Issuu on Google+

life | Amor e Atracção

A essência Heteros e Homos

s o t c e f dos a

aídos. tirmo-nos atr n se a e s o ad tar apaixon ita e o sso peito palp nos levam a es o e n u o q a, es r õ pá az o r que o mund am os São muitas as exuais valoriz irracionais em ss e o s er so o et h in e g s ti r eiros? omossexuai Momentos ve é que ponto h dos seus parc At a . o lh o c sm ti es o a n er ctos nço corpo exala nandes Loure mesmos aspe texto: Hugo Fer

14

com’Out

com’Out

15


life | Amor e Atracção

Níveis de testosterona ditam a atracção Segundo um estudo do laboratório de investigação facial, da Universidade de Aberdeen, realizado por Ben Jones, Lisa DeBruine e Lisa Welling, mulheres heterossexuais com níveis elevados de testosterona sentem-se mais atraídas por rostos mais masculinos e os homens heterossexuais por semblantes mais femininos.

Homens diferem na resposta a odores

darem resposta a esse baixo standard”. O

Um grupo de investigadores suecos

Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica

mostrou, através de técnicas de

defende também que estas conclusões

imagiologia cerebral, que homens

reforçam o mito da mulher romantizada

homossexuais e heterossexuais

e incapaz de sexualidade com parceiros

respondem de forma diferente a

que não lhe surjam como ideais.

odores. Este estudo advoga que os

Por sua vez, a ilação desta investigação

cheiros podem estar envolvidos na

de que as mulheres hetero e homo têm o

especialista membro da Comissão LGBT da

excitação sexual e que os homens homossexuais respondem da mesma maneira do que as mulheres. Uma das conclusões deste estudo é que os homens, independentemente da sua Um dia, quando menos se espera, a paixão

ro. Um deles1 foi realizado por psicólogos

orientação sexual, são mais propensos

bate à porta. Os olhares fixam-se e o corpo

norte-americanos, que testaram diversas

ao sexo casual e têm standards mais

treme por todos os lados. Somos levados

variáveis a partir da teoria de selecção

baixos quando escolhem um par. Para

para um universo em que mais nada im-

sexual (1858) de Charles Darwin.

Nuno Carneiro, psicólogo clínico com experiência continuada de intervenção

porta senão aquele outro que está diante de nós. Somos impelidos a entregar-nos

De Darwin à actualidade

junto da população LGBT, esta é uma

completamente, sem reflexão ou pudor.

Um dos aspectos que escapa ao naturalista

conclusão que enceta diferentes perigos.

Nesses momentos, tudo parece fazer sen-

britânico é, sem dúvida, a homossexua-

“Isto leva a pensar que os homens sejam

tido e o mundo não é mais um lugar mau

lidade. Foi precisamente este ponto que

vistos como alguém que tende a ter sexo

para se viver: estamos diante de alguém

os investigadores americanos exploraram,

por ‘dá cá aquela palha’ e que estes procu-

que nos completa, independentemente de

tentando compreender que características

ram sexo mesmo com quem não os atrai

rótulos, expressões ou significados que

levam heteros e homos a escolher os seus

particularmente, bem como a considerar

queiramos dar ao sentimento por trás

parceiros.

que os parceiros estão disponíveis para

Porque é a Internet um sítio propício para a procura de parceiros?

“Está em jogo, na minha opinião, uma mudança social inegável de vivências e de discursos de atracção por parte das lésbicas”

Nuno Carneiro - Nas sexualidades não normativas, e tendo em conta as dificuldades inerentes à definição clara de cada indivíduo como pertencendo a uma sexualidade que é socialmente difícil de ser exprimida e aceite, percebe-se que a Internet seja um lugar para a procura de realidades próximas de si. Muitas vezes, ela funciona como um primeiro lugar de percepção de lhe dão mais importância e as lésbicas as

outras pessoas, sendo, por isso, re-

mesmo desinteresse relativamente a sexo

que lhe dão menos. “Discordo fortemente

corrente o discurso ‘foi pela Internet

ocasional, merece o mesmo tom crítico

(...) A não ser que assumíssemos, de forma

que percebi que afinal há muitas

deste fenómeno.

de Nuno Carneiro: “Estamos num campo

absurda, que as mulheres não têm captação

pessoas como eu’ ou ‘se eu já achava

Mas, no que toca às relações, nem tudo se

de apreciação preconceituosa quando

sensorial do que todos os dias e a todo

que não era heterossexual, com a

resume à história encantada. No Verão,

admitimos afirmações deste tipo. Como

o momento as rodeia”. Por outro lado,

Internet tive certeza disso’.

por exemplo, enquanto o calor aperta e os

se houvesse uma ‘essência’ de afectividade

o especialista ressalva que existem mais

Mesmo depois de consolidada a

corpos se desnudam, as hormonas vão ao

que tem que estar presente na generalida-

modelos sociais de atractividade dirigidos

definição de si, a Internet permanece

rubro. Uma época propícia a aventuras e a

de das mulheres para que elas procurem

à homossexualidade masculina do que à

como lugar de procura de encontros

algumas loucuras. Instantes inexplicáveis

satisfazer a sua sexualidade. O que está

feminina, sendo que tal não significa que

– sexuais, amorosos e relacionais –,

em que o desejo e o prazer carnal falam

aqui em jogo é um discurso social misó-

todos os homens gay “apreciem as men-

como de resto permanece para sexu-

mais alto. O que têm estas duas perspectivas

gino e profundamente machista que as

sagens de atractividade exploradas pelos

alidades e identidades normativas,

em comum? Nada mais do que o processo

impede de assumirem a sua vontade de

modelos em causa”.

com a possibilidade de protecção

que nos leva a eleger o par ideal para uma

sexo ocasional”.

