Page 1

Edição 02 - julho/2011

Você está acessando a segunda edição 03

Sao José online,

Festa Junina

um informativo digital

Missa em homenagem ao Sagrado Coração de Jesus

com periodicidade bimestral.

11

Você que faz parte da família São José Unidos contra a DENGUE Projeto ensina a importância da prevenção na luta contra essa doença

04

pode participar com sugestões enviadas para o e-mail

Caminhada das Famílias Evento fez parte das comemorações do Dia das Mães e reuniu mais de 600 pessoas.

13

saojose_online@saojose-bauru.g12.br


EDITORIAL

A Escola deve ser uma comunidade escolar cuja cultura inspire educadores e educandos a agirem como cidadãos, individual e coletivamente, do local para o global. “A finalidade da educação não é promover a obtenção de notas e diplomas, a conquista de ótimos empregos e o ganho de dinheiro, e sim formar pessoas de caráter, éticas e felizes”.

Valores - base para a formação do cidadão A educação apresenta-se hoje como uma tarefa complexa, desafiadora, pelas rápidas mudanças tecnológicas, sociais, econômicas e culturais. Estamos vivendo uma sociedade violenta, individualista, arbitrária. Há indivíduos oportunistas, que têm como finalidade a sua promoção e a de tirar proveito do outro. O outro só existe como elemento de conveniência. Uma sociedade na qual os fins justificam meios ilícitos, desumanos, em que Deus é uma presença vaga, indefinida, distante. Uma sociedade sem luz, sem fé. Diante deste cenário, as escolas devem firmar sua missão na formação integral da pessoa humana. “Grandes organizações sociais só alcançam sucesso quando se voltam para aquilo que fazem melhor”. Neste contexto, as escolas não podem alcançar sucesso a não ser que todos os seus alunos se tornem competentes em leitura, escrita e matemática, etc., e ensinem às crianças a importância da honestidade, da responsabilidade pessoal, da curiosidade intelectual, da engenhosidade, da bondade, da empatia e da coragem. A educação integral engloba comportamento e conhecimento. A construção do conhecimento e o desenvolvimento das habilidades devem processar-se paralelamente à formação do educando. Formação das capacidades cognitivas de caráter geral e formação de valores, de ordem ética, moral e religiosa. A abordagem holística do homem é hoje prioritária em todos os setores. Saber ler, escrever, contar, raciocinar, é pouco, tem que haver a cultura mais profunda da alma, do sonho, da criatividade, da valorização do outro. A Escola educa em valores quando os alunos se fazem entender e entendem os demais colegas; aprendem a respeitar e a escutar o outro; aprendem a ser solidários, a ser tolerantes, a compartilharem ou socializarem o que sabem, a ganhar e a perder, a tomar decisões. É imprescindível que a escola ensine aos seus alunos a cooperação, a responsabilidade, o amor, a valorização do outro, a aprender a ser, a viver, a dividir, a comunicar, a comungar como humanos.

02

O grande objetivo da escola anos atrás era preparar o aluno para o futuro; atualmente, é prepará-lo para o presente, para a resolução de seus problemas imediatos, de suas necessidades atuais, ele precisa vivenciar na escola comportamentos salutares e os desenvolver na comunidade, na sua vida social. “A escola deve trabalhar o presente, ousar alçar voos, para alcançar o futuro. Buscar integrar-se no conceito apregoado pelo consultor americano Michael Hammer: 'O segredo do sucesso não é prever o futuro. É preparar-se para um futuro que não pode ser previsto'”. Ambas as instituições – escola e família – devem atuar na formação em valores dos alunos, sendo a família a primeira instituição a ensinar a existência de limites e a convivência respeitosa através da convivência familiar e da relação entre pais e filhos. No Colégio São José, a educação em valores está presente em todos os componentes do currículo escolar. Os professores organizam em seus planos de ensino atividades reflexivas e conceituais sobre temas transversais, abordando valores como: respeito mútuo, solidariedade, tolerância, paz, honestidade, cooperação, etc. Para os educadores desta Instituição de Ensino a educação está fundamentada em valores cristãos, morais e éticos e formam os alunos em sua dimensão plena, ou seja, o domínio cognitivo está associado ao afetivo, ao espiritual e à moral. Aproveito esta segunda edição do São José Online para agradecer a parceria com as famílias, neste semestre; obrigada aos pais que incentivaram os filhos nos estudos, nos deveres de casa, aos que participaram dos eventos promovidos pelo Colégio. Quando o aluno percebe que a família está próxima da escola e interessada em tudo o que acontece em sua vida escolar, adquire mais segurança e sucesso no desempenho escolar. Portanto, pais, sejam sempre bemvindos ao Colégio São José. Apreciem os eventos realizados neste bimestre em que os protagonistas são os seus filhos, nossos alunos.

No dia 11 de junho o Colégio São José realizou sua tradicional Festa Junina. A festa, sempre com caráter beneficente, deu um show de solidariedade, num clima de muita confraternização. A participação e o empenho de todos os envolvidos (direção, pais, alunos, funcionários e professores) fez com que o evento fosse um sucesso. A programação, bastante diversificada, trouxe o brilho e o encanto dos alunos com as danças e a premiação do Casal Caipira. A tradicional Quadrilha dos Ex-alunos fez com que grandes amigos se reencontrassem. As barracas típicas de alimentação e diversões ornamentadas pelos alunos de 8º e 9º anos trouxeram à tona o tema ‘Ferrovia e o Café’ que fez parte da formação e do desenvolvimento de nossa cidade. Agradecimento Agradeço aos alunos pela doação de mantimentos e de brinquedos, pela venda de ingressos, aos que participaram do concurso Casal Caipira e aos que ornamentaram as barracas. Vocês, alunos, deram um show de dança, criatividade e solidariedade. Parabéns e gratidão. Foi muito gratificante para nós, do Colégio São José, contarmos com o apoio e incentivo que as famílias deram aos seus filhos, como também a presença no dia da festa.

FESTA JUNINA Sem essa valiosa colaboração das famílias não teríamos realizado um evento tão grandioso! Agradeço a todos que ornamentaram o Colégio: Joyce, Professores José Vitor e Marta, Professoras dos 4º e 5º anos, e alunos do 4º ao 9º ano. Aos professores de Educação Física, Rosana, Felipe, Luciane e Marco Aurélio, que ensaiaram as danças e toda a equipe de professores, funcionários, pais e alunos que trabalharam nas diversas barracas. As barracas foram decoradas por alunos do 8º e 9º anos sob a coordenação dos professores de arte, José Vitor e Marta. Parabenizo todos os alunos que desempenharam esse trabalho com muita responsabilidade e alegria. Ressaltamos que a contribuição de todos produziu frutos que beneficiarão pessoas menos favorecidas, possibilitando aos educadores, aos pais e alunos desta Instituição a prática da SOLIDARIEDADE. “Nenhum de nós é tão inteligente quanto todos nós juntos.” (Warren Bennis, Autor Norte-Americano). A união faz a força, juntos formamos um time vencedor. Que o Sagrado Coração de Jesus recompense a todos com copiosas bênçãos, muito obrigada! Carinhosamente, Irmã Maria Conceição da Costa Diretora

Ótima leitura para todos. Que o Coração de Jesus, na sua infinita bondade e misericórdia, abençoe a todos nós. Com gratidão, Irmã Maria Conceição da Costa Diretora

03


EDITORIAL

A Escola deve ser uma comunidade escolar cuja cultura inspire educadores e educandos a agirem como cidadãos, individual e coletivamente, do local para o global. “A finalidade da educação não é promover a obtenção de notas e diplomas, a conquista de ótimos empregos e o ganho de dinheiro, e sim formar pessoas de caráter, éticas e felizes”.

