Issuu on Google+

ANO 06 - NÚMERO 64 - JULHO 2011 | WWW.BATISTADOPOVO.ORG.BR

Jesus Página 3

Foto: Ana Clara Guerra

Ao ver um adolescente com modos muito delicados, muitos não pensam duas vezes antes de zombar e discriminar. Outros acham normal. Afinal, é uma opção

dele. Há ainda os que têm certeza de que ele nasceu assim e que está fadado a viver nessa condição pelo resto da vida. Talvez ninguém questione o que pode

ter acontecido para que o jovenzinho assumisse aquela postura.

Continua na

Página 10

Aconteceu

Aconteceu

Conclusão de mais uma turma do projeto aM´ai

Superando Dia do Pastor a uma homenagem distância de casa especial

Página 8

Página 13

BULLYING: um mal que sempre existiu Página 11

Foto: Rogério Gomes

Pedofilia e Homossexualismo

Página 10


Rua Domingos de Morais, 1100 - 04010-100 . Vila Mariana São Paulo . SP - (11) 5579.3516

EDITORIAL Olá, Estimado Leitor! Frente a inúmeras mudanças nas leis e projetos de lei em nossa sociedade, a igreja vê-se na necessidade de preparar seu rebanho para o que virá e o que já se instaurou. O bullying, união estável entre homossexuais, entre outras decisões do governo supremo, só vêm corroborar o que já conhecemos das escrituras sagradas: “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo”. Uma das passagens mais tristes do evangelho está contida na declaração de Jesus no livro de Mateus 24:12. Como lidar com essas situações? Não somente como cristãos, mas também como membros de uma sociedade, temos que respeitar leis sem, no entanto, desviarmo-nos daquilo em que cremos. É uma tarefa que requer muito além de nossa capacidade humana, independente de nosso conhecimento sobre qualquer assunto. Encararmos com naturalidade duas pessoas do mesmo sexo se beijando nos bancos dos shoppings ou em praças públicas onde passeamos com nossos filhos; colegas de classe baixando a autoestima dos outros alunos sem o conhecimento dos pais ou professores; o tolhimento nos cultos; paradas gays... São questões a serem tratadas no gabinete espiritual. O

que isto quer dizer? Muitas das respostas às nossas dúvidas e conflitos estão nos nossos joelhos, na nossa adoração ao Pai, em entoarmos louvores ao nosso Rei, na comunhão com os irmãos, na leitura das escrituras sagradas, mantendo-nos firmes no caminho que o Pai nos ensinou. Nada disso pode nos ser um sacrifício. Cabe a nós, não transformarmos o mundo, mas transformarmo-nos pela renovação do nosso entendimento, para que experimentemos qual seja a boa e agradável vontade de Deus. “Se Deus não edificar a nossa casa, de nada adianta trabalhar para construí-la. Se Deus não proteger a cidade, de nada adianta a vigilância das sentinelas. Não adianta trabalhar demais para ganhar o pão, levantando cedo e deitando tarde, pois é Deus quem dá o sustento aos que ele ama, mesmo quando estão dormindo. Os filhos são um presente do Deus Eterno; eles são uma verdadeira bênção. Os filhos que o homem tem na sua mocidade são como flechas nas mãos de um soldado. Feliz o homem que tem muitas dessas flechas! Ele não será derrotado, quando enfrentar os seus inimigos no tribunal”. (Salmos 127) Na comunhão com o Pai e assim seja com todos, Monica Pocker Jornal Boa Palavra

Nossos Pastores Sem. Airton Quinelo - IBP Taboão (11) 7515-3281 juninho@batistadopovo.org.br Carlos Pastorelli (11) 9430-7776 carlos@batistadopovo.org.br Edimar José Pires - IBP Taubaté (12) 8124-4100 edimar@batistadopovo.org.br Enéas Tognini (11) 9637-5768 eneastognini@batistadopovo.org.br Ivêner Soler - (Canal Jovem) (11) 7205-1382 ivenersoler@batistadopovo.org.br

Joanã Nogueira IBP Ermelino Matarazzo (11) 7515-3264 joanan@batistadopovo.org.br Jonas Neves (11) 9637-5352 jonasneves@batistadopovo.org.br José Almeida (11) 7547-4454 almeida@batistadopovo.org.br Newton Machado (11) 7547-9837 newton@batistadopovo.org.br Osmar Bento (11) 7205-1937 osmarbento@batistadopovo.org.br

Paulo Falçarella (11) 9605-7340 paulofalcarela@batistadopovo.org.br Ricardo Dawel - IBP Santo Amaro ricardosantoamaro@batistadopovo.org.br Sandro Rubinec - IBP Diadema (11) 7515-3467 sandro@batistadopovo.org.br Tiago Marcolongo - (Radical Teen) (11) 7547-7871 tiago@batistadopovo.org.br Wasmyr Egídio - IBP Indaiatuba (11) 7515-3502 wasmyr@batistadopovo.org.br

Nossos Missionários MOÇAMBIQUE Pr. Aldo Massunda Manuel Germano Manhica: 00 258 825878999 Pr Saize Bana: 00 258 820722730 Pr Manuel Gimo: 00 258 848012143 Francisco Vicente Tomo: 00 258 847848137 Jaqueline Cunha: 00 258 8298 90447 - Suite number # 337 PRIVATE BAG X 11340 - NELSPRUIT 1200 - AFRICA DO SUL JAPÃO Miss. Maria Isabel Dutra 173-0012 Tokyo-To Itabashi-Ku Yamato-cho 7-15-201 - Japan dutraforever@gmail.com TIMOR LESTE Rosa Maria da Conceição Silva rosa_msilva@hotmail.com 0 xx 670 743 1181

GUINÉ-BISSAU Pr. Herbert e Desirré herbertdesire@yahoo.com.br

ORIENTE MÉDIO Naggib missoes@batistadopovo.org.br

INGLATERRA Pr. Samuel Pereira 32, Manor Park Road - Harlesden London - Uk - NW10 4JJ 59a , Rye Lane - Peckham London - UK - SE15 5EX ibppeckham@batistadopovo.org.br Pr. Carlos Gomes Igreja Batista do Povo em Oxford 52, Church Hill Road - Cowley Oxford - OX4 3SF-UK ibpoxford@batistadopovo.org.br

BRASIL Antônio Jone e Vera Lúcia Rocha Rua Mário Marques, 91 - São João Batista 31.510-410 / Belo Horizonte – MG veraejone@yahoo.com.br Ieda Maria de Oliveira Missionária de Base Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo ieda@cepc.org.br Dilma E. G. da Silva Missionária Local - Vila Mariana dilma@batistadopovo.org.br Isabel Santos - (11) 9727-4641 Missionária Local - Vila Mariana isabel@batistadopovo.org.br

ITÁLIA Prs. Fernando Guimarães e Isael Guimarães pastorefernando@hotmail.it Via Alfonso Lorenzine 4 Collegno; Corso Machiavelle 177 Venària

Leia diariamente uma porção da Palavra do Senhor segundo o plano abaixo. PLANO DE LEITURA BÍBLICA ANUAL - JULHO (Dia/Capítulo) 03

Mc 12:1-27; 1Rs 3; Os 6:1-7:2

18

1Co 6; 1Rs 19; Am 3:3-4:3

04

Mc 12:28-44; 1Rs 4-5; Os 7:3-16

19

1Co 7:1-24; 1Rs 20; Am 4:4-13

05

Mc 13:1-13; 1Rs 6; Os 8

20

1Co 7:25-40; 1Rs 21; Am 5

06

Mc 13:14-37; 1Rs 7; Os 9:1-16

21

1Co 8; 1Rs 22; Am 6

07

Mc 14:1-31; 1Rs 8; Os 9:17-10:15

22

1Co 9; 2Rs 1-2; Am 7

08

Mc 14:32-72; 1Rs 9; Os 11:1-11

23

1Co 10; 2Rs 3; Am 8

09

Mc 15:1-20; 1Rs 10; Os 11:12-12:14

24

1Co 11:1-16; 2Rs 4; Am 9

10

Mc 15:21-47; 1Rs 11; Os 13

25

1Co 11:17-34; 2Rs 5; Ob

11

Mc 16; 1Rs 12:1-31; Os 14

26

1Co 12; 2Rs 6:1-7:2; Jn 1

12

1Co 1:1-17; 1Rs 12:32-13:34; Jl 1

27

1Co 13; 2Rs 7:3-20; Jn 2

13

1Co 1:18-31; 1Rs 14; Jl 2:1-11

28

1Co 14:1-25; 2Rs 8; Jn 3

14

1Co 2; 1Rs 15:1-32; Jl 2:12-32

29

1Co 14:26-40; 2Rs 9; Jn 4

15

1Co 3; 1Rs 15:33-16:34; Jl 3

30

1Co 15:1-34; 2Rs 10; Mq 1

16

1Co 4; 1Rs 17; Am 1

31

1Co 15:35-58; 2Rs 11; Mq 2

17

1Co 5; 1Rs 18; Am 2:1-3:2

AGOSTO (Dia/Capítulos) 1) 1Co 16; 2Rs 12-13; Mq 3 2) 2Co 1:1-2:4; 2Rs 14; Mq 4:1-5:1 3) 2Co 2:5-3:18; 2Rs 15-16; Mq 5:2-15 4) 2Co 4:1-5:10; 2Rs 17; Mq 6 5) 2Co 5:11-6:13; 2Rs 18; Mq 7 6) 2Co 6:14-7:16; 2Rs 19; Na 1

