integrado de Transporte para o Ensino Especial) e as primeiras guias rebaixadas. Mirella Prosdocimo, secretária municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, disse que a Regional Pinheirinho foi a escolhida para o projeto piloto porque tem uma grande demanda. “Vamos começar a proporcionar maior qualidade de vida a pessoas com deficiência”, disse ela, lembrando que, depois

Everson Bressan/SMCS

prpress@terra.com.br

Governo do Paraná negocia o enquadramento da multinacional Aker Solutions no programa Paraná Competitivo. Uma das principais fornecedoras da indústria de petróleo e gás a empresa anunciou na última semana a intenção de construir uma nova fábrica no Estado para atender um contrato de US$ 800 milhões, pouco mais de R$ 1,6 bilhão, para produção de equipamentos a indústria do Pré-Sal. “Técnicos do Governo e da empresa estão em conversas avançadas. A empresa está finalizando a escolha do local para instalação da nova unidade, que deve ser na Região Metropolitana de Curitiba”, afirma Ricardo Barros, secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul. Barros explica que as características do litoral do Paraná e a localização estratégica, próximo aos campos de exploração Pré-Sal, são vantagens para atrair empreendimentos do setor. “A italiana Techint está montando duas plataformas de petróleo em Pontal do Paraná e Antonina e estamos em negociação com outras empresas”. Em pouco mais de dois anos, o Paraná Competitivo, que assegura benefícios às empresas em troca

O prefeito, Gustavo Fruet, a Presidente da FAS, Marcia Fruet e a secretária municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Mirella Prosdocimo junto ao ônibus, os beneficiados e os funcionários da secretária

da fase de teste, o serviço será ampliado para todas as regionais. “Vamos disponibilizar um ônibus para cada regional da cidade, para atender os usuários que precisam deste serviço”, disse ela. O projeto Acesso foi criado para conduzir pessoas com deficiência de suas residências a locais específicos, como serviços de saúde (consultas, exames, habilitação e reabilitação) e atendimentos socioassistenciais. Os interessados devem fazer inscrição no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo de sua casa para que seja feita uma avaliação socioeconômica e de funcionalidade. O serviço vai funcionar

em dias úteis, de segunda a sextafeira, das 8 às 17 horas. Os ônibus do projeto Acesso são adaptados e possuem três espaços para cadeirantes; local para dez passageiros sentados, mais dois bancos preferenciais destinados a pessoas obesas; plataforma elevatória; balaústres táteis aplicados nos bancos preferenciais e próximos às áreas reservadas para cadeirantes (para atendimento aos deficientes visuais); bagageiro interno (porta pacotes), uma cadeira de rodas disponível para embarcar ou desembarcar os usuários necessitados e dispenser com álcool gel.

Com a nova fábrica o número de empregados da Aker no Estado deve aumentar em 30 %, saltando de 900 para 1,2 mil e será dobrada a capacidade de produção.

PRÉ-SAL

A multinacional Techint está construindo duas plataformas de petróleo em unidades em Pontal do Paraná e Antonina. O contrato da empresa é de R$ 1 bilhão no projeto que está gerando 10 mil empregos diretos e indiretos no Litoral.

Crianças aprendem como se alimentar de forma correta Aprender como escolher e consumir alimentos saudáveis foi a tarefa de um grupo de crianças, com idades entre 7 e 8 anos, da Escola Municipal Leonel Brizola. A turma participou do Circuito de Alimentação Saudável promovido pela Secretaria Municipal de Abastecimento (SMAB), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Incluída como atividade extracurricular para estudantes de escolas municipais e privadas, o projeto é realizado em um espaço especialmente preparado para a atividade, no piso superior do Setor de Orgânicos do Mercado Municipal. As crianças são recepcionadas com um vídeo educativo. O circuito inicia em uma pequena horta, montada em grandes vasos. Os estudantes recebem noções básicas sobre plantio e sobre a construção de uma horta, que pode ser em um simples vaso, como demonstram os técnicos. O orientador também explica sobre regas e produção de adubos de restos de alimentos. Na etapa seguinte é a hora de fazer as compras. Os alimentos são reproduzidos em materiais, como isopor e resina , e são dispostos em pequenas prateleiras que simulam gôndolas de supermercados. Após a livre escolha, cada criança tem sua cesta de compras avaliada por técnicas e nutricionistas que atuam no programa de alimentação saudável da secretaria. É o momento em que o profissional, junto com a criança, analisa cada produto escolhido, se deve ser muito ou pouco consumido, em que quantidade e horários. “Aprendi que preciso tomar água todos os dias e em todas as horas”, conta Ana Luiza Luiz, de 9 anos, que estava passando pelo local com mãe e se interessou. “Acho importante que as crianças aprendam a não comer errado, para evitar a obesidade”, afirma a técnica em enfermagem Sonia Luiz, de 37 anos, mãe de Ana e Miguel, de 5 anos, que acabaram participando da primeira parte do circuito.


Geral/Estadual Indústria&Comércio | Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A3 abnoticias@abcom.com.br

Recuperação

AB Notícias

Avicultura paranaense retoma patamares do início de 2012

CRÉDITO RURAL Números apresentados durante uma reunião sobre o Plano Safra 2013/2014 mostram que o crédito rural precisaria de um aumento de 30%. Com a expansão da soja e do milho e o encarecimento dos insumos a agricultura precisaria de 175 bilhões de reais em investimentos, enquanto na última safra foram oferecidos 133,2 bilhões. O investimento também é necessário para a ampliação de armazenagem. O Paraná reivindica 10 bilhões de reais frente as 6 bilhões repassados na safra 2012/2013.

ABATE CRESCE Com o aumento da exportação e a redução do preço no mercado interno e externo, o abatimento de gado fechou o ano de 2012 alcançando a maior alta em 5 anos. O acréscimo foi de 8% em relação ao ano anterior. Ao todo foram 31,118 milhões de cabeças de gado abatidas. O abate de suínos também é destaque, obteve o sétimo aumento seguido, com um crescimento de 3,2%. Foram 35,980 cabeças abatidas.

PIONEIRISMO

Números do primeiro bimestre do ano se igualam aos registrados antes da crise No acumulado do primeiro bimestre, o faturamento alcançou US$ 310,45 milhões, um crescimento de 3,8% na comparação ao mesmo período do ano passado

D

ados do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar) mostram que a avicultura paranaense continua seguindo a tendência de recuperação do setor. No acumulado do primeiro bimestre, o faturamento alcançou US$ 310,45 milhões, um crescimento de 3,8% na comparação ao mesmo período do

ano passado, quando ficou em R$ 298,01 milhões. Entre janeiro e fevereiro de 2013, o valor médio da tonelada de frango exportado também teve valorização, passando de US$ 1.853,00 para US$ 1.977,00 a tonelada. Só em fevereiro, as exportações paranaenses resultaram em US$ 160,72 milhões de dólares, contra US$ 149,73 milhões em janeiro, au-

mento de 7,33%. “Foi um bom mês se considerarmos que fevereiro tem menos dias e ainda tem um feriado longo”, comenta o presidente do Sindiavipar, Domingos Martins. As exportações também cresceram no mês passado. O estado exportou 81,27 mil toneladas de frango, 0,59% a mais do em janeiro quando foram embarcadas 80,79 mil toneladas. No acumulado do

ano foram 162,07 mil toneladas, o que representa 27,8% do total exportado pelo país.  No abate também foi registrado crescimento na comparação entre o primeiro bimestre de 2012 com o de 2013. Enquanto este ano, o Paraná já abateu 236,30 milhões de cabeças, no ano passado foram abatidas 234.84 milhões de unidades, aumento de 0,62%.

Paraná vai fortalecer atendimento à saúde na Região Metropolitana O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, visitou na última semana o Hospital do Trabalhador de Curitiba. Durante a visita, o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou novos recursos do Estado para fortalecer o atendimento de urgência e emergência na região metropolitana de Curitiba. A visita do ministro que marcou a inclusão do HT no programa S.O.S Emergências do Ministério da Saúde. “O Hospital do Trabalhador está entre os dez melhores hospitais do país em atendimento de urgência e emergência e precisa continuar sua qualificação”, disse o secretário. Ele informou que o Estado estuda a transferência da maternidade do HT para um novo prédio e a retirada do setor de ambulatório para o Centro Regional de Especialidades Kennedy, que está sendo reformado. “Essas mudanças viabilizarão de forma ágil e com poucos investimentos a oferta de mais leitos no HT, fortalecendo o atendimento de urgência e emergência na região metropolitana de Curitiba”, afirmou Caputo Neto.

O vice-governador Flávio Arns e o secretario estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, recebem o ministro da Saúde, Alexandre Padilha no Hospital do Trabalhador de Curitiba

O Paraná já tem o projeto da maternidade e em 2012 pediu que a prefeitura de Curitiba bloqueasse um terreno ao lado do HT como de interesse de saúde pública. A aquisição desse terreno, ou de outra opção, ficaria a cargo do município de Curitiba. A construção será feita pelo Estado. Em contrapartida, o governo estadual investe no pronto socorro municipal norte para ampliar o

atendimento de urgência na RMC. Outro projeto que já tem orçamento estadual é a construção do Centro de Especialidades Regional. Estão previstos R$ 5 milhões para as obras. O terreno também deve vir do município e a gestão deverá ficar sob a responsabilidade do Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná (Comesp). O ministro Alexandre Padilha explicou que o S.O.S Emergências

se destina às pessoas que necessitam de atendimento rápido e imediato, vítimas de acidentes e de violência e que precisam de suporte médico e leitos de retaguarda qualificados. ”O governo federal se une ao Estado, ao município, à direção do hospital e aos profissionais para garantir os recursos necessários para investimentos dentro e fora do hospital para que as pessoas tenham o atendimento no tempo mais adequado e que tenham conforto durante todo o tratamento”, afirmou o ministro. O programa destinou R$ 5,7 milhões ao Hospital do Trabalhador para compra de novos equipamentos, entre os quais estão um aparelho de ressonância nuclear magnética, dois aparelhos de raio-x digitais, arco em ‘C’, para cirurgias ortopédicas, entre outros. Para o custeio, são R$ 3,6 milhões ao ano. O Hospital do Trabalhador é um hospital público do Governo do Estado. É o principal pronto socorro do Paraná e responsável por grande parte da demanda de urgência e emergência de Curitiba e Região Metropolitana.

Agência do trabalhador oferece mais de 16 mil vagas As oportunidades de emprego estão distribuídas nas 220 Agências do Trabalhador em todo o Estado. Somente na agência de Curitiba são mais de 5 mil vagas, a maioria é para os setores de alimentação, construção civil e indústria. Há oportunidades para auxiliares de cozinha (283 vagas), cozinheiros (191), caixa de bar, lanchonetes e restaurantes (119), pedreiros (227), eletricistas (102), auxiliares de linha de produção (233) e operadores de máquinas fixas (40), entre outras. Os profissionais com formação universitária encontram vagas para nutricionista, fonoaudiólogo, engenheiro, civil, engenheiro eletricista, engenheiro eletrônico, fisioterapeuta, assistente social, programador de internet, gerente de produção, entre outras colocações. Segundo o secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, o Paraná vive um momento importante. “O mercado de trabalho está bastante aquecido com oferta de mão de obra para os diversos setores da

economia, principalmente para o da indústria de transformação, que vem se destacando nos últimos dois anos na geração de empregos no estado”, destacou. Para o gerente da Agência Curitiba, Rafael dos Santos, este período ano é um bom momento para os que buscam o primeiro emprego. “Temos oportunidades para todos os níveis de escolaridade. Mais da metade das vagas não exige experiência anterior. É a chance para os jovens que procuram o primeiro emprego ou para pessoas que querem mudar de área”, explica. Em Curitiba, todas as segundas e quartas-feiras, às 10h30 a agência oferece palestra sobre empregabilidade, com informações sobre como elaborar um currículo e como se preparar adequadamente para entrevista. Os trabalhadores interessados em uma vaga devem comparecer às agências com documentos pessoais (carteira de trabalho, RG e CPF). Em Curitiba, a agência funciona na Rua Pedro Ivo, 750, no Centro. O atendimento é de segunda a sexta-

O Paraná foi escolhido para receber a primeira unidade do projeto da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, o FAO, no Brasil. Até então o projeto só havia se instalado em capitais federais, mas os avanços do estado na área de agricultura e desenvolvimento sustentável o fizeram ser escolhido para representar, não só a si, como toda a região Sul. O intuito do programa é promover a troca de experiências, absorvendo projetos que dão certo e os apresentando como solução para outros lugares do mundo.

LIVRO CURITIBANO Textos de seis autores curitibanos estão reunidos no livro Dramaturgias Curitibanas. Os textos “23 de setembro”, de Diego Fortes; “Otto e Maria”, de Enéas Lour; “Encontros Diários”, de Lígia Souza Oliveira; “Medeia”, de Luiz Felipe Leprevost, “Miguel Bakun, Sua Natureza...”, de Luiz Roberto Meira e “O Beijo”, de Silvia Monteiro, foram lançados no Teatro Novela Curitibana, onde o livro foi distribuído gratuitamente.

NASCENTE O município de Assis Chateaubriand, oeste paranaense, teve sua principal mina d’água revitalizada. O trabalho foi realizado pelos técnicos do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e visou à conservação das nascentes da cidade. Todas as nascentes do local serão recuperadas em parceria com a Associação dos Servidores Públicos Municipais.

PREVENÇÃO A campanha de prevenção ao câncer de mama de Francisco Beltrão pretende atender 70% das mulheres do município. Para alcançar a meta um mutirão de saúde foi organizado pela Secretaria da Saúde da cidade. O público alvo são as mulheres acima de 35 anos. A preocupação vem do fato de, nos últimos cinco anos, a o número de mortes causadas pela doença ter quase duplicado.

RODEIO CRIOULO A cidade de Ponta Grossa já se prepara para a 19ª edição do Rodeio Crioulo. O evento está programado para os dias 5,6 e 7 de abril, no Centro Agropecuário de Ponta Grossa. Rodeios, prova de laço, doma 21 dias, leilões, almoço campeiro, prova de rédeas e a Alvorada Campeira são alguns dos atrativos da festa. O evento é produzido em uma parceria da Prefeitura de Ponta Grossa com os Centros de Tradição Gaúcha da cidade.

PRESSÃO E GRAVIDEZ A pressão alta na gravidez pode levar a problemas cardiovasculares, insuficiência renal e até levar a morte por infarto. Um estudo realizado pela Oulu University Hospital com mais de 10.000 grávidas mostrou que as que sofreram do problema apresentaram uma pré-disposição de no mínimo 14% a mais de desenvolverem doenças cardiovasculares. Já a taxa de morte por infarto é de duas a cinco vezes maior. A insuficiência renal aparece de 1,9 a 2,8 vezes mais nas grávidas que tiveram problemas com pressão alta.

ESTRADAS MELHORES As estradas rurais de Piquirivaí, distrito de Campo Mourão, estão passando por reformas. Com o objetivo de melhorar o deslocamento tanto dos moradores quanto da produção, mais de 100 quilômetros já receberam melhoras. As obras são feitas em parceria entre a Prefeitura de Campo Mourão com a Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná, Codapar.

HISTÓRIA Está em exposição no Museu Cesumar, em Maringá, a mostra “Memória de Maringá”. A exposição, organizada pelo jornalista Rogério Recco, apresenta um apanhado de fragmentos de 11 obras suas, feitas a partir de uma pesquisa que durou 10 anos, sobre a história da cidade. A mostra vai até o dia 7 de junho e a entrada é gratuita. Os trabalhadores interessados em uma vaga devem comparecer às agências com documentos pessoais

feira, das 8h às 17h30. As empresas interessadas em selecionar trabalhadores podem entrar em contato com as agências por telefone. Em Curitiba, os empregadores em busca de funcionários devem ligar para 3883-2200 ou comparecer à agência. Todos os serviços de re-

crutamento, seleção e colocação dos trabalhadores são gratuitos. A lista completa de vagas, por agência, pode ser encontrada no site da Secretaria de Trabalho, Emprego e Economia Solidária (www.trabalho.pr.gov.br), no menu Agência do Trabalhador.

DESTAQUE E PRÊMIOS Produtores de leite de Xambrê, no noroeste paranaense, foi destaque na Expo Umuarama. Os produtores, que participaram do evento com apenas dois animais, receberam os prêmios de 1º lugar na categoria novilha dente de leite e também de 2º lugar na raça girolanda. Os premiados reconhecem o valor do veterinário Jucymar Nascimento, cujo acompanhamento e orientação, segundo eles, foram fundamentais para a premiação.


Especial Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A4 | Indústria&Comércio

Turismo

Ida&Volta SKAL EMPOSSA DIRETORIA

Kelly Knevels

Os diferenciais a bordo da Emirates

Kelly Knevels

Nova diretoria do Skal Curitiba para 2013-2014

O empresário Alcimar Ribeiro assumiu no sábado 23/3, a presidência do Skal Internacional de Curitiba, entidade que congrega profissionais do turismo e que tem representação em mais de 90 países. Ele sucede a Roberto Bacovis, que cumpriu dois mandatos. A gestão na entidade, que está comemorando 50 anos de fundação, é anual. O evento foi realizado no espaço All Seasons do Bourbon Convention Curitiba Hotel e contou com a presença da presidente do Skal Brasil, Ana Carolina Medeiros. Além de Ribeiro, compõem a nova diretoria: Josanne Savas, vice-presidente; Luiz Ben Hur Loures, 1º secretário; Irene Ferreira, 2ª secretária; Rossana da Fonseca; 1ª tesoureira; José Eduardo Roberto Bacovis (esq) passa o posto a Molina, 2º tesoureiro; Alcimar Ribeiro Belita Teixeira, diretora social; Nelson Pires de Moraes Junior, diretor de viagens; Ricardo Teixeira, diretor de relações internacionais; Gisele Passos, diretora de relações com a imprensa; e os conselheiros Eder Berti, Henrique Lenz César Filho, Henrique Stefen e Jorge Rutois.

QUATRO HOMENAGENS

Na noite da posse de sua nova diretoria, o Skal Curitiba prestou quatro homenagens: à jornalista Rosy de Sá Cardoso, primeira mulher a presidir a entidade, que recebeu o título de sócia emérita: Antonio Azevedo, presidente nacional da Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagens) pela sua contribuição ao turismo; Celso Tesser, presidente da Abav Paraná, que foi durante 20 anos tesoureiro do Skal; e a Isaac Haim, conselheiro internacional do Skal, um dos fundadores do Skal Curitiba, nos idos de 1963. A entidade de Curitiba teve como seu primeiro presidente o empresário Adolpho Romanó, então representante local da Lufthansa.

MEDELLIN NO PÁREO

A cidade de Medellín, na Colômbia, disputa com Buenos Aires (Argentina) e Glasgow (Escócia) o direito de sediar os Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, versão juvenil dos Jogos Olímpicos. A escolha será dia 4 julho PELO Comitê Olímpíco Internacional. Sua primeira edição ocorreu na cidade de Singapura, em 2010, e a próxima será em Nanquim, na China, em 2014. Medellín se destaca mundialmente pela experiência em sediar grandes eventos internacionais, tendo sido, inclusive, sede dos IX Jogos Sul-americanos em 2010, quando recebeu muitos elogios da organização e ganhou força para uma candidatura olímpica. Com uma oferta especializada de profissionais do setor, rede hoteleira e centro de convenções com grande capacidade em atender eventos de grande escala, a cidade recebeu 18 eventos internacionais só em 2012.

Júlio Zaruch juliozaruch@gmail.com

Terminal exclusivo do Airbus A380, no aeroporto de Dubai

B

rasileiros que pretendem ir ao Japão terão, a partir de 6 de junho mais uma opção de viagem aérea, agora nas asas da Emirates, companhia com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. É que naquele dia, uma quinta-feira, a Emirates inaugura um voo de Dubai ao aeroporto internacional de Haneda, na capital japonesa, permitindo uma nova conexão para os passageiros embarcados em Guarulhos ou no Rio de Janeiro. Tóquio soma-se aos 130 destinos em 77 países onde pousam os jatos da Emirates, que no Brasil opera diariamente com o Boeing 777-300 a partir de Guarulhos e com o 777-200, do Rio. Há pouco, esse voo do Galeão ganhou extensão para Buenos Aires, inclusive com Primeira Classe. A Primeira Classe da companhia de Dubai é sofisticadíssima, com oito amplas suítes privativas, assentos-camas, porta elétrica corrediça, minibar, espelho e armário, TV 27 polegadas, além de um requintado serviço de bordo. E duas cabines com chuveiro. Na executiva, as 42 poltronas também viram cama; nas três classes, mudando apenas o tamanho do monitor de TV, funciona o ICE (Informação, Comunicação e Entretenimento), com 1.400 canais. Interfones nos assentos permitem o contato entre passageiros. Um panorama do que é a Emirates hoje foi apresentado em Curitiba pelo diretor geral da companhia no Brasil, Ralf Aasmann, em almoço com a imprensa. Segundo ele, a ideia é que, tão logo o aeroporto de Guarulhos esteja

adequado, a rota será cumprida com o Airbus A380, o maior avião do mundo, de dois andares (exige ponte de embarque compatível), muito apreciado pelos clientes. A Emirates é a maior operadora mundial do A380, com 31 em operação e outros 59 encomendados. A companhia é também a responsável pela criação do primeiro terminal do mundo dedicado às aeronaves, o Concourse A, no aeroporto de Dubai, inaugurado na primeira semana de fevereiro. Aasmann revelou, ainda, que a Emirates tem 625 funcionários brasileiros, dos quais 449 são

membros da tripulação e 90, pilotos; em São Paulo, atuam 42 e no Rio, 26. No mundo, são mais de 40 mil. Todos recebem treinamento permanente, com um detalhe: entre as normas de comportamento, há recomendações expressas com relação a adereços e até o perfume do dia-a-dia. A Emirates não integra alianças globais, preferindo acordos bilaterais. No Brasil, atua em parceria com a TAM e a Gol, com franquia de 32 kg para as bagagens desde o início da viagem. A companhia de Dubai é patrocinadora da Fórmula 1 e do Campeonato Mundial de Futebol da Fifa de 2014, com a Copa das Confederações.

Ralf Aasmann, diretor da aérea no Brasil

WTM LATIN AMERICA

Mais de 900 expositores de 40 países já confirmaram presença na WTM Latin America e no 39º Encontro Comercial Braztoa, organizados pela Reed Exhibitions, que será realizado em São Paulo, no Transamérica Expo Center, de 23 a 25 de abril. O mote do evento é “promover a América Latina para o mmundo e o mundo para a América Latina”. A Reed Travel Exhibitions já investiu aproximadamente quatro milhões de dólares no Brasil para que a WTM Latin America movimente as economias brasileira e latino-americana, abordando relevantes pontos para o turismo nacional e dos outros países da região. Uma série de seminários e fóruns também ocorrerá paralelamente, sobre os três segmentos-alvo – MICE (Meetings, Incentives, Congresses, Exhibitions), Corporativo e de Lazer - com foco nos mercados local, regional e mundial.