Valores - base para a formação do cidadão A educação apresenta-se hoje como uma tarefa complexa, desafiadora, pelas rápidas mudanças tecnológicas, sociais, econômicas e culturais. Estamos vivendo uma sociedade violenta, individualista, arbitrária. Há indivíduos oportunistas, que têm como finalidade a sua promoção e a de tirar proveito do outro. O outro só existe como elemento de conveniência. Uma sociedade na qual os fins justificam meios ilícitos, desumanos, em que Deus é uma presença vaga, indefinida, distante. Uma sociedade sem luz, sem fé. Diante deste cenário, as escolas devem firmar sua missão na formação integral da pessoa humana. “Grandes organizações sociais só alcançam sucesso quando se voltam para aquilo que fazem melhor”. Neste contexto, as escolas não podem alcançar sucesso a não ser que todos os seus alunos se tornem competentes em leitura, escrita e matemática, etc., e ensinem às crianças a importância da honestidade, da responsabilidade pessoal, da curiosidade intelectual, da engenhosidade, da bondade, da empatia e da coragem. A educação integral engloba comportamento e conhecimento. A construção do conhecimento e o desenvolvimento das habilidades devem processar-se paralelamente à formação do educando. Formação das capacidades cognitivas de caráter geral e formação de valores, de ordem ética, moral e religiosa. A abordagem holística do homem é hoje prioritária em todos os setores. Saber ler, escrever, contar, raciocinar, é pouco, tem que haver a cultura mais profunda da alma, do sonho, da criatividade, da valorização do outro. A Escola educa em valores quando os alunos se fazem entender e entendem os demais colegas; aprendem a respeitar e a escutar o outro; aprendem a ser solidários, a ser tolerantes, a compartilharem ou socializarem o que sabem, a ganhar e a perder, a tomar decisões. É imprescindível que a escola ensine aos seus alunos a cooperação, a responsabilidade, o amor, a valorização do outro, a aprender a ser, a viver, a dividir, a comunicar, a comungar como humanos.

02

O grande objetivo da escola anos atrás era preparar o aluno para o futuro; atualmente, é prepará-lo para o presente, para a resolução de seus problemas imediatos, de suas necessidades atuais, ele precisa vivenciar na escola comportamentos salutares e os desenvolver na comunidade, na sua vida social. “A escola deve trabalhar o presente, ousar alçar voos, para alcançar o futuro. Buscar integrar-se no conceito apregoado pelo consultor americano Michael Hammer: 'O segredo do sucesso não é prever o futuro. É preparar-se para um futuro que não pode ser previsto'”. Ambas as instituições – escola e família – devem atuar na formação em valores dos alunos, sendo a família a primeira instituição a ensinar a existência de limites e a convivência respeitosa através da convivência familiar e da relação entre pais e filhos. No Colégio São José, a educação em valores está presente em todos os componentes do currículo escolar. Os professores organizam em seus planos de ensino atividades reflexivas e conceituais sobre temas transversais, abordando valores como: respeito mútuo, solidariedade, tolerância, paz, honestidade, cooperação, etc. Para os educadores desta Instituição de Ensino a educação está fundamentada em valores cristãos, morais e éticos e formam os alunos em sua dimensão plena, ou seja, o domínio cognitivo está associado ao afetivo, ao espiritual e à moral. Aproveito esta segunda edição do São José Online para agradecer a parceria com as famílias, neste semestre; obrigada aos pais que incentivaram os filhos nos estudos, nos deveres de casa, aos que participaram dos eventos promovidos pelo Colégio. Quando o aluno percebe que a família está próxima da escola e interessada em tudo o que acontece em sua vida escolar, adquire mais segurança e sucesso no desempenho escolar. Portanto, pais, sejam sempre bemvindos ao Colégio São José. Apreciem os eventos realizados neste bimestre em que os protagonistas são os seus filhos, nossos alunos.

No dia 11 de junho o Colégio São José realizou sua tradicional Festa Junina. A festa, sempre com caráter beneficente, deu um show de solidariedade, num clima de muita confraternização. A participação e o empenho de todos os envolvidos (direção, pais, alunos, funcionários e professores) fez com que o evento fosse um sucesso. A programação, bastante diversificada, trouxe o brilho e o encanto dos alunos com as danças e a premiação do Casal Caipira. A tradicional Quadrilha dos Ex-alunos fez com que grandes amigos se reencontrassem. As barracas típicas de alimentação e diversões ornamentadas pelos alunos de 8º e 9º anos trouxeram à tona o tema ‘Ferrovia e o Café’ que fez parte da formação e do desenvolvimento de nossa cidade. Agradecimento Agradeço aos alunos pela doação de mantimentos e de brinquedos, pela venda de ingressos, aos que participaram do concurso Casal Caipira e aos que ornamentaram as barracas. Vocês, alunos, deram um show de dança, criatividade e solidariedade. Parabéns e gratidão. Foi muito gratificante para nós, do Colégio São José, contarmos com o apoio e incentivo que as famílias deram aos seus filhos, como também a presença no dia da festa.

FESTA JUNINA Sem essa valiosa colaboração das famílias não teríamos realizado um evento tão grandioso! Agradeço a todos que ornamentaram o Colégio: Joyce, Professores José Vitor e Marta, Professoras dos 4º e 5º anos, e alunos do 4º ao 9º ano. Aos professores de Educação Física, Rosana, Felipe, Luciane e Marco Aurélio, que ensaiaram as danças e toda a equipe de professores, funcionários, pais e alunos que trabalharam nas diversas barracas. As barracas foram decoradas por alunos do 8º e 9º anos sob a coordenação dos professores de arte, José Vitor e Marta. Parabenizo todos os alunos que desempenharam esse trabalho com muita responsabilidade e alegria. Ressaltamos que a contribuição de todos produziu frutos que beneficiarão pessoas menos favorecidas, possibilitando aos educadores, aos pais e alunos desta Instituição a prática da SOLIDARIEDADE. “Nenhum de nós é tão inteligente quanto todos nós juntos.” (Warren Bennis, Autor Norte-Americano). A união faz a força, juntos formamos um time vencedor. Que o Sagrado Coração de Jesus recompense a todos com copiosas bênçãos, muito obrigada! Carinhosamente, Irmã Maria Conceição da Costa Diretora

Ótima leitura para todos. Que o Coração de Jesus, na sua infinita bondade e misericórdia, abençoe a todos nós. Com gratidão, Irmã Maria Conceição da Costa Diretora

03


OS

contra a DE

NG

IO

LÉG

CO

S

É

OS

J ÃO

UE

UNIDOS contra a Dengue

UNID

EDUCAÇÃO INFANTIL AO 3º ANO

Feira do LIVRO Alunos da Ed. Infantil ao 3º ano do Ensino Fundamental invadiram o mundo mágico da leitura

Projeto ensina aos alunos a importância da prevenção na luta contra a Dengue.