Dízimos e ofertas Igreja Batista do Povo: CNPJ: 47.468.590/0001-45 Banco Santander: Agência: 3412 / Conta Corrente: 13000654-9 Banco Bradesco: Agência: 3450-9 / Conta Corrente: 10165-6 Fique por Dentro CEIA DO SENHOR: Participe da celebração da ceia em cumprimento à ordenança que Jesus nos deixou. 1º domingo: às 8h / 2º domingo: às 10h / 3º domingo: às 17h 4º domingo: às 19h / 3ª terça-feira: às 9h / Última quarta-feira do mês, às 15h PARTICIPE DE UMA CÉLULA: Viva em comunhão com outros irmãos e aprenda mais sobre a vida cristã em plenitude. Ligue e procure a célula mais próxima da sua casa. Secretaria de Células: (11) 5579-3516 QUERO SER MEMBRO DA IBP: Se você tem participado de nossas reuniões há algum tempo e gostaria de se tornar membro da nossa igreja, entre em contato com a secretaria para mais informações. (11) 5579-3516 / celulas@batistadopovo.org.br Boa Palavra Rua Domingos de Morais, 1100 - Vila Mariana - São Paulo / SP - Brasil - CEP: 04010-100. O Boa Palavra é uma publicação da Igreja Batista do Povo. Os anúncios contidos nessa edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não tendo a Igreja Batista do Povo nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo e veracidade de tais anúncios. A Igreja não se responsabiliza em fiscalizar ou garantir efetividade do que é anunciado, já que não mantém nenhum relacionamento de qualquer espécie com os empresários e prestadores de serviço que anunciam no Boa Palavra. Dúvidas e sugestões: comunicacao@batistadopovo.org.br - EXPEDIENTE: Presidente: Pr. Jonas Neves de Souza; Jornalista Responsável: Monica Pocker; Coordenadora de Comunicação: Myrian Rosário; Assistente de Comunicação: Ana Clara Guerra; Revisão: Maria Célia Pereira Leite; Colaboração: Helen Ribeiro, Paula Marcolongo e Alessandra Pastorelli - Tiragem: 8.000 exemplares. Departamento Comercial: (11) 5574-1067. Direção Geral: Sonar Propagando

www.batistadopovo.org.br

IBP 30 ANOS

Envie seu testemunho, relatando o chamado de Deus, o impacto do trabalho d´Ele em sua vida e a experiência de servir ao Senhor no Reino. testemunhos@batistadopovo.org.br PARTICIPE!

Casa do Povo: (11) 5579.3516 - secretaria@batistadopovo.org.br Casa da Família: (11) 5084.1145 - familia@batistadopovo.org.br ABCP: (11) 5679.7813 - douglas@abcpovo.org.br IBP Vila Mariana: (11) 5571-3376


Mensagem | Julho de 2011 / 03

MENSAGEM

JESUS é o Senhor da família Os governos de várias nações, inclusive do Brasil, sob os auspícios da ONU, têm empreendido grande esforço para dar uma nova face à família. Entende-se que o Estado não cria, mas é o responsável por governar o que existe. Portanto, se a sociedade, de fato, faz nascer um novo ente, o Estado o reconhece, de direito e regulamenta a sua existência. Como cristãos, temos o dever de obedecer aos que governam sobre nós, pois são ministros de Deus (Rm 13). Todavia, as Escrituras também nos ensinam que Jesus Cristo de Nazaré é a maior e única autoridade incontestável sobre a Igreja. Jesus Cristo é o Senhor do Seu povo e a Sua Palavra a nossa Carta Maior. Detalhe: Ninguém é obrigado a ser cristão, mas só pode ser chamado de cristão quem vive segundo a orientação de Cristo. Ainda que isso custe sofrimentos, privação da liberdade e, até, a própria vida. A fé cristã diz que “Deus exerceu o seu poder em Cristo, ressuscitando-o

dos mortos e fazendo-o assentar-se à sua direita, nas regiões celestiais, muito acima de todo governo e autoridade, poder e domínio, e de todo o nome que se possa mencionar, não apenas nesta era, mas também na que há de vir. Deus colocou todas as coisas debaixo dos seus pés e o designou cabeça de todas as coisas...” (Ef 1.20-23). O texto em tela nos faz entender que não há e nem haverá autoridade maior do que a de Jesus. Ele conquistou esse direito, porque agradou ao Pai em tudo. Todas as pessoas precisam se colocar debaixo do senhorio de Cristo. Não submeter-se a Ele é rebelião contra Deus. Os governos também precisam ter Jesus como Senhor, porque o termo “ministro” significa “servo”. A autoridade é ministro (servo) de Deus, então ela tem que estar a serviço de Deus e dos Seus propósitos. Qualquer ação do governo que violente a Lei de Deus a afasta do propósito da sua existência e contará com a desobediência daqueles que têm Jesus como Senhor e a Palavra de Deus como

regra de fé e prática. É por essa razão que muitos cristãos foram e outros ainda hoje são perseguidos e mortos.

é Deus” (I Co 11.3). Aqui, sem dúvida, está posto o senhorio de Cristo sobre a família.

Aos cristãos de Filipos, Paulo escreve que “Deus exaltou Jesus à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na Terra e debaixo da Terra e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor para a glória de Deus Pai” (2.9-11).

Deus criou homem e mulher à Sua imagem e semelhança e uniu a ambos pelo matrimônio, constituindo, dessa forma, a família. Homem e mulher unidos, no Senhor, pelo casamento, para, num ambiente de complementariedade gerarem filhos para a sua alegria e para a glória de Deus, o Senhor. A família, segundo o Criador, é constituída de homem e mulher legitimamente casados para constituir descendência e perpetuação da espécie humana: “Crescei e multiplicai; enchei a Terra...”. Assim deve ser e ninguém tem legitimidade para instituir outro modelo. Se quando em desobediência a Deus o fizer as consequências serão graves para toda a sociedade.

Este verso reafirma o Senhorio de Cristo sobre tudo, sobre todos – família, inclusive- e em todos os lugares e no Brasil também. Quem não O confessar como Senhor agora, terá que reconhecê-Lo no último dia, para seu próprio pavor, já sem possibilidade de vida eterna. Nunca é demais lembrar o ensino de Jesus: Ele é Senhor apenas daquele que faz o que Ele manda. À igreja de Corinto, na Grécia, Paulo ensina: “Quero, porém, que entendam que o cabeça de todo homem é Cristo, e o cabeça da mulher é o homem, e o cabeça de Cristo

Lutemos em oração e em ações legítimas e ordeiras para que Jesus seja o Senhor da família brasileira.

Pr. Jonas Neves de Souza Presidente da IBP

NOVA DA TA:

16 A 18 D E SETEMB

RO


04 / Atualidades| Julho de 2011

ESTUDO

REFLEXÃO

Jesus ama o pecador e abomina o pecado

Liberdade de expressão e de culto O QUE É LIBERDADE DE EXPRESSÃO? Sabemos que liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos. É um conceito básico e fundamental principalmente em países democráticos que não censuram essa prática. No Brasil, desde a Constituição do Império até a Constituição de 1937, houve sem problema algum a liberdade de expressão. No período conhecido como “Estado Novo”, no governo do presidente Getúlio Vargas, foi imposta a censura para impedir a publicação ou a reprodução de determinadas informações e opiniões de liberdade de expressão. Durante o governo militar, a Constituição feita em 1967 não aboliu o princípio da liberdade e pensamento, mas condicionou-as aos parâmetros da “ordem pública e de bons costumes”, sujeitas até a sansões jurídicas. Na atual Constituição Federal, promulgada em 05 de outubro de 1988, várias inovações foram criadas em relação à liberdade de manifestação de expressão e pensamentos. Em todas as suas formas, a liberdade de expressão é um direito fundamental e intransferível, inerente a todas as pessoas e um requisito para um país democrático. LIBERDADE RELIGIOSA Em 10 de dezembro de 1948 na França, através da ONU, os Direitos Humanos fizeram com o apoio de 58 países um decreto: A liberdade religiosa, sugere que ninguém fica obrigado a seguir a qualquer religião e nem mesmo crer ou não na existência de Deus. Todo homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião, este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa sua crença pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou particular. Muitos países não se submetem a esse decreto dos Direitos Humanos, ignorando-o totalmente, entre eles destacamos Coreia do

Norte, Afeganistão, Irã, Somália etc. Principalmente aqueles que são adeptos ao cristianismo, trazendo a eles perseguições, prisões e, em alguns casos, até a morte. NO BRASIL AINDA TEMOS ESSA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DE CULTO, MAS A CADA ANO SENTIMOS QUE ESSA LIBERDADE PODERÁ ACABAR. Ameaças já foram feitas e projetos de Lei (PL 6418 e PL 122/06) impõem condições que tentam inibir as nossas declarações verdadeiras contidas nas Sagradas Escrituras. Temos que tomar posse e viver o que está registrado na Bíblia, ensinado pelos profetas Amós e Isaías: “Buscai o Senhor e vivei” (Am. 5:6) e “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto” (Is 55:6). Como sabemos, através da História, sempre houve e haverá levantes e perseguições contra a Igreja do Senhor e, através disso, também crescemos espiritualmente. Como dizem, as provas é para que sejamos aprovados pelo Senhor nosso Deus.

O Amor de Deus pelo ser humano é indescritível, pois, mesmo sendo  Todo-Poderoso e Criador de todas as coisas, tem prazer em se relacionar conosco e nos amar. E, mesmo conhecendo todas as nossas falhas, decidiu enviar o Seu Único Filho para morrer em nosso lugar, para que, através de Seu sacrifício, fôssemos reconciliados com Ele e desfrutássemos do Seu perdão e salvação. Entretanto, mesmo sendo riquíssimo em Amor, é justo e não se volta contra Sua própria palavra. Sendo assim, a melhor forma de conhecê-Lo é através da Sua própria escritura, crendo que tudo aquilo que a Bíblia diz é a Palavra de Deus, e a ela devemos seguir na íntegra e não apenas naquilo que nos convém. A Bíblia nos ensina que Deus ama o pecador, porém, não compactua com o pecado, ou seja, Ele ama o pecador e deseja que todos se salvem, mas não tem comunhão com o pecado. E todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando. Se você tem andando em caminhos tortos, saiba que Deus o ama e deseja transformar sua vida. O Senhor o recebe do jeito em que está e, a partir do momento em que você abre seu coração para Ele e diz não ao pecado, você desfrutará comunhão verdadeira com Deus.