COMPRADORES CONVIDADOS

A WTM Latin America é o primeiro grande evento no Brasil a enfatizar o Turismo Inbound (Receptivo Internacional) e criou, para isso, um programa de Hosted Buyers (Compradores Convidados Internacionais), de vários países como Estados Unidos, Canadá, Espanha, Itália, Alemanha, Reino Unido, França e Rússia, além de latino-americanos como Argentina e México, e ainda da Ásia – Índia e China. E o turismo doméstico será contemplado pela tradicional caravana Braztoa, de agentes de viagens de todo o Brasil.

PROGRAMAS REFORMULADOS 

O Ministério do Turismo apresentou, na semana passada, durante a reunião do Conselho Nacional do Turismo, em São Paulo, o projeto de reformulação dos programas Viaja Mais Melhor Idade, que ganha novos parceiros, e o Regionalização do Turismo, que reforça a política de gestão descentralizada, espinha dorsal do Plano Nacional de Turismo. A segunda etapa do Viaja Mais Melhor Idade contará com parceria da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. As instituições financeiras devem formatar produtos exclusivos para financiar as viagens do público de mais de 60 anos e de aposentados e pensionistas.

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO

O programa de Regionalização terá um comitê executivo, coordenado pelo gabinete do ministro, projetos para capacitação de gestores e fontes de financiamento. A ideia, segundo o coordenador geral de Regionalização, Jun Yamamoto, é realizar chamadas públicas para “democratizar” o acesso a recursos públicos para execução das ações do programa. O novo mapa da regionalização, que deverá ser lançado ainda no primeiro semestre, além de identificar as regiões turísticas, categoriza o nível de desenvolvimento dos destinos nacionais.

ViaGastronômica AS GARRAFAS ITALIANAS DA LUIZ ARGENTA Começa por Curitiba, dia 8 de abril, no Buffet Nova Curitiba (r. Paulo Gorski, 510), o Circuito Brasileiro de Degustação promovido pelo Instituto Brasileiro do Vinhos (Ibravin), que segue depois para Florianópolis (9) e Porto Alegre (11). Profissionais do setor poderão participar a partir das 16h; já o consumidor final terá acesso somente a partir das 19h, e até às 21h, horário de encerramento. Uma das empresas participantes do Circuito será a Luiz Argenta Vinhos e Espumantes, com dois lançamentos: o Luiz Argenta *** Novidade no Slaviero Conceptual Palace Hotel (r. Senador Alencar Guimarães, Centro): o restaurante Le Doyen inaugurou um serviço de brunch aos domingos, aquele mix de café da manhã e almoço. Ao preço de R$ 40 por pessoa, tem mesa de frios, pães e bolos, pratos frios e quentes, estes com rondele de ricota ao bechamel, risotos e filé mignon grelhado, além de waffle e outros pratos. *** Nesta terça-feira 12, às 19h15, começa a nova temporada de aulas sobre culinária da Versadas, com a participação dos chefs Délio Canabrava e Gliciara Bueno, da Cantina do Délio. Na sequência, sempre as terças e até 25 de junho, outros 11 profissionais ministrarão conhecimentos a quem se dispuser a pagar R$ 150 por aula. Dia 9, será a vez de Marcus Biazetto, do Salumeria Ristorante. *** Abre na sexta-feira 8, e vai até 21 de abril, a sétima edição do Curitiba Restaurante Week, com a participação de 57 casas de repasto. Com entrada, prato principal e sobremesa, o almoço custará R$ 31,90 e o jantar, R$ 43,90, mais R$ 1, não obrigatório, que será destinado às obras sociais do Instituto Ayrton Senna.

Merlot 2009 e o Luiz Argenta Cabernet Sauvignon 2009, além dos tradicionais vinhos da linha LA Jovem, em garrafas com design italiano: o LA Pinot Noir, o LA Shiraz, o LA Sauvignon Blanc e o LA Chardonnay 2012. A Luiz Argenta, integrante da região de Indicação de Procedência Altos Montes (Flores da Cunha e Nova Pádua), é conhecida por suas garrafas de desenho diferenciados, italianos, pelo método de vinificação por gravidade e também por ter classificado seu vinho Sauvignon Blanc entre as 15 amostras mais representativas da safra 2012 na 20ª Avaliação Nacional de Vinhos.

*** Com barraquinhas montadas no pátio do museu Oscar Niemeyer, será realizado dias 6 e 7 de abril o Gastronomix, evento integrante do Festival de Curitiba, com curadoria do chef Celso Freire. Dois chefs internacionais – o peruano Hajime Kasuga e o francês Erick Joaquim, radicado em São Paulo – participam da quermesse gastronômica ao lado de colegas do nordeste brasileiro e de Curitiba. *** Com uma série de salgados fritos e também frozen a base de iogurte, além, naturalmente de seu produto principal, a 10 pastéis reinaugurou, reformada, sua loja da rua Vicente Machado, 227, no Centro de Curitiba. Funciona das 8h às 20h. *** Durante um mês, de 30 de maio a 30 de junho, será realizado o terceiro Festival Sabores do Litoral, promoção da concessionária Ecovia em parceria com a Adetur (Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná) e a Abrasel Litopar (Associação de Bares e Restaurantes da região) Vai reunir restaurantes de Antonina, Morretes, Paranaguá, Matinhos, Pontal do Paraná, Guaratuba e da Ilha do Mel.


Economia Indústria&Comércio | Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A5

projeção

Arquivo ABr

Projeção de inflação em 2013 aumenta para 5,7% A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve chegar a 5,7%, este ano. A estimativa foi divulgada na quinta-feira (28/03) pelo Banco Central (BC), no Relatório de Inflação, divulgado trimestralmente. A projeção está 0,9 ponto percentual acima da previsão de dezembro. Para 2014, a estimativa é que a inflação fique em 5,3%, acima dos 4,9% previstos anteriormente. No caso da inflação acumulada em 12 meses no final do primeiro trimestre de 2015, a estimativa é 5,4%. Essas estimativas são do cenário de referência, feito com base na taxa básica de juros, a Selic, no atual patamar (7,25% ao ano) e no dólar a R$ 1,95. O BC também divulga estimativas do cenário de mercado, em que são utilizadas projeções de analistas de instituições

Para a produção agropecuária, a estimativa de expansão é 6%, depois do recuo de 2,3% em 2012

Economia deve crescer 3,1% este ano, prevê Banco Central Projeção está 2,2 pontos percentuais acima da expansão observada em 2012 A economia deve crescer 3,1%, este ano. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi divulgada na quinta-feira (28/03) pelo Banco Central, no Relatório de Inflação. A projeção está 2,2 pontos percentuais acima da expansão observada no ano passado (0,9%). Para a produção agropecuária, a estimativa de expansão é 6%, de-

pois do recuo de 2,3% em 2012. No caso da indústria, a perspectiva de crescimento é 2,3%, ante retração de 0,8%, no ano passado. Para o setor de serviços, a projeção de expansão é 3,1%, superior em 1,4 ponto percentual ao resultado de 2012. O BC projeta ainda crescimento de 3,5% para o consumo das famílias, ante 3,1% em 2012. Para o Banco Central, esse aumento será “consistente com a expansão

Déficit primário chega a R$ 3 bi em fevereiro

Desemprego fica estável nos primeiros dois meses do ano

O setor público consolidado - governos federal, estaduais e municipais e as empresas estatais - registrou déficit primário de R$ 3,031 bilhões, em fevereiro, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados na quinta-feira (28/03). O resultado negativo veio depois do superávit primário recorde de R$ 30,251 bilhões em janeiro. Em fevereiro de 2012, houve superávit de R$ 9,514 bilhões. É a primeira vez que se registra déficit primário no mês de fevereiro, desde o início na série histórica do BC em 2001. O resultado primário é a diferença entre as receitas e as despesas, excluídos os juros da dívida pública. Em 12 meses encerrados em fevereiro, o superávit primário ficou em R$ 96,641 bilhões, o que representa 2,16% de tudo o que o país produz - Produto Interno Bruto (PIB). A meta do governo para este ano é R$ 155,9 bilhões. Em fevereiro, a maior contribuição para o resultado negativo veio do Governo Central (Banco Central, Tesouro Nacional e Previdência Social), que registrou déficit de R$ 7,144 bilhões. As empresas estatais, excluídos os grupos Petrobras e Eletrobras, também registraram déficit primário, de R$ 130 milhões. Os governos estaduais anotaram superávit primário de R$ 3,281 bilhões, e os municipais, R$ 961 milhões. O esforço fiscal do setor público não foi suficiente para cobrir os gastos com os juros que incidem sobre a dívida. Esses juros chegaram a R$ 20,251 bilhões, em fevereiro, contra R$ 18,269 bilhões de igual período do ano passado. Com isso, foi registrado déficit nominal, formado pelo resultado primário e as despesas com juros, ficou em R$ 23,282 bilhões, no mês passado, contra R$ 8,755 bilhões de igual mês de 2012.

cmyk

O desemprego no país mantevese estável em fevereiro na comparação com janeiro, ao subir de 5,4% para 5,6% nas seis regiões metropolitanas investigadas. Os dados foram divulgados na quinta-feira (28/03) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e mostram que a alta da taxa de desocupação em fevereiro também mostrou-se estável em relação ao mesmo período do ano passado (5,7%). Cerca de 1,4 milhão de pessoas nas regiões pesquisadas estavam desocupadas em fevereiro, segundo a pesquisa. A Pesquisa Mensal de Emprego é realizada nas regiões metropolitanas do Recife, de Salvador, Belo Horizonte, do Rio de Janeiro, de São Paulo e Porto Alegre. Houve queda de desocupação nas regiões metropolitanas de Salvador e do Rio de Janeiro (19,3% e 19%, respectivamente) e alta em Recife (28,2%). Segundo o IBGE, a população ocupada em fevereiro é de aproximadamente 23 milhões de pessoas, o que representa queda frente a janeiro (-0,7%) e alta na comparação com o mesmo período do ano passado (1,6%), com incremento de 362 mil postos de trabalho em

moderada da oferta de crédito e a estreita margem de ociosidade no mercado de trabalho”. O consumo do governo deverá aumentar 2,8%, ante 3,2% em 2012, enquanto a expansão da formação bruta de capital fixo (investimentos em máquinas, equipamentos e na construção civil) deverá atingir 4%. As exportações e as importações de bens e serviços devem crescer 4,5% e 7%, respectivamen-

12 meses. Regionalmente, a análise mostrou variação mensal significativa apenas no Recife (queda de 3,2% ou menos 51 mil pessoas ocupadas de janeiro para fevereiro). Na comparação com fevereiro do ano passado, houve variação somente em São Paulo (2,5%, ou mais 236 mil pessoas ocupadas). O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado (11,5 milhões) ficou estável em relação a janeiro e cresceu 2,3% em relação a fevereiro de 2012 - mais 254 mil postos de trabalho com carteira assinada em um ano. O rendimento médio real habitual dos trabalhadores ficou em R$ 1.849,50, com alta de 1,2% frente a janeiro e de 2,4% na comparação com fevereiro de 2012. A massa de rendimento médio real habitual dos ocupados (R$ 42,8 bilhões) também apresentou estabilidade em fevereiro ante janeiro último e cresceu 4,2% em relação a fevereiro de 2012. Regionalmente, na comparação com janeiro deste ano, o rendimento médio real habitual dos trabalhadores aumentou nas regiões metropolitanas do Recife

te, no período, ante as elevações de 0,5% e 0,2%, respectivamente, em 2012. “As vendas de produtos brasileiros no exterior devem se beneficiar da intensificação do ritmo de atividade em relevantes parceiros comerciais, enquanto o aumento das importações brasileiras se alinha às perspectivas de maior crescimento da demanda doméstica, em particular, de investimentos”, diz o BC, no relatório.

(1,6%), Rio de Janeiro (1,7%), de São Paulo (1,3%) e Porto Alegre (2,2%); ficou estável em Belo Horizonte e caiu em Salvador (-1,2%). Já em relação a fevereiro do ano passado houve altas no Recife e em Belo Horizonte (ambas, 7,4%), em Porto Alegre (7,3%), São Paulo (2,8%) e no Rio de Janeiro (0,8%). Apenas Salvador registrou queda no rendimento (-9,8%). Assim como o IBGE, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese) e a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) divulgam dados mensais sobre o desemprego no país. As informações apresentadas nesses levantamentos costumam ser diferentes, devido aos conceitos e à metodologia usados. Entre as diferenças está o conjunto de regiões pesquisadas. A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), divulgada pelo Dieese e pela Fundação Seade, não engloba o número de desempregados na região metropolitana do Rio de Janeiro. Já na pesquisa do IBGE não estão incluídas duas regiões que fazem parte do conjunto da PED: Fortaleza e o Distrito Federal.

Inadimplência das empresas diminui 0,7% em fevereiro O nível de inadimplência das empresas apresentou queda de 0,7% em fevereiro na comparação com igual período do ano passado, segundo levantamento da empresa de consultoria Serasa Experian. Em relação a janeiro, houve redução de 12%. No acumulado do ano, no entanto, o índice registra alta de 2,2% em relação ao primeiro bimestre de 2012. Para os economistas da Serasa, a queda expressiva em relação a janeiro está relacionada ao recuo da inadimplência do consumidor e às encomendas

para reposição do estoque para o Dia das Mães. De acordo com a empresa de consultoria, esses fatores favorecem a geração de receitas e melhoram o fluxo de caixa das empresas. O crescimento da inadimplência no acumulado do ano, por outro lado, é explicado pelo aumento do salário mínimo em janeiro, que impactou os custos das empresas. O valor médio das dívidas de cheques sem fundos, R$ 2.905,97, foi o que apresentou maior crescimento em relação ao

primeiro bimestre do ano passado, uma alta de 29,9%. Também houve acréscimo (2,3%) no valor médio dos títulos protestados, que ficou em R$ 1.913,15. As dívidas com bancos tiveram queda de 3,3% na comparação com os dois primeiros meses de 2012, e atingiram valor médio de R$ 5.118,53. Os débitos não bancários (R$ 776,39), que envolvem dívidas com cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços, também apresentaram decréscimo, de 2,4%.

financeiras para a taxa Selic e o câmbio. Nesse caso, a estimativa para a inflação, este ano, é 5,8%, 0,1 ponto percentual acima do projetado no cenário de referência e 0,9 ponto percentual maior que a projeção do relatório divulgado em dezembro. Para o próximo ano, a estimativa desse cenário é que a inflação fique em 5,1%, ante 4,8% previstos anteriormente. A projeção para a inflação acumulada em 12 meses no final do primeiro trimestre de 2015 é 5,2%. Todas as estimativas para a inflação estão acima do centro da meta, que é 4,5%. Essa meta tem ainda margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Cabe ao BC perseguir a meta de inflação. O principal instrumento que influencia a atividade econômica e, por consequência, calibra a inflação, é a taxa Selic.

Telefonia fixa deve ficar mais barata e gasolina mais cara neste ano, estima BC O Banco Central (BC) estima que as tarifas de telefonia fixa terão queda de 2% neste ano, segundo informou na quinta-feira (28/03) no Relatório de Inflação, documento publicado trimestralmente. Para o preço da gasolina, a estimativa é de aumento de 5%, até dezembro. No caso do preço da eletricidade, a projeção é queda de 15%, devido ao impacto direto das reduções de encargos do setor, anunciadas recentemente pelo governo, e dos reajustes e revisões tarifárias programados para 2013. Para o preço do botijão de gás, o BC projeta estabilidade. O conjunto de preços administrados por contrato e monitorados devem subir 2,7%, este

ano, contra 2,4% considerados no relatório divulgado em dezembro. Para 2014, a estimativa é 4,5%, mesma projeção divulgada no relatório anterior. Em 2015, a expectativa também é de 4,5%. Sobre a política fiscal, o BC informou que considera como “hipótese de trabalho” a geração de superávit primário (economia para pagamento dos juros da dívida) de R$ 155,9 bilhões em 2013, de acordo com os parâmetros definidos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013. Para 2014, a expectativa é a geração de superavit primário em torno de 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma dos bens e serviços produzidos no país.

Produção industrial cai 2,5 pontos em fevereiro

No nível de emprego, o índice passou de 48,7 para 49,8 pontos

A produção industrial brasileira caiu 2,5 pontos em fevereiro e fecha o mês em 46,1, ante os 48,6 pontos de janeiro. Os indicadores da pesquisa variam de 0 a 100 e, abaixo de 50, indicam variação negativa. Apesar do recuo, a pesquisa mostrou que os estoques se mantiveram em nível próximo ao planejado e “as expectativas para os próximos seis meses se tornaram mais otimistas em março no tocante à demanda, compras de matérias-primas e, sobretudo, quantidade exportada”. O indicador de demanda aumentou de 59,8 pontos para 60,7 pontos em relação à sondagem feita em fevereiro. No mês, a capacidade instalada ficou em 70%, 1 ponto percentual abaixo da registrada no mesmo período de 2012. Os números fazem parte da Sondagem Industrial, divulgada na quinta-feira (28/03) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que ouviu, entre

os dias 1º e 13 deste mês, 1.818 empresas: 664 pequenas, 694 médias e 460 grandes. A expectativa de exportação passou de 53,9 para 54,6 pontos, o maior valor desde julho de 2012. Em nota, o gerente executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, disse que “apesar do fraco desempenho de fevereiro na comparação com janeiro, o destaque é o otimismo (com as) exportações para os próximos seis meses, que indica retomada das (vendas) de manufaturados, o que seria um estímulo adicional e importante para a recuperação da indústria no primeiro semestre do ano”. No que diz respeito ao nível de emprego, o índice passou de 48,7 para 49,8 pontos. Apesar da expectativa de emprego ter apresentado uma pequena queda de 53,5 pontos para 53,3 pontos, a pesquisa mostrou estabilidade no otimismo do setor.


Banco de Dados

PUBLIQUE AQUI O SEU ANÚNCIO! O banco de dados mais completo impresso diariamente no Brasil.

Indústria&Comércio | Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A6

Principais dados financeiros Inflação/taxas/índices/comportamento de mercado Base de Cálculo de juros e reajustes | Informações de 28 de março de 2013

2003 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,3235 1,3299 1,3354 1,3404 1,3460 1,3523 1,3579 1,3653 1,3708 1,3755 1,3799 1,3823 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 1,97 1,83 1,77 1,87 1,96 1,85 2,08 1,76 1,67 1,63 1,34 1,37 23,2600 —

ICV DIEESE Mensal (%) 2,92 1,35 1,06 1,39 0,24 -0,27 0,35 -0,15 1,26 0,47 0,26 0,32 9,5500 9,5500

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 172,3 172,3 172,3 180,4 180,4 180,4 186,9 186,9 186,9 193,2 193,2 193,2 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 2,17 1,59 1,66 0,41 -0,67 -0,70 -0,20 0,62 1,05 0,44 0,48 0,60 7,6700 7,6700

IGP-M FGV Mensal (%) 2,33 2,28 1,53 0,92 -0,26 -1,00 -0,42 0,38 1,18 0,38 0,49 0,61 8,6900 8,6900

INCC-DI FGV Mensal (%) 1,51 1,39 1,38 0,90 2,84 1,05 0,99 1,44 0,22 0,65 1,04 0,16 14,4100 14,4100

INCC-M FGV Mensal (%) 1,45 1,60 1,38 0,81 2,98 0,74 0,59 2,20 0,24 0,47 0,42 0,99 14,7600 14,7600

INPC IBGE Mensal (%) 2,47 1,46 1,37 1,38 0,99 -0,06 0,04 0,18 0,82 0,39 0,37 0,54 10,3839 10,3839

IPA-DI FGV Mensal (%) 2,21 1,71 1,93 0,07 -1,68 -1,16 -0,59 0,70 1,29 0,50 0,46 0,74 6,2735 6,2735

IPA-M FGV Mensal (%) 2,55 2,64 1,72 0,80 -1,11 -1,67 -0,75 0,20 1,54 0,36 0,57 0,64 7,6447 7,6447

IPC-DI FGV Mensal (%) 2,32 1,37 1,06 1,12 0,69 -0,16 0,34 0,13 0,76 0,21 0,33 0,43 8,9200 8,9200

IPC FIPE/USP Mensal (%) 2,19 1,61 0,67 0,57 0,31 -0,16 -0,08 0,63 0,84 0,63 0,27 0,42 8,1700 8,1700

IPCA IBGE Mensal (%) 2,25 1,57 1,23 0,97 0,61 -0,15 0,20 0,34 0,78 0,29 0,34 0,52 9,3000 9,3000

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 1,98 2,19 1,14 1,14 0,85 0,22 -0,18 0,27 0,57 0,66 0,17 0,46 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 1,98 2,19 1,14 1,14 0,85 0,22 -0,18 0,27 0,57 0,66 0,17 0,46 9,8600 9,8600

SELIC B.Central Mensal (%) 1,9233 1,7776 2,0166 1,9509 2,0166 1,9376 1,9555 1,8163 1,5880 1,5396 1,4013 1,3459 23,4700 23,4700

TJLP COPOM Mensal (%) 0,9167 0,9167 0,9167 1,0000 1,0000 1,0000 1,0000 1,0000 1,0000 0,9167 0,9167 0,9167 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,4878 0,4116 0,3782 0,4184 0,4650 0,4166 0,5465 0,4038 0,3364 0,3213 0,1776 0,1899 4,6485 4,6485

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 1,67 0,78 0,56 0,46 0,34 0,26 8,95 0,15 0,40 0,31 0,40 0,35 15,3000 15,3000

PIB Gov. Trimest. (%) -1,18 -1,18 -1,18 -0,13 -0,13 -0,13 0,96 0,96 0,96 1,25 1,25 1,25 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 11,20 11,60 12,10 12,40 12,80 13,00 12,80 13,00 12,90 12,90 12,20 10,90 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,8627 0,9902 0,9137 0,8801 0,9205 0,9673 0,9187 1,0492 0,9058 0,8381 0,8229 0,67,85 11,2826 11,2826

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,3849 1,3867 1,3874 1,3898 1,3910 1,3932 1,3956 1,3984 1,4012 1,4036 1,4051 1,4068 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 1,26 1,08 1,37 1,17 1,22 1,22 1,28 1,29 1,24 1,21 1,25 1,48 16,1500 —

ICV DIEESE Mensal (%) 1,46 -0,18 0,47 0,06 0,43 1,12 1,21 0,69 0,29 0,53 0,83 0,54 7,6965 7,6965

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 201,3 201,3 201,3 208,5 208,5 208,5 213,5 213,5 213,5 218,6 218,6 218,6 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,80 1,08 0,93 1,15 1,46 1,29 1,14 1,31 0,48 0,53 0,82 0,52 12,1303 12,1303

IGP-M FGV Mensal (%) 0,88 0,69 1,13 1,21 1,31 1,38 1,31 1,22 0,69 0,39 0,82 0,74 12,4200 12,4200