"Contra os mosquitos da Dengue: educação e amor Foi com alegria que um dia desses minha filha Verônica chegou da escola e me contou sobre o projeto, contra o mosquito que transmite a dengue, que estavam desenvolvendo na sala de aula. Falou-me sobre a receita do repelente feito com cravos da Índia. - Nossa que legal! exclamei. Eu já havia feito esse repelente natural em casa e levado ao meu local de trabalho. Lá usei e, apesar de não ter um efeito muito prolongado e exigir que repassasse algumas vezes o produto, nunca mais fui picada por esse mosquitinhos 'sem graça', que antes me importunavam. Maria Otília C. Herrera Martins e sua Parabéns Profª Priscila e Equipe São José pela iniciativa e obrigada por se filha aluna Verônica do 1º ano C. preocuparem com a educação, saúde e bem-estar de nossas crianças. "

04

No dia 01 de junho, os alunos da Ed. Infantil ao 3º ano do Ensino Fundamental, do Colégio São José, tiveram a oportunidade de mergulhar no mundo da leitura de uma maneira bem criativa. Levaram para a escola os livros que tinham em casa e já haviam lido. Cada exemplar doado correspondia a um vale-livro, que no dia da feira, pôde ser trocado por novos livros. A ideia de despertar o gosto pela leitura através da doação e da troca surgiu em parceria com o projeto de Educação Financeira. O antigo e famoso escambo foi praticado pelos alunos. A participação foi de 100%. Os alunos ficaram entusiasmados com a quantidade de livros, que ultrapassou 500 exemplares. Assim que escolhiam os títulos já se sentavam no pátio e iniciavam a leitura. Bruna Grimaldi Franco, aluna do 3º ano, doou 41 livros. Ela afirmou que ama ler e que seus pais a incentivaram. Para a coordenadora pedagógica Marilda Bicarato Tziminadis, a Feira do Livro teve um retorno muito positivo e fez parte do conteúdo proposto no semestre. " É contagiante. Esse é um trabalho contínuo dos nossos professores. O evento de hoje é só mais uma etapa, mas deixa claro que tem sido motivador o projeto trabalhado." relata. A Feira do Livro, teve um retorno muito positivo, comprovando a qualidade dos alunos de grandes leitores.

Colaboração: Jornal da Cidade

No dia 20 de junho foi realizada em nosso colégio uma grande exposição das atividades relacionadas ao Projeto Dengue - “Colégio São José, todos unidos contra a dengue” . No decorrer das aulas os alunos despertaram a consciência da responsabilidade de cada um no processo de prevenção e combate à doença. Todas as salas se uniram e realizaram diferentes atividades de acordo com cada faixa etária. Desde a Educação Infantil até o 3º ano do Ensino Fundamental, desenvolveram trabalhos, confeccionaram repelentes, assistiram a DVDs informativos e vestiram a camisa contra esse mal que infelizmente está tão perto de nós. Os alunos da Ed. Infantil vestiram-se de super-heróis para combater o temido mosquito da dengue e os alunos do 1º ao 3º ano compartilharam com seus pais o conteúdo aprendido. Todos estavam afiadíssimos e puderam orientar a todas as pessoas que visitaram as salas de aula. O objetivo do projeto foi de promover a mudança de comportamento da comunidade educativa, levando-a a tomar atitudes concretas no combate à doença. Através das atividades os alunos conheceram causas e consequências da Dengue, Confira o vídeo deste projeto! Acesse: relacionando-a com a falta de higiene ambiental. www.youtube.com/watch?v=yG2NXcK_2fg&feature

A diretora Ir. Maria Conceição da Costa também acompanhou o evento reafirmando aos nossos alunos a qualidade de grandes leitores.

05


OS

contra a DE

NG

IO

LÉG

CO

S

É

OS

J ÃO

UE

UNIDOS contra a Dengue

UNID

EDUCAÇÃO INFANTIL AO 3º ANO

Feira do LIVRO Alunos da Ed. Infantil ao 3º ano do Ensino Fundamental invadiram o mundo mágico da leitura

Projeto ensina aos alunos a importância da prevenção na luta contra a Dengue.

"Contra os mosquitos da Dengue: educação e amor Foi com alegria que um dia desses minha filha Verônica chegou da escola e me contou sobre o projeto, contra o mosquito que transmite a dengue, que estavam desenvolvendo na sala de aula. Falou-me sobre a receita do repelente feito com cravos da Índia. - Nossa que legal! exclamei. Eu já havia feito esse repelente natural em casa e levado ao meu local de trabalho. Lá usei e, apesar de não ter um efeito muito prolongado e exigir que repassasse algumas vezes o produto, nunca mais fui picada por esse mosquitinhos 'sem graça', que antes me importunavam. Maria Otília C. Herrera Martins e sua Parabéns Profª Priscila e Equipe São José pela iniciativa e obrigada por se filha aluna Verônica do 1º ano C. preocuparem com a educação, saúde e bem-estar de nossas crianças. "

04

No dia 01 de junho, os alunos da Ed. Infantil ao 3º ano do Ensino Fundamental, do Colégio São José, tiveram a oportunidade de mergulhar no mundo da leitura de uma maneira bem criativa. Levaram para a escola os livros que tinham em casa e já haviam lido. Cada exemplar doado correspondia a um vale-livro, que no dia da feira, pôde ser trocado por novos livros. A ideia de despertar o gosto pela leitura através da doação e da troca surgiu em parceria com o projeto de Educação Financeira. O antigo e famoso escambo foi praticado pelos alunos. A participação foi de 100%. Os alunos ficaram entusiasmados com a quantidade de livros, que ultrapassou 500 exemplares. Assim que escolhiam os títulos já se sentavam no pátio e iniciavam a leitura. Bruna Grimaldi Franco, aluna do 3º ano, doou 41 livros. Ela afirmou que ama ler e que seus pais a incentivaram. Para a coordenadora pedagógica Marilda Bicarato Tziminadis, a Feira do Livro teve um retorno muito positivo e fez parte do conteúdo proposto no semestre. " É contagiante. Esse é um trabalho contínuo dos nossos professores. O evento de hoje é só mais uma etapa, mas deixa claro que tem sido motivador o projeto trabalhado." relata. A Feira do Livro, teve um retorno muito positivo, comprovando a qualidade dos alunos de grandes leitores.