Superando a distância de casa

“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Is 59:2). “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos; Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento” (Lc 5:31-32). Pr. Oliver Rodrigues - oliver@batistadopovo.org.br

Jesus declarou: “sobre esta pedra (Jesus) edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16:18). É momento de batalha, mas nelas somos mais do que vencedores, por que: “maior é aquele que está em nós (Espírito Santo) do que aquele que está no mundo (diabo)”. Que assim seja.

Todas as quintas-feiras, às 20 horas, o Pr. Osmar Bento dirige o Culto de Restauração e Edificação. Participe!

Pr. Osmar Bento Ministério de Restauração

Clínica Geral . Cirurgia . Endocrinologia Endodontia (Tratamento Canal) . Estética . Implantodontia Nutrição . Ortodontia (Aparelho) . Pediatria Odontológica Reabilitação Oral . Remodelação do Sorriso Periodontia (Tratamento Gengiva ) . Prótese


Palavra Viva | Julho de 2011 / 05

MENSAGEM

RENUNCIAR O QUE É RENÚNCIA?

Canaã, um simples peregrino.

Os dicionários definem: não querer, rejeitar, desistir de um cargo ou herança, como fez D. Pedro I, que rejeitou a coroa do Brasil, por livre e espontânea vontade. Desprezou toda a glória que o cargo lhe conferia. Não fez caso dos benefícios a que tinha direito.

c) Outro exemplo de renúncia é Moisés:

Vamos a alguns exemplos que a Bíblia mostra: a) O Senhor Jesus estava na glória do Pai, entre anjos e querubins, cercado do poder, da graça e da glória. Atendendo à hora de vir a terra para salvar o pobre pecador, rejeitou tudo, esvaziou-se da sua glória, rejeitou tudo e veio, limitando-se no ventre de Maria, como nos diz Filipenses 2.5, humilhou-se, trabalhou como carpinteiro (Mc. 6.3), realizou seu ministério nos limites de I Timóteo 3.16: “Evidentemente grande é este mistério da piedade: Aquele que foi manifestado na carne foi justificado em espírito, contemplado por anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo, recebido na glória. O Evangelho de João 16.28 resume a trajetória de sua humilhação: “Vim do Pai e entrei no mundo; todavia, deixo o mundo e volto para o Pai”. b) Abraão é outro belo exemplo de renúncia. Trocou Ur dos Caldeus, como diz o arqueólogo Kramer, por Canaã, sua luxuosa casa, por uma tenda em Canaã. Em Ur era proprietário, em

- Trocou o palácio pelo deserto - A riqueza de filho da filha de Faraó pela miséria de Midiã - Um graduado funcionário da capital egípcia, para ser o pastor de um rebanho do seu sogro - Recusou as riquezas de Faraó, preferindo o opróbrio de Cristo (Hb 11.24-27) d) O apóstolo Paulo é outro eloquente exemplo de renúncia: - trocou o governo de Jerusalém pelas pedradas que o feririam, na sacrossanta obra de Cristo. Renunciou a glória dos homens pela vergonha de Cristo. Mas pôde clamar (Rm 1.16): “Não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus, para salvação de todo aquele que crê”. Mas, ainda na carne, viu a glória do Senhor, conforme seu relato em II Coríntios 12. Basta-nos um breve passeio pelo capítulo 11 da Carta aos Hebreus, para darmos o devido valor àqueles que renunciaram o mundo com suas paixões, pela glória do Cristo Vivo. O QUE VEM A SER RENÚNCIA? a) A cada passo da nossa vida, temos que fazer escolhas e temos motivos para renunciar: - Adão e Eva no paraíso tiveram que escolher entre obedecer a Deus ou

obedecer à serpente. - Quando Caim começou a ter inveja de Abel, seu irmão, no seu peito gritava a voz de Deus – não mate, mas outra voz estranha dizia: mate. Ele tinha que escolher a quem obedecer. Escolheu matar e matou. Escolha errada. Devia renunciar à carne. Sofreu as consequências. - A cada instante nos deparamos com uma escolha. - Entre o homem velho que ronca dentro de nós e que pretende tomar o lugar de Deus dentro do nosso coração, haverá uma escolha. - É voz de Deus ou da vaidade - Do amor ou do ódio - Da vida ou da morte - Da obediência ou da rebelião - Da bênção ou da maldição - Da alegria ou da dor - Essas bênçãos ou maldições gritam em nosso peito, devemos parar no caminho da vida. Temos que renunciar o negativo, o que é do mundo e do diabo, e cabe-nos RENUNCIAR, mas renunciar a quê? Toda a mercadoria suja do diabo, e custe o que custar, precisamos renunciar ao diabo e abraçar a ordem de Deus, como fizeram os heróis de Hebreus 11. E com o Todopoderoso seremos vitoriosos e felizes como eles foram. O BENEFÍCIO DA RENÚNCIA a) É o caminho que Abel escolheu e por

isso foi vitorioso. b) Foi o caminho que Abraão escolheu, trocando Ur dos Caldeus por Canaã. c) O caminho que Moisés escolheu, preferindo Midiã às regalias passageiras, pela glória do palácio real. d) O caminho que Paulo escolheu trocando os encantos do mundo pela dor e o sofrimento da implantação do Reino de Deus na terra. O exemplo de renúncia que está diante de nós é o seguido pelo Filho de Deus como lemos em Filipenses 2 a 5-11: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus... antes a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma, tornando-se semelhança de homem, reconhecido em figura humana a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz”. AGORA OS BENEFÍCIOS: “Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é SENHOR para glória de Deus Pai”. ALELUIA, GLÓRIA PARA SEMPRE a Jesus, o Senhor!

Preços especiais de óculos de sol, armações e lentes multifocais para membros da Igreja Batista do Povo

11.8758.7011

Toda terça-feira, às 9h, no templo 3, o Pr. Enéas Tognini dirige, sob a unção do Espírito Santo, o culto de Jejum e Oração. Participe!

Pr. Enéas Tognini Fundador e Pastor Emérito da IBP


06 / Nossas Igrejas | Julho de 2011

Tempos de Festa

ERMELINO MATARAZZO

Visitas Especiais

Culto Honra aos Anfitriões

Foto: IBP Ermelino Matarazzo

Foto: IBP Diadema

Foto: IBP Ermelino Matarazzo

DIADEMA

O jantar dos namorados reuninu muitos casais Jantar romântico também é sucesso em Diadema

O Encontro Especial para mulheres deste mês foi agitado. Com o tema “Saúde da Mulher”, todas as participantes fizeram aeróbica e depois Quick Massage - massagem – após receberem informações importantes sobre como cuidar da saúde. Agradecemos aos irmãos Denise Fonseca, Patrícia Brazão, Marcelo Silva e às mulheres que doaram os sucos para a mesa de recepção. O Dia do Pastor foi comemorado no segundo domingo de junho. Fui homenageado pela Rede Kids e o Kidscípulos em um momento muito especial, quando crianças ministraram, cantando e dançando a música “Eu amo meu pastor”. Além disso, recebi presentes e o muito carinho da igreja. Muito obrigado! A Rede da Família, Redes do Canal e do Radical honraram, em dois cultos diferentes, seus anfitriões de célula. Receberam presentes de seus líderes e foram parabenizados por seu trabalho. Isso criou o desejo em muitos de terem uma célula em suas casas. Ser anfitrião é uma bênção! Somos gratos a Deus pelo serviço de todos esses irmãos para o Reino de Deus. O casal Sebastião e Juliana despediu-se do Canal Jovem para assumir o pastoreio do Ministério da Família. Eles foram honrados e

abençoados. Agradecemos a Deus pela vida desse casal que muito amamos e desejamos que continuem frutificando para o Senhor. O Dia dos Namorados foi comemorado com um finíssimo jantar romântico no salão da igreja, preparado pela irmã e chefe de cozinha, Maria Umbelino e sua família. 50 casais participaram do evento. A mesa e decoração estavam cuidadosamente preparadas e deram um toque especial ao jantar. Pessoas não crentes compareceram e sentiram-se à vontade em nosso meio. Maria Eduarda, filha do casal Afrânio e Nayane, foi apresentada ao Senhor. Parabenizamos a família e pedimos a Deus que os abençoe a todos. Na próxima edição, informaremos sobre o Ministério Jeová Nissi, que apresentará a peça “Tortura”, a presença da Banda Black Soul no Canal Radical, a Celebração da Rede Kids e Kidscípulos, formatura do curso Casados Para Sempre, a Vigília e o Retiro de superintendentes e Supervisores de Diadema, entre outros. Mais informações pelo telefone: (11) 4056-2901. Diadema

Pr. Sandro Rubinec ibpdiadema@batistadopovo.org.br

Pastores recebendo oração pelo Dia do Pastor

No dia 12 de junho, comemoramos o Dia do Pastor com muita alegria e entusiasmo; tivemos nossas crianças, o corpo diaconal e a igreja envolvidos nessa homenagem. Já no dia 17, realizamos um jantar italiano em nossa igreja pelo Dia dos Namorados. Foram momentos especiais e contamos com a presença de vários casais. Nossos amados irmãos, Lucas e Rafael, desceram às águas batismais, no dia 18. Louvamos a Deus por mais esta vitória. Cremos que o Senhor Jesus é fiel para completar a obra que iniciou em suas vidas. Convocamos toda a

igreja no mês de junho para orar pela salvação do bairro de Ermelino Matarazzo. Colocamosnos na brecha da oração a favor de todos. “E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei” (Ez 22:30). Receberemos, no dia 03 de julho, às 18h30, o grupo de teatro do Cenarte com a peça “Nicolária”. Contamos com a sua presença. Pr. Joanan Nogueira ibpermelinomatarazzo@batistadopovo.org.br