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,33 1,00 1,16 0,59 1,83 0,70 1,12 0,81 0,58 1,19 0,71 0,51 11,0434 11,0434

INCC-M FGV Mensal (%) 0,28 0,48 1,59 0,60 1,74 0,56 1,12 0,90 0,67 0,95 0,94 0,61 10,9428 10,9428

INPC IBGE Mensal (%) 0,83 0,39 0,57 0,41 0,40 0,50 0,73 0,50 0,17 0,17 0,44 0,86 6,1332 6,1332

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,75 1,42 1,09 1,57 1,71 1,57 1,35 1,59 0,65 0,61 1,00 0,48 14,6838 14,6838

IPA-M FGV Mensal (%) 0,98 0,79 1,33 1,65 1,52 1,73 1,58 1,42 0,90 0,44 0,99 0,81 15,0828 15,0828

IPC-DI FGV Mensal (%) 1,08 0,28 0,46 0,31 0,71 0,78 0,59 0,79 0,01 0,10 0,37 0,63 6,2784 6,2784

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,65 0,19 0,12 0,29 0,57 0,92 0,59 0,99 0,21 0,62 0,56 0,67 6,5654 6,5654

IPCA IBGE Mensal (%) 0,76 0,61 0,47 0,37 0,51 0,71 0,91 0,69 0,33 0,44 0,69 0,86 7,6006 7,6006

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,68 0,90 0,40 0,21 0,54 0,56 0,93 0,79 0,49 0,32 0,63 0,84 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,68 0,90 0,40 0,21 0,54 0,56 0,93 0,79 0,49 0,32 0,63 0,84 7,5300 7,5300

SELIC B.Central Mensal (%) 1,3044 1,2174 1,2936 1,2323 1,2650 1,2240 1,2650 1,2650 1,2329 1,2966 1,2928 1,3759 16,3800 16,3800

TJLP COPOM Mensal (%) 0,8333 0,8333 0,8333 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,1280 0,0458 0,1778 0,0874 0,1546 0,1761 0,1952 0,2005 0,1728 0,1108 0,1146 0,2400 1,8184 1,8184

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,51 0,52 0,67 0,47 0,74 0,63 3,12 0,28 0,40 0,67 0,30 0,49 9,1000 9,1000

PIB Gov. Trimest. (%) 1,94 1,94 1,94 1,94 1,94 1,94 1,13 1,13 1,13 1,00 1,00 1,00 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 11,70 12,00 12,80 13,10 12,20 11,70 11,20 11,40 10,90 10,50 10,70 9,60 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,6908 0,6286 0,5460 0,6787 0,5878 0,6554 0,6770 0,6962 0,7015 0,6737 0,6114 0,6114 8,0443 8,0443

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,4101 1,4128 1,4141 1,4179 1,4207 1,4243 1,4286 1,4322 1,4372  1,4410 1,4440 1,4468 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 1,38 1,22 1,52 1,41 1,50 1,58 1,51 1,65 1,50 1,40 1,38 1,47 18,9900 —

ICV DIEESE Mensal (%) 0,91 0,32 0,81 0,50 0,39 -0,17 -0,17 0,00 0,72 0,57 0,38 0,19 4,5345 4,5345

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 223,5 223,5 223,5 231,2 231,2 231,2 239,2 239,2 239,2 245,1 245,1 245,1 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,33 0,40 0,99 0,51 -0,25 -0,45 -0,40 -0,79 -0,13 0,63 0,33 0,07 1,2321 1,2321

IGP-M FGV Mensal (%) 0,39 0,30 0,85 0,86 -0,22 -0,44 -0,34 -0,65 -0,53 0,60 0,40 -0,01 1,2008 1,2008

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,75 0,44 0,67 0,72 2,09 0,76 0,11 0,02 0,24 0,19 0,28 0,37 6,8284 6,8284

INCC-M FGV Mensal (%) 0,70 0,42 0,71 0,38 0,54 2,20 0,65 0,05 0,06 0,28 0,29 0,38 6,8488 6,8488

INPC IBGE Mensal (%) 0,57 0,44 0,73 0,91 0,70 -0,11 0,03 0,00 0,15 0,58 0,54 0,40 5,0474 5,0474

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,08 0,39 1,14 0,33 -0,98 -0,78 -0,69 -1,04 -0,28 0,79 0,24 -0,14 -0,9627 -0,9627

IPA-M FGV Mensal (%) 0,20 0,20 0,94 0,96 -0,77 -1,00 -0,65 -0,88 -0,76 0,72 0,40 -0,27 -0,9356 -0,9356

IPC-DI FGV Mensal (%) 0,85 0,43 0,70 0,88 0,79 -0,05 0,13 -0,44 0,09 0,42 0,57 0,46 4,9291 4,9291

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,56 0,36 0,79 0,83 0,35 -0,20 0,30 -0,20 0,44 0,63 0,29 0,29 4,5254 4,5254

IPCA IBGE Mensal (%) 0,58 0,59 0,61 0,87 0,49 -0,02 0,25 0,17 0,35 0,75 0,55 0,36 5,6897 5,6897

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,68 0,74 0,35 0,74 0,83 0,12 0,11 0,28 0,16 0,56 0,78 0,38 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,68 0,74 0,35 0,74 0,83 0,12 0,11 0,28 0,16 0,56 0,78 0,38 5,8700 5,8700

SELIC B.Central Mensal (%) 1,4076 1,3047 1,4837 1,4633 1,5321 1,4924 1,5425 1,5425 1,4831 1,5105 1,4318 1,4321 19,1300 19,1300

TJLP COPOM Mensal (%) 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 0,8125 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,1880 0,0962 0,2635 0,2003 0,2527 0,2993 0,2575 0,3466 0,2637 0,2100 0,1929 0,2269 2,8335 2,8335

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,38 0,33 0,44 0,21 0,29 3,93 0,24 0,05 0,11 0,35 0,17 0,10 6,7300 6,7300

PIB Gov. Trimest. (%) -0,12 -0,12 -0,12 2,32 2,32 2,32 -1,06 -1,06 -1,06 1,06 1,06 1,06 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 10,2 10,7 10,9 10,8 10,2 9,4 9,5 9,4 9,7 9,6 9,6 8,4 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,7412 0,6889 0,5967 0,7648 0,7013 0,7540 0,8008 0,7588 0,8483 0,7650 0,7110 0,6939 9,1902 9,1902

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,4501 1,4535 1,4545 1,4575 1,4588 1,4615 1,4644 1,4669 1,4705 1,4727 1,4755 1,4774 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 1,43 1,14 1,42 1,08 1,28 1,18 1,17 1,25 1,05 1,09 1,02 0,98 15,0300 —

ICV DIEESE Mensal (%) 0,72 0,12 0,52 -0,06 -0,37 -0,21 -0,14 0,32 0,39 0,27 0,33 0,65 2,5630 2,5630

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 254,7 254,7 254,7 266,9 266,9 266,9 275,8 275,8 275,8 285,6 285,6 285,6 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,72 -0,06 -0,45 0,02 0,38 0,67 0,17 0,41 0,24 0,81 0,57 0,26 3,7973 3,7973

IGP-M FGV Mensal (%) 0,92 0,01 -0,23 -0,42 0,38 0,75 0,18 0,37 0,29 0,47 0,75 0,32 3,8476 3,8476

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,34 0,19 0,20 0,36 1,32 0,90 0,47 0,24 0,11 0,21 0,23 0,36 5,0359 5,0359

INCC-M FGV Mensal (%) 0,24 0,28 0,23 0,21 0,81 1,45 0,57 0,35 0,09 0,18 0,23 0,30 5,0452 5,0452

INPC IBGE Mensal (%) 0,38 0,23 0,27 0,12 0,13 -0,07 0,11 -0,02 0,16 0,43 0,42 0,62 2,8134 2,8134

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,81 -0,12 -0,82 -0,15 0,46 1,06 0,17 0,53 0,28 1,16 0,75 0,11 4,3052 4,3052

IPA-M FGV Mensal (%) 1,10 -0,06 -0,48 -0,77 0,43 1,11 0,21 0,46 0,36 0,65 1,02 0,29 4,3867 4,3867

IPC-DI FGV Mensal (%) 0,65 0,01 0,22 0,34 -0,19 -0,40 0,06 0,16 0,19 0,14 0,24 0,63 2,0644 2,0644

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,50 -0,03 0,14 0,01 -0,22 -0,31 0,21 0,12 0,25 0,39 0,42 1,04 2,5421 2,5421

IPCA IBGE Mensal (%) 0,59 0,41 0,43 0,21 0,10 -0,21 0,19 0,05 0,21 0,33 0,31 0,48 3,1418 3,1418

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,51 0,52 0,37 0,17 0,27 -0,15 -0,02 0,19 0,05 0,29 0,37 0,35 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,51 0,52 0,37 0,17 0,27 -0,15 -0,02 0,19 0,05 0,29 0,37 0,35 2,9500 2,9500

SELIC B.Central Mensal (%) 1,3926 1,2283 1,3198 1,2434 1,2500 1,0117 1,0120 1,1742 1,1010 1,1221 1,0633 1,0624 14,9100 14,9100

TJLP COPOM Mensal (%) 0,7500 0,7500 0,7500 0,6792 0,6792 0,6792 0,6250 0,6250 0,6250 0,5708 0,5708 0,5708 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,2326 0,0725 0,2073 0,0855 0,1888 0,1937 0,1751 0,2436 0,1521 0,1875 0,1282 0,1522 2,0377 2,0377

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,23 0,15 0,12 0,08 0,25 0,15 2,89 0,11 0,21 0,12 0,05 0,10 4,5200 4,5200

PIB Gov. Trimest. (%) 1,82 1,82 1,82 0,22 0,22 0,22 1,54 1,54 1,54 1,18 1,18 1,18 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 9,3 10,1 10,4 10,4 10,2 10,4 10,8 10,6 10,0 9,8 9,6 8,4 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,7280 0,7338 0,5729 0,7083 0,5859 0,6897 0,6947 0,6760 0,7448 0,6529 0,6884 0,6288 8,4118 8,4118

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,4796 1,4829 1,4839 1,4867 1,4886 1,4911 1,4926 1,4947 1,4969 1,4975 1,4992 1,5000 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 1,08 0,87 1,05 0,94 1,02 0,90 0,97 0,99 0,80 0,92 0,84 0,84 11,8100 —

ICV DIEESE Mensal (%) 0,95 0,21 0,25 0,41 0,63 0,15 -0,30 0,40 0,30 0,33 0,28 1,09 4,7949 4,7949

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 297,9 297,9 297,9 311,5 311,5 311,5 326,5 326,5 326,5 343,6 343,6 343,6 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,43 0,23 0,22 0,14 0,16 0,26 0,37 1,39 1,17 0,75 1,05 1,47 7,8984 7,8984

IGP-M FGV Mensal (%) 0,50 0,27 0,34 0,04 0,04 0,26 0,28 0,98 1,29 1,05 0,69 1,76 7,7463 7,7463

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,45 0,21 0,27 0,46 1,15 0,92 0,31 0,26 0,51 0,51 0,36 0,59 6,1633 6,1633

INCC-M FGV Mensal (%) 0,45 0,26 0,17 0,43 0,55 1,67 0,21 0,35 0,39 0,49 0,48 0,43 6,0324 6,0324

INPC IBGE Mensal (%) 0,49 0,42 0,44 0,26 0,26 0,31 0,32 0,59 0,25 0,30 0,43 0,97 5,1556 5,1556

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,32 0,19 0,11 0,02 -0,04 0,09 0,42 1,96 1,64 1,02 1,45 1,90 9,4313 9,4313

IPA-M FGV Mensal (%) 0,40 0,21 0,33 -0,14 -0,09 0,01 0,26 1,31 1,83 1,42 0,97 2,36 9,1997 9,1997

IPC-DI FGV Mensal (%) 0,69 0,34 0,48 0,31 0,25 0,42 0,28 0,42 0,23 0,13 0,27 0,70 4,6131 4,6131

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,66 0,33 0,11 0,33 0,36 0,55 0,27 0,07 0,24 0,08 0,47 0,82 4,3723 4,3723

IPCA IBGE Mensal (%) 0,44 0,44 0,37 0,25 0,28 0,28 0,24 0,47 0,18 0,30 0,38 0,74 4,4572 4,4572

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,52 0,46 0,41 0,22 0,26 0,29 0,24 0,42 0,29 0,24 0,23 0,70 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,52 0,46 0,41 0,22 0,26 0,29 0,24 0,42 0,29 0,24 0,23 0,70 4,3600 —

SELIC B.Central Mensal (%) 1,0581 0,9420 1,0287 0,9838 1,0054 0,9432 0,9511 0,9288 0,8832 0,9096 0,8801 0,9096 12,0400 12,0400

TJLP COPOM Mensal (%) 0,5417 0,5417 0,5417 0,5417 0,5417 0,5417 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,2189 0,0721 0,1876 0,1272 0,1689 0,0954 0,1469 0,1466 0,0352 0,1142 0,0590 0,0640 1,4452 —

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,13 0,10 0,21 0,16 0,19 0,26 3,04 0,34 0,32 0,42 0,40 0,35 — —

PIB Gov. Trimest. (%) 5,15 5,15 5,15 6,41 6,41 6,41 6,06 6,06 6,06 6,70 6,70 6,70 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 9,30 9,90 10,10 10,10 10,10 9,70 9,50 9,50 9,00 8,70 8,20 7,40 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,6530 0,7200 0,5725 0,6885 0,6278 0,6697 0,5959 0,6476 0,6473 0,5354 0,6148 0,5593 7,7971 7,7971

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,5010 1,5025 1,5029 1,5035 1,5050 1,5061 1,5078 1,5107 1,5130 1,5160 1,5198 1,5223 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 0,9216 0,7948 0,8383 0,8980 0,8710 0,9482 1,0640 1,0128 1,0983 1,1739 0,9960 1,1110 12,3784 —

ICV DIEESE Mensal (%) 0,88 -0,03 0,45 0,42 0,87 0,97 0,87 0,32 0,14 0,43 0,53 0,10 6,1084 6,1084

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 371,7 371,7 371,7 394,7 394,7 394,7 416,6 416,6 416,6 443,6 443,6 443,6 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,99 0,38 0,70 1,12 1,88 1,89 1,12 -0,38 0,36 1,09 0,07 -0,44 9,1073 9,1073

IGP-M FGV Mensal (%) 1,09 0,53 0,74 0,69 1,61 1,98 1,76 -0,32 0,11 0,98 0,38 -0,13 9,8054 9,8054

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,38 0,40 0,66 0,87 2,02 1,92 1,46 1,18 0,95 0,77 0,50 0,17 11,8602 11,8602

INCC-M FGV Mensal (%) 0,41 0,43 0,59 0,82 1,10 2,67 1,42 1,27 0,95 0,85 0,60 0,22 11,9674 11,9674

INPC IBGE Mensal (%) 0,69 0,48 0,51 0,64 0,96 0,91 0,58 0,21 0,15 0,50 0,38 0,29 6,4814 6,4814

IPA-DI FGV Mensal (%) 1,08 0,52 0,80 1,30 2,22 2,29 1,28 -0,80 0,44 1,36 -0,17 -0,88 9,7963 9,7963

IPA-M FGV Mensal (%) 1,24 0,64 0,96 0,65 2,01 2,27 2,20 -0,74 0,04 1,24 0,30 -0,42 10,8411 10,8411

IPC-DI FGV Mensal (%) 0,97 0,00 0,45 0,72 0,87 0,77 0,53 0,14 -0,09 0,47 0,56 0,52 6,0664 6,0664

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,52 0,19 0,31 0,54 1,23 0,96 0,45 0,38 0,38 0,50 0,39 0,16 6,1729 6,1729

IPCA IBGE Mensal (%) 0,54 0,49 0,48 0,55 0,79 0,74 0,53 0,28 0,26 0,45 0,36 0,28 5,9023 5,9023

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,70 0,64 0,23 0,59 0,56 0,90 0,63 0,35 0,26 0,30 0,49 0,29 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,70 0,64 0,23 0,59 0,56 0,90 0,63 0,35 0,26 0,30 0,49 0,29 6,1000 —

SELIC B.Central Mensal (%) 0,9071 0,8483 0,9071 0,8950 0,9454 0,9468 0,9983 1,0406 1,0433 1,0972 1,0616 1,0972 12,4500 12,4500

TJLP COPOM Mensal (%) 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,1010 0,0243 0,0409 0,0955 0,0736 0,1146 0,1914 0,1574 0,1970 0,2506 0,1618 0,2149 1,6348 —

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,34 6,00 0,42 0,39 0,75 6,05 0,64 0,87 0,75 0,87 0,44 0,34 12,6800 12,6800

PIB Gov. Trimest. (%) 6,40 6,40 6,40 6,50 6,50 6,50 7,10 7,10 7,10 0,80 0,80 0,80 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 8,00 8,70 8,60 8,50 7,90 7,80 8,10 7,60 7,60 7,50 7,60 6,80 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,5643 0,6015 0,5244 0,5411 0,5960 0,5740 0,6152 0,6924 0,6582 0,6980 0,7519 0,6626 7,7410 7,7410

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,5251 1,5284 1,5291 1,5313 1,5320 1,5326 1,5336 1,5353 1,5356 1,5356 1,5356 1,5356 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 1,0427 0,8527 0,9665 0,8356 0,7664 0,7514 0,7840 0,6914 0,6915 0,6912 0,6590 0,7238 9,8761 —

ICV DIEESE Mensal (%) 0,69 0,02 0,40 0,31 0,23 0,05 0,49 0,30 0,27 0,53 0,60 0,08 4,0403 4,0403

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 481,1 481,1 481,1 513,3 513,3 513,3 538,2 538,2 538,2 568,5 568,5 568,5 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,01 -0,13 -0,84 0,04 0,18 -0,32 -0,64 0,09 0,25 -0,04 0,07 -0,11 -1,4364 -1,4364

IGP-M FGV Mensal (%) -0,44 0,26 -0,74 -0,15 -0,07 -0,10 -0,43 -0,36 0,42 0,05 0,10 -0,26 -1,7123 -1,7123

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,33 0,27 -0,25 -0,04 1,39 0,70 0,26 -0,05 0,15 0,06 0,29 0,10 3,2474 3,2474

INCC-M FGV Mensal (%) 0,26 0,35 -0,17 -0,01 0,25 1,53 0,37 0,01 0,07 0,13 0,18 0,20 3,2062 3,2062

INPC IBGE Mensal (%) 0,64 0,31 0,20 0,55 0,60 0,42 0,23 0,08 0,16 0,24 0,37 0,24 4,1137 4,1137

IPA-DI FGV Mensal (%) -0,33 -0,31 -1,46 -0,10 -0,10 -0,64 -1,16 0,07 0,29 -0,08 -0,04 -0,29 -4,0858 -4,0858

IPA-M FGV Mensal (%) -0,95 0,20 -1,24 -0,44 -0,30 -0,45 -0,85 -0,61 0,53 0,04 0,08 -0,50 -4,4128 -4,4128

IPC-DI FGV Mensal (%) 0,83 0,21 0,61 0,47 0,39 0,12 0,34 0,20 0,18 0,01 0,26 0,24 3,9261 3,9261

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,46 0,27 0,40 0,31 0,33 0,13 0,33 0,48 0,16 0,25 0,29 0,18 3,6490 3,6490

IPCA IBGE Mensal (%) 0,48 0,55 0,20 0,48 0,47 0,36 0,24 0,15 0,24 0,28 0,41 0,37 4,3120 4,3120

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,40 0,63 0,11 0,36 0,59 0,38 0,22 0,23 0,19 0,18 0,44 0,38 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,40 0,63 0,11 0,36 0,59 0,38 0,22 0,23 0,19 0,18 0,44 0,38 4,1800 —

SELIC B.Central Mensal (%) 1,0758 0,9248 0,9503 0,8776 0,8322 0,7549 0,7428 0,7150 0,6918 0,7150 0,6918 0,7150 10,1300 10,1300

TJLP COPOM Mensal (%) 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5208 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,1840 0,0451 0,1438 0,0454 0,0449 0,0656 0,1051 0,0197 0,0000 0,0000 0,0000 0,0533 0,7090 —

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,37 0,37 -0,19 -0,09 0,02 0,03 4,06 0,06 0,35 0,17 0,29 0,13 5,6400 5,6400

PIB Gov. Trimest. (%) -2,97 -2,97 -2,97 -2,75 -2,75 -2,75 -1,81 -1,81 -1,81 5,02 5,02 5,02 — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 8,20 8,50 9,00 8,90 8,80 8,10 8,00 8,10 7,70 7,50 7,40 6,80 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,7160 0,6849 0,5453 0,6445 0,5456 0,5451 0,5659 0,6056 0,5198 0,5000 0,5000 0,5000 7,0930 7,0930

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,5364 1,5364 1,5364 1,5376 1,5376 1,5384 1,5393 1,5411 1,5425 1,5435 1,5443 1,5448 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 0,6582 0,5925 0,7569 0,6639 0,7500 0,7908 0,8592 0,8863 0,8445 0,8056 0,8056 0,9271 9,7503 —

ICV DIEESE Mensal (%) 1,72 0,59 0,47 0,22 0,15 0,02 0,14 0,25 0,53 0,93 1,04 0,65 6,9067 6,9067

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 605,4 605,4 605,4 640,4 640,4 640,4 675,0 675,0 675,0 713,4 713,4 713,4 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 1,01 1,09 0,63 0,72 1,57 0,34 0,22 1,10 1,10 1,03 1,58 0,38 11,3058 11,3058

IGP-M FGV Mensal (%) 0,63 1,18 0,94 0,77 1,19 0,85   0,15   0,77 1,15 1,01 1,45 0,69 11,3220 11,3220

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,64 0,36 0,75 0,84 1,81 1,09 0,44 0,14 0,21 0,20 0,37 0,67 7,7717 7,7717

INCC-M FGV Mensal (%) 0,52 0,35 0,45 1,17 0,93 1,77 0,62 0,22 0,20 0,15 0,36 0,59 7,5683 7,5683

INPC IBGE Mensal (%) 0,24 0,70 0,71 0,73 0,43 -0,11 -0,07 -0,07 0,54 0,92 1,03 0,60 6,4652 6,4652

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,96 1,38 0,52 0,68 2,06 0,43 0,34 1,70 1,47 1,32 1,98 0,21 13,8336 13,8336

IPA-M FGV Mensal (%) 0,51 1,42 1,07 0,72 1,49 1,09 0,20 1,24 1,60 1,30 1,84 0,63 13,9124 13,9124

IPC-DI FGV Mensal (%) 1,29 0,68 0,86 0,76 0,21 -0,21 -0,21 -0,08 0,46 0,59 1,00 0,72 6,2281 6,2281

IPC FIPE/USP Mensal (%) 1,34 0,74 0,34 0,39 0,22 0,04 0,17 0,17 0,53 1,04 0,72 0,54 6,4129 6,4129