Nuno Carneiro explica também que a me-

através de um anonimato relativo.

nor acessibilidade a estes modelos de

Esta possibilidade, juntamente com a

ou outra circunstância. São poucos os estudos que abordam esta

Discursos de atracção

atractividade para um público lésbico

escassez de espaços ‘reais’ de troca

temática tendo por base uma comparação

A atractividade física é outros dos aspectos

não corresponde a uma ausência desta.

relacional e/ou sexual é a razão

entre o papel que a orientação sexual ou que

abordados por este estudo. De acordo com

“Pensemos, por exemplo, na série televi-

maior para a expressão acrescida

o género têm para a escolha de um parcei-

os autores, os homens, em geral, são os que

siva A Letra L e na enorme multiplicidade

da utilização da Internet.

16

com’Out

com’Out

17


life | Amor e Atracção

Homossexuais conhecem-se pela Internet O sociologista Michael Rosenfeld realizou um estudo online com três mil adultos. De acordo com os resultados, 61% dos homossexuais conhecem os seus parceiros via Internet, um número que se cifra nos 21% para os casais heterossexuais. O mesmo estudo revela que os gays têm menor probabilidade (1% a 8%) de arranjar um parceiro por via de um familiar do que os heterossexuais (17% a 22%).

mulheres mais num horizonte emocional. Nuno Carneiro considera que entre parceiros do mesmo sexo, devido “às reduzidas possibilidades de encontro e sendo estas relações tantas vezes desconhecidas pelos outros à custa do estigma e das suas implicações”, é compreensível que exista um maior sentimento de perda. Foram ainda analisados dois outros aspectos, um que diz respeito à idade, em que os investi-

de modelos aí encontrada. Está em jogo,

vontade, os homens heteros manteriam o

gadores concluíram que os homens, em geral,

na minha opinião, uma mudança social

mesmo padrão de comportamento.

preferem progressivamente parceiros mais

inegável de vivências e de discursos de

novos à medida que envelhecem. Já para as

atracção por parte das lésbicas”.

Estímulos, ciúme e idade

mulheres, o factor idade parece não ser tão

Relativamente ao facto de os homens

Regressando ao estudo realizado pela

importante. O outro diz respeito à importância

homo terem mais parceiros do que os seus

equipa norte-americana, este demonstra

dada ao estatuto social, uma característica

congéneres, explica que a comparação

também que as mulheres heteros são, de

mais tida em consideração pelas mulheres

dos percursos de vida feitos por homos

entre os quatro grupos (mulheres homo

hetero. O

e heteros tem de ser cuidadosa. “Numa

e hetero e homens hetero e homo), as que

estrutura social que continua a validar

menos respondem a estímulos visuais.

1

e a reproduzir modelos de ‘heterossexu-

No que diz respeito ao ciúme, os homens

narily Relevant Aspects of Human Mating Psychology,

alidade’ como privilegiados, a procura

hetero tendem a ser mais ciumentos a

J. Michael Bailey, Steven Gaulin, Yvonne Agyei e

de parceiros resulta, logicamente, como

um nível sexual e os homens homo e as

Brian A. Gladue

Effects of Gender and Sexual Orientation on Evolutio-

desigual nas suas possibilidades e nos discursos de legitimação dessa procura”. Neste sentido, o psicólogo considera que o difícil processo de autodefinição e de revelação da orientação sexual resulta como escape à dor de fazer parte de um grupo com uma sexualidade não aceite pela sociedade. Um outro estudo, desenvolvido por Symons, sugere que este comportamento não surge porque estes homens estão mais interessados em sexo casual do que os heteros, mas porque as oportunidades de saciar os seus interesses dependem das inclinações dos homens e não das inclinações das mulheres, sexualmente mais cautelosas. Assim, se as mulheres partilhassem esta

18

com’Out

Processo de atracção facial é semelhante entre os homens O estudo de um pesquisador da Universidade de Harvard aponta que os gays são mais atraídos por homens com caras mais masculinas, enquanto os homens heterossexuais preferem as mulheres com caras mais femininas. Os resultados concluem, no entanto, que os cérebros dos homens, independentemente da sua orientação sexual, operam de formas semelhantes, uma vez que estes sentem maior atracção por caras sexualmente dimórficas (com características faciais mais ligadas ao género). Esta foi a primeira investigação a examinar as preferências faciais de gays e lésbicas, sendo que estas últimas preferem caras ligeiramente mais masculinas do que as mulheres heterossexuais. Os participantes viram imagens de rostos manipulados digitalmente e depois indicaram os que consideravam mais atraentes. O estudo foi realizado online e incluiu mais de 900 homens e mulheres.


Com'Out - A essencia dos afectos