Manifesto | Julho de 2011 / 07 SANTO AMARO

Manifesto de afirmação da heterossexualidade

Fotos: IBP Santo Amaro

Segue abaixo a declaração da Aliança Evangélica, um novo órgão que tem representado a igreja evangélica brasileira, referente ao manifesto da homossexualidade. O conteúdo está de acordo com a posição da Igreja Batista do Povo sobre o tema, além de representar, também, o nosso apelo. A oração do Pr. Ricardo em gratidão por tudo o que Deus tem feito na IBP Santo Amaro

Não podíamos deixar de compartilhar sobre os momentos especiais que temos vivido. Há alguns meses, estamos orando por um novo espaço para realizarmos os nossos cultos. Um lugar de fácil acesso tanto para gestantes, idosos ou pessoas que precisam de cuidados especiais. Ao encontrar um local, tirei algumas fotos e apresentei para a igreja como um sonho a ser alcançado. Intensificamos as nossas orações e o Senhor nos ouviu e abençoou com um local bem próximo de onde estamos. Agora

precisamos arregaçar as mangas e começar as reformas. Para o novo local, muitas pessoas não somente se voluntariaram para auxiliar na decoração, como também nos ministérios. Pedimos a sua oração em nosso favor, visto que temos muito trabalho até o final da reforma e, quando terminarmos, faremos uma grande festa de gratidão a Deus, e tenha certeza de que você será o nosso convidado. Pr. Ricardo Dawel ibpsantoamaro@batistadopovo.org.br

Odontologia Estética . Ortodontia . Odontopediatria Odontologia para bebês . Ortopedia Funcional Prótese . Implantes . Fonoaudiologia Nutrição . Psicologia . Fisioterapia

QUE O BRASIL OUÇA A VOZ DE DEUS A Aliança Cristã Evangélica Brasileira, marcada pelo sentimento de irmandade com todo o povo de Deus espalhado e enraizado neste país, expressa uma vez mais o seu propósito de seguir a Jesus Cristo e afirma o seu compromisso com a Palavra de Deus, que é orientação vital para toda a nossa vida, seja pessoal ou coletiva. No encontro com a voz de Deus, expressa em sua Palavra, nos sabemos amados e criados por Deus. Não importa quem sejamos e o nome que carregamos, todos viemos ao mundo como fruto desse amor de Deus que é o Senhor de toda a criação e a nós, seres humanos, criou como homens e mulheres. No decorrer da sua história a igreja de Jesus Cristo tem afirmado esse Deus amoroso e criador e a nossa própria existência humana, como homem e mulher, como fruto dele. Assim como ontem, a igreja faz esta mesma afirmação hoje, incluindo nela a realidade da heterossexualidade. É esta a razão pela qual nos manifestamos contrários à prática homossexual e à sua legitimização e afirmação em nossa sociedade. Estamos conscientes de que muitas vezes, ontem e hoje, não temos sabido viver adequadamente segundo a marca do amor e da vontade de Deus. Assim agindo, nosso testemunho acerca de um Deus de amor e criador fica comprometido pela nossa própria desobediência, injustiças e idolatrias. Neste processo, no entanto, também descobrimos que Deus, em sua graça, nos permite reconhecer nossos descaminhos e reconstruir nossas vidas. É assim que olhamos para a prática da homossexualidade: um descaminho a

Superando a distância de casa

ser reconstruído pelo Deus criador, na consciência de que, quando buscado, Deus é encontrado como um Deus de graça. Estamos conscientes de que há outras práticas que negam o amor de Deus, entristecem o seu coração e desestruturam a nossa vida pessoal e coletiva. Cada uma dessas práticas deve ser reconhecida e caminhos de mudança devem ser buscados. Mas hoje o nosso enfoque está na prática da homossexualidade e na tentativa da sua legitimização e até imposição a toda uma nação. Nós, como igreja de Jesus Cristo, precisamos nos opor a esta proposta e afirmar a heterossexualidade como a expressão saudável que conduz à construção de uma sociedade de harmonia e bom exercício de cidadania, sob a marca do amor criador e da graça renovadora de Deus. Precisamos também nos manifestar radicalmente contrários a qualquer tentativa de cercear a liberdade de expressarmos, tanto privada como publicamente, aquilo que entendemos ser a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para nós, para as nossas famílias e para a nossa sociedade. Hoje nós conclamamos a nação brasileira, como um estado laico que deve zelar pelo direito de todos, para a construção de uma sociedade que tenha a marca da justiça e do amor e que se oponha ao controle de qualquer minoria que queira patrulhar outros grupos e expressões que lhe sejam diferentes. Hoje, conclamamos a nação brasileira a que se deixe encontrar por Deus através do evangelho, no qual Jesus diz que veio trazer vida em abundância para todos e que todos encontrassem o caminho da sua prática de vida pessoal e comunitária no seguimento a ele. Por uma nação livre e democrática!   Coordenadoria da Aliança: Christian Gills José Carlos da Silva Maria Luiza Targino A. Queirós (Nina) Oswaldo Prado Valdir Steuernagel Wilson Costa, Cordenador Executivo


08 / ABCP | Julho de 2011

RESTAURANDO PESSOAS, REFAZENDO VIDAS REFLEXÃO

Nota Fiscal Paulistana O QUE É O PROGRAMA NOTA FISCAL PAULISTA? É o programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do Estado de São Paulo, regulamentado pela lei 12.685/2007, que devolve 30% do ICMS de cada compra, efetivamente recolhido pelo estabelecimento, a seus consumidores. É um incentivo para que os cidadãos exijam o documento fiscal no momento das compras. COMO POSSO AJUDAR A ABCP? Ao efetuar suas compras, quando perguntarem se deseja o CPF na nota, diga NÃO, guarde o cupom fiscal e nos encaminhe. Deposite em nossos coletores os Cupons/Notas Fiscais sem anotação do CPF/CNPJ consumidor. QUE TIPO DE NOTA É VÁLIDA? Cupom Fiscal ou Nota Fiscal de Venda a Consumidor. Só é possível cadastrar as notas até o dia 20 do mês seguinte à data da compra. PARA ONDE VÃO AS NOTAS DOADAS? Elas são cadastradas através do site da Secretaria da Fazenda, na

Andando na contramão

categoria de doações de notas. Após a liberação, os créditos serão direcionados à ABCP. POSSO INFORMAR O CNPJ DA ABCP NO ATO DA COMPRA? Não. As notas só podem ser cadastradas como doação. Do contrário, poderia causar conflitos contábeis, pois não foram compras realizadas pela ABCP. O QUE SERÁ FEITO COM O VALOR ARRECADADO? Os créditos serão revertidos para manutenção e desenvolvimento dos projetos sociais da ABCP.

A sociedade em que vivemos está em contínuo processo de mudança e transformação. O social bombardeia os mandamentos cristãos em relação ao divórcio, sexualidade, aborto, corrupção, dentre outros. Infelizmente, esses “conceitos” têm afetado muitas famílias que têm mudado seus valores cristãos pelos valores sociais. Quando uma família abandona o estudo da Palavra de Deus, ela tende a abandonar seus mandamentos, e com isso perde o seu referencial.

Participe e faça parte desta missão! É uma forma de efetuar uma doação sem precisar desembolsar nenhum valor! Não demore em entregar suas notas para que possamos cadastrá-las no sistema em tempo hábil! Douglas Bordini - Gestor da ABCP douglas@abcpovo.org.br

por Ana Clara Guerra

aM´ai

Conclusão de mais uma turma através de bebês tranquilos, saudáveis e robustos. Tenho a plena convicção de que estas crianças são escolhidas e separadas por Deus para serem usados por Ele”, lembra Wanda. Elas também receberam os kits para o bebê e para elas, além do certificado de participação no Projeto aM’ai. O casal Lucas e Juliana – que participou do curso - fez uma apresentação de palhaços no papel de Marmota, Miluka e Pituka – a bebê, mostrando o amor de Jesus com cada um. Outra participação especial foi a do empresário Paulo Rodrigues, da empresa Baruch, que mostrou às participantes e também aos convidados uma oportunidade de um emprego como revendedor (a), dando início ao processo de sustentabilidade do projeto. Dia da Beleza Uma das aulas do curso é nomeada como Dia de Beleza. Além da formatura, esse é um dia muito especial em que todas têm um dia de beleza, com tratamento estético, trazendo assim, a alegria e a valorização da mulher na fase da gravidez. No dia 26 de maio, as gestantes tiveram essa oportunidade e foram muito bem atendidas na Escola de Cabeleireiros Nina, que há quase um ano apoia o Projeto aM’ai.