IPCA IBGE Mensal (%) 0,75 0,78 0,52 0,57 0,43 0,00 0,01 0,04 0,45 0,75 0,83 0,63 5,9090 5,9090

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,52 0,94 0,55 0,48 0,63 0,19 -0,09 -0,05 0,31 0,62 0,86 0,69 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,52 0,94 0,55 0,48 0,63 0,19 -0,09 -0,05 0,31 0,62 0,86 0,69 5,7900 —

SELIC B.Central Mensal (%) 0,7150 0,6455 0,7150 0,6956 0,7738 0,7883 0,8447 0,8710 0,8579 0,8169 0,8169 0,8710 9,9000 9,9000

TJLP COPOM Mensal (%) 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,0000 0,0000 0,0792 0,0000 0,0510 0,0589 0,1151 0,0909 0,0702 0,0472 0,0336 0,1406 0,6887 0,6887

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,20 0,18 0,24 0,17 0,38 0,51 5,75 0,20 0,27 0,12 0,16 0,05 8,4100 8,4100

PIB Gov. Trimest. (%) 9,27 9,27 9,27 9,16 9,16 9,16 6,74 6,74 6,74 5,04 5,04 5,04 7,4897 7,4897

Desempr. IBGE Mensal (%) 7,20 7,40 7,60 7,30 7,30 7,00 6,90 6,70 6,20 6,10 5,70 5,30 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,5536 0,5000 0,5000 0,5796 0,5000 0,5513 0,5592 0,6157 0,5914 0,5706 0,5474 0,5338 6,8060 6,8060

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,5470 1,5481 1,5489 1,5508 1,5513 1,5538 1,5555 1,5574 1,5606 1,5622 1,5632 1,5642 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 0,8606 0,8424 0,9188 0,8388 0,9852 0,9526 0,9665 1,0723 0,9397 0,8807 0,8586 0,9046 11,5945 —

ICV DIEESE Mensal (%) 1,28 0,41 0,91 0,80 0,04 -0,34 0,44 0,39 0,69 0,31 0,52 0,50 6,1051 6,1051

IGMI-C FGV Trimest. Retorno 748,7 748,7 748,7 780,8 780,8 780,8 810,0 810,0 810,0 842,1 842,1 842,1 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,98 0,96 0,61 0,50 0,01 -0,13 -0,05 0,61 0,75 0,40 0,43 -0,16 5,0125 5,0125

IGP-M FGV Mensal (%) 0,79 1,00 0,62 0,45 0,43 -0,18 -0,12 0,44 0,65 0,53 0,50 -0,12 5,0977 5,0977

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,41 0,28 0,43 1,06 2,94 0,37 0,45 0,13 0,14 0,23 0,72 0,11 7,4818 7,4818

INCC-M FGV Mensal (%) 0,37 0,39 0,44 0,75 2,03 1,43 0,59 0,16 0,14 0,20 0,50 0,35 7,5842 7,5842

INPC IBGE Mensal (%) 0,94 0,54 0,66 0,72 0,57 0,22 0,00 0,42 0,45 0,32 0,57 0,51 6,0799 6,0799

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,96 1,23 0,60 0,24 -0,63 -0,19 -0,13 0,77 0,94 0,48 0,34 -0,55 4,1154 4,1154

IPA-M FGV Mensal (%) 0,76 1,20 0,65 0,29 0,03 -0,45 -0,22 0,57 0,74 0,68 0,52 -0,48 4,3594 4,3594

IPC-DI FGV Mensal (%) 1,27 0,49 0,71 0,95 0,51 -0,18 -0,04 0,40 0,50 0,26 0,53 0,79 6,3595 6,3595

IPC FIPE/USP Mensal (%) 1,15 0,60 0,35 0,70 0,31 0,01 0,30 0,39 0,25 0,39 0,60 0,61 5,8044 5,8044

IPCA IBGE Mensal (%) 0,83 0,80 0,79 0,77 0,47 0,15 0,16 0,37 0,53 0,43 0,52 0,50 6,5031 6,5031

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,76 0,97 0,60 0,77 0,70 0,23 0,10 0,27 0,53 0,42 0,46 0,56 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,76 0,97 0,60 0,77 0,70 0,23 0,10 0,27 0,53 0,42 0,46 0,56 6,5500 6,5500

SELIC B.Central Mensal (%) 0,8859 0,8212 0,9455 0,9235 0,9659 0,9481 0,9931 1,0054 0,9358 0,9523 0,8987 0,8903 11,7600 11,7600

TJLP COPOM Mensal (%) 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 — —

TR B.Central Mensal (%) 0,0715 0,0524 0,1212 0,0369 0,1570 0,1114 0,1229 0,2076 0,1003 0,0620 0,0645 0,0937 1,2079 1,2079

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,08 0,11 0,16 0,20 0,28 0,30 5,35 0,63 0,44 0,33 0,34 0,18 8,5900 8,5900

PIB Gov. Trimest. (%) 0,80 0,80 0,80 0,60 0,60 0,60 -0,20 -0,20 -0,20 0,10 0,10 0,10 2,7000 2,7000

Desempr. IBGE Mensal (%) 6,10 6,40 6,50 6,40 6,40 6,20 6,00 6,00 6,00 5,80 5,20 4,70 — —

Poupança BC Mensal (%) 0,6413 0,5719 0,5527 0,6218 0,5371 0,6578 0,6120 0,6235 0,7086 0,6008 0,5623 0,5648 7,5005 7,5005

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,5656 1,5670 1,5670 1,5687 1,5690 1,5698 1,5698 1,5700 1,5702 1,5702 1,5702 1,5702 — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 0,8853 0,7415 0,8083 0,6999 0,7324 0,6385 0,6754 0,6865 0,5371 0,6072 0,5444 0,5342 8,3969 8,3969

ICV DIEESE Mensal (%) 1,32 0,13 0,59 0,68 0,43 0,23 0,42 0,20 0,42 0,81 0,57 0,43 6,4051 6,4051

IGMI-C FGV/BOV Trimest. Retorno 878,8 878,8 878,8 911,0 911,0 911,0 946,6 946,6 946,6 991,0 991,0 991,0 — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,30 0,07 0,56 1,02 0,91 0,69 1,52 1,29 0,88 -0,31 0,25 0,66 8,1121 8,1121

IGP-M FGV Mensal (%) 0,25 -0,06 0,43 0,85 1,02 0,66 1,34 1,43 0,97 0,02 -0,03 0,68 7,8119 7,8119

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,89 0,30 0,51 0,75 1,88 0,73 0,67 0,26 0,22 0,21 0,33 0,16 7,1197 7,1197

INCC-M FGV Mensal (%) 0,67 0,42 0,37 0,83 1,30 1,31 0,85 0,32 0,21 0,24 0,23 0,29 7,2622 7,2622

INPC IBGE Mensal (%) 0,51 0,39 0,18 0,64 0,55 0,26 0,43 0,45 0,63 0,71 0,54 0,74 6,1978 6,1978

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,01 -0,03 0,55 1,25 0,91 0,89 2,13 1,77 1,11 -0,68 0,16 0,74 9,1372 9,1372

IPA-M FGV Mensal (%) -0,07 -0,26 0,42 0,97 1,17 0,74 1,81 1,99 1,25 -0,20 -0,19 0,73 8,6521 8,6521

IPC-DI FGV Mensal (%) 0,81 0,24 0,60 0,52 0,52 0,11 0,22 0,44 0,54 0,48 0,45 0,66 5,7332 5,7332

IPC FIPE/USP Mensal (%) 0,66 -0,07 0,15 0,47 0,35 0,23 0,13 0,27 0,55 0,80 0,68 0,78 5,1116 5,1116

IPCA IBGE Mensal (%) 0,56 0,45 0,21 0,64 0,36 0,08 0,43 0,41 0,57 0,59 0,60 0,79 5,8386 5,8386

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,65 0,53 0,25 0,43 0,51 0,18 0,33 0,39 0,48 0,65 0,54 0,69 — —

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,65 0,53 0,25 0,43 0,51 0,18 0,33 0,39 0,48 0,65 0,54 0,69 5,7700 5,7700

SELIC Bacen Mensal (%) 0,8717 0,7943 0,8042 0,7436 0,7333 0,6709 0,6680 0,6514 0,5946 0,6010 0,5754 0,5946 8,6200 8,6200

TJLP Bacen/CNM Mensal (%) 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,4583 0,4583 0,4583 0,4583 0,4583 0,4583 — —

TR Bacen Mensal (%) 0,0864 0,0000 0,1068 0,0227 0,0468 0,0000 0,0144 0,0123 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,2897 0,2897

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,24 0,06 0,13 0,21 0,36 0,32 5,32 0,31 0,38 0,16 0,12 0,23 8,0000 8,0000

PIB Gov. Trimest. (%) 0,10 0,10 0,10 0,30 0,30 0,30 0,40 0,40 0,40 0,60 0,60 0,60 0,9000 0,9000

Desempr. IBGE Mensal (%) 5,50 5,70 6,20 6,00 5,80 5,90 5,40 5,30 5,40 5,30 4,90 4,60 4,6000 4,6000

Bacen Mensal (%) 0,5942 0,5868 0,5000 0,6073 0,5228 0,5470 0,5000 0,5145 0,5124 0,5000 0,5000 0,5000 6,5750 6,5750

Poupança MP 567/12 Mensal (%) — — — — — — 0,4828 0,4973 0,4675 0,4273 0,4273 0,4134 2,7464 —

BTNF Bacen/SIS Mensal Valor 1,5702 1,5702 1,5702 1,5702 — — — — — — — — — —

CDI CETIP Mensal Média(%) 0,5598 0,4546 — — — — — — — — — — 1,0169 —

ICV DIEESE Mensal (%) 1,77 0,12 — — — — — — — — — — 1,8921 6,8670

IGMI-C FGV/BOV Trimest. Retorno — — — — — — — — — — — — — —

IGP-DI FGV Mensal (%) 0,31 0,20 — — — — — — — — — — 0,5106 8,2633

IGP-M FGV Mensal (%) 0,34 0,29 — — — — — — — — — — 0,6310 8,2866

INCC-DI FGV Mensal (%) 0,16 0,60 — — — — — — — — — — 1,2539 7,1846

INCC-M FGV Mensal (%) 0,39 0,80 — — — — — — — — — — 1,1931 7,3686

INPC IBGE Mensal (%) 0,92 0,52 — — — — — — — — — — 1,4448 6,7691

IPA-DI FGV Mensal (%) 0,00 0,09 — — — — — — — — — — 0,0900 9,2573

IPA-M FGV Mensal (%) 0,11 0,21 — — — — — — — — — — 0,3202 9,3607

IPC-DI FGV Mensal (%) 1,01 0,33 — — — — — — — — — — 1,3433 6,0381

IPC FIPE/USP Mensal (%) 1,15 0,22 — — — — — — — — — — 1,3725 5,9298

IPCA IBGE Mensal (%) 0,86 0,60 — — — — — — — — — — 1,4652 6,3128

IPCA-15 IBGE Mensal (%) 0,88 0,68 0,49 — — — — — — — — — 2,0600 6,4300

IPCA-E IBGE Mensal (%) 0,88 0,68 0,49 — — — — — — — — — 2,0600 6,4300

SELIC Bacen Mensal (%) 0,5962 0,5384 0,5962 — — — — — — — — — 1,7400 7,8300

TJLP Bacen/CNM Mensal (%) 0,4167 0,4167 0,4167 — — — — — — — — — — —

TR Bacen Mensal (%) 0,0000 0,0000 0,0000 — — — — — — — — — 0,0000 —

CUB-PR Sinduscon/PR Mensal (%) 0,18 0,26 — — — — — — — — — — 0,4400 8,1500

PIB Gov. Trimest. (%) — — — — — — — — — — — — — —

Desempr. IBGE Mensal (%) 5,40 5,60 — — — — — — — — — — 5,6000 5,6000

Bacen Mensal (%) 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 — — — — — — — — 2,0151 —

Poupança MP 567/12 Mensal (%) 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 — — — — — — — — 1,6639 —

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2004 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2005 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2006 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2007 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2008 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2009 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2010 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2011 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2012 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

2013 Fonte Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez No ano 12 meses

Fontes: DIEESE; FGV; FIPE/USP; SINDUSCON/PR; IBGE; CMN; COPOM; Banco Central


Publicidade Legal Indústria&Comércio | Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A7 3º OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL E 15º TABELIONATO DE PESSOAS NATURAIS Município e Comarca de CURITIBA, Estado PARANÁ Bel. Mônica Maria Guimarães de Macedo Dalla Vecchia Registradora Designada

  Faço saber que pretendem se casar:   01- RAFAEL FERREIRA DE VASCONCELOS E FABIANA PEREIRA DOS SANTOS.   Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias. CURITIba, 28 DE MARÇO de 2013

1º Ofício do registro Civil 13º Tabelionato Leão Bel. Ricardo Augusto de Leão - Oficial Trav. Nestor de Castro, 271 - CEP 80.020-120 Centro - Curitiba - PR EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se: 1 - GUSTAVO GAZZOLA MOREIRA PAES e PRISCILA MOREIRA LOPES. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. Lavro o presente Edital de Proclamas para ser publicado e afixado em lugar de costume. CURITIba, 28 DE MARÇO de 2013

2º SERVIÇO DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS DE CURITIBA EDITAL DEPROCLAMAS =====================

1 - RICARDO DE MATTOS com ANDREIA DE PAULA RIBEIRO -autos nº 322/2013; 2 - RAFAEL ANTUNES BAGGIO com DÉBORA REBECHI - autos nº 323/2013; 3 - ALESSANDER SCHLEDER com DANIELE PIZZATO - autos nº 324/2013; 4 - BRUNO TARGINO CRUZ BELOTO com JULIANA THEODORO DE CARVALHO LEITÃO - autos nº 325/2013; 5 - DAVI TUFFI com ARABELA DE SOUZA GOMES - autos nº 326/2013; 6 - RAFAEL BARGUEÑO MACHADO com ANA PAULA MINGUETTI - autos nº 327/2013 ; 7 - MARCELO AWANE com KAREN DANIELE DOS REIS - autos nº 328/2013; 8 - PEDRO LUIS ARÉVALO REY DAVINIA ALBERT RODRIGUEZ - autos nº 329/2013; 9 - LUCIANO STORELLI e CLÁUDIA FERNANDA DE FREITAS - autos nº 37.921(Cartório do 4º Ofício de Registro Civil de Curitiba, PR ). Caso alguém saiba de algum impedimento, oponha-o, na forma da lei no prazo de 15 (quinze) dias a contar deste Edital. Curitiba, 28 de Março de 2013

BN SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF 11.630.002/0001-80 NIRE 413.000.790-99 ATA DA 5ª (QUINTA) ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DATA, HORA E LOCAL: Aos 20 dias do mês de Março do ano de 2013, às 14:00 horas, na sede social localizada na Avenida Cândido Hartmann, nº 570, conjunto 194, Champagnat, CEP 80.730440, Curitiba, Paraná. CONVOCAÇÃO: sendo dispensada a convocação, nos termos do Parágrafo 4º, do Artigo 124, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, face a presença confirmada de todos os acionistas. PRESENÇA: reuniram-se os acionistas da sociedade, representando a totalidade do capital social da BN SECURITIZADORA S.A., MARCELO BRATTI NUNES e IONE DAS GRAÇAS BRATTI NUNES. Para presidir a Assembleia foi eleito por unanimidade a Sra. IONE DAS GRAÇAS BRATTI NUNES, que aceitando a incumbência convidou a mim, MARCELO BRATTI NUNES para secretariá-la, no que aceitei, assim se constituindo a mesa e dando-se início aos trabalhos. ORDEM DO DIA: I – Redução do capital social da Sociedade; II – Outros assuntos de interesse da sociedade. DELIBERAÇÕES: I – Redução capital social da Sociedade - Os acionistas decidem por unanimidade pela redução do capital social desta sociedade de R$ 1.300.000,00 (um milhão e trezentos mil Reais) para R$ 50.000,00 (cinquenta mil Reais); II - Da Ordem do Dia - A Sra. Presidente ofereceu a palavra aos presentes para tratarem de assuntos de interesse social e, como ninguém se manifestou, os trabalhos foram suspensos pelo tempo necessário à lavratura da presente Ata. Reabertos aos trabalhos, esta Ata foi lida e, de forma unânime, aprovada e assinada pelos presentes, que autorizaram sua publicação sem as suas assinaturas, conforme Artigo 130, Parágrafo Segundo, da Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Na qualidade de Presidente e Secretário da Assembléia, declaramos que a presente é cópia fiel da Ata original lavrada no livro próprio, Curitiba, 20 de março de 2013. (a.a.) IONE DAS GRAÇAS BRATTI NUNES – Presidente, MARCELO BRATTI NUNES – Secretário. IONE DAS GRAÇAS BRATTI NUNES Presidente da Mesa MARCELO BRATTI NUNES Secretário da Mesa

AÇÃO MONITÓRIA Nº 2008.70.00.016431-9/PR AUTOR : CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF ADVOGADO : NEY DE OLIVEIRA RODRIGUES : DELMARI DIAS RÉU : ITAPUA INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS QUIMICOS LTDA EPP : LUIZ FELIPE MENDES : ORACI DOS SANTOS EDITAL N.º 7006991 PRAZO: 20 (VINTE) DIAS A DRA. TANI MARIA WURSTER, MMª. Juíza Federal Substituta da 1ª Vara, na forma da lei, FAZ SABER que todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que, perante este Juízo e Secretaria da 1ª Vara Federal, tramitam os autos de AÇÃO MONITÓRIA n.º 2008.70.00.016431-9, movida pela CAIXA ECONÔMICA FEDERAL contra ITAPUA INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS QUÍMICOS LTDA EPP E OUTROS, constando dos autos que os réus ITAPUA INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS QUÍMICOS LTDA EPP (CNPJ nº 00.710.439/0001-08); LUIZ FELIPE MENDES (CPF nº 008.314.289-45); e ORACI DOS SANTOS (CPF nº 927.453.85887) encontram-se em lugar incerto e não sabido, pelo presente edital, com prazo de 20 (vinte) dias, que será publicado na forma da lei e afixado em lugar de costume na sede deste Juízo, o qual está situado à Av. Anita Garibaldi, 888, Ahú, nesta capital, ficam os executados supra mencionados, por meio deste, INTIMADOS para que efetuem o pagamento, em conta judicial vinculada aos autos, de R$ 529.074,16(quinhentos e vinte e nove mil setenta e quatro reais e dezesseis centavos), atualizados para 04/2012, no prazo de 15 (quinze) dias, em conformidade com a decisão de fl. 620, a qual deferiu a intimação por edital, a teor do disposto nos arts. 232, III, e 475-J, §1º do CPC, e para que não alegue ignorância, mandou a MMª. Juíza Federal expedir o presente edital, na forma da lei. Nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos dezenove dias de março de dois mil e treze. Eu, (a), Carla Sarturi, Diretora de Secretaria, o conferi e subscrevi. Tani Maria Wurster Juíza Federal Substituta

Ajude o Lar O Bom Caminho Responsável por abrigar de recém-nascidos a bebês de dois anos, o Lar O Bom Caminho está precisando de doações de leite Nan de soja, fralda tamanho GG e chupeta RN. Quem quiser ajudar pode entregar os itens na Rua Bortolo Gusso, 191 – Capão Raso. Mais informações: 41 3246-8944.

iFactory comemora 10 anos

Cartório do 2º Serviço de Registro Civil e 14º Tabelionato da Comarca de Curitiba - PR Faz saber que pretendem casar-se neste Cartório os contraentes:

OTAVIO AUGUSTO DE ALBUQUERQUE RAUEN OFICIAL

Empresas&Produtos

S/A MOAGEIRA E AGRICOLA CNPJ Nº.78.143.146/0001-83 Assembléia Geral Ordinária EDITAL DE CONVOCAÇÃO São convidados os Senhores Acionistas da S.A. Moageira e Agrícola para se reunirem em Assembléia Geral Ordinária no dia 30 de Abril de 2013, às 9:30, na sede social a Rua da Liberdade, nº.207, em Irati-Pr., para tomarem conhecimento e deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA a)- Apreciação e aprovação do relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstrações Financeiras, referentes ao exercício de 2012; b)- Destinação do Resultado do Exercício encerrado em 31 de Dezembro de 2012; c)- Eventuais assuntos de interesse social. Aviso: acham-se a disposição dos senhores acionistas, na sede social da empresa, os documentos a que se refere o Artigo 133 da Lei nº. 6.404,76, relativos ao exercício de 2012. Irati, 25 de Março de 2013.-MARCELO VOSNIKA Diretor

E D I T A L Nº 05/2013 Presidente do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba – O SISMMAC, no uso de suas atribuições, convoca o Quadro Próprio do Magistério para Assembleia Geral Extraordinária, a realizar-se no dia 04 de abril de dois mil e treze (quinta-feira), às 18h30 (dezoito horas e trinta minutos) em primeira convocação e às 19h (dezenove horas) em segunda convocação, na sede do SISMMAC - Rua: Nunes Machado, 1577, Rebouças - com a seguinte pauta: 1. Campanha de lutas/2013 • Avaliação e encaminhamentos 2. Informes 3. Outros assuntos Curitiba, 26 de março de 2013.

