Page 1

Queridas filhas em Jesus Cristo Quem mais do que uma pessoa consagrada a Deus deve receber com generosidade e muito amor a cruz que o Senhor lhe reservou, durante sua dolorosa peregrinação neste vale de lágrimas? Imitem Santo André, discípulo da Cruz. Que fez este humilde pescador, quando ouviu as palavras de Cristo, quais sejam, que quem não carrega a sua cruz e não renuncia a si mesmo não pode ser seu discípulo? Que são felizes os que sofrem, os que gozam? Imediatamente renunciou às falsas concepções do mundo sobre a felicidade e sobre a infelicidade, e nada mais amando senão a cruz, sentiu por ela uma sede ardente. Jesus Cristo revela-lhe os sofrimentos e as lutas do apostolado, o cárcere, as perseguições, a morte, entretanto, o que teria assustado, a muitos outros tornou-se para ele objeto de estímulo e encanto.

Mais tarde, quando os Apóstolos se espalharam pelo mundo, escolheu para si as duas regiões mais bárbaras: a Scizia e a Trácia, onde esperava encontrar o martírio; mas não recebendo senão estima pelas suas virtudes, foi para a Acáia e depois a Patras, onde encontrou, finalmente, o que tanto desejava. Condenado a morrer crucificado, foi sem demora conduzido ao lugar do suplício. Avistando de longe a cruz, feliz como um guerreiro que, depois de longos combates, divisa o carro triunfal, exclama: “Ó querida cruz, fonte de todos os bens, há muito desejada, apaixonadamente amada, incansavelmente procurada: eis que, finalmente, satisfazes meus anseios! Cruz santa, eu te saúdo, venho a ti cheio de confiança e de alegria. Cruz triunfal, purpureada com o sangue do divino Mestre, recebe-me em teus braços, para atirar-me aos braços do meu Jesus que, por ti, me remiu”.


Minhas filhas, estas palavras não retratam, por acaso, um autêntico e ardoroso discípulo da cruz, a cujos pés colheu a mais sublime sabedoria da vida? Vocês sentem o mesmo entusiasmo pela cruz de Jesus Cristo ou, ao contrário, recuam covardemente apenas a vislumbram? Óh! Filhas, estamos longe de aceitar a verdade: -- “quem não é mártir não é religiosa!” – Acolham com generosidade e muito amor as pequenas cruzes que a Providência quiser enviar-lhes e das quais está semeada a nossa vida; recebamo-las, porém, com amor generoso imitando, de alguma forma, o exemplo que nos dá Santo André. Suspenso na cruz e de lá dominando a multidão que acorrera ao seu suplício, ele estar sobre a mais importante cátedra do mundo para evangelizar aquele povo. Acredita que não existe meio melhor para proclamar a cruz do que estando sobre ela, que não há forma melhor de anunciar Jesus Crucificado do que estando ele próprio crucificado. Santo André ergue, pois, sua voz com força e dignidade; prega durante dois dias inteiros; e a cátedra de onde ensina confere tanta eficácia às suas palavras que muitos ouvintes se convertem imediatamente à fé cristã. Fecundada pelo sangue do Apóstolo, a Igreja de Acáia tornou-se uma das mais fervorosas e das mais numerosas da Igreja nascente. A pregação produz ótimos frutos, quando seu ministro é um homem realmente crucificado, que põe sua felicidade no sofrimento, seu tesouro na pobreza, seu repouso no trabalho. Acontece o contrário com aquele que, amando a si próprio, não sabe