Foto: Ana Clara Guerra

O Projeto aM’ai realizou no sábado, 11 de junho, a formatura da 6ª turma do curso, na Casa da Família. As 15 gestantes levaram seus familiares e amigos para comemorarem os três meses de curso em que elas, sendo mães de primeira viagem ou não, aprenderam sobre cuidados com o recém-nascido e com o corpo, educação de filhos, planejamento familiar, entre outros temas. “Deus me deu uma estratégia para presentear às mamães que prestassem atenção nas aulas, e isso fez com que cada uma participasse efetivamente das aulas e não ficasse aguardando o dia do Chá de Bebê”, comenta a coordenadora do projeto, Wanda Grecco. O louvor foi conduzido pela Silvana Cerqueira e sua filha, Stefanie. A palavra evangelística foi trazida pela Marília Falçarella, que falou que os filhos são heranças benditas do Senhor. O evento foi seguido com uma consagração nos ventres de cada mamãe, para profetizar que os filhos que estão por vir serão bênção nesta terra. As exgestantes, que participaram do Projeto no segundo semestre de 2010 voltaram – agora com seus filhos nos braços – para testemunhar o quanto o curso valeu à pena nas suas vidas. “Rever as mamães com seus bebês no colo é simplesmente ver o plano de Deus concretizado. Podemos ver a glória do Senhor se manifestando

Gestantes recebem o Kit para mamãe e o bebê O casal de palhaços, Marmota e Miluka, falam do amor de Jesus pelas vidas

Possivelmente, essa seja a razão pela qual a sociedade está em crise moral e existencial, ocasionando um aumento do número de aflitos, angustiados e deprimidos, que, inclusive, têm lotado os consultórios de Psicologia e Psiquiatria. O cristão acredita em um Deus pessoal, que se revelou à humanidade através de um livro chamado Bíblia. Ele não deve negar a verdade desse livro, porque é a bússola para sua vida. Seguir o ensinamento bíblico é algo libertador, saudável e confortante, pois Deus oferece muito mais do que os atrativos do mundo. Nos textos de 2Tm 3:1-4, 2Tm 4:3,4 e Mt 7:13,14, a Bíblia nos orienta sobre essas situações de confrontos e qual a direção que devemos seguir. Vale a pena ser cristão! Não abra mão dos valores divinos e prossiga para o alvo! Mary Estevam - Psicóloga Membro da IBP

APRENDA ESPANHOL Aulas particulares Individuais ou em grupo Preços especiais

(11)9378-4909 olgausp@yahoo.com.br


Mix | Julho de 2011 / 09

EMPREENDEDORES EM AÇÃO

CONEXÃO SURDA

Administração do tempo

Conheça um pouco mais nosso ministério

No dia 06 de junho, os Empreendedores em Ação tiveram sua reunião mensal abençoada com o louvor de Celinha Batista, que nos conduziu a Deus de uma maneira toda especial, com louvores que nos colocaram diante do Todo-Poderoso.

Nas demais segundas-feiras, nos reunimos em célula, para tratar de assuntos ligados às nossas empresas e nossos negócios. Venha estar conosco às segundas-feiras, às 20h, na sala 09, ou entre em contato através do email empreendedores@batistadopovo.org.br.

A seguir foi ministrada a palestra sobre o tema “Administração do Tempo”, através dela, demonstrado como devemos elaborar uma agenda diária de compromissos, uma lista mestra de tarefas, como aproveitar alguns economizadores e como eliminar os desperdiçadores de tempo, além de algumas dicas de soluções práticas.

Vamos juntos abençoar nossos negócios!

Nossos encontros acontecem na primeira segunda-feira de cada mês, às 20h, no auditório Enéas Tognini. Você, empresário ou profissional liberal, é nosso convidado.

AC Duarte

Antônio Carlos Duarte Empreendedores em Ação

Fique ligado no site da IBP. Sempre há uma palestra especial para aqueles que querem se dedicar a obra do Senhor na área dos negócios

A fim de cumprir o chamado do Senhor pregando a toda criatura, nasceu um ministério que não só evangeliza, mas que também facilita o acesso ao entendimento da Palavra do Senhor ministrado nos cultos através da tradução, e principalmente, que ajuda no discipulamento de surdos baseado na Bíblia. O Conexão Surda também trabalha na formação de novos intérpretes através do Curso de LIBRAS, que é ministrado pelos próprios surdos da igreja com o objetivo de difundir a Língua Brasileira de Sinais, para que muito mais surdos possam ser alcançados. Além das aulas, o Conexão conta com um estudo bíblico em LIBRAS aos sábados, às 17h, e com uma equipe de intérpretes que traduzem os cultos do Canal Jovem e o Culto de Celebração, às 10h, aos

domingos. Porém, ainda há muito trabalho a ser feito, há muitos ainda para serem evangelizados e discipulados. O Senhor conta com os seus filhos, para que desenvolvam o trabalho na sua casa. Se o Senhor tem tocado o seu coração para o trabalho com surdos, procure um integrante do Conexão. Lembre-se: Deus é quem capacita para sua obra. Ore para que o ministério continue crescendo na graça e no conhecimento de Jesus e para que o Senhor continue levantando ouvintes e surdos cheios do Espírito Santo para contribuir com essa obra, porque nós, do Conexão Surda, cremos que ainda muitos surdos se renderão aos pés do nosso Deus. Beatriz Cereghini Ministério Conexão Surda

CÉLULAS

Célula é lugar de fortalecimento Vivemos numa época em que podemos dizer que nossa sociedade vai de mal a pior. É difícil encontrar pensamentos, leis e argumentos equilibrados. O favoritismo é o que rege intenções, valores e regras. E, como se não bastasse o desequilíbrio, novas leis como a União Homoafetiva, pretende apoiar ainda mais, o que consideramos um equívoco. Convivemos com situações que degradam e vitimam pessoas. A pedofilia, por exemplo, gera danos na estrutura e nas funções do

cérebro da criança molestada, atingindo sua memória e emoções. Sem falar que pais e padrastos lideram as estatísticas de pedófilos. O que dizer do bullying, atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo? É um problema mundial, que ocorre em praticamente qualquer contexto. Nós, cristãos, somos colocados à prova em questões que exigem nossa ação e postura.

Como viver numa sociedade tão desregrada? Como alimentar a alma e não cair no descaso e conformismo do sistema mundial? A Bíblia ensina que o mundo jaz no maligno (I Jo 5.19) e, que não devemos nos conformar com este mundo (Rm 12.2). Mas como ter esses princípios divinos fortalecidos dentro de nós? Temos lembrado que célula não é lugar de conforto do crente. É lugar de batalhar por vidas distantes de Deus. Mas é também um lugar para fortalecimento das convicções

e princípios do Senhor dentro de nós. É na célula, onde há comprometimento, que posso compartilhar minhas dúvidas, inseguranças e receber apoio e força nas minhas fraquezas. É onde, também, posso fortalecer outros naquilo em que sou firme e forte. Portanto, participe de uma célula e seja fortalecido pela Palavra de Deus.

Pr. José Almeida Coordenadora de Células

Agência de Comunicação Criação | Design | Editoração | Impressão (11) 5574.1067


10 / Testemunho | Julho de 2011 por Myrian Rosário NOVA VIDA

A pedofilia o levou a homossexualidade Testemunho Pr. Wellington Franca Foto: Arquivo pessoal

UMA NAMORADA PARA DESPISTAR Na adolescência, embora a voz tenha engrossado bastante, Wellington continuava “afetado” e a pressão externa para que arrumasse uma namorada – talvez para provar que era homem – foi grande. “Aos 14 anos, descobri que uma prima da minha mãe, que tinha a mesma idade que eu, estava me paquerando. Então, resolvi ‘namorar’ com ela. Era tudo muito confuso para mim. Mas, ao menos, consegui me livrar das piadas sem graça das pessoas”.

IMPULSOS SUICIDAS

Pr. Wellington e sua família: uma vida completamente restaurada pelo Senhor

Abuso sexual, relações homossexuais às escondidas e até uma namorada de fachada fizeram parte da vida do velho Wellington. Mas ele conheceu Jesus, foi transformado, casou-se e hoje é pai e pastor.

Ao ver um adolescente com modos muito delicados, muitos não pensam duas vezes antes de zombar e discriminar. Outros acham normal. Afinal, é uma opção dele. Há ainda os que têm certeza de que ele nasceu assim e que está fadado a viver nessa condição pelo resto da vida. Talvez ninguém questione o que pode ter acontecido para que o jovenzinho assumisse aquela postura. Bem distante da predisposição genética defendida pelos ativistas gays e da “falta de vergonha” alegada pelos moralistas mais radicais, a grande maioria dos casos de homossexualidade, masculina ou feminina, tem sua raiz num episódio de abuso sexual. “Eu era um garoto normal. Tenho um irmão e uma irmã e pais que sempre nos amaram. Eu tinha cinco anos de idade e, um dia, fui dormir na casa de uma amiga da minha mãe. Como acordava muito cedo, resolvi sair para o quintal na intenção de brincar. De repente, ouvi o vizinho, um rapaz de 18 anos, me chamando para brincar na casa dele, disse que queria me mostrar algo. Inocentemente, abri o portão e

fui. Quando entrei na casa, ele tirou as minhas roupas e abusou de mim», conta o Pr. Welligton Franca. “A partir daí, minha vida se transformou num verdadeiro caos. Como não consegui contar a ninguém sobre o abuso, sofri muito. Meu psicológico foi abalado, cresci acreditando que, por causa daquilo, jamais poderia ser um homem comum. Isso resultou em várias distorções. Não brincava com meninos e me portava diferente no colégio. Todas as minhas amigas eram meninas, porque elas não representavam perigo para mim», detalha.

TREJEITOS Wellington conta que, aos 10 anos, começou a sentir atração por pessoas do mesmo sexo. “Recordo-me que alguns meninos mais velhos se aproximavam de mim. Mas, o intuito deles era sempre o mesmo, pedir para transar comigo.” Ainda na infância, ele já era cheio de trejeitos e sua voz era fina. Por isso, sofreu muito com o preconceito. “No colégio recebia vários apelidos. Na rua era pior. Os vizinhos sempre soltavam piadas”. Apesar disso, a família nunca questionou porque ele agia daquela maneira. “Acredito que minha família preferia não perceber. Hoje vejo o quanto eu era estranho”.

Wellington nunca frequentou barzinhos nem baladas gays, mas sabe, de ouvir falar, que nas noitadas imperam várias distorções. Apesar de satisfazer plenamente seus desejos homossexuais, ele revela que não conseguia se sentir feliz. “Um vazio reinava dentro de mim. Muitas vezes, não conseguia dormir, tentando achar uma saída para tudo aquilo. Ouvia vozes me dizendo: ‘Mate-se! Não tem jeito!’. Eu chorava muito. Para mim não existia mais esperança”.