RAFAEL ALENCAR FURTADO DIRETOR DE GESTÃO COLEGIADA AÇÃO MONITÓRIA Nº 5000344-73.2012.404.7000/PR AUTOR : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF RÉU : JULIANO AUGUSTO PICOLE EDITAL N.º 7007194 PRAZO: 20 (VINTE) DIAS A DOUTORA TANI MARIA WURSTER, MM. Juíza Federal Substituta da 1ª Vara, na forma da lei, FAZ SABER que todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que, perante este Juízo e Secretaria da 1ª Vara Federal, tramitam os autos de CUMPRIMENTO DE SENTENÇA n.º 5000344-73.2012.404.7000, movida por CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF contra JULIANO AUGUSTO PICOLE (CPF nº 144.586.687-06), constando dos autos de que este encontra-se em lugar incerto e não sabido, pelo presente edital, com prazo de 20 (vinte) dias, que será publicado na forma da lei e afixado em lugar de costume na sede deste Juízo, o qual está situado na Avenida Anita Garibaldi, nº 888, Ahú, CEP 80540-180, Curitiba/ PR, fone (41) 3210-1730, ficando por meio deste, CITADO para que no prazo de 15 (quinze) dias efetue o pagamento no valor R$ 25.302,96 (vinte e cinco mil trezentos e dois reais e noventa e seis centavos), atualizado para 10/2011, acrescido de juros legais e atualizado monetariamente até a data do efetivo pagamento a ser depositado em conta judicial vinculada a este Juízo, na agência CEF/PAB Justiça Federal, hipótese em que ficará isento de custas e honorários advocatícios, nos termos do art 1102 b e c do CPC; ou para, querendo, oferecer embargos, independente de penhora. Ressalte-se que não havendo pagamento, tampouco interposição de embargos, constituir-se-á o pleno direito para execução do montante da dívida. Tudo conforme despacho proferido no evento 3 dos autos, o qual deferiu a citação por edital, a teor do disposto no art. 232, inc. III, do CPC, e para que não alegue ignorância, mandou a MMª. Juíza Federal Substituta expedir o presente edital, na forma da lei. Nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos dezenove dias de março de dois mil e treze. Eu, (a), Carla Sarturi, Diretora de Secretaria, o conferi e subscrevi. Tani Maria Wurster Juíza Federal Substituta

A iFactory, empresa brasileira especializada em serviços e soluções de TI, completa 10 anos de atuação no Brasil e comemora junto com seus colaboradores, clientes e fornecedores, um período de excelência, inovações e aprendizado. Com escritórios em São Paulo, Fortaleza (CE), Quixadá (CE) e Chicago, a companhia que atua globalmente, tem uma previsão de crescer 30% em 2013, através do aumento da gama de serviços prestados em seus clientes atuais, principalmente no segmento de telecomunicações, assim como a consolidação de sua marca no mercado financeiro com a conquista de novos clientes. Para viabilizar o crescimento, ao longo do ano, a iFactory está negociando uma parceria com um importante player do mercado de tecnologia, focado em soluções que complementarão o portifólio de serviços da empresa. “Ao longo destes 10 anos, a iFactory tem investido fortemente na utilização de novas tecnologias, buscando sempre aprimorar os projetos de cada cliente. Estamos felizes e esperamos dobrar o tamanho da empresa nos próximos dois anos”, diz Adriano Patrão, sócio-diretor da iFactory. Além dos sólidos conhecimentos em soluções de Gestão de Conteúdo e Portais, a iFactory consolidou sua área de implementação de soluções de CRM, agregando novos projetos na tecnologia Microsoft Dynamics. No final do ano passado, a empresa fechou importantes contratos, um deles com uma grande empresa da área de Telecomunicações, para reconstrução de seu portal na Internet. A primeira fase do projeto está prevista para ser entregue até o final deste mês.

Faturamento da CNU cresce 21% em 2012 A Central Nacional Unimed (CNU), sexta maior operadora de planos de saúde do Brasil, confirmou sua trajetória ascendente dos últimos anos na saúde suplementar empresarial: fechou o balanço de 2012 com um faturamento líquido de R$ 1,85 bilhão - 21% acima do registrado em 2011. As sobras (lucro no jargão cooperativista) do exercício atingiram R$ 62,2 milhões, 18,3% superiores às de 2011. À disposição das sócias o montante, liquido das deduções legais, foi R$ 51 milhões e teve a seguinte destinação: 70% à cota capital das Unimeds associadas e 30% para a reserva legal. A meta para 2013 é chegar a um faturamento de R$ 2,1 bilhões. O resultado pode ser atribuído ao crescimento de 11% na carteira de beneficiários, que encerrou o ano com 1,288 milhão de vidas, 128 mil acima do ano anterior (48,5 mil, 38%, em novos contratos, mais 79,5 mil, 62%, em ampliação de carteiras já atendidas). Considerando os indicadores mais recentes da ANS, referentes ao mês de setembro de 2012, a carteira de beneficiários da CNU cresceu o dobro da média de mercado. Também se deve ao reajuste de médio dos contratos, ao controle de despesas e ao satisfatório resultado financeiro (apesar da redução da taxa Selic ao longo de 2012). "Entre os meses de dezembro de 2009 e de 2012, dobramos o faturamento de R$ 910 milhões para R$ 1,85 bilhão. No final de 2013, teremos dobrado novamente a receita em um período de três anos. São as consequência positivas de uma gestão cooperativa transparente, com investimentos constantes em tecnologia e treinamento", avalia Mohamad Akl, presidente da Central Nacional Unimed. Akl, reeleito no último dia 20 para presidir a operadora na gestão 2013/2016, explica como se dá a governança ao estilo CNU: "As ações administrativas são amplamente debatidas com as sócias, em várias instâncias: nos conselhos Administrativo, Técnico e Operacional (CTO), e Fiscal; nas assembleias ordinárias e extraordinárias, em reuniões periódicas com gestores e diretoria executiva, e também nos eventos regionais do Sistema Unimed".

Altiseg recebe certificação

Carrefour premia melhores pecuaristas do programa Garantia de Origem O Carrefour premiou os melhores pecuaristas que participaram do seu Programa Garantia de Origem em 2012. A cerimônia aconteceu em 23 de março, durante o 5° Seminário da Associação de Produtores de Novilho Precoce, em Bonito (MS), com a presença de grandes representantes do setor. O pecuarista Luiz Antonio Saldanha Rodrigues, da fazenda São Luiz D’Oeste, de São Gabriel D’Oeste (MS), venceu na categoria até 300 animais (183 cabeças - 99% classificado). Da Olho D’ Água,

localizada em Miranda (MS), Claudinê Bobato Amorim ganhou na de 300 a 500 (432 animais - 96% classificado). Pela segunda vez consecutiva, Carlos Alberto Loeff, da Kirei, na cidade de Chapadão do Sul (MS) recebeu o prêmio na categoria acima de 500 (504 animais - 99% classificado). O Carrefour mantém uma parceria com a Associação de Produtores de Novilho Precoce desde 2000. Cerca de cem produtores que fazem parte da entidade abasteceram a rede Carrefour no ano passado com

dez cortes de churrasco embalados e vendidos a vácuo da linha Selection Garantia de Origem. O programa Garantia de Origem do Carrefour, criado na França em 1992 e trazido para o Brasil em 1999, concede um selo que certifica a qualidade, a procedência e os processos de produção, transporte e armazenagem de alimentos comprados pelas lojas da rede em diversas categorias como carnes, peixes, frutas, legumes, sucos e ovos. Atualmente, o Carrefour comercializa 165 produtos certificados

pelo selo Garantia de Origem e mantém 152 fornecedores cadastrados no programa. Os produtos certificados com o selo Garantia de Origem precisam ser necessariamente saborosos, seguros e saudáveis, oferecer um preço justo ao consumidor, remunerar adequadamente ao produtor e ter um processo de produção social e ecologicamente correto (com um impacto mínimo ao meio ambiente), além de colaborar para o desenvolvimento das regiões onde são produzidos.

A primeira empresa a receber a certificação é do Paraná, o que torna o estado o único no Brasil autorizado a utilizar o selo de conformidade conforme a Portaria nº 388/2012 em seus Cinturões e Talabartes. A Altiseg, especializada em segurança em altura, é a primeira empresa do país a ter em sua linha de produtos Cintos e Talabartes em conformidade com a Portaria INMETRO. A linha certificada foi intitulada “MÁXIMA”, justamente pela alta qualidade, segurança e tecnologia encontrada em seus produtos. A primeira certificação saiu após seis meses da publicação da portaria INMETRO nº 388/2012, publicada em 24/07/2012, que se refere à avaliação da conformidade para os componentes dos equipamentos de proteção individual (EPI) para proteção contra quedas com diferença de nível – Cinturão de Segurança, Dispositivo Trava-queda e Talabarte de segurança. Que teve como principal objetivo eliminar riscos de acidentes por causa de falhas de produtos não conformes. “A Altiseg sempre teve o propósito de solucionar os problemas relacionados a trabalhos em altura e a desenvolver sistemas de proteção contra quedas. O selo representa para nós o reconhecimento da qualidade de nosso produto no mercado brasileiro de altura”, diz a diretora da Altiseg, Patrícia Santos. Mais do que uma conquista para a empresa que está há 25 anos no mercado, a Altiseg reconhece sua positiva contribuição para os usuários dos equipamentos de proteção contra quedas. “O selo de conformidade oferece maior credibilidade e confiabilidade ao trabalhador, pois a partir da publicação desta portaria, será obrigatória a adequação e padronização da qualidade dos equipamentos a começar pelos fabricantes. Os produtos serão fiscalizados e testados periodicamente através de órgãos competentes, contribuindo desta maneira para uma concorrência saudável e maior segurança, onde os maiores beneficiados serão os trabalhadores que executam o trabalho em altura“, complementa a responsável pelo sistema de gestão da qualidade da Altiseg, Fernanda Neves. Os produtos que já possuem o selo de conformidade são: Cinturão de Segurança e Talabarte de Segurança, que são utilizados como Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para proteção contra quedas com diferença de nível. A certificação dos produtos foi realizada pelo Instituto Falcão Bauer da Qualidade, que é um Órgão Certificador de Produto acreditado pelo INMETRO e que possui o maior escopo em certificação de produtos do país.


Judiciário Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | A8 | Indústria&Comércio www.justicaedireito.com

Informe Judiciário Tecnologia

O Juiz Roberto Portugal Bacellar representou o TJPR, participando de uma experiência inédita testada durante o curso de Aperfeiçoamento da Atividade Judicante no Pará realizado entre os dias 20 e 22 de março de 2013. Com o apoio da tecnologia, duas audiências de tentativa de conciliação, instrução e julgamento foram integralmente realizadas via digital pelo magistrado do Paraná e por um juiz de Belém, e as partes, com seus respectivos advogados, no interior do estado do Pará. A primeira experiência testada tem o potencial de revolucionar a forma de se conduzir audiências judiciais em áreas distantes dos grandes centros do Brasil.

Regimento

O Pleno do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná aprovou na tarde de segunda-feira (25/3) a proposta de reforma do Regimento Interno, de autoria do Presidente da Corte, Desembargador Clayton Camargo, que permite que os 120 desembargadores integrantes do TJ possam concorrer aos cargos eletivos independentemente de estarem no Órgão Especial. Assim, o Presidente do TJPR, com pouco mais de um mês de mandato, cumpriu a promessa de democratizar o processo eleitoral no Tribunal. A proposta foi aprovada por aclamação, com voto vencido do Desembargador Telmo Cherem.

Mais 25 Desembargadores

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou nesta semana em segunda discussão, a proposição do Tribunal de Justiça, que cria 25 cargos de desembargador e 175 comissionados para auxiliar os novos desembargadores.  A Corte paranaense passará a contar com 145 integrantes. De acordo com a justificativa do projeto, apresentada pelo Tribunal de Justiça, a criação proposta tem por objetivo dotar o segundo grau de jurisdição de estrutura adequada para o enfrentamento das atuais necessidades jurisdicionais.

Aprovação

Em sessão ordinária do Egrégio Órgão Especial realizada no último dia 25, foi aprovada proposta do Presidente do TJPR, Desembargador Clayton Camargo, que altera o artigo 225, do Código de Organização e Divisão Judiciárias do Estado. A proposta possibilita que o próprio Tribunal de Justiça, por resolução do Órgão Especial, estabeleça e altere a competência e denominação de todas as unidades judiciárias do Estado. Essa modificação propicia ao Tribunal atuação célere na adequação das unidades judiciais para atender as necessidades dos jurisdicionados.

Plantão Judiciário

As juízas, Manuela Simon Pereira Rattmann (1º grau) e Sandra Bauermann (2º grau) respondem pelo Plantão Judiciário referente ao período de 01 a 08 de abril. O serviço de plantão funciona entre o término do expediente forense do dia corrente (18h) e o início do expediente do dia seguinte (12h) e, também, durante as 24 horas do dia em que não houver expediente forense. O Plantão Judiciário de 1º e 2º graus de jurisdição atende no andar térreo do edifício do Palácio da Justiça, situado na Praça Nossa Senhora da Salete, s/nº, Centro Cívico, Curitiba. O telefone é (41) 3200-3040/ 3323-6767. imp@tjpr.jus.br

Opinião

coluna@induscom.com.br

Crianças superdotadas: a importância da igualdade No contexto atual, em que produzir com excelência é cada vez mais valorizado por todos, ter um filho superdotado a priori pode ser associado como a resolução para muitos problemas. Entretanto, é fundamental que pais e professores possam considerá-la uma criança como todas as outras, mas que também consigam percebê-la além da sua habilidade bem desenvolvida. A criança superdotada não é apenas um gênio, ou uma máquina de pensar, mas sim, um ser humano, repleto de sentimentos e vontades próprias e que apresenta um desempenho exemplar em uma ou algumas áreas do conhecimento. Ter um filho superdotado pode significar algo inédito para os pais, e estes podem muitas vezes colocar todas as suas esperanças e expectativas nesta criança. Nestes casos, precisa-se ter uma atenção redobrada, para que a criança não venha a desenvolver dificuldades emocionais devido à excessiva atenção e provável pressão dispensada por eles. A criança dotada de altas habilidades não escolhe ter esta característica. Por esta razão, é possível que ela também precise lidar com os desafios que possam aparecer ao longo do seu desenvolvimento. Estes desafios podem englobar dificuldades de relacionamento, problemas para ter paciência em precisar aprender conteúdos que ela já sabe, dificuldades para querer corresponder às expectativas dos pais e muitas outras que muitas vezes acabam afastando a criança do ambiente social esperado para a sua faixa etária. Geralmente não é levado em conta o que a criança quer para si própria. Se destacar perante determinado aspecto significa muitas vezes status, poder e quem acompanha a criança diariamente normalmente quer que a habilidade bem desenvolvida seja reconhecida pela sociedade. Entretanto, muitas vezes esquece-se de reconhecer o todo que a criança possui, podendo ocasionar fragilidade na personalidade dela. Atualmente, o sistema de ensino encontra-se com uma estrutura rígida e programada, na qual o aluno deve aprender a realizar uma determinada tarefa em um período específico de tempo. A criança dotada de altas habilidades identifica a sua facilidade em realizar as tarefas e pode com isso se tornar extrovertida ou introvertida diante do seu destaque perante os colegas. Problemas de autoestima podem estar relacionados com a não aceitação dos colegas de classe devido à característica de superdotação e, portanto, socialmente considerado como “melhor que muitos”. A criança superdotada precisa de estímulos e atenção diferenciada, pois o “ser diferente” causa muitas dúvidas e medos. E ao contrário do que muitos pensam, ela não deve ser matriculada em colégio especial, ou colocada para fora da sala de aula por terminar as tarefas antes. Ela precisa de atenção, apoio e alguém que a ajude a enfrentar os desafios, facilidades e dificuldades que ela está sujeita a vivenciar ao longo da sua vida. Por todas estas questões, é importante enfatizar cada vez mais a atenção que pais e professores devem ter para com a criança superdotada. Esta atenção deve ser global, ou seja, não se dirige apenas para as habilidades bem desenvolvidas, mas também para o que esta criança quer e o que ela precisa para ser um ser humano bem desenvolvido. *Tayana Passos, consultora de relacionamento e bem-estar

Justiça&Direito ORIGEM IMEDIATA

Cabe ao MPF fiscalizar recursos públicos do SUS O entendimento é da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal

É

atribuição do Ministério Público Federal a fiscalização sobre desvios de recursos públicos do Sistema Único de Saúde (SUS). O entendimento é da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal. Produzido por procuradores para municiar a Câmara do órgão em deliberações de arquivamento ou de declínio de procedimentos sujeitos à sua revisão, um relatório aponta a necessidade de o MPF demandar dos estados e municípios a origem dos recursos. “Não basta, por exemplo, que uma despesa de saúde feita por município tenha como dotação orçamentária o fundo municipal de saúde. É

preciso que ela defina se aquela verba, cuja origem imediata é o fundo municipal de saúde, tem como origem mediata o próprio município, ou foi repassada pelo estado ou pela União”, diz o documento. Além da definição do órgão de controle, tal medida, de acordo com o relatório, é essencial para apuração adequada do cumprimento das normas que determinam aplicação mínima de recursos em matéria de saúde. Segundo o relatório, a Lei Complementar 141/2012 reiterou a competência do sistema de controle federal e, do mesmo modo, a atribuição do MPF, para atuar quando os desvios de recursos públicos na

saúde incluírem verbas federais. De acordo com a jurisprudência sobre o tema, há forte tendência nos tribunais no sentido de se entender que, se a verba desviada é total ou parcialmente federal, mesmo que executada por estado ou município, a atribuição para apuração do desvio é federal, independentemente de ter sido transferida ao ente federado por intermédio de repasse convenial ou “fundo a fundo”. De acordo com o documento, atualmente os montantes são repassados por intermédio de convênios e os montantes transferidos na modalidade regular e automática, conhecida como “fundo a fundo”. Um exemplo desse modelo “fundo

a fundo” ocorreu no município de Campinas (SP). Em 2012, o município recebeu aproximadamente R$ 212 milhões em recursos federais para a saúde. No mesmo período, no município, foram firmados apenas sete convênios com o Ministério da Saúde, todos com Universidades ou com a sociedade civil — nenhum com o município — no valor aproximado de R$ 900 mil. Nesses termos, “restringir a atuação do MPF às hipóteses em que há convênio, significaria atuar apenas em casos de menor montante”, relata o documento. Praticamente não haveria atribuição no que tange aos recursos federais executados pelos estados e municípios.

Defensoria não tem legitimidade para propor ACP A Defonsoria Pública não tem legitimidade para propor Ações Civis Públicas. Com base nesse fundamento, o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de São José dos Campos, Luiz Guilherme de Moura Santos, julgou extinta a ação ajuizada pela Defensoria do Estado de São Paulo em que pedia R$ 10 milhões em danos morais coletivos por conta da ação de desocupação do Pinheirinho, em janeiro de 2012. A Ação Civil Pública pedia a condenação do estado de São Paulo, do município de São José dos Campos e da massa falida de Selecta,

proprietária do terreno. “Por expressa disposição constitucional, a Defensoria Pública tem legitimação apenas para a defesa dos necessitados”, afirmou Moura Santos. “Assim, a legitimidade conferida pela legislação infraconstitucional à Defensoria Pública para a propositura de ações civis públicas para a defesa de direitos difusos — da sociedade como um todo — não prevalece frente à Constituição Federal”. Segundo o juiz, “feitas tais considerações, resta patente a ilegitimidade ativa da Defensoria Pública para a propositura

da presente ação civil pública em relação aos pedidos relativos aos direitos difusos, que dizem respeito à toda sociedade”. Para o juiz, como o ato de desocupção foi feito pela Polícia Militar e por agentes do município de São José dos Campos, a massa falida não poderia ser responsabilizada. “A petição inicial não descreve a prática de atos abusivos por parte da massa falida Selecta, que pudessem ensejar sua condenação ao pagamento de indenização por danos morais”.

Compatibilidade de horários possibilita acumular cargos A 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal negou recurso do Distrito Federal contra uma servidora da área médica que acumula cargo de enfermeira e auxiliar de enfermagem e trabalha mais de 60 horas semanais. De acordo com a Turma, para acumulação lícita de cargo basta a comprovação de compatibilidade de horários, pois inexiste previsão legal que condicione a acumulação de cargos à determinada jornada trabalho. A autora ajuizou Mandado de Segurança depois de ser intimada pela Secretaria de Saúde a limitar sua carga horária de trabalho para 60 horas semanais, com base na decisão do TC-DF 2.975/2008. Alegou na ação, que a determinação da autoridade coatora fere seu direito

líquido e certo à acumulação dos cargos em questão, na forma assegurada pela Constituição Federal no artigo 37, XVI, c. Na primeira instância, o juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública concordou com os argumentos da autora e concedeu a segurança. Segundo o julgador, “a decisão do TC-DF não tem o condão de se sobrepor ao disposto na Constituição Federal e na lei”. O Distrito Federal recorreu defendendo a inexistência do direito líquido e certo da autora. Alegou questões relativas à qualidade e condições dignas de vida e apontou excesso na jornada de 64 horas semanais por ela exercida. O relator do recurso afirmou em seu voto: “A questão da qualidade e condições dignas de vida

não pode servir de fundamento para impedir que um profissional assuma a carga horária de trabalho que julga poder cumprir. Igualmente, não se pode presumir, sem qualquer comprovação neste sentido, que o excesso de trabalho irá refletir no desempenho laboral da servidora, que vem cumprindo sua jornada de trabalho sem que a Administração traga dados consistentes de execução ineficiente do trabalho. O texto constitucional exige somente a compatibilidade de horários e não faz qualquer alusão à duração máxima da jornada de trabalho, razão por que se afigura sem propósito a imposição deste limite pela Administração Pública, como já decidido pelo egrégio Supremo Tribunal Federal (MS 26085/DF)”.

Entidade religiosa pode questionar lei no STF

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou, a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição 99/11, do deputado João Campos (PSDBGO), que inclui as entidades religiosas de âmbito nacional entre aquelas que podem propor ação direta de inconstitucionalidade e ação declaratória de constitucionalidade ao Supremo Tribunal Federal. Entre as entidades estão, por exemplo, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil e a Convenção Batista Nacional. A proposta será analisada por uma comissão especial e, em seguida, votada em dois turnos pelo Plenário. Hoje, só podem propor esse tipo de ação: o presidente da República; a Mesa do Senado Federal; a Mesa da Câmara dos Deputados; a Mesa de Assembleia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal; governador de Estado ou do Distrito Federal; o procurador-geral da República; o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil; partido político com representação no Congresso Nacional; e confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

CNJ divulga lista com novos tribunais contemplados pelo projeto Eficiência O Conselho Nacional de Justiça enviou na última segundafeira (25/03) ofício para todos os Tribunais Federais e Estaduais informando quais os escolhidos para o Projeto Eficiência em 2013. Receberão o projeto: a 2º Vara Federal de Uberaba do Tribunal Regional Federal 1ª Região; a Vara de Execuções Penais de Guarapuava do Tribunal de Justiça do Paraná; 3ª Vara de Execuções Penais de Fortaleza do Tribunal de Justiça do Ceará; a Vara de Medidas e Penas Alternativas de Manaus do Tribunal de Justiça do Amazonas; a 16ª Vara Criminal de Maceió do Tribunal de Justiça de Alagoas. O Edital de seleção para a participação no projeto Eficiência foi publicado em 26/02 deste ano (Edital Nº1 DMF/CNJ). Até 15 de março, foram enviados ao Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e de Execução

de Medidas Socioeducativas (DMF), que coordena o projeto, 30 formulários de inscrição de varas vinculadas 11 tribunais (8 estaduais e 3 federais), de 13 estados diferentes. Criado em 2011, o Projeto Eficiência tem o objetivo de garantir maior celeridade e qualidade na prestação do serviço jurisdicional cartorário, com a implantação de organização cartorária e de método e rotina de trabalho de forma racionalizada, padronizada e equilibrada. O projeto surgiu diante do diagnóstico percebido pelo DMF em muitas serventias do país. “A excessiva demanda de processos, o número muitas vezes insuficiente de servidores para atendê-la e a inexistência de métodos e rotinas de trabalho estão, quase sempre, entre as principais causas de morosidade na tramitação de processos no Brasil”, explica o coordenador do projeto no DMF, Everton Bernar.


