Issuu on Google+

Síndrome dos Ovários Policísticos


Síndrome dos Ovários Policísticos A ausência crônica de ovulação por fator masculino (androgênico) representa uma das mais freqüentes patologias em mulheres em idade reprodutiva, atinge cerca de 5 a 10% da população feminina nesta fase de vida.

Estas mulheres apresentam alterações menstruais, infertilidade e manifestações clínicas como obesidade, acne e aumento dos pêlos. A Síndrome dos ovários Policísticos (SOP) também esta associada a doenças cardiovasculares, aumento do colesterol, diabetes e câncer do endométrio. O diagnóstico é feito através da avaliação médica com coleta


da história clínica (queixa de irregularidade menstrual ou ausência de menstruação), exame físico, ultrassonografia, dosagens hormonais e outros exames laboratoriais. Devem ser descartadas outras doenças que também podem levar a ausência de menstruação (hiperprolactemia, distúrbios da tireóide, distúrbios da adrenal, etc).

Quando nos deparamos com mulheres com este diagnóstico, dividimos em dois grupos: aquelas que desejam engravidar e aquelas que não desejam engravidar.


No grupo de mulheres que não desejam engravidar necessitamos somente regularizar o ciclo menstrual e melhorar as manifestações clínicas do excesso de hormônio masculino. Para esta ação usamos pílulas anticoncepcionais combinadas (o medicamento deve ser particularizado para cada situação clínica). As obesas são orientadas a perda de peso com dieta e exercícios físicos e se apresentarem resistência insulínica, medicamentos hipoglicemiantes devem ser introduzidos.


Já as mulheres que desejam uma gestação devem ter um tratamento diferenciado quando a queixa principal for infertilidade. As medidas anteriores como dieta, exercícios e uso de hipoglicemiantes devem ser adotadas. Além disso, muitas vezes, necessitamos de estimular estes ovários com uma droga indutora de ovulação. Com esta medida, aumentamos a taxa de ovulação para cerca de 80%. Se for somente esta a causa da infertilidade, podemos atingir uma taxa de até 40% de gravidez. Outros medicamentos, como corticóides, também podem ser usados se a origem da quantidade de hormônio masculino for adrenal.


Contudo, os casos que n達o responderem a estes tratamentos, ou seja, n達o engravidarem, devem ser avaliados para possibilidade de fertiliza巽達o.


Visite-nos com frequência, Estaremos sempre renovando as informações deste website


Sindrome dos Ovarios Policisticos