Colaboração: Jornal da Cidade

No dia 20 de junho foi realizada em nosso colégio uma grande exposição das atividades relacionadas ao Projeto Dengue - “Colégio São José, todos unidos contra a dengue” . No decorrer das aulas os alunos despertaram a consciência da responsabilidade de cada um no processo de prevenção e combate à doença. Todas as salas se uniram e realizaram diferentes atividades de acordo com cada faixa etária. Desde a Educação Infantil até o 3º ano do Ensino Fundamental, desenvolveram trabalhos, confeccionaram repelentes, assistiram a DVDs informativos e vestiram a camisa contra esse mal que infelizmente está tão perto de nós. Os alunos da Ed. Infantil vestiram-se de super-heróis para combater o temido mosquito da dengue e os alunos do 1º ao 3º ano compartilharam com seus pais o conteúdo aprendido. Todos estavam afiadíssimos e puderam orientar a todas as pessoas que visitaram as salas de aula. O objetivo do projeto foi de promover a mudança de comportamento da comunidade educativa, levando-a a tomar atitudes concretas no combate à doença. Através das atividades os alunos conheceram causas e consequências da Dengue, Confira o vídeo deste projeto! Acesse: relacionando-a com a falta de higiene ambiental. www.youtube.com/watch?v=yG2NXcK_2fg&feature

A diretora Ir. Maria Conceição da Costa também acompanhou o evento reafirmando aos nossos alunos a qualidade de grandes leitores.

05


4º E 5º ANO

Fazendo ARTE... Para presentear suas mães, os alunos dos 4º e 5º anos viraram artistas. Uma mensagem especial para as mães enfeitava ainda mais as Ecobags.

Foi realizado na semana de 02 a 06 de maio, um trabalho com técnicas de Decoupage envolvendo os alunos dos 4º e 5º anos, na confecção de Ecobags para o presente do Dia das Mães. A ideia da aplicação da técnica nas sacolas ecológicas surgiu em parceria com os conteúdos estudados no decorrer do bimestre sobre sustentabilidade e preservação do Meio Ambiente. O dia das Mães trouxe a novidade: crianças ensinando suas mães a serem amigas da natureza, diminuindo o uso de sacolas plásticas. Nas aulas aprendizado e diversão não faltaram. O carinho nas mensagens e o cuidado com cada detalhe tornou cada Ecobag única e especial. A Decoupage significa recortar e colar, sendo a arte de revestir com gravuras as superfícies de objetos como madeira, metal, vidro e tecido. É uma técnica antiga, porém continua atual, versátil e divertida.

06

Essa forma de arte começou em Veneza, Itália, por volta do século XII e foi difundida no século XVII no resto da Itália, França, e Inglaterra. Muitas decorações elaboradas em caixas, bandejas, cinzeiros e tampos de mesas que acreditavam terem sido pintadas a mão e tinham sua origem nos séculos XVIII e XIX, foram analisadas mais tarde descobrindo-se que se tratava de uma mera aplicação de gravuras inteligentemente dispostas e coladas sobre as superfícies. O termo Découpage é francês (decouper=cortar), porém sua origem é italiana. Essa técnica na época ficou conhecida como "Lacche povero", que significa a laca do homem pobre, porque aqueles que não tinham recursos para empregar um artista a decorar suas mobílias e objetos decorativos, podiam obter efeitos distintos e requintados com gravuras coladas sobrepostas à peça e revestidas com múltiplas demãos de verniz ou da laca.

No dia 16 de junho foi realizada, no auditório do Colégio São José, a cerimônia de Formatura do PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) uma parceria entre o colégio e a Polícia Militar. Participaram do evento o Tenente Coronel Nelson G. Filho, a Soldado Paula Silveira, além de pais e alunos. O PROERD é direcionado principalmente para crianças de 9 a 12 anos, tendo a duração de 3 meses, com aulas semanais. As lições objetivam um desenvolvimento lúdico e divertido do conteúdo, trabalhando valores fundamentais para fortalecer a personalidade da criança e a criação de um futuro melhor, com textos que retratam: -Técnicas para resistir às pressões dos amigos e da mídia; -A conscientização do que é violência e droga, para então saber evitá-las; -Incentivo ao amor próprio, valorização da família entre outros temas. O Colégio São José sente-se honrado em ter desenvolvido o PROERD e parabeniza os 83 educandos dos 5º anos que se diplomaram, pois prevenir os alunos para que fiquem longe das drogas é também dever da escola. Precisamos unir forças a favor do bem comum, da valorização da vida e da construção de uma sociedade mais saudável e mais feliz.

07


4º E 5º ANO

Fazendo ARTE... Para presentear suas mães, os alunos dos 4º e 5º anos viraram artistas. Uma mensagem especial para as mães enfeitava ainda mais as Ecobags.

Foi realizado na semana de 02 a 06 de maio, um trabalho com técnicas de Decoupage envolvendo os alunos dos 4º e 5º anos, na confecção de Ecobags para o presente do Dia das Mães. A ideia da aplicação da técnica nas sacolas ecológicas surgiu em parceria com os conteúdos estudados no decorrer do bimestre sobre sustentabilidade e preservação do Meio Ambiente. O dia das Mães trouxe a novidade: crianças ensinando suas mães a serem amigas da natureza, diminuindo o uso de sacolas plásticas. Nas aulas aprendizado e diversão não faltaram. O carinho nas mensagens e o cuidado com cada detalhe tornou cada Ecobag única e especial. A Decoupage significa recortar e colar, sendo a arte de revestir com gravuras as superfícies de objetos como madeira, metal, vidro e tecido. É uma técnica antiga, porém continua atual, versátil e divertida.

06

Essa forma de arte começou em Veneza, Itália, por volta do século XII e foi difundida no século XVII no resto da Itália, França, e Inglaterra. Muitas decorações elaboradas em caixas, bandejas, cinzeiros e tampos de mesas que acreditavam terem sido pintadas a mão e tinham sua origem nos séculos XVIII e XIX, foram analisadas mais tarde descobrindo-se que se tratava de uma mera aplicação de gravuras inteligentemente dispostas e coladas sobre as superfícies. O termo Découpage é francês (decouper=cortar), porém sua origem é italiana. Essa técnica na época ficou conhecida como "Lacche povero", que significa a laca do homem pobre, porque aqueles que não tinham recursos para empregar um artista a decorar suas mobílias e objetos decorativos, podiam obter efeitos distintos e requintados com gravuras coladas sobrepostas à peça e revestidas com múltiplas demãos de verniz ou da laca.

No dia 16 de junho foi realizada, no auditório do Colégio São José, a cerimônia de Formatura do PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) uma parceria entre o colégio e a Polícia Militar. Participaram do evento o Tenente Coronel Nelson G. Filho, a Soldado Paula Silveira, além de pais e alunos. O PROERD é direcionado principalmente para crianças de 9 a 12 anos, tendo a duração de 3 meses, com aulas semanais. As lições objetivam um desenvolvimento lúdico e divertido do conteúdo, trabalhando valores fundamentais para fortalecer a personalidade da criança e a criação de um futuro melhor, com textos que retratam: -Técnicas para resistir às pressões dos amigos e da mídia; -A conscientização do que é violência e droga, para então saber evitá-las; -Incentivo ao amor próprio, valorização da família entre outros temas. O Colégio São José sente-se honrado em ter desenvolvido o PROERD e parabeniza os 83 educandos dos 5º anos que se diplomaram, pois prevenir os alunos para que fiquem longe das drogas é também dever da escola. Precisamos unir forças a favor do bem comum, da valorização da vida e da construção de uma sociedade mais saudável e mais feliz.

