a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

Presença confirmada de três cardeais falando neste evento imperdível

Saiba como o Marketing pode ajudar a Igreja. Palestra inédita com Kater Filho

Dom Cláudio Hummes

Dom Orani Tempesta

Mons. Aguinaldo “Falar abertamente sobre dízimo. IBMC - Marketing Católico 2016 Por que não?”

Inscreva-se para o City Tour pelos pontos turísticos de Gramado

1

Dom Raymundo Cardeal Damasceno Assis


ANUNCIO SANTUรRIO

2

IBMC - Marketing Catรณlico 2016


EXPEDIENTE Presidente: Orani Cardeal João Tempesta, O.Cist. Vice Presidente: Mons. Aguinaldo de Carvalho Tesoureiro: João Carlos Valentim Secretaria: Ir. Nair Paschoalini Conselho Fiscal: José Nilson Ferreira Gomes Filho João Monteiro de Barros Filho Izekson José Silva Diretor Executivo: Antonio Miguel Kater Filho A revista Marketing Católico é publicada, editada e registrada pelo IBMC Impressão Gráfica Santuário: (12) 3104-2000 ou (12) 3104-2084 Tiragem desta edição: 15000 exemplares Diagramação e arte: Cleber Fabiano Francisco: (11) 94727-5764 INSTITUTO BRASILEIRO DE MARKETING CATÓLICO R. Ten. Haraldo Egídio de Souza Santos 777 – Sl 07 13070-160 – Campinas – SP Tel. (19) 3242-2128 / (19) 99975-1413 Site: www.ibmc.com.br Twitter: www.twitter.com.br/i_b_m_c Capa: foto do Lago Negro Foto da capa: Leonid Streliav

EDITORIAL A cidade de Gramado, onde realizaremos o 21º Encontro de Marketing Católico, além do charme europeu de suas construções, ruas, alamedas e jardins, de suas inúmeras belezas naturais (como o Lago Negro que ilustra a capa desta edição), é hoje uma cidade que se assumiu como uma cidade turística, adequando-se perfeita e profissionalmente para receber os seus visitantes durante o ano inteiro, com atrações e passeios únicos. A acolhida calorosa está presente em todos os lugares e durante todo o tempo. A cidade dispõe de inúmeros restaurantes com variadas opções de comidas alemãs, italianas, francesas e demais cozinhas internacionais, além de centenas de lojas com os mais diversificados artigos e produtos, mais 29 fábricas de chocolates deliciosos! Temos certeza de que vocês, participantes do 21º Encontro de Marketing Católico, não se arrependerão de participar do evento e também de conhecer este ponto turístico em alta hoje no Brasil. Para o encontro já temos confirmadas as presenças ilustres de três cardeais nos falando: Dom Orani Tempesta, Dom Cláudio Hummes e Dom Damasceno. Além deles, o Dr. Fernando Lucchese (leiam a biografia dele nesta edição), médico, cirurgião cardiovascular, católico praticante (amigo pessoal de Dom Zeno, bispo local) e renomado escritor de livros que relacionam a fé e a ciência trabalhando juntas para salvar vidas. Confirmamos também a presença do escritor e conferencista César Romão, amigo e entusiasta divulgador de nossos eventos, que já esteve presente em encontros anteriores agradando a todos por sua versatilidade e seu encantador poder de comunicação. Também o nosso diretor e fundador do IBMC, Kater Filho estará, mais uma vez, apresentando palestras que relacionam o marketing e a Igreja em suas diversas atividades: pastorais e missionárias. Um teólogo, comunicador e pregador de retiros que tem percorrido o Brasil ministrando cursos, palestras e retiros espirituais para casais. Diante disso, teremos, neste ano, um número maior de palestras plenárias para que todos os participantes possam ouvir tão renomados conferencistas. Nosso City Tour (por adesão) será feito em ônibus de dois andares, com uma privilegiada visão panorâmica (idênticos aos ônibus londrinos) das belezas naturais da região e, o jantar ao final do passeio será num excelente Café Colonial, restaurante típico da região, que serve uma variedade incrível de delícias à vontade. Preparem os seus apetites, pois tudo o que eles servem é bom demais e com direito a repetição quantas vezes quiser! O traslado de Porto Alegre até Gramado também tem diversas opções (veja quais nesta edição), mas se você ainda tiver alguma dúvida ligue para o IBMC: fone 19-32422128 no horário comercial ou nos envie um e.mail para: ibmc@ibmc.com.br.

04

A Igreja deve ser ponte e não barreira

10

Programação das palestras plenárias

20, 22, 24 e 26

12,14 e 15

O Dízimo e o Jubileu da Misericórdia

28 e 30

IBMC - Marketing Católico 2016

16

Tenha compaixão no coração Como o Marketing pode ajudar a Igreja Medicina, fé e ciência: um encontro possível? 3


a palavra do cardeal

“A IGREJA DEVE SER PONTE E NÃO BARREIRA”

A 14ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos foi inaugurada no dia 04 de outubro de 2015 e concluída no dia 25 de outubro do mesmo ano. Na abertura do Sínodo, o Papa Francisco centrou sua homilia em quatro pontos que vale a pena, ainda hoje, recordar: o drama da solidão, o amor entre o homem e mulher, a família e a caridade. A solidão, disse o Papa Francisco, “é um drama que aflige muitos homens e mulheres.” Quantos idosos, viúvos, homens e mulheres deixados pela sua esposa e pelo marido. E, hoje, em dia, quantos migrantes, buscam condições de vida melhor e para isso, deixam sua pátria e emigram para outros países, onde nem sempre conse-

guem se integrar completamente. Mais difícil ainda é a situação dos refugiados que escapam de guerras, perseguições e fogem para outros países com a esperança de encontrar paz, mas nem sempre são bem acolhidos e muitos são obrigados a voltar ao seu país de origem. A respeito do amor entre homem e mulher, o Papa recordou que Deus criou o homem para a felicidade, para partilhar seu caminho com outra pessoa; para amar e ser amado. Isto significa que o objeto da vida conjugal não é apenas viver juntos para sempre, mas amar-se para sempre. Ao falar da Família, o Papa Francisco citou o evangelho de Marcos. “O que Deus uniu o homem não separe. ” É uma exortação, disse o Papa, a superar toda forma de individualismo. O matrimônio para Deus não é utopia de adolescência, mas um sonho sem o qual a sua criatura estará condenada à solidão. O homem de hoje, afirma o Papa, continua atraído e fascinado pelo amor autêntico, fecundo, fiel e perpétuo. Corre atrás dos prazeres carnais, mas

deseja a doação total. No contexto atual, bastante difícil, tanto social, quanto matrimonial, a Igreja é chamada a viver sua missão na fidelidade e na verdade, a saber, defender a sacralidade da vida, a indissolubilidade do matrimônio, sem mudar sua doutrina segundo as modas passageiras ou as opiniões dominantes. Finalmente, o Papa Francisco exortou a Igreja a procurar o homem e a mulher, para acolhê-los e acompanhá-los, porque uma Igreja com as portas fechadas trai a si mesma e à sua missão e em vez de ser ponte, torna-se uma barreira. “A Igreja é chamada a viver sua missão na caridade procurando e cuidando dos casais feridos com o óleo da aceitação e da misericórdia; de ser “hospital de campanha” com as portas abertas para acolher todo aquele que bate pedindo ajuda e apoio.”