desinstalar-se e sofrer, para pregar as sublimes verdades do Evangelho. Estão vendo, filhas, o que fizeram os Santos? E vocês se dão por satisfeitas, lançando apenas um rápido olhar para essas criaturas generosas, sem nenhuma resolução prática de imitá-las? Repito-lhes, minhas filhas: quem não é mártir não é autêntica. Santo André foi um verdadeiro mártir da cruz. No meio da multidão comovida e convertida, ele ouve um grito, pedindo insistentemente que o libertem do furor do procônsul que o havia condenado; Santo André, porém, exclama: “Ó meu Deus, não permitais que me separem da minha cruz!” E foi atendido. O povo cai chorando diante da inclemência dos açoites romanos; e André morre, conforme seu desejo, como num leito de honra, como digno lugartenente dos exércitos de Jesus Cristo, como autêntico mártir, feliz por testemunhar com sua morte a glória da Cruz do Salvador, e ensinar assim aos homens o amor ao sofrimento e às privações. Que lição para nós, filhas queridas! Quão longe estamos do temor que nos livrem das nossas cruzes, nós que gostamos das situações nas quais não há sofrimento, que procuramos fugir de tudo o que nos molesta, que buscamos o que nos lisonjeia, nos agrada e nos causa prazer; e assim nossa vida não é, por assim dizer, senão um protesto habitual contra o amor à Cruz do nosso Divino Salvador! Abençoando-as maternalmente, fico em Jesus. Sua afma. Madre

Fonte: Escritos de Madre Clélia nº 02 – Um Coração nos ama. Páginas 69 a 71.


Aconteceu no dia 30/03, no auditório da USC, em Bauru/SP, o Encontro de Formação Continuada com o tema Vocação: um chamado para servir. A Superiora Provincial, Ir. Márcia iniciou o Encontro dando as boas-vindas às Apóstolas participantes vindas das cidades de Bauru, Marília, Jaú, Jaci, Espírito Santo do Pinhal, Adamantina, Araçatuba, Aparecida, São João da Boa Vista, Santa Rita de Caldas, Rio de Janeiro, São Paulo, São Roque e Birigui.

Durante o Encontro, Dom Camilo Jesus Dantas, do Mosteiro de São Bento - São Paulo/SP, ministrou a palestra sobre o tema do Encontro. Ir. Susana Fadel orientou a reflexão sobre o texto de Amadeo Cencini - Formação Continuada, uma questão de coração e Ir. Analice, Ir. Vânia e Ir. Maria de Lourdes, partilharam as orientações recebidas sobre a Família Carismática no Encontro realizado em Rocca di Papa no mês de fevereiro p.p.


As duas comunidades estiveram reunidas no último dia 27 para participarem do Encontro de Formação Continuada. As Irmãs do Colégio Madre Clélia, anfitriãs do Encontro, se esmeraram em todos os aspectos da boa acolhida, proporcionando às participantes uma atmosfera harmoniosa de paz, alegria e muito amor! Ir. Lourdes da Costa com o seu grande preparo, coordenou o Encontro e expos, com muita clareza, todos os temas referentes à pauta do dia. Após a reflexão na Capela as Irmãs se sentiram mais fortalecidas na caminhada do ser Apóstola, assim como enriquecidas com o desenvolvimento do texto referente à sensibilidade de Cencini; foi também muito importante ouvir esclarecimentos sobre a caminhada da Família Carismática. Agradecemos à querida Madre Míriam e Ir. Márcia por tudo o que realizam no Instituto. Nossa gratidão à Ir. Maria de Lourdes e Comunidade. Nossas orações e Deus lhes pague! (Ir. Floripes e Comunidade)


No dia 27/04, no Colégio Cor Jesu, em Brasília/DF, aconteceu o Encontro de Formação Continuada com a participação das Irmãs das Comunidades de Brasília/DF e Castanhal/PA . Ir. Susana coordenou o Encontro e orientou a reflexão sobre o texto de Amadeo Cencini - Formação

Depois da preparação do grupo, feita por Ir. Hélia, no dia 03 de março, com a Consagração de algumas famílias, finalmente a GFASC iniciou seu percurso em Maputo. O segundo encontro já foi realizado com demonstração de interesse e entusiasmo pelo grupo.

Continuada, uma questão de coração e partilhou as orientações sobre a Família Carismática discutidas no Encontro realizado em Rocca di Papa em fevereiro. As participantes agradeceram à Madre Miriam, Superiora Geral e à Ir. Márcia, Superiora Provincial pela oportunidade de crescimento ofertada a cada Irmã e a Ir. Susana pela rica e generosa partilha.