Negócios Indústria&Comércio | Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | B1

FÁBRICA

Marcopolo e Daimet investem US$ 20 milhões em expansão Nova linha irá produzir os ônibus rodoviários Paradiso e Viaggio

A

Polomex, joint venture entre Marcopolo e Daimler, investiu US$ 20 milhões na expansão de sua fábrica, localizada no município de Garcia, no México. A unidade acaba de inaugurar uma nova linha para produção de ônibus rodoviários dos modelos Paradiso e Viaggio. Segundo Rodrigo Pikussa, diretor-geral da Polomex, a nova linha de produção foi inaugurada no dia 6 de março e já começou a montar os modelos Viaggio e Paradiso. “Somos a primeira unidade da Marcopolo fora do Brasil a montar estes veículos por completo. Antes, os ônibus não eram feitos totalmente no México. As carrocerias vinham parcialmente montadas do Brasil e os veículos eram finalizados aqui. Com este investimento, criamos novos postos de trabalho para a comunidade e poderemos expandir a comercialização de modelos rodoviários localmente”, explica o executivo. Na inauguração, Rodrigo Pikus-

Fábrica está localizada no município de Garcia, no México

sa e Harold Hauke, vice-presidente da Daimler Vehículos Comerciales do México, receberam o governador do Estado de Nuevo Leon, Rodrigo Medina de la Cruz e outros representantes do governo. O evento

contou ainda com a presença dos mil colaboradores que trabalham na Polomex. Inaugurada em 1999, a Polomex produz ônibus urbanos e rodoviários para o mercado mexicano e

recentemente comemorou a marca de 25 mil veículos fabricados. Em 2012, saíram das linhas de fabricação 1.571 unidades, ante as 1.234 do ano anterior, com crescimento de 27,3%.

Oi lança aplicativo para saber a opinião de clientes sobre a qualidade de serviços A Oi está lançando o Oi Spot, aplicativo inovador e colaborativo da companhia que visa captar e usar as percepções dos clientes quanto aos serviços de voz, internet e mensagens via celular. Com o Oi Spot, que pode ser baixado gratuitamente, os usuários emitem informações que ajudam a empresa a aprimorar a oferta de serviços. Através do Oi Spot, é possível associar o tipo de local – aberto, fechado ou em movimento – e a

localização específica que o usuário quer relatar a qualidade dos serviços, o que inclui completar ligações, obter sinal para realizar chamadas e acessar a internet pelo aparelho celular. No aplicativo, o cliente irá selecionar uma das seis opções disponíveis: “Ligação Caiu”, “Ligação não Completada”, “Sem Sinal”, “Internet Lenta”, “Sem Internet” e “SMS/MMS com Problema”. A partir disso, a informação chegará à Oi. Com os dados, a empresa irá ana-

lisar a cobertura ou a capacidade da rede móvel da companhia sob a ótica do cliente – o que torna possível priorizar a solução dos relatos mais recorrentes. As informações enviadas pelo aplicativo não serão tratadas individualmente, mas sim em blocos pela área de operações. Dessa forma, a novidade não vai funcionar como um canal de atendimento, mas dará ao cliente a oportunidade de ajudar a aprimorar a rede da Oi de acordo com suas necessidades.

O aplicativo está disponível gratuitamente para download na App Store (https://itunes.apple.com/br/app/oi-spot/ id577510269?mt=8), para usuários do iPhone, e no Google Play (https://play.google.com/store/ apps/details?id=br.com.mobicare. oi.spot), para aqueles que usam o sistema Android. Basta entrar em uma dessas lojas, de acordo com o sistema operacional, digitar “Oi Spot” e baixar o aplicativo.

Lide anuncia novas unidades internacionais durante evento em São Paulo O empresário André Caldeira, presidente do LIDE Paraná, voltou esta semana de São Paulo trazendo novidades sobre o LIDE - Grupo de Líderes Empresariais. Segundo Caldeira, durante a 1.ª reunião do Comitê Gestor Nacional do LIDE Brasil, realizada na quinta-feira (21/03) na sede do Grupo Dória, foram anunciadas as novas unidades internacionais do LIDE, localizadas nos Estados Unidos, na Alemanha e na Suíça. Nesta ocasião, o presidente e criador do LIDE, João Dória Júnior, fez um reconhecimento público pelo trabalho realizado por André Caldeira à frente da unidade paranaense, tanto pelo crescimento nestes primeiros seis meses de existência como pela qualidade dos eventos realizados. Para Caldeira, trata-se de um incentivo para as atividades que vem desenvolvendo. “O LIDE Paraná foi lançado em agosto

do ano passado e já conta com cerca de 50 empresas filiadas no estado, incluindo marcas como Vivo, Grupo Marista, Nutrilatina, Servopa, J. Malucelli e Racco. O LIDE Paraná está crescendo a passos largos em termos de representatividade, reunindo uma importante parcela do PIB paranaense, sempre com o objetivo de gerar negócios, incentivar o relacionamento entre os empresários e discutir conteúdos de alta qualidade”, destaca Caldeira. Entre os presentes no encontro em São Paulo estavam o presidente da CVC e do LIDE Turismo, Guilherme Paulus, a presidente da Dudalina e do LIDE Mulher, Sonia Hess de Souza, o ex-ministro e presidente do LIDE Cultura, Celso Lafer, o presidente da Amil e do LIDE Empreendedor, Edson de Godoy Bueno, e o presidente do conselho de administração da Klabin e do LIDE Sustentabilidade, Roberto Klabin.

PARIS – Foi você mãe? A mãe não respondeu. Minha nossa! Está piorando. Agora não só ela esquece o passado, tampouco deixa vestígio. – Você tirou as fotografias do álbum de minha viagem à Paris. Apagou as lembranças. Você me odeia? A mãe, em silêncio, vai para cozinha, prepara chá de camomila. Volta caminhando lentamente. – Tome, filha. Edilaine joga a xícara no chão. Corre. Bate porta do quarto, deita. No corredor em penumbras sua mãe escuta o pranto prolongado. Bate na porta com força. O pranto continua e a porta permanece fechada. A mãe caminha até a sala. Telefona para o médico – Doutor Souza? Edilaine teve outra crise. Busca sua imagem nas fotografias de Paris que recortou das revistas... ela pensa que eu apaguei sua imagem.

Mudanças na desoneração da folha de pagamentos passam a valer hoje

André Caldeira participou da Reunião do Comitê Gestor Nacional do Lide

coluna@induscom.com.br

O direito de greve no serviço público A Constituição Federal de 1988 reconheceu a legitimidade dos conflitos decorrentes das relações de trabalho no serviço público, assegurando aos ocupantes de cargos e empregos públicos o direito à organização sindical e, como seu corolário, o exercício do direito de greve como direito social fundamental. No plano internacional, o exercício do direito de greve já havia sido conquistado com a Convenção 151 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que foi celebrada no ano de 1978 e ratificada pelo Brasil em 2010. Esta Convenção, todavia, ainda depende de internalização no nosso ordenamento jurídico nacional, por meio da edição de lei que regulamente esta matéria. Na ausência de regulamentação desta Convenção, o Supremo Tribunal Federal determinou que, nos casos de greves deflagradas por servidores públicos, devem ser aplicadas as regras

Em 26 de março, no Palacete dos Leões, o escritor, cineasta e jornalista Willy Schumann lançou o romance "A CIDADE DOS MONGES" (editora Livro Novo, São Paulo, 166 pp.). O personagem principal do livro também é um jornalista que viaja com destino a Alemanha (viagem que realmente o autor realizou há alguns anos), com o objetivo de buscar novas possibilidades de viver a sua vida mais intensamente. E a trama adquire um sabor especial quando em Munique, a cidade dos monges, vive uma grande paixão. "A única coisa que eu parecia ouvir foi que um monomotor que ia do sul da Inglaterra, com destino a Paris havia desaparecido. Um dos passageiros deste avião era Glenn Miller. Estaria eu ouvindo esta informação pelo rádio? Não seria possível. Lembro-me apenas do silêncio. Mesmo com a visão embaçada, vi pelo retrovisor uma ambulância chegando. Um homem parecia sinalizar a estrada com uma lanterna. Outros dois homens passaram carregando um grande servo que parecia estar morto. Vi um grupo de paramédico se aproximar da minha janela. Um dos homens usava bigodes muito bem aparados. Queria falhar-lhes que se preocupassem com Joana e que eu estava bem, mas não conseguia expressar uma palavra que fosse. Sentia o sangue escorrer entre meus olhos. Ouvi uma voz masculina ao fundo, mas não conseguia entender o que fora falado. De novo o silêncio. Podia sentir o vento sobre o meu rosto." Fica a pergunta: Uma viagem pode mudar uma vida? Isso eu quero descobrir lendo esse livro que pode ser adquirido na Livraria Cultura. Essa é uma obra que promete mexer com o emocional e com as ideias do leitor. Vejamos um trecho da obra.

* Isabel Furini é escritora e poeta premiada. Contato pelo e-mail : isabelfurini@hotmail.com

Opinião * Por Daniel Franco Martins

CIDADE DOS MONGES

previstas na Lei Federal nº 7.783/89 que dispõem sobre o exercício do direito de greve para os trabalhadores da iniciativa privada. Desta forma, um diploma legal elaborado para a iniciativa privada está sendo aplicado em uma realidade completamente diferente, sendo desconsideradas as peculiaridades existentes no serviço público. Além do direito de greve, a Convenção 151 da OIT também trata da obrigatoriedade da instauração de processos que permitam a negociação coletiva das condições de trabalho entre as autoridades públicas interessadas e as organizações de trabalhadores. Hoje, não há previsão legal no que se refere ao direito à negociação coletiva, não sendo possível obrigar a autoridade pública a receber e negociar as demandas dos servidores, o que leva, em muitos casos, a deflagração da greve como único (e não como último) instrumento de pressão dos servidores. Desta forma, quem acaba perdendo é a população que se vê obrigada a conviver

com paralisações de atividades essenciais que poderiam ser evitadas em áreas como educação, saúde, transporte e segurança pública. No dia 7 de de março foi dado mais um passo em direção à efetivação deste direito, com a publicação, no Diário Oficial da União, do decreto que promulga, no nosso ordenamento jurídico, a Convenção 151 da OIT. Com esta promulgação, o Estado brasileiro renova com a OIT o seu compromisso de adequar a legislação nacional aos princípios da Convenção, ainda que o Decreto não especifique um prazo para isso. Agora, resta aguardar, dos nossos Poderes Executivo e Legislativo, vontade política para que este direito seja finalmente implementado por meio da edição de uma lei regulamentadora. * Daniel Franco Martins é diretor do SINDISPGE/RS (Sindicato dos Servidores da ProcuradoriaGeral do Estado do Rio Grande do Sul) www.sindispge.com.br

A partir de hoje (1º de abril), passa a valer a nova legislação que prevê incentivos fiscais para empresas nacionais através da desoneração da sua folha de pagamento. O objetivo é promover o aquecimento da economia e o desenvolvimento da indústria, comércio e prestação de serviços. De acordo com a advogada da Pactum Consultoria Empresarial, Sandra Rodrigues Dresch, a nova regra altera, para diversas atividades econômicas, as alíquotas da contribuição previdenciária, onde as empresas beneficiadas deixam de recolher 20% sobre a folha de pagamento e passam a contribuir com um percentual que varia de 1% a 2% de sua receita bruta. Segundo ela, essa mudança também contempla uma redução da carga tributária porque a alíquota sobre a receita bruta foi fixada em um patamar que manteria inalterada a arrecadação, conhecida como alíquota neutra. Embora não reste dúvidas sobre as boas intenções do governo em alavancar a economia sem onerar ainda mais o empregador, a advogada da Pactum aponta que ainda existem lacunas a preencher. “Uma delas é sobre qual seria a melhor base de cálculo a ser utilizada para que efetivamente

a empresa obtenha um benefício, o que é natural, já que dependerá do perfil de cada empresa”, assinala Sandra. No caso da indústria, há duas situações distintas. Nas mais modernas, a utilização de mão de obra é menor face à automação, e a metodologia atual revela-se mais vantajosa. “Para a grande maioria das indústrias, em que a utilização de trabalho manual é mais intensa, torna-se necessária uma avaliação mais detalhada de cada caso, relacionando o custo da folha de pagamentos com o faturamento”, observa. Já em alguns ramos do comércio varejista, em que o custo com pessoal pode superar 50% do total dos custos fixos, a nova legislação tende a ser favorável, pois reduzirá o peso da contribuição com o INSS sobre a folha. Diante da necessidade de adequação à nova regra, a advogada ressalta que as empresas afetadas, independentemente da sua área de atuação, estejam preparadas para adequar seu planejamento fiscal, financeiro e de recursos humanos às novas regras. “É preciso enfrentar esse desafio de impulsionar a economia nacional sem que isso cause impactos negativos nos seus próprios resultados”, conclui ela.


3

a

margem arte&atitude

Especial Indústria&Comércio | Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | B3

moda&cia

Nem te Conto Burt Bacharach

Adélia Maria Lopes adeliamarialopes@yahoo.com.br

Compositor norte-americano que nos anos 50 e 60 foi o pianista e maestro de Marlene Dietrich, Burt Bacharach, é esperado em Curitiba, para show no Teatro Positivo dia 16 de abril, às 21h. Os ingressos já estão à venda nos shoppings Estação, Mueller e Palladium ao preço de 165 a 345.

Gilberto Gil

Um show de provocação O

guitarrista Edgard Scandurra, ex-Ira!, interpreta a obra do gênio da música francesa Serge Gainsbourg (“Je t'aime moi non plus”, “Rock Around the Bunker“ e “Ballade de Melody Nelson”), com o grupo Les Provocateurs e participação de Fausto Fawcett. Imagens extraídas da iconografia do compositor pelo Vl Eduardo Beu ilustram a trajetória temporal do repertório do show, que acontece em Curitiba, neste fim de semana. O repertório traz as mais representativas músicas do francês, algumas cantadas em português, em versões de Arnaldo Antunes e Alex Antunes. A ideia é mostrar a riqueza musical das composições de Gainsbourg, que transitam entre a chanson, o reggae e o rock. Arnaldo Antunes, Marisa Orth, Wanderleya,

Thiago Petit e Guilherme Arantes já tiveram participações especiais com Les Provocateurs. Para este show, o convidado é o cantor e compositor Fausto Fawcett, que também já se apresentou outras vezes com o grupo. Les Provocateurs surgiu assim: na comemoração dos 80 anos de nascimento de Gainsbourg, em 2008, Scandurra reunia amigos em seu paulistano bistrô Le Petit Trou (nome extraído de uma letra do homenageado) para versões semiacústicas das músicas. O grupo era formado pela sua esposa Andréa Merkel, Arnaldo Antunes, Bárbara Eugênia, Alex Antunes, Rodrigo Carneiro, e o cantor francês Chris Hidalgo. A eles foram se somando outros músicos e cantores. Serge Gainsbourg, segundo os músicos ad-

miradores: artista que alavancou o pop francês por quase 40 anos, criou canções inesquecíveis, provocantes e sedutoras. Revelou muitos cantores e, principalmente, cantoras. Tem como característica um espírito provocador e ousado, misturando de maneira energética e genial o psicodelismo, o jazz e ritmos exóticos. Les Provocateurs (Chris Hidalgo, Michelle Abu, Claudio Fontes, Henrique Alves e Eduardo Beu) homenageia também as musas intérpretes Françoise Hardy, France Gall, Anna Karina, Jane Birkin e Brigitte Bardot, através das cantoras Bárbara Eugênia, Juliana R. e Andréa Merkel. Imperdível: no Teatro da Caixa Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 280), neste sábado 30 e domingo, às 19 e às 21h (duas apresentações por dia). Ingressos a 20 e 10 reais.

Pinturas Macias e outras mostras O Palacete dos Leões/BRDE abre suas portas neste feriado de Sexta-feira da Paixão para apresentar a mostra “Pinturas Macias”, da paulista Flávia Fernandes, residente em Florianópolis-SC. Os principais museus de Curitiba também estarão abertos, com importantes trabalhos em exposição. “Pinturas Macias reúne oito pinturas e cinco gravuras, feitas com veludo, tinta sobre lona, terra, enchimentos e materiais coloridos. Segundo Flávia, “as pinturas-objeto convidam ao toque pela maciez que possuem e a leitura não se dá apenas pelo olhar. Esse contato colabora para a interpretação do trabalho”. No Museu de Arte Contempo-

rânea, encontram-se as obras do 64º Salão Paranaense, uma das principais premiações de artes plásticas do Brasil. O Museu Pa-

Feriadão pelos bares

ranaense está com várias mostras que traçam a história do Paraná: ”Alma das Ruas”, “Coleção de pratarias e louças”, "Contestado:

100 anos da Batalha do Irani", “Vladimir Kozák, o olhar de um viajante” e “Modos e Modas”. Na Casa Andrade Muricy, há obras de artistas com diferentes nacionalidades que escolheram a Alemanha como ponto central de sua vida e de seu trabalho. O Museu Oscar Niemeyer, que fecha nesta sexta mas abre s´pabadpo e domingo de Páscoa, apresenta “Múltiplo Leminski”, “Ione Saldanha: O tempo e a cor”, “Arte sobre papel”, “Idea Brasil – o melhor do design brasileiro em 2012”, “PR BR - Produção da imagem simbólica do Paraná na cultura visual brasileira””, “Estruturas Brincantes”, “Museu em Construção” e “Cones”.

sábado, som do Trio Mentira, com Marquinhos TX do fama e bloco do bossa com o grupo Sossega Malandro. O Estofaria Bar está com uma novidade nas sextas-feiras: o som fica por conta do DJ Gilber, que promete uma viagem de volta às grandes danceterias dos anos 70 e 80. E, em tempos de lei seca, o Estofaria e o CanaBenta distribuem valetáxis para seus clientes de alto consumo.

Comes&Bebes

1- Os espumantes da Linha Lunar ganharam novas embalagens criadas pela Yup Design. “Nossos produtos têm tradição no mercado devido à sua qualidade e a preferência do consumidor. Por isso, em todo o processo de gerenciamento, foram feitos ajustes na marca original para tornar a Lunar mais moderna, com contornos artísticos e mais jovens, remetendo ao momento ideal para o seu consumo”, explica Giorgeo Zanlorenzi, presidente da Vinícola Famiglia Zanlofrenzi. 2- Estão no mercado os vinhos Rosé 2012 e Sauvignon Blanc 2012, da Villaggio Bassetti, localizada em São Joaquim-SC e comandada pelos curitibanos Marco Aurélio, José Eduardo e Cesar Bassetti. Para esta safra, os vinhos foram envasados em novas garrafas, desenhadas pelo fabricante Saverglass, de Paris. Segundo os empresários, o “design francês é incomparável”. As rolhas são importadas de Portugal. 3- O Clube de Degustação Saint Germain Ecoville realizou jantar de harmonização com quatro rótulos das regiões produtoras de vinho do Rio Grande do Sul a Miolo Wine Group, entre eles um espumante e um tinto Bueno, de produção do apresentador Galvão Bueno. Diego Juchnievski palestrou e Edson de Moraes cozinhou.

Jack,

o caçador de gigantes Entre os filmes estreantes desta sexta-feira está Jack, O Caçador de Gigantes, aventura dirigida por Bryan Singer, em 3D. Assistível. Filme de 195 milhões de dólares em que sobressai Ewan McGregor no elenco, é encabeçado por Nicholas Hoult, que não perde a candura daquele namorado zumbi. Baseado no conto infantil João e o Pé de Feijão, o roteiro de Christopher McQuarrie (Operação Valquíria) vira conto adolescente e transplanta a história para a realeza inglesa. O roteiro fala de uma lenda de gigantes que têm apetite por carne humana, isolados em algum lugar da estratosfera. Mas uma semente de feijão, lançada acidentalmente na chuva, abre o portal para os inimogos invadirem a terra. O final é feliz, como todo conto de fadas: Jack ganha o amor da princesa (Eleanor Tomlinson) e subjuga a raça dos gigantes. Mas até chegar aí, muito história vai rolar, com direito ao mais fabuloso pé feijão que a imaginação já concebeu. (Ah, na super tela do Imax, a sensação é maior).

Matriz&Feliz na noite desta sexta-feira Santa apresenta pagode e sertanejo, com dupla Eric & Juan e o grupo Tá Tudo Errado, que também garante o som padogeiro de sábado do Bar Curityba, ao lado da banda Tentativa. Quem doar um chocolate, que será revertido para a ONG Instituto Seja, ganha um drink grátis do bar. Nesta sexta, tem apresentação da banda Soul Bagunça no Bossa Nova Bar, às 20h30. No

Com lotação quase esgotada para o show que Maria Bethânia fará em Curitiba dia 27 de abril, as bilheterias do Guairão abrem, nesta quarta dia 3, a venda de ingressos para Gilberto Gil e Sinfônica do Estado da Bahia. Custam 60 e 30 reais. (Ingressos da Maria Bethânia, 100 e 50 reais). Em Curitiba, o concerto de Gil será em 4 de maio.

4-O Fran’s Café oferece uma linha completa de canecas e garrafas térmicas, além de squeezes que mantêm a temperatura do cafezinho. São várias opções de cores e modelos, além da marca própria de café em pó, disponíveis em Curitiba nas unidades Batel e Fnac do Fran’s Café.

Homem de Ferro 3

O filme Homem de Ferro 3 estreia dia 26 de abril no país. Aqueles que comprarem ingressos na bilheteria das salas UCI, ou pela internet, com antecedência, ganham um mini-pôster do filme. Na salas Cinesystem, os ingressos estão à venda com lugares marcados.