Dom Raymundo Cardeal Damasceno Assis Arcebispo de Aparecida, SP 4

IBMC - Marketing Católico 2016


como participar

Informações sobre o 21º Encontro de Marketing Católico De 09 a 12 de Maio de 2016 – Gramado/RS Tema: “Sede misericordiosos como o Pai” Lc 6, 36

O QUE É O ENCONTRO DE MARKETING CATÓLICO? É um encontro anual, realizado há 21 anos, que propicia a troca de experiências bem sucedidas entre dioceses, paróquias, instituições e empresas católicas que utilizam as técnicas e ferramentas de marketing com bom senso e sob a ética cristã, para atingir objetivos predeterminados e, principalmente, atender a necessidade de seus clientes: satisfazendo-os e encantando-os para que se fidelizem, sejam eles fiéis ou consumidores de produtos e serviços católicos.

Algumas palestras são plenárias e têm um tempo maior de explanação e perguntas. As palestras apresentadas são dinâmicas e expostas quadro a quadro, em equipamentos de data show. Conferencistas experientes e experts no assunto abordado ministram as palestras, que são avaliadas uma a uma pelos participantes imediatamente após o seu término.

QUEM PODE OU DEVE PARTICIPAR DO ENCONTRO DE MARKETING CATÓLICO? O encontro é marcado pela forte presença de organizações católicas em geral: - paróquias, dioceses, congregações e ordens religiosas; - associações, seminários, grupos missionários; - emissoras de Rádio e TV, escolas, - pastorais: do dízimo, de turismo, de música e demais pastorais; Pode e deve participar, qualquer organização que busca melhorar seu desempenho e aumentar a eficácia de suas atividades ou ainda, instituições que querem levantar fundos com profissionalismo para manter suas atividades, ampliar instalações, construir ou reformar Igrejas ou ainda empresas que querem se comunicar melhor com a comunidade, utilizando novas tecnologias.

GRUPOS DE INTERESSES Os Grupos de Interesse são atividades de partilha, onde se reúnem, em mesa redonda, participantes que tenham interesses específicos e afins para troca de experiências práticas, sem a mediação dos conferencistas. Normalmente são formados grupos de até 12 participantes em duas sessões durante o evento: nos dias 10 e 11 de maio das 8h às 10h da manhã.

LOCAL DO EVENTO E DATA O Encontro será realizado de 09 a 12 de Maio de 2016, no Hotel Serra Azul, na Rua Garibaldi, 152, bem no centro da cidade de Gramado/RS. Essa cidade encantadora está localizada na Serra Gaúcha, a menos de 2 horas da cidade de Porto Alegre/RS (Haverá traslados e taxis tabelados para os participantes do Encontro de Marketing Católico). O evento terá início às 13 horas do dia 09 de Maio (segunda-feira) e encerramento às 13 horas do dia 12 (quinta-feira). PALESTRAS E GRUPOS DE INTERESSES PALESTRAS As palestras do Encontro de Marketing Católico têm a duração de 1 hora e 10 minutos (1 hora de explanação e 10 minutos para perguntas ao conferencista). Algumas são plenárias, ou seja, de interesse geral com a participação de todos e outras serão segmentadas - por assuntos específicos - e simultâneas; neste caso, o participante poderá optar por assistir uma ou outra. 6

Ao final convidamos cada participante a avaliar a palestra assistida em vários quesitos. Essas pesquisas garantem o alto nível que o evento mantém.

VALOR DAS INSCRIÇÕES PARA A PARTICIPAÇÃO NO 21º ENCONTRO DE MARKETING CATÓLICO. O investimento da participação por pessoa (já inclusos três almoços nos dias 10/05, 11/05 e 12/05 no restaurante do hotel) é de: R$ 580,00 – para inscrições feitas depois do dia 30/03/2016 R$ 540,00 – para pagamentos até o dia 30/03/2016 R$ 525,00 – especial para participantes de outros Encontros promovidos pelo IBMC – para pagamentos até o dia 30/03/2016 Para maiores informações ou inscrições, acesse o site www.ibmc.com.br, preencha a ficha de inscrição no site ou a anexa à revista ou entre em contato conosco pelo e-mail: ibmc@ibmc.com.br ou pelo telefone (19) 3242-2128. TARIFAS DE HOTEL O hotel escolhido para o evento foi o Hotel Serra Azul e os preços negociados para as hospedagens dos nossos participantes foram os seguintes: ( ) Quarto individual: R$ 250,00 a diária + 10% de ISS + R$ 2,00 (opcional/dia) para o Convention Bureau. ( ) Quarto duplo: R$ 280,00 a diária (ou R$ 140,00 por pessoa) + 10% de ISS + R$ 2,00 (opcional/dia) para o Convention Bureau. IBMC - Marketing Católico 2016


( ) Quarto triplo*: R$ 380,00 a diária (ou R$ 126,67 por pessoa) + 10% de taxas + R$ 2,00 (opcional/dia) para o Convention Bureau. *A modalidade Quarto triplo é o Quarto duplo com a montagem de uma cama extra de solteiro. ** As diárias do hotel incluem o café da manhã *** As inscrições para o evento dão direito a três refeições (almoço) nos dias 10/05, 11/05 e 12/05 **** Os participantes que optarem por apartamentos duplos e triplos, deverão indicar as pessoas que com eles dividirão o quarto e as despesas de hospedagem. O IBMC não se responsabilizará por desistências de companheiros de quarto nem pelo acréscimo de valor na hospedagem causado por essas desistências ou ausências. Importante: Os participantes que não se hospedarem no Hotel Serra Azul deverão pagar, além da inscrição do evento, o valor adicional de R$ 80,00 pelo uso do Centro de Convenções do hotel e pelo direito aos coffe-breaks oferecidos durante o evento. Endereço do Hotel Serra Azul Rua Garibaldi, 152 Gramado/RS VALORES PARA INSCRIÇÕES DE GRUPOS Temos descontos especiais para inscrições de grupos a partir de 05 pessoas pertencentes à mesma instituição. Para maiores informações, entre em contato conosco pelo e-mail: ibmc@ibmc.com.br, pelo telefone (19) 3242-2128. Tratar com Maria. PASSEIO TURÍSTICO No dia 11 de Maio, a partir das 14 horas, promoveremos um passeio pelos principais pontos turísticos de Gramado/RS e Canela/RS em confortáveis ônibus executivos e com acompanhamento de guias turísticos. Ao término do passeio, jantaremos no Bela Vista Café Colonial, um restaurante típico gaúcho! Esse passeio é opcional e por adesão e custa R$ 125,00 por pessoa (já incluso o jantar). A adesão por pessoa deverá ser feita na ficha de inscrição e o pagamento feito junto à inscrição ou ainda na secretaria do evento, no hotel. COMO SE INSCREVER PARA PARTICIPAR DO 21º ENCONTRO DE MARKETING CATÓLICO • Preencha a ficha de inscrição anexa informando todos os dados solicitados e nos devolva digitalizada para o email: ibmc@ibmc.com.br ou pelo Correio. • Caso prefira, você pode fazer a sua inscrição online pelo site www.ibmc.com.br preenchendo a ficha e IBMC - Marketing Católico 2016