Motivadas pelo “Dia do Pobre”, instituído pelo Papa Francisco, a Arquidiocese de Maputo deu início ao Projeto “Mateus 25”, que consiste na oferta de um prato de comida aos pobres da cidade. Algumas Paróquias e muitas Congregações Religiosas aderiram a esta iniciativa. Nós, Apóstolas, assumimos um dia do mês. Assim, dia 20 de março, iniciamos este compromisso com os nossos irmãos mais necessitados de Maputo.

No dia 24 de março, as formandas, participamos da marcha penitencial até o Santuário Nossa Senhora de Fátima, em Marracuene – Distrito de Maputo. Sob a coordenação dos grupos de jovens da Zona 3 da Arquidiocese de Maputo e da Ir. Janeta, em clima de oração e penitência percorremos, durante sete horas, os 30 km de caminho! Uma experiência rica! Tivemos a oportunidade de refletir e nos animarmos com os jovens de Maputo, capazes de sacrifícios para demonstrar sua fé com alegria, entusiasmo e dedicação. Durante o percurso, fizemos a Via Sacra. As estações foram distribuídas aos grupos que as dinamizaram, a seu jeito, a partir do documento Pós Sinodal: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional” e, como tema central, “O Papa convida os jovens a imaginar a própria vida no horizonte da missão”. Foi importante caminhar com a juventude e pensar nos jovens do mundo inteiro.


No dia 10 de março, na alegria de celebrar o nascimento de nossa querida e Bem-aventurada Clélia Merloni, as aspirantes Cheila, Minerdina, Neyma e Octávia iniciaram, oficialmente, seu caminho de Discernimento Vocacional como Aspirantes Internas.

Dia 07 de abril – realizou-se a Páscoa Jovem na Escola Força do Povo como todos os anos, iniciada pela Ir. Hélia e continuada pela Ir. Janeta e equipe de jovens da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, apoiado pelas Irmãs Apóstolas e Comunidade Aliança de Misericórdia. Foi um momento muito significativo para os jovens das várias comunidades da Paróquia.

No dia 13/04, realizou-se na comunidade de São Miguel, o retiro com os catecúmenos jovens e adultos, em preparação ao batismo que se realizou no sábado da vigília Pascal, preparado pela Ir. Erraunete. Tivemos como temática a meditação da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor.


No período de 12 a 24/04, a comunidade acolheu com muita alegria 10 alunos do Ensino Médio e 3 professores do Colégio Sagrado de Bento Gonçalves/RS. Foram dias de muitos encontros com os alunos, professores das três escolas, com os idosos, visitas familiares, orações com os trabalhadores da lixeira, visita à missão das Irmãs Hospitaleiras e da Caridade. Eles também participaram do Tríduo Pascal nas Paróquias próximas a nossa casa. Testemunharam a alegria que brota do Coração de Jesus e com muita disponibilidade e generosidade espalharam sorrisos em todos os lugares. Nossa gratidão por todo bem realizado no meio deste povo tão querido!

Dia 13 também realizamos na Escolinha Mbilu Ya Yesu, a celebração em preparação à Páscoa com os colaboradores desta pequena obra que está crescendo cada dia mais.


No dia 29/03, celebramos na Capela da Sede Provincial, em São Paulo/SP, o 20º Aniversário da Casa de Apoio Madre Clélia. Vinte anos de acolhida, amor e doação a cada criança assistida, pois é no amor para com o próximo que expressamos o nosso amor ao Senhor. Esta obra impulsionada pelo Sagrado Coração de Jesus percorre os passos conduzidos pela Bem-Aventurada Clélia Merloni; ela em seu legado nos ensina a confiar ilimitadamente na Providência Divina, abandonandonos totalmente aos planos do Senhor. Foi com imensa alegria e gratidão, que celebramos a bondade e a fidelidade de Deus “que até aqui nos ajudou e continuará nos ajudando” a tornar concreta a obra impulsionada pelo seu amoroso e divino Coração. Agradecemos a Irmã Maria Inez que iniciou essa missão e todas as Irmãs que fizeram parte dessa obra. Muito Obrigada! (Crianças da casa de Apoio, Ir. Terezinha, Ir.Elaine e equipe).

