Issuu on Google+

ONEOLÍTICO

CASTROS OU CITÂNIAS

A Idade do Ferro trouxe os celtas e com eles surgiram chama, os crastos.

os castros ou citânias,

ou ainda, como o povo lhes

Construções fortificadas no cimo dos montes com carácter marcadamente defensivo: "Em todo o Norte de Portugal apesar das rudes destruições e do natural desgaste erosivo, existem ainda múltiplos sinais de vida pré-histórica Cantas, antelas, mamoas, castros, citânias) pedregulhada de feição castrense ou alguma vaga tradição de vivência milenária. Mais do que rudimentares fortalezas, cada cltânia e cada castro seria uma espécie de observatório do mundo".

o espólio

geralmente encontrado nos castros escavados tem características machados polidos, a cerâmica, as lâminas de sílex e mós do tipo primitivo.

neolíticas,

como por exemplo

os


Comunidades recoletoras

Alimentação:

As comunidades

auroques. Também

recoletoras alimentavam-se

de animais, como cavalos, veados e

pescavam peixes para comer e apanhavam

frutos silvestres. Para a sua

dieta, comiam moluscos. Estilo de vida: O seu estilo de vida era nómada porque mudavam de sítio para viver quando a comida lhes faltava. Utensílios:

As comunidades

recoletoras

foram

criando

utensílios,

tais como: machados

de

pedra e lanças, que eles faziam com pedras pequenas que lascavam até ficar pronto a cortar. Caça: Para caçar, normalmente

usavam lanças, armadilhas e muita força.

Crenças e gostos: Também nos deixaram vestígios dos seus gostos. Eles pintavam nas rochas das cavernas os animais que queriam instrumentos

caçar ou que caçaram. Foram também

encontrados

musicais, pulseiras e colares, o que mostrava que tinham gosto.

Rúben,5ºD

Acordei e olhei pela entrada da gruta, o sol já estava alto e parecia que a chuva não iria cair. Saí e fui ao ribeiro que passa em frente à gruta, apenas lá estava~

mulheres mais velhas a

apanhar algo para o pequeno almoço" Os homens já tinham ido caçar. A mãe levantou-se

e disse-me para ir apanhar bagas ao bosque. Assim, lavei rapidamente

os

meus olhos no rio e fui. Apanhei muitas bagas azuis, boas para comer, e voltei para junto do grupo. As crianças já estavam levantadas e aproveitámos

para brincar um pouco. Ajudámos as

mulheres a raspar a gordura das peles e a esticá-Ias.

À tardinha, os homens regressaram da caça e trouxeram comida para todos. A noite chegou e o grupo reuniu-se em volta da fogueira

para comer. No fim, regressámos à

gruta, sem apagar a fogueira, não fosse qualquer animal feroz atacar! Maria Miguel, 5ºC



Castros ou Citânias