ENCONTRO MARCANTE COM JESUS Em 1997, toda a família foi convidada a ir a uma reunião na casa de um casal de tios, que estava sendo preparado para o ministério pastoral. Os pais de Wellington estavam saindo de uma crise conjugal, que culminou em uma separação temporária. “Minha mãe era desviada e, depois daquela reunião, voltou aos Caminhos”, relata. “Ele foi batizada no Espírito Santo e começou a apresentar mudanças reais no seu jeito de ser e de agir. Toda a minha família estava na igreja e eu podia ver a alegria expressa no rosto deles”. Durante um jantar de família na casa dos tios, Wellington viveu um momento inesquecível. “Quando terminamos o jantar, o meu tio pediu para orarmos antes de irmos embora. Fiquei no canto da cozinha de olhos fechados tentando sentir algo, até que senti que ele impôs as mãos sobre mim. Naquele momento, parece que recebi uma descarga elétrica espiritual. Fui lançado ao chão, meu corpo tremia, meus ouvidos foram destampados e uma voz suave e doce falava comigo: ‘Eu amo você! Venha a mim,

eu sou o Senhor! Arrependa-se!’. Não conseguia ficar de pé, pois minhas pernas tremiam muito. Sabia que era o Senhor quem falava comigo e resolvi aceitá-Lo naquele momento”, relembra Wellington, que ainda chora muito ao relatar esse encontro que mudou a sua vida.

CONFISSÃO E NOVA VIDA Os passos seguintes foram o batismo no Espírito Santo e a conversão da prima-namorada, que estava pronta a ser consagrada num centro de umbanda como mãe-de-santo. “Ela aceitou Jesus no final da pregação de um pastor que havia sido homossexual. Imediatamente após ela ter se entregado a Cristo, Deus encheu meu coração de amor por ela. Naquele dia senti algo novo. O Espírito Santo encheu meu ser de amor por aquela nova criatura. Assim, consegui amar e ter algum sentimento por uma mulher”. Mas não pense que foi fácil. “Foram muitas as minhas lutas para permanecer firme. Um dia, um cliente da empresa que havia acabado de me contratar, me ofereceu muitas coisas para que eu tivesse um caso com ele. Mas resisti firme, não conseguia mais deixar de amar a Jesus! O processo de libertação é difícil. Creio que a batalha na mente é a pior. Eu me sentia livre no espírito, mas preso na mente. Dia após dia, buscava renovar minha mente com a Palavra do Senhor e, quando me sentia fraco e sendo tentando a voltar atrás, lembrava das promessas de Deus. Fiz o que o apóstolo Paulo nos ensina em Romanos 12:1-2”. Embora nunca tenha “saído do armário”, como se diz no meio dos homossexuais em relação aos gays não declarados, depois de Jesus, Wellington foi impelido pelo Espírito Santo a pedir perdão e declarar sua antiga condição de homossexual aos pais, aos pastores, à igreja, à namorada e até à sogra. Convertida, Patrícia ouviu dele a confissão de que o relacionamento deles era uma farsa. Apesar de chocada, ela decidiu continuar com ele. Pouco tempo depois, os dois se casaram, ganharam um filho e um ministério.

NINGUÉM NASCE GAY! Questionado se concorda com a máxima dos ativistas gays, segundo a qual o homossexual já nasce assim, Wellington rebate: “Creio na


Atualidades | Julho de 2011 / 11

por Ana Clara Guerra

NOVA VIDA

Bíblia e ela me diz que Deus criou o homem e a mulher, Adão e Eva. Como disse, não sentia desejo algum por minha namorada, até o dia em que ela se converteu ao Senhor. Ele mesmo colocou amor e desejo por ela em mim. Porém, em muitos casos, isso é um processo mais demorado. A batalha para alcançar a libertação é muito árdua. Há um contra-ataque de satanás ferrenho e nesses ataques muitas feridas são causadas. É importante negar-se a si mesmo e aos desejos da carne. Lembrandose de que uma vez que o espírito do homem foi liberto, ele recebeu a Jesus, o Espírito Santo é quem habita nele gerando o novo nascimento». Wellington diz ter vergonha do seu passado. “Tenho vergonha do meu passado, sim! Mas, quando é para contá-lo, afirmando que Deus continua transformando vidas, venço minha vergonha e declaro quem Ele é. Assim, vivo um dos versos que mais amo na Palavra: “Importa que eu diminua e que Ele cresça em mim!”.

UM NOVO CORAÇÃO Alvo de uma restauração completa, ele teve a oportunidade até de reencontrar o homem que o molestara na infância e provar que o havia realmente perdoado. “Lembrome de que, no meu processo de libertação e cura na alma, aprendi que precisava liberar perdão para os que haviam me feito mal, trazendo feridas à minha alma. Apesar da dor, decidi perdoar o rapaz que havia me molestado. Depois de uns 15 dias, eu estava na igreja e, quando olhei para a porta, para minha surpresa, quem estava entrando? O próprio! Naquele dia soube que o havia perdoado, pois o sentimento que tive foi de misericórdia para com ele”. Wellington encerra com uma mensagem: HÁ ESPERANÇA! “Porque ainda que a árvore tenha sido cortada, brota de novo e torna a viver. Mesmo que suas raízes envelheçam, e o seu tronco de velho venha morrer, bastará um pouco de água, e ela brotará novamente, soltando galhos como planta nova” – Jó 14:7-9

Bullying: um mal que sempre existiu A palavra bullying tem sido muito divulgada na sociedade e na mídia. Um senador diz sofrer o tal mal em relação à mídia; um garoto australiano virou sucesso na internet por revidar à agressão que sofria; e o mais grave e comentado assunto no país: um jovem de 23 anos entrou fortemente armado na Escola Estadual Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro – do qual era ex-aluno – e atirou contra vários estudantes, tirando a vida de 12 crianças e a sua, além de ferir mais doze, em abril de 2011. Nos tempos antigos, José foi um personagem bíblico que sofreu bullying familiar. A Bíblia conta que ele foi maltratado e ferido por seus irmãos e até vendido como escravo. Além dele, o profeta Eliseu também sofreu intimidação por ser careca, conforme II Reis 2.23, 24. Isso nos mostra que o bullying sempre existiu. Mas, por que esse termo?

O QUE É BULLYING? Originado da palavra inglesa bully, que significa “valentão” e que não tem tradução em Português, o termo bullying é usado atualmente para definir agressões físicas, morais e verbais repetitivas a uma ou mais pessoas que possuem características diferentes do padrão convencional. A prática pode acontecer em diversos lugares, na família, na universidade, no trabalho ou pela internet, mas é predominante na fase escolar. Os primeiros estudos sobre o assunto foram realizados, na Noruega, em 1970, pelo professor Dan Olweus que fez uma pesquisa que se tornou base em muitos países. O levantamento mais recente, feito no Brasil pela organização não-governamental Plan, identificou que 70% dos alunos já viram algum colega ser maltratado, pelo menos uma vez na escola. Dependendo da gravidade de cada caso, o bullying pode ser considerado indiferente e sem significância, como também pode ser grave e fatal. Nas ocorrências mais preocupantes, a criança e o adolescente podem apresentar baixo rendimento escolar, além de sintomas psicossomáticos, como dor de cabeça, náuseas, pânico, fobias, depressão, bulimia, anorexia e, em casos mais graves, esquizofrenia, suicídio e homicídio, em decorrência dos abusos. Uma pesquisa recente na Universidade de Rockefeller, nos Estados Unidos, mostra que o bullying persistente tem efeitos não só na autoestima, mas também altera a composição química do cérebro.

Superando a distância de casa

COMO REVERTER ESSA HISTÓRIA?

“O combate ao bullying deve ser iniciado em casa. Pais, educadores e responsáveis pela formação das crianças e dos adolescentes precisam mudar a postura referente aos próprios preconceitos, por serem influenciadores e principais responsáveis pelo preconceito estabelecido nos filhos”, analisa a psicóloga cristã, Roberta Pereira. Segundo a educadora e especialista no assunto, Cléo Fante, a prática do bullying é revertida com a prevenção. “É necessário que nos juntemos para que a problemática seja erradicada”, contou durante o I Simpósio Brasileiro sobre Bullying, realizado durante o mês de maio, em São Paulo. Um dos primeiros a estudar sobre o assunto no Brasil, o pediatra e fundador da Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência (ABRAPIA), Lauro Monteiro, confirma: “O deboche, a exclusão e aqueles apelidos horríveis levam a criança a um grande sofrimento. Ninguém e nenhuma escola estão imunes ao bullying. Os que falam que não, é o que mais têm”.

TODOS CONTRA O BULLYING!

Bom pessoal, como já deu pra perceber, o bullying é mais uma prática sugerida pelo inferno pra humilhar e ridicularizar outras pessoas, é um ato mundano e egoísta, no qual o agressor se promove através da vergonha e humilhação da vítima. Mas, se é tão sério assim, por que existe bullying no meio do povo de Deus? Será pq estamos nos tornando parecidos com o mundo? Na realidade muitos, inclusive adultos e pais, não dão a devida importância ao assunto, pois acreditam ser apenas uma brincadeira ou “coisa de criança”. Mas as consequências de que temos tido conhecimento têm sido mto sérias. A Palavra de Deus é muito clara em relação ao nosso comportamento como cristãos diante do mundo. O livro de Mateus 7.1 e 2 nos ensina a tratar os outros como gostaríamos de ser tratados. Gálatas 5.19 a 21 mostram q brigas, inimizades, ódio, egoísmo são obras da carne, coisas da nossa natureza pecadora e mais, os q praticam estas coisas e outras parecidas, não vão herdar o Reino de Deus! Sério, né? Agora, a continuação do texto mostra que quem está cheio de Deus pratica o amor, paciência, bondade, mansidão e domínio próprio! Resta alguma dúvida? Está mto claro q o bullying é invenção do inferno e nós, como igreja, precisamos nos unir pra mudar esta história. Nós amamos a Deus qdo amamos nossos irmãos, conhecemos a Jesus qdo lhe obedecemos, e Ele nos ensina a amar uns aos outros como Ele mesmo nos amou. E se queremos andar na Luz precisamos amar - cuidar, respeitar, honrar - nossos irmãos, se não, nos tornamos mentirosos (1 Jo 2. 3-11). Vamos nos unir, todos contra o bullying, onde quer q vc esteja. Somos igreja e representantes do Senhor Jesus, por isso, devemos amar as pessoas e cuidar delas. Podemos mudar o mundo com pequenas coisas, práticas simples q podem fazer toda diferença pra alguém. Não pratique o bullying, não finja que não vê, se alguém estiver sofrendo perto de vc, coloque-se ao lado dela e mostre o amor de Jesus, mesmo q vc também seja zoado. O quanto Jesus foi humilhado e zoado por nossa causa no nosso lugar? Não aceite o bullying! Fale com algum responsável! Denuncie e conte comigo como apoio para isso! Pr. Tiago Marcolongo Radical Teen