Nacional Curitiba, segunda-feira, 1º de abril de 2013 | B4 | Indústria&Comércio

Informe Estados alterados de consciência Você já teve aqueles dias no mundo da lua, desatento sem perceber onde anda? Ou já se sentiu em determinado momento em um estado de serenidade acima do seu normal? Tais estados estão presentes em alterações na atenção a maior ou a menor, no espaço-tempo, na concentração, na memória, no julgamento crítico, entre outros extremos emocionais, e são definidos pela Medicina como Estados Alterados da Consciência (EAC). Esse termo foi proposto pelo psicólogo estadunidense Charles Teodore Tart (1937- ). Os critérios usados pela Medicina para caracterizar o estado normal de consciência são fundamentados na média dos indivíduos considerados saudáveis no planeta. As causas de estados alterados de consciência são diversas e podem ser físicas: acidentes, choques, traumatismos; fisiológicas: calor, doença, febre, delírio, fome, frio, sede, privação sensorial e excessos de estímulos; psicológicas: auto e hetero-hipnose, choques emocionais, euforia, medo, paixão, surpresa, sustos, neurose, psicose, esquizofrenia e autismo; químicas: álcool, drogas, medicamentos, neurotransmissores, tóxicos e ainda parapsíquicas promovidas pelos amparadores (consciências benfeitoras técnicas na assistência) ou pelos assediadores (consciências mal intencionadas), pelos campos bioenergéticos sadios ou patológicos, pelos holopensenes (conjunto de pensamentos mais sentimentos e energias de um determinado local ou pessoa) e por meditação e transes mediúnicos. Essas diferentes causas permitem dizer que os estados alterados da consciência em determinadas situações são negativos e em outras positivos, e podem tanto nos prejudicar como nos beneficiar. Por exemplo: a sonolência ao dirigir um automóvel é desaconselhável, mas, por outro lado é extremamente útil antes de dormir. Tratando-se de fenômenos parapsíquicos, a exemplo de experiências fora do corpo lúcidas definidas pela ciência Conscienciologia, como projeções conscientes, promovem a expansão da lucidez e o aumento da cosmovisão (visão abrangente sobre o Universo). As projeções conscientes ditas acima segundo o paradigma consciencial são consideradas um estado fisiológico da consciência, ou seja, eu e você nos projetamos toda a noite, a diferença está no nível de lucidez desse estado alterado da consciência. Sem dúvida, os restringimentos dos sentidos físicos dificultam a vivência lúcida desse fenômeno e criam a ilusão de que o ser humano vive apenas na dimensão física, material. O fato de todos nós vivenciarmos diferentes estados alterados de consciência em vários momentos do dia ressalta a importância de interpretar e analisar com atenção os tipos de estados alterados da consciência, para estes não serem confundidos, por exemplo, sonho com projeção consciente, clarividência com alucinação e outros. As mudanças neurofisiológicas, conhecidas como ondas cerebrais auxiliam a identificação dos estados alterados da consciência, isso se dá através do eletroencefalógrafo, aparelho medidor das ondas cerebrais. A projeção consciente, lúcida, por exemplo, geralmente ocorre nas ondas theta; o sono profundo no estado de ondas delta, já a condição de relaxamento é caracterizada pelas ondas alfa. Para quem tiver interesse em aprofundar os estudos da consciência (ser, ego, personalidade) e interpretar os diferentes estados alterados da consciência, o Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC) oferece ao leitor a oportunidade de fazer o Curso Integrado de Projeciologia e Conscieciologia (CIP). Esse curso apresenta aulas teóricas e práticas, focadas no desenvolvimento da projetabilidade lúcida e de outros fenômenos parapsíquicos (estados alterados da consciência), que extrapolam os cinco sentidos físicos. William Nascimento é técnico em enfermagem, pesquisador, voluntário e docente do Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC) em Curitiba, Paraná, instituição de educação e pesquisa científica, laica, sem fins de lucro, cujo objetivo é estudar a consciência (ser, ego ou personalidade humana) e a ampla extensão de suas habilidades. Conheça e participe da programação gratuita do IIPC com Palestras Públicas e Seminários de Pesquisas sobre diversas temáticas, na cidade mais próxima de você acessando o site www. iipc.org ou informe-se pelo fone (41) 3233-5736.

regras

Anac estuda mudanças no transporte de bagagem Entre as novidades estão a redução do prazo para localizarem bagagens extraviadas

As companhias, a partir da regra, terão um prazo de sete dias para localizar a bagagens que não tenham chegado no mesmo voo do passageiro, prazo era de 30 dias, e em caso de perda, o limite de tempo para a indenização cairá de 30 dias para 14 dias

A

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai colocar as novas regras para transporte de bagagem em consulta pública, até o dia 26 de abril. Aprovadas pela diretoria colegiada do órgão, as novas Condições Gerais de Transportes Aplicáveis ao Transporte Aéreo Doméstico e Internacional de Bagagem também vão ser tema de uma audiência pública presencial, no dia 22 de abril na sede da Anac, em Brasília. Entre as novidades propostas estão a redução do prazo para as empresas aéreas localizarem bagagens extraviadas e indenizarem o passageiro, em caso de não loca-

lização da mala, e o pagamento de uma ajuda de custo ao viajante que esteja fora de seu domicílio e seja prejudicado pelo extravio. O prazo para a companhia localizar as bagagens que não tenham chegado no mesmo voo do passageiro, que é até 30 dias, deve ser reduzido para sete dias. Em caso de perda, o limite de tempo para a indenização cairá de 30 dias para 14 dias. Segundo a Anac, caso o passageiro se encontre fora de seu domicílio e sua mala seja extraviada, a ajuda de custo, para “eventuais emergências”, será de, no mínimo, 100 DES (Direitos Especiais de Saque), índice usado no transporte

aéreo internacional que equivale a aproximadamente R$ 300. Pela nova proposta, a franquia de bagagem despachada em voos internacionais será padronizada em dois volumes de 32 quilos. Em voos domésticos, a franquia mínima autorizada deverá ser de 23 kg para aeronaves com mais de 30 passageiros, 18kg as que transportam entre 21 e 30 passageiros, e 10 kg para aquelas com até 20 assentos. Em voos para a América Latina e Caribe a franquia aumenta de 20 kg para 23 kg. Em relação à bagem de mão, a franquia, que atualmente é limitada a 5 kg, pode aumentar. As empresas deverão permitir uma franquia mí-

nima de 5 kg e informar, de forma clara, no contrato de transporte, os limites de peso, dimensão e número de volumes aceitos. O passageiro também deve ser informado, no momento da compra do bilhete, sobre os valores cobrados pelo excesso de bagagem. As companhias aéreas poderão ofertar aos passageiros tarifas menores com franquia reduzida nos voos internacionais (exceto para Américas do Sul e Central). “Com a diversificação de preços e franquias, o passageiro terá mais opções para adequar a compra de acordo com suas necessidades”, informou a Anac.

MEC divulga regras do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União portaria com as regras do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), marcado para o dia 24 de novembro. O Enade tem o objetivo de medir o rendimento dos alunos dos cursos de graduação quanto aos conteúdos programáticos, às suas habilidades e competências. Ele é usado para compor o Conceito Preliminar de Curso (CPC), que mede a qualidade dos cursos em uma escala de 1 a 5. Os resultados 1 e 2 são considerados insatisfatórios, o 3, razoável e o 4 e

o 5, bons. Nesta ano, serão avaliados os cursos de bacharelado em agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social e zootecnia. Também serão avaliados os cursos técnicos de agronegócio, gestão hospitalar, gestão ambiental e radiologia. Devem fazer o exame, os estudantes que ingressaram no curso em 2013 e que tenham concluído até 25% da carga horária mínima do currículo do curso até o término

do período. Também fazem a prova estudantes que tenham expectativa de conclusão do curso até julho de 2014, assim como aqueles que tiverem concluído mais de 80% da carga horária mínima do currículo do curso. Os dirigentes das instituições de ensino superior são os responsáveis pela inscrição de todos os estudantes habilitados, que devem ser feitas de 9 de julho a 16 de agosto pelo endereço eletrônico: http://enade.inep. gov.br. Cabe também às instituições a divulgação da lista de estudantes habilitados. Do dia 20 ao dia 30 de

Senador participa de encontro com ministro da Agricultura O senador Sérgio Souza (PMDB/ PR) participou de reunião com o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, e com o deputado federal Osmar Serraglio (PMDB/PR) para conversar sobre o Agricultural Outlook Forum South America. Souza é coordenador político no Senado Federal da Frente Parlamentar da Agropecuária, e Serraglio é coordenador da Bancada Federal do Estado do Paraná. O jornalista Giovani Ferreira, coordenador da Expedição Safra Gazeta do Povo, também estava presente. O evento será realizado pelo Conselho Agropecuário do Sul (CAS) e é destinado a discutir as tendências do agronegócio no Brasil e no mundo a partir das perspectivas da América do Sul. O CAS é um conselho que reúne os ministros da Agricultura de seis países - Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile e Bolívia. A parceria

A reunião foi destinada a debater as diretrizes do evento Outlook Forum South America, que será realizado pelo Conselho Agropecuário do Sul

está sendo negociada desde agosto de 2012. O Outlook deve ocorrer em novembro, em Foz do Iguaçu (PR) com a presença de representantes de pelo menos 30 países.

“Nos reunimos com o ministro para apresentar e discutir o tema por entender que é importante para a área”, destacou Sérgio Souza.

agosto, as instituições poderão fazer inclusões ou retificações, no mesmo endereço eletrônico. As diretrizes para o exame serão divulgadas até o dia 31 de maio. Entre 22 de outubro e 24 de novembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizará o Questionário do Estudante, de preenchimento obrigatório, pelo site: http://portal.inep.gov.br. Somente depois do preenchimento do questionário, o estudante terá acesso ao local de prova e poderá imprimir o Cartão de Informação.

Comboio com 100 mil toneladas fica parado O fechamento da Hidrovia Tietê-Paraná impede que 100 mil toneladas de carga, predominantemente soja, cheguem ao seu destino. A previsão é que a hidrovia seja liberada na próxima quartafeira. Segundo Casemiro Tércio Carvalho, diretor do Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo, a responsabilidade do acidente é “inteiramente da ADM/Sartco”, empresa responsável pela barca que colidiu com uma torre de linha de transmissão de energia elétrica. Na última sexta-feira a embarcação Mepla 4 desviou 350 metros da sua rota e bateu na torre, que caiu e atingiu outras cinco. Parte da linha de transmissão ficou solta no leito do rio, impedindo a navegação.


www.iCNE WS.com.br

Indústria&Comércio Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | EDIÇÃO ESPECIAL

DIÁRIO. Mais que notícias. inteligência. conhecimento.

Curitiba comemora 320 anos Fundada em 29 de março de 1693, a Capital ecológica, de mais de 1.850.000 habitantes, dos 75 bairros, de clima subtropical, a cidade sorriso, dos parques, das quatro estações em

CMYK

um só dia, do Festival de Teatro, do coral de Natal, das estações tubo, dos bares do Batel, da gastronomia de Santa Felicidade, da agitação do Centro, das fábricas da Cidade Industrial, da

Michel Willian

cidade histórica do São Francisco, da grande população do Sítio Cercado, da tranquilidade do Umbará, dos palácios do Centro Cívico, completa 320 anos de história.


Especial Curitiba, 320 anos Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C2 | Indústria&Comércio

Prato com tilápia ganha concurso de gastronomia

Paixão de Cristo este ano será encenada no BioParque

O prato batizado de Tilápia - Um dia em Curitiba, produzido por Hiro Nakirimoto, foi o primeiro colocado no Concurso de Gastronomia Curitiba O tradicional espetáculo da Paixão de Cristo do grupo Lanteri será realizado este ano no BioParque, no bairro Uberaba, devido às obras na Pedreira Paulo Leminski, palco da encenação desde 1991

O prato batizado de “Tilápia – Um dia em Curitiba”, produzido por Hiro Nakirimoto, foi o primeiro colocado no Concurso de Gastronomia Curitiba 320, realizado na última sexta feira (22) pela Secretaria de Abastecimento (SMAB) como parte do calendário de aniversário do município. Proprietário do Restaurante Toca de Camarão, instalado no Mercado Regional Cajuru, Nakirimoto inspirou-se na instabilidade climática curitibana para produzir a iguaria. Além da tilápia, o comerciante incluiu na receita ingredientes quentes e frios, completando a composição com frutas e aproveitamento de sobra de arroz na produção de um bolinho que contribuiu para a apresentação do prato. Ilza Agottani, que atua no Restaurante Anarco, foi a segunda classificada, com o prato “Polenta Curitibana”. E a terceira colocada foi Marly Dea, do Restaurante Mister, com a receita de “Batata Curitibana”. Os dois restaurantes estão instalados no Mercado Municipal, onde foi realizada a disputa entre os oito participantes. Os outros concorrentes apresentaram receitas diversas inspiradas pela diversidade étnica encontrada em Curitiba, como cuscuz, pato, muqueca, panqueca e tortas doces. Sabor, textura, cor, tradição, composição saudável, apresentação, economia e praticidade foram os tópicos avaliados pelos jurados convidados.  “Os participantes ficaram felizes com a oportunidade de demonstrar a qualidade da arte culinária que praticam nas feiras e nos mercados Municipal e Regional Cajuru. Foi o que impressionou os jurados, que também elogioaram a diversidade de pratos apresentados”, afirmou o diretor das unidades de abastecimento da secretaria, Nivaldo Vasconcellos. O diretor disse que o órgão pretende dar continuidade ao trabalho no próximo ano.  “Nosso objetivo é promover a gastronomia local praticada por permissionários, parceiros, que atuam nas feiras livres e mercados.

O

tradicional espetáculo da Paixão de Cristo do grupo Lanteri será realizado este ano no BioParque, no bairro Uberaba, devido às obras na Pedreira Paulo Leminski, palco da encenação desde 1991. A apresentação acontece às 19 horas desta sexta-feira (29). O ingresso será a doação de um quilo de alimento não perecível, que será distribuído a instituições assistenciais. A Urbs vai colocar uma linha especial de ônibus gratuita na Praça Rui Barbosa, fazendo a ligação direta, sem paradas no percurso, com o BioParque. O primeiro ônibus no sentido BioParque sairá às 14h30 – os seguintes sairão conforme a demanda do público. Fiscais da Urbs estarão na Rui Barbosa liberando ônibus a ônibus. O último sairá às 18h30. O retorno dos ônibus para a Praça Rui Barbosa começa às 21 horas. A Prefeitura orienta a população para que utilize somente os ônibus gratuitos para ir ao BioParque, porque não haverá estacionamento no local. A montagem do Lanteri, encenada há 35 anos, envolve mais de 1.200 profissionais e apresenta de forma dinâmica as principais passagens da vida de Jesus Cristo. Entre as cenas retratadas estão o batismo, o sermão da montanha, a cura do cego, a ressurreição de

Curitiba: Ruas da Cidadania ganham novo espaço para atendimento ao cidadão Everson Bressan/SMCS

Prefeito Gustavo Fruet abre oficialmente o Espaço Cidadão da Rua da Cidadania na Regional Santa Felicidade

A Regional Santa Felicidade ganhou o Espaço Cidadão, uma central de informações avançada da Prefeitura onde a população poderá protocolar documentos e realizar a triagem de documentação necessária aos diversos serviços oferecidos nas administrações regionais. A inauguração do espaço foi feita com a presença do prefeito

Gustavo Fruet. No local também é possível cadastrar solicitações e reclamações dirigidas ao 156, central de atendimento ao cidadão da Prefeitura de Curitiba. O Espaço Cidadão conta também com um profissional treinado na linguagem de libras para realizar o atendimento a pessoas com deficiência auditiva.

Indústria&Comércio

EXPEDIENTE Fundador e Presidente Odone Fortes Martins Reg.Prof. DRT/PR: 6993

Diretor de Redação Eliseu Tisato Reg.Prof. DRT/PR: 7568

Editor de Projetos Especiais Odailson Spada

ofm@induscom.com.br

editor@induscom.com.br

spada@induscom.com.br

Redação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fone: (41) 3333.9800 E-mail: pauta@induscom. com.br

CMYK

O serviço, que funciona das 8 às 18 horas, também está sendo implantado nas Ruas da Cidadania de Santa Felicidade, Pinheirinho e Cajuru. Até o final do ano, o Espaço Cidadão deverá ser implantado nas outras seis ruas da cidadania.  “É uma forma de facilitar a vida do cidadão, concentrando vários serviços num só ponto”, disse Fruet.

Publicidade Legal e Assinaturas: Fones: (41) 3333.9800 | 3334.4665 e-mail: publegal@induscom.com.br

Diretora Comercial Janete Machado de Lima

Gerente Comercial Luiz Carlos Machado

(comercial@induscom.com.br)

(comercial1@induscom.com.br)

Fone: 41 9977-88004

Parque Gráfico e Circulação: Rua Imaculada Conceição, 205 - Curitiba - PR Fones: (41) 3333.9800 3322.1012

Fone: 41 9117-4055

Direção e Comercial: Rua Presidente Faria, 533 Centro - Curitiba Fone: (41) 3322.1012 comercial@induscom.com.br

Lázaro, o apedrejamento da mulher adúltera, a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, a Santa Ceia, a Crucificação e a Ressurreição de Cristo. Para dar vida às cenas, o grupo espalha som e luz pelos diferentes palcos, além de acrescentar vários efeitos especiais.

nos bairros

Praças e espaços comunitários de vários bairros de Curitiba vão abrigar na Sexta-Feira Santa mais sete espetáculos que revivem a Paixão de Cristo. As encenações acontecem no Bairro Novo, Abranches, Pinheirinho, Xaxim, São Braz e Santa Quitéria. No Pinheirinho, haverá espetáculos em dois locais. Os grupos teatrais foram selecionados por meio de edital da Fundação Cultural de Curitiba e receberam apoio financeiro para as montagens, dentro da proposta de valorizar as tradições populares.

Serviço: Encenações da Paixão de Cristo Data: 29 de março de 2013 (Sexta-Feira Santa) Locais e horários: Uberaba (Bio Parque – Av. Senador Salgado Filho, 7.636) – Às 19 horas, apresentação de “Vida, Paixão e Morte de Jesus Cristo” pelo Grupo Lanteri. Ingresso: doação de um quilo de alimento não perecível.

Bairro Novo (Rua da Cidadania Bairro Novo – R. Tijucas do Sul, 1.700) – Às 20 horas, espetáculo da Equipe Teatral Arte e Vida. Entrada franca. Abranches (Palco montado na Praça Acir Macedo Guimarães – R. Carmelina Cavassim, s/ nº) – Às 20 horas, espetáculo da Associação Cultural Êxodus. Entrada franca. Pinheirinho (Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos – R. João Malta de Albuquerque Maranhão, 341) – Às 18 horas, espetáculo do Grupo de Jovens Mãe Maria. Entrada franca. Pinheirinho (Santuário Nossa Senhora do Sagrado Coração – R. Nicola Pellanda, 545) – Às 19 horas. Entrada franca. Xaxim (Paróquia São Francisco de Assis – R. Francisco Derosso, 715) – Às 20 horas, espetáculo do Grupo de Teatro Amor em Cena. Entrada franca. São Braz (Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho – R. Carmela Tosato, 11) – Às 20 horas, apresentação do Grupo Lemuel. Entrada franca. Santa Quitéria (Estádio Maurício Fruet – R. Brasílio Ovídio da Costa, 1.830) – Às 20 horas, apresentação do Grupo JUC – Obras de Assistência Social Dom Orione. Entrada franca.


Especial Curitiba, 320 anos Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C3 Sandro Nascimento (Alep)

Menção Honrosa: Solenidade proposta pelo deputado Ney Leprevost homenageou os 320 anos de Curitiba e as lideranças, profissionais e empresas que se destacaram na defesa dos interesses da cidade

Diário Indústria&Comércio recebe homenagem na Assembleia Legislativa A

Assembleia Legislativa prestou homenagem, na terçafeira, à cidade de Curitiba, que está comemorando 320 anos, ao reconhecer com o diploma de Menção Honrosa, durante sessão solene, o trabalho de personalidades que contribuíram e que contribuem para o desenvolvimento da Capital do Paraná e para o bemestar de seus cidadãos. Na ocasião,

o deputado Valdir Rossoni (PSDB), presidente do Poder Legislativo, afirmou que “vivemos no que há de melhor neste país tão carente – e precisamos manter isso para o nosso bem e para que as outras cidades se espelhem neste exemplo”. Rossoni disse que tinha muito orgulho em participar da homenagem aos 320 anos desta que é, sem dúvida, a melhor capital do país

para se viver. “Sou forasteiro, como muitos dos senhores e senhoras aqui, e por isso posso falar sem ser levado pelo sentimento natural dos nativos. Exemplo do sucesso do convívio e miscigenação das raças que habitam uma cidade planejada, que sempre se preocupou com a ecologia. E apesar do crescimento vertiginoso dos últimos anos, foca seu desenvolvimento em proje-

Sandro Nascimento (Alep)

CURITIBA 320 ANOS

A Lavitta Engenharia Civil tem orgulho de ser Curitibana e de estar atuando e contribuindo para o crescimento da cidade de forma sustentável respeitando os cidadãos e o meio ambiente. Parabéns Curitiba pelos seus 320 anos!

MEMBRO

WWW.LAVITTA.COM.BR CMYK

Ney Leprevost: “Como já afirmava o governador Bento Munhoz da Rocha, que dizia que o Paraná era a terra de todas as gentes, assim é Curitiba, uma cidade de todas as gentes”

tos para manter recentemente o tância de Curitiba para sua vida. o bem estar da ex-prefeito foi “Vale a pena viver em Curitiba”, população”, envítima de uma frisou. A secretária falou ainda so“Esta homenagem fatizou o deputaviolenta tentati- bre a sua experiência na Prefeitura é para nós um do. Ele lembrou va de assalto. da Capital, quando ao lado do então também que foi Por seu tur- prefeito Beto Richa desenvolveu incentivo que acolhido com no, Saul Raiz uma série de ações e programas. nos motiva a carinho pela cifalou em nome “Fizemos uma cidade muito bonita prestar ainda dade, onde chedos homenage- de se viver”, declarou. Lembrou gou ainda muito ados, chaman- que 65% das pessoas foram retimais informações jovem. “Nestes do a atenção radas da miséria, um exemplo do com precisão e anos de convide todos para comprometimento do gestor da vência aprendi o alarmante ce- época com a busca de qualidade de qualidade para os a amar esta cido tráfico vida para os moradores da cidade. leitores curitibanos ” nário dade, e um dos e do consumo A secretária garantiu que hoje o ODONE FORTES MARTINS, meus sonhos sede drogas. “Não Governo do Paraná trabalha com PRESIDENTE DO DIÁRIO ria ter um Brasil podemos perder o mesmo empenho, para levar INDÚSTRIA&COMÉRCIO onde todas as essa batalha. todos os serviços e programas outras cidades Recentemente aos 399 municípios do estado. se espelhassofri esse aci- Durante a solenidade, o presidente sem em Curitiba”, concluiu. dente e vi diante de mim um jovem Valdir Rossoni lembrou ao Plenário Segundo o deputado Ney Leprevost com um revólver disposto a matar”, lotado o esforço que vem sendo (PSD), proponente da homenagem, relatou. Segundo ele, “temos que desenvolvido na Assembleia, que o aniversário da fundação da Ca- nos unir em busca de soluções vive momentos de profundas transpital é o momento de demonstrar porque todas as grandes obras formações. gratidão àqueles que ajudaram a realizadas não terão valor algum De acordo com Rossoni, é imconstruir Curitiba, onde descen- se perdermos essa luta contra as portante que todos os cidadãos dentes de todas as etnias e pessoas drogas”. Raiz disse ainda que estava acompanhem as atividades do vindas das mais diversas regiões muito sensibilizado com a homena- Legislativo, fiscalizando, propondo vivem juntos, com paz, respeito e gem, e que a sugestões e mucaridade cristã. transferia a todanças. O presi“Nestes anos de De acordo com o parlamentar, dos os demais dente falou, iguala Capital é uma cidade maravilho- presentes. da reforma convivência aprendi mente, sa, mas cheia de desafios. “Como A secretária administrativa e a amar esta cidade, já afirmava o governador Bento de Estado Ferdas economias Munhoz da Rocha, que dizia que nanda Richa, feitas pelo Pare um dos meus o Paraná era a terra de todas as da Família e lamento, que desonhos seria ter um gentes, assim é Curitiba, uma ci- Desenvolvivem chegar a R$ dade de todas as gentes”, declarou. mento Social, 500 milhões em Brasil onde todas Ao falar sobre os homenageados que represenquatro anos. “São as outras cidades durante a sessão, Leprevost enalte- tou o governarecursos que estão se espelhassem em ceu a presença do ex-prefeito Saul dor Beto Richa sendo devolvidos Raiz, descrevendo-o como exem- na solenidade ao Poder ExecuCuritiba” plo de homem público, honesto e e foi também tivo e aplicados presidente da ALEP, íntegro. “Ele simboliza a fibra dos homenageada, em programas que deputado Valdir Rossoni curitibanos, que não se entregam deu um breve estão beneficiando nunca e lutam pela vitória”, subli- depoimento muitos paranaennhou, lembrando que ainda muito sobre a imporses”, informou. 