enviando-a pelo próprio site. • Pague o valor da taxa de inscrição por meio de depósito bancário, Bradesco, Agência 0046-9 – Conta corrente: 5730-4 em nome do Instituto Brasileiro de Marketing Católico). Você pode pagar por cartão de crédito via PagSeguro pelo nosso site: www.ibmc.com.br • Caso prefira, envie um e-mail para ibmc@ibmc. com.br e solicite a emissão de um boleto informando seu nome e instituição e pague-o em qualquer agência bancária em todo o país ou ainda, imprima um boleto no site: www.ibmc.com.br. Endereço do IBMC: Instituto Brasileiro de Marketing Católico Av. Ten. Haraldo Egídio de Souza Santos, 777 – sala 7 Jd. Chapadão CEP 13070-160 – Campinas/SP Tel.: (19) 3242-2128 / (19) 99975-1413 Site:www.ibmc.com.br Caso precise utilizar transporte aéreo, sugerimos a agência Porto e Poli que nos atende há 18 anos para consulta de preços em promoção. Telefones:(19) 3234-7925/3234-7926/3232-7984 – falar com Alexandre ou Adriana site: www.portoepoli.com.br TRASLADOS DO AEROPORTO SALGADO FILHO À GRAMADO

Opção 1: Ônibus Executivo Citral (saídas regulares) Viagem em ônibus executivos da Citral com saídas, de hora em hora, nos horários: 9h15 / 10h15 / 11h15 / 12h15 / 13h15 / 14h15 / 15h15 / 16h15 / 18h15 / 19h15 / 20h15 Opção 2: Transfer Regular da Vento Sul Turismo Vans executivas com saídas, nos horários de chegada dos vôos (aguarda a chegada e parte). O serviço deve ser agendado antecipadamente pelo telefone: (54) 3905-4109 Opção 3: Carro da Vento Sul Turismo Carros executivos ou semi executivos pré agendados com capacidade de 3 a 4 pessoas, dependendo da bagagem (aguarda a chegada e parte). O serviço deve ser agendado antecipadamente pelo telefone: (54) 3905-4109 Opção 4: Van exclusiva da Vento Sul Turismo Fretamento de uma van exclusiva com capacidade de 10 pessoas (aguarda a chegada e parte). O serviço deve ser agendado antecipadamente pelo telefone: (54) 3905-4109 7


Ficha de Inscrição para participação no 21º Encontro de Marketing Católico de 09 a 12 de Maio de 2016 – Gramado/RS DADOS GERAIS (preenchimento obrigatório)

B – SEGMENTO DE PALESTRAS QUE PRETENDE ASSISTIR ( ) Marketing e Comunicação ( ) Gestão empresarial

Instituição ou organização:________________________________________________________

B.1) Qualificação do participante: ( ) Bispo ( ) Sacerdote ( ) Religioso(a) ( ) Diácono ( ) Leigo(a)

_____________________________________________________________________________ Nome do participante:___________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ Nome para o crachá:_____________________________________________________________

B.2) Participou de outros encontros? ( ) Não ( ) Sim. Quais?: _______________________________________________________________

Endereço: _____________________________________________________________________

C – GRUPOS DE INTERESSE (Workshops de pequenos grupos que discutem temas afins em comum)

_________________________________________________________________Nº__________

Em quais desses temas gostaria de participar:

Complemento: (não obrigatório)___________________________________________________ Bairro: _______________________________________________________________________ Cidade/Estado:_________________________________________________________________ CEP: _________________________________________________________________________ Telefone 1: ____________________________________________________________________ Telefone 2: ____________________________________________________________________ Celular (operadora): _____________________________________________________________ e-mail: _______________________________________________________________________ site/blog: ______________________________________________________________________ twitter: _______________________________________________________________________ A – HOSPEDAGEM (preenchimento obrigatório) ( ) Vou hospedar-me no Hotel Serra Azul, onde será realizado o Encontro

) Dízimo ) Campanhas Financeiras ) Administração de Paróquias e Comunidades ) Congregações e Seminários ) Comunicação Católica (Rádios, TVs Católicas, Sites, Redes Sociais) ) Música e Sonorização ) Catequese e formação ) Comunidades de vida e aliança ) Pastorais e Movimentos. Quais?: _______________________________________________ ) Outros. Quais?: _____________________________________________________________

D – PASSEIO OPCIONAL Desejo participar do passeio (City Tour) pelos principais pontos turísticos de Gramado e Canela com visita a uma fábrica de chocolates. Ao término, à noite, teremos um jantar no Bela Vista Café Colonial, com dezenas de opções típicas da alimentação gaúcha ao preço de $125,00 por pessoa o passeio, já incluso o jantar.

Data e horário de chegada:______________________________________________

( ) Sim. Quantos? ______________________________________________________________ • Favor depositar a quantia referente junto com o valor da inscrição

Data e horário de saída:________________________________________________

E – VALOR DA INSCRIÇÃO ** (preenchimento obrigatório)

( ) Vou hospedar-me por conta própria e pagar, além da inscrição do evento, a taxa de R$ 80.00 pelo uso das dependências do hotel e pelo direito aos coffe-breaks oferecidos durante o evento. (Nesse caso pule para a questão B). A.1) Tem acompanhante para ficar acomodado no hotel? * ( ) Não. Estou sozinho. ( ) Sim. Quantos? : ________________________________________ A.2) Tipo de acomodação escolhida: ( ) Quarto individual: R$ 250,00 a diária + 10% de ISS + R$ 2,00 (opcional/dia) para o Convention Bureau ( ) R$ 280,00 a diária (ou R$ 140,00 por pessoa) + 10% de ISS + R$ 2,00 (opcional/dia) para o Convention Bureau. ( ) Quarto triplo*: R$ 380,00 a diária (ou R$ 126,67 por pessoa) + 10% de taxas + R$ 2,00 (opcional/dia) para o Convention Bureau * A modalidade “Quarto triplo” é um quarto duplo com a montagem de uma cama extra de solteiro. A.3) No caso de quarto duplo ou triplo, tem preferência para acompanhante no quarto? ( ) Não. ( ) Sim. Quem? ________________________________________________________________ **Os participantes que optarem por apartamentos duplos e triplos, deverão indicar as pessoas que com eles dividirão o quarto e as despesas de hospedagem. O IBMC não se responsabilizará por desistências de companheiros de quarto nem pelo acréscimo de valor na hospedagem causado por essas desistências ou ausências. Endereço do Hotel Serra Azul Rua Garibaldi, 152 Gramado / RS