Com o intuito de ajudar duas entidades que necessitavam de produtos de limpeza, a Equipe de Pastoral Escolar se empenhou junto aos alunos em uma divertida gincana que visava a arrecadação dos materiais. Cada turma esforçou-se para conquistar seus pontos e arrecadando os produtos com os familiares, vizinhos, amigos etc. Teve até quem resolveu fazer sabão caseiro para ajudar. O ápice da ação foi seu fechamento, quando professores e alunos tiveram uma noite de jogos aberta para a comunidade escolar.


A motivação de ajudar quem precisa também foi grande para os alunos da Educação Infantil e Fundamental I que durante a Quaresma arrecadaram leite para doação na Paróquia Santo Antonio, de Bauru/SP. Outra ação dos pequenos foi o cofrinho, que visitou as famílias, motivando todos a se envolverem na doação de algo em favor do próximo.

Em nossa Escola todos vivenciaram momentos muito significativos de Páscoa, visando contemplar o amor que transborda do Coração de Deus por cada um de nós. As turmas da Educação Infantil vivenciaram este momento caminhando com Jesus, que partiu o pão com eles e lavou seus pezinhos, ensinando-lhes que quando amamos, nosso coração se enche do amor de Deus. Já o Fundamental I preparou com carinho a Via Sacra encenada, cada turma preparou um momento da caminhada de Jesus. Para o Fundamental II e Ensino Médio, foi encenado o encontro de Jesus, com a Cruz e sua Mãe, mostrando aos alunos o sentido da Semana Santa ou Semana do Amor Maior. Os professores e colaboradores também tiveram seu momento vivenciado com intensidade.


Outra atividade realizada por nossas crianças foi a Oficina do Pão: eles prepararam e acompanharam todo o processo, da massa até chegar ao pão pronto. Em seguida, fizeram um significativo momento de partilha.

Nosso Colégio teve o privilégio de receber no dia 24 a visita de Ir. Vânia, que refletiu com os professores e colaboradores o tema “Cuidar-se”. Partilhando sobre o jeito de cuidar de nós mesmos e dos outros. Deixou forte nos corações de todos a necessidade de “reaprender a arte da lentidão” para que possamos estar inteiros em cada uma de nossas ações.


Participamos da Santa Missa na Paróquia Santa Rita de Cássia, onde os dirigentes do grupo de jovens e o Padre Tiago pediram para uma Irmã falar aos jovens sobre Vocação. Estavam presentes, também, dois padres, um seminarista, um Irmão Franciscano e um casal ainda jovem. Percebemos que os jovens têm muitas dúvidas e curiosidade sobre a vocação que devem seguir. Falamos sobre nossa vocação, das dificuldades superadas e da importância em ser fiel à resposta que damos a Deus. Aproveitamos para falar sobre Madre Clélia, sua vocação, sobre a Beatificação e do nosso louvor a Deus por sermos Apóstolas. Distribuímos folhetos com a oração da Santíssima Trindade para obter graças por intercessão da BemAventurada Clélia Merloni.

(Irmã Nadir )

Entre os dias: 30/03 a 09/04 com muita alegria, acolhemos as queridas: Cláudia, Fátima e Zezé membros do GFASC de São Paulo, amigas e benfeitoras da missão no Haiti. É muito gratificante sentir que esta missão já conquistou muitos corações, que sensibilizados e comprometidos pelo sofrimento do próximo, se colocam a serviço da promoção da vida. Que o Sagrado Coração de Jesus e a Bem-Aventurada Clélia Merloni continuem abençoando a todos.

dando continuidade ao desenvolvimento das oficinas, estive ministrando uma palestra sobre Educação em Saúde para as gestantes com o tema: A importância da higiene para a saúde. É sempre muito gratificante perceber e sentir que as sementes lançadas, começam a germinar. Registramos a presença de nossas queridas amigas, benfeitoras e partícipes de nossa espiritualidade e missão: Cláudia, Fátima e Zezé, que estando em visita em nossa comunidade, ofereceram ás gestantes enxovais para seus bebês. “Deus é bom o tempo todo”. No dia 03/04, a convite das Irmãs da Comunidade Intercongregacional do Projeto Missionário da CRB no Haiti,

(Ir. Maria Eugenia).