Especial Curitiba, 320 anos Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C4 | Indústria&Comércio

CMYK


Especial Curitiba, 320 anos Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C5 Everson Bressan/SMCS

Onze reservas particulares foram consolidadas e mais 20 estão em processo de implantação

Projeções fotográficas movimentam a Praça Rui Barbosa DPC/FCC

Prefeito Gustavo Fruet durante visita na regional Santa Felicidade

Praça Garibaldi, na década de 1950. Foto e coleção: Anita Strebel

Meio ambiente

Capital ganha a 12ª Reserva Particular Natural

A

Reserva Airumã, uma propriedade de 36 mil metros quadrados de área verde nativa, no bairro São João, na Regional de Santa Felicidade, foi oficialmente transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural Municipal (RPPNM). O decreto que torna a reserva protegida foi assinado pelo prefeito Gustavo Fruet no dia 21 de março, e entregue à proprietária da área, Terezinha Vareschi, que também é presidente da Associação dos Protetores de Áreas Verdes de Curitiba e Região Metropolitana (Apave).  “A preservação do patrimônio natural e a ampliação das áreas verdes representam um imenso desafio da administração. Este

é um ato para demonstrar o que queremos para o futuro da cidade”, afirmou Fruet. O ato de assinatura, que integra as comemorações do aniversário do município, ocorreu durante a visita do prefeito ao bairro de Santa Felicidade, onde conversou com moradores e com servidores dos equipamentos do Município na região. A cerimônia contou com a presença do secretário municipal de Meio Ambiente, Renato Lima, do presidente da Câmara Municipal, Paulo Salamuni, de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PR), do Ministério Público (MP) e outras entidades e personalidades representativas na área de meio ambiente. Esta é a 12ª RPPNM criada em

Curitiba. Outras onze reservas particulares foram consolidadas e mais de 20 estão em processo de implantação. A primeira foi criada em 2007, na área de preservação do Rio Cascatinha, na bacia do Barigüi, com 8 mil metros quadrados de floresta com araucária, além da mata ciliar. “É o particular que se torna coletivo”, disse a proprietária da Airumã, Terezinha Vareschi, que pretende transformar a nova reserva em um modelo. Para ela, “esta é uma política inovadora que poderá garantir aos remanescentes de florestas de Araucária a perpetuação”.  Na Reserva Airumã, que significa Estrela da Manhã em tupi guarani, são desenvolvidos projetos voltados à educação ambiental

R$ 2 BILHÕES O MAIOR INVESTIMENTO DA HISTÓRIA DA SANEPAR É NA SUA QUALIDADE DE VIDA.

CMYK

para escolas, de criação de abelhas sem ferrões – meliponicultura –, e de jardinagem urbana; além de servir como ponto de encontro para a discussão de questões relacionadas ao meio ambiente.   Durante a visita à Regional de Santa Felicidade, Fruet também visitou o Distrito de Manutenção do bairro (DMU), responsável pelos serviços básicos de roçagem, tapa-buraco e outros; a Escola Municipal Foz do Iguaçu; a CMEI Lygia Carneiro e a Unidade de Saúde Pinheiros. Em todos os locais o prefeito cumprimentou e conversou com servidores. Em todo o roteiro, o prefeito foi acompanhado pela administradora regional de Santa Felicidade, Maria José Ripol Serenato.

No corre-corre da volta para casa e entre um ônibus e outro, muitos transeuntes pararam na última segunda-feira (25) para observar o que se via de longe: a Curitiba antiga e a atual projetadas no alto da parede do edifício Vila Rica, na praça Rui Barbosa. A projeção de 40 fotos em homenagem aos 320 anos da capital iniciou com imagens  do Largo da Ordem em 1906, das ruas da década de 20, das praças Garibaldi e 19 de Dezembro dos anos 30, até chegar à atualidade com a Ópera de Arame, Parque Tanguá, Jardim Botânico  e a Praça Osório repleta de tendas das tradicionais feiras da cidade. O preto e o branco se misturaram ao colorido contemporâneo na projeção, que também homenageou, neste mês da mulher, as curitibanas trabalhadoras, com imagens de atendentes de balcão do passado e de profissionais da atualidade, entre as quais mestres de obras, guardas municipais e agentes comunitárias. “É uma emoção participar deste momento, que vai ficar marcado para sempre”, diz a síndica do edifício Vila Rica, Valnete Martineli Merlo. O prédio também tem suas histórias - foi, durante décadas, a moradia da poetisa Helena Kolody.  Como um túnel do tempo, as fotos provocaram a emoção e o saudosismo de quem viveu a Curitiba do passado e a reação de surpresa dos mais jovens. As fotos são, principalmente, do acervo da Fundação Cultural de Curitiba e fazem um resgate histórico da capital das décadas de 20 a 60. Algumas pertencem à coleção Anita Strebel, fotógrafa que registrou a Curitiba do século20. O passado e o presente de Curitiba são expostos alternadamente, relembrando também as mulheres em seus ofícios de antigamente e em seus novos e diferentes postos de trabalho. São 40  imagens, projetadas em paredes, na dimensão de uma tela de cinema. Para assistir, basta dar uma pausa na caminhada pelas ruas da cidadania e aproveitar.

A Sanepar está realizando o maior investimento de todos os tempos na ampliação dos sistemas de água e esgoto no Paraná, com mais de R$ 2 bilhões em obras em todas as regiões. São novas redes de distribuição de água e coleta de esgoto, adutoras, poços, reservatórios, Estações Elevatórias e Estações de Tratamento. Porque cuidar da água é cuidar da gente. Veja as obras em www.sanepar.com.br


Especial Curitiba, 320 anos Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C6 | Indústria&Comércio Jaelson Lucas / SMCS

Recem nascida hipopótoma Glória, durante as festividades de 31 anos do zoológico

Zoológico de Curitiba completa 31 anos e ganha novo habitante Foi em clima de festa que 200 estudantes de escolas municipais de Curitiba e dezenas de escoteiros participaram, ao lado do prefeito Gustavo Fruet, das atividades de comemoração pelos 320 anos de Curitiba e pelos 31 anos do Zoológico da cidade, no último sábado. O evento também serviu para o lançamento da Maratona Infantil e Juvenil da Sustentabilidade, da Prefeitura de Curitiba. Durante as comemorações no Zoológico, foi realizado o batizado da nova moradora do local, a fêmea de hipopótamo nascida no mês passado e que recebeu o nome de Glória, em votação popular. O prefeito Gustavo Fruet e a presidente da Fundação de Ação Social, Marcia Oleskovicz Fruet, assinaram o registro de nascimento do animal. Os secretários municipais da Educação, Roberlayne Borges Roballo, e do Meio Ambiente, Renato Lima, foram as testemunhas. “São ações que nos fazem festejar, mas, sobretudo, que demonstram a necessidade de desenvolvermos nas futuras gerações a consciência de que o meio ambiente precisa ser cuidado e respeitado”, disse Fruet.

CMYK

População pode sugerir prioridades para Orçamento Os cidadãos de Curitiba já podem enviar sugestões para o orçamento da cidade para o ano que vem. A consulta sobre as prioridades para 2014 está disponível na internet, no endereço www.curitiba.pr.gov. br/participe. Entre os dias 4 e 17 de abril, a Prefeitura promoverá também uma série de nove consultas públicas em bairros, para que a população participe da discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Também será possível participar por meio do Twitter e do Facebook e ainda de conversas online (chats) que acontecerão ao fim de cada consulta pública. A consulta pela internet consiste num questionário que permite ao cidadão indicar onde acha que a Prefeitura deve aplicar os recursos do Município. Cada pessoa pode apontar até três prioridades. Além de escolher as áreas prioritárias para investimento – como saúde, educação, transporte, segurança, iluminação –, o cidadão pode detalhar a regional, o bairro e até a rua onde deseja ver as melhorias. Para participar, é necessário preencher um cadastro com dados pessoais.

Além de opinar pela internet, os cidadãos estão sendo convocados a participar pessoalmente das consultas públicas, que serão realizadas em cada uma das nove Administrações Regionais da cidade, sempre das 19 às 22 horas. Cada consulta terá um tema ou grupo de temas: saúde; meio ambiente; mobilidade; habitação e urbanismo; educação; juventude, cultura e esporte; segurança; ação social e

abastecimento; desenvolvimento econômico, emprego e renda (veja quadro abaixo com datas e locais). O prefeito Gustavo Fruet participará dos encontros, assim como os secretários municipais das áreas em debate no dia. Ao final de cada consulta, haverá discussão sobre o respectivo tema pela internet. Os cidadãos também poderão participar desse processo por meio dos perfis da Prefeitura no Facebook

(facebook.com/PrefeituraMunicipaldeCuritiba) e no Twitter (twitter.com/Curitiba_PMC). O conteúdo resultante das consultas servirá de base para o documento final da LDO, que será enviado no dia 15 de maio para votação da Câmara Municipal. Antes disso haverá uma audiência pública, entre os dias 10 e 13 de maio, para consolidar a proposta orçamentária.


Especial Curitiba, 320 anos Indústria&Comércio | Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C7

Festa na Santos Andrade celebra os 320 anos O aniversário de Curitiba foi comemorado em uma grande festa antecipada, organizada pela Prefeitura na tarde desta quartafeira na Praça Santos Andrade. Os curitibanos participaram do evento e celebraram os 320 anos da capital paranaense com bolo e a apresentação de um coral de crianças da Rede Municipal de Ensino, que interpretam o hino de Curitiba e diversas canções. No evento, foi lançado pelos Correios o selo personalizado dos 320 Anos de Curitiba, que inclui uma logomarca comemorativa ilustrada por Josiely Cristina Mendes, de 15 anos, participante do Projovem (Programa Nacional de Inclusão de Jovens), ofertado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Vila Verde, na CIC. “Agradeço a todas as crianças da cidade que participaram do projeto de desenhar o selo de Curitiba. O trabalho da Josiely vai correr o mundo levando o nome de Curitiba nessa comemoração dos 320 anos”, disse o prefeito Gustavo Fruet. O prefeito cortou a primeira fatia do bolo de aniversário oferecido pelo Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Estado do Paraná e pela empresa Anaconda, e a entregou à senhora Maria Neusa Rosas, que participa todos os anos das festas de aniversário de Curitiba. O bolo teve a cobertura pintada pelo grafiteiro Fúlvio, que participa de um projeto social da Secretaria Municipal de Educação. Fruet destacou à população algumas das principais ações dos primeiros três meses de gestão. “Queremos que a cidade tenha equilíbrio financeiro, capacidade de investimento e as soluções de seus principais problemas. Vamos fazer a transformação de Curitiba, trazendo a inclusão social e a va-

CMYK

Maurilio Cheli/SMCS

Onde ir Curitiba tem foto em exposição no Shopping Mueller Daniel Rodrigues

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet e a Presidente da Fas, Marcia Fruet cortam o bolo de aniversário de 320 anos da cidade, na praça Santos Andrade

lorização da população, para que a cada aniversário da cidade possamos celebrar as novas conquistas da cidade”, disse. Ele afirmou que até o final de junho todas as obras da cidade estarão em um ritmo normal, em especial as do PAC da Copa. A Prefeitura deve apresentar um novo plano diretor da cidade, que será amplamente debatido com a população. “Será um projeto de planejamento e desenvolvimento sustentável para Curitiba nos próximos quatro anos, estabelecendo também os grandes eixos para a cidade nos próximos 30 anos”, disse o prefeito. O evento de aniversário de Curitiba na Praça Santos Andrade contou com a participação dos secretários municipais e de diversas autoridades. Após a distribuição do bolo, a festa seguiu com a

apresentação de grupos musicais curitibanos.

50 anos do Imap

Pela manhã, Gustavo Fruet participou do 2º encontro do Ciclo de Debates “Estado, Planejamento e Administração Pública no Brasil”, promovido pelo Instituto Municipal de Administração Pública (Imap). “É preciso melhorar a qualidade da relação entre o serviço público e o cidadão”, disse o prefeito. Fruet reafirmou a preocupação da atual gestão em valorizar o servidor, reformular os planos de carreiras, fortalecer o diálogo interno e recuperar a estrutura física de muitas unidades municipais. Também estavam presentes na solenidade a vice-prefeita e secretária municipal do Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves, e a presidente do Imap,

Liana Carleial. O Ciclo de Debates, que também faz parte das comemorações dos 50 anos do Imap, realizou sua segunda edição com o tema “A Participação Cidadã na Concepção e Avaliação das Políticas Públicas”. Mediado pela professora e consultora Thelma Alves de Oliveira, o debate contou com as presenças do professor e coordenador do curso de Tecnologia em Gestão Pública da UFPR, Christian Mendez Alcantara, e do professor do curso de mestrado profissional de Planejamento e Governança pública da UTFPR, Francisco Farah Jr. “O ciclo de debates é o eixo central da nossa comemoração”, afirmou Liana. “Sua função é fazer refletir sobre a relação entre o Estado e a sociedade e também o papel do servidor público”, explicou.

Isabelle F.F. Rodrigues junto à imagem selecionada para exposição

O Shopping Mueller realizou o concurso “Um Olhar sobre a Cidade”, que visava mostrar os pontos de Curitiba vistos pelos olhos de fotógrafos não profissionais. A ação promocional é alusiva aos 320 anos da capital paranaense e a exposição das imagens iniciou na noite de quarta-feira, com coquetel para imprensa e convidados. A equipe do site Onde ir Curitiba tem a fotografia como um hobby e todos sempre buscam clicar imagens diferenciadas da cidade, divulgandoas em suas redes sociais. Para o concurso do shopping, a equipe enviou duas imagens e teve o privilégio de ter uma das fotos selecionada dentre mais de trezentas inscritas. O click foi feito por Isabelle Ferreira Fiedler Rodrigues, que fotografou o próprio Shopping Mueller, junto à uma belíssima visão de Curitiba ao entardecer. Durante o coquetel, a foto foi bastante elogiada pelos presentes e ficará exposta junto às outras dezenove imagens selecionadas no piso dos cinemas até dia 21 de abril. Para conhecer as outras imagens clicadas pela equipe do Onde ir Curitiba, acesse: www.facebook.com/ondeircuritiba


Especial Curitiba, 320 anos Curitiba, sexta-feira, 29 de março de 2013 | C8 | Indústria&Comércio

Jucepar apresenta sistema on-line História de reserva de nome da empresa Mecanismo passa a funcionar a partir desta segunda-feira A Junta Comercial do Paraná (Jucepar) realizou o III Encontro Anual de Operadores, que reuniu cerca de 130 relatores de 58 escritórios regionais do órgão no Estado. São funcionários das prefeituras e associações comerciais, que atuam em parceria com a Jucepar para atender o empreendedor na criação da sua empresa. No encontro foi apresentado aos participantes um novo sistema que permite a reserva do nome empresarial por até 30 dias. O serviço faz parte do programa Empresa Fácil, lançado na atual gestão pela Jucepar-PR e inspirado em programa de Minas Gerais e referência para o país. “O programa Empresa Fácil cumpre a meta de governo de facilitar o empreendedorismo, estimular o crescimento da economia e a geração de emprego”, afirma o presidente da Jucepar do Paraná, Ardisson Naim Akel. O primeiro produto desenvolvido no Empresa Fácil, lançado nesta quinta-feira, é a reserva de nome. O novo empreendedor pode consultar na internet, através do site www.jucepar.pr.gov.br, um nome viável para sua empresa e deixá-lo reservado por um prazo de 30 dias, até viabilizar toda a documentação para a abertura da empresa. Segundo Akel, o sistema permite uma consulta rápida, feita pela internet, e gratuita. “Está dentro da linha do governo Beto Richa, que é um governo amigo do empreendedor. Nós queremos implantar logo os produtos para desburocratizar os serviços, utilizando a tecnologia da informação, instrumentos modernos de controle de registros e treinamento dos relatores”, ressaltou Akel. O Paraná é o segundo Estado a aderir os moldes do programa, que já tem um piloto no Distrito

CMYK

E

m 29 de março de 1693, o capitão-povoador Matheus Martins Leme, ao coroar os “apelos de paz, quietação e bem comum do povo”, promoveu a primeira eleição para a Câmara de Vereadores e a instalação da Vila, como exigiam as Ordenações Portuguesas. Estava fundada a Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, depois Curitiba. A mudança do nome da vila e da rotina do povoado veio em 1721, com a visita do ouvidor Raphael Pires Pardinho, hoje nome de praça na cidade. Ele foi, provavelmente, a primeira autoridade a se preocupar com o meio ambiente da cidade, iniciando uma tradição pela qual Curitiba hoje é reconhecida internacionalmente. Já naquela época, o ouvidor determinou aos habitantes que tivessem determinados cuidados com a natureza. O corte de árvores, por exemplo, só poderia ser feito em áreas delimitadas. E os moradores ficavam obrigados a limpar o Ribeiro (hoje Rio Belém), a fim de evitar o banhado em frente à igreja matriz. O ouvidor Pardinho estabeleceu também que as casas não poderiam ser construídas sem autorização da Câmara e deveriam ser cobertas com telhas. As ruas já iniciadas teriam de ser continuadas, para que a vila crescesse com uniformidade. Esquecida pelos governantes da Capitania de São Paulo, Curitiba passou por um período de extrema pobreza. A prosperidade só viria a partir de 1812,

Perfil Ardisson Naim Akel , presidente da Jucepar, no III Encontro Anual de Operadores, realizado na Junta Comercial do Paraná

Federal. Esta é a primeira etapa do projeto a ser implantado no Paraná, cujo objetivo é reduzir o prazo de abertura de uma empresa para cerca de 8 dias, de acordo com Alex Francisco de Oliveira Barbosa, diretor de Tecnologia da Junta Comercial de Minas Gerais. A Junta Comercial do Paraná não teve custo para o desenvolvimento do novo sistema, que foi feito em parceria a Junta Comercial de Minas Gerais, o Sebrae Nacional e o Departamento Nacional de Registro do Comércio (DNRC). “É um trabalho de integração para simplificar a vida do cidadão empreendedor”, afirma Barbosa. Numa segunda etapa, será feita

a implantação de um sistema de geração de documentos pré-padronizados, para facilitar a comunicação com a Receita Federal e a Secretaria da Fazenda.

RECICLAGEM

O encontro anual de Operadores da Jucepar serve para reciclagem do conhecimento dos funcionários com relação ao registro mercantil. Sueli Linares, da Associação Comercial de Arapongas, no Norte do Estado, considera uma oportunidade de conhecer e se atualizar, reciclar as mudanças para uniformizar os serviços e atender melhor o novo empreendedor. “Quanto mais agilidade e menos burocracia, melhor”, disse ela.

Curitiba é a capital do Paraná, um dos três Estados que compõem a Região Sul do Brasil. Sua fundação oficial data de 29 de março de 1693, quando foi criada a Câmara. No século XVII, sua principal atividade econômica era a mineração, aliada à agricultura de subsistência.O ciclo seguinte, que perdurou pelos séculos XVIII e XIX, foi o da atividade tropeira, derivada da pecuária. Tropeiros eram condutores de gado que circulavam entre Viamão, no Rio Grande do Sul, e a Feira de Sorocaba, em São Paulo, conduzindo gado cujo destino final eram as Minas Gerais. O longo caminho e as intempéries faziam com que os tropeiros fizessem invernadas, à espera do fim dos invernos rigorosos, em fazendas como as localizadas nos “campos de Curitiba”. Aos tropeiros se devem costumes como o fogo de chão para assar a carne e contar “causos”, a fala escandida - o sotaque leitE quentE -, o chimarrão (erva-mate com água quente, na cuia, porque os índios a utilizavam na forma de tererê, com água fria), o uso de ponchos de lã, a abertura de caminhos e a formação de povoados. No final do século XIX, com o ciclo da erva-mate e da madeira em expansão, dois acontecimentos

com o tropeirismo. Ponto estratégico do caminho do Viamão a São Paulo e às Minas Gerais, o povoado viu crescer o comércio com a passagem dos tropeiros. O aluguel de fazendas para as invernadas transferia os habitantes do campo para o povoado. Surgiram lojas, armazéns e escritórios de negócios ligados ao transporte de gado. Junto com o desenvolvimento, em 1853 foi conquistada a emancipação do Paraná. Curitiba se tornou capital, dona de seu destino. Curitiba é uma palavra de origem Guarani: kur yt yba quer dizer “grande quantidade de pinheiros, pinheiral”, na linguagem dos índios, primeiros habitantes do território. Nos primórdios da ocupação humana, as terras onde hoje está Curitiba apresentavam grande quantidade de Araucaria angustifolia, o pinheiro-do-Paraná. A árvore adulta tem a forma de uma taça. Sua semente é o pinhão, fonte de proteína e alimento de grande consumo, in natura ou como ingrediente da culinária regional paranaense. O pinhão servia de alimento a um pássaro também encontrado em grande quantidade no começo da ocupação do território: a gralha-azul (Cyanocorax caeruleus). De corpo azulado e cabeça preta, a gralha-azul, diz uma lenda, colhia o pinhão com o bico e o enterrava no solo para consumo posterior. Desses pinhões enterrados acabavam nascendo novos pinheiros.

foram bem marcantes: a chegada em massa de imigrantes europeus e a construção da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba, ligando o Litoral ao Primeiro Planalto paranaense. Os imigrantes - europeus e de outros continentes -, ao longo do século XX, deram nova conotação ao cotidiano de Curitiba. Seus modos de ser e de fazer se incorporaram de tal maneira à cidade que hoje são bem curitibanas festas cívicas e religiosas de diversas etnias, dança, música, culinária, expressões e a memória dos antepassados. Esta é representada nos diversos memoriais da imigração, em espaços públicos como parques e bosques municipais. A “mítica imigrante do trabalho” (observação do poeta Paulo Leminski, falecido no século passado) aliada a gestões municipais sem quebra de continuidade, acabou criando uma Curitiba planejada - e premiada internacionalmente, em gestão urbana, meio ambiente e transporte coletivo. A capital do Estado do Paraná, formada num altiplano 934 metros acima do nível do mar, carente de marcos de paisagem oferecidos pela natureza, acabou criando suas principais referências pela ciência e pela mão humana.


Diário Indústria&Comércio  

jornal, economia, curitiba, parana, brasil, negocios, bovespa, financas, aroldo mura, pedro washington, ayrton baptista, eliseu tisato, bet...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you