8

( ( ( ( ( ( ( ( ( (

( ) R$ 580,00 – Para inscrições feitas depois do dia 30/03/2016 ( ) R$ 540,00 – Para pagamentos até o dia 30/03/2016 ( ) R$ 525,00 – Especial para participantes de outros encontros promovidos pelo IBMC, para pagamentos até 30/03/2016 Favor emitir recibo em nome de: __________________________________________________ _____________________________________________________________________________ CPF/CNPJ:___________________________________________________________________ ** As inscrições dão direito a três refeições no hotel (almoço): um no dia 10/05, um no dia 11/05 e um no dia 12/05/2016 ATENCÃO: O cálculo do valor de pagamento deve ser realizado somando-se as atividades selecionadas na ficha de inscrição. Esquema de cálculo: Inscrição (de acordo com os pré-requisitos) + Passeio opcional (se aderir). O resultado será o valor a ser depositado para o IBMC. Obs.: A hospedagem será acertada diretamente com o hotel no momento do check-out e a taxa de uso (no caso de quem não se hospedar no hotel) será acertada diretamente na Secretaria do Evento no momento da retirada do crachá. A sua inscrição será validada e sua reserva confirmada no hotel (se for o caso) assim que essas informações forem enviadas corretamente e o boleto for pago ou que o comprovante de depósito do Bradesco (Agência Bradesco 0046/9 – Conta corrente: 5.730-4 em nome do Instituto Brasileiro de Marketing Católico) for enviado digitalizado para o e-mail: ibmc@ibmc.com.br ou por correio para: IBMC – A/C: Secretaria do 21º EMC Av. Ten. Haraldo Egídio de Souza Santos, 777 – sala 7 – Jd. Chapadão CEP 13070-160 – Campinas/SP Tel.: (19) 3242-2128 / (19) 99975-1413

FAÇA SUA INSCRIÇÃO NO SITE: WWW.IBMC.COM.BR


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

9


PROGRAMAÇÃO DAS PALESTRAS:

Esse ano, o 21º Encontro de Marketing Católico terá oito palestras plenárias e os melhores palestrantes do segmento de marketing católico. Confira as palestras plenárias: DIA 09/05 – SEGUNDA-FEIRA DIA 11/05 – QUARTA-FEIRA 16h – Dom Orani Tempesta Palestra temática de abertura: “Sede misericordiosos como o Pai”. Lc 6, 36

10h – Dr. Fernando Lucchese – A medicina comprova a eficácia da fé

DIA 12/05 – QUINTA-FEIRA 18h – Kater Filho 9h – João Monteiro de Barros Neto Como o marketing pode ajudar a Igreja A RedeVida propaga a misericórdia DIA 10/05 – TERÇA-FEIRA 10h – Dom Cláudio Hummes O Papa Francisco e o Jubileu da Misericórdia 17h – Dom Raymundo Damasceno A Misericórdia e o Sínodo da Família 18h30 – César Romão Onde há misericórdia, há esperança

10h30 – Eros Biondini O poder da música na evangelização

Programação completa no site: www.ibmc.com.br

ATENÇÃO: PARA SUA COMODIDADE, GUARDE ESSA INFORMAÇÃO Como chegar a Gramado, do Aeroporto de Porto Alegre: Veja as quatro opções de traslado disponíveis que levam do Aeroporto Salgado Filho até a cidade de Gramado.

TRASLADOS DO AEROPORTO SALGADO FILHO À GRAMADO Opção 1: Ônibus Executivo Citral (saídas regulares) Viagem em ônibus executivos da Citral com saídas, de hora em hora, nos horários: 9h15 / 10h15 / 11h15 / 12h15 / 13h15 / 14h15 / 15h15 / 16h15 / 18h15 / 19h15 / 20h15 Valor do trajeto Aeroporto Salgado Filho - Rodoviária de Gramado (fica a 500 metros do hotel): R$ 44,50 *(valor em 05/02/2016) Opção 2: Tansfer Regular da Vento Sul Turismo Vans executivas com saídas, nos horários de chegada dos vôos (aguarda a chegada e parte). Valor do trajeto Aeroporto Salgado Filho - Hotel Serra Azul em Gramado: R$ 70,00 (só ida) ou R$ 120,00 (para ida e volta) O serviço deve ser agendado antecipadamente pelo telefone: (54) 3905-4109 10

Opção 3: Carro da Vento Sul Turismo Carros executivos ou semi-executivos pré-agendados com capacidade de 3 a 4 pessoas, dependendo da bagagem (aguarda a chegada e parte). Valor do trajeto Aeroporto Salgado Filho - Hotel Serra Azul em Gramado: R$ 270,00 (semi-executivo) ou R$ 300,00 (executivo) O serviço deve ser agendado antecipadamente pelo telefone: (54) 3905-4109 Opção 4: Van exclusiva da Vento Sul Turismo Fretamento de uma van, exclusiva, com capacidade de 10 pessoas (aguarda a chegada do grupo e parte para o destino sem esperas). Valor do trajeto Aeroporto Salgado Filho - Hotel Serra Azul em Gramado: R$ 470,00 O serviço deve ser agendado antecipadamente pelo telefone: (54) 3905-4109 IBMC - Marketing Católico 2016


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

11


pastoral

O DÍZIMO E O JUBILEU DA MISERICÓRDIA

Há uma perfeita relação entre este ano do Jubileu e a conscientização da devolução do dízimo em nossas paróquias e comunidades. Particularmente diante da declaração do Papa Francisco ao afirmar que o maior gesto de misericórdia é a caridade praticada junto aos mais necessitados. Não há como praticarmos nas nossas paróquias a caridade aos mais pobres, sem aplicarmos parte dos recursos que provém do dízimo de nossas igrejas na promoção da vida e da dignidade humana, favorecendo sempre os mais necessitados. Já é hora de nós, sacerdotes, particu12


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

13


pastoral larmente os párocos e vigários paroquiais falarmos aberta e regularmente sobre a devolução, consagração mensal do dízimo por parte de nossos fiéis paroquianos. Observo, como Vigário Geral de minha Diocese, que nós, padres, temos certo receio, timidez, dificuldade, preconceito ou mesmo medo de tocarmos neste assunto e, via de regra, atribuímos esta função aos nossos leigos que estão à frente da Pastoral do Dízimo. Porém, sabemos, caros irmãos no sacerdócio, que a nossa palavra franca e aberta sobre este assunto frente a comunidade nas celebrações, tem um efeito muito mais eficaz do que o esforço conjunto de todos os membros da Pastoral do Dízimo. O Pároco é quem administra a paróquia, juntamente com o Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos, isso é do conhecimento de todos os fiéis e, naturalmente, ele, como o líder (e também o maior interessado q visa honrar todos os compromissos de sua paróquia) é quem deve estar à frente desta conscientização, sobre a necessidade da devolução do dízimo por parte dos fiéis que frequentam as nossas paróquias e as suas comunidades, incentivando-os já a partir de seu testemunho pessoal como o dizimista nº 1 da paróquia! Sem os recursos provenientes do dízimo mensalmente, não temos como fazer melhorias, ampliações, reformas urgentes, pintura, sonorização adequada, bancos mais adequados, sanitários, enfim tantas coisas necessárias que serão benéficas ao próprio fiel que frequenta as nossas celebrações, muito menos a caridade material ...

14

FALAR ABERTAMENTE SOBRE O DÍZIMO! POR QUE NÃO?