12/ Testemunho | Julho de 2011 por Myrian Rosário NOVA VIDA

Elas eram casadas

Testemunho Sandra e Nice - ex-lésbicas Foto: Arquivo pessoal

perto da minha casa em Rondônia e eu ouvia muitos hinos, sem sair de casa. Acho que foi lá que Deus falou comigo pela primeira vez. Essas músicas ficaram na minha mente e surgiam na minha lembrança nos momentos mais estranhos, como quando eu estava me drogando”. Pouco tempo depois, Nice abandonou o companheiro e a filha e voltou para São Paulo. “A casa da minha mãe havia virado um ponto de tráfico. Muitos dos meus irmãos foram presos e eu comecei a me prostituir. Eu nunca gostei de homem, não confiava neles. Eu só me relacionava com eles para conseguir dinheiro para comprar drogas”.

HOMOSSEXUALIDADE, DROGAS E JOGO DO BICHO

Sandra, Marcelo e Nice: provas dos milagres do Senhor

Pedofilia e homossexualidade: que relação pode haver entre esses dois assuntos tão polêmicos discutidos atualmente em Brasília? Pode parecer mera coincidência, mas a história de vida da maioria dos homossexuais, como as ex-amantes Sandra e Nice, é marcada por um episódio de assédio ou abuso sexual na infância.

A HISTÓRIA DE SANDRA “Eu tinha uns cinco anos, quando minha mãe ficou doente e me mandou passar uns dias na casa de uma tia”, lembra Sandra. “Lá, sofri abuso sexual por parte de um primo adolescente. Nunca contei para ninguém, pois tinha medo. Mas, aquela agressão marcou minha vida para sempre. Inconscientemente, a partir desse episódio passei a ver os homens como uma ameaça. Eu queria me proteger deles e proteger também outras mulheres”. Sandra conta que, ainda menina, sentiase atraída pelas coleguinhas de escola. Na adolescência, a atração se transformou em desejo. “Eu frequentava bailinhos onde se bebia muito e fumava. Conheci outras moças que também gostavam de mulheres e passei a me relacionar com várias pessoas. Nessa época também comecei a rejeitar o meu próprio corpo. Eu queria esconder as características femininas, queria me parecer com um homem. Meu sonho era me casar com uma mulher e ter

filhos, não gerados por mim. Na verdade, eu queria fazer filhos numa mulher”. Retirar o seio e trocar de sexo também faziam parte dos planos de Sandra, que desapareceu de casa assim que assumiu sua condição de homossexual. Aos 26 anos, ela conheceu Nice, com quem permaneceu “casada” durante cinco anos.

A HISTÓRIA DE NICE “Venho de uma família com nove filhos. Meu pai era alcoólatra e usuário de drogas e o casamento não durou. Quando eles se separaram, eu tinha dois anos e fui mandada para um colégio de freiras. Voltei para casa aos 10 anos. Minha mãe havia se casado novamente e não demorou muito para que o meu padrasto começasse a me assediar. O assédio durou três longos anos. Eu contava o que estava acontecendo, mas minha mãe nunca acreditou em mim. Sei que existem muitos filhos e filhas passando pela mesma situação hoje e isso é muito triste. As várias tentativas de estupro me fizeram criar uma repulsa em relação aos homens”, diz Nice, lembrando que a mãe sempre se dirigia a ela com palavras ofensivas como “vaquinha”, “p...”, tudo no diminutivo. Para sair de casa, aos 16 anos, Nice se envolveu com um hare krishna, engravidou e mudou-se para Rondônia. “Havia uma igreja

Envolvidas no mundo das drogas, Nice e Sandra se conheceram e decidiram morar juntas. Construíram uma casa no quintal da casa da mãe de Nice e formar um casal de lésbicas típico. “Nós éramos fiéis, mas o relacionamento homossexual é muito atribulado. Havia muito ciúme e violência. A Sandra tentou me matar várias vezes”, declara Nice. “Em busca de satisfação sexual, as pessoas inventam várias formas que não são naturais e acabam se ferindo física e emocionalmente”, completa Sandra. As duas se tornaram sócias de uma banca de jogo do bicho na rua 25 de Março, em São Paulo. “Dominávamos o jogo naquela região. Éramos as corretoras do zoológico”, ri Nice. Com um box muito grande para a atividade exercida, as duas decidiram sublocar o espaço. “Ganhamos dois inquilinos: um crente da Igreja Universal do Reino de Deus e outro da Assembleia de Deus, que guardavam mercadorias lá”. O Senhor começou a cercá-las. “Nessa mesma época, um rapaz começou a frequentar o nosso box para vender bolo gelado. Eu ficava fascinada, porque o olhar dele resplandecia. Ele me disse que era o brilho de Deus na vida dele, que ele era crente. Eu contei que conhecia a igreja, que sabia alguns hinos e ele começou a me chamar de irmã. Hoje, sei que isso foi uma estratégia que Deus deu a ele. Quando ele me chamava de irmã, eu me sentia alguém. Eu pensava assim: ‘Eu sou lésbica, cheiro cocaína, faço jogo do bicho, frequento boate e um crente me chama de irmã!? Eu sou alguém”, emociona-se Nice. O Senhor também usou um outro crente para ir

orar na casa delas e convidá-las para ir à igreja. “Eu fui à igreja umas três ou quatro vezes e o processo de libertação teve início. Comecei a ter nojo da vida que levava, de toda aquela situação. Eu queria ter uma vida normal”, conta Nice. “Na igreja, ganhei uma fita com o testemunho do Matos Nascimento e uma frase dele me marcou. Ele dizia: ‘Quando eu estava na minha mais profunda solidão, Jesus chegou na minha vida e me socorreu’. Então eu orei: ‘Se o Senhor o socorreu, vai me socorrer também’. Eu estava cansada de viver em guerra, com ciúme e brigas. Então, disse para a Sandra que não queria mais. Ela não queria sair da minha casa, não se conformava e tentou me matar. Mas, depois, aceitou e passamos a viver na mesma casa, mas separadas, uma na parte de cima e outra na parte de baixo do sobrado”.

DUAS LÉSBICAS, UM BÊBADO E MUITOS MILAGRES Não demorou muito e Nice conheceu Marcelo, que frequentava um bar no mesmo shopping onde as duas tinham um box. Ele era alcoólatra, afastado da igreja, mas conhecia o evangelho e falava de Jesus para elas. Nice e Marcelo começaram a se relacionar e a ir à igreja juntos. “Na primeira vez em que fomos à igreja, convidamos a Sandra. Ela saiu do bar e foi só por consideração a nós. Ficou parada na porta, desconfiada”, diz Nice. Sandra revela que ficou muito triste e inconformada depois da separação. “Uma noite, eu me tranquei em casa e disse para Deus: ‘Se o Senhor existe, mostra o que está acontecendo na minha vida’. Eu comecei a chorar, adormeci e tive uma visão em que um homem me dizia: ‘Você vai largar tudo isso e vai me seguir’. Quando ele falou isso, um raio de luz bateu no meu peito e eu senti como se estivesse morrendo, como se algo estivesse se soltando dentro de mim. Eu não sabia, mas Deus estava fazendo uma obra de libertação em mim”. Nice e Marcelo convidaram Sandra para ir ao culto de novo. Nice diz que foi instruída pelo Espírito Santo para falar que era a última vez que a convidaria. “Ela aceitou o convite, dizendo que estava indo só porque era a última vez que eu ia convidar”, conta Nice. “Naquele dia, quando o pastor começou a pregar, ouvi Jesus falando comigo: ‘É isso o que está te faltando’. Na hora do apelo, fui à


Aconteceu | Julho de 2011 / 13

NOVA VIDA

frente chorando e clamando”, conta Sandra, que foi a primeira dos três a se batizar.

Deus mudou o jeito de Sandra, que se vestia e se comportava como homem. Ela voltou para a casa dos pais e os relacionamentos com a família foram restaurados. Nice e Marcelo também se batizaram e se casaram. A filha de Nice, que cresceu numa casa frequentada por muitos homossexuais e viciados em drogas e sofreu com os ataques das crianças da escola, que riam dela por sua mãe ser casada com outra mulher, hoje também é convertida. Sandra é formada pelo Seminário Betel, é pastora de uma igreja na zona leste e espera no Senhor por aquele que será o seu marido. Nice é diaconisa, ministra louvor e gravou um CD de samba gospel. As duas contam seu testemunho de restauração em igrejas de todo o Brasil. “A igreja tem que estar preparada para receber os homossexuais que buscam restauração. Não dá para ser feliz sendo homossexual, mas nós temos que expressar mais amor. O pastor que nos recebeu não perguntou nada sobre a nossa vida. Eu era completamente masculinizada, mas ninguém me olhou diferente ou zombou de mim. Eles nos receberam com amor e os homossexuais precisam se sentir amados, eles precisam sentir que podem confiar em nós. A restauração é obra de Deus”, observa Sandra.