No intuito de promover a formação integral e auxiliar no desenvolvimento dos talentos, como também trabalhar a feminilidade, seguimos com desenvolvimento do projeto de ensino : fazer bainha, pregar botão e crochê, para as meninas do 5º e 6º Anos. O que inicialmente parecia intransponível, hoje constatamos que, se mantivermos a persistência, paciência e a perseverança em nossos propósitos, aliados ao auxílio Divino, tudo será possível. É gratificante acompanhar e partilhar da alegria das mesmas, ultrapassando as barreiras no processo da destreza e aprendizado, como também o despertar do interesse das colegas. As oficinas acontecem às quartas-feiras, no período vespertino. Por tudo, damos graças ao Coração de Jesus e presença atuante de nossa amada Bem-Aventurada Clélia Merloni

(Ir. Leonice Amadio e Ir. Maria Eugenia da Silva).

Na Terça-Feira Santa, pais, alunos, professores, funcionários e Irmãs participaram da Celebração Eucarística em preparação à Páscoa do Senhor, momento forte de reflexão sobre o Amor de Deus revelado em Seu Filho que entregou-se totalmente para a Redenção da humanidade.

Num domingo do mês de março fomos convidadas pelos Catequistas para falarmos de Nossa Senhora às crianças e jovens da Paróquia Sagrada Família, já que eles são consagrados a Maria. Falamos sobre a história da Salvação e da importância de Nossa Senhora para a redenção da Humanidade. Irmã Rosely falou sobre a origem do Terço e no final distribuímos alguns para as crianças. Foi boa a participação das crianças quando falamos da criação do mundo e do pecado de Adão e Eva. Após a palestra, foram separados individualmente para refletirem e fazerem a partilha com grupo. Na Celebração da Santa Missa pelo Padre Paco, a animação ficou a cargo de Ir. Rosely. Após o lanche comunitário houve uma tarde recreativa.

Ficou definido que nos encontraremos novamente para falar sobre Madre Clélia. Rezemos por esta juventude que muito precisa de Deus. (Ir. Nadir e Comunidade da Betânia)


As Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus agradecem na pessoa do Pe. Adailton, Pároco da Paróquia São Pedro de Pedro Afonso/TO, pelo acolhimento das jovens provenientes de Paraíso, Novo Acordo e de Palmas-TO, para uma rica experiência do Despertar Vocacional nos dias 30 e 31 de março de 2019. As jovens se questionaram e buscaram encontrar-se consigo mesmas e com Jesus Cristo na oração pessoal. Também conheceram mais sobre a oração na vida da Bem-Aventurada Clélia Merloni. E tiveram vivências fraternas com outros jovens comprometidos na comunidade Eclesial. O Papa Francisco diz: “é o amor de Deus que confere sentido aos pequenos compromissos diários e que ajuda também a enfrentar as grandes provações. Este é o tesouro autêntico do homem, ir em frente na vida com amor, com aquele amor que o Senhor semeou no coração, com o amor de Deus. Este é o verdadeiro tesouro”. Gratidão ao casal do GFASC (Joice e Claudemir) pela disponibilidade em falar do Tesouro: Família. E para Ir. Lourdes e Ir. Floripes pelo apoio material e espiritual. Por tudo damos graças, pois as jovens agradeceram pelos frutos colhidos no encontro - o desejo de encontrar-se com o Senhor e viver segundo sua vontade. (Ir. Jomaína, Ir. Terezinha, Ir. Fernanda e Ir. Érica)