Muitos irmãos no sacerdócio, recusam-se peremptoriamente à falarem abertamente sobre o dízimo, temendo ser taxados de “dinheiristas” ou outras pechas, porém, os mesmos não se furtam à propagarem, ao final das celebrações, os bingos, as rifas, os sorteios (às vezes em discordância às leis brasileiras e passíveis de multas e punições), os almoços e jantares em prol da paróquia ou, ainda, outras “promoções” como: “pizzadas”, “pasteladas”, churrascadas, feijoadas e demais ações gastronômicas que, cá entre nós, mais geram trabalho aos fiéis (ou então que os incomodam ou os constrangem, induzindo-lhes a doar os ingredientes ou as “prendas” e a comprar os bilhetes, convites, cartelas ou números de rifas) do que ganhos reais em favor da comunidade. Ora, convenhamos que é mais objetivo e mais litúrgico se organizar e vencer uma possível timidez (ou mesmo os preconceitos) para conscientizar todos, indistintamente, a começar dos coordenadores e membros de todas as pastorais, a se inscreverem como dizimistas e serem fiéis em suas devoluções mensais. Vocês ficarão surpresos com os resultados positivos quase que imediatos, se assim agirem! A devolução do dízimo à comunidade é bíblica e está explícita no livro de Malaquias 3, 8 – 10 e em mais de trezentas outras citações bíblicas, logo não há porque nos furtarmos de falar abertamente sobre este gesto de partilha,

de desprendimento e desapego aos bens materiais que a Bíblia nos exorta em tantas citações e passagens! Temos inúmeros argumentos para incentivarmos os fiéis paroquianos a serem dizimistas fiéis. O primeiro e mais significativo é fazê-los compreender que a Paróquia é deles, paroquianos e paroquianas, e não do Pároco que apenas a pastoreia e administra. Basta que o pároco pergunte a todos sobre o número de párocos que já passou pela paróquia até aquele dia. Certamente dirão os nomes de vários deles. Depois pergunte-lhes quem ali que já participa da paróquia há 20 anos, por exemplo (ou mais: 30, 40 anos). Muitos se manifestarão, daí o pároco diz: - Então a Paróquia é de quem? Dos párocos ou dos paroquianos e paroquianas? Mostre-lhes então que a Paróquia e todas as suas melhorias pertencem àqueles que a frequentam regularmente, recebendo os Sacramentos, participando das celebrações, etc. Muitos deles foram ali batizados, crismados, se casaram e também batizaram os seus filhos e filhas e até já mandaram celebrar missas de sétimo dia de entes queridos naquela paróquia, que volto a afirmar: é deles! Explique a eles com suas palavras, citando exemplo práticos e locais, as três dimensões do dízimo: religiosa, social e missionária. Incentive os seus paroquianos e paroquianas que são dizimistas fiéis a darem os seus testemunhos (de maneira objetiva) ao final da celebração,


no momento de ação de graças, para que os presentes vejam as graças que Deus derrama sobre os dizimistas, como Ele mesmo nos promete no texto de Malaquias 3, 10. Muitas vezes os leigos e leigas, fiéis dizimistas, também apresentam certa resistência (ou timidez) de falar em público sobre a sua experiência do dízimo, por isso é preciso que nós, párocos, os incentivemos a testemunharem.

MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL DO DÍZIMO DEVOLVIDO FIEL E INTEGRALMENTE: 10%!

Eu sempre fui dizimista e desde cedo experimentei a gratuidade de Deus por minha fidelidade, mas confesso-lhes que também era tímido para falar disso no púlpito, até que um dia ouvi de um leigo entusiasta, um testemunho convicente e arrebatador: Kater Filho, pregador de retiros, propagador do dízimo há mais de 30 anos, e também o fundador do IBMC, hoje meu amigo e grande colaborador em diversas atividades que exerço. Seu testemunho é realmente instigante e convincente! Ao ouvi-lo, pela primeira vez, o convidei para testemunhar em minha paróquia e foi um sucesso. Daí nossa Pastoral do Dízimo cresceu significativamente e, com o tempo, fomos criando coisas novas, sempre na intenção de motivar os fiéis a serem realmente fiéis na devolução integral do dízimo: 10%! Ele tem um excelente DVD com a gravação de seu testemunho e um livro específico sobre o assunto com o nome: Dízimo, Fazei a Experiência (Editora Ave-Maria). Com isso crescemos em toda as dimensões do dízimo, construímos um novo templo bem mais amplo, mais confortável com mais lugares, com sonorização perfeita, climatização, sanitários limpos e muitas outras melhorias. Temos hoje um restaurante anexo que oferece a todos, refeições de qualidade ao preço de $ 9,90! Uma grande ação social sem dúvidas! Temos creches bem instalads onde acolhemos mais de 600 crianças para que seus

pais possam trabalhar em paz, além de uma boa livraria que vende a preços justos: bíblias, livros, DVDs, CDs, camisetas, crucifixos, imagens e demais objetos de devoção. Além de outras frentes de evangelização como a manutenção da Casa dos Velhinhos, uma lar de idosos, uma equipe qualificada que ajuda os dependentes químicos a se libertarem de seus vícios e tantas outras atividades sociais como a Caritas, entre elas. Além disso editamos três veículos de comunicação: dois jornais e uma revista, todos mensais e segmentados a públicos diferentes. Tudo isso mantido pelo dízimo que nossos fiéis devolvem com alegria, pois veem o resultado desta devolução aplicado no Santuário e lhes proporcionando maior conforto, comodidade e, o mais importante, atendimento permanente com padres a disposição para confissões, aconselhamento, e direção espiritual ao longo do dia todo e durante todos os dias, inclusive às segundas-feiras! Temos celebrações de missas diárias em vários horários, sempre com um bom público presente. Hoje não fazemos rifas, bingos, etc. como também eliminamos totalmente o consumo de bebidas alcoólicas nos nossos eventos e confraternizações. Se você quiser saber mais sobre esta conscientização, participe da minha

palestra sobre o Dízimo que eu darei no 21º Encontro de Marketing Católico que realizaremos em Gramado - RS, de 9 a 12 de maio deste ano. Eu aguardo você lá, meu caro irmão no sacerdócio, pois este Jubileu da Misericórdia nos é propício para conscientizarmos os nossos fiéis a serem fiéis na devolução integral do dízimo, para que, juntos, façamos muita caridade em nossas comunidades mais carentes, como nos pede o Papa Francisco e Jesus nos exorta nos Evangelhos! Com seu testemunho de fé, coragem e com muita misericórdia mais e mais pessoas terão a certeza que A vida com JESUS é mais feliz!!!