07


6º AO 9º ANO

Aprendizado e diversão

Projeto ECOLOGIA Em comemoração ao Dia Internacional do Meio Ambiente e da Ecologia (5 de Junho), os alunos dos 6º anos desenvolveram um projeto com o objetivo de despertar a responsabilidade e o uso consciente de recursos naturais. O conteúdo proposto pelos professores foi trabalhado no decorrer do bimestre em várias disciplinas como Ciências, Arte e Ensino Religioso. Dentro de sala de aula os alunos discutiram sobre a importância de Reciclar, Reutilizar e Reduzir o consumo de plásticos e outros materiais. Filmes e textos para debate foram utilizados como apoio. Como atividade prática, nas aulas de Ciências e Arte, os alunos produziram uma sacola 100% reciclada usando apenas jornal como matéria-prima. Para finalizar o projeto foi organizada uma noite especial. O evento ocorreu no dia 08 de junho com a palestra sobre o Cerrado ministrada pela Drª. Veridiana De Lara Weiser e uma exposição de fotos do Cerrado, de Lars Krook. Nesta noite os alunos presentearam os seus pais com a sacola confeccionada em sala de aula.

Quem disse que aprender se resume só a exercícios? Nas aulas de Língua Portuguesa os alunos vão além das apostilas e aprendem de uma maneira bem divertida. Esqueça! Sabemos da importância de certos conteúdos como a conjugação dos verbos - quaisquer que sejam o modo e o tempo - e que eles estão presentes em todo planejamento escolar; no entanto, focalizar simplesmente a estrutura linguística de cada um deles não leva o estudante à real compreensão dos conceitos. A primeira pergunta a se fazer é: os meus alunos identificam onde encontram os verbos conjugados no imperativo? Em que tipos de textos? Em que lugares? Com que frequência? Pensando nisso, os alunos do 7º ano D fizeram a análise da letra da música “Esqueça”: A alface? O guaraná? Duzentos gramas de presunto? Quanto ao gênero, alguns substantivos costumam causar dúvidas. Por isso, o 6º ano D elaborou um ímã de geladeira. Durante a confecção, criaram uma lista de compras, com a qual puderam aprimorar e “vivenciar” o conteúdo trabalhado em sala de aula

--------------------------------------------------------No mês de maio os alunos dos 6º anos fizeram a famosa viagem de Estudo do Meio. Como destino, conheceram as belezas da cidade de Barra Bonita. A professora de Geografia, Francisca, nos conta como foi esse dia.

Ir. Maria Conceição da Costa (diretora), professores e os palestrantes Veridiana Weiser e Lars Krook

V Olimpíada Brasileira de Foguetes No dia 31 de maio os alunos dos 6º e 7º anos participaram da V Olimpíada Brasileira de Foguetes (V OBFOG). A olimpíada faz parte das atividades da OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica). Os foguetes, confeccionados pelos alunos com canudinhos, foram lançados na quadra poliesportiva do colégio, chegando os vencedores a alcançar mais de 5 metros. Na classificação final os alunos Julio Cesar Rodrigues Macedo dos Santos, com 5,3m e Heitor Ohan de Pina Xavier, com 5,2m garantiram os primeiros lugares.

08

Alunos vencedores da V OBF

Aconteceu na sexta-feira, dia 27 de maio, o estudo do Meio dos sextos anos do Colégio São José. Viajamos para Barra Bonita. Saímos pontualmente às 8h do Colégio e, depois de uma viagem divertida e tranquila, embarcamos no Barco Xambury para um passeio muito interessante. Observamos as condições do Rio Tietê na região e fizemos a eclusagem. Uma eclusa é uma espécie de “elevador de navios” ou barcos que precisam de atravessar áreas onde o terreno apresenta desníveis. Nossa subida na eclusa, de um nível para o outro do rio, foi de 26 metros. Os alunos ficaram maravilhados com a segurança e a tecnologia em que acontece esse processo. Depois da eclusagem navegamos pelo rio Tietê até a foz do Rio Lençóis onde os alunos puderam ver perfeitamente um rio principal e seu afluente. Observamos também as aves e plantas da região, a Mata ciliar, as áreas de intensa ocupação humana e suas consequências, poluição, atividades agrícolas...enfim pudemos constatar o desenvolvimento econômico da região com as usinas de açúcar.

Estudo do Meio

6º anos Durante o passeio de barco saboreamos um delicioso almoço e a turma mostrou que era “boa de prato” também, inclusive com a maioria das crianças se alimentando corretamente. À tarde visitamos o memorial do Rio Tietê, onde, entre tantas informações, o que mais chamou a atenção foi a variedade de cores e aspectos da água do rio, coletada em diferentes pontos: na nascente em Salesópolis, em São Paulo, capital com milhões de habitantes e até em Barra Bonita, muitos quilômetros depois de São Paulo.Visitamos também o museu da cidade, com objetos muito curiosos. Passamos ainda numa cerâmica da cidade onde pudemos assistir ao processo da fabricação de vasos de argila,material abundante na região e de grande valor econômico para ao indústria local.

09


6º AO 9º ANO

Aprendizado e diversão

Projeto ECOLOGIA Em comemoração ao Dia Internacional do Meio Ambiente e da Ecologia (5 de Junho), os alunos dos 6º anos desenvolveram um projeto com o objetivo de despertar a responsabilidade e o uso consciente de recursos naturais. O conteúdo proposto pelos professores foi trabalhado no decorrer do bimestre em várias disciplinas como Ciências, Arte e Ensino Religioso. Dentro de sala de aula os alunos discutiram sobre a importância de Reciclar, Reutilizar e Reduzir o consumo de plásticos e outros materiais. Filmes e textos para debate foram utilizados como apoio. Como atividade prática, nas aulas de Ciências e Arte, os alunos produziram uma sacola 100% reciclada usando apenas jornal como matéria-prima. Para finalizar o projeto foi organizada uma noite especial. O evento ocorreu no dia 08 de junho com a palestra sobre o Cerrado ministrada pela Drª. Veridiana De Lara Weiser e uma exposição de fotos do Cerrado, de Lars Krook. Nesta noite os alunos presentearam os seus pais com a sacola confeccionada em sala de aula.

