Page 1

A dieta do brasileiro e a osteoporose


A dieta do brasileiro e a osteoporose Pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (UNIFESP/EPM) trouxe informações inéditas sobre a baixa ingestão de cálcio e outros micronutrientes relacionados com a saúde óssea na população brasileira. Trata-se do Brazos Nutricional (BRAZilian Osteroporosis Study) a mais completa pesquisa epidemiológica já realizada no Brasil sobre a osteoporose e fraturas. O estudo de base populacional avaliou 2420 pessoas (70% mulheres), acima de 40 anos de idade. Embora rico em macronutrientes, o prato típico da principal refeição brasileira, arroz, feijão, salada e carne, não é suficientes pra garantir as quantidades necessárias de cálcio,


potássio e vitaminas A, D e E. A mudança de hábitos alimentares e o estresse cotidiano deixam as refeições incompletas, especialmente pelo menor consumo de frutas, verduras, legumes e grãos. Além disso, segundo Dr. Marcelo Pinheiro, reumatologista e coordenador do estudo, a ingestão de cálcio (400mg, em media) e vitamina D está abaixo da recomendação.

Ingestão inadequada de cálcio e vitamina D (cuja principal fonte é a exposição solar) pode ocasionar comprometimento da massa óssea, principalmente na infância e adolescência,


mas também nos adultos e idosos.

A alimentação adequada esta associada também, com menor risco de doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão arterial, diabetes mellitus e osteoporose. Outros nutrientes, além do cálcio, estão relacionados com a saúde óssea, em especial proteínas, fósforo, magnésio e vitaminas D, K e A.


Mudanças simples no hábito alimentar e de baixo custo, como incremento da ingestão de alimentos ricos em cálcio e outros micronutrientes, a exposição solar em horário de menor risco para a pele e em casos específicos o uso de fortificados e suplementos, podem proporcionar benefícios para o metabolismo mineral e ósseo. Além disso, parar de fumar e exercícios físicos minimiza, ainda mais, a taxas de fraturas por osteoporose na nossa população.


DICAS DE ALIMENTOS RICOS EM CALCIO E VITAMINA D Alimento ricos em cálcio

Alimento ricos em vitamina D

Brócolis ½ xícara: 89mg

Óleo de fígado de bacalhau

Frozen iogurte ½ xícara: 154mg

Salmão, atum e sardinha

Sardinha com ossos: 217mg

Margarina

Queijo tipo cheddar (30g): 204mg

Ovos

Iorgute (1 xícara): 452mg

Fígado

Leite ( 1 xícara): 302mg


Ingestão ideal de cálcio diária em torno de 1000mg/dia, se for formulado deve ser ingerido durante as refeições.

Cinco a dez minutos de sol, três vezes por semana, com exposição de braços e pernas geralmente é ideal para produzirmos toda a vitamina D de que necessitamos. Neste período não devemos usar filtro solar.


Visite-nos com frequência, Estaremos sempre renovando as informações deste website

A dieta do brasileiro e a osteoporose  

Pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (UNIFESP/EPM) trouxe informações inéditas sobre a baixa ingestão de cálcio e outros micron...