Mons. Aguinaldo Vigário Geral da Diocese de Campo Limpo São Paulo, Reitor do Santuário Santa Terezinha em Taboão da Serra SP e Vice-Presidente do IBMC IBMC - Marketing Católico 2016

15


artigo

Tenha compaixão no coração Entre tantas fases do desenvolvimento humano e religioso do mundo, às vezes parece estarmos enfrentando os mesmos desafios de maneira proporcional e repetindo no presente os erros do passado. As pessoas estão cada vez mais centradas em suas próprias circunstâncias esquecendo que fazem parte de um todo e quando o todo sofre por menor que seja a parte afetada, cada individuo é alvo do reflexo deste sentimento. A experiência mais antiga do povo de Deus é a Misericórdia, no livro do Êxodo 34,6 está: “Deus clemente e longânime e grande em misericórdia e fidelidade”. Não só é a Misericórdia a experiência mais antiga de fé como a ferramenta para solução de qualquer conflito entre o coração dos homens e as atividades do mundo. Quando utilizada, tem o poder de tocar o intimo e consciência das pessoas, promovendo uma transformação dentro dos parâmetros dos desígnios do divino. As pessoas passam a ter uma visão que anula o ego, a desconfiança, o ódio, a mente obstruída, o individualismo e outras características humanas que nos fazem refém das adversidades. No novo testamento, Lucas 15,1-32, esta parábola retrata o poder da misericórdia e o quanto ela nos aproxima do Pai. Nossa permanência e união vêm sendo e só poderão ser mantidas através da pratica da Misericórdia. Ela é nosso elo com a divindade que nos criou e nos conduz pela nossa missão. Ela não deixa que sejamos retirados do nosso caminho e de nossa condição de partes da centelha divina. A compaixão no coração se aplicada em todos os fatos trágicos da história, poderiam tê-los evitado e transformado seus resultados catastróficos em promissores. Onde há Misericórdia há esperança. “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos porque as suas misericórdias não tem fim, renovam-se a cada manhã. Grande é a tua fidelidade” (Lamentações 3,22-23). Estamos onde estamos e somos o que somos por causa da Misericórdia do Senhor, não somos perfeitos, cometemos erros, fugimos a regra e mesmo assim Ele renova nossos dias e nos permite um voto de confiança com sua compaixão. Na Sua magnitude Ele nos ensina todos os dias, mas o que fazemos para retribuir a não ser fecharmos nossos olhos para quando a Misericórdia precisa ser praticada e duplicada em nossa própria sociedade, fazemos expressão de paisagem. Não há como nos aproximarmos do Senhor somente pela Fé sem um coração misericordioso, uma alma misericordiosa e atitudes misericordiosas. A partir de hoje procure avaliar mais suas ações e mensurar se nelas existe uma centelha de Misericórdia e se o seu coração acorda pelas manhãs com sentimento de compaixão. Desta forma todos os dias terá o Senhor ao seu lado.

Cesar Romão Escritor – Conferencista www.facebook.com/romaocesar 16

IBMC - Marketing Católico 2016


CONADIZ

IBMC - Marketing Catรณlico 2015

17


temรกtica

18


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

19


marketing

Certamente esta foi a pergunta que eu mais ouvi desde que criei esta matéria: Marketing Católico, e iniciei as minhas atividades profissionais pioneiras nesta área. E sempre eu a respondi assim: - Da mesma maneira que o marketing ajuda pequenas, médias e grandes empresas a crescerem, aumentando os seus clientes e, satisfazendo-os em suas mais diversas necessidades, cumprir a sua missão na sociedade. Marketing é acima de tudo bom senso, orientações, medidas e mudanças corretas na direção da plena satisfação dos clientes de uma organização, tudo isso aliado a uma visão de futuro. A bussola do marketing é a pesquisa. Por meio dela descobrimos o que leva os clientes a buscarem nas organizações e/

20

ou instituições, as soluções para os mais diversos problemas com os quais se deparam no decorrer de suas vidas. Theodore Levitt, um dos ícones do marketing em todo o mundo, numa de suas mais célebres frases afirma que: “as pessoas não “compram” produtos ou serviços, mas sim buscam soluções para os seus mais diversos problemas. ” E cita um clássico exemplo ao dizer que quando uma mulher entra numa loja de ferramentas em busca de uma broca tamanho ¾ de polegadas, na verdade ela não quer comprar uma broca, mas sim fazer um furo numa parede para ali dependurar algo do seu agrado. Logo, podemos deduzir que se os fabricantes de brocas para furadeiras acreditarem que as pessoas têm necessi-

dade de comprar brocas eternamente e, por isso, continuarem a fabricar brocas, em pouco tempo estas organizações falirão, pois basta que a furadeira evolua e passe a usar o raio laser para penetrar as paredes que as brocas se tornarão objetos inúteis e obsoletos imediatamente!

MIOPIA EM MARKETING Ora, foi isso que ocorreu com o rendoso, lucrativo e multimilionário negócio de fotografias. Tanto a Kodak como a Fuji - que dominavam o mercado mundial nesta área - acreditavam que as pessoas tinham necessidade de adquirir eternamente: filmes, revelações, papéis e máquinas para tirar fotografias, quando na realidade elas queriam apenas registrar os momentos significativos de suas vidas e a maior prova disso são as selfies. Logo, bastou que alguém criasse a máquina digital (que evoluiu e tornou-se mais um acessório dos smartphones) para que o negócio de filmes, revelações dos mesmos, papéis fotográficos e câmeras convencionais, ruísse de uma hora para outra, encerrando subitamente as atividades de duas gigantescas empresas globais. Chamamos isso de Miopia em Marketing, ou seja, a falta de uma visão maior de sua missão na sociedade, permanecendo com o seu foco voltado apenas à sua atividade atual. Tenho comigo que esta é uma das maiores virtudes do marketing: ampliar a visão futura das IBMC - Marketing Católico 2016


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

21


marketing instituições que, geralmente, são convencionais e acomodadas ao seu status quo. O marketing nos ensina a anteciparmos o futuro procurando descobrir necessidades que ainda estão por vir e a detectarmos possíveis evoluções, invenções e descobertas em nossa atividade principal. Porém, para isso é preciso que os dirigentes de empresas, organizações, e mesmo de instituições, como a nossa Igreja, tenham um espírito empreendedor em seu DNA.

EMPREENDEDORISMO X CONSERVADORISMO Observo que este embate: conservadorismo X empreendedorismo, foi e ainda é o maior obstáculo para a aceitação da aplicação das técnicas de marketing nas empresas e particularmente em nossa Igreja, pois ela é, por natureza, extremamente conservadora e, geralmente, avessa a mudanças. A própria definição de empreendedorismo já choca com o conservadorismo natural da Igreja. Lemos no dicionário Houaiss que: “Empreendedorismo é a iniciativa de implementar novos negócios ou mudanças em empresas já existentes, geralmente com alterações que envolvem inovação e riscos. ” Estas duas últimas palavras: inovação e riscos, associadas a alterações, por si só já “batem de frente” com o conservadorismo, assim definido pelo mesmo dicionário: “qualquer ideologia fundada na tradição e geralmente contrária às inovações. ” O conservadorismo da Igreja já se manifesta na Liturgia que, praticamente tem permanecido imutável através dos séculos. Vejam bem, abrindo aqui um parêntese, quero deixar claro que eu não sou contra a Liturgia,

22

pelo contrário, vejo nela até um grande diferencial que atrai os fiéis, porém se bem preparada e executada a contento com profissionalismo e sem improvisações. Uma celebração liturgicamente correta agrada aos que dela participam, não tenham dúvida! Porém não podemos deixar que este “espírito litúrgico” natural e necessário da Igreja, invada outras áreas que necessitam ser atualizadas e adaptadas às novas realidades. Por exemplo, acho descabida a “proibição” de se utilizar um Datashow numa missa para facilitar as leituras e ampliar as letras das músicas, sob o pretexto da inovação “ferir” a liturgia. Ora, então, valendo-me do mesmo raciocínio, não deveríamos usar os microfones, as caixas de som e demais sistemas de amplificação de voz, ficando o presidente obrigado a subir no púlpito (como no passado) e berrar a sua homilia para que todos presentes a ouçam... Pobres dos celebrantes que não possuírem

voz possante... O conservadorismo também é notório nos investimentos dos recursos financeiros da Igreja que, em sua maioria absoluta, são feitos em imóveis (investimentos de baixo risco). São poucas as dioceses, paróquias, congregações e demais instituições religiosas que ousam investir em outras áreas como, por exemplo, em veículos de comunicação. Muitos poderão pensar, mas já existem tantas emissoras de rádio e até mesmo concessões de tevê da Igreja! Sim, existem concessões de rádio e de tevê, mas não investimentos pesados na produção de conteúdo que seja de qualidade e possa competir à altura com os veículos de comunicação de massa seculares disputando audiência. Outras áreas como hotelaria e alimentação, particularmente em grandes santuários ou em locais onde haja fluxo constante e significativo de fiéis, também não são exploradas pela Igreja e, daí os fiéis ficam à mercê de empresários não tão escrupulosos. Naturalmente em tudo isso há honrosas exceções.