Quem disse que aprender se resume só a exercícios? Nas aulas de Língua Portuguesa os alunos vão além das apostilas e aprendem de uma maneira bem divertida. Esqueça! Sabemos da importância de certos conteúdos como a conjugação dos verbos - quaisquer que sejam o modo e o tempo - e que eles estão presentes em todo planejamento escolar; no entanto, focalizar simplesmente a estrutura linguística de cada um deles não leva o estudante à real compreensão dos conceitos. A primeira pergunta a se fazer é: os meus alunos identificam onde encontram os verbos conjugados no imperativo? Em que tipos de textos? Em que lugares? Com que frequência? Pensando nisso, os alunos do 7º ano D fizeram a análise da letra da música “Esqueça”: A alface? O guaraná? Duzentos gramas de presunto? Quanto ao gênero, alguns substantivos costumam causar dúvidas. Por isso, o 6º ano D elaborou um ímã de geladeira. Durante a confecção, criaram uma lista de compras, com a qual puderam aprimorar e “vivenciar” o conteúdo trabalhado em sala de aula

--------------------------------------------------------No mês de maio os alunos dos 6º anos fizeram a famosa viagem de Estudo do Meio. Como destino, conheceram as belezas da cidade de Barra Bonita. A professora de Geografia, Francisca, nos conta como foi esse dia.

Ir. Maria Conceição da Costa (diretora), professores e os palestrantes Veridiana Weiser e Lars Krook

V Olimpíada Brasileira de Foguetes No dia 31 de maio os alunos dos 6º e 7º anos participaram da V Olimpíada Brasileira de Foguetes (V OBFOG). A olimpíada faz parte das atividades da OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica). Os foguetes, confeccionados pelos alunos com canudinhos, foram lançados na quadra poliesportiva do colégio, chegando os vencedores a alcançar mais de 5 metros. Na classificação final os alunos Julio Cesar Rodrigues Macedo dos Santos, com 5,3m e Heitor Ohan de Pina Xavier, com 5,2m garantiram os primeiros lugares.

08

Alunos vencedores da V OBF

Aconteceu na sexta-feira, dia 27 de maio, o estudo do Meio dos sextos anos do Colégio São José. Viajamos para Barra Bonita. Saímos pontualmente às 8h do Colégio e, depois de uma viagem divertida e tranquila, embarcamos no Barco Xambury para um passeio muito interessante. Observamos as condições do Rio Tietê na região e fizemos a eclusagem. Uma eclusa é uma espécie de “elevador de navios” ou barcos que precisam de atravessar áreas onde o terreno apresenta desníveis. Nossa subida na eclusa, de um nível para o outro do rio, foi de 26 metros. Os alunos ficaram maravilhados com a segurança e a tecnologia em que acontece esse processo. Depois da eclusagem navegamos pelo rio Tietê até a foz do Rio Lençóis onde os alunos puderam ver perfeitamente um rio principal e seu afluente. Observamos também as aves e plantas da região, a Mata ciliar, as áreas de intensa ocupação humana e suas consequências, poluição, atividades agrícolas...enfim pudemos constatar o desenvolvimento econômico da região com as usinas de açúcar.

Estudo do Meio

6º anos Durante o passeio de barco saboreamos um delicioso almoço e a turma mostrou que era “boa de prato” também, inclusive com a maioria das crianças se alimentando corretamente. À tarde visitamos o memorial do Rio Tietê, onde, entre tantas informações, o que mais chamou a atenção foi a variedade de cores e aspectos da água do rio, coletada em diferentes pontos: na nascente em Salesópolis, em São Paulo, capital com milhões de habitantes e até em Barra Bonita, muitos quilômetros depois de São Paulo.Visitamos também o museu da cidade, com objetos muito curiosos. Passamos ainda numa cerâmica da cidade onde pudemos assistir ao processo da fabricação de vasos de argila,material abundante na região e de grande valor econômico para ao indústria local.

09


PASTORAL

CURTAS

Semana do SAGRADO A vida de Madre Clélia nos palcos do teatro A preparação para a comemoração da Festa do Sagrado Coração de Jesus teve início com a apresentação do teatro de Madre Clélia Merloni em homenagem aos 150 anos de seu nascimento. Madre Clélia dedicou toda a sua vida ao Sagrado Coração, buscando Nele a inspiração para fundar o Instituto das Apóstolas. Por isso, homenageá-la é, sem dúvida, celebrar o SAGRADO.

MISSA em Louvor ao Sagrado Coração de Jesus

A Cia de Teatro Mandrágora reviveu a história de Madre Clélia

No dia 15 de junho, Irmãs, professores, funcionários, alunos e suas famílias dos Colégios São José e São Francisco, Universidade Sagrado Coração (USC), Creche Escola Madre Clélia e Sagrado Coração de Jesus, participaram de uma missa em louvor ao Sagrado Coração de Jesus, também em um gesto pela paz. A cerimônia foi realizada no Santuário Diocesano e presidida pelo reitor e pároco, padre Enedir Gonçalves Moreira, que destacou a importância das escolas estarem unidas pelo bem. Canções pela paz fizeram parte da liturgia da missa. Num ambiente de oração e confraternização, os Colégios da Sagrado Rede de Educação prestaram uma homenagem à fundadora do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (IASCJ), Madre Clélia Merloni, com a participação do coral do Colégio São José, agradecendo pelo fecundo trabalho realizado nessas unidades, que possibilitam aos seus educandos uma educação integral, baseada em valores cristãos.

--------------------------------------------------------- ---------------------------------------------------------

Coroação de MARIA

10

Maria acolheu , acreditou e viveu a Palavra do Senhor. Ela nos conduz pela mão e nos mostra o caminho para Jesus. Homenageamos nossa querida mãe Maria Santíssima, coroando-a com flores e pedindo sua constante proteção sobre todas as mães do mundo. Para celebrar o mês de Maria, em Maio, foram realizadas belas e singelas celebrações na capela. Quando coroamos Nossa Senhora, queremos dizer que Maria, a mãe de Jesus, é nossa rainha, nossa mãe, nossa intercessora. Nossa Senhora foi uma personagem fundamental para o plano de salvação de Deus. Se ela não tivesse dado o seu “Sim”, não haveria naquele momento o nascimento do Filho de Deus. Mas, como Maria era uma judia que conhecia a Palavra de Deus e a praticava, seu “Sim” foi verdadeiro e determinante.

Sala Vermelha

O mês de Junho é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. Entrar na sala vermelha é fazer a experiência de entrar em seu próprio Coração do qual, aberto na cruz, jorrou sangue e água. Este ambiente se tornou um local Sagrado para todos que o visitaram. No aconchego e silêncio como atitude de escuta, foi possível experimentar e acolher o amor do Coração de Jesus.

11


PASTORAL

CURTAS

Semana do SAGRADO A vida de Madre Clélia nos palcos do teatro A preparação para a comemoração da Festa do Sagrado Coração de Jesus teve início com a apresentação do teatro de Madre Clélia Merloni em homenagem aos 150 anos de seu nascimento. Madre Clélia dedicou toda a sua vida ao Sagrado Coração, buscando Nele a inspiração para fundar o Instituto das Apóstolas. Por isso, homenageá-la é, sem dúvida, celebrar o SAGRADO.