3

Pastores são homenageados em dia especial

Fotos: Rogério Gomes

RESTAURAÇÃO TOTAL

DIA DO PASTOR

1

Para os batistas, no segundo domingo do mês de junho é comemorado o Dia do Pastor. E na IBP não foi diferente. Uma homenagem especial foi realizada para os nossos pastores, no dia 12. Élia Tognini, esposa do Pr. Enéas, ministrou à vida de cada homem que ela viu chegar à igreja e que hoje exercem o ministério pastoral. Pr. Enéas, fundador e pastor emérito, também agradeceu ao pastor Jonas Neves, que é o anjo da Igreja há mais de onze anos. Os meninos do Kidscípulos presentearam a cada um dos onze pastores em nome do ministério, e as esposas, que são consideradas suas primeiras ovelhas, também foram à frente para dar o presente pela Igreja Batista do Povo. Um vídeo especial com membros da igreja em diversas faixas-etárias foi exibido para mostrar o quanto cada um dos pastores é importante nas vidas e famílias. A ministra de louvor, Celinha Batista, cantou a música “Pastor” e declarou com toda a igreja de que eles são homens escolhidos por Deus para serem profetas dessa geração. “Agradeço em nome de todos os pastores pela homenagem e também a todas as esposas de pastores que têm exercido o ministério pastoral junto conosco”, disse o Pr. Jonas.

1) Élia Tognini levando uma palavra de benção aos pastores | 2) As crianças prestam suas homenagens 3) Dois homens que marcam a Igreja Batista do Povo, Jonas e Enéas 2

Ex-gay existe sim! Sandra e Nice estão aí para provar isso.

www.kfproducoes.com.br

Aqui a sua Roupa é Passada a Limpo!

(11) 5084-1925 (11) 2276-2141 Membro da IBP tem 10% de desconto

Entregas e Retiradas Gratuitas • Unidade I: Av. Prefeito Fábio Prado, 92 - Chácara Klabin • • Unidade II: Rua Luis Góis, 81 - Mirandópolis •


14 / Nossa IBP | Julho de 2011 por Ana Clara Guerra

ACONTECEU KIDS

INTERTEEN

Culto Kids celebra três anos

Pré-adolescentes participam do Intercamp

Foto: Rogério Gomes Foto: Marcos Ferreira

A galera toda reunida em comunhão Coral Infantil Frutos do Louvor em adoração a Deus

No último domingo, dia 19, o Kidscípulos estava em festa, pois foi comemorado o terceiro aniversário do Culto Kids, que acontece semanalmente, às 19h30.

Superando a distância de casa Além da participação das crianças, a celebração teve também a presença dos pais. O coral infantil Frutos do Louvor marcou presença mostrando a todos que é da boca dos pequeninos que sai o perfeito louvor. A palavra ficou por conta da equipe de teatro do Kids que exortou a todos sobre a correção

aos filhos na hora certa. “Agradecemos mais uma vez ao Senhor por mais um ano de bênçãos, conversões e respostas de oração e a todos que têm se dedicado conosco em servi-Lo com pessoas tão importantes para Ele: as crianças”, comenta o casal de líderes do Culto Kids, Sílvio e Andreia Baroni.

A fase da pré-adolescência é muito difícil para muita gente, mas se depender do Interteen isso não vai acontecer. O ministério, que é específico pra essa galera, realizou, de 10 a 12 de junho, o Intercamp com o tema “The book’s on the table” (O livro está na mesa, em inglês), no Recanto Julubi, em Ibiúna. “O propósito desse acampamento foi de fazer com que entendessem que a Bíblia não pode ficar apenas em cima da mesa, mas sim dentro do coração, para que vivam o que Ela diz”, conta o casal de líderes, Luciano e Priscila Galhanone. Quase 70 pré-adolescentes aprenderam também sobre o relacionamento com os pais e, principalmente, com o Pai verdadeiro, além das cinco linguagens do amor. A galera

também participou, junto com os 16 voluntários, do Culto na fogueira e de debates e perguntas sobre a Bíblia. Tiveram também um jantar com o tema “Tribos Urbanas”, sem contar nos momentos de lazer com muita brincadeira, guerra de bexiga, piscina, tirolesa, aula de culinária, oficina de artes e esportes. “Quatro pré-adolescentes aceitaram a Jesus e muitos foram tocados profundamente pelo Senhor nas ministrações do Pr. Tiago Marcolongo e da missionária Isabel Santos”, lembram. Para Priscilla França, de 12 anos, o Intercamp foi muito legal. “Todo mundo fez novos amigos e Deus tocou não só no meu coração, mas no de muitos. Adorei!”.

CANAL JOVEM

Muitos solteiros não gostam do Dia dos Namorados por um motivo muito simples. Para mudar o conceito de se sentir sozinho, o Canal Jovem organizou a festa “Esperando por mim”, que aconteceu no dia 11 de junho, tanto para solteiros quanto para quem namora. “O nosso objetivo foi mostrar que esperar no Senhor é um tempo de mudança de atitudes e comportamentos para recebermos o melhor de Deus em Seu devido tempo”, conta a organizadora do evento, Sabrina Batista. Os jovens puderam estar em comunhão uns com os outros em um delicioso jantar de crepes ao som de uma boa música. Os testemunhos pessoais do casal, Samuel e Ádila Mizrahy (FOTO), e também do casal, Abner e Débora Santos foram compartilhados a todos para verem como as

escolhas são importantes na vida do jovem. Já o teatro marcou presença com esquetes divertidos e ao mesmo tempo reflexivos. Para a jovem Luciana Gonçalves, que namora há três meses, a festa foi de primeira. “O pessoal do teatro conseguiu abordar temas tanto para solteiros como para namorados e os testemunhos foram sensacionais, pois mostraram que a espera no namoro é fundamental”. Já para o jovem Fernando Souza, o evento superou suas expectativas. “Deus preparou todos os detalhes. Foi muito bem organizado, divertido, e acima de tudo, edificante. Creio que cada coração triste ou magoado por uma decepção saiu dali renovado e curado, pois vimos o quanto é importante esperarmos nEle”.

Foto: Rogério Gomes

Esperando por Mim


Mix | Julho de 2011 / 15

Nossos Cultos e Reuniões na Grande São Paulo

A IGREJA BATISTA DO POVO CONVIDA VOCÊ PARA O PRIMEIRO CONGRESSO

VILA MARIANA

Rua Domingos de Morais, 1100 - Vila Mariana - São Paulo - (11) 5579-3516 batistadopovo@batistadopovo.org.br Terça às 9h - Culto de Jejum e Oração pela Família Terça às 20h - Culto de Libertação Quarta às 15h - Culto Especial para Mulheres 1ª Quarta do mês, às 15h: Desperta Débora Quinta às 20h - Culto de Restauração e Edificação Sábado às 19h - Radical Teen Sábado às 19h - Canal Jovem Domingo às 9h e 17h - Escola Bíblica Dominical Domingo às 8h, às 10h e às 19h30 - Culto de Celebração (às 10h) Domingo às 17h - Celebração da Família

DIADEMA

Rua General Rondon, 95 - (Antigo prédio do Procon) - Centro - Tel.: (11) 4056-2901 ibpdiadema@batistadopovo.org.br Quinta às 20h - Culto de Restauração e Edificação Sexta (3ª do mês) - Celebração Especial para Mulheres Sábado às 19h - Canal Jovem Domingo às 9h - Escola Bíblica Domingo às 9h e 17h - E. B. de Capacitação Domingo às 10h e 18h30 - Culto de Celebração

MERGULHADOS Uma semana submersos na palavra e na presença de Deus.

ERMELINO MATARAZZO

Rua Antonio de Freitas Toledo, 186 - Fone: (11) 2085-6028 - CEP 03809-060 ibpermelinomatarazzo@batistadopovo.org.br Quarta às 15h - Culto Especial para Mulheres Última quarta-feira do mês às 15h - Desperta Débora Quinta às 20h - Culto de Batalha Espiritual Sábado 19h - Canal Jovem Domingo 10h e 18h30 - Culto de Celebração Domingo 18h30 - Kidscípulos

SANTO AMARO

Rua Olívia Guedes Penteado, 152 A - Largo do Socorro (Esquina com a Av. R. Kennedy) Tel.: (11) 5524-5638 - ibpsantoamaro@batistadopovo.org.br Quinta às 20h - Culto de Restauração e Edificação Sábado às 19h30 - Canal Jovem Domingo às 10h e 18h30 - Culto de Celebração

INDAIATUBA

ENTRADA FRANCA

REALIZAÇÃO

Paulo César Baruk | Pr Lucinho Barreto | Ariovaldo Ramos André Valadão | Pr Raul | Fellipe Magalhães | Thiago Grulha Samuel Mizrahy | Hygor Junker | Pr Eli Moreira

25 a 30 | JULHO | 20h Domingos de Morais 1100 . Vila Mariana . São Paulo . SP www.batistadopovo.org.br/mergulhados . 11 5579.3516

Rua XV de Novembro, 1064 - Centro, Indaiatuba –SP / Fone: (19) 3834-6646 ibpindaiatuba@batistadopovo.org.br Quinta às 20h; e no Domingo 10h e 19h / Sábado às 19h - Radical Teen e Canal Jovem

TABOÃO DA SERRA

Rua Elza Feres, 328 - Vila Sônia (Em frente ao Shopping Taboão) Tel.: (11) 4787-8771 / ibptaboao@batistadopovo.org.br Sábado às 19h - Canal Jovem / Domingo às 19h - Culto da Família

TAUBATÉ

Rua XV de Novembro, 876 - Centro, Taubaté –SP Fone: (12) 3622-8484 / ibptaubate@batistadopovo.org.br Quarta, às 20h – Culto de Restauração e Edificação Sábado, às 19h – Canal Jovem Domingo, às 08h – Oração e E.B. de Capacitação Domingo, às 19h – Culto de Celebração


HONRANDO O PASSADO CELEBRANDO O PRESENTE VISIONANDO O FUTURO

À LUZ DA PALAVRA DE DEUS

Bíblia Sagrada Revista e Atualizada Formatos: 13,5x21 e 11,5x16,5 Letra Grande - Capa Dura

LANÇAMENTO

JULHO 2011


Boa Palavra - Julho 2011