O PAPEL DO MARKETING NA IGREJA Ora, se a atividade precípua do marketing é atender necessidades, e sua ferramenta essencial é a pesquisa, diria que inicialmente o marketing ajudaria, e muito, a Igreja a detectar oportunidades de marketing, ou seja, des-


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

23


marketing cobrir serviços e/ou produtos que sejam do interesse e da necessidade dos fiéis que ainda não estejam lhes sendo oferecidos ou então que não estão sendo plenamente satisfeitos. E nem sempre estes serviços serão fonte de renda direta, mas sim de satisfação e conforto, que, se bem oferecidos, gerarão, indubitavelmente, rendas indiretas como o aumento do dízimo nas paróquias e comunidades, e o crescimento do valor das ofertas nas celebrações. Querem um exemplo simples e prático, porém ainda pouco observado e atendido por nossa Igreja? Sanitários limpos, completos e em número suficiente para o uso dos fiéis (e não só para o padre...), sendo que eles devem ser construídos em maior quantidade para as mulheres, já que elas compõem 66% dos fiéis que frequentam com assiduidade as nossas celebrações. Conta fácil de se fazer: 2/3 femininos e 1/3 masculino. Conheço inúmeros casos de senhoras, já de idade, que por problemas naturais (e comuns pela idade, partos naturais, etc.) de uma discreta incontinência urinária (que as obriga ir com maior frequência a um sanitário), deixam de participar das missas na comunidade por falta de sanitários.... Passam a ficar em casa para assistir (verdadeiramente) suas missas pela tevê. Daí a coleta e/ou o dízimo delas que era devolvido na paróquia ou comunidade passa a ser enviado como doações às estas instituições que lhes oferecem essas missas pela tevê. Outra providência, ainda não levada a sério na maioria dos templos, é a sonorização. Como muitas de nossas Igrejas (que pelo material de revestimento de suas paredes: mármore e granito) não têm a capacidade de absorver o som, elas apresentam sérios problemas de eco e de microfonia durante as celebrações. Problemas que hoje nós encontramos soluções perfeitas no mercado, mas que demandam investimentos. Some-se a isso o amadorismo dominante das equipes de música que animam as celebrações. Geralmente despreparadas, amplificam os seus instrumentos (em um ambiente já naturalmente ecoante) e os acoplam diretamente nas caixas de voz, por meio da mesa (ao invés de cada instrumento ter o seu amplificador), regulam o volume do som muito acima do necessário e ainda desafinam muito, porque não se profissionalizam nem ensaiam com frequência. Falo com a autoridade de músico profissional, compositor de inúmeros sucessos e cantor com 10 CDs gravados (toda a série Louvemos ao Senhor) e que participa de missas diariamente há mais de 30 anos, viajando pelo Brasil, de norte a sul, para consultorias, cursos e retiros espirituais que prego. Diria, sem vacilar, que o som em geral nas Igrejas é um de nossos maiores problemas de comunicação ... Ele afasta os fiéis ao invés de atraí-los para as celebrações, diria também com algumas honrosas exceções... Isso sem ainda nos atermos ao conforto interno das igrejas como bancos anatômicos que evitam dores nas costas, climatização, amenizando o calor ou frio excessivo internamente, etc. 24

IBMC - Marketing Católico 2016


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

25


A HOMILIA QUE ATINJA OS CORAÇÕES O Marketing pode também ajudar o presidente da celebração a levar a mensagem central do Evangelho do dia aos corações dos fiéis, mensagem que na maioria das vezes é puramente racional ou, diria, convencional a tal ponto que os fiéis que participam das celebrações com frequência já preveem o que o padre irá dizer. Sinto também por experiência pessoal e também “pesquisando” os fiéis que participam dos retiros que prego e de cursos que ministro, que nessa área há também uma falta de flexibilidade e, principalmente criatividade. As homilias convencionais e óbvias repetem verdades teológicas que, mesmo que os fiéis não sejam teólogos, por sua fé eles já têm ciência delas, porém todos esperam algo mais do que isso. Por exemplo: não basta apenas dizer que precisamos orar mais, sermos mais santos, que precisamos ter mais fé (maior do que um grão de mostarda), de que Jesus é o nosso Salvador, que deu a vida por nós, etc. As pessoas querem pistas de como sermos fiéis mais orantes, como ser mais santos num mundo ainda tão pouco santo... Como eu aumentar a minha fé de maneira prática? Sim, eles me dizem, eu sei que Jesus é o meu Salvador, mas como eu posso perceber isso? Porque foi que Ele deu a vida por mim? Na verdade, os fiéis em sua grande maioria, querem experimentar Deus de uma maneira concreta, por isso os testemunhos, mesmo se narrados pelo padre (e não por quem o vivenciou, o que seria o ideal), são importantes se apresentados convictamente numa homilia. Palavras e frases chavões generalizadas, apenas ouvidas, são como a neblina da manhã que com a chegada dos primeiros raios de sol e do calor se esvai. Os testemunhos sim, ficam gravados nos corações e convertem multidões. Mas, onde entra o marketing neste contexto todo? Pela pesquisa acessível ao sacerdote pelo sacramento da confissão, onde ele tem acesso aos anseios, temores, fraquezas, virtudes e expectativas de cada fiel e da comunidade como um todo. Um bom pregador, ciente destas informações vitais, as responde em homilias bem preparadas e segmentadas 26

para cada tipo de público: criança, jovem, adulto ou idoso. Além disso tudo, o marketing pode ajudar muito a Igreja na captação de recursos junto à comunidade com técnicas modernas de “fund raising” (levantamento de fundos) e não apenas na “promoção” de bingos, rifas, sorteios (todos ilegais no Brasil e passíveis de multas e demais punições), feijoadas, “pizzadas”, “pasteladas”, e demais ações “gastronômicas” do gênero. Também na conscientização do dízimo, entre outras ações, envolvendo recursos financeiros necessários à instituição.