MISSA em Louvor ao Sagrado Coração de Jesus

A Cia de Teatro Mandrágora reviveu a história de Madre Clélia

No dia 15 de junho, Irmãs, professores, funcionários, alunos e suas famílias dos Colégios São José e São Francisco, Universidade Sagrado Coração (USC), Creche Escola Madre Clélia e Sagrado Coração de Jesus, participaram de uma missa em louvor ao Sagrado Coração de Jesus, também em um gesto pela paz. A cerimônia foi realizada no Santuário Diocesano e presidida pelo reitor e pároco, padre Enedir Gonçalves Moreira, que destacou a importância das escolas estarem unidas pelo bem. Canções pela paz fizeram parte da liturgia da missa. Num ambiente de oração e confraternização, os Colégios da Sagrado Rede de Educação prestaram uma homenagem à fundadora do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (IASCJ), Madre Clélia Merloni, com a participação do coral do Colégio São José, agradecendo pelo fecundo trabalho realizado nessas unidades, que possibilitam aos seus educandos uma educação integral, baseada em valores cristãos.

--------------------------------------------------------- ---------------------------------------------------------

Coroação de MARIA

10

Maria acolheu , acreditou e viveu a Palavra do Senhor. Ela nos conduz pela mão e nos mostra o caminho para Jesus. Homenageamos nossa querida mãe Maria Santíssima, coroando-a com flores e pedindo sua constante proteção sobre todas as mães do mundo. Para celebrar o mês de Maria, em Maio, foram realizadas belas e singelas celebrações na capela. Quando coroamos Nossa Senhora, queremos dizer que Maria, a mãe de Jesus, é nossa rainha, nossa mãe, nossa intercessora. Nossa Senhora foi uma personagem fundamental para o plano de salvação de Deus. Se ela não tivesse dado o seu “Sim”, não haveria naquele momento o nascimento do Filho de Deus. Mas, como Maria era uma judia que conhecia a Palavra de Deus e a praticava, seu “Sim” foi verdadeiro e determinante.

Sala Vermelha

O mês de Junho é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. Entrar na sala vermelha é fazer a experiência de entrar em seu próprio Coração do qual, aberto na cruz, jorrou sangue e água. Este ambiente se tornou um local Sagrado para todos que o visitaram. No aconchego e silêncio como atitude de escuta, foi possível experimentar e acolher o amor do Coração de Jesus.

11


Eventos

CAMPEÕES da

DIA do Desafio

Copa SEMEL

No dia 25 de maio o Colégio São José participou do Dia do Desafio.

A Direção do Colégio São José parabeniza os campeões da categoria Sub 11 da Copa Semel deste ano. O time, formado por alunos de nosso colégio e treinado pelo professor Edvaldo de Souza, o "Pexe", também recebeu o troféu de "Goleiro menos vazado" pela atuação de seus jogadores. Confiram os alunos da equipe Campeã: - Adalberto Eugênio Disaró Filho, Arthur Marinho, Cesar Augusto Lopes Esmeraldi, Guilherme Abdo Said, Guilherme Okishi Carvalho, João Guilherme P. Menegheti, João Victor David Kerbauy, Lucas Gaspar Moreira Viegas, Luiz Alexandre P. Calsavara, Matheus Monteiro Rocha, Pedro André Zago N .de Souza, Pedro Lucas Marchi Vieira, Vinícius Venâncio, Gustavo Queiroz A. Lima.

Alunos dos 5 º e 6º anos foram os titulares do time.

---------------------------------------------------------

Caminhada das FAMÍLIAS Na manhã do dia 07 de maio o Colégio São José promoveu a CAMINHADA DAS FAMÍLIAS. O evento fez parte das comemorações do Dia das Mães envolvendo pais, alunos e toda comunidade educativa. Realizada na Av. Getúlio Vargas, a caminhada contou com a presença de mais de 600 pessoas, que ao longo do trajeto puderam conferir uma exposição de trabalhos em homenagens às mães das turmas da Educação Infantil ao 3º ano. Para contagiar e orientar os participantes durante todo o percurso a Equipe da Academia Guaraná Club foi colaboradora. Na chegada, as mães foram homenageadas com poesias escritas pelo alunos de 4º e 5º anos e ao final do evento participaram de um sorteio de brindes.

12

Confira o vídeo deste evento! Acesse: www.youtube.com/watch?v=9NwUCo86ivc&feature

A 1ª Caminhada das Famílias do Colégio São José foi um sucesso. Um momento especial que proporcionou o prazer de estar em família.

Equipe da Guaraná Club e Comunidade Educativa do Colégio São José

A campanha mundial para a prática de atividades esportivas em benefício da saúde, conhecida como o Dia do Desafio, aconteceu na última quarta-feira do mês de maio. O Colégio São José participou do evento envolvendo alunos de 1º ao 9º ano na prática de exercícios físicos. Foram 15 minutos de muita atividade, sob a orientação de um personal trainer. O Dia do Desafio surgiu em 1983 no Canadá, sendo um convite à prática regular de atividade física por meio de ações comunitárias. Sob o tema ´Você se mexe e o mundo mexe junto´, nossa cidade competiu esse ano com a província General Mariano Escobedo, do México.

--------------------------------------------------------O livro de papel ainda se apresenta como das Leitura e Tecnologia mais eficazes formas de incentivo à leitura para os Do computador à lousa digital, dos livros em papel aos Ebooks, pesquisas mostram quando e como a tecnologia realmente funciona na escola. O sucesso, porém, depende de como a tecnologia é usada. Não adianta trocar o caderno e o livro por notebook ou tablet sem ter estratégias e conteúdo para usá-los. A tecnologia precisa ser usada com um propósito e o conteúdo tecnológico deve ser complementar ao transmitido da forma tradicional. Essa integração entre a tecnologia e o conteúdo das aulas é o maior desafio das escolas quando o assunto é a leitura. O que está acontecendo neste momento com o método de acesso aos livros é uma evolução ou revolução? Seja qual for a resposta, a multiplicidade de ferramentas tecnológicas para a leitura, hoje em dia, não acabará com o tradicional livro.

jovens, sendo um dos locais mais propícios para a prática da leitura, a sala de aula. Estudiosos acreditam que quanto mais conteúdo estiver disponível na internet, maior será a vontade de adquirir um exemplar impresso. Pensando dessa forma muitos pedagogos defendem a implementação de projetos inovadores para a formação de uma nova geração de leitores. Teatros, Feira dos Livros, Rodas de Leitura, a troca de livros entre colegas, Cafés Literários são algumas estratégias que mesclam as duas formas de acesso aos livros - impressa e digital, criando o ambiente ideal de aprendizado. A adaptação é o melhor caminho quando falamos de tecnologia. O professor deve ser o condutor dentro das salas de aula, modelando o conteúdo pedagógico às novas ferramentas tecnológicas. Adaptação dos textos de Camila Guimarães, Joyce Trindade e Mª Fernanda Rodrigues

13


Eventos

CAMPEÕES da

DIA do Desafio

Copa SEMEL

No dia 25 de maio o Colégio São José participou do Dia do Desafio.

