__MAIN_TEXT__

Page 1

INFORMATIVO SEMANAL 29/06/18 | Ed. 77 | Ano III mais em www.ibcc.org.br

Campanha alerta para cânceres de cabeça e pescoço

A melhor forma de se prevenir esse tipo de câncer

que tem 41 mil novos casos a cada ano no Brasil, é afastando-se de seus principais sintomas de risco, como tabagismo e uso frequente de álcool. O câncer de cabeça e pescoço, que neste mês de julho tem sua importância no cuidado mais evidenciada, com a campanha do Julho Verde, alerta para sintomas nessa região do corpo, especialmente o carcinoma epidermóide da superfície mucosa que reveste todo o trato aéreo-digestivo alto (boca, língua, faringe, laringe – garganta). Existem também casos menos frequentes, como os de tumores nas cavidades nasais e seios da face. De acordo com a médica especialista em cabeça e pescoço do IBCC, Dra. Beatriz Cavalheiro, entre os homens, é mais frequente os cânceres de boca e laringe, os quais ocupam o 5º e 8º lugares, respectivamente, em incidência no Brasil, representando 5,2% e 3,0% dos casos de câncer entre os indivíduos do sexo masculino. No entanto, ao somarmos as incidências dos tumores dessas duas localizações, o carcinoma de cabeça e pescoço migra para a 2ª posição, ficando atrás somente do câncer de próstata. Entre as mulheres, é o carcinoma da glândula tireoide que tem maior destaque, sendo cerca de três vezes mais frequente entre elas. Os cânceres de boca e de laringe são responsáveis por 2% (12º lugar) e 0,5% (17º lugar), respectivamente, entre os indivíduos do sexo feminino. Câncer tem cura, mas é preciso diagnosticar precocemente

Conforme a Dra. Beatriz Cavalheiro, o câncer de cabeça e pescoço é curável, mas quando diagnosticado e tratado em momento bastante inicial. “Quanto maior a progressão da doença, menores as chances de sobrevida e mais difícil é o seu tratamento”, alerta. “Seu tratamento pode não ser agradável, mas é menos sofrido do que a progressão da doença. Assim, nossa maior recomendação é que o indivíduo não tenha medo do tratamento e esteja atento para uma avaliação profissional, sem demora, quando notar a presença de qualquer um dos sintomas citados”, destaca a profissional.

Garantimos nossa classificação Aqui no IBCC a torcida pelo Brasil continua. No jogo de quarta, vencemos por 2 a 0, em um auditório todo em verde e amarelo. E na Unidade de Transplante também teve torcida especial. Preparado pela Unidade de Internação, pipoca, refrigerante e gelatina verde e amarela para os pacientes sem restrição alimentar.

Consumo de vitaminas e o câncer: vilãs ou parceiras? Cerca de 11 milhões de pessoas pelo mundo desenvolvem algum tipo de câncer por ano. Tanto estudos epidemiológicos como experimentais confirmam que hábitos alimentares e fatores nutricionais individuais modificam o risco de desenvolvimento de tumores tanto benignos quanto malignos. Leia o artigo da nutróloga do IBCC, Dra. Giovanna Ribeiro em nosso site www.ibcc.org.br

Superintendente: Justino Scatolin | Dir Geral: Domingos Sávio Alves de Faria | Dir Téc Científico: Dr. João Carlos Guedes Sampaio Goes | Dir Administrativa: Joyce Romanelli | Dir Téc Médico: Dr. Walter Galvão Dir Clínica: Dra. Karina Infante | Dir de Negócios e Gestor Médico Comercial: Dr. Paulo Angelis | Dir de Serv. de Apoio: Stela Bridi | Dir de Serv. Administrativos: Carla Petreca | Jornalistas: Lilian Cacau e Roberto Bertozi Web Comunicação - 11 3474 9282 | www.ibcc.org.br

Profile for Hospital IBCC

29.06  

29.06  

Advertisement