CRIATIVIDADE

A criatividade é uma das melhores ferramentas do marketing e prego insistentemente que devemos usá-la mais em nossas ações na Igreja. Em minhas andanças por este país imenso e diversificado, me ocorreu uma ideia quando eu pregava numa comunidade rural no Nordeste (lá identificadas por sítios), a partir do que observei como eles reuniam as pessoas que moravam distantes da capela ou que tinham dificuldades de locomoção para as celebrações que muitas vezes são mensais (com a presença do padre). Desenvolveram um mutirão de caronas em carros, motos, charretes e até montarias, e assim muitos (ou praticamente todos) conseguiam chegar até a comunidade para participar das celebrações com a presença do sacerdote. Disse comigo mesmo: - Ora esta poderia ser uma pastoral organizada em diversas paróquias e comunidades que se chamaria Pastoral da Carona! Com o alto custo dos combustíveis e a grande quantidade de pessoas que têm dificuldade de locomo-

Antonio Miguel Kater Filho Diretor Executivo do IBMC

ção, de acesso ao transporte público, por causa de horários, rotas, etc., a paróquia poderia criar a Pastoral da Carona onde cadastrasse pessoas que tenham veículos e estejam dispostas a partilhar espaços para levar outras às celebrações. Algo simples, prático, objetivo, necessário, fraterno e coerente com a mensagem central do Evangelho: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”! Vamos pensar nisso e estruturar uma Pastoral neste sentido onde houver esta necessidade? No Encontro de Marketing Católico deste ano em Gramado eu estarei à disposição de todos para ajudar e sugerir como fazer. Espero você lá!

IBMC - Marketing Católico 2016


EDITORA PLANETA

IBMC - Marketing Catรณlico 2016

27


MEDICINA, FÉ E CIÊNCIA: UM ENCONTRO POSSÍVEL? A aceitação pelos médicos de que somos constituídos de corpo-mente-espírito e que doenças da alma também atingem o corpo é em primeiro lugar um ato de humildade da nova medicina. Raiva, inveja vaidade são doenças da alma que facilitam o desenvolvimento da aterosclerose, de doença coronária, de câncer e AVC. O número de trabalhos publicados nos últimos 10 anos estudando as relações entre fé e saúde, espiritualidade, religiosidade e doença, supera tudo o que se publicou nos cem anos anteriores. As evidencias aumentam em velocidade extraordinária. A quase totalidade das Universidades americanas incluíram em seus currículos uma disciplina de “religiosidade, espiritualidade para médicos” como forma de facilitar o entendimento das necessidades dos pacientes e melhorar a relação com seus médicos. Na Universidade de Harvard os estudantes de medicina visitam os pacientes com os capelães na busca de aprender uma nova linguagem de comunicação baseada na aceitação do fato de que a fé pode influir positivamente sobre a evolução da doença. Em momento algum está sendo sugerida a substituição do tratamento médico convencional. Porém, fica claro, que entender as necessidades espirituais do paciente e dar suporte religioso durante a 28

doença é um poderoso mecanismo de apoio ao tratamento. Estudos demonstraram que a frequência assídua a atos religiosos reduz no sangue um marcador inflamatório chamado interleucina 6 que se apresenta elevado em casos de câncer e infarto. Estaríamos chegando próximos à revelação da bioquímica das doenças da alma? Além disso as informações consolidadas na última década confirmam que indivíduos que frequentam atividade religiosa semanalmente apresentam menor pressão arterial, menor incidência de depressão, correm menor risco ao submeter-se a uma cirurgia cardíaca, sobrevivem mais a um infarto do miocárdio, necessitam menos de internação hospitalar, e quando internam permanecem menos tempo no hospital. O governo americano tem estimulado o apoio espiritual e religioso como forma de reduzir custos da medicina naquele país. Por tudo isso podemos afirmar que o encontro entre a medicina, a fé, e a ciência já anda adiantado no mundo e em processo acelerado de consolidação.

Dr. Fernando Lucchese IBMC - Marketing Católico 2016


IBMC - Marketing Catรณlico 2016

29


temática

BIOGRAFIA PROFISSIONAL RESUMIDA DO DR. FERNANDO ANTONIO LUCCHESE Nascido em Farroupilha em 1947, Dr. Lucchese preparou-se desde cedo para a carreira diplomática dedicando-se ao aprendizado de cinco idiomas, estimulado pela forte influência que exerceu sobre ele sua passagem pelo seminário na adolescência. Sua carreira diplomática foi abandonada instantaneamente quando no cursinho pré-vestibular para o Instituto Rio Branco (Escola de Diplomatas) tomou contato com a circulação extracorpórea apresentada durante uma aula de biologia. Lucchese deslumbrou-se com o que lhe pareceu, no início, pura ficção científica e decidiu ser Cirurgião Cardiovascular. Entrou para a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, graduando-se em 1970, com 22 anos de idade. Depois de graduado fez sua formação de Cirurgião Cardiovascular no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul e na Universidade do Alabama em Birmingham, Estados Unidos. De volta ao Brasil dedicou-se à atividade de cirurgião cardiovascular e chefe da Unidade de Pesquisa do Instituto de Cardiologia. Chegou à Direção daquele Instituto quando então, promoveu grande transformação duplicando suas instalações e sua tecnologia. Foi também neste período que, assumiu a Presidência da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS). Depois de ter sido Chefe do Serviço de Cardiologia do Hospital Mãe de Deus transferiu-se para a Santa Casa onde dirige desde 1988 o Hospital São Francisco de Cardiologia. Lucchese reuniu com a equipe do Instituto de Cardiologia, e após com sua própria equipe no Hospital São Francisco uma experiência de mais de 30.000 cirurgias cardíacas e 100 transplantes do coração. Como autor, Lucchese iniciou pela tradução de dois livros médicos ingleses, passando à publicação de três livros médicos que atingiram tiragem recorde, um deles publicado em Inglês. Movido pelo desejo de contribuir com a prevenção da doença publicou os seguintes livros para o público em geral: Pílulas para Viver Melhor; Pílulas para Prolongar a Juventude; Comer Bem, Sem Culpa (com Anonymus Gourmet e Iótti); Desembarcando o Diabetes; Viajando com Saúde; Desembarcando o Sedentarismo (com Claudio Nogueira de Castro); Desembarcando a Hipertensão; Desembarcando o Colesterol (com a sua filha Fernanda Lucchese), Dieta Mediterrânea (com Anonymus Gourmet), Fatos & Mitos, Confissões & Conversões (25 regras para o tempo de mudar), Desembarcando a Tristeza, Comunicação Médico Paciente (com Prof. Paulo Ledur), Boa Viagem, Mais Fatos & Mitos, Fatos e Mitos Sobre Sua Alimentação, Desembarcando o Alzheimer e o lançamento mais recente é o Não sou feliz. Por quê? 30

Dr. Lucchese têm mais de 2 milhões de livros vendidos. Lucchese costuma invocar a ajuda de Deus em suas cirurgias, considerando-se somente um instrumento na mão Dele. Acredita que o cirurgião-cientista frio deve ser substituído pelo médico humano preocupado não só com a saúde do coração de seus pacientes, mas também com sua vida emocional, afetiva, familiar, profissional e espiritual.

IBMC - Marketing Católico 2016


SANTUรRIO

IBMC - Marketing Catรณlico 2016

31


32

IBMC - Marketing Catรณlico 2016

Profile for IBMC

Revista Marketing Católico - 2016 - Edição 21  

Revista Marketing Católico - 2016 - Edição 21  

Profile for ibmc
Advertisement