A Direção do Colégio São José parabeniza os campeões da categoria Sub 11 da Copa Semel deste ano. O time, formado por alunos de nosso colégio e treinado pelo professor Edvaldo de Souza, o "Pexe", também recebeu o troféu de "Goleiro menos vazado" pela atuação de seus jogadores. Confiram os alunos da equipe Campeã: - Adalberto Eugênio Disaró Filho, Arthur Marinho, Cesar Augusto Lopes Esmeraldi, Guilherme Abdo Said, Guilherme Okishi Carvalho, João Guilherme P. Menegheti, João Victor David Kerbauy, Lucas Gaspar Moreira Viegas, Luiz Alexandre P. Calsavara, Matheus Monteiro Rocha, Pedro André Zago N .de Souza, Pedro Lucas Marchi Vieira, Vinícius Venâncio, Gustavo Queiroz A. Lima.

Alunos dos 5 º e 6º anos foram os titulares do time.

---------------------------------------------------------

Caminhada das FAMÍLIAS Na manhã do dia 07 de maio o Colégio São José promoveu a CAMINHADA DAS FAMÍLIAS. O evento fez parte das comemorações do Dia das Mães envolvendo pais, alunos e toda comunidade educativa. Realizada na Av. Getúlio Vargas, a caminhada contou com a presença de mais de 600 pessoas, que ao longo do trajeto puderam conferir uma exposição de trabalhos em homenagens às mães das turmas da Educação Infantil ao 3º ano. Para contagiar e orientar os participantes durante todo o percurso a Equipe da Academia Guaraná Club foi colaboradora. Na chegada, as mães foram homenageadas com poesias escritas pelo alunos de 4º e 5º anos e ao final do evento participaram de um sorteio de brindes.

12

Confira o vídeo deste evento! Acesse: www.youtube.com/watch?v=9NwUCo86ivc&feature

A 1ª Caminhada das Famílias do Colégio São José foi um sucesso. Um momento especial que proporcionou o prazer de estar em família.

Equipe da Guaraná Club e Comunidade Educativa do Colégio São José

A campanha mundial para a prática de atividades esportivas em benefício da saúde, conhecida como o Dia do Desafio, aconteceu na última quarta-feira do mês de maio. O Colégio São José participou do evento envolvendo alunos de 1º ao 9º ano na prática de exercícios físicos. Foram 15 minutos de muita atividade, sob a orientação de um personal trainer. O Dia do Desafio surgiu em 1983 no Canadá, sendo um convite à prática regular de atividade física por meio de ações comunitárias. Sob o tema ´Você se mexe e o mundo mexe junto´, nossa cidade competiu esse ano com a província General Mariano Escobedo, do México.

--------------------------------------------------------O livro de papel ainda se apresenta como das Leitura e Tecnologia mais eficazes formas de incentivo à leitura para os Do computador à lousa digital, dos livros em papel aos Ebooks, pesquisas mostram quando e como a tecnologia realmente funciona na escola. O sucesso, porém, depende de como a tecnologia é usada. Não adianta trocar o caderno e o livro por notebook ou tablet sem ter estratégias e conteúdo para usá-los. A tecnologia precisa ser usada com um propósito e o conteúdo tecnológico deve ser complementar ao transmitido da forma tradicional. Essa integração entre a tecnologia e o conteúdo das aulas é o maior desafio das escolas quando o assunto é a leitura. O que está acontecendo neste momento com o método de acesso aos livros é uma evolução ou revolução? Seja qual for a resposta, a multiplicidade de ferramentas tecnológicas para a leitura, hoje em dia, não acabará com o tradicional livro.

jovens, sendo um dos locais mais propícios para a prática da leitura, a sala de aula. Estudiosos acreditam que quanto mais conteúdo estiver disponível na internet, maior será a vontade de adquirir um exemplar impresso. Pensando dessa forma muitos pedagogos defendem a implementação de projetos inovadores para a formação de uma nova geração de leitores. Teatros, Feira dos Livros, Rodas de Leitura, a troca de livros entre colegas, Cafés Literários são algumas estratégias que mesclam as duas formas de acesso aos livros - impressa e digital, criando o ambiente ideal de aprendizado. A adaptação é o melhor caminho quando falamos de tecnologia. O professor deve ser o condutor dentro das salas de aula, modelando o conteúdo pedagógico às novas ferramentas tecnológicas. Adaptação dos textos de Camila Guimarães, Joyce Trindade e Mª Fernanda Rodrigues

13


FORMAÇÃO CONTINUADA

O Colégio São José proporciona aos professores de 2º ao 5º ano um curso sobre PRODUÇÃO TEXTUAL No mês de maio os professores do 2º ao 5º ano Colégio São José, participaram de momentos de aprimoramento profissional. Tendo por base a visão de que a produção de texto tem por objetivo formar alunos-escritores competentes, capazes de criar textos coerentes, coesos e eficazes, reuniramse sob orientação da Professora Rachel Gobbi. Buscou-se o aperfeiçoamento de técnicas de produção e correção de textos, promovendo assim um maior desenvolvimento na estruturação da equipe cuja finalidade é tornar o trabalho cada vez mais homogêneo e integrado. É certo que as diferenças de faixa etária dos alunos entre as séries justificam uma espécie de gradação nos níveis de dificuldade das propostas apresentadas para cada fase escolar. Outro aspecto importante é a continuidade entre os conteúdos, gerando, além do aprendizado, um reforço para a série seguinte, bem como o domínio de certos prérequisitos que vão permitir ao aluno uma aprendizagem mais tranquila.

No decorrer do bimestre foram promovidas, aos professores de 6º ao 9º ano, palestras pelo Sistema Uno de Ensino. Na área de Matemática a Esp. Meire Cristina Ferreira trabalhou, junto aos docentes, as competências e habilidades fundamentais que os alunos dos 9º anos devem adquirir. Estiveram presentes os professores João Renato Menegueti, Leonardo Fernandes e Márcia Marinho. Na área de Língua Portuguesa o tema foi ‘Textos não verbais’ as professoras Rachel Gobbi, Fádia Camacho e a Assessora Pedagógica Lilian Blanco prestigiaram a palestra proferida pela Profª Olga Bonilha.

Dessa forma, ganham todos: professores e alunos, tornando o trabalho de produção de texto do Colégio São José muito mais eficiente, dinâmico e agradável. Toda 4ª feira, os professores se reúnem para estudos pedagógicos, com o objetivo de aperfeiçoar a didática para uma educação de excelência.

EXPEDIENTE São José - ONLINE é uma publicação digital do Colégio São José, da Sagrado - Rede de Educação. SUPERVISÃO GERAL: Irmã Maria Conceição da Costa JORNALISMO E PROJETO GRÁFICO: Joyce Teixeira REVISÃO DE TEXTO: Profª Rachel Rocha Gobbi FOTOS: Arquivo do Colégio São José COLABORAÇÃO: Professores, funcionários ANO 01 - julho/2011 - nº 2

Sao Jose Online 2  

informativo online do colegio sao jose bauru sp