No dia 29/04 realizou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo a sessão pública de defesa da Tese intitulada “PERFIL DO EDUCADOR CATÓLICO CLELIANO NA SAGRADO REDE: (NÃO) ASSUNÇÃO DA RESPONSABILIDADE ENUNCIATIVA POR PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA” apresentada por Ir. Vânia Cristina de Oliveira para a obtenção do título de Doutora em Língua Portuguesa. Entendemos que assumir a reponsabilidade enunciativa por aquilo que se diz e se reproduz como valor para a educação no âmbito da Sagrado é reconhecer que o ato de educar exige, mais do que análises e descrições da realidade, a gestão de áreas e espaços educacionais em que seja possível construir conhecimento e discutir alternativas aos problemas existentes. Esperamos que este estudo possa contribuir para o trabalho dos gestores da Sagrado Rede de Educação, especialmente no que diz respeito à capacitação de lideranças que saibam olhar para a realidade educacional e refletir sobre ela, bem como ao desenvolvimento de instrumentos e práticas pedagógicas e pastorais que sejam direcionadas a um projeto educativo voltado para o diálogo e para o encontro, que resulte na construção de um humanismo solidário que traduza o dizer da Bem-Aventurada Clélia Merloni: “Educar é uma obra de amor”.

A Deus, meu Pai, que sempre me amou e cuidou de mim; à Nossa Senhora Aparecida, por sua intercessão constante, e à Bem-Aventurada Clélia Merloni, por sua proteção; ao meu amado Instituto, principalmente às queridas Madre Miriam Cunha Sobrinha (Superiora Geral), que me concedeu a oportunidade de avançar nos estudos, para melhor servir ao Reino de Deus, e Ir. Márcia Cidreira (Superiora Provincial), que me apoiou nas horas mais difíceis dessa trajetória acadêmica e teve sabedoria para me orientar; às minhas queridas Irmãs Apóstolas da Comunidade da Casa Provincial, pelo apoio, pelas orações, pela compreensão, pelo incentivo e pela alegria de celebrarem comigo cada etapa deste trabalho e a cada Irmã Apóstola que rezou por mim. (Ir. Vânia)


Como Madre Clélia nos deseja que tenhamos uma “Páscoa Feliz para que Jesus ressurja em nós para melhores disposições de alma e coração”, assim com este espírito foi celebrado mui solenemente o Tríduo Pascal na Comunidade, sempre dirigido por um fervoroso redentorista Pe. Helder José da Silva.

A Comunidade das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, de Águas da Prata/SP, teve a grande alegria de no dia 25/03, Festa da Anunciação de Nossa Senhora, acolher as jovens que deram sua entrada oficial no IASCJ como PréPostulantes. Durante a Santa Missa, presidida pelo Pe. Rogério, a Superiora Provincial Ir. Marcia acolheu as cinco novas jovens e futuras Apóstolas. Todas as Irmãs presentes fizeram votos que neste Ano Vocacional Cleliano estas jovens perseverem na sua decisão amorosa de entrega total ao Coração de Jesus. São elas: Ana Cristina , Irielly, Jayssa, Laianne e Yasmin

No início do tempo da Quaresma foi lançada a “Campanha da Moedinha” no Colégio Sagrado, para as turmas da Educação Infantil e Fundamental I. O valor arrecadado totalizou R$ 1.399,05. Com esse dinheiro foram compradas 978 unidades de fraldas geriátricas, as quais foram doadas para o Asilo Casa do Caminho.


Nos dias 15 e 16 de abril os alunos da Educação Infantil e Fundamental I participaram da Ceia Pascal na Capela do Colégio. A celebração conduzida pela Pastoral Educacional com o objetivo de relembrar o amor de Jesus por nós. Cada criança recebeu como lembrança um pão para dividi-lo com a família.

No dia 17 os Colaboradores e Professores do Colégio Sagrado vivenciaram e celebraram o Tríduo Pascal. Em procissão se dirigiram para a Capela - a grande sala preparada para a Ceia. Jesus, interpretado por um Professor, escolheu 12 colaboradores para serem seus Apóstolos. Com eles partilhou o pão e o vinho, bem como lavou seus pés. A reflexão prosseguiu com a mensagem da Cruz: "Foi por você!" Após o anúncio da Ressurreição, todos os presentes saudaram-se com um gesto de paz.

Aconteceram no período de 01 a 08/04, na CESC, em São Roque/SP, os Exercícios Espirituais orientados pelo Padre Luis S. Quevedo, SJ. Todas, ao ouvirmos o convite do Senhor, ali chegamos com o coração desejoso de escutar e estar com o mestre Jesus. Mas, como o apaixonado Elias tivemos que empreender cada etapa da viagem:  afastar-nos da cidade;  atravessar o deserto;  subir à solidão da montanha para descobrir a ausência de Deus nos elementos barulhentos: vento, terremoto;  finalmente, cessado o barulho, Elias descobre o Senhor numa brisa tênue. Assim também nós, cada uma a seu modo, entrou na “sua gruta” buscou o seu “espaço” para aguardar a passagem de Deus e suas manifestações. Nossa gratidão aos instrumentos dóceis e habilidosos que muito contribuíram nesta cami-

nhada: Pe. Quevedo, Ir. Maria Aparecida Rozene, Ir. Cleamaria, Ir. Angélica, Ir. Rosely, Ir. Maria de Lourdes e Comunidade. Em tudo percebemos os gestos de amor e doção. Que Jesus Ressuscitado, confirme nosso projeto e bom proposito, nos torne contemplativos na ação e levemos à todos um raio da sua ternura e luz.


No dia 28/04, realizou-se, na Sede Provincial em São Paulo/SP a Convivência Vocacional com um grupo de Jovens. Ir. Djanira orientou a reflexão sobre a Misericórdia, tema celebrado em toda Igreja no Domingo dia 28 - o Domingo da Misericórdia. Ir. Elaine ajudou na acolhida dos Jovens e conduziu a recreação. Ana Paula da Paróquia Nossa Senhora do Rosário da Pompeia dinamizou os cantos da Celebração Eucarística. Agradecemos a todos que ajudaram nesta convivência em minha ausência e à Comunidade da Sede Provincial que acolheram a todos com alegria. O Coração de Jesus por intercessão da BemAventurada Clélia Merloni abençoe a todos! (Ir. Maria Aparecida)

Nos dias 22 a 30/04, realizou-se na Itália, o Encontro das Formadoras e Animadoras Vocacionais e Juvenis do IASCJ. Iniciou-se no dia 23 com a Oração junto a Urna da Bem-Aventurada Clélia Merloni, na capela da Casa Geral, em Roma e continuou no Centro Internacional de Espiritualidade em Rocca di Papa.


No dia 28/04/19, visitamos o Vaticano e participamos da Oração do Ângelus com o Papa Francisco. No dia 29 a Reflexão foi sobre “O Discernimento: quando inicia e termina” – Sr. Samuela Caterina Rigon.

No dia 24 e 25, aconteceu o estudo do Carisma, Reflexão e Partilha sobre a Formação à luz dos ensinamentos da Bem-Aventurada Clélia Merloni. O estudo foi coordenado pela Superiora Geral, Madre Miriam Cunha Sobrinho. Houve também, uma explicação sobre o Movimento Juvenil Cleliano, pela Ir. Lucia Soccio e a Noviça Ariane.

No dia 26 partimos em Peregrinação à cidade de Assis para visitar às Igrejas de São Francisco e Santa Clara. Dia 27/04/19 fizemos uma Reflexão sobre: “A Profecia da Vida Consagrada na Construção de Um Novo Humanismo com Sr. Marcella Farina, Salesiana.

Dia 30/04/19 aconteceu a Avaliação e a conclusão do Encontro, com a Partilha de cada Irmã e uma oração elaborada pelas mesmas. Durante todos os dias do Encontro, antes de iniciarmos as atividades tínhamos uma hora de Adoração a Jesus Eucarístico. Foram momentos intensos, de grande riqueza cultural, convivência fraterna e partilha entra as Irmãs vindas dos diversos países: Estados Unidos, Filipinas, Haiti, Benin, Moçambique, Argentina, Itália e Brasil. Agradecemos ao Conselho Geral e Provincial, por esta grande oportunidade a nós oferecida, especialmente pelo Encontro com a nossa Querida Bem-Aventurada Clélia Merloni. (Participantes do Encontro)


Profile for Sagrado Rede de Educação

Informativo do IASCJ de Abril de 2019  

Informativo do IASCJ de Abril de 2019  

Profile for iascj
Advertisement